Você está na página 1de 2

Para-raios

Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas, também conhecido pela sigla


SPDA, é o nome técnico dos populares para-raios. Estas instalações são
compostas por elementos de captação, condução e aterramento das descargas
elétricas e são responsáveis pela proteção das construções contra os raios.

A estrutura dos SPDAs pode variar de acordo com o tipo de edificação e sua
localidade. Os tipos mais comuns de para-raios são os métodos Franklin e Gaiola
de Faraday, previstos na norma técnica NBR 5419:2005 Proteção de Estruturas
Contra Descargas Atmosféricas.

O método Franklin se baseia no uso de captores pontiagudos colocados no topo


de hastes verticais que variam de 2 m a 6 m de altura. Esse conjunto é colocado
no topo da estrutura para captar os raios - o sistema é muito utilizado em edifícios
altos que servem de base para antenas de TV e de celular.

A Gaiola de Faraday consiste de um sistema de proteção que envolve o imóvel,


formando uma espécie de caixa de blindagem elétrica. A planta a seguir mostra
um pequeno edifício - um abrigo ferroviário onde ficam equipamentos eletrônicos
sensíveis - protegido com um para-raios desse tipo.
Fonte : equipe de obra