Você está na página 1de 11

Sistemas de Compressão

13/4/2018 de Gás Combustível


Análise, Aplicações e Tecnologias

Equipe 02:
Tomás A. da Cunha Dias (Líder)
Integrantes: Ariel Rennó Chaves
Bruno Carvalho Dantas
Guilherme J. Renno Teixeira
Jamile Carla Albano Moreira
Paulo Eduardo Gomes Costa
Sumário

1. Objetivo ............................................................................................................................... 2
3. Sistemas de Compressão de Gás Natural ................................................................. 2
3.1. Componentes de uma estação de compressão .................................................... 3
3.2. Processo de Compressão de Gás Natural Veicular ............................................. 5
4. Normas e Segurança ....................................................................................................... 8
5. Tecnologia- Booster ........................................................................................................ 8
6. Conclusão .......................................................................................................................... 9
7. Referências Bibliográficas ........................................................................................... 10

1
tratamento dos gases de combustão e
1. Objetivo
diminui a emissão de poluentes na
atmosfera. Portanto, pela grande demanda
Pretende-se com esse trabalho
atual e devido ao fato de gases combustíveis
desenvolver o tema relacionado aos sistemas
serem fluidos inflamáveis, deve-se conhecer
de compressores de gás combustível, suas
bem as características do gás e buscar por
particularidades e principais aplicações
tecnologias que otimizem o sistema.
demonstrando tendências com relação às
tecnologias empregadas. Neste aspecto, devido a necessidade
de se fazer o transporte desses gases, seja
2. Introdução
para uso direto ou para armazenamento, os
Gases combustíveis são definidos compressores e os sistemas de compressão
como aqueles consumidos durante o são de total importância. Das tecnologias
processo de queima. Podem ser utilizados existentes no mercado, os compressores
em processos de soldagem, corte ou como mais adequados para gases inflamáveis são
fonte de energia e, dependendo do gás, pode os compressores centrífugos, especialmente
até mesmo ser utilizado como fluido para aqueles gases que não suportam serem
refrigerante. São exemplos de gases armazenados em alta pressão. Porém, em
combustíveis: Acetileno, Etileno, Gás Natural alguns casos de gases mais estáveis são
(Metano), Hidrogênio, Propano e Propileno. empregados os compressores axiais, como o
Eles são obtidos de maneira específica e de pistão alternativo, podendo ser
cada um possui suas próprias características armazenado uma quantidade muito maior do
químicas bem como pressão e temperatura gás com o mesmo volume dos de compressor
distinta para armazenamento. centrífugo.

Certos gases vêm se destacando na


3. Sistemas de Compressão de Gás
substituição dos combustíveis fósseis e
Natural
auxiliando no reaproveitamento dos mesmos.
A extração do gás natural de reservas A compressão do Gás Natural (GN) é
fósseis, o fracionamento do petróleo para a essencial para todos os processos que
composição de GLP (Gás Liquefeito de utilizam o Gás Natural como combustível,
Petróleo) e o aproveitamento de dejetos para pois é ela que permite que o gás continue
produção de biogás, cada vez mais, vem fluindo pelo tubo e, eventualmente, até seu
tomando espaço com combustíveis de destino final, para distribuição às refinarias e
qualidade e baixo custo, além de outros usuários finais.
apresentarem menos impurezas, com menor
Nos sistemas de transporte de GN, a
ou até mesmo zero teor de enxofre, por
compressão é feita em estações de
exemplo, o que reduz os gastos com o

