Você está na página 1de 306
CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPq DIRETORIA DE GESTÃO E TECNOLOGIA DA
CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPq DIRETORIA DE GESTÃO E TECNOLOGIA DA

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPq DIRETORIA DE GESTÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DGTI COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS – CGADM SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC PREGÃO ELETRÔNICO SRP n.º 003/2016 Processo n°710624/2015-8

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 003/2016 PROCESSO Nº 710624/2015-8

OBJETO: Registro de preços para contratação de serviços especializados em Tecnologia da Informação (TI) na área de Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive, Directory Services, Administração de Banco de Dados, Middleware/ Internet Web, Mensageria e Colaboração, Suporte a Instalações Físicas de TI e Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos baseados nas melhores práticas de gestão de serviços de TI. ÍNDICE

DO OBJETO

DA CONDIÇÃO DE ADESÃO Á ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

DA PARTICIPAÇÃO NA LICITAÇÃO

DO CREDENCIAMENTO

DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS E DAS IMPUGNAÇÕES AO EDITAL

DA VISTORIA

DA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA

DA SESSÃO PÚBLICA VIRTUAL

DA VERIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS E FORMULAÇÃO DOS LANCES

DO JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS

DA HABILITAÇÃO

DOS RECURSOS

DA ADJUDICAÇÃO E DA HOMOLOGAÇÃO

DAS SANÇÕES DECORRENTES DA LICITAÇÃO

DA ANULAÇÃO E DA REVOGAÇÃO DA LICITAÇÃO

 

DOS PRAZOS E CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO

DA VIGÊNCIA CONTRATUAL

DA GARANTIA

DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

DO PAGAMENTO

DA COMPENSAÇÃO FINANCEIRA

DA REPACTUAÇÃO

DO ACOMPANHAMENTO E DA FISCALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

DAS SANÇÕES CONTRATUAIS

DAS ATRIBUIÇÕES DO PREGOEIRO E DA COORDENAÇÃO DE RECURSOS LOGISTICOS

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Torna-se público, para conhecimento dos interessados, que o CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E
Torna-se público, para conhecimento dos interessados, que o CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E

Torna-se público, para conhecimento dos interessados, que o CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO – CNPq, Fundação Pública Federal criada pela Lei nº 1.310, de 15 de janeiro de 1951, vinculada e transformada pela Lei nº 6.129 de 06/11/1974 ao Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação – MCTI, com inscrição no CNPJ/MF sob o nº 33.654.831/0001-36, por meio da DIRETORIA DE GESTÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – DGTI, sediada na SHIS QI 01 Conjunto B, Bloco B Edifício Santos Dumont, Lago Sul, CEP. 71.605-160, na cidade de Brasília/DF, por intermédio do Pregoeiro designado pela Ordem Interna nº 02/2015, de 13/04/2015, torna público que realizará, na data, horário e local acima indicado, licitação na modalidade de PREGÃO, na forma ELETRÔNICA, para Registro de Preços – SRP, pelo regime de empreitada por demanda, do tipo MENOR PREÇO GLOBAL, por lote, objetivando a contratação de empresa especializada para Contratação de serviços de tecnologia da informação na área de manutenção de sistemas de informação, de acordo com o planejamento de TI e em apoio à Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação (CGETI), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), conforme requisitos, especificações, quantitativos e níveis de serviço constantes deste instrumento e de seus anexos, consoante Processo nº 710624/2015-8 e Intenção de Registro de Preços (IRP) nº 003/2016, realizada no período de 05/02/2016.

DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO ELETRÔNICO

HORÁRIO: 10

: 30 hs (Horário de Brasília)

ENDEREÇO ELETRÔNICO:

CÓDIGO UASG: 364102

www.comprasnet.gov.br

DIA: 29

/

04

/2016

Informações relevantes: Não havendo expediente na data marcada ou havendo fato superveniente impeditivo à realização, a sessão será adiada para o primeiro dia útil subsequente, mantidos o mesmo local e horário, salvo comunicação em contrário do pregoeiro.

A presente licitação e a consequente contratação serão regidas pelas seguintes normas:

Lei Complementar 123, de 14 de dezembro de 2006; Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 (subsidiariamente); Lei nº 10.520, de 17 de julho de 2002; IN SLTI n 2/2008, de 30 de abril de 2008; IN SLTI n° 4/2014, de 14 de setembro de 2014; Decreto n° 7174, de 12 de maio de 2010 e pelas demais normas pertinentes, bem como pelas disposições fixadas neste Edital e seus Anexos

1. DO OBJETO

1.1 Registro de preços para contratação de serviços especializados em Tecnologia da Informação (TI) na área de Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive, Directory Services, Administração de Banco de Dados, Middleware/ Internet Web, Mensageria e Colaboração, Suporte a Instalações Físicas de TI e Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos baseados nas melhores práticas de gestão de serviços de TI.

1.2 Em caso de discordância existente entre as especificações deste objeto descritas no Comprasnet e as especificações constantes deste Edital, prevalecerão as últimas.

2. DA CONDIÇÃO DE ADESÃO Á ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

2.1. A Ata de Registro de Preços seguirá o regulamento previsto no Decreto nº 7.892, de 23 de Janeiro de 2013. Baseado nesse Decreto fica estabelecido que a utilização da ata de registro de preços por órgão ou entidades não participantes, o quantitativo decorrente das adesões à ata de registro de preços não poderá exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos participantes, independente do número de órgãos não participantes que aderirem.

Não serão aceitos participantes na Intenção de Registro de Preços, entretanto, serão aceitas a

adesões.

3. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.1. A despesa com a presente licitação correrá à conta da
3. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.1. A despesa com a presente licitação correrá à conta da

3. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

3.1. A despesa com a presente licitação correrá à conta da dotação orçamentária do CNPq para o

exercício de 2016, sob a seguinte classificação: Programa de Trabalho: 19.122.2106.2000.0001,

Fonte de Recurso: 0100. 3.2. Sempre que a vigência do Contrato ultrapassar a vigência dos respectivos créditos orçamentários será providenciada dotação orçamentária própria para cobertura do período subsequente.

4. DA PARTICIPAÇÃO NA LICITAÇÃO

4.1. Poderão participar deste Pregão os interessados que estiverem previamente credenciados no

Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores - SICAF, de acordo com o art. 3º, § 2º, do Decreto nº 5.450/2005 e perante o sistema eletrônico provido pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, por meio do sítio www.comprasnet.gov.br

4.2. Os interessados em participar do presente Pregão e que não estejam credenciados no SICAF,

poderão providenciar tanto o credenciamento quanto o cadastramento no mencionado sistema, nos níveis em que tiver interesse, sendo obrigatório pelo menos o Nível I, relativo ao credenciamento, que é condição indispensável para obtenção de senha para participação em pregões eletrônicos, na forma estabelecida na IN/SLTI/MPOG nº 02 de 11.10.2010 e alterações posteriores, em qualquer unidade de cadastramento dos órgãos/entidades do Governo Federal, integrantes do Sistema de Serviços Gerais – SISG, ou pela Internet, conforme orientações constantes no endereço www.comprasnet.gov.br, no link: Acesso Livre > SICAF > Acesso Restrito > Fornecedor, onde deverá solicitar uma senha, caso ainda não a possua, podendo, também, encontrar os manuais com orientações para o cadastramento e a listagem de unidades cadastradoras.

4.3. Não será admitida nesta licitação a participação de sociedades:

a) em processo de recuperação judicial/extrajudicial, falência, concordata, insolvência civil, sob

concurso de credores, em dissolução ou em liquidação;

b) suspensas temporariamente de participar de licitações ou impedidas de contratar quando a

penalidade foi aplicada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico – CNPq, com fundamento no art. 87, III, da Lei nº 8.666/1993;

c) impedidas de participar de licitações ou de contratar quando a penalidade foi aplicada por órgão

ou entidade da Administração Pública Federal com fundamento no art. 7º, da Lei nº 10.520/2002;

d) declaradas inidôneas para licitar ou contratar com a Administração Pública, com fundamento no

art. 87, IV, da Lei nº 8.666/1993;

e) constituídas com o mesmo objeto e da qual participe sócios e/ou administradores de empresas

anteriormente declaradas inidôneas, nos termos do art. 46, da Lei nº 8.443/1992, desde que a constituição da sociedade tenha ocorrido após a aplicação da referida sanção e no prazo de sua vigência;

f) que estejam reunidas em consórcio e sejam controladoras, coligadas ou subsidiárias entre si;

g) estrangeiras que não funcionem no País;

h) que possuírem, entre seus sócios ou dirigentes, servidor ou membro da Administração do CNPq,

i) que incompatível com o objeto deste Pregão; possuam em seu contrato social ou documento

i) que

incompatível com o objeto deste Pregão;

possuam

em

seu

contrato

social

com o objeto deste Pregão; possuam em seu contrato social ou documento equivalente, finalidade ou objetivo

ou

documento

equivalente,

finalidade

ou

objetivo

j) que tenham condenações cíveis por ato de improbidade administrativa;

k) sociedades cooperativas, por demandar relação de subordinação entre o empregado e a CONTRATADA, na forma do Termo de Conciliação Judicial firmado entre a AGU e o MPT nos autos do processo 01082-2002-020-10-00-0, da Vigésima Vara do Trabalho de Brasília.

4.3.1. Para a verificação das ocorrências constantes das alíneas "b", "c", “d” e “j” serão obrigatoriamente consultados o Sistema de Cadastramento Unificado e Fornecedores – SICAF, o Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas - (Ceis) da Controladoria Geral da União - (CGU), Portal da Transparência e o Portal do CNJ.

4.4. Para participação no presente pregão eletrônico, o licitante deverá manifestar, em campo próprio do sistema eletrônico, que:

a) está ciente e concorda com as condições contidas no Edital e seus anexos;

b) que cumpre plenamente os requisitos de habilitação e inexistem fatos impeditivos para sua

habilitação no certame, está ciente da obrigatoriedade de declarar ocorrências posteriores;

c) que sua proposta está em conformidade com as exigências deste instrumento convocatório (art.

21, § 2º, do Decreto nº 5.450/2005);

d) não emprega menor de 18 anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e não emprega

menor de 16 anos, salvo menor, a partir de 14 anos, na condição de aprendiz, nos termos do artigo 7°, XXXIII, da Constituição;

e) a proposta foi elaborada de forma independente, nos termos da Instrução Normativa SLTI/MPOG

nº 2, de 16 de setembro de 2009.

4.4.1. A declaração falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitação e proposta sujeitará

o licitante às sanções previstas neste edital.

4.5. Nos termos do inciso II, do art. 19 da Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 02, de 30 de abril de

2008, e suas alterações, é vedada a contratação de uma mesma empresa para dois ou mais serviços licitados, quando, por sua natureza, esses serviços exigirem a segregação de funções.

4.5.1. Caso a empresa licitante tenha contrato com o CNPq, cujo objeto exija segregação de funções em relação ao objeto desta licitação e venha sagrar-se vencedora neste certame, haverá impedimento da contratação.

4.6. À contratada fica expressamente vedada a contratação de familiar: cônjuge, companheiro ou

parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau, de servidor ou de agente público que preste serviço neste CNPq, em que exerça cargo em comissão ou função de confiança, consoante ao disposto no art. 7º do Decreto nº 7.203, de 04 de Junho de 2010 e Súmula Vinculante nº13 STF, em atendimento à solicitação da Secretaria Executiva/Controladoria-Geral da União – PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, constante no Ofício circular nº 269/2015/SE/CGU-PR, anexo às folhas nº 1547-1548 do presente processo”.

4.6.1. A empresa deverá apresentar declaração de que não se enquadra nessa vedação legal antes

da assinatura do contrato.

5. DO CREDENCIAMENTO 5.1. O Credenciamento é o nível básico do registro cadastral no SICAF,

5. DO CREDENCIAMENTO

5. DO CREDENCIAMENTO 5.1. O Credenciamento é o nível básico do registro cadastral no SICAF, que

5.1. O Credenciamento é o nível básico do registro cadastral no SICAF, que permite a participação

dos interessados na modalidade licitatória Pregão, em sua forma eletrônica.

5.1.1. O credenciamento dar-se-á pela atribuição de chave de identificação e de senha, pessoal e

intransferível, para acesso ao sistema eletrônico no endereço www.comprasnet.gov.br, devendo este credenciamento ser efetuado antes da data prevista para realização do Pregão na forma Eletrônica, nos termos do art. 3º, § 1º, do Decreto nº 5.450/2005.

5.2. O credenciamento junto ao provedor do sistema implica a responsabilidade legal do licitante e a

presunção de sua capacidade técnica para realização das transações inerentes ao Pregão na forma Eletrônica (art. 3º, § 6º, do Decreto nº 5.450/2005).

5.3. O uso da senha de acesso pelo licitante é de sua exclusiva responsabilidade, incluindo qualquer transação efetuada diretamente ou por seu representante, não cabendo ao provedor do sistema ou ao CNPq qualquer responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que causados por terceiros (art. 3º, § 5º, do Decreto nº 5.450/2005).

5.4. A perda da senha ou a quebra do sigilo deverão ser comunicadas imediatamente ao provedor

do sistema, para imediato bloqueio de acesso (art. 3º, § 4º, do Decreto nº 5.450/2005).

6. DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS E DAS IMPUGNAÇÕES AO EDITAL

6.1. Até 02 (dois) dias úteis antes da data fixada para abertura da sessão pública virtual, qualquer

pessoa poderá impugnar os termos deste instrumento convocatório perante o CNPq, exclusivamente por meio eletrônico, via internet nos endereços abaixo informados, cabendo ao pregoeiro, auxiliado pelo setor responsável pelo Certame, decidir sobre a petição no prazo de 24 (vinte e quatro) horas ( art. 18, caput e seu §1º do Decreto 5450/2005)”.

6.1.1 A impugnação poderá ser realizada por forma eletrônica, pelo e-mail licitacao@cnpq.br, pelo

fax (61) 3211-9219, ou por petição dirigida ou protocolada no Edifício Santos Dumont- SHIS QI 01, Conjunto B, Bloco A, 1º Subsolo- CEP 70.605-150, Lago sul, Brasília – DF, no Setor de Serviço de

Licitação e Contratos – SELIC.

6.1.2 Decairá do direito de impugnar os termos do presente Edital o licitante que não o fizer no

prazo estabelecido no subitem anterior.

6.1.3 Acolhida a impugnação contra o ato convocatório, será definida e publicada nova data para a

realização do certame (art. 18, § 2º, do Decreto nº 5.450/2005).

6.2. Qualquer solicitação de esclarecimentos referente ao presente certame deverá ser enviada ao

pregoeiro, em até 03 (três) dias úteis anteriores à data fixada no preâmbulo deste Instrumento para

abertura da sessão pública virtual, pelo e-mail licitacao@cnpq.br, pelo fax (61) 3211-9219, ou por petição dirigida ou protocolada no Edifício Santos Dumont- SHIS QI 01, Conjunto B, Bloco A, 1º Subsolo- CEP 70.605-150, Lago sul, Brasília – DF, no Setor de Serviço de Licitação e Contratos – SELIC.

6.2.1. O pregoeiro com suporte técnico do setor responsável pela elaboração do Edital prestará

todos os esclarecimentos solicitados pelos interessados nesta licitação.

6.3. As decisões sobre as impugnações de que trata o subitem 6.1, bem como os
6.3. As decisões sobre as impugnações de que trata o subitem 6.1, bem como os

6.3. As decisões sobre as impugnações de que trata o subitem 6.1, bem como os esclarecimentos

de que trata o subitem 6.2, serão divulgados pelo pregoeiro a todos os interessados no sítio www.comprasnet.gov.br, no Link: Acesso Livre > Pregões > Agendados, podendo o licitante, além do acesso livre, visualizar também no menu principal, acesso seguro, no Link: visualizar impugnação/esclarecimento/aviso.

7. DA VISTORIA

7.1. Será facultada à licitante a realização de vistoria técnica, para o conhecimento e uniformização

de entendimento quanto às condições para a prestação dos serviços.

7.2. A vistoria poderá ser realizada por um responsável técnico credenciado da licitante, acompanhada por um profissional designado pelo CNPq, impreterivelmente até 03 dias úteis anteriores à data prevista para a realização da abertura da licitação, em data previamente marcada pelo telefone (61) 3211-9119 de segunda à sexta-feira, das 09:00 horas às 17:00 horas.

7.3. Ao término da vistoria será emitido, em 2 (duas) vias, o Termo de Vistoria, conforme modelo

constante no anexo deste edital. O documento deverá ter a assinatura do responsável pela

empresa e do responsável pelo CNPq e ser entregue juntamente com a documentação de habilitação.

7.4. Considera-se de grande relevância a realização da vistoria visto que propicia ao proponente o

exame, a conferência e a constatação prévia de todos os detalhes e características técnicas do objeto, para que o mesmo tome conhecimento de tudo aquilo que possa, de alguma forma, influir sobre o custo, preparação da proposta e execução do objeto.

7.5. A licitante que optar pela não realização da Vistoria Técnica deverá entregar, juntamente com a

documentação da habilitação técnica, Declaração de Dispensa de Vistoria, conforme modelo constante no edital em anexo.

7.6. Em nenhuma hipótese o licitante poderá alegar desconhecimento das condições existentes para elaboração do orçamento e das planilhas, bem como para a execução do contrato e cumprimento das obrigações decorrentes.

8. DA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA

8.1. O licitante deverá apresentar sua proposta contendo o valor unitário dos itens bem como o

valor global para a execução dos serviços propostos, já considerados e inclusos todos os tributos,

fretes, tarifas e despesas decorrentes da execução do objeto, mediante o preenchimento do “Modelo de Proposta”, conforme formulário constante do edital em anexo.

8.1.1. A proposta deverá estar acompanhada de Planilha de Custos e Formação de Preços (Em

conformidade com o edital em anexo), com detalhamento de todos os elementos que influenciam

no custo operacional.

8.1.2. Quaisquer tributos, encargos, custos e despesas, diretos ou indiretos, omitidos da proposta

ou incorretamente cotados, serão considerados como inclusos nos preços, não sendo considerados pleitos de acréscimos, a esse ou a qualquer título, devendo o serviço ser prestado sem ônus

adicional ao CNPq.

8.1.2.1. A optante pelo Simples Nacional, contratada para execução de objeto contratual que acarrete sua vedação à permanência no regime especial de arrecadação, deverá comunicar sua exclusão à Receita Federal do Brasil tempestivamente (arts. 17, XII, 30, II, e 31, II, da Lei Complementar nº 123).

8.1.3 . Para preenchimento da Planilha de Custos e Formação de Preços, deverá ser utilizado
8.1.3 . Para preenchimento da Planilha de Custos e Formação de Preços, deverá ser utilizado

8.1.3. Para preenchimento da Planilha de Custos e Formação de Preços, deverá ser utilizado o

salário normativo constante do Acordo, Dissídio ou Convenção Coletiva de Trabalho das categorias vinculadas ao objeto da presente licitação, vigente na data de apresentação da proposta de preços, nos termos do art. 614, parágrafo 1º da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

8.1.3.1. Quando da apresentação da proposta, deverá ser indicado o acordo ou convenção coletiva que rege a categoria profissional vinculada à execução do serviço (art. 19, IX da IN/MPOG/SLTI nº

2/2008).

8.1.4.

No caso dos “Tributos” da Planilha de Custos e Formação de Preços, a empresa deverá

utilizar o percentual de acordo com a legislação ou regime tributário a que esteja submetida, sendo vedada à inclusão dos custos relativos ao Imposto de Renda Pessoa Jurídica - IRPJ e à Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido – CSLL (Súmula TCU nº 254/2010 e Acordão TCU nº 848/2010 -1ª Câmara).

8.1.5. Independente do percentual inserido na planilha, de que trata o subitem anterior, no pagamento dos serviços, serão retidos na fonte os percentuais estabelecidos na legislação vigente.

8.1.6. Conforme disposto no § 3º do art. 13 da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de

2006, as microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional estão dispensadas do recolhimento das contribuições às terceiras entidades (SESI ou SESC, SENAI ou SENAC, SEBRAE, INCRA e Salário Educação).

8.2. A apresentação das propostas implica obrigatoriedade do cumprimento das disposições nelas

contidas, assumindo o proponente o compromisso de executar os serviços nos seus termos, bem

como fornecer todos os materiais, equipamentos, ferramentas e utensílios necessários, em quantidades e qualidades adequadas à perfeita execução contratual, promovendo, quando requerido, sua substituição (art. 22, parágrafo único, da IN SLTI/MPOG nº 02/2008).

8.2.1. Caso haja equívoco no dimensionamento dos quantitativos da proposta, a CONTRATADA

deverá arcar com o ônus decorrente, devendo complementá-los, caso o previsto inicialmente não seja satisfatório para o atendimento do objeto deste Pregão, exceto quando ocorrer algum dos eventos arrolados no artigo 57, §1º, da Lei nº 8.666/93 (art. 23, da IN 02/2008).

8.2.2. O disposto no subitem anterior aplica-se ainda que se trate de eventos futuros e incertos, tais como os valores providos com o quantitativo de vale-transporte (art. 23, §1º, da IN 02/2008).

8.3. Os preços ofertados, tanto na proposta inicial, quanto na etapa de lances, serão de exclusiva

responsabilidade do licitante, não lhe assistindo o direito de pleitear qualquer alteração, sob alegação de erro, omissão ou qualquer outro pretexto.

