Você está na página 1de 19

CAPíTl)LO 1 - Noções básicos

1.2. Cargas que atuam nas lajes

o primeiro elemento estrutural a receber cargas é a laje. Como a laje é uma


superfície, a carga que normalmente atua sobre ela se distribui por toda sua
área. Como cargas permanentes atuando nas lajes tem-se o seu peso próprio
e os revestimentos.
O peso próprio das lajes maciças depende da espessura da laje. No caso de
lajes pré-moldadas e painéis, o peso próprio pode ser obtido nos catálogos
dos fabricantes.

1.2.1. Peso próprio das lajes maciças

O peso próprio da laje é uma carga de superfície, portanto ele deve ser
calculado por unidade de área da laje, ou seja, por metro quadrado de laje.
Para isso determina-se o peso do volume de 7rn2 de laje. Para determinar o
peso da laje de concreto armado deve-se conhecer o peso específico do
concreto armado ( Y(A)' que é de 2.500kgUrn3.
Note-se que o volume de 7rn2 de laje é dado pela seguinte relação:
VaI = 7 rn x 7 rn x h,ale. (rn)
onde 7rn é o lado do quadrado.

-I-
I
I
I
I
I
I
7m

:> :
I
I ED
~
I
:>
ej-----------k

Para determinar o peso desse volume basta multiplicá-Ia pelo peso específico
do concreto armado. Assim:

q,.OJe (kgf) = 7 (rn) x 7 (rn) x h,ale. (m) x Yr(A(kgUrn3)

Note-se que numericamente o peso por metro quadrado da laje depende


apenas da altura da laje (h, ale. ). Assim, pode-se escrever:

q,.ale (kgf/rn2) = h,0Je. (rn) x 2.500(kgf/rn3)

20
CAPíTULO 1 - Noções básicas

Resumindo, para determinar o peso da laje por metro quadrado basta


multiplicar a espessura da laje pelo peso específico do concreto armado.
Vale insistir que as outras dimensões da laje não importam no cálculo do seu
peso próprio, pois não interessa determinar o peso total da laje, mas sim seu
peso por unidade de área. A espessura da laje pode ser adotada a partir da
experiência pessoal ou usando qualquer critério de pré-dimensionamento,

1.2.2. Peso proveniente do revestimento

o peso do revestimento executado sobre a laje varia um pouco em função


da espessura do contrapiso e do tipo de piso, se cerâmica, de madeira ou
outro. Para os casos mais comuns pode-se considerar, a favor da segurança,
o peso do revestimento como sendo de 100kgf/m2.

1.2.3. Peso proveniente das cargas acidentais

Este peso é definido pela Norma Brasileira. Depende do tipo de uso da


edificação, se residencial, comercial ou institucional, entre outros.
Seguem-se alguns valores prescritos pela NBR 6120 - Cargas para o cálculo
de estruturas de edificações (NovI1980):

o arquibancadas: 400kgf/m2
o bancos: 200kgf! m2
o piso de edifícios residenciais: 150kgf!m2
o salas de aula de escolas: 300kgf/m2
o piso de escritórios: 200kgF/m2
o piso de lojas: 400kgf!m2
o lajes de forro: 50kgf/m2
o ginásio de esportes: 500kgf/m2
o hospitais: 200kgf/m2
o restaurantes: 300kgf/m2
o platéia de teatros e cinemas: 400kgf!m2

Exemplo: -+----_ ... __ .


5m
-------+, i
._-------__. _.L
Determinar as cargas que incidem na laje. /i

Dados: I
i
laje para uso de escritório: !
iE
'''1-
carga acidental para piso de
escritórios (CA = 200kgf/m2), I
altura da laje (hl ore. ) = 0,12m. ------------------ L
---:rr-

21
.
CAPíTULO 1 - Noções básicos

peso próprio (PP'aje) = h'aje(m) x YCA(kgf!m3)


PP'aje = O, 12m x 2.500kgf/m3 = 300kgf/m2
pp,.oje = 300kgf! m2
revestimento do piso = 1OOkgf / m2 (padrão)
carga acidental = 200kgf!m2 (laje de piso para escritório)
Total = 600kgf/m2

1.3. Cargas que atuam nas vigas

As vigas são consideradas elementos estruturais lineares, logo as cargas que


atuam sobre elas são, também, cargas distribuídas linearmente.
As cargas lineares que podem atuar em uma viga são seu peso próprio, as
cargas das lajes e as cargas de alvenarias.

