Você está na página 1de 47

.

Fonética
.

Sumário
Fonética 1

Vogais 1

Semivogais 2

Consoantes 2

Sílaba 3

Sílaba Tônica 3

Encontros Vocálicos 4

Encontros Consonantais 5

Dígrafos 5

Divisão Silábica 5

Orientaçãoes Ortográficas 6

Orientações Complementares 8

Acentuação Gráfica 15

Questões 1 a 19 23

Enunciado - questões 20 e 21 32

Questões 22 a 36 33

Enunciado - questões 37, 38 e 39 41

Questões 40 a 45 42

2
. Fonética

Fonética ser indicada pelo til ( ), ou pe-


las letras m e n. São cinco os
Dá-se o nome de fonema ao menor ele-
fonemas vocálicos nasais:
mento sonoro capaz de estabelecer uma
ã, (e+ ), (i+ ), õ, (u+ ). Exs.: lã,
distinção de significado entre palavras.
tanto, tenda, lindo, tombo,
Os fonemas se classificam em: vogais,
mundo.
semivogais e consoantes.

Vogais • Quanto ao timbre:

Dá-se o nome de vogais aos sons pro- – abertas – Exs.: fé, lata, pó.
duzidos por uma corrente de ar que
– fechadas – Exs.: mês, amor,
passa livremente pela cavidade bucal.
luta.
Classificam-se:
– reduzidas – aparecem quase
• Quanto ao papel das cavidades bu- sempre no final das palavras.
cal e nasal: Exs.: dedo, ave, gente.

– orais: quando a corrente de • Quanto à zona de articulação:


ar passa somente pela boca.
São sete os fonemas vocáli- – anteriores (palatais) – a língua

cos orais: a, é, ê, i, ó, ô, u. Exs.: eleva-se em direção ao palato

lá, pé, lê, ali, mola, dor, uva. duro (céu da boca). É o caso

das vogais é, ê, i.
– nasais: quando a corrente de
ar passa pelas cavidades bu- – posteriores (velares) – a língua
cal e nasal. A nasalidade pode eleva-se em direção ao palato

1
. Fonética

mole (véu palatino). É o caso se destaca é o a. Ele é a vogal. O ou-


das vogais ó, ô, u. tro fonema vocálico (i) não apresenta

– médias – a língua fica baixa, a mesma força, sendo, portanto, classi-

quase em repouso. É o caso ficado como semivogal. Demais exem-

da vogal a. plos: história, língua, coisa.

Consoantes
ATENÇÃO: As vogais podem ser tônicas
ou átonas, dependendo da intensidade São os fonemas produzidos quando a

com que são pronunciadas. corrente de ar emitida encontra obstá-


culos em sua passagem pela boca, for-
• Uma vogal tônica é aquela pronun-
çando através de movimentos articula-
ciada com maior intensidade: até,
tórios. Classificam-se:
bola, tiro.
• quanto ao papel das cavidades bu-
• Uma vogal átona é aquela pronun- cal e nasal: orais; nasais.
ciada com menor intensidade: até,
• quanto aos papéis das cordas vo-
bola, tiro.
cais: surdas; sonoras.
Semivogais As consoantes surdas são as pro-

Dá-se o nome de semivogais aos fone- duzidas sem vibração das cordas

mas /i/ e /u/ quando, juntos de uma vo- vocais: /p/, /t/, /k/, /f/, /s/, /x/.

gal, formam com ela uma sílaba. Ob- As consoantes sonoras são as pro-
serve, por exemplo, a palavra papai. duzidas com vibração das cordas
Esta é formada por duas sílabas: pa- vocais: /b/, /d/, /g/, /v/, /z/, /j/, /l/,
pai. Na última delas (pai), o fonema que /lh/, /r/, /rr/, /m/, /n/, /nh/.

2
. Fonética

• quanto ao modo de articulação: • Dissílabas – quando têm duas síla-


oclusivas (/p/, /b/, /t/, /d/, /k/, /g/) ; bas. Exs.: café (ca-fé); base (ba-se);
constritivas fricativas (/s/, /z/, /j/, /f/, ontem (on-tem).
/v/) ; constritivas laterais (/l/, /lh/) ;
constritivas vibrantes (/r/, /rr/). • Trissílabas – quando têm três síla-
bas. Exs.: amigo (a-mi-go); debate
• quanto à zona de articulação: bi-
(de-ba-te); próximo (pró-xi-mo).
labiais (/p/;/ b/; /m/) ; labiodentais
(/f/; /v/) ; linguodentais (/t/; /d/; /n/)
• Polissílabas – quando têm quatro
; alveolares (/z/; /s/; /l/; /r/).
ou mais sílabas. Exs.: literatura (li-

te-ra-tu-ra); biblioteca (bi-bli-o-te-


Sílaba
ca); amigavelmente (a-mi-ga-vel-
Dá-se o nome de sílaba ao fonema ou men-te).
grupo de fonemas pronunciados num só

impulso expiatório. Uma palavra pode Sílaba Tônica


ser formada por duas ou mais sílabas.

Exs.: pá (uma sílaba); mesa (duas sílabas: É a sílaba que se distingue das demais
me-sa). por ser pronunciada com mais intensi-

dade. As demais sílabas da palavra são


Em Português, a base de qualquer sílaba
chamadas de átonas. Exs.: porta (por =
é a vogal. Quanto ao número de sílabas,
sílaba tônica; ta = sílaba átona). café (ca
as palavras podem ser:
= sílaba átona; fé = sílaba tônica).

