Você está na página 1de 7

QUÍMICA

1. Um laboratório recebeu para análise uma amostra contendo uma mistura complexa. A amostra contém dois
líquidos imiscíveis. Um dos líquidos é muito volátil e contém um sal dissolvido nele. O outro líquido, muito
pouco volátil, também contém um sólido dissolvido. Este sólido é uma molécula diatômica homonuclear. Com
base nestas informações podemos afirmar que:
 os dois líquidos podem ser separados um do outro por simples decantação.
 o líquido volátil pode ser separado do sal solúvel por destilação.
 a amostra é um sistema heterogêneo com quatro fases.
 o líquido volátil com o sal dissolvido constitui um sistema homogêneo.
 o sólido molecular é uma substância simples.

Resposta: VVFVV

Justificativa: Líquidos imiscíveis são facilmente separados por decantação. Para líquidos voláteis contendo
substância não volátil dissolvida, a destilação é um método recomendável para a separação. O sistema, no
entanto, é bifásico, já que os sólidos estão totalmente dissolvidos e, portanto, cada líquido constitui um sistema
homogêneo. Como o sólido molecular é constituído por uma molécula.

2. Considerando que 200g de mercúrio reagem completamente com 16g de oxigênio para formar óxido de
mercúrio, qual seria a massa de oxigênio necessária para produzir135 g de óxido de mercúrio?

Resposta: Aplicando a lei de Lavoisier, sabemos que na reação completa de 200 g de mercúrio com 16 g de
oxigênio resulta em 216 g de óxido de mercúrio, pois:
Mercúrio + Oxigênio → Óxido de Mercúrio
200 g + 16 g = 216 g
Para produzir 135 g de óxido de mercúrio, precisamos relacionar as proporções. Pela lei de Proust temos:
Mercúrio + Oxigênio → Óxido de Mercúrio
200 g + 16 g → 216 g
x 135 g
Logo:
16/x = 216/135 → x= 10 g
10 g é a massa necessária de oxigênio para obter 135 g de óxido de mercúrio.

II) Supondo que 80 g de mercúrio são colocados em contato com 6 g de oxigênio,qual seria o reagente em
excesso e qual seria sua massa?
Pela lei de Proust:
Mercúrio + Oxigênio → Óxido de Mercúrio
200 g + 16 g = 216 g
80 g x
Logo:
200/80 = 16/x → x = 6,4
80 g de mercúrio reagiriam completamente com 6,4 g de oxigênio. Porém, existem apenas 6 g de oxigênio,
havendo excesso de mercúrio.
Pela Lei de Proust:
Mercúrio + Oxigênio → Óxido de Mercúrio
200 g + 16 g = 216 g
y 6g
200/y = 16/6 → y = 75 g
A massa de mercúrio que reagiu foi 75 g, como a massa de mercúrio presente era de 80 g, existem 5 g em
excesso.
3. Um técnico precisa sintetizar o composto Mg2Pb. Se ele pretende produzir este composto, partindo de 7 kg de
Mg fundido, qual massa de Pb fundido (em kg) ele deve utilizar em sua síntese? Considere as massas atômicas
molares de Mg e de Pb, respectivamente iguais a 24 g mol-1 e 207 g mol-1 . Assinale o inteiro mais próximo de
sua resposta.

Resposta: 30

Justificativa: A relação molar entre Mg e Pb, neste caso é dada por nMg = 2nPb. Assim, uma vez que n = m/M
em que n, é o número de mols, m é a massa em grama e M é a massa atômica em g mol-1 , podemos escrever
0,5xmMg/MMg = mPb/MPb.

Assim, mPb = 0,5x7x207/24 = 30,2  30 kg.

4. O tratamento da agua que a CAGECE distribui, consistem basicamente na adição de sulfato de alumínio, cloro,
flúor, e outros produtos químicos. A água, apos o tratamento classifica-se como:
a:Mistura homogênea
b:Mistura heterogênea
c:Mistura azeotrópica
d:Substancia pura
Resposta: a

5. Climatéreo é o nome de um estágio nos processos de amadurecimento de determinados frutos, caracterizado


pelo aumento do nível de respiração celular e do gás etileno (C2H4). Como consequência, há o escurecimento
do fruto, o que representa a perda de toneladas de alimentos a cada ano. É possível prolongar a vida de um
fruto no climatério pela eliminação do etileno produzido. Na indústria utiliza-se o permanganato de potássio
(KMnO4) para oxidar o etileno a etilenoglicol (HOCH2CH2OH) sendo o processo representado na forma
simplificada pela equação.

