Você está na página 1de 393

PREFÁCIO

Este manual contém procedimentos de manutenção, especificações e reparações


para o chassi, carroçaria e sistema de manuseio de materiais dos TRATORES
REBOCADORES ELÉTRICOS TOYOTA 4CBT2R, 3R • 4CBTY2R • 4CBTK4R •
4CBTYK4R.

Use este manual para executar serviço correto e rápido nos respectivos modelos
de trator rebocador.

Este manual é referente aos modelos acima a partir de Março de 2006. Observe
que poderá haver diferenças entre as descrições apresentadas no manual e os
veículos reais devido a alterações de projeto e especificações. Qualquer alteração
ou modificações subseqüentes serão notificadas através de Toyota Industrial
Equipment Parts & Service News.

TOYOTA MATERIAL HANDLING MERCOSUR LTDA.


Uma Divisão da TOYOTA INDUSTRIES CORPORATION
ÍNDICE DE SEÇÕES
DESCRIÇÃO SEÇÃO

INFORMAÇÕES GERAIS 0
BATERIA 1
CONTROLADOR 2
DIAGNÓSTICO DE FALHAS 3
MOTOR 4
EIXO DIANTEIRO 5
EIXO TRASEIRO 6
DIREÇÃO 7
FREIO 8
CARROÇARIA • CHASSI 9
ESPECIFICAÇÃO DO CONTROLADOR REMOTO 10
APÊNDICE 11
0-1

INFORMAÇÕES GERAIS

Página
VISTA EXTERNA DO TRATOR................................................ 0-2 0
MODELOS DE VEÍCULO ......................................................... 0-4
NÚMERO DE CHASSI.............................................................. 0-4
COMO UTILIZAR ESTE MANUAL........................................... 0-5
MÉTODO DE EXPLICAÇÃO .................................................. 0-5
TERMINOLOGIA..................................................................... 0-6
ABREVIAÇÕES ...................................................................... 0-6
SUGESTÕES DE OPERAÇÃO ................................................ 0-7
INSTRUÇÕES GERAIS .......................................................... 0-7
PONTO DE LEVANTAMENTO................................................ 0-8
LEVANTAMENTO DO VEÍCULO ............................................ 0-9
LISTA DO ÂNGULO DE SUSPENSÃO DO CABO DE AÇO 0-10
CARGA DE SEGURANÇA PARA CADA ÂNGULO DE
SUSPENSÃO DO CABO DE AÇO ....................................... 0-10
REBOQUE DO VEÍCULO ......................................................0-11
CAPACIDADE DE INCLINAÇÃO E REBOQUE.....................0-11
INSPEÇÃO DE PEÇAS ELÉTRICAS ................................... 0-12
ESPECIFICAÇÃO DE TORQUE ............................................ 0-13
MÉTODO DE IDENTIFICAÇÃO DA RESISTÊNCIA E
ESPECIFICAÇÃO DE TORQUE........................................... 0-13
PARAFUSOS MICROENCAPSULADOS.............................. 0-15
TORQUE DE APERTO DA CONEXÃO DA MANGUEIRA DE
ALTA PRESSÃO..................................................................... 0-16
QUANTIDADE E TIPOS DE LUBRIFICANTES
RECOMENDADOS ................................................................. 0-16
LUBRIFICAÇÃO ..................................................................... 0-17
MANUTENÇÃO PERIÓDICA ................................................. 0-18
SUBSTITUIÇÃO PERIÓDICA DE PEÇAS E LUBRIFICANTES.. 0-21
DESCRIÇÃO........................................................................... 0-22
CONTROLE PRINCIPAL ...................................................... 0-22
OPS....................................................................................... 0-25
DIMENSÕES DO VEÍCULO ................................................. 0-26
0-2

VISTA EXTERNA DO TRATOR


4CBT2R·3R·4CBTK4R
0-3

4CBTY2R·4CBTYK4R
O diagrama é de um veículo com especificações de bateria slide-out.

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
0-4

MODELOS DE VEÍCULO
Tipo Capacidade de reboque Modelo do veículo Tensão
Sentado 4CBT2R
2,0 toneladas
Em pé 4CBTY2R
Sentado 3,0 toneladas 4CBT3R 48 V
Sentado 4CBTK4R
4,0 toneladas
Em pé 4CBTYK4R

NÚMERO DE CHASSI
Modelo do Formato de
Posição de gravação
veículo gravação

4CBT2R 4CBT2R-10011
Nº do chassi

4CBTY2R 4CBTY2R-10011

4CBT3R 4CBT2R-10011

4CBTK4R 4CBT2R-10011

4CBTYK4R 4CBTY2R-10011 Seção dianteira direita superior do chassi


0-5

COMO UTILIZAR ESTE MANUAL


MÉTODO DE EXPLICAÇÃO
1. Procedimento de operação 0
(1) Os procedimentos operacionais são descritos, utilizando-se tanto o padrão A como B.
Padrão A: Cada etapa da operação é explicada com sua própria ilustração. 1
Padrão B: A operação completa está indicada por números de etapa em uma
ilustração, seguida por cuidados, notas e operações ponto a ponto. 2
Exemplo de padrão B
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO 3
Unidade de torque de aperto[N·m (kgf·cm) [lb.pé]]
4
• Alguns números de etapa podem ser
omitidos em algumas ilustrações. 5
• Quando uma peça que exige instrução de
torque de aperto não estiver indicada na
ilustração, o nome da peça é descrito na
6
estrutura da ilustração.
7
8
T=46,1 a 48,1 9
(470 a 490)
[34,0 a 35,5] 10
11

Procedimento de Desmontagem
1. Remova a cobertura. [Ponto 1]
2. Remova a bucha. [Ponto 2] Operação a ser explicada nas páginas seguintes.
3. Remova a engrenagem.

Operações Ponto a Ponto


[Ponto 1] Explicação de cada operação ponto a ponto com ilustração.
Desmontagem:
Faça marcas de correspondência antes de remover a tampa da bomba.
[Ponto 2]
Inspeção:
Meça o diâmetro interno da bucha.
Limite: 19,12 mm
0-6

2. Como ler os números de componentes


(1) Os números de componente utilizam a ilustração do (Exemplo)
catálogo de peças para o modelo do veículo. Queira por
gentileza consultar o catálogo para verificar o nome da
peça.
Número de FIG no
3. Assuntos omitidos neste manual Catálogo de peças
(1) Este manual omite as descrições das seguintes tarefas,
mas as executa na operação real:
(a) Limpeza e lavagem de peças removidas conforme requerido
(b) Inspeção visual (descrito parcialmente)

TERMINOLOGIA
Atenção:
Assuntos importantes cuja falta de observação pode provocar acidentes. Certifique-se de observá-los.
Nota:
Itens importantes cuja falta de observação pode provocar acidentes ou assuntos no procedimento
operacional que exigem atenção especial.
Padrão : Valor que mostra a faixa permitida na inspeção ou ajuste.
Limite : O valor máximo ou mínimo permitido na inspeção ou ajuste.

ABREVIAÇÕES
Abreviações Significado Abreviações Significado
Society of Automotive Engineers (USA)
ASSY Conjunto SAE [Associação de Engenheiros
Automotivos]
LE Lado esquerdo SST Ferramenta especial de serviço
L/ Menos STD Padrão
OPT Opção T= Torque de aperto
O/S Sobremedida OOT Número de dentes (OOT)
PS Direção hidráulica U/S Submedida
LD Lado direito W/ Com
0-7

SUGESTÕES DE OPERAÇÃO
INSTRUÇÕES GERAIS
1. Operação segura
(1) Após levantar com o macaco, sempre apoie com blocos de madeira ou cavaletes rígidos.
(2) Ao levantar o veículo no elevador ou algum de seus componentes pesados, utilize cabo(s) de aço,
dispondo de uma reserva suficiente na capacidade de carga.
(3) Sempre desconecte o conector da bateria antes de inspecionar ou reparar as peças elétricas.
2. Operação eficiente
(1) Antes de iniciar a operação, prepare as ferramentas, instrumentos de medição necessários (analisador de
teste de circuito, meghômetro, medidor de pressão de óleo, etc.) e SSTs.
(2) Antes de desconectar qualquer fiação, verifique a cor do cabo e a condição da fiação.
(3) Ao vistoriar peças funcionais, seções complicadas ou mecanismos relacionados, organize as peças de
maneira ordenada para evitar confusões.
(4) Ao desmontar e inspecionar peças de precisão, tais como válvula de controle, utilize ferramentas limpas e
trabalhe em um local limpo.
(5) Siga os procedimentos especificados para desmontagem, inspeção e montagem.
(6) Sempre substitua juntas, guarnições, anéis de vedação, porcas autotravantes e contrapinos por novos
sempre que forem desmontados.
(7) Utilize peças genuínas Toyota ao efetuar substituições.
(8) Utilize parafusos e porcas especificados e observe o torque de aperto especificado ao efetuar a
remontagem. (Aperte de acordo com o valor médio da faixa de torque de aperto especificada.) Caso não
seja especificado nenhum torque de aperto, utilize o valor fornecido na tabela de torque de aperto
padrão”.
3. Proteção de peças funcionais (veículos acionados por bateria)
(1) Antes de conectar o conector da bateria após a inspeção ou manutenção do veículo, verifique
completamente cada conector quando a conexões defeituosas ou imperfeitas.
A conexão defeituosa ou imperfeita de conectores relacionadas a controladores, especialmente, podem
danificar os elementos dentro dos controladores.
4. Verificação da condição de defeito
Não inicie a desmontagem e/ou substituição imediatamente, mas primeiramente verifique se a desmontagem
e/ou substituição é necessária para a correção do defeito.
5. Descarte do fluido usado
Sempre utilize um reservatório adequando ao drenar o fluido usado do veículo.
O descarte sem cuidado de óleo, combustível, líquido de arrefecimento, filtro de óleo, bateria ou outras
substâncias perigosas poderá afetar de maneira adversa a saúde humana e o meio-ambiente. Sempre recolha
e embale de maneira correta e contrate empresa especializada para o descarte deste tipo de material.
0-8

PONTO DE LEVANTAMENTO
Sempre observe as instruções a seguir ao levantar o veículo.
• Remova quaisquer cargas, rebocadas ou carregadas, e deixe o veículo parado sobre uma superfície plana.
Certifique-se de evitar uma superfície inclinada ou acidentada.
• Utilize um macaco com ampla capacidade e levante o veículo no ponto especificado para levantamento. O
levantamento em qualquer outro ponto é perigoso.
• Sempre apoie a carga do veículo levantado com blocos de madeira nos pontos especificados. Apoiar o veículo
apenas com o macaco é muito perigoso.
• Jamais, sob nenhuma circunstância, coloque qualquer parte do corpo (incluindo mãos e pés) sob um veículo que
esteja levantado.

Ponto para colocação do bloco de madeira

Ponto de levantamento

Bloco de
madeira

Macaco

Seção dianteira do chassi Seção traseira do chassi


0-9

LEVANTAMENTO DO VEÍCULO
Sempre levante o veículo através das seções de fixação especificadas do guincho especializado e o método.
Jamais levante qualquer outra seção de fixação, pois isto é muito perigoso.

4CBT2R·3R·4CBTK4R

4CBTY2R·4CBTYK4R

Remova o painel do assoalho antes de içar o veículo.


Quando a bateria estiver no veículo, o centro de gravidade está localizado bem próximo do alojamento da bateria.
Quando a bateria for removida, o centro de gravidade ficará deslocado para a parte frontal do veículo.
0-10

LISTA DO ÂNGULO DE SUSPENSÃO DO CABO DE AÇO


Ângulo da Método de Ângulo da Método de
Tensão Compressão Tensão Compressão
suspensão suspensão suspensão suspensão

0° 1,00 vez 0 vez 90° 1,41 vez 1,00 vez

30° 1,04 vez 0,27 vez 120° 2,00 vez 1,73 vez

60° 1,16 vez 0,58 vez

CARGA DE SEGURANÇA PARA CADA ÂNGULO DE SUSPENSÃO DO CABO


DE AÇO
Unidade: N (tf) [lbf]
Suspensão
Diâmetro Carga de cabo Suspensão de cabo duplo Suspensão de 4 cabos
do cabo de corte simples
0° 0° 30° 60° 90° 0° 30° 60° 90°
21380 6080 5880 5200 4310 12160 11770 10400 8630
6 mm 3040 (0,31)
(2,18) (0,62) (0,60) (0,53) (0,44) (1,24) (1,20) (1,06) (0,88)
(0,24 pol.) [683,6]
[4807] [1367] [1323] [1169] [970] [2734] [2646] [2337] [1940]
31480 8830 8530 7650 6280 17650 17060 15300 12550
8 mm 4410 (0,45)
(3,21) (0,90) (0,87) (0,78) (0,64) (1,80) (1,74) (1,56) (1,28)
(0,32 pol.) [992,3]
[7078] [1985] [1918] [1720] [1411] [3969] [3937] [3440] [2322]
49230 14020 13440 11770 9810 27460 26480 23540 19610
10 mm 6960 (0,71)
(5,02) (1,43) (1,37) (1,20) (1,00) (2,80) (2,70) (2,40) (2,00)
(0,4 pol.) [1565,6]
[11690] [3153] [3021] [2646] [2205] [6174] [5954] [5292] [4410]
76880 21570 21280 18630 14710 43150 41190 37270 29420
12,5 mm 10980 (1,12)
(7,84) (2,20) (2,10) (1,90) (1,50) (4,40) (4,20) (3,80) (3,00)
(0,5 pol.) [2469,5]
[17387] [4851] [4631] [4190] [3308] [9702] [9261] [8379] [6615]
96400 27460 26480 23540 18630 54920 52960 47070 37270
14 mm 13730 (1,40)
(9,83) (2,80) (2,70) (2,40) (1,90) (5,60) (5,40) (4,80) (3,80)
(0,56 pol.) [3087]
[21675] [6174] [5954] [5292] [4190] [12348] [11907] [10584] [8379]
0-11

REBOQUE DO VEÍCULO
Os cuidados abaixo devem ser observados ao rebocar o
veículo.
1. Sempre reboque o veículo com a roda dianteira levantada.
2. A velocidade de deslocamento ao rebocar não deve exceder a
velocidade máxima de deslocamento do veículo.
3. Antes de iniciar o reboque, sempre coloque o interruptor de
ignição em OFF e o interruptor de direção na posição neutra.
4. Certifique-se de desconectar o conector da bateria.

CAPACIDADE DE INCLINAÇÃO E REBOQUE


Condições (Trajetos pavimentados com concreto) µ=0,025

Estrada Estrada com inclinação (Início de inclinação)


plana 1° 2° 3° 4°
Capacidade
de reboque
2,0 0,8 0,3 Å\ Å\
(classificação
4CBT2R 60 minutos)
4CBTY2R Capacidade
de reboque
2,0 1,5 1,1 0,9 0,7
(classificação
3 minutos)
Capacidade
de reboque
3,0 1,3 0,7 0,3 0,1
(classificação
60 minutos)
4CBT3R
Capacidade
de reboque
3,0 2,6 2,0 1,6 1,3
(classificação
3 minutos)
Capacidade
de reboque
4,0 1,9 1,1 0,6 0,3
(classificação
4CBT4R 60 minutos)
4CBTY4R Capacidade
de reboque
4,0 3,6 2,9 2,4 2,0
(classificação
3 minutos)
0-12

INSPEÇÃO DE PEÇAS ELÉTRICAS


1. Sempre desconecte o conector da bateria antes de inspecionar ou reparar as peças elétricas.
2. Preste atenção suficiente ao manusear peças eletrônicas.
(1) Jamais submeta peças eletrônicas, tais como
computadores e relés, a impactos.
(2) Jamais exponha peças eletrônicas a altas temperaturas
ou umidade.
(3) Não toque os terminais do conector, pois eles podem ser
deformados ou danificados devido a eletricidade
estática.

3. Utilize um testador de circuito que atenda o objeto e o propósito de medição.


Tipo analógico: Este tipo é conveniente para observar o movimento durante a operação e a condição de
operação.
O valor medido deve ser usado apenas como referência.
Tipo digital: É possível uma leitura razoavelmente precisa. Entretanto, é difícil observar a operação ou o
movimento.
(1) Diferença entre resultados de medição com os tipos analógico e digital.
Nota:
Os resultados das medições, utilizando o tipo analógico e digital podem ser diferentes.
As diferenças entre as polaridades do tipo analógico e o digital são descritas abaixo.
(a) Equipamento de teste de circuito analógico
Exemplo de resultado de medição
Direção avante Direção inversa Faixa do analisador de teste: faixa kΩ
Tipo analógico
Continuidade
Direção avante
11 kΩ
Não há continuidade
Direção inversa

(b) Equipamento de teste de circuito digital


Exemplo de resultado de medição
Faixa do analisador de teste: Faixa 2 MΩ
Direção avante Direção inversa
Tipo digital
Não há continuidade
Direção avante
1
Continuidade
Direção inversa
2 MΩ
0-13

ESPECIFICAÇÃO DE TORQUE
Especificação de Torque dos Parafusos e Porcas Padrão
A especificação de torque dos parafusos e porcas padrão não é exibida em toda a extensão do manual.
Utilize os procedimentos e a tabela abaixo para definir a especificação de torque padrão.
1. Defina a especificação de torque para o parafuso sextavado, parafuso soldado ou prisioneiro, comparando a
identificação no parafuso com a tabela de especificação de toque, identificando a classe de resistência do
parafuso na tabela a seguir.
2. Defina a especificação de torque para o parafuso sextavado baseando-se no diâmetro da rosca.
3. O torque de aperto da porca pode ser avaliado em relação ao tipo correspondente de parafuso.

MÉTODO DE IDENTIFICAÇÃO DA RESISTÊNCIA E ESPECIFICAÇÃO DE


TORQUE
Identificação por Peça Atual
Tipo Formato e classe Classe
4 = 4T
5 = 5T
Número em relevo ou marcado, na cabeça do parafuso 6 = 6T
7 = 7T
8 = 8T

Sem marcação 4T

Parafuso de cabeça
sextavada (padrão) 5T
Parafuso com duas linhas marcadas, na cabeça do parafuso

Parafuso com três linhas marcadas, na cabeça do parafuso 7T

Parafuso com quatro linhas marcadas, na cabeça do parafuso 8T

Parafuso soldado 4T

Sem marcação 4T

Prisioneiro

Rebaixo(s) de 2 mm em uma/ambas extremidade(s) 6T


0-14

Identificação pelo Número da Peça


Tipo Número da Peça Formato

Diâmetro
Comprimento nominal nominal
Parafuso sextavado
Diâmetro nominal
Classe Comprimento
nominal

Comprimento nominal (mm) Diâmetro


Prisioneiro Diâmetro nominal Nominal

Classe Comprimento
nominal

Tabela de Especificação de Torque

Diâmetro nominal Passo Especificação de torque padrão


Classe
mm mm N·m kgf·cm lb.pé
6 1,0 5,4 55 48 lb.pol.
8 1,25 13 130 9
10 1,25 25 260 19
4T
12 1,25 47 480 35
14 1,5 75 760 55
16 1,5 113 1150 83
6 1,0 6,5 65 56 lb.pol.
8 1,25 16 160 12
10 1,25 32 330 24
5T
12 1,25 59 600 43
14 1,5 91 930 67
16 1,5 137 1400 101
6 1,0 7,8 80 69 lb.pol.
8 1,25 19 195 14
10 1,25 39 400 29
6T
12 1,25 72 730 53
14 1,5 108 1100 80
16 1,5 172 1750 127
6 1,0 11 110 8
8 1,25 25 260 19
10 1,25 52 530 38
7T
12 1,25 95 970 70
14 1,5 147 1500 108
16 1,5 226 2300 166
6 1,0 12 125 9
8 1,25 29 300 22
10 1,25 61 620 45
8T
12 1,25 108 1100 80
14 1,5 172 1750 127
16 1,5 265 2700 195
0-15

TORQUE DE APERTO DO PARAFUSO FLANGEADO SEXTAVADO


Diâmetro nominal Passo Torque de aperto padrão
Observações
mm mm N·m (kgf·cm) [lb.pé]
7,5 (76,5) [5,5]
5 0,8
Arruela incorporada
12,5 (128) [9,2]
6 1,0
13 (133) [9,6] Arruela incorporada
31 (316) [22,9]
8 1,25
30 (306) [22,1] Arruela incorporada
64 (653) [47,2]
10 1,25
63 (643) [46,5] Arruela incorporada
115 (1173) [84,9]
12 1,25
115 (1173) [84,9] Arruela incorporada
180 (1837) [133]
14 1,5
180 (1837) [133] Arruela incorporada
280 (2857) [207]
16 1,5
275 (2806) [203] Arruela incorporada

PARAFUSOS MICROENCAPSULADOS
(PARAFUSOS COM TRAVA QUÍMICA NAS ROSCAS)
1. Não reutilize um parafuso microencapsulado, sem adotar os
procedimentos apropriados, como nos seguintes casos:
(1) Após ser sido removido.
(2) Ao ser movido para verificar quanto vedação, etc. (solto
ou apertado)
Nota:
Para a verificação de torque, aperte o parafuso ao limite
inferior de especificação de torque; se o parafuso se
Trava química movimentar, reaperte-o de acordo com as etapas a seguir.
2. Como reutilizar parafusos microencapsulados
(1) Lave o parafuso e o furo roscado.
(O furo roscado deve ser lavado mesmo quando o
parafuso for substituído por um novo).
(2) Seque completamente as partes lavadas soprando com
ar.
(3) Aplique trava química especificada à rosca do parafuso.
0-16

TORQUE DE APERTO DA CONEXÃO DA MANGUEIRA DE ALTA


PRESSÃO
1. Ao conectar uma mangueira de alta pressão, limpe a conexão da mangueira e as superfícies de contato do
niple correspondente. Antes da instalação, verifique também quanto a amassados ou outros danos nas
superfícies de contato.
2. Ao instalar uma mangueira de alta pressão, alinhe a junta de metal da mangueira com o niple e aperte o
parafuso de forma a manter o alinhamento.
3. O torque de aperto máximo não deve exceder duas vezes o torque de aperto padrão.
Diâmetro nominal Torque de aperto padrão N·m (kgf·cm) [lb.pé] Diâmetro interno da
do parafuso Padrão Faixa de aperto mangueira (pol.)

7/16-20 UNF 25 (50) [18,1] 24 a 26 (240 a 270) [17,4 a 19,5] 6 (0,24)

9/16-18 UNF 49 (500) [36,2] 47 a 52 (480 a 530) [34,7 a 38,3] 9 (0,35)

3/4-16 UNF 59 (600) [43,4] 56 a 62 (570 a 630) [41,2 a 45,6] 12 (0,47)

7/8-14 UNF 59 (600) [43,4] 56 a 62 (570 a 630) [41,2 a 45,6] 12 (0,47), 15 (0,59)

1·1/16-12 UNF 118 (1200) [86,8] 1120 a 123 (1140 a 1250) [82,5 a 90,4] 19 (0,75)

1·5/16-12 UNF 137 (1400) [101,3] 130 a 144 (1330 a 1470) [96,2 a 106,4] 25 (0,98)

PF1/4 25 (250) [18,1] 24 a 26 (240 a 270) [17,4 a 19,5] 6 (0,24)

PF3/8 49 (500) [36,2] 47 a 52 (480 a 530) [34,7 a 38,3] 9 (0,35)

PF1/2 59 (600) [43,4] 56 a 62 (570 a 630) [41,2 a 45,6] 12 (0,47)

PF3/4 118 (1200) [86,8] 1120 a 123 (1140 a 1250) [82,5 a 90,4] 19 (0,75)

PF1 137 (1400) [101,3] 130 a 144 (1330 a 1470) [96,2 a 106,4] 25 (0,98)

QUANTIDADE E TIPOS DE LUBRIFICANTES RECOMENDADOS


Parte aplicável Tipo Quantidade

Óleo para engrenagem hipoide W


Eixo traseiro Aprox. 1,9 l (0,5 Gal. Americano).
Castle (AS 85W-90)

Linha de freio Fluido de freio Toyota SH-H Aprox. 0,16 l (0,04 Gal. Americano).

Peças do chassi Graxa MP genuína Toyota Quantidade apropriada


0-17

LUBRIFICAÇÃO
4CBT2R·3R·4CBTK4R

4CBTY2R·4CBTYK4R

○: Inspeção e adição I. Inspeção a cada 8 horas (diariamente)


: Substituição II. Inspeção a cada 1000 horas (a cada 6 meses)
A: Graxa Multiuso III. Inspeção a cada 2000 horas (anualmente)
B: Óleo para engrenagem hipoide W (AS 85W-90) 1. Rolamento da roda dianteira
C: Fluido de freio Toyota SH-H
2. Reservatório de fluido do freio
3. Eixo traseiro
4. Corrente de direção
0-18

MANUTENÇÃO PERIÓDICA
MÉTODO DE INSPEÇÃO
I: Inspeção, reparo ou substituição, se necessário.
M: Medição, reparo ou ajuste, se necessário.
T: Reaperto C: Limpeza L: Lubrificação
*: Para equipamento novo *1:Detector de falhas
Período de Inspeção
A cada 3 A cada 6 A cada 12
meses meses meses
Item
A cada A cada
A cada
1000 2000
500 horas
horas horas
SISTEMA ELÉTRICO
Som de rotação l  
Folga nas peças de conexão l  
Motor
Resistência do isolamento M  
Contaminação, danos no comutador l 
Nível de carga l  
Nível do elétrolito l  
Densidade específica do eletrólito M  
Folga no terminal l  
Bateria
Anormalidade na parte superior da carcaça da
l  
bateria
Resistência do isolamento M  
Medição de tensão de cada célula da bateria após
M
a carga
Folga, dano, abrasão no contato l  
Condição de operação do contato auxiliar,
l  
contaminação, abrasão
Condição de montagem do disparador de arco l
Contactor do ímã
Condição de operação e sincronização l
Folga das peças de fixação da bobina l
Condição de fixação do cabo do circuito principal,
l
folga
Condição de operação e sincronização l  
Micro-interruptor
Danos e folga nas peças de instalalação l  
Interruptor de
direção ou alavanca Condição de operação, dano l  
do acelerador
Condição de operação l  
Controlador Contaminação interna, dano C  
Tensão de entrada do motor M
0-19

Período de Inspeção
A cada 3 A cada 6 A cada 12
meses meses meses
Item
A cada A cada
A cada
1000 2000
500 horas
horas horas
Fusível Folga l  
Deterioração do chicote, danos na presilha e folga l  
Folga nas peças de conexão, condição de
Fiação (incluindo o l  
rosqueamento
cabo de carga)
Condição de conexão e dano no conector da
l  
bateria
SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE ALIMENTAÇÃO
Vazamento de óleo l  
Unidade de
acionamento
Nível do óleo l  
Folga do parafuso ou porca T
SISTEMA DE CONDUÇÃO
Pressão de enchimento dos pneus M  
Cortes, danos e desgaste anormal dos pneus l  
Folga do aro e das porcas do cubo T  
Profundidade da ranhura do pneu M  
Rodas Aparas de metal, pedriscos e outros materiais
l  
estranhos incrustados nas ranhuras do pneu
Danos no aro e no disco da roda l  
Ruído anormal e rolamento da roda dianteira solto l  
Ruído anormal e rolamento da roda traseira solto l  
Rachaduras, danos e deformação da viga I
Eixo dianteiro
Viga do eixo solta no sentido longitudinal M* M
Eixo traseiro Rachaduras, danos e deformação do alojamento
SISTEMA DE DIREÇÃO
Folga e soltura l  
Volante de direção
Função l  
SISTEMA DE FREIO
Folga e folga com o pedal pressionado na placa do
M  
Pedal do freio assoalho
Efeito de frenagem l  
Força de operação l  
Freio de
Efeito de frenagem l  
estacionamento
Haste e cabo soltos e danificados l  
0-20

Período de Inspeção
A cada 3 A cada 6 A cada 12
meses meses meses
Item
A cada A cada
A cada
1000 2000
500 horas
horas horas
Tubo de freio Vazamento, danos e condição de montagem l  
Reservatório Vazamento e nível de fluido l  
Cilindro mestre e Função, desgaste, danos, vazamento de fluido e
l
cilindro da roda montagem solta
Folga entre o tambor e a lona M*  
Desgaste da parte deslizante da sapata e da lona l
Desgaste e danos do tambor l
Tambor do freio e
Condição de funcionamento da sapata l
sapata do freio
Ferrugem no pino de fixação l
Fadiga da mola de retorno M
Função do regulador automático l
Deformação, rachaduras e danos l
Espelho
Folga de montagem T
DISPOSITIVO DE SEGURANÇA, ETC.
Sistema de
Condição funcional e de montagem l  
iluminação
Buzina Condição funcional e de montagem l  
Instrumentos Função l  
Alarme sonoro de
Condição funcional e de montagem l  

Sujeira, danos l  
Espelho retrovisor
Condição de reflexão traseira l  
Assento Soltura e danos de montagem l  
Dispositivo de
Folga na montagem da barra de tração l  
reboque
Danos e rachaduras no chassi, travessas, etc. l
Carroçaria
Parafuso solto T
0-21

SUBSTITUIÇÃO PERIÓDICA DE PEÇAS E LUBRIFICANTES


: Substituição
Período de substituição
Item A cada 3 meses A cada 6 meses A cada 12 meses
A cada 500 horas A cada 1.000 horas A cada 2.000 horas
Óleo da engrenagem do eixo

traseiro
Graxa do rolamento da roda

dianteira
Fluido de freio 
Peças de borracha do

cilindro-mestre de freio
Vedadores da calota do cilindro da

roda
Mangueira do reservatório de fluido
 A cada 2 anos
do freio
0-22

DESCRIÇÃO
CONTROLE PRINCIPAL
INFORMAÇÕES GERAIS
Utilizando um transistor inversor no circuito principal, a aceleração ficará muito mais silenciosa ao mesmo tempo
que a dissipação de energia é reduzida. O motor AC (o motor de indução de corrente alternada é controlado).

COMPOSIÇÃO

Potenciômetro Mostrador
Interruptor do acelerador

Controlador

Motor
Controlador CA

Bobina do Bobina do freio Termo-sensor


contactor eletromagnético
Sensor de RPM

FUNÇÕES PRINCIPAIS
1. Controle do transistor inversor
O controle de acionamento é silencioso graças à utilização de um transistor como elemento inversor do
sistema de controle de CA (corrente alternada).
2. Função de retorno para a posição Neutro
Quando o interruptor de ignição ou o interruptor do banco é ligado com a alavanca de direção tanto na posição
de locomoção para frente/para trás, ou o pedal do acelerador sendo pressionado, o motor de acionamento não
funcionará até que o pedal do acelerador e a alavanca de direção seja retornada para a posição neutra.
0-23

3. Pedal do acelerador
4CBT2R·3R·4CBTK4R
O pedal do acelerador do tipo resina utilizado permite partidas muito mais suaves.
Operabilidade
(1) Um elemento linear maior em capacidade de operação foi conseguido com o aumento do ângulo do
sensor com relação ao ângulo de operação do pedal, o que resultou na melhoria da sensibilidade de
acionamento durante a operação.
(2) Aumentando o ângulo de operação do pedal, um maior conforto de ângulo também foi obtido.

l
da
pe
do
aç de
ão
er l o
op gu
Ân

Ân
gu
lo d
os
en
sor

4CBTY2R·4CBTYK4R
Com a alavanca no guidão direito, tanto a locomoção à frente como para trás podem ser inicializadas e os
ajustes de velocidade podem ser feitos.

Marcha à ré
Neutro

Marcha à frente
0-24

4. Eixo traseiro
(1) A unidade de acionamento foi redesenhada com o motor de acionamento colocado verticalmente de
maneira que as dimensões da carroçaria pudessem ser mais compacta e o campo traseiro de visão
melhorado.
(2) Para uma eficiência adicional da transmissão, todas as engrenagens utilizadas são do tipo helicoidal.

4 Diferencial do pinhão
Centro do veículo
0-25

OPS
INFORMAÇÕES GERAIS
4CBT2R·3R·4CBTK4R
O sistema OPS detecta a presença do operador, utilizando o interruptor do banco e corta a alimentação de
condução quando o operador não estiver na posição normal de condução.
4CBTY2R·4CBTYK4R
O sistema OPS detecta a presença do operador, utilizando o interruptor do assoalho e corta a alimentação de
condução quando o operador não estiver na posição normal de condução.

