Você está na página 1de 86

o É trabalho pioneiro.

Prestação de serviços com tradição de confiabilidade.


anglo Construtivo, procura colaborar com as Bancas Examinado-
resolve ras em sua tarefa de não cometer injustiças.
Didático, mais do que um simples gabarito, auxilia o estu-
dante no processo de aprendizagem, graças a seu formato:
reprodução de cada questão, seguida da resolução elabo-
rada pelos professores do Anglo.

o É constituído de 4 provas e uma Redação, apresen-


tando em cada prova 2 matérias com questões do ti-
1º- vestibular po somatória, sendo o gabarito de cada questão a
da UEM soma de suas alternativas corretas.
2005 Prova 1: História (15 questões) e Geografia (15 ques-
tões).
Prova 2: Biologia (15 questões) e Matemática (15 ques-
tões).
Prova 3: Comunicação e Expressão. Língua Portuguesa
e Literatura Brasileira (20 questões) e Inglês (10 ques-
tões).
Prova 4: Física (15 questões) e Química (15 questões).
A Redação 2 opções para o candidato, sendo uma dis-
sertativa e a outra narrativa.

Código: 83541015
GE OGR AF IA

Questão 1
Os ventos muito intensos que atingiram as regiões Sul e Sudeste do Brasil, nos últimos meses, resultaram de fenô-
menos meteorológicos associados à pressão e à temperatura. Assinale o que for correto sobre fenômenos atmos-
féricos e aspectos climáticos, na Terra.
01) O orvalho não “cai“. Resulta da condensação do vapor d’água junto à superfície do solo, das folhas das plan-
tas ou de outros elementos.
02) As desigualdades de pressão entre diferentes pontos da superfície da Terra podem desencadear os ventos.
04) Em regra, quanto maior a altitude, menor a temperatura e a pressão. E quanto menor a latitude, maior a tem-
peratura.
08) O fenômeno El Niño está relacionado ao aquecimento anormal das águas do oceano Pacífico, alterando as con-
dições climáticas na América do Sul. No Brasil, o fenômeno provoca seca pronunciada nos três estados da região
Sul e chuvas abundantes no Sudeste e no Nordeste.
16) A denominada “chuva de pedra“ ou de granizo ocorre quando gotas de água são levadas para camadas mais
frias e mais altas da atmosfera, transformando-se em gelo que, em seguida, precipita-se. Já a neve ocorre quan-
do a temperatura está muito fria, impedindo a fusão dos cristais formados pelo vapor d’água na atmosfera an-
tes que os mesmos cheguem à superfície da Terra.
32) Quanto maior a diferença de pressão e de umidade entre dois pontos, maior a intensidade do vento.
64) As chuvas convectivas ocorrem pela ascensão do ar, que contém umidade que se condensa e precipita. As chu-
vas frontais ocorrem quando o ar úmido se eleva no encontro com uma barreira montanhosa.

Resolução
Sobre os fenômenos meteorológicos apontados de forma errônea:
— O el Niño provoca aumento das chuvas no Sul e Sudeste e agrava a seca do Nordeste brasileiro.
— Quanto maior a diferença de temperatura e pressão entre dois pontos, maior será a intensidade dos ventos,
não havendo correlação com a umidade.
— As chuvas frontais decorrem do choque de frentes frias com massas quentes e úmidas, e não do seu encontro
com barreiras montanhosas.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 16 = 23

Questão 2
Sobre o processo histórico de formação e de ocupação do território brasileiro, assinale o que for correto.
01) O povoamento atual do território brasileiro resultou de um processo histórico que teve origem no fato de o
Brasil ter sido colônia de Portugal.
02) O caráter periférico e litorâneo do povoamento do Brasil colônia se explica pela existência de obstáculos mon-
tanhosos entre o litoral e o interior do país, pela tropicalidade climática do Brasil e pela belicosidade das nações
indígenas.
04) Muitas áreas localizadas ao sul do trópico de Capricórnio tornaram-se efetivamente povoadas a partir do final
do século XIX e início do século XX. Chamada de “colonização moderna“, foi feita por imigrantes, em especial
colonos alemães, italianos e eslavos tendo, por base, a pequena propriedade.
08) Durante os séculos XVII e XVIII, o bandeirantismo, movimento de penetração para o interior e que teve origem,
principalmente, em São Paulo, contribuiu para a expansão dos domínios territoriais portugueses. Esse processo
acarretou um significativo povoamento do interior do território, principalmente na região Norte.
16) A penetração européia na Amazônia deu-se, basicamente, através dos rios. Sendo uma região de floresta densa
e, ao mesmo tempo, drenada pela maior rede hidrográfica do globo, com excelentes condições naturais de na-
vegabilidade, a maioria das cidades localizou-se à beira dos rios.

UEM – 1º- Semestre/2005 1 ANGLO VESTIBULARES


32) A ocupação do sertão nordestino e do vale do rio São Francisco esteve associada, principalmente, à criação de
gado.
64) A partir de 1940, ocorreu a “marcha para o oeste“, um movimento de ocupação do Centro-Oeste brasileiro.
Esse processo esteve diretamente relacionado à expansão da cultura do café.

Resolução
Sobre o processo de formação do território brasileiro:
— As maiores concentrações demográficas brasileiras são encontradas no litoral, em decorrência do modelo colo-
nial exportador implantado por Portugal, e não se justifica por motivos naturais ou pela belicosidade dos
índios.
— O bandeirantismo foi responsável pelo avanço dos domínios portugueses nas atuais região Sudeste e parte do
Centro-Oeste, mas não na região Norte.
— A ocupação do Centro-Oeste no século XX esteve inicialmente ligada à expansão da pecuária. Recentemente,
os cultivos de soja e algodão atuaram como grandes colaboradores do desmatamento da Floresta Amazônica.
Resposta: 01 + 04 + 16 + 32 = 53

Questão 3
Na grande cidade, há cidadãos de diversas ordens ou classes; desde aquele que, farto de recursos, pode utilizar a
metrópole toda, até aquele que, por falta de meios, somente a utiliza parcialmente, como se fosse uma pequena
cidade, uma cidade local
(adaptado de SANTOS, M. O espaço do cidadão. São Paulo: Nobel, 1987, p. 112).
Em relação ao processo de urbanização e aos problemas sociais e ambientais a ele associados, assinale o que for
correto.
01) As desigualdades sociais se materializam na paisagem urbana e atingem, em diversos níveis, todos os países do
mundo. Quanto maiores forem as disparidades entre os diferentes grupos ou classes sociais, maiores serão as
disparidades de moradia, de acesso aos serviços públicos e de qualidade de vida.
02) Diferentemente dos demais países da América Latina, o processo de urbanização da sociedade brasileira foi
mais lento e integrado. O progressivo incremento dos setores secundários e terciários da economia absorveu,
em larga escala, o excedente populacional do campo.
04) Até meados do século XX, a urbanização era, de modo geral, um fenômeno típico dos países desenvolvidos.
Após a Segunda Guerra Mundial, a urbanização ocorreu de maneira acelerada em muitos países subdesenvol-
vidos, principalmente na América Latina e na Ásia.
08) Nos países subdesenvolvidos, o processo de urbanização esteve quase sempre associado a um modelo econômi-
co excludente. Na paisagem urbana desses países, são comuns as submoradias (favelas, cortiços), a falta de sa-
neamento básico, as ruas sem pavimentação e outras cenas que denotam más condições de vida.
16) Um dos fatores responsáveis pela ocorrência de enchentes nas cidades é a excessiva impermeabilização dos so-
los e a conseqüente redução do volume de água que se infiltra após as chuvas.
32) No Brasil, observa-se uma tendência a que a população rural se estabilize ou até aumente, em algumas regiões.
Isso se deve, em parte, ao programa de reforma agrária, ao aumento da oferta de empregos rurais não-agríco-
las em hotéis-fazenda, spas, pesqueiros, pousadas e às atividades comerciais no entorno de parques e de reser-
vas ecológicas.

Resolução
A urbanização da América Latina ocorreu, de modo geral, de forma acelerada e espontânea, isto é, sem planeja-
mento. Desse crescimento caótico resultaram inúmeros problemas urbanos, por exemplo: enchentes, trânsito,
poluição (difícil circulação atmosférica), moradias precárias e distantes da região central, entre outros.
Resposta: 01 + 04 + 08 + 16 + 32 = 61

Questão 4
Sobre a questão do racismo e dos conflitos étnico-nacionais no mundo atual, é correto afirmar que
01) o “novo racismo“ é um fenômeno que atinge as populações imigrantes provenientes dos países pobres nas
sociedades desenvolvidas da Europa Ocidental e dos Estados Unidos, dentre outros lugares.

UEM – 1º- Semestre/2005 2 ANGLO VESTIBULARES


02) um dos mais notáveis exemplos de racismo nas últimas décadas foi o sistema de apartheid na África do Sul. O
apartheid terminou, oficialmente, na década passada.
04) oficialmente o Brasil constitui uma democracia racial. Na prática, porém, evidencia-se a discriminação da popu-
lação negra, por exemplo, no menor acesso ao mercado de trabalho e nas piores condições socioeconômicas
dessas pessoas que sofrem com o preconceito racial.
08) um importante problema étnico atual são os movimentos separatistas e as lutas de libertação nacional, tais co-
mo os conflitos que ocorrem na antiga Iugoslávia e a luta dos bascos na Espanha e dos chechenos na Rússia.
16) os vários conflitos armados que têm ocorrido na África estão diretamente vinculados à colonização européia.
As atuais fronteiras dos estados africanos foram traçadas pelos colonizadores europeus, sem respeitar a antiga
organização tribal e a distribuição geográfica das etnias no continente.
32) o racismo está fundamentado no conhecimento científico. Os povos com raça pura, com grande homogeneidade
de traços físicos, sempre progridem e se desenvolvem mais do que os povos que apresentam grande variedade
étnica.
64) as diferenças socioeconômicas podem ser responsáveis pela transformação de muitas etnias em povos oprimi-
dos, de baixa renda, dentro de um país.

Resolução
Os movimentos de extrema direita (neonacionalistas) promovem ações violentas contra grupos étnicos mino-
ritários, acusando-os por todas as dificuldades socioeconômicas por que passam seus países. Certos movimentos,
alegando suposta pureza de suas raças, autoproclamam-se superiores àqueles de raças “não puras”. O conceito
de raça não se aplica a sociedades humanas, e o racismo não tem bases científicas.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 + 16 + 64 = 95

Questão 5
Assinale o que for correto sobre os conflitos entre as nações.
01) O Japão apresentou grande desenvolvimento econômico após a Segunda Guerra Mundial em função de
grandes investimentos em armamentos e na força militar, bem como devido à prioridade dada à pesquisa
tecnológica.
02) A “guerra fria“ envolveu muitos conflitos, que sempre estiveram relacionados à oposição de duas superpotên-
cias militares — Estados Unidos e União Soviética — representando, respectivamente, as ideologias capitalista
e socialista.
04) As armas químicas chegaram a ser fabricadas por muitas nações. Porém nunca foram usadas até o final do
século XX.
08) Os Estados Unidos invadiram o Vietnã sob o pretexto de defender o mundo livre e a democracia. Esse mes-
mo argumento foi utilizado por essa superpotência, em muitas ocasiões, para invadir outros países.
16) As bombas atômicas, devido à sua complexidade e ao custo elevado, só foram produzidas pelas nações de
maior poder econômico. Países “em desenvolvimento“ não conseguem investir em armamento nuclear.
32) No mundo atual, o contrabando de armas é um importante elemento capaz de fomentar conflitos armados.
Países que são importantes fabricantes de armas podem ter interesse em que as guerras entre as nações perdu-
rem por longos anos.
64) A perda da biodiversidade de espécies vegetais e animais resultou, principalmente, do uso de armas biológicas
nos conflitos entre as nações.

Resolução
Sobre os conflitos entre diferentes nações:
— A reconstrução do Japão após a Segunda Guerra Mundial esteve assentada nos maciços investimentos em edu-
cação, pesquisa, infra-estrutura e modernização agrícola, além dos reduzidos investimentos militares, que li-
beraram recursos para outros setores.
— As armas químicas foram produzidas por um pequeno número de países e utilizadas em alguns conflitos, a
exemplo do Vietnã.
— As bombas atômicas foram desenvolvidas e aprimoradas pelas grandes potências. Todavia, alguns países con-
siderados periféricos também conseguiram produzir tal armamento — por exemplo, Índia e Paquistão.
— A perda de biodiversidade tem resultado do conjunto de ações antrópicas, e não especificamente do uso de
armas biológicas, que esteve restrito a alguns episódios específicos.
Resposta: 02 + 08 + 32 = 42

UEM – 1º- Semestre/2005 3 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 6
Identifique o que for correto sobre a Terceira Revolução Industrial, também chamada de Revolução Técnico-
-Científica.
01) As indústrias tradicionais como a petroquímica, a siderúrgica, a metalúrgica e a automobilística deslocam-
-se dos países desenvolvidos para os países denominados “em desenvolvimento“, como é o caso do Brasil.
02) Nas regiões mais dinâmicas da economia norte-americana, crescem as indústrias avançadas ou de ponta:
informática, telecomunicações, microeletrônica, dentre outras. O Vale do Silício, na Califórnia, é um exem-
plo desses tecnopólos.
04) Embora a atividade industrial já não esteja mais atrelada às regiões produtoras de matérias-primas, por efeito
da globalização da economia, a proximidade do mercado consumidor continua sendo uma condição essencial
a esse setor da economia.
08) As antigas indústrias intensivas em mão-de-obra que permaneceram nos países desenvolvidos apresentaram
tendência a substituir os operários pela robotização.
16) A biotecnologia envolve a engenharia genética e tem importância, por exemplo, no avanço das atividades
agrárias, tanto com relação à agricultura como com relação à pecuária.
32) Sendo altamente intensiva em capital e em matérias-primas como o aço e o petróleo, a atividade industrial só
permite, atualmente, a sobrevivência dos grandes conglomerados, não havendo mais espaço para as empresas
pequenas e médias.
64) Nas áreas de industrialização mais antiga, há uma tendência de deslocamento das indústrias do centro para a
periferia das cidades. A procura de locais mais amplos e os problemas gerados pela poluição sonora e do ar es-
tão entre os motivos que provocam esse movimento.

Resolução
Sobre a Revolução Técnico-Científica:
— A importância da proximidade do mercado consumidor foi minimizada por modernos sistemas de transportes.
— Se por um lado a Revolução Técnico-Científica facilita a fusão de grandes empresas, por outro acaba pro-
movendo a falência das pequenas empresas. Todavia, os avanços tecnológicos permitem o desenvolvimento
de inovações até mesmo em pequenos empreendimentos, ainda que freqüentemente eles acabem cedendo
ao poder de compra dos grandes grupos.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 + 64 = 91

Questão 7
As projeções cartográficas permitem representar a superfície esférica da Terra em um plano — o mapa. Assinale o
que for correto sobre as projeções cartográficas, recorrendo às figuras, quando necessário.
PROJEÇÃO CILÍNDRICA PROJEÇÃO CÔNICA PROJEÇÃO PLANA

UEM – 1º- Semestre/2005 4 ANGLO VESTIBULARES


01) A projeção cônica é usada principalmente para a representação de países ou de regiões localizadas em baixas
latitudes, que quase não sofrem deformação.
02) Enquanto na projeção cilíndrica paralelos e meridianos ficam retos e perpendiculares, a projeção cônica con-
tém paralelos projetados em círculos concêntricos e meridianos projetados em linhas retas e paralelas.
04) A projeção cilíndrica possibilita a representação total da Terra e é muito usada na confecção de planisférios. Ela
reproduz mais ou menos corretamente o tamanho e o formato das áreas situadas nas zonas temperadas e po-
lares. Porém exagera na projeção das áreas situadas na zona intertropical.
08) Todas as projeções apresentam deformações em relação às distâncias, às áreas ou aos ângulos. Assim, cabe ao
cartógrafo escolher o tipo de projeção que melhor atenda aos objetivos do mapa.
16) A projeção cilíndrica de Mercator é um tipo de projeção classificado como conforme, porque não deforma os
ângulos.
32) A projeção plana ou azimutal pode ter seu centro em qualquer lugar da superfície da Terra. É empregada na
confecção de mapas especiais, principalmente os náuticos e os aeronáuticos.

Resolução
Sobre as projeções cartográficas, destacamos, a título de complementação, que:
— A projeção cônica é usada para representar médias latitudes, a exemplo da Europa e da América Anglo-Saxônica.
— Uma projeção cônica apresenta os meridianos como retas convergentes, e os paralelos são representados por
arcos concêntricos.
— A projeção cilíndrica, usada em planisférios, distorce as áreas dos continentes localizados em médias e altas lati-
tudes.
Resposta: 08 + 16 + 32 = 56

Questão 8
Sobre os climas e a ocorrência de formações vegetais naturais, no Paraná, assinale o que for correto.
01) No litoral, o clima tropical superúmido favorece a presença de manguezais.
02) Nos Campos Gerais, no Segundo Planalto Paranaense, o clima subtropical com geadas freqüentes favorece o
desenvolvimento das matas de araucárias e dos campos limpos.
04) O Parque Estadual do Guartelá, situado próximo à cidade de Tibagi, apresenta uma vegetação variada, com
destaque para as formações campestres que se adaptam ao clima subtropical.
08) Na encosta da serra do Mar voltada para o litoral, o clima tropical superúmido favorece a vegetação de flores-
ta pluvial, também conhecida pelo nome de mata Atlântica.
16) Nas regiões Oeste e Sudoeste, devido à presença de invernos secos e com temperaturas muito baixas, as flores-
tas tropicais ou subtropicais estão ausentes.
32) Os cerrados e os campos cerrados aparecem em zonas de floresta degradada, no Norte e no Noroeste do
Paraná.

Resolução
Sobre as formações climatobotânicas do Paraná:
— Originalmente, a Floresta Latifoliada Tropical ocupava a encosta da Serra do Mar e ainda alcançava o extremo
oeste na região de Foz do Iguaçu.
— No Paraná, o Cerrado pode ser encontrado originalmente no município de Campo Mourão, onde se localiza a
Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão. O cerrado de Campo Mourão está distribuído em pequenas
manchas encravadas na floresta pluvial, em função das condições edáficas (solos) e climáticas.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 = 15

Questão 9
Assinale o que for correto a respeito da estrutura geológica e das formas de relevo, no território brasileiro.
01) As áreas cristalinas estão relacionadas aos escudos e são de formação muito antiga. Rochas magmáticas, como
o granito, e metamórficas, como o gnaisse, são comuns nesse Complexo Cristalino.

UEM – 1º- Semestre/2005 5 ANGLO VESTIBULARES


02) O Brasil não apresenta dobramentos terciários, como a cadeia andina, situada na porção ocidental da América
do Sul. As altitudes são, em geral, modestas, devido à estabilidade geológica dos terrenos e à ação erosiva.
04) As chapadas são planícies sedimentares de superfície aplainada, quase horizontal.
08) Em algumas regiões de contato entre estruturas sedimentares e cristalinas, comuns na região Sudeste, cria-se
um desnível que recebe o nome de depressão periférica.
16) As serras do Mar, da Mantiqueira e do Espinhaço fazem parte do conjunto de planaltos e de serras do Atlântico
Leste-Sudeste.
32) As planícies interiores ocupam grande parte do território. A planície do rio Amazonas é a maior delas, abran-
gendo a maior parte das terras da região Norte.

Resolução

Sobre a estrutura geológica brasileira:


— As chapadas são superfícies planas residuais de estrutura sedimentar encontradas em planaltos e depressões,
resultado da erosão eólica e da movimentação tectônica.
— A nova classificação do relevo brasileiro (Jurandyr Ross) mostrou a reduzida área ocupada pelas planícies, a
exemplo da planície do rio Amazonas, que ficou reduzida às margens do rio e seus maiores afluentes.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 = 27

Questão 10

Assinale o que for correto sobre a organização do espaço agrário brasileiro.


01) A faixa litorânea úmida da região Nordeste caracteriza-se pelo predomínio da agricultura familiar de subsistên-
cia, organizada em torno de pequenas propriedades.
02) Os fluxos migratórios que deixam São Paulo e os estados do Sul refletem as conseqüências da modernização da
economia rural regional. A valorização das terras nas áreas acima citadas provoca a concentração fundiária, ex-
pulsando sitiantes e assalariados rurais.
04) A concentração da propriedade da terra é um dos traços marcantes da economia rural brasileira, cujas origens
remontam ao modelo de ocupação aplicado à colônia portuguesa, na América.
08) Além de instituir a proletarização do trabalhador rural, a modernização da agricultura promoveu a crescente
substituição do regime de trabalho permanente ou fixo pelo regime de trabalho temporário.
16) A pecuária brasileira vem passando, nas últimas décadas, por uma mudança estrutural, deixando de ser predo-
minantemente extensiva. Tem-se tornado cada vez mais freqüente a seleção de raças bovinas e a vacinação do
gado, que é alimentado em pastos cultivados, no período chuvoso, e com ração, no período de estiagem.
32) A fome que atinge milhões de brasileiros está diretamente ligada à escassez de alimentos no mercado interno.
Decorre, portanto, da ausência de políticas agrícolas que incentivem o cultivo.
64) A expansão da grande fronteira agrícola da Amazônia vem sendo um importante fator para solucionar o grave
problema dos trabalhadores sem terra. São raros os conflitos fundiários nessa região.

Resolução

Sobre a organização do espaço agrário brasileiro:


— A faixa úmida do litoral da região Nordeste (Zona da Mata) se caracteriza pelo predomínio de latifúndios, e
suas produções priorizam o mercado externo.
— A fome que atinge milhões de brasileiros está diretamente ligada à má distribuição de renda, e não à escassez
de alimentos.
— A atual fronteira agrícola na periferia da Amazônia é palco de violentos conflitos pela posse de terras, a exem-
plo do que ocorre no Pará, em Tocantins e no Maranhão.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 16 = 30

UEM – 1º- Semestre/2005 6 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 11
Assinale o que for correto sobre a população brasileira, recorrendo ao gráfico, quando necessário.

BRASIL — PIRÂMIDES DE IDADES

1950

1997

2010
(projeção)

01) O Brasil é um país de transição para a maturidade. Sua população está envelhecendo gradativamente em virtu-
de do declínio da mortalidade e da natalidade.
02) O topo mais largo do gráfico de 1997, quando comparado ao de 1950, indica uma progressiva redução nas ta-
xas de natalidade.
04) O prognóstico da expectativa de vida da população, retratada no gráfico de 2010, indica a necessidade de
maiores investimentos no sistema de saúde, pois os idosos requerem maiores cuidados médicos, seja da medici-
na preventiva, seja da medicina curativa.
08) As taxas de mortalidade masculina revelam-se, em geral, um pouco superiores às taxas de mortalidade femini-
na, o que significa que existe maior esperança ou expectativa de vida para o sexo feminino.
16) As modificações da estrutura etária da população, reveladas pelos gráficos, assinalam mudanças no compor-
tamento reprodutivo da população brasileira. Observa-se um aumento significativo nas taxas de natalidade.
32) O gráfico de 1950 indica um predomínio da população adulta, enquanto o gráfico de 2010 (projeção) apre-
senta predominância da população jovem.
64) O gráfico de 1950 é típico de um país subdesenvolvido. A base larga e o topo estreito correspondem a elevadas
taxas de natalidade e de mortalidade e baixa vida média ou expectativa de vida.

Resolução
Sobre a população brasileira, destacamos:
— O topo mais largo da pirâmide de 1997 mostra a elevação da expectativa de vida.
— As modificações verificadas na estrutura etária da população brasileira resultam da queda na natalidade e da
elevação da expectativa de vida.
— O gráfico de 1950 indica o predomínio da população jovem, enquanto no gráfico de 2010 há predominância
da população adulta.
Resposta: 01 + 04 + 08 + 64 = 77

Questão 12
Assinale o que for correto sobre a economia e a urbanização na América do Sul.
01) A Venezuela é autosuficiente na produção de petróleo. No entanto, a exemplo do Brasil, a exportação do pro-
duto fica prejudicada devido ao alto consumo interno.
02) O Chile tem sua economia apoiada, em grande parte, na exportação que apresenta um saldo positivo com re-
lação às importações. O sucesso da balança comercial não resolveu, no entanto, muitos problemas sociais, como
é o caso da disparidade de renda que ainda perdura no conjunto de sua população.

UEM – 1º- Semestre/2005 7 ANGLO VESTIBULARES


04) Com amplos territórios de clima semi-árido, a Argentina destaca-se pela produção de frutas. Dentre os cultivos
irrigados, destaca-se a produção de uvas, destinadas à indústria vinícola.
08) Na Argentina, a Patagônia corresponde à zona de pradarias. Essa região destaca-se pela pecuária bovina e pela
produção de grãos, como o trigo e o milho, concentrando, ainda, indústrias alimentícias.
16) A Alca pretende integrar o comércio das três Américas. Até o momento, no entanto, vem atuando ativamente
apenas entre os países andinos da América do Sul.
32) As elevadas taxas de crescimento vegetativo das populações e as intensas migrações campo-cidade fizeram sur-
gir, na América do Sul, grandes metrópoles. São Paulo, Bogotá, Lima e Caracas, respectivamente no Brasil, na
Colômbia, no Peru e na Venezuela, são exemplos desse fenômeno.

Resolução
Sobre a economia e a urbanização da América do Sul, destacamos:
— A Venezuela é o único país latino-americano membro da OPEP, e o reduzido consumo interno de petróleo
facilita a auto-suficiência e as exportações.
— A Patagônia Argentina destaca-se pelas produções de trigo, batata e pecuária de ovinos, além das reservas de
petróleo.
— As negociações da Alca continuam, e o governo dos Estados Unidos vem buscando aproximar-se de inúmeros
países do continente.
Resposta: 02 + 04 + 32 = 38

Questão 13
A respeito dos aspectos geográficos da China, assinale o que for correto.
01) O país é uma potência militar e detém, inclusive, um arsenal nuclear. O governo comunista tem uma clara políti-
ca de fortalecimento militar e um projeto de exercício de poder em escala regional e mundial.
02) O País é um importante receptor de capitais produtivos. Esses investimentos concentraram-se sobretudo nas Zo-
nas Econômicas Especiais (ZEE).
04) A diversidade climática do país é considerável. Na porção oeste, ocorrem climas frios e desérticos. Na porção
leste, observa-se a ocorrência de climas temperados.
08) O processo de abertura econômica vem sendo acompanhado de uma ampla abertura política. A participação
popular nas decisões de governo é cada vez mais freqüente.
16) A agricultura chinesa está voltada, predominantemente, para o cultivo de produtos de exportação, com desta-
que para o arroz, o trigo e o milho.
32) O relevo é caracterizado pela ocorrência de elevados planaltos e dobramentos modernos na porção oriental do
território. A oeste, encontram-se baixos planaltos e extensas planícies.

Resolução
Sobre a China, destacamos:
— A abertura econômica iniciada nos anos de 1980 não foi acompanhada por reformas políticas e democráticas.
— A agricultura chinesa prioriza o mercado interno, com destaque para o arroz cultivado na planície oriental.
— O relevo é marcado por dobramentos modernos na porção ocidental e planícies na porção oriental.
Resposta: 01 + 02 + 04 = 07

Questão 14
Assinale o que for correto sobre a economia paranaense.
01) A região metropolitana de Curitiba apresenta importante desenvolvimento da indústria automobilística.
02) Nas regiões Noroeste e Sudoeste do Paraná, concentra-se uma população descendente de imigrantes italianos,
alemães e eslavos, dedicada à produção pecuária leiteira. Nelas, encontram-se importantes laticínios.
04) Com a modernização da agricultura, a criação de suínos, comum na região Oeste do Paraná, passou a ser uma
atividade cada vez mais especializada e integrada à indústria de carnes e de conservas.
08) Na porção norte do estado do Paraná, a modernização da agricultura levou à fragmentação das propriedades
rurais, pois as antigas fazendas de café foram divididas em pequenas propriedades que passaram a desenvolver
uma agricultura intensiva de grãos, altamente mecanizada.

UEM – 1º- Semestre/2005 8 ANGLO VESTIBULARES


16) No Paraná, a agricultura e a agroindústria são os setores responsáveis pela maior parte das exportações.
32) A cana-de-açúcar adquire cada vez maior importância, como cultivo, na porção norte do Estado. Associa-se,
no entanto, à produção de açúcar, tendo pouca importância a destilação do álcool.
64) A argila, utilizada na fabricação de louças, de azulejos e de telhas, é encontrada em Campo Largo, que se desta-
ca pela indústria de materiais de construção.

Resolução
Sobre a economia paranaense, destacamos:
— A pecuária leiteira se concentra nas proximidades de Curitiba, com destaque para imigrantes de origem holan-
desa.
— Não só no Paraná a modernização da agricultura resultou em maior concentração de terras.
— O Paraná é reconhecido pela elevada produtividade da cana-de-açúcar, que visa ao mercado de álcool e açúcar.
Resposta: 01 + 04 + 16 + 64 = 85

Questão 15
Sobre a rede de transportes do Paraná, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) O porto de Paranaguá escoa, além da produção paranaense, produtos vindos de estados brasileiros vizinhos
e também do Paraguai.
02) Cidades-pólo como Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Cascavel e Guarapuava estão integradas por um anel
rodoviário.
04) A desativação do porto de Antonina provocou o congestionamento do porto de Paranaguá, que passou a con-
centrar todo o serviço de escoamento da produção paranaense de soja via transporte marítimo.
08) No Norte e no Oeste paranaense, a rede ferroviária integra essas regiões ao estado de São Paulo, tradicional
escoadouro da produção cafeeira, através do porto de Santos. O transporte de soja, de milho e de trigo, porém,
é feito exclusivamente através da rede rodoviária, que escoa a produção através de Curitiba e da região portuá-
ria, no litoral.
16) Ponta Grossa constitui um nó ferroviário, dentro do território paranaense, pois apresenta entroncamentos di-
versos de linhas ferroviárias estaduais.
32) Apenas os rios Paranapanema, ao norte, e Ivaí são inteiramente navegáveis e têm importância no transporte
de mercadorias.

