Você está na página 1de 10

TENHO ESSE TRABALHO PRONTO CHAMA NO

ZAP 38 9 9826 6952

PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO

Temática Interdisciplinar: A inclusão de alunos público alvo da educação especial


no ensino regular.

Semestre:
Curso Licenciaturas 1º/2º
Educação Inclusiva
Disciplinas LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais
integradoras Homem, Cultura e Cidadania
Educação e Tecnologias
Práticas Pedagógicas: Identidade Docente
Professores
Conteúdos
Inclusão e exclusão no ensino regular
interdisciplinares
Práticas pedagógicas inclusivas
Conhecer sobre o processo de inclusão do aluno público alvo
Competência da educação especial (PAEE)
Compreender a importância das práticas pedagógicas
inclusivas na escola.
Analisar e Interpretar uma situação de prática e associar com
Habilidades as teorias propostas nas disciplinas.
Raciocinar de forma crítica e analítica sobre os temas.
Objetivos de Refletir sobre a importância da inclusão das pessoas PAEE
aprendizagem na escola e na sociedade.
Desenvolver um texto abordando o tema em questão.

Prezados alunos,

Sejam bem-vindos a este semestre!

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) terá como


temática “A inclusão de alunos público alvo da educação especial no ensino regular”.
Este tema foi escolhido para possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos
conteúdos desenvolvidos nas disciplinas desse semestre. Neste trabalho, vocês
desenvolverão a atitude de investigação, sistematizando ações baseadas em
critérios e padrões qualitativos ligados a uma situação geradora de aprendizagem
(SGA).
De acordo com Fernandes (2011, p.133) “a trajetória do indivíduo com
deficiência é marcada por preconceitos e lutas em favor do direito à cidadania, de
acordo com cada cultura dentro das sociedades”. Ao longo da história da
humanidade,
a representação da pessoa com deficiência foi influenciada pela cultura da sociedade
vigente em diversos períodos, passando por fases de respeito, abandono,
extermínio, castigo, escravidão, segregação, integração e inclusão.
O movimento de inserção de alunos público alvo da educação especial
(PAEE), em escolas regulares, ocorre há décadas, de forma não
gradativa e pouco estruturada. Com o advento da Declaração de Salamanca
(1994) o direito à escolarização desses alunos, no ensino regular, tem sido
marcado por fases de transformações, chegando até o paradigma atual da
inclusão.
A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação
Inclusiva (BRASIL, 2008) foi um grande marco legal na história da inclusão do Brasil
pois assegura a inclusão de alunos PAEE: com deficiência, transtornos globais do
desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, no ensino regular.
A educação inclusiva tem o objetivo de defender o direito dos alunos
de estarem todos juntos, sem discriminação. A escola inclusiva precisa adaptar-se
para receber a diversidade. Não são os alunos que precisam se adaptar à escola.
Este trabalho tem o objetivo de possibilitar a análise do processo inclusivo,
que envolve proporcionar uma escola com garantia de acesso e permanência de
todos os alunos, inclusive os alunos público alvo da educação especial.
Espera-se também, com este trabalho, que vocês possam refletir sobre
as práticas pedagógicas utilizadas nas escolas voltadas para a inclusão.

A seguir apresentamos as orientações da produção textual.

ORIENTAÇÕES DA PRODUÇÃO TEXTUAL

1. O que devemos fazer?


a) Leitura da Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)
b) Leitura dos textos propostos
c) Elaborar um texto com fundamentação teórica, seguindo as instruções
apresentadas.

2. Formação dos grupos

Organizem grupos de 2 (dois) a 7 (sete) alunos (as).


Para realizar a atividade de portfólio em grupo, vocês deverão criar um texto
de própria autoria, discutindo o material disponibilizado. Deve, também, ser realizado
de acordo com as normas da ABNT. Para isso,
acesse: http://www.unoparead.com.br/sites/bibliotecadigital/. Ao acessar a
Biblioteca Digital na parte inferior direita da página inicial clique em “Padronização” e
escolha a opção “Modelo para elaboração de Trabalho Acadêmico” e siga a estrutura
e orientações que se encontram descritas.
A produção textual deve contemplar todos os tópicos solicitados, tendo entre
cinco e dez páginas, incluindo introdução, desenvolvimento e considerações finais e
os elementos pré e pós textuais. Somente serão aceitos trabalhos feitos no editor de
texto Word.