ESPECIFICAÇÕES DE CONTROLE
4CBT2R·3R·4CBTK4R
1. Função OPS de acionamento
Mesmo que o interruptor de ignição esteja ligado, caso o operador não esteja sentado no banco, a alimentação
de condução será cortada e o veículo não será movido mesmo que o pedal do acelerador seja pressionado. O
controle do motor de acionamento irá parar quando o interruptor do banco permanecer OFF (desligado)
durante 2 segundos consecutivamente. Ao ligar o interruptor do banco e retornar a alavanca de direção e o
pedal do acelerador para neutro, será desativado o sistema OPS.
2. Função de notificação do OPS
Caso o interruptor do banco esteja OFF (desativado) e a alavanca de direção esteja na posição de
deslocamento à frente ou para trás, uma indicação de erro acenderá na tela para avisar o operador que o
sistema OPS está ativado. Este indicação de erro será apagada quando o banco for novamente ocupado.
3. Função de retorno para a posição Neutro
Quando o banco for ocupado novamente com a alavanca de direção tanto na posição de locomoção para
frente/para trás, ou o pedal do acelerador sendo pressionado, e o OPS estiver ativado, o motor de acionamento
não será iniciado até que o pedal do acelerador e a alavanca de direção seja retornada para a posição neutra.
4CBTY2R·4CBTYK4R
1. Função OPS de acionamento
Mesmo que o interruptor de ignição esteja ligado, caso o interruptor do assoalho não seja pressionado
(interruptor do assoalho OFF), a alimentação de condução será cortada e o veículo não será movido mesmo
que a alavanca do acelerador seja acionada. Em velocidades que excedam 1 km/h (0,62 mil/h), o controle do
motor de acionamento irá parar após o interruptor do assoalho estar em OFF (desativado), durante 2 segundos
consecutivamente. A velocidades inferiores a 1 km/h (0,62 mil/h), o controle irá parar imediatamente após o
interruptor ser desativado. OPS de acionamento pode ser desativado, ativando-se (ou seja, pressionando) o
interruptor do assoalho ou retornando a alavanca do acelerador para neutro (a alavanca de aceleração irá
retornar automaticamente para a posição neutra quando liberada).
2. Função de retorno para a posição Neutro
Quando o interruptor do assoalho for girado de OFF (desativado) para ON (ativado) com a alavanca do
acelerador em locomoção à frente/para trás e OPS ativado, o motor de condução não dará partida até que a
alavanca do acelerador seja retornada a neutro.
0-26

DIMENSÕES DO VEÍCULO
VISTA SUPERIOR/LATERAL DO VEÍCULO
4CBT2R·3R·4CBTK4R
0-27

4CBTY2R·4CBTYK4R
0-28

ESPECIFICAÇÕES PRINCIPAIS
4CBT2R·3R
4CBT2R 4CBT3R
Tipo de Alimentação Bateria Bateria
Posição de embarque do veículo sentado sentado
Pneu Dianteiro/Traseiro rígido/rígido rígido/rígido
Quantidade de rodas Dianteiro/Traseiro 1/2x 1/2x
Classificação 3 minutos 2000 (200) 3000 (300)
Tração máxima da barra de tração
N (kgf) [lbf] [450] [650]
Classificação 60 minutos
Tração nominal da barra de tração 500 (50) [100] 750 (75) [150]
N (kgf) [lbf]
Classificação 60 minutos
Capacidade nominal de reboque 2000 [4400] 3000 [6600]
kg [lb]

Operador a Operador a bordo km/h [mph] 13 [8,1] 13 [8,1]


bordo Quando carregado km/h [mph] 9 [5,6] 9 [5,6]
Velocidade máxima
Quando acionado por controle remoto
3,6 [2,2] 3,6 [2,2]
km/h [mph]
Classificação 3 Quando não carregado
14 [9] 14 [9]
minutos km/h [mph]
Capacidade de subida
Operador a
Quando carregado km/h [mph] 5 [3] 7 [4]
bordo
L1 Com gancho mm [pol.] 2045 [80,5] 2045 [80,5]
Comprimento total
L2 Sem gancho mm [pol.] 2030 [79,9] 2030 [79,9]
L4 Projeção dianteira mm [pol.] 545 [21,5] 545 [21,5]
Sem gancho
L5 Projeção traseira 345 [13,6] 345 [13,6]
mm [pol.]
L6 Comprimento do gancho mm [pol.] 145 [5,7] 145 [5,7]
B1 Largura total mm[pol.] 800 [31,5] 800 [31,5]
h1 Altura total mm [pol.] 1950 [76,8] 1950 [76,8]
R Raio mínimo de giro mm [pol.] 1940 [76,4] 1940 [76,4]
h2 Altura do gancho mm [pol.] 225 [8,9] 225 [8,9]
L3 Distância entre eixos mm [pol.] 1140 [44,9] 1140 [44,9]
B2 Dianteira mm [pol.]
Banda de rodagem
B3 Traseira mm [pol.] 670 [26,4] 670 [26,4]
Operador a No centro da base da roda
h4 Altura do solo 80 [3,1] 80 [3,1]
bordo mm [pol.]
h3 Altura do assoalho mm [pol.] 330 [13,0] 330 [13,0]
Com bateria kg [lb] 770 [1700] 770 [1700]
Altura do veículo
Sem bateria kg [lb] 510 [1120] 510 [1120]
Dianteira kg [lb] 290 [640] 290 [640]
Distribuição de carga da roda
Traseira kg [lb] 480 [1060] 480 [1060]
0-29

Quantidades
Dianteiro/Traseiro 1/2 1/2
de rodas
Pneu
Frente 3,50-5 3,50-5
Tamanho
Traseira 4,00-8 4,00-8
FREIO DE SERVIÇO Hidráulico Hidráulico
FREIO
Freio de estacionamento Mecânico Mecânico
Tensão/capacidade (Nominal 5 horas) V/Ah 48/129 48/129
Bateria
Peso kg [lb] 260 [570] 260 [570]
Motor de locomoção kW CA 2,3 CA 2,3
Inversor do Inversor do
Controle
transistor transistor

4CBTK4R
4CBTK4R
Tipo de Alimentação Bateria
Posição de montagem do veículo assento
Pneu Dianteiro/Traseiro rígido/rígido
Quantidade de rodas Dianteiro/Traseiro 1/2x
Classificação 3 minutos
Tração máxima da barra de tração 4000 (400) [900]
N (kgf) [lbf]
Classificação 60 minutos
Tração nominal da barra de tração 1000 (100) [200]
N (kgf) [lbf]
Classificação 60 minutos
Capacidade nominal de reboque 4000 [8800]
kg [lb]
Operador a bordo
13 [8,1]
Operador a km/h [mph]
bordo Quando carregado
Velocidade máxima 8 [5,0]
km/h [mph]
Quando acionado por controle remoto
3,6 [2,2]
km/h [mph]

Classificação 3 Quando não carregado


14 [9]
minutos km/h [mph]
Capacidade de subida
Operador a Quando carregado
bordo 8 [5,0]
km/h [mph]
L1 Com gancho mm [pol.] 2045 [80,5]
Comprimento total
L2 Sem gancho mm [pol.] 2030 [79,9]
L4 Projeção dianteira mm [pol.] 545 [21,5]
L5 Projeção traseira Sem gancho mm [pol.] 345 [13,6]
L6 Comprimento do gancho mm [pol.] 145 [5,7]
B1 Largura total mm [pol.] 800 [31,5]
h1 Altura total mm [pol.] 1950 [76,8]
R Raio mínimo de giro mm [pol.] 1940 [76,4]
h2 Altura do gancho mm [pol.] 225 [8,9]
0-30

L3 Distância entre eixos mm [pol.] 1140 [44,9]


B2 Dianteira mm [pol.]
Banda de rodagem
B3 Traseira mm [pol.] 670 [26,4]
Operador a No centro da base da roda
h4 Altura do solo 80 [3,1]
bordo mm [pol.]
h3 Altura do assoalho mm [pol.] 330 [13,0]
Com bateria kg [lb] 880 [1940]
Altura do veículo
Sem bateria kg [lb] 510 [1120]
Dianteira kg [lb] 340 [750]
Distribuição de carga da roda
Traseira kg [lb] 540 [1190]
Quantidade de
Dianteiro/Traseiro 1/2
rodas
Pneu
Frente 3,50-5
Tamanho
Traseira 4,00-8
FREIO DE SERVIÇO Hidráulico
FREIO
Freio de estacionamento Mecânico
Tensão/capacidade (Nominal 5 horas)V/Ah 48/220
Bateria
Peso kg [lb] 370 [820]
Motor de locomoção kW CA 2,3
Controle Transistor inversor

4CBTY2R·4CBTYK4R
4CBTY2R 4CBTYK4R
Tipo de Alimentação Bateria Bateria
Posição de montagem do veículo Para cima Para cima
Pneu Dianteiro/Traseiro rígido/rígido rígido/rígido
Quantidade de rodas Dianteiro/Traseiro 1/2x 1/2x
Classificação 3 minutos 4000 (400)
Tração máxima da barra de tração 2000 (200) [450]
N (kgf) [lbf] [900]
Classificação 60 minutos 1000 (100)
Tração nominal da barra de tração 500 (50) [100]
N (kgf) [lbf] [200]
Classificação 60 minutos
Capacidade nominal de reboque 2000 [4400] 4000 [8800]
kg [lb]
Operador a bordo
13 [8,1] 13 [8,1]
Operador a km/h [mph]
bordo Quando carregado
Velocidade máxima 9 [5,6] 8 [5,0]
km/h [mph]
Quando acionado por controle remoto
3,6 [2,2] 3,6 [2,2]
km/h [mph]
Classificação 3 Quando não carregado km/h
14 [9] 14 [9]
Capacidade de minutos [mph]
subida Operador a
bordo Quando carregado km/h [mph] 5 [3] 7 [4]
0-31

L1 Com gancho mm [pol.] 2045 [80,5] 2045 [80,5]


Comprimento total
L2 Sem gancho mm [pol.] 2030 [79,9] 2030 [79,9]
L4 Projeção dianteira mm [pol.] 545 [21,5] 545 [21,5]
L5 Projeção traseira Sem gancho mm [pol.] 345 [13,6] 345 [13,6]
L6 Comprimento do gancho mm [pol.] 145 [5,7] 145 [5,7]
B1 Largura total mm [pol.] 800 [31,5] 800 [31,5]
h1 Altura total mm [pol.] 1950 [76,8] 1950 [76,8]
R Raio mínimo de giro mm [pol.] 1940 [76,4] 1940 [76,4]
h2 Altura do gancho mm [pol.] 225 [8,9] 225 [8,9]
L3 Distância entre eixos mm [pol.] 1140 [44,9] 1140 [44,9]
B2 Banda de Dianteira mm [pol.]
B3 rodagem Traseira mm [pol.] 670 [26,4] 670 [26,4]
Operador a No centro da base da roda
h4 Altura do solo 80 [3,1] 80 [3,1]
bordo mm [pol.]
h3 Altura do assoalho mm [pol.] 200 [13,0] 200 [13,0]
Com bateria kg [lb] 770 [1700] 880 [1940]
Altura do veículo
Sem bateria kg [lb] 510 [1120] 510 [1120]
Dianteira kg [lb] 290 [640] 340 [750]
Distribuição de carga da roda
Traseira kg [lb] 480 [1060] 540 [1190]
Quantidade de
Dianteiro/Traseiro 1/2 1/2
rodas
Pneu
Frente 3,50-5 3,50-5
Tamanho
Traseira 4,00-8 4,00-8
FREIO DE SERVIÇO Hidráulico Hidráulico
FREIO
Freio de estacionamento Mecânico Mecânico
Tensão/capacidade (Nominal 5 horas) V/Ah 48/129 48/220
Bateria
Peso kg [lb] 260 [570] 370 [820]
Motor de locomoção kW CA 2,3 CA 2,3
Inversor do Inversor do
Controle
transistor transistor
1-1

BATERIA

Página
LISTA DE BATERIAS APLICÁVEIS......................................... 1-2 0
COMPARTIMENTO DAS BATERIAS....................................... 1-3 1
PADRÕES DE SERVIÇO.......................................................... 1-3 2
MOSTRADOR COM LED ......................................................... 1-4
3
DIAGNÓSTICO DE FALHAS.................................................... 1-5
CONJUNTO DA BATERIA ....................................................... 1-6 4
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 1-6
INSPEÇÃO.............................................................................. 1-7 5
SUBSTITUIÇÃO DO TERMINAL DO CONECTOR DA 6
BATERIA ........................................................................... 1-9
ALAVANCA PARA DESCONEXÃO DO CONECTOR DA 7
BATERIA DE EMERGÊNCIA................................................ 1-10
NIVELADOR DA BATERIA (NO VEÍCULO)...........................1-11 8
LIMITADOR DA BATERIA..................................................... 1-12
SUPORTE DA BATERIA....................................................... 1-14 9
10
11
LISTA DE BATERIAS APLICÁVEIS 1-2

Exemplos de baterias recomendadas para uso na Europa

Célula
Capacidade Altura (Inclusive a Peso (Inclusive a
Tensão(V) Padrão Fabricante
(AH/5HR) Modelo do Comprimento Largura carcaça) mm [pol.] carcaça) (kg) [lb]
veículo mm [pol.] mm [pol.]

120 CLORETO IMF7H 61,5 [2,42] 158 [6,22] 542 [21,34] 240 [529,2]

CLORETO TLF7N 61,5 [2,42] 158 [6,22]  295 [650,48]


162
PADRÃO INGLÊS OLDHAM EXH3 61 [2,40] 159 [6,26]  305 [672,53]

CLORETO TLF7H 61,5 [2,42] 158 [6,22]  335 [738,68]


189
48 OLDHAM XH3 61 [2,40] 159 [6,26]  340 [749,7]

120 CLORETO 2PzS120H 47 [1,85] 198,5 [7,81]  240 [529,2]

VARTA 2PzS160 47 [1,85] 198 [7,80]  325 [716,63]


NORMA DIN 160
CLORETO 2PzS160 47 [1,85] 198,5 [7,81]  320 [705,6]

180 CLORETO 2PzS180H 47 [1,85] 198,5 [7,81]  325 [716,63]

Tipo de conector da bateria: CONECTOR 160A FÊMEA 50 mm2


1-3

COMPARTIMENTO DAS BATERIAS


Consulte a tabela abaixo ao procurar baterias no local
Modelo do veículo Dimensões do compartimento da bateria (mm) [pol.]
0
Profundidade X Largura Y Altura Z
TODOS OS MODELOS
350 [13,90] 763 [30,04] 548 [21,57] 1

de
ida
of und 4
Pr
5
6
Z Altura

Largura

PADRÕES DE SERVIÇO
Densidade específica quando totalmente carregada 1.280 [20°C (68°F)]
Densidade específica quando totalmente carregada 1.150 [20°C (68°F)]
Tensão final de descarga 48 V 42,5 V
Eletrolito Ácido sulfúrico diluído refinado
Fluido a ser adicionado Água destilada (deionizada)
Resistência do isolamento 1 MΩ ou mais
1-4

Verifique LED (amarelo) MOSTRADOR COM LED


O mostrador com LED exibe todas as indicações de advertência
bem como a quantidade de alimentação remanescente.
Os 6 LEDs na barra de LED, juntamente com o LED da bateria,
indicam 8 níveis de alimentação remanescente. À medida que a
alimentação é descarregada, os LEDs começarão a apagar um a
um, iniciando pelo lado direito. O LED da bateria acende quando
80% tenha sido descarregada. Carregue a bateria.
Barra de LED
LED da bateria (vermelho) (verde)

Indicação da Alimentação da Bateria

Bateria
Capacidade
remanescente (%) ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO

100 a 81

80 a 66

65 a 51

50 a 36

35 a 21

20 a 11

10 a 1

0a

Atenção:
A capacidade remanescente pode ser modificada, dependendo da condição da bateria. (Consulte a SEÇÃO
2, “CONTROLADOR")
Indicações de advertência
Consulte a SEÇÃO 3, “DIAGNÓSTICO DE FALHAS"
1-5

DIAGNÓSTICO DE FALHAS
Corrosão da placa Sulfatização Empenamento da placa e liberação de
substância ativa

Carga imprópria 0
Armazenamento Descarga repetida /
longo sem operação descarga excessiva 1
Fim da vida útil Curto circuito
entre as células
Defeito do eletrólito Corrente de
carga excessiva
Eletrólito
insuficiente
Eletrólito defeituoso

Descarga Temperatura 4

Falha da bateria
excessiva ambiente excessiva

5
Célula rachada ou
Separador Abastecimento
lascada 6
danificado inadequado de água Carga excessiva Conexão imperfeita
do terminal

Deposição de
substância ativa na Terminal ou conector com
parte inferior da célula incrustações

Curto circuito Vazamento e redução do eletrólito Conexão solta ou corroída


1-6

CONJUNTO DA BATERIA
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Especificações de veículo equipado com Bateria do tipo Roll-out

Pressione para aplicar o freio

Procedimento de Remoção
1. Desconecte o conector da bateria. (Consulte a SEÇÃO 5, “EIXO DIANTEIRO”)
2. Abra a tampa da bateria.
3. Conecte um suporte de baterial (opcional) no veículo. Sempre aplique o freio do suporte da bateria.
4. Destrave o limitador da bateria.
5. Mova o conjunto da bateria para o suporte da bateria.

Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Nota:
Manopla do limitador
Limitador Trave o limitador da bateria no suporte da bateria para evitar
da bateria
da bateria que a bateria caia.
1-7

INSPEÇÃO
Limitador 1. Inspeção do nível do eletrólito
Abra a tampa, e caso a linha branca da boia vermelha esteja
Linha branca oculta, deve ser adicionada água destilada.
Adicione água até que a linha branca fique visível.
Pare de adicionar água quando a linha branca aparecer, uma
vez que a adição será excessiva quando a extremidade da
boia começar a ter contato com o limitador.

Boia
Como existe um medidor de nível na frente da carcaça da
bateria, o nível do eletrólito pode geralmente ser verificado de
rapidamente, mas abra a tampa regularmente para verificar o
nível.
A luz verde do medidor de nível acende para indicar a
ativação do sensor do medidor de nível e a luz vermelha pisca
para indicar a necessidade de adicionar água.
Luz vermelha Luz verde
Nível normal DESLIGADO ATIVADO (ON)
Nível insuficiente Piscando ATIVADO (ON)

Nota:
Nunca altere o local de instalação das tampas de respiro nas
quais o sensor está instalado.
Referência:
O consumo de eletrólito pode ser calculado, utilizando-se a
seguinte equação:
Consumo (cc) = capacidade de 5 horas × 0.0336 × quantidade
de células × quantidade de cargas
Modelo do Quantidade de Capacidade da
veículo células bateria (AH/5HR)
4CBT2R·CBT3R·
24 129
4CBTY2R
4CBTK4R·
 220
4CBTYK4R

2. Inspeção do eletrólito
O eletrólito da bateria está normal quando estiver
transparente. Verifique quanto a turvação ao inspecionar a
densidade específica. Caso não seja possível verificá-lo
claramente, coloque o eletrólito em um béquer para inspeção.
1-8

3. Inspeção da densidade específica do eletrólito da bateria


Use um hidrômetro (densímetro) para medir a densidade
específica do eletrólito.
Densidade específica quando totalmente descarregada:
1.280 [20°C] (68°F)
Densidade específica quando totalmente descarregada:
1.150 [20°C] (68°F)

A densidade específica do eletrólito é expressa com 20º


(68ºF) como padrão.
Equação para converter a densidade específica
S20 = St + 0,0007 (t – 20)
S20: Densidade específica específica a 20°C (68°F)
St: Densidade específica em t°C
t: Temperatura do eletrólito após medição (ºC)

Como utilizar o hidrômetro


(1) Insira o bico do hidrômetro no orifício do eletrólito e deixe
que o eletrólito seja sugada em um tubo externo.
Hidrômetro
(2) Deixe a boia do hidrômetro flutuar corretamente sem
Bulbo de fazer contato com o tubo externo, parte superior ou
borracha inferior e leia a escala no ponto mais alto da superfície
Tubo externo do eletrólito, conforme ilustrado à esquerda quando as
bolhas no eletrólito desaparecerem.
(3) Após a medição, lave bem a parte interna e externa do
Bico
hidrômetro com água limpa e guarde-o após secar a
água com um pano limpo.
4. Inspeção da resistência de isolamento
Meça a resistência entre a bateria e o alojamento da bateria
com um medidor de resistência de isolamento (meghômetro).
Resistência do isolamento: Superior a 1 MΩ
Nota:
Quando a resistência do isolamento for inferior a 1 MΩ,
remova a bateria do veículo e seque-a. Deixe secar
completamente após a limpeza, e a seguir meça
novamente a resistência do isolamento. Caso o resultado
seja 1 MΩ ou superior, reinstale a bateria no veículo.
Folha de manutenção da bateria
Prepare uma folha de manutenção para cada bateria para registrar e manter os resultados de inspeção.

Tempo Quantidade de células Densidade Temperatura Eletrólito Notas Inspecionado


específica adicionado por
(quantidade)
1-9

SUBSTITUIÇÃO DO TERMINAL DO
CONECTOR DA BATERIA
1. Desconecte os cabos do conector da bateria, um a um.
Atenção:
Jamais desconecte mais de um cabo ao mesmo tempo.
Acidentes fatais poderão ocorrer em virtude de
curto-circuito.

2. Insira uma chave de fenda pelo lado do terminal, pressione a


mola na parte inferior do terminal, e ao mesmo tempo, puxe o
Terminal cabo para remover o terminal.
Chave de fenda

Mola Mola

3. Desencape a ponta do cabo em aproximadamente 30 mm


(1,18 pol.), solde suficientemente e introduza-o na parte
crimpada do novo terminal.
Nota:
Certifique-se de evitar que a solda escorra e adira à
superfície de contato do terminal.

4. Ao crimpar os cabos, utilize uma ferramenta de crimpagem e


Método de crimpagem
certifique-se de que não dobrar o terminal.
Ferramenta de
crimpagem

Almofada
(Para evitar que a peça de contato seja entortada)
5. Insira o terminal no conector da bateria.
Alojamento Terminal Verifique se a ponta do terminal passa além da ponta da mola
e ajuste-a firmemente.

Mola Cabo
1-10

ALAVANCA PARA DESCONEXÃO DO CONECTOR DA BATERIA DE


EMERGÊNCIA
Parafuso flangeado

Alavanca do conector

Gancho
Parafuso

Porca

Porca
Pino Pino Pino da mola
Placa
Arruela Mola

Suporte
Bucha Alavanca

Especificações Parafuso
EEC

Cabo (montado na tampa da bateria)

Gancho

Porca

Nota:
Após montar o gancho, verifique se ao girar o cabo o conector é desconectado.
Procedimento de Acionamento da Alavanca
Quando a alavanca for girada em direção à parte dianteira do
veículo, o conector no lado da bateria é movido, quebrando a
conexão com o conector no lado do conector.
1-11

NIVELADOR DA BATERIA (NO VEÍCULO)

Condição montada

Espaçador
Rolete
Rolamento
Eixo
1-12

LIMITADOR DA BATERIA

Parafuso

Painel
Interruptor Limitador Arruela
de limite
Arruela
Suporte
Arruela
Painel Colar
Porca Parafuso
flangeado
Almofada

Parafuso
flangeado

Chicote do interruptor de limite Limitador

Interruptor de limite
Parafuso flangeado Garra

Nota:
• Aperte a porca superior até que a dimensão A seja 0 mm (0
pol.).
Fixe a porca superior de maneira que ela não gire e aperte a
porca inferior de acordo com o torque especificado.

• Certifique-se de que o chicote seja conectado nas posições


Interruptor corretas.

Nº Cor da linha
1 Vermelha - azul
2 Amarela - verde
Chicote

Nota:
Aplique graxa MP na seção giratória após a montagem.
1-13

Método de Ajuste para o Interruptor de Limite do


Interruptor Limitador da Bateria
Painel de limite
Ajuste até que a distância A esteja dentro da faixa de valor padrão
indicada abaixo.
Padrão: 26 ± 0,5 mm (1,02 ± 0,02 pol.)

Método de Fixação do Painel


Após montar o interruptor de limite, empurre o painel no sentido
Parafuso das setas, fixando-o no local com 2 parafusos.
Nota:
• Após a remontagem, verifique se o interruptor de limite está
Parafuso funcionando, movendo o limitador da bateria para cima e
para baixo.
• Caso o interruptor de limite não esteja funcionando, ou o
limitador da bateria esteja interferindo com o interruptor de
limite, efetue o ajuste novamente.
1-14

SUPORTE DA BATERIA

Eixo
Volante
de
direção
Haste Gancho

Mola de retorno

Parafuso flangeado
Pino
Arruela lisa
Pino limitador

Direção

Cabo do gancho

Manopla do
limitador da bateria
Rolete
Mola de retorno

Freio

Rolamento Parafuso
flangeado
Coxim de borracha Espaçador
Pino
Limitador da
Gancho bateria
Guia
Porca flangeada
Porca esférica
Haste Rodas
Pino Arruela
Arruela lisa
Pino-trava
2-1

CONTROLADOR

Página
CONTROLADOR ...................................................................... 2-2
INFORMAÇÕES GERAIS....................................................... 2-2
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 2-8
CONTACTOR............................................................................ 2-9 2
INFORMAÇÕES GERAIS....................................................... 2-9
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO...................................................2-11
PEDAL DO ACELERADOR ................................................... 2-12
COMPONENTES .................................................................. 2-12
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 2-13
INSPEÇÃO E AJUSTE DO SENSOR DE ACELERAÇÃO ... 2-13
ACELERADOR ....................................................................... 2-14
COMPONENTES .................................................................. 2-14
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 2-14
INSPEÇÃO DO ACELERADOR ........................................... 2-16
AJUSTE DA ALAVANCA DO ACELERADOR....................... 2-17
INTERRUPTOR DO ASSOALHO........................................... 2-18
COMPONENTES .................................................................. 2-18
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 2-19
MÉTODO DE AJUSTE DO INTERRUPTOR DO ASSOALHO ... 2-19
2-2

CONTROLADOR
INFORMAÇÕES GERAIS
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

Potenciômetro
Interruptor Mostrador
do acelerador

Contactor

Motor
Controlador
CA

Bobina do Bobina do freio


eletromagnético Termo-sensor
contactor
Sensor de RPM
2-3

VISTA EXTERNA DO CONTROLADOR


Plaqueta de identificação

Etiqueta de função do interruptor DIP


0
1
2
3
DSW2
CN1
4
5
DSW1
6
CN3
CN2 7
8
Etiqueta de função do interruptor DIP em detalhe
9
10
11

Nota:
O torque de aperto ao montar os terminais é de T=9,8 ± 2,0 N·m (100 ± 20 kgf·cm) [7,24 ± 1,45 lbf.pé]

Nota:
Ao substituir o controlador, sempre utilize um controlador com o mesmo número de peça, conforme
indicado na plaqueta de identificação. Um veículo não pode ser acionado, ou não pode ser acionado em
100% de sua eficiência quando o número de peça do controlador não corresponde ao do veículo.
2-4

ESPECIFICAÇÕES DO CONTROLADOR
Nº Item Especificações
1 Nome Controlador CA de acionamento
4CBT2R 4CBTK4R
2 Tipo de modelo 4CBT3R
4CBTY2R 4CBTYK4R
3 Método de controle Inversor MOSFET
4 Tensão nominal 48 V
5 Faixa de tensão de operação 20 a 65 V
6 Faixa de temperatura de operação –40 a 80°C (–40 a 176°F)
7 Faixa de temperatura de armazenamento –40 a 80°C (–40 a 176°F)
8 Faixa de umidade de operação 30% a 95% RH
9 Amperagem nominal (3 min) 100A RMS 132A RMS 164A RMS
10 Amperagem nominal (60 min) 50A RMS 60A RMS 70A RMS
11 Força dielétrica 500 VAC (50/60 Hz) para 1 min.
12 Resistência ao isolamento 10 MΩ ou superior a 500 VDC
13 Peso 2,8 ± 0,32 kg [6,17 ± 0,71 lb]
14 Dimensões externas 250 × 132 × 95 mm [9,84 × 5,20 × 3,74 pol.]
15 Sistema de arrefecimento Arrefecimento natural
M8, 9,8 ± 2,0 N·m (100 ± 20 kgf·cm) [7,24 ± 1,45
16 Torque de aperto para conectar os terminais
lbf.pé]
2-5

DIAGRAMA ELÉTRICO

Controlador
0

remanescente da bateria
1

Indicador de carga
Indicador de carga remanescente da
bateria (-)
Indicador de carga remanescente da
bateria (BIBC)
Indicador de carga remanescente da
2
bateria (BIBD)
Indicador de carga remanescente da
bateria (+)
3
Opção de saída 4
Freio eletromagnético 5

Sensor de velocidade

(conjunto de tração)
de deslocamento B
6
Blindado 7

Sensor de velocidade

(conjunto de tração)
de deslocamento A
Blindado 8
Termo-sensor do
9
motor de tração

10
Blindado 11
Interruptor de
Aceleração

Seletor de destino 2

Seletor de destino 1
Painel do contactor

DSF
DSR
eletromagnético

Opção de entrada

Indicação de diagnóstico
Apagar erro
Freio

Limite de velocidade de locomoção

Int. freio
Int. estacionamento
Int. do banco (assoalho)

Seletor de modelo 2
Seletor de modelo 1
Interruptor de ignição
VB
Bateria 48V

FUSÍVEL Int. chave


Int. chave
2-6

1 Seletor de modelo 2 1 —
2 Seletor de modelo 1 2 —
3 Contactor – 3 Opção de saída
4 Contactor + 4 —
5 Visor de alimentação + 5 —
6 Interruptor de ignição 6 Freio eletromagnético
7 Bateria 7 —
8 Resistor – 8 —
9 Resistor + 9 —
10 Visor (BIBC) 10 Indicação de diagnóstico
11 — 11 Apagar erro
12 Blindado (sensor de rotação A) 12 Limite de velocidade de locomoção
13 Sensor de rotação A – 13 —
14 Sensor de rotação A + 14 —
15 MASSA 15 Seletor de destino 2
16 Interruptor de aceleração 16 —
17 Interruptor do freio 17 MASSA
18 Interruptor de freio 18 Direção à frente
19 Interruptor do banco (assoalho) 19 Direção para trás
20 Termo-sensor 20 Opção de entrada
21 Potenciômetro do acelerador + 21 —
22 Visor (BIBC) 22 —
23 Visor de alimentação – 23 Seletor de destino 1
24 — 24 —
25 Blindado (Acelerador)
26 Blindado (sensor de rotação B)
27 Sensor de rotação B –
28 Sensor de rotação B +
29 Termo-sensor
30 MASSA
31 Saída do potenciômetro do acelerador
Não usado

ENTRADA DE SINAL PARA O CONTROLADOR


Tipo de Tipo de Tipo de
Nº Nome Nº Nome Nº Nome
modelo modo modelo
Todos os Interruptor do freio Todos os Interruptor para Todos os
1 Interruptor de ignição 7 13
modelos de estacionamento modelos apagar erro modelos
Interruptor de Todos os Todos os Interruptor de Todos os
2 8 Interruptor do freio 14*
deslocamento à frente modelos modelos seleção de destino 1 modelos
Interruptor de Todos os Interruptor do 4CBT2R·3R· Interruptor de Todos os
3 9 15*
deslocamento à ré modelos acelerador 4CBTK4R seleção de destino 2 modelos
Interruptor do
4CBT2R·3R· Interruptor de Todos os 4CBTY2R·
4 Interruptor do banco 10* 16 potenciômetro do
4CBTK4R seleção de modelo 1 modelos 4CBTYK4R
acelerador
Interruptor do 4CBTY2R· Interruptor de Todos os Termo-sensor do Todos os
5 11* 17
assoalho 4CBTYK4R seleção de modelo 2 modelos motor modelos
Interruptor de limite de Todos os Interruptor da tela de Todos os Sensor de rotação Todos os
6 12 18
rotação modelos diagnóstico modelos do motor modelos

*: Dependendo do veículo, isto pode ser ajustado automaticamente através do chicote selecionado. Quando for
instalado um chicote incorreto, o veículo será movido a uma velocidade inacreditavelmente baixa ou não será
movido.
2-7

LIMITE DE VELOCIDADE
O limite de velocidade do veículo é de 13 km/h (8 mph) ao ser locomovido para frente. Ao locomover-se para trás, o
limite de velocidade é de 9 km/h (5,6 mph) para os modelos “sentado” e 6 km/h (3,7 mph) para os modelos “de pé”.
Entretanto, o ajuste do limite de velocidade para locomoção à frente que está ativado, utilizando o interruptor de
limite de velocidade pode ser alterado, utilizando-se o interruptor DIP do controlador.
Posição do interruptor
Velocidade máxima
1 2 3
6 km/h ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) ATIVADO (ON)
7 km/h ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) DESLIGADO
8 km/h ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO
9 km/h 
Configuração de DESLIGADO DESLIGADO DESLIGADO
Fábrica
10 km/h DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON)

Nota:
Verifique a posição do interruptor DIP na placa fixada ao
controlador.
INDICADOR DE CARGA DA BATERIA
Quando o nível de esgotamento de energia e a indicação de energia remanescente no visor não correspondam, a
indicação no visor pode ser corrigida, acionando-se os interruptores DIP.
Posição do interruptor
Indicação de nível
1 2 3
Nível 1 ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON)
Nível 2 ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) ATIVADO (ON)
Nível 3 ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) DESLIGADO
Nível 4 ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO
Nível 5 
Configuração de DESLIGADO DESLIGADO DESLIGADO
Fábrica
Nível 6 DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON)
Nível 7 DESLIGADO ATIVADO (ON) ATIVADO (ON)
Nível 8 DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO

TROCA DE LIBERAÇÃO DO ACELERADOR E REGENERAÇÃO DO FREIO

Posição do interruptor
Liberação do acelerador e
DIP SW1 DIP SW2
regeneração do freio
4 1
Nível 1 (0,00G) ATIVADO (ON) ATIVADO (ON)
Nível 2 (0,05G) ATIVADO (ON) DESLIGADO
Nível 3 (0,10G)  Configuração de
DESLIGADO DESLIGADO
Fábrica
Nível 4 (0,15G) DESLIGADO DESLIGADO
2-8

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
2-8

Procedimento de Remoção
1. Pare o veículo sobre local plano e calce as rodas. (Aplique o
freio de estacionamento)
2. Desconecte o conector da bateria. (Consulte a SEÇÃO 5,
“EIXO DIANTEIRO”)
3. Abra a tampa da bateria.

4. Remova os 3 parafusos e remova a tampa do controlador.


Mova a tampa do controlador para trás para removê-la.

Tampa do controlador

5. Remova os 5 parafusos e desconecte os cabos do


controlador.
Nota:
• Anote as posições do cabo e do chicote antes de iniciar
a remoção/instalação. Sempre verifique a posição do
chicote ao efetuar a montagem.
• Ao efetuar a conexão, faça a correspondência dos
símbolos dos cabos com aqueles do controlador.
• Verifique a placa fixada no controlador

6. Remova os 4 parafusos e a seguir remova o controlador.


Peso do controlador: Aproximadamente 3 kg (6,62 lb)

Controlador
7. Desconecte os 2 conectores do controlador.

Conector
2-9

CONTACTOR
INFORMAÇÕES GERAIS
VISTA EXTERNA DOS CONECTORES
mm [pol.]
2-10

LOCALIZAÇÃO DOS CONECTORES

Resistor
Contactor

Cabo do conector nº 1 Cabo do conector P1

Detalhe parte A Vista B


Fusível 175A

Vermelho

Púrpura

Verifique a cor da linha e a posição da


conexão ao efetuar a montagem. Cabo P3
2-11

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
1. Desconecte o cabo P3 do controlador.
2. Desconecte o cabo P1 e o chicote P1 do contactor.
3. Desconecte o conector.
Nota:
Anote a posição e a sequência de montagem antes de
remover o chicote e os cabos.

4. Desconecte os 2 conectores do contactor.

Conector

5. Remova os 2 parafusos e a seguir remova o contactor.

Cabo P3
Remoção dos fusíveis
Nota:
Certifique-se de que o fusível esteja alinhado ao montá-lo.

Placa de
Fusíveis cobre
2-12

PEDAL DO ACELERADOR
COMPONENTES
4CBT2R·3R·4CBTK4R

Pedal do acelerador

Suporte
Braço do acelerador
Parafuso flangeado

Pino

Bucha
Mola

Parafuso flangeado
Suporte do acelerador

Bucha
Alavanca do sensor
Arruela
Porca

Parafuso

Sensor de aceleração Chicote


2-13

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
Painel do assoalho
dianteiro 1. Remova o painel do assoalho. (Consulte a SEÇÃO 9,
“CARROÇARIA • CHASSI”)

Parafuso 2. Remova o chicote do acelerador do lado interno do painel do


Pedal do
assoalho dianteiro.
acelerador Chicote do
acelerador 3. Remova os 2 parafusos.