8.4. Na preparação de sua proposta comercial, o licitante deverá consignar preços correntes de

mercado, sem quaisquer acréscimos em virtude de expectativa inflacionária.

8.5. Os preços deverão ser expressos em moeda corrente nacional, o valor unitário em algarismos

e o valor global em algarismos e por extenso (art. 5º da Lei nº 8.666/93).

8.5.1. Ocorrendo divergência entre os preços unitários e o preço global, prevalecerão os primeiros;

no caso de divergência entre os valores numéricos e os valores expressos por extenso, prevalecerão estes últimos.

8.6. A oferta deverá ser firme e precisa, limitada, rigorosamente, ao objeto deste Edital e Anexos,

sem conter alternativas de preço ou de qualquer outra condição que induza o julgamento a mais de um resultado, sob pena de desclassificação.

8.6.1. A desclassificação das propostas será sempre fundamentada e registrada no sistema, com possibilidade de
8.6.1. A desclassificação das propostas será sempre fundamentada e registrada no sistema, com possibilidade de

8.6.1. A desclassificação das propostas será sempre fundamentada e registrada no sistema, com

possibilidade de acompanhamento “on line” pelos licitantes.

8.7. A proposta deverá obedecer aos termos deste Edital e seus Anexos, não sendo considerada

aquela que não corresponda às especificações ali contidas ou que estabeleça vínculo à proposta de outro licitante.

8.8. A proposta deverá ter prazo mínimo de validade de 60 (sessenta) dias consecutivos, contados

da data da abertura da sessão pública virtual.

9. DA SESSÃO PÚBLICA VIRTUAL

9.1. A participação no Pregão na forma eletrônica dar-se-á por meio da digitação da senha privativa

do licitante e subsequente encaminhamento das Propostas de Preços, contendo o valor global do(s) grupo(s) para execução dos serviços e a síntese do objeto da presente licitação, a partir da data da disponibilização do Edital, até o horário limite do início da sessão pública, exclusivamente por meio do sistema eletrônico do sítio http://www.comprasnet.gov.br/, sendo expressamente vedada a identificação do proponente nas propostas enviadas.

9.1.1. Na proposta encaminhada eletronicamente, o licitante deverá consignar, na forma expressa

no sistema eletrônico, o valor unitário dos itens, bem como o valor global anual do(s) grupo(s) para

a execução dos serviços propostos, já considerados e inclusos todos os tributos, fretes, tarifas e despesas decorrentes da execução do objeto.

9.2. Por ocasião do envio da proposta, o licitante enquadrado como microempresa ou empresa de

pequeno porte deverá declarar, em campo próprio do sistema, que atende aos requisitos do artigo 3°da Lei Complementar n°123/2006, a fim de fazer jus aos benefícios previstos na referida Lei.

9.3. Até a abertura da sessão, os licitantes poderão retirar ou substituir a proposta anteriormente

enviada por meio eletrônico ao sistema (art. 21, § 4º, do Decreto nº 5.450/2005).

9.4. Aberta a sessão pública virtual do certame, as propostas de preços serão irretratáveis, não se

admitindo retificações ou alterações nos preços ou nas condições estabelecidas, salvo quanto aos lances ofertados, na fase própria do certame.

9.5. Após a abertura da sessão pública virtual não caberá desistência da proposta, salvo por motivo

justo, decorrente de fato superveniente e aceito pelo pregoeiro.

9.6. A abertura da sessão pública deste Pregão, conduzida pelo pregoeiro, ocorrerá na data e na

hora indicadas no preâmbulo deste Edital, no sítio www.comprasnet.gov.br, com a divulgação dos valores das propostas eletrônicas e preparação para início da etapa de lances, sem que sejam identificados os participantes, o que só ocorrerá após o encerramento desta etapa.

9.7. A comunicação entre o pregoeiro e os licitantes ocorrerá exclusivamente mediante troca de

mensagens, em campo próprio do sistema eletrônico.

9.8. O licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no

sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances (art. 13, inciso III, do Decreto nº 5.450/2005).

9.9. Cabe ao licitante acompanhar as operações no sistema eletrônico durante a sessão pública do

Pregão, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda dos negócios diante da inobservância de qualquer mensagem emitida pelo sistema ou de sua desconexão (art. 13, inciso IV, do Decreto nº 5.450/2005)

10. DA VERIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS E FORMULAÇÃO DOS LANCES 10.1. A partir do horário previsto
10. DA VERIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS E FORMULAÇÃO DOS LANCES 10.1. A partir do horário previsto

10. DA VERIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS E FORMULAÇÃO DOS LANCES

10.1. A partir do horário previsto no preâmbulo deste Edital, terá início a sessão pública do presente

Pregão, na forma Eletrônica, com a divulgação dos valores das propostas eletrônicas e preparação para o início da etapa de lances, sem que sejam identificados os participantes, o que só ocorrerá após o encerramento desta etapa, de acordo com as normas vigentes (art. 22 do Decreto nº

5.450/2005).

10.2. Aberta a sessão pública na internet, o pregoeiro verificará as propostas ofertadas conforme

previsto no item 07 deste Edital, desclassificando, motivadamente, aquelas que não estejam em conformidade com o estabelecido neste Edital e em seus Anexos (art. 22, § 2º, do Decreto nº

5.450/2005).

10.2.1. O pregoeiro não poderá desclassificar propostas em decorrência da oferta de valores acima

do preço inicialmente orçado pelo CNPq na etapa anterior à formulação de lances (Acórdão TCU nº 934/2007- 1ª Câmara).

10.3. Após a verificação inicial das propostas, na forma do subitem anterior, o pregoeiro dará início

à fase competitiva, quando então os licitantes poderão encaminhar lances, exclusivamente por meio do sistema eletrônico, sendo imediatamente informados do seu recebimento e respectivo horário de registro e valor (art. 24 do Decreto nº 5.450/2005).

10.3.1. Somente poderão ofertar lances os licitantes que tiverem suas propostas classificadas quanto às especificações do objeto e demais requisitos deste Edital e seus Anexos.

10.4. Os licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observados o horário fixado para a abertura

da sessão e as regras de aceitação dos lances estabelecidas neste Edital.

10.4.1. Na fase competitiva, o intervalo entre os lances enviados pelo mesmo licitante não poderá

ser inferior a 20 (vinte) segundos e o intervalo entre lances de licitantes diferentes não poderá ser inferior a 3 (três) segundos (IN nº 3/2013-SLTI/MP).

10.4.1.1. Os lances enviados em desacordo com o subitem anterior serão descartados automaticamente pelo sistema (IN nº 3/2013-SLTI/MP).

10.4.1.2. Em caso de falha no sistema, os lances em desacordo com a norma deverão ser desconsiderados pelo Pregoeiro (IN nº 3/2013-SLTI/MP).

10.5. Os lances deverão ser oferecidos para o valor global, observado o disposto neste Edital e

Anexos.

10.6. Durante o transcurso da sessão pública, os licitantes serão informados, em tempo real, do

valor do menor lance registrado que tenha sido apresentado pelos demais licitantes, vedada a

identificação do detentor do lance.

10.7. O licitante somente poderá ofertar lance cujo valor seja menor que o último preço por ele

ofertado e registrado pelo sistema, na forma do art. 24, § 3º, do Decreto nº 5.450/2005.

10.8. Não serão aceitos dois ou mais lances iguais, prevalecendo aquele que for recebido e registrado primeiro (art. 24, § 4º, do Decreto nº 5.450/2005.

10.9. No caso de desconexão do pregoeiro no decorrer da etapa de lances, se o sistema eletrônico

permanecer acessível aos licitantes, os lances continuarão sendo recebidos, retornando o pregoeiro, assim que possível, às suas funções no certame, sem prejuízo dos atos realizados (art. 24, § 10, do Decreto nº 5.450/2005.

10.9.1. Quando a desconexão do pregoeiro persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a
10.9.1. Quando a desconexão do pregoeiro persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a

10.9.1. Quando a desconexão do pregoeiro persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a

sessão pública virtual será suspensa e terá reinício somente após comunicação expressa aos participantes, por meio do sistema eletrônico, quando serão divulgadas data e hora para a sua reabertura (art. 24, § 11, do Decreto nº 5.450/2005.

10.10. A fase de lances será encerrada pelo pregoeiro, com o encaminhamento pelo sistema

eletrônico de aviso de fechamento iminente, após o que transcorrerá período de tempo de até 30 (trinta) minutos, aleatoriamente determinado pelo mencionado sistema, findo o qual será

automaticamente encerrada a recepção de lances (art. 24, §§ 6º e 7º, do Decreto nº 5.450/2005).

10.11. Não poderá haver desistência da proposta ou dos lances ofertados, salvo se por motivo

justo, decorrente de fato superveniente e aceito pelo pregoeiro, sujeitando-se o proponente

desistente às penalidades constantes do item 15 deste Edital.

10.12. O não encaminhamento de lance pelo sistema eletrônico, até o encerramento dessa etapa

no sistema, implicará a manutenção do último preço apresentado, para efeito de ordenação das propostas.

11. DO JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS

11.1. Encerrada a etapa competitiva e ordenadas às propostas na ordem crescente dos preços

ofertados e aceitáveis, será aceita a proposta de MENOR PREÇO GLOBAL, respeitados os critérios para classificação estabelecidos neste Edital e devendo a proposta estar em conformidade com o contido no Termo de Referência – Anexo do Edital e no Modelo de Proposta – Anexo no Edital.

11.2. O pregoeiro poderá encaminhar, pelo sistema eletrônico, contraproposta diretamente ao

licitante que tenha apresentado o lance de menor valor, para que seja obtida melhor proposta, observado o critério de julgamento e o valor estimado para a contratação, não se admitindo negociar condições diferentes das previstas neste Edital e Anexos. (Art. 24, §8º do Decreto nº

5.450/05).

11.2.1. A negociação será realizada por meio do sistema eletrônico, podendo ser acompanhada

pelos demais licitantes (art. 24, § 9º, do Decreto n.º 5.450/2005).

11.3. Caso não sejam ofertados lances via sistema eletrônico, será verificada a conformidade entre

a proposta de menor preço inicialmente enviada e o valor estimado para a contratação, hipótese em que o pregoeiro poderá negociar diretamente com o proponente, por meio da sala de mensagens eletrônicas do sistema de pregão, para que seja obtido preço menor, nos termos do subitem anterior.

11.4. Será assegurada, como critério de desempate, preferência de contratação para as microempresas e empresas de pequeno porte, de acordo com o art. 44 da Lei Complementar nº

123/2006.

11.4.1. Entende-se por empate, aquelas situações em que as propostas apresentadas pelas

microempresas e empresas de pequeno porte sejam iguais ou até 5% (cinco por cento) superiores

à proposta mais bem classificada, desde que esta não tenha sido apresentada, também, por uma microempresa ou uma empresa de pequeno porte (art. 44, §§ 1º e 2º, e art. 45, § 2º, da Lei Complementar nº 123/2006).

11.4.2. Ocorrendo o empate, na forma do subitem anterior, será procedido da seguinte forma (art.

a) A microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá apresentar proposta de
a) A microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá apresentar proposta de

a) A microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá apresentar

proposta de preço inferior àquela considerada vencedora do certame, no prazo máximo de 05 (cinco) minutos após o encerramento dos lances, situação em que será adjudicado em seu favor o objeto licitado (art. 45, inciso I e § 3º, da Lei Complementar nº 123/2006).

b) Não ocorrendo a contratação da microempresa ou empresa de pequeno porte, na forma da

alínea anterior, serão convocadas as remanescentes que porventura se enquadrem na situação descrita, na ordem classificatória, para exercício do mesmo direito (art. 45, inciso II, da Lei Complementar nº 123/2006).

c) No caso de equivalência dos valores apresentados pelas microempresas e empresas de

pequeno porte que se encontrem no intervalo de 5% (cinco por cento), será realizado, automaticamente, sorteio entre elas para que se identifique aquela que primeiro poderá apresentar

melhor oferta (art. 45, inciso III, da Lei Complementar nº 123/2006).

11.4.3 Na hipótese da não contratação nos termos previstos no subitem anterior, o objeto licitado será adjudicado em favor da proposta originalmente vencedora do certame (art. 45, § 1º, da Lei Complementar nº 123/2006).

11.5. O licitante que tenha ofertado o menor preço global deverá enviar, via sistema eletrônico, como anexo, no prazo máximo de 30 (trinta) minutos, contados da solicitação do pregoeiro, sua proposta, readequada, se for o caso, nos termos do lance vencedor, contendo a Planilha de Custos

e Formação de Preços devidamente preenchida. Esta planilha deverá conter todos os preços

unitários expressos em reais, sendo o valor global final arredondado para duas casas decimais, de modo que o ajuste seja igual ou inferior ao lance ofertado.

11.6. A Planilha de Custos e Formação de Preços e a Proposta devem ser elaboradas na forma dos modelos constantes dos Anexos deste Edital, sem emendas, rasuras ou entrelinhas e deverão conter os seguintes elementos:

a) Identificação do proponente (razão social), número do CNPJ, endereço completo (rua, número,

bairro, cidade, estado e CEP), números de telefone, fax, e-mail, com data, nome completo, cargo e assinatura do representante legal da empresa e menção do número do Pregão, na forma Eletrônica, devendo ainda informar o nome, cargo, CPF e RG do responsável pela empresa que irá assinar o contrato, bem como número da conta corrente, agência e banco para crédito;

b) Detalhamento de todos os elementos que influam no custo operacional, mediante preenchimento

da Planilha de Custos e Formação de Preços, constante no Anexo II deste Edital;

c) Indicação dos acordos ou convenções coletivas que regem as categorias profissionais vinculadas

à execução dos serviços e às respectivas datas-base e vigências, com fundamento no Código Brasileiro de Ocupações - CBO (art. 19, inc. IX, c/c art. 21, III, da IN nº 02/2008);

d) Prazo mínimo de validade de 60 (sessenta) dias consecutivos, contados da data de abertura da

sessão pública virtual;

e) Valor unitário, mensal e global do contrato;

f) Local, data e assinatura do licitante, ou de procurador com poderes específicos para o ato, indicado em instrumento público ou particular.

11.6.1. A proposta deverá contemplar todos os serviços descritos no Anexo I – Termo de Referência.

11.7 Caso a licitante classificada, provisoriamente em primeiro lugar apresente preço inferir a 70% (setenta por cento) do preço estimado pelo contratante, essa terá que demonstrar a exequibilidade de seus preços, apresentando a seguinte documentação complementar:

11.7.1 Contrato(s) medido(s) por UST e/ou Valores fixos e regido(s) por níveis de serviço, com
11.7.1 Contrato(s) medido(s) por UST e/ou Valores fixos e regido(s) por níveis de serviço, com

11.7.1 Contrato(s) medido(s) por UST e/ou Valores fixos e regido(s) por níveis de serviço, com pelo menos um ano de vigência, executado(s) nas dependências do tomador dos serviços, acompanhado(s) de notas fiscais e declaração do tomador dos serviços que comprovem a execução satisfatória de serviços similares aos previstos neste Termo de Referência, com preço

unitário igual ou inferior ao ofertado pela LICITANTE, considerando a equivalência de preços. Caso

o contrato apresentado seja apenas por UST, o volume mínimo deverá ser de 45.000 UST´s para

os Lotes 1 e 2, 30.000 UST’s para o Lote 3 e 10.000 UST’s para o Lote 4.

11.7.2 Após análise das informações, caso fique caracterizada a inexequibilidade do preço proposto, considerando os padrões de qualidade definidos pelo CONTRATANTE e especificados neste Termo de Referência e em seus anexos, a LICITANTE será desclassificada e será então convocada a próxima LICITANTE, respeitada a ordem de classificação do pregão.

11.8 O Pregoeiro examinará a aceitabilidade da proposta que apresentou menor preço/lance, quanto ao valor estimado para a contratação e a correção das Planilhas de Custos e Formação de Preços, elaboradas e enviadas como anexo pelo sistema eletrônico do pregão, na forma determinada nos subitens 11.5 e 11.6, decidindo motivadamente a respeito, conforme definido neste Edital e seus Anexos.

11.8.1. No caso de alguma falha ou inconsistência no preenchimento das planilhas, o Pregoeiro

poderá solicitar ao licitante, via mensagem enviada pelo sistema, que complemente, refaça ou

efetue a correção necessária, desde que não haja majoração do preço ofertado, no prazo estabelecido na própria mensagem, sob pena de desclassificação da proposta.

11.9. Será desclassificada a proposta que:

I - contiver vícios ou ilegalidades;

II - não apresentar as especificações técnicas exigidas pelo Termo de Referência;

III - apresentar preços finais superiores ao valor máximo estabelecido pelo CNPq no Anexo I -

Termo de Referência;

IV

- apresentar preços que sejam manifestamente inexequíveis;

V

- apresentar preço baseado em outras propostas, inclusive com o oferecimento de redução sobre

a

de menor valor;

VI

- apresentar qualquer oferta de vantagem não prevista neste Edital e Anexos, bem como preço

ou

vantagem baseada nas ofertas dos demais licitantes;

VII - apresentar valores irrisórios ou de valor zero, incompatíveis com os preços de mercado acrescidos dos respectivos encargos, exceto quando se referirem a materiais e instalações de propriedade do licitante, para os quais ela renuncie à parcela ou à totalidade da remuneração; VIII - não vier a comprovar sua exequibilidade, em especial em relação ao preço e a produtividade apresentada.

11.9.1. A análise da exequibilidade dos preços será realizada com o auxílio da Planilha de Custos e

Formação de Preços, enviada pelo licitante na forma dos subitens 11.5 e 11.6 deste Edital. (art. 29-

A da IN nº 02/2008).

11.9.1.1 O licitante deverá indicar como foram obtidos os preços dos componentes de sua Planilha

de Preços, para verificação da exequibilidade.

11.9.2. Consideram-se preços manifestamente inexequíveis aqueles que, comprovadamente, forem

insuficientes para a cobertura dos custos decorrentes da contratação pretendida;

11.9.3. A inexequibilidade dos valores referentes a itens isolados da Planilha de Custos, desde que

não contrariem instrumentos legais, não caracteriza motivo suficiente para a desclassificação da proposta.

11.9.4. Erro no preenchimento da Planilha não é motivo suficiente para a desclassificação da proposta,
11.9.4. Erro no preenchimento da Planilha não é motivo suficiente para a desclassificação da proposta,

11.9.4. Erro no preenchimento da Planilha não é motivo suficiente para a desclassificação da proposta, quando a Planilha puder ser ajustada sem a necessidade de majoração do preço ofertado, e desde que se comprove que este é suficiente para arcar com todos os custos da contratação.

11.10. Se a proposta não for aceitável, se o licitante deixar de reenviar a proposta e as Planilhas de

Composição de Custos e Formação de Preços ou, ainda, se não atender às exigências habilitatórias, o pregoeiro examinará a proposta subsequente e, assim sucessivamente, na ordem de classificação, até a apuração de uma proposta que atenda a este Edital.

11.10.1. No caso previsto no item anterior, o pregoeiro poderá negociar com o licitante, para que

seja obtido preço melhor.

11.11. Encerrada a etapa de lances e aceita a proposta ou, quando for o caso, após efetuar a

negociação e obter preço aceitável para o objeto da licitação, o pregoeiro anunciará a proposta vencedora.

11.12. A proposta vencedora cujo prazo de validade estiver esgotado poderá ser prorrogada por 60

(sessenta) dias ou prazo superior, desde que haja expressa concordância da empresa.

11.13. A Planilha de Custos e Formação de Preços e a Proposta original ou refeita em função dos

lances ofertados, na forma determinada nos subitens 11.5 e 11.6 deste Edital, se aceita e declarada vencedora do certame, devem ser encaminhadas ao pregoeiro, em uma única via, sem emendas, rasuras ou entrelinhas, com valores expressos em reais, rubricadas em todas as suas folhas e

assinadas ao final pelo responsável legal do licitante.

11.13.1. A Proposta de Preços e seus Anexos deverão ser enviados, sob pena de desclassificação,

devidamente preenchidos, junto com a proposta cadastrada pelo sistema eletrônico, em um único arquivo, para leitura em programas de informática comuns, tais como “Word”, “Excel”, “Adobe Reader” ou “BrOffice” podendo ainda ser compactado a critério do licitante.

12. DA HABILITAÇÃO

12.1. Para fins de habilitação no certame, o licitante que teve sua proposta de preços aceita deverá satisfazer os requisitos relativos a:

12.1.1. Habilitação Jurídica:

12.1.1.1. A Habilitação Jurídica será comprovada mediante a apresentação da seguinte documentação, exigida conforme a natureza jurídica do licitante:

a) Cédula de identidade dos representantes legais;

b) Registro comercial, no caso de empresa individual;

c) Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado, em se tratando de

sociedades empresárias e, no caso de sociedade por ações e outras que assim o exijam, acompanhada de documentos de eleição de seus administradores, comprovando que a licitante exerce exclusivamente a atividade de segurança privada; c.1) Os documentos em apreço deverão estar acompanhados de todas as alterações ou da consolidação respectiva.

d) Inscrição do ato constitutivo, no caso de registro civil, acompanhada de prova de diretoria em exercício, caso o licitante se enquadre como sociedade simples; e

e) Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento

no País, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente

quando a atividade assim o exigir.