-------- alvenaria

la;e

Nas vigas podem, ainda, atuar cargas concentradas devidas ao apoio de outras
vigas. Essas cargas são as reações das vigas que nelas se apóiam.

22
CAPíTULO 1 - Noções básicas

1.3.1 Cargas provenientes do peso próprio da viga

Como o peso da viga é uma carga linear sobre ela mesma, para determiná-lo
calcula-se o peso do volume de um metro linear de viga. Assim:
1m
-t--~ ,h

Vo/(m3) = 1(m) x b(m) x h(m)

Peso próprio de 1m linear de viga (qpp )

q pp (kgf) = 1 m x bm x hm x 2.500kgflm3

Repare que o peso da viga independe do comprimento podendo-se obter o


peso próprio multiplicando-se diretamente as dimensões da seção transversal
da viga (b e h) pelo peso especíico do concreto armado. Assim:

q pp (kgF/m) = (b x h)m2 x 2.500kgF/m3

1.3.2. Cargas nas vigas provenientes das lajes

Sabe-se que em função das relações entre seus vãos, as lajes podem ser
consideradas armadas em uma só direção ou em cruz, ou seja, quando um
dos vãos da laje tem uma dimensão bem maior que o outro. Em virtude da
rigidez do vão menor, os esforços no vão maior são tão pequenos que podem
ser desprezados, considerando-se que apenas o vão menor está sujeito aos
esforços. Neste caso, a laje é armada apenas na direção em que os esforços
são significativos, ou seja, no vão menor. Esse tipo de laje é denominado
laje armada em uma só direção. Para fins práticos, essa situação ocorre
quando o vão maior é maior que o dobro do vão menor (L > 2 x R).
Caso contrário, os dois vãos apresentam esforços significativos e a laje é
armada nas duas direções, denominando-se laje armada em cruz.
Na prática, isso ocorre quando o vão maior é menor ou igual ao dobro do
menor (L:::; 2 x R).

23
.
CAPíTULO 1,- Noções básicos

","- - -- - - -- - - - - - - -- - - - - - - - -
- - - - --
:
: L ~ 2x f
L > 2x f

.;---------- ----------------

loie ormodo em uma só direção laie armada em cruz

1.3.2.1. Cargas nas vigas provenientes das lajes


armadas em uma só direção
No caso de laje armada em uma só direção, a distribuição de cargas acontece
apenas sobre as vigas do vão maior. Para entender o porque disso, basta
imaginar como a laje romperia, o que sem dúvida deixa claro sobre quais
vigas ela estaria se apoiando.

(--- linho de ruptura

Para determinar a carga sobre a viga, toma-se a quantidade depositada em


um metro linear de viga. Para isso, toma-se uma faixa da laje com um metro
de largura. A carga sobre essa faixa é determinada multiplicando-se a área
dessa faixa pela carga por metro quadrado sobre a laje. Assim, tem-se:
---~-------------L----~--------+
:-------------------"-------------:
, ~,
i • 1 \
!i ~: -------------i
1m

1m

o,ctxo
- (kgf) = q, ale- (kgF/rn2) x 7 (rn) x f(rn)

Como metade da carga sobre essa faixa vai para cada uma das vigas, tem-se.
_ (kgf)=
q viga (q,ale_ (kgf/rn2) x 7 (rn) x f(rn)) + 2

24
CAPíTULO 1 - Noções básicas

Note-se que numéricamente o valor da carga na viga independe da largura


da faixa, bastando multiplicar a carga da laje pela metade do vão menor da
laje, ou seja:
q. (kgUm) = q,. (kgf/m2) x R(m)
viga ose 2
Obs: As lajes pré-moldadas comportam-se como lajes armadas em uma só
dirção (a direção das vigotas). Seu peso é dado em tabelas fomecidas pelos
fabricantes em função do vão e da sobrecarga (acidental + revestimentos).

0.3.2.2. Cargas nas vigas provenientes das lajes


armadas em cruz

Para entender como se dá a distribuição de cargas sobre as vigas que apóiam


unia laje em cruz, basta observar como se dá a ruptura desse tipo de laje.
Na laje armada em cruz, os momentos fletores são significativos nas duas
direções. Agindo concomitantemente em direções ortogonais, esses
momentos provocam um momento resultante que se dá em uma direção
inclinada em relação aos lados, considerada para fins práticos a 45°.

