Você está na página 1de 42

HIDRÁULICA Profª.

Jéssika Cosme
GRANDEZAS FÍSICAS
As grandezas físicas com as quais lidamos, sempre serão escritas
em função de uma unidade e do número que expressa a
magnitude dessa grandeza em relação à sua unidade. Assim, para
toda grandeza física G, pode-se escrever:
G = m(G).U(G)
onde m(G) é a medida da grandeza G e expressa o número de
vezes que a grandeza é maior ou menor que a unidade utilizada
para medir a grandeza, m(G).
GRANDEZAS FÍSICAS
As grandezas físicas possuem relação entre si, de forma que, em
um sistema coerente de unidades, a relação existente entre uma
grandeza física, G, que depende de outras grandezas físicas, G1,
G2,..., Gn,, pode ser escrita, genericamente, por uma relação da
forma:
G = f(G1, G2, G3, ..., Gn)
Para tratar corretamente com todas as grandezas físicas que se
relacionam na solução de um problema físico, é necessário
escrever um conjunto de regras adequadas, formando um sistema
de unidades.
SISTEMAS DE UNIDADES
Um sistema de unidades é formado pelo conjunto das unidades
necessárias para descrever todas as grandezas físicas e por
algumas regras de utilização.
Ressalta-se que alguns dos sistemas mais utilizados na atualidade
resultaram do aperfeiçoamento de outros sistemas já existentes.
Os dois sistemas de unidades mais utilizados no momento são o
Sistema Internacional de Unidades e o Sistema CGS.
SISTEMAS DE UNIDADES
O S.I. é o único sistema mundialmente reconhecido e recomendado
para uso para expressar as grandezas físicas com as quais os
engenheiros se deparam.
Apesar disso, não raro encontramos unidades sendo medidas em
sistemas diferentes desses, como é o caso da pressão. É comum
expressar a pressão medida nos seres humanos em cm de Hg.
Também é comum utilizar-se a lbf/pol² (psi),corriqueiramente
denominada apenas de libra, para medir a pressão do ar no
interior dos pneus dos veículos.
Estas unidades não pertencem a nenhum sistema coerente de
unidades.
SISTEMAS DE UNIDADES
Existem, basicamente, dois tipos de sistemas de unidades: aqueles
que usam a massa como grandeza fundamental e os que usam a
força como grandeza fundamental.
A tendência moderna é de se usarem sistemas de unidades nos
quais a massa é uma grandeza fundamental, devido à maior
precisão ao se representar as grandezas derivadas.
SISTEMAS DE UNIDADES
Cinco sistemas de unidades são conhecidos, sendo que alguns deles
já foram muito usados e outros estão em pleno uso atualmente.
São eles o Sistema Internacional de Unidades, Sistema CGS, Sistema
Inglês Absoluto, Sistema Técnico e Sistema Inglês Técnico.
Os três primeiros pertencem à categoria dos sistemas que têm a
massa como grandeza fundamental e os dois últimos são da
categoria que consideram a força como grandeza fundamental.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
É o sistema mundialmente adotado para a medição das
grandezas físicas.
No Brasil é o sistema legal desde a década de setenta.
No domínio da mecânica as suas grandezas fundamentais são:
comprimento, massa, tempo e temperatura, além de outras não
referenciadas nesse texto.
Já as demais grandezas são derivadas. Exemplo de grandezas
derivadas: velocidade, aceleração, força, pressão, viscosidade,
energia, etc.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
a) Unidade de comprimento: metro cujo símbolo é m.
Inicialmente o metro foi definido como sendo o comprimento
equivalente à décima milionésima parte de um quatro do
meridiano terrestre que passa pela cidade de Greenwich na
Inglaterra.
Para materializar tal comprimento foi construída uma barra de
platina e irídio, com uma seção transversal especial, em forma de
“X”. Esse padrão primário do metro permanece guardado no
Bureau Internationel de Poids et Mesures, em Sèvres, França, até os
dias de hoje.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
a) Unidade de comprimento: metro cujo símbolo é m.
Desse padrão foram feitas reproduções tanto mais fiéis quanto
possível, denominados de padrão secundário e distribuídos pelo
mundo inteiro.
Quase todo órgão de peso e medida dos diversos países do
mundo tem um padrão secundário. A partir desse padrão
secundário foram feitas novas cópias denominadas de padrão
terciário, originando os instrumentos de uso corrente na medição
de comprimento.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
a) Unidade de comprimento: metro cujo símbolo é m.
Porém com o decorrer do tempo e o avanço da qualidade dos
instrumentos de medição verificou-se que a definição original do
metro não correspondia exatamente ao comprimento da barra de
platina e irídio guardada no museu de Sèvres. O novo
comprimento encontrado nas medições mais exatas revelou-se
ligeiramente superior ao padrão.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
a) Unidade de comprimento: metro cujo símbolo é m.