Resolução
Sobre a rede de transportes do Paraná, destacamos:
— O porto de Antonina foi revitalizado a partir de 1994 pelo Governo do Paraná, através da Administração dos
Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), que estabeleceu diretrizes e ações de renovação da atividade por-
tuária.
— O café paranaense é escoado pelo porto de Paranaguá.
— Além dos rios Paranapanema e Ivaí, podemos destacar os rios Paraná e Iguaçu.
Resposta: 01 + 02 + 16 = 19

UEM – 1º- Semestre/2005 9 ANGLO VESTIBULARES


HI STÓ RIA

Questão 16
Em 1985, tomou posse na Presidência da República do Brasil o político civil José Sarney, encerrando a fase do regime
militar brasileiro, que havia começado com o golpe de 1964. Uma das primeiras tarefas do regime democrático re-
cém-instalado foi elaborar uma nova Constituição. Depois de longos debates na Assembléia Nacional Constituinte,
a nova Constituição é aprovada e promulgada em 1988. Sobre essa Constituição de 1988, assinale a(s) alternativa(s)
correta(s).
01) Conhecida como Constituição-Cidadã, essa nova carta constitucional garantiu uma série de novos direitos aos
trabalhadores, tais como: ampliação do direito de greve, jornada de trabalho de 44 horas semanais, décimo ter-
ceiro salário para aposentados etc.
02) Com essa Constituição, instituiu-se uma descentralização política, administrativa e financeira, dando mais au-
tonomia para Estados e municípios.
04) Essa Constituição manteve o sistema de eleição indireta para Presidente da República. De acordo com esse siste-
ma, o sucessor do Presidente José Sarney seria eleito, em 1989, por um colégio eleitoral composto por militares,
senadores e deputados.
08) Essa Constituição já sofreu várias reformas desde sua promulgação. Umas delas, a reforma previdenciária, foi
aprovada recentemente pelo Congresso Nacional.
16) Com ela se introduziu o regime republicano parlamentarista no Brasil, no qual o poder executivo de fato é exer-
cido pelo Primeiro Ministro e não pelo Presidente da República.

Resolução
Após o final do Regime Militar no Brasil, uma Assembléia Nacional Constituinte aprovou a Constituição de 1988, de
caráter bastante democrático. Entre suas medidas mais importantes podemos destacar a manutenção do regime
republicano e presidencialista; a ampliação do federalismo, com maior autonomia dos estados e municípios; a con-
cessão de novos direitos trabalhistas como a ampliação do direito de greve. Apesar de ser uma Constituição muito
recente, já sofreu algumas alterações, como a reforma do sistema previdenciário.
Resposta: 01 + 02 + 08 = 11

Questão 17
“A partir da segunda metade do século XVIII, iniciou-se na Inglaterra a mecanização industrial, desviando a acumu-
lação de capitais da atividade comercial para o setor da produção. Esse fato trouxe grandes mudanças, de ordem
tanto econômica quanto social, que possibilitaram o desaparecimento dos restos do feudalismo ainda existentes e
a definitiva implantação do modo de produção capitalista. A esse processo de grandes transformações deu-se o
nome de Revolução Industrial.“
(VICENTINO, Cláudio. História Geral. São Paulo: Scipione, 1997, p. 284).

A respeito da Revolução Industrial, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).


01) Foi um profundo processo de transformação da produção com intensa utilização de máquinas.
02) Foi um processo caracterizado pela utilização do trabalho artesanal em substituição à manufatura.
04) A indústria da tecelagem não pôde aproveitar o salto de produtividade do crescimento fabril devido a suas ca-
racterísticas serem incompatíveis com a utilização de máquinas.
08) A utilização da força motriz inanimada, em substituição à força motriz animada, e a introdução de novas ma-
térias-primas possibilitaram o aumento da produtividade das unidades fabris.
16) Foi um movimento que, ao transformar radicalmente a forma da produção, causou também transtornos para
outros segmentos, como artesãos e pequenos manufatores, que foram expropriados pela concorrência da
Grande Indústria.

UEM – 1º- Semestre/2005 10 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
Entre as características da Revolução Industrial podemos citar a aceleração da produção devido à utilização das
máquinas com força motriz inanimada, visando aumentar os lucros, e a mudança nas formas de trabalho, com
o surgimento de um numeroso proletariado urbano. Essas alterações ajudaram a consolidar o modo de pro-
dução capitalista.
Resposta: 01 + 08 + 16 = 25

Questão 18
O conflito entre judeus e palestinos constitui uma das principais causas da crise política e militar que toma
conta do Oriente Médio desde a década de 1940, quando foi criado o Estado de Israel. A respeito desse assun-
to, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) O Estado Palestino não foi criado, ainda, devido a uma resolução da ONU (Organização das Nações Unidas), de
1919, que determina a entrega de todo o território da Palestina aos judeus e a transferência do povo palesti-
no para o Egito.
02) O Estado de Israel foi criado após a retirada do exército inglês da Palestina, na década de 1940.
04) Com a criação do Estado de Israel no pós-guerra, judeus de vários países emigraram para a Palestina e passaram
a ocupar e a colonizar muitas terras que antes pertenciam aos palestinos. Essa ocupação de terras é uma das
causas do agravamento dos conflitos entre judeus e palestinos.
08) O radicalismo (fundamentalismo) político e religioso de árabes e de judeus é um fator que dificulta a solução
do conflito entre o Estado de Israel e os palestinos.
16) Com a invasão e a ocupação do Iraque, na guerra atual, os Estados Unidos pretendem, entre outros objetivos,
reservar uma parte do território iraquiano para criar o Estado Palestino e dar uma pátria aos dois milhões de
palestinos que estão espalhados pelo mundo.
32) A Autoridade Palestina é, atualmente, o órgão de governo responsável pela administração dos palestinos que
vivem na região da Palestina.

Resolução
Desde a criação do Estado de Israel, ao final da Segunda Guerra Mundial, milhares de judeus emigraram para a
região, ocupando os territórios antes pertencentes aos palestinos. Apesar do radicalismo de ambos os lados, que
contribui para os conflitos, a autoridade palestina trabalha atualmente na tentativa de estabelecer a paz com o
governo israelense e, assim, talvez construir um Estado palestino na região.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 32 = 46

Questão 19
A Revolução Francesa de 1789 marcou o fim do Antigo Regime na França. Sobre esse assunto, assinale a(s) alterna-
tiva(s) correta(s).
01) O período do Terror foi um dos momentos mais violentos da Revolução Francesa, marcado pela instituição do
regime republicano popular e pela execução, na guilhotina, de milhares de nobres, religiosos e membros da
burguesia moderada. Nesse período, também, foram abolidas muitas instituições feudais, como as jurandas,
por exemplo.
02) Um feito importante da Revolução Francesa foi a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, que defen-
dia, entre outras coisas, a igualdade política e jurídica entre os homens.
04) Com a derrota de Napoleão Bonaparte, em 1820, na batalha de Londres, o Rei Luís XVI e a Rainha Maria An-
tonieta retornam à França, retomam o trono francês e restauram o Antigo Regime.
08) Napoleão Bonaparte foi muito importante para a consolidação da Revolução Francesa. Dentro da França, ele
sufocou os movimentos contra-revolucionários da nobreza; fora do território francês, ele combateu as monar-
quias absolutistas (Portugal, Espanha e Rússia), que eram contrárias ao ideário revolucionário francês.
16) Jean-Jacques Rousseau foi um dos grandes filósofos iluministas inspiradores do projeto igualitário dos revolu-
cionários franceses. Para combater a desigualdade jurídica e política do Antigo Regime, ele defendeu a tese de
que os homens nascem naturalmente livres e iguais.

UEM – 1º- Semestre/2005 11 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão no início da Revolução Francesa abriu caminho para o fim dos
antigos privilégios feudais e para a constituição de um regime burguês. Um dos grandes filósofos iluministas foi
Jean-Jacques Rousseau, cujas críticas à burguesia e à propriedade privada serviram de base para os revolucionários
jacobinos durante o período do Terror, na fase mais radical da Revolução, quando milhares de pessoas foram gui-
lhotinadas. Já Napoleão Bonaparte foi muito importante nesse contexto, pois seu governo consolidou os princí-
pios burgueses, e suas conquistas militares expandiram esses ideais para toda a Europa.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 = 27

Questão 20
“Em 1932, nasceu a Ação Integralista Brasileira, dando início ao fascismo no Brasil. Seus membros repudiavam
a democracia liberal, propondo, em seu lugar, um governo autoritário, chefiado por um líder ‘inspirado’, que pu-
desse levar a nação ao progresso.“
(VICENTINO, C. & DORIGO, G. História do Brasil. São Paulo: Scipione, s/d).
A respeito da Ação Integralista Brasileira, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) A Ação Integralista Brasileira era um movimento de militantes comunistas que queriam implantar o socialismo
leninista no Brasil.
02) A Ação Integralista Brasileira era uma organização que lutava em prol da liberação sexual e da preservação da
natureza.
04) A Ação Integralista Brasileira era uma organização que defendia a adoção do Estado Integral, em oposição ao
capitalismo liberal e ao socialismo.
08) A Ação Integralista Brasileira era uma organização fascista, liderada por Plínio Salgado, que tinha como inspira-
ção os governos de Benito Mussolini, da Itália, e de Adolf Hitler, da Alemanha.
16) A Ação Integralista Brasileira era uma organização política de militantes uniformizados com camisas verdes e
que ostentavam o sigma como símbolo, em uma pálida cópia da suástica nazista.

Resolução
A Ação Integralista Brasileira, liderada por Plínio Salgado, era uma organização de extrema direita, cujos mem-
bros utilizavam uniformes verdes e tinham o sigma como símbolo. Inspirado no nazi-fascismo europeu, o inte-
gralismo era anticomunista, antiliberal e militarista.
Resposta: 04 + 08 + 16 = 28

Questão 21
No Brasil, o regime republicano foi instituído em 1889, através de um golpe de Estado liderado pelo Marechal
Deodoro da Fonseca. A respeito desse acontecimento político, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) A Proclamação da República criou, de imediato, uma ampla rede de proteção social para os negros libertos,
concedendo a eles vários direitos trabalhistas, tais como: direito de greve, salário mínimo, registro em Carteira
de Trabalho, aposentadoria após 30 anos de trabalho etc.
02) O advento do regime republicano no Brasil foi uma decorrência dos descontentamentos de segmentos da classe
média (letrados e militares) e dos fazendeiros escravistas, estes últimos prejudicados e ressentidos com a aboli-
ção da escravidão pela Princesa Isabel, em maio de 1888.
04) A Revolta de Canudos, liderada por Antônio Conselheiro na década de 1890, foi um dos primeiros movimen-
tos de rebeldia anti-republicana enfrentados pelo recém-criado Estado republicano brasileiro.
08) O movimento republicano brasileiro foi fortemente influenciado pela doutrina positivista de Augusto Comte,
que defendia reformas políticas e sociais sem ataques violentos à ordem social. A prova da influência positivista
no Estado republicano brasileiro está na própria bandeira nacional, que contém os dizeres “Ordem e Pro-
gresso“.
16) Com a República, institui-se a separação entre Estado e Igreja, no Brasil.

UEM – 1º- Semestre/2005 12 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
A ascensão do republicanismo no Brasil está ligada ao descontentamento de diversos setores da nossa sociedade
em relação ao Império, como os fazendeiros escravistas, parte da classe média e os militares adeptos da doutrina
positivista, entre outros. Com a proclamação da República, muitas inovações aconteceram, como o fim do voto
censitário e a separação entre Igreja e Estado. Algumas revoltas logo no início da República foram encaradas como
movimentos que ameaçavam o novo regime, entre elas a Revolta de Canudos que, por isso foi violentamente
reprimida pelo Exército nacional.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 16 = 30

Questão 22
“Com o afastamento de Collor, o vice-presidente Itamar Franco assumiu a Presidência no final de 1992. Seu gover-
no concentrou-se prioritariamente na superação da inflação. Seu programa de estabilização econômica, elaborado
pela equipe do ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso e chamado de Plano Real, foi gradualmente im-
plantado entre meados de 1993 e meados de 1994.“
(TEIXEIRA, F. M. Brasil: História e Sociedade. São Paulo: Ática, 2000).
A respeito do Plano Real, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) O Plano Real foi um plano de estabilização da economia que, em um curto espaço de tempo, conteve a inflação
e proporcionou ao ex-ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, prestígio para vencer as eleições presi-
denciais de 1994.
02) O Plano Real instituiu uma reforma monetária, adotando o dólar americano como moeda oficial do Brasil.
04) O Plano Real teve uma implantação gradual, entre meados de 1993 e meados de 1994, não quebrou contratos
e nem provocou traumas na economia.
08) O Plano Real foi implantado com a finalidade de conter a chamada ciranda financeira e de promover a implan-
tação de uma sociedade socialista.
16) O Plano Real foi idealizado pelo Ministério da Fazenda, objetivando fechar o acordo com os bancos estrangei-
ros, para conseguir empréstimos visando rolar a gigantesca dívida pública brasileira.

Resolução
O Plano Real foi idealizado pela equipe do ministro da Fazenda da época, Fernando Henrique Cardoso, durante
a presidência de Itamar Franco. O plano, implementado de forma gradual entre 1993 e 1994, tinha por objetivo
estabilizar a economia, mas acabou também contendo a inflação. Seu sucesso inicial favoreceu a candidatura do
ex-ministro da Fazenda, que venceu as eleições presidenciais de 1994.
Resposta: 01 + 04 = 05

Questão 23

“Em certos países latino-americanos surgiram então, a partir de 1930, regimes populistas: governos fortes e cen-
tralizados sob a direção de líderes reformistas, carismáticos, autoritários, com grande apoio popular.“
(PAZZINATO, Alceu L. & SENISE, M. H. V. História Moderna e Contemporânea. São Paulo: Ática, 1994, p. 390).

A respeito da História da Argentina e do governo populista de Juan Domingos Perón, assinale a(s) alternati-
va(s) correta(s).
01) Juan Domingos Perón implantou uma política econômica que visava a um desenvolvimento autônomo. Para
tanto, contou com o apoio financeiro e diplomático da URSS para fazer oposição à liderança dos Estados Unidos
no continente americano.
02) O governo de Domingos Perón realizou uma política econômica distributivista, conduzindo a uma significativa
melhoria na renda dos trabalhadores.
04) Após a queda do governo de Juan Domingos Perón, em 1955, a Argentina viveu vários períodos de regimes au-
toritários conduzidos por governos militares que chegaram ao poder através de golpes de Estado.
08) Durante o governo de Juan Domingos Perón, desenvolveu-se, na Argentina, uma política econômica que socia-
lizou os meios de produção e que implantou um regime socialista leninista.
16) Na perspectiva de ampliar o apoio popular, que se encontrava em baixa depois de muitos anos de cruel repres-
são política, o governo de Leopoldo Galtieri ordenou a invasão das ilhas Malvinas, resultando em uma guerra
contra a Inglaterra.

UEM – 1º- Semestre/2005 13 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
O governo de Juan Domingos Perón foi considerado populista, pois, para obter apoio popular, ele fazia inúmeras
concessões que favoreciam os trabalhadores — política essa também adotada por outros governos latino-ameri-
canos no século XX. Após a queda de Perón, a Argentina teve vários regimes autoritários, um deles o de Leopoldo
Galtieri, que ordenou a invasão das ilhas Malvinas. A derrota do exército argentino acabou acelerando o fim do
regime ditatorial.
Resposta: 02 + 04 + 16 = 22

Questão 24
A Primeira Guerra Mundial, que durou de agosto de 1914 a novembro de 1918, foi um conflito que envolveu um
grande número de países e que resultou em uma grande destruição de forças produtivas e de vidas humanas. A
respeito da Primeira Guerra Mundial, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) O conflito envolveu os mais importantes países da Europa e resultou na derrota humilhante da Alemanha.
02) O conflito teve a participação da Rússia, que se retirou da guerra em 1917, logo após a eclosão da Revolução
Socialista.
04) O conflito contou com a participação da Força Expedicionária Brasileira que enviou um grande contingente de
soldados para combater na Itália.
08) No conflito, Rússia, Alemanha e Inglaterra aliaram-se para barrar a pretensão dos Estados Unidos e da França
de desencadear a Revolução Socialista em escala mundial.
16) Com o fim da Primeira Guerra Mundial, estabeleceu-se o Tratado de Versalhes, que implicou um grande ônus
para a Alemanha, uma vez que impôs a ela restituição de territórios aos vencedores, além da entrega de metra-
lhadoras, canhões, aviões e o estabelecimento de um contingente máximo para o exército alemão de 100 mil
homens.

Resolução
Durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), que envolveu as principais potências européias, a Rússia se retirou
do conflito devido à Revolução Bolchevista de 1917. A Guerra terminou com a assinatura do Tratado de Versalhes
que impôs pesadas perdas para a Alemanha. O Brasil não chegou a mandar soldados para a região do conflito,
mas enviou uma Divisão Naval e um Corpo de Saúde.
Resposta: 01 + 02 + 16 = 19

Questão 25
A respeito do governo de Getúlio Vargas e do regime político por ele instaurado em novembro de 1937, assinale
a(s) alternativa(s) correta(s).
01) O governo de Getúlio Vargas, ao instituir o Estado Novo, nomeou interventores para governar os Estados.
02) O Estado Novo foi um período da história marcado pela imprensa livre e pela ampla liberdade sindical.
04) O governo de Getúlio Vargas promulgou muitas leis trabalhistas, inclusive a CLT (Consolidação das Leis do
Trabalho).
08) Podemos dizer que o Estado Novo foi um regime inspirado no nazi-fascismo e marcado por forte repressão aos
que se opunham ao governo.
16) O Estado Novo criou o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) para apoiar os meios de comunicação
privados e para impedir ataques à liberdade de expressão.

Resolução
Durante o Estado Novo (1937-1945), o governo Vargas foi marcado, de um lado pelo populismo (por exemplo, a
instalação de leis trabalhistas) e, por outro, pela ditadura de características fascistas, pela repressão política e pela
nomeação de interventores nos estados.
Resposta: 01 + 04 + 08 = 13

Questão 26
Na década de 1940, ocorreu, no Paraná, um sangrento conflito que ficou conhecido como a Guerra de Porecatu. A
respeito desse conflito, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) Foi uma guerra entre grupos de posseiros que, desiludidos com o fracasso da cultura cafeeira, tentavam expan-
dir suas terras à custa da ocupação das terras de seus vizinhos, visando à produção de gado de corte.

UEM – 1º- Semestre/2005 14 ANGLO VESTIBULARES


02) Foi um movimento de luta armada, liderada pelos militantes do Movimento Nacional dos Trabalhadores
Sem-Terra (MST).
04) Foi uma luta de resistência dos posseiros que ocupavam a terra frente à ação de jagunços a serviço dos grileiros
e das forças policiais do Estado.
08) A Guerra de Porecatu foi um conflito urbano entre os soldados do Exército Brasileiro e os militantes comunistas
que pretendiam transformar Porecatu na primeira cidade socialista do Brasil.
16) A resistência dos posseiros frente à investida do Estado no processo de transferência de terras contou com a
participação de militantes comunistas na organização da resistência armada.

Resolução
A Guerra de Porecatu ocorrida no Paraná na década de 1940, foi considerada um movimento social de luta pela
terra, em que posseiros, apoiados por militantes do partido comunista, lutavam contra jagunços de grileiros e
forças policiais do estado.
Resposta: 04 + 16 = 20

Questão 27
O surgimento das cidades comerciais no final da Idade Média foi muito importante para enfraquecer o Feudalismo
e criar condições para o desenvolvimento da Sociedade Moderna. A respeito desse assunto, assinale a(s) alternati-
va(s) correta(s).
01) A burguesia mercantil ocupava um lugar de destaque nessas cidades, participando da administração política
e usufruindo de maior grau de liberdade do que a população rural.
02) As corporações eram importantes instituições dessas cidades, funcionando como instrumento de proteção e
apoio político-econômico aos comerciantes, aos artesãos e aos proprietários de manufaturas.
04) Era nessas cidades que os servos que fugiam da servidão feudal encontravam apoio e esconderijo frente às per-
seguições dos barões feudais.
08) Essas cidades contribuíram para a modernização e a expansão da agricultura na medida em que funcionavam
como um mercado consumidor de produtos agrícolas em contínuo crescimento.
16) Os principais aliados dessas cidades comerciais eram os senhores feudais, que isentavam completamente os co-
merciantes do pagamento de impostos, de taxas e de pedágios.

Resolução
O crescimento das cidades na Baixa Idade Média contribuiu para a derrocada do feudalismo, na medida em que
desenvolviam o comércio e a produção e dinamizavam a sociedade, com o fortalecimento da burguesia. Muitos
servos fugiam então da opressão feudal para essas cidades, abandonando as grandes propriedades da nobreza
medieval.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 = 15

Questão 28
Nas décadas de 1960-1970, o Paraná também vivenciou sua fase desenvolvimentista, durante as administrações dos
governadores Ney Braga e Paulo Pimentel. A respeito desse assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) O combate ao analfabetismo e a criação e a consolidação de um sistema estadual de ensino foram algumas
das principais realizações do Governador Ney Braga.
02) Ney Braga e Paulo Pimentel rejeitaram a idéia de um Paraná com vocação unicamente agrícola e tomaram
várias medidas para a industrialização do Estado.
04) Entre os órgãos oficiais criados nessa época para fomentar o desenvolvimento econômico e social do Paraná,
podemos citar a Codepar — Companhia de Desenvolvimento Econômico do Paraná.
08) Ney Braga e Paulo Pimentel não conseguiram terminar seus mandatos e dar prosseguimento ao projeto desen-
volvimentista do Paraná, porque ambos se incompatibilizaram com o regime militar (1964-1985) e foram remo-
vidos do governo estadual, à força, pelo Presidente Castelo Branco.
16) A Rodovia do Café é uma das grandes obras de infra-estrutura construídas durante essa fase desenvolvimentis-
ta do Paraná.

UEM – 1º- Semestre/2005 15 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
Durante o Regime Militar, o Estado do Paraná também passou por uma fase desenvolvimentista, mais especifica-
mente nos governos de Paulo Pimentel (1966-1971) e Ney Braga (1961-1965 e 1979-1982) com obras de infra-estru-
tura, como a Rodovia do Café, a expansão da industrialização e o incentivo à educação e ao combate ao analfa-
betismo.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 16 = 23

Questão 29
A respeito da Alca (Área de Livre Comércio das Américas), que está prevista para ter início em 1º- de janeiro de
2005, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) A Alca é um organismo internacional subordinado ao FMI que atuará no sentido de controlar os gastos públi-
cos dos países membros.
02) A Alca foi concebida para englobar todos os países das três Américas, com exceção de Cuba, com o objetivo de
propiciar a livre circulação de mercadoria entre nações participantes.
04) A Alca será composta por todos os países do Mercosul mais a África do Sul e a União Européia, formando a
maior área de livre comércio do mundo.
08) A Alca será composta pelo Brasil, África do Sul, China, Índia e Rússia, formando o chamado G-5, que tem a pre-
tensão de rivalizar com o G-7.
16) A Alca, a partir de sua implantação, permitirá a livre circulação das pessoas entre os países membros, dispensan-
do, inclusive, o uso de passaporte dos habitantes do continente americano.

Resolução
A Alca foi concebida para se tornar uma área de livre circulação de mercadorias (comércio) entre as três Américas,
com exceção de Cuba, mas inúmeras questões polêmicas ainda não resolvidas se colocam como entraves ao seu
funcionamento.
Resposta: 02

Questão 30
Assinale o que for correto a respeito da história da população e do povoamento do Paraná.
01) Antes da chegada de portugueses e de espanhóis, as terras do Paraná já eram povoadas por índios que se
encontravam em um estágio de desenvolvimento material inferior ao dos Astecas, povo este que vivia no
território que hoje corresponde ao México.
02) O que dificultou a vinda de imigrantes negros, eslavos e orientais para o Paraná, nos séculos XIX e XX, foi a in-
tolerância racista dos milhares de norte-americanos que haviam emigrado e se fixado no território paranaense
após o fim da Guerra de Secessão nos Estados Unidos (1861-1865).
04) Maringá e Londrina são exemplos de cidades do Norte paranaense que foram povoadas, em grande parte, por
paulistas e mineiros.
08) No Paraná, o deslocamento da população rural para Curitiba e cidades de médio porte como Londrina e
Maringá foi causado pelo processo de mecanização agrícola e pelo fim do Colonato, na segunda metade
do século XX.
16) Na região dos Campos Gerais, o Ciclo do Gado estimulou a ocupação e o povoamento das terras devolu-
tas, contribuindo para o surgimento de vários núcleos urbanos como Castro, Lapa e Guarapuava.

Resolução
Os índios que habitavam a região do Paraná antes da chegada de espanhóis e portugueses viviam da caça e da
coleta ou de uma pequena agricultura, enquanto os astecas possuíam uma estrutura socioeconômica muito mais
complexa. Sobre o povoamento do Paraná, vale lembrar a forte presença de paulistas e mineiros no norte do esta-
do, em cidades como Londrina e Maringá, a importância do Ciclo do Gado na formação de cidades como Lapa,
Castro e Guarapuava e, por fim, um fenômeno recente no Brasil, de um modo geral: o êxodo rural provocado pela
mecanização agrícola.
Resposta: 01 + 04 + 08 + 16 = 29

UEM – 1º- Semestre/2005 16 ANGLO VESTIBULARES


BI OLO GI A

Questão 31

As plantas daninhas, quando crescem juntamente com as culturas, interferem no seu desenvolvimento, reduzindo-
-lhes a produção. Competem pela extração dos elementos vitais: água, luz, CO2 e nutrientes e exercem inibição quí-
mica sobre o desenvolvimento das plantas. Sobre alguns aspectos fisiológicos das plantas, relacionados a esses ele-
mentos, assinale o que for correto.
01) A água, importante em processos fisiológicos como a fotossíntese, é absorvida pelas raízes e transportada
pelos elementos do xilema até as folhas.
02) Com relação à absorção de nutrientes, as plantas daninhas são favorecidas pela capacidade de realizarem
a fixação de nitrogênio atmosférico nas células das folhas, independentemente da presença de bactérias
e de fungos micorrízicos.
04) Os elementos minerais absorvidos do solo são transportados até as folhas onde participam da estrutura
celular, como nas proteínas das membranas, e de reações metabólicas, como a fotossíntese.
08) A transpiração, nos vegetais, consiste na perda de água na forma de vapor através dos poros estomáticos
e da cutícula, favorecendo a absorção de CO2 atmosférico e de nutrientes.
16) As plantas sintetizam hormônios como as auxinas, as giberelinas e as citocininas, que controlam o cresci-
mento dos caules, das raízes, das folhas e dos frutos.
32) A luz absorvida pelas moléculas de clorofila é a fonte de energia para a produção de carboidratos e, tam-
bém, influencia no mecanismo de abertura e de fechamento do poro estomático.

Resolução

O item 02, único incorreto, está errado ao afirmar que a fixação do nitrogênio atmosférico pode dar-se através
das folhas.
Resposta: 01 + 04 + 08 + 16 + 32 = 61

Questão 32
Considerando as interações existentes entre o homem e os demais seres vivos, e entre todos e o ambiente, assi-
nale o que for correto.
01) Os glicídios e os lipídios são nutrientes de origem orgânica, vegetal ou animal, cuja principal função é fornecer
energia às células que compõem o corpo dos organismos que deles se nutrem.
02) Por equilíbrio biológico (ecológico) pode-se compreender a situação de estabilidade dos seres vivos entre si
e com o ambiente.
04) Representantes dos vírus, das bactérias, dos fungos e dos insetos são alguns dos organismos que podem
comprometer a produtividade das plantas cultivadas e causar prejuízos à pecuária. Os seres que assim procedem
competem com os humanos no acesso aos alimentos.
08) Entre as diversas regiões do território brasileiro, a do Sul é a mais afetada pela malária.
16) A soma dos fatores que impede uma população de se desenvolver indefinidamente é denominada de
resistência ambiental. Fazem parte desses fatores, entre outros, os predadores, os parasitas, os competi-
dores e as condições climáticas.
32) No intestino grosso do homem, ocorrem bactérias que estabelecem relações harmônicas, em especial a
Escherichia coli, e que têm grande importância para a saúde do homem. Entre os benefícios, estão a pro-
dução da vitamina K e de algumas vitaminas do complexo B.
64) Nas interações estabelecidas entre o verme Wuchereria bancrofti, o homem e o mosquito do gênero Culex,
ocorrem o parasitismo e o mutualismo obrigatório.

UEM – 1º- Semestre/2005 17 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
O item 08 está errado: a região Sul não é afetada pela malária, pois as temperaturas muito baixas não são
favoráveis à existência do mosquito transmissor. O item 64 está errado porque não há, nas interações aponta-
das entre as três espécies, qualquer relação do tipo mutualismo obrigatório.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 16 + 32 = 55

Questão 33
Assinale o que for correto.
01) A recombinação gênica é conseqüência da substituição de um par de bases do DNA por outro par de bases
diferente.
02) A evolução de todas as espécies vivas e extintas ocorreu exclusivamente por alterações em características
hereditárias.
04) Um alpinista que vive ao nível do mar não tem glóbulos vermelhos suficientes para suportar o ar rarefeito
das grandes altitudes. Na primeira fase da escalada de uma montanha muito alta, o alpinista deve passar
por uma adaptação em altitudes intermediárias. Nesse período, ocorrem mutações gênicas favoráveis ao
aumento da quantidade de glóbulos vermelhos.
08) Muitos cientistas não consideram os vírus como seres vivos porque as partículas virais não possuem genes.
16) Considere uma espécie de planta e um locus com os alelos codominantes a1 e a2. Em uma população, 250 indi-
víduos são homozigotos a1a1, 450 são homozigotos a2a2 e 300 são heterozigotos a1a2. Nessa população, a fre-
qüência do alelo a1 é 0,4.
32) Suponha que, em uma grande população, a freqüência do alelo a diminui a cada geração porque, em média,
um indivíduo aa deixa menos descendentes do que um indivíduo AA ou um indivíduo Aa. Portanto, nessa popu-
lação, as mudanças nas freqüências dos alelos A e a, ao longo das gerações, é explicada pela seleção natural.
64) A presença de órgão análogo em duas espécies diferentes sugere parentesco evolutivo, isto é, o órgão es-
tava presente em um ancestral que deu origem às duas espécies.