12.1.2. Regularidade Fiscal e Trabalhista:

12.1.2.1. Relativamente à regularidade fiscal e trabalhista o licitante deverá apresentar:

a) prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas - CNPJ;

b) prova de inscrição no cadastro de contribuintes estadual ou municipal ou distrital, conforme o
b) prova de inscrição no cadastro de contribuintes estadual ou municipal ou distrital, conforme o

b) prova de inscrição no cadastro de contribuintes estadual ou municipal ou distrital, conforme o

caso, relativa à sede e domicílio do licitante, pertinente ao ramo de atividade que exerce e compatível com o objeto desta licitação; c) prova da regularidade para com a Fazenda Nacional; c.1) A prova de regularidade para com a Fazenda Nacional, conforme Decreto nº 6.106, de 30/04/07, com as alterações do Decreto nº 6.420, de 1º/04/2008, será efetuada mediante a apresentação de:

I - certidão específica, emitida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, quanto às contribuições

sociais previstas nas alíneas “a”, “b” e “c” do parágrafo único do artigo 11 da Lei nº 8.212, de 24/07/91, às contribuições instituídas a título de substituição e às contribuições devidas, por lei, a terceiros, inclusive inscritas em dívida ativa do Instituto Nacional do Seguro Social e da União, por ela administradas; II - certidão conjunta, emitida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e Procuradoria- Geral da Fazenda Nacional, quanto aos demais tributos federais e à Dívida Ativa da União, por ela administrados;

d) prova da regularidade perante as Fazendas Estadual e Municipal, ou Distrital, de acordo com o

disposto no artigo 29, inciso III, da Lei nº 8.666/93, dentro do prazo de validade;

e) prova da regularidade dos recolhimentos do FGTS, expedido pela Caixa Econômica Federal,

conforme alínea “a”, do artigo 27, da Lei nº 8.036/1990, devidamente atualizado;

f) prova da regularidade trabalhista, por meio de certidão negativa de débitos trabalhistas ou

certidão positiva de débitos trabalhistas com efeito de negativa, nos termos da regulamentação do Tribunal Superior do Trabalho.

12.1.3. Qualificação Técnica:

Para o Item 1 - Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos

12.1.3.1 Atestado(s) de capacidade técnica fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público ou

privado, que comprove(m) a aptidão da licitante para o desempenho de atividades pertinentes e compatíveis em características técnicas com o objeto do Item 1, em ambiente com, no mínimo, 750 estações de trabalho;

12.1.3.2 Atestado(s) de Capacidade Técnica por período ininterrupto de 12 (doze) meses nos

últimos 5 (cinco) anos cujo objeto seja a contratação de serviços de TI por meio de critérios

objetivos, no qual se baseia este Termo de Referência.

12.1.3.3 No(s) atestado(s) devem estar explícitos: a empresa que está fornecendo o atestado, o

responsável pelo setor encarregado do objeto em questão e a especificação dos serviços

executados;

12.1.3.4 O volume de serviços especificado no requisito é plenamente factível e necessário para

aferição do desempenho da licitante, indispensável para medir o grau de compatibilidade das propostas técnicas ao interesse público e enquadradas dentro da mais estrita legalidade, pois representa do volume inferior ao previsto para a contratação.

12.1.3.5

Declaração de cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7° da Constituição

Federal.

Para o Item 2 – Operação/Monitoração, Gerenciamento e Suporte a Redes, Gerenciamento e Suporte a Servidores, Administração de Storage & Archive, Administração de Directory Services

12.1.3.6 Atestado(s) de capacidade técnica fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público

ou privado, que comprove(m) a aptidão da licitante para o desempenho de atividades pertinentes e

compatíveis em características técnicas com o objeto do Item 2, incluindo:

12.1.3.6.1 Experiência na execução de serviços de Operação/Monitoração, em ambiente

computacional constituído por servidores de rede em plataforma x86, unidade de fita robotizada e

Storage Área Network (SAN);

12.1.3.6.2 Experiência na execução de serviços de Gerenciamento e Suporte a Servidores, em

ambiente computacional constituído de, no mínimo, 60 servidores de rede físicos, composto por

servidores dos tipos: rack e blade(lâmina), em plataforma x86, com virtualização e clusterização de servidores,
servidores dos tipos: rack e blade(lâmina), em plataforma x86, com virtualização e clusterização de servidores,

servidores dos tipos: rack e blade(lâmina), em plataforma x86, com virtualização e clusterização de servidores, utilizando-se de profissionais com nível superior (completo) e certificação Linux Professional Institute LPI-C1;

12.1.3.6.3 Experiência na execução de serviços de Gerenciamento e Suporte a Redes em

ambiente computacional constituído de switches core e de borda com no mínimo 750 estações de trabalho conectadas em rede, utilizando-se de profissionais com nível superior completo e capacitação em Redes de Computadores e Segurança de Redes;

12.1.3.6.4 Experiência na execução de serviços de Administração de Storage & Archive em

ambiente computacional constituído de SAN (Storage Área Network) composta por Storage Fibre

Channel com capacidade total mínima de armazenamento de 300 TB com implementação de políticas de backup e restore utilizando a ferramenta IBM Tivoli – TSM ou equivalente, e de profissionais com certificação Linux Professional Institute LPI-C1;

12.1.3.6.5 Experiência na execução de serviços de Administração de Directory Services em

ambiente computacional utilizando autenticação e gerenciamento de acessos baseados em Lightweight Directory Access Protocol – LDAP, composta por, no mínimo, 750 usuários, utilizando-

se de profissionais com nível superior completo e certificação Linux Professional Institute LPI-C1;

12.1.3.7 Atestado(s) de Capacidade Técnica por período ininterrupto de 12 (doze) meses nos

últimos 5 (cinco) anos cujo objeto seja a contratação de serviços de TI por meio de critérios objetivos, no qual se baseia este Termo de Referência.

12.1.3.8 No(s) atestado(s) devem estar explícitos: a empresa que está fornecendo o atestado,

o responsável pelo setor encarregado do objeto em questão e a especificação dos serviços

executados;

12.1.3.9

Será aceito o somatório de atestados de capacidade técnica para comprovar o

volume exigido;

12.1.3.10 O volume de serviços especificado no requisito é plenamente factível e necessário

para aferição do desempenho da licitante, indispensável para medir o grau de compatibilidade das

propostas técnicas ao interesse público e enquadradas dentro da mais estrita legalidade, pois representa do volume inferior ao previsto para a contratação.

12.1.3.11

Declaração de cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7° da Constituição

Federal.

Para o Item 3 – Administração de Banco de Dados, Gerenciamento de Middleware/Internet Web e Gerenciamento de Serviços de Mensageria e Colaboração

12.1.3.12 Atestado(s) de capacidade técnica fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público

ou privado, que comprove(m) a aptidão da licitante para o desempenho de atividades pertinentes e compatíveis em características técnicas com o objeto Item 3, incluindo :

12.1.3.12.1.1 Experiência na execução de serviços de Administração de Banco de Dados, em ambiente computacional constituído por servidores de banco de dados Oracle implementados em cluster, utilizando-se de profissionais com nível superior completo e certificação Oracle Certified Professional 11g ou superior; 12.1.3.12.1.2 Experiência na execução de serviços de Gerenciamento de Middleware, em ambiente computacional constituído por servidores de aplicação Oracle Application Server ou JBOSS ou Weblogic, utilizando-se de profissionais com nível superior completo e certificação Oracle Certified Professional for Oracle Application Server ou Certified JBOSS Administrator ou BEA Weblogic Certified Administrator;

12.1.3.12.1.3 Experiência na execução de serviços de Gerenciamento de Internet/Web, em ambiente computacional com site na Internet com, no mínimo, 200.000 visitas mensais, utilizando- se de profissionais com nível superior completo e certificação Oracle Certified Professional for Oracle Application Server ou Certified JBOSS Administrator ou BEA Weblogic Certified Administrator; 12.1.3.12.1.4 Experiência na execução de serviços de Gerenciamento de Mensageria e Colaboração, em ambiente computacional constituído por site com, no mínimo, 1.000 caixas postais, utilizando-se de profissionais com certificação Linux Professional Institute LPI-C1.

12.1.3.13 Atestado(s) de Capacidade Técnica por período ininterrupto de 12 (doze) meses nos últimos 5
12.1.3.13 Atestado(s) de Capacidade Técnica por período ininterrupto de 12 (doze) meses nos últimos 5

12.1.3.13 Atestado(s) de Capacidade Técnica por período ininterrupto de 12 (doze) meses nos

últimos 5 (cinco) anos cujo objeto seja a contratação de serviços de TI por meio de critérios

objetivos, no qual se baseia este Termo de Referência.

12.1.3.14 No(s) atestado(s) devem estar explícitos: a empresa que está fornecendo o atestado,

o responsável pelo setor encarregado do objeto em questão e a especificação dos serviços

executados;

12.1.3.15

Será aceito o somatório de atestados de capacidade técnica para comprovar o volume

exigido;

12.1.3.16

O volume de serviços especificado no requisito é plenamente factível e necessário

para aferição do desempenho da licitante, indispensável para medir o grau de compatibilidade das propostas técnicas ao interesse público e enquadradas dentro da mais estrita legalidade, pois representa do volume inferior ao previsto para a contratação.

12.1.3.17

Declaração de cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7° da Constituição

Federal.

Para o Item 4 – Suporte a Instalações Físicas de TI

12.1.3.18 Atestado(s) de capacidade técnica fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público

ou privado, que comprove(m) a aptidão da licitante para o desempenho de atividades pertinentes e compatíveis em características técnicas com o objeto do Item 4, em ambiente de Data Center com sistema nobreak em configuração paralelo redundante, sistema de controle de acesso e sistema de refrigeração;

12.1.3.19 Atestado(s) de Capacidade Técnica por período ininterrupto de 12 (doze) meses nos

últimos 5 (cinco) anos cujo objeto seja a contratação de serviços de TI por meio de critérios objetivos, no qual se baseia este Termo de Referência.

12.1.3.20 No(s) atestado(s) devem estar explícitos: a empresa que está fornecendo o atestado,

o responsável pelo setor encarregado do objeto em questão e a especificação dos serviços

executados;

12.1.3.21

O volume de serviços especificado no requisito é plenamente factível e necessário

para aferição do desempenho da licitante, indispensável para medir o grau de compatibilidade das

propostas técnicas ao interesse público e enquadradas dentro da mais estrita legalidade, pois representa do volume inferior ao previsto para a contratação.

12.1.3.22 Declaração de cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7° da Constituição

Federal.

12.1.4. Qualificação Econômico-Financeira:

12.1.4.1. A Qualificação Econômico-Financeira será comprovada mediante a apresentação dos seguintes documentos:

a) Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis do último exercício social, já exigíveis e apresentados na forma da lei, que comprovem a boa situação financeira da empresa, vedada a substituição por balancetes ou balanços provisórios, podendo ser atualizados, quando encerrados há mais de 03 (três) meses da data de apresentação da proposta, tomando como base a variação, ocorrida no período, do Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna - IGP-DI, publicado pela Fundação Getúlio Vargas - FGV ou de outro indicador que o venha substituir. a.1) São considerados aceitos na forma da lei, o Balanço Patrimonial e as Demonstrações Contábeis assim apresentadas:

I - publicado em Diário Oficial; ou II - publicado em jornal; ou

III - por cópia ou fotocópia registrada, ou autenticada na Junta Comercial da sede ou domicílio do

licitante; ou

IV - por cópia ou fotocópia do Livro Diário devidamente autenticado na Junta Comercial da sede ou

domicílio do licitante, ou outro órgão equivalente inclusive com os Termos de Abertura e Encerramento. b) A comprovação de boa situação financeira, avaliada automaticamente pelo SICAF, com base na obtenção de Índice de Liquidez Geral (LG) Solvência Geral (SG) e Liquidez Corrente (LC) resultante da aplicação das fórmulas:

Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo LG = ------------------------------------------------------------- Passivo
Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo LG = ------------------------------------------------------------- Passivo

Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo LG = ------------------------------------------------------------- Passivo Circulante + Passivo Não Circulante

Ativo Total SG = ----------------------------------------------------------- Passivo Circulante + Passivo Não Circulante

Ativo Circulante LC = ------------------------- Passivo Circulante

c) Serão inabilitadas as empresas que não apresentarem:

c.1) balanço patrimonial e demonstrações contábeis referentes ao último exercício social, comprovando índices de Liquidez Geral - LG, Liquidez Corrente - LC, e Solvência Geral - SG superiores a 1 (um); c.2) Capital Circulante Líquido ou Capital de Giro (Ativo Circulante - Passivo Circulante) de, no mínimo, 16,66% (dezesseis inteiros e sessenta e seis centésimos por cento) do valor da proposta, tendo por base o balanço patrimonial e as demonstrações contábeis do último exercício social; c.3) comprovação de patrimônio líquido de 10% (dez por cento) do valor estimado da contratação, por meio da apresentação do balanço patrimonial e demonstrações contábeis do último exercício social, apresentados na forma da lei, vedada a substituição por balancetes ou balanços provisórios, podendo ser atualizados pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna - IGP-DI, publicado pela Fundação Getúlio Vargas - FGV ou de outro indicador que o venha substituir, quando encerrados há mais de 3 (três) meses da data da apresentação da proposta; c.4) declaração do licitante, acompanhada da relação de compromissos assumidos, conforme modelo constante do Anexo, de que um doze avos dos contratos firmados com a Administração Pública ou com a iniciativa privada vigentes na data apresentação da proposta não é superior ao patrimônio líquido do licitante que poderá ser atualizado na forma descrita na alínea "c.3", observados os seguintes requisitos:

c.4.1) a declaração deve ser acompanhada da Demonstração do Resultado do Exercício - DRE, relativa ao último exercício social;e c.4.2) caso a diferença entre a declaração e a receita bruta discriminada na Demonstração do Resultado do Exercício - DRE apresentada seja superior a 10% (dez por cento), para mais ou para menos, o licitante deverá apresentar justificativas; d) Certidão Negativa de feitos sobre falência, recuperação judicial ou recuperação extrajudicial, expedida pelo distribuidor da sede do licitante.

12.2. A habilitação jurídica e a regularidade fiscal, bem como a qualificação econômico-financeira poderão ser comprovadas mediante regular cadastro no SICAF, na forma do artigo 4º, inciso XIV, da Lei nº 10.520/2002, exceto, para os documentos e informações que não puderem ser visualizados pelo SICAF (demonstrações contábeis).

12.2.1. A comprovação do cadastro e habilitação parcial no SICAF dar-se-á mediante verificação da

validade dos documentos necessários, por meio de consulta “on line” ao sistema.

12.2.2. É assegurado ao licitante com algum documento vencido no SICAF o direito de apresentá-lo

atualizado, exceto se o próprio cadastro estiver vencido, situação em que toda a documentação exigida deverá ser apresentada.

12.2.3. Se o licitante não estiver regular no SICAF e comprovar, exclusivamente, mediante apresentação do formulário de Recibo de Solicitação de Serviço - RSS, a entrega da documentação à sua Unidade Cadastradora, no prazo regulamentar, o pregoeiro suspenderá os trabalhos para proceder diligência, na forma estabelecida no § 3º do art. 43 da Lei nº 8.666, de 1993 (art. 37 da Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 02, de 11 de outubro de 2010).

12.3. A comprovação de regularidade fiscal das microempresas e empresas de pequeno porte somente será
12.3. A comprovação de regularidade fiscal das microempresas e empresas de pequeno porte somente será

12.3. A comprovação de regularidade fiscal das microempresas e empresas de pequeno porte

somente será exigida para efeito de assinatura do Contrato.

12.3.1. As empresas que pretenderem se beneficiar do regime previsto na Lei Complementar n.º

123/2006, deverão apresentar Declaração de Enquadramento de ME ou EPP, via sistema, expedida pela Junta Comercial respectiva, nos termos da Instrução Normativa n.º 103, de 30 de abril de 2007, do Departamento Nacional de Registro de Comércio.

12.3.2. Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte, que venha a ser contratada para a prestação

de serviços mediante cessão de mão de obra não poderá beneficiar-se da condição de optante pelo Simples Nacional, salvo as exceções previstas no § 5o-C do art. 18 da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.

12.3.3. Para efeito de comprovação do disposto no subitem anterior, a contratada deverá apresentar cópia do ofício, enviado à Receita Federal do Brasil, com comprovante de entrega e recebimento, comunicando a assinatura do contrato de prestação de serviços mediante cessão de mão de obra, até o último dia útil do mês subsequente ao da ocorrência da situação de vedação.

12.4. As microempresas e empresas de pequeno porte, por ocasião da participação no presente

certame licitatório, deverão apresentar toda a documentação exigida para efeito de comprovação de

regularidade fiscal, mesmo que esta apresente alguma restrição.

12.4.1. Havendo alguma restrição na comprovação da regularidade fiscal, será assegurado o prazo

de 02 (dois) dias úteis para regularização, cujo termo inicial corresponderá ao momento em que o proponente for declarado o vencedor do certame, prorrogável por igual período, quando requerido pelo licitante, a não ser que exista urgência na contratação ou prazo insuficiente para o empenho, devidamente justificado, nos termos do art. 4°, §§ 1º e 3º, do Decreto 6.204/07.

12.4.2. A não regularização da documentação, no prazo acima previsto, implicará na decadência do

direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no item 14 deste Edital, sendo facultado à Administração convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, para assinatura do Contrato, ou revogar a licitação (art. 4°, §4º, do Decreto 6.204/07).

12.4.3. O licitante que apresentou a proposta de preços vencedora deverá apresentar, ainda, as

seguintes declarações abaixo relacionadas, na forma virtual, ou seja, no momento da elaboração e envio da proposta de preços, que somente serão visualizadas pelo pregoeiro na fase de habilitação, sob as penalidades cabíveis:

declaração de que inexiste fato impeditivo de sua habilitação, ficando ciente da ocorrências posteriores, na forma do art. 32, §2º, da Lei nº 8.666/93 e alterações posteriores, e do inciso IV do subitem 7.1 da IN MARE n°05/95; declaração de que não emprega menores de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e nem menores de 16 (dezesseis) anos em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 (quatorze) anos, em cumprimento ao estabelecido no inciso XVIII do art. 78 da Lei nº 8.666 e ao inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal; e declaração de elaboração independente da proposta, na forma da IN/SLTI/MPOG nº 02, de 16 de setembro de 2009.

12.5. Sob pena de inabilitação, os documentos encaminhados para habilitação deverão estar em

nome do licitante com o número do CNPJ e o respectivo endereço.

12.5.1. Se o licitante for a matriz, todos os documentos deverão estar em nome da matriz, e se o

licitante for a filial, todos os documentos deverão estar em nome da filial, exceto aqueles documentos que, pela própria natureza, comprovadamente, forem emitidos somente em nome da matriz.

12.5.2 . Serão aceitos registros de CNPJ de licitante matriz e filial com diferenças de
12.5.2 . Serão aceitos registros de CNPJ de licitante matriz e filial com diferenças de

12.5.2. Serão aceitos registros de CNPJ de licitante matriz e filial com diferenças de números de documentos pertinentes ao CND e ao CRF/FGTS, quando for comprovada a centralização do recolhimento dessas contribuições.

12.6. Todos os documentos emitidos em língua estrangeira deverão ser entregues acompanhados

da tradução para Língua Portuguesa, efetuada por Tradutor Juramentado, e também devidamente consularizados ou registrados no Cartório de Títulos e Documentos.

12.7. Documentos de procedência estrangeira, mas emitidos em Língua Portuguesa, também deverão ser apresentados devidamente consularizados ou registrados no Cartório de Títulos e Documentos.

12.8. Não será aceito protocolo de entrega ou solicitação de documentos para cumprimento de

exigências deste Edital e seus Anexos.

12.9. O Pregoeiro e a Equipe de Apoio poderão obter certidões nos sítios oficiais de órgãos e

entidades emissoras, constituindo-se em meio legal de prova, na forma do disposto no art. 25, § 4º, do Decreto nº 5.450/2005.

12.10. Os documentos de qualificação técnica, bem como, quaisquer outros exigidos para habilitação e que não estejam registrados no SICAF, deverão ser remetidos por meio da opção “Enviar Anexo” do sistema Comprasnet, no prazo definido pelo pregoeiro, que não será inferior a 2 (duas) horas, por meio de mensagem enviada pelo sistema, na fase própria da sessão pública virtual do presente certame.

12.10.1. Os documentos exigidos para habilitação relacionados nos subitens acima, deverão ser anexados no sistema COMPRASNET e também apresentados pelos licitantes, via fac-símile (fax) 61 – 3211-9219, ou via e-mail licitacao@cnpq.br, no prazo de 03 (três) horas, após solicitação do Pregoeiro no sistema eletrônico. Posteriormente, serão remetidos em original, por qualquer processo de cópia reprográfica, autenticada por tabelião de notas, ou por servidor da Administração, desde que conferido(s) com o original, ou publicação em órgão da imprensa oficial, para análise, no prazo de 03 (três) dias que se seguirem ao encerramento da sessão pública virtual.

12.10.2. Os documentos deverão ser apresentados em original, ou por qualquer processo de cópia (exceto produzida por fac-símile) autenticada por cartório competente ou por servidor da Administração do CNPq, devidamente identificado, com nome, cargo e matrícula, ou por servidor da Administração do CNPq, a quem cabe receber a documentação.

12.11. Caso não sejam apresentados quaisquer dos documentos exigidos para a habilitação no

presente certame, nos termos do subitem anterior, ou os documentos estejam com a validade expirada, o licitante será considerado inabilitado, não se admitindo, em hipótese alguma, complementação posterior.

12.11.1. Caso não conste do documento o respectivo prazo de validade, o documento será

considerado válido pelo prazo de 60 (sessenta) dias contados a partir da data de sua emissão, exceto Atestados de Capacidade Técnica.