Assim gerou-se um impasse terrível: ou se mudava o padrão e
procedia-se à correção de todas as medidas feitas até então ou
se alterava a definição do metro. Assim optou-se pela última
alternativa e o metro ganhou nova definição: o comprimento
gravado na barrade platina e irídio guardada no museu de
Sèvres em Paris.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
a) Unidade de comprimento: metro cujo símbolo é m.
Posteriormente, por questões estratégicas e de segurança, criou-se
uma nova definição para o metro, que prevalece até os dias de
hoje. O metro atualmente é definido como o comprimento
equivalente a 1 650 763,37 vezes o comprimento de onda de
uma radiação de cor laranja, do isótopo criptônio 86, na sua
transição entre os estados 2p10 e 5d5.
Dessa forma os laboratórios de física do mundo inteiro têm
condição de reproduzir com certa facilidade a unidade de
comprimento do SI, ou seja, o metro.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
b) Unidade de massa: quilograma cujo símbolo é kg
O quilograma é definido como a quantidade de matéria contida
em um determinado cilindro de platina, com dimensões
adequadamente definidas, guardado no museu de Sèvres em
Paris.
Pretendia-se que esse cilindro tivesse a mesma massa de 0,001 m3
de água pura a 4 ºC. Esse cilindro foi o mesmo que serviu à
definição da unidade de força do Sistema Técnico de Unidades,
denominada de quilograma-força.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
c) Unidade de tempo: segundo cujo símbolo é s.
O segundo era definido como o tempo médio que a terra leva
para dar uma rotação completa sobre o seu eixo dividido por
86400.
Também devido à imprecisões, essa unidade foi novamente
definida, passando a ser o tempo correspondente a 9 182 631
770 vezes o período de uma certa radiação emitida pelo Césio
133.
Tal definição foi completamente adotada na 13ª Conferência
Geral de Pesos e Medidas de 13 de outubro de 1967.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
d) Unidade de temperatura: Kelvin cujo símbolo é K.
O Kelvin foi definido a partir do ponto tríplice da água (273,15
K) e do ponto de evaporação da água pura às condições normais
de pressão (373,15 K).
Esse intervalo foi dividido em 100 partes iguais e a cada uma
destas partes definiu-se como 1 K.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
Unidades das Grandezas Derivadas
Em um sistema coerente de unidades, a relação existente entre as
grandezas físicas também prevalece entre suas unidades.
Assim se existir uma relação entre a grandeza física, G e outras
grandezas físicas G1, G2,..., Gn, existirá uma relação análoga
entre as unidades da grandeza física G e as grandezas físicas Gi,
tal que:
U(G) = f[U(G1), U(G2), U(G3),...,U(Gn)]
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
Como exemplo pode-se citar o caso da velocidade, definida
como sendo a relação entre o espaço e o tempo. Assim, como V =
e/t, podemos escrever que
U(V) = U(e)/U(t). No SI, tem-se:
U(V) = m/s = ms-1.

Para a aceleração que é definida como sendo a variação da


velocidade com o tempo, a = DV/Dt, tem-se: U(a) = U(DV)/U(Dt).
Logo
U(a) = m/s/s ou U(a) = m/s2 = ms-2.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
Para o caso da força, nesse sistema considerada uma grandeza
derivada, a segunda lei de Newton permite escrever a seguinte
relação: F = m.a U(F) = U(m).U(a).
Assim, U(F) = kg.m/s2.
A essa unidade foi dado o nome de newton em homenagem a
Isaac Newton, convencionando-se que o seu símbolo seria N.
Logo 1 N é a força que aplicada a uma massa de 1 quilograma
provoca nela uma mudança de velocidade de 1 m/s a cada s.
Então: 1 N = 1 kg.m/s2.
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
A pressão também é uma das grandezas derivadas, cuja
unidade pode ser facilmente encontrada no SI.
Como pressão é a relação entre uma força normal e a área na
qual ela atua, podemos dizer que: p = Fn/A.
Logo U(p) = U(Fn)/U(A). Escrevendo em função das unidades das
grandezas fundamentais teremos:
U(p) = N/m2. Tal unidade foi denominada de pascal, e a ela foi
reservado o símbolo Pa. Com isso pode-se escrever que:
U(p) = N/m2 = Pa
SISTEMAS INTERNACIONAL DE UNIDADES
SISTEMAS DE UNIDADES CGS
O sistema de unidades que ficou conhecido como CGS possui
grandezas fundamentais com unidades pequenas, de forma que as
medidas das grandezas usuais são expressas por números mais
adequados.