3. Leitura e interpretação da SGA

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

A inclusão com transtorno do espectro do autismo no ensino regular.

Situação-problema:
A atitude do professor e da escola como um todo, é um elemento-chave na
construção do processo inclusivo.
Paulo é um aluno de 8 anos, com transtorno do espectro do autismo
(transtorno global do desenvolvimento), que não fala e fica isolado na sala de aula. A
mãe de Paulo, Ana, parou de trabalhar fora de casa para se dedicar aos cuidados
com o filho. E mesmo quando Paulo está na escola, à mãe precisa ficar em alerta,
pois se Paulo fizer alguma necessidade na fralda, a escola liga para Ana ir até lá. Um
dia, Ana estava no mercado e foi às pressas de moto táxi para trocá-lo. Quando
chegou, Paulo estava todo molhado, sentado na carteira, quieto e sozinho.
Diante ao exposto, casos como o de Paulo, apresentam-se como uma
realidade nas escolas brasileiras. Os estudantes com necessidades especiais
correspondem a apenas 2,9% dos alunos no primeiro segmento do ensino
fundamental, de acordo com a pesquisa do Instituto Unibanco (2016), que analisou
os dados do Censo Escolar 2015.
Esse índice cai para 1,8% no segundo segmento da mesma etapa. A evasão
desses estudantes, ao longo da trajetória estudantil, faz com que, quando cheguem
ao ensino médio, correspondam a apenas 0,8% de aproximadamente oito milhões de
matrículas nesta etapa. Assim, percebe-se o baixíssimo índice de alunos com
deficiência nas salas de aulas.
A melhoria desse cenário perpassa pela utilização de didáticas adequadas,
ferramentas tecnológicas disponíveis para a acessibilidade dos alunos nos processos
envolvidos na educação, e ainda, para a iniciativa de a escola responder às
mudanças do mundo voltadas para a inclusão de forma criativa.
Santos (2016, p. 56) faz importantes apontamentos quando trata do conceito
de inclusão escolar:

Conceituar inclusão escolar é construir a nossa própria


identidade docente. Precisamos entender que só conseguimos nos
afastar dos ranços da exclusão e da discriminação quando
enxergamos os ambientes de aprendizagem como espaços de
diversidade, com diferentes saberes e potencialidades.

Para a autora, os alunos são partícipes do processo de socialização e


aprendizagem. Os professores devem aceitar a responsabilidade quanto à
necessidade de proporcionar a aprendizagem a todas as crianças, em especial
aquelas que foram excluídas das escolas regulares.
Para a confecção do trabalho proposto, vocês deverão discutir sobre a
situação-problema e relacioná-la aos conteúdos ministrados nas disciplinas do
semestre, baseando-se nos livros didáticos e nos textos de apoio disponíveis nos
links abaixo:

1. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política


Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva.
Inclusão: Rev. Educ. Esp., Brasília, v. 4, n. 1, p. 7-17, jan./jun. 2008. Ed.
Especial. Disponível em:
http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/revinclusao5.pdf Acesso em: 19
dez. 2017.

2. SCHMIDT, C. et al. Inclusão escolar e autismo: uma análise da percepção


docente e práticas pedagógicas. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 17(3),
222-235. São Paulo, SP, jan.-abr. 2016. Disponível em:
http://dx.doi.org/10.15348/1980-6906/psicologia.v18n1p222-235 . Acesso em:
20 dez. 2017.
Após leitura e reflexão dos textos, respondam às questões propostas
que servirão como um roteiro para a realização da atividade. As respostas deverão
fazer parte do corpo do trabalho, no tópico do Desenvolvimento.

1. Como a escola deve se organizar para receber o público-alvo da Educação


Especial, no que se refere às práticas que contribuem para o
desenvolvimento da cultura inclusiva?
2. Qual o respaldo legal para a inclusão do aluno PAEE?
3. Em um contexto de escola inclusiva, que tenha um aluno com as
características de Paulo, como vocês agiriam, enquanto professores que
compõem a equipe dessa escola?

