Você está na página 1de 2

ROTEIROS PARA AVALIAÇÃO INTEGRAL FUNÇÕES PSÍQUICAS

PRINCÍPIOS DA SAÚDE DA FAMÍLIA 1) Apresentação e comportamento


I – Os profissionais da Saúde da Família são especializados Descrever atitude do paciente, vestes, reação ao contato,

Cartão Babel
e qualificados; atividade psicomotora, movimentos involuntários, postura;
II – Os cuidados são influenciados pela comunidade; 2) Cognição
III– A equipe de Saúde da Família é um recurso de uma � Consciência: obnubilação, sonolência, estupor, coma,
população definida; letargia, estado de fuga (esquece sua identidade, com
IV– A relação profissional-pessoa é fundamental no tendência a sair vagueando).
desempenho do profissional da Saúde da Família. � Orientação auto e alopsiquíca (local, hora, dia e data)
� Atenção e concentração dirigida e espontânea ( do meio
ETAPAS DO ATENDIMENTO CENTRADO NA PESSOA ambiente)
� Memória imediata : experiências nos últimas dias Este cartão contém instrumentos de
1 – Explorando a enfermidade e a experiência da pessoa
em estar doente (illness × disease); � Memória remota: evemtos pessoais passados como escola, avaliação em saúde mental na atenção
casamento
2 – Entendendo a pessoa como um todo;
� Inteligência: cálculos, leitura
básica, incluindo instrumentos de
3 – Elaborando projeto comum de manejo dos problemas;
4 – Incorporando prevenção e promoção à saúde; 3) Afetividade, humor e vitalidade
triagem de transtornos do humor,
5 – Intensificando a relação profissional - pessoa; Registrar a reação e sintonia afetiva entre discurso e
� transtornos ansiosos, avaliação do
conteúdo;
6 – Sendo realista.
� Observar tendência ao choro, tristeza, euforia, desinibição.
risco de suicídio, demência, álcool e
ROTEIRO PARA DISCUSSÃO DE CASOS Variação do humor durante o dia, ânimo, libido; tabaco.
EM APOIO MATRICIAL DE SAÚDE MENTAL � Avaliar distúrbios do sono, alteração de apetite e peso e
ideação suicida;
Aproximação da Clínica Ampliada Apresenta também roteiros de
�Motivo do matriciamento; 4) Discurso
�Informações sobre a pessoa, família e ambiente; � Avaliar a velocidade do discurso, sua qualidade (se é consulta e levantamento de casos a
�Problemática apresentada no atendimento (nas palavras coerente) e continuidade (se há associação lógica entre serem discutidos nos espaços de apoio
da pessoa, familiar, outros); temas, idéias e assuntos);
matricial em saúde mental.
�História do problema atual (início, fator desencadeante, 5) Conteúdo do pensamento
manifestações sintomáticas, evolução, intervenções � Investigar preocupações, pensamentos recorrentes,
biológicas ou psicossociais realizadas, compar- dúvidas, motivos de ansiedade e medo; fobias e pensamentos
tilhamento do caso(referência/contra-referência); obsessivos, atos compulsivos ou rituais ou estratégias para
�Configuração familiar (genograma); evitar ou aliviar ansiedade.
�Vida social (participação em grupos, instituições, rede de � Notar se há delírios (idéias patologicamente falseadas, que
apoio social, situação econômica); não encontram sustentação lógica).
�Efeitos do caso na equipe interdisciplinar; 6) Sensopercepção
�Formulação diagnóstica multi-axial. Ilusão é a percepção sensorial alterada de um estimulo rea;l

Formulação Diagnóstica Multiaxial Alucinação é a percepção irreal que ocorre na ausência de

1) Transtornos mentais estímulo externo. As alucinações podem ser auditivas, como
as verbais na terceira pessoa (mais comuns em psicoses),
2) Transtornos e estilo de personalidade, transtornos do
visuais (mais frequentes em distúrbios orgânicos), olfativas,
desenvolvimento;
gustatórias ou táteis;
3) Problemas de saúde em geral;
� Despersonalização é a sensação de irrealidade em relação
4) Avaliação de incapacidade; ao próprio corpo (relativamente frequente em transtornos
5) Problemas sociais. ansiosos e depressivos);
Formulação de Projeto Terapêutico Singular
7) Juízo e autocrítica
1. Abordagens biológicas e farmacológica;
� Juízo: alterado na ocorrência de delírios (com gradações)
2. Abordagens psicossocial e familiar; � Para exame da autocrítica, usar perguntas como: “Você
3. Apoio do sistema de saúde; acha que tem uma doença física, mental ou nervosa ?”, “ Você
4. Apoio da rede comunitária; acha que pode estar precisando de tratamento ?”
5. Trabalho em equipe: quem faz o quê.