5m
-lf--/ ------;!é-I/
1 1
, , 4- --+-
1 )450 1 i !
1
1
1
1
19
I
1
1
1
1
iE
i"1"
I ~
I -
1"1"
1 1 I
---1 ------;-! /
I .
Imha porçõo do loie porção do 10;:"
I I
--+.-I
! de ruptura sobre o vão maior sobre o vôo menor
I - - I
-+ I

Desta forma, a ruptura de uma laje quadrada se dará ao longo das diagonais.
No centro de uma laje retangular, prevalece o momento na direção do menor
vão, dando-se a ruptura paralela ao maior vão.
L .e/2
+-- ---;:f-

~+s
-.~' +-- ! "Y
----- ..J.. i
.e/2· i~
!"",
i
L- (2 x f/2) = L - .e --+- +

25
CAPíTULO 1 - Noções básicos

Considerando o caso mais genérico de lajes retangulares, pode-se perceber


que as vigas do vão maior recebem um trapézio de carga e as vigas do vão
menor, um triângulo, ou seja, a forma de ruptura mostra como a laje apóia-
se em cada direção. Uma vez entendido esse fato, a determinação da carga
em cada direção resume-se a calcular a área de carga sobre cada viga -
triângulo ou trapézio - e distribuí-Ia ao longo da viga. Em outras palavras,
na viga do lado maior, a porção de carga da laje que vai para ela é igual a
área do trapézio multiplicada pela carga por metro quadrado sobre a laje
(peso próprio, revestimento e carga acidental).
N as vigas do lado menor ocorre o mesmo, apenas que a área de carga é um
triângulo. Assim sendo:

Cargas nas vigas de lado menor:

f(m) P(m2)
área do triângulo (f(m) x -2 ) + 2 =
= 4
P( 2)
carga total sobre o triângulo = q/oie (kgF/m2) x ;

Como a carga sobre a viga é distribuída ao longo do seu comprimento,


divide-se a carga total pelo comprimento da viga, ou seja f, assim:
P(m2)
qvigo = (q/oie (kgf/m2) x 4 ) -i- f(m)

qvigo (kgf/m) = «; (kgF/m 2


) x f~m)

Cargas nas vigas de vão maior:

área do tropézio = {L(m) + (L(m) - f(m))} + 2 x f~m)

cargo total sobre o tropézio = qtrop

f(m)
qt
rap
= q/ .
ale
(kgf/m2) x {L(m) + (L(m) - f(m))} -i- 2 x -2

Dividindo pelo comprimento do viga de vão maior ( L ) e organizando o


fórmula tem-se:
f(m) f(m)
qvigo (kgf/m) = q/oie (kgf/m2) x -4- x (2- y;;-)
Resumindo, de todos esses cálculos o que é importante saber é :

26
CAPíTULO 1 - Noções básicas

- carga na viga de vão menor:


f')-
q.viga (kgim - ql·iue (k9fi m 2\J x -4-
f(m)

- carga na viga de vão maior:


rI ) - (k fi 2\ f(m) (2 _ f(rn))
. (kgT/ m - ql·o/e' 9 m I
q viga X 4 X L(rn)
,
I I

Exemplo: Laje para piso residencial.


6m

1 - Cargas na laje:
Peso próprio = O,12m x 2.500kgf/m3 = 300kgflm2
Revestimento = 100kgflm2
Carga acidental (piso .residencial) = 150kgf/m2
qla;e 9 L = 550kgf/m2

2 - Cargas nas vigas V3 e V4 (vão menor):

= . (k (1m2) x f(m)
q viga menor q lale 9 4
5m
qvigamenar = 550kgflm2 X 4
q viga
. menor
= 687,5kgf/m

3 - Cargas nas vigas VI e V2 (vão maior):

= (k flm2) x f(m) x (2 _ f(m))


qviga maior q la;e 9 4 L(m)

5'11
qviga maior = 550kgflm2 x 1,25m x (2 - 6~)

q.viga .
moror
= 687,5kgflm3 xl, I 7m = 804,4kgf/m

q vtqomcior
. . = 804,4kgflm

27 •
CAPíTULO 1 - ,Noções bósicos

1.3.3. Cargas nas vigas provenientes das alvenarias

As alvenarias também depositam cargas por metro linear sobre a viga.


