Você está na página 1de 4

Colégio Adventista Jardim dos Estados

Aluno (a): 

6° Ano / Turma:   ENSINO Fundamental   Data de Aplicação: 28/11/2011


___
E D U C A Ç Ã O
A D V E N T IS T A Prof.ª Jéssica  4º Bimestre Valor: 10,0 Nota: 

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA


INSTRUÇÕES AOS ALUNOS: HABILIDADES E COMPETÊNCIAS:
Competência:
1 – Confira as questões da prova; Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens, relacionando
2 – Responda a prova à caneta azul ou preta; textos com seus contextos, mediante a natureza, função, organização, estrutura das
3 – Rasuras serão desconsideradas; manifestações, de acordo com as condições de produção e recepção.
4 – É proibido o uso de aparelhos eletrônicos durante a prova; Habilidades:
H18 - Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a
5 – É expressamente proibido qualquer tipo de consulta; organização e estruturação de textos de diferentes gêneros e tipos.
6 – Trabalhe com calma e boa sorte! H22 - Relacionar, em diferentes textos, opiniões, temas, assuntos e recursos
linguísticos.
H29 - Identificar pela análise de suas linguagens, as tecnologias da comunicação e
informação.
Leia mais de uma vez o texto a seguir
Peça infantil

Luís Fernando Veríssimo

A professora começa a se arrepender de ter concordado (“você é a única que tem temperamento para isto”)
em dirigir a peça quando uma das fadinhas anuncia que precisa fazer xixi. É como um sinal. Todas as fadinhas
decidem que precisam, urgentemente, fazer xixi.
— Está bem, mas só as fadinhas — diz a professora. — e uma de cada vez! Mas as fadinhas vão em bando para o
banheiro.
— Uma de cada vez! Uma de cada vez! E você, onde é que pensa que vai?
— Ao banheiro.
— Não vai, não.
— Mas tia…
— Em primeiro lugar, o banheiro já está cheio. Em segundo lugar, você não é fadinha, é caçador. Volte para o seu
lugar.
Um pirata chega atrasado e com a notícia de que sua mãe não conseguiu terminar a capa. Serve uma toalha?
— Não. Você vai ser o único de capa branca. É melhor tirar o tapa-olho e ficar de anão. Vai ser um pouco engraçado,
oito anões, mas tudo bem. Por que você está chorando?
— Eu não quero ser anão.
— Então fica de lavrador.
— Posso ficar com o tapa-olho?
— Pode. Um lavrador de tapa-olho, tudo bem.
— Tia, onde é que eu fico?
É uma margarida.
— Você fica ali.
A professora se dá conta de que as margaridas estão desorganizadas.
— Atenção, margaridas! Todas ali. Você não. Você é coelhinho.
— Mas meu nome é Margarida.
— Não interessa! Desculpe, a tia não quis gritar com você. Atenção, coelhinhos. Todos comigo. Margaridas ali,
coelhinhos aqui. Lavradores daquele lado, árvores atrás. Árvore, tira o dedo do nariz. Onde é que estão as fadinhas?
que xixi mais demorado!
— Eu vou chamar.
— Fique onde está, lavrador. Uma das margaridas vai chamá-las.
— Já vou.
— Você não, Margarida! Você é coelhinho. Uma das margaridas. Você. Vá chamar as fadinhas. Piratas, fiquem
quietos!
— Tia, o que é que eu sou? Eu esqueci o que eu sou.
— Você é o sol. Fica ali que depois a tia… piratas, por favor!
As fadinhas começam a voltar. Com problemas. Muitas se enredaram nos seus véus e não conseguem
arrumá-los. Ajudam-se mutuamente mas no seu nervosismo só pioram a confusão.
— Borboletas, ajudem aqui! — pede a professora.
Mas as borboletas não ouvem. As borboletas estão histéricas. As borboletas fazem poses, fazem esvoaçar seus
próprios véus e não ligam para o mundo. A professora, com a ajuda de um coelhinho amigo, de uma árvore e de um
camponês, desembaraça os véus das fadinhas.
— Piratas, parem. O próximo que der um pontapé vai ser anão.
Desastre: quebrou uma ponta da lua.
— Como é que você conseguiu isso? — pergunta a professora sorrindo, sentindo que o seu sorriso deve parecer
demente.
— Foi ela!
A acusada é uma camponesa gorda que gosta de distribuir tapas entre os seus inferiores.
— Não tem remédio. Tira isso da cabeça e fica com os anões.
— E a minha frase?
A professora tinha esquecido. A lua tem uma fala.
— Quem diz a frase da lua é, deixa ver… o relógio.
— Quem?
— O relógio. Cadê o relógio?
— Ele não veio.
— O quê?
— Está com caxumba.
— Ai, meu deus. Sol, você vai ter que falar pela lua. Sol, está me ouvindo?
— Eu?
— Você, sim senhor. Você é o sol. Você sabe a fala da lua?
— Me deu uma dor de barriga.
— Essa não é a frase da Lua.
— Me deu mesmo, tia. Tenho que ir embora.
— Está bem, está bem. Quem diz a frase da lua é você.
— Mas eu sou caçador.
— Eu sei que você é caçador! Mas diz a frase da lua! Eu não quero discussão!
— Mas eu não sei a frase da lua.
— Piratas, parem!
— Piratas, parem! Certo?
— Eu não estava falando com você. Piratas, de uma vez por todas…
A camponesa gorda resolve tomar a justiça nas mãos e dá um croque num pirata. A classe unida avança
contra a camponesa, que recua, derrubando uma árvore. As borboletas esvoaçam. Os coelhinhos estão em polvorosa.
A professora grita:
— Parem! Parem! A cortina vai abrir. Todos a seus lugares. Vai começar!
— Mas, tia, e a frase da lua?
— “Boa-noite, sol”.
— Boa-noite.
— Eu não estou falando com você!
— Eu não sou mais o sol?
— É. Mas eu estava dizendo a frase da lua. “Boa-noite, sol.”
— Boa-noite, sol. Boa-noite, sol. Não vou esquecer. Boa-noite, sol…
— Atenção, todo mundo! Piratas e anões nos bastidores. Quem fizer um barulho antes de entrar em cena, eu esgoelo.
Coelhinhos nos seus lugares. Árvores para trás. Fadinhas, aqui. Borboletas, esperem a deixa. Margaridas, no chão.
Todos se preparam.
— Você não, Margarida! Você é o coelhinho!
Abre o pano.
Texto publicado em homenagem às professoras do meu filho.
VERÍSSIMO, Luis Fernando. Disponível em <http://jululi.wordpress.com/2002/12/18/peca-infantil-luis-fernando-verissimo-a-pr/> Acesso em 20 nov 2011