12.11.2. O disposto neste subitem não se aplica caso o licitante se enquadre nos moldes do

subitem 12.4.

12.12. O Pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância das propostas e dos

documentos e sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de habilitação e classificação (art. 26, § 3º, do Decreto nº 5.450/2005).

12.13. Se a documentação de habilitação estiver incompleta ou contrariar qualquer dispositivo deste Edital e
12.13. Se a documentação de habilitação estiver incompleta ou contrariar qualquer dispositivo deste Edital e

12.13. Se a documentação de habilitação estiver incompleta ou contrariar qualquer dispositivo deste

Edital e seus Anexos, o Pregoeiro considerará o licitante inabilitado e poderá instruir o processo

com vistas à aplicação das penalidades cabíveis.

12.14. Será consultado o Portal do CNJ e Portal da Transparência para verificação de possíveis

condenações cíveis por ato de improbidade administrativa impeditivas da participação no certame (art. 97, caput e parágrafo único, da Lei nº 8.666/93 - SIASG-Comunica, Mensagem n 068025, de 29/08/2011 e Acórdão TCU n°1793/2011-P - item 9.5.1.5.2)

12.15. Constatado o atendimento pleno às exigências editalícias será declarado o proponente vencedor.

13. DOS RECURSOS

13.1. Declarado o vencedor, o Pregoeiro abrirá prazo de 30 (trinta) minutos (Acórdão 1990/2008 -

Plenário), ou outro superior, durante o qual qualquer licitante poderá, de forma motivada, em campo próprio do sistema, manifestar sua intenção de recorrer.

13.1.1. A falta de manifestação imediata e motivada de interpor recurso, por parte do licitante, ao final da sessão pública virtual do Pregão, importará a decadência do direito de recorrer e o pregoeiro encerrará a sessão, procedendo à adjudicação do objeto ao licitante declarado vencedor (art. 26, § 1º, do Decreto nº 5.450/2005).

13.2. O recorrente que tiver sua intenção de recorrer deverá apresentar suas razões de recurso, no

prazo de 03 (três) dias (art. 26 do Decreto nº 5.450/2005).

13.3. O sistema do Pregão, na forma Eletrônica, disponibilizará campo específico para o registro

das razões de recurso e enviará mensagem eletrônica, automaticamente, para os demais licitantes, avisando-os do recurso interposto, ficando estes intimados para, querendo, apresentar contra- razões em igual número de dias, a contar do término do prazo recursal do recorrente (art. 26 do Decreto nº 5.450/2005).

13.4. O encaminhamento do registro de recurso, bem como das contra-razões de recurso, será

possível somente por meio eletrônico no Portal Comprasnet.

13.5. Fica assegurada vista imediata dos autos do processo aos licitantes, com a finalidade de

subsidiar a preparação de recursos e contra-razões, no mesmo endereço estabelecido no subitem 25.19 deste Edital.

13.6. O acolhimento de recurso importará a invalidação apenas dos atos insuscetíveis de

aproveitamento (art. 26, § 2º, do Decreto nº 5.450/2005).

14. DA ADJUDICAÇÃO E DA HOMOLOGAÇÃO

14.1. Não havendo interposição de recursos, o Pregoeiro encerrará a sessão e fará a adjudicação

do objeto do certame, pelo sistema eletrônico do Pregão. Posteriormente, o resultado da licitação e

o correspondente processo, devidamente instruído e acompanhado do relatório do Pregoeiro, serão submetidos à consideração da autoridade competente para fins de homologação.

14.2. Havendo recursos, decididos estes e constatada a regularidade dos atos praticados, a autoridade competente adjudicará o objeto e homologará o procedimento licitatório (art. 8º, incisos

V e VI, e art. 27 do Decreto nº 5.450/2005).

15. DAS SANÇÕES DECORRENTES DA LICITAÇÃO

15.1 Com fundamento no art. 7º da Lei 10.520/2002 e no art. 28 do Decreto nº 5.450/2005, ficará impedido de licitar e contratar com a União, será descredenciado do SICAF pelo prazo de até 05

(cinco) anos, e será aplicada multa de até 10% (dez por cento) sobre o valor
(cinco) anos, e será aplicada multa de até 10% (dez por cento) sobre o valor

(cinco) anos, e será aplicada multa de até 10% (dez por cento) sobre o valor estimado para a contratação, sem prejuízo das demais cominações legais, garantidos o contraditório e a ampla defesa, o licitante que:

a) não assinar o Contrato no prazo definido neste Edital e Anexos, quando convocado dentro do

prazo de validade de sua proposta;

b) deixar de entregar documentação exigida neste Edital;

c) apresentar documentação falsa;

d) não mantiver a proposta;

e) comportar-se de modo inidôneo; f) fizer declaração falsa; e

g) cometer fraude fiscal.

15.2. Com fundamento no art. 87 c/c o art. 88, ambos da Lei nº 8.666/1993, poderão ser aplicadas

as seguintes penalidades:

I - suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a Administração, por prazo não superior a 2 (dois) anos;

II - declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública.

15.3. No processo de aplicação de penalidades é assegurado o direito ao contraditório e à ampla

defesa, no prazo de 05 (cinco) dias úteis.

15.4. O valor da multa aplicada deverá ser recolhido no prazo de até 10(dez) dias úteis da data da

notificação ou será cobrado judicialmente.

15.5. As penalidades serão obrigatoriamente registradas no SICAF (art. 28, parágrafo único, do

Decreto nº 5.450/2005).

15.6. As penalidades pela negligência na execução ou descumprimento de cláusulas contratuais

estão previstas na minuta do respectivo instrumento, que se constitui no Anexo IV deste Edital.

15.7. A aplicação das sanções previstas neste edital não afeta os processos de responsabilização e

aplicação de penalidades decorrentes de atos ilícitos alcançados pela LEI Nº 12.846, DE 1º DE AGOSTO DE 2013).

16. DA ANULAÇÃO E DA REVOGAÇÃO DA LICITAÇÃO

16.1. O CNPq poderá revogar a presente licitação por razões de interesse público decorrentes de

fato superveniente devidamente comprovado, pertinente e suficiente para justificar tal conduta, ou anulá-la por ilegalidade, de ofício ou por provocação de terceiros, mediante parecer escrito e devidamente fundamentado.

17. DOS PRAZOS E CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DO CONTRATO

17.1. A contratação formalizar-se-á mediante a assinatura de instrumento particular, observadas as

cláusulas e condições deste Edital e da proposta vencedora, conforme a minuta do Contrato que integra este Edital.

17.2. Concluído o procedimento licitatório, será o licitante vencedor notificado, por escrito, para

assinatura do termo de Contrato, do qual farão parte integrante, ainda que não transcritas total ou

parcialmente no referido instrumento, as condições estabelecidas neste Edital, a proposta da empresa vencedora e todos os elementos técnicos que serviram de base à licitação.

17.3. A assinatura do contrato pela adjudicatária dar-se-á no prazo de até 10 (dez) dias, a contar da

data de sua convocação pelo CNPq.

17.3.1. O prazo de convocação poderá ser prorrogado, uma única vez, por igual período, quando
17.3.1. O prazo de convocação poderá ser prorrogado, uma única vez, por igual período, quando

17.3.1. O prazo de convocação poderá ser prorrogado, uma única vez, por igual período, quando

solicitado pelo licitante vencedor, por escrito, durante o seu transcurso e desde que ocorra motivo

justificado e aceito pelo CNPq.

17.4. A assinatura do Contrato ficará vinculada à manutenção das condições da habilitação, à plena

regularidade fiscal e trabalhista da empresa vencedora e à inexistência de registro perante o Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores - SICAF que caracterize impedimento à contratação com o CNPq, sendo aplicáveis as penalidades definidas no subitem 14.1, em caso de descumprimento.

17.4.1. À contratada fica expressamente vedada a contratação de familiar: cônjuge, companheiro

ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau, de servidor ou de agente público que preste serviço neste CNPq, em que exerça cargo em comissão ou função de confiança, consoante ao disposto no art. 7º do Decreto nº 7.203, de 04 de Junho de 2010 e Súmula Vinculante nº13 STF, em atendimento à solicitação da Secretaria Executiva/Controladoria-Geral da União – PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, constante no Ofício circular nº 269/2015/SE/CGU-PR, anexo às folhas nº 1547-1548 do presente processo”.

17.4.2. A empresa deverá apresentar declaração de que não se enquadra nessa vedação legal

antes da assinatura do contrato.

17.5. Por determinação da Lei nº 10.522, de 19/07/2002, artigo 6º, inciso III, antes da celebração do

Contrato, o CNPq fará consulta prévia obrigatória ao CADIN - Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Federais ao SICAF - Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores e TST para verificar regularidade da CNDT.

17.6. A consulta ao SICAF ao CADIN e TST, para verificar a regularidade prevista no item 16.5

deste Edital, será feita "on line", por servidor devidamente credenciado, que deverá imprimir esses documentos e anexá-los aos autos do processo de contratação.

17.7. Se o licitante vencedor não comprovar as condições de habilitação consignadas no Edital, ou

recusar-se, injustificadamente, a assinar o termo de Contrato no prazo estabelecido, poderá ser convocado outro licitante, respeitada a ordem de classificação, para, após comprovados os requisitos habilitatórios e feita a negociação, assinar o Contrato, sem prejuízo das penalidades previstas neste Edital e no Contrato e das demais cominações legais.

17.8. Como condição previa para celebração do contrato, a licitante deverá:

17.8.1. Firmar termo especifico da instituição bancaria, que permita à Contratante ter acesso

aos saldos e extratos, e vincule a movimentação dos valores depositados à autorização da

Contratante no que se refere à conta vinculada;

17.8.2. Autorizar a Administração contratante a fazer o desconto nas faturas e realizar os

pagamentos dos salários e demais verbas trabalhistas diretamente aos trabalhadores, bem como das contribuições previdenciárias e do FGTS, quando estes não forem adimplidos, sem prejuízo das sanções cabíveis;

17.8.3. O disposto no item 17.8.1 somente se aplica após a Administração adotar o sistema

de conta vinculada para o aprovisionamento das verbas acima descritas, conforme regulamentado pela IN SLTI/MPOG nº 02/2008, com suas alterações;

18. DA VIGÊNCIA DO CONTRATO

18.1. O contrato a ser firmado terá duração de 12 (doze) meses, contados da data de sua assinatura, ou de data posterior a ser fixada no Contrato, com eficácia a partir da data da publicação no Diário Oficial da União, podendo ter sua vigência prorrogada por períodos iguais e sucessivos, até o limite de 60 (sessenta) meses, com vistas à obtenção de preços e condições mais

vantajosas para a Administração, mediante Termo Aditivo, na forma prevista no do art. 57, inciso
vantajosas para a Administração, mediante Termo Aditivo, na forma prevista no do art. 57, inciso

vantajosas para a Administração, mediante Termo Aditivo, na forma prevista no do art. 57, inciso II, da Lei nº 8.666/93 e alterações posteriores.

18.1.1. A prorrogação dependerá da realização de pesquisa de mercado e de preços contratados

por outros órgãos e entidades da Administração Pública Federal, de forma a demonstrar a vantajosidade, para a Administração, das condições e dos preços contratados. A pesquisa poderá ser dispensada, nos termos do art. 30-A, §2º, da Instrução Normativa SLTI nº 02/2008.

18.1.2. A pelo menos 60 (sessenta) dias do término da vigência do Contrato, o CONTRATANTE

expedirá comunicado à CONTRATADA para que esta manifeste, dentro de 03 (três) dias, contados do recebimento da consulta, seu interesse na prorrogação do atual Contrato.

18.1.3. Se positiva a resposta da CONTRATADA, o CONTRATANTE providenciará, no devido

tempo, o respectivo Termo Aditivo.

18.1.4. Esta resposta terá caráter irretratável, portanto a CONTRATADA dela não poderá, após

expressa manifestação neste sentido, alegar arrependimento para reformular a sua decisão.

18.1.5. Eventual desistência da CONTRATADA após sua expressa manifestação de interesse na

prorrogação contratual ensejará pelo CONTRATANTE a aplicação das penalidades cabíveis, nos termos previstos no instrumento de Contrato.

18.1.6. Caso a CONTRATADA se manifeste, num primeiro momento, por não ter interesse em

prorrogar o Contrato e posteriormente venha a se retratar, demonstrando vontade de prorrogá-lo, fica a critério do CONTRATANTE, como faculdade e prerrogativa, proceder à prorrogação ou dar curso a novo processo de licitação.

18.2. Nas eventuais prorrogações contratuais, os custos não renováveis já pagos ou amortizados

no primeiro ano da contratação deverão ser eliminados como condição para a renovação.

18.3. O prazo a que se refere o subitem 18.1 poderá, excepcionalmente, desde que devidamente

justificado e autorizado pela autoridade superior, ser prorrogado por até 12 (doze) meses, na forma estabelecida no art. 57, § 4º, da Lei nº 8.666/93.

19. DA GARANTIA

19.1. No prazo máximo de 10 (dez) dias úteis, prorrogáveis por igual período, a critério do CNPq,

contados da data da assinatura do contrato, o licitante vencedor prestará garantia de 5% (cinco por cento) sobre o valor global do contrato, podendo optar por quaisquer das seguintes modalidades (§ 1º do art. 56 da Lei nº 8.666/93):

I - Caução em Dinheiro – a garantia em dinheiro deverá ser efetuada, obrigatoriamente, na Caixa Econômica Federal (Decreto-Lei nº 1.737/79, art. 1º, inciso IV), pelo interessado, em conta específica em favor do contratante, com correção monetária, vinculada ao CNPq;

II – Caução em Títulos da Dívida Pública – o depósito em títulos da dívida pública será efetuado em conta de custódia, aberta na Caixa Econômica Federal, vinculada ao CNPq, devidamente

escriturados em sistema centralizado de liquidação e custódia, considerados, obrigatoriamente, por seu valor econômico informado pelo Tesouro Nacional; III – Fiança Bancária – será realizada mediante entrega de carta de fiança fornecida por estabelecimento bancário, devidamente registrada em cartório de registro de títulos e documentos, conforme determinado pela Lei nº 6.015/73, art. 129 e deverá vir acompanhada de:

a) cópia autenticada do estatuto social do banco;

b) cópia autenticada da ata da assembleia que elegeu a última diretoria do banco;

d) reconhecimento de firmas das assinaturas constantes da carta de fiança. IV – Seguro Garantia
d) reconhecimento de firmas das assinaturas constantes da carta de fiança. IV – Seguro Garantia

d) reconhecimento de firmas das assinaturas constantes da carta de fiança.

IV – Seguro Garantia – será realizado mediante a entrega da apólice, inclusive digital, emitida por

empresa em funcionamento no Brasil, legalmente autorizada, sendo o CNPq o único beneficiário do seguro. 19.1.1 Na Fiança Bancária, deverá constar do instrumento a expressa renúncia pelo fiador dos benefícios previstos nos artigos 827 e 835 do Código Civil Brasileiro.

19.1.2 A garantia prestada por fiança bancária ou seguro-garantia deverá ser renovada anualmente, no mesmo percentual estipulado no subitem 19.1, devidamente atualizada.

19.1.3. A modalidade seguro-garantia ou fiança bancária somente será aceita se contemplar todos

os eventos indicados no subitem 19.2.

19.2. A garantia, qualquer que seja a modalidade escolhida, assegurará o pagamento de:

a) prejuízos advindos do não cumprimento do objeto do contrato e do não adimplemento das

demais obrigações nele previstas;

b) prejuízos causados à Administração ou a terceiro, decorrentes de culpa ou dolo durante a

execução do contrato; c) multas moratórias e punitivas aplicadas pela Administração à contratada; e

d) obrigações trabalhistas, fiscais e previdenciárias de qualquer natureza, não adimplidas pela

contratada.

19.3. O CNPq não executará a garantia nas seguintes hipóteses:

a)

caso fortuito ou força maior;

b)

alteração, sem prévia anuência da seguradora ou do fiador, das obrigações contratuais;

c)

descumprimento das obrigações pela contratada decorrente de atos ou fatos da Administração;

ou

d)

prática de atos ilícitos dolosos por servidores da Administração.

19.4. A inobservância do prazo fixado para apresentação da garantia acarretará a aplicação de

multa de 0,07% (sete centésimos por cento) do valor do contrato por dia de atraso, observado o máximo de 2% (dois por cento);

19.5.1. Atraso superior a 25 (vinte e cinco) dias autoriza a Administração a promover a rescisão do

contrato por descumprimento ou cumprimento irregular de suas cláusulas, conforme dispõem os incisos I e II do art. 78 da Lei nº 8.666, de 1993.

19.6. A garantia deve ter validade durante a execução do contrato e 3 (três) meses após o término

da vigência contratual, devendo ser renovada a cada prorrogação e complementada a cada alteração contratual que implique em alteração do valor da contratação.

19.7. Caso o pagamento das verbas rescisórias trabalhistas e previdenciárias decorrentes da contratação não seja comprovado até o fim do segundo mês após o encerramento da vigência do contrato, a garantia será utilizada para o pagamento dessas verbas diretamente pelo CNPq.

19.8. A garantia deverá ser integralizada, no prazo máximo de 10 (dez) dias, sempre que dela forem deduzidos quaisquer valores ou quando houver alteração para acréscimo de objeto.

19.9. A garantia será considerada extinta:

a) com a devolução da apólice, carta fiança ou autorização para o levantamento de importâncias

depositadas em dinheiro a título de garantia, acompanhada de declaração da Administração, mediante termo circunstanciado, de que a contratada cumpriu todas as cláusulas do contrato; e

b) após o término da vigência do contrato acrescido de 3 (três) meses.

19.9.1. O prazo de extinção da garantia poderá ser estendido em caso de ocorrência de
19.9.1. O prazo de extinção da garantia poderá ser estendido em caso de ocorrência de

19.9.1. O prazo de extinção da garantia poderá ser estendido em caso de ocorrência de sinistro.

19.10. A perda da garantia em favor do CNPq, em decorrência de rescisão unilateral do contrato,

far-se-á de pleno direito, independentemente de qualquer procedimento judicial e sem prejuízo das

demais sanções previstas no contrato.

19.11. Não serão admitidas outras hipóteses de não execução da garantia, que não as previstas no

subitem 19.3.

19.13. O garantidor não é parte interessada para figurar em processo administrativo instaurado pelo

contratante com o objetivo de apurar prejuízos ou aplicar sanções à contratada.

19.14. A garantia somente será liberada após o perfeito e integral cumprimento do contrato, no

prazo de até 30 (trinta) dias, contados da data do adimplemento de todas obrigações contratuais, incluindo o pagamento das verbas rescisórias trabalhistas e previdenciárias.

19.15. A CONTRATADA se obriga a apresentar nova garantia no prazo máximo de 48 horas antes

do seu vencimento ou no caso de prorrogação do contrato. Vale ressaltar que, no caso de redução do seu valor em razão de aplicação de quaisquer penalidades ou, ainda, no caso de elevação do valor do contrato após a assinatura de termo aditivo, o prazo máximo de apresentação de nova garantia ou de garantia complementar será de 10 dias contados da data da notificação ou da assinatura do referido aditamento, mantendo-se o percentual estabelecido no item 9.23.1 do Termo de Referência.

20. DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

20.1. O Sistema de Registro de Preços (SRP) é um conjunto de procedimentos para registro formal

de preços relativos à prestação de serviços ou aquisição de bens, para contratações futuras (art. 2º, inciso I, Decreto nº 7.892/2013).

20.2. Após a adjudicação do objeto e a homologação do resultado da licitação pela autoridade

competente, será efetuado o registro de preços mediante Ata de Registro de Preços, a ser firmada entre os licitantes vencedores e o CNPq (Anexo III), observadas as seguintes condições:

a) serão registrados na ata de registro de preços os preços e quantitativos do licitante mais bem

classificado durante a fase competitiva;

b) será incluído na respectiva ata, na forma de Anexo III, o registro dos licitantes que aceitarem

cotar os bens com preços iguais ao do licitante vencedor na sequência de classificação do certame (inciso II*, do art. 11, c/c § 1° do Decreto nº 7.892/2013), com o objetivo da formação de cadastro de reserva, no caso de impossibilidade de atendimento pelo primeiro colocado da ata; b.1) Se houver mais de um licitante na situação acima descrita, serão classificados segundo a ordem da última proposta apresentada durante a fase competitiva. b.2) A habilitação dos fornecedores que comporão o cadastro de reserva a que se refere este item será efetuada, na hipótese de o licitante vencedor, após convocado, não comparecer ou se recusar

a assinar a Ata de Registro de Preço e quando houver necessidade de contratação de fornecedor

remanescente, nas hipóteses previstas nos arts. 20 e 21 do Decreto 7892/2013; b.3) A ata de realização da sessão pública do pregão conterá a informação dos licitantes que

aceitarem cotar os bens ou serviços com preços iguais ao do licitante vencedor do certame (art. 11,

§

4º do Decreto 7892/2013);

c)

o preço registrado com indicação dos fornecedores será divulgado no Portal de Compras do

Governo Federal, durante a vigência da ata (art. 11, III, do Decreto nº 7.892/2013);

d) a ordem de classificação dos licitantes registrados na ata deverá ser respeitada nas contratações

(art. 11, IV, do Decreto nº 7.892/2013).

