Você está na página 1de 3

TEORIA DO CONHECIMENTO E VALORES o processo que se transforma em juízos; o jeito de

Sunta Amabile Giacomim considerar a atividade do sujeito frente ao objeto a ser


Aluna do 4° período do Curso de Filosofia conhecido, sendo tratada, a partir da Idade Moderna,
Ademir de Castro Costa como uma disciplina central da filosofia.
Professora de Sociologia dos cursos de Ciências da Nesse processo de valorização da teoria do
Educação conhecimento colaboraram as obras do filósofo
francês René Descartes ( 1596- l650), do filósofo
inglês John Loock ( 632- 1704), e do filósofo alemão
RESUMO Immanuel Kant ( l724- 1804), portanto a teoria do
Pensar em teoria do conhecimento é exigir uma conhecimento é uma reflexão filosófica com o
reflexão das mudanças ocorridas na sociedade do objetivo de investigar as origens, as possibilidades, os
conhecimento tendo como base o processo crescente fundamentos, a extensão e o valor do conhecimento.
de informatização da vida em sociedade. A realidade, Por estas razões ela é analisada como uma disciplina
nas duas últimas décadas, tem a marca da ciência e central da filosofia.
tecnologia , ou do conhecimento. Sob uma outra Para, existir conhecimento é necessário que haja a
forma de expressar, corresponde à globalização relação entre dois elementos básicos: um sujeito
competitiva, onde a acumulação de capital provocou conhecedor (mente) e um objeto conhecido (a
mudanças na concepção dos valores sociais e morais. realidade). Só haverá conhecimento se o sujeito
Existem muitas maneiras de educar para a construção conseguir apreender o objeto, isto é, representá-lo
de valores morais, sociais É função da Escola como mentalmente. Paulo Ronca afirma que “O
instituição educativa, junto á família, educar para a conhecimento se dá, na possibilidade do indivíduo
eticidade. operar sobre o que percebe ou sobre o que memoriza”
Palavras-chaves: Teoria do conhecimento, (p.124).
globalização, sociedade, mudanças. “No conhecimento defrontam-se consciência e
objeto, sujeito e objeto. O conhecimento aparece
INTRODUÇÃO como resultado da relação entre esses dois elementos.
O que é teoria do conhecimento? O que são valores? Nessa relação, sujeito e objeto, permanece
Muitas são as interrogações a respeito do eternamente separados. O dualismo do sujeito e do
conhecimento e dos valores. Questões que o ser objeto pertence à essência do conhecimento”.
humano consciente quer responder embora nem Refletindo sobre os conceitos da teoria do
sempre encontre respostas convincentes. conhecimento, podemos concluir que o
Pesquisadores humanistas concordam que o conhecimento faz parte de uma argumentação
conhecimento, assim como valores, estão atrelados à filosófica na construção do saber. Após ter refletido
educação. “A educação não cria o homem e sim, lhe sobre o conhecimento pode-se aprofundar e refletir
ajuda a criar-se a si mesmo..”( Debesse). Regina sobre os valores que fazem parte do conhecimento
Célia Baptista Belluzzo em sua obra “A educação na estruturado e aceito pela sociedade através dos
sociedade do Conhecimento” afirma que: tempos. Mario Sergio Cortella em seu livro “A
“Há necessidade de se entender que aprender é um Escola e o Conhecimento” afirma que:
processo complexo, onde o ser humano deve ser o “ A preocupação com os valores é tão antiga como a
sujeito ativo na construção do conhecimento, e que humanidade, só a partir do século XIX surge como
este somente se dá a partir da ação do sujeito sobre a disciplina escolar. Axiologia ou teoria dos valores,
realidade. O conhecimento é o principal fator de que se ocupa das relações que se estabelecem entre
inovação disponível ao ser humano. O as coisas, seres vivos ou mesmo idéias e a pessoa que
conhecimento não é constituído de verdades os aprecia” (p.45)
estáticas, mas um processo dinâmico, que acompanha DESENVOLVIMENTO
a vida humana e não constitui em mera cópia do Para Márcia Botelho Fagundes em seu livro
mundo exterior, sendo um guia para ação. Ele emerge “Aprendendo valores éticos” defende o