As suas grandezas fundamentais são comprimento, massa, tempo e
temperatura.
As grandezas derivadas são, velocidade, aceleração, força,
pressão, viscosidade, energia, dentre outras.
SISTEMAS DE UNIDADES CGS
a) Unidade de comprimento: foi denominada de centímetro, cujo
símbolo é cm, tendo sido definida tal que um centímetro vale 10-2
m.
b) Unidade de massa: foi denominada de grama, cujo símbolo é
g, tendo sido definida como sendo a milésima parte do
quilograma (10-3 kg).
c) Unidade de tempo: foi definida, como nos demais sistemas, e
denominada de segundo, cujo símbolo é s. O segundo é a mesma
unidade de tempo do SI.
SISTEMAS DE UNIDADES CGS
d) Unidade de temperatura: foi denominada de grau Celsius, cujo
símbolo é ºC,tendo sido definida em relação ao ponto de fusão do
gelo (0,15ºC) e o ponto de vaporização da água à condições
normais de temperatura e pressão (100,15ºC).
O intervalo entre ambas as temperaturas foi dividido em 100
partes e a cada parte corresponde um grau Celsius, à semelhança
do grau Kelvin.
SISTEMAS DE UNIDADES CGS
Nesse sistema, para as grandezas físicas derivadas temos as
seguintes unidades:
U(V) = cm/s
U(a) = cm/s2
U(F) = g.cm/s2 = dyna cuja abreviatura é dyn. Nesse caso pode-se
ver que 1 dyna é equivalente a 10-5 N.
U(p) = dyna/cm2 = bária. Pode-se deduzir que 1 bária equivale a
0,1 Pa.
SISTEMA INGLÊS ABSOLUTO
Grandezas fundamentais: comprimento, massa, tempo e
temperatura.
Grandezas derivadas: velocidade, aceleração, força, pressão,
viscosidade, energia, etc.
SISTEMA INGLÊS ABSOLUTO
Unidades das grandezas fundamentais:
a) Unidade de comprimento: pé (foot) cujo símbolo é ft.
1 ft = 0,3048 m
b) Unidade de massa: libra cujo símbolo é lb
1 lb = 0,45359 kg. Valor correto: 1 lb = 0,45359237 kg
c) Unidade de tempo: segundo cujo símbolo é sec.
O segundo é a mesma unidade de tempo do SI.
SISTEMA INGLÊS ABSOLUTO
d) Unidade de temperatura: grau Rankine cujo símbolo é R.
O grau Rankine é definido em relação ao ponto de fusão do gelo
(491.67 R) e o ponto de vaporização da água nas condições
normais de temperatura e pressão (671,67 R). O intervalo entre
ambas as temperaturas foi dividido em 180 partes iguais e a
cada parte corresponde um grau Rankine.
SISTEMA INGLÊS ABSOLUTO
Para as grandezas físicas derivadas temos:
U(V) = ft/sec
U(a) = ft/sec2
U(F) = lb.ft/sec2 = poundal cuja abreviatura é pdl. Nesse caso
pode-se ver que 1 pdl é equivalente a 0,138257 N.
U(p) = pdl/ft2 . Pode-se deduzir que 1 pdl/ft2 eqüivale a
1,48819 Pa.
SISTEMA TÉCNICO
Grandezas fundamentais: comprimento, força, tempo e
temperatura.
Grandezas derivadas: velocidade, aceleração, massa, pressão,
viscosidade, energia, etc.
SISTEMA TÉCNICO
a) Unidade de comprimento: metro cujo símbolo é m. Essa
grandeza é a mesma definida no SI.
b) Unidade de Força: quilograma-força cujo símbolo é kgf.
O quilograma-força foi definido como a força com que a terra
atrai o cilindro de platina que mais tarde foi usado para definir a
unidade de massa do SI, ao nível do mar e na cidade de
Greenwich. Dele não adianta muito fazer cópias par uso local já
que as condições da gravidade muda de local para local na
superfície terrestre. Atualmente, devido a essa nuance, o sistema
técnico de unidades está em franco desuso.
SISTEMA TÉCNICO
b) Unidade de Força: quilograma-força cujo símbolo é kgf.
Nas condições padrão, a aceleração da gravidade vale g =
9,80665 m/s2.
Essa relação às vezes , por questões de simplicidade é escrita
como 1 kgf = 9,81 N ou até mesmo 1 kgf = 9,8 N. Durante o
nosso curso de Hidráulica usaremos a relação abaixo:
1 kgf = 9,807 N
SISTEMA TÉCNICO
c) Unidade de tempo: segundo cujo símbolo é s.
Essa unidade de tempo é a mesma do SI
d) Unidade de temperatura: grau Celsius cujo símbolo é ºC.