4. Remova os 2 parafusos e a seguir remova a articulação do


Parafuso acelerador.
Painel do
assoalho
dianteiro

Articulação do
acelerador

INSPEÇÃO E AJUSTE DO SENSOR DE ACELERAÇÃO


1. Verifique se o acionamento do pedal do acelerador faz o
interruptor ser ativado e desativado.
Terminais de medição 51 - 64
Pedal não
∞Ω
Padrão acionado
Pedal acionado Continuidade

2. Ajuste da Instalação do Potenciômetro do Acelerador


Sensor de aceleração
Suporte (1) Monte provisoriamente o sensor do acelerador no
do sensor suporte do sensor.
(2) Insira um medidor de espessura de 1,5 mm [0,06 pol.) no
espaço entre a articulação do acelerador e o suporte do
acelerador.
(3) Ajuste o sensor de aceleração, girando-o até que o
Medidor de interruptor do acelerador seja ativado.
espessura
Articulação do acelerador (4) Quando o ajuste estiver completo, parafuse o sensor de
aceleração no local e remova o medidor de espessura.
Nota:
• Aplique a 08833-76002-71 na parte roscada do parafuso.
• Introduza um medidor de espessura de 1 mm [0,04 pol.)
e verifique se o sensor de aceleração está desativado.
2-14

ACELERADOR
COMPONENTES
4CBTY2R·4CBTYK4R
Parafuso

Acelerador

Parafuso

Arruela lisa

Alavanca do acelerador

Bucha

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
1. Pare o veículo sobre local plano e calce as rodas. (Aplique o
Tampa do console freio de estacionamento)
2. Desconecte o conector da bateria. (Consulte a SEÇÃO 5,
“EIXO DIANTEIRO”)
3. Remova os 2 parafusos.

Parafuso
2-15

Tampa do console Interruptor


4. Abra parcialmente a tampa do console e desconecte os
da buzina conectores do interruptor da buzina e o interruptor do
sinalizador de direção.
5. Remova a tampa do console.

Interruptor
dos
indicadores
de direção
6. Desconecte o conector do acelerador.
7. Remova os 2 parafusos e a seguir remova o acelerador.
Parafuso

Acelerador

8. Remova o parafuso de fixação da alavanca do acelerador.


Arruela lisa
Parafuso
Bucha

9. Gire a alavanca do acelerador ao efetuar a remoção.


2-16

INSPEÇÃO DO ACELERADOR
mm [pol.]

Deslocamento Deslocamento
para trás para frente

Método de inspeção
Verifique a resistência entre os terminais do acelerador.
Padrão
Nº Deslocamento Deslocamento
Neutro
para frente para trás
2-4 ∞Ω 0Ω 0Ω
4-1 ∞Ω 0Ω 0Ω
1-10 2,5 KΩ 2,5 KΩ 2,5 KΩ
Varia de 0 a 2,5 kΩ, dependendo do ângulo de
1-9
operação da alavanca
10-9 
2-17

AJUSTE DA ALAVANCA DO ACELERADOR


1. Posição da alavanca do acelerador
Deslocamento
para trás Ajuste a alavanca do acelerador até que a folga criada entre a
alavanca e o entalhe da caixa da alavanca seja uniforme por
Caixa da
alavanca
todo o curso das posições de locomoção de "para frente" a
Alavanca do "para trás".
acelerador Tão logo o ajuste seja completado, fixe a alavanca no local
com um parafuso.
Alavanca do Distância da folga padrão: Aproximadamente 2,5 mm
acelerador (0,1 pol.)
Deslocamento para frente Nota:
Após a montagem estar completa, verifique se a alavanca
do acelerador está funcionando suavemente, movendo-a
2 ou 3 vezes.
2. Posição horizontal do acelerador
Alavanca do acelerador
Ao montar a alavanca do acelerador, ajuste o acelerador até
Acelerador que o pino fique saliente de 3 a 4 mm (0,12 a 0,16 pol.).

Pino
3. Posição longitudinal do acelerador
Ajuste a posição do acelerador de maneira que o entalhe da
alavanca do acelerador não entre em contato com o pino do
acelerador.

Pino

Ranhura
2-18

INTERRUPTOR DO ASSOALHO
COMPONENTES
4CBTY2R·4CBTYK4R

Pedal

Parafuso

Mola

Porca

Arruela lisa
Parafuso

Interruptor de limite
2-19

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Pedal do interruptor do assoalho Procedimento de Remoção
1. Remova o painel do assoalho. (Consulte a SEÇÃO 9,
“CARROÇARIA • CHASSI”)
2. Remova os 2 parafusos do lado interno do painel do assoalho
dianteiro e a seguir remova o pedal do interruptor do
assoalho.

Parafuso
3. Desparafuse a porca pela parte inferior do painel do assoalho
Arruela lisa
e remova o parafuso e a mola pela parte superior.
Parafuso

Mola

Porca

Cuidados ao instalar a mola


• Ajuste a arruela lisa na primeira espiral da mola e mantenha-a
no lugar, com o parafuso.
Arruela lisa Mola
• A placa é roscada.
• A mola deve ser instalada na posição mais perpendicular
possível.
Parafuso • Após fixar a mola no lugar, certifique-se de que a mola e o
Ressalto
ressalto não esteja tendo contato.
Placa • Após fixar o parafuso no lugar com a porca, aperte o parafuso
até que ele apresente uma saliência de aproximadamente 1 mm
Porca (0,04 pol.) em relação à porca.

MÉTODO DE AJUSTE DO INTERRUPTOR DO ASSOALHO


Ajuste a porca do interruptor do assoalho até que o interruptor do
assoalho apresente uma saliência A.
Porca
A = 25 mm (0.98 pol)
Nota:
Monte o interruptor do assoalho de maneira que o chicote
fique voltado para trás.
3-1

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Página
ANTES DO DIAGNÓSTICO DE FALHAS ................................ 3-2
INFORMAÇÕES GERAIS......................................................... 3-4
DIAGNÓSTICO DE FALHAS.................................................... 3-5

3
3-2

ANTES DO DIAGNÓSTICO DE FALHAS


MANUSEIO DO CONECTOR
1. Desconecte o terminal da bateria antes de conectar ou
desconectar cada conector ou terminal.
2. Ao desconectar um conector, remova primeiro a trava e, sem
puxar o chicote, retire o conector enquanto segura a unidade
principal.
Para conectar, empurre o conector completamente até que
esteja travado em sua posição.

3. Ao realizar medições, sempre aplique as pontas de prova na


parte de trás do conector (lado do chicote).
4. Quando isto não for possível, como no caso de pontas de
prova a prova d’água, certifique-se que a instalação não
deformará o terminal do conector.
5. Não toque diretamente os terminais elétricos com a mão.
6. Ao realizar uma medição em um sistema energizado, evite
que as duas pontas de prova encostem uma na outra.

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DO CHICOTE


ELÉTRICO E CONECTOR
Quando ocorrer um problema, primeiramente verifique o conector
e o chicote quanto a circuito elétrico correspondente, utilizando o
método descrito abaixo.
Verificação de continuidade
1. Desconecte os conectores nas duas extremidades do chicote.
2. Meça a resistência entre os terminais correspondentes dos
conectores nas duas extremidades.
Padrão: Menor que 10 Ω
Nota:
Mova levemente o chicote elétrico para todas as direções
enquanto faz a medição.
Referência:
O causa das desconexões é geralmente o conector, já que
desconexões no chicote central do veículo são raras.
Inspecione com atenção os conectores do sensor.
3-3

Verificação de circuito em curto


1. Desconecte os conectores nas duas extremidades do chicote.
2. Meça a resistência entre o terminal do conector
correspondente e N1. Inspecione sempre os conectores nas
duas extremidades.
0
Padrão: 1 MΩ ou mais 1
Nota:
Mova levemente o chicote elétrico para todas as direções 2
enquanto faz a medição.

3. Meça a resistência entre o terminal do conector 3


correspondente e outro terminal do mesmo conector.
Inspecione sempre os conectores nas duas extremidades.
4
Padrão: 1 MΩ ou mais
Nota: 5
Pode ocorrer curto circuito no chicote devido a se
perfurado pela carroçaria ou defeito na crimpagem.
6
7
Verificação visual e pressão de contato
• Desconecte os conectores nas duas extremidades do chicote.
8
• Realize uma inspeção visual para garantir que não haja
ferrugem ou partículas contaminando o terminal do conector. 9
• Verifique que o cravamento não está solto ou danificado, após
verificar que não há dano, puxe o conector ou o chicote elétrico
para garantir que não possa ser removido
10
11
• Insira um terminal macho do mesmo modelo no conector fêmea
do terminal e verifique a força de extração.
Pode ocorrer um mau contato no terminal em que a força de
extração seja menor do que nos outros terminais.
Nota:
Caso ocorra um problema, como por exemplo, ferrugem ou
material estranho no terminal, ou uma queda na pressão de
contato dos terminais macho/fêmea, simplesmente
desconectando e conectando o conector poderá alterar as
condições de contato e o problema poderá ser resolvido.
Desconecte e conecte várias vezes o conector. Caso seja
identificado este tipo de falha, indica que está ocorrendo
uma falha no contato do terminal.
3-4

INFORMAÇÕES GERAIS
LED (diodo
Quando ocorrer uma falha elétrica, o LED do indicador de
emissor de luz) alimentação acende ou pisca e os detalhes referentes à falha são
exibidos.
Adicionalmente, instalando-se a SST (09561-40590-71) no
conector do visor de memória de erro localizado na parte traseira
do veículo, os 10 erros mais recentes podem ser exibidos na
seqüência.
Siga as instruções de diagnóstico de falha para solucionar o
problema atual.
Indicador de energia
remanescente

Conector do visor da memória de erro

Tubo negro

Conector para apagar a memória de erro

PROCEDIMENTO PARA APAGAR A MEMÓRIA DE ERRO


1. Fixe a SST no conector.
2. Ligue o interruptor da chave.
PROCEDIMENTO PARA EXIBIR A MEMÓRIA DE ERRO
1. Fixe a SST no conector.
2. Ligue o interruptor da chave.
3. A memória de erro exibe os detalhes da falha que ocorreu mais recentemente.
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
Mova a alavanca de mudanças para a posição de locomoção à frente para exibir os detalhes para a próxima
falha mais recente.
Retorne a alavanca de mudanças para a posição neutra cada vez que o visor for comutado.
4CBTY2R • 4CBTYK4R
Mova a alavanca do acelerador para a posição de locomoção à frente para exibir os detalhes para a próxima
falha mais recente.

FALHAS MÚLTIPLAS
Quando várias falhas ocorrerem simultaneamente, os detalhes da falha detectada por último são exibidos. Repare a
falha atual e seguir comute o interruptor de ignição entre OFF/ON para exibir a próxima falha.
Caso nenhuma falha seja exibida após comutar o interruptor de ignição entre OFF/ON, o veículo está funcionando
normalmente.
Nota:
Na eventualidade que o movimento seja desabilitado como resultado de uma falha, sempre desconecte o
conector da bateria antes de rebocar o veículo.
3-5

DIAGNÓSTICO DE FALHAS
Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

• Anormalidade na temperatura do
0
controlador
• Anormalidade na temperatura do
Locomoção desabilitada Sim
1
motor
Aceso
2

Estava piscando
3
*a luz estava piscando antes de acender Abra a tampa da bateria em um local bem

Não estava piscando


ventilado e deixe o controlador e o motor
esfriarem.
4
Fora da 5
Efetue a inspeção de tensão do motor faixa
Desaparece
entre
CN101-21 a 32
padrão
Substitua o motor 6
Padrão: 0,15 V a 4,95 V
Dentro da faixa Não Operação normal é possível 7
padrão desaparece Indicação de erro

Desaparece 8
Efetue a inspeção de resistência/tensão
do termo-sensor do motor.
Padrão: 0,3 kΩ/0,3 V (± 10%) Fora da
Operação normal é possível 9
faixa
Dentro da faixa
padrão
padrão Substitua o termo-sensor 10
do motor

Não 11
Efetue a inspeção de continuidade do desaparece
termo-sensor do motor entre CN101-21 Indicação de erro
a 32
Desaparece
Continuidade Não há continuidade
Operação normal é possível

Substitua o chicote

Não desaparece Indicação de erro


Substitua o controlador

Desaparece

Operação normal é possível


Atenção:
• Verifique o número de peça, antes de substituir o controlador.
O veículo não pode ser acionado em 100% de sua eficiência quando um controlador inadequado
for instalado.
• Verifique os ajustes do interruptor DIP.
3-6

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

• Aumento da temperatura do
controlador Saída limitada Nenhuma
• Aumento da temperatura do motor
Piscando

Abra a tampa da bateria em um local


bem ventilado e deixe o controlador e o
motor esfriarem.

Desaparece

Operação normal é possível

Condição do
Indicação de erro Causa Memória
veículo

Carregador conectado
Contactor OFF Nenhuma
incorretamente

Conexão do conector do carregador na Conectado


bateria
Não conectado

Conecte o conector de
carga no dispositivo

Operação normal é possível

P-N é 68 V ou inferior quando o


interruptor de ignição estiver ON (ligado)

Substitua o controlador
3-7

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Alta tensão do controlador Locomoção desabilitada Nenhuma

Indicação de erro após desconectar e Não desaparece


reconectar o conector da bateria

Desaparece

Conector da bateria desconectado


enquanto o veículo estava em locomoção

Desconectado Ainda conectado

Reconecte o conector

Sim Indicação de erro frequentemente exibida


com o veículo em locomoção
Não

Inspeção da bateria
Aperte adicionalmente o terminal P do
controlador e os parafusos do terminal N.
Especificação de torque padrão:
T=7,8 a 11,8 N.m (80 a 120 kgf.cm) [5,8 a
8,7 lbf.pé]

Efetue a inspeção da tensão dos


Fora da faixa padrão
terminais P e N.
Padrão: Substitua o
Inferior a 72 V controlador

Dentro da faixa padrão

Efetue as inspeções de continuidade e Anormal


visual para o cabo do conector da bateria Substitua o cabo

Normal

Substitua o controlador
3-8

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

• Locomoção
Anormalidade no circuito
desabilitada Sim
principal
• Contactor OFF

Interruptor de ignição
DESLIGADOLIGADO

Indicação de erro desaparece A indicação de erro não


desaparece.

Operação normal é possível • Verifique quanto a cabo do


Anormal Substitua o contactor e o controlador e
contactor solto
aperte os parafusos do terminal
• Verifique quanto aos terminais
adicionalmente.
U, V, W, P e N soltos
Normal
Não desaparece
Efetue a verificação da resistência do controlador Indicação de erro

Terminais de Polaridade do Padrão Desaparece


medição testador
Operação normal é possível
1 kΩ a 4 kΩ
É alterado de 2 kΩ a 10 kΩ a 
1 kΩ a 5 kΩ
É alterado de 2 kΩ a 11 kΩ a 
1 kΩ a 6 kΩ
É alterado de 2 kΩ a 12 kΩ a 
1 kΩ a 7 kΩ
É alterado de 2 kΩ a 13 kΩ a 
1 kΩ a 8 kΩ
É alterado de 2 kΩ a 14 kΩ a 
1 kΩ a 9 kΩ
É alterado de 2 kΩ a 15 kΩ a 
Notas referentes à medição
• Desconecte o cabo do motor ao medir
• Utilize um testador analógico
• Utilize uma faixa de medição de 1 kΩ
• Verifique se todos os terminais do controlador estão apertados de
acordo com o torque especificado.

Dentro da faixa padrão Fora da faixa padrão

Dentro
Verifique o valor da resistência entre o
da faixa
resistor do controlador e CN101-9 e
padrão
CN101-10 Substitua o controlador
Padrão:
25°C (77°F) 39 Ω ± 10%
Fora da faixa padrão

Substitua o chicote

Nota:
Torque de aperto os terminais do contactor: T= 7,8 a 11,8 N.m (80 a 120 kgf.cm) [5,8 a 8,7 lbf.pé]
3-9

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

• Anormalidade no sensor de
aceleração Locomoção desabilitada Sim
• Anormalidade no acelerador

4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Efetue a inspeção do sensor de


aceleração Anormal Substitua o sensor de aceleração
Consulte a SEÇÃO 2, “CONTROLADOR"
Normal

Não desaparece
Indicação de erro

Desaparece
Efetue a inspeção do chicote entre o
sensor do controlador e de aceleração Operação normal é possível
Normal Anormal
Substitua o chicote

Não desaparece
Substitua o controlador Indicação de erro

Desaparece

Operação normal é possível

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Efetue a inspeção do acelerador Anormal


Consulte a SEÇÃO 2, “CONTROLADOR" Substitua o acelerador

Normal

Não desaparece
Indicação de erro
Desaparece

Efetue a inspeção do chicote entre o


sensor do controlador e de aceleração Operação normal é possível
Normal Anormal
Substitua o chicote

Não desaparece
Substitua o controlador Indicação de erro
Desaparece

Operação normal é possível


3-10

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Funcionamento irregular do
interruptor de mudança de Locomoção desabilitada Sim
marchas

4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
Indicação de erro
Inspeção do interruptor de mudança de
desaparece
marchas Substitua o interruptor de direção
Desconecte CN9
A indicação de erro
não desaparece.
Não desaparece
Indicação de erro

Desaparece
Efetue a inspeção de continuidade do chicote
Efetue a inspeção de continuidade para Continuidade
Operação normal é possível
CN102-18 a CN102-19 e para CN102-18 a
CN102-20 com a alavanca de direção em neutro.

Não há continuidade Substitua o chicote

Não desaparece
Substitua o controlador Indicação de erro

Desaparece

Operação normal é possível


Nota:
Consulte a tabela do “DIAGRAMA DO CONECTOR” na SEÇÃO 10, “APÊNDICE” quanto aos
conectores.

4CBTY2R • 4CBTYK4R
Indicação de erro
Inspeção do acelerador desaparece
Substitua o acelerador
Desconecte CN9
A indicação de erro
não desaparece.
Não desaparece
Indicação de erro

Desaparece
Efetue a inspeção de continuidade do chicote
Efetue a inspeção de continuidade para Continuidade
CN102-18 a CN102-19 e para CN102-18 a
Operação normal é possível
CN102-20 com a alavanca de aceleração em
neutro.
Substitua o acelerador
Não há continuidade

Não desaparece
Substitua o controlador Indicação de erro

Desaparece
Nota:
Consulte a tabela do “DIAGRAMA DO CONECTOR” na SEÇÃO 10, Operação normal é possível
“APÊNDICE” quanto aos conectores.
3-11

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Funcionamento irregular do
Somente visor Sim
interruptor do banco

4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Indicação de erro
Inspeção do interruptor de emergência do Inspeção individual do interruptor do banco
banco (deadman) desaparece
Interruptor do banco OFF (banco
Desconecte CN42 (interruptor do banco) desocupado)
A indicação de erro Não há continuidade
Interruptor do banco ON (banco ocupado)
não desaparece.
Existe continuidade
Anormal Normal
(Especificação de
veículo com bateria
Substitua o banco roll-out)

Não
Não desaparece desaparece
Indicação de erro

Desaparece

Operação normal é possível

Especificação roll-out

Efetue a inspeção de continuidade do chicote


Padrão: Inspeção do interruptor do limitador da bateria
CN43-2 a CN42-2 Sem continuidade Normal Padrão: Anormal
CN43-2 a CN101-16 Sem continuidade Interruptor OFF (desativado) Sem continuidade
CN42-1 a CN101-20 Existe continuidade Interruptor ON (ativado) Existe continuidade

Normal Anormal
Substitua o interruptor

Substitua o Substitua o chicote


controlador

Nota:
• Utilize peças genuínas Toyota ao substituir o banco.
• Consulte a tabela do “DIAGRAMA DO CONECTOR” na SEÇÃO 10, “APÊNDICE” quanto aos conectores.
3-12

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Anormalidade no interruptor do
Somente visor Sim
assoalho

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Indicação de erro
Inspeção do interruptor do assoalho Inspeção individual do interruptor do banco
desaparece
Desconecte CN42 (interruptor do Interruptor do banco OFF (banco desocupado)
assoalho) Não há continuidade
A indicação de erro Interruptor do banco ON (banco ocupado)
não desaparece. Existe continuidade

Anormal Normal
(Especificação de
veículo com bateria
Substitua o interruptor do assoalho roll-out)

Não
Não desaparece desaparece
Indicação de erro

Desaparece

Operação normal é possível

Especificação roll-out

Efetue a inspeção de continuidade do chicote Inspeção do interruptor do limitador da bateria


Padrão: Normal Padrão: Anormal
CN101-20 a CN42-2 Existe continuidade Interruptor OFF (desativado) Sem continuidade
CN101-16 a CN43-1 Existe continuidade Interruptor ON (ativado) Existe continuidade

Normal Anormal
Substitua o interruptor
Substitua o controlador Substitua o chicote

Nota:
Consulte a tabela do “DIAGRAMA DO CONECTOR” na SEÇÃO 10, “APÊNDICE” quanto aos conectores.
3-13

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

• Freio de estacionamento não • Somente visor


aplicado • Locomoção
• Função de retorno para a desabilitada Nenhuma
posição Neutro • Locomoção
• OPS desabilitada

4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
Coloque a alavanca de direção em A indicação de erro não desaparece.
neutro, libere o acelerador, e a seguir
libere o freio de estacionamento
enquanto o banco estiver ocupado.

Efetue a inspeção do interruptor do freio de Anormal


estacionamento
Padrão: Interruptor do freio de
Interruptor OFF (desativado) Sem continuidade estacionamento
Indicação de erro desaparece
Interruptor ON (ativado) Existe continuidade
Normal
Não desaparece
Indicação de erro

Sente-se no banco e acione a alavanca de Desaparece


Operação normal é possível
direção nas direções para frente/para trás
várias vezes, a seguir coloque-a em neutro. Operação normal é possível

Não
Inspeção individual do interruptor do banco
desaparece Padrão: Anormal
Indicação de erro Substitua o banco
Banco ocupado Existe continuidade
Desaparece Banco desocupado Sem continuidade

Não desaparece Indicação de erro


Operação normal é possível
Desaparece
Veja P3-11 Diagnóstico de falha
Operação normal é possível

Nota:
Utilize peças genuínas Toyota ao substituir o banco.

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Libere o freio de estacionamento com o Indicação de erro desaparece


interruptor do assoalho pressionado e a
alavanca de aceleração em neutro.

Efetue a inspeção do interruptor do freio de


estacionamento
Padrão:
Indicação de erro desaparece
Interruptor OFF (desativado) Sem continuidade
Interruptor ON (ativado) Existe continuidade

Operação normal é possível


Não
Indicação de erro desaparece
Veja P3-12
Desaparece Diagnóstico de falhas

Operação normal é possível


3-14

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Anormalidade no contactor Locomoção desabilitada Sim

Interruptor de ignição
DESLIGADOLIGADO

Indicação de erro desaparece A indicação de erro não desaparece.

Operação normal é possível Efetue a inspeção do contactor Anormal


• Material estranho nos pontos de contato? Substitua as peças
• Fusão?
• Peças defeituosas?
Normal
Não desaparece
Indicação de erro

Desaparece
Efetue a inspeção do cabo entre o
contactor e o controlador Operação normal é possível
• Parafuso(s) solto(s)
Padrão:
T=7,8 a 11,8 N·m (80 a 120 kgf·cm)
Anormal Aperte adicionalmente os
[5,8 a 8,7 lbf.pé]
parafusos ou substitua o
• Efetue a inspeção de continuidade
cabo
CN101-4 a CN136-2
CN101-5 a CN136-1
Normal
Não desaparece
Indicação de erro

Desaparece

Operação normal é possível

Inspeção do fusível Anormal


Padrão: Substitua o fusível
Resistência não está
Normal

Não desaparece
Substitua o controlador Indicação de erro

Desaparece

Operação normal é possível


3-15

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Queda de tensão Locomoção desabilitada Sim

Interruptor de ignição
DESLIGADOLIGADO

Indicação de erro desaparece A indicação de erro não desaparece.

Operação normal é possível Efetue a inspeção do cabo entre a bateria e o Anormal Aperte adicionalmente os
controlador parafusos ou substitua o
• Parafuso(s) solto(s) cabo
• Efetue a inspeção de continuidade do
cabo
Normal
Não desaparece
Indicação de erro

Desaparece
Carregue a bateria

Operação normal é possível

Indicação de erro
Não desaparece

Substitua o controlador Operação normal é possível


3-16

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Anormalidade no sensor de
Locomoção desabilitada Sim
corrente de acionamento

Interruptor de ignição
DESLIGADOLIGADO

Indicação de erro desaparece A indicação de erro não desaparece.

Operação normal é possível Substitua o controlador

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Anormalidade no termo-sensor
Locomoção desabilitada Sim
do motor

Efetue a inspeção de continuidade do


Não há continuidade
chicote entre o termo-sensor do motor e Substitua o chicote
CN101-21 e CN101-32
Continuidade

Efetue a inspeção do termo-sensor do


motor CN101-21 a CN101-32
Fora da faixa padrão
Padrão: Substitua o motor
Tensão do termo-sensor
Inferior a 0,15 V ou superior a 4,95 V

Substitua o controlador
3-17

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Anormalidade no termo-sensor
Somente visor Sim
do controlador

Interruptor de ignição
DESLIGADOLIGADO

Indicação de erro desaparece A indicação de erro não desaparece.

Operação normal é possível Substitua o controlador

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Funcionamento irregular do
Somente visor Sim
controlador

Interruptor de ignição
DESLIGADOLIGADO

Indicação de erro desaparece A indicação de erro não desaparece.

Operação normal é possível Substitua o controlador


3-18

Indicação de erro Causa Condição do veículo Memória

Anormalidade do sensor de
Somente visor Sim
rotação do motor

Efetue a inspeção de tensão do sensor de rotação do motor com o


interruptor de ignição ON (Ligado) e o veículo parado.
Sensor de Dentro da faixa padrão
CN101-14 a CN101-15 Faixa padrão 1,2 Substitua o controlador
rotação A
Sensor de V to 3,2 V
CN101-29 a CN101-30
rotação B

Fora da faixa padrão

CN53 (sensor de rotação A) Interruptor padrão


CN54 (sensor de rotação B) entre e
Anormalidade no sensor de rotação
Sensores do interruptor ao redor, a seguir
efetue novamente a inspeção de tensão
Permanece inalterado
fora da faixa padrão
Substitua o motor
Substitua o chicote
4-1

MOTOR

Página
MOTOR DE ACIONAMENTO ................................................... 4-2
INFORMAÇÕES GERAIS....................................................... 4-2
ESPECIFICAÇÕES................................................................. 4-2
COMPONENTES .................................................................... 4-3
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 4-4

4
4-2

MOTOR DE ACIONAMENTO
INFORMAÇÕES GERAIS
STD 40 mm
[1,6 in.]
277 mm [10,9 in.]

Sensor de
rotação A

Sensor de rotação B

Especificações do freio eletromagnético

Sensor de
rotação A

Sensor de rotação B

ESPECIFICAÇÕES
Dimensões (mm)
Modelo do veículo Tensão(V) Saída (kW) Tipo de motor
(pol.)
4CBT2R
4CBT3R
Ventilação livre
ø202 × 277 [ø7,95 ×
4CBTK4R 48 2,3 Tipo flangeado
10,90]
Tipo gaiola
4CBTY2R
4CBTYK4R
4-3

COMPONENTES
STD

0
Rolamento
Parafuso, Arruela
Bucha
Parafuso Placa 1
Colar
Suporte
Arruela
Estator Suporte 2
Sensor

Engrenagem 3
Porca Rolamento
Capa central 4
5
Retentor
de óleo 6
7
Parafuso flangeado Rotor
8
9
Especificações do freio eletromagnético 10
Rolamento
Parafuso, Arruela Parafuso
11
Bucha Placa
Colar
Suporte
Estator Suporte
Arruela
Sensor

Flange
Rolamento
Engrenagem

Retentor
de óleo
Porca

Parafuso Rotor
flangeado
4-4

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
1. Pare o veículo sobre local plano e calce as rodas.
2. Desconecte o conector da bateria.
(Consulte a SEÇÃO 5, “EIXO DIANTEIRO”)
3. Remova a tampa da bateria.
(Consulte a SEÇÃO 9, “CARROÇARIA • CHASSI”)
4. Desconecte o chicote do motor. (3 pontos)

5. Desconecte o cabo do motor do controlador.


Coifa
(1) Remova a cobertura do controlador.
(2) Mova a coifa para cima para visualizar o terminal.

Motor (3) Remova os parafusos e desconecte os terminais do


motor, do controlador.
Terminal

Controlador

6. Remova os freios eletromagnéticos (para os veículos


correspondentes).
Nota:
Lembre-se de desconectar os conectores do freio
eletromagnético.

7. Desconecte o motor do eixo traseiro.


(1) Remova os 4 parafusos de fixação do motor.
Torque de aperto dos parafusos N·m (kgf·cm) [lbf.pé]
T=68,6 a 88,2 (700 a 900) [50,6 a 65,1]
(2) Instale parafusos com argolas nos orifícios roscados (M8
x 1,25) na face superior do motor.
(3) Ajuste a manilha e o cabo e a seguir enganche no
guincho.
4-5

8. Levante o motor.
Nota:
• Trabalhe vagarosamente com cuidado para evitar que
os chicotes e os cabos interfiram com outras peças, e
consequentemente levando a danos. 0
1
2
3
4
5
6

• Ao efetuar a montagem, utilize uma escova para aplicar 7


graxa na seção ranhurada do eixo do motor.
8
9
10
Parte ranhurada
11
• Ao montar novamente, o composto vedador deve ser
Material de aplicado ao alojamento do eixo traseiro em uma linha
vedação sem costura e contínua.

• Cuidados ao conectar o sensor de rotação


Sensor de rotação B Uma fita azul é fixada no cabo do conector (conector
Sensor de NO.CN53) unido ao sensor de rotação A para permitir a
rotação A verificação ao efetuar as conexões.

Fita azul fixada


5-1

EIXO DIANTEIRO

Página

INFORMAÇÕES GERAIS......................................................... 5-2


ESPECIFICAÇÕES................................................................... 5-2
ESQUEMA ESTRUTURAL....................................................... 5-3
COMPONENTES ...................................................................... 5-6
EIXO DIANTEIRO ................................................................... 5-6
RODA DIANTEIRA.................................................................. 5-7
CUBO DO EIXO DIANTEIRO ................................................... 5-8
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 5-8 5
SEMI-EIXO DIANTEIRO ..........................................................5-11
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO...................................................5-11
MÉTODO DE AJUSTE PARA A PRÉ-CARGA DO CUBO DO
EIXO DIANTEIRO ................................................................... 5-14
5-2

INFORMAÇÕES GERAIS

ESPECIFICAÇÕES
EIXO DIANTEIRO
Modelo do veículo
Item
4CBT2R, 3R, 4CBTK4R 4CBTY2R, 4CBTYK4R
Raio mínimo de giro mm (pol.) 1600 (64,0) 1600 (64,0)

RODA DIANTEIRA
Tamanho do
Tipo
pneu
Tamanho do aro Pressão do pneu kPa (kgf/cm2) [psi]

Pneumática 3.50-5-6PR 3,00SP 700 (7,0) [99,5]


Pneu autovedante ranhurado
3,50-5 3,00SP —
(opcional)
5-3

ESQUEMA ESTRUTURAL

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11

O eixo dianteiro está instalado com uma inclinação de 3º para trás.


5-4

4CBT2R·3R·4CBTK4R

Eixo da direção Conecta-se ao volante de direção

Junta universal

Rolamento
selado
Rolamento selado

Pino do limitador
da direção

Corrente de
Engrenagem do direção
pinhão e corrente 1: 4

Limitador da direção

Aro dividido
5-5

4CBTY2R·4CBTYK4R (para modelos de pé)

0
1
Conecta-se ao guidão de direção
2
3
Eixo da direção 4
5
6
Rolamento selado

7
8
Pino do limitador 9
da direção
10
11

Limitador da direção

Aro dividido
5-6

COMPONENTES
EIXO DIANTEIRO
4CBT2R·3R·4CBTK4R

Anel elástico

Rolamento

Calota

Pino-trava Rolamento
Porca castelo

Cubo do eixo
Arruela lisa dianteiro

Rolamento
Semieixo dianteiro

Rolamento
Protetor de pó

4CBTY2R·4CBTYK4R
Anel elástico

Rolamento

Rolamento
Calota

Pino-trava
Porca castelo

Semieixo dianteiro
Arruela lisa
Rolamento
Cubo do eixo dianteiro

Rolamento
Protetor de pó
5-7

RODA DIANTEIRA

Porca

Arruela da mola

Aro dividido

Pneu
Parafuso

Porca

Arruela da mola

Parafuso
5-8

CUBO DO EIXO DIANTEIRO


REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Nota:
O cubo do eixo dianteiro pode ser removido e instalado mesmo com o conjunto do eixo dianteiro instalado
no veículo. Este manual descreve as operações realizadas com um conjunto de eixo dianteiro montado.
Procedimento de Remoção
1. Desconecte o conector da bateria.

2. Remova as rodas dianteiras.


(1) Soltes as porcas do cubo nas rodas dianteiras.
(2) Coloque o macaco na posição especificada e levante o
veículo.
(3) Apoie o chassi com calços de madeira.
Nota:
•Coloque calços nas posições especificadas em
Bloco de
ambos lados (esquerdo e direito).
madeira
•Os calços de madeira devem estar a, pelo menos, 90
mm (3,5 pol.) de altura.
(4) Remova as porcas do cubo e as arruelas elástica. (4)
Arruela da mola
Torque de aperto porcas do cubo N·m (kgf·cm)
[lb.pé]:
T=34,3 a 68,6 (350 a 700) [25 a 51]

Porca do cubo
(5) Remova as rodas dianteiras.
5-9

3. Remova o cubo do eixo dianteiro.


(1) Remova a calota.
Remova a calota, colocando a ponta de uma ferramenta
Adaptador pontiaguda entre a calota e a seção principal e batendo
levemente com um martelo.

Calota

(2) Remova o contrapino e a seguir remova a porca castelo


Arruela lisa e a arruela lisa.
Pino-trava

Tampa
Porca castelo

(3) Remova o cubo do eixo dianteiro e o rolamento,


Cubo do eixo dianteiro
utilizando a SST.
SST 09950-76013-71
(09950-40010)

SST
Rolamento

(4) Remova a pista externa do rolamento do cubo do eixo


dianteiro, utilizando um martelo ou barra. Esta pista
Barra externa deve ser removida pelo lado externo (roda).
Pista externa

Utilize as SSTs ao montar a pista externa.


