Você está na página 1de 5

TORNEARIA ALVORADA

PROGRAMA DE
MANUTENÇÃO PREVENTIVA
PARA ELEVADOR DE
CREMALHEIRA
TORNEARIA ALVORADA
Cliente:
Endereço:
Equipamento Série
Modelo: Ano Fabricação:
Número ART:

1. Objetivo
O Programa de Manutenção Preventiva para elevador cremalheira tem por
objetivo manter o equipamento em perfeita condição de funcionamento,
diminuindo custos com paradas imprevistas e mantendo a segurança de seus
colaboradores. Ele é uma exigência da NR-18, conforme item 18.14.1.6.

2. Programa
O programa tem inspeções diária, mensais e trimestrais conforme cronograma
abaixo:
2.1. Inspeções Diárias:
A inspeção diária é de total responsabilidade do operador do equipamento,
conforme item 18.14.7 da NR-18, onde os seguintes itens têm que ser
verificados antes do início da operação:
 Fazer Limpeza da Cabine (Interno e Externo);
 Verificar engrenagem do pinhão na cremalheira;
 Verificar estaiamentos e prumo da torre (visual);
 Verificar se o trajeto está livre e desimpedido (visual);
 Verificar avisos de transporte não simultâneo e capacidade de carga;
 Após ligar, dar pequenos toques no comando para verificar;
 Se a cabine sobe e desce normalmente;
 Após teste anterior, verificar se painel elétrico não tem fumaça;
 Verificar se o cabo elétrico está enrolando dentro das polias;
 Verificar graxa no pinhão e cremalheira;
 Verificar funcionamento do sistema de chamada;
 Verificar se cabine não movimenta com cancela ou porta aberta.
Os seguintes itens devem ser respeitados durante toda operação do
equipamento:
 Não exceder a capacidade de carga;
 Não transportar material fora da cabina.
TORNEARIA ALVORADA
2.2. Inspeções Mensais:
A inspeção mensal deve ser executada por profissional legalmente habilitado,
onde se deve verificar os itens listados abaixo:
 Cabos de alimentação – Verificar integridade do cabo;
 Painel elétrico – Verificar Inversor de Frequência, Borneiras e Ventilador;
 Fim de curso de parada superior e inferior – Verificar integridade e
ajuste;
 Fim de curso de Nivelamento – Verificar Integridade, ajuste e rampa;
 Fim de curso de Liberação da cancela do recinto – Verificar Integridade,
ajuste e teste de bloqueio;
 Chaves das portas – verificar Integridade, ajuste, Bloqueio e travamento;
 Fim de Curso Alçapão – Verificar Integridade, Ajuste e Regulagem;
 Chave das cancelas – Verificar Integridade, ajuste e regulagem;
 Fim de curso do freio de emergência – Verificar funcionamento e
regulagem;
 Célula de Carga – verificar atuação, integridade cabo e display;
 Roletes-guia – Verificar fixação, Desgaste e Regulagem;
 Roletes de encosto da régua – Verificar fixação, desgaste e regulagem;
 Cremalheira – Verificar fixação, lubrificação e desgaste;
 Amarrações – verificar fixações, aperto dos parafusos e chumbadores;
 Cancelas de pavimento – Verificar estrutura, trava e automação;
 Pinhão – Verificar desgaste e regulagem;
 Pinhão do freio – Verificar desgaste e regulagem;
 Conjunto Motriz – Verificar acoplamento, vazamento e fixação dos
parafusos;
 Freio Motor – Verificar desgaste/folga dos entreferros/alavanca;
 Redutor – Verificar nível e viscosidade do óleo;
 Cabine - Verificar fixação e aperto dos parafusos;
 Portas da cabine – Verificar travas, trilhos, roldanas e cabo de aço;
 Freio de segurança – Verificar limite e validade;
 Cancelas de pavimento – Verificar estrutura, trava e automação;
 Rampa de acesso – Verificar integridade e articulações;
 Carrinho porta cabo – Verificar roletes, polia e passagem de cabo;
 Passa cabo – verificar integridade das borrachas, estrutura e fixação;
 Suporte do cabo – Verificar fixação do cabo elétrico e parafusos;
 Lubrificação/Lubrificar todas as peças com movimento: pinhão,
cremalheira, roletes, etc.
Quando algum desses itens forem marcados como péssimo, o mesmo deverá
ser trocado imediatamente, não podem o elevador ser operado. No caso de
algum item estar regular, o mesmo deve ser monitorado afim de manter o
elevador em pleno funcionamento.
2.3. Teste de Freio (Trimestral)
TORNEARIA ALVORADA