• Monossílabas – quando têm apenas Quanto à posição da sílaba tônica, as


uma sílaba. Exs.: mãe, pé, flor. palavras podem ser:

3
. Fonética

• Oxítonas – quando a sílaba tô- Encontros


nica é a última. Exs.: cantar; peru, Vocálicos
também.
Nome dado à reunião de duas vogais em

uma palavra. Classificam-se em:


• Paroxítonas – quando a sílaba tô-
nica é a penúltima. Exs.: faca; • Ditongo: reunião de uma vogal e
perigo. uma semivogal (ou vice-versa) em
uma mesma sílaba.
• Proparoxítonas – quando a sílaba
Exs.: - herói (vogal (forte) + semi-
tônica é a antepenúltima. Exs.:
vogal (fraca) = ditongo decrescente)
máquina; médico; próximo.
- ministério (semivogal (fraca) +

vogal (forte) = ditongo crescente)


Atenção: Monossílabos tônicos e
Obs.: Como acontece com as pró-
átonos Os monossílabos são tônicos
prias vogais, os ditongos podem
quando têm acento próprio, sendo pro-
ser orais (seu) ou nasais (mãe). Al-
nunciados fortemente. E são átonos
guns ditongos podem ser repre-
quando não têm acento próprio, sendo
sentados pelos grupos de letras
pronunciados fracamente. Tomando a =
EM e AM, como, por exemplo, nas
átono e t = tônico, observe:
palavras bem e foram.
O sol ilumina o mar e nos traz a luz da

(a) (t) (a) (t) (a) (a) (t) (a) (t) (a) • Tritongo: reunião de uma semi-
manhã. vogal + vogal + semivogal em uma

única sílaba.

Exs.: iguais, Paraguai.

4
. Fonética

• Hiato: nome dado a sequência de sonantal: ch (chuva), lh (folha), nh


duas vogais numa mesma palavra (vinho), sc (nascer), xc (excelente),
e que pertencem, portanto, a síla- rr (morro), ss (passo), qu (quilo,
bas diferentes, pois nunca há mais quente), gu (guerra, guiar).
de uma vogal numa sílaba.
• Vocálicos: quando o grupo de le-
Exs.: saída (sa-í-da), ruína (ru-í-
tras representa um fonema vocá-
na), saúde (sa-ú-de), caatinga (ca-
lico: am, an (tampa, manta), em,
a-tin-ga).
en (tempo, tenda), im, in (limpo,
Encontros lindo), om, on (tombo, conto), um,
Consonantais un (tumba, fundo). Esses encon-

Ocorrem encontros consonantais tros vocálicos representam os fo-

quando há grupos de consoantes sem nemas nasais: ã, ( +e), ( +i), õ, ( +u).

vogal intermediária: flor, vidro, plano,


Atenção:
prato, grade, advogado, digno, apto,

etc.
• Nos dígrafos, as duas letras repre-
Dígrafos sentam um só fonema.

Dá-se o nome de dígrafo ao conjunto de


• Nos encontros consonantais, cada
duas letras que representam um único
letra representa um fonema.
fonema. Ex.: passo (ss = fonema /s/).
Os dígrafos podem ser: Divisão Silábica
• Consonantais: quando um grupo de Na divisão silábica das palavras, cumpre
letras representa um fonema con- observar as seguintes normas:

5
. Fonética

• Não se separam ditongos e triton- Orientaçãoes


gos. Exs.: coi-sa, gló-ria, U-ru-guai, Ortográficas
a-ve-ri-guou.
Desde 1990, com um novo Acordo Or-
• Não se separam os dígrafos: ch, lh, tográfico, o Brasil restaurou em seu alfa-
nh, gu, qu. Exs.: chu-va, ga-lho, beto as letras K, W e Y que haviam sido
ma-nhã, jo-gue-te, a-que-la. abolidas com o acordo de 1943. Desta

forma, o alfabeto completo passa a ser


• Não se separam os encontros con-
ABCDEFGHIJKLMNOPQRS
sonantais que iniciam sílaba. Exs.:
T U V W X Y Z. As letras K, W e Y, na
pneu-ma-ti-co, psi-co-ló-gi-co,
verdade, não tinham desaparecido por
pró-xi-mo, re-fres-co.
completo de nossa língua na época em
• Separam-se as vogais dos hiatos.
que foram abolidas com o acordo. Estas
Exs.: sa-ú-de, fi-el, mi-ú-do.
ainda eram usadas em várias situações:

• Separam-se as letras dos dígrafos rr, Exemplos:

ss, sc, sç, xc. Exs.: fer-ro, pas-so,


• Na escrita de símbolos de unida-
nas-cer, nas-ça, ex-ce-len-te.
des de medida: Km (quilômetro),
• Separam-se as consoantes seguidas Kg (quilograma), W(Watt).
que pertençam às sílabas diferen-
• Na escrita de palavras e nomes
tes. Exs.: bis-ne-to, ap-to, dig-no,
estrangeiros (e sesu derivados):
ab-di-car, e-lip-se, ad-je-ti-vo, sub-
show, playboy, playground, wind-
me-ter, a-par-ta-men-to.
surf, kung fu, yin, yang, Willian,
Kaiser, Kafka, Kafkiano etc.

6
. Fonética

ATENÇÃO: Conforme o novo acordo Ioga, sem que a pronuncia se altere. O


ortográfico da Língua Portuguesa, as K corresponde, em português, ao som
letras K, W e Y foram incluídas no al- se C ou QU - como vemos em Kuait -,
fabeto e obedecem às regras gerais sendo considerado consoante. Já o W
que caracterizam consoantes e vogais. deve ser empregado de acordo com a
Como vimos anteriormente, do ponto sua pronuncia na língua original, isto é,
de vista fonético-fonológico, consoante ora com som de V, quando proveniente

é um fonema pronunciado com a inter- do alemão (como Wagner), ora com som
rupção do ar feita pelos dentes, língua e de U, quando de origem inglesa (caso da
lábios. Já a vogal é um fonema pronunci- palavra web). Com isso, a letra W é con-

ado com a passagem livre de ar pla boca. siderada consoante ou vogal, conforme

Outra distinção entre um grupo e ou- seu uso.

tro de letras recai sobre a pronuncia: a


• Usa-se S e não Z:
consoante precisa de uma vogal para

formar um sílaba e ser pronunciada, a


– Nos sufixos -es, -esa, -isa,
vogal não, pois ela se basta. De acordo
usados na formação de pa-
com essas regras, o Y é uma vogal, já que
lavras que indicam nacionali-
foi traduzido do alfabeto grego como I e
dade, profissão e títulos ho-
mantém este som nas palavras em que é
noríficos, como, por exemplo,
usado, como Yoga. Quando aportugue-
inglês -inglesa; duque - du-
sada, as palavras originalmente grafa-
quesa; poeta - poetisa.
das com Y passam a ser grafadas com
– No sufixo - oso, usado na for-
I, desta forma, Yoga passa ser grafado
mação de adjetivos. Exem-