20.2.1. A Ata de Registro de Preços (ARP) é um documento vinculativo, obrigacional, com característica de compromisso para a futura contratação, inclusive com preços, especificações técnicas, fornecedores e órgãos participantes, conforme as disposições contidas neste instrumento convocatório e nas respectivas propostas aduzidas (art. 2º, II, Decreto nº 7.892/2013).

20.3. Observado o item anterior, o Órgão Gerenciador convocará o licitante mais bem classificado para
20.3. Observado o item anterior, o Órgão Gerenciador convocará o licitante mais bem classificado para

20.3. Observado o item anterior, o Órgão Gerenciador convocará o licitante mais bem classificado

para assinar da Ata de Registro de Preço, dentro do prazo de 5 (cinco) dias úteis contados da data da notificação da convocação.

20.4. O CNPq convocará formalmente o licitante classificado, informando o local, data e hora para a

reunião e assinatura da Ata de Registro de Preço.

20.4.1. O prazo para assinatura da Ata de Registro de Preços, durante seu transcurso, poderá ser

prorrogado uma vez, por igual período, quando solicitado pelo fornecedor por escrito, e desde que ocorra motivo justificado e aceito pelo CNPq.

20.5. No caso de o licitante vencedor, após convocado, não comparecer ou se recusar a assinar a

Ata de Registro de Preço, ou ainda quando o licitante vencedor não apresentar situação regular conforme condições exigidas na habilitação, no ato da assinatura da Ata de Registro de Preço, sem

prejuízo das punições previstas na lei, neste Edital e seus Anexos, o pregoeiro poderá, mantida a ordem de classificação, convocar os licitantes remanescentes, para fazê-lo em igual prazo e nas mesmas condições propostas pelo primeiro classificado (Parágrafo único, do art. 13, Decreto nº 7.892/2013) .

20.5.1. A Ata de Registro de Preços, disponibilizada no portal de Compras do Governo Federal,

poderá ser assinada por certificação digital (§ 1 °, do art. 5°, Decreto nº 7.892/2013).

20.6. Publicada na Imprensa Oficial, a Ata de Registro de Preço terá efeito de compromisso de

fornecimento nas condições estabelecidas, conforme o artigo 14 do Decreto nº 7.892/2013

20.7. A existência de preços registrados não obriga a administração a contratar, facultando-se a

realização de licitação específica para a aquisição pretendida, assegurada preferência ao fornecedor registrado em igualdade de condições.

20.8. A vigência da Ata de Registro de Preço proveniente deste Pregão será de 12 (doze) meses

contados da data da sua assinatura, com eficácia legal após a da data da publicação do seu extrato no Diário Oficial da União, tendo início e vencimento em dia de expediente, devendo-se excluir o primeiro e incluir o último.

20.8.1. É vedado efetuar acréscimos nos quantitativos fixados pela Ata, inclusive o acréscimo de

que trata o § 1°do art. 65 da Lei n°8.666/1993 (art. 12, § 1°, do Decreto nº 7.892/2013).

20.9. O CNPq é o Órgão Gerenciador responsável pela condução do conjunto de procedimentos do

certame para registro de preços e gerenciamento da Ata de Registro de Preços dele decorrente, podendo solicitar auxílio técnico aos órgãos participantes para execução das atividades previstas nos incisos III, IV e VI do caput do art. 5° do Decreto n° 7.892/2013 (§ 2º, do art. 5º, do Decreto nº

7.892/2013).

20.9.1. O órgão gerenciador deverá proceder à realização periódica de pesquisa de preços para

comprovação da vantajosidade (inciso XI, do art. 9°, do Decreto nº 7.892/2013).

20.9.2. A pesquisa de preços será feita com a periodicidade mínima de 180 (cento e oitenta dias),

consoante IN SLTI MP nº05/2015.

20.9.3. Caso exista pesquisa de preços realizada por órgão participante para efeito de contratação

que atenda aos requisitos exigidos pela IN SLTI/MPnº05/2015 CNPq essa suprirá a exigência do

subitem anterior para o período.

20.10. Poderá utilizar-se da Ata de Registro de Preço qualquer órgão ou entidade da Administração que não tenha participado do certame, mediante anuência do CNPq – Órgão Gerenciador, desde que devidamente comprovada a vantagem e, respeitadas no que couber, as condições e as regras estabelecidas na Lei nº 8.666/1993 e no Decreto nº 7.892/2013, em especial o art. 22.

20.10.1. Referenciado pelo Art. 4º, § 3º e Incisos de I a III, o SEINF,
20.10.1. Referenciado pelo Art. 4º, § 3º e Incisos de I a III, o SEINF,

20.10.1. Referenciado pelo Art. 4º, § 3º e Incisos de I a III, o SEINF, considerando sua capacidade

de gerenciamento, não dispõe de força de trabalho necessária ao cumprimento dos procedimentos necessários à gestão dos participantes que manifestem interesse pela intenção de registro de preços. Sendo assim, não se admitirá a participação de outros órgãos por meio da Intenção de Registro de Preços.

20.10.2. Caberá ao Fornecedor Beneficiário da Ata de Registro de Preços, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento decorrente da adesão, sem prejuízo dos quantitativos registrados em Ata, desde que este fornecimento não prejudique as obrigações presentes e futuras decorrentes da Ata, assumidas com o órgão gerenciador e órgãos participantes.

20.10.3. Caso haja anuência do Fornecedor Beneficiário, as aquisições ou contratações adicionais

por cada órgão ou entidade não participante, não poderão exceder a 100% (cem por cento) dos

quantitativos dos itens do instrumento convocatório e registrados na Ata de Registro de Preços para

o CNPq e órgãos participantes (§ 3°art. 22, Decreto nº 7.892/2013).

20.10.3.1. O quantitativo decorrente das adesões à Ata de Registro de Preços não poderá exceder, ainda, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na Ata de Registro de Preços para o CNPq e órgãos participantes, independentemente do número de órgãos não participantes que aderirem (§ 4°, do art. 22, do Decreto nº 7.892/2013).

20.10.4. Na hipótese prevista no subitem anterior, a contratação se dará pela ordem de registro e

na razão dos respectivos limites de fornecimento registrados na Ata.

20.11. O Serviço de Licitação - SELIC e o Serviço de Infraestrutura e Patrimônio – SEINF serão as

Unidades responsáveis pelos atos de controle e administração da Ata de Registro de Preços decorrentes desta licitação e indicará, sempre que solicitado pelos órgãos interessados, respeitada

a ordem de registro e os quantitativos a serem adquiridos, o fornecedor para o qual será emitido o pedido.

20.12. A convocação do Fornecedor Beneficiário pelo CONTRATANTE será formalizada e conterá

o endereço e o prazo máximo em que deverá comparecer para retirar o respectivo pedido.

20.13. O Fornecedor Beneficiário convocado na forma do item anterior que não comparecer, não

retirar o pedido no prazo estipulado ou não cumprir as obrigações estabelecidas na Ata de Registro de Preços, estará sujeito às sanções previstas neste edital e seus anexos.

20.14. Quando comprovada a hipótese acima, o Serviço de Licitação poderá indicar o próximo

fornecedor ao qual será destinado o pedido, sem prejuízo da abertura de processo administrativo para aplicação de penalidades.

20.15. Durante a vigência da Ata, os preços registrados serão fixos e irreajustáveis, exceto nas hipóteses previstas nos art’s. 17 e 18 do Decreto nº 7.892/2013 e devidamente comprovadas as situações previstas na alínea “d” do inciso II do art. 65 da Lei nº 8.666/1993 ou decorrentes de redução dos preços praticados no mercado.

20.16. Mesmo comprovada a ocorrência de situação prevista na alínea “d” do inciso II do art. 65 da

Lei nº 8.666/1993, a Administração, se julgar conveniente, poderá optar por revogar a Ata e iniciar outro processo licitatório (Parágrafo único, do art. 19, do Decreto nº 7.892/2013).

20.17. Quando o preço registrado tornar-se superior ao preço praticado no mercado por motivo

superveniente, o órgão gerenciador definirá o novo preço máximo a ser pago pela Administração e

convocará os fornecedores para negociarem a redução dos preços aos valores praticados pelo mercado. 20.17.1.
convocará os fornecedores para negociarem a redução dos preços aos valores praticados pelo mercado. 20.17.1.

convocará os fornecedores para negociarem a redução dos preços aos valores praticados pelo mercado.

20.17.1. Os fornecedores que não aceitarem reduzir seus preços aos valores praticados pelo

mercado serão liberados do compromisso assumido, sem aplicação de penalidade.

20.17.2. A ordem de classificação dos fornecedores que aceitarem reduzir seus preços aos valores

de mercado observará a classificação original.

20.18. Quando o preço de mercado tornar-se superior aos preços registrados e o fornecedor não puder cumprir o compromisso, o órgão gerenciador poderá:

a) liberar o fornecedor do compromisso assumido, caso a comunicação ocorra antes do pedido de

fornecimento, e sem aplicação da penalidade se confirmada a veracidade dos motivos e

comprovantes apresentados;

b) convocar os demais fornecedores para assegurar igual oportunidade de negociação.

20.18.1. Na hipótese do subitem anterior, quando os fornecedores registrados não aceitarem

manter o preço originariamente fixado na ata, o órgão gerenciador deverá proceder à revogação da

ata de registro de preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa.

20.19. O Fornecedor Beneficiário terá seu registro de preço cancelado na Ata, por intermédio de processo administrativo específico, assegurado o contraditório e ampla defesa:

20.19.1. a pedido, quando:

20.19.1.1. comprovar estar impossibilitado de cumprir as exigências da Ata, por ocorrência de

casos fortuitos ou de força maior devidamente comprovados;

20.19.1.2. o seu preço registrado se tornar, comprovadamente, inexequível em função da elevação

dos preços de mercado, dos insumos que compõem o custo das aquisições/contratações, e se a comunicação ocorrer antes do pedido de fornecimento, sem aplicação de penalidade.

20.19.2. por iniciativa do CNPq, quando:

20.19.2.1. o fornecedor não aceitar reduzir o preço registrado, na hipótese deste se tornar superior

àqueles praticados no mercado, sem aplicação de penalidade (§ 1º, do art. 18, Decreto nº

7.892/2013).

20.19.2.2. perder qualquer condição de habilitação exigida no processo licitatório;

20.19.2.3. por razões de interesse público, devidamente motivadas e justificadas;

20.19.2.4. não cumprir as obrigações decorrentes da Ata de Registro de Preço;

20.19.2.5. não retirar a respectiva Nota de Empenho, assinar o Contrato, ou instrumento equivalente, no prazo estabelecido pelo CNPq, sem justificativa aceitável;

20.19.2.6. não comparecer ou se recusar a retirar, no prazo estabelecido, os pedidos decorrentes

da Ata de Registro de Preços;

20.19.2.7. não aceitar reduzir o seu preço registrado, na hipótese de este se tornar superior àqueles

praticados no mercado;

20.19.2.8. caracterizada qualquer hipótese de inexecução total ou parcial das condições estabelecidas na Ata de Registro de Preço ou nos pedidos dela decorrentes;

20.19.2.9. sofrer sanção prevista nos incisos III ou IV do caput do art. 87 da
20.19.2.9. sofrer sanção prevista nos incisos III ou IV do caput do art. 87 da

20.19.2.9. sofrer sanção prevista nos incisos III ou IV do caput do art. 87 da Lei n°8.666/1993 ou no art. 7°da Lei n°10.520/2002 . (art. 20, IV, do Decreto nº 7.892/2013).

20.20. A Ata de Registro de Preços, decorrente desta licitação, será cancelada automaticamente:

20.20.1. por decurso do prazo de vigência;

20.20.2. quando não restarem fornecedores registrados.

21. DO PAGAMENTO

21.1.

Os critérios referentes ao pagamento estão previstos no Termo de Contrato, anexo a este

Edital.

22. DA COMPENSAÇÃO FINANCEIRA

22.1. Os critérios referentes à compensação financeira estão previstos no Termo de Contrato,

anexo a este Edital.

23. DA REPACTUAÇÃO

23.1. As regras referentes à repactuação constam do Termo de Contrato, anexo a este Edital.

24. DO ACOMPANHAMENTO E DA FISCALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

24.1. As regras referentes ao acompanhamento e à fiscalização dos serviços constam do Termo de

Contrato, anexo a este Edital.

25. DAS SANÇÕES CONTRATUAIS

25.1. As regras referentes às sanções contratuais constam do Termo de Contrato, anexo a este

Edital.

26. DAS ATRIBUIÇÕES DO PREGOEIRO E DA COORDENAÇÃO DE RECURSOS LOGISTICOS

26.1. Cabem ao pregoeiro as atribuições dispostas no artigo 11 do Decreto n°5.450/2005.

26.2. À Coordenação de Recursos Logísticos cabe:

a) homologar o resultado e promover a contratação correspondente a este Pregão;

b) anular este Pregão por ilegalidade, de ofício ou por provocação de qualquer pessoa, mediante

ato escrito e fundamentado; e

c) revogar este Pregão, se for considerado inoportuno ou inconveniente ao interesse público, por

motivo de fato superveniente devidamente comprovado.

26.3. É facultado ao Pregoeiro ou à autoridade superior, em qualquer fase deste Pregão, promover

diligências destinadas a esclarecer ou complementar a instrução do processo, vedada a inclusão posterior de informação ou de documentos que deveriam constar originariamente da proposta ou da

documentação.

26.4. No julgamento das propostas e na fase de habilitação, o Pregoeiro poderá sanar erros ou

falhas que não alterem a substância das propostas e dos documentos e a sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de classificação e habilitação.

27.1. A participação na presente licitação implica na concordância, por parte do licitante, com todos
27.1. A participação na presente licitação implica na concordância, por parte do licitante, com todos

27.1. A participação na presente licitação implica na concordância, por parte do licitante, com todos

os termos e condições deste Edital e Anexos.

27.2. Não serão aceitos protocolos de entrega ou solicitação de documentos, em substituição aos

documentos requeridos no presente Edital e seus Anexos.

27.3. Na contagem dos prazos estabelecidos neste Edital, excluir-se-á o dia do início e incluir-se-á

o do vencimento, e considerar-se-ão os dias consecutivos, exceto quando estiver explicitamente disposto em contrário, a exemplo dos prazos de contratos contados em meses, que devem ser contados data a data, consoante orientações do Parecer Normativo n°345/2010/RMP/PGF;

27.3.1. Só se iniciam e vencem os prazos referidos neste Edital em dia de expediente no CNPq.

27.4. O desatendimento de exigências formais não essenciais não importará no afastamento do

licitante, desde que seja possível a exata compreensão de sua proposta e a perfeita aferição de sua qualificação.

27.5. As normas que disciplinam este certame serão sempre interpretadas em favor da ampliação da

disputa entre os interessados, sem comprometimento da segurança do futuro Contrato.

27.6. Nenhuma indenização será devida aos licitantes pela elaboração da proposta ou pela

apresentação de documentação exigida no presente Edital.

27.7. Da sessão pública virtual, lavrar-se-á ata circunstanciada, na qual serão registradas as

ocorrências relevantes e, ao final, deverá ser assinada pelo Pregoeiro e pela equipe de apoio,

ficando disponível no sistema eletrônico do Portal Comprasnet para os licitantes e para a sociedade.

27.8. O licitante vencedor, em decorrência de aumento ou diminuição quantitativa do objeto licitado,

e obedecendo-se as condições inicialmente previstas no Contrato, ficará obrigado a aceitar os

acréscimos ou supressões que se fizerem necessários na execução dos serviços até o limite de 25% (vinte e cinco por cento) do valor inicial atualizado do Contrato.

27.9. Fica facultada, entretanto, a supressão além do limite acima estabelecido, mediante consenso

entre os contratantes.

27.10. Em razão de eventuais alterações estruturais no CNPq, poderá haver modificações nos

locais de execução dos serviços ou entrega do objeto deste Edital, caso em que a empresa CONTRATADA será notificada a promover as mudanças necessárias.

27.11. A adjudicação ao licitante vencedor e a homologação desta licitação pela autoridade

competente não implicam direito à contratação.

27.12. É vedado à empresa CONTRATADA caucionar ou utilizar o Contrato objeto da presente

licitação para qualquer operação financeira, sem prévia e expressa autorização do CNPq.

27.13. No caso de fusão, cisão ou incorporação da CONTRATADA, o CNPq deverá ser comunicado por escrito sobre estas mudanças, e só aceitará a nova empresa se destas transformações não resultarem prejuízos à execução dos serviços, mantidas as condições de habilitação e a manutenção das condições estabelecidas no Contrato original.

27.14. Não será admitida a subcontratação, cessão ou transferência total ou parcial do objeto da

presente licitação e do futuro Contrato.

27.15. Será assegurado ao CNPq, ou a quem este indicar, a qualquer tempo, o direito à plena

fiscalização dos serviços contratados.

27.16. A CONTRATADA prestará todos os esclarecimentos que lhe forem solicitados pela Administração, cujas
27.16. A CONTRATADA prestará todos os esclarecimentos que lhe forem solicitados pela Administração, cujas

27.16. A CONTRATADA prestará todos os esclarecimentos que lhe forem solicitados pela

Administração, cujas reclamações se obriga a atender prontamente.

27.17. As funções elencadas nas contratações de prestação de serviços deverão observar a

nomenclatura estabelecida no Código Brasileiro de Ocupações – CBO, do Ministério de Trabalho e Emprego (art. 7º, § 3º, da Instrução Normativa/SLTI/MPOG nº 02/2008).

27.18. O cadastramento da proposta de preços no sistema de pregão do Portal Comprasnet implica

em pleno e total conhecimento das condições dos locais onde serão executados os serviços, bem

como do Edital e seus Anexos, necessários ao perfeito cumprimento da execução do Contrato.

27.19. O Edital está disponibilizado, na íntegra, no endereço eletrônico www.comprasnet.gov.br

e também poderão ser lidos e/ou obtidos no endereço Edifício Santos Dumont- SHIS QI 01, Conjunto B, Bloco A, 1º, Sala 04 – Serviço de Licitação - Subsolo- CEP 70.605-150, Lago sul, Brasília – DF, nos dias úteis, no horário das 9:00 ás 12:00 e das 14:00 às 17:30 horas, mesmo endereço e período no qual os autos do processo administrativo permanecerão com vista franqueada aos interessados.

27.20. Caso seja necessária qualquer alteração deste Edital no curso do prazo estabelecido para a

realização do Pregão na forma Eletrônica, este será novamente divulgado pelos mesmos meios que

o texto original, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, exceto quando,

inquestionavelmente, a alteração não afetar a formulação das propostas (art. 20 do Decreto nº

5.450/2005).

27.21. Os interessados poderão obter o Manual para operação do sistema de Pregão na forma

Eletrônica no seguinte endereço: www.comprasnet.gov.br, no link: Publicações > Manuais > Pregão

> Eletrônico – fornecedor.

27.22. O CNPq poderá adiar a presente licitação ou prorrogar o prazo para recebimento das

propostas, sem que caibam aos licitantes quaisquer reclamações ou direitos de indenização ou reembolso.

27.23. Fica vedada a contratação de familiar (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou

colateral, por consangüinidade ou afinidade, ate o terceiro grau) de agente publico que exerça cargo em comissão ou função de confiança no CNPq, nos termos do ar. 7º do Decreto nº 7.203, de

04/06/2010.

27.24. O licitante vencedor, no momento da assinatura do Contrato, deverá autorizar a

Administração contratante a fazer o desconto nas faturas e realizar os pagamentos dos salários e

demais verbas trabalhistas diretamente aos trabalhadores, bem como das contribuições previdenciárias e do FGTS, quando estes não forem adimplidos, sem prejuízo das sanções cabíveis

e a reter, a qualquer tempo, a garantia na forma prevista no item 18 deste Edital.

27.25. Quando do encerramento do contrato, até que a contratada comprove o pagamento das

verbas rescisórias ou que os empregados tenham sido realocados em outra atividade de prestação de serviços, sem que ocorra a interrupção do contrato de trabalho, o CNPq reterá a garantia

prestada e os valores das faturas correspondentes a 01 (um) mês de serviço, podendo utilizá-los para o pagamento direto aos trabalhadores no caso de a empresa não efetuar os pagamentos em

até 2 (dois) meses do encerramento da vigência contratual.

27.26. Os casos omissos serão resolvidos pelo Pregoeiro, com base na legislação que rege o presente certame, mencionada no preâmbulo deste Edital.

27.27. Para dirimir as questões oriundas desta licitação e do futuro contrato, que não puderem ser

solucionadas administrativamente, será competente o Foro da Cidade de Brasília/DF, Seção Judiciária do Distrito Federal, com exclusão de qualquer outro, por mais privilegiado que seja, salvo

nos casos previstos no art. 102, inciso I, alinea “d” da Constituição Federal.

27.28. Integram este Edital, independentemente de transcrição, os seguintes anexos: Anexo I – Termo de
27.28. Integram este Edital, independentemente de transcrição, os seguintes anexos: Anexo I – Termo de

27.28. Integram este Edital, independentemente de transcrição, os seguintes anexos:

Anexo I – Termo de Referência; Anexo I-I – Especificação Técnicas dos Serviços; Anexo I-II – Catálogo de Serviços; Anexo I-III – Perfil Profissionais; Anexo I-IV – Modelo do Termo de Compromisso de Manutenção de Sigilo e do Termo de Ciência; Anexo I-V – Modelo do Termo de Vistoria Técnica e Declaração de Dispensa de Vistoria; Anexo I-VI – Ambiente Computacional do CNPq; Anexo I-VII – Modelos dos Formulários de Execução; Anexo I-VIII – Planilhas de Proposta de Preços; Anexo I-IX – Dados da Contratação Atual; Anexo I-X – Fluxo de estão Contratual; Anexo I-XI – Volumetria dos Serviços; Anexo I-XII – Relatório Mensal de Qualidade dos Serviços; Anexo I-XIII – Local e Horário da Prestação dos Serviços; Anexo I-XIV – Planilha de Custos e Formação de Preços - Orientativas; Anexo II – Modelo de Declarações; Anexo III – Ata de Registro de Preços; Anexo IV – Instrumento Contratual.