SST 09950-76020-71 ...................... (1)
(09950-70010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(09950-60010)

Parte interna Parte externa


5-10

(5) Remova a pista interna e o protetor de pó do rolamento,


do semi-eixo dianteiro.
Ferramenta especial de serviço
09950-76013-71
(09950-40010)

Ao instalar os rolamentos, injete graxa nos espaços entre a


seção do rolamento de roletes, o rolamento interno, e o
Ponta da rolamento externo. Aplique graxa pulverizada na ponta da
manga manga, porcas castelo, contrapino, e superfície interna da
calota.

Calota
Ao instalar o protetor de pó, ajuste-o na manga e enquanto o
mantém no lugar com a mão, insira-o no lugar, batendo sobre
a área sombreada com um martelo plástico.
Nota:
Sempre utilize protetores de pó novos ao efetuar a
substituição.

Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
5-11

SEMI-EIXO DIANTEIRO
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
4CBT2R·3R·4CBTK4R

Cobertura 1. Desconecte o conector da bateria.


2. Coloque calços de roda nas rodas traseiras.
3. Levante a parte dianteiro do veículo e apoie com calços de
madeira. (Os calços de madeira devem estar a, pelo menos,
90 mm (3,5 pol.) de altura.)
4. Remova as rodas dianteiras.
5. Remova a cobertura.
6. Remova o painel do assoalho.
7. Remova a corrente da direção.
Nota:
Presilha Coloque a direção em linha reta e a seguir remova o
grampo.

Placa

Espaçador
Anel
8. Remova o anel elástico.

Anel elástico

9. Deixe a barra no semi-eixo dianteiro e bata com um martelo.


Peso do semi-eixo dianteiro : Aprox. 12 kg [265 lb]
Distância que o eixo deve ser acionado : Aprox. 20 mm
Barra [0,9 pol.]
Nota:
Coloque um colchonete sobre o piso para evitar danos
causados em virtude da queda do semi-eixo dianteiro.
5-12

10. Remova o semieixo dianteiro.

Barra 11. Caso o rolamento inferior permaneça fixado ao chassi lateral,


remova-o, utilizando uma barra e um martelo.

Rolamento inferior

12. Remova o rolamento superior, utilizando a ferramenta


especial.
SST 09950-76020-71 ...................... (1)
SST (2) (09950-70010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(09950-60010)

SST (1)

4CBTY2R·4CBTYK4R
1. Desconecte o conector da bateria.
Cobertura 2. Coloque calços de roda nos pneus traseiros.
3. Levante a parte dianteira do veículo e apoie com calços de
madeira.
(Os calços de madeira devem estar a, pelo menos, 90 mm
(3,5 pol.) de altura.)
4. Remova as rodas dianteiras.
5. Remova a cobertura. (4 parafusos)
6. Remova o painel do assoalho.

Cobertura 7. Remova as coberturas da coluna. (Consulte a SEÇÃO 7,


Cobertura lateral
lateral “DIREÇÃO")
Parafuso
Cobertura
da coluna
(traseira)
Cobertura da
coluna
Parafuso
(dianteira)
5-13

8. Passe a corda de fibra ao redor dos cabos.


Corda de
Interruptor dos fibra Nota:
indicadores de A corda não deve ser passada ao redor do interruptor do
direção sinalizador de direção (localizado à esquerda da caixa da
Alavanca
do alavanca) ou alavanca do acelerador (localizado à direita
acelerador da caixa da alavanca).

9. Desconecte o eixo da direção e o semi-eixo dianteiro.


Acione os cabos para movê-los para a posição mais
Parafuso Porca conveniente para as tarefas seguintes.
Quando for difícil remover os parafusos, bata com um martelo
plástico.
10. Efetue as etapas de 9 a 12, descritas na página 5-11.
5-14

MÉTODO DE AJUSTE PARA A PRÉ-CARGA DO CUBO DO EIXO


DIANTEIRO
O diagrama mostra 4CBT2R.3R, mas o método de ajuste descrito é idêntico para todos os tipos de veículo.

Procedimento de Ajuste
1. Aperte as porcas castelo com 29,4 a 49 N.m (300 a 500 kgf.cm) [21,7 a 36,2 lbf.pé].
2. Solte a porca castelo, torque de aperto de 0 N.m (0 kgf.cm) [0 lbf.pé]
3. Aperte novamente com 29,4 a 49 N·m (300 a 500 kgf·cm) [21,7 a 36,2 lbf.pé], e a seguir gire o cubo várias
vezes para ambos os lados (esquerdo e direito).
4. Tracione o parafuso do cubo da roda com uma balança de mola e meça a pré-carga.
Padrão: 14,7 a 34,3 N (1,5 a 3,5 kgf) [3,3 a 7,7 lbf]
5. Aperte a porca castelo de acordo com a faixa de torque especificada até que a pré-carga do cubo do eixo
dianteiro atinja o valor padrão.
6-1

EIXO TRASEIRO

Página

INFORMAÇÕES GERAIS......................................................... 6-2


ESPECIFICAÇÕES................................................................... 6-2
COMPONENTES ...................................................................... 6-3
CONJUNTO DO EIXO TRASEIRO......................................... 6-3
CONJUNTO DA UNIDADE DE ACIONAMENTO E
DIFERENCIAL ........................................................................ 6-4
CONJUNTO DA UNIDADE DE ACIONAMENTO E EIXO
TRASEIRO................................................................................ 6-5
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 6-5
6
SEMI-EIXO TRASEIRO ............................................................ 6-8
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 6-8
CONJUNTO DA UNIDADE DE ACIONAMENTO E EIXO
TRASEIRO................................................................................ 6-9
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO ................... 6-9
CONJUNTO DA CARCAÇA DO DIFERENCIAL ................... 6-19
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO ................. 6-19
6-2

INFORMAÇÕES GERAIS

Bujão do orifício de óleo


Tampão do dreno

Bujão de nível

Porca do cubo
T=88,2 a 156,8 N·m
(900 a 1600 kgf·cm)
[5,1 a 115 lbf.pé]

ESPECIFICAÇÕES
EIXO TRASEIRO
Modelo do veículo
Item
Todos os modelos
Eixo traseiro Tipo semi-flutuante
Tipo de suspensão Tipo fixado ao chassi
Peso 70,0kg [154,4 lb]

CONJUNTO DA RODA TRASEIRA


Modelo do Tamanho do
veículo
Pneu
pneu
Tamanho do aro Pressão do pneu kPa (kgf/cm2) [psi]

Todos os Pneumática 4.00-8-6PR 8 × 3.00D 700 (7) [102]


modelos rígido (OPT) 4,00-8  —

UNIDADE DE ACIONAMENTO
Modelo do veículo
Item
Todos os modelos
Relação de redução 24,71
Quantidade de óleo do diferencial l (US gal) 2,1 [0,55]
Suporte do eixo
traseiro (LE)
Anel de vedação

Retentor de óleo
Conjunto
do freio
COMPONENTES

T=50 a 70 N·m
Extremidade do
(510 a 714 kgf·cm)
alojamento do
[37 a 52 lbf.pé] Tambor do freio
eixo traseiro
Rolamento
Alojamento do eixo traseiro
Semi-eixo traseiro
Placa da capa
do rolamento T=88 a 108 N·m
CONJUNTO DO EIXO TRASEIRO

(897 a 1101 Placa da capa do rolamento


kgf·cm)
Anel elástico [65 a 80 lbf.pé]
Anel elástico
T=59 a 79 N·m Suporte do eixo
(602 a 806 kgf·cm) traseiro (LD) T=59 a 79 N·m
[44 a 58 lbf.pé] (602 a 806 kgf·cm)
[44 a 58 lbf.pé]
Semi-eixo Rolamento
Tambor traseiro
do freio Extremidade do alojamento
do eixo traseiro
CONJ. do freio

Retentor de óleo

Anel de T=88 a 108 N·m


vedação (897 a 1101 kgf·cm)
Arruelas de [65 a 80 lbf.pé]
T=50 a 70 N·m
Encosto
(510 a 714 kgf·cm)
[37 a 52 lbf.pé]
6-3

6
5
4
6-4

CONJUNTO DA UNIDADE DE ACIONAMENTO E DIFERENCIAL

Junção
Pino
T=30 a 40 N·m Porca de ajuste
(306 a 408 kgf·cm) [22 a 30 lbf.pé]
T=30 a 40 N·m
Rolamento (306 a 408 kgf·cm)
[22 a 30 lbf.pé]

Retentor do rolamento do pinhão

Rolamento

Satélite

Tampa dianteira

T=20 a 30 N·m Arruelas de Encosto


(204 a 306 kgf·cm)
[15 a 22 lbf.pé]
Anel de vedação
Respiro

Ajustador da árvore de entrada

Rolamento

Rolamento Bandeja de óleo

Ajustador da árvore de entrada

Anel de vedação T=20 a 30 N·m


Árvore de (204 a 306 kgf·cm)
Placa de trava Rolamento
entrada [15 a 22 lbf.pé]
Caixa do diferencial
Coroa Tampa traseira do diferencial

T=78 a 88 N·m
(795 a 897 kgf·cm)[58 a 65 lbf.pé]
Rolamento
Arruela de encosto do pinhão
Eixo do pinhão

Rolamento
Engrenagem
Satélite
planetária

Rolamento Engrenagem
intermediária
Eixo do pinhão
Nota:
Preste atenção à largura do parafuso.
6-5

CONJUNTO DA UNIDADE DE ACIONAMENTO E EIXO TRASEIRO


REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção 0
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas.
Nota:
•Posicione as rodas dianteiras em linha reta à frente.
•Desaplique o freio de estacionamento.
2. Desconecte o conector da bateria.
Calço
3. Remova o painel do assoalho.
(Veja a SEÇÃO 9, “CARROÇARIA • CHASSI”) 4
4. Remova a tampa da bateria.
(Veja a SEÇÃO 9, “CARROÇARIA • CHASSI”) 5
5. Remova a bateria. (Veja a SEÇÃO 1, “BATERIA”)
6. Remova o motor de acionamento. (Veja a SEÇÃO 4,
6
“MOTOR”)
7. Remova a barra de tração e os protetores de barro.
Barra de 8. Solte as porcas do cubo. (6 em cada lado, esquerdo e direito)
tração

Protetor de barro
9. Levante a parte central da extremidade traseira do chassi e
levante a parte inferior com calços de madeira.
10. Remova as rodas traseiras.
Nota:
Ao remover apenas as rodas traseiras, siga as etapas 1, 2,
7, 8, 9 e 10, mas aplique o freio de estacionamento.

Bloco de madeira
Bloco de madeira
6-6

11. Remova os tubos do freio do CONJ. do freio.


LE Certifique-se de limpar todo o fluido de freio derramado com
um pano descartável.
Nota:
Após a montagem do tubo de freio, certifique-se de
sangrar o ar dos freios. (Veja a SEÇÃO 8, “FREIO”)

LD

Parafuso
12. Desconecte o cabo do freio de estacionamento.
(1) Remova a braçadeira.
Presilha
(2) Desconecte o cabo do freio de estacionamento do
gancho.
Nota:
Cabo do freio de Ajuste o freio de estacionamento após a montagem.
estacionamento
(Veja a SEÇÃO 8, “FREIO”)
Gancho

13. Remova as 3 VIAS do tubo de freio, do alojamento do eixo


Tubo de freio
traseiro.

Parafuso

3 VIAS

Eixo traseiro
14. Apoie o lado inferior do alojamento do eixo traseiro, utilizando
calços de madeira.
Nota:
Ajuste a altura dos calços de madeira de maneira que a
folga entre os calços de madeira e o alojamento do eixo
traseiro seja de 2 a 3 mm (0,08 a 0,12 pol.) tanto na parte
dianteira como traseira.
Bloco de
madeira
Bloco de madeira Alojamento do eixo traseiro
6-7

15. Remova os 4 parafusos de fixação do eixo traseiro da parte


de cima do veículo.
Placa
Torque de aperto para os parafusos de fixação do eixo
traseiro:
68,6 a 88,2 N·m (700 a 899 kgf·cm) [51 a 65 lbf.pé]
Nota:
Certifique-se de fixar a placa ao fazer a instalação.

Orifício de fixação do motor de acionamento

Orifício de fixação do motor de acionamento

Placa

Movendo

Cabo do freio de estacionamento

16. Levante o veículo, remova-o do eixo traseiro, mova o veículo para frente e deixe-o baixar.
Nota:
•Fixe a barra de tração no respectivo suporte, e evite que o cabo caia.
•Ao mover ao veículo, seja cuidadoso de maneira que o cabo do freio de estacionamento não fique
preso ao chassi, evitando que seja danificado.
•Tome cuidado para que os tubos de freio não sejam danificados.
•Após mover o veículo, coloque calços de madeira sob o chassi para estabilizá-lo ao abaixar o veículo
no piso.
•Caso o fluido de freio seja derramado no piso, certifique-se de limpá-lo com um pano apropriado.
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
6-8

SEMI-EIXO TRASEIRO
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
1. Remova as rodas traseiras. (Consulte P6-5.)
Tambor do freio 2. Remova o tambor do freio.
Nota:
Caso seja difícil remover o tambor de freio, bata
Roda traseira levemente sobre a superfície externa com um martelo,
enquanto o remove.

3. Remova os parafusos de fixação da placa da capa do


Placa da capa rolamento (4 parafusos). Gire o semi-eixo e trabalhe a partir
do rolamento da parte entalhada da peça flangeada do semi-eixo.

Semi-eixo traseiro

Placa da capa do rolamento


Rolamento

Anel elástico

Semi-eixo

4. Remova o semi-eixo traseiro.


Nota:
Ao remover o semi-eixo traseiro, o óleo do diferencial será derramado. Para evitar que o óleo atinja os
freios, primeiramente cubra o conjunto do freio com um pano apropriado.

Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
T=30 a 40 N·m
(306 a 408 kgf·cm)
[22 a 30 lbf.pé]
T=30 a 40 N·m
(306 a 408 kgf·cm)
[22 a 30 lbf.pé]

T=59 a 79 N·m
(602 a 806 kgf·cm)
T=20 a 30 N·m
[44 a 58 lbf.pé]
(204 a 306 kgf·cm)
[15 a 22 lbf.pé]
T=88 a 108 N·m
(897 a 1101 kgf·cm)
[65 a 80 lbf.pé]

T=50 a 70 N·m
(510 a 714 kgf·cm)
[37 a 52 lbf.pé]
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO

T=20 a 30 N·m
(204 a 306 kgf·cm)
[15 a 22 lbf.pé]

T=50 a 70 N·m
(510 a 714 kgf·cm)
[37 a 54 lbf.pé]
T=88 a 108 N·m
(897 a 1101 kgf·cm)
T=59 a 79 N·m
[65 a 80 lbf.pé]
(602 a 806 kgf·cm)
[44 a 58 lbf.pé]
CONJUNTO DA UNIDADE DE ACIONAMENTO E EIXO TRASEIRO

T=Nm (kgf·cm) [lbf·pés]


6-9
6-10

Procedimento de Desmontagem
1. Drene o óleo do diferencial. [Ponto 1]
Nota:
O óleo será drenado mais facilmente se o bujão do orifício de óleo for desapertado.
2. Remova o tambor do freio.
3. Remova o semi-eixo traseiro. [Ponto 2]
4. Remova a extremidade do alojamento do eixo traseiro.
5. Remova o conjunto do freio.
6. Remova a cobertura.
7. Remova o suporte do eixo traseiro e o vedador de óleo [Ponto 3]
8. Remova o rolamento externo do conjunto do diferencial. [Ponto 4]
9. Remova o conjunto do diferencial com a engrenagem intermediária.
10. Remova o ajustador da árvore de entrada [Ponto 5]
11. Remova a árvore de entrada e a coroa. [Ponto 6]
12. Remova a engrenagem do pinhão de comando, retentor e junta do rolamento do pinhão de comando.
[Ponto 7]
13. Remova a bandeja de óleo. [Ponto 8]

Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Nota:
• Aplique a ferramenta 08833-76001-71 à porca de fixação do freio e ao parafuso de fixação do suporte do
eixo traseiro.
• Aplique a ferramenta 08826-76002-71 às coberturas dianteira e traseira da carcaça da unidade de tração e
às superfícies de contato do conjunto do freio e do suporte do freio traseiro.
• Aplique a ferramenta 08826-76002-71 às circunferências externas dos vedadores de óleo da árvore de
entrada e ao pinhão de comando.
6-11

Operações Ponto a Ponto


[Ponto 1]
Montagem:
Remova o bujão de nível de óleo e adicione vagarosamente
óleo hidráulico até que o mesmo flua pela seção roscada.
Quantidade a ser adicionada (aproximadamente): 2,1 l
(0,55 gal EUA)

[Ponto 2]
Desmontagem:
Utilize a SST para remover o rolamento do semi-eixo traseiro.
Ferramenta especial de serviço 09950-76014-71
(SST 09950-40011)

Montagem:
Utilize a SST para montar o rolamento do semi-eixo traseiro.
Ferramenta especial de serviço 09410-40150-71

[Ponto 3]
Desmontagem:
Com a ferramenta especial remova o vedador.
Ferramenta especial de serviço 09320-23000-71

Montagem:
Com a ferramenta especial monte o vedador.
SST (1)
SST 09950-76018-71 ...................... (1)
(SST 09950-60010)
SST (2) SST 09950-76020-71 ...................... (2)
(SST 09950-70010)
6-12

Folga
Alojamento do A mm [A pol.]
eixo traseiro

Suporte do eixo traseiro (LE)

Suporte do eixo traseiro (LD)

Conjunto do diferencial

Aperte provisoriamente
Nota:
Não utilize composto vedador.

Montagem:
O procedimento para montar o suporte do eixo traseiro deve obedecer aos seguintes pontos.
(1) Monte o rolamento externo e o vedador de óleo no suporte do eixo traseiro.
(2) Monte o conjunto do diferencial, suporte do eixo traseiro (LE) e a junta no alojamento do eixo traseiro.
Nota:
Aplique ThreeBond #1360K aos parafusos de fixação.
(3) Bata levemente sobre o conjunto do diferencial com um martelo de cobre até que não mais haja folga
entre o rolamento e o suporte do eixo traseiro (LE), e o rolamento e a caixa do diferencial.
(4) Monte o suporte do eixo traseiro (LD) no alojamento do eixo traseiro de acordo com o torque de aperto.
Nota:
Não aplique composto vedador aos parafusos de fixação.
(5) Meça a folga A entre o suporte do eixo traseiro (LD) e o alojamento do eixo traseiro.
(6) Insira uma arruela de encosto na folga A mm+0,1 mm [A pol.+0,0039 pol.) e monte o suporte do eixo
traseiro (LD) no alojamento do eixo traseiro no torque de aperto do regulagem.

Arruelas de encosto: 0,10 mm, 0,15 mm, 0,30mm, [0,0039 pol., 0,0059 pol., 0,0118 pol.]
6-13

(7) Meça a folga longitudinal do diferencial com árvore


principal.
Padrão: B=0 a 0,1mm [0 a 0,0039 pol.]
(8) Caso a folga longitudinal esteja dentro do critério, aplique
aos parafusos de fixação, e a seguir monte de acordo
com o torque de aperto. Caso a folga longitudinal não
esteja de acordo com o critério, efetue novamente os
procedimentos de 4 a 6.

[Ponto 4]
Com a ferramenta especial, remova a pista externa do
rolamento.
Ferramenta especial de serviço 09320-23000-71

Desmontagem:
Com a ferramenta especial, instale a pista externa do
rolamento.
SST 09950-76018-71 ...................... (1)
(SST 09950-60010)
SST 09950-76020-71 ...................... (2)
(SST 9950-70010)

[Ponto 5]
Desmontagem:
Utilize a SST para remover o retentor do rolamento da árvore
de entrada.
Ferramenta especial de serviço 09340-10330-71
6-14

Desmontagem:
Com a ferramenta especial, remova a pista externa do
rolamento.
Ferramenta especial de serviço 09320-23000-71

Montagem:
Com a ferramenta especial, monte a pista externa do
rolamento.
SST 09950-76018-71 ...................... (1)
(SST 09950-60010)
SST 09950-76020-71 ...................... (2)
(SST 09950-70010)

Inspeção:
Verifique a pré-carga da coroa.
Padrão: 0,49 a 0,99 N·m (5,0 a 10 kgf·cm)
[0,4 a 0,7 lbf.pé]

Inspeção:
Ajuste o retentor de acionamento para ajustar o contato dos dentes da coroa e da engrenagem do pinhão de
acionamento.
Aplique uma camada fina de pó para contato de dentes em 7 ou 8 faces dos dentes da coroa, a seguir acople a
coroa para frente e para trás para inspecionar o contato dos dentes.
Nota:
• Gire os ajustadores esquerdo e direito o mesmo número de vezes de maneira que não exista alteração na
pré-carga.
• O ajuste da condição de contacto dos dentes deve ser realizado de acordo com os seguintes pontos.
6-15

Condição correta de contato entre dentes


Contato entre dentes Método de ajuste
Contato correto entre dentes (No
momento sem carga)
Ajuste o contato entre dentes,
• Comprimento do contato entre
aumentando ou diminuindo as
dentes
arruelas de encosto A da face do
Aproximadamente 50 a 70% da
retentor do rolamento do pinhão de
largura da face
acionamento.
• Largura do contato entre dentes
Ao ajustar o contato entre dentes,
Aproximadamente 50 a 70% da
gire o retentor do rolamento da
altura da face
árvore de entrada cada vez e ajuste
• Centro do contacto entre dentes
a folga entre dentes.
posicionado
40% da extremidade menor
Condição incorreta de contato entre dentes
Contato entre dentes Causa Ação corretiva
1. Reduza as arruelas de encosto
do pinhão de acionamento para
trazer o pinhão de acionamento
para mais próximo da coroa.
2. Distancie a coroa do pinhão de
O pinhão de acionamento está acionamento e ajuste a folga
excessivamente separado da coroa. entre dentes.

1. Aumente as arruelas de encosto


do pinhão de acionamento para
afastar o pinhão de
acionamento da coroa.
2. Aproxime a coroa do pinhão de
O pinhão de acionamento está acionamento e ajuste a folga
excessivamente próximo da coroa. entre dentes.

Inspeção:
Ajuste a folga entre dentes do pinhão de acionamento e a
coroa, seguindo o procedimento descrito abaixo.
(1) Gire o pinhão de acionamento e meça a folga entre
dentes.
Padrão: 0,10 a 0,15 mm (0,004 a 0,006 pol.)
6-16

(2) Caso a folga entre dentes esteja fora do padrão, ajuste


através do retentor do rolamento da árvore de entrada.
(3) Após ajustar, trave com uma placa de trava.
Nota:
Para tornar a folga entre dentes maior, aperte o
retentor do rolamento da árvore de entrada (LD) e
solte o esquerdo. Para tornar a folga entre dentes
menor, aperte o retentor do rolamento da árvore de
entrada (LE) e solte o direito.
Placa de trava
[Ponto 6]
Desmontagem:
Use a SST para remover o rolamento.
SST 09950-76013-71 ...................... (1)
(SST 09950-40010)
SST 09430-40590-71 ...................... (2)

Montagem:
Use a SST para montar o rolamento.
SST 09950-76020-71 ...................... (1)
(SST 09950-70010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(SST 09950-60010)

Desmontagem•Montagem:
Faça marcas de correspondência na árvore de entrada e na
Marca de correspondência
coroa.
Desmontagem•Montagem:
Utilize um martelo plástico para bater levemente na
circunferência externa da coroa ao desmontá-la e montá-la.

[Ponto 7]
Desmontagem:
Faça marcas de correspondência antes de remover a porca
de ajuste.
Marca de Montagem:
correspondência Alinhe as marcas de correspondência ao fazer a montagem.
6-17

Desmontagem•Montagem:
Use a SST para remover a porca de ajuste.
Ferramenta especial de serviço 09310-10330-71

Montagem:
Monte a engrenagem do pinhão de acionamento e o retentor
do rolamento do pinhão de acionamento, utilizando o
procedimento a seguir.
(1) Monte a porca inferior de maneira que a pré-carga da
engrenagem do pinhão de acionamento seja A.
A=0,49 a 0,99 N·m (5,0 a 10,0 kgf·cm) [0,4 a 0,7 lbf.pé]
Meça a pré-carga, utilizando a SST.
Ferramenta especial de serviço 09420-40590-71
(2) Monte a porca superior após a porca inferior ser
montada, de maneira que o torque de aperto seja B.
Torque de aperto da porca superior:
B=30 a 40 N·m (306,0 a 408 kgf·cm) [22 a 30 lbf.pé]
Desmontagem:
Com a ferramenta especial, remova a pista interna do
rolamento inferior.
Ferramenta especial de serviço 09950-76013-71
(SST 09950-40010)
Montagem:
Com a ferramenta especial, monte a pista interna do
rolamento inferior.
Ferramenta especial de serviço 09700-30200-71

Desmontagem:
Com a ferramenta especial, remova a pista externa do
rolamento.
Ferramenta especial de serviço 09700-30200-71
6-18

Montagem:
Com a ferramenta especial, monte a pista externa do
rolamento.
SST 09950-76019-71 ...................... (1)
(SST 09950-60020)
SST 09950-76020-71 ...................... (2)
(SST 09950-70010)

Montagem:
Com a ferramenta especial, monte a pista interna do
rolamento superior.
Ferramenta especial de serviço 09700-30200-71

[Ponto 8]
Bandeja de óleo Monte de maneira que a bandeja de óleo não entre em
contato com a engrenagem intermediária.

Engrenagem intermediária
6-19

CONJUNTO DA CARCAÇA DO DIFERENCIAL


DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO
T=Nm (kgf·cm) [lbf·pés]

T=78 a 88
(795 a 897)
[58 a 65]

Procedimento de Desmontagem
1. Remova a engrenagem intermediária. [Ponto 1]
2. Desmonte a cobertura do diferencial.
3. Remova o eixo do pinhão, a engrenagem do pinhão a arruela de encosto do pinhão e a engrenagem
planetária.
4. Remova os rolamentos laterais. [Ponto 2]
Procedimento de Montagem
Para montagem proceda de forma inversa à desmontagem.
Nota:
• Ao montar a arruela de encosto, engrenagem planetária e pinhão, verifique para certificar-se de que não
haja sujeira ou lascas aderidas às peças.
• Aplique óleo para engrenagem hipoide em quantidade suficiente para todas as peças móveis e giratórias.
• Aplique ThreeBond #1360K ao parafuso de fixação da engrenagem intermediária.
6-20

[Ponto 1]
Marca de Desmontagem•Montagem:
correspondência Faça marcas de correspondência na carcaça do diferencial e
na árvore intermediária.
Desmontagem•Montagem:
Utilize um martelo plástico para bater levemente na
circunferência externa da árvore intermediária ao desmontá-la
e montá-la.

[Ponto 2]
Desmontagem:
Use a SST para remover o rolamento.
SST 09950-76013-71 ...................... (1)
(SST 09950-40010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(SST 09950-60010)

Montagem:
Use a SST e monte o rolamento.
SST 09950-76020-71 ...................... (1)
(SST 09950-70010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(SST 09950-60010)
7-1

DIREÇÃO

Página

INFORMAÇÕES GERAIS......................................................... 7-2


ESQUEMA ESTRUTURAL ..................................................... 7-5
COMPONENTES ...................................................................... 7-6
VOLANTE DE DIREÇÃO • ENVOLTÓRIO DO MASTRO........ 7-8
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 7-8
EIXO DA DIREÇÃO ................................................................ 7-13
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 7-13

7
7-2

INFORMAÇÕES GERAIS
4CBT2R•3R•4CBTK4R

Volante de direção

Parafuso de fixação

Eixo da direção
(lado SUPERIOR)

Junta universal

Eixo da direção
(lado INFERIOR)
Corrente da direção
Pino do limitador da direção

Roda dentada
Semieixo dianteiro
(Pequena)

Roda dentada (Grande)

Pino do limitador da direção

• O volante de direção e o semi-eixo dianteiro estão unidos através do eixo da direção, junta universal e corrente da
direção com uma relação de 1:4.
• A roda dentada (grande) está integrada com o semi-eixo dianteiro (lado INFERIOR).
• A roda dentada (pequena) está integrada com o eixo da direção.
7-3

4CBT2R•3R•4CBTK4R Com Mecanismo da Direção Ajustável

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
Alavanca de Ajuste da Direção
7-4

4CBTY2R•4CBTYK4R

Direção

Peça de instalação da direção

Eixo da direção

Junta universal

Pino do limitador da direção

Semieixo dianteiro

A direção e o semi-eixo dianteiro estão unidos através do eixo da direção e da junta universal.
7-5

ESQUEMA ESTRUTURAL
4CBT2R •3R •4CBTK4R 4CBTY2R•4CBTYK4R

0
Limitador

Pino do
da direção
1
limitador da
direção 2
Limitador
da direção 3
Pino do limitador
da direção 4
5
6
• Ângulo de trava da direção: 60° ambos lados (esquerdo e direito)
• O limitador da direção é soldado no chassi e a posição de contato do pino do limitador da direção com o limitador
7
da direção é a extremidade da direção.
4CBT2R•3R•4CBTK4R 4CBTY2R•4CBTYK4R
8
9
10
11

A posição do volante de direção pode ser ajustada A direção pode ser opcionalmente ajustada em 100 mm
dentro de uma faixa de 5º em veículos equipados com (3,9 pol.) acima da especificação padrão.
mecanismo de ajuste da direção.
7-6

COMPONENTES
4CBT2R•3R•4CBTK4R
*2 Detalhes
Porca do ajustador (LD)
Tampa
Porca do ajustador (LE)

Anel de trava

Porca
Parafuso
de trava

Alavanca

Parafusos (para instalar o interruptor)

Interruptor de marcha à frente, ré,


Cobertura da coluna sinalizador de direção e farol
(lado dianteiro)
Espaçador *1

Porca *1
Vedador Cobertura da coluna
(Lado RR)

Ajustador
(Com mecanismo de
direção ajustável *2)
Parafusos
Parafuso *1 (para instalar a
Espaçador *1 cobertura da coluna)

*3 Detalhes
Envoltório do mastro e
Eixo da direção *3 Anel elástico
Rolamento

Suporte
Envoltório do
mastro
Rolamento

Eixo da direção

Corrente de direção Anel de


vedação
Eixo da direção

Junta universal
Bucha
Porca
Parafuso

*1: Veículos sem o mecanismo do volante de direção ajustável (STD).


7-7

4CBTY2R•4CBTYK4R

Console (*1)

Anel elástico
Rolamento

Parafuso Suporte

Bujão

Cobertura da coluna

Vedador
Eixo da direção
Parafuso

Porca
Cobertura da coluna
*1 Detalhes
Parafuso
Cobertura

Parafuso

Junta universal

Guidão
Console

Parafuso flangeado Porca flangeada

Eixo da direção
7-8

VOLANTE DE DIREÇÃO • ENVOLTÓRIO DO MASTRO


REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
4CBT2R•3R•4CBTK4R
Procedimento de Remoção
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas.
Cobertura
2. Desconecte o conector da bateria. (Veja a SEÇÃO 5, “EIXO
DIANTEIRO”)
3. Remova a cobertura. (Quatro parafusos)

4. Remova o volante de direção.


Tampa Volante de direção
Torque de aperto da porca N·m (kgf·cm) [lbf.pé]:
T=25 a 45 (255 a 459) [18,4 a 33,2]
Porca

5. Remova o parafuso pelo lado RR; e a seguir remova a


cobertura da coluna.
Cobertura da
coluna (FR)

Cobertura
da coluna
(RR)

Parafuso

Nota:
• O interruptor de ignição está instalado na cobertura da
coluna (RR). Desta forma, desconecte o chicote do
interruptor de ignição.
Cobertura
da coluna
(RR)

Interruptor
de ignição Conector
7-9

• A cobertura da coluna (RR) está fixada no envoltório do


Envoltório
do mastro
mastro com uma garra. Tome cuidado para não
danificar a garra.
Cobertura • Ao montar a cobertura da coluna (RR), após fixá-la com
da Coluna os parafusos, pressione-a vagarosamente até que a
(RR)
garra seja acoplada no envoltório do mastro.

Garra

Parafuso
6. Remova o interruptor da alavanca de mudanças e o
interruptor do sinalizador de direção.
(1) Desconecte os conectores dos interruptores. (Em 3
locais)
(2) Remova os parafusos.

7. Remova a presilha do chicote do envoltório do mastro. (Em 2


locais)

Braçadeira do chicote Braçadeira do chicote


8. Remova a porca e retire o parafuso. Desconecte o envoltório
Envoltório do mastro e a junta universal.
do mastro
Nota:
Ao montar o envoltório do mastro e a junta universal,
Parafuso ajuste o sentido do envoltório do mastro e da junta
universal de maneira que o parafuso fique voltado para
frente.

Junta universal

9. Remova o parafuso do ajustador.


Para um (STD) veículo sem mecanismo de ajuste:
Porca Espaçador
(1) Remova a porca.

Parafuso (2) Retire o parafuso.


Nota:
• Não deixe o espaçador cair.
• Tome medidas antes da operação para certificar-se de
que o envoltório do mastro não está caído.
7-10

• Para instalar o parafuso de ajuste, primeira e


Envoltório do mastro provisoriamente aperte o parafuso; a seguir, após fazer
Espaçador
Espaçador a correspondência das marcas, aperte a porca com o
Porca
torque especificado.
Lado
esquerdo Torque de aperto da porca N·m (kgf·cm) [lbf.pé]:
do
veículo
T=5 a 7 (50 a 70) [3,6 a 5,0]
Parafuso

Protetor dianteiro

Marcas de montagem

Envoltório
do mastro

Espaçador

Porca de ajuste (LE)


Para veículos com mecanismo de ajuste:

Guidão (1) Remova o anel de travamento.


ajustável
(2) Remova o parafuso de trava. (Largura do parafuso 12
mm (0,47pol.))
Anel de
trava (3) Remova as porcas de ajuste (LE, LD).