7
. Fonética

plos: gosto - gostoso; creme - Observação: Não confundir com verbos


cremoso; vaidade - vaidoso. como analisar, em que não ocorrem este

– Quando vier logo após um sufixo. O s, na verdade, já está presente

ditongo. Exemplos: causa, nos substantivo do qual deriva o verbo:

coisa, pouso. análise + ar = analisar. Outros exem-


plos: pesquisa + ar = pesquisar; aviso +
– Nas formas dos verbos pôr e
ar = avisar.
querer. Exemplos: pusermos,

quisermos.
Orientações
• Usa-se Z e não S:
Complementares
– Nos sufixos -ez e -eza usa- • Usa-se o G nas palavras termi-

dos para formar substanti- nadas em-agem, -igem, -urgem.

vos abstratos derivados de Exemplos: fuligem, ferrugem, ver-

adjetivos. Exemplos: belo - tigem, (algumas exceções: pajem,

beleza; estúpido - estupidez. labujem).

– No sufixo -izar, usado na for-


• Usa-se o X e não CH após ditongo.
mação de verbos. Exemplos:
Exemplos: peixe, eixo.
útil - utilizar; atual - atualizar.

– Nos sufixos -zal, -zeiro, - • Usa-se o S no sufixo -ense, forma-

zinho, -zito, usado na forma- dor de palavras que indicam ori-


ção de palavras derivadas. gem ou proveniência. Exemplos:
Exemplos: café - cafezal; cão - Pará - paraense; Cerá - cearense;
cãozinho; cinza - cinzeiro. Jundiaí - jundiaiense.

8
. Fonética

• Usa-se J nas palavras de origem in- são muito semelhantes na es-


dígena, africana ou popular. Exem- crita e pronúncia. Exemplos:
plos: canjica, jiboia, jequitibá, pajé, retificar ( = corrigir) e ratificar
jenipapo, Moji, jeca, cafajeste, jiló. ( = confirmar).

– Homônimas são palavras que


• Usa-se Ç e não SS ou S nas pala-
tem sentido diferente, mas
vras de procedência árabe, indí-
possuem a mesma grafia e
gena ou africana. Exemplos: açu-
pronúncia. Exemplo: cedo
car, açude, Piraçununga, Paiçandu,
(advérbio de tempo) e cedo
alcaçuz, almaço, caiçara, camurça,
(verbo ceder).
muçulmano, Paraguaçu.

• Usa-se H no início e também no Essas últimas são também chama-

final de certas interjeições (Exem- das homônimas perfeitas - pala-

plos: "Hã?"; "Hem?"; "Ah!"; "Oh!") vras que tem amesma pronúncia,

e no início de palavras por força da mas a grafia diferente, como cinto

etimologia do vocabulário (Exem- (substantivo) e sinto (verbo) - das

plos: harpa; haltere; hindu; hom- homônimas homógrafas - pala-

bridade; horta; humilde; húmus). vras que tem a mesma grafia, mas
a pronúncia diferente, como ele
• Atenção com palavras homônimas (pronome pessoal) e ele (letra do
e parônimas. alfabeto).

– Parônimas são palavras que • Emprego de E ou I: verbos em UIR


tem sentido diferente, mas e UAR:

9
. Fonética

– Os verbos terminados em uir caos, coelho, capoeira, ca-


apresentam a 2ª e a 3ª pes- çoar, cochicho, focinho, engo-
soas do singular do presente lir, goela, moela, polir, poleiro,
do indicativo e a 2ª pessoa polenta, toalha.
do singular do imperativo em
– Escrevem -se com a letra U:
i. Exemplos: possuis, possui
acudir, bueiro, bulir, cueiro,
(possuir); constituis, constitui
ccurtume, cuspir, cutia, en-
(constituir); contribuis, contri-
tupir, fêmur, íngua, régua, ja-
bui (contribuir).
buti, tábua, usufruto, tabu-

– Os verbos terminados em uar ada, jabuticaba.

apresentam-se no presente
Atenção:
do subjuntivoem e. Exem-
Assoar (limpar o nariz)/ assuar (vaiar);
plos: continues, continue (con-
soar (produzir som)/ suar (transpirar);
tinuar); atenues, atenue (ate-
torvar (confundir)/ turvar (tornar
nuar); efetues, efetue (efetuar).
opaco);
Os ditongos cuja grafia antiga
comprimento (extensão)/cumprimento
era ae, oe, devem ser escri-
(saudação)
tos com i. Exemplos: Morais,
pontuar (usar a pontuação)/ pontoar
Góis, soi, corroi, etc.
(marcar pontos);

• Emprego do O ou do U: bocal (embocadura)/ bucal (relativo à


boca).
– Escrevem-se com a letra
O:abolição, bonina, bússola, • Grafia da palavra "porquê":

10
. Fonética

– Porque - separado e sem gativa. Exemplo: "Você foi


acento quando: embora por quê?"

* Inicia ou induz uma – Porque - junto e sem acento

oração interroga- quando for conjunção. Exem-

tiva. Exemplos: "Por plo: "Não veio à festa porque

que você não foi em- estava doente."

bora?"(interrogativa – Porquê - junto e com acento


direta = por que razão); quando for substantivo.
"Não sei por que você foi Exemplo: "Eis o porquê da
embora."(Interrogativa sua atitude."
indireta = por que razão).
• Uso do hífen: Algumas regras do
* O que é pronome rela-
uso do hífen foram alteradas pelo
tivo. Exemplo: "Não sei o
Novo Acordo Ortográfico da Lín-
motivo por que me ofen-
gua Portuguesa. Mas, como se
deram."(Por que = pelo
trata ainda de matéria controver-
qual).
tida em muitos aspectos, para fa-
* O que é conjunção inte- cilitar a compreensão dos leitores,
grante. Exemplo: "Anseio apresentamos um resumo das re-
por que me digas a ver- gras que orientam o uso do com
dade." os prefixos mais comuns, assim
– Por quê - separado e com como as novas orientações es-
acento quando aparece no tabelecidas pelo Acordo. As ob-
final de uma oração interro- servações a seguir, referem-se ao

