Você está na página 1de 7

Enem 2017 Enem 2017

CRISE NO SISTEMA
Enem 2017
CARCERÁRIO

Enem 2017
PROPOSTA DE REDAÇÃO Enem 2017

A partir da leitura dos textos do MÓDULO TEMÁTICO e


com base nos conhecimentos construídos ao longo
de sua formação, redija um texto dissertativo-
argumentativo em norma padrão da língua
portuguesa sobre o tema A CRISE NO SISTEMA
PRISIONAL EM QUESTÃO NO BRASIL, apresentando
proposta de intervenção que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma
coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa
de um ponto de vista.

1
INTRODUÇÃO
Enem 2017 Enem 2017

CONTEXTUALIZAÇÃO
+
TEMA
PLANO TEXTUAL +
TESE

PLANO TEXTUAL Enem 2017 REFERÊNCIA LITERÁRIA Enem 2017

• Alusão histórica : O autor Graciliano Ramos, na obra “Memórias


No século XIX, as cadeias brasileiras tinham do Cárcere”, relata as péssimas condições de
como função apenas punir. Nesses locais,os sua convivência na prisão, durante o Estado
detentos ficavam presos o tempo que o corpo Novo. Na atualidade, embora não mais vigore o
suportava, em média, menos de dez anos.
Atualmente, observa-se que a crise penitenciária regime ditatorial, o sistema prisional do Brasil
no país comprova a histórica ineficácia de ainda continua sendo um mecanismo de
reabilitação dos encarcerados no Brasil. Essa violação dos direitos humanos. Tal problemática
inoperância ocorre, dentre muitos fatores, devido é consequência de dois principais fatores : a
à leniência do sistema judiciário e à superlotação leniência do sistema judiciário e a superlotação
das casas de detenção. dos presídios.

2
REFERÊNCIA FILOSÓFICA Enem 2017 DESENVOLVIMENTO Enem 2017

Michel Foucault, em sua obra “Vigiar e


Punir”, comprova a necessidade de um
sistema penal que oferte, aos seus TÓPICO- FRASAL
apenados,boas condições para uma
reabilitação. Contudo, devido à crise atual +
nas penitenciárias brasileiras, pode-se afirmar ESTRATÉGIA(S) ARGUMENTATIVA(S)
que o pensamento do filósofo não está sendo
contemplado. Isso ocorre, dentre muitos +
fatores, por causa da leniência do sistema CONCLUSÃO
judiciário e da superlotação das casas de
detenção.

DESENVOLVIMENTO Enem 2017 DESENVOLVIMENTO Enem 2017

NESSE CONTEXTO / NESSA PERSPECTIVA / EM PRIMEIRO PLANO...


DESENVOLVIMENTO 01 : SUPERLOTAÇÃO  EXEMPLO DE CONHECIMENTO PÚBLICO
 REFERÊNCIA SOCIOLÓGICA :  CARANDIRU ( 1992 – 111 MORTOS );
 Contextualize a violência urbana, a crise no atual sistema penal
brasileiro, como um fato social, teoria desenvolvida pelo sociólogo
Emile Durkheim.
 PEDRINHAS ( MARANHÃO – 2013 E 2014);
 DADOS ESTATÍSTICOS :
 Segundo o Ministério Público, há um excedente de
quase metade ( cerca de 42% ) em número de vagas  MANAUS e RIO GRANDE DO NORTE ( 2017).
dos quase 622 mil detentos brasileiros.

11

3
DESENVOLVIMENTO Enem 2017 DESENVOLVIMENTO Enem 2017

PARALELO A ISSO, OUTROSSIM, ALÉM DISSO


DESENVOLVIMENTO 02 : MOROSIDADE DA JUSTIÇA
 DADOS ESTATÍSTICOS :
 REFERÊNCIA FILOSÓFICA :  Conforme dados do Ministério
 Mencione a teoria do filósofo Aristóteles, na Público, um processo por homicídio
qual, a política deve ser utilizada de modo poderá durar cerca de uma década
que, por meio da justiça, o equilíbrio seja para ser julgado, desse modo, muitos
alcançado na sociedade.A perfeita detentos ficam presos mesmo após a
atuação da Justiça é fundamental para pena prescrita.
manter a harmonia social.

CONCLUSÃO Enem 2017


CONCLUSÃO Enem 2017

REAFIRMAÇÃO DA TESE + PROPOSTA (S)


DE INTERVENÇÃO(S) + FINALIZAÇÃO

4
CONCLUSÃO Enem 2017 CONCLUSÃO Enem 2017

CONCLUSÃO Enem 2017 Enem 2017

PPP ( PARCERIA PÚBLICA E PRIVADA )


• Governo federal aliado à esfera
estadual e municipal ampliar o
número de contratações,de detentos
e ex-detentos, por empresas privadas. ANÁLISE TEXTUAL

5
INTRODUÇÃO Enem 2017
DESENVOLVIMENTO Enem 2017

O autor Graciliano Ramos, na obra Em primeira análise, é inquestionável que a morosidade


esteja entre as principais causas do problema. Segundo
“Memórias do Cárcere”, relata as péssimas Aristóteles,uma das formas de a sociedade entrar em
condições de sua convivência na prisão, equilíbrio é por meio da Justiça. No entanto, a desarticulação
durante o Estado Novo. Na atualidade, embora do poder rompe com essa harmonia, como, por exemplo,
nos casos de homicídios, que, de acordo com o Ministério
não mais vigore o regime ditatorial, o sistema Público, demoram cerca de nove anos para serem julgados,
prisional do Brasil ainda continua sendo um ultrapassando, muitas vezes, o tempo da própria
condenação. Dessa forma, as lacunas deixadas pelo sistema
mecanismo de violação dos direitos humanos. jurídico resultam em um antagonismo do preso em relação
Tal problemática é consequência de dois ao Estado, pois, motivado pela revolta, aliam-se à facções
principais fatores : a leniência do sistema criminosas na tentativa de sobreviver. Assim, faz-se urgente
uma reforma jurídica no Brasil.
judiciário e a superlotação dos presídios.

Enem 2017 Enem 2017

Outrossim, a superlotação dos presídios desrespeita Portanto, é necessário que o governo federal,
a garantia dos Direitos Universais Humanos. O filósofo aliado às esferas estadual e municipal, ampliem o
Michel de Foucalt em seu livro “Vigiar e punir : número de mutirões carcerários, a fim de acelerar a
nascimento da prisão” aborda que um dos critérios análise dos processos em andamento. Ademais, a
fundamentais para o bom funcionamento é a divisão urgente aprovação do projeto de lei que visa reduzir
pela gravidade do delito. Porém, isso não acontece o tempo de internação, em detrimento da leitura de
ocasionando no compartilhamento de uma mesma um livro e posterior resenha dele. É preciso, também,
cela por um estuprador e um latrocida, por exemplo. ampliar por meios de subsídios governamentais, a
Além disso, a saturação desses locais favorece a contratação em empresas privadas de ex-
desumanização dos apenados, pois o ambiente presidiários para que eles ingressem no mercado de
inóspito torna-se propício ao desenvolvimento de trabalho, e que possibilite o retorno aos estudos, pois,
doenças e a intervenção é quase inexistente, segundo o filósofo Immanuel Kant, o indivíduo é
resultando, muitas vezes, em rebeliões. resultado é do que a educação faz dele.

6
Enem 2017

Enem 2017

25