Você está na página 1de 9

1- A Escala e Magnitude de Momento (abreviada como MMS e denotada como

MW ), introduzida em 1979 por Thomas Haks e Hiroo Kanamori, substituiu a


Escala de Richter para medir a magnitude dos terremotos em termos de
energia liberada. Menos conhecida pelo público, a MMS é, no entanto, a
escala usada para estimar as magnitudes de todos os grandes terremotos da
atualidade. Assim como a escala Richter, a MMS é uma escala logarítmica.
MW e M0 se relacionam pela fórmula:

Onde M0 é o momento sísmico (usualmente estimado a partir dos registros


de movimento da superfície, através os sismogramas), cuja unidade é o dina ⋅
cm.
O terremoto de Kobe, acontecido no dia 17 de janeiro de 1995, foi um dos
terremotos que causaram maior impacto no Japão e na comunidade científica
internacional. Teve magnitude MW = 7,3.

Mostrando que é possível determinar a medida por meio de conhecimentos


matemáticos, qual foi o momento sísmico M0 do terremoto de Kobe (em dina
⋅ cm)?

A) 10–5,10
B) 10–0,73
C) 1012,00
D) 1021,65
E) 1027,00

RESOLUÇÃO:
Pelo enunciado sabemos que MW = 7,3, basta sustituir na Fórmula:
– 10,7 + 2/3 log (M0) = 7,3
2/3 log (M0) = 7,3+10,7
2/3 log (M0) = 18
2 . log (M0) =18 . 3
log (M0) =54/2
log (M0) =27

Aplicando a definição de logarítmo: M0 = 10^27

2- Pelos programas de controle de tuberculose, sabe-se que o risco de infecção


R depende do tempo t, em anos, do seguinte modo:
Em que Ro é o risco de infecção no início da contagem do tempo t e y é o
coeficiente de declínio. O risco de infecção atual em Salvador foi estimado em
2%. Suponha que, com a implantação de um programa nessa cidade, fosse
obtida uma redução no risco de 10% ao ano, isto é, y=10%.
Use a tabela abaixo para os cálculos necessários:
O tempo, em anos, para que o risco de infecção se torne igual a 0,2%, é de:
a) 21
b) 22
c) 23
d) 24

Gabarito:
Letra "c"
Utilizando o dado da questão, e sabendo que y = 10% = 0,1, R = 0,2% e Ro = 2%.
R=Ro*e^-yt
0,2%= 2%*e^-yt
e^-0,1t = 0,1
e^0,1t = 10
pela tabela:
0,1t = 2,3
t= 23 anos

03. Suponha que o crescimento populacional de duas cidades, A e B, é


descrito pela equação: P(t)=P0.ekt onde:
P0 é a população no início da observação;
k é a taxa de crescimento populacional;
t é o tempo medido em anos;
e é a base do logaritmo natural.
P(t) é a população t anos após o início da observação.
Se no início de nossa observação a população da cidade A é o quíntuplo da
população da cidade B, e se a taxa de crescimento populacional de A
permanecerá em 2% ao ano e a de B em 10% ao ano, em quantos anos,
aproximadamente, as duas cidades possuirão o mesmo número de
habitantes? (Considere ln5 = 1,6)
a) 10 anos
b) 15 anos
c) 20 anos
d) 25 anos
P(t) = Po.e^(kt)

5 x e^(2/100t) = e^(10/100t)
ln 5e^1/50t = ln e^1/10t
ln 5 + ln e^1/50t = ln e^1/10t
ln 5 + 1/50t.ln e = 1/10t.ln e
1,6 + 1/50t . 1 = 1/10t . 1 mmc(10,50) = 50
80 + t = 5t
4t = 80
t = 80/4
t = 20 anos

04. A altura média do tronco de certa espécie de árvore, que se destina à


produção de madeira, evolui, desde que é plantada, segundo o seguinte
modelo matemático: h(t) = 1,5 + log3(t + 1), com h(t) em metros e t em anos.
Se uma dessas árvores foi cortada quando seu tronco atingiu 3,5 m de altura,
o tempo (em anos) transcorrido do momento da plantação até o do corte foi
de:
a) 9
b) 8
c) 5
d) 4

Essa é mais fácil que andar pra frente:


h(t) = 3,5
então:

3,5 = 1,5 + log3(t+1)


3,5 - 1,5 = log3(t+1)
2 = log3(t+1)
3² = t+1
9= t+1
9-1=t
t=8
05. A vigilância sanitária do Rio Grande do Norte, em certo dia, constatou que,
na cidade de Caicó, 56 pessoas estavam infectadas por uma doença
contagiosa. Estudos mostram que, pelas condições sanitárias e ambientais
dessa cidade, a quantidade (Q) de pessoas infectadas por essa doença pode
ser estimada pela função 𝑄𝑄(𝑡𝑡)= 56.0001+999.3−𝑡𝑡/360
onde t é o tempo, em horas, contado a partir da hora da constatação da
doença na cidade. Nesse contexto, é correto afirmar que, depois de
constatada a doença, o número de horas transcorridas para que hajam, nessa
cidade, 500 pessoas infectadas pela doença é de:
a)220
b)180
c)720
d)360