11
. Fonética

uso do hífen em palavras forma- – Não se usa o hífen quando o


das por prefixos ou por elementos prefixo termina em vogal di-
que podem funcionar como prefi- ferente da vogal que se inicia
xos, como: aero, agro, além, ante, o segundo elemento. Exem-
anti, aquém, arqui, auto, circum, plos: aeroespacial, agroin-
co, contra, eletro, entre, ex, extra, dustrial, anteontem, atiaéreo,
geo, hidro, hiper, infra, inter, intra, antieducativo, autoaprendi-

macro, micro, mini, multi, neo, pan, zagem, autoescola, autoins-


pluri, proto, pós, pré, pró, pseudo, trução, coautor, coedição, ex-
retro, sei, sobre, sub, super, supra, traescolar, semianalfabeto,

tele, ultra, vice etc. semiaberto, semiesférico, se-

miopaco.

– Com prefixos, usa-se o hífen


Exceção: o prefixo co algutina-se
sempre diante de palavras
em geral com o segundo elemento,
iniciadas por h. Exemplos:
mesmo quando este se inicia por o:
anti-higiênico, anti-histórico,
coobrigar, ccobrigação, coordenar,
co-herdeiro, macro-história,
cooperar, cooperação, cooptar, co-
mini-hotel, proto-história,
ocupante etc.
sobre-humano, super-

homem, ultra-humano.
– Não se usa o hífen quando o
prefixo termina em vogal e o

Exceção: subumano - neste caso, a segundo elemento começa

palavra humano perde o h. por consoante diferente do r

12
. Fonética

ou s. Exemplos: anteprojeto, bolista, semirreta, ultrarresis-


antipedagógico, autopeça, tente, ultrassom.
autoproteção, coprodução,
geopolítica, microcomputa- – Quando o prefixo termina

dor, pseudoprofessor, semi- por vogal, usa-se o hífen se

círculo, seminovo, ultramo- o segundo elemento começar

derno. pela mesma vogal. Exemplos:

anti-ibérico, anti-imperialista,
Atenção: Com o prefixo vice, usa- anti-inflacionário, anti-
se sempre o hífen. Exemplos: vice- inflamatório, auto-

rei, vice-almirante etc. observação, contra-

almirante, contra-atacar,
– Não se usa o hífen quando contra-ataque, micro-ondas,
o prefixo termna em vogal micro-ônibus, semi-internato,
e o segundo elemento co- semi-interno.
meça por r ou s. Neste caso,

duplicam-se as letras. Exem- – Quando o prefixo termina por

plos: antirrábico, antirra- consoante, usa-se o hífen se

cismo, antirreligioso, antir- o segundo elemento come-

rugas, antissocial, biorritmo, çar pela mesma consoante.

contrarrega, contrassenso, Exemplos: hiper-requintado,

cosseno, infrassom, micros- inter-racial, inter-regional,

sistema, minissaia, miltisse- sub-bibliotecário, super-

cular, neorrealismo, neossim- racista, super-reacionário,

13
. Fonética

super-resistente, super- peramigo, superaquecimento,


romântico. supereconômico, superexi-
gente, superinteressante, su-
Atenção:Nos demais casos não se
perotimismo.
usa o hífen. Exemplos: hipermer-
– Com os prefixos ex, sem,
cados, itermunicipal, superinteres-
além aquém, recém, pós,
sante, superproteção.
pré, pró, usa-se sempre o
– Com o prefixo sub, usa-se o hífen. Exemplos: além-mar,
hífen também diante de pa- além-túmulo, aquém-mar,
lavras iniciadas por r: sub- ex-aluno, ex-diretor, ex-
região, sub-raça etc. hospedeiro, ex-prefeito, ex-

– Com os prefixos circum e presidente, pós-graduação,

pan, usa-se o hífen diante pré-história, pré-vestibular,

da palavra iniciada por m, n pró-europeu, recém-casado,

e voagais: circum-navegação, recém-nascido, sem-terra.

pan-americanismo etc. – Deve-se usar o hífen com

– Quando o prefixo termina por os sufixos de origem tupi-

consoante, não se usa o hífen guarani: açu, guaçu e mirim.

se o segundo elemento co- Exemplos: amoré-guaçu,

meçar por vogal. Exemplos: anajá-mirim, capim-açu.

hiperacidez, hiperativo, inte- – Deve-se usar o hífen para li-

rescolar, interestadual, inte- gar duas ou mais palavras que

restrelar, interestudantil, su- ocasionalmente se combi-

14
. Fonética

nam, formando não propri- • O acento tônico ou prosódico se


amente vocábulos, mas en- refere à fala, marca a sílaba de
cadeamentos vocabulares. uma palavra que é pronunciada
Exemplos: ponte Rio-Niteroi, mais fortemente: sapato; urubu;
eixo Rio-São Paulo. dormiram.

– Não se deve usar hífen em • O acento gráfico é um sinal utili-


certas palavras que perdem a zado na escrita para indicar a sí-
noção de composição. Exem- laba tônica de algumas palavras:
plos: girasso, madresilva, amável, ímã, tórax, líder.
mandachuva, paraquedas,
Seguem agora as regras de acentuação
paraquedista, pontapé.
gráfica, de acordo com as Novas Regras

Ortográficas da Língua Portuguesa:


Atenção: Para a clareza gráfica, se no
• Oxítonas: acentuam-se as oxítonas
final da linha de participação de uma pa-
terminadas em:
lavra ou combinação de palavras coinci-
á, ás sabiá, sabiás
direm com o hífen, ele deve ser repetido
é, és, ê, ês café, cafés
na linha seguinte. ó, os, ô, ôs avó, avós, avô, avôs
ém, éns refém, reféns

Acentuação Gráfica Observação - Seguem essa regra:

Antes de falarmos sobre as normas ge- – os monossílabos tônicos ter-


rais de acentuação gráfica, cabe desta- minadas em: á, ás, é, és, ê, ês,
car a diferença existente entre acento ó, ós, ô, ôs. Exs.: lá, pés, pós,
gráfico e acento tônico. nós.

