Você está na página 1de 2

RÁDIO

TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS
DA PROGRAMAÇÃO DE RÁDIO NOS
ESTADOS UNIDOS E NA EUROPA
Maria del Pilar Martínez-Costa

RESUMO
As mudanças que se anunciam nas formas e modos de fazer, de gerir e de
consumir o rádio têm lançado mão da tecnologia digital e dos processos de
convergência gerados em torno dela, assim como das mudanças sociais e do novo
entorno de economia globalizada. O desenho e o desenvolvimento de novos
conteúdos e o planejamento da sua difusão e exibição nos diferentes suportes
digitais outorga aos radiodifusores tradicionais um novo perfil de trabalho e gestão
que se aproxima ao do fornecedor de conteúdos. Tendo idênticas causas, os
processos de transformação e a instalação de um novo paradigma de programação
radiofônica têm um calendário de introdução e concretizações particulares nos
diferentes mercados de rádio. Nos Estados Unidos, a estrutura comercial local
enfrenta agora o desafio de se abrir a uma oferta nacional e global. Na Europa, se
consolida uma estrutura na qual concorrem as emissoras pública e comercial, e um
esforço amplo por especializar tematicamente os conteúdos nos novos suportes
digitais. Em ambos os casos, a Internet se instala como uma vitrina e laboratório de
conteúdos especializados que permite identificar e desenhar novos nichos de
audiência ao mesmo tempo em que ajuda a consolidar a marca da emissora.

Palavras-chave: rádio, programação radiofônica, rádio digital.

ABSTRACT
Changes heralded in forms and ways of making, managing and consuming radio
have used digital technology and convergence processes generated around it, just
as social changes and the new environment of globaliyzed economy. The design
and development of new contents and the planning broadcasting and exhibition in
different digital supports grant traditional broadcasters a new working and
managing profile close to that of the content supplier. Having identical causes,
transformation processes and the installation of a new paradigm of radio
programming has a calendar of introduction and particular concretizations in the
different radio markets. In the United States the local commercial structure is now
facing the challenge of opening up to a national and global offer. Europe sees the
consolidation of a structure in which public and commercial broadcasting stations
compete, and a vast effort to thematically specialize the contents in the new digital
supports. In both cases the internet settles down as a show-case and laboratory of
specialized contents that allows to identify and design new niches of audience at
the same time as it helps to consolidate the brand of the broadcasting station.
Keywords: radio, radio programming, digital radio.

Conexão - Comunicação e Cultura


V. 3, n. 5, jan./jun. 2004.