Para determinar o peso da alvenaria sobre a viga, calcula-se o peso do volume
de uma faixa de alvenaria de 1 metro de largura ao longo do comprimento
da viga.

Assim, tem-se que o volume da faixa de alvenaria é:


VaI = 1 (m) x b(m) x h(m)
onde b é a largura da alvenaria e h a sua altura (a grosso modo considerada
como a altura do pé direito). Para determinar o peso dessa faixa de alvenaria,
deve-se multiplicar o seu volume pelo peso específico da alvenaria, o que
varia de acordo com o tipo, se de tijolo, bloco ou painel.

Os pesos específicos (Yalve ) das alvenaria mais usadas são:

o tijolos de barro maciços revestidos = 1 . 680kgf! m}


o tijolos cerâÍnicos revestidos........ = 1. 120kgf!m3
-.
o blocos 'de concreto revestidos , = 1.250kgf!m3
o blocos de concreto celular revestidos = 950kgf!m3

Quando não houver informação específica, pode-se considerar alvenarias


externas com 25cm e internas com 15cm. Recomenda-se, ainda, que mesmo
as alvenarias sem acabamento considere-se sempre como revestidas, pois
isso pode acontecer no futuro.
Assim, o peso dessa porção de alvenaria passa a ser:

qalve (kgf) = 7(m) x b(m) x h(m) x y da alvenaria(kgf!m3)

28
C;',PITULO 1 - Noções básicos

Nesta relação, o peso da alvenaria independe da largura da faixa de alvenaria


e pode ser numericamente expresso da seguinte forma:
qa've (kgf/m)= b(m) x h(m) x Ya've (kgf/m3)

Exercícios sobre cálculo de cargas sobre vigas:


Exemplo: Calcular as cargas sobre a viga V1

6m 6m
-;;f-----------+ -1 ----,,'-
VI VI
~~mm~mÁ~mm~mm~: ~
V3 :
1
1
1
----'" 1
IE
'<t
1
1

: V4
---------------------- ,
1
---------------------

Dados:
c:::=:=:Jlaje para uso comercial:
carga acidental para piso de escritórios (CA=200kgf/m2)
altura da laje (h, ale. ) = 0,12m
~ alvenaria sobre a viga V1 de blocos de concreto revestidos:
espessura (e) = 0,19m
(bloco de 14cm com 2,5cm de revestimento de cada lado)
altura (h,ave ) = 3m
Cargas:
CP = carga permanente e CA = carga acidental

CP = peso próprio da laje + peso próprio do revestimento

CP = O, 12m x 2.500kgf/m3 + 100kgf/m2 (padrão)

CP = 300kgf/m2 + 100kgf/m2

CP = 400kgf/m2
Cargas sobre a laje (q, ale. ):

q,.ale = CP + CA
.
q,ale = 400kgf/m2 + 200kgf/m2
q,.ale = 600kgf/m2

29
CAPíTULO 1 - Nocões básicos
"

Carga da laje sobre a viga V7(qviga):

J'. J'.
q viga = q lale. x --4 x (2 - --)L (laje
~ armada em cruz, viga do vão maior)
4m 4m
q = 600kgf/m2 x - x (2 - -)
0~ 4 6m
q.viga = 600kgf/m2 X 7m X 7,33

q.viga = 798kgf/m

Carga da alvenaria sobre a viga V7 (qalve):


r da alvenaria de blocos de concreto revestidos = 7.250kgf/m3
q alve = 0,7 9m X 3m x 7.250kgf/m3

Carga total sobre a viga V7 (q t viga):


q t viga
. =q, o ve +q vIga

qt viga = 77 2,5kgf/m + 798kgf/m

qt viga = 1.57 0,5kgf/m

Exemplo: Calcular as cargas sobre as vigas V7 e V2


6,5m .
~-----------------+
i VI i
-t- -7--

I V3 i I
A :,
i
E

: -1:-'
! l{)

(Y)E 'I :I I }:::


I
I I : I li1
.1 :_______________________ V4
-----------------------.\
T I
-,r-
V4 , ~
-"'I' V2

Dados:
c:::::::=J laje para uso residencial:
carga acidental para piso residencial (CA= 750kgf/m2)
altura da laje (h, ale. ) = O,lOm
~ alvenaria sobre a viga V7, de blocos de tijolos cerâmicos revestidos:
espessura (e) = 0,22m
altura (h ave
I ) = 2,8m