2
compressão. Essas estações são instalações real do compressor. As principais partes
localizadas ao longo de uma tubulação de incluem:
gás natural que comprimem o gás a uma
3.1.1. Compressor:
pressão especificada, permitindo assim que
ele continue viajando ao longo da tubulação O compressor é o equipamento que
até o destinatário pretendido. Além de prover realmente comprime o gás. Algumas
o transporte, elas também permitem que o estações de compressores podem ter várias
gás seja desviado para áreas de unidades de compressor dependendo das
armazenamento durante períodos de baixa necessidades da tubulação. A unidade de
demanda. compressor normalmente funciona de três
maneiras:
O número total de instalações de
estações de compressão necessárias para  Turbinas à Gás com Compressores
mover o produto varia dependendo da região Centrífugos
e suas condições. De acordo com o Grupo
STI, prestadora de serviços norte americana
Este tipo de compressor é acionado
na área de petróleo e gás, geralmente
por uma turbina à gás que é alimentada por
estações de compressores estão localizadas
gás natural a partir do próprio duto. A Figura
entre 40 e 70 milhas ao longo do gasoduto.
3.1 mostra o sistema de compressão
Além disso, há, também, uma grande
acionado por turbinas à gás das unidades de
variação na pressão dentro de uma
processamento de gás natural (UPGN)
determinada seção do duto, a pressão típica
dentro de uma unidade de tratamento de gás
pode variar de 15 bar a 105 bar. Essa ampla
(UTG) da Petrobrás, localizada no norte do
variação também se deve ao tipo de área na
Espírito Santo, no município de Linhares.
qual o duto está operando, sua elevação e o
Esse sistema é composto por duas turbinas
diâmetro do duto. Devido à mudança no
SGT200, com 7 MW de potência nominal e
ambiente, as estações de compressão
possui dois expansores, um para
podem comprimir gás natural em diferentes
acionamento do compressor da turbina, e
níveis. A oferta e a demanda também podem
outro para o acionamento do compressor de
ser um fator no nível de compressão
gás natural. O compressor de gás natural
necessário para o fluxo do gás natural.
possui dois estágios de compressão, após
3.1. Componentes de uma estação de cada estágio, equipamentos resfriadores
compressão retiram energia térmica do gás antes de
injetá-lo no gasoduto.
Ainda de acordo com o Grupo STI, as
estações de compressores incluem vários
componentes, sendo o principal a unidade

3
3.1.2. Filtros e purificadores:

Outro componente das estações de


compressores são filtros e purificadores que
removem água, hidrocarbonetos e outras
impurezas do gás natural.

3.1.3. Sistemas de Refrigeração a Gás:

Quando o gás natural é comprimido, a


Figura 3.1: Sistema de compressão das
sua temperatura aumenta. Isso geralmente é
UPGN’s da UTG. Fonte: LELLIS e
compensado pelo deslocamento do gás por
GONÇALVES, 2016.
sistemas de resfriamento que o retornam a
temperaturas que não danificam a tubulação.
 Motores Elétricos com Compressores
Centrífugos

Este modelo também utiliza 3.1.4. Silenciadores (Mufflers):


compressores centrífugos para comprimir o
Os silenciadores, ou em inglês,
gás, no entanto, em vez de serem
mufflers, estão normalmente presentes para
alimentados por uma turbina a gás natural,
ajudar a reduzir o nível de ruído nas estações
eles dependem de motores elétricos de alta
de compressão. Estes são especialmente
tensão.
importantes se a estação de compressão
estiver localizada perto de áreas residenciais
 Motor Alternativo com Compressor
ou outras áreas habitadas.
Alternativo
3.1.5. Separação e Filtragem de Líquido
nas Estações de Compressor:
Esse tipo de compressor usa motores
de pistão de grande porte para acionar As estações de compressores
pistões alternativos localizados dentro de normalmente incluem depuradores, filtros ou
caixas cilíndricas ao lado da unidade. Esses separadores de filtro que removem líquidos,
pistões recíprocos comprimem o gás. Esses sujeira, partículas e outras impurezas do gás
motores também são abastecidos por gás natural. Embora o gás natural seja
natural. considerado “seco” à medida que passa pelo
gasoduto, a água e outros hidrocarbonetos
podem se condensar. Assim, as estações de
compressores também removerão essas
impurezas do gás.