15
. Fonética

– as formas verbais das oxíto- ão, ãos bênção, órfãos


ã, ãs ímã, órfãs
nas do mesmo tipo, segui-
L amável, dócil
das ou não por pronomes. ei, eis amáveis, dóceis
i, is táxi, grátis
Exs: amá-lo, está(s), vendê-
N hífen, éden
lo, propôr, contém, conténs. X tórax, ônix
R líder, mártir
– acentam-se as oxítonas ter- um, uns álbum, álbuns
minadas em ditongos aber- Us bônus, lótus
Os bíceps, fórceps
tos:

éis papéis, bacharéis Observações:


éu, éus chapéu, chapéus
ói, óis herói, heróis
– acentuam-se todas as paroxí-
– acentuam-se as oxítonas em
tonas terminadas em diton-
que o I e o U estão depois
gos crescentes. Exs.: mágoa,
de ditongo em posição final
tênue, ânsia, rádio.
ou seguidos de S. Exs.: Piauí,

Tuiuiús. – não levam acento gráfico as

paroxítonas terminadas em
Portanto, não levam acento
ENS e M. Exs.: itens, folha-
gráfico as oxítonas em I e U,
gens, jovem, nuvem.
precedidas por consoantes.

Exs.: juriti, tatu. – não se acentuam os ditongos


abertos EI e OI das paroxíto-

• Paroxítonas – são acentuadas as nas. Exs.: assembleia, estreia,

paroxítonas terminadas em: jiboia, heroico.

16
. Fonética

– não levam acento o I e o U acento agudo no U tônico das for-


tônicos, precedidos de diton- mas (tu) arguis, (ele) argui, (eles)
gos. Exs.: feiura, baiuca. arguem, do presente do indicativo
dos verbos arguir e redarguir.
• Proparoxítonas – todas as pro-

paroxítonas são acentuadas. • Acento Diferencial – usa-se o

Exs.: árvore, feíssimo, chávena, acento diferencial nas seguintes

maiúscula. condições:

• Hiatos – verbo pôr, para diferenciar

da preposição por: “Eu pedi


– acentuam-se o I e o U tôni-
para ela pôr o pão no armário
cos, precedidos de vogal,
por causa das moscas”.
quando sozinhos ou seguidos

de S, formando uma sílaba. – pôde: 3ª pessoa do singular

Exs.: viúva, saíste, saída, baú. do pretérito perfeito do indica-

tivo do verbo poder, a fim de


– não leva acento gráfico o I,
diferenciá-la de pode, 1ª pes-
mesmo sozinho, seguido de
soa do singular do presente do
NH. Exs.: rainha, moinho.
indicativo do mesmo verbo:
– não levam acento gráfico os
“Ela não pôde passar na sua
hiatos OO e EE. Exs.: voo,
casa ontem, mas pode passar
creem.
hoje”.

• Acento nos verbos em GUAR, Observação: O acento dife-


QUAR e QUIR: não se usa o rencial é facultativo em:

17
. Fonética

* Dêmos: 1ª pessoa do plu- – Seus derivados, como deter


ral do presente do subjun- e intervir, por exemplo, se-
tivo (verbo dar), a fim de guem a acentuação das oxí-
diferenciá-lo de demos, tonas terminadas em EM;
1ª pessoa do plural do pre- porém na ztextit3ª pessoa do
térito perfeito do indicativo singular do presente do indi-
do mesmo verbo. cativo levam acento agudo

* Fôrma (substatntivo) e e na 3ª pessoa do plural do

forma (substantivo/ 3ª mesmo tempo levam acento cir-

pessoa do singular do cunflexo, a fim de diferenciar

presente do indicativo/ as duas formas verbais: (ele)

2ª pessoa do singular do detém, (eles) detêm, (ele) re-

imperativo a afirmativo tém, (eles) retêm.

do verbo formar).
• Trema: Não se usa mais o trema (¨),

sinal colocado sobre a letra u para

• Verbos Ter e Vir: os verbos ter e indicar que ela deve ser pronunci-

vir levam acento circunflexo na ada nos grupos gue, gui, que, qui.

3ª pessoa do plural do presente do Como era: agüentar, argüir, bi-


indicativo, para diferenciar da 3ª língüe, cinqüenta, delinqüente,
pessoa do singular do presente do in- eloqüente, ensangüentado, eqües-

dicativo dos mesmos verbos: (ele) tre, freqüente, lingüeta, lingüiça,


tem, (eles) têm; (ele) vem, (eles) qüinqüênio, sagüi,seqüência,
vêm. seqüestro, tranqüilo,

18
. Fonética

Como fica: aguentar, arguir, bilín- Atenção: o trema permanece ape-


gue, cinquenta, delinquente, elo- nas nas palavras estrangeiras e em
quente, ensanguentado, eques- suas derivadas. Exemplos: Müller,
tre, frequente, lingueta, linguiça, mülleriano.
quinquênio, sagui, sequência, se-
questro, tranquilo.

Exemplo
1 - Qual das alternativas abaixo possui palavras com mais letras do que fo-

nemas?

a)Caderno

b)Chapéu

c) Flores

d) Livro

e)Disco

Solução:

Caderno: k/a/d/e/r/n/o = 7 letras; 7 fonemas.

Chapéu: x/a/p/e/u = 6 letras; 5 fonemas (o CH tem som de x).


Flores: f/l/o/r/e/s = 6 letras; 6 fonemas.
Livro: l/i/v/r/o = 5 letras; 5 fonemas.

Disco: d/i/s/c/o = 5 letras; 5 fonemas.


Resposta: B

19
. Fonética

Exemplo
2 - Indique a alternativa cuja sequência de vocábulos apresenta, na mesma
ordem, o seguinte: ditongo, hiato, hiato, ditongo.
a) jamais / Deus / luar / daí
b) joias / fluir / jesuíta / fogaréu
c) ódio / saguão / leal / poeira
d) quais / fugiu / caixa / história

Solução:

Ja – mais/De-us/Lu-ar/Da-í.

Joi-as/Flu-ir/Je-su-í-ta/Fo-ga-réu.

Ó-dio/Sa-guão/Le-al/Po-ei-r.