Resolução
O item 01 está errado, pois a recombinação gênica é o fenômeno resultante do crossing over (quebra e troca
de pedaços entre cromossomos homólogos). O item 04 está incorreto, pois o aumento no número de glóbulos
vermelhos em resposta às grandes altitudes não ocorre devido a mutações gênicas, e sim como resultado de
uma adaptação fisiológica. O item 08 está errado porque as partículas virais carregam genes em seu interior,
sob a forma de moléculas de RNA ou DNA. O item 64 está errado porque a ocorrência de órgãos análogos em
duas espécies diferentes não é, por si só, um indicativo de parentesco evolutivo, e sim, mais freqüentemente,
de uma convergência adaptativa.
Resposta: 02 + 16 + 32 = 50

Questão 34
O capim é uma das gramíneas que compõe a vegetação dos cerrados, presentes em grande parte do território
brasileiro. A fauna variada que vive nessas regiões inclui onças que se alimentam do veado campeiro, um herbí-
voro, e emas, aves onívoras, mas que têm preferência por insetos e lagartixas. Essas aves não possuem inimigos
naturais, por isso servem de alimento apenas para detritívoros e comedores de carniça, como o gavião preto. Nesse
ambiente, também vivem insetos com diversos hábitos alimentares, além de cupins que se alimentam de folhas
secas de capim e constituem fonte de proteínas para aves, como o sabiá, e para lagartixas (presas de cobras), espe-
cializadas em capturar insetos. Considerando conceitos ecológicos básicos e as informações presentes no enuncia-
do, assinale o que for correto.
01) As relações tróficas entre os organismos mencionados permitem a elaboração de uma teia alimentar.
02) A energia absorvida e a matéria produzida pelo capim permanecem na mesma proporção em todos os orga-
nismos mencionados, podendo ser reciclada pelos decompositores.
04) O veado campeiro e os cupins podem ser classificados como consumidores primários.

UEM – 1º- Semestre/2005 18 ANGLO VESTIBULARES


08) As emas, por serem onívoras, não ocupam apenas um nível trófico, podendo ser consideradas como consu-
midores primários, secundários ou terciários.
16) As emas e as cobras são predadores de lagartixas, organismos heterótrofos como os gaviões comedores de
carniça.
32) O enunciado da questão descreve uma organização de seres vivos caracterizada como uma sociedade.
64) Entre os organismos mencionados, há evidências de relações harmônicas, como o mutualismo, o amensa-
lismo, a protocooperação e a competição interespecífica.

Resolução
O item 02 está errado porque a energia que flui ao longo das cadeias de uma teia alimentar decresce à medida
que se avança para níveis tróficos mais elevados. O item 32 está incorreto, pois o conjunto dos organismos
citados constitui uma comunidade. O item 64 está errado, pois o amensalismo e a competição interespecífica
são exemplos de interações desarmônicas.
Resposta: 01 + 04 + 08 + 16 = 29

Questão 35
Sobre os princípios da genética, assinale o que for correto.
01) O daltonismo é determinado por um gene recessivo ligado ao sexo. Uma mulher normal, cujo pai era dal-
tônico, casou-se com um homem daltônico. Se tiverem filhos, a probabilidade de daltonismo é igual para
meninos e meninas.
02) A fenilcetonúria é uma falha no metabolismo da fenilalanina causada por gene recessivo. Um casal de heterozi-
gotos teve dois filhos fenilcetonúricos, o que aumenta a probabilidade de o terceiro filho ser fenilcetonúrico.
04) Considere uma planta e dois pares de genes com segregação independente. O alelo dominante A produz
flor violeta e o recessivo a produz flor branca. No outro par, o alelo dominante B condiciona fruto ver-
melho e o recessivo b determina fruto amarelo. Na descendência do cruzamento entre uma planta AaBb
com uma planta aaBb, são esperados 3/8 de plantas com flores violetas e com frutos vermelhos.
08) Durante a mitose, não ocorre segregação dos pares de genes.
16) Em uma espécie de mamíferos, a cor da pelagem depende de um locus autossômico. Os alelos A1, A2 e A3
determinam, respectivamente, pelagem preta, cinza e branca. A ordem de dominância é A1  A2  A3.
Do cruzamento entre A1A2 e A2A3, esperam-se 3/4 de pretos e 1/4 de cinzas.
32) Os grupos sangüíneos do sistema ABO são determinados por enzimas presentes na superfície das hemá-
cias e que catalisam reações químicas entre substâncias químicas do soro.
64) Em uma espécie, dois pares de genes com dominância completa, Aa e Bb, estão em ligação gênica. Um
indivíduo AaBb é cruzado com um aabb. A proporção fenotípica esperada na descendência depende de
os genes A e B estarem no mesmo cromossomo ou em cromossomos homólogos.

Resolução
O item 02 está errado porque o fato de um casal de heterozigotos ter tido dois filhos com a doença não
aumenta a probabilidade de um terceiro filho vir a ser fenilcetonúrico. O item 16 também está errado, pois,
do cruzamento mencionado, o resultado esperado para a descendência é: 50% pretos e 50% cinzas. O item
32 também está incorreto, porque os grupos sangüíneos do sistema ABO são determinados por glicoproteínas
(que não atuam como enzimas) presentes na superfície das hemácias.
Resposta: 01 + 04 + 08 + 64 = 77

Questão 36
Sobre a morfofisiologia animal comparada, assinale o que for correto.
01) Todos os animais apresentam digestão intracelular; em alguns, ocorre também a digestão extracelular.
02) Tanto entre os animais pecilotérmicos como entre os homeotérmicos ocorrem os dois tipos de circulação,
ou seja, a aberta e a fechada.
04) Quando os animais utilizam proteínas na alimentação, os produtos nitrogenados fazem parte dos excre-
tas. Nesse sentido, os invertebrados em geral, os peixes ósseos e os anfíbios excretam o ácido úrico; os inse-
tos, os répteis e os peixes cartilaginosos excretam a amônia; as aves e os mamíferos excretam a uréia.

UEM – 1º- Semestre/2005 19 ANGLO VESTIBULARES


08) Embora haja diversidade de órgãos respiratórios especializados, como as brânquias, as traquéias e os pulmões,
alguns organismos são destituídos dos mesmos.
16) Devido à ausência de sistema glandular nos invertebrados, apenas os vertebrados produzem os hormônios
que são transportados pelo sangue.
32) Os vertebrados são todos monóicos, mas podem ser ovíparos, ovovivíparos e vivíparos. Os invertebrados
podem ser dióicos ou monóicos, mas todos são ovíparos.
64) Enquanto nos invertebrados o sistema nervoso ganglionar apresenta duplo cordão nervoso situado na re-
gião ventral, nos vertebrados, o sistema nervoso apresenta-se dorsalmente e protegido pela caixa craniana e
pela coluna vertebral.

Resolução
Estão incorretos os itens:
01) a digestão intracelular só ocorre nos protozoários, poríferos, celenterados e platelmintos (sendo que nestes
dois últimos a digestão é, principalmente, extracelular), com propósito de digerir o alimento. Com o propósito
de defesa, esse tipo de digestão acontece em certas células do organismo de alguns animais (por exemplo,
neutrófilos e macrófagos).
02) circulação aberta ocorre somente entre os moluscos (exceto cefalópodes), artrópodes e equinodermos;
todos os vertebrados apresentam circulação fechada.
04) invertebrados em geral, peixes cartilaginosos em geral e peixes ósseos excretam amônia; anfíbios e mamí-
feros, uréia; insetos, répteis em geral e aves, ácido úrico.
16) também os invertebrados são capazes de produzir hormônios em algumas de suas glândulas.
32) a maioria dos vertebrados é monóica (exceto alguns peixes ósseos); nem todos os invertebrados são oví-
paros.
Resposta: 08 + 64 = 72

Questão 37
Lembrando Lavoisier e considerando que na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma, assi-
nale o que for correto.
01) Os resíduos poluentes nunca têm origem em substâncias que existem na natureza. Como o homem nada cria,
o problema da poluição não é assim tão alarmante.
02) Boa parte da atividade dos seres vivos consiste em obter do ambiente os recursos como a luz, o alimento, a
água, os sais minerais, os gases e o abrigo e em eliminar resíduos como a urina, as fezes e o gás carbônico.
04) Os organismos são adaptados para fazerem frente às condições ambientais dentro de certos limites de va-
riação. É o que se chama de tolerância.
08) Em relação à capacidade de produção de matéria orgânica a partir de substâncias mais simples, os seres
vivos são divididos em autótrofos e heterótrofos.
16) A eutrofização de ambientes aquáticos não deve ser considerada como desequilíbrio, pois ocorre quando
há devolução de grande quantidade de substâncias, todas naturais.
32) A devolução de CO2 ao ambiente é feita a partir da degradação da matéria orgânica dentro ou fora dos
seres vivos. Nos seres vivos, ocorre pela respiração celular ou pela fermentação; fora dos seres vivos, ocorre
pela combustão.
64) A radiação ultravioleta do Sol é um processo natural. O homem não deve considerar como um tipo de polui-
ção a quantidade de raios ultravioletas que atinge a superfície terrestre, pois as atividades industriais não in-
terferem nessa quantidade.

Resolução
Os itens 01, 16 e 64 estão incorretos porque se podem considerar como exemplos de poluição os casos em que
há aumento de certos componentes naturais que degradam a qualidade de vida. Exemplos: aumento do teor
de CO2 na atmosfera; aumento da quantidade de nutrientes orgânicos lançados na água, levando à eutrofi-
zação; aumento na quantidade de raios ultravioleta que atingem a superfície terrestre, devido à diminuição na
espessura da camada de ozônio, etc.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 32 = 46

UEM – 1º- Semestre/2005 20 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 38
Sobre a expressão dos genes, assinale o que for correto.
01) As proteínas podem ser formadas por mais de uma cadeia polipeptídica.
02) Com os recursos da tecnologia do DNA recombinante, os cientistas conseguiram produzir o hormônio de
crescimento humano em bactérias. Independentemente dos recursos tecnológicos utilizados, esse feito só
foi possível porque o código genético das bactérias é idêntico ao código genético humano.
04) A seqüência completa das bases do genoma é o código genético de uma espécie.
08) Nos organismos multicelulares adultos, as células são geneticamente idênticas, mas são encontrados muitos ti-
pos de células diferenciadas, isto é, especializadas em diferentes funções. A forma e a função da célula depen-
dem dos grupos de genes que entram em funcionamento ou que são desativados durante o desenvolvimento.
16) A síntese de uma molécula de DNA necessita de um molde que determina a seqüência de bases da nova
molécula. Na natureza, a regra é uma molécula de DNA servir de molde para a síntese de outro DNA. Os retro-
vírus constituem uma exceção, pois, na sua reprodução, o DNA é sintetizado a partir de um molde de RNA.
32) Na célula, as proteínas enzimáticas, ou enzimas, catalisam as reações químicas do anabolismo e as reações
químicas do catabolismo.
64) Os anticorpos são produzidos por células sangüíneas nos vertebrados e por células foliares nas plantas fane-
rógamas.

Resolução
Estão incorretos os itens:
04) o código genético é universal, ou seja, é o mesmo para todos os organismos vivos, embora estes apresentem
diferentes seqüências de bases em seus genomas.
64) anticorpos são proteínas de defesa produzidas apenas no organismo dos vertebrados.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 + 32 = 59

Questão 39
Na atualidade, a saúde não é conceituada apenas pela ausência de doenças. A saúde é avaliada sob aspectos físi-
cos e mentais, individuais e sociais, éticos e morais e, ainda, pela limpeza e pela conservação ambiental. Sobre esse
assunto, assinale o que for correto.
01) É um erro dos estudiosos afirmarem que o saneamento básico, como rede de esgoto ou fossa, faz parte
da profilaxia das teníases, pois esses vermes são transmitidos pela carne de boi ou de porco.
02) Para evitar as protozoonoses conhecidas como esquistossomose, ascaridíase e ancilostomíase, não são
necessárias informações sobre hábitos de higiene e de saneamento básico.
04) A detecção de doenças hereditárias ainda na vida embrionária está entre as muitas vantagens de um bom
acompanhamento pré-natal.
08) A transmissão do HIV ocorre pelo contágio com fluidos orgânicos como o sangue, o esperma e as secreções
vaginais. Os filhos de mulheres com Aids podem contrair a doença que, nesse caso, é transmitida pela via pla-
centária, no parto ou pelo aleitamento.
16) Alexander Fleming prestou grandiosa contribuição para a ciência ao descobrir uma substância capaz de matar
bactérias, a penicilina. Além do tratamento com antibióticos, as doenças bacterianas, como o tétano, podem
ser evitadas com o uso de vacinas.
32) As doenças cardiovasculares, como o enfarte de miocárdio, não podem ser relacionadas a hábitos compor-
tamentais como o tabagismo, a dieta alimentar e a vida sedentária.
64) A melhoria nas condições de moradia é um aspecto fundamental na profilaxia da doença de Chagas, pois difi-
culta a aproximação entre o vetor (inseto conhecido como barbeiro) e o hospedeiro definitivo (ser humano).

Resolução
Estão incorretos os itens:
01) saneamento básico, ao impedir que fezes humanas contaminem o ambiente, pode ajudar a combater a
teníase, já que, dessa forma, os ovos do parasita eliminados com as fezes do doente, não serão ingeridos
pelo porco ou pelo boi.
02) as doenças citadas são verminoses e podem ser evitadas com medidas de higiene pessoal e saneamento
básico.

UEM – 1º- Semestre/2005 21 ANGLO VESTIBULARES


32) hábitos prejudiciais (tabagismo, dieta mal-equilibrada e sedentarismo) são fatores capazes de aumentar
as chances da ocorrência de doenças cardiovasculares.
Resposta: 04 + 08 + 16 + 64 = 92

Questão 40
Nas Angiospermas, células do embrião jovem, existente nas sementes, multiplicam-se, crescem e se diferenciam
formando os diversos órgãos que constituem a planta adulta. Sobre as células e os tecidos que constituem os órgãos
dessas plantas, assinale o que for correto.
01) As células vegetais possuem um envoltório externo constituído basicamente por celulose, denominado pa-
rede celular.
02) Os meristemas primários, presentes nos ápices de caules e de raízes, são conjuntos de células capazes de
se multiplicarem ativamente por mitose.
04) Os parênquimas, localizados em diversas partes das plantas, como as raízes e as folhas, apresentam pare-
des celulares primárias.
08) A epiderme é um tecido presente nas folhas e nas partes jovens de caules e de raízes, constituído por célu-
las achatadas, geralmente desprovidas de cloroplastos.
16) O lenho ou xilema, assim como o líber ou floema, formam feixes de células vivas impregnadas de celulose
e de lignina, que apresentam funções diferenciadas.
32) Colênquima é o tecido de sustentação encontrado nos caules jovens, constituído por células vivas, clorofi-
ladas, revestidas por paredes espessadas com celulose.
64) O lenho de uma árvore apresenta uma região central mais clara, denominada alburno, formada por vasos
lenhosos em atividade. Por ser rígida e resistente, é a parte do tronco utilizada para trabalhos de marcenaria.
Resolução
Estão incorretos os itens:
16) lenho (ou xilema) é constituído por vasos formados pela parede de células mortas.
64) o alburno (lenho funcional) ocupa posição mais periférica em relação ao cerne (lenho não funcional), e é
mais macio (menos resistente) do que este.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 + 32 = 47

Questão 41
Sobre a estrutura e as funções celulares, assinale o que for correto.
01) Na célula, há movimentação de proteínas, de carboidratos e de lipídios de uma organela para outra. Essa
transferência de moléculas ocorre pelo interior dos microtúbulos, que formam um sistema de canais
interligados.
02) O complexo de Golgi é o principal local da célula onde ocorre a digestão, ou seja, a degradação de macro-
moléculas.
04) A membrana plasmática e todas as membranas encontradas no interior da célula são lipoprotéicas.
08) Um aminoácido radioativo foi adicionado ao meio de cultura de células vegetais. As células cultivadas pro-
liferaram e, após várias gerações celulares, todas as proteínas sintetizadas nas células descendentes são
radioativas. Mas, como a síntese de proteínas ocorre no citoplasma, as células dessa cultura não apresen-
tarão radioatividade no núcleo.
16) O glicocálix é uma membrana que envolve as células animais.
32) Nas células animais, a síntese de RNA ocorre no núcleo e nas mitocôndrias.
64) Nenhum tipo de bactéria possui mitocôndrias. Portanto nenhuma bactéria utiliza o oxigênio para a respiração.

Resolução
Estão incorretos os itens:
01) o sistema de canais e vesículas mencionado equivale ao conjunto membranoso formado por retículo endo-
plasmático e aparelho golgiense.
02) a digestão intracelular ocorre no interior de vacúolos com o auxílio das enzimas lisossomais.
08) algumas proteínas produzidas pela célula em seu citoplasma são utilizadas no interior do núcleo (enzimas,
proteínas associadas ao DNA, etc.).

UEM – 1º- Semestre/2005 22 ANGLO VESTIBULARES


16) o glicocálix é uma camada de glicoproteínas presente na superfície das células, recobrindo a membrana
plasmática.
64) algumas bactérias, embora não apresentem mitocôndrias, são capazes de realizar o processo de respiração
aeróbia.
Resposta: 04 + 32 = 36

Questão 42
Sobre alguns grupos de organismos, assinale o que for correto.
01) Vírus são organismos unicelulares procariotos pertencentes ao Reino Monera.
02) Bactérias são organismos unicelulares procariotos, envolvidos por uma parede celular rígida, pertencentes
ao Reino Monera.
04) Protozoários são organismos unicelulares, eucariotos, heterotróficos, pertencentes ao Reino Protista.
08) Flagelos, cílios e pseudópodos são estruturas locomotoras presentes nos organismos de todos os filos de
protozoários.
16) Euglenofíceas, diatomáceas e dinoflagelados são exemplos de organismos clorofilados pertencentes ao
Reino Protista.
32) O Reino Fungi é constituído por organismos heterotróficos unicelulares ou multicelulares, dos quais não
se conhecem formas sexuadas de reprodução.
64) A maioria das algas é aquática, mas existem espécies que vivem associadas a fungos, formando os liquens,
capazes de viverem em ambientes secos.
Resolução
Estão incorretos os itens:
01) vírus são organismos acelulares;
08) nem todos os protozoários apresentam meios de locomoção (ex.: esporozoários);
32) os fungos são capazes de reprodução sexuada.
Resposta: 02 + 04 + 16 + 64 = 86

Questão 43
Assinale o que for correto.
01) Trichomona vaginalis, que é um parasita do aparelho reprodutor humano e que pode ser transmitido pelas
relações sexuais, pertence ao mesmo filo do gênero Paramecium, que são organismos aquáticos.
02) Felis pardalis, a jaguatirica, e Felis catus, o gato doméstico, pertencem à mesma família de Panthera leo,
o leão, e Panthera tigris, o tigre.
04) No ciclo da dengue, estão envolvidos organismos dos reinos Monera e Animalia. Os animais são perten-
centes às classes Artropoda e Mammalia.
08) Pela evolução do blastóporo, no processo da gastrulação, os filos Arthropoda e Chordata estão no mesmo
ramo da árvore filogenética, pois ambos são deuterostômios.
16) Todos os animais, desde os poríferos até os mamíferos, são organismos pluricelulares, eucariontes e hete-
rótrofos por ingestão.
32) Os nomes científicos dos escorpiões, Tityus serrulatus e Tityus bahiensis, permitem-nos afirmar que per-
tencem à mesma espécie.
64) Os mamíferos, assim como as aves, os répteis, os anfíbios e os peixes, são animais que apresentam, na fase
embrionária, um eixo de sustentação denominado notocorda. Por isso, esses animais pertencem ao mesmo
filo, Chordata.

Resolução
Estão incorretos os itens:
04) a dengue é provocada por um vírus, não por bactérias (Monera);
08) artrópodes são animais protostômios;
32) os nomes citados indicam animais pertencentes a um mesmo gênero.
Resposta: 01 + 02 + 16 + 64 = 83

UEM – 1º- Semestre/2005 23 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 44
O Reino Plantae engloba seres autotróficos que apresentam tecidos e órgãos bem diferenciados. Sobre as
plantas, assinale o que for correto.
01) A alternância de gerações, com uma fase esporofítica e outra gametofítica, é uma característica do ciclo
de vida das plantas.
02) Em todos os grupos de plantas, na geração gametofítica, iniciada com a germinação dos esporos, ocorre
a formação dos gametas diplóides, que se fundem formando o zigoto haplóide, que se desenvolve origi-
nando o esporófito.
04) O esporófito, que cresce sobre o gametófito, corresponde à geração mais desenvolvida, macroscópica,
independente e predominante em todos os grupos de plantas.
08) As briófitas são plantas avasculares que apresentam reprodução sexuada e não produzem sementes.
16) As pteridófitas são plantas vasculares que não produzem sementes, mas apresentam a reprodução sexuada.
32) As gimnospermas e as angiospermas são plantas vasculares que apresentam reprodução sexuada com produ-
ção de sementes.
64) Micrósporos e megásporos são estruturas presentes nas flores de todas as plantas vasculares.

Resolução
Estão incorretos os itens:
02) os gametas são haplóides e o zigoto, diplóide;
04) nas briófitas a geração mais desenvolvida e predominante é o gametófito;
64) as pteridófitas e as gimnospermas, apesar de serem plantas vasculares, não apresentam flores.
Resposta: 01 + 08 + 16 + 32 = 57

Questão 45
Assinale o que for correto sobre a estrutura e o comportamento dos cromossomos.
01) São consideradas diplóides as espécies com número de cromossomos igual a dois ou múltiplo de dois.
02) Toda pessoa cromossomicamente normal recebeu um conjunto de cromossomos da mãe e um conjunto de
cromossomos do pai. No entanto as pessoas transmitem aos filhos e às filhas combinações aleatórias de
cromossomos de origem paterna e de cromossomos de origem materna.
04) O cromossomo é constituído por um filamento de DNA revestido por uma membrana lipoprotéica.
08) O genoma humano é constituído por 46 cromossomos.
16) Nas células eucarióticas, a duplicação do DNA ocorre no início da migração dos cromossomos na anáfase
da mitose.
32) As cromátides estão presentes na meiose e ausentes na mitose.
64) A trissomia do cromossomo 21, ou síndrome de Down, é causada pela não-separação, durante a meiose,
dos cromossomos 21 homólogos.

Resolução
Estão incorretos os itens:
01) uma célula é diplóide quando apresenta um ou mais pares de cromossomos homólogos;
04) cromossomos são constituídos por DNA associado a certas proteínas;
08) o genoma (valor haplóide de cromossomos de uma espécie, simbolizado por n) vale 23, na espécie humana;
16) a duplicação do DNA ocorre na fase S da intérfase;
32) cromátides estão presentes nos dois tipos de divisão celular.
Resposta: 02 + 64 = 66

UEM – 1º- Semestre/2005 24 ANGLO VESTIBULARES


MATEM ÁT ICA

Questão 46
Quatro irmãs possuem juntas 138 CDs. A mais velha tem um CD a menos do que a segunda, a terceira tem 2
CDs a mais do que a mais velha e a caçula tem um CD a mais do que a terceira. Nessas condições, assinale o
que for correto.
01) A quantidade de CDs da segunda é 33.
02) A mais velha e a caçula têm, juntas, uma quantidade menor de CDs que a segunda e a terceira juntas.
04) As quantidades de CDs das irmãs, dispostas em ordem crescente, formam uma P.A. de razão 1.
08) A quantidade de CDs da caçula e da terceira são números primos entre si.
16) O MMC das quatro quantidades é 138.
32) O maior MDC, considerando-se as quatro quantidades duas a duas, é entre a mais velha e a caçula.

Resolução
Do enunciado, podemos construir a tabela:

IRMÃ 1ª 2ª 3ª 4ª

Nº de CDs y–1 y y–1+2 y–1+2+1

Como as irmãs têm, juntas, 138 CDs, devemos ter:


y – 1 + y + y – 1 + 2 + y – 1 + 2 + 1 = 138
4y = 136
y = 34
Assim: 1ª = 33, 2ª = 34, 3ª = 35, 4ª = 36.
01) Incorreta.
02) Incorreta, pois
y–1+y–1+2+1=y+y–1+2
33 + 36 = 34 + 35
69 = 69
04) Correta, pois, dispondo em ordem crescente os números de CDs, temos a seqüência: 33, 34, 35, 36, que é
uma P.A. de razão 1.
08) Correta, pois MDC (35, 36) = 1; logo 35 e 36 são primos entre si.
16) Incorreta, pois o MMC entre 33, 34, 35, 36 é 22 ⋅ 32 ⋅ 5 ⋅ 7 ⋅ 11 ⋅ 17 = 235 620.
32) Correta. MDC (33, 34) = 1; MDC (33, 35) = 1; MDC (33, 36) = 3; MDC (34, 35) = 1; MDC (34, 36) = 1;
MDC (35, 36) = 1
O maior MDC é entre 33 e 36, a mais velha e a caçula.
Resposta: 04 + 08 + 32 = 44

Questão 47
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) Dados A(2, 6) e B(0, 0), o ponto C sobre a reta y = 3 – 3x, tal que a área do triângulo ABC seja 3 u.a., é
C(1, 0).
02) A reta x – 2 = 0 é tangente à circunferência x2 + y2 = 4 no ponto P(2,0).

UEM – 1º- Semestre/2005 25 ANGLO VESTIBULARES


04) As retas tangentes à hipérbole x2 – y2 = 1 que são paralelas à reta y = 2x são dadas por y = 2 x – 3 e

y = 2x + 3 .
08) A parábola y – 2 = 4(x – 3)2 tem vértice V(3, 2).
16) Se mx2 + y2 + 4x – 6y + k = 0 é a equação de uma circunferência, então pode-se concluir que m = 1 e k  13.

Resolução
01) Incorreta.
Como o ponto C pertence à reta y = 3 – 3x, podemos defini-lo como sendo da forma C = (x, 3 – 3x).
A área A do triângulo é:

  2 6 1  
1
⋅   
A=
  0 0 1

2
  x 3 – 3x 1 
1
3= ⋅ |12x – 6 |
2
12x – 6 = 6 ∴ x = 1
|12x – 6| = 6 ou
12x – 6 = –6 ∴ x = 0
Logo, o ponto C pode ser (1, 0) ou (0, 3).
02) Correta.
A reta r: x – 2 = 0 tangencia x2 + y2 = 4 no ponto P(2, y). Substituindo P na equação da circunferência,
temos: 22 + y2 = 4
y2 = 0 ∴ y = 0
Logo, P = (2, 0).
04) Correta.
As retas paralelas a y = 2x são da forma y = 2x + b. Assim, os pontos de interseção dessas retas com a hipér-
bole serão dados por:
x2 – (2x + b)2 = 1
– 3x2 – 4xb – b2 – 1 = 0
Para que a reta tangencie a hipérbole, devemos ter uma e apenas uma solução para a equação acima, ou
seja, o discriminante da equação deve ser igual a zero. Assim:
∆ = (– 4b)2 – 4(– 3) (– b2 – 1) = 0
4b2 – 12 = 0

b2 = 3 ∴ b = 3 ou b = – 3 .
Logo, as equações das retas são:
y = 2x + 3
ou
y = 2x – 3
08) Correta.
y – 2 = 4(x2 – 6x + 9)
y = 4x2 – 24x + 38
– b 24
xv = = =3
2a 8
yv = 4 ⋅ 32 – 24 ⋅ 3 + 38
yv = 2
Logo, v = (3, 2).

UEM – 1º Semestre/2005 26 ANGLO VESTIBULARES


16) Incorreta.
Para que mx2 + y2 + 4x – 6y + k = 0 seja equação de uma circunferência, devemos ter m = 1 e
x2 + 4x + 4 + y2 – 6y + 9 = – k + 4 + 9.
Assim, (x + 2)2 + (y – 3)2 = – k + 4 + 9.
– k + 4 + 9 = R2, então:
– k + 13  0
– k  – 13 ∴ k  13.
Resposta: 02 + 04 + 08 = 14

Questão 48
Uma pista de atletismo tem a forma circular e seu diâmetro mede 80m. Um atleta treinando nessa pista deseja
correr 10 Km diariamente. Determine o número mínimo de voltas completas que ele deve dar nessa pista, a
cada dia.

Resolução
O comprimento da pista circular é
C=2⋅π⋅R
C = 2 ⋅ π ⋅ 40
C = 80π
Considerando π ≈ 3,14:
C = 80 ⋅ 3,14
C = 251,2 m
Para o atleta correr 10 000 m, sendo n o número de voltas, devemos ter:
n ⋅ 251,20 = 10 000
10000
n=
251, 2
n = 39,8
nmín = 40 voltas na pista.
Resposta: 40

Questão 49
Considerando o polinômio de variável complexa p(z) = z12 – 1, assinale o que for correto.
 2π   2π 
01) Pode-se afirmar que z = cos   + isen   é uma raiz para esse polinômio.
 12   12 
 2π   2π 
02) Pode-se afirmar que, se z = cos   + isen   é uma raiz para esse polinômio, então, para todo natural k,
 12   12 
zk é também raiz desse polinômio.
 2kπ   2kπ 
04) Pode-se afirmar que, se z k = cos   + isen   , k ∈ IN, é uma raiz para esse polinômio, então o polinô-
 12   12 
mio tem infinitas raízes.
08) As raízes desse polinômio estão sobre a circunferência de centro na origem e raio 1, dada por |z| = 1.
16) Como p(z) = (z6 – 1)(z6 + 1), considere apenas as raízes de q(z) = z6 – 1. Essas raízes determinam um polí-
3
gono inscrito na circunferência | z| = 1, cuja área é 3 u.a.
2

UEM – 1º- Semestre/2005 27 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
z12 = 1.
Vamos determinar as raízes 12as de 1.
Temos z = 1, então ρ = 1 e θ = 0
Pela segunda fórmula de Moure, teremos como raízes:
 2π 2π 
z = 12 1 cos n ⋅ + isenn ⋅ , n = 0, 1, 2, ..., 11.
 12 12 
Assim:
 2π 2π 
01) Correta. Para n = 1, z1 = cos + isen  é raiz de p(z).
 12 12 

 2π 2π 
02) Correta. Para todo natural k, zk = 1k = cos k + isenk .
 12 12 
Para, por exemplo, k = 12, o valor obtido é congruente ao valor obtido para k = 0, que já sabemos ser raiz
do polinômio. Fato análogo acontecerá para k ∈ IN, k  12. Assim, para todo k, zk será também raiz de
p(z) por gerar valores congruentes às raízes de p(z) pertencentes a [ 0, 2π ].