Parafuso de
trava
Porca do ajustador (LD)
Nota:
Porca de Envoltório do mastro
• Ao remover o parafuso de trava, não deixe cair a porca
ajuste (LD) de ajuste.
Porca de ajuste (LE)
• Tome medidas antes da operação para certificar-se de
Lado que o envoltório do mastro não está caído.
esquerdo • Ao instalar, aplique graxa MP às peças indicadas com
do
veículo setas, antes da montagem.
Torque de aperto do parafuso de trava N·m (kgf·cm)
Anel de trava
[lbf.pé]:
Protetor dianteiro Parafuso de trava T=10 a 14 (102 a 142) [7,4 a 10,3]

10. Remova o envoltório do mastro.


Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
7-11

4CBTY2R•4CBTYK4R
Procedimento de Remoção
Cobertura
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas.
2. Desconecte o conector da bateria. (Veja a SEÇÃO 5, “EIXO
DIANTEIRO”)
3. Remova a cobertura. (Quatro parafusos)

4. Remova a cobertura da coluna.


Bujão
Bujão (1) Remova os bujões esquerdo e direito.
Cobertura
da coluna (2) Remova os parafusos. (4 peças)
(FR)

Cobertura
da coluna
(RR)

5. Desconecte os conectores (2 peças) e as presilhas (2 locais).

Presilha

Conector

Conector

Protetor Presilha
dianteiro

6. Passe uma cinta de fibra sob o guidão, e fixe a cinta no


guincho.
Nota:
• Empurre a alavanca do eixo para frente antes de passar
Corda a cinta sob o guidão.
de fibra • Tome cuidado para não passar a cinta ao redor do
interruptor do sinalizador de direção.
7-12

7. Remova os parafusos do suporte (2 peças) e desconecte o


protetor dianteiro e o eixo da direção.
Parafuso
Suporte

Parafuso

8. Desconecte o eixo da direção e a junta universal (eixo


dianteiro).
Caso seja difícil remover o parafuso, remova-o, batendo com
um martelo plástico.
Parafuso Porca Ao montar, certifique-se de que o parafuso superior fique
voltado exatamente para o lado e ajuste o eixo dianteiro de
maneira que o parafuso inferior fique voltado para frente antes
de instalar os parafusos.
Torque de aperto dos parafusos N·m (kgf·cm) [lbf.pé]
T=5 a 7 (50 a 70) [3,6 a 5,0]
9. Levante a direção.
Nota:
Efetue esta operação vagarosamente, tomando cuidado
suficiente para que o chicote não seja danificado pelo
protetor dianteiro ou outras peças.
7-13

EIXO DA DIREÇÃO
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
4CBT2R•3R•4CBTK4R
Conector Procedimento de Remoção
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas.
Após calçar as rodas, libere o freio de estacionamento.
2. Desconecte o conector da bateria. (Veja a SEÇÃO 5, “EIXO
DIANTEIRO”)
3. Remova o painel do assoalho. (Veja a SEÇÃO 9,
“CARROÇARIA • CHASSI”)
4. Desconecte o conector do chicote. (Em 3 locais)
5. Desconecte a presilha do chicote, do chassi.

Presilha Lado
direito do
veículo

6. Desconecte o cabo do freio de estacionamento.


Arruela lisa

Pino-trava
Gancho

Pino

7. Remova os espelhos retrovisores esquerdo e direito.


Espelho retrovisor

Arruela da mola

Porca
7-14

8. Desconecte o tubo de freio.

Tubo de
Freio

9. Desconecte o eixo da direção e a junta universal.


Junta universal

Parafuso Porca
Eixo da direção
10. Remova a corrente da direção. (Veja a SEÇÃO 5, “EIXO
Fio DIANTEIRO”)
11. Instale uma maninha e um cabo nos olhais do espelho
retrovisor, ajuste a corda em um guincho e levante o guincho
até que não exista nenhuma folga no cabo.
Maninha

12. Remova os parafusos de instalação do protetor dianteiro. (4


peças)

13. Remova o protetor dianteiro do veículo e coloque-o sobre um


bancada de trabalho.
7-15

Nota:
Conector
Parte • Não danifique os tubos de freio.
ranhurada • Ao retirar o chicote do chassi, passe os conectores
do chassi através do orifício, um a cada vez.

Tubo de Freio

• Ao retirar o cabo do freio de estacionamento,


Cabo do freio de assegure-se de que ele não fique preso no chassi.
estacionamento • Ao colocar o protetor dianteiro na bancada, assegure-se
de que o chicote os cabos, etc. não estejam
comprimidos. Da mesma forma, tome medidas para
evitar tombamentos.

Parte ranhurada do chassi

14. Utilize a SST para remover o eixo da direção de o rolamento.


SST 09950-76020-71 ...................... (1)
(09950-70010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(09950-60010)
Nota:
Coloque alguma coisa para agir como um amortecedor
sob o eixo da direção e evitar que seja danificado em caso
de queda.

Eixo da direção

Rolamento

Rolamento 15. Pela parte inferior do veículo, utilize a SST e bata com um
martelo para remover o rolamento.
SST 09950-76020-71 ...................... (1)
(09950-70010)
SST 09950-76018-71 ...................... (2)
(09950-60010)
7-16

Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Nota:
• Ao ajustar o cabo do freio de estacionamento, consulte a SEÇÃO 8, “FREIO”.
• Quanto a instruções sobre como sangrar o ar dos freios, veja a SEÇÃO 8, “FREIO”.
Atenção:
Após ajustar os freios, meça a distância de parada controlada e verifique se está dentro do valor padrão.
Sem um limitador de velocidade;
O veículo deve parar dentro de 5 m [196,9 pol.] quando descarregado e conduzido em velocidade total
(13 km/h [8,07 mph])
Com um limitador de velocidade;
Desative o limitador de velocidade. O veículo deve parar dentro de 5 m [196,9 pol.] quando
descarregado e conduzido em velocidade total (13 km/h [8,07 mph])
Caso o veículo não pare dentro do valor padrão sob as condições acima, repita a operação de sangria.
8-1

FREIO

Página

INFORMAÇÕES GERAIS......................................................... 8-2


ESPECIFICAÇÕES................................................................... 8-2
COMPONENTES ...................................................................... 8-5
FREIO DE SERVIÇO .............................................................. 8-13
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO ................. 8-13
SANGRIA DO AR DE FREIO ................................................. 8-18
INSPEÇÃO DA FORÇA DE FRENAGEM • AJUSTE............. 8-19
CILINDRO MESTRE ............................................................... 8-20
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 8-20
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO ................. 8-22
ALAVANCA DO FREIO DE ESTACIONAMENTO ................. 8-25
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 8-25 8
NOTAS SOBRE MANUTENÇÃO .......................................... 8-27
AJUSTE ................................................................................ 8-27
AJUSTE DO PEDAL DO FREIO ............................................ 8-28
GUIA DE REMONTAGEM E AJUSTE PARA O INTERRUPTOR
DO FREIO E INTERRUPTOR DA LUZ DE FREIO ................ 8-31
FREIO ELETROMAGNÉTICO................................................ 8-32
ESQUEMA ESTRUTURAL ................................................... 8-32
ESPECIFICAÇÕES............................................................... 8-32
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................. 8-33
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO ................. 8-35
MEDIÇÃO E AJUSTE DAS FOLGAS (NO VEÍCULO).......... 8-36
COMO LIBERAR MANUALMENTE O FREIO ...................... 8-36
8-2

INFORMAÇÕES GERAIS
FREIO DE SERVIÇO

T=4,21 a 6,17
N·m
43 a 63 kgf·cm
3,11 a 4.56
lbf.pé

T=19,6 a 28,4
N·m
200 a 290
kgf·cm
14,47 a 20,98
lbf.pé

Direção de rotação de expansão


da sapata de freio

ESPECIFICAÇÕES
Modelo do veículo
Item
Todos os modelos
Freio interno hidráulico com expansão
Tipo freio de pé
auxiliar dupla
Tipo freio de estacionamento Freio mecânico com expansão interna
Diâmetro interno do tambor de freio mm (pol.) 203,2 (8,00)
Material da lona de freio Molde de resina (sem amianto)
Dimensões da lona de freio (espessura x largura x comprimento)
4,0 × 34 × 195 (0,16 × 1,34 × 7,68)
mm (pol.)
Diâmetro do cilindro da roda mm (pol.) 19,05 (0,75)
Diâmetro interno do cilindro mestre mm (pol.) 15,87 (0.625)
Óleo aplicável Fluido de freio Toyota SH-H
8-3

FREIO DE ESTACIONAMENTO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

0
1
2
3
4
5
6
Conecte sob o 7
painel do assoalho
Fixe sob o painel 8
do assoalho

Fixe sob a bateria


9
10
4CBTY2R • 4CBTYK4R 11
8-4

CILINDRO MESTRE

4CBT2R• 3R • 4CBTK4R

4CBTY2R • 4CBTYK4R
8-5

COMPONENTES
ALAVANCA DO FREIO DE ESTACIONAMENTO • CABO
0
Alavanca do freio de estacionamento 1
Mola de retorno 2
Gancho da mola
Porca 3
Porca
4
Parafuso flangeado 5
Cabo do freio de estacionamento 6
7
Parafuso flangeado
8
Presilha
9
Pino-trava
Arruela lisa 10
Capô do motor
11
Pino
Parafuso flangeado Parafuso flangeado
(Instalado na tampa dianteira e suporte)
Presilha T=20 a 30 N·m
204 a 306 kgf·cm
15 a 22 lb.pé

Suporte

Suporte
(Soldado no chassi)
8-6

PEDAL DO FREIO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Cobertura do interruptor Cobertura do


interruptor

Interruptor de limite para freio (Preto) Suporte do


interruptor de limite

Interruptor de limite para luz de freio (Marrom)

Parafusos de fixação do suporte


do interruptor de limite Parafuso limitador

Suporte

Bucha Porcas de trava

Espaçador
Parafusos de fixação
do suporte

Almofada

Arruela da mola

Almofada
Parafuso
T=29,4 a 44,1 N·m
300 a 450 kgf·cm
Mola de retorno 21,7 a 32,6 lbf.pé

Pedal do freio
8-7

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Cilindro Mestre da embreagem


Almofada

Bucha Pedal do freio


Mola de retorno

Acabamento
Espaçador

Bucha

Suporte

Interruptor do freio
Acabamento

Almofada
Cobertura

Arruela da mola
Parafuso

Contraporca
Parafuso
Parafuso limitador T=29,4 a 44,1 N·m
300 a 450 kgf·cm
Interruptor da luz de freio Interruptor da luz de
freio 21,7 a 32,6 lbf.pé
Detalhe do interruptor do freio
Interruptor de limite
Anel isolante (Preto)

Detalhe do interruptor da luz de freio


Suporte do interruptor de limite
Interruptor de
limite (Marrom)

Chicote
Cobertura do
interruptor
Parafuso
Chicote
Suporte do interruptor
de limite

Cobertura do
interruptor Parafuso
8-8

RESERVATÓRIO E CILINDRO MESTRE


4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Reservatório
Presilha
Mangueira do
reservatório

Presilha

Pino
Arruela lisa

Pino-trava
Parafuso
flangeado Suporte
Cilindro Mestre da embreagem
Porca flangeada

Tampa

Filtro

União
Parafuso de união
Bujão
Junta
Junta Tampa
Junta Bujão de
respiro
Válvula de retenção
Mola
Placa
Anel elástico
União
Coifa
Filtro
Porca Pistão
Garfo
Haste
8-9

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Parafuso de união
Bujão

Válvula Junta

Mola União

Junta

Junta

Reservatório

Pistão
Garfo Porca
Haste

Anel elástico

Coifa

Presilha

Tampa
Suporte

Filtro Parafuso flangeado

Cilindro Mestre da Embreagem


Pino-trava

Arruela lisa

Pino

Mangueira do reservatório Presilha

Presilha
8-10

TUBULAÇÃO DO FREIO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Para o cilindro mestre

Tubo dianteiro

Parafuso

Presilha

Tubo central

Junção
Presilha

Tubo traseiro

Parafuso

Junção
Respiro
Para o conjunto
do freio (LE) Parafuso

3 VIAS
(fixado no eixo traseiro)
Para o conjunto do freio (LD)

Tubo traseiro (LE)

Tubo traseiro (LD)


8-11

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Tubo dianteiro

Tubo central

Junção Para o cilindro mestre

Respiro

Para conjunto
do freio (LE)
Parafuso flangeado

3 VIAS Para o conjunto do freio (LD)


Tubo traseiro (LE)

Tubo traseiro (LD)


8-12

FREIO DE SERVIÇO
8-13

FREIO DE SERVIÇO
DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO

Procedimento de Desmontagem
1. Calce as rodas dianteiras.
2. Remova as rodas traseiras.
3. Remova o tambor do freio. [Ponto 1]
4. Remova a mola de ancoragem. [Ponto 2]
5. Remova a articulação, a alavanca do atuador, a mola do atuador e a alavanca de trava. [Ponto 3]
6. Remova a mola de retorno da sapata [Ponto 4]
7. Remova a alavanca do mastro. [Ponto 5]
8. Remova a mola do ajustador e o parafuso de ajuste. [Ponto 6]
9. Remova a sapata do freio. [Ponto 7]
10. Desconecte o cabo do freio de estacionamento.
11. Drene o fluido de freio.
12. Desconecte o tubo de freio.
13. Remova o conjunto do cilindro da roda. [Ponto 8]
14. Remova a placa de apoio.
8-14

Procedimento de Montagem
Para montagem proceda de forma inversa à desmontagem.
Nota:
• Verifique se a lona do freio e a superfície interna do tambor de freio estão livres de graxa ou óleo antes da
montagem.
• Antes de iniciar a montagem, reduza a abertura das sapatas para um diâmetro de aproximadamente 1 mm
(0.04 pol.) menor que o diâmetro interno do tambor, acionandop o parafuso de ajuste.
Diâmetro externo de instalação da sapata de freio: 202,2 mm [7,961 pol.]
• Aplique trava química (Loctite nº 271 ou equivalente) no parafuso de fixação do semi-eixo antes de
apertar.
• Após a remontagem, certifique-se de sangrar o ar dos freios. (Veja P8 -18)
• Após a remontagem, ajuste o desempenho do efeito de frenagem. Como método para ajuste, mova o
veículo para frente e para trás repetidamente, pressionando o pedal de freio cada vez para parar.
• Os torques de aperto de cada peça são como seguem:
Unidade: N.m (kgf.cm) [lbf.pé]
Porca de ajuste do parafuso do cubo 88,2 a 157 (900 a 1600) [65,1 a 115,8]
Parafuso de fixação do semi-eixo 29,4 a 44,1 (300 a 450) [21,7 a 32,6]
Porca autotravante do espelho 88,2 a 118 (900 a 1200) [65,1 a 86,8]
Parafuso de fixação do cilindro da roda 4,22 a 6,18 (43 a 63) [3,1 a 4,6]

Operações Ponto a Ponto


[Ponto 1]
Inspeção:
Meça o diâmetro interno do tambor de freio.
Padrão : 203,2 mm (8,00 pol.)
Limite : 205,0 mm (8,07 pol.)

[Ponto 2]
Desmontagem Montagem:
SST 09510-31960-71
8-15

Inspeção:
Meça o comprimento livre da mola de ancoragem.
Padrão : 20 mm (0,79 pol.)
Limite : 18 mm (0,71 pol.)

[Ponto 3]
Inspeção:
Meça o comprimento livre da mola do atuador.
Padrão : 30 mm (1,18 pol.)
Limite : 27 mm (1,06 pol.)

Montagem:
Aplique graxa às superfícies de contato da sapata de freio,
alavanca do atuador e luva.

Graxa

[Ponto 4]
Desmontagem:
Ferramenta especial de serviço 09717-76001-71
(SST 09717-20010)

Inspeção:
Meça o comprimento livre da mola de retorno da sapata.
Padrão : 81,7 mm (3,217 pol.)
Limite : Substitua se houver uma folga entre as bobinas.
8-16

Montagem:
Ferramenta especial de serviço 09718-76001-71
(SST 09718-20010)

[Ponto 5]
Inspeção:
Meça o comprimento livre entre a mola do mastro e a sapata.
Padrão : 20 mm (0,79 pol.)
Limite : 18 mm (0,71 pol.)

[Ponto 6]
Inspeção:
Meça o comprimento livre da mola do ajustador.
Padrão : 60 mm (2,36 pol.)
Limite : Substitua se houver uma folga entre as bobinas.

Montagem:
Aplique graxa à cobertura da parte roscada do parafuso de
ajuste.

[Ponto 7]
Inspeção:
Meça a espessura da lona de freio.
Padrão : 3,95 mm (0,156 pol.)
Limite : 1,0 mm (0,04 pol.)
8-17

Montagem:
Antes da instalação da sapata de freio, aplique graxa nas
seções indicadas da placa de apoio, conforme indicado na
figura (6 pontos em contato com o aro da sapata e o pino de
ancoragem).

[Ponto 8]
Inspeção:
Meça a folga entre o cilindro da roda e o êmbolo.
Limite: 0,18 mm (0,007 pol.)
8-18

SANGRIA DO AR DE FREIO
Nota:
Adicione fluido de freio no reservatório durante a sangria de ar para evitar que se torne insuficiente.
1. Efetue a sangria de ar do cilindro mestre de freio.
(1) Pressione o pedal de freio várias vezes para comprimir o
ar na tubulação e manter a aquela condição.
(2) Solte o bujão do sangrador para descarregar o ar na
tubulação juntamente com o fluido de freio; a seguir
aperte-o imediatamente antes do fluido parar de sair.
(3) Repita as etapas (1) e (2) acima até que nenhuma bolha
de ar possa ser percebida no fluido de freio
descarregado.
2. Faça a sangria de ar dos cilindros da roda (LD e LE).
(1) Acione conforme descrito na etapa 1 acima para o lado
Conjunto do freio (LE) direito e esquerdo um a cada vez.

Conjunto do freio (LD)

3. Adicione fluido de freio de acordo com o nível especificado.


(1) Adicione o fluido de freio através do filtro existente no
reservatório.
(2) Adicione fluido de freio até a parte graduada do
reservatório.
Parte Filtro
graduada
8-19

INSPEÇÃO DA FORÇA DE FRENAGEM • AJUSTE


1. Inspecione a força de frenagem, utilizando o testador de freio ou o teste de condução.
Distância de frenagem (sem carga)
Todos os modelos
Velocidade inicial de frenagem km/h (mph) 13 (8,1)
Distância de frenagem m (pé) 5 (16,4)

Nota:
Quando o limitador de velocidade estiver disponível, desative o limitador e efetue uma inspeção de força de
frenagem na marcha à frente superior de 13 km/h.
2. Ajuste a força de frenagem.
(1) Repita a condução no sentido à frente e ré para ajustar a folga da sapata de freio.
Durante a locomoção em ré, o parafuso de ajuste ajustará automaticamente a folga quando o pedal de
freio for pressionado.
(2) Caso a força de frenagem seja insuficiente, possivelmente existe uma falha do ajustador, defeito de
contato da lona, aderência de materiais estranhos na lona ou vazamento de fluido de freio. Remova e
inspecione o tambor de freio.
(3) Quando a sapata de freio for substituída por uma nova, repita a condução nas direções à frente e ré para
efetuar o amaciamento.
8-20

CILINDRO MESTRE
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
4CBT2R • 3R • 4CBTY4R
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas traseiras.
Durante este tempo, certifique-se de que o freio de
Cobertura estacionamento esteja engatado.
2. Remova a cobertura.

3. Desconecte a mangueira do reservatório do cilindro mestre.

Presilha
Cilindro Mestre
da embreagem
Mangueira do
reservatório

4. Desconecte o tubo de freio do cilindro mestre.


Nota:
Limpe todo o óleo de freio derramado com um pano
descartável.
Cilindro Mestre
da embreagem

Tubo de freio

5. Desconecte o cilindro mestre e o pedal de freio.


Pedal do freio
(1) Remova o pino de trava.
Pino (2) Remova a arruela lisa.
Pino-trava (3) Remova o pino de trava.
Arruela lisa
8-21

6. Remova o cilindro mestre do suporte.


(1) Remova as porcas (2).
Porca
(2) Mova o cilindro mestre para baixo e remova-o.
Suporte
Nota:
Tome cuidado para não deixar que o cilindro mestre caia
Cilindro ao remover as porcas.
Mestre da
embreagem
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Nota:
• Ajuste o pedal de freio após a remontagem. (Veja P8-28)
• Efetue a sangria de ar após a remontagem. (Veja P8 -18)

Cilindro Mestre Procedimento de Remoção


da embreagem
4CBTY2R • 4CBTYK4R

Presilha 1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as


Mangueira rodas traseiras.
do Durante este tempo, certifique-se de que o freio de
reservatório estacionamento esteja engatado.
2. Remova o painel do assoalho.
3. Desconecte o tubo de freio e a mangueira do reservatório, do
Tubo de freio
cilindro mestre.
4. Desconecte o cilindro mestre e o pedal de freio.
(1) Remova o pino de trava.
Cilindro Mestre da
embreagem (2) Remova a arruela lisa.
Pino
Pedal do freio (3) Remova o pino de trava.

Arruela lisa Nota:


Caso o pino interfira com o suporte e não possa ser
completamente removido, deixe-o na parte do garfo do
cilindro mestre e remova-o quando o cilindro mestre for
Pino-trava removido.
5. Remova o cilindro mestre do suporte.
Cilindro Mestre da
Pino embreagem (1) Remova as porcas flangeadas (2).
(2) Remova o cilindro mestre.
Nota:
Caso o pino não seja completamente removido, remova-o
como estiver.
Procedimento de Instalação
Parafuso
flangeado Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Suporte
Nota:
• Ajuste o pedal de freio após a remontagem. (Veja P8-28)
• Efetue a sangria de ar após a remontagem. (Veja P8 -18)
8-22

DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
T = N.m (kgf.cm) [lbf.pé]

T = 8,83 a 12,75
T = 34,32 a 53,94
(90 a 130)
(350 a 550)
[6,51 a 9,41]
[25,32 a 39,79]
T = 51,98 a 82,38
(530 a 840)
[38,35 a 60,77]

Procedimento de Desmontagem
1. Retorne a coifa e remova o anel elástico. Remova a haste de encosto . [Ponto 1]
2. Remova o pistão.
3. Remova o cotovelo de entrada de fluido [Ponto 2]
4. Remova o bujão de saída e a válvula.
Procedimento de Montagem
Para montagem proceda de forma inversa à desmontagem.
Nota:
Aplique graxa de borracha ao copo do pistão e monte novamente.
8-23

Operações Ponto a Ponto


[Ponto 1]
Instalação:
Provisoriamente ajuste o comprimento da haste de encosto de
acordo com a dimensão indicada na ilustração e efetue o
reajuste após a instalação.
Referência: 107 mm (4,21 pol.)

[Ponto 2]
Inspeção:
Inspecione o filtro quanto a entupimento.

Filtro
8-24

4CBTY2R • 4CBTYK4R
T = N.m (kgf.cm) [lbf.pé]
T = 34,32 a 68,6
(300 a 700)
[21,71 a 50,65]

T = 107,87 a 176,52
(1100 a 1800)
[79,59 a 130,23]

Procedimento de Desmontagem
1. Remova o garfo principal.
2. Remova a haste de encosto. [Ponto 1]
3. Retire o pistão, copo do cilindro, mola de retorno e válvula de entrada como uma única peça.
4. Remova a válvula de retenção de saída.
Procedimento de Montagem
Para montagem proceda de forma inversa à desmontagem.
Nota:
Lave cada uma das peças em fluido de freio limpo e aplique fluido de freio a elas antes da montagem.
Operações Ponto a Ponto
[Ponto 1]
Instalação:
Provisoriamente ajuste o comprimento da haste de encosto de
acordo com a dimensão indicada na ilustração e efetue o
reajuste após a instalação.
Referência: 85 mm (3,35 pol.)
8-25

ALAVANCA DO FREIO DE ESTACIONAMENTO


REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
Porta-caneta Veículos sem o mecanismo do volante de direção ajustável
(STD).
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas traseiras.
Durante este tempo, certifique-se de que o freio de
estacionamento esteja liberado.
2. Desconecte os conectores dos fusíveis.
Efetue a operação pela parte inferior do painel de
Fusíveis instrumentos (LE). Além disso, a operação pode ser realizada
facilmente caso o porta-caneta seja removido.
Esta operação também pode ser realizada pela parte superior
durante a operação da etapa 3.
3. Remova o painel de instrumentos (LE). (3 parafusos)

Painel de instrumentos (LE).

4. Remova a mola de retorno.


Mola de retorno
5. Remova a porca de ajuste do cabo do freio de
Gancho da mola estacionamento.
6. Remova o gancho da mola.
7. Remova o cabo do freio de estacionamento da alavanca do
Porca freio de estacionamento.

Cabo do freio de estacionamento


8. Remova os parafusos de fixação (2) e remova a alavanca do
freio de estacionamento.
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Nota:
Ajuste o freio de estacionamento após a montagem. (Veja
P8-27)
8-26

Procedimento de Remoção
Porta-caneta Veículos equipados com mecanismo do volante de direção
ajustável (OPT).
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas traseiras. Neste momento, certifique-se de que o freio
de estacionamento esteja engatado.
2. Desacople a trava do volante de direção ajustável, e incline o
volante de direção completamente para frente.
3. Desconecte os conectores dos fusíveis.
Fusíveis Efetue a operação pela parte inferior do painel de
instrumentos (LE). Além disso, a operação pode ser realizada
facilmente caso o porta-caneta seja removido.
Esta operação também pode ser realizada pela parte superior
durante a operação da etapa 5.
4. Remova o painel de instrumentos (LE). (3 parafusos)
Painel de instrumentos (LE).
5. Libere o freio de estacionamento.
6. Trave o volante de direção ajustável.
7. Efetue as etapas de 4 a 8, descritas na página 8-25.
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Nota:
Ajuste o freio de estacionamento após a montagem. (Veja
P8-27)
8-27

NOTAS SOBRE MANUTENÇÃO

Porca de ajuste do
cabo do freio de
estacionamento

1. Ajuste a porca de ajuste do cabo do freio de estacionamento de maneira que o cabo do freio de
estacionamento seja tensionado quando o freio de estacionamento estiver na posição retornada.
2. Aplique graxa MP às peças com a etiqueta A no desenho.
3. Monte novamente o cabo do freio de estacionamento de maneira que a dimensão da parte roscada B1
mostrada no desenho (=B2) e a dimensão de C1 = C2.
4. Antes de efetuar a instalação através do procedimento acima, verifique para assegurar-se de que o freio não
apresenta arrasto.
Nota:
O ajuste do cabo do freio de estacionamento deve ser efetuado com o painel de instrumentos (LE)
removido.
AJUSTE
Ajuste o freio de estacionamento de maneira que atinja de 3 a 5
dentes com uma força de operação de 147 N (15 kgf) [33 lbf) na
posição mostrada no desenho.
8-28

AJUSTE DO PEDAL DO FREIO


4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
Nota:
Remova o painel de instrumentos (LD) para ajustar o pedal de freio.
1. Ajuste o comprimento do parafuso limitador de maneira que a
altura A do pedal do freio corresponda ao valor indicado
abaixo.
A=128 a 133 mm (5,03 a 5,24 pol.)
2. Ajuste o comprimento da haste de empuxo do cilindro mestre
de maneira que a folga B do pedal de freio corresponda ao
valor indicado abaixo.
B=5 a 10 mm (0,20 a 0,39 pol.)

Parafuso
limitador

Almofada

FOLGA DA HASTE DE EMPUXO


1. Certifique-se de que existe folga na haste de empuxo.
C=1 a 2 mm (0,04 a 0,08 pol.)
8-29

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Pedal do freio Almofada

Suporte do freio

1. Ajuste o comprimento do parafuso limitador de maneira que as alturas A e B da face superior do suporte do
freio ao centro do pedal de freio correspondam aos valores indicados abaixo.
A: Com pastilha B: Sem pastilha
A=162 a 167 mm (6,38 a 6,57 pol.)
B=157 a 162 mm (6,18 a 6,38 pol.)
2. Ajuste o comprimento da haste de empuxo do cilindro mestre de maneira que a folga C do pedal de freio
corresponda ao valor indicado abaixo.
C=5 a 10 mm (0,20 a 0,39 pol.)
3. Após o ajuste, verifique a margem de depressão
remanescente D com uma força escalonada de 600 N
(61,2 kg) [135 lb.].
Onde D é menor que 10 mm (0,39 pol.), ajuste utilizando o
procedimento descrito abaixo.
(1) Ajuste a folga das sapatas de freio, acionando o veículo
em ré e parando repetidas vezes.
(2) Efetue a sangria dos freios. (Veja P8 -18)
(3) Após efetuar a sangria (1) ou (2) ou ambas, verifique
novamente o valor de D.
Nota:
Após completar o ajuste, certifique-se de verificar se a
distância de frenagem está dentro dos valores padrão.
(Veja P8-19)
8-30

4. Aplique graxa MP nas peças indicadas.

FOLGA DA HASTE DE EMPUXO


1. Certifique-se de que existe folga na haste de empuxo.
E=1 a 2 mm (0,04 a 0,08 pol.)
8-31

GUIA DE REMONTAGEM E AJUSTE PARA O INTERRUPTOR DO


FREIO E INTERRUPTOR DA LUZ DE FREIO
Acoplar com CN5 Procedimento de Montagem
Interruptor do 4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
freio (Preto) Acoplar com
CN6 • Instale o interruptor do freio (Preto) no lado esquerdo, e relação
Vermelha - à parte dianteira do veículo, e o interruptor da luz de freio
Azul (Marrom) no lado direito. Verifique a cor de cada interruptor e a
cor do chicote e tome cuidado para não misturá-los.
• Ao conectar o chicote, tome bastante cuidado para não
Preto - conectá-lo incorretamente.
Amarelo
Amarelo -
Verde

Dianteira do Amarelo
veículo

Interruptor da luz
de freio (Marrom)
4CBTY2R • 4CBTYK4R
• Instale o interruptor do freio (Preto) no lado direito, e relação à
Interruptor do freio (Preto) parte dianteira do veículo, e o interruptor da luz de freio (Marrom)
no lado esquerdo. Verifique a cor de cada interruptor e a cor do
Interruptor da luz de freio (Marrom) chicote e tome cuidado para não misturá-los.
• Ao conectar o chicote, tome bastante cuidado para não
Acoplar com CN5 conectá-lo incorretamente.

Preto - Amarelo Procedimento de Ajuste


1. Interruptor da luz de freio (Marrom)
Ajuste o interruptor de maneira que ele seja ATIVADO dentro
Acoplar com CN6 da faixa do curso do pedal de freio (5 a 10 mm [0,20 a 0,39
Amarelo pol.)]
Amarelo - Verde 2. Interruptor do freio (Preto)
Vermelha - Azul Ajuste o interruptor de maneira que ele seja ATIVADO na
posição pressionado 3 a 8 mm (0,12 a 0,31 pol.) alem da faixa
Dianteira do veículo do curso do pedal de freio.
8-32

FREIO ELETROMAGNÉTICO
ESQUEMA ESTRUTURAL
mm [pol.]

(Para liberar o freio)

Distância entre o pólo


interno e externo

Detalhe parte A
Circuito de conexão

ESPECIFICAÇÕES
Tensão nominal DCV 24
Corrente nominal A 2,0
Consumo de energia W 48
Torque de aperto Nm (kgf·cm) [lbf.pés] 35 (357) [25,8]
8-33

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas traseiras. Neste momento, aplique o freio de
estacionamento.
2. Desconecte o conector da bateria.
3. Abra a tampa da bateria.
4. Desconecte os conectores do freio eletromagnético.

5. Remova os parafusos de fixação (3 peças) do freio


eletromagnético.

6. Remova o freio eletromagnético.

Freio do
solenoide

Parafuso 7. Remova os parafusos de fixação do cubo.


Trave o cubo com uma ferramenta ou outra ferramenta similar
Arruela lisa de maneira que ele não gire enquanto estiver trabalhando.
Largura entre os rebaixos do cubo 27 mm (1,06 pol.)
Cubo

Placa
8-34

8. Remova o cubo e a placa.


Cubo
Placa

Motor

Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
8-35

DESMONTAGEM•INSPEÇÃO•REINSTALAÇÃO
T = N.m (kgf.cm) [lbf.pé]
T = 14,5 a 15,5
(148 a 153)
[10,71 to 11,07]

Procedimento de Desmontagem
1. Remova a placa lateral. [Ponto 1]
2. Remova o disco interno. [Ponto 2]
3. Remova a placa do induzido.
4. Remova a mola.
5. Remova o conjunto do ímã.
6. Remova o cubo.
Procedimento de Montagem
Para montagem proceda de forma inversa à desmontagem.
Nota:
Ao montar o conjunto do freio, aperte provisoriamente as porcas de ajuste da placa lateral.
Mas apenas de maneira que os calços não possam sair.
A montagem final é realizada no veículo de maneira que a posição de montagem dos discos internos e
assim por diante possa ser determinada.
8-36

Operações Ponto a Ponto


[Ponto 1]
Remoção:
Mantenha um registro da posição de montagem e a
quantidade de calços de ajuste inseridos.
Mantenha os calços removidos em um local seguro para evitar
que sejam perdidos.
Instalação:
Insira os calços que foram fixados antes da desmontagem.

[Ponto 2]
Inspeção:
Inspecione a espessura do disco interno.
Padrão : 9,0 mm (0,35 pol.)
Limite : 7,8 mm (0,31 pol.)

MEDIÇÃO E AJUSTE DAS FOLGAS (NO VEÍCULO)


1. Assegure-se de que o interruptor de ignição esteja desligado.
2. Mantenha o pedal de freio pressionado.
3. Insira o medidor de espessura em 3 pontos indicados pelas
setas, e meça a folga.
Padrão : 0,3 mm (0,012 pol.)
Limite : 0,6 mm (0,024 pol.)
Nota:
Medidor de • Caso a folga exceda o limite, retire os calços de ajuste e
espessura insira-os novamente na parte superior da placa lateral.
• Caso os calços já tenha sido removidos, substitua o disco
interno por uma nova peça.

COMO LIBERAR MANUALMENTE O FREIO


Na eventualidade de uma falha estar ocorrendo no sistema
Orifício do parafuso serviço (M8 x P1,25)
elétrico, de maneira que o freio não possa ser liberado, o freio
poderá ser liberado, observando-se o método descrito abaixo.
1. Aperte os parafusos de serviço nos orifícios de serviço na
placa lateral (M8 x P1,25) e ajuste a folga entre o induzido e o
conjunto do ímã em zero, para liberar o freio.
Atenção:
Quando os reparos no freio estejam completos, certifique-se
de remover os parafusos de serviço e retornar à condição
Orifício do parafuso de serviço original.
9-1

CARROÇARIA • CHASSI

Página

VISTA EXTERNA DO VEÍCULO .............................................. 9-2


DISPOSIÇÃO DOS CONTROLES A PARTIR DO BANCO DO
OPERADOR.............................................................................. 9-4
BANCO ..................................................................................... 9-6
BARRA DE TRAÇÃO E ALAVANCA DA BARRA DE TRAÇÃO
(OPT)......................................................................................... 9-7
COMPONENTES .................................................................... 9-7
TAMPA DA BATERIA ............................................................... 9-8
COMPONENTES .................................................................... 9-8
REMOÇÃO - INSTALAÇÃO.................................................... 9-8
INDICADOR DE CARGA DA BATERIA E HORÍMETRO .......9-11
PROCEDIMENTO DE CONEXÃO DO HORÍMETRO .............9-11
PROCEDIMENTO DE CONEXÃO DO INTERRUPTOR DE
ADVERTÊNCIA ...................................................................... 9-12
9
FUSÍVEIS ................................................................................ 9-12
PAINEL DO ASSOALHO........................................................ 9-13
PLACA INFERIOR REMOÇÃO•INSTALAÇÃO..................... 9-13
LÂMPADA ESTROBOSCÓPICA ........................................... 9-15
LANTERNA COMBINADA DIANTEIRA................................. 9-16
LANTERNA COMBINADA TRASEIRA.................................. 9-16
PLANTA DE ORGANIZAÇÃO DAS PEÇAS ELÉTRICAS .... 9-17
9-2

VISTA EXTERNA DO VEÍCULO


4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
9-3

4CBTY2R • 4CBTYK4R
Este desenho mostra um veículo de especificação de transferência da bateria.