Qua-is/Fu-giu/Cai-xa/His-tó-ri.

Resposta: B

Exemplo
3 - Indentifique a alternativa em que há um vocábulo cuja grafia não atende

ao previsto no novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa:


a)aguentar - tranquilidade - delinquente - arguir - averiguemos.
b) cinquenta - aguemos - linguística - equestre - eloquentemente.
c) apaziguei - frequência - arguição - delinquência - sequestro.

20
. Fonética

d) averiguei - inconsequente - bilíngue - linguiça - quinquênio.


e) sequência - redarüimos - lingueta - frequentemente - bilíngue.
Solução:
De acordo com as novas normas ortográficas, o trema deixa de existir, por-
tanto, seria redarguimos, não redargüimos.
Resposta: E

Exemplo
4 - As sequências abaixo contém paroxítonas que, segundo determinada re-

gra do Acordo Ortográfico, não são acentuadas. Deduza qual é essa regra

e assinale a alternativa a que ela não se aplica:

a) aldeia - baleia - lampreia - sereia.

b) flavonoide - heroico - reumatoide - prosopopeia.

c) apoia - corticoide - jiboia - tipoia.

d) assembleia - ideia - ateia - boleia.

e) Crimeia - Eneias - leia - creia.

Solução:
O ditongo ei da terminação eia, mesmo que possa soar éi, nunca leva acento
agudo, em virtude das divergências que, neste caso, existem não apenas en-

tre a pronúncia portuguesa e a brasileira, mas também entre as pronúncias


de regiões portuguesas. Escreve-se, portanto: assembleia, ateia (feminino

21
. Fonética

de ateu), Crimeia, Eneias, Galileia, geleia, hebreia, ideia, patuleia, assim como
aldeia, baleia, cadeia, cheia, lampreia, sereia etc.
Por idêntica falta de pronúncia uniforme, dispensa-se também o acento agudo
no ditongo ei da terminação eico e no ditongo oi de akgumas palavras pa-
roxítonas: coreico, epopeico, onomatopeico, comboio etc.
Resposta: A

Exemplo
5 - O uso do acento diferencial, que faz parte do novo Acordo, é facultativo

nos seguintes casos, exceto em:

a) fôrma (significamndo molde).

b) pôde (verbo poder no pretérito perfeito do indicativo).

c) cantámos ( verbo cantar no pretérito perfeito do indicativo).

d) amámos(verboamar no pretérito perfeito do indicativo).

e) dêmos (verbo dar no presente do subjuntivo).

Solução:

Acentua-se pôde - 3ª pessoa do singular do pretérito perfeito de indicativo


do verbo poder -, a fim de diferenciá-lo de pode - 1ª pessoa do singular do
presente do indicativo do mesmo verbo.

Resposta: B

22
. Fonética

Questões 1 a 19

Caiu no concurso!
1 - Assinale a alternativa errada a respeito da palavra "churrasqueira":
a) Apresenta 13 letras e 10 fonemas.
b) Apresenta 3 dígrafos: ch, rr, qu.
c) Divisão silábica: chur-ras-quei-ra.

d) É paroxítona e polissílaba.
e) Apresenta o tritongo uei.

Resposta: E

Caiu no concurso!
2 - "Ele chegou às carreiras, trazendo do colégio a notícia da saída do profes-

sor". As palavras em itálico na frase anterior apresentam, respectivamente:

a) Hiato, ditongo decrescente, ditongo crescente.


b) Ditongo crescente, ditongo decrescente, hiato.
c) Ditongo decrescente, ditongo crescente, hiato.

d) Ditongo decrescente, ditongo crescente, ditongo decrescente.

23
. Fonética

e) Hiato, ditongo crescente, ditongo decrescente.


Resposta: C

Caiu no concurso!
3 - Assinale a melhor resposta. Em papagaio temos:
a) Um ditongo.
b) Um tritongo.

c) Um trissílabo.

d) Uma oxítona.

e) Uma proparoxítona.

Resposta: A

Caiu no concurso!
4 - Assinale a série em que apenas um dos vocábulos não possui dígrafo:

a) Folha - Ficha - Lenha - Fecho.

b) Lento -Bomba - Trinco - Algum.


c) Águia - Queijo - Quatro - Quero.

d) Descer - Cresço - Exceto - Exsudar.


e) Serra - Vosso - Arrepio - Assinar.
Resposta: C

24
. Fonética

Caiu no concurso!
5 - Assinale a alternativa que inclui palavras da frase abaixo que comtêm,
respectivamente, um ditongo oral crescente e um hiato.
"As mágoas de minha mãe, que sofria em silêncio, jamais foram compreen-
didas por mim e meus irmãos."
a) Foram - Minha.
b) Sofria - Jamais.

c) Meus - Irmãos.

d) Mãe - Silêncio.

e) Mágoas - Compreendidas.

Resposta: E

Caiu no concurso!
6 - Na palavra armazém:

a) Há dígrafo e ditongo.
b) Não há dígrafo, mas há ditongo.

c) Não há ditongo e nem dígrafo.

d) Não há ditongo, mas há dígrafo..


e) Nenhuma das anteriores.
Resposta: B

25
. Fonética

Caiu no concurso!
7 -Assinale a sequência em que todas as palavras estão partidas corretamente:
a)Trans-a-tlân-ti-co / Fi-el / Sub-ro-gar.
b) Bis-a-vô / Du-e-lo / Fo-ga-réu .
c) Sub-lin-gual / Bis-ne-to / De-ses-pe-rar .
d) Des-li-gar / Sub-ju-gar /Sub-scre-ver.
e) Cis-an-di-no / Es-pé-cie / A-teu. Resposta: C

Caiu no concurso!
8 - Segundo as normas do vocebulário oficial, a separação silábica está cor-

retamente efetuada em ambos os vocábuloas da opção:

a)To-cas-sem / Res-pon-dia.

b) Mer-ce-ná-rio / Co-in-ci-di-am.

c) Po-e-me-to / Pré-dio.

d) Ru-i-vo / Pe-rí-o-do.

e) Do-is / Pau-sas.
Resposta: B

26
. Fonética

Caiu no concurso!
9 - Assinale a alternativa que não apresenta todas as palavras separdas cor-
retamente.
a) De-se-nho / Po-vo-ou / Fan-ta-si-a / Mi-lhões.
b) Di-á-rio / A-dul-tos / Can-tos / Pla-ne-ta.
c) Per-so-na-gem / Po-lí-cia / Ma-gia / I-ni-ci-ou .
d) Con-se-guir / Di-nhei-ro / En-con-trei / Ar-gu-men-tou.

e) Pais / Li-ga-ção / A-pre-sen-ta-do / Au-tên-ti-co.

