Você está na página 1de 9

Análise de pórtico plano

usando o método da
rigidez
Matriz de rigidez de membro
de pórtico

 Desenvolveremos a matriz de rigidez para um membro de


estrutura prismática referenciado a partir do sistema de
coordenadas xʹ, yʹ, zʹ local

slide 2
Matriz de rigidez de membro
de pórtico

 Por superposição,

slide 3
Matrizes de transformação de
força e deslocamento

 Matriz de transformação de deslocamento. Considere o


membro de pórtico abaixo

slide 4
Matrizes de transformação de
força e deslocamento

 Matriz de transformação de deslocamento. Deixando


λx = cos ɵx, λy = cos ɵy representarem os cossenos diretores do
membro, podemos escrever a superposição dos deslocamentos em
forma matricial como

slide 5
Matrizes de transformação de
força e deslocamento

 Matriz de transformação de força. Aplicando qNxʹ,

slide 6
Matrizes de transformação de
força e deslocamento

 Matriz de transformação de força. Em forma matricial com


λx = cos θx, λy = cos θy, resultam em

slide 7
Matriz de rigidez global de
membro de pórtico

 Para determinar a matriz de rigidez para um membro que


relaciona as cargas globais Q com os deslocamentos globais D:

 Substituindo este resultado na equação Q = TTq) produz o


resultado final,

 ou

 onde

slide 8
Matriz de rigidez global de
membro de pórtico

 Isso produz o resultado final,

slide 9