Você está na página 1de 4

E.E. PROF.

MARIANO DE OLIVEIRA
Aluno:________________________nº______Ano/turma_____
Professor:___________________Disciplina________________
Data______/_______/______ Nota da Prova_______________
SIMULADO SARESP - HISTÓRIA

1 - Leia o texto e responda à questão.


“Antes dos brancos chegarem, Cada nação indígena sabia onde era sua terra.
Ninguém precisava fazer demarcação. A terra não era de um dono só. A terra
era de toda a comunidade”. Fonte: PAULA, Eunice Dias de; PAULA, Luiz Gouvea de;
AMARANTE, Elizabeth. História dos povos indígenas : 500 anos de luta no Brasil.
Petrópolis: Vozes; Brasília: CIMI, 1986.
A chegada dos europeus à América causou inúmeras transformações no
modo de vida dos povos indígenas que habitavam essa região. O aspecto
histórico das sociedades indígenas ressaltado pelo texto acima é:
a. a inexistência da propriedade privada.
b. o domínio das técnicas de demarcação.
c. a prática de uma agricultura predatória.
d. o estabelecimento de instituições democráticas.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
2 - Há alguns anos, tornou-se obrigatório no Brasil o ensino de História da
África. Isso se deu porque, devido a uma estreita relação ao longo de
séculos, a cultura africana tem que ser considerada como:
a. elemento curioso do desenvolvimento histórico nacional.
b. importante somente para compreensão da escravidão.
c. patrimônio cultural fundamental da sociedade brasileira.
d. influência crucial para os hábitos alimentares do Nordeste.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
3 - Observe a figura abaixo.

Esta é uma imagem das Olimpíadas, jogos competitivos que ocorriam na


cidade de Olímpia, na Grécia antiga, em 2500 a.C. Desde o final do século XIX,
por incentivo dobarão de Coubertin, surgiu a nova versão das Olimpíadas.
Portanto, podemos relacionar os Jogos Olímpicos às Idades:
a. Antiga e Contemporânea.
b. Pré-História e Medieval.
c. Média e Moderna.
d. Feudal e Burguesa
_______________________________________________________________
4 - Leia o texto e responda à questão.
As notícias da Revolução Francesa demoraram semanas para se
espalhar. A Guerra do Golfo e a Guerra do Iraque foram televisionadas para o
mundo todo, ao vivo. Do mesmo modo manifestações como a das Diretas Já!
no Brasil ou a da Praça da Paz Celestial na China se tornam, no mundo
contemporâneo, conhecidas quase que imediatamente do grande público,
mudando a forma como hoje enxergamos as transformações históricas. Os
líderes gregos precisavam falar em voz alta para o público que ia votar na
assembléia. Nossos políticos fazem debates na TV.
Podemos dizer que a mídia tornou a difusão do conhecimento sobre as
transformações históricas mais:
a. violentas.
b. lentas.
c. pacíficas.
d. velozes.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
5 -Uma das primeiras atividades econômicas introduzidas por Portugal em sua
colônia americana foi a agricultura de exportação, conhecida como plantation.
A principal mercadoria adotada na plantation portuguesa foi a cana-de-açúcar,
cuja produção ocorria em terras enormes e com mão de obra escrava.
As primeiras plantations se desenvolveram numa determinada região da
colônia que se tornou o centro administrativo e de organização da colônia
portuguesa. A opção que melhor descreve a região mais povoada no início das
plantações de açúcar no Brasil é:
a. Sudeste, com a base naval portuguesa sediada em Vitória.
b. Centro-Oeste, com a capital brasileira em Brasília.
c. Norte, com o vice-reinado do Grão-Pará.
d. Nordeste, com a sede do governo-geral em Salvador.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
6 - Leia o texto e responda à questão. Nasci n´Angola

Nasci n´Angola
Angola que me criou
Eu sou neto de Moçambique
Eu sou negro sim sinhô
Fonte: JONGO do Quilombo São José. Rio de Janeiro, 2004. 1 CD.