Resposta: C

Caiu no concurso!
10 - Dadas as palavras: des-a-ten-to / sub-es-ti-mar / trans-tor-no, consta-

tamos que a separação silábico está correta:

a) Apenas a primeira.

b) Apenas a segunda.
c) Apenas a terceira.
d Em todas as palavras.

e) Nenhuma das anteriores.


Resposta: C

27
. Fonética

Caiu no concurso!
11 - Dadas as palavras: tung-stê-nio / bis-a-vô / du-e-lo, constatamos que
a separação silábica está correta:
a) Apenas a primeira.
b) Apenas a segunda.
c) Apenas a terceira.
d Em todas as palavras.

e) Nenhuma das anteriores.

Resposta: C

Caiu no concurso!
12 - Nas palavras: alma, pinto e porque, temos, respectivamente:

a) 4 fonemas - 5 fonemas - 6 fonemas.

b) 5 fonemas - 5fonemas - 5 fonemas.

c) 4 fonemas - 4 fonemas - 5 fonemas.


d 5 fonemas - 4 fonemas - 6 fonemas.
e) 4 fonemas - 5 fonemas - 5 fonemas.

Resposta: C

28
. Fonética

Caiu no concurso!
13 - A alternativa que apresenta uma incorreção é:
a) O fonema está diretamente ligado ao som da fala.
b) As letras são representações gráficas dos fonemas.
c) A palavra "tosse" possui quatro fonemas.
d Uma única letra pode representar fonemas diferentes.
e) A letra "h" sempre representa um fonema.

Resposta: E

Caiu no concurso!
14 - Todas as pelavras abaixo possuem um encontro vocálico e um encon-

tro consonantal, exceto:

a) Destruir.

b) Magnésio.

c) Adstingente.
d Pneu.
e) Autóctone.

Resposta: C

29
. Fonética

Caiu no concurso!
15 - A série em que todas as palavras apresentão dígrafo é:
a) Assinas / Bocadinho / Arredores.
b) Residência / Pingue-pongue / Dicionário.
c) Digno / Decifrar / Disesse.
d Dizer / Honlandês / Groelandeses.
e) Futebolístico / Diligentes / Comparecimento.

Resposta: A

Caiu no concurso!
16 - Verificamos a presença de um hiato em:

a) Entendia.

b) Trabalho.

c) Conjeturou.

d Mais.
e) Saguão.
Resposta: A

30
. Fonética

Caiu no concurso!
17 - A alternativa que apresenta certa dificuldade na distinção entre ditongo
crescente e hiato é:
a) Pai / Saúde / Mau / Juízo.
b) Saara / Preencher / Cruel / Doer.
c) Faísca / Degrau / Chapéu / Vôo.
d Piada / Miolo / Poente / Miudeza.

e) Frear / Foi / Saída / Rei.

Resposta: B

Caiu no concurso!
18 - A alternativa que apresenta uma incorreção é:

a) "Chapéu"possui um dígrafo e um ditongo crescente.

b) "Guerreiro"possui dois dígrafos e um ditongo decrescente.

c) "Mangueira"possui dois dígrafos e um ditongo descreste.


d "Enxaguei"possui dois dígrafos e um tritongo.
e) "Exato"não possui dígrafos e nem encontro vocálico.

Resposta: D

31
. Fonética

Caiu no concurso!
19 - A alternativa em que as letras sublinhadas nas palavras constituem, res-
pectivamente, dígrafo e encontro consonantal é:
a) Exceção / Étnico.
b) Banho / Desça.
c) Seguir / Nascimento.
d Aquático / Psicologia.

e) Occipital / Represa.

Resposta: A

Enunciado - questões 20 e 21
Nas questões 20 e 21, observe os encontros vocálicos e os dígrafos e assinale a

única afirmativa correta:

Caiu no concurso!
20-

a) Na palavra cãibra ocorre um ditongo nasal crescente.


b) Na palavra frequente ocorre um ditongo oral crescente.
c) Na palavra radiouvinte ocorre um tritongo oral.
d Na palavra pneumonia ocorrem um ditongo decrescente e um hiato.
e) Na palavra zoologia ocorrem dois hiatos.

32
. Fonética

Resposta: A
21-
a) A palavra discente tem dígrafo consonantal e um dígrafo vocálico .
b) A palavra entranhas tem um dígrafo vocálico e um dígrafo consonantal.
c) A palavra também tem dois dígrafos vocálicos.
d A palavra tranquilo tem um dígrafo vocálico e não apresenta dígrafo con-
sonantal.

e) A palavra borracha tem dois dígrafos consonantais.


Resposta: C

Questões 22 a 36

Caiu no concurso!
22 - O vocábulo cujo número de letras é igual ao número de fonemas está

em:

a) Sucedida.

b) Habitando.

c) Grandes.
d Espinhos.
e) Ressoou.

Resposta: A

33
. Fonética

Caiu no concurso!
23 - A palavra que apresenta ditongo crescente é:
a) Acordou.
b) Teriam.
c) Noites.
d Jamais.
e) Quando.

Resposta: E

Caiu no concurso!
24 - Só não existe hiato em:

a) Atoleiros.

b) Miaram.

c) Ruído.

d Defendiam.
e) Haviam.
Resposta: A

34
. Fonética

Caiu no concurso!
25 - Indique a palavra que tem 5 fonemas:
a) Ficha.
b) Molhado.
c) Guerra.
d Fixo.
e) Hulha.