4
3.1.6. Pessoal nas Estações de que vem da linha antes de entrar na sucção
Compressão: do primeiro estágio, sendo comprimido
elevando a pressão de entrada, assim, o gás
Dependendo da estação de
é descarregado para o trocador de calor de
compressão em particular, seu tamanho,
modo que a diminuir a temperatura do gás,
sofisticação e outros fatores, ela pode ou não
pois quando o gás é comprimido sua
ser equipada com pessoal vivo no local.
temperatura também aumenta sendo
Muitas estações modernas de compressores
necessário diminuir a mesma para chegar ao
podem ser completamente monitoradas e
estágio seguinte. Esse processo de
operadas remotamente.
compressão do gás se repete até o último
Além disso, as estações de estágio, comprimindo o gás elevando a
compressão são frequentemente pressão até atingir a pressão de estocagem.
acompanhadas por lançadores e receptores
A pressão do gás da entrada varia, em
PIG, responsáveis pela limpezas dos dutos,
média, entre 2 a 12 bar, essa pressão é
os quais são vitais para a manutenção e
comprimida em estágios que vão diminuindo
eficiência da tubulação. Eles ainda incluem
seus espaços na câmara de compressão, ou
muitos recursos de segurança que permitem
seja, a quantidade de gás da câmara anterior
que o gasoduto e a estação funcionem com
é comprimida em uma câmara menor no
segurança.
estágio seguinte fazendo com que a pressão
e a temperatura do gás aumentem.

3.2. Processo de Compressão de Gás Ao final do último estágio o gás está,


Natural Veicular normalmente, com a pressão entre 215 a 250
bar. Após passar pela compressão esse gás
O processo de compressão do gás se
em alta pressão é estocado num banco de
inicia com a chegada do gás natural na
cilindros que formam a estocagem. O gás é
estação de medição da companhia
levado da estocagem até os distribuidores
fornecedora. Em seguida ocorre a retirada de
para ser comercializado a uma pressão
pequenas partículas de sujeira através de
máxima de 215,7 bar.
filtros, logo após, sua pressão é regulada por
uma válvula reguladora mecânica e na
sequência dessa válvula se instala um
3.2.1. Equipamentos Básicos de uma
manômetro para indicar a pressão que entra
Unidade de Compressão
no compressor.

O gás segue até o compressor por  Estação de medição:


uma tubulação e chega até o vaso de
É equipada com um manômetro,
expansão para poder tirar a pulsação do gás
válvulas de fechamento rápido, filtros para

5
retenção de impurezas e medidores. A Figura 3.3, também é composta por
estação de medição é instalada pela radiadores, vasos de expansão, motor e
companhia fornecedora de gás, bem como ventilador trifásico à prova de explosão, caixa
sua manutenção. O caminho que o gás de manômetros, entre outros.
percorre na estação de medição procede da
seguinte forma: primeiro ele passa pela
válvula de entrada, segue para o filtro, depois
passa pelo medidor e, por fim, chega a
válvula de saída, conforme mostrado na
Figura 3.2. A estação também é composta
por um by-pass, que é um caminho utilizado
para manutenção do filtro. Para isso, fecham-
se as válvulas 1 e 6 e abre a válvula 7
(Ferreira, 2017).

Figura 3.3: Unidade compressora. Fonte:


Ferreira, 2017.

 Distribuidor (“Bomba de abastecimento”)

São equipamentos (Figura 3.4)


utilizados em abastecimento de GNV, com
pressão de fornecimento máxima de 215,7
Figura 3.2: Estação de medição. Fonte:
bar, formado por mangueira e bico, destinado
Ferreira, 2017. a fazer o abastecimento do veículo, possui o

 Unidade Compressora bico padronizado e compatível com a válvula


instalada no veículo, e ainda tem a finalidade
Utilizado um compressor alternativo
de medir o volume de gás injetado no veículo
de pistão, que possui vários estágios, sua
e converter no valor a ser pago.
função é elevar sucessivamente a pressão do
gás a cada estágio, de modo a obter uma Uma botoeira instalada no distribuidor

pressão final de trabalho de 250 bar, além de desliga-o imediatamente em caso de

resfriá-lo gradativamente através de um emergência. Esses equipamentos possuem

trocador de calor entre os estágios. A display eletrônico, válvulas de desengate

capacidade do compressor é calculada de rápido (break away), sistemas de bloqueio

acordo com a demanda prevista do posto. A para excesso de fluxo, manômetro, válvula

unidade compressora, exemplificada na reguladora de pressão, sensor interno de

6
presença de gás, “50 que desliga” (não sei se
tá certo o que tá escrito entre aspas: não tem
o 50) o equipamento sempre que detectado
mais de 5 ppm de GNV no interior da cabeça
eletrônica do distribuidor, possui também
saída para sistema de comunicação (BRASIL
POSTOS, 2015).