O trecho acima é de um jongo gravado ao vivo pelos remanescentes do


Quilombo São José, localizado no município fluminense de Valença, em 2004.
No século XIX, o jongo ou caxambu era um dos momentos permitidos para
festa e confraternização das comunidades escravas nas fazendas de café do
Vale do Paraíba, interior dos atuais Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e
São Paulo.
ABAIXO DO BÁSICO
A letra do jongo e sua gravação revelam:
a. desrespeito diante dos mais velhos e negação da tradição oral.
b. assimilação dos estrangeiros e desvalorização da memória negra.
c. orgulho da origem étnica e preservação de uma herança afro-brasileira.
d. vergonha da ascendência africana e necessidade de esquecer o passado.
e. esquecimento das tradições genuínas e busca do lucro pela indústria
fonográfica.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
7 - Os africanos entram em cena na história do Brasil colonial a partir do “pacto
colonial”, da “monocultura do açúcar” e do “exclusivo metropolitano”, que
necessitavam do “tráfico negreiro” e do ”trabalho escravo africano”’.
Esta formulação clássica da nossa historiografia produz como efeito uma
relativa naturalização da escravidão negra como simples função da cobiça
comercial europeia, escamoteando a face africana do tráfico, essencial para o
entendimento de sua dinâmica e durabilidade. Essa naturalização da
escravidão negra, a partir de uma premissa que torna o tráfico negreiro um
fenômeno histórico, econômico e cultural derivado apenas da história europeia,
é fruto do desconhecimento da história africana e de sua importância na
articulação do mundo atlântico, presente na formação de pesquisadores e de
professores brasileiros.

Fonte: MATTOS, Hebe Maria. O ensino de história e a luta contra a discriminação racial no Brasil. In:
ABREU, Marta; SOIHET, Rachel (Org.).
Ensino de História : conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.
As novas propostas de ensino de história levam em consideração a
diversidade do patrimônio étnico-cultural, enfatizando:
a. o valor da mão de obra escrava para a eficiência do pacto colonial.
b. a relevância da história africana para a compreensão da história do Brasil.
c. o papel proeminente do tráfico negreiro como fator de acumulação primitiva
do capital.
d. a importância da influência africana no desenvolvimento das instituições
políticas brasileiras.
e. a igualdade das contribuições culturais dos elementos imigrantes, sejam eles
africanos, indígenas, italianos ou japoneses.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
8 -Pesquisa do Datafolha realizada em 2007 afirmou que as frases abaixo
possuíam os seguintes percentuais de aceitação entre os entrevistados.

“Umbanda é coisa do demônio.” 57%

“Os judeus só pensam em dinheiro.” 49%

“Os católicos não praticam sua religião.” 61%

“Os muçulmanos defendem o terrorismo.” 49%

“Os evangélicos são enganados por seus pastores” 61%

Uma conclusão diante dos resultados da pesquisa e um possível


desdobramento na sociedade brasileira estão adequadamente associados
em:
a. redução da violência – diminuição dos atentados.
b. crescimento do sincretismo – avanço do ecumenismo.
c. aumento da escolaridade – abandono das falsas seitas.
d. permanência do preconceito – desrespeito à liberdade religiosa.
e. fim da discriminação racial – criação de uma sociedade harmônica.
9 - Leia o texto e responda à questão.
“São quatro anos é muito tempo, tem que votar com consciência ter bom
senso”.
Fonte: TSE. Slogan da campanha do TSE para as eleições de 2008.

Esta estrofe fez parte da campanha veiculada pelo Tribunal


Superior Eleitoral nos meios de comunicação durante o ano eleitoral de
2008. Uma justificativa para esta campanha é:
a. conscientizar a população da importância da participação política e do voto
para o exercício da cidadania.
b. pedir que os eleitores compareçam às urnas para votar, já que o voto em
nosso país não é obrigatório.
c. solicitar a diminuição do mandato de prefeitos e vereadores, pois quatro
anos é muito tempo.
d. mostrar que o bom-senso é um direito dos cidadãos e deve ser exercido no
nosso cotidiano
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

10 - Leia o texto abaixo, escrito por um autor de origem indígena.


Para o povo indígena, os ancestrais que regem a natureza acompanham
toda a evolução humana, como semeadores que espalham sementes pela terra
e observam, nutrem e cuidam até elas frutificarem. O índio surgiu desses
ancestrais sagrados: Sol, Lua, arco-íris, terra, água, fogo e ar. O ser índio foi se
amalgamando com esses seres sagrados. E dessa diversidade nasceram
tribos, povos, línguas. Essas tribos, de tão antigas, guardam a história de suas
civilizações como um sonho-memória, de um tempo tão remoto que parece até
mesmo antecedera memória do próprio tempo.Fonte: JECUPÉ, Kaká Werá.
A Terra dos mil povos . São Paulo: Peirópolis, 1998.

A partir do texto, é correto afirmar que os povos indígenas valorizam a:


a. preservação da cultura e da memória de cada povo.
b .difusão de seus valores religiosos no mundo civilizado.
c. obtenção de recursos para o isolamento dos grupos ameaçados.
d. construção de críticas às explicações científicas de criação do mundo.
e. substituição contínua de seus mitos e deuses por outros ligados à natureza.