Brasília,

04

de

abril

de 2016.

Ivani Mota Camelo Machado Pregoeiro Oficial OI nº 002/2015

Equipe de Apoio:

André Luiz Aguiar Cunha Santos

ANEXO I PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 003/2016 Processo Administrativo n.°710624/2015-8 TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO
ANEXO I PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 003/2016 Processo Administrativo n.°710624/2015-8 TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO

ANEXO I

PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 003/2016 Processo Administrativo n.°710624/2015-8

TERMO DE REFERÊNCIA

1 OBJETO DA CONTRATAÇÃO

1.1 Registro de preços para contratação de serviços especializados em Tecnologia da

Informação (TI) na área de Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive,

Directory Services, Administração de Banco de Dados, Middleware/ Internet Web, Mensageria e

Colaboração, Suporte a Instalações Físicas de TI e Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos

baseados nas melhores práticas de gestão de serviços de TI

2 JUSTIFICATIVA DA CONTRATAÇÃO

2.2 Fundamentação Legal

2.1.1 A contratação dos serviços objeto do presente Termo de Referência, encontra amparo

e sustentação legal nos seguintes diplomas:

Lei nº 8.666/1993 – Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui

normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências;

Lei nº 10.520/2002 – Institui, no âmbito da União, Estados, Distrito Federal e Municípios,

nos termos do art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, modalidade de licitação

denominada pregão, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências;

Instrução Normativa SLTI nº 2/2008 e suas alterações – Dispõe sobre regras e diretrizes

para contratação de serviços continuados ou não. Essa norma aplica-se subsidiariamente

à IN/SLTI 4/2014;

Instrução Normativa SLTI nº 4/2014 e suas alterações – Dispõe sobre o processo de

contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal

direta, autárquica e fundacional;

Decreto 7174, de 12 de maio de 2010 – Regulamenta a contratação de bens e serviços de

informática e automação pela administração pública federal, direta ou indireta, pelas

fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e pelas demais organizações sob o

controle direto ou indireto da União.

Portaria nº 172, de 27 de maio de 2015 do Ministério do Planejamento, Orçamento e

Gestão – MPOG - controlar e reduzir drasticamente gastos públicos de toda administração federal já
Gestão – MPOG - controlar e reduzir drasticamente gastos públicos de toda administração federal já

Gestão – MPOG - controlar e reduzir drasticamente gastos públicos de toda administração federal já previstos nos contratos de aquisição e serviços existentes de toda Administração Pública, e ainda suspender a realização de novas contratações, ora enumerados no seu artigo 3º.

2.1.2 A Ata de Registro de Preços seguirá o regulamento previsto no Decreto nº 7.892, de

23 de Janeiro de 2013. Baseado nesse Decreto fica estabelecido que a utilização da ata de registro de preços por órgão ou entidades não participantes o quantitativo decorrente das adesões à ata de registro de preços não poderá exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos participantes, independente do número de órgãos não participantes que aderirem. 2.1.2.1 Não serão aceitos participantes na Intenção de Registro de Preços, entretanto, serão aceitas a adesões.

2.2

Necessidade e Motivação da Contratação

2.2.1

A Administração Pública tem buscado, cada vez mais, utilizar-se da tecnologia da

informação como instrumento para a melhoraria da qualidade dos serviços prestados à sociedade civil, tanto no que se refere ao aumento da eficiência interna da Organização,

quanto à ampliação dos meios de acesso do cidadão aos serviços e aos resultados das ações dos entes públicos.

2.2.2 A mesma tendência se verifica no CNPq, que possui, atualmente, a maior parte dos

processos internos e fluxos de trabalho do CNPq informatizados e apoiados em sua infraestrutura de TI. O nível de informatização da Instituição lhe confere alta produtividade e eficiência na execução das ações que são de sua competência no âmbito da Admnistração Pública Federal.

2.2.3 O ganho alcançado pela Instituição com a informatização de seus processos de

negócio gerou, por outro lado, uma alta dependência da Organização sobre a sua infraestrutura tecnológica, sistemas de informação e serviços de TI. Assim, a

indisponibilidade dessa infraestrutura, pode colocar em risco o funcionamento da Instituição e impedir que a mesma preste os serviços públicos de sua responsabilidade.

2.2.4 O CNPq conta com uma complexa infraestrutura de TI composta por cerca de 100

servidores, uma Storage Área Network (SAN), com 3 storages no site principal e 1 no site backup, além de cerca de 90 switches de interconexão e 1.500 estações de trabalho. Essa infraestrutura de TI suportar os cerca de 50 sistemas de informação disponibilizados pelo CNPq aos seus usuários internos e externos. Entre esses sistemas podemos citar a Plataforma Carlos Chagas, a Plataforma Lattes, a Folha de Pagamento de Bolsistas e o

Sistema Contábil Financeiro e Orçamentário – CONFIO. 2.2.5 A Plataforma Integrada Carlos Chagas – PICC
Sistema Contábil Financeiro e Orçamentário – CONFIO. 2.2.5 A Plataforma Integrada Carlos Chagas – PICC

Sistema Contábil Financeiro e Orçamentário – CONFIO.

2.2.5 A Plataforma Integrada Carlos Chagas – PICC é um dos sistemas de missão crítica da

Organização. Nela estão implementados os fluxos de trabalho de diversos processos de negócio da Organização ligados à atividade finalística, como o lançamento de chamadas

públicas, o recebimento de propostas e pedidos, análise, julgamento, contratação das bolsas

e auxílios, contratação, pagamento e prestação de contas sobre os recursos concedidos. O funcionamento da PICC depende de uma infraestrutura de servidores de aplicação, servidores de bancos de dados, balanceadores de carga, storages, entre outros componentes, que necessitam de um gerenciamento e operação de forma contínua e por pessoal especializado, de forma a garantir a disponibilidade dos serviços aos usuários internos e externos.

2.2.6 A Folha de Pagamento de Bolsas e o Sistema Contábil Financeiro e Orçamentário -

CONFIO, são responsáveis pelo pagamento mensal dos cerca de 100 mil bolsistas e pesquisadores do CNPq. Esses sistemas estão integrados com outros sistemas de informação da Administração Pública Federal e com sistemas de instituições bancárias no

país e exterior por meio de diversos componentes da infraestrutura de TI do Órgão.

2.2.7 A infraestrutura de rede, processamento e armazenamento centrais que suportam a

Plataforma Lattes, requerem monitoramento, tunning e atualização frequentes dessa infraestrutura para atender a demanda crescente de usuários e de sua base de dados, que possui mais de 35 mil grupos de pesquisa e 4 milhões de currículos de pesquisadores,

professores, orientadores e estudantes usuários do sistema. A Plataforma Lattes, atualmente,

é um sistema de missão crítica não só para o CNPq, mas também para cerca de 200

instituições, universidades, institutos de pesquisa, fundações estaduais de amparo à pesquisa

e Órgãos da Administração Pública Federal, como os Ministérios da Saúde, Ministério da

Educação e Ministério do Meio Ambiente, entre outros, que se utilizam dos serviços da

Plataforma para a execução diversas atividades internas às organizações.

2.2.8 A base de dados de documentos digitais da Instituição possui, atualmente, mais de 15

milhões de arquivos, entre propostas, solicitações de bolsas, termos de concessão, projetos

de pesquisa e outros, armazenados em storage específico para este tipo de funcionalidade, que é monitorado e gerenciado por profissionais especializados. Esse mesmo grupo de profissionais também gerencia o site backup da Organização, onde são mantidas as replicas das bases de dados estruturados e de documentos digitais da Instituição.

2.2.9 Os portais web desenvolvidos e mantidos pelo CNPq, entre eles o Portal Corporativo do
2.2.9 Os portais web desenvolvidos e mantidos pelo CNPq, entre eles o Portal Corporativo do

2.2.9 Os portais web desenvolvidos e mantidos pelo CNPq, entre eles o Portal Corporativo

do Órgão, o Portal da Plataforma Lattes, o Portal do Programa Ciência sem Fronteiras e o

Portal de Estágios e Empregos, esses dois últimos vinculados à Presidência da República,

receberam, nos últimos 12 (doze) meses, mais de 51 milhões de acessos, o que representa

uma taxa diária de cerca de 140 mil acessos. Esse alto índice de acessos necessita de um

constante monitoramento, tunning e evolução da infraestrutura que suporta essas aplicações,

para que a performance não venha a ser comprometida.

2.2.10 Desta forma, a prestação dos serviços de suporte à infraestrutura de TI é fundamental

para o adequado funcionamento do Órgão e a interrupção no fornecimento desses serviços,

seja para a sustentação a infraestrutura existente ou para a adequação ou evolução dessa

infraestrutura para o atendimento a novas necessidades, poderá gerar prejuízos diretos a

mais de 100 mil bolsistas no país e exterior e pesquisadores do CNPq, além dos cerca de 4

milhões de usuários da Plataforma Lattes, em caso de falha ou inoperância em componentes

dessa infraestrutura que venha a indisponibilizar o acesso aos sistemas e serviços eletrônicos

providos pelo CNPq aos seus usuários internos, à Comunidade Científica e à sociedade em

geral.

2.2.11

Assim, considerando a importância da sustentação e evolução da infraestrutura de TI

para suporte aos sistemas de informação e serviços de TI do CNPq, aliado a inexistência de

profissionais especializados nos quadros do CNPq, em quantitativo e qualificação

necessários ao atendimento a essa demanda, torna-se essencial para o adequado

funcionamento dessa infraestrutura, a contratação dos serviços objeto deste Termo de

Referência.

2.2.12 O objeto da prestação dos serviços não contempla atividades inerentes às categorias

funcionais abrangidas pelo plano de cargos do CNPq, sendo assim uma contratação de mão

de obra exclusiva.

2.3

Alinhamento entre a Contratação e o Planejamento de TI

2.3.1

A contratação está alinhada ao Planejamanto de TI, sendo fundamental para a

execução das ações previstas no Plano Diretor de Tecnologia da Informação do CNPq. As

ações a serem implementadas com a contratação objetivam atender às necessidades de TI e

cumprir os objetivos estratégicos da Organização, tais como:

 

2.3.2

Objetivo Estratégico do CNPq

ID das Necessidades Elencadas no PDTI

12

Aprimorar a infraestrutura de TI

Realizar o monitoramento e a sustentação da infraestrutura e serviços de TI

Tabela 1

2.4 Relação entre a Demanda Prevista e a Quantidade de cada Item 2.4.1 O levantamento
2.4 Relação entre a Demanda Prevista e a Quantidade de cada Item 2.4.1 O levantamento

2.4

Relação entre a Demanda Prevista e a Quantidade de cada Item

2.4.1

O levantamento da demanda prevista está representado no Plano Diretor de TI – 2014-

2016 do CNPq. A correlação da demanda com o volume dos serviços a serem contratados foi estabelecida a partir da identificação das necessidades de serviços e da volumetria desses serviços nos últimos 12(doze) meses.

2.4.2 Como a contratação será anual, a demanda dos serviço foi estimada com base na

volumetria de sua execução nos últimos 12(doze) meses. O total de incidentes, problemas e mudanças tratados, nesse período. pelas empresas responsáveis pela prestação dos serviços objeto desta contratação, encontra descrita no ANEXO I-XI deste Termo de Referência.

2.4.3 As informações sobre os itens de configuração e tecnologias que compõem o ambiente

computacional do CONTRATANTE, também foram levadas em consideração para o dimensionamento da demanda dos serviços. Essas informações são apresentadas no ANEXO I-VI deste Termo de Referência.

2.4.4 Os serviços de sustentação à infraestrutura de TI serão remunerados por valores fixos

mensais. A sustentação envolve as atividades relacionadas ao monitoramento, tunning, resolução de incidentes, manutenção do ambiente, atividades do catálogo de serviços de sustentação e problemas sobre a infraestrutura de TI. Os serviços relacionados à mudanças rotineiras na infraestrutura de TI também estão incluídas no valor mensal a ser pago à contratada.

2.4.5 Os serviços de evolução e novas implementações sobre a infraestrutura de TI serão

remunerados em Unidade de Serviço Técnico em Infraestrutura de TI – USTi. A USTi é uma unidade de mensuração para a execução de um serviço ou a geração de um produto ou artefato. Os serviços, produtos ou artefatos estabelecidos no Catálogo de Serviços evolutivos são valorados em função de sua complexidade, para a qual foram criados níveis proporcionais de esforços, bem como do perfil profissional necessário à sua consecução, e desta forma garantir uma justa remuneração pelos serviços prestados.

2.5

Resultados a serem Alcançados

2.5.1

Conforme preconizam os órgãos de controle por meio de suas decisões referentes à

Governança de TI, existe um rol de atividades que deveriam ser realizadas preferencialmente por servidores do quadro. Entretanto, considerando que o CNPq não

possui em seus quadros profissionais especializados em quantidade e com a expertise necessária à realização
possui em seus quadros profissionais especializados em quantidade e com a expertise necessária à realização

possui em seus quadros profissionais especializados em quantidade e com a expertise

necessária à realização das atividades de sustentação e evolução da infraestrutura de TI, o

Órgão tem empregado a força de trabalho do quadro para a realização das tarefas

relacionadas à gestão, terceirizando as atividades de operação de TI.

2.5.2 De forma geral, o que se espera garantir com a presente contratação é o bom

funcionamento da infraestrutura de TI, permitindo a sua sustentação, evolução, a

implementação de melhorias e adequações para o atendimento a novas necessidades da

Organização e seus usuários.

2.5.3 No que tange à relação entre custo e benefício da contratação, essa não pode ser

objeto de uma análise simples, pois enquanto o custo é direto e objetivo, os benefícios não

podem ser medidos objetivamente, pois o valor do funcionamento da infraestrutura de TI do

Órgão, que sustenta os sistemas e os serviços de TI disponibilizados pelo CNPq à sociedade

brasileira, é subjetivo.

2.5.4 Entretanto, alguns dos benefícios diretos, refletidos nos objetivos estratégicos da

Organização, que se busca alcançar com a contratação, podemos citar:

Atendimento aos requisitos de disponibilidade dos sistemas de informação

existentes no CNPq;

aumento da eficiência nos processos operacionais da Instituição;

melhoria da qualidade dos serviços prestados aos bolsistas, pesquisadores e aos

cidadãos em geral;

garantia da identificação dos problemas sobre a infraestrutura de TI e adoção de ações preventivas e corretivas em tempo hábil, evitando a indisponiblidade dos sistemas e serviços de TI disponibilizados pelo CNPq.

3

DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TI

3.1

Descrição Geral

3.1.1

Os Serviços de Tecnologia da Informação (TI) a serem contratados são na área de

Infraestrutura de TI.

3.1.2 As atividades a serem executadas estão descritas no Catálogo de Serviços que

compõem a contratação. Este poderá ser aprimorado de acordo com as necessidades da

CONTRATANTE ou recomendações da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação

do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, sempre observando as melhores

práticas do mercado de TI.

3.2 Serviços 3.2.1 Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos: O Suporte Técnico a Usuários atuará
3.2 Serviços 3.2.1 Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos: O Suporte Técnico a Usuários atuará

3.2

Serviços

3.2.1

Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos: O Suporte Técnico a Usuários atuará

como suporte de 2º nível para incidentes e requisições de serviço de desktops, notebooks e periféricos, além de elaborar e gerir procedimentos, scripts e itens da base de conhecimento sobre erros conhecidos, atuando em incidentes ou solicitações de maior complexidade.

é

responsável pelo monitoramento, através das ferramentas instaladas na console central de operação dos diversos tipos de ativos, itens de configuração e serviços de TI (servidores,

switches, storages e bibliotecas robotizadas de fita, etc

funcionamento desses equipamentos, execução de procedimentos e ações de 1 o nível, definidos e implementados pelas equipes responsáveis pelos demais serviços e execução de rotinas padrão, consultas, relatórios e geração de arquivos estabelecidos pela área de sistemas/aplicações ou pessoal técnico de TI.

para a identificação de problemas no

3.2.2 Operação

e

Monitoramento

da

Infraestrutura:

O

serviço

de

monitoramento

)

gerenciamento,

sustentação, instalação, manutenção e suporte a servidores de rede, no que diz respeito aos aspectos relacionados a Sistemas Operacionais, licenciamento, suporte a incidentes, sistemas de segurança, gerência de servidores físicos, virtuais e clusterizados, análise de capacidade e performance.

3.2.3 Gerenciamento

de

Servidores:

Compreende

as

atividades

de

3.2.4 Gerenciamento de Rede: O serviço de gerenciamento de redes compreende o

gerenciamento de todas as redes que o CNPq possui e utiliza, incluindo-se Local Area Networks (LANs), Metropolitan Area Networks (MANs), Wide Area Networks (WANs) e WLAN

(Wireless Local Area Network).

Directory

Services compreende as atividades de gerenciamento, análise das ferramentas de controle de suas atividades, instalação, suporte e manutenção a Directory Services, responsáveis por gerenciar os acessos dos usuários aos recursos disponíveis na rede, garantindo a detecção e a prevenção da tentativa de acessos não autorizados, além de administrar os recursos de armazenamento disponibilizados aos usuários do CNPq via NAS.

3.2.5 Administração

de

Directory

Services:

O

serviço

de

administração

de

3.2.6 Administração de Storage&Archive: Os serviços de administração de storage & archive

compreendem o gerenciamento de todos os componentes de infraestrutura e políticas relacionadas ao armazenamento de dados, envolvendo temporalidade, formato e permissões

de acesso em ambientes Network Attached Storage (NAS), Storage Area Networks (SANs), Direct Attached Storage
de acesso em ambientes Network Attached Storage (NAS), Storage Area Networks (SANs), Direct Attached Storage

de acesso em ambientes Network Attached Storage (NAS), Storage Area Networks (SANs), Direct Attached Storage (DAS) e Content Addressable Storage (CAS).

3.2.7 Administração de Banco de Dados: O serviço de administração de banco de dados

compreende as atividades de instalação, projeto, criação, suporte, tunning, segurança, manutenção e , análise das ferramentas de controle de suas atividades de bancos de dados e todos os objetos que os compõem.

middleware

compreende as atividades de instalação, projeto, criação, suporte, tunning, segurança, manutenção e, análise das ferramentas de controle de suas atividades de servidores de aplicação e todos os objetos que os compõem.

3.2.8 Gerenciamento

de

Middleware:

O

serviço

de

gerenciamento

de

3.2.9 Gerenciamento de Internet/Web: O gerenciamento

de Internet/Web compreende as

atividades de análise das ferramentas de controle de suas atividades e gerenciamento da disponibilidade, performance, balanceamento de carga e segurança de acesso ao website do

CNPq, incluindo-se o gerenciamento e administração do software de portal utilizado pelo CNPq.

3.2.10 Gerenciamento de Mensageria e Colaboração: O gerenciamento de mensageria e

colaboração compreende os serviços de instalação, manutenção e suporte aos serviços de

mensageria e colaboração (Groupware) utilizado pelo CNPq, gerenciando os recursos envolvidos com o funcionamento dos serviços e sua proteção contra spams.

3.2.11 Suporte às Instalações Físicas da TI: Compreende as atividades de supervisão,

suporte e monitoração das instalações físicas de TI do CNPq, incluindo sistemas de refrigeração de ar dos ambientes centrais e da rede corporativa, sistemas de suprimento de energia estabilizada/condicionada, sistemas de sinalização e alerta, sistema de controle de acesso físico, cabeamento, entre outros.

3.3

Escolha da Solução Adotada

3.3.1

Levantamento das Alternativas de Mercado

3.3.1.1 A Súmula nº 269 do TCU estabelece que, nas contratações para a prestação de serviços de Tecnologia da Informação, a remuneração deve estar vinculada a resultados ou ao atendimento de níveis mínimos de serviço, admitindo-se o pagamento por hora trabalhada ou por posto de serviço somente quando as características do objeto não o permitirem, hipótese

em que a excepcionalidade deve estar prévia e adequadamente justificada nos respectivos processos administrativos.
em que a excepcionalidade deve estar prévia e adequadamente justificada nos respectivos processos administrativos.

em que a excepcionalidade deve estar prévia e adequadamente justificada nos respectivos processos administrativos.

3.3.1.2 Os levantamentos realizados junto ao mercado de prestação de serviços de sustentação e suporte a infraestrutura de TI, identificaram três possíveis alternativas para a contratação desse tipo de serviço especializado de TI:

3.3.1.2.1 Solução 1: Contratação dos serviços com remuneração em valor fixo para serviços rotineiros e incidentes e em USTi - Unidade de Serviço Técnico em Infraestrutura de TI para

serviços evolutivos. 3. 3.1. 2.2 Solução 2: Contratação dos serviços com remuneração somente utilizando a métrica USTi - Unidade de Serviço Técnico em Infraestrutura de TI.