30
CAPíTULO 1 - Noções básicos

Cargas:

CP = carga permanente e CA = carga acidental


CP = peso próprio da laje + peso próprio do revestimento
CP = 0,7 Om x 2.500kgf!m3 + 7 00kgf/m2 (padrão)

CP = 250kgf/m2 + 700kgf/m2
CP = 350kgf/m2

Cargas sobre a laje (q/ cne. ):

q/oje = CP + CA
q/.°le = 350kgf!m2 + 150kgf/m2

q/oje = 500kgf!m2

Carga da laje sobre a viga VI (qvi9J


f
qVigo = q/oje X 2
(laje armada em uma só direção, onde L = 6,5m > 2 x .e = 6,Om)
3m
q
vigo
= 500kgf/m2 x-- 2

q.vIga = 500kgf!m2 x 1,5m

q.vIga = 750kgf!m

Carga da alvenaria sobre a viga VI (qo/vJ

r da alvenaria de tijolos cerâmicos revestidos = 1. 120kgf!m3


peso da alvenaria (qo/ve) = 0,22m x 2,8m x 1. 120kgf!m3

qo/ve = 689, 92kgf!m

Carga total sobre a viga V I(q t vigo ):

q.t vIga =q/ a ve


+q vIga

q'vigo = 689,92kgf!m + 750kgf!m

qtvigo = 1.439,92kgf/m == 1.440 kgf!m

31
CAI"íTULO 1 - Noções básicos

Exemplo: Calcular as cargas sobre as vigas.

i
----f--
~5m
-;f-~----~----~-~~-~~------~--~-
i

P1! V1 20 x 40cm i P2

L1
d = lOcm
~
C§' /

lJ)
><
~ V2 15 x 50cm P3
> ~;~~ZU~~~Z~/2 .. ~Z4:--:-:-:--:=:::-:-:--:-::--:-:-:--:-:-:--::-:-:--:-:-:-i
~

d=lOcm d=lOcm ~
~
V320x30cm >

/ V4 20 x 30crn
Ps
3,5m

Considerar:
laje para piso de escritório
~ alvenaria de bloco cerâmica: h = 2,50m

1 - Cargas na laje:
Peso próprio = O/10m x 2.500kgf/m3 = 250kgf!m2
Revestimento = 100kgf/m2
Carga acidental (piso de escritório) = 200kgf/m2

q'aie 9 L = 550kgF/m2

2 - Cargas devidas ao peso próprio (PP) da viga:

VI (20 x 40cm) = V6 (20 x 40cm)


PPV1,v6 = O/20m x 0,40m x 2.500i<gf/m3 = 200kgf/m

32
CAPíTULO 1 - Noções bósicas

o V2 (75 X 50em)
PPV2 = 0,7 5m X O,50m X 2.500kgf!m3 = 787,5kgf!m

Ci> V3 (20 X 30em) = V4 (20 X 30em)


PPV3,v4 = O,20m X O,30m X 2.500kgf/m3 = 750kgflm

(0 V5 (20 X 50em) = V7 (20 X 50em)


PPVS,v7 = O,20m X O,50m X 2.500kgflm3 = 250kgflm

3 - Cargas nas vigas devidas às alvenarias.

Incidência do peso da alvenaria sobre as vigas:

o VI, V3, V4, V5, V6 e V7

PPa/v = O,20m X 2,50m X 7.720kgf!m3 = 560kgf!m

/
Ii L pé-direito
/
L_ peso específico do bloco cerâmica

1 espessura
ms'
~! V2

PPa/v = 0,7 5m X 2,50m x 7.720kgf!m3 = 420kgf!m

4 - Cargas nas vigas devidas às lajes:

L = 5,5m

-L-/
/1
1/
1 VI
(600,0 kgf/m)
t
L ~ 2 X t
EI E ~ E
0), ~ LI I
>,
~ 5,5m < 2 x 3m
11 I
2'
'"<'< d = lOcm --- I Z'
'"
<'<
""I ~ ~ ~ 5,5m < 6m
I
I -;;
--J:- :>
I
(600,0 kgf/m)
.. laje armada em cruz
V2

33 .
çAPírULO 1 - Noções básicas

~ rV_2 __ ~~~ ~
(393,0 kgllm) 1 I
3,5m < 2 X 2m
L2 ~g.
i o
d =lOcm ~ ~ 3,5m < 4m
(3no kgllm) >.
.. laje armada em cruz