2kπ 2kπ
04) Incorreta. Decorre de 02) que cos + isen são raízes de p(z), mas para k  12 os valores gerados
12 12
são congruentes aos gerados para 0  k  11. Assim, p(z) possui 12 raízes distintas.
08) Correta. Considerando as raízes distintas zn de p(z), com 0  n  11, pode-se concluir que os afixos de zn

têm módulo igual a 1 e argumento 0 + n ⋅ . Assim, os afixos de zn formam uma circunferência de cen-
12
tro na origem e raio 1.
16) Correta. As raízes distintas de q(z) = z6 – 1 são os números complexos z cujos afixos determinam um hexá-
gono regular de lado 1.

12 3 3 3
A área desse hexágono pode ser determinada por: 6 ⋅ = .
4 2
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 = 27

Questão 50
Qual é o número positivo que, depois de tomado o seu triplo e subtraído seis, multiplica-se o resultado por si
mesmo, subtrai-se o quadrado de nove, divide-se esse resultado pelo produto de três por si mesmo, extrai-se a
raiz quadrada do total encontrado e o resultado é quatro?

Resolução
Do enunciado, temos:

(3x − 6) (3x – 6) – 92
=4
9

(3x − 6)2 – 92
=4
3
(3x – 6 – 9) (3x – 6 + 9) = 12

UEM – 1º- Semestre/2005 28 ANGLO VESTIBULARES


(3x – 15) (3x + 3) = 144
9x2 – 36x – 189 = 0
x2 – 4x – 21 = 0
∆ = 16 + 84 = 100
7
4 ± 10
x=
2
– 3 (não convém)
Resposta: 07

Questão 51
Os números x, y e z formam uma P.A. crescente cuja soma é igual a 48. Somando-se 8 unidades a z, a nova
seqüência passa a formar uma P.G. Então o valor de z é ...

Resolução
I) x, y, z é P.A. crescente de soma igual a 48.
II) x, y, z + 8 é P.G.
Em I):

( x + z) ⋅ 3
i) = 48 ∴ x + z = 32 → x = 32 – z
2
x+z
ii) = y ∴ y = 16
2
Em II):
iii) (32 – z) ⋅ (z + 8) = 162
– z2 + 32z + 256 – 8z = 162
– z2 + 24z = 0
z (– z + 24) = 0
z = 0 ou z = 24
Como a P.A. é crescente, z = 24.
Resposta: 24

Questão 52
Sobre logaritmos e exponenciais, assinale o que for correto.
 1 x  1 y
01) Se      então x  y.
10  10 
02) Se log4 3 = a e log3 7 = b, então log2 21 = 2a(1 + b).
1
04) Se log15 3 = c, então log5 15 = .
1– c
08) Se (2x)x + 1 = 64, então a soma dos valores de x que satisfazem essa equação é igual a 5.

( 2) , x ∈ IR, é crescente.
x
16) A função f definida por f(x) =

32) Para analisar fraturas em construções, usa-se raio-X. Quando o raio penetra no concreto, a sua intensidade é
reduzida em 10% a cada 20cm percorridos no concreto. A profundidade d em que a intensidade do raio será

de 0,09% da intensidade inicial é d = 20 log(0,0009) .


log(0,9)

UEM – 1º- Semestre/2005 29 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
01) Incorreta.
 1 x  1 y
     ⇔ xy
 10   10 
02) Correta.
log2 3
log4 3 = a ⇒ = a ⇒ log2 3 = 2a
log2 4
log2 7
log3 7 = b ⇒ = b ⇒ log2 7 = 2ab
log2 3
log221 = log 23 ⋅ 7 = log 23 + log 27 = 2a + 2ab = 2a (1 + b)
04) Correta.
15
log 153 = c ⇒ log 15 =c ⇒ log 1515 – log 155 = c
5
log 55 1 1
⇒ 1– =c ⇒ 1– c = ∴ log 515 =
log 515 log 515 1– c
08) Incorreta.
(2x)x + 1 = 64 ⇒ 2x2 + x = 26 ⇒ x2 + x = 6
x = –3
2
x +x–6=0 ou
x=2
A soma dos valores de x é – 1.
16) Correta.
Na função f( x) = ( 2 ) x , temos que, para os reais x1 e x2, x1  x2, f(x1)  f(x2). Portanto f(x) é crescente.
32) Correta.
Sendo n o número de vezes que se percorreu 20 cm, a intensidade do raio-x pode ser dada por:
If = I0 ⋅ (0,9)n
Assim, devemos ter:
0,0009 I0 = I0 ⋅ (0,9)n
log 0,0009 = log (0,9)n
log 0,0009 = n log (0,9)
log 0, 0009
n=
log 0, 9
A profundidade alcançada será d = n ⋅ 20.
Logo:
log 0, 0009
d = 20
log 0, 9
Resposta: 02 + 04 + 16 + 32 = 54

Questão 53
Sobre trigonometria, assinale o que for correto.
x
01) 1 – cos( x ) = 2 sen 2   .
 2
02) A função f definida por f(x) = cos(– x) é ímpar.
04) O período da função f definida por f(x) = sen(2x) é 4π.
08) O conjunto-imagem da função f definida por f(x) = cotg(x) é IR – {0}.

UEM – 1º- Semestre/2005 30 ANGLO VESTIBULARES


1 π
16) Considerando que cos( x ) = então, x = + 2kπ , k ∈ ZZ.
2 3
32) Em um triângulo ABC, onde a medida do lado AB é 4, a medida do lado BC é 5 e a medida do ângulo A é 120°,
a medida do lado AC é ( 13 – 2) .
Resolução
01) Correta.
1 – cos x =
x
1 – cos 2 ⋅ =
2
 x x
1 – cos2 – sen2  =
 2 2
 x x
1 – 1 – sen2 – sen2  =
 2 2
x
2 sen2
2
02) Incorreta.
Temos que para todo x cos (– x) = cos x.
Logo, a função f(x) = cos (– x) é uma função par.
04) Incorreta.

O período p da função f(x) = sen (mx) é dado por p = . Assim, para f(x) = sen 2x temos p = π.
|m |

08) Correta.
1
f(x) = cotg (x) é equivalente a f( x) = e seu conjunto imagem é IR – {0}.
tgx
16) Incorreta.
1
No círculo trigonométrico, para cos x = , temos:
2

π
3
1
2


3

π
S = {x e IR / x = ± + 2kπ, k e ZZ}
3
32) Correta. Temos a figura:
A

4 120º x

B 5 C

UEM – 1º- Semestre/2005 31 ANGLO VESTIBULARES


Aplicando-se o teorema dos Co-Senos no ∆ABC, vem:
52 = 42 + x2 – 2 ⋅ 4 ⋅ x ⋅ cos 120°
1
25 = 16 + x2 – 8 ⋅ x ⋅ –
2
x2 + 4x – 9 = 0
∆ = 16 + 36 = 52
– 4 ± 2 13
x=
2
∴ x = – 2 + 13
Resposta: 01 + 08 + 32 = 41

Questão 54
Sobre matrizes e sistemas de equações lineares, assinale o que for correto.
x – y x+y z + 1
 
01) Se a matriz A =  x + z x–z z  é simétrica, então x = 0, y = z = 1 e seu determinante é igual a 9.
y + z x+y y + z

 2 1 0  x
   
02) Se A = 1 2 1 e X =  y  , então XtAX  0, para todo X.
   
2 1 2 z
 3 1
04) Se A =   , então A2 – 5A é igual à matriz identidade de ordem 2.
5 2
mx – y + z = 1

08) A solução do sistema de equações lineares  y + 2 z = 3 é única apenas quando m ≠ 0 e m ≠ – 1.

 x – 3mz = 4
– 1 1 2
 
16) Se A =  1 – 1 1 , então o sistema de equações lineares homogêneo AX = 0 tem apenas a solução nula.
 
 2 1 2

Resolução
01) Correta.
A é simétrica, então Az = A:
 x−y x+z y+z   x − y x + y z+1 
   
 x + y x –z x + y  =  x + z x –z z 
   
 z+1 z y+z   y+z x+y y+z 
Assim:
x+z=x+y ∴ z=y
y+z=z+1 ⇒ z+z=z+1 ∴ z=1
x+y=z ⇒ x+z=z ∴ x=0
 –1 1 2 
 
det A =  1 – 1 1  = 9
 
 2 1 2 

UEM – 1º- Semestre/2005 32 ANGLO VESTIBULARES


02) Correta.
 2 1 0
 
Xt ⋅ A = [x y z] ⋅  1 2 1  = [2x + y + 2 z x + 2y + z y + 2z]
 
 2 1 2

x 
 
Xt ⋅ A ⋅ X = [2x + y + 2z x + 2y + z y + 2z] ⋅  y  = [x(2x + y + 2z) + y(x + 2y + z) + z(y + 2z)] =
 
z 
[2x2 + 2xy + 2y2 + 2zx + 2zy + 2z2 ] = [(x + y)2 + (x + z)2 + (y + z)2 ]
(x + y)2 + (x + z)2 + (y + z)2  0 para todo x, y, z ∈ IR.
04) Incorreta.
 3 1   3 1   15 5 
A2 – 5A =   ⋅   –   =
 5 2   5 2   25 10 
 14 5   15 5   –1 0 
  –   =  
 25 9   25 10   0 –1 
08) Incorreta.
 m –1 1 
 
Temos: D =  0 1 2 
 
 1 0 – 3m 
D = – 3m2 – 3
D = – 3(m2 + 1)
Para solução única, devemos ter:
D ≠ 0, ou seja, m2 + 1 ≠ 0 ∴ D ≠ 0 ∀m.
16) Correta.
det A = 9 ≠ 0, portanto o sistema é possível e determinado, tendo como solução apenas o (0, 0, 0).
Resposta: 01 + 02 + 16 = 19.

Questão 55
Em um grupo de 176 jovens, 16 praticam futebol, natação e voleibol; 24 praticam futebol e natação; 30 praticam
futebol e voleibol; 22 praticam natação e voleibol; 6 praticam apenas futebol; 9 praticam apenas natação e 5 ape-
nas voleibol. Os demais praticam outros esportes. A probabilidade de escolher, ao acaso, um jovem desse grupo
que pratique futebol é de x%. O valor de x é...

Resolução
Representando, de acordo com o enunciado, o grupo de jovens através do diagrama de Venn, temos:

futebol natação
8
6 9
16
14 6

vôlei 5

Assim, pode-se concluir que os praticantes de futebol são 6 + 8 + 16 + 14 = 44.


A probabilidade pedida é:
44 1
x= = = 25
176 4
Resposta: 25

UEM – 1º- Semestre/2005 33 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 56
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) Se p(x) e q(x) são polinômios e o grau de p(x) é maior do que o grau de q(x), então p(x) tem mais raízes reais
do que o polinômio q(x).
02) O gráfico da função polinomial p(x) = x3 + 2x2 + x – 1 passa pelos pontos (0, –1) e (1, 3) e tem uma raiz no in-
tervalo [0, 1].
5 3
04) O valor mínimo absoluto da função f dada por f ( x ) = x 2 + 2 x + é .
2 2
08) Dividindo-se o polinômio p(x) pelo polinômio q(x) = x – 2, obteve-se resultado zero. Pode-se afirmar que 2 é
uma raiz de p(x).
16) Sabendo-se que o polinômio p(x) tem raízes r1, r2, r3, … , rn e que o polinômio q(x) tem raízes s1, s2, s3, ... , sn,
então o polinômio h(x) = p(x) – q(x) tem raízes r1 – s1, r2 – s2, r3 – s3, … ,rn – sn.
32) Uma seqüência de polinômios foi construída da seguinte forma:
p0(x) = 1
p1(x) = x
pm + 2(x) = pm(x) + x ⋅ pm + 1(x), ∀m  0.
Assim, pode-se afirmar que o polinômio p5(x) tem grau 5 e x = 0 é uma de suas raízes.

Resolução
01) Incorreta.
O grau de um polinômio indica o número total de raízes, sendo elas reais ou não-reais. Assim, sendo o grau
de p(x) maior que o de q(x), não podemos garantir que o número de raízes reais de p(x) seja maior que o
de q(x). Por exemplo, p(x) = x3 – 1 possui 1 raiz real e q(x) = x2 – 1, 2.
02) Correta.
Verificando se os pontos pertencem a p(x):
p(0) = 03 + 2 ⋅ 02 + 0 – 1 ∴ p(0) = – 1
Logo, (0, – 1) pertence a p(x).
p(1) = 13 + 2 ⋅ 12 + 1 – 1 ∴ p(1) = 3
Logo, (1, 3) pertence a p(x).
Como p(0) ⋅ p(1)  0, segue, do teorema de Bolzano, que p(x) possui pelo menos uma raiz em [0, 1].
04) Correta.
 5
– 4 – 4 ⋅ 
–∆  2 3
O valor mínimo de f(x) é dado pelo vértice (yv) da parábola, sendo y v = = =
4a 4 2
08) Correta.
Se p(x) é divisível por x – 2, então p(2) = 0.
Logo, 2 é raiz de p(x).
16) Incorreta. As raízes de h(x) serão determinadas por h(x) = 0, ou seja, p(x) – q(x) = 0.
p(x) – q(x) = 0 ⇒ p(x) = q(x).
Sendo S1 = {s1, s2, s3, ..., sn },
S2 = {r1, r2, r3, ..., rn }
Para p(x) = q(x) devemos ter S1 = S2.
Assim, o conjunto solução de h(x) = 0 é S = S1 = S2.
32) Correta.
P2 = P0 + x ⋅ P1
P2 = 1 + x2
P3 = P1 + x ⋅ P2
P3 = x3 + 2x

UEM – 1º- Semestre/2005 34 ANGLO VESTIBULARES


P4 = P2 + x ⋅ P3
P4 = x4 + 3x2 + 1
P5 = P3 + x ⋅ P4
P5 = x5 + 4x3 + 4x
∴ P5 é de grau 5.
P5 = x(x4 + 4x2 + 4)
Então, para P5 = 0, x = 0 é uma raiz.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 32 = 46

Questão 57
Um reservatório de água, de forma cilíndrica, está disposto horizontalmente. Se o diâmetro da sua base mede
20 m e o seu comprimento mede 24 m, a altura máxima da água armazenada para que sua superfície meça
384 m2 é x metros. O valor de x é...

Resolução
Vamos determinar a largura do retângulo formado pela superfície da água.
Observe-se a figura:

B C
x

A D
24

AABCD = x ⋅ 24
Devemos ter:
384 = x ⋅ 24
∴ x = 16
Ou seja, a largura do retângulo deve ser 16 m.
Representando a base do cilindro vista de frente, teremos:

O
10
123 123

10 – h
A 8 8 B
h

Assim, 102 = (10 – h)2 + 82


100 = 100 – 20h + h2 + 82
0 = – 20h + h2 + 64
h = 16
2
h – 20h + 64 = 0 ou
h=4
Logo, a altura máxima h que a água pode atingir é h = 16.
Resposta: 16

UEM – 1º- Semestre/2005 35 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 58
Considere A(– 1, 0), B(1, 2) e C o ponto de interseção entre as retas s: x + 3y + 1 = 0 e r: 3x + y – 5 = 0. Nessas
condições, assinale o que for correto.
01) As coordenadas de C são (2, – 1).
02) A reta MN, onde M e N são, respectivamente, os pontos médios de BC e AC, não é paralela ao lado AB.
04) O baricentro do triângulo ABC é G(2/3, 1/3).
08) A equação da reta t, paralela a AC e que passa pelo baricentro G do triângulo ABC, é t: x + 3y – 5/3 = 0.
4
16) A área do triângulo AGC, onde G é o baricentro do triângulo ABC, é u.a.
3
32) A área do triângulo ABC é o triplo da área do triângulo AGC, onde G é o baricentro do triângulo ABC.

Resolução
01) Correta.
C=s∩r
s: x + 3y + 1 = 0
r: y = – 3x + 5
s ∩ r: x + 3 (– 3x + 5) + 1 = 0
– 8x + 16 = 0
∴ x = 2 ⇒ y = –3 ⋅ 2 + 5
∴ y = –1
02) Incorreta.
Vamos determinar os pontos M e N conforme o enunciado:
 x + x y + y  3 1
M =  B C, B C= , 
 2 2   2 2 
x + x y + y  1 
N =  A C, A C  =  , – 1
  2 
 2 2  2
yM – yN
mMN = =1
xM – xN
y A – yB
mAB = =1
x A – xB
Assim, mMN = mAB = 1, logo MN é paralela a AB.

04) Correta.
x + x + x y + y + y 
G =  A B C, A B C

 3 3 
2 1
G =  , 
3 3 

08) Correta.
0 – (– 1) 1
t//AC ⇒ mt = mAC = =–
–1 – 2 3
t ⋅ y – y0 = m(x – x0)
1 1 2
y– = –  x – 
3 3 3

x 5
+y– =0
3 9
∴ x + 3y – 5 = 0

UEM – 1º- Semestre/2005 36 ANGLO VESTIBULARES


16) Correta.
 – 1 0 1 
 
1 
1 
2 1
Área do ∆ AGC = ⋅ 
2  3 3 
 2 – 1 1 

1 – 8 4
Área do ∆ AGC = ⋅ =
2  3 3

32) Correta.
  – 1 0 1  
  
Área do ∆ ABC =
1 
⋅   1 2 1  
2   2 –1 1  
  

1
Área do ∆ ABC = ⋅ |– 8| = 4
2
Logo, área do ∆ABC = 3 ⋅ A∆AGC

4
4 = 3⋅
3

Resposta: 01 + 04 + 08 + 16 + 32 = 61

Questão 59

Considere ABC um triângulo inscrito em uma semicircunferência de diâmetro BC cuja medida do ângulo C é 20°.
Determine a medida, em graus, do ângulo formado pela altura e pela mediana relativas à hipotenusa.

Resolução

Do enunciado, temos a figura:

A
AM... mediana
x AH... altura

20º
B H C
M

BM = AM = MC = raio da circunferência
—– —–
Logo, ∆AMC é isósceles com AM = MC e MÂC ——
— MĈA.
HM̂A = 40° (ângulo externo)
No triângulo AMH:
40° + 90° + x = 180°
∴ x = 50°
Resposta: 50

UEM – 1º- Semestre/2005 37 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 60
Em uma circunferência de raio R, considere a semicircunferência inferior. Na parte superior, inscreva uma circun-
R
ferência de raio . Nessa nova circunferência, considere a parte inferior e inscreva, na parte superior, uma circun-
2
R
ferência de raio . Repita esse processo sucessivamente. Então, se S é a soma das áreas encerradas pelas semi-
4
S
circunferências inferiores construídas, o valor de , quando R = 3, é …
π

Resolução
Considere-se a figura:

π ⋅ R2
S1 =
2
S3
 R 2
S2 π ⋅ 
 2 πR2
S2 = =
2 8
S1
 R 2
π ⋅ 
4 πR2
S3 = =
2 32

πR2 1
S = soma de uma P.G. infinita de a1 = eq= .
2 4
Assim:

πR2
S= 2
1
1–
4
π ⋅ 32
S= 2
3
4
S = 6π
S 6π
Logo, = =6
π π
Resposta: 06

UEM – 1º- Semestre/2005 38 ANGLO VESTIBULARES


POR TUGU ÊS
Texto 1
Você é traficante?
Você é traficante?
— Sou. Mas sou também um sinal de novos tempos. Como sou sujo e pobre, vocês nunca me olharam
durante décadas. Eu era inofensivo, uns roubos, uns assaltos, mas tudo bem... Vocês até me romantizavam... o
Mineirinho, o Cara de Cavalo... Na época, era mole resolver o problema da miséria... O diagnóstico era óbvio:
5 migração rural, seca, desnível de renda... A solução é que nunca vinha... Os mendes de morais, os lacerdas, os
negrões de lima, os chagas, os brizolas... que fizeram? Nada. O governo federal alguma vez alocou uma verba
para nós? Nós éramos invisíveis... Quando havia um desabamento, algo assim, éramos, no máximo, manchete
de jornal e motivo de angústia para uns intelectuaizinhos como você. Agora, arranjamos emprego na multi-
nacional do pó... E vocês estão morrendo de medo... Danem-se... Nós somos o início tardio de vossa consciên-
10 cia social... Ha ha...
— Mas... a solução seria...
— Solução? A idéia de solução já é um erro. Não há mais solução, cara... Já olhou o tamanho das 450 fave-
las do Rio? Já andou de helicóptero por cima da periferia de S. Paulo? O máximo que vocês podem fazer são
esses movimentozinhos pela cidadania... cadê os bilhões de dólares para uma solução profunda? Só que,
15 agora, vocês não têm mais a grana... Está tudo reservado para manter a estabilidade fiscal, que pode ir para
o brejo a qualquer momento... Vocês estão com um bode por fora e outro bode por dentro. O capital finan-
ceiro fora e nós dentro. E os bodes vão se encontrar no infinito sujo de vosso destino... Gostou da frase? Sou
culto; ouve outra: Capitalismo selvagem gera revolta primitiva. Aliás, tomara que quebre tudo...Vai ser mais
fácil pra nós pilharmos vossas ruínas... ha ha...
20 — Você não tem medo de morrer?
— Estamos no centro do Insolúvel, mermão... Vocês no bem e eu no mal e, no meio, a fronteira da morte,
a única fronteira. Vocês têm medo de morrer, eu não. Nós somos homens-bomba. Na favela, tem 100 mil
homens-bomba... E... Já somos uma outra espécie, já somos outros bichos, diferentes de vocês. A morte pra
vocês é um drama cristão numa cama, no ataque do coração... a morte para nós é o presunto diário, desova-
25 do numa vala... Vocês intelectuais não falavam em luta de classes, em seja marginal seja herói? Ha ha... aí
está... Vocês nunca esperavam esses guerreiros do pó, né? Esse parangolé todo, né? Vocês deviam era expor a
gente na Bienal, como instalação...
— O que mudou nas periferias?
— A gente hoje tem uma coisa chamada Poder... Por que transferiram o Beira Mar para Bangu 1? Pois é...
30 lá ele manda... Você acha que quem tem 40 milhões de dólares não manda? Com 40 milhões, a prisão é um
hotel, um escritório... Qual a polícia que vai queimar essa mina de ouro? Pelo amor de deus... nêgo chama ele
até de doutor, tá ligado?
(Texto adaptado de www.josegeraldomartinez.hpg.ig.com.br/arnaldo.htm)

Questão 61
Assinale o que for correto, em relação ao texto 1.
01) O traficante afirma que ele é um sinal de novos tempos (linha 2). Essa expressão usada, muitas vezes, para
se referir a tempos de paz, no texto, refere-se a uma configuração diferente da situação do tráfico no país,
que adquiriu uma dimensão incontrolável.
02) Em “Os mendes de morais, os lacerdas, os negrões de lima, os chagas, os brizolas...” (linhas 5 e 6), o autor
fez uso da derivação imprópria para tornar comuns sobrenomes de famílias importantes e, assim, mostrar
que todos aqueles que se inserem nesses grupos de fazendeiros ou de grandes proprietários de terras
poderiam ter feito algo para mudar o percurso da realidade brasileira, mas não o fizeram.
04) “Beira Mar“ (linha 29) foi formado por composição por justaposição, pois tornou próprio um nome co-
mum, no caso o do traficante Fernandinho Beira Mar.

UEM – 1º- Semestre/2005 39 ANGLO VESTIBULARES


08) Em “Nós somos homens-bomba.“ (linha 22), “homens-bomba“ é uma palavra formada por composição por
justaposição, cujo primeiro elemento revela que os traficantes seriam iguais aos demais seres humanos, pois
são homens; já o segundo elemento da composição aponta em que medida eles se diferenciam, uma vez que
são bombas ambulantes que podem explodir a qualquer momento.
16) O plural de “homem-bomba“ é “homens-bomba“ (linha 22), porque esse composto é formado por dois
substantivos, sendo o último elemento o determinante do primeiro.
32) Em “A morte pra vocês é um drama cristão numa cama... a morte para nós é o presunto diário...“ (linhas
23 e 24), as locuções adjetivas “drama cristão“ e “presunto diário“ evidenciam duas concepções diferen-
ciadas de morte.

Resolução
O item 04 está incorreto porque Beira Mar não é palavra composta, mas uma locução substantiva própria,
criada a partir do substantivo comum beira-mar.
No item 32, afirma-se, erroneamente, que drama cristão e presunto diário são locuções adjetivas. Estas são
expressões normalmente formadas de apenas preposição e substantivo, como se observa em manchete de jornal
e idéia de solução, extraídas do texto.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 = 27

Questão 62
Assinale o que for correto quanto ao emprego dos elementos lingüísticos no texto 1.
01) A construção da metáfora “multinacional do pó“ (linhas 8 e 9) é empregada para referir-se ao tráfico mun-
dial de drogas, o qual vem sendo visto como empresas onde trabalham os traficantes.
02) Na oração “Na favela, tem 100 mil homens-bomba...“ (linhas 22 e 23), o verbo “tem“, embora esteja no
singular, pode também trazer o acento diferenciador, se considerarmos a linguagem coloquial, em que o
sujeito, neste caso, passa a ser “100 mil homens“.
04) Na oração “Aliás, tomara que quebre tudo...“ (linha 18), o sujeito do verbo “quebrar“ é “revolta primitiva“,
expresso na oração anterior.
08) Os pronomes “você“ e “vocês“, empregados várias vezes no texto, embora se refiram ao(s) ouvinte(s), ou
seja, às segundas pessoas, sempre exigem os verbos na terceira pessoa.
16) Em “...início tardio de vossa consciência...“ (linhas 9 e 10) e “... infinito sujo de vosso destino...“ (linha 17),
os elementos grifados são pronomes de tratamento que se referem à segunda pessoa do discurso e expres-
sam a falta de respeito do traficante.
32) A palavra “essa“, em “Qual a polícia que vai queimar essa mina de ouro?“ (linha 31), é um pronome demons-
trativo que retoma algo que já foi dito, ou seja, “40 milhões de dólares“.
64) Ainda em relação à oração “Qual a polícia que vai queimar essa mina de ouro?“ (linha 31), o verbo “queimar“
foi empregado metaforicamente em substituição a “eliminar, apagar, matar“.

Resolução
Eis, em ordem, os itens incorretos com suas justificativas:
02) Quando o verbo ter apresenta como sinônimo haver, é impessoal e deve permanecer na terceira pessoa
do singular.
04) O verbo “quebrar” está usado intransitivamente e tem como sujeito o pronome “tudo”. A frase é equivalen-
te à construção pronominal “tomara que tudo se quebre”.
16) Vossa e vosso são pronomes possessivos e não expressam falta de respeito.
32) O pronome essa funciona, de fato, como anafórico, mas retoma Fernandinho Beira Mar, considerado ver-
dadeira mina de ouro pelo entrevistado.
Resposta: 01 + 08 + 64 = 73

Questão 63
Indique o que for correto em relação ao texto 1.
01) Em “Esse parangolé todo, né? Vocês deviam era expor a gente na Bienal, como instalação...“ (linhas 26 e 27),
“parangolé“ pode ser substituído, sem prejuízo de sentido, por “parafernália“.
02) Em “Estamos no centro do Insolúvel, mermão...“ (linha 21), o uso de maiúscula na palavra “Insolúvel“
enfatiza somente o poder do tráfico no Brasil.

UEM – 1º- Semestre/2005 40 ANGLO VESTIBULARES


04) Em “O capital financeiro fora e nós dentro.“ (linhas 16 e 17), temos uma elipse do verbo “estar“, expresso
na oração anterior.
08) Os pronomes “vossa“ (linha 9) e “vosso“ (linha 17) são empregados em lugar de você/vocês, evidenciando
a variação lingüística na fala do traficante.
16) O termo “bode“ (linha 16) é uma metáfora empregada para referir-se aos problemas gerados pelo tráfico
no Brasil.
32) Em “Já somos uma outra espécie, já somos outros bichos, diferentes de vocês.“ (linha 23), o traficante quis
dizer que os que não são traficantes também são bichos, porém de espécies diferentes.
64) “Nêgo“, em “Pelo amor de deus... nêgo chama ele até de doutor, tá ligado?“ (linhas 31 e 32), é um pro-
nome indefinido que se refere a qualquer pessoa.

Resolução
Estão incorretos os itens 01, 02 e 64. Eis as justificativas:
01) Parangolé poderia ser substituído por malandragem, astúcia, esperteza.
02) O termo Insolúvel está com a letra inicial maiúscula para nomear a situação em que vivemos, a qual foi
criada pelo desnível social promovido pelo Capitalismo selvagem e pelo conseqüente poder conquistado
pelo tráfico de drogas. Com a maiúscula, opera-se a personificação de algo misterioso que, certamente,
não se limita ao poder do tráfico no Brasil.
64) Nêgo é substantivo e, dado o contexto, parece indicar especialmente os policiais.
Resposta: 04 + 08 + 16 + 32 = 60

Questão 64
A partir do emprego dos elementos lingüísticos no texto 1, assinale o que for correto.
01) Em “desnível“ (linha 5), “des-“ é um prefixo com valor de “ação contrária“: desnível de renda. Em “deso-
vado“ (linhas 24 e 25), o mesmo prefixo tem valor de “pôr para fora“: “desovado numa sala“.
02) Em “desabamento“ (linha 7), temos um nome substantivo formado a partir de um verbo, por meio do
sufixo “-mento“, cuja idéia, no texto, é a de “resultado de ação“, ou seja, ação de desabar.
04) O verbo “desabar“, a partir do qual se formou “desabamento“ (linha 7), formou-se por derivação paras-
sintética, ou seja, ao substantivo “aba“ foram acrescentados, simultaneamente, o prefixo des-, com valor
de “para baixo“, e o sufixo -ar, formador de verbos.
08) Ao empregar o sufixo diminutivo em “intelectuaizinhos“ (linha 8) e em “movimentozinhos“ (linha 14), o
autor quis expressar-se pejorativamente em relação aos substantivos “intelectuais“ e “movimentos“.
16) O substantivo “ataque“ (linha 24), na expressão “ataque do coração“, formou-se a partir do verbo
“atacar“, por meio do processo de formação de palavras conhecido como derivação imprópria.
32) O prefixo “in-“, em “inofensivo“ (linha 3), “invisíveis“ (linha 7) e “Insolúvel“ (linha 21), tem valor de
negação, e o uso gradativo das três expressões no texto revela o histórico da realidade do tráfico no Brasil.