4. Como a família poderia auxiliar no desenvolvimento dessas estratégias?

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E ENTREGA DA PRODUÇÃO TEXTUAL

O presente trabalho deve conter de 5 a 10 laudas escritas em


formato Word, em forma de texto, discorrendo sobre cada um dos itens expostos,
sem cola ou plagio (caso você utilize-se de fontes não deixe de citá-la nas
referências), observando as normas da Associação Brasileira de Normas
Técnicas - ABNT, respeitando parágrafos e pontuações, recuos das margens e
justificativa, em formato “doc”.

Matriz para desenvolvimento da atividade:


Introdução
 Na introdução, deve ser apresentada a ideia central do trabalho, exposta
de modo claro, objetivo e preciso.
 Deverá ser apresentada a relevância do tema relatado, bem como a contribuição
para a solução de problemas, isto é, a justificativa para o desenvolvimento do
trabalho.
 Ainda, é fundamental elencar os objetivos.
 É aconselhável que a introdução seja elabora somente após a conclusão
do texto. Desta forma, você conseguirá descrever exatamente o que foi feito em
todo trabalho.
Desenvolvimento
 O desenvolvimento é a parte principal do trabalho.
 No desenvolvimento, você demonstra que dá conta do tema: aprofunda
conceitos, defende ideias e também apresenta ideias de outros autores. Será o
momento da revisão bibliográfica e da apresentação, se necessário, das
citações, conforme normas da ABNT NBR 10520 – para citações
em documentos.
 Aqui, devem ser contemplados os itens de pesquisa relacionados acima.
Considerações finais
 Aqui então, será o momento da argumentação final, isto é, o seu
parecer referente a todo conteúdo estudado para a elaboração e solução dos
problemas apresentados no seu trabalho.
 Na conclusão você poderá acrescentar o tópico das sugestões.
Referências
 Este é o local onde são mencionados todos os livros, artigos, e materiais
utilizados para desenvolvimento do trabalho.

 As referências utilizadas em todo o trabalho acadêmico, deverá atender a


normatização da ABNT NBR 6023 – Informação e documentação- Referência,
além de ser referenciada cientificamente, deve corresponder fidedignamente
aos
autores citados no corpo do trabalho.

APRESENTAÇÃO
 Os trabalhos deverão ser apresentados por todos os grupos;
 As apresentações acontecerão no período das Aulas Atividades da disciplina de
Práticas Pedagógicas conforme especificado no cronograma;
 Os tutores presenciais são responsáveis por organizar os grupos e inserir as
avaliações da apresentação no sistema;

 Tempo de apresentação: cada grupo terá, no mínimo, 10 e, no máximo, 15 minutos


para apresentar os trabalhos;
 Todos os alunos deverão participar da apresentação dos trabalhos e serão
avaliados ind ividu a lmen te pelo tutor presencial.

Estrutura da Apresentação
A estrutura da apresentação deverá seguir a ordem de acordo com as
instruções a seguir:
 Slide 1 – Nome do Curso, semestre, nome dos integrantes da equipe, polo,
ano/semestre (Ex.: Londrina – 2018/1).
 Slide 2 – Tema do Trabalho.
 Slide 3 – Introdução.
 Desenvolvimento – 3 a 4 slides.
 Conclusão – 1 slide.
 Considerações Finais – 1 slide.
 Informações Complementares – 1 slide.
 Bibliografia – 1 slide.

Orientações Gerais para a elaboração dos Slides


Os slides deverão ser elaborados com fonte Arial com tamanho entre 24 e
28, de preferência. Cuidado para não sobrecarregar os slides com
informações. Prefira indicar os pontos a serem desenvolvidos por cada
integrante da equipe. Lembrem-se: domínio do conteúdo é essencial para uma boa
apresentação.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
A atividade deverá ser realizada em GRUPO de 2 a 7 ALUNOS e deverá
ser realizado de acordo com a NBR 14724 – Trabalhos acadêmicos - Apresentação,
disponibilizado na Biblioteca Digital, na pasta Padronização. Podendo ser utilizado o
arquivo, disponibilizado na mesma pasta, Modelo para elaboração de
Trabalho acadêmico.
Atenção ao prazo de inserção do arquivo na pasta do Ambiente Virtual. Orientamos
que a inserção seja feita com pelo menos duas semanas de antecedência, devendo
comunicar os tutores, via sistema de mensagem, sobre a inserção do portfólio para a
correção. Assim, dessa forma o tutor à distância poderá avaliar e orientar para que o
grupo possa fazer as alterações que porventura sejam necessárias e
inserir novamente, antes do prazo final, evitando assim prejuízos no conceito.

