Você está na página 1de 4

18/04/2018 www.sulloway.org/freud.

html

> Freud, biólogo da mente


Freud, Biólogo da Mente, recebeu o Prêmio Pfizer de História da Sociedade da Ciência pelo melhor livro
publicado em 1979.

Sinopse (da sobrecapa do livro)Esta monumental biografia intelectual de


Freud é a primeira reavaliação séria do grande homem e sua obra desde a
biografia clássica de Ernest Jones, de quase vinte e cinco anos atrás. Com base
em uma série de novas fontes (incluindo um estudo detalhado da biblioteca
privada de Freud), Sulloway demonstra que Freud, apesar de suas negações
posteriores, sempre permaneceu como "biólogo da mente", que, de fato, suas
inspirações mais criativas derivavam de biologia. Em uma notável série de
reconstruções detetivesas, ele mostra como a psicanálise surgiu quando Freud,
fortemente influenciado pela biologia darwiniana de seu tempo e pelas
pesquisas bizarras de seu amigo íntimo Wilhelm Fliess,

Como mostra o Dr. Sulloway, essa reavaliação revolucionária de Freud e


psicanálise contraria diretamente um mito complexo que tanto Freud quanto
seus seguidores tentaram propagar - uma mitologia que retrata Freud como o
"herói psicanalítico" solitário que, sozinho e contra um mundo exterior
universalmente hostil, "inventou" uma psicologia totalmente original através da
análise de seus pacientes e (heroicamente) de si mesmo. O Dr. Sulloway não
apenas desmascara as distorções históricas por trás dessa lenda, mas expõe as funções políticas que serviu na
história da psicanálise. Brilhantemente escritas e meticulosamente pesquisas, este trabalho revelador
transforma completamente a nossa compreensão de Freud.

Comentários sobre Freud, Biologist of the Mind:


"Um livro excelente, perspicaz e escrito com graça." - Jerome
Kagan , da Universidade de Harvard

"Isto é, simplesmente, um livro estonteante que revoluciona


completamente o entendimento de um indivíduo sobre o
assunto ... Concluo que virtualmente toda a literatura existente
sobre Freud se tornou obsoleta..." - Donald Fleming , da
Universidade de Harvard, Jonathan Trumbull Professor de
História Americana, emérito

"Eu descobri ... que eu quase literalmente não pude colocar [o


livro] no chão.... Não é apenas fascinante como um tipo de
história de detetive científica, mas um trabalho
extraordinariamente significativo. É facilmente a contribuição
individual mais importante." aos estudos freudianos desde a
biografia de Jones, [e] um excelente complemento e corretivo
para os últimos ... Um trabalho de erudição monumental, levará
seus autores desconhecidos para a linha de frente dos
historiadores intelectuais ... Estou francamente inveja de sua
realização ". - Robert R. Holt , diretor emérito do Centro de
Pesquisa em Saúde Mental da Universidade de Nova York

"Realmente notável ... na infinidade de materiais sobre Freud, Sulloway realmente tem algo novo a dizer. Ele
mistura a história da ciência com a verdadeira percepção científica." - Edward O. Wilson , Universidade de
Harvard

" Freud, Biólogo da Mente é um trabalho brilhante e fascinante que revolucionará nossa concepção das
origens da psicanálise". - Garland Allen, Stephen G. Brush e Betty Jo Tetter Dobbs , da citação do
http://www.sulloway.org/freud.html 1/4
18/04/2018 www.sulloway.org/freud.html

Comitê do Prêmio Pfizer da History of Science Society.

Trechos das Resenhas de Freud, Biólogo da Mente:


"Ninguém antes documentou em detalhes tão minuciosos
como o gênio de Freud trabalhou para transformar suas
próprias observações e as observações dos outros em
uma profunda ciência da mente ..." Freud "de Sulloway
fornece uma viagem instigante através desse capítulo
extraordinário na história da idéias "- Jean
Strouse , Newsweek

"Em uma estonteante estréia intelectual, um jovem e até


então desconhecido estudioso, Frank Sulloway,
desmantelou a aura mítica em torno de Freud. Sulloway
levou uma tocha para o fundo da caverna da erudição
freudiana, e ele não apenas lançou um brilhante nova luz
sobre essa construção, ele chegou perto de queimá-lo.
" - Russell Schoch , da Science 80

"Um estudo iconoclasta.... A versão padrão das lutas de Freud,


contadas por Freud e pelos historiadores freudianos, está fortemente
misturada à lenda, e grande parte da história é simplesmente falsa."
- John Leo , "Fez Freud Construa sua própria lenda ?," Tempo

"Sulloway trouxe consigo grandes habilidades como historiador de


idéias, um grau invejável de conhecimento meticuloso e um talento
notável para uma prosa lúcida e agradável. [...] Ao mesmo tempo,
este livro merece um grande número de leitores entre todos os
interessados na história das idéias." - Marie Jahoda , nova cientista

"É sempre uma experiência agradável trabalhar em um livro


acadêmico no qual o autor declara articulada, felizmente e com
todas as minúcias de documentação necessárias o que o leitor, antes
de seu encontro com o livro, havia suposto vagamente, especulado
inopinadamente sobre ou tinham insinuações fragmentárias de ...
Raramente eu fui tomado por um texto (além da sucessão das
próprias obras de Freud) como por esse ... Um grande livro que terá
seu impacto nos próximos anos. " - Paul W. Pruyser , Boletim da
Clínica Menninger