2 KMnO4 + 3 C2H4 + 4 H2O => 2 MnO2 + 3 HOCH2CH2OH + 2 KOH

O processo de amadurecimento começa quando a concentração de etileno no ar está em cerca de 1 mg de


C2H4 por kg de ar.
As massas molares dos elementos H, C, O, K e Mn são, respectivamente, iguais a 1g/mol, 12g/mol, 16g/mol,
39g/mol e 55g/mol.
A fim de diminuir essas perdas, sem desperdício de reagentes, a massa mínima de KMnO4 por kg de ar é mais
próxima de

a) 0,7 mg b) 1,0 mg c) 3,8 mg d) 5,6 mg e) 8,5 mg

Resposta: Lembrando que 1 grama = 1.000mg


Leitura molar da equação:
2 KMnO4 + 3 C2H4 + 4 H2O => 2 MnO2 + 3 HOCH2CH2OH + 2 KOH

2 mols de KMnO4 reagem com 3 mols de C2H4

Massa molar de 2 KMnO4 = 2[(1x39)+(1x55)+(4x16)] = 316g = 316.000 mg

Massa molar de 3 C2H4 = 3[(2x12) + (4x1)] = 84g = 84.000 mg

RESPOSTA: letra C
6. Qual a massa em gramas, com dois algarismos significativos, de CoCl26H2O(s) que deve ser dissolvida em 0,50
kg de água para preparar uma solução com concentração de Cl– (aq) igual a 0,40 mol kg–1 ? Considere as
seguintes massas atômicas molares (g mol–1 ): H = 1,00; O = 16,0; Cl = 35,5; Co = 59,0.

Resposta: 24

Justificativa: Dissolução do sal: CoCl26H2O(s)  Co2+(aq) + 2Cl– (aq).

0,40 mol kg–1 de Cl– em 0,50 kg de água, teremos,

n(Cl– ) = (0,40 mol kg–1 )(0,50 kg) = 0,20 mol.

Mas, 1 mol de sal  2 mols de Cl– , n(sal) = (0,20 mol)/2 = 0,10 mol.

Cálculo da massa molar do sal (MM): (59,0 + 235,5 + 618,0) g mol–1 = (59,0 + 71,0 + 108) g mol–1 = 238.

7. Considere os experimentos equacionados:

I. água corrente elétrica gás hidrogênio 1 gás oxigênio

II. gelo calor água líquida

III. papel fogo gás carbônico 1 água

IV. iodo (s) calor iodo (g)

V. vinho vinagre

VI. barra de ferro ferrugem.

Assinale os experimentos que representam fenômenos químicos.

a) I, II, III e IV. b) I, III, V e VI. c) II, III, V e VI. d) I, IV, V e VI.

Resposta: b

8. Na perfuração de uma jazida petrolífera, a pressão dos gases faz com que o petróleo jorre. Ao reduzir-se a
pressão, o petróleo bruto para de jorrar e tem de ser bombeado. Devido às impurezas que o petróleo bruto
contém, ele é submetido a dois processos mecânicos de purificação, antes do refino: separá-lo da água salgada
e separá-lo de impurezas sólidas, como areia e argila. Esses processos mecânicos de purificação são,
respectivamente:

a) decantação e filtração. b) decantação e destilação fracionada. c) filtração e


destilação fracionada. d) filtração e decantação.

e) destilação fracionada e decantação.

Resposta: a
9. Considere o esquema a seguir, que mostra uma cadeia de produção de derivados do petróleo e seus processos
de separação, representados em I, II e III, e responda ao que se pede.

a) Qual o método adequado para a separação dos componentes da mistura obtida após o processo de separação
III? Admitindo não existir grandes diferenças entre as temperaturas de ebulição dos componentes individuais da
mistura, explique sua resposta.
Resposta:
Destilação fracionada. Porque nesse caso, quando existe uma mistura de componentes com pontos de ebulição
próximos, fazer a destilação simples (única etapa) não é adequado. A destilação fracionada baseia-se num
processo onde a mistura é vaporizada e condensada várias vezes (ocorrem várias microdestilações). Dessa
forma, os vapores condensados na última etapa estão enriquecidos com o componente mais volátil, tornando o
processo mais eficiente em relação à destilação simples.

b) Qual método de separação seria adequado à etapa I? Justifique sua resposta.

Resposta: Como a água é uma substância polar e o petróleo uma mistura de hidrocarbonetos (apolares), forma-
se um sistema bifásico. Nesse caso, é adequado utilizar-se a decantação, uma operação no qual líquidos
imiscíveis, de diferentes densidades, podem ser separados.

10. Um documentário transmitido pela T.V. mostrou como nativos africanos “purificam” água retirada de poças
quase secas e “imundas”, para matar a sede. Molhando, nas poças, feixes de gramíneas muito enraizadas e
colocando-os em posição vertical, a água escorre limpa. Esse procedimento pode ser comparado com o
processo de separação chamado de:

a) ventilação. b) destilação. c) catação. d) filtração. e) sifonação.

Resposta: D

11. O brasileiro consome em média 500 miligramas de cálcio por dia, quando a quantidade recomendada é o dobro.
Uma alimentação balanceada é a melhor decisão para evitar problemas no futuro, como a osteoporose, uma
doença que atinge os ossos. Ela se caracteriza pela diminuição substancial de massa óssea, tornando os ossos
frágeis e mais suscetíveis a fraturas.

