Você está na página 1de 2

28/07/2017

Patologia II - Caso clínico

TBL Equilíbrio ácido-base

Grupo H

Integrantes: Karolyne Nunes, Gabriel Fuzetti, Talita Marques, Layane Silva, Marcelo
Barreto, Thaís Sepp, Lorena Cenci, Luan Serigiolli, Daniele Novaes.

 Gasometria 1
pH= 7,33 pCO2=60 HCO3= 31 BE= +1 mEq/L SO2= 89% pO2= 74
mmHg mEq/L mmHg

Resposta: Trata-se de um distúrbio misto, por causa do pCO² e HCO³ com valores altos.

 Gasometria 2
pH= 7,47 pCO2=44 HCO3= 31 BE= 0 mEq/L SO2= 95% pO2= 94
mmHg mEq/L mmHg

Resposta: Alcalose metabólica, por causa do valor do pH estar elevado e o


componente HCO³ também se encontrar na mesma situação.

 Gasometria paciente Caso Clínico

pH= 7,13 pCO2=23 HCO3= BE=-6mEq/ L SO2= 92% pO2= 70


mmHg 12mEq/L mmHg

Resposta: Acidose metabólica, de acordo com dados alterados de pH, HCO³ e BE.
 Caso clínico 3
Paciente do sexo feminino, 17 anos, foi encontrada comatosa. Tem diagnóstico prévio
de diabetes. Foi encaminhada ao serviço de Emergência com:

PA: 90 x 70 FC:140 bpm FR: 44irpm Tax: 37oC com pupilas


mmHg mióticas.

A ausculta pulmonar era limpa, as mucosas muito desidratadas e diurese ausente.

Os exames laboratoriais revelaram:

Na+= 130 K+= 3.0 Cl-= 97 pH= PaCO2 = HCO3 =7 PaO2=100 Glicose =
mEq/L mEq/L mEq/L 7.14 21mmHg meq/l em ar 530
ambiente mg/dl

Qual o diagnóstico do distúrbio ácido básico primário ?

Resposta: Acidose metabólica, em referência ao pH, HCO³ e ânion gap


alterados(gap: 26).

Qual a resposta compensatória normal do organismo ?

Resposta: Compensação com alcalose respiratória e depois ativação sistema


renina-angiotensina-aldosterona agindo na reabsoção de sódio e bicarbonato para
elevação do pH.

Como classificar o distúrbio quanto ao valor do ânion gap?

De acordo com a formula para ânion gap, no qual se encontra em 26, ou seja,
acima do parâmetro de normalidade, devendo este por acúmulo de ácidos
decorrente de uma cetoacidose diabética indicada também pelo valor alterado de
glicose.