Resolução
Os itens incorretos são 01 e 16. Eis as razões:
01) O prefixo des- de desnível indica privação, negação, e o de desovado, separação, afastamento.
16) Ataque, de fato, provém do verbo atacar, mas pelo processo denominado derivação regressiva ou deverbal.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 32 = 46

Questão 65
Quanto ao emprego dos elementos lingüísticos no texto 1, assinale o que estiver correto.
01) Os verbos “olharam“ (linha 2) e “era“ (linha 3) indicam o pretérito perfeito do modo indicativo, ou seja,
expressam, no texto, a idéia de uma ação concluída.
02) Na oração “A gente hoje tem uma coisa chamada Poder...“ (linha 29), a palavra “gente“ substitui o
pronome “nós“, ou seja, os traficantes.
04) A conjunção adversativa “mas“, em “Mas sou também um sinal dos novos tempos.“ (linha 2), acrescenta,
além da idéia de adversidade, também a de que o traficante de ontem é diferente do traficante de hoje,
idéia essa reforçada pelo advérbio “também“.

UEM – 1º- Semestre/2005 41 ANGLO VESTIBULARES


08) Na oração “Por que transferiram o Beira Mar para Bangu 1?“ (linha 29), empregou-se “Bangu 1“ em
substituição a “penitenciária“, ou seja, houve o emprego da metonímia.
16) Na palavra “mermão“, em “Estamos no centro do Insolúvel, mermão...“ (linha 21), há uma combinação
entre o pronome “meu“ e o substantivo “irmão“, revelando gírias pertencentes à fala do traficante.
32) Em “Vai ser mais fácil pra nós pilharmos vossas ruínas... ha ha...“ (linhas 18 e 19), o uso da palavra “pra“,
com supressão do “a“, é uma tentativa do autor de representar a fala do traficante.
64) A palavra “negrões“, em “os negrões de lima“ (linha 6), é forma flexionada do singular “negrão“, mas
também pode aceitar outro plural, como “negrãos“, terminação regular e eminentemente popular.

Resolução
Estão incorretos os itens 01 e 64. Eis as justificativas:
01) Era está conjugado na primeira pessoa do singular do pretérito imperfeito do indicativo. Informa como o sujei-
to costumava ser antes de se tornar traficante.
64) O plural usado para negrão é negrões. A forma “negrãos” é popular, mas não é a forma regular.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 16 + 32 = 62

Questão 66
Quanto ao conteúdo do texto 1, assinale o que for correto.
01) Em “A gente hoje tem uma coisa chamada Poder...“ (linha 29), encontramos a palavra “Poder“ grafada
com maiúscula, para evidenciar o valor que o tráfico adquiriu na sociedade devido às quantias que esse
negócio movimenta.
02) Traços das diferenças sociais evidenciam-se em todo o texto 1, como se pode constatar em: “Como sou sujo
e pobre...“ (linha 2); “Vocês no bem e eu no mal...“ (linha 21); “Só que agora vocês não têm mais a grana...“
(linhas 14 e 15).
04) Em “Ha ha... aí está... Vocês nunca esperavam esses guerreiros do pó, né?“ (linhas de 25 e 26), temos o uso
predominante da função emotiva ou expressiva da linguagem.
08) Ainda na mesma oração, temos o uso da função fática da linguagem, manifestada no uso de expressões
da oralidade, como “né“.
16) Em “Vocês deviam era expor a gente na Bienal, como instalação...“ (linhas 26 e 27), o verbo “ser“, vazio de
significado, evidencia traços da oralidade e pode ser facilmente excluído do texto, sem prejuízo de sentido.
32) Ainda em “Vocês deviam era expor a gente na Bienal, como instalação...“ (linhas 26 e 27), pode-se inferir
que o tráfico assumiu uma dimensão tão poderosa que mereceria um lugar na Bienal, evento de âmbito
internacional.
64) Em “Vocês intelectuais não falavam em luta de classes, em seja marginal seja herói?“ (linha 25), temos três
adjuntos adverbiais de assunto empregados para expressar uma ironia.

Resolução
O item 04 está incorreto porque o uso de vocês indica que a mensagem está centrada no receptor dela, o
que caracteriza a função conativa ou apelativa. A função emotiva ou expressiva da linguagem é a que se centra
no emissor.
No item 64, mesmo admitindo que se trate de adjunto adverbial de assunto, são apenas dois, o que se verifica
pela preposição em. Além disso, pode-se aceitar a análise como objeto indireto.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 + 32 = 59

Texto 2
Armados, drogados e tarados
O problema do tráfico de drogas no Brasil ultrapassou todos os limites aceitáveis no mundo civilizado. Boa
parte dos grandes centros urbanos é controlada, controlada mesmo, pelos narcotraficantes. Como não se con-
segue acabar com a farra da bandidagem, a melhor postura que começa a ser adotada por enorme fatia de
nossas autoridades, algumas com as contas bancárias engordadas em troca da omissão, e até pela mídia, é
5 deslocar o foco. Só há tráfico de drogas porque há consumidores de drogas, há festas de embalo na Zona Sul
do Rio, freqüentadas por gente fina que passa o dia desancando as autoridades que não resolvem o proble-
ma e à noite cheirando suas carreirinhas servidas em bandejas de prata em elegantes coberturas. É verdade,
até porque pobre não tem dinheiro para comprar comida, muito menos drogas. Classe média baixa ainda con-
segue uma maconha da ruim, jamais uma cocaína da boa. Mas eu gostaria que alguém me explicasse como

UEM – 1º- Semestre/2005 42 ANGLO VESTIBULARES


10 países, “tipo assim“, a Holanda, conseguem ser liberais na questão das drogas e nem por isso criar fernandi-
nhosbeiramares. As drogas pesadas são perigosas, todos concordamos, mas o problema do Brasil é a imensa
desigualdade social, uma distribuição de renda absurdamente injusta, a farra de uma meia-dúzia em cima da
miséria de milhões. Não se trata de fazer apologia às drogas, argumento utilizado por quem não tem outro
melhor, mas de protestar contra a cômoda mudança de foco. Autoridades eleitas, devidamente constituídas e
15 muito bem pagas, nada fazem de concreto para resolver o problema. Nunca fizeram. Num governo de esquer-
da, e se atribuindo o consumo à burguesia, os traficantes tendem a continuar à vontade.
Enfim, a culpa é do maconheiro, aquele nosso amigo, e não dos traficantes que mandam neste país.
Outro dia assisti na TV a uma reportagem sobre prostituição na adolescência. A matéria foi bem feita, mas
me chamou a atenção o depoimento de um delegado. Ao referir-se a um cidadão preso em flagrante por con-
20 tratar os préstimos de uma destas garotas, o representante da lei e da ordem mostrou-se indignado com a atitude
do cidadão, ao qual qualificou como tarado, bandido, doente, “sim, porque este homem precisa de um trata-
mento“. Bravo, delegado, bravo. Muito corajoso de sua parte. E muito cômodo. O verdadeiro bandido, o cafetão,
o sujeito que explora as mocinhas, este pode dormir sossegado. E o mais verdadeiro bandido, no caso, a desigual-
dade social que conduz por este caminho mulheres em tenra idade, com o perdão pela expressão vetusta,
25 esta permanecerá como tal. Mas não quero me repetir. Nem sei se vale a pena lembrar que desejo sexual por
adolescentes é natural no homem. Minha mãe casou-se com 15 anos, minha avó com 13, era assim antes, e
ninguém ficava alarmado. Não é à-toa que meninas a partir dos 12 desfilam e posam para fotos. Sempre exis-
tiu e sempre existirá. A qualificação do desejo depende da sociedade, da cultura, do nível de moralismo. O
desejo em si não é doença. Procurar prostitutas mirins já é outra história, longa demais para caber neste
30 parágrafo. Mesmo assim, não resolveremos o problema trancafiando os clientes.
Enfim, a culpa é do homem que se sente atraído por uma adolescente, e não dos cafetões e dos que ali-
mentam a imensa miséria deste país, capaz de atirar meninas quase crianças nos braços da prostituição e dos
exploradores de sempre.
É como aquela conversa velha, machista, desgastada e rejeitada pelos novos tempos de culpar a vítima pelo
35 estupro. Trata-se de uma tendência que cresce de forma alarmante. Se não se pode, ou não se quer, resolver os
problemas do Brasil, que se mude o foco. Nossos amigos, colegas ou vizinhos passam a ser vistos como armados,
drogados e tarados, enquanto os verdadeiros culpados seguem impunes, a injustiça social só faz aumentar e a mídia
ainda aplaude. Com todo o moralista levantar de sobrancelhas do William Bonner a que tem direito.
(Elizário Goulart Rocha, ABC Digital)

Questão 67
Assinale o que for correto, em relação ao texto 2.
01) Em “... a desigualdade social que conduz por este caminho mulheres em tenra idade, com o perdão pela
expressão vetusta...“ (linhas 24 e 25), o autor emprega a expressão “vetusta“ estabelecendo uma relação
entre as mulheres em tenra idade e a deusa grega Vênus, deusa do amor, da formosura, dos prazeres.
02) Em “Nem sei se vale a pena lembrar que desejo sexual por adolescentes é natural no homem.“ (linhas 25
e 26), pode-se afirmar que “homem“ refere-se a seres de ambos os sexos.
04) Em “Não é à-toa que meninas a partir dos 12 desfilam e posam para fotos.“ (linha 27), o autor procura mostrar
que a sexualidade se evidencia desde muito cedo nas pessoas.
08) Em “Nossos amigos, colegas ou vizinhos passam a ser vistos como armados, drogados e tarados...“ (linhas
36 e 37), a forma verbal “passam a ser vistos“ evidencia que antes eles não eram vistos dessa forma.
16) Ao empregar “amigos“, “colegas“, “vizinhos“ (linhas 36 e 37), paralelamente a “armados“, “drogados“,
“tarados“ (linha 37), pode-se inferir que o autor qualifica, respectivamente, amigos armados, colegas dro-
gados e vizinhos tarados.
32) Em relação à frase anterior, “amigos“, “colegas“, “vizinhos“ expressam uma gradação semântica decres-
cente no grau de intimidade entre as pessoas.

Resolução
Estão incorretos os seguintes itens, acompanhados das respectivas justificativas:
01) Vetusta significa desgastada, muito antiga. Nada tem a ver com “tenra idade” nem com Vênus.
02) Considerando-se o contexto, homem se refere apenas aos seres humanos do sexo masculino.
16) Para a qualificação de tais substantivos ocorrer de forma respectiva, o termo respectivamente ou expres-
sões como nessa ordem devem ser utilizados. Sem isso, a inferência é descabida.
Resposta: 04 + 08 + 32 = 44

UEM – 1º- Semestre/2005 43 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 68
Assinale o que for correto quanto ao uso dos elementos lingüísticos no texto 2.
01) Em “Classe média baixa ainda consegue uma maconha da ruim, jamais uma cocaína da boa.“ (linhas 8 e 9),
as locuções adjetivas “da ruim“ e “da boa“, ao qualificarem, respectivamente, maconha e cocaína, enfati-
zam o consumo possível da classe média baixa.
02) No fragmento “...mas de protestar contra a cômoda mudança de foco.“ (linha 14), “contra a cômoda
mudança“ é objeto indireto do verbo “protestar.“
04) Na frase “Num governo de esquerda, e se atribuindo o consumo à burguesia, os traficantes tendem a con-
tinuar à vontade.“ (linha 15 e 16), temos uma oração subordinada adverbial condicional, intercalada entre
um adjunto adverbial e uma oração principal.
08) As palavras “bancárias“ (linha 4), “matéria“ (linha 18) e “história“ (linha 29) são todas acentuadas grafi-
camente porque são paroxítonas terminadas em ditongo decrescente.
16) As palavras “aceitáveis“ (linha 1) e “nível“ (linha 28) recebem acento, pois são paroxítonas terminadas em “-l“.
32) Em “Bravo, delegado, bravo. Muito corajoso de sua parte. E muito cômodo.“ (linha 22), o autor manifesta sua
opinião a respeito da atitude do delegado, o que pode exemplificar a função fática da linguagem.
64) Ao citar o problema da prostituição no Brasil, no 3º- e 4º- parágrafos, o autor desvia o foco do assunto, uma
vez que o tema central do texto é o tráfico de drogas.

Resolução
Eis, a seguir, os itens incorretos com suas respectivas explicações:
04) A palavra se usada em e se atribuindo o consumo à burguesia não é conjunção subordinativa condicio-
nal, e sim partícula apassivadora. A oração em que ela se encontra é subordinada adverbial causal reduzida
de gerúndio.
08) Os termos indicados são paroxítonos terminados em ditongo oral crescente.
16) A palavra aceitáveis é paroxítona terminada em ditongo oral decrescente.
32) A função fática é a que destaca o canal da comunicação. Àquela que enfatiza o receptor da mensagem dá-se
o nome de conativa ou apelativa.
64) O tema central do texto não é o tráfico de drogas, mas a falta de vontade de resolver os problemas, manifesta-
da na mudança de foco, o que se verifica tanto na questão do narcotráfico, como na questão da prostituição
de adolescentes. Logo, são pertinentes os parágrafos terceiro e quarto.
Resposta: 01 + 02 = 03

Questão 69
Com base no período “Mas eu gostaria que alguém me explicasse como países, ‘tipo assim’, a Holanda, conseguem
ser liberais na questão das drogas e nem por isso criar fernandinhosbeiramares.“ (texto 2, linhas de 9 a 11),
assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) “tipo assim“ é uma expressão explicativa empregada pelo autor para se aproximar da linguagem de gírias
e evitar a repetição da palavra “como“.
02) Com a comparação entre a Holanda e o Brasil, em “Mas eu gostaria que alguém me explicasse como
países, ‘tipo assim’, a Holanda, conseguem ser liberais na questão das drogas e nem por isso criar fer-
nandinhosbeiramares“, o autor destaca que o problema não reside na liberação ou não da droga.
04) “fernandinhosbeiramares“ é um substantivo composto, cujo verbo “beira“ não se pluraliza, uma vez que
não aceita flexão de número.
08) A derivação imprópria encontrada em “fernandinhosbeiramares“ é um processo que transforma em
comum nomes próprios e vice-versa, refletindo, no texto, a disseminação de traficantes na sociedade.
16) “beiramares“, elemento que compõe o substantivo “fernandinhosbeiramares“, sofreu duas derivações
impróprias: de beira-mar, substantivo comum, passou a próprio, denominando o traficante; em seguida,
sofreu outra derivação imprópria, tornando-se comum.
32) A conjunção adversativa “mas“ é vazia de significado, uma vez que, no texto, foi empregada em início de
período, o que contradiz a norma padrão da língua.

UEM – 1º- Semestre/2005 44 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
Eis, a seguir, os itens incorretos com suas respectivas explicações:
01) O autor não tem por finalidade aproximar-se da linguagem de gírias. O uso da expressão tem uma fina liberda-
de irônica.
32) A conjunção coordenativa adversativa mas não é vazia de significado, uma vez que estabelece uma relação de
oposição entre as orações, ainda que façam parte de períodos distintos.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 16 = 30

Questão 70
Assinale o que for correto, quanto ao uso dos elementos lingüísticos no texto 2.
01) Em “Como não se consegue acabar com a farra da bandidagem...“ (linhas 2 e 3), o sujeito é indetermina-
do por meio do pronome “se“, índice de indeterminação do sujeito.
02) Em “...adotada por enorme fatia de nossas autoridades... e até pela mídia...“ (linhas 3 e 4), “até“ é uma pala-
vra denotativa que exprime inclusão, significando que a mídia também está começando a adotar a postura de
deslocar o foco.
04) Em “Boa parte dos grandes centros urbanos é controlada, controlada mesmo, pelos narcotraficantes.“
(linhas 1 e 2), a locução verbal “é controlada“ está no singular, pois concorda com “Boa parte“; no entanto
também poderia estar no plural, concordando com “centros urbanos“, indicando, em ambos os casos, a
influência do tráfico de drogas nas cidades.
08) Em relação à frase acima, temos “pelos narcotraficantes“ funcionando como objeto indireto do verbo
“controlar“.
16) Ainda quanto à frase acima, “controlada mesmo“ (linha 2), “mesmo“ pode ser substituído por realmente/de
fato, sem prejuízo semântico, uma vez que tem valor reforçativo.
32) Em “...uma distribuição de renda absurdamente injusta...“ (linha 12), “absurdamente“ é um advérbio que
expressa o modo como a renda é distribuída no Brasil.
64) Em “apologia às drogas“ (linha 13) e “atribuindo o consumo à burguesia“ (linha 16), “às drogas“ e “à bur-
guesia“ são complementos nominais de “apologia“ e de “consumo“, respectivamente.

Resolução
Eis, a seguir, os itens incorretos com suas respectivas explicações:
01) O termo se é um pronome apassivador ligado ao verbo consegue, o qual possui uma oração reduzida como
sujeito: acabar com a farra da bandidagem.
08) A expressão pelos narcotraficantes desempenha a função sintática de agente da passiva.
32) Absurdamente é, de fato, advérbio que exprime modo, mas relaciona-se ao adjetivo injusta e não ao subs-
tantivo distribuição.
64) À burguesia é objeto indireto de atribuindo, e não complemento de “consumo”.
Resposta: 02 + 04 + 16 = 22

Questão 71
Assinale o que for correto em relação ao seguinte fragmento do texto 2: “Ao referir-se a um cidadão preso
em flagrante por contratar os préstimos de uma destas garotas, o representante da lei e da ordem mostrou-
-se indignado com a atitude do cidadão, ao qual qualificou como tarado, bandido, doente, ‘sim, porque este
homem precisa de um tratamento’.“ (linhas de 19 a 22).
01) A primeira oração é temporal, uma vez que situa o fato ocorrido no tempo.
02) Os verbos “referir-se“ e “mostrou-se“ estão acompanhados do pronome “se“, pois ambos são, no texto,
empregados como verbos pronominais.
04) A escolha lexical “o representante da lei e da ordem“ em vez de “delegado“ contribui para a comparação
irônica do argumento, uma vez que se trata de um depoimento de uma autoridade.
08) O emprego lexical “o representante da lei e da ordem“ em comparação com a caracterização feita ao
cidadão como “tarado, bandido e doente“ revela as concepções de “ bandido“ e de “mocinho“ presentes
na sociedade.
16) A citação do discurso do outro, como no caso do delegado “...‘sim, porque este homem precisa de um
tratamento’.“, é uma estratégia utilizada pelo autor para conferir maior peso ao seu argumento, uma vez
que não é ele, mas alguém com autoridade falando sobre o assunto.

UEM – 1º- Semestre/2005 45 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
O item 16 está incorreto por dois motivos:
a) O psiquiatra é o profissional mais indicado para dizer se um indivíduo possui ou não um distúrbio mental e, por-
tanto, se precisa ou não de tratamento. Logo, o delegado não pode ser considerado autoridade nesse assunto.
b) O autor discorda da opinião do delegado. Assim, ao citá-lo, não busca um reforço de sua tese, mas uma prova
concreta do mal que denuncia.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 = 15

Questão 72
Identifique o que for correto em relação ao 4º- parágrafo do texto 2: “Enfim, a culpa é do homem que se sente
atraído por uma adolescente, e não dos cafetões e dos que alimentam a imensa miséria deste país, capaz de
atirar meninas quase crianças nos braços da prostituição e dos exploradores de sempre.“ (linhas de 31 a 33).
01) O sujeito de “capaz de atirar“ é “homem“.
02) Se empregarmos uma vírgula após “homem“, teremos a idéia de que apenas alguns homens se sentem
atraídos por adolescentes, e não todos.
04) O pronome demonstrativo “deste“ foi empregado para indicar as posições do autor e do leitor em relação
ao problema pelo qual passa o país.
08) Se alterarmos para: ...a culpa não é do homem que se sente atraído por uma adolescente, e sim dos
cafetões e dos que alimentam a imensa miséria deste país..., não teremos prejuízo quanto ao significado.
16) “Enfim“ é um adjunto adverbial empregado pelo autor para concluir a sua argumentação em relação ao
problema do tráfico de drogas.

Resolução
Eis, a seguir, os itens incorretos com suas respectivas explicações:
01) A expressão “capaz de tirar” nada tem a ver com “homem”. Refere-se a “a imensa miséria deste país”.
02) Ao se usar a vírgula após homem, a oração que o segue passará a ser subordinada adjetiva explicativa.
Em vez de particularizar, ela generalizará os homens, isto é, indicará que todo homem se sente atraído por
adolescentes.
04) Deste, pronome demonstrativo relacionado a país, indica que esse local (o Brasil) é o mesmo em que se encon-
tra o autor, também emissor da mensagem.
08) A alteração faria o sentido tornar-se o oposto do que o texto original pretende.
Resposta: 16

Questão 73
Com base nos textos 1 e 2, assinale o que for correto.
01) Em ambos os textos, há a presença de ironia, seja na fala do traficante, no texto 1, seja na fala do dele-
gado, no texto 2.
02) Em “A qualificação do desejo depende da sociedade, da cultura, do nível de moralismo. O desejo em si
não é doença.“ (linhas 28 e 29, do texto 2), pode-se inferir que o autor não é contra a prática sexual na
adolescência, desde que isso não seja fruto da injustiça social.
04) Ainda em relação à frase acima, temos uma gradação semântica, a qual evidencia que a vivência sexual
depende da forma como a sociedade e a cultura concebem essa prática. Ou seja, em prol de uma visão
hegemônica, difundida, muitas vezes, em termos de falsos moralismos, desprezam-se diferenças culturais.
08) Enquanto “guerreiros do pó“ e “homens-bomba“ são elementos coesivos que retomam o termo “traficante“
no texto 1, os elementos coesivos “bandido“ e “doente“ são empregados para substituírem o termo cafetão
no texto 2.
16) No final do último parágrafo do texto 2, para exemplificar que a “mídia ainda aplaude“ (linha 38), o autor
cita o jornalista William Bonner e seu “moralista levantar de sobrancelhas“ (linha 38), reiterando a idéia
de que a mídia muda o foco de problemas como a prostituição e o tráfico de drogas e contribui para a
construção de falsos moralismos.
32) Em “O desejo em si não é doença. Procurar prostitutas mirins já é outra história...“ (linha 29, do texto 2),
a expressão “já“ expressa adversidade, ou seja, o autor entende que pessoas que se sentem atraídas pela
prostituição infantil são doentes.

UEM – 1º- Semestre/2005 46 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
Eis, a seguir, os itens incorretos com suas respectivas explicações:
01) Na fala do delegado não há ironia.
08) Os termos bandido e doente referem-se ao cidadão que, por contratar os serviços de uma adolescente
prostituta, foi preso em flagrante.
Resposta: 02 + 04 + 16 + 32 = 54

Questão 74
O gênero “romance“ pode ser definido como uma narrativa longa, que explora elementos como tempo,
espaço e personagem, e cuja trama é construída ao longo de vários capítulos. O conto, por sua vez, tem como
característica iluminar um único instante revelador, para o qual converge toda a construção do texto, sendo,
normalmente, bem mais curto do que o romance. Além dessas informações, relembre seus conhecimentos
sobre Incidente em Antares, de Érico Veríssimo, e Uma Noite em Curitiba, de Cristóvão Tezza, e assinale o que
for correto.
01) São romances, pois possuem as características atribuídas a esse gênero, descritas no comando da questão.
Não há hipótese de nenhum dos dois textos ser confundido com conto, ou com uma coletânea de contos
diferentes sobre o mesmo tema.
02) São romances, mas tal classificação pode suscitar dúvidas, uma vez que Incidente em Antares não explora
o espaço físico, deixando de lado um dos elementos mais característicos da definição adotada, e Uma
Noite em Curitiba não explora a questão da passagem do tempo, criando o mesmo tipo de problema para
a classificação.
04) A psicologia das personagens de Incidente em Antares é revelada e explicada ao leitor de forma mais
esquemática do que a das personagens de Uma Noite em Curitiba: como o primeiro texto possui narrador
predominantemente em terceira pessoa, esse narrador pode contar ao leitor o que as personagens sen-
tem e pensam; ao passo que o narrador de Uma Noite em Curitiba é em primeira pessoa, ficando, por-
tanto, limitado às suas próprias opiniões sobre o que move as outras personagens, mesmo quando está
transcrevendo as cartas de seu pai. Embora Rennon Filho seja obcecado em compreender o porquê das
ações do pai, o texto não oferece soluções definitivas, explícitas ao leitor.
08) A psicologia das personagens de Uma Noite em Curitiba é explicada ao leitor de forma mais esquemática do
que a das personagens de Incidente em Antares. O narrador de Uma Noite em Curitiba, sendo de primeira
pessoa, pode abrir-se com o leitor, revelando seus pensamentos mais íntimos; como ele é filho do professor
Rennon e teve acesso às cartas dele, compreende perfeitamente o pensamento do pai. Já o narrador de
Incidente em Antares é mais cauteloso, evitando sugerir ao leitor o que pensar a respeito das outras persona-
gens, insistindo na ambigüidade de cada uma delas, a fim de que o leitor não faça julgamentos precipitados.
As personagens de Incidente em Antares são mais ambíguas, de maior riqueza psicológica, uma vez que suas
motivações são menos explicadas pelo texto.
16) O texto de Érico Veríssimo é bastante centrado nas personagens; o mais importante na compreensão desse
livro é saber o que aconteceu com cada um dos protagonistas, qual sua história de vida, por que razões
cada uma dessas personagens mudou radicalmente sua personalidade e valores, tornando-se diferente do
que fora no início da narrativa. Trata-se de um texto cuja principal característica é a densidade psicoló-
gica; a ação poderia passar-se em qualquer país do mundo, uma vez que a “verdade artística“ perseguida
pelo texto é a da alma humana, suas paixões, suas misérias.
32) O texto de Cristóvão Tezza é centrado no espaço. A ambição do autor teria sido fazer um retrato cari-
nhoso da capital paranaense, de seus parques, de seus bares, dos restaurantes de luxo, da Universidade,
dos teatros etc. Por isso, a família de Frederico Rennon mora no Batel, bairro nobre, e os deslocamentos
de Rennon Filho por outros bairros da cidade, incluindo a cena em Santa Felicidade, possuem um signifi-
cado simbólico que é mais importante do que a psicologia e a trajetória de vida das personagens.
64) O texto de Érico Veríssimo, embora não pertença à chamada fase regionalista do mesmo autor, demons-
tra, desde o primeiro capítulo, uma preocupação em descrever a própria terra, a formação da cidade, os
hábitos e as tradições de seus habitantes etc. O mais importante do livro não é o estudo psicológico das
personagens, mas a descrição do meio social em que elas habitam, o qual acaba por moldá-las. A longa
seqüência dos mortos na praça central funciona como pretexto para denunciar as mazelas políticas e soci-
ais de Antares e, por extensão, do Brasil.

UEM – 1º- Semestre/2005 47 ANGLO VESTIBULARES


Resolução

• Segundo a afirmativa 02, o romance Incidente em Antares não explora o espaço físico e Uma Noite em
Curitiba não explora a questão da passagem do tempo. Ambos os dados são incorretos.
• A afirmativa 08 analisa de modo equivocado a forma como a psicologia das personagens é tratada nos livros.
Sobre Uma noite em Curitiba, diz que o narrador compreende perfeitamente o pensamento de seu pai, a per-
sonagem principal, o que não é correto. Já sobre Incidente em Antares, classifica o narrador de cauteloso e
ambíguo na caracterização das personagens, para que o leitor não faça julgamentos precipitados, o que tam-
bém não procede.
• Na afirmativa 16, diz-se que o mais importante na obra de Érico Veríssimo é conhecer o destino de cada
uma das personagens de acordo com suas histórias de vida, e que a “densidade psicológica” é a principal
característica do livro. Isso não procede, já que se destacam o estilo político associado ao cunho de denún-
cia da situação hipócrita e corrupta em que viviam as personagens em questão, não se valorizando sobre-
maneira a psicologia de seus caracteres.
• A afirmativa 32 não procede, por dizer erradamente, que a caracterização do espaço no romance é “mais
importante do que a psicologia e a trajetória de vida das personagens”.
Resposta: 01 + 04 + 64 = 69

Questão 75
Leia o poema abaixo e, a seguir, assinale o que for correto.
Solitário
Como um fantasma que se refugia
Na solidão da natureza morta,
Por trás dos ermos túmulos, um dia,
Eu fui refugiar-me à tua porta!
Fazia frio e o frio que fazia
Não era esse que a carne nos conforta...
Cortava assim como em carniçaria
O aço das facas incisivas corta!
Mas tu não vieste ver a minha Desgraça!
E eu saí, como quem tudo repele,
— Velho caixão a carregar destroços —
Levando apenas na tumbal carcaça
O pergaminho singular da pele
E o chocalho fatídico dos ossos!
(Augusto dos Anjos. In: Eu e Outras Poesias)

Ermos = vazios. Incisivas = afiadas; pontiagudas.


Tumbal = de tumba, de túmulo.

01) O poema é um soneto endecassílabo, com rimas emparelhadas, ricas, fechando com chave de ouro. A lin-
guagem é preciosista e elaborada, fazendo pensar nos sonetos “cinzelados“ da geração parnasiana, mais
ou menos contemporânea do autor.
02) O poema faz lembrar outro famoso poema do mesmo autor, “Versos íntimos“, cuja temática trata da falta
de solidariedade entre os humanos. Ambos são pessimistas e trabalham com imagens de morte e de indife-
rença dos outros ante o sofrimento do eu-lírico.
04) O poema faz lembrar outro famoso poema do mesmo autor, “Violões que Choram“, que, através da
sonoridade, evoca impressões vagas, harmônicas e melancólicas. Compare o verso “fazia frio e o frio que
fazia“, por exemplo, com “vozes veladas, veludosas vozes“.
08) O poema é um soneto, decassílabo, sem preocupação em fechar com chave de ouro e marcado pelo uso
criativo da sonoridade, como a seqüência de /f/ em “fazia frio e o frio que fazia“, que sugere a presença
de vento, sem que o vento esteja mencionado explicitamente no texto.