Deve ser realizado teste dos freios de emergência dos elevadores na entrega
para início de operação e, no máximo, a cada noventa dias, devendo o laudo
referente a estes testes ser devidamente assinado pelo responsável técnico
pela manutenção do equipamento e os parâmetros utilizados devem ser
anexadas no Livro de Manutenção Preventiva existente na obra. (NR-18 Item
18.14.1.13)
Após dois anos de uso, o “Freio de Segurança” deve ser enviado à fábrica para
inspeção. Para verificar se está dentro das especificações.
Todos os métodos e procedimentos para realizar o teste deve ser conforme
Manual de Instruções do fabricante do equipamento.
2.4. Termo de Entrega Técnica
Após realização da montagem do Elevador de Cremalheira, deve ocorrer a
entrega técnica da mesma com a conferência dos itens abaixo:
 A base de concreto foi executada conforme especificação do fabricante?
 No caso de montagem sobre laje, a mesma foi corretamente escorada?
 A fixação das ancoragens garante a estabilidade da torre e da cabina
com carga?
 A estrutura (torre/cabina) está isenta de amassados ou sinais visíveis de
ferrugem?
 O último elemento de torre é “cego” (sem cremalheiras)?
 A torre do elevador está aterrada eletricamente?
 A alimentação elétrica da obra atende às necessidades do elevador?
 O quadro elétrico e as ligações elétricas foram adequadamente
executadas?
 Os relés de falta de fase e sobrecarga dos motores elétricos estão
atuantes?
 Os sistemas de comandos elétricos estão funcionando adequadamente?
 Todos os itens da check list de inspeção diária foram verificadas?
 Foi efetuado o reaperto de todos os parafusos da torre e dos
estaiamentos?
 Anotar a carga nominal da corrente elétrica do elevador em movimento.
 As réguas cremalheira estão totalmente lubrificadas?
 Foi testado o freio centrífugo de segurança com carga nominal (queda
livre)?
 Existe extintor de incêndio de CO2 ou Pó químico seco nas
proximidades?
 Existe iluminação interna da cabina?
 Foram verificados o entroncamento e o funcionamento de todas as
cancelas?
 Todos os limites e fins de curso foram verificados e estão atuantes?
 O elevador funciona somente com as portas da cabina fechada?
 O elevador funciona somente com a cancela fechada?
 Somente quem vem do interior da cabina consegue abrir as cancelas?
TORNEARIA ALVORADA
 O painel sinalizador no interior da cabina do operador funciona
adequadamente?
 O botão de emergência foi testado e está funcionando corretamente?
 Os ganchos de segurança estão instalados e garantem a estabilidade da
cabina?
 A clausura, na parada inferior, atende às exigências da NR-18?
 Foi fixada a placa informando a capacidade máxima de carga?
 Foi fixada a placa proibindo o transporte simultâneo de pessoas e
materiais?
 O operador está uniformizado, identificado por crachá e usando os EPI’s
exigidos?
 O Operador foi treinado especificamente para esta obra?
 O operador está ciente das recomendações de segurança?
 Foi aberto o livro do equipamento para registro das inspeções e
ocorrências?
 Foi fornecida pasta com Check list das inspeções diárias e manutenção
preventiva?
 Foi entregue o manual do elevador de cremalheira?
 O engenheiro da obra está ciente de que deve vistar o livro
semanalmente?
 Todos os itens da check list de manutenção Preventiva foram
verificadas?
Todos esses itens devem ser verificados pelo responsável técnico do
equipamento e responsável pela obra antes da liberação do elevador e
registrar no Livro de Manutenção Preventiva.

3. Consideração Final
Esse programa foi realizado para reduzir ao máximo as falhas do equipamento
e aumentar a segurança dos trabalhadores, porém, caso venha a verificar algo
de anormal no equipamento, parar de operar imediatamente e chamar o
responsável técnico para verificar o problema e sanar o mesmo.
O Programa de Manutenção Preventiva foi baseado no Manual de Instrução do
fabricante, NR-18 e experiência do profissional legalmente habilitado.

____________________________
Alessandro Saia Moreno
Engenheiro Mecânico
CREA – PR-113416/D