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
9-4

DISPOSIÇÃO DOS CONTROLES A PARTIR DO BANCO DO


OPERADOR
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
Volante de direção

Interruptor de mudança à frente e à ré Indicador de carga da bateria


Porta-caneta
Interruptor das luzes
Alavanca do freio de estacionamento
e do sinalizador de direção
Espelho retrovisor

Horímetro

Pedal do freio
Fusíveis Cilindro mestre do freio Pedal do acelerador
Reservatório de óleo do freio

OPCIONAL: Interruptor
de partida remota

OPC OPC
Interruptor da luz
Interruptor de advertência DESLIGADO
de ignição Interruptor de limite
de rotação Interruptor da luz de advertência
9-5

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Espelho retrovisor

0
Interruptor dos indicadores de direção
1
Interruptor da buzina
2

Alavanca do acelerador
3
Guidão
4
Alavanca do freio de Indicador de carga
estacionamento da bateria 5
Horímetro
6
Interruptor da
luz de 7
advertência

8
Interruptor das
luzes 9
10
11

Porta-caneta
Fusíveis Interruptor de ignição
Reservatório de óleo do freio
Interruptor de limite de rotação

OPCIONAL: Interruptor
de partida remota Dianteira
do
veículo

Lado
Lado direito esquerdo
(LD) (LE)

Interruptor da luz de
advertência
Interruptor das luzes
Interruptor dos indicadores de direção
9-6

BANCO
4CBTY2R • 4CBTYK4R

Padrão
Com suporte Tipo de pernas Tipo de pernas
para o quadril longas longas com suporte
para o quadril

para a altura do
Faixa de ajuste

banco
Posição mais baixa da
altura do banco

Altura do banco no momento de transporte

Tipo de pernas
Com suporte para o Tipo de pernas
Padrão longas com suporte
quadril longas
para o quadril
A (mm) [pol.] 452 [17,8]   
B (mm) [pol.] 446 [17,6]  526 [20,7] 
C (mm) [pol.] — 225 [8,9] — 305 [12,0]
D (mm) [pol.] 405 [15,9]  485 [19,1] 
E (mm) [pol.] 100 [3,94]   

COMO AJUSTAR A ALTURA DO BANCO


Ressalto 1. Apoie a parte do encosto do banco com sua mão.
2. Gire os botões do lado esquerdo e direito para destravá-los.
3. Mova o encosto do banco para cima ou para baixo para a
altura desejada.
4. Gire os botões do lado esquerdo e direito para fixar o banco.
Nota:
Botão
A altura do banco deve estar dentro da faixa de ajuste.
9-7

BARRA DE TRAÇÃO E ALAVANCA DA BARRA DE TRAÇÃO (OPT)


COMPONENTES

Botão

Alavanca (4CBTY2R • 4CBTYK4R)


Alavanca (4CBT2R • 3R • 4CBTK4R)

Parafuso

Bucha

Espaçador

Suporte (LE)

Parafuso Suporte (LD)

Porca flangeada

Porca flangeada

Pino

Conjunto da articulação
Articulação

Pino-trava
Arruela

Barra de tração

Barra de Alavanca da PROCEDIMENTO DE AJUSTE DA ALAVANCA DA


tração barra de tração BARRA DE TRAÇÃO
Ajuste a contraporca de maneira que, ao acionar a barra de tração,
Parafuso limitador a parte cônica na ponta da barra de tração fique na posição
indicada no desenho, a seguir aperte a contraporca.
Padrão: A=16 mm (0,63 pol.)

Suporte da barra de tração


9-8

TAMPA DA BATERIA
COMPONENTES
Bujão

Bujão
Tampa da bateria Garra
(Fixo ao chassi)

Parafuso flangeado
Tampa

Bucha Parafuso
(Fixo á tampa da bateria)

Garra

Pino-trava
Vedador
Colar Almofada
(Fixo á tampa da bateria)
Parafuso flangeado
Suporte

Arruela
Amortecedor de Parafuso
borracha
Amortecedor
(Fixo ao chassi)

REMOÇÃO - INSTALAÇÃO
Nota:
O procedimento de remoção e de instalação da tampa da bateria deve ser realizado por 2 pessoas.
Procedimento de Remoção
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas.
2. Desconecte o conector da bateria. (Veja a SEÇÃO 5, “EIXO
DIANTEIRO”)
3. Desacople a garra que fixa a tampa da bateria e abra a tampa
da bateria.
9-9

4. Em veículos com alavanca da barra de tração, remova as


porcas (4 peças) e remova a alavanca da barra de tração da
tampa da bateria.

Tampa da lanterna 5. Remova os parafusos (2 peças) e remova a tampa da lanterna


Lado esquerdo combinada traseira.
combinada traseira
Nota:
Para remover a tampa, feche a tampa da bateria após
remover os parafusos e a seguir remova a tampa da parte
traseira do veículo.

Lado
esquerdo

Tampa da
lanterna
combinada
traseira

6. Remova os parafusos (um em cada um dos lados – direito e


Parafuso esquerdo) pelo lado esquerdo do suporte da tampa da bateria.

7. Desconecte o suporte do amortecedor da tampa da bateria.


Nota:
• Mantenha a tampa da bateria aberta enquanto o
amortecedor estiver desconectado para evitar que seja
fechado.
• Mantenha o amortecedor desconectado voltado para a
parte dianteira do veículo ou desconecte-o do lado do
chassi e remova-o do veículo.
Suporte do
amortecedor
9-10

8. Feche a tampa da bateria.


9. Solte os parafusos no lado dianteiro da tampa da bateria (um
Parafuso em cada um dos lados - direito e esquerdo).
Nota:
Os parafusos não podem ser removidos nesta condição,
para assegurar que a parte roscada esteja completamente
removida.

10. Remova a tampa da bateria do veículo.


9-11

INDICADOR DE CARGA DA BATERIA E HORÍMETRO


INDICADOR DE CARGA DA BATERIA
A carga remanescente na bateria é apresentada em 8 etapas pela
combinação de 6 LEDs na barra de LED e no LED da bateria. À
medida que a bateria é descarregada, os LEDs são apagados em
sequência no lado direito. Em aproximadamente 80% de
descarga, o LED da bateria pisca. Quando for atingido este nível,
recarregue a bateria.

HORÍMETRO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R (Tipo do interruptor do banco)
Este medidor funciona quando o operador estiver sentado no
banco e o interruptor de ignição estiver ligado. É acumulado em
unidades de 1/10 (a cada 6 minutos).
4CBTY2R • 4CBTYK4R
O medidor funciona quando o interruptor de ignição estiver ligado
e acumula em unidade de 1/10 (a cada 6 minutos).

PROCEDIMENTO DE CONEXÃO DO HORÍMETRO


Nota:
Faça a correspondência dos números no horímetro com os números no lado do chicote e fixe o horímetro.

Nº Cor da fiação
1 Amarelo
2 Branco
3 Laranja
9-12

PROCEDIMENTO DE CONEXÃO DO INTERRUPTOR DE


ADVERTÊNCIA
Nº Cor da fiação
1 Azul
2 —
3 Verde
4 Verde - Amarelo
5 —
6 Verde

FUSÍVEIS
Vermelho Destino de conexão
Quantidade Veículo do tipo Veículo do tipo “de
Preto “sentado” pé”
Relé do indicador
F4 10 A 
de direção
Amarelo Relé da lanterna Interruptor da luz
F5 10 A
traseira de freio
Preto
9-13

PAINEL DO ASSOALHO
PLACA INFERIOR REMOÇÃO•INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
4CBT2R • 3R •CBTK4
Painel do 1. Remova o painel traseiro do assoalho.
assoalho
traseiro
Painel do
assoalho
dianteiro

2. Desconecte os conectores do chicote do sensor do


acelerador.

3. Remova o parafuso do lado direito do veículo.

Parafuso
flangeado

4. Remova o parafuso do lado esquerdo do veículo.

Parafuso
flangeado
9-14

5. Remova o pedal do acelerador e o painel do assoalho


Pedal do dianteiro.
acelerador

4CBTY2R • 4CBTYK4R
Painel do
assoalho 1. Remova o painel traseiro do assoalho.
traseiro

Painel do
assoalho
dianteiro

2. Levante ligeiramente o painel do assoalho dianteiro e


desconecte o conector para o interruptor do assoalho.
3. Remova o painel dianteiro do assoalho. (Remova o interruptor
do assoalho juntamente com o painel do assoalho dianteiro).
9-15

LÂMPADA ESTROBOSCÓPICA
Ao instalar a lâmpada estroboscópica (opcional), a posição de instalação da lanterna combinada traseira é alterada.

Lâmpada estroboscópica

Lanterna combinada traseira (LD)


Lanterna combinada traseira (LE)

Protetor do chicote

Protetor do chicote

Suporte da luz estroboscópica

Limitador da tampa da bateria

Cobertura
(Instale no local da lanterna
combinada traseira a lanterna
combinada traseira)

Instale na extremidade
traseira do chassi
9-16

LANTERNA COMBINADA DIANTEIRA


Quando a lanterna combinada dianteira não for disponível em seu lugar é instalada uma tampa no protetor
dianteiro.

Cobertura

LANTERNA COMBINADA TRASEIRA


Quando a lanterna combinada traseira não estiver instalada, a tampa é trocada.

Lanterna combinada traseira (LE)

Lanterna combinada traseira (LD)

Cobertura

Cobertura
Relé do sinalizador de direção
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Relé da lanterna traseira


Relé do farol
Especificação de
transferência do
veículo

Especificação padrão do veículo (Conector curto)

Lâmpada giratória
PLANTA DE ORGANIZAÇÃO DAS PEÇAS ELÉTRICAS

Conecte com o contactor

Para o interruptor do banco.

Conectados Freio
com o eletromagnético
controlador Para a bateria
Aviso
sonoro Sensor de
aceleração
Chicote do sensor
do acelerador

Buzina

Chicote principal
Protetor dianteiro do chicote

Alarme sonoro

Lanterna combinada traseira

Fusíveis

Massa

Interruptor do freio de
estacionamento
9-17
9-18

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Interruptor do Especificação
assoalho de transferência
do veículo

Especificação padrão do veículo (Conector curto)

Interruptor da buzina Acelerador

Interruptor da
Unidade do luz indicadora
lampejador
10-1

ESPECIFICAÇÃO DO CONTROLADOR REMOTO


Página
Visão Geral..................................................................................... 10-2
Vantagens Comerciais .................................................................. 10-2
Manuseio....................................................................................... 10-3
Amortecedor ................................................................................ 10-18
REMOÇÃO-INSTALAÇÃO DO AMORTECEDOR ...................... 10-20
Procedimento de ajuste do amortecedor .................................... 10-23
Procedimento de Remoção do Suporte do Amortecedor ........... 10-26
Dispositivo retrátil ....................................................................... 10-28
INFORMAÇÕES GERAIS........................................................... 10-28
COMPONENTES ........................................................................ 10-29
REMOÇÃO-INSTALAÇÃO.......................................................... 10-31
Procedimento de ajuste .............................................................. 10-34
Motor da direção ......................................................................... 10-37
INFORMAÇÕES GERAIS........................................................... 10-37
ESPECIFICAÇÕES..................................................................... 10-40
COMPONENTES ........................................................................ 10-42
REMOÇÃO-INSTALAÇÃO.......................................................... 10-43
Controlador.................................................................................. 10-50
INFORMAÇÕES GERAIS........................................................... 10-50
ESPECIFICAÇÕES..................................................................... 10-51 10
Visão Geral da Configuração do Sistema ................................... 10-53
Entrada e saída externas ............................................................ 10-54
COMPONENTES ........................................................................ 10-62
Detecção de erros....................................................................... 10-64
DIAGNÓSTICO DE FALHAS........................................................ 10-66
Tabela de diagnóstico de falhas.................................................. 10-66
DIAGNÓSTICO DE FALHAS ...................................................... 10-67
Sensores ...................................................................................... 10-89
Sensor guia ................................................................................. 10-89
Sensor de endereço.................................................................... 10-99
Configuração de endereços para pontos de múltiplas paradas
programadas ............................................................................. 10-105
Sensor de parada...................................................................... 10-109
Buzina de sinal...........................................................................10-112
Interruptores e Lâmpadas .........................................................10-116
Torre traseira...............................................................................10-119
INFORMAÇÕES GERAIS..........................................................10-119
REMOÇÃO-INSTALAÇÃO........................................................ 10-122
Procedimento para configuração da frequência e do código do
receptor ...................................................................................... 10-125
Quanto aos itens não incluídos nesta seção, veja as seções 0 a 0 e as tabelas do apêndice.
10-2

Visão Geral
Vantagens Comerciais
1. Excelente desempenho no deslocamento
(1) O acionamento por motor de CA proporciona rotação constante durante a operação em controle remoto,
independentemente do tamanho da capacidade de reboque, permitindo um deslocamento estável
sempre.
(2) A frenagem acionada por controle remoto combina freios regenerativos e freios eletromagnéticos, para
atingir um desempenho de frenagem aperfeiçoado.
2. Excelente desempenho ambiental
(1) Uma construção impermeável é usada para que os sensores melhorem a resistência à água, permitindo
assim o deslocamento na chuva quando operando em controle remoto.
3. Funções de segurança
(1) Um sensor de obstáculos infravermelho e um amortecedor de segurança estão instalados de maneira que
o veículo reduzirá a velocidade e parará ao encontrar um obstáculo.
(2) Interruptores de parada de emergência são instalados em todos os quatro cantos do veículo.
(3) A função de detecção de presença do operador garante que a operação por controle remoto seja proibida
quando um operador presente for detectado.
(4) Se a trava da bateria estiver desativada quando o freio for acionado, a operação por controle remoto será
proibida.
(5) O veículo para em caso de saída do curso.
4. Operabilidade
(1) Uma lâmpada de detecção de curso torna mais fácil determinar a posição da fita magnética.
(2) As luzes do visor com LED estão instaladas de forma a facilitar a verificação da condição de operação por
controle remoto.
10-3

Manuseio
INFORMAÇÕES GERAIS
As funções de operação por controle remoto foram adicionadas ao veículo padrão Tugnova, de maneira que a partir
de agora o veículo pode ser ligado e desligado a partir de uma posição remota, reduzindo assim o tempo de
abastecimento da linha e outras perdas operacionais.
0
O deslocamento assistido convencional é também possível através da operação das alavancas instaladas no
banco do motorista. 1
2
Controlador
Remoto
3
4
5

Parada e partida por


6
operação do controlador
remoto 7
8
9
O veículo desloca-se ao longo da fita
magnética sobre o assoalho durante a 10
operação por controle remoto
11

Padrões de operação para o controle remoto


A operação por controle remoto permite a seleção de três tipos de padrões de deslocamento.
Função aproximação (padrão)
Função de deslocamento entre dois pontos (OPCIONAL)
Função de paradas em pontos múltiplos programados (OPCIONAL)
10-4

1. Função de aproximação
O veículo move-se à frente somente quando o interruptor de aproximação no controle remoto é pressionado, e
diminui a velocidade até uma parada quando o interruptor é liberado.
Exemplo prático:
(a) Mova o veículo à frente através de operação por controle remoto e alinhe-o com a posição da
prateleira de peças enquanto trabalha.
(b) Ao alinhar na posição, o veículo pode avançar por controle remoto, sem que seja necessário retornar
ao banco do motorista, possibilitando assim uma boa eficiência de trabalho.
(c) O veículo pode ser movido rapidamente entre as operações por deslocamento assistido.

Deslocamento Deslocamento de aproximação através de


Assistido operação por controle remoto

Movimento de alta velocidade até a linha


de destino através de deslocamento
Linha de produção
assistido

Trabalho e aproximação simultâneos


através de operação por controle remoto

Plataforma sobre rodas

Movimento por deslocamento


assistido a partir da operação anterior

Fita magnética presa no assoalho


Veículo de tração

Prateleira de peças
10-5

2. Função de deslocamento entre dois pontos (OPCIONAL)


O veículo inicia o deslocamento por operação do interruptor de partida no controlador remoto ou no veículo e, a
seguir, o veículo desloca-se automaticamente até a posição de um marcador de parada. Após a leitura do
marcador de parada, o veículo diminui a velocidade até a parada.
(O interruptor de partida no controlador remoto é OPCIONAL: Dispositivo de partida remota não assistido*)
(Por cinco segundos na parada dos deslocamentos do veículo a 1 km/h).
0
Exemplo prático: 1
(a) Deslocamento não assistido entre as operações, avance o veículo através de controle remoto no lado
da linha para alinhá-lo com as peças enquanto trabalha. 2
Deslocamento de aproximação através
de operação por controle remoto
Deslocamento não assistido
entre dois pontos
3
4
• Parada no marcador de parada • Acompanhamento utilizando o
interruptor de partida 5
6

Linha de peças
7
8
• Parada no
marcador 9
de parada
10
11

Linha de montagem

• Trabalho e aproximação simultâneos


• Acompanhamento utilizando o interruptor de partida através de operação por controle remoto

*: Quando o dispositivo de partida remoto não assistido OPCIONAL é selecionado, pode ser dada partida ao veículo
utilizando-se o interruptor de partida no controlador remoto.
Queira observar que neste caso não existe interruptor de partida configurado no veículo.
10-6

3. Função de paradas em pontos múltiplos programados [com função de redução de velocidade] (OPCIONAL)
(1) O veículo inicia o deslocamento por operação do interruptor de partida no controlador remoto ou no
veículo e, a seguir, o veículo desloca-se automaticamente até a posição de um marcador de parada. Após
a leitura do marcador de parada, o veículo diminui a velocidade até a parada.
(O interruptor de partida no controlador remoto é OPCIONAL: Dispositivo de partida remota não
assistido*)
(Por cinco segundos na parada dos deslocamentos do veículo a 1 km/h).
(2) A configuração do endereço de parada é realizada com o interruptor de seleção de endereço do veículo
(máximo 10 locais).
Exemplo prático:
(a) Deslocamento não assistido entre as operações para configurar o endereço, avance o veículo através
de controle remoto em cada operação para alinhá-lo com a “prateleira de peças” enquanto trabalha.
10-7

Deslocamento de aproximação através Deslocamento não assistido entre


de operação por controle remoto os múltiplos pontos de ajuste

Interruptor de seleção de endereços do veículo


Configura os locais de parada com o interruptor

• Acompanhamento utilizando o
interruptor de partida
• Parada no marcador de
endereço

• Trabalho e aproximação simultâneos através


de operação por controle remoto

• Parada no marcador de endereço

Parada no marcador de endereço

• Acompanhamento utilizando
o interruptor de partida
• Trabalho e aproximação
simultâneos através de
operação por controle remoto

• Parada no marcador de endereço • Parada no marcador de endereço

*: Quando o dispositivo de partida remoto não assistido OPCIONAL é selecionado, pode ser dada partida ao veículo
utilizando-se o interruptor de partida no controlador remoto.
Queira observar que neste caso não existe interruptor de partida configurado no veículo.
10-8

Função de redução da velocidade


Esta função aumenta a precisão da parada, iniciando a redução da velocidade antes do marcador de endereço
de parada selecionado, encurtando assim a distância de frenagem até a parada.
O veículo reduz a velocidade a 1 km/h lendo um marcador de redução de velocidade. Depois disso, ele para
lendo o marcador de endereço de parada selecionado.
Quando um marcador de endereço não selecionado é lido, o veículo determina se não se trata de um marcador
de endereço, e não para, acelerando até uma velocidade de (3,6 km/h) para continuar o deslocamento.
Se um marcador de endereço não for lido dentro de 10 segundos a contar do início para reduzir a velocidade, o
veículo determina se ocorreu um erro, soa uma advertência de erro e para.
Marcador de redução de velocidade Selecionado: Marcador de endereço

Redução
de
velocidade

Parada

Marcador de redução de velocidade Não selecionado: Marcador de endereço

Redução
de
velocidade Aceleração

Parada por erro

10 segundos
10-9

Controlador Remoto

Luz de alimentação Interruptor de partida (Opção)

Luz de transmissão Interruptor da buzina

Luz de Advertência de Interruptor de aproximação


Bateria Descarregada

Interruptor de parada Interruptor de reserva


de emergência

Quando o veículo está pronto para o deslocamento não assistido, o veículo pode ser operado remotamente através
do seu controlador remoto.
Nota:
•Sempre opere os interruptores com as pontas dos seus dedos.
•Verifique sempre a segurança no contorno do veículo antes de operar o controle remoto.
•Não efetue operações com o controle remoto enquanto estiver no veículo.
•Não realize o deslocamento com controle remoto fora de áreas planas, uma vez que há o risco de danos
que podem ser causados ao sensor guia por irregularidades na superfície do curso.
•Não realize operações com o controle remoto nas proximidades de instalações que emitam ruídos que
estejam próximos de radiofrequências, tais como fornos elétricos de alta frequência, uma vez que isto
pode causar falhas.
•Não realize operações com o controle remoto nas proximidades de instalações que bloqueiem as ondas
eletromagnéticas, tais como divisórias de ferro, uma vez que isto pode causar falhas.
•Nunca realize operações com o controle remoto enquanto a tampa da bateria estiver aberta.
1. Luz de alimentação (Vermelha)
Esta luz acende por 3 segundos quando o interruptor de
reserva é pressionado. (Pronto para enviar comandos de
deslocamento)
10-10

2. Luz de transmissão (Vermelha)


Esta luz acende durante a transmissão de ondas
eletromagnéticas.

3. Luz de Advertência de Bateria Descarregada (Vermelha)


Esta luz acende quando a carga restante da bateria no
transmissor for insuficiente.
Nota:
Como a operação quando a carga restante da bateria for
insuficiente pode causar falha, substitua a bateria
imediatamente quando a luz de advertência acender.

4. Interruptor de parada de emergência


O interruptor pode ser pressionado para parar o veículo no
caso de um problema inesperado ocorrer durante o
deslocamento através de controle remoto.
Nota:
Para dar partida ao motor novamente, pressione o interruptor
de reinicialização para destravar o modo de parada anormal e,
a seguir, pressione o interruptor de reserva para colocar o
veículo no modo pronto e permitir a operação através de
controle remoto novamente.
5. Interruptor de partida (Opção)
Quando um dispositivo de partida remota não assistida
(opcional) é configurado em um veículo com função de
deslocamento entre 2 pontos (opcional) ou um veículo com
função de pontos múltiplos de paradas programadas
(opcional), pode ser dada partida ao veículo através deste
interruptor.
Veículos que não têm um dispositivo remoto de parada não
assistida (opcional) configurado, não possuem um interruptor
de partida no controlador remoto, sendo usado então o
interruptor de partida no veículo.
Nota:
• Queira observar que se o veículo não for operado dentro de
3 segundos após o interruptor de partida ter sido
pressionado, não será possível a transmissão dos
comandos de deslocamento.
• Verifique sempre a segurança no contorno do veículo antes
de dar partida ao veículo.
10-11

6. Interruptor da buzina

7. Interruptor de aproximação
O veículo pode ser avançado somente ao ser pressionado
este interruptor. (Função de aproximação)
Quando o interruptor é liberado, o veículo diminui a
velocidade até uma parada.
Nota:
• Queira observar que se o veículo não for operado dentro de
3 segundos após o interruptor de partida ter sido
pressionado, não será possível a transmissão dos
comandos de deslocamento.
• Verifique sempre a segurança no contorno do veículo antes
de dar partida ao veículo.
8. Interruptor de reserva
Quando o interruptor é pressionado, os comandos de
deslocamento podem ser transmitidos por um intervalo de 3
segundos durante o qual a luz de alimentação acende.

Luz do Visor com LED


Luz do Visor com LED Estas luzes acendem ou apagam durante o deslocamento através
do controle remoto para informar ao operador a condição do
veículo.
Consulte a tabela abaixo quanto ao visor e o significado de cada
LED.

Visor com LED Descrição


• Lampejamento com ciclo de 0,2 segundo
Execução do deslocamento através de controle
remoto
Lampejamento • Lampejamento com ciclo de 1 segundo
em amarelo Veículo está parado (modo pronto)
• Lampejamento com ciclo de 2 segundo
Execução de deslocamento com velocidade
reduzida através de controle remoto
• Lampejamento com ciclo de 0,2 segundo
Parada anormal tais como paradas de emergência
Lampejamento ou paradas devido ao contato com o amortecedor de
em vermelho segurança
• Lampejamento com ciclo de 1 segundo
Veículo está parado (modo pronto)
Acende em
Interruptor da chave acionado
branco
10-12

Buzina de sinal
Buzina de sinal A buzina de sinal soa diversas advertências durante o
deslocamento com controle remoto.
Consulte a tabela abaixo quanto ao visor e o significado de cada
LED.
Som de advertência Descrição
Soa quando o sensor de obstáculos, o
Bipe (buzina amortecedor de segurança ou alguma
intermitente lenta) outra função de segurança detecta um
erro.
Alarme intermitente
(buzina rápida Buzina de advertência antes da partida.
intermitente)
Campainha
Advertência durante o deslocamento e
(campainha de som
após a parada
agudo e claro)
Sinal de chegada em uma estação
(Veículos com função de deslocamento
Yelp**** (sirene
entre 2 pontos e veículos com função de
rápida)
pontos múltiplos de paradas programadas:
Opcional)

* Acima do limite de tempo de deslocamento contínuo (120


segundos), fora do curso, alavanca do acelerador, freio de
estacionamento, batente da bateria do interruptor OPS,
interruptor de parada de emergência, operação do interruptor de
parada de emergência
10-13

VISTA EXTERNA DO VEÍCULO


4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Interruptor de partida
(OPCIONAL)

Receptor e antena

Luz do Visor com LED


Interruptor de parada de emergência

Interruptor de seleção de endereço (OPCIONAL) Interruptor de partida


(OPCIONAL)

Interruptor de parada de emergência

Luz do Visor com LED

Sensor de obstáculo

Dispositivo retrátil (embutido)

Amortecedor
Buzina de sinal
10-14

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Interruptor de partida
(OPCIONAL)

Receptor e antena

Luz do Visor com LED

Interruptor de parada de emergência

Interruptor de partida
(OPCIONAL)
Interruptor de seleção de endereço (OPCIONAL)

Interruptor de parada
de emergência

Sensor de
obstáculo

Dispositivo retrátil (embutido)

Buzina de sinal
Amortecedor
10-15

Desenho indicando o layout a partir do banco do operador


4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Interruptor pronto

Interruptor de parada de emergência

Luz de falha do amortecedor

Lâmpada de detecção de curso


Luz de falha de direção

Luz de parada de
emergência

Interruptor pronto
Interruptor de reinicialização Alavanca de Seleção
Assistida / Não Assistida
10-16

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Interruptor pronto

Interruptor de parada de emergência

Lâmpada de detecção de curso


Luz de falha do amortecedor

Luz de falha de direção


Luz de parada de emergência

Interruptor pronto

Alavanca de Seleção
Interruptor de reinicialização Assistida / Não Assistida
10-17

Nome função
Alavanca de Seleção
Comuta entre "Deslocamento assistido" e "Deslocamento não assistido".
Assistida / Não Assistida
Esta luz acende quando o veículo sai do curso, ou quando ocorre uma falha no sistema
Luz de falha de direção
de direção automático. Em tais casos, o veículo para e o deslocamento não assistido é
(Vermelha)
desabilitado.
Luz de falha do Esta luz acende quando o amortecedor de segurança encontra um obstáculo e o
amortecedor (Vermelha) veículo para.
Nos seguintes casos, a luz acende ou pisca, e o deslocamento não assistido é
desabilitado.
Luz de parada de Acende: Quando o interruptor de parada de emergência tiver sido pressionado para
emergência (Vermelha) parar o veículo
Pisca: Quando o interruptor de parada de emergência no controlador remoto tiver sido
pressionado para parar o veículo
Acende: Quando o sensor guia tiver detectado o curso no modo de deslocamento não
assistido
Desliga: Quando o veículo entra em um dos seguintes estados durante o modo de
Lâmpada de detecção
deslocamento não assistido, a luz apaga e o deslocamento não assistido é desabilitado.
de curso (Branca)
•Quando o sensor guia não detectar o curso
•Quando o veículo sair do curso durante o deslocamento
•Quando ocorrer uma falha com o dispositivo retrátil
Quando o interruptor for pressionado, a luz apaga e o veículo fica pronto para o
Interruptor pronto
deslocamento não assistido.
Interruptor de Quando o veículo tiver parado com uma das situações anormais acima, pressione o
reinicialização interruptor de reinicialização antes de reparar o local que apresenta a falha.
10-18

Amortecedor
INFORMAÇÕES GERAIS

Suporte do amortecedor

Sensor de obstáculo
Tampa dianteira

Buzina de sinal

Tampa superior

Amortecedor
Borracha de uretano

Braço do amortecedor
10-19

COMPONENTES
Braço do amortecedor
Placa de ajuste

Parafuso
Parafuso
Placa da porca
Interruptor de limite

Parafuso

Anel elástico Arruela

Bucha
Rolete

Espaçador
Braço do amortecedor

Gancho Bucha Canto de borracha


Parafuso limitador
Contraporca Espaçador

Arruela de encosto

Mola tensora
10-20

Parafuso REMOÇÃO-INSTALAÇÃO DO
AMORTECEDOR
Procedimento de Remoção
1. Remova a cobertura superior. (Três parafusos)

Tampa superior
2. Remova os parafusos de ajuste da tampa dianteira. (Quatro
Parafuso
parafusos)
3. Mova a tampa dianteira levemente para o lado e desconecte o
conector da buzina de sinal.
4. Remova a tampa dianteira.

Tampa dianteira
Buzina de sinal

Desconecte o conector.

5. Remova as molas tensoras esquerda e direita seguindo o pro-


Parafuso
cedimento abaixo.
Gancho (1) Solte os parafusos de fixação do gancho.
(2) Solte os parafusos de fixação.
Nota:
Não remova os parafusos de fixação do gancho e os
parafusos de ajuste.

6. Após soltar a contraporca, aperte o parafuso do batente e


Parafuso limitador libere a tensão da mola tensora.

Contraporca

Braço do amortecedor
10-21

7. Remova a mola tensora.


Gancho grande Mola tensora
Nota:
Fixe o gancho grande da mola tensora no lado do gancho
e o gancho pequeno no lado do braço do amortecedor.

Gancho

Gancho
pequeno
Braço do amortecedor

Parafuso limitador 8. Desconecte o conector do interruptor de limite.


9. Remova os parafusos de fixação do braço do amortecedor.

Parafuso

Arruela

Interruptor de
limite
Braço do amortecedor
Detalhe da seção da fixação do braço do amortecedor
Parafuso
Arruela
Bucha
Braço do amortecedor

Mola tensora

Arruela de encosto Arruela


10. Remova o amortecedor com o braço do amortecedor.
Nota:
•Tome cuidado para não deixar a bucha cair.
•Tome cuidado para não tocar o interruptor de limite.
10-22

11. Remova os parafusos de fixação do braço do amortecedor e


Parafuso em seguida remova a placa da porca.

Placa da porca
12. Remova o braço do amortecedor, do amortecedor.
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.

Braço do
amortecedor
10-23

Procedimento de ajuste do amortecedor


Fixação e ajuste do amortecedor

Placa da porca Amortecedor

Suporte do amortecedor

Suporte do
amortecedor
Mola tensora

Fixe o amortecedor de maneira que a dimensão do “rebaixo” A entre o amortecedor e o suporte do amortecedor
seja 2 mm [0,079 pol.] para a esquerda ou para a direita****, em seguida aperte a placa da porca.
A = 10 mm [0,39 pol.]
10-24

Ajuste da tensão da mola tensora


Amortecedor

Braço do
amortecedor

Parafuso de fixação
do gancho

Gancho
Gancho pequeno

Suporte do
Parafuso de ajuste amortecedor

Mola tensora

1. Fixe a mola entre o braço do amortecedor e o gancho.


Nota:
Fixe o gancho grande da mola tensora no lado do gancho e o gancho pequeno no lado do braço do
amortecedor.
2. Aperte o parafuso de ajuste até que a dimensão A atinja o padrão.
A = 46 a 47 mm [1,81 a 1,85 pol.]
3. Fixe o gancho com o parafuso de fixação do gancho.
10-25

Ajuste o interruptor de limite

Braço do amortecedor

Mola tensora

Interruptor de limite

1. Solte os parafusos de fixação do interruptor de limite.


2. Após ajustar a mola, pressione o braço do amortecedor totalmente para dentro e a seguir pressione o
interruptor de limite até ouvir um clique no lado do braço do amortecedor.****
3. Fixe os parafusos de fixação do interruptor de limite.
10-26

Procedimento de Remoção do Suporte do Amortecedor


Sensor de obstáculo 1. Desconecte o conector do sensor de obstáculos.

Suporte do amortecedor

Parafuso de fixação do
suporte do amortecedor

Bloco de madeira
Bloco de madeira

2. Coloque um bloco de Madeira sob o suporte do amortecedor.


3. Remova os parafusos de fixação do suporte do amortecedor.
10-27

Mova

4. Remova o suporte do amortecedor, do veículo.


Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
Procedimento de ajuste do suporte do amortecedor
Fixação e ajuste do amortecedor

Amortecedor

Suporte do amortecedor

Chassi

1. Fixe o amortecedor de maneira que a dimensão do “rebaixo” A entre o amortecedor e o suporte do


amortecedor seja 2 mm [0,079 pol.] para a esquerda ou para a direita****, em seguida aperte a placa da porca.
A = 10 mm [0,39 pol.]
10-28

Dispositivo retrátil
INFORMAÇÕES GERAIS
Os sensores a seguir, necessários para o deslocamento não assistido, são fixados no dispositivo retrátil.
•Sensor guia
•Sensor de parada
•Sensor de endereço
•Interruptor de seleção Assistida / Não Assistida
O dispositivo retrátil é operado pela alavanca de seleção assistida / não assistida, instalada no banco do motorista.
Quando a alavanca de seleção assistida / não assistida é operada, o dispositivo retrátil move-se para cima e para
baixo, e o deslocamento assistido / não assistido pode ser selecionado.
O dispositivo retrátil é fixado no suporte do eixo dianteiro.

