Você está na página 1de 2

Pedagogia da Direção Espiritual – Aula 7

Nós já vimos algumas características da personalidade do diretor


espiritual, claro que isso deve ser aprofundado e creio que você
poderá fazer isso com tranqüilidade, através de pesquisas e da
leitura. Inevitavelmente, surge uma pergunta: Como Jesus orientava
as pessoas que o procuravam?

Nós temos dito e devemos afirmar sempre com todas as letras que o
melhor diretor espiritual é Jesus. Ele veio para dar a vida em
plenitude, não apenas para que tenhamos essa vida, mas para que
possamos comunicá-la as pessoas.

O evangelho está cheio de pecadores. Poucos os santos e muitos os


pecadores. Os pecadores gostavam de escutar Jesus, pois nele
encontravam uma palavra de liberdade, ânimo, de coragem, de
bondade e de esperança. Por isso, escolhi três textos do evangelho.

Primeiro, a samaritana (Jo 4, 7ss). Ela não procurou Jesus, foi ele
quem a procurou. É Jesus que quebra o silencio e lhe pede: “Dai-me
de beber”. Ela caçoa de Jesus perguntando: “Como você sendo judeu
pede de beber a mim que sou samaritana?”. Jesus aceita esse desafio
e apresenta a samaritana a mensagem que ele lhe quer oferecer: “se
conhecesses o dom de Deus e aquele que Te pede de beber, tu lhe
pedirias dá-me de beber e ele lhe daria uma água viva”.

Essa conversa continua até que a samaritana deixa o seu balde e


corre para a cidade para anunciar Jesus. Há uma pedagogia, há uma
maneira fina de Jesus de tratar a samaritana. Jesus não a agride, Ele
não a obriga a ouvi-lo. Ele dialoga com ela e a faz perceber que ela
necessita desta “água”, até que Ele lhe diz: “Vá chamar teu marido” e
ela responde “Não tenho marido”.Jesus replica “disseste bem que não
tens marido, pois tiveste sete e o que agora possui não é teu
marido”. É bela a maneira como o Senhor conduz a samaritana a
“tirar sua casca” e se abrir à misericórdia .

Em seguida,a passagem do jovem rico (Mc 10,21): Ele era um jovem


generoso, com um profundo desejo pela verdade, é ele que procura
Jesus e pergunta: “Bom mestre o que devo fazer para possuir a vida
eterna?” Jesus diz ao jovem que observe aos mandamentos,. O
jovem por sua vez responde que já fazia isso. Jesus, então, lança a
proposta:“Vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres e terás um
tesouro no céu. Depois vem e segue-me.” Nós sabemos o desenrolar
da história, o jovem, que possuía muitos bens recua diante desta

C
www.eadseculo21.org.br Página 1
Pedagogia da Direção Espiritual – Aula 7

proposta vai embora e Jesus se entristece. Esta passagem expressa


de maneira muito clara a ternura do senhor.

Por último, temos a passagem dos discípulos de Emaús (Lc 24,13):


eles caminhavam desiludidos, pois o Senhor estava morto e em seus
sonhos foram mortos junto com Ele. Jesus se põe a caminhar junto
com eles, lhes explica as escrituras e deixa que eles o convidem para
ficar. O Senhor se revela a eles. Esses três textos bíblicos mostram
que Jesus como diretor espiritual sabe respeitar o momento
psicológico e a maturidade espiritual de cada um, sem deixar, porém
de anunciar a mensagem da salvação.

Esta deve ser a postura de um diretor espiritual: não uma postura


impositiva e exigente. Mas a postura de caminhar junto até que a
alma se abra, lentamente, à graça. Enquanto esse momento de Deus
não chegar, ele (o diretor) não deve violentar a consciência das
pessoas.

Poderíamos citar várias outra situação do evangelho, em que Jesus se


coloca com respeito profundo diante da pessoa, anuncia a salvação,
proclama a boa nova, rompe a casca do pecado e semeia a liberdade
e a vida. Sem impor que o dirigido seja igual ao seu diretor.

Cada pessoa tem uma maneira de ser e é essa individualidade que


enriquece a Igreja. A Igreja não é monótona, nem igual. Ela tem
sempre essas nuances e individualidades bonitas. Já pensou se toda
Igreja fosse como Santo Agostinho ou São Jerônimo? Não daria. Cada
Santo tem suas características.

Para concluir, quero lembrar novamente que o grande e o melhor


modelo de Diretor espiritual é Jesus Cristo. Leia muito o evangelho e
verá que encontramos três características fundamentais para o
diretor espiritual: acolhida, anuncio da verdade, exigência da
fidelidade à verdade. Sem essas três características não a caminho de
espiritualidade, não a caminho de vida.

C
www.eadseculo21.org.br Página 2

Você também pode gostar