Você está na página 1de 3

A DESUNIÃO DAS IGREJAS

“Irmãos, peço, pela autoridade do nosso Senhor Jesus Cristo, que vocês estejam de
acordo no que dizem e que não haja divisões entre vocês. Sejam completamente unidos
num só pensamento e numa só intenção. Pois, meus irmãos, algumas pessoas da família
de Cloé me contaram que há brigas entre vocês. O que eu quero dizer é isto: cada um de
vocês diz uma coisa diferente. Um diz: ‘Eu sou de Paulo’; outro, ‘Eu sou de Apolo’; outro,
‘Eu sou de Pedro’; e ainda outro, ‘Eu sou de Cristo’. Por acaso Cristo foi dividido em várias
partes? Será que Paulo morreu crucificado em favor de vocês? Ou será que vocês foram
batizados em nome de Paulo?”
(I CORÍNTIOS 1 v. 10-13)

É muito comum ouvirmos discussões sobre religião. E mais comum ainda é a competição
entre os membros que defendem fervorosamente a doutrina que seguem. Uns dizem:
- Na minha igreja o evangelho é levado a sério. Lá o fogo desce.
Outros não concordam:
- Na sua igreja tem gritaria, é uma bagunça. Deus não se agrada disso, pois temos que ser
moderados.
- Que nada! Vocês é que são frios!...

E prosseguem nessa discussão que no fim só leva a mais desunião, discriminação e


discórdia entre os que deveriam formar o povo de Deus.

“Quando existem ciumeiras e brigas entre vocês, será que isso não prova que vocês são
pessoas deste mundo e fazem o que todos fazem? Quando alguém diz: ‘Eu sou de Paulo’,
e outro: ‘Eu sou de Apolo’, será que assim não estão agindo como pessoas deste mundo?
Afinal de contas, quem é Apolo? E quem é Paulo? Somos somente servidores de Deus, e
foi por meio de nós que vocês creram no Senhor. Cada um de nós faz o trabalho que o
Senhor lhe deu para fazer: eu plantei, e Apolo regou a planta, mas foi Deus quem a fez
crescer. De modo que não importa nem o que planta nem o que rega, mas sim Deus, que
dá o crescimento.”
(I CORÍNTIOS 3 v. 3-7)

Se a maneira de vocês agirem não for mudada, Deus os rejeitará no Dia do Juízo, pois a
conduta de vocês não tem nada a ver com o que se espera dos filhos de Deus. Suas
discussões tolas e seus ensinamentos humanos envergonham o nome de Deus!

Os discípulos de Jesus eram unidos e tinham um só objetivo: pregar o evangelho. As


igrejas estão parecidas com os políticos em época de eleição: para atrair o povo uma fala
mal da outra, procura as falhas e os defeitos das outras, dizem que são os exemplos que
os outros devem seguir... E se esquecem de ajudar e orientar o povo que as escolhe.

Vocês estão se comportando mal. O que Jesus ensinou, vocês não estão colocando em
prática, mas o que satanás quer, vocês estão fazendo que é discutir, se desunir, falar mal
uns dos outros, entre outras coisas que vocês sabem que são erradas. Por isso pensem
bem, quem é seu mestre: Jesus ou satanás? A quem vocês querem servir? Se a escolha
de vocês for Jesus procurem fazer o que é certo e mudem seu modo de agir.

Qual era o objetivo de Jesus quando disse: “Ide e pregai o evangelho”? Era que Seus
seguidores contassem para o povo tudo o que Jesus havia feito com o poder dado por
Deus, que explicassem o significado da Lei de Moisés e que ensinassem ao povo a ter
uma vida correta para serem salvos no Grande Dia. E hoje? O que as igrejas estão
fazendo? Criando leis e doutrinas humanas para se diferenciar umas das outras, roubando
o dinheiro do povo, iludindo as pessoas com cultos milagrosos, ensinando as pessoas a
cobiçar, a serem orgulhosas, soberbas, julgadoras, a se sentirem melhores que os que
não são da igreja e a acreditar que estão salvas só porque vão à igreja.