Amortecedor
Chassi

Dispositivo retrátil

Suporte do amortecedor

Cabo retrátil

Interruptor de seleção
Assistida / Não Assistida

Dispositivo retrátil

Sensor guia
Sensor de endereço

Sensor de parada
10-29

COMPONENTES

Botão

Cabo retrátil

Coxim da mola

Alavanca de Seleção
Alojamento do eixo Assistida / Não Assistida
Pino
Bucha
Pino
Parafuso

Anel elástico Arruela lisa

Arruela lisa
Eixo
Pino
Alavanca
Arruela lisa
Amortecedor Pino-trava
Espaçador Parafuso

Arruela lisa
Bucha

Arruela lisa Mola


Porca
Porca
Espaçador
Coxim do cabo retrátil Presilha
10-30

Interruptor de limite
mm [pol.]
(Movimento até a
operação)
1,5 máx.

(Posição de operação)

Orifício de fixação 4,2 +0,1


0 [0,165 +
0,004
0]
[1,472± 0,031]

Conector
37,4±0,8
10-31

Pino REMOÇÃO-INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção
1. Remova o amortecedor e o suporte do amortecedor.
2. Desconecte o cabo retrátil.

Arruela lisa Pino-trava


porca Arruela 3. Remova o parafuso e a porca que fixam o cabo retrátil.
Nota:
Remova o parafuso de fixação da braçadeira e a seguir
remova a braçadeira do cabo retrátil.

4. Desconecte o conector do sensor guia.


Nota:
Onde um sensor de parada e um sensor de endereço
estiverem instalados, remova os conectores de cada
sensor.

Conector
5. Remova a braçadeira do chicote, do dispositivo retrátil. (Em 2
Parafuso
locais)

Braçadeira
do chicote
10-32

6. Remova a cobertura inferior.

Tampa inferior

Parafuso
7. Remova os parafusos de fixação do dispositivo retrátil (2
peças).
Nota:
Abaixe o dispositivo retrátil, tomando cuidado para não
tocar e danificar os sensores.

8. Remova o dispositivo retrátil do veículo.

Parafuso 9. Remova o painel do assoalho e também a braçadeira do cabo


retrátil. (Em 3 locais)
Cabo retrátil
Nota:
Remova o parafuso de fixação da braçadeira e a seguir
remova a braçadeira do cabo retrátil.

Presilha
10-33

10. Remova a braçadeira do cabo retrátil no lado esquerdo do


Cabo do freio de estacionamento protetor dianteiro. (Em 1 local)
Cabo retrátil
Nota:
Remova o parafuso de fixação da braçadeira e a seguir
Presilha
remova a braçadeira do cabo retrátil.

Parafuso
Anel isolante
11. Remova o interruptor de parada de emergência no lado
Parafuso
Interruptor de esquerdo do protetor dianteiro.
parada de
emergência Nota:
Fixe o interruptor de parada de emergência na parte
dianteira do protetor dianteiro.

12. Remova o cabo retrátil juntamente com o painel de


instrumentos (LE) do veículo.
(1) Com a alavanca de seleção assistida / não assistida,
fusível e luz de advertência fixados no painel de
instrumentos (LE), remova o parafuso de fixação.
(2) Com o painel de instrumentos levemente levantado,
desconecte todos os conectores.
(3) Remova o cabo retrátil juntamente com o painel de
instrumentos (LE), sem puxar excessivamente.
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
10-34

Procedimento de ajuste
Ajuste o sensor guia

1. Pressione a alavanca de seleção assistida / não assistida para baixo e coloque o dispositivo retrátil na posição
abaixada.
2. Ajuste a distância A do sensor guia até o assoalho, de acordo com o padrão.
Padrão A = 25 a 30 mm [0,98 a 1,18 pol.]
Neste momento, a distância B torna-se 8 mm [0,315 pol.]. (Referência)
10-35

3. Ajuste a dimensão C de maneira que o sensor guia e a superfície do assoalho fiquem paralelos, um em relação
ao outro. (O grau de paralelismo pode ser determinado visualmente)
Referência C = 31 mm [1,22 pol.]
Nota:
Após o ajuste, certifique-se a aplicar uma contraporca para evitar que o parafuso afrouxe.
10-36

Ajuste o cabo retrátil

Alavanca de Seleção
Assistida / Não Assistida Porca da
braçadeira

1. Acione a alavanca de seleção assistida / não assistida na posição pressionada totalmente para baixo.
2. Mova a braçadeira do cabo e aperte a porca para fixar a braçadeira numa posição onde não haja folga no
cabo.
Nota:
Após o ajuste, certifique-se a aplicar uma contraporca para evitar que o parafuso afrouxe.
10-37

Motor da direção
INFORMAÇÕES GERAIS
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Volante de direção

Motor da direção

Vista da perspectiva A

• Durante o deslocamento assistido


Acione o volante de direção para alterar a direção do deslocamento.
• Durante o deslocamento não assistido
O sinal da fita guia entra no controlador e o motor é acionado por um sinal do controlador para alterar a direção de
deslocamento.
10-38

4CBTY2R • 4CBTYK4R

Volante de direção

Motor da direção

Vista da perspectiva A

• Durante o deslocamento assistido


Acione o volante de direção para alterar a direção do deslocamento.
• Durante o deslocamento não assistido
O sinal da fita guia entra no controlador e o motor é acionado por um sinal do controlador para alterar a direção de
deslocamento.
10-39

Unidade: mm [pol.]

Posição para fixar a peça

(Preto) (Verm.)
Arranjo do pino
do conector

Diagrama de conexões
A direção de rotação é o sentido horário visualizado a partir do
lado do eixo de saída, quando o cabo vermelho (2º pino) estiver
Vermelho (2º pino) conectado ao lado +.
(A unidade motora também gira no sentido horário)****

Preto (1º pino)


10-40

ESPECIFICAÇÕES
Especificação sem redutor de velocidade
Item Padrão:
Potência nominal W 154
Velocidade nominal r/min 60
Torque nominal N•m (kgf•cm) [lbf•pé] 24,5 (250) [18,1]
Tensão nominal V 48
Corrente nominal A 6,5
Corrente instantânea máxima permitida A 20
Capacidade contínua 60 minutos
Tipo de isolamento Tipo F
Tensão máxima 500 V CA, 50 Hz, 1 minuto
Resistência ao isolamento 10ME¹ ou mais a 500 Megavolt CC
Peso kg [lb] 4,5 [9,9]
Suporte: banhada, Engrenagens: Pintura preta,
Revestimento externo
Outros: não tratados

Especificação do redutor de velocidade


Item Padrão:
Método de articulação de mudanças no assoalho 1/50
Eficiência 0,66

Unidade motora
Item Padrão:
Potência nominal da unidade motora W 233
Torque nominal da unidade motora
0,74 (7,5) [0,55]
N•m (kgf•cm) [lbf•pé]
Velocidade nominal da unidade motora r/min 3000
Torque nominal contínuo durante a redução de velocidade
0,81 (0,08) [0,18]
N(kgf) [lbf] • min
Corrente real nominal continua na velocidade reduzida****
6,5
A
Força eletromagnética do contador constante V/kr/min 13,0
Torque constante N•m (kgf•cm) [ft•lbf]/A 0,123 (1,254) [0,091]
Inércia do induzido kg-m2(GD2/4) 2,45 × 10-4
Resistência do induzido Ω 0,91
Indutância do induzido mH 3,5
Torque de atrito N•m (kgf•cm) [lbf•pé] 003 (0,306) [002]
Velocidade máxima permitida r/min 5500
Torque máximo instantâneo N•m (kgf•cm) [lbf•pé] 2,5 (25,5) [1,84]
10-41

Item Padrão:
Aceleração teórica máxima rad/s² 10200
Tempo mecânico constante ms 14,5
Tempo elétrico constante ms 3,85
Limite de elevação térmica da bobina °C [°F] 155 [311]
10-42

COMPONENTES

Motor da direção

Chaveta
(Acessório do
motor da direção)

Parafuso

Arruela lisa
Parafuso de ajuste
Ajustador

Porca
(Acessório do motor da direção)

Contraporca
Bujão
Parafuso

Espaçador

Parafuso

Corrente do motor da direção

Roda dentada
Bujão
(Acessório do
motor da direção)
(Eixo dianteiro)

Chaveta
10-43

Tampa dianteira REMOÇÃO-INSTALAÇÃO


Procedimento de Remoção
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
1. Remova a tampa dianteira.

Parafuso
2. Solte os quarto parafusos de fixação do ajustador.
Motor da direção
Nota:
Não remova os parafusos.

Ajustador

Parafuso
3. Mova o motor da direção com o ajustador para o centro do
veículo.
(1) Solte a contraporca.
(2) Solte o parafuso de ajuste até o seu limite.
Parafuso de ajuste
(3) Mova o motor da direção com o ajustador para o centro.

Contraporca

Ajustado
4. Desconecte o elo de união corrente de direção.
Nota:
Acione o volante de direção de maneira que o grampo
fique bem em sua frente.
Presilha

Placa

Elo
Corrente de direção
10-44

5. Remova a corrente da direção.


Nota:
Aplique graxa universal nas rodas motrizes ao lado do
motor e do eixo, e fixe a corrente de direção.

Cabo retrátil 6. Desconecte o cabo retrátil do protetor dianteiro.


7. Desconecte o conector do motor da direção.
Presilha
Conector

Parafuso

8. Remova o painel de instrumentos (LE).


(Consulte a página 10-33)
10-45

9. Remova o motor da direção.


Motor da direção
(1) Remova os parafusos soltos.
(2) Remova o ajustador, a roda dentada e o parafuso de
ajuste como um conjunto.

Ajustador

Parafuso de ajuste Roda dentada

10. Remova o bujão da roda dentada.


Roda dentada 11. Remova a roda dentada do lado do eixo dianteiro.
Nota:
Ao remontar o bujão, certifique-se de aplicar Three Bond
1401-B ou um produto equivalente.

Bujão

12. Use a ferramenta especial de serviço e remova a roda


dentada.
SST 09950-76013-71
(09950-40010)
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
10-46

Procedimento de Remoção
4CBTY2R • 4CBTYK4R
1. Remova a tampa dianteira.

Frente Parafuso
Cobertura

Parafuso

Parafuso

Motor da direção 2. Solte os quarto parafusos de fixação do ajustador.


Nota:
Parafuso Não remova os parafusos.

Ajustador
3. Mova o motor da direção com o ajustador para o centro do
veículo.
(1) Solte a contraporca.
(2) Solte o parafuso de ajuste até o seu limite.
Contraporca
(3) Mova o motor da direção com o ajustador para o centro.

Ajustador
Parafuso de ajuste
10-47

4. Desconecte o elo da união corrente de direção.


Nota:
Presilha Acione o volante de direção de maneira que o grampo
fique bem em sua frente.

Placa
Corrente de direção
elo

5. Remova a corrente da direção.


Nota:
Aplique graxa universal nas rodas motrizes ao lado do
motor e do eixo, e fixe a corrente de direção.

Cabo retrátil 6. Desconecte o cabo retrátil do protetor dianteiro.


7. Desconecte o conector do motor da direção.
Presilha
Conector

Parafuso
10-48

8. Remova o motor da direção.


Motor da direção (1) Remova os parafusos soltos.
(2) Remova o ajustador, e roda dentada e o parafuso de
ajuste como um conjunto.

Ajustador

Parafuso
de ajuste Roda dentada

9. Remova o bujão da roda dentada.


10. Remova a roda dentada do lado do eixo dianteiro.
Roda dentada
Nota:
Ao remontar o bujão, certifique-se de aplicar Three Bond
1401-B ou um produto equivalente.
Bujão

11. Use a ferramenta especial de serviço e remova a roda


dentada.
Ferramenta especial de serviço 09950-76013-71
(09950-40010)
Procedimento de Instalação
Para instalação proceda de forma inversa à remoção.
10-49

Procedimento de ajuste da corrente da direção

Contraporca 1. Aperte o parafuso de ajuste manualmente até que ele entre


em contato com o chassi.
2. A partir do status em 1., aperte o parafuso de ajuste uma volta
mais (para tensionar a corrente da direção).
3. Aperte com uma contraporca.

Ajustador
Parafuso de ajuste
10-50

Controlador
INFORMAÇÕES GERAIS

Relé de parada de emergência

Contactor de acionamento

Controlador de acionamento

Contactor do controle remoto

Controlador do controle remoto


10-51

1. Modo de deslocamento assistido


Mesmo quando o controlador tiver sido utilizado, as funções de deslocamento assistidas do veículo podem ser
retidas selecionando-se o modo de deslocamento assistido.
2. Função de aproximação remota
Neste modo, o veículo desloca-se ao longo da rota da fita magnética somente enquanto o botão de
aproximação no controlador remoto estiver sendo pressionado.
3. Deslocamento entre dois pontos ST
Neste modo, o deslocamento é iniciado pressionando-se o botão de partida contínua no controlador remoto ou
no veículo; a seguir, o veículo para automaticamente quando for detectado um marcador de parada da estação.
4. Função de paradas em pontos múltiplos programados ST (com função de redução de velocidade)
Neste modo, o número da estação de destino é pré-selecionado e, a seguir, o deslocamento é iniciado pela
operação do botão de partida contínua no controlador remoto ou no veículo. O veículo para quando ele detecta
um marcador de endereço correspondente à estação selecionada.
5. Durante o deslocamento com controle remoto, o controlador controla o início e a parada do deslocamento no
inversor CA do veículo.
6. O controlador controla os equipamentos de segurança, tais como o interruptor de parada de emergência, o
sensor de obstáculos e o amortecedor.

ESPECIFICAÇÕES
Item ESPECIFICAÇÕES
Temperatura ambiente 0 a 50°C [32 a 122°F]
Umidade ambiente 30 a 85% RH
10 a 55 Hz, 1 ciclo / 1 minuto,
Ambiente do Resistência à vibração Amplitude dupla 0,75 mm [0,03 pol.], 10 minutos em cada
controlador direção X/Y/Z
Resistência a choques 98 m/s2, Cada direção, 4 vezes
Nenhum gás corrosivo
Atmosfera
Nenhuma poeira acentuada
Cabo 48 V CC da bateria
Alimentação de entrada
Faixa de tensão 40 a 52 VDC
24 V CC (Criada pela fonte de alimentação CC/CC dentro do
Alimentação de controle controlador)
(excluindo a alimentação elétrica interna da placa)
Velocidade de deslocamento durante a 1 a 4 km/h [0,621 a 2,484 mph] (Ajustada por resistor variável no
operação com controle remoto interior do controlador)
Motor compatível Motor 48 V 154 W CC
Controle do motor Método de controle Método PWM
de direção
Valor de detecção de 14,8 ±1,5 A (parada de emergência se continuado por 10
sobrecarga segundos)

Controle de Método de navegação Orientação magnética


navegação Navegação magnética R1500 mm [59 pol.]
Unidade: mm [pol.]

10-52
Conector externo (1)

FRENTE

Conector externo (2)

Para fixar uma unidade/seção


3 pcs****-ϕ7 espessura 12,3

Orifício
ranhurado
Placa de
identificação
Visão Geral da Configuração do Sistema

Controlador remoto
Sensor guia
magnético
Bateria Contactor Controlador EPS
48 V CC (Controle do motor da direção)
Motor CC

Interruptor de parada
de emergência
Segurança
PLC Controlador
(Controlador programável) Interruptor pronto
Alimentação
elétrica CC/CC Unidade 1 I/O CPU
24 V
Dispositivo de
Unidade 1 I/O
entrada
Interruptor, sensor,
Circuito do relé Unidade 2 I/O etc.
Inversor CA (Isolamento a
para partir dos
deslocamento dispositivos de
operação 48 Pontos de entrada
48 Pontos de saída Dispositivo de
assistida)
entrada
Lâmpada,
buzina,
etc.

Ajuste de velocidade • Alguns dispositivos foram omitidos neste diagrama.


(Resistor variável) • A configuração pode diferir em relação à máquina atual,
dependendo da especificação.
• Para detalhes de conexão, consulte o Diagrama de Conexão
do Controlador.
• Este produto não inclui outros dispositivos que não seja o
controlador remoto do sistema.
10-53
Entrada e saída externas

10-54
Nota:
• Para detalhes de conexão, consulte o diagrama elétrico.
• LP. significa lâmpada, enquanto SW. significa interruptor.
• Não existe proteção contra sobrecarga no terminal de saída I/O do controlador.
• Não aplique outra tensão que não seja 24 V CC nos terminais I/O do controlador.
• Ao utilizar externamente a alimentação elétrica de 24 V do controlador, certifique-se de que a corrente total em uso não exceda 2,8 A.
• Ao conectar uma carga induzida, instale um dispositivo de proteção no lado do dispositivo externo.
• Existem diversos conectores com o mesmo número de pólo do conector de entrada/saída externo. Não existe proteção para evitar a inserção do conector errado.
• Desligue a energia ao inserir ou remover os conectores.

Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

• 48 V CC lado positivo para alimentação de controle do controlador


VBKY Alimentação de controle do controlador + ENTRADA 48 V 5 A
• Vinculado ao interruptor da chave do veículo

N1 Alimentação de controle do controlador – ENTRADA 48 V • 48 V CC lado negativo para alimentação de controle do controlador
CN311
P48 Alimentação de acionamento do controlador + ENTRADA 48 V 20 A • 48 V CC Lado positivo para o acionamento do motor da direção

N1 Alimentação de acionamento do controlador – ENTRADA 48 V • 48 V CC Lado negativo para o acionamento do motor da direção
• Conectado com o interruptor de direção para a operação assistida
DIF1 INT. direção Lado do Dispositivo à Frente ENTRADA 24 V • Se ON (Ativado) por mais de 2 segundos durante o deslocamento
no modo de controle remoto, parada de emergência
• Durante a operação assistida, gera o sinal do interruptor da direção
DIF2 INT. direção Lado do Controlador à Frente SAIDA 24 V 100 mA • Durante o modo do controle remoto, gera a partir do controlador
quando o deslocamento começa
• Conectado com o interruptor de direção para a operação assistida
DIR1 INT. direção Lado do Dispositivo de “Marcha-à-Ré” ENTRADA 24 V • Se ON (Ativado) por mais de 2 segundos durante o deslocamento
no modo de controle remoto, parada de emergência
• Durante o modo assistido, gera o sinal do interruptor da direção
CN312 DIR2 INT. direção Lado do Controlador de “Marcha-à-Ré” SAIDA 24 V 100 mA
• Durante o modo de controle remoto, OFF (desativado)

AC1 Terminal intermediário de resistência do acelerador (ENTRADA) • Conectado com o sinal do acelerador para a operação assistida

• Durante o modo assistido, gera o sinal do acelerador


AC2 Saída de tensão do acelerador SAÍDA • Durante o modo de controle remoto, gera tensão controlada pelo
ajuste de velocidade do controlador VR
• Lado positivo da resistência do acelerador para a operação
ACP1 Resistência do acelerador + (SAIDA)
assistida
• Lado positivo da alimentação de 5 V para a resistência do
ACP2 Alimentação elétrica do acelerador + ENTRADA 5 V
acelerador
Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

ACS1 Interruptor do acelerador ENTRADA 24 V • Interruptor do acelerador para a operação assistida

ACS2 Interruptor do acelerador SAIDA 24 V 100 mA • No modo assistido, gera o sinal do interruptor do acelerador inalterado
CN312 • Durante o modo de controle remoto, continuamente ON (ativado)
ACN Alimentação elétrica do acelerador – ADMISSÃO • Lado negativo da alimentação de 5 V para a resistência do acelerador

• (Vazio)

• Freio eletromagnético do veículo


• No modo assistido, gera a entrada do freio eletromagnético a partir do
controlador inalterado
BK1 Lado do dispositivo do freio eletromagnético SAÍDA
• Durante a operação do controle remoto, mesmo quando o sinal do freio
proveniente do controlador do veículo está ON (ativo) (freio OFF –
inativo), se um erro for detectado pelo controlador remoto do sistema.
• Sinal do freio eletromagnético do controlador do veículo (liberação do
BK2 Lado do controlador do freio eletromagnético ADMISSÃO
freio com o sinal ON)

SEA1 Lado do dispositivo do interruptor do banco ENTRADA 24 V • Interruptor do banco (assoalho) (quando uma pessoa é detectada no
veículo)
• No modo assistido, gera o sinal do interruptor do banco (assoalho)
CN313 SEA2 Lado do controlador do interruptor do banco SAIDA 24 V 100 mA inalterado
• Durante o modo de controle remoto, continuamente gera ON (ativado)
• Conexão com o ponto de contato do freio de pé (OFF quando o freio de
X24 FREIO DE PEDAL ADMISSÃO
pé é pressionado)
• Conexão com o ponto de contato do freio de estacionamento (OFF
X25 Freio de estacionamento ADMISSÃO
quando o freio de estacionamento é aplicado)

• (Vazio)

• Para o monitoramento da tensão da bateria e processamento da


VB ––– ENTRADA 48 V 1 A alimentação de controle OFF
• Fornece tensão da bateria quando conectado à bateria do veículo
• ON por 3 segundos quando ocorre uma falha
• Em caso de operação do sensor de obstáculos, não desliga com a
Y23 Buzina de sinal 1 SAIDA 24V 100 mA
passagem do tempo
• Nível de prioridade 1 (Prioridade Alta)*1
CN314 • ON por 2 segundos quando o deslocamento tem início (não opera se
Y24 Buzina de sinal 2 SAIDA 24 V 100 mA reiniciado dentro de 3 segundos após a parada)
• Nível de prioridade 2 *1
• ON durante o deslocamento
Y25 Buzina de sinal 3 SAIDA 24 V 100 mA
• Nível de prioridade 3 *1
10-55
Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

10-56
• ON após a parada em uma estação tanto no deslocamento entre 2
pontos no modo ST, como em uma parada em pontos de múltiplas
paradas programadas no modo ST
CN314 Y26 Buzina de sinal 4 SAIDA 24 V 100 mA
• OFF após terem decorrido 20 segundos após a chegada na
estação ou quando o deslocamento é recomeçado
• Nível de prioridade 4 (Prioridade Baixa)*1
M10 Motor da direção (A) SAIDA 48 V 18 A
CN321 • Conexão com o motor da direção da tensão nominal 48 V CC
M11 Motor da direção (B) SAIDA 48 V 18 A
P24 Alimentação elétrica + de 24 V do dispositivo externo SAIDA 24 V 3,7 A
• Alimentação elétrica de 24 V CC para o dispositivo de controle
N1 Alimentação elétrica – de 24 V do dispositivo externo SAIDA 0 V
MS1 Interruptor Pronto (1) ADMISSÃO
• Conexão com o interruptor pronto
MS2 Interruptor Pronto (2) ADMISSÃO
• Conexão com o interruptor de reinicialização
X06 Interruptor de reinicialização ENTRADA 24 V
• Destrava o modo de falha quando a entrada está ON
• Conexão com o contato “A” do interruptor de parada de emergência
X07 Contato “a” do interruptor de parada de emergência ENTRADA 24 V • Quando o sinal está ON, pronto passa para OFF e o deslocamento
para
• Ao usar a função de deslocamento entre 2 pontos ST e função de
pontos de múltiplas paradas programadas ST, conecta com o ponto
de contato do interruptor de partida “a”
• Usado como um sinal de início de deslocamento para o
deslocamento entre a função de 2 pontos ST e a função de pontos
X08 Interruptor de partida contínua ENTRADA 24 V
de múltiplas paradas programadas ST
CN322 • Quando o sinal muda para ON durante a função de deslocamento
entre 2 pontos ST ou a função de parada em pontos de fixação
múltipla ST, o deslocamento para
• Verifique na entrada se ON continua por mais de 2 segundos
• ON quando o sinal de detecção de curso (X01) do sensor guia
Y00 Detecção de curso LP. SAIDA 24 V 100 mA
magnético está ON
• ON quando ocorre falha fora do curso
Y01 Falha de direção LP. SAIDA 24 V 100 mA • Lampeja num ciclo de 0,2 segundo durante uma falha do
controlador de direção
• ON na operação ou desconexão do amortecedor
Y02 Falha do amortecedor LP. SAIDA 24 V 100 mA
• ON com um ciclo de 1 segundo na operação do sensor de largura
• ON quando a parada de emergência (X07) está ON
Y03 Parada de emergência LP. SAIDA 24 V 100 mA • Lampeja com 1 ciclo de 1 segundo quando o receptor 4 do controle
remoto (X23) está ON
• Gera o modo de operação pronto
Y04 Operação pronta LP. SAIDA 24 V 100 mA
• ON quando o circuito de operação pronto está completo
Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

EM11 Interruptor de parada de emergência 1 Contato “b” ADMISSÃO


• Conecta 2 configurações do ponto de contato sem tensão “b” do interruptor de
EM12 Interruptor de parada de emergência 1 Contato “b” ADMISSÃO parada de emergência
• Quando a entrada está OFF (interruptor de parada de emergência pressionado), o
EM21 Interruptor de parada de emergência 2 Contato “b” ADMISSÃO
circuito de operação pronto desliga (OFF)
EM22 Interruptor de parada de emergência 2 Contato “b” ADMISSÃO
• Conecta com o sinal de detecção de distância do sensor de obstáculos
• O sinal está ON quando nenhum obstáculo está sendo detectado, e OFF quando um
é detectado
X4B Detecção de distância do sensor de obstáculos ENTRADA 24 V • Se o sinal mudar para OFF durante o deslocamento com controle remoto, o veículo
para e retoma o deslocamento após terem decorrido 2 segundos após o sinal
retornar para ON
• Um sensor de saída do coletor aberto PNP será usado
• Conecta com o sinal de detecção próxima do sensor de obstáculos
• O sinal está ON quando nenhum obstáculo está sendo detectado, e OFF quando um
é detectado
OSSD1 Detecção próxima do sensor de obstáculos 1 1 ENTRADA 24 V
• Se o sinal mudar para OFF durante o deslocamento com controle remoto, o veículo
interrompe o deslocamento
• Um sensor de saída do coletor aberto PNP será usado

CN322 • Conecta com o sinal de detecção próxima do sensor de obstáculos


• O sinal está ON quando nenhum obstáculo está sendo detectado, e OFF quando um
é detectado
• Se o sinal mudar para OFF durante o deslocamento com controle remoto, o veículo
OSSD2 Detecção próxima do sensor de obstáculos 2 ENTRADA 24 V interrompe o deslocamento
• O sinal é introduzido com a mesma sincronização de OSSD1. Se a sincronização
tornar-se diferente, uma falha do sensor será assumida e a alimentação elétrica
precisará ser ligada novamente, e portanto****
• Um sensor de saída do coletor aberto PNP será usado
Faça o diagnóstico da falha do sensor de • Conecta com o sinal de diagnóstico de falha do sensor de obstáculos
X4D ENTRADA 24 V
obstáculos • ON quando o sensor de obstáculos estiver normal, OFF quando houver uma falha
• Conecta com o sensor de largura do contato “b”
X0C Sensor de Largura ENTRADA 24 V • Se o sinal desligar (OFF) durante o deslocamento com controle remoto, o sensor
detectará uma falha
• Se o sinal for ativado (ON) durante o deslocamento entre 2 pontos ST, o
deslocamento com velocidade reduzida será iniciado.
• Se a configuração de pontos de múltiplas paradas programadas ST tiver sido
Sensor do marcador de redução de velocidade configurada, esta entrada será desabilitada
X02 ENTRADA 24 V
(para o deslocamento entre 2 pontos ST)
• Mesmo quando a função de deslocamento entre 2 pontos ST estiver sendo
utilizada, se a função de deslocamento em velocidade reduzida não for
necessária, então a conexão não será exigida
10-57
Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

10-58
• Se este sinal for acionado (ON) durante o deslocamento entre 2 pontos ST,
Sensor do marcador de parada será assumido que o veículo chegou a uma estação, e o veículo parará
X03 ENTRADA 24 V
(para o deslocamento entre 2 pontos ST) • Se a configuração de pontos de múltiplas paradas programadas ST tiver sido
CN323
configurada, esta entrada será desabilitada
• (Vazio)
• O sinal de seleção do modo de controle remoto é introduzido no contato “b”
X05 Seleção do modo de controle remoto ENTRADA 24 V • Quando este sinal for desativado (OFF), o modo de controle remoto será
selecionado
• Conecta com o sinal de detecção de curso do sensor guia magnético
X01 Detecção de curso do sensor guia magnético ENTRADA 24 V
• O sinal está ativado (ON) quando o curso guia for detectado
• Conecta com a saída do desvio do sensor guia magnético (sinal de posição)
• A faixa de sinal é 2 a 8 V, e a tensão do sensor é armazenada a 5 V
GS1 Sinal analógico do sensor guia magnético ENTRADA 2 a 8 V
• A tensão do sinal é utilizada para verificar a quantidade de desvio do curso guia
CN323 e controlar a direção
Y06 Ramificação esquerda do sensor guia magnético SAIDA 24 V 100 mA • Conecta com a entrada SEL do sensor guia magnético (sinal de ramificação)
• Como a função de ramificação não é usada, Y06 e Y07 estão sempre ativados
Y07 Ramificação direita do sensor guia magnético SAIDA 24 V 100 mA
(ON)
BM11 Interruptor do amortecedor (1) ENTRADA 24 V
• Conecta o “amortecedor de 4 cabos” a BM11, BP12, BP13 e N1
BP12 Interruptor do amortecedor (2) ENTRADA 24 V
• Para detalhes de conexão, consulte o diagrama de conexão do controlador.
BP13 Interruptor do amortecedor (3) ENTRADA 24 V
P24 Dispositivo externo 24 V alimentação elétrica + SAIDA 24 V 3,7 A
• Alimentação elétrica de 24 V CC para o dispositivo de controle
N1 Alimentação elétrica – de 24 V do dispositivo externo SAIDA 0 V
• Conecta com o receptor sem fio
X20 Receptor sem fio 1 ENTRADA 24 V • Quando ativado (ON), um comando de deslocamento de aproximação por
controle remoto é determinado
• Conecta com o receptor sem fio
• Quando ativado (ON), o comando de partida é determinado para a função de
X21 Receptor sem fio 2 ENTRADA 24 V
deslocamento entre 2 pontos ST / função de parada em pontos de fixação
CN331 múltipla ST
• Conecta com o receptor sem fio
X22 Receptor sem fio 3 ENTRADA 24 V
• Quando o sinal é ativado (ON), gera a buzina de sinal 3 (Y25)
• Conecta com o receptor sem fio
• Quando o sinal é ativado (ON), o sinal de parada de emergência é determinado
Este sinal é introduzido no PLC e é processado pelo software, tornando-se um
X23 Receptor sem fio 4 ENTRADA 24 V
sinal de parada. Ele não é conectado diretamente ao circuito pronto de
operação.
Tome cuidado para tratá-lo como equipamento de segurança.
Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

SAIDA • Lampeja com um ciclo de 0,2 segundo quando ocorre uma falha
Y20 Luz de sinalização 1 • Lampeja com um ciclo de 1 segundo quando ocorre uma
24 V 100 mA
advertência
• Lampeja com um ciclo de 1 segundo quando o modo de controle
remoto é selecionado e o circuito pronto de operação é ativado
(ON)
SAIDA • Sob deslocamento por controle remoto normal, lampeja com um
Y21 Luz de sinalização 2
24 V 100 mA ciclo de 0,2 segundo
• Ao deslocar-se em velocidade reduzida no modo de controle
CN331 remoto, lampeja 1 segundo Desativado (OFF) e 2 segundos
Ativado (ON)
Y22 Luz de sinalização 3 SAIDA • Ativado (ON) durante a operação da CPU do controlador remoto do
24 V 100 mA sistema (PLC)
SAIDA • Ativado (ON) quando a saída do comando de deslocamento estiver
Y27 Deslocamento interrompido
24 V 100 mA desativada (OFF)
• (Vazio)

• (Vazio)

X28 Sensor de endereço Acionar ENTRADA 24 V

X29 Sensor de endereço 1 ENTRADA 24 V


• Conecta com o sensor de endereço de ponto de fixação múltipla
X2A Sensor de endereço 2 ENTRADA 24 V • Usado como uma condição de parada na estação durante uma
parada em pontos de múltiplas paradas programadas ST (controle)
X2B Sensor de endereço 3 ENTRADA 24 V • A sincronização do sinal do sensor de endereço do ponto de
X2C Sensor de endereço 4 ENTRADA 24 V fixação múltipla atende a especificação
SMR-300 HR da Macome Corporation (em Maio de 2006) *2
CN341 X2D Sensor de endereço 5 ENTRADA 24 V

X2E Sensor de endereço 6 ENTRADA 24 V

• Quando esta entrada é ativada (ON) (conectada a N1), a função de


parada em pontos de parada múltipla ST é habilitada e a função de
Habilita o controle das paradas nos pontos de fixação deslocamento entre 2 pontos ST é desabilitada
X2F ENTRADA 24 V
múltipla ST • Quando esta entrada é desativada (OFF) (aberta), a função de
parada em pontos de parada múltipla ST é desabilitada e a função
de deslocamento entre 2 pontos ST é habilitada
10-59
Conector nº Cabo nº Nome ENTRADA/SAIDA Suplementos

10-60
X40 Interruptor de seleção ST01. ENTRADA 24 V
• Conecta a função de parada em pontos múltiplos programados ST
X41 Interruptor de seleção ST02. ENTRADA 24 V (interruptor de configuração)
X42 Interruptor de seleção ST03. ENTRADA 24 V Quando a função de pontos múltiplos programados ST não é
X43 Interruptor de seleção ST04. ENTRADA 24 V usada, a conexão não é necessária
CN342 • O interruptor usa o ponto de contato “a”
X44 Interruptor de seleção ST05. ENTRADA 24 V
O status de seleção ST é controlado no lado do controlador
X45 Interruptor de seleção ST06. ENTRADA 24 V remoto do sistema
X46 Interruptor de seleção ST07. ENTRADA 24 V Este interruptor seleciona momentaneamente a especificação****
• Quando cada entrada muda para ativada (ON) quando ST não é
X47 Interruptor de seleção ST08. ENTRADA 24 V selecionado, o ST é selecionado e, quando a entrada muda para
X48 Interruptor de seleção ST09. ENTRADA 24 V ativada (ON) quando ST já está selecionado, o status selecionado
é removido
X49 Interruptor de seleção ST10. ENTRADA 24 V

CN343 • Conecta com o interruptor de reinicialização de seleção da


estação para a função de parada em pontos múltiplos
X4A Interruptor de reinicialização de seleção ST. ENTRADA 24 V programados ST
O interruptor seleciona a especificação de pontos de contato “a”
• Verifique na entrada se ON continua por mais de 2 segundos
Y40 Lâmpada de seleção ST01. SAIDA 24 V 100 mA

Y41 Lâmpada de seleção ST02. SAIDA 24 V 100 mA

Y42 Lâmpada de seleção ST03. SAIDA 24 V 100 mA • Conecta com a lâmpada do mostrador ST para a função de
parada em pontos múltiplos programados ST
Y43 Lâmpada de seleção ST04. SAIDA 24 V 100 mA • Cada lâmpada de seleção ST mostra o status de configuração de
CN342 seleção da ST, sendo ativada (ON) quando um ST tiver sido
Y44 Lâmpada de seleção ST05. SAIDA 24 V 100 mA selecionado por 20 segundos após a chegada a um ST, a
lâmpada correspondente àquele ST lampeja com um ciclo de 1
Y45 Lâmpada de seleção ST06. SAIDA 24 V 100 mA segundo
Y46 Lâmpada de seleção ST07. SAIDA 24 V 100 mA Y40 a Y47 geram a saída da exibição de falhas em adição aos
códigos de falhas, quando o modo de exibição de falhas é
Y47 Lâmpada de seleção ST08. SAIDA 24 V 100 mA selecionado

Y48 Lâmpada de seleção ST09. SAIDA 24 V 100 mA


CN343
Y49 Lâmpada de seleção ST10. SAIDA 24 V 100 mA

X4F Modo de exibição de falhas para manutenção ENTRADA 24 V


CN303 • Enquanto ativado (ON), exibe códigos de falhas para Y40 a Y47
N1 Modo de exibição de falhas para manutenção COM 0V
*1: A ordem de prioridade de saídas no caso onde diversas condições de saída de buzinas são atendidas simultaneamente, da maior à menor prioridade, é
1. Y23, 2. Y24, 3. Y25,4. Y26.
*2: O sinal e a relação com a parada ST de cada sensor de endereço é exibido no quadro abaixo.