UEM – 1º- Semestre/2005 48 ANGLO VESTIBULARES


16) Embora o poema seja suficientemente sugestivo para aceitar mais de uma interpretação, podemos afir-
mar que um dos temas presentes no texto é a mágoa causada pela rejeição. O eu-lírico ocupa a posição
de quem é rejeitado, pois o “tu“ do poema recusa-lhe abrigo no dia frio. Se pudéssemos supor que o eu-
-lírico representado é um poeta (o texto não nos diz se é ou não), poderíamos arriscar uma certa analogia
com a fábula da cigarra e da formiga: o poeta, ao produzir arte, seria semelhante à cigarra cantora, aban-
donada para morrer de frio pela formiga indiferente.
32) O poema pode ser lido, entre outras formas, como uma espécie de analogia do mito do vampiro; ao ser-
-lhe recusado o abrigo, ele se “esvazia“ na luz do dia, tornando-se apenas pele muito enrugada (perga-
minho) e ossos. As facas de aço remetem aos dentes pontiagudos. O título do poema (“Solitário“) aponta
para a natureza solitária do vampiro, e a insistente referência ao frio é metáfora da frieza que o monstro
sente em relação aos humanos.
64) O poema conta com várias palavras que remetem diretamente à idéia de morte. Além disso, vocábulos como
“solidão“, “ermos“, “frio“, “Desgraça“, “carcaça“ e “ossos“ reforçam em muito essa idéia. Podemos concluir
que o poema deseja passar uma impressão de extrema morbidez para o leitor.

Resolução
• A afirmativa 01 é incorreta por classificar o soneto de Augusto dos Anjos como endecassílabo, (quando, na
verdade, o texto é composto por versos decassílabos), e por classificar as rimas emparelhadas, (as rimas são
alternadas).
• A afirmativa 04 atribui a Augusto dos Anjos a autoria do poema “Violões que choram”, cujo autor é o
famoso simbolista brasileiro Cruz e Souza.
• Segundo a afirmativa 32, o poema de Augusto dos Anjos pode ser entendido como uma analogia do “mito
do vampiro”, o que não procede. As referências à luz do dia e aos dentes pontiagudos não são ligadas à
trajetória de um vampiro, mas à de um homem que busca, na noite fria, sua amada.
Resposta: 02 + 08 + 16 + 64 = 90

Questão 76
“A política da república, como toda a gente sabe, é paternal e compassiva no tratamento das pessoas humildes
que dela necessitam; e, sempre, quer se trate de humildes, quer de poderosos, a velha instituição cumpre reli-
giosamente a lei. Vem-lhe daí o respeito que aos políticos os seus empregados tributam e a procura que ela
merece desses homens, quase sempre interessados no cumprimento das leis que discutem e votam.“
(Lima Barreto. “O ‘homem’ chegou“. In: Melhores Contos)

“Em uma dessas manhãs, em que a preta foi levar o chocolate à sobrinha de Mr. George, com grande surpre-
sa sua, não a encontrou no quarto. Em começo, pensou que estivesse no banheiro; mas havia passado por ele
e o vira aberto. Onde estaria? Farejou um milagre, uma ascensão aos céus, por entre nuvens douradas; e a miss
bem o merecia, com o seu rosto tão puramente oval e aqueles olhos de céu sem nuvens...“
(Lima Barreto. “Miss Edith e seu tio“. In: Melhores Contos )

Sobre os trechos acima e os contos aos quais eles pertencem, é correto afirmar que
01) o primeiro trecho é retirado de um texto que tem como tema a Velha República, cujos ideais de igualdade
e de fraternidade foram praticados durante quinze anos; decorrido esse tempo, o poder começou a cor-
romper os políticos. Lima Barreto escreve sobre o passado bom, quando o Brasil tinha esperanças de
futuro, asseguradas por um governo honesto e competente.
02) o primeiro trecho é retirado de um texto extremamente ingênuo, contado por um narrador de primeira
pessoa que é brutalizado pelo delegado corrupto. Apesar do mau caráter do delegado, a amizade do nar-
rador ingênuo com o fiscal de rendas garante o final feliz, ficando, porém, no ar, a insinuação de que uma
personagem menos bem relacionada pudesse sofrer um fim horrível na mão dos representantes da lei.
04) o primeiro trecho é retirado de um texto irônico, mostrando, em tom de paródia, a brutalidade, a ignorân-
cia e o desrespeito aos direitos dos cidadãos que os funcionários mostrados no conto apresentam. Essa
referência elogiosa que o parágrafo faz ao respeito às leis deve ser lida, no contexto do conto, com o sen-
tido oposto do que suas palavras parecem dizer.
08) o segundo trecho é retirado de um conto que mostra a fascinação dos brasileiros pelos estrangeiros, a
quem consideram superiores, pelo simples fato de serem estrangeiros. O conto ironiza brutalmente essa
fascinação, mostrando que a jovem, tão loura, de aspecto angelical, era, na verdade, amante do homem
ríspido que se dizia seu tio.

UEM – 1º- Semestre/2005 49 ANGLO VESTIBULARES


16) o segundo trecho é retirado de um conto que mostra a atração homoerótica da pobre criada de quarto
Angélica pela inglesa Edith; a pureza da jovem, ao mesmo tempo em que inspira ternura e respeito, tam-
bém provoca fantasias na criada, que imagina ter visto a moça loura saindo do quarto do tio, numa
manhã. A partir dessa fantasia, Angélica passa a desprezar a jovem e o tio. Tal desprezo, mostrado quan-
do a criada diz para si mesma que a inglesa e o tio são iguais a todo mundo, é uma espécie de vingança
do fato de Edith sequer reparar nela.
32) os dois trechos têm em comum: a ironia; o fato de ambos falarem de algo (no primeiro trecho, a República;
no segundo, Edith) que é aparentemente bom, mas que, no decorrer do conto, mostra-se corrupto; o fato
de ambos estarem em textos que evidenciam um certo cinismo na visão de mundo.
64) os dois trechos têm em comum: o tom de exaltação (da República, de Edith); a ingenuidade de seus nar-
radores; o fato de pertencerem a contos em que Lima Barreto mostrava as qualidades brasileiras, con-
trastadas, explícita ou implicitamente, com as qualidades morais e culturais de outras nações.

Resolução
• A afirmativa 01 não procede, porque coloca Lima Barreto como um autor que escreve sobre o passado
político brasileiro, quando ainda havia honestidade e esperanças de futuro para o país. Em seus textos, Lima
Barreto aborda principalmente a corrupção existente da política do Brasil, sem nenhum otimismo.
• Segundo a afirmativa de número 02, o conto “O homem chegou”, de Lima Barreto, tem um final feliz,
deixando apenas no ar a sua crítica com relação ao protecionismo dos representantes da lei para com pes-
soas melhor relacionadas. Entretanto o conto em questão é absolutamente direto em sua crítica e não apre-
senta, de forma nenhuma, um final feliz.
• Na afirmativa 16, diz-se que o desprezo da criada de quarto Angélica pela inglesa Edith, do conto “Miss
Edith e seu tio”, de Lima Barreto, se dá como vingança pelo fato de a moça nunca ter propriamente repara-
do na existência da criada. Na verdade, o desprezo passa a existir com a compreensão de que não há nada
de especial no comportamento daqueles estrangeiros, inicialmente “endeusados” por ela e também pela
dona da pensão, pela confirmação de que, especialmente Miss Edith, era um ser “terreno”, e não de uma
“santa” como a criada idealizara.
• Segundo a afirmativa 64, nos dois contos em questão o autor contrasta as qualidades brasileiras com as
qualidades das outras nações, o que só acontece, na verdade, no segundo conto, “Miss Edith e seu tio”.
Resposta: 04 + 08 + 32 = 44

Questão 77
Leia as afirmativas a seguir e assinale o que for correto.
01) Apesar de a Arcádia ser uma escola ou um movimento literário sem grande comprometimento com a críti-
ca social, existe uma obra de autor árcade, provavelmente Tomás Antonio Gonzaga, chamada Cartas
Chilenas, que satiriza o governo corrupto, representado pelo governador Fanfarrão Minésio.
02) Uma das principais características do Romantismo no Brasil, ligada à valorização da “cor local“, é o indianis-
mo. O índio passou a figurar na nossa literatura como o legítimo representante da raça brasileira, idealiza-
do como bom, nobre, bonito e cavaleiro. Trata-se, na verdade, de uma atitude, por parte dos escritores, de
idealização de um herói nacional, o qual não poderia ser representado pela figura do branco, já que lembra
a do colonizador, tampouco pela do negro, por ser estrangeiro e escravo. A figura do índio, portanto, ape-
sar de ter sido marginalizada no período da colonização, foi adotada, já que se tratava de um tipo ainda não
corrompido pela sociedade e que vivia aqui antes da chegada dos portugueses. Bom exemplo da retratação
do índio como herói nacional está em O Guarani, de José de Alencar.
04) A famosa Semana de Arte Moderna, realizada em São Paulo no ano de 1922, inaugura o Modernismo no
Brasil. A primeira fase do movimento, que se estende de 1922 a 1930, ficou conhecida como “fase herói-
ca“, em função das transformações temáticas e estéticas que estavam sendo defendidas, as quais deman-
davam, por serem profundas e ousadas, uma postura destemida e até um certo “heroísmo“ por parte de
seus proponentes. Nessa fase, a poesia consistiu no principal veículo de expressão dos ideais modernistas,
apresentando como principais características a utilização do verso livre, a valorização do cotidiano, a lin-
guagem coloquial e a livre associação de idéias.
08) O Pré-modernismo brasileiro foi uma escola coesa, juntando nomes como Monteiro Lobato e Lima Barreto
na prosa e Augusto dos Anjos na poesia; embora não tenha tido a mesma importância do Modernismo,
foi a escola que possibilitou a chegada da autonomia da literatura brasileira, através do seu programa de
ruptura sistemática com os modelos europeus de literatura.

UEM – 1º- Semestre/2005 50 ANGLO VESTIBULARES


16) A prosa regionalista é bastante característica da literatura brasileira do século XX; nos séculos anteriores,
não podemos apontar nenhum autor que tenha produzido esse tipo de obra, com exceção de Manuel de
Oliveira Paiva, cujo romance Dona Guidinha do Poço não foi muito valorizado na época de sua publicação.
32) O movimento concretista, despontado no Brasil na década de 1950, com o lançamento da Revista
Noigandres, surge como resposta ao estímulo provocado pelo avanço tecnológico, somado à ampla acei-
tação da linguagem dos meios de comunicação de massa. Em uma sociedade em que as coisas aconteciam
de forma rápida e objetiva e eram, do mesmo modo, rapidamente consumidas para cederem lugar ao
novo, havia a necessidade de se encontrarem formas de expressão condizentes. Daí a poesia concreta,
caracterizada pela abolição do verso, pelo aproveitamento do espaço em branco do papel, pela explo-
ração do conteúdo sonoro e visual da palavra, pela rejeição do lirismo e pelas possibilidades de leituras
múltiplas, realizadas na horizontal, na vertical e até na diagonal do poema.

Resolução
• A afirmativa 08 não procede porque classifica o Pré-Modernismo brasileiro como uma escola literária coesa
que rompeu com os modelos europeus de literatura, o que não é verdade.
• A afirmativa 16 é incorreta por dizer que a prosa regionalista não havia sido produzida no Brasil antes do
século XX. Basta lembrar do período romântico — de José de Alencar, por exemplo — para perceber que a
afirmação não procede.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 32 = 39

Questão 78
Leia o fragmento a seguir e assinale o que for correto.
“Zilda, a dona da casa, arrumara a mesa cedo, enchera-a de guardanapos de papel colorido e copos de pa-
pelão alusivos à data, espalhara balões sugados pelo teto; em alguns estava escrito “Happy Birthday!“, em
outros “Feliz Aniversário!“. No centro havia disposto o enorme bolo açucarado. Para adiantar o expediente,
enfeitara a mesa logo depois do almoço, encostara as cadeiras à parede, mandara os meninos brincarem no
vizinho para que não desarrumassem a mesa.
E, para adiantar o expediente, vestira a aniversariante logo depois do almoço. Pusera-lhe desde então a pre-
silha em torno do pescoço e o broche, borrifara-lhe um pouco de água-de-colônia, para disfarçar aquele seu
cheiro de guardado — sentara-a à mesa. E desde as duas horas a aniversariante estava sentada à cabeceira da
longa mesa vazia, tesa na sala silenciosa.“
(Clarice Lispector. “Feliz aniversário“. In: Laços de família)
01) O conto “Feliz aniversário“ é exemplar no que se refere à lógica que rege o conjunto de narrativas que
integram a coletânea Laços de família. Se os “laços“ a que Clarice Lispector se refere, neste título tão su-
gestivo, podem implicar proximidade entre os membros de uma família, implicam, também, e principal-
mente, prisão, dilaceramento e distância entre esses mesmos membros.
02) Na festa descrita em “Feliz aniversário“, as semelhanças e as diferenças que marcam os convidados, sobre-
tudo as de classe social, ficam reunidas em nome do cumprimento de um ritual instituído pela ideologia
dominante: a comemoração, quase necessária, dos 89 anos da matriarca da família. Desse modo, uma
leitura atenta é capaz de promover o desnudamento da artificialidade, da revolta, do despeito e do ódio
que permeiam essa reunião, os quais são mascarados sob a aparência de uma “feliz“ festa de aniversário
em família.
04) O conto “Feliz aniversário“ é narrado em terceira pessoa, por um narrador onisciente que ora apresenta
os fatos, ora os descreve, ora os avalia e ora se afasta da condução da narrativa, penetrando na consciên-
cia de algumas personagens, deixando que o fluxo dos julgamentos de valores fique a cargo delas.
08) Em relação às personagens que compõem o conto “Feliz aniversário“, o leitor encontra certa dificuldade
em analisá-las como indivíduos, pois faz parte da eficácia do texto apresentar a maioria dos convidados
da festa como um amontoado de seres, sem rosto ou identidade, marcados apenas pelas características do
lugar que ocupam na sociedade: roupas que vestem, bairros onde moram etc.
16) Em relação às personagens masculinas que compõem o conto “Feliz aniversário“, a principal crítica do nar-
rador incide sobre a falta de autenticidade, o medo e a insegurança que lhes definem o caráter. Ligam-se
a isso as constantes repetições de frases-clichês, numa espécie de incapacidade de comunicação, e as ten-
tativas desesperadas de preencher os vazios da festa e garantir a mentira de que ali existe alegria. É o caso
de José, o filho mais velho, depois da morte de Jonga, encarregado de fazer o discurso e “animar“ a festa.

UEM – 1º- Semestre/2005 51 ANGLO VESTIBULARES


32) Em relação às personagens femininas que compõem o conto “Feliz aniversário“, pode-se dizer que uma
das virtudes que lhes compõe o caráter e que se destaca em meio à teia narrativa está relacionada ao
intenso esforço que dedicam em prol da união familiar. É o que acontece, por exemplo, com Zilda, a dona
da casa que promove a festa visando a uma sincera e calorosa confraternização em família.
64) Em relação à protagonista do conto “Feliz aniversário“, o narrador não a focaliza internamente, de tal
modo que o leitor conta apenas com seus gestos e expressões para lhe decifrar a essência. O ato de cuspir
no chão e de cortar o bolo “com punho de assassina“ denunciam a náusea que sente em relação à hipo-
crisia reinante no ambiente familiar. De outro lado, a presilha que lhe é colocada no pescoço metaforiza
os “laços“ de família, uma espécie de prisão da qual não pode desvencilhar-se.

Resolução
• A afirmativa 32 está incorreta porque destaca o esforço em prol da união familiar como a principal virtude
das personagens femininas do conto de Clarice Lispector. Na verdade, o exemplo de Zilda não poderia ser
mais equivocado, já que a personagem não está sendo sincera em sua intenção ao promover a confrater-
nização.
• Na afirmativa 64, diz-se que o narrador não focaliza internamente a protagonista do conto “Feliz
Aniversário” de Clarice Lispector. Essa afirmação não procede. O narrador é onisciente e revela os pensa-
mentos e sentimentos da aniversariante durante a reunião de família.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 + 16 = 13

Questão 79
Leia os textos a seguir e assinale o que for correto.
Quando nasci, um anjo torto
Desses que vivem na sombra
Disse: vai Carlos! Ser “gauche“ na vida.
(Carlos Drummond de Andrade. In: Alguma poesia, 1964)

Quando nasci um anjo esbelto


Desses que tocam trombeta, anunciou:
Vai carregar bandeira.
Carga muito pesada pra mulher
Esta espécie ainda envergonhada.
(...)
Vai ser cocho na vida é maldição pra homem.
Mulher é desdobrável. Eu sou.
(Adélia Prado. In: Bagagem, 1986)

Quando nasci veio um anjo safado


O chato dum querubim
E decretou que eu estava predestinado
A ser errado assim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim.
(Chico Buarque. In: Letra e música, 1989)

Gauche: palavra de origem francesa que corresponde a “esquerda“


em nosso idioma. Em sentido figurado, o termo pode significar
“acanhado“, “inepto“, “desajustado“.

01) Pode-se afirmar que o processo pelo qual a poesia se alimenta de temas já explorados em outros textos,
procurando estabelecer um diálogo entre diferentes visões de mundo, é denominado “intertextualidade“.
Há, nesse processo, sempre um texto original que funciona como ponto de partida para a elaboração do
que se poderia chamar de textos-produto ou intertextos. É o que acontece nos poemas cujos fragmentos
reproduzimos acima: a temática abordada no texto original de Drummond é desdobrada nos textos de
Adélia Prado e de Chico Buarque.

UEM – 1º- Semestre/2005 52 ANGLO VESTIBULARES


02) Os textos derivados dos originais podem resultar em simples imitação, ou, por outro lado, podem pre-
tender a paródia, a polêmica, chegando a propor uma reavaliação do tema em questão a partir de um
novo ponto de vista, seja ele histórico, ideológico ou estético. Em relação aos intertextos construídos a par-
tir do poema de Drummond, dos quais destacamos os fragmentos anteriores, pode-se afirmar que foram
construídos por reiteração de idéias, ou seja, as idéias que constituem o poema original foram confirmadas
e/ou repetidas nos poemas que dele derivam.
04) Apesar de a intertextualidade consistir em um recurso estético, de certo modo, bastante usado pelos poe-
tas contemporâneos, a crítica, em geral, costuma reagir negativamente frente a esse tipo de produção
literária. O principal argumento é que a mesma soa como falta de criatividade, incapacidade de o artista
engendrar o novo, o original, o inusitado.
08) O fragmento do poema de Chico Buarque dialoga com o poema de Drummond na medida em que reite-
ra a idéia básica do mesmo. Ambos põem em cena um eu-lírico gauche, marcando seu desencontro, ou sua
incompatibilidade, com o mundo. Esse “eu“ deslocado vê o mundo por meio de uma perspectiva particu-
lar, diferente do modo como as pessoas comuns o vêem. O resultado é um tom que se não é de todo rela-
cionado ao tom dos perdedores, beira o pessimismo, a tristeza, a desilusão, próprio de quem lamenta a
incapacidade de se ajustar ao mundo.
16) O fragmento do poema de Drummond foi retirado do conhecido “Poema de sete faces“, composto de sete
estrofes, aparentemente desconexas entre si, que parecem apenas retratar flashes da realidade, mas que
acabam por compor o perfil desajustado do poeta em relação ao mundo. Trata-se de um texto bastante
característico da vasta produção literária desse grande poeta brasileiro, cujos temas abordados são igual-
mente vastos. Vão desde o “desajustamento do indivíduo com o mundo“ (caso do poema em questão),
passando pelo tema da “infância“, da “monotonia“, da “nostalgia do passado“, da “participação social e
política“, entre outros, até chegar ao tema da “própria poesia“.
32) O fragmento do poema de Adélia Prado dialoga com o poema de Drummond na medida em que contes-
ta a idéia básica do mesmo: a de o eu-lírico estar à margem da vida, ser um indivíduo deslocado, desajus-
tado, condenado a viver de forma “torta“, assim como o anjo que lhe assiste o nascimento. Ao invés disso,
a poetisa, trazendo à tona a problemática sociocultural da mulher, põe em cena um eu-lírico que não pode
se dar ao luxo de aceitar os desígnios do “destino“ de marginalizado. Tem que “carregar bandeira“, ou
seja, reivindicar e lutar por um modo de estar no mundo que lhe seja mais favorável.

Resolução
• Segundo a afirmativa 02, os textos de Adélia Prado e de Chico Buarque são apenas reiterações das idéias já
apresentadas originalmente por Drummond, ou seja, limitam-se a confirmar o que já havia sido dito em seu
texto. Essa informação não procede.
• A afirmativa 04 diz que a crítica geralmente reage de forma negativa à ocorrência da intertextualidade na
literatura, argumentando que o apelo a esse tipo de recurso soa como falta de criatividade ou incapacidade
do artista para criar algo novo. Essa idéia não corresponde ao posicionamento geralmente adotado pela
crítica, portanto a afirmativa é incorreta.
Resposta: 01 + 08 + 16 + 32 = 57

Questão 80
Assinale o que for correto.
01) O Realismo consistiu em um estilo de época profundamente empenhado em retratar e analisar os problemas
políticos e sociais a ele contemporâneos, ou seja, aqueles que emergiram na segunda metade do século XIX.
Bem diferente é a postura assumida pelos escritores neo-realistas, da segunda geração do Modernismo
brasileiro, que, repudiando a noção de arte engajada, preferiram engendrar uma literatura autônoma, pre-
ocupada mais com as questões estéticas defendidas pelos modernistas do que com as questões político-sociais.
02) Machado de Assis, um dos principais nomes do Realismo brasileiro, engendrou uma literatura que, a seu
modo, caracteriza-se pelo empenho em retratar e analisar a sociedade da época, sem eximir-se de criticar-
-lhe as mazelas e de desnudar sua trágica e amarga visão da existência humana. No entanto, tendo em
vista seu estilo sinuoso e indireto, marcado pela diplomacia, ou seja, pelo cuidado em conferir a seu dis-
curso um tom ambíguo, que mais sugere do que afirma, foi acusado pela crítica de seu tempo de omissão
e de descaso em relação às questões que afligiam o país na época.

UEM – 1º- Semestre/2005 53 ANGLO VESTIBULARES


04) Pode-se dizer que o estilo de Machado de Assis, caracterizado pela ambigüidade, pela ironia, pela suges-
tão e pela sutileza, é muito parecido com o estilo que se pode vislumbrar na ficção de Lima Barreto. Ambos
valem-se das mesmas técnicas ao impingirem suas opiniões sobre a realidade que lhes serve de contexto à
arte que produzem e que lhes inspira as críticas que realizam.
08) Na maioria dos contos que constituem o volume Papéis avulsos, publicado em 1882, inaugurando a chama-
da “fase de maturidade“ de Machado de Assis, pode-se constatar, além de reflexões acerca da miserável
condição humana, a presença de ácidas críticas à sociedade, as quais, apesar de veladas, são mais contun-
dentes e ferinas que aquelas encontradas na fase dita “romântica“ ou “de aprendizagem“. É o caso de
“Teoria do medalhão“, de “Missa do galo“, de “O espelho“ e de “A cartomante“.
16) No conto “Teoria do medalhão“, integrante da coletânea Papéis avulsos, o humor e a ironia consistem nas
principais estratégias das quais o autor lança mão para construir sua crítica aos falsos valores incentivados
pela ideologia da época. Um momento que normalmente seria solene, em que o pai aconselha o filho
sobre sua vida profissional, na noite em que este completa 21 anos, acaba por se tornar, na pena do incré-
dulo Machado, extremamente irônico, eivado de uma espécie de humor amargo que, antes de levar ao
riso, leva à reflexão e desperta o senso crítico do leitor: é que, ao invés de os conselhos emitidos apon-
tarem para o valor e a necessidade de o filho escolher uma profissão digna e honesta, eles ensinam o ca-
minho mais curto para a obtenção de status social. Trata-se da supervalorização da aparência em detri-
mento da essência.
32) No conto “O espelho“, integrante da coletânea Papéis avulsos, o tema central é o questionamento da noção
de identidade do ser humano: o jovem alferes Jacobina, a personagem central, tendo ficado sozinho, vai, aos
poucos, percebendo que sua existência se anulava na medida que ficava sem ser visto e admirado, com sua
farda indicadora do posto que ocupava na guarda nacional. Resolve o impasse admirando-se fardado, frente
ao espelho, durante algumas horas por dia. Desse modo, o conto problematiza a dúvida acerca da verdadeira
identidade das pessoas: aparentamos o que somos ou somos o que aparentamos?

Resolução
• A afirmativa 01 não procede porque coloca os autores neo-realistas (da segunda geração do Modernismo
brasileiro), como avessos à literatura engajada, mais preocupados com questões estéticas do que com questões
político-sociais. Na verdade, a postura desses autores é completamente contrária à descrita no enunciado.
• A afirmativa 04 é incorreta porque compara o estilo machadiano ao utilizado por Lima Barreto em sua
prosa. Enquanto Machado de Assis é ambíguo e irônico em seus textos, Lima Barreto é um crítico seco e não
costuma lançar mão de grandes recursos discursivos para tecer seus comentários sobre os subúrbios do Rio
de Janeiro. A comparação, portanto, não procede.
• A afirmativa 08 não procede porque o livro Papéis Avulsos, de Machado de Assis, não inaugurou sua maturi-
dade artística. O início dessa maturidade é, na verdade, marcado pela publicação de Memórias Póstumas de
Brás Cubas, em 1881.
Resposta: 02 + 16 + 32 = 50

UEM – 1º- Semestre/2005 54 ANGLO VESTIBULARES


IN GLÊ S
Texto 1
Homework causes family arguments
Homework is bad for your family, say
researchers, who have found that it causes
arguments and upsets.
A study of the impact of homework in different countries says that the pressure of homework causes friction
5 between children and parents.
This pressure is worst in families where parents are most keen for their children to succeed at school.
And the survey claims that homework causes anxiety and emotional exhaustion.

Homework clubs

As a solution, the report suggests that “homework clubs“, which take place after school, are a successful way
10 of getting the benefit of homework, without risking the disagreements associated with homework at home.
The report from the Institute of Education in London is a review of research over 75 years, which examines the
impact of homework in the United Kingdom, the United States, Europe, Australia and the Far and Middle East.
And it says that homework can become a source of tension, particularly when parents try to take too much
control of how children are approaching their homework.
15 For parents to make a positive contribution, the report suggests that parents should take a more supportive
and less interventionist role, only helping when they are asked.

‘Moral support’

“Parents have the most positive influence when they offer moral support, make appropriate resources
available and discuss general issues.
20 They should only actually help with homework when their children specifically ask them to,“ says report
author, Susan Hallam.
The report backs the effectiveness of homework clubs, which have become popular in many schools. These
provide a quiet place where children can study after formal lessons finish, with a teacher often available to
help them.
25 “Homework clubs give children the benefits of homework without the rows at home. Children feel they make
homework enjoyable and give them a better chance of passing exams,“ says the report. “They may assist in
raising standards for those who need extra support or who find it difficult to do homework at home. As such,
they help to bridge the gap between the haves and the have-nots.“
The report also says that the impact of homework on academic achievement is “relatively limited“ compared
30 to other factors, such as “prior knowledge, ability, time on task, good attendance at school, motivation
and self-confidence“.
(BBC News, 10 February, 2004)

Questão 81
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) de acordo com o texto 1.
01) Quanto mais os pais controlam as tarefas, menos as crianças são bem sucedidas.
02) Atualmente, a quantidade de tarefa de casa é muito maior que de antigamente.
04) As crianças reclamam muito com os pais das atividades que têm que desenvolver fora da sala de aula.
08) A tarefa de casa pode ser motivo de desentendimento entre pais e filhos.
16) Os pais devem auxiliar os filhos com o dever de casa apenas quando forem solicitados.
32) De acordo com um estudo realizado, as tarefas causam mais impacto em crianças mais jovens.
64) A assiduidade é considerada um fator mais importante no sucesso acadêmico que a realização de tarefas
de casa.

UEM – 1º- Semestre/2005 55 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
Alternativas corretas:
08) Lê-se a resposta no título e no sub-título do texto: Housework causes family arguments … it causes arguments
and upsets.
16) Encontramos a resposta nas linhas 15-16: ... parents should take a more supportive ... only helping when they
are asked.
64) A resposta reside no último parágrafo: The report also says that the impact of homework … is “relatively
limited” compared to other factors, such as … good attendance at school … (linhas 29-30).
Resposta: 08 + 16 + 64 = 88

Questão 82
De acordo com o texto 1, os “homework clubs“
01) causam tensão em algumas crianças.
02) são uma boa opção para evitar conflitos entre pais e filhos em relação às tarefas de casa.
04) ensinam os pais a trabalharem melhor com os filhos em casa.
08) são realizados após as aulas regulares.
16) são uma alternativa eficiente, embora sejam dispendiosos.
32) auxiliam as crianças a verem o dever de casa de uma forma mais prazerosa.
64) fornecem atendimento individual com professores qualificados.

Resolução
Alternativas corretas: 02, 08 e 32.
Confirma-se a resposta para esta questão na leitura do 2º- parágrafo do texto, desde As a solution, the report
suggests… até …associated with homework at home (linhas 9-10).
Resposta: 02 + 08 + 32 = 42

Questão 83
Assinale a(s) alternativa(s) em que a palavra apresentada esteja relacionada a um contexto negativo.
01) “upsets“ (linha 3)
02) “keen“ (linha 6)
04) “anxiety“ (linha 7)
08) “disagreements“ (linha 10)
16) “supportive“ (linha 15)
32) “effectiveness“ (linha 22)
64) “knowledge“ (linha 30)

Resolução
Alternativas corretas:
01) upsets traduz-se por “aborrecimentos”, “transtornos”.
04) anxiety significa “ansiedade”.
08) disagreements quer dizer “desentendimentos”.
Resposta: 01 + 04 + 08 = 13

Questão 84
Assinale o que for correto, de acordo com o texto 1.
01) O pronome “their“ (linha 6) refere-se a “parents“ (linha 6).
02) O pronome relativo “which“ (linha 9) poderia ser substituído por “that“.
04) O verbo modal “should“ (linha 15) expressa possibilidade ou permissão.
08) As formas sublinhadas em “less interventionist role“ (linha 16) e “most positive influence“ (linha 18) são
utilizadas em superlativos.