3.3.1.2.3 Solução 3: Manutenção do modelo atual de contratação dos serviços, remunerados em valor fixo mensal.

3.3.1.2.4 Solução 4: Execução dos serviços utlizando somente servidores dos quadros próprios

do CNPq 3.3.1.3 Foram identificados e estudados editais de licitação de algumas instituições públicas e realizados contatos com os gestores de TI dessas instituições, com o objetivo de entender as formas de contratação dos serviços de sustentação de infraestrutura de TI, bem como as dificuldades encontradas por esses gestores no processo de execução dos serviços.

3.3.2 Justificativa para a Solução Adotada

3.3.2.1 A solução escolhida (solução 1) prevê a contratação de serviços de operação da Infraestrutura, suporte a usuários e suporte a instalações físicas de TI em grau crescente de especialização e considera a capacitação técnica necessária para atender a execução de tarefas demandadas pelo CNPq. 3.3.2.2 A opção pela Solução 1 é motivada pela necessidade de ampliação e melhoria dos serviços de operação de Infraestrutura, suporte a usuários e suporte a instalações físicas de TI do CNPq e pela perspectiva de redução de custos e uma gestão mais eficiente e eficaz para a obtenção dos serviços previstos na contratação. 3.3.2.3 A contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de Operação de Infraestrutura, Suporte a usuários e Suporte a instalações físicas de TI fornece uma adequação aos conceitos e expectativas de faturamento, baseado nas atividades rotineiras, definidas no catálogo de serviços e nas atividades demandadas, baseadas nas ordens de serviços, combinada com a disponibilidade dos recursos técnicos necessários para atender às demandas, distribuídas de acordo com a complexidade de cada atividade de uma tarefa. 3.3.2.4 No caso dos serviços de Operação de Infraestrutura, Suporte a usuários e Suporte a instalações físicas de TI do CNPq, a adoção pura simples da métrica de UST (Unidade de

Serviço Técnico) para as atividades de sustentação da infraestrutura, irá gerar gastos excessivos para o
Serviço Técnico) para as atividades de sustentação da infraestrutura, irá gerar gastos excessivos para o

Serviço Técnico) para as atividades de sustentação da infraestrutura, irá gerar gastos

excessivos para o Órgão, fato que não pode ser afastado da análise do gestor, que deve

observar o critério da economicidade no uso do recurso público.

3.3.2.5 Além desse fato, a remuneração da contraprestação em USTi vinculada a quantidade de

incidentes e problemas foi objeto de análise do Tribunal de Contas da União por acasião do

Ácordão 916/2015, tendo sido emitida a seguinte recomendação::

9.1.6.8. que a utilização de métricas, como Unidade de Serviço Técnico (UST) e Unidade de Medida de Serviços (UMS), por exemplo, mostra-se inadequada para serviços que não geram resultados ou produtos aferíveis pelo ente público contratante e não se coaduna ao disposto na Súmula TCU 269 (seção 6 do relatório);

9.1.6.10. sobre o conflito de interesses decorrente da adoção, em contratações para suporte de infraestrutura de TI ou manutenção de sistemas, de modelos de remuneração em que a contraprestação da empresa contratada seja resultado exclusivo da quantidade de incidentes e problemas ocorridos, sugerindo que estabeleçam, sempre que possível, acordos de nível de serviço que favoreçam a redução de ocorrências dessa natureza e incentivem a boa prestação dos serviços contratados (seção 6 do relatório);

3.3.2.6 A adoção do pagamento via preço fixo para grupo/nível de serviço realizado, tomando por

base a disponibilidade do serviço medido, associada ao pagamento via USTi (Unidade de

Serviço Técnico em Infraestrutura de TI) para os serviços de evolução e novas

implementações, busca como principal retorno a melhoria contínua dos serviços prestados, o

que poderia não acontecer caso essa remuneração fosse apenas por USTi, uma vez que

quanto maior a quantidade de USTi, maior a remuneração, principalmente em atividades de

recuperação do negócio, que possuem peso de complexidade maior.

3.3.2.7 O modelo além de atender às recomendações legais estabelece padrões e medidas de fácil

mensuração com vistas ao ganho de escala produtiva, a facilidade de custeamento e

orçamentação, facilitação da Gestão e da Fiscalização contratual e a ampla competitividade

do mercado, vinculados às práticas de padronização de serviços e definição de resultados.

3.3.2.8 A opção da execução dos serviços com quadros próprios do CNPq foi considerada inviável

em função da inexistência de servidores em quantidade e com a qualificação necessária à

execução desses serviços no Órgão.

4

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

4.1

Os serviços objeto deste Termo de Referência serão prestados sobre o ambiente tecnológico

do

CONTRATANTE, observandos os padrões, metodologias e tecnologias por este definidos.

4.2

Em razão da criticidade dos sistemas e serviços de TI a serem mantidos e a dependência que

o CONTRATANTE possui sobre sua infraestrutura de TI para a execução de sua missão

Institucional, será exigida uma alta qualificação e experiência profissional da equipe que irá prestar

os serviços. 4.3 Os tecnológicos por este disponibilizados. serviços serão executadas nas instalações do

os serviços.

os serviços. 4.3 Os tecnológicos por este disponibilizados. serviços serão executadas nas instalações do

4.3 Os

tecnológicos por este disponibilizados.

serviços serão executadas nas instalações do CONTRATANTE, utilizando os recursos

4.4 Os aspectos relacionados à segurança da informação e confidencialidade sobre os produtos

gerados e os dados que, por ventura, a CONTRATADA vier a ter acesso, serão obrigatoriamente observados pela CONTRATADA, uma vez que o CNPq trata com projetos de pesquisa passíveis de

geração de patentes e propriedade intelecual, bem como dados sensíveis de proponentes, pesquisadores e bolsistas da Instituição.

4.5 O detalhamento das especificações dos itens deste Termo de Referência figuram como Anexo

I-I – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS SERVIÇOS.

5

DEVERES E RESPONSABILIDADES DO CONTRATANTE

5.1

Realizar, no momento da licitação e sempre que possível, diligências e/ou Prova de Conceito

com o licitante classificado provisoriamente em primeiro lugar, para fins de comprovação de atendimento das especificações técnicas;

5.2 Nomear Gestor e Fiscais Técnico, Administrativo e Requisitante do contrato para acompanhar

e fiscalizar a execução dos contratos, conforme o disposto no art. 30 da IN 04/2014 SLTI/MP;

5.3 Receber o objeto fornecido pela CONTRATADA que esteja em conformidade com a proposta

aceita, conforme inspeções realizadas, observando o disposto no art. 21 da IN 04/2014 – SLTI/MP;

5.4 Efetuar conferência minuciosa dos serviços entregues aprovando-os se for o caso;

5.5 Rejeitar os serviços que não atendam aos requisitos constantes das especificações contidas

no Termo de Referência;

5.6 Acompanhar e fiscalizar a execução do contrato por meio de servidores designados.

5.7 Notificar

constatadas na execução do serviço, para que sejam adotadas as medidas corretivas cabíveis;

a

CONTRATADA,

por

escrito,

sobre

imperfeições,

falhas

ou

irregularidades

5.8 Aplicar à CONTRATADA as sanções administrativas regulamentares e contratuais cabíveis;

5.9 Liquidar

o

empenho

e

efetuar

o

pagamento

à

CONTRATADA,

dentro

dos

prazos

preestabelecidos em Contrato; 5.10 Efetuar o pagamento no domicílio bancário informado pela CONTRATADA; 5.11 Comunicar

preestabelecidos em Contrato;

preestabelecidos em Contrato; 5.10 Efetuar o pagamento no domicílio bancário informado pela CONTRATADA; 5.11 Comunicar

5.10 Efetuar o pagamento no domicílio bancário informado pela CONTRATADA;

5.11 Comunicar à CONTRATADA todas e quaisquer ocorrências relacionadas com a prestação dos serviços;

5.12 Definir produtividade ou capacidade mínima de fornecimento da Solução de Tecnologia da Informação por parte da CONTRATADA, com base em pesquisas de mercado, quando aplicável, conforme estabelecido na IN 04/2014.

5.13 Prever que os direitos de propriedade intelectual e direitos autorais da Solução de Tecnologia da Informação sobre os produtos gerados ao longo do contrato, incluindo a documentação, scripts, código-fonte, modelos e as bases de dados, pertençam à Administração, justificando os casos em que isso não ocorrer; e

5.14 Permitir, sob supervisão, que os funcionários da empresa CONTRATADA, desde que devidamente identificados e incluídos na relação de técnicos autorizados, tenham acesso às dependências do CONTRATANTE, onde o serviço será prestado, respeitando as normas que disciplinam a segurança da informação e o patrimônio.

5.15 Adicionalmente, serão obrigações contratuais do CNPq:

a. Disponibilizar ambiente, espaço físico, estações de trabalho adequadas ligadas à rede e ramais telefônicos para os profissionais que irão prestar os serviços nas dependências do CNPq;

b. Disponibilizar acesso aos sistemas internos da rede do CNPq, necessários a execução das atividades;

c. Solicitar a substituição do profissional que tenha infringido às normas do CNPq, ainda que em parte, dos itens indicados no item “Obrigações da CONTRATADA”;

d. Permitir acesso dos empregados da CONTRATADA às suas dependências, aos equipamentos, softwares e sistemas de informação para a execução dos serviços contratados;

e. Prestar as informações e os esclarecimentos pertinentes que venham a ser solicitados pelos empregados da CONTRATADA ou por seu preposto;

f. Avaliar o relatório mensal dos serviços executados pela CONTRATADA, observando os indicadores e metas de nível de serviço alcançados;

g. Observar o cumprimento dos requisitos de qualificação profissional exigidos no edital e seus anexos, solicitando à CONTRATADA as substituições e os treinamentos que se verificarem necessários;

h. Fornecer os scripts e procedimentos de monitoramento já desenvolvidos pelo CNPq para que a
h. Fornecer os scripts e procedimentos de monitoramento já desenvolvidos pelo CNPq para que a

h. Fornecer os scripts e procedimentos de monitoramento já desenvolvidos pelo CNPq para que a CONTRATADA promova os devidos ajustes e implementações adicionais.

6

DEVERES E RESPONSABILIDADES DO ÓRGÃO GERENCIADOR DO REGISTRO DE PREÇOS

6.1

Efetuar o registro do licitante fornecedor e firmar a correspondente Ata de Registro de Preços;

6.2

Conduzir os procedimentos relativos a eventuais renegociações de condições, produtos ou

preços registrados;

6.3 Aplicar as penalidades por descumprimento do pactuado na Ata de Registro de Preços;

6.4 Autorizar ou não o fornecimento dos serviços a órgão não participante da Ata de Registro de

Preços, desde que prevista no instrumento convocatório, consultando o beneficiário da Ata e

verificando as condições de fornecimento, de forma a evitar extrapolações dos limites de produtividade ou de capacidade mínima de fornecimento da Solução;

6.5 Definir mecanismos de comunicação com os órgãos participantes, não participantes, contendo:

a) as formas de comunicação entre os envolvidos, a exemplo de ofício, telefone, e- mail, ou sistema informatizado, quando disponível;

b) definição dos eventos a serem reportados ao órgão gerenciador, com a indicação de prazo e responsável, a exemplo de ordem de serviço ou fornecimento de bens, aplicação de sanções administrativas, alteração de item registrado em Ata por modelo equivalente ou superior;

6.6 Definir mecanismos de controle de fornecimento dos serviços, entre outros:

a) definição da produtividade ou da capacidade mínima de fornecimento dos serviços;

b) regras para o fornecimento dos serviços aos órgãos não participantes, desde que previsto no instrumento convocatório, cujo fornecimento não poderá prejudicar os compromissos já assumidos e as futuras contratações dos órgãos participantes do registro de preços;

c) regras para gerenciamento da fila de fornecimento dos serviços aos órgãos participantes e não participantes, contendo prazos e formas de negociação e redistribuição da demanda, quando esta ultrapassar a produtividade definida ou a capacidade mínima de fornecimento e for requerida pela Contratada;

d) previsão da exigência para realização de diligências e/ou Prova de Conceito com o licitante provisoriamente classificado em primeiro lugar para fins de comprovação de atendimento das especificações técnicas.

7 DEVERES E RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA 7.1 Indicar formalmente preposto apto a representá-la junto à
7 DEVERES E RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA 7.1 Indicar formalmente preposto apto a representá-la junto à

7

DEVERES E RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA

7.1

Indicar formalmente preposto apto a representá-la junto à CONTRATANTE, que deverá

responder pela fiel execução do contrato. Cuidar para que o preposto indicado mantenha permanente contato com a unidade responsável pela fiscalização do contrato, adotando as

providências requeridas relativas à execução dos serviços pelos empregados; e comande, coordene

e controle a execução dos serviços contratados;

7.2 Atender prontamente quaisquer orientações e exigências do fiscal do contrato, inerentes à

execução do objeto contratual;

7.3 Executar fielmente os serviços contratados de acordo com as exigências do Contrato

Administrativo, do Termo de Referência, do Edital e dos seus Anexos;

7.4 Observar as obrigações elencadas e outras firmadas em contrato ou existentes em normas

internas do CONTRATANTE, caso contrário, ficará sujeita às penalidades e sanções administrativas descritas neste Termo de Referência;

7.5 Responsabilizar-se e reparar quaisquer danos diretamente causados à CONTRATANTE ou a

terceiros por culpa ou dolo de seus representantes legais, prepostos ou empregados, em decorrência da relação contratual, não excluindo ou reduzindo a responsabilidade da fiscalização ou o acompanhamento da execução dos serviços pela CONTRATANTE. O valor do dano, após processo apurativo de responsabilidade, no qual será garantido o contraditório e a ampla defesa, poderá ser descontado do primeiro pagamento subsequente à finalização do processo;

7.6 Fornecer as informações necessárias sempre que solicitadas de forma a facilitar a fiscalização

dos serviços pela CONTRATANTE, cujo representante terá poderes para sustar o fornecimento,

total ou parcialmente, em qualquer tempo, sempre que considerar a medida necessária;

7.7 Manter a produtividade ou a capacidade mínima de fornecimento dos serviços durante a

execução do contrato, conforme art. 18, inciso I, alínea “g” da IN 04/2014 SLTI/MP;

7.8 Realizar, sempre que solicitado, Prova de Conceito para fins de comprovação de atendimento

das especificações técnicas, conforme art. 18, inciso I, alínea “h” da IN 04/2014 SLTI/MP;

7.9 Ceder os direitos de propriedade intelectual e direitos autorais de todos os artefatos, relatórios

e produtos gerados ao longo do contrato, incluindo a documentação, scripts, modelos, as bases de

dados e o código-fonte implementado, à CONTRATANTE;

7.10 Acatar, no prazo estabelecido na notificação feita pelo fiscal administrativo, as instruções, sugestões,
7.10 Acatar, no prazo estabelecido na notificação feita pelo fiscal administrativo, as instruções, sugestões,

7.10 Acatar, no prazo estabelecido na notificação feita pelo fiscal administrativo, as instruções,

sugestões, observações e decisões que emanem do CONTRATANTE, corrigindo as deficiências apontadas quanto ao cumprimento das cláusulas contratuais, devendo, ainda, observar as normas de segurança estabelecidas pelo CONTRATANTE;

7.11 Apresentar a relação de profissionais que estarão atuando na execução dos serviços, para fins

de acesso às dependências do CONTRATANTE, antes do início da execução das ordens de

serviço;

7.12 Substituir, em até cinco dias úteis após notificação por parte do CONTRATANTE, sob risco de

penalização, os seus funcionários que:

a. apresentarem comportamentos incompatíveis com as normas internas do CONTRATANTE;

b. não executarem os serviços dentro das exigências contratuais, desde que notificada

pelo CONTRATANTE;

7.13 Substituir, sob risco de penalização, os seus funcionários que estiverem de licença ou

afastamentos previstos em lei;

7.14 A simples substituição de funcionários não isenta a CONTRATADA das penalidades cabíveis e

de reparação o dano causado à Administração;

7.15 Cumprir os prazos contratuais e os determinados nas ordens de serviços, no plano de trabalho

e em outros mecanismos de comunicação contratual;

7.16 Manter, durante toda a execução do contrato, as condições de habilitação e qualificação

exigidas na licitação, incluindo a atualização de documentos de controle da arrecadação de tributos

e contribuições federais e outras legalmente exigíveis;

7.17 Obedecer a todas as normas, padrões, processos e procedimentos do CONTRATANTE, que

serão apresentados a CONTRATADA no inicio da vigência do contrato;

7.18 Manter organizados e disponíveis ao CONTRATANTE, durante a vigência do contrato, todos

os documentos (artefatos, ordens de serviços, comprovações de habilitação técnica de profissionais, produtos e outros elementos), base de dados e cópias de segurança pertinentes ao

objeto contratual;

7.19 Prestar todos os esclarecimentos técnicos e administrativos que lhe forem solicitados pelo

CONTRATANTE, relacionados à prestação dos serviços; 7.20 A CONTRATADA será expressamente responsabilizada quanto à
CONTRATANTE, relacionados à prestação dos serviços; 7.20 A CONTRATADA será expressamente responsabilizada quanto à

CONTRATANTE, relacionados à prestação dos serviços;

7.20 A CONTRATADA será expressamente responsabilizada quanto à manutenção de sigilo

absoluto sobre quaisquer dados e informações, contidos em quaisquer documentos e em quaisquer mídias, de que venha a ter conhecimento durante a execução dos trabalhos, não podendo, sob qualquer pretexto divulgar, reproduzir ou utilizar, sob pena de lei, independentemente da classificação de sigilo conferida pelo CNPq a tais documentos. A CONTRATADA obriga-se a fazer com que os técnicos que venham a prestar serviços nas dependências do CNPq ou fora dela, assinem o Termo de Sigilo, cujo formato será fornecido pela CGETI, antes do início da prestação dos serviços;

7.21 Zelar pelos equipamentos de informática a serem utilizados pelos profissionais alocados para a

prestação dos serviços no ambiente do CNPq, ficando a CONTRATADA responsável pela recuperação de danos que porventura sejam causados aos mesmos em virtude de mau uso, bem

como, pela assunção dos custos concernentes aos mesmos.

7.22 Responsabilizar-se pela solicitação de acesso aos funcionários aos sistemas e serviços do

CONTRATANTE, necessários à prestação dos serviços, bem como pelos seus respectivos

descredenciamentos quando necessários;

7.23 Assumir, plena e exclusivamente, todos os riscos provenientes da execução do objeto

contratual, não assumindo o CONTRATANTE, em hipótese alguma, nenhuma responsabilidade subsidiariamente;

7.24 Propiciar a transferência de conhecimento aos servidores do CONTRATANTE durante toda a

execução contratual;

7.25 Apresentar, após o recebimento da ordem de serviço e previamente à execução dos serviços, o curriculum vitae com os respectivos documentos comprobatórios das informações ali declaradas de todos os profissionais indicados para a consecução das atividades previstas na ordem de serviço, para verificação e aprovação, por parte do CONTRATANTE, do atendimento aos perfis profissionais, conforme as áreas de atuação apresentadas no Anexo I-III;

7.26 Manter sua equipe qualificada para cumprir as atividades previstas nas ordens de serviço, sem

que isso implique acréscimo ao seu valor;

7.27 Sempre que houver atualização tecnológica ou metodológica em que os técnicos envolvidos

necessitem do novo conhecimento, o CONTRATANTE notificará a CONTRATADA da necessidade de capacitação de sua equipe ou de sua substituição por outra já capacitada. Após a notificação, a

CONTRATADA deverá ter seus técnicos capacitados ou substituídos no prazo máximo de 60 (sessenta) dias
CONTRATADA deverá ter seus técnicos capacitados ou substituídos no prazo máximo de 60 (sessenta) dias

CONTRATADA deverá ter seus técnicos capacitados ou substituídos no prazo máximo de 60 (sessenta) dias corridos, contados da data da notificação;

7.28 Promover treinamento e reciclagem dos empregados que prestam serviços ao CNPq, de acordo com as necessidades do serviço e sempre que o gestor do contrato, por parte do CNPq, entender conveniente a execução adequada dos serviços contratados;

7.29 Assumir a responsabilidade por todas as providências e obrigações estabelecidas na legislação específica de acidentes do trabalho, quando forem vítimas os seus profissionais no desempenho dos serviços ou em conexão com eles, ainda que a ocorrência se dê nas dependências do CONTRATANTE;

7.30 Comunicar por escrito qualquer anormalidade, prestando ao CONTRATANTE os esclarecimentos julgados necessários;

7.31 Assumir a responsabilidade por todos os encargos de possível demanda trabalhista, civil ou penal, relacionada à execução deste contrato, originariamente ou vinculada por prevenção, conexão ou continência;

7.32 Em caso de configuração de mão de obra exclusiva, se ficar comprovado o não recolhimento do FGTS dos empregados e das contribuições sociais e previdenciárias, bem como o não pagamento de salário, do vale-transporte e do auxílio-alimentação, será caracterizada falta grave, que poderá dar ensejo à rescisão do contrato, sem prejuízo da aplicação de sanção pecuniária e da declaração de impedimento de licitar e firmar contratos com a União, nos termos do art. 7º da Lei 10.520, de 17 de julho de 2002.

7.33 Comunicar por escrito a mudança da sistemática de contribuição previdenciária escolhida para a incidência de carga tributária, ou seja, contribuição previdenciária sobre a receita bruta ou 20% sobre a folha de salário;

7.33.1 O prazo para comunicação que trata o item anterior será de 60 dias corridos a partir da data da mudança da sistemática de contribuição previdenciária.