5 6
TRIAGEM PARA ANSIEDADE MINI-EXAME DO ESTADO MENTAL TRIAGEM PARA DEPRESSÃO
(1) Você tem se preocupado demais? Registrar escolaridade e data do exame (1) Nas duas ultimas semanas você sentiu-se triste,
(2) Você tem se sentido esgotado, tenso?
ORIENTAÇÃO TEMPORAL (0-5 pontos) desanimado(a), deprimido(a), durante a maior parte do
(3) Você tem se sentido muito irritado(a) ou com “problema
1) Dia [ ] Mês [ ] Ano [ ] Dia da semana [ ] Horas [ ] dia, quase todos os dias?
nos nervos”?
(2) Nas duas últimas semanas você teve o sentimento de não
(4) Você tem tido dificuldade em relaxar? ORIENTAÇÃO ESPACIAL (0-5 pontos) ter mais gosto por nada, de ter perdido o interesse e
Se houver pelo menos dois ‘sim’, faça as perguntas a seguir: 2) Local (específico) [ ] Local (geral) [ ] Bairro [ ] prazer pelas coisas que lhe agradavam habitualmente
(5) Você tem dormido mal ou dificuldade para dormir? Cidade [ ] Estado [ ]
(6) Você tem sentido dor de cabeça, no pescoço ou mal estar Se houver menos uma resposta ‘sim’, faça as perguntas a
na cabeça ? REGISTRO (0-3 pontos) seguir:
(7) Você tem sentido tontura, suor frio, diarréia, 3) Repetir 3 palavras: (A) Seu apetite mudou de forma significativa?
formigamentos, desconforto no estômago, batedeira etc. carro [ ] vaso [ ] tijolo [ ] (B) Teve problemas de sono quase todas a noites
(sintomas autonômicos)? (dificuldade para pegar no sono, acordar no meio da
(8) Você está preocupado com sua saúde? ATENÇÃO E CÁLCULO (0-5 pontos) noite, dormir demais)?
4) Série descendente de 100-7: (C) Falou ou movimentou-se mais lentamente que de
(9) Estes problemas têm prejudicado sua qualidade de vida e
93[ ] 86[ ] 79[ ] 72[ ] 65[ ] costume ou pelo contrario, sentiu-se mais agitado ou
relações com outras pessoas?
ou soletrar a palavra MUNDO de trás para frente: incapaz de ficar quieto?
Pessoas com transtornos de ansiedade costumam (D) Sentiu-se a maior parte do tempo cansado, sem energia,
O[ ] D[ ] N[ ] U[ ] M[ ]
responder ‘sim’ a pelo menos 5 das 9 perguntas quase todos os dias?
EVOCAÇÃO (0-3 pontos) (E) Sentiu-se sem valor ou com culpa, quase todos os dias?
TRIAGEM PARA USO 5) Repetir as 3 palavras do registro: (F) Teve dificuldade em tomar decisões, de se concentrar ou
NOCIVO DE ÁLCOOL (CAGE) carro [ ] vaso [ ] tijolo [ ] problemas de memória quase todos os dias?
C (cut) – Você já considerou beber menos ou parar de (G) Teve por varias vezes pensamentos ruins, com seria
LINGUAGEM (0-9 pontos)
beber? melhor estar morto, ou fazer mal a si mesmo?
6) Denominar um relógio de pulso [ ] e uma caneta [ ]
A (annoyed) – Pessoas o tem perturbado por criticá-lo por Se ‘sim’ em (1) ou (2) + ‘sim’ em qualquer um de (A) a (G),
7) Repetir : “Nem aqui, nem ali, nem lá” [ ]
beber? há grande risco de depressão:
8) Atender ao comando: “peque um papel com a mão
G (guilty) – Você tem se sentido culpado ou mal por beber? � 3 e 4 respostas positivas: depressão leve
direita [ ], dobre-o ao meio[ ] e coloque-o no chão” [ ]
E (eye opener) – Você bebido logo pela manhã, ao acordar, � 5 a 7 respostas positivas: depressão moderada
para aliviar os nervos ou a ressaca ? 9) Ler e obedecer a seguinte ordem por escrito:
� risco de suicídio, sintomas psicóticos ou 8 a 9 respostas
Se pelo menos duas positivas fazer consulta específica para positivas: depressão grave
alcoolismo e drogas (pode-se usar o instrumento ASSIST da
OMS) FECHE OS OLHOS [] Em caso de depressão:
Avaliar risco de suicídio (ver a seguir)

DEPENDÊNCIA AO TABACO Considerar transtorno afetivo bipolar e investigar quadro

10) Escrever uma frase completa [ ]
pregresso de mania
(TESTE DE FAGERSTRÖM) PRAXIA(0-1 ponto) �Questionar sobre uso de drogas e álcool
1) Quanto tempo você demora para fumar depois que 11) Copiar o desenho [ ]
acorda?
<5 min (3) 5-30 min (2) 31-60 min (1) >60 min (0) AVALIAÇÃO DE RISCO DE SUICÍDIO
2) Você acha difícil não fumar em lugares proibidos?
Sim (1) Não (0) (1) Você pensou que seria melhor estar morto?
(2) Você quer fazer mal a si mesmo?
3) Qual cigarro do dia que te dá mais satisfação?
(3) Você tem pensado em se suicidar?
O primeiro da manhã (1) Outros (0)
(4) Você tem pensado em alguma maneira de se suicidar?
4) Quantos cigarros você fuma por dia? (5) Você tentou o suicídio? (recentemente)
< 10 (0) 11 a 20 (1) 21 a 30 (2) >30 (3) (6) Você ao longo da vida já fez alguma tentativa de suicídio?
5) Você fuma frequentemente pela manhã?
Sim (1) Não (0) Pontuação:
Pontos de corte para risco de déficit cognitivo:
6) Você fuma, mesmo doente, quando precisa ficar de Risco leve — 1 ou 2 ou 6
analfabeto: 13 pontos
cama a maior parte do tempo? Risco moderado — 3 ou (2 + 6)
1 a 7 anos de estudo: 18 pontos Risco elevado — 4 ou 5 ou (3 + 6)
Sim (1) Não (0) 8 ou mais anos de estudo: 23 pontos
Grau da dependência: Lembre-se: O melhor preditor de suicídio é história positiva de
0-2: muito baixo; 3-4: baixo; 5:médio; 6-7: elevado. FONTE: BERTOLUCCI, P. et al, 1994. tentativa prévia de suicídio

2 3 4