UEM – 1º- Semestre/2005 56 ANGLO VESTIBULARES


16) A forma “ing“, em “chance of passing exams“ (linha 26), foi utilizada por ser o verbo precedido de pre-
posição.
32) “who find it difficult to do homework“ (linha 27) pode ser expresso como “who have difficulty in doing
homework“, sem alteração de significado.
64) “As such“ (linha 27) e “such as“ (linha 30) são utilizados para exemplificar.

Resolução
Alternativas corretas: 02, 16 e 32.
Resposta: 02 + 16 + 32 = 49

Questão 85
Assinale a(s) alternativa(s) cujas palavras ou expressões sejam sinônimas entre si.
01) “researchers“ (linha 2) — reporters
02) “succeed“ (linha 6) — not fail
04) “take place“ (linha 9) — happen
08) “actually“ (linha 20) — at present
16) “available“ (linha 23) — qualified
32) “raising“ (linha 27) — going down
64) “prior“ (linha 30) — happening before

Resolução
Alternativas corretas:
02) “Sair-se bem” (ter sucesso) é o mesmo que “não falhar”.
04) Ambas as expressões significam “acontecem”, “ocorrem”.
64) “Anterior” é o mesmo que “o que ocorre antes”.
Resposta: 02 + 04 + 64 = 70

Texto 2
O texto 2 é constituído pelos seis anúncios a seguir:
Anúncio 1

UEM – 1º- Semestre/2005 57 ANGLO VESTIBULARES


Anúncio 2

Anúncio 3

Anúncio 4

Anúncio 5

UEM – 1º- Semestre/2005 58 ANGLO VESTIBULARES


Anúncio 6

CAM — Cambridge Alumni Magazine


nº- 41, Lent Term 2004.

Questão 86
De acordo com o texto 2, assinale o que for correto.
01) Turistas podem reservar um apartamento próximo a Pisa.
02) Em Veneza, de 4 a 6 pessoas podem ficar hospedadas em um castelo.
04) Barlow Moor Books oferece um serviço de busca de livros raros.
08) Turistas podem alugar veleiros no arquipélago dos Açores.
16) Apenas dois dos anúncios incluem a possibilidade de o turista se divertir na água.
32) As instalações em Veneza dispõem de mobiliário arrojado.
Resolução
Alternativas corretas:
04) Encontra-se a resposta no título do anúncio 3: Bookfinding Service. Out-of-print and antiquarium titles.
08) No anúncio 4, lê-se a resposta em sailing charters.
16) Os dois anúncios propostos que se referem à diversão na água são o 4 (no Oceano Atlântico) e o 2 (nas
piscinas: some with pool).
Resposta: 04 + 08 + 16 = 28

Questão 87
A leitura do texto 2 permite afirmar que
01) algumas casas serão alugadas enquanto os proprietários estiverem ausentes.
02) férias de uma semana para 4 a 6 pessoas, na Itália, podem custar de £ 490 a £ 795 por pessoa.
04) a casa na Toscana está situada em um local aprazível e plano que propicia caminhadas.
08) todas as acomodações anunciadas são para a área central das cidades.
16) o panorama visto da casa da Toscana é muito semelhante ao panorama visto do arquipélago.
32) quem tiver interesse em um local romântico deve optar pelas ilhas.
Resolução
Alternativas corretas:
01) A informação refere-se às casas do anúncio 2 (to let when we’re not there).
32) A proposição remete ao uso da palavra honeymoon (lua-de-mel), no anúncio 4, que se refere ao arquipé-
lago dos Açores.
Resposta: 01 + 32 = 33

Questão 88
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) de acordo com as informações contidas no texto 2.
01) Entre os anúncios publicados, três fazem busca de livros de interesse só do cliente.
02) Os anúncios foram publicados tendo em vista clientes potenciais britânicos.

UEM – 1º- Semestre/2005 59 ANGLO VESTIBULARES


04) Quem tiver manuscritos de livros pode submetê-los aos anunciantes 1 e 5.
08) As editoras estão interessadas em livros de áreas específicas.
16) Os interessados nos anúncios podem entrar em contato com todos os anunciantes via internet, fax ou
telefone.
32) Os anúncios nº- 1 e nº- 3 oferecem oportunidade de trabalho remunerado.

Resolução
Alternativas corretas:
02) Pode-se chegar a esta conclusão através dos endereços para contato (Londres, Manchester, Cambridge) e
da referência aos preços em moeda britânica (£: libra esterlina).
04) Os anúncios 1 e 5 trazem nos títulos o verbo publish e o substantivo publisher. Ambos se propõem a publicar
livros para interessados.
Resposta: 02 + 04 = 06

Questão 89
Analise os vocábulos abaixo, extraídos dos anúncios do texto 2, identificados entre parênteses, e assinale a(s)
alternativa(s) correta(s).
01) “hillside“ e “clad“ (2) são aspectos geográficos.
02) “vine“e “olive“ (2) são plantações.
04) “manor“ (4) e “hamlet“ (2) são construções semelhantes.
08) “scholarly“ (3) faz referência ao ano escolar.
16) “further“ (5) pode ser substituído por “future“.
32) “antique“ (6) tem o mesmo significado que “historical“.
64) “ceiling“ e “plumbing“ (6) são partes de uma construção.

Resolução
Alternativas corretas:
02) vine e olive referem-se a plantações de uvas e de azeitonas, respectivamente.
64) O “teto” e o “encanamento” são partes de uma construção.
Resposta: 02 + 64 = 66

Questão 90
Assinale a(s) alternativa(s) que apresenta(m) informação(ões) correta(s) em relação aos vocábulos retirados dos
anúncios identificados entre parênteses.
01) “currently“ (1) is the same as “at the moment“.
02) “us“, in “ask us about“ (2), is a relative pronoun.
04) “out-of-print“ (3) means the same as “newly printed“.
08) “whale and dolphin“ (4) are sea creatures.
16) “diving“ (4) is a kind of water activity.
32) “seeks“ (5) is a verb in the 3rd person singular.
64) “ancient“ (6) makes reference to the price of the place.

Resolução
Alternativas corretas:
01) currently significa “atualmente”.
08) whale significa “baleia” e dolphin quer dizer “golfinho” (animais marinhos).
16) diving traduz-se por “mergulho”.
32) seeks corresponde à 3ª pessoa do singular do Simple Present do verbo to seek (procurar; buscar).
Resposta: 01 + 08 + 16 + 32 = 57

UEM – 1º- Semestre/2005 60 ANGLO VESTIBULARES


F ÍSICA

Questão 91
Tomando-se como base a conservação da energia mecânica, assinale o que for correto.
01) Em qualquer circunstância, a energia mecânica de uma partícula é constante.
02) A energia potencial não pode ser transformada em energia cinética.
04) Não é possível determinar a energia potencial de uma partícula quando a sua energia cinética é nula.
08) Durante a queda de um corpo no vácuo, a energia mecânica do corpo permanece constante.
16) A energia mecânica de uma partícula em movimento harmônico simples (MHS) é proporcional ao quadrado da
amplitude do movimento.
32) Joga-se uma pedra verticalmente para cima. A energia cinética da pedra é máxima no momento em que ela
sai da mão.
64) Em qualquer circunstância, o tempo empregado por uma partícula para se deslocar de uma posição para outra
pode ser determinado diretamente a partir da expressão que caracteriza a conservação da energia mecânica.

Resolução
01) Incorreta. A energia mecânica é constante somente se o sistema for conservativo.
02) Incorreta. Quando um corpo está em queda livre (somente sob a ação da força peso), sua energia poten-
cial gravitacional diminui, transformando-se em energia cinética.
04) Incorreta. Num lançamento vertical, a velocidade no ponto mais alto da trajetória é nula. Para calcularmos
a energia potencial gravitacional, devemos saber qual é a altura em relação ao plano de referência.
Em esquema:
hmáx (v = 0)
εp = m ⋅ g ⋅ hmáx

08) Correta. O peso é uma força conservativa e é a única força que age no corpo. Assim, o sistema é conservativo.
εmec = constante

16) Correta. A energia mecânica de uma partícula que está realizando MHS é:
K ⋅ A2
εm =
2
32) Correta. Ao lançar uma pedra verticalmente para cima, sua velocidade é máxima no instante em que ela
mv2
sai da mão. Como εc = , sua energia cinética também será máxima.
2
64) Incorreta. As expressões que relacionam trabalho e energia (T.E.C.,T.E.P. e T.E.M.) não envolvem o tempo.
Assim, não é possível calcular o tempo de um deslocamento pelas expressões de energia.
Resposta: 08 + 16 + 32 = 56

UEM – 1º- Semestre/2005 61 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 92
Sobre o olho humano, assinale o que for correto.
01) O ponto próximo para um olho normal está situado no infinito.
02) A esclerótica é transparente.
04) A variação dos raios de curvatura do cristalino, devido à ação dos músculos ciliares, constitui a acomodação.
08) A miopia decorre de um achatamento do globo ocular ou da escassa convergência do cristalino.
16) A miopia é corrigida com o auxílio de lentes convergentes.
32) A hipermetropia é corrigida com o auxílio de lentes divergentes.
64) Para um olho normal, a imagem de um objeto situado no infinito se forma sobre a retina.

Resolução
01) Incorreta. O ponto próximo para um olho normal está situado no ponto em que se forma a primeira imagem
nítida de um objeto que se afasta do globo ocular. O ponto próximo para um olho normal localiza-se a apro-
ximadamente 20 cm do olho.
02) Incorreta. A esclerótica é branca.
04) Correta. A musculatura ciliar altera a abscissa do foco do cristalino ao deformá-lo durante a acomodação.
08) Incorreta. A miopia decorre de um alongamento do globo ocular ou da excessiva convergência do cristalino.
16) Incorreta. A miopia é corrigida com o auxílio de lentes divergentes.
32) Incorreta. A hipermetropia é corrigida com o auxílio de lentes convergentes.
64) Correta. Para um olho normal, a imagem sempre se formará sobre a retina.
Resposta: 04 + 64 = 68

Questão 93
Ao nível do mar, uma pedra de gelo de massa m gramas, a –20°C, recebeu 7.400 calorias de uma fonte quente e,
após 4 minutos e 19 segundos, apresentou-se sob a forma de vapor de água, a 120°C. Assinale o que for correto.
01) A massa m é igual a 10 g.
02) A potência da fonte quente é 28,6 W.
04) Após receber 900 cal, a pedra de gelo derreteu completamente e a massa m transformou-se em água líqui-
da a 0°C.
08) A massa m de água líquida a 0°C recebeu 1 kcal para elevar sua temperatura a 100°C.
16) A massa m de água líquida a 0°C recebeu 5.500cal para transformar-se completamente em vapor de água a
100°C.
32) A massa m de vapor de água a 100°C recebeu 200 cal para elevar sua temperatura a 120°C.
64) Das 7.400cal fornecidas pela fonte quente à massa m, 1.200cal foram utilizadas para elevar sua temperatura
de –20°C a 120°C e 6.200cal foram utilizadas para mudar seu estado de gelo para água líquida e de água líqui-
da para vapor de água.

Resolução
Do enunciado, temos:
θo = –20°C
Q = + 7400 cal = 31080 J
∆t = 4 min 19 s = 259 s
θ = 120ºC
01) Correta. A quantidade de calor fornecida pode ser calculada por:
Q = Qaq. do gelo + Qfusão + Qaq. da água + Qvaporização + Qaq. do vapor
Q = m ⋅ cg ⋅ ∆θg + mLf + m ⋅ cágua ⋅ ∆θágua + m ⋅ Lv + m ⋅ cv ⋅ ∆θ
7400 = m ⋅ 0,5 ⋅ 20 + m ⋅ 80 + m ⋅ 1 ⋅ (100 – 0) + m ⋅ 540 + m ⋅ 0,5 ⋅ 20
m = 10 g
| Qcalor recebida | 31080
02) Incorreta. P = = ∴ P = 120 W
∆t 259

UEM – 1º- Semestre/2005 62 ANGLO VESTIBULARES


04) Correta. A quantidade de calor pode ser calculada por:
Q = Qaq. do gelo + Qfusão
Q = m ⋅ cg ⋅ ∆θ + mLf
Q = 10 ⋅ 0,5 (+ 20) + 10 ⋅ 80 ∴ Q = 900 cal
08) Correta. Como há apenas mudança de temperatura, temos:
Q = m ⋅ cágua ⋅ ∆θágua
Q = 10 ⋅ 1 ⋅ (100 – 0) = 1000 cal
16) Incorreta. A quantidade de calor necessária para transformar água a 0ºC em vapor de água a 100ºC é dada por:
Q = Qaq da água + Qvaporização
Q = m ⋅ c ⋅ ∆θ + mLv
Q = 10 ⋅ 1(100 – 0) + 10 ⋅ 540 ∴ Q = 6400 cal
32) Incorreta. Como só há variação de temperatura, temos:
Q = m ⋅ cv ⋅ ∆θ
Q = 10 ⋅ 0,5(120 – 100) ∴ Q = 100 cal
64) Correta. A quantidade de calor sensível é:
Qs = Qaq. do gelo + Qaq. da água + Qaq. do vapor
Qs = m ⋅ cg ⋅ ∆θ + m ⋅ cágua ⋅ ∆θ + m ⋅ cvapor ⋅ ∆θ
Qs = 10 ⋅ 0,5 ⋅ [0 – (– 20)] + 10 ⋅ 1 ⋅ (100 – 0) + 10 ⋅ 0,5(120 – 100)
Qs = 1200 cal
A quantidade de calor latente é:
QL = Qfusão + Qvaporização
QL = m ⋅ Lf + mLv
QL = 10 ⋅ 80 + 10 ⋅ 540
QL = 6200 cal
Resposta: 01 + 04 + 08 + 64 = 77

Questão 94
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) Os peixes que vivem nas profundezas do mar não podem vir rapidamente à tona, senão explodem.
02) A pressão exercida por um líquido no fundo do recipiente que o contém depende do volume do líquido.
04) Densidade relativa e massa específica são grandezas equivalentes.
08) Massa específica e peso específico são grandezas escalares distintas.
16) Se um corpo flutua em um líquido, então o peso do corpo é necessariamente igual ao empuxo.
32) Um corpo imerso em um líquido sofre a ação de um empuxo que é tanto maior quanto mais profundo estiver
o corpo.
64) O peso aparente de um corpo é necessariamente menor do que o peso real do corpo.

Resolução
01) Correta. Se um peixe vier rapidamente à tona, ele pode sofrer alguma lesão pela rápida variação de pressão
sobre seu corpo.
02) Incorreta. A pressão sobre o fundo do recipiente depende apenas da altura da coluna de líquido e de sua den-
sidade.
04) Incorreta. Densidade relativa é a razão entre duas densidades massa específica é a razão entre massa e
volume de um corpo homogêneo feito de uma substância.
08) Correta. Massa específica é a razão entre a massa e o volume de um corpo e peso específico é a razão entre
o peso e o volume de um corpo.*
* Homogêneo, feito de uma substância.
16) Correta. Se o corpo está flutuando, está em equilíbrio; logo, a força de o empuxo e a força peso têm
mesma intensidade.
32) Incorreta. A intensidade da força de empuxo não depende da profundidade em que se encontra o corpo.
64) Correta. Admitindo-se que peso aparente é a diferença entre o peso e o empuxo, essa afirmação está correta.
Resposta: 01 + 08 + 16 + 64 = 89

UEM – 1º- Semestre/2005 63 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 95
Um espelho esférico côncavo tem raio de curvatura igual a 40cm. Um objeto retilíneo está colocado na frente do
espelho, perpendicular ao seu eixo principal. Considerando que a altura do objeto é 2cm e que o mesmo dista 60cm
do espelho, assinale o que for correto.
01) O objeto está colocado a 40 cm do foco do espelho.
02) A imagem produzida pelo espelho dista 20 cm do objeto.
04) A imagem produzida pelo espelho é virtual.
08) A imagem produzida pelo espelho é maior do que o objeto.
16) A imagem produzida pelo espelho é direita em relação ao objeto.
32) O aumento linear transversal (amplificação) é – 0,5.
64) Se o objeto estivesse colocado a 40cm do vértice do espelho, a imagem produzida seria real, invertida em rela-
ção ao objeto e teria 2cm de altura.

Resolução
Do enunciado, temos:
R = 40 cm
f = + 20 cm (espelho côncavo)
y = + 2 cm
p = + 60 cm
01) Correta.

60 cm
40 cm
objeto
20 cm 20 cm 20 cm
A

B’
B V
C F
A’ imagem

A distância do objeto ao foco do espelho é de 40 cm.


02) Incorreta.

Como 1 = 1 + 1 , temos: 1 = 1 + 1 ∴ p’ = + 30cm


f p p’ 20 60 p’
A imagem é real, localiza-se a 30 cm do vértice do espelho e a 30 cm do objeto.

objeto

B’
B V
C F
A’
imagem

04) Incorreta. A imagem é real (p’  0).

UEM – 1º- Semestre/2005 64 ANGLO VESTIBULARES


08) Incorreta.
2× menor
p' 30 1
Como A = – = – =–
p 60 2
imagem invertida

y'
A= , então: – 1 = y' ∴ y' = –1cm
y 2 2
16) Incorreta. A imagem é invertida (A  0)
Ver item 08.
32) Correta. Ver item 08.
64) Correta.
1 1 1 1 1 1
Como = + , temos: = + ∴ p' = + 40 cm
f p p' 20 40 p'
p' 40
e A=– =– ∴ A = –1
p 40
y'
A= ∴ –1 = y' ∴ y' = –2 cm
y 2

Resposta: 01 + 32 + 64 = 97

Questão 96
Das afirmativas a seguir, assinale o que for correto.
01) Um corpo eletricamente neutro é desprovido de carga elétrica.
02) A carga elétrica é quantizada.
04) A carga elétrica de um elétron é, em módulo, menor que a carga do próton.
08) Nos isolantes, os elétrons se deslocam livremente ao longo do material que os constitui.
16) Sempre que um condutor for eletrizado por indução, sua carga será de sinal oposto ao da carga do corpo
indutor.
32) Atritando-se corpos feitos do mesmo material, eles adquirem cargas elétricas de mesmo sinal.
64) O nanocoulomb é um submúltiplo da unidade de carga elétrica.

Resolução
01) Incorreta. Um corpo eletricamente neutro possui o mesmo número de prótons e elétrons.
02) Correta. A carga elétrica é quantizada, pois depende do número de elétrons e de prótons.
04) Incorreta. O módulo da quantidade de carga elétrica do próton é igual ao do elétron.
| qp | = | qe| = e = 1,6 ⋅ 10–19 C.
08) Incorreta. Nos isolantes existem cargas elétricas livres em pequena quantidade.
16) Correta. Na eletrização por indução, o induzido adquire carga de sinal oposto à do indutor.
32) Incorreta. Corpos de mesmo material, quando atritados, não adquirem carga elétrica.
64) Correta. 1nC é igual a 10– 9 C.
Resposta: 02 + 16 + 64 = 82

Questão 97
Um motor à combustão consome 10L de gasolina por hora. Sabe-se que o calor de combustão da gasolina (calor
liberado quando ela se queima) é 10kcal/g e que a sua densidade é 0,75g/cm3. Considerando que, em um inter-
valo de tempo de 2 horas, o motor desenvolve uma potência média de 5kcal/s, calcule o seu rendimento (em
porcentagem).

UEM – 1º- Semestre/2005 65 ANGLO VESTIBULARES


Resolução

Se o motor consome 10 L por hora, em 2 horas o volume consumido é de:


10 L  1 h
V  2 h ⇒ V = 20 L = 20 ⋅ 103 cm3
m
Como d = , a massa de gasolina consumida é:
V
m
0, 75 = ⇒ m = 15 ⋅ 103 g
20 ⋅ 10 3

Dessa forma, o calor total liberado é de:


10 kcal  1 g
Q  15 ⋅ 103 g ⇒ Q = 15 ⋅ 104 kcal
A potência total é:

|Q | 15 ⋅ 104 kcal 15 ⋅ 104 kcal kcal


Pt = ⇒ = ⇒ Pt ≈ 20, 83
∆t 2h 7200 s s
Assim, o rendimento é:
Pu 5
η= = ∴ η = 0,24 ou η = 24%
Pt 20, 83

Resposta: 24%

Questão 98
Um corpo de massa→igual a 7 kg, inicialmente em repouso sobre uma superfície horizontal sem atrito, sofre a
ação de uma força F1 durante 10 s, após os quais ela é retirada. Decorridos mais 10 s, aplica-se uma força cons-
→ →
tante F2, porém em sentido oposto ao de F1, até anular a velocidade do corpo. A figura abaixo mostra o grá-
fico horário das velocidades dos movimentos executados pelo corpo. Assinale o que for correto.

v(m/s)

140

70

t (s)
0 10 20 30 40

01) O móvel→muda de sentido no instante t = 20 s.


02) A força F1 tem módulo igual a 140 N.
04) No intervalo

de 10 s a 20 s, somente a força peso realiza trabalho.
08) A força F2 tem módulo igual a 49 N.

16) O trabalho realizado pela força F2, entre os instantes 20 s e 40 s, é 686 J.
32) Nos 10 primeiros segundos, o corpo→sofre um deslocamento de 700 m.
64) O trabalho realizado por uma força F é igual ao trabalho realizado por sua componente na direção perpen-
dicular ao movimento.

UEM – 1º- Semestre/2005 66 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
01) Incorreta. No instante t = 20 s, o móvel entra em movimento retardado mas ainda se desloca a favor da
trajetória.
∆v 140
02) Incorreta. No intervalo de 0 até 10s, sabemos que F1 = R e que a = = = 14 m / s2 . Portanto:
∆t 10
F1 = m| a |
F1 = 7(14) = 98 N
04) Incorreta. A força peso não realiza trabalho pois ela é perpendicular ao deslocamento.
∆v – 140
08) Correta. Para o intervalo de 20 s até 40 s, sabemos, que F2 = R e a = = = – 7 m / s2. Assim:
∆t 20
F2 = m|a |
F2 = 7 ⋅ (7) = 49 N
16) Incorreta. No intervalo de 20s até 40s, F2 = 49N e ∆s = 1400m (área do gráfico entre t = 20s e t = 40s). Assim:
τF = F∆s cos θ
τF2 = F2∆s cos 150º
τF2 = 49 × 1400(– 1) = – 68600 J
32) Correta.
v(m/s)

140

∆s ≅ Área
t(s)
10

10 × 140
∆s = = 700 m
2 →
64) Incorreta. O trabalho de uma força F é igual ao trabalho realizado por sua componente paralela ao movi-
mento.
Resposta: 08 + 32 = 40

Questão 99
No esquema a seguir, E é um espelho plano disposto perpendicularmente sobre uma superfície plana e hori-

zontal. A massa m1 desloca-se na direção de uma normal a E, com velocidade v1i; a massa m2 = 2m1 encontra-

-se em repouso (|v2i| = 0 m/s ). Em um dado instante, m1 e m2 tocam-se em um choque frontal e perfeitamente
→ →
elástico e adquirem as velocidades v1f e v2f , respectivamente. Na situação dos movimentos em que m1 e m2
estiverem após o choque, calcule, em m/s, o módulo da velocidade da imagem de m2 produzida pelo espelho

em relação a m1. Considere | v1i | = 30 m/s e despreze quaisquer forças de atrito.
E

m1 m2

v1i

Resolução
Admitindo o sistema isolado e a trajetória orientada para direita, temos que:
Qfsist = Qsist
i
m1v1f + m2v2f = m1v1i + m2v2i (1)

UEM – 1º- Semestre/2005 67 ANGLO VESTIBULARES


v1i = 30 m/s v2i = 0
Antes 1 2
+

v1f = –10 m/s v2f = 20 m/s


Depois 1 2
+

Sabendo que m2 = 2m1, v1i = 30 m/s e v2i = 0, podemos reescrever a expressão (1) da seguinte maneira:
0
m1v1f + 2m1v2f = m1(30) + 2m1(0)
v1f + 2v2f = 30 (2)
Sendo o choque perfeitamente elástico, podemos determinar uma terceira expressão.
v2f – v1f
e=
v1i – v2i

v2f – v1f
1= ∴ v2f – v1f = 30 (3)
30 – 0
Com as expressões (2) e (3), podemos resolver um sistema de equações:
 (2) v1f + 2v2f = 30
+
 (3) v2f – v1 = 30
3v2f = 60
v2f = 20 m/s
Substituindo v2f = 20 m/s na expressão (3), temos que v1f = – 10 m/s.
A figura abaixo representa os movimentos das massas m1 e m2, assim como suas respectivas imagens após o
choque.

objetos imagens
objeto objeto imagem imagem
v1f = –10 m/s m1 m2 v2f = 20 m/s v2f = –20 m/s m2 m1 v1f = +10 m/s

Portanto, o módulo da velocidade da imagem de m2 em relação a m1 será:


|v2imagem – v1objeto | = | – 20 –(– 10) | = | – 10 | = 10 m/s
f f

Resposta: 10

Questão 100
Com base no circuito da figura abaixo, calcule a intensidade de corrente (em ampère) que atravessa o resistor
de 10 Ω.
80 V
2Ω

1Ω 4Ω 10 Ω

UEM – 1º- Semestre/2005 68 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
Resolvendo o circuito, temos:
80 V 2Ω

Associação em série
1Ω 4Ω 10 Ω Req = 2 + 10 = 12 Ω

80 V

Associação em paralelo
1Ω 4Ω 12 Ω 12 ⋅ 4
Req = = 3Ω
12 + 4

80 V

Associação em série
1Ω 3Ω Req = 3 + 1 = 4 Ω

80 V

Como o gerador é ideal


20 A U= ε
U 80
R= ⇒ 4= ⇒ i = 20 A
i i
4Ω

80 V

20 A

1Ω 3Ω U U
20 V 60 V R= ⇒ 3= ⇒ U = 60 V
i 20

No resistor de 4 Ω, temos
20 A 5A
U 60
15 A
R= ⇒ 4= ∴ i = 15 A
i i
1Ω 20 V 4Ω 60 V 12 Ω
No resistor de 12 Ω, temos:
U 60
R= ⇒ 12 = ∴ i = 5A
i i
80 V
i = 20 A i=5A

i = 15 A 2Ω

1Ω 4Ω 10 Ω

A corrente elétrica que atravessa o resistor de 10 Ω é 5 A.


Resposta: 05

UEM – 1º- Semestre/2005 69 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 101
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) Sempre que um condutor se locomover na região de existência de um campo magnético, estabelecer-se-á,
entre as extremidades do mesmo, uma f.e.m. induzida.
02) Sempre que o fluxo de um campo magnético através da área limitada por um circuito variar no decurso do
tempo, será induzida uma f.e.m. no circuito.
04) A lei de Lens diz que a f.e.m. induzida em um circuito tende sempre a contrariar as variações do fluxo magné-
tico através do circuito.
08) A indutância L de um circuito representa o fluxo máximo que o circuito pode originar.
16) A energia magnética armazenada por um indutor de indutância L, percorrido por uma corrente de intensi-
dade i, é diretamente proporcional a i.
32) A f.e.m. induzida em um circuito, para uma dada variação temporal da corrente no mesmo, depende da indu-
tância do circuito.

Resolução
01) Incorreta. Se o indutor se mover na direção do campo de indução magnética, não se estabelecerá uma
f.e.m. induzida, pois os elétrons não estarão sujeitos a uma força magnética.
02) Correta.
04) Correta.
08) Incorreta. A indutância é uma característica de uma bobina, não dependendo do valor do fluxo que o
circuito pode originar.
16) Incorreta. A energia magnética armazenada em um indutor L é diretamente proporcional ao quadrado da
intensidade da corrente elétrica.
32) Correta. A f.e.m. induzida é diretamente proporcional à variação da corrente elétrica no tempo. A cons-
tante proporcionalidade é a indutância.
Resposta: 02 + 04 + 32 = 38

Questão 102
Das afirmativas a seguir, assinale o que for correto.
01) Quando um móvel executa um movimento circular uniforme, sua aceleração é nula.
02) No movimento circular uniforme, a freqüência é constante.
04) No movimento circular uniforme, o vetor velocidade tangencial é variável.
08) A forma angular da equação horária do movimento circular uniforme é θ = θ0 + ωt, onde θ é a posição angular
do móvel no instante t, θ0 é a posição angular do móvel no instante t0 = 0 e ω é a velocidade angular do móvel.
16) A freqüência é inversamente proporcional ao quadrado do período.
32) Quando um ponto material percorre uma circunferência em movimento circular uniforme, a projeção do ponto
material sobre um diâmetro da circunferência realiza um movimento harmônico simples.

Resolução
01) Incorreta. Quando um móvel executa movimento circular uniforme, possui aceleração centrípeta.
02) Correta. No movimento circular e uniforme, a freqüência é constante, isto é, o número de voltas por
segundo é constante.
04) Correta. No movimento circular e uniforme, a velocidade vetorial varia em direção e sentido.
08) Correta. A posição angular de um corpo é dada pela equação θ = θ0 + ω ⋅ t.
16) Incorreta. A freqüência é inversamente proporcional ao período (f = 1/T).
32) Correta. O M.H.S. é a projeção do movimento circular e uniforme sobre um eixo coincidente com um diâme-
tro de sua trajetória.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 32 = 46

UEM – 1º- Semestre/2005 70 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 103
Considere uma carga elétrica, positiva, isolada no vácuo, cujo módulo é q = 12 µC. Assinale o que for correto.
01) Em qualquer ponto em torno da carga q, as linhas de força têm a mesma direção e o mesmo sentido do vetor
campo elétrico gerado por ela.
02) A intensidade do campo elétrico gerado pela carga q, em um ponto situado a 5 cm de distância, é igual a
4,32 × 107 N/C.
04) O potencial elétrico no ponto situado a 5 cm de distância da carga é igual a 2,16 × 106 V.
08) A diferença de potencial elétrico entre dois pontos situados em uma mesma superfície equipotencial é diferen-
te de zero.
16) O trabalho realizado pela força elétrica do campo elétrico para deslocar uma carga q2 = 15 µC desde o infinito
até o ponto situado a 5cm da carga q é, em módulo, igual a 32,40J.
32) O trabalho realizado pela força elétrica do campo elétrico para deslocar uma carga entre dois pontos perten-
centes à mesma linha de força é nulo.
64) Potencial elétrico e trabalho são grandezas vetoriais.

Resolução
Do enunciado, temos: q = 12 µC
01) Correta.
Campo elétrico gerado pela carga q.
E
E
E

E
+
E

E
E
E

Linhas de força do campo elétrico gerado pela carga q. (Observação: as L.F. são tg ao vetor E .)