Resposta: D

Caiu no concurso!
26 - Assinale o vocábulo com ditongo nasal decrescente:

a) Quando.

b) Zangou.

c) Misteriosos.

d Vitória.
e) Moravam.
Resposta: B

35
. Fonética

Caiu no concurso!
27 - A palavra "charuto"apresenta:
a) Um dígrafo e seis fonemas.
b) Um dígrafo e sete fonemas.
c) Sete letras e sete fonemas.
d Sete letras e dois dígrafos.
e) Sete letras e cinco fonemas.

Resposta: A

Caiu no concurso!
28 - Marque o item que apresenta erro na divisão silábica:

a) Téc-ni-co.

b) De-ce-pção.

c) Ad-jun-to.

d Con-fec-ção.
e) Obs-tá-cu-lo.
Resposta: B

36
. Fonética

Caiu no concurso!
29 - Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma
regra de: também, incrível e caráter.
a) Alguém / Inverossímil / Tórax.
b) Hífen / Ninguém / Possível.
c) Têm / Anéis / Crítico.
d Há / Impossível / Crítico.

e) Pólen / Magnólias / Nós.

Resposta: A

Caiu no concurso!
30 - São acentuadas graficamente pela mesma razão as palavras da opçaõ:

a) Há / Até / Atrás.

b) História / Ágeis / Você.


c) Está / Até / Você.

d Ordinário / Apólogo / Insuportável.


e) Mágoa / Ícone / Número.
Resposta: C

37
. Fonética

Caiu no concurso!
31 - Todas as palavras devem ser acentuadas na alternativa:
a) Pudico / Pegada / Rubrica.
b) Gratuito / Avaro / Policromo.
c) Abdomem / Itens / Harem .
d Magoo / Perdoe / Ecoa.
e) Contribuia / Atribuirmos / Caiste.

Resposta: E

Caiu no concurso!
32 - Assinale o item em que as palavras estão acentuadas segundo a mesma

regra:

a) Miúdo / Pêndulo.

b) História / Distância.

c) Pedrês / Porém.
d Respeitável / Pálpebra.
e) Lucília / Três.

Resposta: B

38
. Fonética

Caiu no concurso!
33 - Por serem proparoxítonos, deveriam estar acentuados os vocábulos da
opção:
a) Refrega / Ibero / Decano.
b) Aziago / Pegada / Avaro.
c) Leucocito / Alcoolatra / Interim.
d Inaudito / Batavo / Erudito.

e) Rubrica / Maquinaria /Pudico.

Resposta: C

Caiu no concurso!
34 - Qual, dentre as palavras abaixo, deve ser necessariamente acentuada:

a) Ai.
b) Pais.

c) Doida.

d Sauva.
e) Saia.
Resposta: D

39
. Fonética

Caiu no concurso!
35 - A palavra que pode ser enquadrada em duas diferentes regras de acen-
tuação é:
a) Veículo.
b) Abençôo.
c) Límpido.
d Refém.

e) Pajé.

Resposta: A

Caiu no concurso!
36 - A alternativa em que somente uma das palavras deve receber acento

gráfico é:

a) Luis / Patroa / Nuvem.

b) Hifens / Item / Somente.


c) Arcaico / Itens / Caju.

d Seduzi-lo / Maracatu / Cafezal.


e) Abençoe / Saiu / Hotel.
Resposta: A

40
. Fonética

Enunciado - questões 37, 38 e 39


Nas questões 37, 38 e 39, assinale a alternativa em que todas as palvras estão gra-
fadas corretamente:

Caiu no concurso!
37

a) Analizar / Economizar / Civilizar.


b) Receoso / Prazeirosamente / Silvícola.
c) Tábua / Privilegio / Marquês.

d Pretencioso / Hérnia / Majestade.

e) Flecha / Jeito / Ojeriza.

Resposta: E

38

a) Atrasado / Princesa / Paralisia.

b) Poleiro / Pagem / Descrição.

c) Criação / Disenteria / Impecilio.

d Enxergar / Passeiar / Pesquisar.


e) Batizar / Sintetizar / Sintonizar.

Resposta: A

39
a) Tijela / Oscilação / Ascenção.
b) Richa / Bruxa / Bucha.

41
. Fonética

c) Berinjela / Lage / Majestade.


d Enxada / Mixto / Bexiga.
e) Gasolina / Vaso / Esplêndido.
Resposta: E

Questões 40 a 45

Caiu no concurso!
40 - Marque a opção em que todas as palavras estão grafadas corretamente:

a) Enxotar / Trouxa / Chícara.

b) Berinjela / Jiló / Gipe.

c) Passos / Discussão / Arremesso.

d Certeza / Empresa / Defeza.

e) Nervoso / Desafio / Atravez.

Resposta: C

Caiu no concurso!
41 - A alternativa que apresenta erro (s) de ortografia é:
a) O experto disse que fora óleo em excesso.
b) O acessor chegou à exaustão.

42
. Fonética

c) A fartura e a escassez são problemáticas.


d Assintosamente apareceu enxarcado na sala.
e) Aceso o fogo, uma labareda ascendeu ao céu.
Resposta: D

Caiu no concurso!
42 - Dos pares de palavras abaixo, aquele em que a segunda não se escreve
com a mesma letra em negrito na primeira é:

a) Vez / Reve?ar.

b) Propôs / Pu?eram.

c) Atrás / Retra?ado.

d) Cafezinho / Blu?inha.

e) Esvaziar / E?tender.

Resposta: D

Caiu no concurso!
43 - Indique o item em que todas as palavras devem ser preenchidas com

x:
a) Pran?a / En?er / ?adrez.
b) Fei?e / Pi?ar / Bre?a.
c) ?tar / Frou?o / Mo?ila.

43
. Fonética

d Fle?a / En?arcar / Li?ar.


e) Me?erico / En?ame / Bru?a.
Resposta: E

Caiu no concurso!
44 - Todas as palavras estão com a grafia correta, exceto:
a) Dejeto.
b) Ogeriza.

c) Vadear.

d Iminente.

e) Vadiar.

Resposta: B

Caiu no concurso!
45 - A alternativa que apresenta palavra grafada incorretamente é:

a) Fixação / Rendição / Paralisação.


b) Exceção / Discussão / Concessão.
c) Seção / Admissão /Distensão.

d Presunção / Compreensão / Submissão.

44
. Fonética

e) Cessão / Cassação / Excurção.


Resposta: E

45