06. Dentre os carros que mais desvalorizam, os carros de luxo são os que mais
sofrem depreciação. Na compra de um carro no valor de R$ 250.000,00, o
consumidor sabe que o modelo adquirido sofre uma desvalorização de 10% ao
ano, isto é, o carro tem a cada ano um valor menor do que o valor que tinha
um ano antes. Assumindo que log3 = 0,48, para que o carro perca 70% do seu
valor inicial, é necessário que se passe aproximadamente:
a) 9 anos
b) 10 anos
c) 13 anos
d) 15 anos

Meu raciocínio seguiu as seguintes etapas:


1º) Já que ele desvaloriza 10% ao ano,montei a estrutura da função dessa
forma:
P= Po.(0,9)t
(1-0,7).120.000= 120.000.(0,9)t
0,3= (0,9)t
2º) Com essa estrutura formada apliquei log e tentei trabalhar as propriedades.
log (3/10)= log (9/10)t
log 3- log10= t.log32 –log 10
0,477-1= (2.t.0,477) – 1
-0,523= -0,046t
t~ 11,36 anos.

7- Um soldado fez n séries de flexões de braço, cada uma delas com 20


repetições. No entanto, como consequência das alterações da contração
muscular devidas ao acúmulo de ácido lático, o tempo de duração de cada
série, a partir da segunda, foi sempre 28% maior do que o tempo gasto para
fazer a série imediatamente anterior. A primeira série foi realizada em 25
segundos e a última em 1 minuto e 40 segundos.
Considerando log 2 = 0,3, a soma do número de repetições realizadas
nas n séries é igual a:
(A) 100
(B) 120
(C) 140
(D) 160

Alternativa correta: (C)

Comentário da questão:
A primeira série foi feita em 25 segundos, e cada série seguinte teve um
aumento de 28% em relação ao tempo gasto na série imediatamente anterior.
Os tempos gastos para fazer as n séries formam uma progressão geométrica
com os seguintes termos:

Como a última série foi realizada em 1 minuto e 40 segundos, isto é, 100


segundos, tem-se:

Como, em cada série, o soldado faz 20 repetições, o número total de repetições


realizadas nas n séries é igual a:

08. A inflação nos meses de janeiro, fevereiro e março de um determinado


ano foi de 2,00%, 3,00% e 1,00%, respectivamente. A inflação acumulada no
período é de:
a) 6,00%
b) 6,11%
c) 5,89%
d) 6,23%
09. O governo de uma cidade está preocupado com a possível epidemia de
uma doença infectocontagiosa causada por bactéria. Para decidir que medidas
tomar, deve calcular a velocidade de reprodução da bactéria. Em experiências
laboratoriais de uma cultura bacteriana, inicialmente com 40 mil unidades,
obteve-se a fórmula para a população: p(t) = 40.2^3t em que t é o tempo, em
hora, e p(t) é a população, em milhares de bactérias. Em relação à quantidade
inicial de bactérias, após 20 min, a população será:
a) reduzida a um terço;
b) reduzida à metade;
c) reduzida a dois terços;
d) duplicada

10. As ações de uma empresa em franca expansão tiveram, em dois meses,


um aumento de 28,8% em seu valor unitário. Se o aumento do valor das ações
no 1º mês foi de 12%, é correto afirmar que o aumento no 2º mês foi de:
a) 16,8%.
b) 15,0%.
c) 14,0%.
d) 13,3%

=> Note que as ações no final dos 2 meses passaram a valer MAIS 28,8% ...ou
seja passaram a valer 128,8% do seu valor inicial ...ou 1,288 (de 128,8/100)
...como o aumento do 1º mês foi de 12% então a fórmula será:

1,288 = (1 + 0,12)(1 + i)

Onde

0,12 = 12/100

i = taxa de aumento do 2º mês ...a determinar

1 = valor inicial da ação

Resolvendo

1,288 = (1,12)(1 + i)

1,288/1,12 = 1 + i

1,15 = 1 + i

1,15 - 1 = i

0,15 = i <--- Taxa de aumento do 2ª mês 15%

Resposta correta: Opção - B) 15%

....

Confirmando o resultado:

Valor final ada ação = (1,12)(1,15)

Valor final da ação = 1,288

..retirando os 100% ..ou a unidade ficaremos apenas com a sua variação %


..donde resulta 1,288 - 1 = 0,2888 ...ou 28,8%