Você está na página 1de 16

Teologia

A Doutrina de Deus
1. O que significa “Existência” de Deus?
R - É a qualidade de tudo que é real ou existe, e também a base de
todas as outras coisas.
2. O que significa “Natureza” de Deus?
R - É a Essência ou condição própria d’Ele.
3. O que significa “Personalidade” de Deus?
R - Ele é uma pessoa. Ele tem sentimentos, vontade e intelecto.
4. O que significa “Caráter” de Deus?
R - É um conjunto de qualidades perfeitas que só Ele possui.
5. O que significa “Atributo” de Deus?
R - São as características de Deus, a soma das quais definem quem Ele é.
6. O que significa “Espiritualidade” de Deus?
R - Ele é uma pessoa, mas não possui uma natureza corpórea, como os
homens ou os animais.
Introdução

A Bíblia não discute a existência de Deus; ela a


declara. As primeiras palavras da Bíblia são: “No
princípio, criou Deus os céus e a terra.”. (Gn 1.1).

Definição linguística: A palavra Deus é a


tradução do vocábulo hebraico “Elohim”; Ela é um
substantivo plural que, tendo em vista determinados
contextos, encerra esse princípio: a existência da
“Santíssima Trindade .”. (Gn 1.26 a)
O Argumento Bíblico da Existência de Deus
I Tm 2.5

A Bíblia não só revela Deus como Criador de


todas as coisas (Gn 1.1), mas também como
Sustentador de todas as coisas (Mt 6.26; Hb 1.3).
E como o Dirigente dos destinos de indivíduos e
nações (Sl 22.28, 29).
1. Deus se revela como o único Deus que sempre
existiu: (Is 43.10) .

a) Se revela através da Sua doutrina. (Jo 7.17).

b) Se dá a conhecer àqueles que O buscam. (Os 6.3).

c) Se manifestou ao mundo na Pessoa de Jesus.(II Co 5.19).


A Natureza de Deus
“Deus é Espírito...”. (Jo 4.24).

Muitas são as perguntas das pessoas sobre Deus, mas


há duas em especial que são mais comuns: Quem é Deus?
Qual é a forma de Deus?
Há quatro fatos na natureza de Deus que nos ajudam
a compreendê-lo:
1. Deus é Espírito (Jo 4.24).
2. Deus é uma Pessoa (Jr 29.11).
3. Deus é Uno (I Co 8.4).
4. Deus é Trino (II Co 13.13).
1. Deus é Espírito. E não “um” espírito.

Deus é Espírito com personalidade plena.


- Ele pensa (Is 46.11).
- Ele sente (Sl 33.5).
- Ele fala (Gn 38).
Podendo assim ter comunhão direta com Suas
criaturas feitas à Sua imagem. Portanto, Ele não está
sujeito às limitações humanas dotadas de corpo físico.
A Espiritualidade de Deus

“Deus é Espírito.”. (Jo 4.23 com Lc 24.39).

Isso quer dizer que Ele não tem corpo é incorpóreo.


Algumas vezes na Escritura nós lemos sobre – “as mãos de
Deus.”. Este tipo de – personificação chama-se
“antropomorfias”, de antropos (homem) e morfa (forma).
Esta linguagem é necessária para trazer o infinito ao
finito, ou seja, para que possamos compreender melhor,
porém, ela nunca é usada para significar que Deus tem
realmente um corpo físico igual ao do homem. (Gn 1.26).
A Personalidade de Deus

Deus não é humano, porém Ele é uma pessoa como o


homem. Ao dizer que Deus é uma pessoa ou que tem
personalidade, nós queremos dizer que Ele tem em si os
elementos que constituem a personalidade, a saber:
1. Intelecto (Zc 1.6).
2. Sentimentos (Tg 5.11).
3. Vontade (Dn 4.35).

É bom lembrar que a personalidade está radicada no


espírito e não no corpo, por isso Deus, ainda que não tenha
corpo, tem personalidade.
O Caráter de Deus

Como nós podemos descrever Deus? Como Ele é em


Suas características peculiares?
Nós só podemos conhecer a Deus como Ele é porque
Ele tem se revelado a nós de várias maneiras. Ele tem se
revelado através :
1. Da Criação,
2. Das Profecias,
3. De Jesus,
4. Da Bíblia .
Portanto, se quisermos saber como é Deus, nós devemos
examinar as Escrituras.
O caráter ou os atributos de Deus são encontrados em
toda a Bíblia. A maioria das teologias sistemática emprega o
termo “atributos” para descrever os diversos aspectos do
caráter de Deus.
Usaremos a palavra “atributo” sempre como sinônimo
de “caráter,” pois estaremos tratando das qualidades
inerentes de Deus, Suas “excelências” ou “virtudes” (I Pd
2.9).
Estas palavras comunicam bem a idéia das perfeições
próprias de Deus.
Classificação dos Atributos de Deus

Tradicionalmente se costuma dividir os atributos de


Deus em duas categorias, para facilitar o seu estudo. As duas
categorias são:

1. Os atributos incomunicáveis – aqueles que só existem


em Deus;

2. Os atributos comunicáveis – aqueles que de alguma


maneira e com certas limitações foram comunicadas aos seres
humanos criados à imagem e semelhança de Deus.
Atributos Naturais de Deus

Atributos naturais ou incomunicáveis. São todos aqueles que


pertencem á sua existência, eles são incomunicáveis, pois não
transferem esses atributos a ninguém, esses atributos pertencem
somente a Deus. Exemplos:

1. Independência – Existe por si só (Sl90.2).


2. Imutabilidade – Não muda em Seu Ser (Hb 13.8).
3. Eternidade – Está livre de todas as limitações (Is 57.15).
4. Onipresença – Está em todo lugar (Sl 139.7-10).
5. Unidade – É uma só Essência (Dt 4.35; 32.39).
6. Onisciência – Conhece tudo e todas as coisas (Is 46.9,10).
7. Onipotência – Possui todo poder absoluto (Mt 19.26).
Atributos morais ou comunicáveis

Atributos morais ou comunicáveis : (do latim atributum, o que


é próprio a uma pessoa ou coisa + mores, costumes). Qualidades do
caráter de Deus que o tornam o conhecidos como um:

1. Santidade – Só Deus é totalmente Santo (Lv 11.44-45).


2. Justiça – Só Deus é totalmente Justo – Reto (II Cr 12.6).
3. Amor – Só Deus é totalmente Amor (Jo 3.16).
4.Verdadeiro – Deus é totalmente veraz e perfeito (Nm 23.19).

Esses atributos são comunicáveis pois ele transmite aos seus


filhos essas qualidades. (Gn 1.26).
Fim

Interesses relacionados