02) Correta.
| q| 12 ⋅ 10 –6
Como E = K , temos: E = 9 ⋅ 109 ⋅ ∴ E = 4, 32 ⋅ 107 N / C
r 2
(5 ⋅ 10 )
2 2

04) Correta.
K⋅q 12 ⋅ 10 –6
Como V = , temos: V = 9 ⋅ 109 ⋅ ∴ V = 2,16 ⋅ 106 V
r 5 ⋅ 10−2
08) Incorreta. A diferença de potencial elétrico entre dois pontos quaisquer de uma mesma superfície eqüipo-
tencial (mesmo potencial elétrico em todos os pontos da superfície) é igual a zero.
16) Correta.
Como: τFelét = q ⋅ (Vinicial – Vfinal) = q(V∞ – VA)
τFelét = 15 ⋅ 10–6 (0 – 2,16 ⋅ 106) ∴ | τFelét | = 32,4 J

UEM – 1º- Semestre/2005 71 ANGLO VESTIBULARES


32) Incorreta. Quando uma carga se desloca sobre uma linha de força, há realização de trabalho pela força
elétrica.
64) Incorreta. Potencial elétrico e trabalho são grandezas escalares.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 16 = 23

Questão 104

Um bloco de peso igual a 30 2 kgf desliza sobre um plano inclinado de 45º sob ação da gravidade. Sendo a a

aceleração do bloco (calculada em m/s2), determine o valor numérico de a 2 .



 Considere g = 10 m/s2, 2 2 

µ = 0,1, sen 45º = e cos 45º = .
2 2 

Resolução
A figura abaixo mostra as componentes das forças que atuam no bloco:

Peso do bloco ⇒ P = 30 2 × 9, 8 N y
Acinético
30 2 × 9, 8
Massa do bloco ⇒ m = kg N
10
µc = 0,1 Psen θ
g = 10 m/s2 Pcos θ x
θ
2
sen θ = cos θ = sen 45º =
2
Na direção x:
R = Psen θ – A
R = Psen θ – µc N
R = Psen θ – µcPcos θ, pois N = Pcos θ (direção y)
Psen θ (1 – µ )
a= , pois senθ = cosθ (θ = 45°)
m

2
30 2 × 9, 8 (1 – 0,1)
2 2
a= ∴ a=9×
30 2 × 9, 8 2
10
Portanto:
2
a 2=9 × 2=9
2
Resposta: 09

Questão 105
Três capacitores C1 = 12 µF, C2 = 6 µF e C3 = 3 µF estão ligados, como mostra o circuito da figura abaixo, e carrega-
dos sob uma diferença de potencial de 20V. Assinale o que for correto.

C2
20 V C1
C3

01) A carga acumulada no capacitor C2 é igual a 40 µC.

UEM – 1º- Semestre/2005 72 ANGLO VESTIBULARES


02) A carga total da associação dos capacitores é igual a 0,28 nC.
04) A carga acumulada no capacitor C2 é igual à carga acumulada no capacitor C3 , pois os dois estão submetidos
à mesma diferença de potencial.
08) A energia armazenada no capacitor C3 é igual a 6,0 × 10 – 4 J.
16) A energia total da associação dos capacitores é igual a 2,8 mJ.
32) Substituindo-se os capacitores C2 e C3 por um equivalente igual a 9 µF, a carga acumulada nesse novo capacitor
será a mesma que havia nos capacitores substituídos.
64) Invertendo-se as posições dos capacitores C1 e C2, a energia total da associação permanecerá inalterada.

Resolução
Do enunciado, temos:
C1 = 12 µF
C2 = 6 µF
C 3 = 3 µF

C2
20 V C1
C3 Associação em série
C2 ⋅ C3 6⋅3
Ceq = =
C2 + C3 6 + 3
20 V 12 µF 2 µF
Ceq = 2 µF
Associação em paralelo
Ceq = 12 + 2
20 V 14 µF
Ceq = 14 µF

01) Correta.
Como: Q = C ⋅ U, temos:
Q2 = Q3
C2 ⋅ U2 = C3 ⋅ U3
2
6 ⋅ U2 = 3 ⋅ U3
2U2 = U3
Como: U3 + U2 = 20 V
20
2U2 + U2 = 20 ∴ U2 = V , então:
3
Q2 = C2 ⋅ U2
20
Q2 = 6 ⋅ = 40 µC = Q3
3
02) Incorreta.
Como: Q = Cassociação ⋅ U
Q = 14 ⋅ 10 –6 ⋅ 20 = 280 µC = 0,28 mC

40
04) Incorreta. Q2 = Q3 , mas U3 = 2U2 = V (item 01)
3
08) Incorreta.
 40 2
−6
3 ⋅ 10 ⋅  
CU2 C ⋅ U2  3
Como: εp = , temos: εp3 = 3 3 =
2 2 2
∴ εp3 ≈ 2,67 ⋅ 10–4 J

UEM – 1º- Semestre/2005 73 ANGLO VESTIBULARES


16) Correta.
CeqU2 14 ⋅ 10−6 ⋅ (20)2
Como: εp = , temos: εp =
2 2
εp = 2,8 mJ
32) Incorreta. O capacitor de 9 µF terá carga de:
Q = 9 ⋅ 20
Q = 180 µC
Os capacitores C2 e C3 possuem carga de:
Q = 2 ⋅ 10–6 ⋅ 20 = 40 µC
64748
capacitância
equivalente
de C2 e C3

64) Incorreta. Após a troca, temos:

12 µF 12 ⋅ 3 36
20 V 6 µF = = 2,4 µF
15 15
3 µF

20 V 6 µF 2,4 µF

20 V 8,4 µF

Ceq ⋅ U2 8, 4 ⋅ 10−6 ⋅ 202


Como εp = = = 16, 8 ⋅ 10 –4 J = 1, 68 mJ
2 2
Resposta: 01 + 16 = 17

UEM – 1º- Semestre/2005 74 ANGLO VESTIBULARES


QUÍMICA

Questão 106
Supondo a união dos radicais sec-propil, etileno (duas valências em carbonos distintos) e sec-butil, assinale o que
for correto.
01) Essa união poderá formar um composto com fórmula molecular C9H20 .
02) O composto poderá apresentar 4 carbonos primários e 2 terciários.
04) O composto poderá apresentar duplas e triplas ligações.
08) O composto poderá apresentar todos os átomos de carbono com hibridação sp3.
16) O composto poderá apresentar uma cadeia ramificada.
32) O composto poderá ser o 2,5-dimetil-heptano.

Resolução
Os radicais citados são:
H3C — CH — CH3 — CH2 — CH2 — — CH — CH2 — CH3


CH3
sec-propil etileno sec-butil
Supondo-se a união desses radicais:

prim. terc.
terc.

H3C — C — CH2 — CH2 — CH — CH3


H3C CH2 prim.


prim.
prim.
CH3

2,5-dimetil-heptano: C9H20

Então:
01) Correta.
02) Correta.
04) Incorreta. O composto é saturado.
08) Correta.
16) Correta.
32) Correta.
Resposta: 01 + 02 + 08 + 16 + 32 = 59

Questão 107
Assinale o que for correto.
01) Um líquido ferve (entra em ebulição) à temperatura na qual a pressão máxima de vapor se iguala (ou excede)
à pressão exercida sobre sua superfície, ou seja, à pressão atmosférica.
02) Tonoscopia ou tonometria é o estudo da diminuição da pressão máxima de vapor de um solvente, provocada
pela adição de um soluto não-volátil.
04) À mesma temperatura, uma solução aquosa 0,01Mol/L de hidróxido de magnésio possui menor pressão de va-
por do que uma solução aquosa 0,001Mol/L de hidróxido de sódio.

UEM – 1º- Semestre/2005 75 ANGLO VESTIBULARES


08) Considerando que o álcool etílico possui uma pressão de vapor de 43,9 mmHg (a 20ºC) e o éter etílico de
442,2 mmHg (a 20ºC), pode-se afirmar que o álcool etílico é mais volátil.
16) Crioscopia é o estudo do abaixamento do ponto de congelamento de uma solução, provocado pela presença
de um soluto volátil.

Resolução
01) Correta.
02) Correta.
04) Correta.
08) Incorreta. O líquido de maior pressão de vapor é o mais volátil.
16) Incorreta. É o abaixamento do ponto de congelamento do solvente.
Resposta: 01 + 02 + 04 = 07

Questão 108
Assinale o que for correto.
01) O número de oxidação do fósforo nos ácidos H3PO4 , HPO3 e H4P2O7 é + 5, + 5 e + 6, respectivamente.
02) De acordo com a teoria de Lewis, em reações químicas, ácidos são receptores de pares eletrônicos e bases são
doadores de pares eletrônicos.
04) Na2O e H2O2 são chamados de peróxido de sódio e peróxido de hidrogênio, respectivamente.
08) CO2, SO3, N2O5 e Cl2O7 são, respectivamente, os anidridos carbônico, sulfúrico, nítrico e perclórico.
16) MgO e BaO são exemplos de óxidos básicos.
32) Nas CNTP, um Mol do gás dióxido de nitrogênio ocupa um volume de 22,4 L (considere o gás como ideal).

Resolução
01) Incorreta. Em todos os compostos citados o número de oxidação do fósforo é + 5.

H4 P2 O7
+1 +5 –2
+4 + 10 – 14

02) Correta.
04) Incorreta. Na2O = óxido de sódio.
08) Correta
CO2 + H2O → H2CO3
anidrido carbônico ácido carbônico

SO3 + H2O → H2SO4


anidrido sulfúrico ácido sulfúrico

N2O5 + H2O → 2 HNO3


anidrido nítrico ácido nítrico

Cl2O7 + H2O → 2 HClO4


anidrido perclórico ácido perclórico

16) Correta.
32) Correta.
Resposta: 02 + 08 + 16 + 32 = 58

UEM – 1º- Semestre/2005 76 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 109
Assinale o que for correto.
01) Partículas alfa são constituídas de dois prótons e dois nêutrons.
02) Toda substância simples, no estado padrão e na sua forma alotrópica mais estável (mais comum), tem entalpia
(H) igual a um.
04) A entalpia de um elemento ou de uma substância varia conforme o estado físico, a pressão, a temperatura e a
variedade alotrópica do elemento.
08) Entalpia de combustão é a energia liberada na combustão completa de 1 Mol de uma substância no esta-
do padrão.
16) A reação A + B → C + D + calor é endotérmica.

Resolução
01) Correta.
02) Incorreta. Entalpia (H) igual a zero.
04) Correta.
08) Correta.
16) Incorreta. A reação libera calor, sendo, portanto, exotérmica.
Resposta: 01 + 04 + 08 = 13

Questão 110
Assinale o que for correto.
01) Poliuretanos são copolímeros formados na polimerização de poliésteres e poliéteres com o isocianato de
parafenileno.
02) Os lipídios são compostos insolúveis em água, que formam ácidos graxos por hidrólise.
04) Um ácido graxo poliinsaturado submetido à hidrogenação catalítica completa transforma-se em um ácido
graxo saturado.
08) A polianilina pode conduzir eletricidade e é formada por unidades repetitivas de eritreno.
16) A gasolina é vendida por litro, mas, em sua utilização como combustível (queima), a massa é o que importa,
pois um aumento de temperatura do ambiente leva a um aumento no volume da gasolina.
32) A sacarose sofre hidrólise e cada molécula produz 1 molécula de glicose e 1 molécula de frutose.

Resolução
01) Incorreta. Poliuretanos são obtidos pela reação de etilenoglicol e isocianato de parafenileno.

– + +–
— C —
O— —N— —C —
—N— — O + HO — CH2 — CH2 — OH

di-isocianato de parafenileno etilenoglicol

H

— C —
O— —N— — N — C — O — CH2 — CH2 — OH

O
02) Correta.
O

R — C — O — CH
——

O O OH OH OH


H+
R — C — O — CH + H2O 3R — C — OH + H2C — C — CH2
——

O ácido graxo glicerol



R — C — O — CH2
lipídio

UEM – 1º- Semestre/2005 77 ANGLO VESTIBULARES


04) Correta. Todo composto insaturado, ao ser hidrogenado, transforma-se em composto saturado.
H H



—C
C — + H2 —C—C—



insaturado saturado
08) Incorreta. A polianilina tem como monômero a anilina, e não o eritreno.
16) Correta. A elevação da temperatura provoca um aumento de volume, para os líquidos.
32) Correta.
H2O
C12H22O11 → C6H12O6 + C6H12O6
sacarose glicose frutose
Gabarito oficial incorreto (55)
Resposta: 02 + 04 + 16 + 32 = 54

Questão 111
Assinale o que for correto.
01) Quanto maior o valor da constante de ionização de um ácido, mais ionizado está esse ácido e, portanto,
maior será sua força.
02) Se a solubilidade máxima do CaCO3 em água a 25ºC é 13 mg/mL, o seu produto de solubilidade a essa tem-
peratura é 16,9 × 10 – 8.
(Dados: Ca = 40; C = 12; O = 16)
04) Hidrólise salina é o processo em que o(s) íon(s) proveniente(s) de um sal reage(m) com a água.
08) A concentração molar mínima de íons SO42– necessária para precipitar BaSO4(s) de uma solução 10 – 3 Mol/L
de Ba(NO3)2 é 8 × 10 – 7 Mol/L. (Dados: Kps do BaSO4 = 2 × 10 – 10)
16) Quanto menor o Kps, menos solúvel será o sal ou a base, para qualquer sal ou base.

Resolução
01) Correta.
02) Incorreta.
Solubilidade: 13 mg/mL = 13000 mg/L = 13 g/L
 100 g → 1 mol
CaCO3 
 13 g/L → x x = 0,13 mol/L

→ Ca2+(aq) + CO2–
CaCO3(s) ← 3 (aq)
678 678 678
Solubilidade: 0,13 mol/L → 0,13 mol/L → 0,13 mol/L
Kps = [Ca2+] ⋅ [CO2–
3 ]
Kps = 1,3 ⋅ 10– 1 × 1,3 ⋅ 10– 1 = 1,69 × 10– 2
04) Correta.
08) Incorreta. Ba(NO3)2 → Ba2+ + 2 NO3–
10– 3 mol/L → 10– 3 mol/L
KpsBaSO4 = [Ba2–] ⋅ [SO2–
4]
2 ⋅ 10–10 = 10–3 ⋅ [SO2–
4]
4 ] = 2 ⋅ 10 mol/L
[SO2– –7

16) Incorreta. Isso é válido para compostos que tenham a mesma proporção de cátion e de ânion.
Resposta: 01 + 04 = 05

UEM – 1º- Semestre/2005 78 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 112
Quantos mililitros de uma solução de ácido clorídrico 0,6 Mol/L são completamente neutralizados por 150 mL
de uma solução de hidróxido de sódio 0,2 Mol/L?
(Dados: H = 1; Cl = 35,5; Na = 23; O = 16)

Resolução
Da solução de NaOH temos:
1 L → 1000 mL → 0,2 mol
150 mL → x x = 0,03 mol de NaOH
De acordo com a equação temos:
HCl + NaOH → NaCl + H2O
1 mol 1 mol
y 0,03 mol y = 0,03 mol de HCl
Para a solução de HCl temos:
1 L → 1000 mL → 0,6 mol
z ← 0,03 mol
z = 50 mL da solução de HCl
Resposta: 50

Questão 113
Assinale o que for correto.
01) A velocidade de uma reação não pode ser calculada pela diminuição da quantidade dos reagentes ou pelo
aumento da quantidade de produtos, por unidade de tempo.
02) Complexo ativado é o estado intermediário (estado de transição) formado entre reagentes e produtos, em cuja
estrutura existam ligações enfraquecidas (presentes nos reagentes) e formação de novas ligações (presentes nos
produtos).
04) Energia de ativação é a menor quantidade de energia que deve ser fornecida aos reagentes para a formação
do complexo ativado e, conseqüentemente, para a ocorrência da reação.
08) As reações que exigem menor energia de ativação são mais fáceis de ocorrer e, por isso, possuem maior
velocidade.
16) Em uma reação entre dois compostos no estado sólido, o fato de se triturarem esses compostos deve, provavel-
mente, aumentar a velocidade da reação entre eles por aumentar suas superfícies de contato.

Resolução
01) Incorreta. A velocidade média de uma reação pode ser calculada pela variação na quantidade dos
reagentes ou produtos por unidade de tempo.
Os conceitos relativos à Cinética Química citados nos itens 02-04-08-16 estão corretos.
Resposta: 02 + 04 + 08 + 16 = 30

Questão 114
Assinale o que for correto.
01) Os compostos fosfato de cálcio, ácido carbônico e carbonato de alumínio são, respectivamente, representados
pelas fórmulas Ca3(PO4)2, H2CO2 e Al2(CO3)3.
02) A fusão é a passagem do estado sólido para o líquido, enquanto a sublimação é a passagem do estado líquido
para o gasoso.
04) Os elementos A e B no estado fundamental apresentam, respectivamente, as seguintes configurações eletrôni-
cas: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p5 e 1s2 2s2 2p6 3s1. Pode-se afirmar que o elemento B apresenta maior potencial de ioni-
zação (ou energia de ionização) do que o elemento A.

UEM – 1º- Semestre/2005 79 ANGLO VESTIBULARES


08) Na reação entre 1 mol de nitrogênio gasoso com 3 mols de hidrogênio gasoso, serão produzidas aproxi-
madamente 12,04 × 1023 moléculas de amônia.
16) Na reação aHI + bH2SO4 → cH2S + dH2O + eI2, a somatória dos coeficientes a, b, c, d e e, em menores
números inteiros, é 18.

Resolução
01) Incorreta. A fórmula do ácido carbônico é H2CO3.
02) Incorreta. Sublimação é a passagem do estado-sólido direto para o estado gasoso e vice-versa.
04) Incorreta. Para átomos com o mesmo número de camadas, quanto maior o número de cargas, menor o
tamanho. Neste caso, o átomo A tem menor tamanho e maior energia de ionização (energia necessária
para retirar um elétron de um átomo no estado gasoso).
08) Correta. 1 N2(g) + 3 H2(g) → 2 NH3(g)
1 mol 3 mol 2 mol

2 × 6,02 × 1023 moléculas


12,04 × 1023 moléculas
16) Correta.
8 HI + 1 H2SO4 → 1 H2S + 4 H2O + 4 I2
Resposta: 08 + 16 = 24

Questão 115
Assinale o que for correto.
01) Série homóloga é uma seqüência de compostos pertencentes à mesma função orgânica e que diferem entre si
por um ou por mais grupos CH2.
02) Uma substância polar tende a se dissolver em um solvente polar e uma substância apolar em um solvente
apolar.
04) Reações de redução em moléculas orgânicas são, em geral, reações de eliminação de oxigênio ou de adição de
hidrogênio.
08) A reação do etanal com oxigênio gasoso, transformando-se em um ácido carboxílico, é uma reação de oxidação.
16) Ligações de hidrogênio (pontes de hidrogênio) ocorrem quando o hidrogênio se encontra ligado a um elemen-
to fortemente eletronegativo (flúor, oxigênio e nitrogênio). Pode-se verificar a existência dessa ligação entre
duas moléculas de etanal.
32) O metano apresenta geometria molecular tetraédrica e, pela cisão homolítica (quebra da ligação), pode for-
mar o radical metil.

Resolução
01) Correta.
02) Correta.
04) Correta.
08) Correta.
O

16) Incorreta. Entre moléculas de etanal H3C — C não ocorrem ligações de hidrogênio (pontes de hidrogênio).

H
32) Correta.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 + 32 = 47

UEM – 1º- Semestre/2005 80 ANGLO VESTIBULARES


▼ Questão 116
Assinale o que for correto.
01) A mistura racêmica é formada por 50% de dextrógiro e 50% de levógiro; portanto não desvia a luz polarizada.
02) O 1,2-diclorobenzeno e o 1,4-diclorobenzeno possuem isomeria de posição.
04) O composto 3-metil-2-pentanol pertence à função álcool e apresenta 4 isômeros ópticos ativos.
08) O composto 1,2-dimetilciclopropano não apresenta isomeria cis-trans.
16) Os compostos metóxi-propano e etóxi-etano apresentam isomeria de compensação ou metameria.

Resolução
01) Correta.
02) Correta.
04) Correta.
08) Incorreta. O composto citado apresenta isomeria cis-trans, pois em cada um de seus 2 carbonos há ligantes
diferentes.

H CH2 H
diferentes diferentes





C—C


H3C CH3

16.)Correta.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 16 = 23

Questão 117
Em uma certa pilha, o eletrólito está contido em um invólucro de zinco que funciona como um dos eletrodos. Que
massa de Zn (em gramas) é oxidada a Zn2+ durante a descarga dessa pilha, por um período de 107h13min20s, en-
volvendo uma corrente de 0,5 ampère? (Considere Zn = 65)

Resolução
Para o cálculo da carga no processo em questão, temos:
Tempo = 107 h 13 min 20 s = 386000 s e
Q = i ⋅ t → Q = 0,5 A × 386000 s = 193000 C

 96500 C → 1 mol e–

 193000 C → x x = 2 mol de e–
Então, pela equação:
Zn → Zn2+ + 2e–
↓ ↓
1 mol 2 mol
65 g 2 mol
Resposta: 65

Questão 118
Assinale o que for correto.
01) Em uma cadeia carbônica saturada, só existem ligações simples entre os átomos de carbono.
02) Os compostos de fórmula molecular C3H6, C4H8 e C5H10 podem ser hidrocarbonetos cíclicos contendo apenas
ligações simples.

UEM – 1º- Semestre/2005 81 ANGLO VESTIBULARES


04) Haletos orgânicos são compostos que podem ser derivados dos hidrocarbonetos pela substituição de hidrogê-
nio(s) por halogênio(s).
08) Aminas podem ser compostos derivados teoricamente da amônia, pela substituição de átomo(s) de hidrogê-
nio(s) por radical(is) alquila(s).
16) As espécies metanoíla (formila) e etanoíla (acetila) são denominadas de radicais acilas.
32) Em geral, os aminoácidos apresentam função mista, isto é, a função amida e ácido carboxílico.
64) Em Maringá, o benzeno é um hidrocarboneto aromático insolúvel em água.

Resolução
01) Correta.
02) Correta.
04) Correta.
08) Correta.
16) Correta.
32) Incorreta. Os aminoácidos apresentam função mista, isto é, a função amina e ácido carboxílico.
64) Correta.
Resposta: 01 + 02 + 04 + 08 + 16 + 64 = 95

Questão 119
Assinale o que for correto.
01) Os fatores que podem afetar a situação de equilíbrio de um sistema são a concentração, a pressão e a tem-
peratura.
02) O valor da constante de equilíbrio de uma reação depende somente da concentração.
04) Quando se aumenta a pressão sobre um equilíbrio gasoso, à temperatura constante, ele se desloca no sentido
da reação capaz de diminuir esse aumento de pressão.
08) Na reação
endo
G + J + calor D + L,
exo
um aumento de temperatura do sistema irá deslocá-lo no sentido da reação endotérmica.
16) Catalisadores são substâncias que aumentam a velocidade de uma reação pela diminuição da energia de ativa-
ção e, portanto, deslocam o equilíbrio no sentido dos produtos.
32) Uma amostra de água ardente (pinga, cachaça etc.) tem pH = 2. Portanto a concentração de íons H+ é de
10 – 2 Mol/L.

Resolução
01) Correta.
02) Incorreta. Depende somente da temperatura.
04) Correta.
08) Correta.
16) Incorreta. Catalisador não desloca equilíbrio.
32) Correta
Resposta: 01 + 04 + 08 + 32 = 45

Questão 120
Um ácido sulfúrico comercial apresenta 95% de pureza (em massa) e densidade de 1,86 g/mL. Qual a molari-
dade (em Mol/L) aproximada desse ácido?
(Dados: H = 1; S = 32; O = 16)

UEM – 1º- Semestre/2005 82 ANGLO VESTIBULARES


Resolução
— Cálculo da massa de solução em 1 litro:
1 mL → 1,86g
1 L → 1000 mL → x x = 1860 g de solução
— Cálculo da massa de soluto em 1 litro de solução:
100 g solução → 95 g soluto
1860 g solução → y y = 1767 g/L de H2SO4
— Cálculo da molaridade (mols por litro) da solução:
 1 mol → 98 g
H2SO4 
 z ← 1767 g/L z = 18,03 mol/litro

Resposta: 18

UEM – 1º- Semestre/2005 83 ANGLO VESTIBULARES


RE DAÇ ÃO
• Os textos ou excertos apresentados servem de apoio para a produção de sua redação.
• Escolha apenas um dos temas oferecidos e coloque o respectivo número no quadrado do canto superior
direito da folha VERSÃO DEFINITIVA.
• Cada tema traz orientações próprias, que devem ser observadas para a elaboração de sua redação.

TEMA 1
O QUE SIGNIFICAM OS AVANÇOS GENÉTICOS PARA A
HUMANIDADE?
Nos fragmentos de textos abaixo, você encontrará subsídios para formular hipóteses de respostas a essa per-
gunta. Evite fazer meras paráfrases dos textos. Leia com atenção e produza um texto DISSERTATIVO, no qual
sua tese seja sustentada por argumentos convincentes.
“O seqüenciamento de 90% do genoma humano está sendo comemorado por cientistas de todo o mundo.
Mas quais as implicações dessa conquista nos campos ético, econômico e biológico?”
www.ufmg.br/boletim/bol1284/pag3.html

“É preocupante o fato de apenas um consórcio de seis países (os mais ricos) liderados pelos Estados Unidos e
pela Inglaterra terem o controle das conquistas científicas quanto ao genoma humano, que terá de ser
patrimônio da humanidade, e não de alguns, pois envolve vida, que, enquanto direito, deverá ser universal.
Algumas questões éticas terão de ser discutidas, esclarecidas e respondidas: a decifração do nosso corpo será
privatizada, como já querem alguns laboratórios? O código genético será documento para ascensão ao
emprego ou algo absolutamente sigiloso? As conquistas tecnológicas de saúde serão universalizadas ou
servirão a alguns poucos? Essa descoberta ‘robotizará’ definitivamente o homem?”
www.clubedexadrez.com.br/portal/cepex/genesis33.pdf

“… os cientistas descobriram que os genes são apenas um rascunho ou uma receita tosca de como se fabrica
um ser vivo. Eles contêm a matéria-prima de como fazer os tijolos da vida, as proteínas, mas não todas as
instruções de como montá-los de modo que o resultado final seja um bebê humano saudável. (...) Ou seja, os
genes são quase tudo, quando se imaginava que eram tudo.(...) Da mesma forma como genes não produzem
seres idênticos, também não justificam as diferenças raciais. O resultado final do Projeto Genoma revelou que
todos os seres humanos são 99,99% idênticos do ponto de vista biológico. A diferença entre um negro e um
japonês, além da que enxergamos nos traços físicos, está apenas em uma letra trocada a cada conjunto de
1000 entre todas que formam nosso código genético.”
www.escolavesper.com.br/genoma_projeto.htm

TEMA 2
UM CASO MISTERIOSO
O Inspetor Arruda recebeu um telefonema misterioso. A pessoa do outro lado da
linha estava desesperada:
— Por favor, venha depressa. Uiii, acho que vou desmaiar...
E, dizendo isso, a ligação foi interrompida... O inspetor ainda escutou o barulho de
alguma coisa caindo... Pelo barulho, parecia...
(Texto adaptado de FILHO, Alberto. http://www.sitededicas.com.br. Acesso em 25 de junho de 2004.)

Redija um texto NARRATIVO, com conflito, personagens e ações adequadas, de forma que você desvende
o mistério do telefonema. O Inspetor Arruda pode ser você mesmo ou um outro personagem criado por você.

UEM – 1º- Semestre/2005 84 ANGLO VESTIBULARES


Análise da Proposta
1 — Formato da prova
O candidato poderia optar entre produzir um texto dissertativo (tema 1) ou um texto narrativo (tema 2).
O tema 1 foi explicitado, na forma de uma pergunta, e está acompanhado por uma coletânea de textos ver-
bais. O tema 2 (não-explicitado) é acompanhado por pequeno trecho de um texto de Alberto Filho, que deve
servir de ponto de partida para a produção da narrativa.

2 — Questão posta em debate


• Tema 1: “O que significam os avanços genéticos para a humanidade?”
• Tema 2: não há questão posta em debate.

3 — Encaminhamentos possíveis:
• Tema 1
O candidato deverá, a partir da coletânea apresentada pela Banca e de seu repertório individual, elabo-
rar uma hipótese que responda à pergunta tema. Seguem algumas idéias que podem servir de base para a
elaboração de tal resposta.
• O seqüenciamento do genoma humano foi comemorado no mundo inteiro, não só pela comunidade
científica, principalmente porque ele alimenta expectativas de avanços na cura de doenças até então
incuráveis, como, por exemplo, o câncer.
• Apesar da euforia de muitos, descobertas desse tipo trazem consigo a necessidade de reflexão sobre
suas implicações éticas, econômicas, etc.
• Informações relacionadas ao código genético humano não podem ser propriedade de pequenos gru-
pos, como, por exemplo, os países ricos, visto poderem ser usadas sem critério e contra a dignidade
humana (pense-se no estímulo que a manipulação de genes poderia dar a atitudes de natureza racista).
• A discussão ética sobre a utilização de genes humanos deve envolver todos os segmentos da sociedade,
dada sua importância.
• As descobertas sobre o genoma ajudarão, inclusive, na quebra de preconceitos cristalizados em nossa
sociedade. Graças a esse projeto, descobriu-se, por exemplo, que os seres humanos são 99,99% idênti-
cos do ponto de vista biológico, fato que joga por terra todas as teorias racistas.
• Etc.
• Tema 2
Tendo como proposta desvendar o mistério anunciado pelo texto da coletânea, o candidato deveria pro-
duzir uma narrativa, segundo a Banca, “com conflito, personagens e ações adequadas”. Por adequadas, deve-
-se entender convincentes.
Observação: Deve-se apontar a pouca clareza do trecho “O Inspetor Arruda pode ser você mesmo ou um
outro personagem criado por você”, que, além de pouco elucidar ao candidato, ainda pode con-
fundi-lo. Parece que a Banca quer se referir ao foco narrativo, que pode ser de primeira ou ter-
ceira pessoa.

UEM – 1º- Semestre/2005 85 ANGLO VESTIBULARES

Você também pode gostar