7.34 Adicionalmente, serão obrigações contratuais da CONTRATADA:

a) Efetuar o registro de todos os incidentes e demandas em ferramenta de ITSM disponibilizada pela CGETI, notificando imediatamente o Service Desk quando da ocorrência do incidente;

b) Manter os seus empregados devidamente identificados por meio de crachá, quando em trabalho nas dependências do CNPq;

c) Os técnicos alocados deverão sujeitar-se a todas as formas de controle de acesso às
c) Os técnicos alocados deverão sujeitar-se a todas as formas de controle de acesso às

c) Os técnicos alocados deverão sujeitar-se a todas as formas de controle de acesso às dependências do CNPq, tal como, o uso de crachá de identificação, cadastramento no sistema de controle de acesso ao Data Center, atendimento aos horários de expediente, vistoria de objetos que estejam portando, etc. O fornecimento de crachás para acesso às dependências do CNPq será de responsabilidade da CONTRATANTE;

d) Prestar os serviços com pessoal adequadamente capacitado nos locais e instalações determinadas pelo CNPq;

e) Re-executar serviços nos prazos estabelecidos, quando apresentarem padrões de qualidade inferiores aos definidos, sem ônus adicionais para o CNPq;

f) Responsabilizar-se pelo transporte do seu pessoal até o local de trabalho, por meios próprios ou mediante vale transporte, inclusive em casos de paralisação dos transportes coletivos;

g) Cuidar para que todos os privilégios de acesso a sistemas, informações e recursos do CNPq sejam revistos, modificados ou revogados quando da transferência, remanejamento, promoção ou demissão de profissionais sob sua responsabilidade;

h) Sempre que houver substituição de empregado(s), a CONTRATADA deverá remeter ao CNPq, tempestivamente, lista atualizada dos empregados, indicando CI, CPF e área de atuação;

i) Assumir todas as responsabilidades e tomar as medidas necessárias ao atendimento dos seus empregados acidentados ou acometidos de mal súbito;

j) Acompanhar as evoluções tecnológicas do CNPq com a adaptação de seus serviços de TI e de acordo com as necessidades do Órgão;

k) Acompanhar as evoluções tecnológicas do CNPq com a eventual migração de informações e substituição do uso dos componentes de sua infraestrutura de TI por outros que o CNPq venha a adotar;

l) Permitir auditoria on-line, inclusive com a possibilidade dos atendimentos serem monitorados para verificação de procedimentos;

m) Participar, dentro do período compreendido entre a assinatura do contrato e o início da prestação dos serviços, de reunião de alinhamento de expectativas contratuais com uma equipe de técnicos da CGETI. A CGETI fará a convocação dos representantes da empresa e fornecerá previamente a pauta da reunião;

n) Planejar, desenvolver, implantar, executar e manter os serviços objeto do contrato dentro dos acordos de níveis de serviços estabelecidos;

o) Encaminhar mensalmente as faturas dos serviços prestados.

8

MODELO DE EXECUÇÃO DO CONTRATO

8.1

Sistemática de Execução

8.1.1 O CONTRATANTE emitirá Ordens de Serviço (OS) à CONTRATADA, para que a mesma proceda
8.1.1 O CONTRATANTE emitirá Ordens de Serviço (OS) à CONTRATADA, para que a mesma proceda

8.1.1 O CONTRATANTE emitirá Ordens de Serviço (OS) à CONTRATADA, para que a mesma

proceda a execução dos serviços.

8.1.2 Os serviços deverão ser executados, nas instalações do CONTRATANTE, mediante

emissão de Ordem de Serviço pelo Gestor do Contrato do CONTRATANTE, e serão remunerados em valores fixos para serviços de sustentação e USTi para serviços de evolução.

8.1.3 Será de responsabilidade da CONTRATADA prestar os serviços de sustentação de

infraestrutura de TI para a resolução de incidentes e problemas registrados pela equipe técnica da

Central de Serviços de TI ou pessoal interno de TI do CONTRATANTE. Ao término da resolução do incidente ou problema, os profissionais da CONTRATADA que realizaram o serviço de manutenção corretiva deverão efetuar o registro, na solução computacional para o apoio à execução contratual, do tempo gasto no atendimento, descrição resumida das providências adotadas e informações sobre a resolução do incidente ou problema, ou sobre a solução de contorno adotada, bem como a causa raiz do incidente ou problema.

8.1.4 A CONTRATADA executará as demandas dos serviços de sustentação de infraestrutura de

TI, registradas na solução computacional de apoio à execução dos serviços, mediante a aprovação e priorização das mesmas pelos gestores do CONTRATANTE.

8.1.5 Uma ordem de serviço só será válida após aprovada pelo fiscal técnico e gestor do

contrato, todos designados pelo CONTRATANTE.

8.1.6 Os serviços de suporte de sustentação que são classificados como rotineiros serão

demandados diretamente à CONTRATADA por meio de ordem de serviço aberta mensalmente, com um valor fixo mensal contratado. Os chamados referentes a essa classificação serão abertos pela CSTI na ferramenta de ITSM.

8.1.7 Os serviços classificados como evolutivos, antes de serem demandados por meio de ordem

de serviço, deverão ser precedidos de dois instrumentos: solicitação de serviço e plano de trabalho.

8.1.8 A solicitação de serviço será preenchida pela unidade requisitante do serviço, aprovada

pelo fiscal técnico, autorizada pelo gestor do contrato e encaminhada ao preposto da CONTRATADA.

8.1.9 A partir do recebimento da solicitação de serviço, a CONTRATADA deverá, no prazo

máximo de sete dias úteis, apresentar um plano de trabalho especificando todas as atividades, perfis profissionais e USTi´s necessárias ao atendimento da solicitação de serviços. O plano de trabalho deverá ser aprovado pelo fiscal técnico demandante e autorizado pelo gestor do contrato.

8.1.10 As atividades propostas no plano de trabalho, caso estejam descritas no Catálogo de Serviços
8.1.10 As atividades propostas no plano de trabalho, caso estejam descritas no Catálogo de Serviços

8.1.10 As atividades propostas no plano de trabalho, caso estejam descritas no Catálogo de

Serviços do CONTRATANTE (Anexo I-II), deverão estar em conformidade com esse. Outras atividades propostas, necessárias, e não descritas no Catálogo de Serviços, deverão compor uma base de dados para complementar o Catálogo de Serviços.

8.1.11 O CONTRATANTE deverá, no prazo máximo de sete dias úteis a contar da data de sua

apresentação pela CONTRATADA, manifestar-se formalmente quanto ao plano de trabalho, seja aprovando-o ou reprovando-o com as devidas considerações. Poderá ainda, antes de aprová-lo ou reprová-lo, solicitar informações complementares ou propor pequenos ajustes para que ele melhor atenda ao objeto contratual e ao interesse público.

8.1.12 Caso o CONTRATANTE solicite mais informações ou pequenos ajustes no plano de

trabalho, esses deverão ser apresentados pela CONTRATADA em até dois dias úteis contados da

data de solicitação, sendo admitida a prorrogação de prazo desde que justificada pela CONTRATADA antes do vencimento do prazo e aceita pelo CONTRATANTE.

Caso os ajustes requeridos sejam derivados de mudança de escopo, de tecnologia ou de novas necessidades do CONTRATANTE que impliquem toda uma reedição do plano de trabalho apresentado, esse terá seu recebimento definitivo e caberá à CONTRATADA requerer sua reedição por meio de nova solicitação de serviço.

8.1.13 Caso a CONTRATADA não concorde com as alterações propostas pelo CONTRATANTE,

haverá negociação, na qual as partes apresentarão suas considerações, fundamentando-se nos

aspectos de qualificação e quantificação dos produtos/artefatos, na justa remuneração dos serviços e no interesse público.

8.1.14 Após as negociações e tratativas realizadas com a CONTRATADA, caso o CONTRATANTE

não aprove o plano de trabalho, ele deverá informar os motivos da reprovação, com as consequências previstas contratualmente.

8.1.15 Quando a execução dos serviços ocorrer nas dependências do CONTRATANTE, esse se

responsabilizará pela disponibilidade da infraestrutura necessária para a execução dos serviços, como, por exemplo, as instalações físicas do ambiente, os equipamentos necessários e licença dos

produtos (softwares). Caso a CONTRATADA deseje utilizar ferramentas diferentes daquelas disponibilizadas pelo CONTRATANTE, somente poderá fazê-lo após homologação por parte deste.

8.1.16 A ordem de serviço é o instrumento administrativo legal que autoriza a prestação do
8.1.16 A ordem de serviço é o instrumento administrativo legal que autoriza a prestação do

8.1.16 A ordem de serviço é o instrumento administrativo legal que autoriza a prestação do serviço

e a qual servirá de consulta base para fins de recebimento provisório, definitivo e faturamentos.

8.1.17 Uma ordem de serviço somente é encerrada quando todas as atividades a ela associadas

estiverem finalizadas ou, para aquelas não finalizadas, houver justificativa aceita pelo fiscal técnico para a sua não execução.

8.1.18 No caso de serviços rotineiros, as ordens de serviço emitidas serão encaminhadas à

CONTRATADA que, após o seu recebimento, deverá no máximo 5(cinco) dias úteis para alocar os recursos necessários à prestação dos serviços e iniciar as atividades previstas.

8.1.19 As atividades propostas nas ordens de serviços rotineiros, necessárias, porém não

descritas no catálogo de serviços, deverão ser acrescentadas e executadas pela CONTRATADA em comum acordo com o CONTRATANTE.

8.1.20 Ao final da execução de mudanças pela CONTRATADA, esta deverá realizar a atualização

no Configuration Management Data Base (CMDB) dos Itens de Configuração (ICs) modificados ou incluídos, bem como atualizar a relação entre os ICs, caso a mudança venha a afetá-los. A não atualização do CMDB pela CONTRATADA implicará em falta e ensejará a aplicação das penalidades previstas neste Termo de Referência.

8.1.21 Para a inclusão de novo serviço, desde que não seja decorrente de planejamento incipiente

por parte da CONTRATADA, associado a uma OS em execução, a CONTRATANTE deverá apresentar e acordar previamente com a CONTRATADA a especificação detalhada das atividades

a serem realizadas no novo serviço, os insumos e conhecimento necessários a execução do serviço, os prazos e custos estabelecidos para execução, os padrões de qualidade a serem adotados e os indicadores de níveis de serviços a serem aplicados.

8.1.22 Após acordo e aceite entre as partes, para a inclusão de novo serviço, a CONTRATADA

não poderá se recusar a realizar novo serviço associado a uma OS em execução, salvo se o tempo

para execução das atividades extrapolar o prazo de finalização da OS, ou a quantidade de USTi das atividades for maior que o volume estimado para a OS, ou ainda se o novo serviço requerer alocação de perfil não previsto previamente quando da abertura da OS e a CONTRATADA não tiver tempo hábil para sua alocação.

8.1.23 O prazo para início da execução de uma ordem de serviço para serviços classificados
8.1.23 O prazo para início da execução de uma ordem de serviço para serviços classificados

8.1.23 O prazo para início da execução de uma ordem de serviço para serviços classificados como

Projetos deverá constar do plano de trabalho apresentado pela CONTRATADA e aprovado pelo CONTRATANTE.

8.1.24 O não cumprimento dos prazos determinados nos instrumentos de gestão desta

contratação sujeitará a CONTRATADA às penalidades previstas neste Termo de Referência e no Contrato.

8.1.25 No caso de necessidade de alteração ou suspensão da ordem de serviço após seu

encaminhamento à CONTRATADA e antes do início de sua execução, o CONTRATANTE deverá cancelar a ordem de serviço e, se for o caso, abrir uma nova, reiniciando assim a contagem do prazo máximo para o início da prestação dos serviços.

8.1.26 O atendimento parcial aos serviços previstos na ordem de serviço poderá ser aceito, a

critério do CONTRATANTE, com pagamento referente apenas ao que foi devidamente entregue, sem prejuízo do disposto nos requisitos para recebimento definitivo e penalidades contratuais cabíveis.

8.1.27 Ordens de serviço referentes a serviços classificados como Projeto poderão prever

entregas parciais com o desembolso proporcional ao valor das USTi realizadas e aprovadas, mediante aceite parcial por parte do CONTRATANTE.

8.1.28 Para fins de aferição dos indicadores, somente serão consideradas as ordens de serviço

formalmente encerradas.

de serviço, caso haja necessidade do

CONTRATANTE de alterar os termos estabelecidos, essa poderá ser encerrada ou complementada por meio de emissão de uma solicitação de mudança de serviço.

8.1.29 Após

o

início

da

execução

de

uma

ordem

8.1.30 Em ambos os casos, o serviço já prestado pela CONTRATADA deverá ser faturado após o

seu recebimento definitivo.

8.1.31 Caso seja emitida uma solicitação de mudança de serviço, o prazo para alocação dos
8.1.31 Caso seja emitida uma solicitação de mudança de serviço, o prazo para alocação dos

8.1.31 Caso seja emitida uma solicitação de mudança de serviço, o prazo para alocação dos

recursos necessários a execução de novos serviços solicitados será o mesmo daquele admitido para início da execução de uma ordem de serviço.

8.1.32 Caberá à CONTRATADA avaliar se a solicitação de mudança de serviços emitida afetará o

prazo para realização da ordem de serviço, solicitando a ampliação do prazo inicial, se for o caso, demonstrando tecnicamente a impossibilidade de se concluir o serviço no prazo determinado. O fiscal técnico deverá se manifestar formalmente quanto à concordância ou não com a justificativa para ampliação do prazo inicial. No caso de concordância, em se tratando de serviços classificados como Projeto, a CONTRATADA deverá emitir tempestivamente revisão do plano de trabalho, do qual constem os ajustes decorrentes da solicitação de mudanças e o qual deverá novamente ser remetido para aprovação.

8.1.33 A CONTRATADA, caso não concorde com as condições estabelecidas na ordem de

serviço, poderá, no prazo máximo de dois dias úteis, apresentar uma nova proposta de execução com a documentação pertinente para validação. Caso haja concordância do CNPq, a critério deste, a ordem de serviço será reemitida e um novo prazo estabelecido; caso contrário, ou seja, caso o CONTRATANTE recuse a proposta apresentada, a ordem de serviço e os seus prazos ficam mantidos.

8.1.34 A CONTRATADA deverá realizar verificação da qualidade dos serviços gerados antes de

sua entrega, cabendo ao CONTRATANTE também realizar a verificação da qualidade com vistas ao aceite dos produtos.

8.1.35 Caso os serviços executados ou os produtos gerados não atendam aos requisitos e à

qualidade exigidos, o CONTRATANTE deverá fazer os apontamentos necessários na ordem de serviço, determinar prazo para regularização e devolvê-la à CONTRATADA para os ajustes cabíveis, sem prejuízo do disposto nos requisitos para recebimento definitivo e penalidades contratuais cabíveis.

8.1.36 Os custos decorrentes das correções das inconformidades de um produto/serviço

apontadas pelo CONTRATANTE correrão por conta da CONTRATADA, exceto se a causa da inconformidade for de responsabilidade exclusiva do CNPq, devidamente comprovada.

8.1.37 Mesmo uma ordem de serviço já fechada poderá ser objeto de auditoria pelo CONTRATANTE
8.1.37 Mesmo uma ordem de serviço já fechada poderá ser objeto de auditoria pelo CONTRATANTE

8.1.37 Mesmo uma ordem de serviço já fechada poderá ser objeto de auditoria pelo

CONTRATANTE ou a seu comando e, no caso de observadas incorreções, será aberta nova

ordem de serviço, sem remuneração à CONTRATADA, para ajustes nos produtos e serviços

entregues. Esses registros serão realizados em relatório de auditoria a ser anexado à nova ordem

de serviço.

8.1.38 A CONTRATADA, para toda ordem de serviço recebida, deverá gerar os artefatos

encomendados de acordo com os respectivos cronogramas, entregando produtos dentro dos

padrões de qualidade e de compatibilidade técnica, conforme as metodologias, procedimentos,

métodos e padrões do CONTRATANTE ou por ele indicados.

8.2

Local e Horário da Prestação dos Serviços

8.2.1

A prestação de serviço pela CONTRATADA deverá ocorrer, via de regra, em dias úteis e em

horário a ser estabelecido pelo CONTRATANTE, que comumente observará o intervalo de

realização dos serviços entre 8h30min e 18h30min, mas poderá, a critério do CONTRATANTE,

acordado com a CONTRATADA, ser modificado. (Anexo I-XIII).

8.2.2 Os serviços a serem executados nas instalações do CONTRATANTE, serão prestados no

Edifício Sede do CONTRATANTE, no endereço SHIS QI 1 Conjunto B - Blocos A, B, C e D - Edifício

Santos Dumont, Lago Sul, Brasília, DF.

8.3

Volume dos Serviços a ser Contratado

8.3.1

A quantidade estimada de serviços a ser contratada encontra-se na tabela a seguir.

Item

Bem / Serviço

Unidade

Quantidade Anual Estimada

1

Suporte a Desktops, Notebooks e Periféricos

Mês

12

USTi1

2.800

2

Operação, Monitoração, Gerenciamento de Servidores, Gerenciamento de Redes, Administração de Storage&Archive, Administração de Diretory Services

Mês

12

USTi2

6.679

3 Administração de Banco de Dados, Gerenciamento de Middleware, Gerenciador de Internet/Web, Gerenciamento de
3 Administração de Banco de Dados, Gerenciamento de Middleware, Gerenciador de Internet/Web, Gerenciamento de

3

Administração de Banco de Dados, Gerenciamento de Middleware, Gerenciador de Internet/Web, Gerenciamento de Serviços Mensageria e Colaboração

Mês

12

USTi3

6.185

4

Suporte a Instalações Física de TI

Mês

12

USTi4

820

 

Tabela 2

8.3.2

Os serviços serão demandados de acordo com a necessidade do CONTRATANTE, por

meio de Ordens de Serviço, sem garantia de utilização total da quantidade estimativa ao longo da

vigência do contrato.

8.4

Critérios e Padrões a serem Observados pela Contratada

8.4.1

A CONTRATADA deverá empreender em seus processos as melhores práticas de mercado

referentes a governança de Tecnologia da Informação, sempre alinhadas às mais recentes versões

das metodologias e técnicas adotadas pelo CONTRATANTE.

8.4.2 A complexidade da arquitetura tecnológica presente no ambiente computacional e sistêmico

do CONTRATANTE irá requerer da CONTRATADA a alocação de profissionais com perfis definidos

no Anexo I-III, podendo ainda requerer parcerias tecnológicas com fabricantes de produtos, a fim de

garantir a sustentabilidade do modelo preconizado.

8.4.3 Quanto aos padrões, a CONTRATADA se obriga a:

a) Manter consistentes e atualizados todos os artefatos produzidos e/ou alterados

durante a execução dos serviços contratados;

b) Garantir que todas as entregas efetuadas estejam compatíveis e totalmente

aderentes aos produtos utilizados pelo CONTRATANTE, cabendo a este tomar

ciência e autorizar o uso de ferramentas cuja versão seja diferente daquelas

previstas e em uso no CNPq.

8.4.4 Em caso de alteração em quaisquer tecnologias utilizadas pelo CONTRATANTE, o mesmo

notificará a CONTRATADA com antecedência de 30 (trinta) dias corridos, para que a mesma possa

se adequar e manter os mesmos níveis mínimos de serviço.

8.5

Requisitos para Avaliação dos Serviços Prestados

8.5.1

As ordens de serviço servirão de referência para o acompanhamento e fiscalização do

processo de elaboração dos produtos e/ou serviços, e para avaliação do CONTRATANTE quanto aos serviços
processo de elaboração dos produtos e/ou serviços, e para avaliação do CONTRATANTE quanto aos serviços

processo de elaboração dos produtos e/ou serviços, e para avaliação do CONTRATANTE quanto aos serviços prestados.

8.5.2 O modelo de execução e avaliação dos serviços, objeto deste Termo de Referência, deverá

obedecer às seguintes condições e exigências:

a) O método de trabalho e os produtos gerados pela empresa CONTRATADA deverão obedecer aos critérios definidos nas normas, padrões e metodologias vigentes no CONTRATANTE, assim como as adaptações que poderão ser realizadas para

melhor atender às necessidades do órgão;

b) Os produtos e serviços deverão ser gerados nas ferramentas definidas ou autorizadas pelo CONTRATANTE e integrados ao seu ambiente tecnológico.

8.5.3 No prazo estipulado para entrega do produto e/ou serviço, a CONTRATADA deverá

apresentar ao CONTRATANTE as entregas abaixo, bem como as ações de contingência realizadas,

caso existam:

a) Todos os produtos gerados, inclusive documentação referente quando implícita no serviço;

b) Relatórios de todas as atividades executadas.

8.5.4 Os produtos serão recebidos pelo CONTRATANTE, que poderá aprová-los ou reprová-los

mediante análise, que considerará a plena concordância dos produtos com os preceitos metodológicos, padrões e normas vigentes no CONTRATANTE e com os critérios delineados nas ordens de serviço.

8.5.5 Qualquer serviço realizado mas não aceito deverá ser refeito sem ônus para o

CONTRATANTE, o que não eximirá a empresa CONTRATADA de penalidades e outras sanções

previstas neste Termo de Referência.

8.5.6 Todos os serviços deverão ser concluídos dentro dos prazos estabelecidos nas ordens de

serviço. Quando não for possível, caberá à CONTRATADA relatar as anormalidades encontradas,

bem como apresentar alternativas para saná-las, as quais serão avaliadas pelo CONTRATANTE, podendo ser aceitas ou não, independentemente das sanções cabíveis.