1. A que gênero textual pertence o texto lido? (0.5)_______________________________________________________________

2. Cite 2 características desse gênero e cite duas partes do texto que comprovem as características do Gênero que você citou. (1.0)
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
3. Qual episódio está sendo narrado? (1.0)
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

4. Observe os trechos do texto: (1.0)

— Atenção, margaridas! Todas ali. Você não. Você é coelhinho.


— Mas meu nome é Margarida.
— Onde é que estão as fadinhas? Que xixi mais demorado!
— Eu vou chamar.
— Fique onde está, lavrador. Uma das margaridas vai chamá-las.
— Já vou.
— Você não, Margarida! Você é coelhinho.

- Sobre o trecho marque a alternativa correta:

a) A professora pediu a atenção das margaridas para irem ao banheiro


b) A professora chamou a atenção das margaridas e Margarida pensou que fosse com ela.
c) A professora troca o papel de uma das margaridas, que passa a ser coelhinho.
d) Na confusão o lavrador teve que ir chamar as margaridas que estavam no banheiro.

5. No último parágrafo, Margarida não entende que a professora dá uma ordem somente para as margaridas. Qual a ordem?
Margarida obedece à ordem por quê? E como a professora reage? Construa uma boa resposta! (1.5)
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

6. Depois de ler o texto. Por que a professora estava começando a se arrepender de ter aceitado assumir a responsabilidade sobre a
peça? (1.0)
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

7. Separe com vírgulas os Apostos das frases abaixo: (1.0)

a) As fadinhas que querem ir ao banheiro acabam indo todas juntas.

b) Os coelhinhos que logo entrarão estão muito inquietos.

c) A peça que já deveria ter começado está atrasada porque os alunos estão agitados.

d) A professora a única com temperamento pra isso se dedica na organização da tal peça.

8. No texto, é possível encontrar um item sintático que se denomina Vocativo. Transcreva 4 frases em que se possa identificar o
vocativo. (1.0)
I. ________________________________________________________________________________________________
____
II. ________________________________________________________________________________________________
____
III. ________________________________________________________________________________________________
____
IV. ________________________________________________________________________________________________
____
9. A seguir há palavras paroxítonas retiradas do texto e selecionadas das atividades desenvolvidas nesse bimestre. Conforme o
modelo, explique por que as palavras são paroxítonas e por que são acentuadas ou não. (1.6)

a) Remédio: ________________________________________________________________________________________
b) Éter:____________________________________________________________________________________________
_
c) Margarida: _______________________________________________________________________________________
d) Lápis: ___________________________________________________________________________________________
e) Lugares: _________________________________________________________________________________________
f) Relógio: _________________________________________________________________________________________
g) Agradável: _______________________________________________________________________________________
h) Órgão: __________________________________________________________________________________________
10. Complete o texto a seguir com as preposições do quadro: (1.4)

A APÓS COM DA DE DURANTE DESDE NO PERANTE POR SOBRE

Conforme tinha pensado, Fernando conseguiu chegar __________ tempo tempo __________ encontrar os amigos
___________ bar ___________ paria. ______________ manhã cedo que ansiava ____________ esse encontro, mas
___________ a chuva que desabara ___________ aldeia, receava que os caminhos tivessem ficado intransitáveis. ___________
uma hora ____________ chuva intensa, o tempo melhorara o ____________ o resto _____________ manhã o sol brilhou
___________ força e o calor secou a lama. Assim, Fernando pôdemeter os pés____________ caminho e encontrar os amigos
conforme o combinado.

“Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” Apocalipse 2.10

Boa Prova!