V2
(0,0 kgUm)
-+
'o,

I
L > 2x .e
""
E IE
:;,
g. I
g.
Il{)
4,5m > 2 x 2m
o o
I ~'
à
'"
~
L3
'"~
à
I~ 4,5m > 4m

d = lOcm .. laje armada em uma só direção


>. ~ I

V4
(0,0 kgfím)
4-
/ /
7 7
.e = 2m

Cargas nas vigas VJ e V2 devidas a L J (vão maior):

- (k fi 2) R(m) (2 R(m))
qviga maior - q'aie 9 m x 4 X - L(m)

3m 3m
qviga maior = 550kgF/m2 X 4 X (2 - 5,5m)

q vIga
. motor
. = 600kgF/m

Cargas nas vigas V2 e V3 devidas a L2 (vão maior):

R R
qviga maior = q'aie X 4 X (2 - T)

2m 2m
qviga maior = 550kgF/m2 X -4 X (2 - -3 5 )
,m

34
CApiTULO 1 - Noções básicas

qviga maior = 393kgf/m

Cargas nas vigas Vs e V7 devidas a L I (vão menor):

i!
q viga menor = q laie X 4
3m
qviga menor = 550kgf/m2 X 4 = 412,5kgf/m

Cargas nas vigas Vs e V6 devidas a L2 (vão menor):

i!
q viga menor = q laie X 4
2m
qviga menor = 550kgf/m2 X 4 = 275kgf/m

Cargas nas vigas V6 e V7 devidas a L3 (vão maior):

i!
qviga maior = qlaie X 2
2m
qviga maior = 550kgf/m2 X 2= 550kgf/m

Obs: V2 e V4 não recebem carga da laje L3 (armada em uma s/o direção).

Resumo das cargas:

VI (20 X 40cm)

PPviga----- 200kgf/m CD
alvenaria 560kgf/m 0
lo;e------ 600kgf/m

1: = 1.360kgf/m

1: == l,36tf/m
CAPíTULO 1 - Noções básicas

V2 (15 x 50em) trecho 1 trecho 2

PPviga ----- 187,5kgf/m (2) 187,5kgf!m (2)


alvenaria ------ 420kgf!m ® O

la;e -------
r
~l
LI = 600kgf/m
LI -- 600kgf!m
L2 = 393kgf/m
L = 1.600,5kgf!m L = 787,5kgf!m

L :; l,6tf/m L :; 0,79tf/m

trecho J

3,5m __
~ 2_m_-+-

5,5m

V3 (20 x 30em)

PPviga--- 150kgf!m G)
alvenaria 560kgf!m 0
la;e --------------- L2 = 393kgf!1Jl

L = 1.103kgf!m
L :; l,ltf/m

36
CAPíTULO 1 - Noções básicas

PPviga ---- 750kgf!m G)


alvenaria ---- 560kgf!m @
la;e ---- O

L = 770kgf/m
L == OJ7tf!m

V5 (20 X 50em) trecho 1 trecho 2

PPviga 250kgf!m 8) 250,Okgf/m 8)


alvenaria --------- 560kgf!m @ 560kgf!m @
la;e ---- L2 275kgf!m LI - 47 2,5kgf/m

L = 7.085kgf/m L = 7.222,5kgf!m
L == 7,09tf/m L == 7,22tf/m

trecho 2
trecho 1 lV 'I
~f 1,Q9f/rl 1 I I

2m 3m

5m

37
çAPíTULO 1 - Noções básicas

V6 (20 x 40em) trecho 1 trecho 2

PPviga -- ------------- 200kgf! m CD 200kgf/m CD


alvenaria 560kgf! m 0 O

lcue ----- L3 - 550kgf!m


f L2 = 275kgf/m
-1
L L3 = 550kgf!m

L = 7.370kgf!m L = 7.025kgf!m
L = 7,37tf/m L = 7,03tf/m

trecho J

2,Om

Ps

V7 (20 x 50em) trecho 1 trecho 2

PPviga 250kgf!m 8) 250kgf!m CD


alvenaria ---- 560kgf!m 0 560kgf/m
laie - L3 -- 550kgf!m LJ-- 47 2,5kgf/m

L = 7.360kgf/m 1: = 7.222,5kgf!m
L = 7,36tf/m L = 7,22tf/m

38

Você também pode gostar