Você está na página 1de 13

FÍSICA TEÓRICA EXPERIMENTAL III

CAP 2 – CAMPO ELÉTRICO

ENGENHARIA CIVIL
Prof. Dr. Jefferson Vilhena
CARGA ELÉTRICA PONTUAL

• Considere uma carga fixa Q positiva colocada em um ponto (x’, y’,z’)


em uma região do espaço
• Esta carga irá gerar um campo elétrico e, ao colocarmos uma carga
de prova q no ponto P, esta ficará sujeita a uma força elétrica de
repulsão no ponto.

• A partir da lei de Coulomb, a força de interação entre duas cargas (Q


e q) separadas por uma distância , escrita como:
CARGA ELÉTRICA PONTUAL
• Tanto a força elétrica como o campo elétrico obedecem a uma lei do
inverso do quadrado da distância.

• A força elétrica e o campo elétrico ficam mais enfraquecidos quando


consideramos distâncias maiores entre cargas e entre os pontos mais
afastados da carga elétrica, respectivamente.
CARGA ELÉTRICA PONTUAL
• 1) A intensidade de campo elétrico, originado por uma carga
puntiforme no vácuo, em função da distância à carga, é dada de
acordo com o gráfico. Qual o valor da carga que origina o campo
elétrico?. Considere K = 9·109 N·m²/ C².

• 2) Duas cargas elétricas pontuais, Q1=4 µC e Q2=9 µC, estão situadas a


30 cm uma da outra, sobre uma reta r, no vácuo. Determine as
características do vetor campo elétrico resultante.
• a) No ponto médio M entre as duas cargas.
• b) Num ponto P situado a 10 cm da carga Q1 sobre a reta r, fora da
região entre as cargas.
PRINCÍPIO DA
SUPERPOSIÇÃO DOS CAMPOS
• O campo elétrico resultante em um determinado ponto do espaço P
produzido por duas ou mais cargas pontuais é a soma vetorial dos
campos produzidos pelas cargas individualmente.
CAMPO ELÉTRICO UNIFORME
• Existem inúmeros aparelhos em que, de uma
maneira ou outra, a geração de campos
elétricos está presente.
Por exemplo: purificadores de ar
apresentam uma peça chamada precipitador
eletrostático
Chaveiro eletrônico gera um campo
para acionar a fechadura
Celular, Tv, Rádio, bluetooth, wireless.

• Dizemos que um campo elétrico é uniforme


em uma região quando suas linhas de força
são paralelas e igualmente espaçadas umas
das outras.
PARTÍCULA EM UM CAMPO
ELÉTRICO UNIFORME
• O que acontece quando lançamos uma partícula em um campo
elétrico uniforme?

• Se a força elétrica é a única força significativa atuando sobre a


partícula, então qE é a força resultante.
PARTÍCULA EM UM CAMPO
ELÉTRICO UNIFORME
• Exemplo: Um elétron movendo-se horizontalmente com uma velocidade
de 3,0 x106 m/s entra na região de um campo elétrico uniforme dirigido
para cima, de módulo E=160 N/C. O campo se estende horizontalmente
por uma distância de cerca de 40 mm. Calcule a velocidade com que o
elétron deixa o campo elétrico. Dados carga do elétron qe = –1,6x10-19C
e massa do elétron (me) = 9,1 x10-31kg.
DISTRIBUIÇÕES CONTÍNUAS DE
CARGA
• No caso de distribuições de cargas que consistem em um grande
número de cargas muito próximas distribuídas ao longo de uma linha,
superfície ou um volume.

• Como envolvem um número muito grande de cargas pontuais,


distribuições desse tipo podem ser consideradas contínuas.

Para uma distribuição contínua: como:


TIPOS DE DISTRIBUIÇÕES
• Linear: carga distribuída ao longo de um comprimento (ex.: fio, barra,
anel). A linha de carga é caracterizada por uma densidade linear de
carga (λ) (Lamda).

• dq = elemento diferencial de carga


• dl = elemento diferencial de comprimento
TIPOS DE DISTRIBUIÇÕES
• Superficial: carga distribuída ao longo de uma superfície (ex.: disco,
placa) Densidade superficial de carga (σ) (Sigma)

• dQ = elemento diferencial de carga


• dS = elemento diferencial de área
TIPOS DE DISTRIBUIÇÕES
• Volumétrica: carga distribuída no interior de um volume (esfera, cilindro,
cubo) Densidade volumétrica de carga (ρ) (Rho)

• dQ = elemento diferencial de carga


• dV = elemento diferencial de volume
EXERCÍCIO
• Duas partículas, 1 e 2, com cargas q1=26 nC e q2 =38 nC, estão em
posições (x,y,z) dadas por (0,0,0) e (0,-2,0), respectivamente. Determine o
campo elétrico |E|no ponto A (0,1,0).

• Considere a q2 uma carga negativa.