Figura 3.5: Estocagem. Fonte: Ferreira,


2017.

 Controle e segurança

Neste processo, além dos


equipamentos básicos, são utilizados alguns
tipos de instrumentos para o controle,
Figura 3.4: Distribuidor. Fonte: Ferreira, indicação quantitativa e de segurança, dentre
2017. eles estão:

 Estocagem a) Manômetro;

Equipada por conjunto de cilindros de b) Termômetro;


aço especial (Figura 3.5), de alta resistência c) Transmissor de temperatura;
para a estocagem do GNV, são conectados
d) Transdutor de pressão;
entre si por tubulações. Cada cilindro é
provido de válvulas de acionamento e) Sensor de vibração;
independente, e de segurança, que em
f) Válvula de segurança de pressão.
situações de excesso de pressão, podem ser
acionadas manualmente ou Destes, os manômetros, os
automaticamente (BRASIL POSTOS, 2015). transdutores de pressão e os transmissores
de temperatura são os instrumentos mais
importantes para automatizar a compressão
e a estocagem do GNV.

7
4. Normas e Segurança São múltiplas normas e elas
compreendem uma gama de legislação por
trás, exigidas para qualquer projeto do
Quando se está trabalhando com uma
mesmo.
atmosfera explosiva, qualquer erro pode vir a
se tornar um desastre. Assim, para o
desenvolvimento dos compressores e dos
5. Tecnologia- Booster
sistemas, normas foram criadas para evitar
qualquer tipo de acidente. Da mesma forma,
foi necessário também ser feito para o uso e Booster é uma bomba compressora
manutenção dos mesmos, formulando um cuja função é amplificar a pressão de um
padrão entre os procedimentos, bem como determinado gás. Ele é acionado
exigência de certos equipamentos de pneumaticamente, através da relação de
segurança, facilitando o trabalho e Pascal, a área do êmbolo e a força exercida
protegendo os operadores, não ocorrendo pelo pistão transformam a pressão
nenhum tipo de equívoco. A ABNT pneumática em pressão hidráulica. Pode ser
juntamente com a ISO e a Inmetro são fabricado em variados tamanhos
algumas das responsáveis pela análise dos dependendo da sua aplicação, podendo
riscos, formulação das normas e a aplicação atender pressões de até 2.000 bar em casos
dessas. especiais e seu acionamento pode ser feito

Para cada tipo de gás combustível, é através de ar comprimido, nitrogênio ou

estabelecido normas diferentes para cumprir manualmente (GAS BOOSTER CATALOG

os requisitos de segurança necessários, apud SOUZA, 2006).

algumas para um tipo específico de gás e Existem vários tipos de Booster, de

outras abrangendo todos os tipos. Exemplos simples ou duplo efeito, de simples ou duplo

disso: estágio. Entre suas principais vantagens


estão o não requerimento de lubrificação
 ABNT NBR 15600 – Estação de contínua, o fácil controle de subida de
armazenagem e descompressão de pressão e a fácil aplicação em controles
gás natural comprimido – Projeto, automáticos. Em especial, os Boosters para
construção e operação. (aplicada gases, consistem em uma larga área de ar
apenas para gás natural) motor conectada através de uma haste à área
 Norma ABNT NBR 12236 – Critérios do gás que é menor (SOUZA, 2010).
de projeto, montagem e operação de
A Figura 5.1 mostra o esquema de um
postos de gás combustível
Booster de simples estágio, onde a seção de
comprimido. (aplicada para todos)
ar motor inclui um carretel de ciclagem e uma
válvula piloto que garantem uma ação

