Você está na página 1de 3

Reino Metazoa II – Filos Poríferos e Cnidários

Apostila VI Unidade 17

FILO PORÍFERO ƒ Escleroblasto- produz espículas


ƒ Espongioblasto- produz espongina
1- Características Embrionárias: ƒ Espículas: são estruturas de sustentação.

3- Tipos Morfológicos:
Característica Tipo ƒ Ascon: Neste tipo de esponja, os poros
Simetria Assimétrico conduzem a água diretamente ao
Tecidos Parazoa espongiocelo, que é revestido pelos
Tecidos embrionários -- Coanócitos .
Celoma -- ƒ Sicon: Nesta variedade de esponja, aparecem
dois sistemas de canais: A Aferente e o
Origem do celoma --
Radial. Apenas os canais radiais são
Blastóporo -- revestidos por Coanócitos.
Metameria -- ƒ Leucon: Este tipo de esponja possui
mesênquima abundante. O interior dessas
2- Caracterização Fisiológica: câmaras é revestido por coanócitos que
filtram a água chegada pelos canais
Sistema Tipo aferentes (poros).
SD. Digestório Ausente
SD. Circulatório Ausente
SD. Respiratório Ausente
SD. Excretor Ausente
SD. Nervoso Ausente

3- Dados Específicos:

1- Aspectos Gerais:
ƒ Corpo com poros (Poro- abertura; ferres-
portador). 4- Classes:
ƒ Multicelulares.
ƒ Ausência de órgãos ou tecidos especializados. Critério- depende da composição química da
ƒ Habitat aquático – maioria marinho e doce. espícula.
ƒ Animais bentônicos sésseis.
ƒ Cerca de 10.000 sp. ƒ Classe Hexactinellida - sílica
ƒ Classe Sclerospongiae – sílica + carbonato
2- Estrutura Interna: ƒ Classe Desmospongiae - espongina
ƒ Pinacócito: são células de revestimento. ƒ Classe Calcarea - calcário
ƒ Porócitos: são células que permitem a
entrada de água na esponja. 5- Reprodução:
ƒ Amebócitos: ocorrem na camada média o
mesênquina. Têm como principais funções:
transporte de nutrientes do coanócitos para Assexuada
as demais células, armazenamento de ƒ Regeneração: A partir de fragmentos que se
materiais. desprendem de seus corpos. Quando uma
ƒ Coanócitos: São células flageladas que esponja se desintegra, por ação mecânica
através do batimento de seus flagelos, ou casual, ‘’broto’’ ou massas de
possibilitam a circulação da água que entra amebócitos são capazes de originar uma
pelos poros e, posteriormente, sua nova esponja.
eliminação pelo ósculo.
ƒ Arqueócitos- células indiferenciadas
Ficha de Estudo
Reino Metazoa II – Filos Poríferos e Cnidários
Apostila VI Unidade 17

Resumindo:
Espécies monóicas e dióicas
Fecundação interna
Desenvolvimento DIRETO e indireto
Larva Anfiblástula

FILO CNIDÁRIO
ƒ Genulação; Nas esponjas de H2O doce, 1- Características Embrionárias:
aparecem grupos de células no
mesênquima, que funcionam como gêmulas
de reprodução. Cada gêmula é um Característica Tipo
aglomerado de amebócitos envolvidos por Simetria Radial
uma dupla membrana e por espículas, Tecidos Eumetazoa
permanecendo em estado ‘’latente’’. Nas Tecidos embrionários Diblástico
condições propícias, os amebócitos eclodem Celoma --
se reorganizando numa nova esponja. Origem do celoma --
Blastóporo --
Metameria --

2- Caracterização Fisiológica:

Sistema Tipo
SD. Digestório Incompleto
SD. Circulatório Ausente
SD. Respiratório Ausente
Sexuada SD. Excretor Ausente
Os gametas são originados a partir de SD. Nervoso Difuso
amebócitos modificados. Em sua maioria, as
esponjas são hermafroditas, podendo, 3- Dados Específicos:
contudo, apresentar sexos separados. O
óvulo, quando fecundado no mesênquima,
dá origem a uma larva (anfiblástula) que se 1- Aspectos Gerais:
dirige para o exterior, fixando-se ao ƒ São solitários ou formadores de colônias.
substrato e originando uma nova esponja. ƒ O nome cnidaria (cnidos → urtiga) é dado
porque os animais deste filo possuem em
seu corpo cnidoblastos ou células
urticantes.
ƒ Outro nome bastante usado para nomear
este filo é celenterados (coelen → cavidade),
que se refere ao fato desses animais terem
no corpo uma ampla cavidade digestiva, a
cavidade Gastrovascular.
ƒ Possuem 2 formas corporais: Pólipo (fixo) e
Medusa (móvel);
ƒ Habitat: Aquático, com a maioria é marinha

Ficha de Estudo
Reino Metazoa II – Filos Poríferos e Cnidários
Apostila VI Unidade 17

2- Tipos Morfológicos: Sexuada:

3- Cnidoblasto ou Cnidócitos:
Células que apresentam o nematocisto, o qual
contém um filamento penetrante associado à
uma vesícula que contém uma substância
urticante. Alternância de gerações:

4- Classes:

ƒ Classe Hydrozoa (hidrozoários)- Predomina


Pólipos. Ex.: HIDRA sp , Obelia sp
ƒ Classe Scyphozoa (cifozoários)- Predomina
de Medusas. Ex.: Aurelia aurita (água –
viva)
ƒ Classe Anthozoa (antozoários)-
Exclusividade de Pólipos. Ex.: Corais e
Anêmona-do-mar
Resumindo:
Espécies monóicas e dióicas
5- Reprodução:
Fecundação INTERNA
Desenvolvimento direto e INDIRETO
Assexuada
Larva Plânula

Ficha de Estudo

Você também pode gostar