da interação social e tem como característica princípio que “A primeira intenção de todo
fundamental poder ser manifestado e transferido por ser vivo é manter-se, mas para nós não é
intermédio da comunicação. Assim a capacidade de suficiente a mera sobrevivência apoiada em
aprender, de desenvolver novos padrões da conhecimentos sobre o mundo: é
interpretação e de ação, depende da diversidade e da fundamental que a vida valha a pena. Um
natureza vária do conhecimento”. dos produtos ideais da cultura são os
A questão da teoria do conhecimento é um tema valores”
inerente às especulações filosóficas, desde a Os valores são que nem “moldura” da existência
antigüidade grega. É conhecida pelos filósofos como individual e coletiva do ser humano, de modo que
gnosiologia, crítica do conhecimento ou podemos compreender os atos das pessoas enquanto
epistemologia. sujeitos históricos e coletivos, situando-os em um
Em que consiste, a teoria do conhecimento? A contexto de mundo que informe e eduque as novas
teoria do conhecimento pode ser definida como a gerações com conhecimentos e conceitos. Valores,
investigação, acerca do conhecimento verdadeiro. conhecimentos e preconceitos mudam porque os
Existem uma diversidade de teorias do conhecimento seres humanos modificam conforme o avanço das
porque os filósofos sempre se preocuparam com a ciências e a repercussão no modo de viver de uma
temática, sendo difícil constatar uma coincidência de coletividade porque a vida é “processo” e processo é
pensamento e conceitos entre eles. Dentre os mudança, ser humano é ser capaz de ser diferente . A
principais princípios da teoria do conhecimento história do homem através dos tempos demonstra que
podemos citar as fontes primeiras do conhecimento; valores e conhecimentos não têm existência
autônoma, dependem, para realizar-se, de pessoas Podemos definir o diálogo como uma conversação
inteligentes que os elaborem, atribuindo-lhes entre duas ou mais pessoas. Saber dialogar é uma
significados e dando-lhes suporte de manifestação habilidade que precisa de aprendizado para se
através de uma comunicabilidade inteligível. desenvolver. Um diálogo construtivo envolve o
Valores e conhecimentos são construídos a partir de indivíduo como um todo: um ser que pensa, que sente
um indivíduo sendo entretanto, sua construção e age. Para alcançar um diálogo saudável, há pontos a
resultado de uma ação coletiva. Muitos são os valores serem considerados, como: o desejo manifestado das
e conhecimentos que atendem aos interesses dos pessoas em participar, a flexibilidade, a tolerância e a
grupos sociais dominantes econômica e politicamente empatia. O diálogo também acontece por meio de
na sociedade, para dar sustentação ao domínio intra- gestos, palavras e de olhares. O diálogo é fonte de
social e reprodução do poder promovendo a difusão bem-estar, de enriquecimento mútuo e de paz. É
de seus conceitos de valores como fossem de todas as fundamental compreender que o diálogo é um valor
categorias sociais. indispensável para resolver os conflitos sem usar a
Pedro Scuro (p.108) comenta que as sociedades força física ou através da denominação do outro.
modernas se caracterizam por uma grande variedade Grande parte da existência humana, as pessoas
de valores e, consequentemente, por divergências, enquanto seres sociais e políticos passam
muitas vezes extremamente profundas. Conflitos de comunicando consigo mesmo ou com outros. A esta
valores contribuem para gerar problemas sociais. De realidade denominamos de diálogo, que pode ser
um lado, porque existem diversas definições acerca externo ou interno.
do que é melhor para a vida em sociedade, e, de Através do diálogo interno, a pessoa que aprendeu a
outro, porque os próprios valores geram confusão e pensar faz análises de situações reais, tece
estimulam desvios de conduta. (SCURO,Neto Pedro. julgamentos, cria sensações, alimenta sentimentos,
Sociologia Ativa e Didática.. SP: Saraiva,2003, elabora experiências, toma decisões e planeja ações.
