Você está na página 1de 14

ESTADO DE MATO GROSSO

SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNIDADE DO ESTADO DE MATO


GROSSO
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP
FACET – FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS
BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

Trabalho de Introdução à
Sistemas de Energia Eletrica

Teorema de Fortescue

SINOP-MT, 2017

Av. Dos Ingás, no 3001, – CEP: 78555-000 – Jardim Imperial –Sinop - MT


Fone : (66) 3511-2100 - sinop.unemat.br
ESTADO DE MATO GROSSO
SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNIDADE DO ESTADO DE MATO
GROSSO
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP
FACET – FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS
BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

Professor: Emerson R. de Moraes

Trabalho apresentado à Universidade Estadual do Mato


Grosso - UNEMAT - Campus Universitário de Sinop,
como parte das exigências para obtenção de nota na
disciplina Introdução à Sistemas de Energia Eletrica –
ISEE.

Teorema de Fortescue

Luiz Henrique Alves Dos Santos


Edwin Kevin M. de Carvalho

SINOP-MT, 2016

Av. Dos Ingás, no 3001, – CEP: 78555-000 – Jardim Imperial –Sinop - MT


Fone : (66) 3511-2100 - sinop.unemat.br
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 01

2. Componentes simétricos(teorema de fortescue) 02

2.1. Definição de componentes simétricos 02


2.2. Interpretação gráfica dos fasores dos componentes simétricos 02
2.3. Rotação Cíclica na ordem de fosores 03
2.4. Grau de um desequilibrio de uma sequencia 04

3. Aplicação 06

4. Geradores Trifásicos 07

5. Transformadores Trifásicos 08

5.1. Linhas de Transmissão 08

6. Conclusão 10

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 11
INTRODUÇÃO

O cálculo de curto-circuitos assimétricos (fase-terra, fase-fase, fase-fase-terra) poderia, em


princípio, ser realizado por meio das ferramentas convencionais de análise de circuitos polifásicos
(malhas, nós, equivalentes, etc.). Contudo, o esforço computacional envolvido aumentaria com a
terceira potência do número de barras do sistema, tornando a tarefa impossível a partir de algumas
poucas barras. Felizmente, um teorema enunciado por Charles L. Fortescue em 1918 possibilita a
simplificação da análise de faltas assimétricas, como veremos a seguir.
Os sistemas trifasicos equilibrados e simétricos podem ser analisados atraves de uma de suas
fases e o neutro (terra), tanto em condiçoes normais de funcionamento quanto em decorrencia de
curtos-circuitos trifásicos. Porem tal procedimento nao pode ser adotado qunado ocorrem faltas
assimetricas, que provocam desequilibrio nos sistemas. Em tais situaçoes, os metodos tradicionais
de calculo pelas leis de kirchhoff revelam-se muito trabalhosos e de trato dificil principalmente
devido à presença de maquinas rotativas. Alem disso, o desbalanceamento natural das cargas e de
outros elementos dos sistemas trifasicos contribuem para a assimetria da sequencia de fasores
(tensão/corrente) trifasicos, dificultando a analise dos sistemas trifasicos.
COMPONETES SIMÉTRICAS OU TEOREMA DE FORTESRUE
Definição de Componetes Simétricas
Um sistema desequilibrado de “n” fasores correlacionados pode ser decomposto em “n”
sistemas equilibrados denominados componentes simétricos dos fasores originais. Sendo que os “n”
fasores de cada conjunto de componenetes são iguais em comprimento e os angulos entre os fasores
adjacentes do conjunto são iguais.
Dada uma sequência qualquer de fasores, representada por:

Semelhante ao teorema de Fourier relativo a ondas complexas, os componentes simétricos, que é o


teorema de Fortescue, consiste em decompor um sistema trifásico nao equilibrado em três sistema
equilibrados, ou seja qualquer sistema de vetores trifásicos nao equilibrados pode ser resolvido com
a adição de tres sitemas equilibrados.

Existe uma sequencia direta, uma sequencia inversa e uma sequencia nula que somadas reproduzem
a sequencia dada.
De outra forma: uma sequencia qualquer de fasores pode ser decomposta em tres outras
saequncias (direta, inversa e nula) e essa decomposição é unica.
Matematicamente, a equação acima pode saer decomposta em componentes simetricas da
seguinte forma:
Utilizando o operador

Temos:

E substituindo temos;

Interpretação Gráfica dos Fasores dos Componentes Simétricas

Com base na decomposição de uma sequencia Va de fasores em suas componentes


simétricas, definimos:
Rotação Cíclica Na Ordem De Fasores
Quando substituimos uma dada sequencia fasorial trifasica por outra obtida por um rotação
cíclica de seus fasores, isto corresponde a uma rotação de (∝ 1|120º) na componente siétrica de
sequencia inversa. Matricialmente, temos:

Assim, uma rotação nos elementos da sequencia Va, corresponde a mesma rotação nos
elementos correspondentes da linha da matriz T.

