Você está na página 1de 3

Estilo Gótico também e conhecido como ensino de trevas, desenvolveu-se na europa ocidental,

principalmente na franca, durante a baixa idade media no século XII entre os anos 1150-1500
identificada como a arte das catedrais.

Gótico vem da palavra (Godos) usado pelos italianos renascentistas considerando a idade media
como idade das trevas, época dos bárbaros.

Neste período houveram importantes transformações caracterizadas pelo desenvolvimento


comercial e urbano e pela centralização política o que marcou o início da crise feudal, mas os
dois movimentos arraigada cultural e cruzadista preservaram o papel da igreja na sociedade.

No comércio do século XII a arquitectura predominante ainda eh românica, mas já começaram


aparecer as primeiras mudanças conduzindo assim a uma revolução profunda na arte de projectar
e construir edifícios. Tal como na arte românica a principal expressão da arte gótica foi a
arquitectura representada pelas construções de igrejas catedrais, que levaram em torno de 300
anos para ficarem prontas. Então deste modo as cidades começaram a nascer ao redor das
catedrais, devido ao elevado número de trabalhadores envolvidos nestas obras.

Enquanto a arte românica ter um carácter religioso tomando mosteiros como referencias a arte
gótica reflecte o desenvolvimento das cidades. Este período também se verificou uma
religiosidade marcante tendo Deus como elemento supremo.

Desta maneira há uma renovação da formas caracterizada pela verticalidade maior e por uma
exactidão nos seus traços, porem com objectivo de expressar a harmonia divina. Toda a
população da cidade participava e financiava a contracção das catedrais estimulando a
rivalidades entre elas, cada construção procurava superar a altura da outra chegando atingir só
nas naves---- acima de 50m somando com altura das agulhas aproximadamente mais de cento e
tal metros a arquitectura foi a principal expressão da arte românica e propagou-se diversas por
régios da europa, principalmente com as construções de importantes igrejas. Apoiavam-se num
princípio forte simbolismo teológico, fruto do mais puro pensamento escolástico. As paredes
eram a base espiritual da igreja, os pilares representavam santos, os arcos e nervos eram o
caminho para Deus. Além disso nos vitrais pintados e decorados se ensinava o povo, por meio da
magia luminosidade das suas cores, as cores e as histórias eram relatos contidos nas sagras
escrituras sobre o ponto de vista material, o estilo gótico diferenciou-se pela evolução na
materialização das paredes e também pela distribuição especial da luz intercalando o
espaço(parede janela), tudo isso foi possível graças a duas das inovações arquitectónicas mais
importantes deste período: O Arco emponta, responsável pela elevação vertical do edifício e
abobada de cruzada que veio permitir a cobertura de espaços quadrados, curvos e irregulares.

A primeira das catedrais construídas foras de SAINT-DENS em paris, a partir desta foram
construídas dezenas com as mesmas características por toda a Franca a construção de catedrais
passou a representação a grandeza da cidades, os recursos provinha de variadas formas desde a
contribuição dos fiéis, membros da burguesia, populares e mais. Estas duravam décadas e até
mesmo séculos pela sua robustez.

Elementos Arquitectónicos

 Abobada compostas por arcos ou ogivais, dobradas, formeiros, e abobada de nervura,


vitrais coloridíssimos que filtravam as luz para a iluminação da igreja, a arozacia é
também um estilo muito característico de gótico, pilares contra fortes, arcos botantes
estreitos, janelas altas e estreitas, com vitrais coloridos e frontões bastantes ponte e
agudos. A coluna construída feita de pilares devia servir de sustentado a estrutura de
abobada.
 Abobada de cruzaria de ogivas conseguiu-se uma eficiente distribuição das forcas e elas
exerciam sobre os pilares e paredes da contracção.

A planta da arte gótica não se diferenciaram com a arte românica pela sua forma da cruz latina.

A arte Gótica esteve dividida em três grandes períodos a saber: o gótico de transição ou
premiativo, (1100-1200) – as fachadas das igrejas e das catedrais passam a ser obtidas com
estruturas decorativas tendo como características rosacias, portais, arcos cheios sobre arcos
vazios, colunas e pilares grossos, arcos botantes altos e grossos, divisão de fachada por pilastra,
O gótico lanceolado ou clássico (1200-1300) – marcado pelo arco ogival bastante elevado,
formado por um triângulo agudo, é a época de construção de grandes catedrais que se propagam
por toda europa, tais como a Notredramo de Paris, a Catedral de chatres e a catedral de Milão. O
gótico radiante (1300-1400) - marcado pelo arco ogival que perdeu a sua grandeza passando a
ser formado por um triângulo equilátero.

Escultura Gotica

Desenvolveu-se paralelamente para as igrejas -- estando em fachadas, tipalos e portais que


foram espaços ideal para a sua realização

Características: Naturalismo, realismo, beleza ideal do divino, complementava a arquitectura, as


escultura eram feitas a parte (separadamente) e depois colocadas no interior da s igrejas, não
fazendo parte necessariamente da estrutura arquitectónica, a princípios as estátuas eram
alongadas e não possuíam qualquer movimento, com um acentuadoverticalmente. A rejeição da
frontalidade considerava aspecto inovador, a rotação das figuras passa a ideia do movimento
quebrando o rigorismo formal, as figuras vão adquirindo naturalidade e dinamismo,as formas se
tornam arredondadas, a expressão pelo gosto se acentua e aparece as primeiras cenas de dialogo
nos portais.
Proporções

As estátuas têm proporções na qual a dimensão na cabeça respeita a representação da altura do


corpo.

Pintura

A pintura teve um papel importante na arte gótica pois, pretendeu admitir não apenas cenas
tradicionais que marcaram a região mais a leveza e a pureza da religiosidade, com o objectivo de
emocionar o espectador; caracterizado pelo naturalismo e pelo simbolismo, usavam cores claras,
com estreito contacto com crista, a linguagem das clores era completamente definida. O azul por
exemplo era cor da virgem Maria e o castanho a de João Baptista. A manifestação da ideia de um
espaço sagrado e a temporal alheio a vida mundana foram conseguidas com a substituição com
profundos dourados. Estas técnicas e conceitos foram aplicados tanto na pintura mural como no
rectabolo e na iluminação de livros.

Principais pintores

Giotto de Bondono (1267-1337)

Simone Mortine (1283-1344)

Jan Vam Eyck (1390-1441)

Duccio de Bouningegna

Pietro

Ambroio Lerenzetti

Melchior Broeder Lan genile da Fabriano

Artes menores

Quanto as artes menores pouco se fala tendo sido feitos relicario dos reis magnos, do loreno
nocholos verdun feitas também capiscarias da série l adame e lalicornr, paris de clum, também
pequenas culturas em vitrais da catedral de nortedrame de charte.

Você também pode gostar