O objetivo de pregar o evangelho não está mais presente nas igrejas. Cada igreja quer
crescer mais do que a outra, quer ser mais divulgada, mais cheia, ser “mais” em tudo. E
onde está Deus nessas igrejas? Bem longe. Pois onde há o orgulho, a cobiça, a idolatria, a
desunião, a mentira, Deus não está presente.

Os ensinamentos e doutrinas das igrejas são bem diferentes umas das outras. Até a Bíblia
está sendo modificada de acordo com cada denominação. Cada um interpreta de um jeito.
Isso é absurdo! Se vocês ouvissem o Espírito de Deus seria um só ensinamento, a mesma
doutrina, uma única denominação.

Mas hoje existem várias denominações porque não dão atenção ao Consolador: os
pastores de denominações diferentes interpretam a Bíblia de maneiras bem diferentes;
cada líder quer ser mais sábio e mais famoso que o outro. “Mas vocês, meus amigos,
lembrem do que foi profetizado pelos apóstolos do nosso Senhor Jesus Cristo. Eles
disseram a vocês: ‘Quando chegarem os últimos tempos, aparecerão pessoas que vão
zombar de vocês, pessoas que não querem saber de Deus e seguem os seus próprios
desejos.’ São essas pessoas que causam divisões, pois são dominadas pelos seus
desejos naturais e não têm o Espírito de Deus.” (JUDAS 1 v. 17-19)

Quem não dá atenção aos ensinamentos do Espírito Santo de Deus, dará atenção a
satanás. E é isso que está acontecendo: cada vez mais os membros de uma igreja não
concordam com os ensinamentos e doutrinas e por isso abrem outra igreja, que é um fruto
da discórdia e da desunião. E assim o povo vai se espalhando, se desunindo e
esquecendo de servir a Deus. “E chegará o tempo em que alguns de vocês contarão
mentiras, procurando levar os irmãos para o seu lado.” (ATOS 20 v. 30)

Se alguém lhe diz que é um servo de Deus, respeite-o independente da igreja que ele
freqüenta; não comece discussões tolas e muito menos o discrimine por não pertencer à
mesma denominação que você.

Vocês dizem que são o povo de Deus. Então parem com essa discriminação e desunião
entre vocês, pois há um só Senhor e um único Deus. Não sejam fanáticos por religião e
não se esqueçam do que a Bíblia diz: “Aconselhe que não falem mal de ninguém, mas que
sejam calmos e pacíficos e tratem todos com educação.” (TITO 3 v. 2)

É preciso uma mudança muito grande na maneira de vocês agirem e pensarem para
serem merecedores de serem chamados povo de Deus. Sirvam a Deus em espírito e em
verdade. “Busquem sempre as coisas que trazem a paz e que nos ajudam a fortalecer uns
aos outros na fé.” (ROMANOS 14 v. 19)

Se vocês continuarem a agir desse modo com seus irmãos em Cristo, como vão tratar os
que não conhecem a Palavra? Coloquem em prática os ensinamentos de Jesus que
sempre pregou o amor entre as pessoas e o amor a Deus. Vocês não devem discutir por
causa de religião ou denominações diferentes. O nosso dever é respeitar e amar nossos
irmãos assim como Jesus nos ensinou. Quem discute por causa de religião, não tem a
mente dirigida pelo Espírito Santo.

Então, preste atenção se você serve a Cristo ou a igreja. Que cada um trate de viver sua
vida guiada pelo Espírito de Deus e não pela natureza humana. Vivam com união, amor e
humildade entre vocês! Sejam fiéis a Deus e ajudem uns aos outros em vez de discriminar.
Lembrem-se que o único caminho para o Pai é Jesus e não a igreja.

Que Deus o abençoe!