p.108) A comunicação com o mundo externo permite
Existem muitas maneiras de educar na formação de influenciar o ambiente social, socializar as idéias e
valores como: valores, reformula as opiniões, percebe as falhas e
 podem ser socializados através de hábitos e aprende.
de forma repetitiva; Estar atentos, reflexivos e cuidadosos, são atitudes
 são assimilados no convívio familiar, sábias porque muitas vezes pensa-se que está
grupal e social; ocorrendo um diálogo e o que, na verdade se
manifesta, é um monólogo a dois. Acontece quando
 são convicções, premissas de foro íntimo, uma pessoa fala sem dar atenção, sem se importar
que é permitido deixá-los crescer, florescer
com a opinião e a compreensão de quem está ao
e desenvolver.
lado.
Valores morais, éticos, são tão antigos quanto a
A RESPONSABILIDADE
própria história da humanidade. A luta entre o bem e
A responsabilidade pode ser compreendida como
o mal está presente no imaginário popular como tema
comprometimento ao responder, sem ficar esperando
em todas as culturas e civilizações.
ordens para executá-la ou que lhe façam cobrança. A
Quais os valores mutáveis e quais os permanentes? O
responsabilidade pode ser percebida sob dois pontos
caminho é longo para que valores se consolidem já
de vista: individual e coletivo. Responsabilidade
que , “não existe vento favorável para quem não sabe
individual é ser responsável é ter liberdade nas
aonde vai” afirma Plínio, o jovem filósofo.
escolhas, tanto para o bem como para o mal e saber
É tarefa fundamental orientar os jovens de hoje a
assumir as conseqüências da atitude tomada. É
construírem um embasamento teórico, seguro e
corrigir o mal, convertendo-o em bem. O responsável
necessário para que façam suas opções, e consolidem
está sempre pronto para responder por seus atos
seus valores podendo fazer suas escolhas realizando-
conscientes. Responsabilidade Coletiva é ser
se enquanto homens ou mulheres felizes. Faz-se
comprometido com a coletividade. Isto implica Ter
necessário, enquanto formadores de opinião,
capacidade de influir, intervir na medida do possível,
conscientizar e promover as novas gerações para
seja na própria vida pessoal e familiar ou mas
que não tenham que viver mergulhados sós num
decisões de um grupo social. A responsabilidade está
mundo de “coisas” materiais, promovidos pela
inserida em outros valores tais como liberdade,
indústria do consumo, mas vivam também num
justiça e diálogo, já que os valores estão interligados
ambiente de valores indispensáveis para sua
entre si.
realização pessoal e profissional. São valores
RESPEITO
fundamentais em nossa convivência: a amizade, a
A palavra respeito significa um valor que envolve
responsabilidade, o respeito, a cooperação, o diálogo,
muitas atitudes importantes como a consideração, a
a solidariedade.
admiração por uma pessoa, cuidado pela natureza,
AMIZADE
pelos animais e pelas plantas, enfim pelo mundo que
A palavra amizade tem muitos significados. Podemos
nos cerca. E dignidade significa o respeito que temos
defini-la como um afeto pessoal, puro, recíproco que
por nós mesmos. Portanto, respeito é um valor que se
se fortalece na convivência. A amizade é sustentada
refere a nós mesmos e aos outros, sendo que o
por sentimentos como: a sinceridade, a generosidade
respeito aos outros é a primeira condição para que as
e o afeto mútuo. A amizade sincera tem de ser
relações sociais aconteçam de uma maneira saudável.
recíproca, precisamos saber dar e receber ao mesmo
A aprendizagem do respeito é construída através da
tempo. O valor da verdadeira amizade se encontra no
convivência com as pessoas que nos cercam:
tratamento afável, compreensível, na convivência e
familiares, e educadores que dão testemunho de como
nas relações mútuas.
agir respeitosamente.