"O Sr. Sulloway argumenta sua breve com entusiasmo e erudição, derrubando adversários genuínos, como a
velha guarda freudiana ... em uma pilha polêmica." - George Steiner , o jornal The Sunday Times [Londres]

"Todos esses itens de sabedoria do senso comum são postos em dúvida ... pela publicação de Freud, Biólogo
da Mente, de Frank Sulloway . Inexoravelmente meticuloso, seu livro traz à mente visões daqueles
ceifadores que varrem em uníssono as grandes planícies do meio oeste. Palhas ao vento são transformadas
aqui em fardos sólidos ... Ele acrescentou tanto à história conceitual quanto à psicologia ao mesmo tempo;
como você lê, você realmente aprende algo novo tanto sobre as maneiras pelas quais as idéias tomam forma
dentro de uma disciplina, e sobre quão rebeldes até mesmo as melhores inteligências humanas são - Liam
Hudson , Quarto

"Este livro é um trabalho de bolsa de estudos monumental; é também uma peça de análise brilhante e,
finalmente, terna." - Gerard Fromm , Commonweal

http://www.sulloway.org/freud.html 2/4
18/04/2018 www.sulloway.org/freud.html

Pfizer Award Citation for Freud, Bióloga da Mente :


O vencedor do Prêmio Pfizer para o melhor livro sobre a história da
ciência por um autor americano ou canadense publicado em 1979
é Freud, biólogo da mente , por Frank J. Sulloway. O Dr. Sulloway,
que agora está no MIT, escreveu o livro enquanto ele era um
membro junior em Harvard; foi publicado pela Basic Books.

Esta é a primeira vez em sua história de 22 anos que o Prêmio Pfizer


foi dado a um livro sobre a história da psicologia ou
psiquiatria. Mas o trabalho de Sulloway está diretamente na corrente
principal da erudição na história da ciência, uma vez que demonstra
a relação entre os dois sistemas de pensamento que tiveram o maior
impacto na visão moderna de nosso lugar na natureza: evolução
darwinista e psicanálise freudiana.

Enquanto Freud era


tratado como um herói
solitário que se
libertara
completamente das
doutrinas da biologia e
da medicina do século
XIX, a história da
psicanálise tendia a
ser um complemento à
própria psicanálise e
era feita para servir
aos objetivos das
escolas concorrentes.
oferecendo pouco para
atrair historiadores de
outras ciências. Indo
"além da lenda
psicanalítica" (como
seu subtítulo diz),
Sulloway desafiou o
mito que permitiu aos
freudianos resistir à
investigação crítica
sobre as origens de
suas teorias e mostrou como essas teorias foram, pelo menos em parte, inspiradas por suposições e idéias
biológicas. Algumas dessas suposições, é verdade, foram rejeitadas desde então (herança lamarckiana e
recapitulação), mas outros não (que a psique se desenvolve através de estágios, assim como as estruturas
físicas; ou uma base neurológica para as diferenças comportamentais). A importância do livro de Sulloway
parece estar no grau cuidadoso em que ele extraiu os fundamentos biológicos para o pensamento de
Freud. Não é mais um descrédito para Freud, como observa Sulloway, mostrar que ele derivou suas idéias em
parte de outras, do que um descrédito para Newton ou Darwin, para mostrar que suas idéias tinham raízes no
trabalho de seus predecessores. Além disso, não é mais um descrédito para Freud apontar que algumas das
idéias que ele usou agora são rejeitadas pelos biólogos, do que fazer a mesma afirmação para Darwin (o que
certamente é o caso).

Sulloway, ao demonstrar as origens das especulações filogenéticas de Freud sobre as origens da civilização e
da moralidade, fez duas coisas. (1) Ele nos deu um vislumbre das vistas excitantes que se abriram para os
cientistas do final do século 19 e início do século 20, quando as implicações da evolução darwiniana foram
absorvidas. (2) Ele também tornou possível relacionar as idéias de Freud de maneira significativa a
desenvolvimentos tão diversos do século XX como os argumentos de Carl Jung para um "inconsciente
http://www.sulloway.org/freud.html É 3/4
18/04/2018 www.sulloway.org/freud.html

coletivo" e as deliciosas extrapolações de Carl Sagan da estrutura do "cérebro de Broca". É uma boa redação
histórica que consegue iluminar não apenas um evento isolado, mas também o que vem antes e depois do
evento.

O livro de Sulloway já começou a desempenhar um papel na controvérsia em curso sobre o status científico
da psicanálise. No entanto, mesmo um escritor que defende Freud como o "pensador mais importante do
século XX" e reclama que Sulloway não conseguiu explicar por que sua teoria foi tão bem sucedida, é
forçado a admitir que este livro "é uma obra de sabedoria prodigiosa". "estabelece um novo nível de precisão
empírica e habilidade crítica na análise da vida de Freud" (Paul Robinson, em Psychology Today , setembro
de 1979). Como historiadores da ciência ficaram satisfeitos em ver que um de nossos colegas pode adicionar
uma dimensão importante a um debate contemporâneo.

Freud, Biólogo da Mente é um trabalho brilhante e fascinante que revolucionou nossa concepção das origens
da psicanálise. Parabenizamos o Dr. Sulloway por sua conquista ".

Comitê do Prêmio Pfizer : Garland Allen, Stephen G. Brush (presidente) e Betty Jo Teeter Dobbs

http://www.sulloway.org/freud.html 4/4