Grau de Desequilíbrio de uma Sequência

O grau de desequilibrio de uma dada sequência trifásica pode ser definida como sendo a
relação entre os módulos das componenetes de sequência inversa (negativa) e direta 9positiva), ou
seja:

Aplicação
Para facilitar a comprrensão da aplicação de componenetes simétricas à sistemas trifásicos,
iremos considerar um sistema trifásico ligado em estrela. Abaixo:
Em termos de tensões de fase, a sequência Van fica:

A partir da expressão a cima podemos desenhar o sistema elétrico da seguinte forma:

• Como vemos, podemos substituir a tensão gerada Van pela associação série de três f.e.m.s
 ,  ,  ,
• A fig 2b caracteriza o efeito da componente de sequência zero da tensão, que é o de elevar o
potencial do centro-estrelo

A tensão de linha   , pode ser calculada em termos das componentes simétricas da seguinte
forma:

A equação acima mostra que a tensão de componente nula não entra nos cálculos de tensão
de linha. Em termos de sequência de fasores, a sequência de tensão de linha decomposta em
componentes simétricas torna-se:

Ate o momento foram adotados apenas fasores de tensão no estudo de componentes


simétricas, entretanto o teorema de Fortescue aplica-se igualmente a quaisquer fasores associados a
uma máquina ou a um circuito trifásico, tais como corrente elétrica.
Em sistemas trifásicos a 4 fios, a soma das correntes de linha é igual á corrente de retorno 
pelo neutro, do mesmo modo, em sistemas trifásicos a 3 fios com ligação estrela aterrada, a soma
das correntes de linha é igual á corrente de retorno  pela terra.

Atraves da equação acima, vemos que a corrente de sequência zero só existe se houver um
circuito fechado no qual possar circular, em sistemas trifásicos a 3 fios, com carga em estrela isolada
ou com carga emt triângulo, a soma das correntes de linhas é zero e portanto nenhuma componente
de sequência zero esta presente nas correntes de linha.

Exemplo
Geradores Trifásicos
Como as tensões trifásicas internas geradas ( ,  ,  ) são simétricas, elas não afetam as
sequências inversa e zero, apenas a sequência direta. A impedância de sequência zero leva em conta
a impedância de aterramento do centro-estrela e a impedância do gerador de sequência zero.
Matricialmente, podemos representar um gerador trifásico em componentes simétricas da
seguinte forma:

Transformadores Trifásicos
Transformadores e linhas de transmissão, elementos estáticos de sistemas, apresentam
reatância de sequência positiva com mesmo valor da reatância de sequência negativa. Os circuitos
equivalentes, por fase, para sequência positiva e negativa são elaboradas desprezando-se resistências
e corrente de excitação, e referindo as reatâncias a um dos lados.
O modelo para sequência zero depende do tipo do trafo e da maneira como foi conectado,
permitindo, ou não, o estabelecimento de corrente de sequência zero através de um percurso
fechado.

Linhas de Transmissão

Transformadores e linhas de transmissão, elementos esáticos dos sistemas, apresentam


reatância de sequência positiva com mesmo valor da reatância de sequência negativa.
A reatância de sequência zero das linhas é influenciada por grande número de variáveis
(características dos condutores, natuteza e resistividade do solo sob a linha, entre outros). De modo
geral, a reatância de sequência zero apresenta valor que se situa na faixa de 2 a 5 vezes o valor da
reatância de sequência positiva.
Conclusão
Portanto , o método de componentes simetricos ( tambem conhecido como teorema de Fortescue) é
utilizado para o estudo de sistemas de potência desequilibridos. Esse teorema consiste na
decomposiçao dos elementos de tensao ou de corrente das fases, decompondo em parcelas iguais
mas com angulos de fase diferente. O uso de componentes simetricos , sao mais utilizados para ver o
desempenho de sistemas em condiçoes de curto-circuito. No caso , por exemplo : Um sistema
trifásico.
Bibliografia
http://oengeletricista.blogspot.com.br/2012/08/componentes-simetricas.html
http://slideplayer.com.br/slide/6417257/