Essa unidade é a mesma do sistema CGS.
SISTEMA TÉCNICO
Unidades das Grandezas Derivadas:
Devido à escolha da força para ser uma grandeza física
fundamental, a massa passa a ser uma grandeza física derivada. Da
segunda lei de Newton é possível obter:
m = F/aU(m) = U(F)/U(a).
Assim, U(m) = kgf/(m/s2) = kgf.s2/m.
Tal unidade é conhecida pelo nome de unidade técnica de massa e
abreviada por utm. Decorre da definição que 1 utm = 9,80665 kg.
A velocidade e a aceleração têm as mesmas unidades que no SI.
SISTEMA TÉCNICO
A pressão, grandeza derivada, nesse sistema de unidades também é
a relação entre uma força normal e a área na qual ela atua.
Como p = Fn/A, tem-se que U(p) = U(Fn)/U(A). Escrevendo em
função das unidades das grandezas fundamentais teremos:
U(p) = kgf/m2. Tal unidade, além de ser muito pouco usada, não teve
denominação específica nesse sistema de unidades. É possível,
partindo das unidades fundamentais estabelecer a relação:
U(p) = 1 kgf/m2 = 9,80665 N/m2 = 9,80665 Pa
Nesse curso utilizaremos com frequência a relação 1 kgf/m2 = 9,807
Pa.
SISTEMA INGLÊS TÉCNICO
Grandezas fundamentais: comprimento, força, tempo e temperatura.
Grandezas derivadas: velocidade, aceleração, massa, pressão,
viscosidade, energia, etc.
SISTEMA INGLÊS TÉCNICO
a) Unidade de comprimento: pé (foot) cujo símbolo é ft.
Essa grandeza é a mesma definida no Sistema Inglês Absoluto.
b) Unidade de Força: libra-força cujo símbolo é lbf.
A libra-força foi definida como a força com que a terra atrai o
cilindro de platina que definiu a unidade de massa do Sistema Inglês
Absoluto, ao nível do mar e na cidade de Greenwich. Essa unidade
padece dos mesmos defeitos da unidade de força do Sistema Técnico.
1 lbf = 0,45359237 kgf
SISTEMA INGLÊS TÉCNICO
c) Unidade de tempo: segundo (second) cujo símbolo é sec.
Essa unidade de tempo é a mesma do SI
d) Unidade de temperatura: grau Farenheit cujo símbolo é ºF.
Essa unidade é definida também com relação aos pontos de fusão e
de ebulição da água.
À temperatura de fusão da água atribuiu-se 32 ºF e à de ebulição
atribuiu-se 212 ºF. O intervalo entre ambas foi dividido em 180
partes iguais, sendo cada parte correspondente a um grau Farenheit
(ºF).
SISTEMA INGLÊS TÉCNICO
Unidades das Grandezas Derivadas:
Da mesma forma que no Sistema Técnico, escolheu-se a força para ser
uma grandeza física fundamental. Logo a massa passa a ser uma
grandeza física derivada. Da segunda lei de Newton é possível obter:
m = F/aU(m) = U(F)/U(a).
Assim, U(m) = lbf/(ft/s2) = lbf.s2/ft. Tal unidade é conhecida pelo
nome de slug. Decorre da definição que 1 slug =1,48816 utm =
14,5939 kg.
A velocidade e a aceleração têm as mesmas unidades que no Sistema
Inglês Absoluto.
SISTEMA INGLÊS TÉCNICO
A pressão, grandeza derivada, nesse sistema de unidades também é
a relação entre uma força normal e a área na qual ela atua.
Como p = Fn/A, tem-se que U(p) = U(Fn)/U(A). Escrevendo em
função das unidades das grandezas fundamentais teremos:
U(p) = lbf/ft2. Tal unidade, além de ser muito pouco usada, não teve
denominação específica nesse sistema de unidades. É possível,
partindo das unidades fundamentais, estabelecer a relação:
U(p) = 1 lbf/ft2 = 4,8825 kgf/m2 = 47,88106 Pa.
CASO DE GRANDEZA FÍSICA DE VALOR MUITO ELEVADO OU
MUITO PEQUENO
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

1. Baseado nos princípios dos sistemas de unidades, calcular o valor das seguintes
grandezas físicas no Sistema Internacional de Unidades (SI):
a) µ = 1,05 cPo ( Po= dyna.s/cm²; µ(SI)=Pa.s
b) p = 30 psi
c) p = 50 pdl/ft2
d) ρ = 350 slug/ft3
Lembrete: 1 cPo = 10-2 Po; 1 lbf = 0,4536 kgf; 1 kgf = 9,80665 N; 1 pol = 2,54cm
e 1 ft = 0,3048 m.

Você também pode gostar