Considerando-se o valor de 6 × 1023 mol–1 para a constante de Avogadro e a massa molar do cálcio igual a 40
g/mol, qual a quantidade mínima diária de átomos de cálcio a ser ingerida para que uma pessoa supra suas
necessidades?

a) 7,5 × 1021
b) 1,5 × 1022
c) 7,5 × 1023
d) 1,5 × 1025
e) 4,8 × 1025
500mg x 2 = 1000mg = 1g (quantidade a ser ingerida)

1g x 1mol/40g =0,025mol

0,025mol x 6 x 1023 moléculas/mol = 1,5 X 1022 moléculas


12. O peróxido de hidrogênio é comumente utilizado como antisséptico e alvejante. Também pode
ser empregado em trabalhos de restauração de quadros enegrecidos e no clareamento de dentes. Na
presença de soluções ácidas de oxidantes, como o permanganato de potássio, este óxido decompõe-se,
conforme a equação a seguir:

De acordo com a estequiometria da reação descrita, a quantidade de permanganato de potássio necessária para
reagir completamente com 20,0 mL de uma solução 0,1 mol/L de peróxido de hidrogênio é igual a

a) 2,0×100 mol.
b) 2,0×10−1 mol.
c) 8,0×10−1mol.
d) 8,0×10−4 mol.
e) 5,0×10−3 mol.

Resposta: O primeiro passo para resolver esta questão é calcular o número de mols de H2O2(peróxido
de hidrogênio) presente em 20ml de uma solução cuja concentração é de 0,1 mol/L. Para isso, aplicamos uma
regra de três simples.

0,1mol H202_______1000ml (1L)

X mol H202________20 ml

X=0,002 mol de H202

Agora basta analisar a estequiometria da reação e ver que para cada 5 mols de H2O2são necessários 2 mols de
permanganato de potássio. Novamente, você aplicará uma regra de três para saber a quantidade de
permanganato de potássio necessária para reagir completamente 0,002 mols de H202

5 mols H202_______2mols KMnO4

0,002mols H202____x mols KMnO4

X=0,0008 ou 8,0×10−4mol de KMnO4 (permanganato de potássio).

13. Com a finalidade de eliminar todos os poluentes, na água destinada ao consumo da população, usam-se
processos que podem ou não envolver reações químicas. A alternativa que cita processos que envolvem
somente reações químicas é:

a) floculação e filtração. b) peneiração e aeração. c) floculação e desinfecção.

d) decantação e aeração. e) filtração e desinfecção.

Resposta: C

14. Após uma aula, um professor lava as mãos com água e sabão, separando, com isto, todo o giz de suas mãos. Tal
processo de separação dos componentes da mistura é denominado: (Dado: Giz é basicamente formado por
CaSO4)

a) dissolução. b) decantação. c) flotação. d) destilação. e) levigação.

Resposta: C
15. Abaixo, está esquematizado o fluxograma relativo à separação dos componentes de uma mistura constituída
por azeite, água e açúcar totalmente dissolvido.

Descreva os tipos de métodos de separação de misturas que ocorre nos processos 1 e 2

Resposta: Processo 1 = decantação, para separar o óleo da água com açúcar.

Processo 2 = destilação simples, para separar a água do açúcar dissolvido.

16. Chama-se fluxograma o esquema utilizado para ilustrar uma separação dos componentes de uma mistura.
Observe um exemplo abaixo:

Escreva quais métodos de separação podem ser empregados em I, II e III, e em seguida faça um fluxograma de
separação para cada uma das misturas abaixo.

a) água sal e areia

b) álcool, óleo e acetona (miscível em álcool e imiscível em óleo)

c) areia de paria, arroz, benzeno líquido e álcool (imiscível em benzeno)

d) éter, água (imiscível em éter), areia, limalha de ferro e álcool (miscível em água e imiscível em éter)

17. Há analgésicos que apresentam como um de seus constituintes a aspirina, que pode ser sintetizada através da
reação representada pela equação abaixo:

2 C7H6O3 + C4H6O3  2 C9H8O4 + H2O

ácido salicílico anidrido acético aspirina

Dados: massas atômicas C =12, H=1, O=16


Se misturarmos 1,38 g de ácido salicílico com excesso de anidrido acético, a massa de aspirina obtida, em
gramas, será: a) 3,60 b) 1,80 c) 3,18 d) 0,90 e) 1,38
18. Abaixo estão representados um cubo do metal alumínio e um cubo do metal ouro, ambos com um volume de
1,0 cm3.

Al Au

A 25 Oc (graus celsius), a densidade do alumínio é 2,7 g/cm3 e a do ouro é 18,9 g/cm3. De acordo com estas
informações e as massas atômicas encontradas na tabela periódica, pode-se afirmar que:

a) no cubo de ouro existem aproximadamente 1,9 x 1023 átomos.

b) no cubo de alumínio existem aproximadamente 2,7 x 1023 átomos.

c) o número de átomos é aproximadamente o mesmo nos dois cubos.

d) no cubo de ouro existem aproximadamente 7 vezes mais átomos do que no cubo de alumínio.

e) no cubo de alumínio existem aproximadamente 7 vezes mais átomos do que no cubo de ouro.