DIÁLOGO
Constatamos através de estudos científicos que a CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo:
história é muito complexa, pois quando se é o Ática, 1997.
diferente, se deseja ser aceitos por um grupo ou pela CORTELLA, Mario Sergio. A Escola e o
comunidade onde se vive, exige atitudes de Conhecimento : fundamentos epistemológicos e
tolerância, paciência e humildade, o que não significa políticos. São Paulo: Cortez,2000.
se submeter a humilhações. É significativo apreender COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia.
a conviver e aceitar as diferenças dos seres humanos, História e Grandes Temas. São Paulo: Saraiva, 2000
pois o respeito exige a convivência com as DEMO,Pedro. Política Social do conhecimento:
diferenças, de classe, de raça, de cultura, de crenças sobre futuros do combate à pobreza. SP: Vozes,
religiosas etc. 2002.
Saber educar para a eticidade não é “transferir FAGUNDES, Márcia Botelho. Aprendendo Valores
conhecimento”, mas possibilitar condições para que Éticos. Belo Horizontes: Autêntica, 2001.
os educandos construam múltiplos saberes e valores GIRARDI, Justino Leopoldo e QUADROS DE, José
morais. Os conceitos disponibilizados e refletidos Odone. Filosofia Aprendendo a Pensar. Porto
pelo professor educador será re-elaborado pelo aluno Alegre: Sagra Luzzatto, 1998.
para se constituir conhecimento dele. O HESSEN, Johannes. Teoria do Conhecimento. São
conhecimento só é produzido quando é possibilitado Paulo. Martins Fontes, 2000.
à pessoa humana como sujeito de sua história, atuar SCURO,Neto Pedro. Sociologia Ativa e Didática..
sobre o que percebe ou sobre o que memoriza. Educar SP: Saraiva,2003, p.108
para a vida com responsabilidade exige risco, TELES, Antonio Xavier. Introdução ao Estudo de
aceitação do novo e rejeição a qualquer forma de Filosofia. São Paulo, Ática, 1979.
discriminação e condenação do avanço tecnológico
sem fundamentação e convicção.
Para o professor Celso do Santos Vasconcellos em
seu livro ”Construção do conhecimento” afirma que
a necessidade de atividade para a construção do
conhecimento demanda práticas objetivas do aluno e
não só o “prestar atenção” ou fazer tarefas.
Durante todo o período da vida, o ser humano
entusiasmado com o desenvolvimento da
coletividade e da felicidade do outro, constrói
conhecimentos. Conhecer como se produz o
conhecimento no processo educativo é colaborar
com a determinação social do destino dos alunos.
Pedro Demo concluiu em sua obra ”Política social do
conhecimento” que o conhecimento na perspectiva
libertadora deve estar articulado a uma compreensão
crítica da realidade, uma vez que, sem isto, o
professor não terá como entrar em contradição com o
aluno, já que também está marcado pelo senso
comum. Portanto, conhecimento consiste numa
representação mental de relações coletivas.
CONCLUSÃO
As pessoas não são somente objetos ou objetivos de
estudo das ciências, e sim, elementos sociais e centro
das atenções dos projetos educativos. É preciso ir
além das disciplinas escolares formalizadas para
promover, junto aos educandos, a construção do
conhecimento a serviço dos projetos das pessoas em
sociedade, priorizando a aprendizagem de valores
éticos e morais . A função da escola como instituição
educativa é a formação da cidadania e não a formação
de especialistas. Todo conhecimento do mundo perde
seu valor, se não estiver a serviço da inteligência, ou
seja, dos projetos sociais das pessoas e da sociedade.
Cada educador deve explicitar em palavras ao aluno,
a importância de que, como sujeito histórico, de
construir conhecimentos, competências e habilidades
para se realizar como pessoa e como profissional.
Através da educação é possível transformar pessoas e
sociedades. O processo educativo é inconcluso
segundo a teoria do professor Paulo Freire..

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ARANHA ARRUDA, Maria Lúcia e MARTINS,
Pires Maria Helena. Filosofando, Introdução à
Filosofia. São Paulo: Moderna, 2000.

Você também pode gostar