Todos os alunos do grupo devem verificar se a atividade foi inserida


pelo representante do grupo, pois, caso não seja enviada ou obtenha conceito
insuficiente, por não atender as especificidades exigidas (tais como envio incorreto),
o grupo todo ficará sem conceito. A responsabilidade do acompanhamento é
de todos os alunos do grupo.
Todas as fontes de pesquisas citadas deverão ser referenciadas no texto
e relacionadas ao final da atividade.
Os tutores à distância e professores deverão ser contatados
para orientações sobre o desenvolvimento da atividade.
A atividade, depois de desenvolvida e avaliada pelos tutores à distância,
deverá ser apresentada presencialmente no polo no horário da aula atividade dos
encontros presenciais da disciplina Seminário, com a presença do tutor presencial e
dos demais alunos. O tutor presencial deverá lançar o Relatório de Apresentação no

sistema. O grupo que não apresentar ficará SEM CONCEITO na apresentação.

Critérios avaliativos
Apresentamos os critérios avaliativos que nortearão a devolutiva escrita e o conceito
a ser dado pelo tutor a distância.

Critério Significado Valor/peso


Coerência O texto apresenta uma argumentação crítica e 10%
interna fundamentada.
Aplicação dos No texto escrito (com as justificativas e
argumentações) as ideias apresentam relação
conteúdos
interdisciplinares direta com a situação-problema e explicitam 20%
no texto conteúdos trabalhados nas disciplinas de forma
argumentativo clara.
As ideias apresentadas no texto (com as
Riqueza de
justificativas e argumentações) têm relação direta
argumentação 20%
com o tema e traduzem uma perspectiva crítica e
variedade de pontos de vista.
As ideias apresentadas no texto (com as
Abrangência da justificativas e argumentações) têm relação direta
argumentação com a situação-problema incluindo tudo o que 20%
deveria ser dito, ou seja, na resposta nada
importante
Todo foi deixado
o registro de foi
de ideias fora.
feito com um mínimo
Conclusão
de termos, sem repetições ou redundâncias.
Respeito às normas da ABNT, respeito a escrita
Normalização
ortográfica e estrutura solicitada.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política


Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Inclusão:
Rev. Educ. Esp., Brasília, v. 4, n. 1, p. 7-17, jan./jun. 2008. Ed. Especial. Disponível
em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/revinclusao5.pdf Acesso em: 19 dez.
2017.

BRASIL. Lei N° 12.764, de 27 de dezembro de 2012. Institui a Política Nacional de


Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista; e altera
o § 3o do art. 98 da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990. 2012.

DECLARAÇÃO DE SALAMANCA. 1994. Disponível em:


<http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf> Acesso em: 20 dez.
2017.

FERNANDES, L.B. et al Breve histórico da deficiência e seus paradigmas.


Revista do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares em Musicoterapia,
Curitiba, v.2, p.132 –144, 2011. Disponível em:

http://www.fap.pr.gov.br/arquivos/File/extensao/Arquivos2011/NEPIM/NEPIM_Volum
e_02/Art08_NEPIM_Vol02_BreveHistoricoDeficiencia.pdf Acesso em 19 dez. 2017.

INSTITUTO UNIBANCO. Aprendizagem em foco. n.15. Ago 2016. Disponível em:


http://www.institutounibanco.org.br/aprendizagem-em-foco/15/ Acesso em 20 dez.
2017.

SANTOS, T. Educação inclusiva. Editora e Distribuidora Educacional S.A. 2016.

SCHMIDT, C. et al. Inclusão escolar e autismo: uma análise da percepção docente


e práticas pedagógicas. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 17(3), 222-235. São
Paulo, SP, jan.-abr. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15348/1980-
6906/psicologia.v18n1p222-235. Acesso em: 20 dez. 2017.

Um ótimo trabalho!

Equipe de professores

TÍTULO