8
recíproca enquanto houver suprimento de ar Estudos atuais direcionam a utilização
comprimido. A vedação entre a seção do ar de Booster na compressão de biogás
motor e a câmara de compressão de gás é produzido de maneira descentralizada em
feita por selos dinâmicos e o resfriamento biodigestores de pequenas e médias
pela canalização da exaustão do ar motor, propriedades rurais, isso porque o biogás
que é gelado, com uma jaqueta em volta da apresenta dificuldades de compressão e
camisa do gás. As válvulas de admissão e armazenamento devido à sua baixa
sucção de gás são válvulas de retenção, as densidade (inferior a do ar atmosférico), o
quais permitem o fluxo do gás em um único que faz que ocupe grandes volumes. O
sentido (SOUZA, at al. apud SOUZA, 2010). Booster viabiliza seu uso, já que torna sua
compressão viável tanto para sua utilização
de forma direta em MCIs como para
armazenamento em cilindros para uso
posterior, por exemplo. A vantagem dessa
tecnologia se dá por não possuir nenhum tipo
de contaminante, pois não utiliza óleo na
compressão e o ar comprimido utilizado na
movimentação do cilindro é produzido em
separado e conduzido através de dutos. A
possibilidade de utilização do biogás
Figura 5.1: Esquema de um Booster de
produzido na própria unidade no motor de
simples estágio. Fonte: SOUZA, 2010.
acionamento do Booster é outro fator que
contribui para a sua escolha.
De acordo com o fabricante Haskel
Energy Systems, nos sistemas mais comuns
do mercado as seções de ar motor operam 6. Conclusão
de uma maneira confiável em uma faixa de
temperatura de -4°C a 65°C enquanto o calor
A demanda de gás combustível vem
da compressão dos gás atinge temperaturas
aumentando ao longo dos anos, exigindo
aceitáveis, com máximas em torno de 115°C.
cada vez mais robustez dos sistemas de
Acionados a ar comprimido, o Booster
compressão, responsáveis por tornar seu
apresentado na Figura 5.1 não requer
transporte economicamente viável. Dentre os
eletricidade direta e nem lubrificação
gases mais utilizados como fonte de energia
contínua, isto evita a poluição do gás já que
no mundo atualmente está o Gás Natural e,
há a separação entre ar e a seção de gás
no Brasil, o que tem mais potencial de
(SOUZA, at al. apud SOUZA, 2010).
crescimento é o biogás produzido em
pequenas e médias propriedades rurais.

9
Deste modo, de acordo com o AIR PRODUCTS. [Online] [Cited: Abril 11,
exposto, conclui-se que, das tecnologias 2018.]

existentes no mercado, os sistemas de 4. STI, Grupo. Compressor Stations: What


They Do, How They Work, and Why They Are
compressão centrífugo acionados por
Important. SERVICING AMERICA'S
turbinas a gás são mais indicados para ENERGY. [Online] 2016. [Cited: 04 12, 2018.]
aplicações que exigem elevadas pressões e http://setxind.com/midstream/compressor-
stations-what-how-why/.
vazões, como é o caso do transporte e
distribuição do gás natural nos gasodutos. Já,
sistemas descentralizados de produção de
gás exigem menos robustez, e, portanto,
compressores alternativos acionados por
MCI ou motores elétricos são mais indicados.
No caso da produção específica de
biogás, o Booster mostra-se como ótima
opção por não apresentar riscos de
contaminação pelo óleo lubrificante do
compressor convencional, já que pelas
propriedades deste combustível, o processo
de compressão é mais delicado. Sendo
assim, ainda se faz necessário novos
investimentos na engenharia para o
desenvolvimento de tecnologias que tornem
os processos nessa área mais eficientes.

7. Referências Bibliográficas

1. LELLIS, B. R. and GONÇALVES, T. V.


Economia de Combustível em Unidades de
Processamento. Vitória : Universidade
Federal do Espírito Santo, 2016.
2. SOUZA, J. de. Desenvolvimento de
Tecnologias para Compressão de Biogás.
Porto Alegre : Universidade Federal do Rio
Grande do Sul, 2010.
3.
http://www.airproducts.com.br/products/Gas
es/WeldingCutting-Gases/Fuel-Gases.aspx.

10