PARTIDA 1 (X29) 2 (X2A) 3 (X2B) 4 (X2C) 5 (X2D) 6 (X2E) Observações

1 ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO

2 DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO

3 ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO

4 ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON)

5 DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON)

6 DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) DESLIGADO

7 ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON)

8 DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON)

9 ATIVADO (ON) DESLIGADO ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON)

10 DESLIGADO ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON)

Usado como um marcador para iniciar a


– ATIVADO (ON) DESLIGADO DESLIGADO ATIVADO (ON) ATIVADO (ON) DESLIGADO
redução de velocidade
10-61
COMPONENTES

10-62
Nº Número de pontos do dispositivo Nome Número do Modelo Fabricante Observações
01 CP1 Protetor do circuito CP31FM/20 Fuji Electric Para alimentação de acionamento
02 CP2 Protetor do circuito CP31FM/5 Fuji Electric Para alimentação de controle
03 Regl Alimentação elétrica 24 V CC NVD24SC8-U ETA Electric Alimentação elétrica de controle 24 VDC, 5 A
04 Unidade 1 PLC CPU do controlador programável FPO-C32T Matsushita Electric Works Entrada 16 pontos, saída 16 pontos
05 Unidade 2 PLC I/O controlador programável FPO-E32T Matsushita Electric Works Entrada 16 pontos, saída 16 pontos
Relé MY4N-D2 DC 24 V Omron Comutação de modo 3ª, pontos de contato 4c
07 RY1
Soquete PYF-14A Omron
Relé MY4N-D2 DC 24 V Omron Comutação de modo 3ª, pontos de contato 4c
08 RY2
Soquete PYF-14A Omron
Comutação da redução da velocidade 5A,
Relé MY2N-D2 DC 24 V Omron
09 RY3 pontos de contato 2C
Soquete PYF-08A Omron
Relé RJ2S-CLD1 D24 Aidec Amortecedor 8ª, pontos de contato 2C
10 RY4
Soquete SJ2S-05B Aidec
Relé RJ1S-CLD1 D24 Aidec Freio eletromagnético 12A, pontos de contato 1c
11 RY5
Soquete SJ1S-05B Aidec
12 SRY1 Controlador do relé de segurança G9SB-2002-C Omron Circuito pronto de operação
13 SRY2 Controlador do relé de segurança G9SB-200-B Omron Sensor de obstáculo
Relé de segurança G7SA-2A2B DC 24 V Omron Ordem de deslocamento
14 SRY3
Soquete P7SA-10F-ND Omron
15 MC1 Contactor CM2-A DC 24 V Kyoritsu Keiki Alimentação elétrica de acionamento
16 EPS Unidade da direção hidráulica N54F40495=1 Meidensha Acionamento da direção
17 VRI Resistor variável WA2W501 Japan Resistor MFG Para o ajuste de velocidade 500 Ω 2 W
18 R10 Resistor MOS2C182G KOA KOA Para o ajuste de velocidade 1,8 kΩ 2 W
19 R11 Resistor MOS2C122G KOA KOA Para o ajuste de velocidade 1,2 kΩ 2 W
20 R12 Resistor MOS2C122G KOA KOA Para o ajuste de velocidade 1,2 kΩ 2 W
21 R13 Resistor MOS2C681G KOA KOA Para o ajuste de velocidade 680 kΩ 2 W
FRENTE
10-63
Detecção de erros

10-64
Lista de códigos de falhas
Período de detecção habilitada
(○: Habilitada, : Somente exibição, Movimento Indicação
Código —: Desabilitado)
de Descrição
falha Corte Lâmpada
Modo Parado Parado Parada de Parada Retorno Buzina 1 do
Deslocamento pronto Outros
assistido (OFF) (ON) emergência normal automático (Falha) Mostrador
*****
(Falha)
01 Falha PLC (Falha de hardware) — ○ ○ ○ ○ ○ ○

02 Falha PLC (Falha de regulagem) — ○ ○ ○ ○ ○ ○


Falha de direção LP. Ciclo
03 Falha do controlador de direção — ○ ○ ○ ○ ○ ○
de 0,2 segundo ON
Operação do interruptor de parada de Luz de falha de parada de
10 — ○ ○ ○ ○ ○ ○
emergência emergência ATIVADO
Operação de parada de emergência Luz de falha de parada de
11 — ○ ○ ○ ○ ○ ○
sem fio emergência Ciclo de 1
Pronto desligado (OFF) (A opção
12 “Pronto” foi desligada sem ação do — ○ ○ ○ ○ ○ ○
controlador)
Operação do amortecedor Circuito do Falha do amortecedor LP.
20 —   ○ ○ ○ ○
freio ATIVADO (ON)
Sensor de largura Operação, Circuito do Falha do amortecedor LP.
21 —   ○ ○ ○ ○
freio Ciclo de 1 segundo ON
Fora do curso (Quando o curso não é
Falha de direção LP.
22 detectado durante 0,1 segundos ou — — — ○ ○ ○ ○
ATIVADO (ON)
mais durante o trajeto)

30 Falha do sensor de obstáculos — ○ ○ ○ ○ ○


Detecção próxima do sensor de
31 — — — ○ ○ ○ ○ ○
obstáculos
Detecção de distância do sensor de
32 — — — ○ ○ ○ ○ ○
obstáculos
Deslocamento continua por 120
50 segundos ou mais no modo de — — — ○ ○ ○ ○
velocidade reduzida
Deslocamento continua por 120
segundos ou mais no modo de
51 — — — ○ ○ ○ ○
deslocamento entre dois pontos de
parada
Período de detecção habilitada (○:Habilitada,
Movimento Indicação
: Somente exibição, —: Desabilitado)
Código
Descrição
de falha Lâmpada
Corte
Modo Parado Parado Parada de Parada Retorno Buzina 1 do
Deslocamento pronto Outros
assistido (OFF) (ON) emergência normal automático (Falha) Mostrador
******
(Falha)
Deslocamento continua por 120 segundos ou
52 mais no modo de deslocamento entre dois — —  ○ ○ ○ ○
pontos de parada programados.

Deslocamento de velocidade reduzida


57 — — — ○ ○ ○ ○
continua por 10 segundos ou mais

Operação do interruptor do banco (Uma


60 — —  ○ ○ ○
pessoa no interior do veículo)

61 Freio de pé em operação — —  ○ ○ ○

62 Freio de estacionamento em operação — —  ○ ○ ○

Direção dianteira (ON continuamente por 2


63 — —  ○ ○ ○
segundos ou mais)

Direção traseira (ON continuamente por 2


64 — —  ○ ○ ○
segundos ou mais)

Tensão de bateria baixa (40 V ou menos)


A0 (Somente mostrador de advertência, — ○ ○ ○ ○ ○
nenhuma operação de buzina)

Comando de deslocamento quando pronto


A1 está desativado (OFF) (Somente mostrador — ○ — — ○ ○
de advertência)

*: Quando pronto for desativado (OFF) por operação anormal durante o deslocamento, é realizada uma parada de emergência
10-65
10-66

DIAGNÓSTICO DE FALHAS
Tabela de diagnóstico de falhas
Nº Descrição do problema Descrito em
Após pressionar o interruptor “pronto,” o veículo não poderá realizar a partida não
1 Página 10-67
assistida
2 Mesmo quando o interruptor “pronto” é pressionado, ela não acende Página 10-69
3 A luz de falha de amortecedor continua a acender ou lampejar –
3-1 • A luz de falha de amortecedor continua a acender Página 10-70
3-2 • A luz de falha de amortecedor continua a lampejar Página 10-71
4 Luzes de parada de emergência acendem Página 10-72
5 Sensor de obstáculos continua a detectar Página 10-73
6 A luz de falha de direção continua a acender ou lampejar –
6-1 A luz de falha de direção continua a acender Página 10-75
6-2 • A luz de falha de direção continua a lampejar Página 10-76
7 O freio eletromagnético não funciona (não para o veículo) Página 10-77
Enquanto não estiver comutada no modo não assistido, a alimentação para o controle
8 –
remoto continua
8-1 • Inspeção do interruptor de seleção assistida / não assistida Página 10-78
8-2 • Alimentação não é ativada. Página 10-79
9 A luz de parada de emergência continua a lampejar Página 10-80
10 O veículo não retornará para o modo assistido, a partir do modo não assistido Página 10-81
11 Velocidade de deslocamento no modo assistido não é apropriado Página 10-82
12 Veículo não para no marcador de endereço correto Página 10-83
13 Veículo não reduz a velocidade no marcador de redução de velocidade Página 10-84
14 O veículo não se desloca seguindo a fita guia, e sai facilmente do curso Página 10-85
15 Não pode deslocar-se no modo assistido Página 10-86
16 Direção fica pesada no deslocamento no modo assistido Página 10-87
17 Inspeção do receptor Página 10-88
10-67

DIAGNÓSTICO DE FALHAS
Após pressionar o interruptor pronto, o veículo não poderá realizar a partida não assistida

A situação é recuperada
quando o interruptor da chave é
desligado e ligado novamente
Não

Enquanto o interruptor “pronto” Enquanto o interruptor “pronto” Enquanto o interruptor “pronto”


permanecer aceso, a luz do permanecer aceso, nem o som do permanecer aceso, a luz do
mostrador LED lampejará em alarme de falhas, nem a lâmpada mostrador LED lampejará em
vermelho de falhas, estarão ativos. vermelho, e o aviso sonoro de
advertência continuará a soar
(buzina intermitente lenta)

Inspeção do transmissor
(Consulte 10-88)
5. Inspeção do sensor de
obstáculos (Consulte 10-73)
Veículo não está SIM Mova o veículo e permita que Não
detectando o curso ele detecte o curso recupera
Não

Existe uma entrada do *


interruptor OPS (Em pé: SIM Desligue a entrada do
Interruptor do assoalho, interruptor do assoalho (em pé)
Sentado: Interruptor do banco) Desligue a entrada do
interruptor do banco (sentado)
Não

O interruptor de direção *
SIM
(sentado), ou alavanca do O interruptor de direção
acelerador (em pé) não estão (sentado), ou alavanca do
no estado neutro acelerador (em pé) não estão
Não no estado neutro

O limitador da bateria não está


travado firmemente (interruptor SIM *
do limitador da bateria não está Trave o limitador da bateria
sendo pressionado) firmemente, ajustando o interruptor
do limitador da bateria no estado
Não pressionado

Estado de entrada do interruptor OPS

Categoria ATIVADO (ON) DESLIGADO

Banco (Interruptor do
Sentado no banco Em pé no banco
banco)

Vertical (Interruptor do Pise no interruptor do Não pise no interruptor


assoalho) assoalho do assoalho
10-68

*
O freio de estacionamento SIM Libere o freio de estacionamento
está sendo aplicado
(retorne a alavanca)
Não

O freio de pé está sendo *


SIM
pressionado (existe entrada Libere o freio de pé
para o freio de pé)
Não

O sensor de obstáculos está SIM Remova quaisquer obstáculos da área


reagindo a um obstáculo de detecção do sensor de obstáculos

Não

Pare na especificação de
pontos de múltiplas paradas
programadas. SIM Configure os endereços de parada
Interruptor de seleção de com o interruptor de seleção de
endereço não é pressionado endereços
Não

As peças * funcionam
Não Verifique a operação das peças *
normalmente no modo de
com a unidade do interruptor
deslocamento assistido?
SIM

Substitua RY1 e RY2

Com todos os interruptores de parada


de emergência desativados, faça uma
inspeção de continuidade:
CN322-3  CN322-7

Não há Continuidade
continuidade

Substitua a unidade Substitua o relé de


do PLC nº 1 parada de
emergência RYEM
10-69

Mesmo quando o interruptor “pronto” é pressionado, ela não acende

A situação é recuperada quando o


interruptor da chave é desligado e ligado
novamente
Não

As luzes amarela e vermelha do


mostrador LED estão lampejando, e a SIM
luz da parada de emergência está acesa

Não

Um dos quarto interruptores de parada SIM


de emergência está sendo pressionado

Não

4. Inspeção do interruptor de Retorne o interruptor de


parada de emergência parada de emergência
(Consulte 10-72) para recuperação

A luz amarela do mostrador LED está SIM


lampejando

Não

Inspeção do interruptor “pronto”


Inspeção de condutividade do conector
do interruptor pronto no painel de
instrumentos, LE
Inspeção da continuidade:
CN252-1  CN252-2 Falha
Nenhuma continuidade (Quando o
interruptor está desativado)
Inspeção de condutividade do conector
do interruptor “pronto” no painel de
instrumentos, LD
Inspeção da continuidade:
CN352-1  CN352-2
Veículo não comutará para o modo de Nenhuma continuidade (Quando o
deslocamento não assistido interruptor está desativado)

Normal: Substitua o interruptor pronto

8-1 Inspeção do interruptor de seleção


assistida / não assistida (Consulte 10-78)
Substitua o chicote
10-70

A luz de falha de amortecedor continua a acender


A situação é recuperada quando o
interruptor da chave é desligado e ligado
novamente
Não

O amortecedor de segurança está SIM Remova o obstáculo


sendo pressionado por um obstáculo

Não

Enquanto o amortecedor de segurança


não estiver sendo pressionado, o SIM Ajuste defeituoso da posição de fixação
interruptor do amortecedor estará sendo do interruptor do amortecedor
pressionado
Não

O amortecedor de segurança não pode SIM Falha de ajuste do amortecedor de


retornar completamente segurança
• Falha no deslizamento do rolete do
Não amortecedor
• Falta de graxa, etc.

Inspeção do circuito do interruptor do


amortecedor
Inspeção do valor de resistência:
CN323-10  CN323-11 Falha
CN323-9 CN322-7 Falha no chicote elétrico
Resistência 0,05Ω Ou menos
Inspeção da continuidade:
CN323-10 CN323-11
CN323-9 CN322-7
Não há continuidade
OK

Inspeção do interruptor do amortecedor


Inspeção do conector do interruptor do
amortecedor Não há
Inspeção da continuidade: continuidade
CN211-3  CN211-1 Substitua o interruptor do amortecedor
CN211-3  CN211-1
CN211-3  CN211-4
Continuidade (Quando o interruptor está
desativado)
Continuidade

Inspeção RY5 Falha


Substitua RY5
Normal:

Substitua a unidade do PLC nº 1


10-71

A luz de falha de amortecedor continua a lampejar

A situação é recuperada quando o


interruptor da chave é desligado e ligado
novamente

Não

O conector de curto circuito de CN221 ou SIM


Conecte o conector de curto circuito
CN226 está desconectado

Não

Não há
Inspeção da continuidade do circuito continuidade
Inspeção da continuidade: Falha no chicote elétrico
CN323-4  CN322-7

Continuidade

Substitua a unidade do PLC nº 1


10-72

Inspeção do interruptor de parada de emergência

Inspeção da condutividade do
interruptor de parada de emergência
Número Status do interruptor
do
ATIVADO (ON) DESLIGADO
terminal Falha Substitua o interruptor da parada de emergência
11 a 12
21 a 22
31 a 32
Continuidade Não há continuidade

Verificação de continuidade no chicote Não há


Inspeção da continuidade: continuidade
(Com o interruptor da chave e o Falha no chicote elétrico
interruptor da parada de emergência
desativados)
CN322-9 CN322-10
CN322-11 CN322-12
Continuidade

Substitua a unidade do PLC nº 1****


Falha

Substitua a unidade do relé de segurança


10-73

Sensor de obstáculos continua a detectar

Sensor de obstáculos
continua a detectar

Lâmpada de alimentação do
sensor de obstáculos não
está acesa

Inspecione a continuidade do Não há


chicote continuidade
Inspeção da continuidade: Falha no chicote elétrico
CN249-1  CN324-4
CN249-12  N1
Continuidade

RY2 defeituoso
O sensor de obstáculos está
reagindo a um obstáculo SIM Remova quaisquer obstáculos
As luzes de potência 1 e 2 da área de detecção do sensor
(laranja) estão acesas de obstáculos*
*: Se um obstáculo altamente refletivo
Não (placa refletiva, espelho, etc.) estiver na
frente da área de detecção, o sensor pode
A lâmpada de alimentação reagir, mesmo que o obstáculo esteja fora
elétrica do sensor de SIM da área de detecção.
Falha no sensor de obstáculos
obstáculos (verde) está
lampejando
Não

Inspeção da continuidade do
sensor de obstáculos Não há
Inspeção da continuidade: continuidade
(Saída 1) Falha no chicote elétrico
CN249-2  CN323-8
(Saída 2) Mostrador de falhas do sensor de obstáculos Janela do sensor
CN249-3  CN323-7
Continuidade

Substitua a unidade do PLC nº 3

Janela de exibição Janela do projetor

Saída 1: Detecção de obstáculo na


área de distância
Saída 2: Detecção de obstáculo na
área próxima
Saída 3: Não utilizado
Alimentação elétrica (verde: lampeja
Saída 3 durante uma falha)
Saída 2 Saída 1
(Laranja)
10-74

Continua a detectar um obstáculo (deslocamento entre 2 pontos, parada nos pontos de múltiplas paradas
programadas)
Sensor de obstáculos
continua a detectar

A luz do mostrador do sensor


de obstáculos está acesa, ou Não
existe uma exibição no
mostrador de 7 segundos
Inspecione a continuidade do
SIM Não há
chicote
continuidade
Falha no chicote elétrico Inspeção da continuidade:
CN249-9 - CN220-1
CN249-12 CN220-2
A luz do mostrador da área Remova quaisquer
SIM Continuidade
próxima ou a luz do mostrador obstáculos da área de
da área de distância é acesa detecção do sensor de
Falha no sensor de obstáculos
obstáculos*1
Não *1: Se um obstáculo altamente refletivo (placa
Remova a sujeira da refletiva, espelho, etc.) estiver na frente da área
superfície de detecção do de detecção, o sensor pode reagir, mesmo que
A lâmpada de advertência de SIM
laser do sensor de o obstáculo esteja fora da área de detecção.
sujeira na superfície de
obstáculos. *2: Se a luz de advertência de sujeira na superfície
detecção do laser está acesa
Tome medidas para evitar de detecção do laser estiver lampejando em
Não o reflexo de uma fonte de intervalos de 1 segundo, isto está indicando que
luz externa no sensor.*2 é chegado o momento de limpar a superfície de
A situação é recuperada
quando o interruptor da chave SIM detecção do laser. Ainda, se a superfície de
é desligado e ligado Recupera detecção do laser sujar, isto será exibido no
novamente mostrador de 7 segundos.
será exibido no mostrador de 7
Não O sensor está sendo
segundos.
ofuscado por uma fonte
Tabela 1
O mostrador de 7 segundos de luz infravermelha,
Indicação do
também mostra farol, luz estroboscópica, Causa da Falha
SIM Mostrador de 7
luz solar ou outra fonte de Segundos
OU iluminação externa. Vazamento em CN249-2 e N1
Tome medidas para evitar
Não
o reflexo de uma fonte de Vazamento em CN249-2 e P42
luz externa no sensor.
Qualquer um dos itens da Vazamento em CN249-2 e N1
SIM
Tabela 1 é mostrado no Falha no chicote elétrico
mostrador de 7 segundos Vazamento em CN249-3 e N1
Não
Vazamento em CN249-3 e P24
Inspecione a continuidade do Não há
chicote continuidade Vazamento em CN249-3 e N1
Falha no chicote elétrico
Inspeção da continuidade:
CN249-10 - CN323-8 Vazamento em CN249-2 e

Continuidade Vazamento ou circuito


interrompido em CN249-2 ou
CN249-31
O mostrador de 7 segundos Falha na temperatura
também mostra. de operação do Luz do Luz de operação normal
SIM
sensor de obstáculos mostrador
Use dentro da faixa de da área
Não temperatura próxima
operacional do veículo
Luz do
Falha no sensor de obstáculos mostrador
da área de
distância
Mostrador de 7 Luz de advertência de sujeira na
segundos superfície de detecção do laser
10-75

Mostrador da lâmpada de falhas da direção está ativado

A situação é recuperada quando o interruptor da


chave é desligado e ligado novamente

Não

O veículo não está alinhado com a fita guia SIM


Retorne o veículo ao curso
Não

O campo magnético da fita guia está ficando


fraco
SIM
(Mude a localização e tente o deslocamento Substitua a fita guia
guiado para ver se a operação está normal ou
não)
Não

Um corpo magnético está presente sobre ou sob o


curso (incluindo um objeto enterrado) SIM Altere o curso e escolha outro curso que não
(Mude a localização e tente o deslocamento guiado seja afetado por nenhum corpo magnético
para ver se a operação está normal ou não)

Não

SIM
O corpo magnético está fixado no sensor guia Remova o corpo magnético fixado

Não

O sensor guia não está montado na altura SIM


Ajuste a altura de montagem do sensor guia
apropriada
Não

Inspeção de continuidade do circuito de saída da SIM


porta Falha no chicote elétrico
Inspeção da continuidade:
CN215-3  CN323-15
Continuidade

Inspeção do sensor guia


Meça a tensão de saída da porta:
Meça com o sensor guia sobre a fita guia Falha
Sensor guia
CN323-15 CN322-8
(Valor normal entre 23,5 V e 25,0 V, inclusive)

Normal:

Substitua a unidade do PLC nº 1


10-76

A luz de falha de direção continua a lampejar


A situação é recuperada quando o
interruptor da chave é desligado e ligado
novamente
Não

SIM
O protetor do circuito CP1 Acione o protetor do circuito CP1
está desativado (OFF)

Não

Inferior a
Inspeção de falha de tensão baixa da bateria
38 V
Inspecione a tensão em P - N Falha de tensão baixa da bateria
(Valor normal 38 V e acima)
Normal:

Inspeção de sobrecarga no motor da


direção
Meça a corrente:
CN258-1  CN321-2 SIM Elimine a causa do travamento da direção
13,3 A ou mais (Inspecione o motor da direção)
A direção está travada
(O pneu está preso em um sulco, um
objeto estranho ficou preso na corrente da
direção ou o motor apresenta uma falha)
Não

Inspeção do circuito do motor da direção


1. Inspecione os conectores do motor da
direção
Falha 1. Conexões do conector
Inspecione os conectores CN258 e
2. Falha no chicote elétrico
CN321
2. Inspecione quanto a interrupções no
circuito
Inspeção da continuidade:
CN258-1  CN321-1
CN258-2  CN321-2
OK

Inspeção de superaquecimento
Deixe o veículo imóvel por algum tempo
(aproximadamente 30 minutos)

Não recupera

Substitua o controlador da direção.


10-77

O freio eletromagnético não funciona (não para o veículo)


Faça o deslocamento no modo assistido
Opera
e inspecione a operação do freio Ajuste da folga do freio eletromagnético defeituoso
eletromagnético.
Não opera

Mostrador exibe falha no freio


eletromagnético e a velocidade do Não
Substitua RY4
veículo é limitada a 5 km/h

SIM

Inspecione a tensão do terminal no lado


do freio eletromagnético
Meça a tensão:
CN131-3  N
Tensão 5 V ou menos
OK

Substitua o chicote
10-78

Inspeção do interruptor de seleção assistida / não assistida

Mesmo quando a alavanca de


seleção assistida / não
assistida é puxada para baixo,
SIM O dispositivo retrátil não abaixa Falha Ajuste de altura do dispositivo
o dispositivo retrátil não suficientemente retrátil defeituoso
pressiona o interruptor de Normal:
seleção assistida / não
assistida

Não

O ressalto para pressionar o


interruptor de seleção assistida SIM
Ajuste do detentor defeituoso
/ não assistida não faz contato
com o interruptor

Desconecte o conector do
Quando a alavanca de seleção interruptor de seleção
assistida / não assistida é movida assistida / não assistida e
para o lado não assistido, o verifique se o veículo entra no Falha
SIM Interruptor de seleção assistida /
interruptor de seleção assistida / modo não assistido
não assistida é pressionado, mas (O circuito do interruptor está não assistida defeituoso
o modo não é comutado para o aberto durante o modo não
modo não assistido assistido e fechado durante o
modo assistido)
Normal:

Inspecione quanto a
descontinuidade no chicote Não
Inspeção da continuidade: Falha no chicote elétrico
CN226-2  CN323-16
CN262-3  N1
Continuidade

Substitua a unidade do PLC nº 1

*:
• Quando o interruptor de seleção assistida / não assistida não é pressionado quando
a alavanca de seleção assistida / não assistida é pressionada para o lado não
assistido e o dispositivo retrátil não é abaixado suficientemente, o veículo realiza o
deslocamento assistido.
• Se o sensor guia detector um campo magnético por 3 segundos ou mais quando o
interruptor de seleção assistida / não assistida não é pressionado, a lâmpada de
detecção de curso lampejará. Inspecione quanto a falha de ajuste.
10-79

Alimentação não é ativada.


A alimentação elétrica do controlador remoto
do sistema não é ativada
(Deslocamento assistido deve ser efetuado)

O protetor do circuito CP2 está desativado SIM Retorne a alavanca do protetor de


(OFF) circuito e acione-a
Não

Inspecione a tensão da bateria: SIM


Carregue a bateria
Inferior a 38 V
Não

Inspeção da tensão:
Entre os terminais +V out e 0 V out do Não
conversor Reg1 CC-CC converter Reg1 Substitua o conversor CC-CC
Entre 23,5 V e 25 V, inclusive

SIM

Substitua a unidade do PLC nº 1


10-80

A luz de parada de emergência continua a lampejar


A luz de parada de emergência continua
a lampejar

Falha do interruptor de parada do transmissor


Não 17.Inspeção do transmissor
Mostrador de falhas continua regular quando
(Consulte a página 10-88)
a bateria do transmissor é removida
SIM

Inspeção da tensão:
Não
CN331-1  CN331-6 Receptor defeituoso
0,1 V ou menos
SIM

Substitua a unidade do PLC nº 1


10-81

O veículo não mudará de volta para o modo assistido a partir do modo não assistido
Mesmo quando a alavanca de Mesmo quando a alavanca de
seleção assistida/ assistida está seleção assistida / não
SIM SIM Ajuste do dispositivo
ajustada no lado assistido, o assistida é comutada no
interruptor de seleção assistida retrátil defeituoso
modo assistido, o dispositivo
/ não assistida é pressionado retrátil não sobe
Não Normal:

O ressalto para pressionar o


interruptor de seleção SIM
assistida / não assistida não Ajuste do ressalto defeituoso
volta do interruptor

Inspecione quanto a Não há


descontinuidade no chicote continuidade
Inspeção da continuidade: Falha no chicote elétrico
CN226-2  CN323-16
CN226-3  N1
Continuidade

SIM Substitua o interruptor de seleção


O interruptor de seleção
assistida / não assistida está assistida / não assistida
emperrado e não retorna

Não

Inspecione o interruptor de
seleção assistida / não assistida Não há
Inspeção da continuidade: continuidade
CN226-2  CN226-3 Substitua a unidade do PLC 1
(Quando o interruptor está
ativado)
Continuidade

Substitua o interruptor de seleção


assistida / não assistida
10-82

Velocidade de deslocamento no modo assistido não é apropriado


Velocidade do veículo no
modo não assistido é anormal

Ajuste o mostrador de ajuste da


velocidade do veículo
Ajuste o mostrador de ajuste da
velocidade do veículo de modo
que a velocidade do veículo seja
3,6 km/h

A velocidade do veículo no Substitua o mostrador de ajuste


Inspecione a velocidade do Lenta Não
modo não assistido é 1 km/h da velocidade do veículo
veículo no modo não assistido
(Resistor variável defeituoso)
Rápida SIM

RY3 defeituoso

Meça a tensão do circuito do


acelerador Dentro
Substitua o controlador de acionamento
CN101-30  CN101-31
Padrão: 3V ou acima

Fora da faixa padrão

Substitua o mostrador de
ajuste da velocidade do
veículo
(Resistor variável defeituoso)
10-83

Veículo não para no marcador de endereço correto

Veículo não para no marcador de


endereço correto

O veículo identifica equivocadamente um certo Não O veículo não para em nenhum dos
marcador de endereço configurado, ou deixa de marcadores de endereços
fazer a leitura
SIM

Não há
continuidade Inspecione quanto a interrupções no circuito do
Falha no chicote elétrico relógio
Inspeção da continuidade: CN217-3 CN341-4

Continuidade

Substitua o sensor de endereço


O ímã do marcador de endereço perdeu SIM Falha
o revestimento Marcador de endereço defeituoso

Não Substitua a unidade do PLC nº 3

O corpo magnético está fixado no sensor SIM Remova o corpo


de endereço magnético fixado
Não

A fixação do sensor de endereço desvia SIM Ajuste a altura do sensor


dos valores de regulagem de endereço
Não

Inspecione a continuidade do chicote


Inspeção da continuidade: Não há
CN217-2  CN341-3 (A • Circuito N) Continuidade
CN217-1  CN341-2 (A • Circuito S) Falha no chicote elétrico
CN217-10  CN341-1 (B • Circuito N)
CN217-9  CN341-8 (B • Circuito S) Pólo N: Amarelo pólo S: Verde
CN217-8  CN341-7 (C • Circuito N) Polaridade
Tipo de marcador magnética
Continuidade

Direção de avanço
Substitua o sensor de endereço Endereço nº 1
Falha
Endereço nº 2
Endereço nº 3
Substitua a unidade do PLC nº 3 Endereço nº 4
Marcador Endereço nº 5
de Endereço nº 6
endereço
Endereço nº 7
Endereço nº 8
Endereço nº 9
Endereço nº 10
Marcador de redução de velocidade
10-84

Veículo não reduz a velocidade no marcador de redução de velocidade

O veículo não realiza o deslocamento


com velocidade reduzida corretamente

O veículo reduz a velocidade nos


Não O veículo não reduz a velocidade
marcadores que não sejam de redução
de velocidade completamente
SIM

Não há Inspecione quanto a interrupções no


continuidade circuito do relógio
Falha no chicote elétrico Inspeção da continuidade:
CN217-3 - CN341-4
Continuidade

Substitua RY3
O ímã do marcador de endereço perdeu SIM Marcador de endereço defeituoso Falha
o revestimento
Não
Substitua o sensor de endereço
Falha
O corpo magnético está fixado no sensor SIM Remova o corpo
de endereço magnético fixado
Substitua a unidade do PLC nº 3
Não

A fixação do sensor de endereço desvia SIM Ajuste a altura do sensor de


dos valores de regulagem endereço
Não

Inspecione a continuidade do chicote


Não há
Inspeção da continuidade:
continuidade
CN217-2  CN341-3 (A • Circuito N) Falha no chicote elétrico
CN217-1  CN341-2 (A • Circuito S)
CN217-10  CN341-1 (B • Circuito N)
CN217-9  CN341-8 (B • Circuito S) Pólo N: Amarelo pólo S:
CN217-8  CN341-7 (C • Circuito N) Polaridade
CN217-7  CN341-6 (C • Circuito N) Tipo de marcador magnética
Continuidade
Direção de avanço
Endereço nº 1
Substitua o sensor de endereço
Endereço nº 2
Falha Endereço nº 3
Endereço nº 4
Substitua a unidade do PLC nº 3 Marcador
de Endereço nº 5
endereço Endereço nº 6
Endereço nº 7
Endereço nº 8
Endereço nº 9
Endereço nº 10
Marcador de redução de velocidade
10-85

O veículo não se desloca seguindo a fita guia, e sai facilmente do curso

O veículo não se desloca seguindo a fita


guia, e sai facilmente do curso

Inspecione quanto a alguma falha da fita


guia (Remoção do revestimento da fita guia Anormal Coloque a fita guia corretamente
ou a inversão da fita guia ou haste guia
magnética, etc.)
Não há erro

Inspecione quanto a algum corpo


magnético enterrado (Coloque a fita guia Presente Mude o curso de maneira que o mesmo não seja
em um local separado e verifique a afetado por quaisquer corpos magnéticos
operação)
Nenhuma

O ciclo de giro da roda dianteira é inferior a


R1500 (A fita guia é colocada com uma SIM Recoloque a fita guia de
curva à esquerda maivue R1590 ou uma maneira que o raio das curvas
curva à direita mais esticada do que R1410) exceda a regulagem R

Não

A superfície do curso está molhada ou SIM


Remova a água ou óleo
existe óleo sobre ela
Não

Existe folga na corrente do motor da SIM Ajuste a tensão da corrente do


direção motor da direção
Não

O sensor guia não está montado na SIM Ajuste a altura de montagem do sensor
altura apropriada guia
Não

O sinal de direção não está sendo gerado


Falha
apropriadamente Falha do sensor guia
Meça a tensão de saída:
Meça com o sensor guia sobre a fita guia
CN323-14 N1 0V
Falha no chicote elétrico
Valor normal: 2 a 8 V

OK

Substitua o controlador STC


10-86

Não pode deslocar-se no modo assistido

Deslocamento assistido desabilitado

Não pode deslocar-se no modo assistido


Não
Deslocamento não assistido é possível ou no modo não assistido
SIM (Freio eletromagnético não libera)

SIM

Falha RY4
Inspecione a operação de RY4
defeituoso
OK

Substitua a unidade do PLC nº 1

Inspecione a operação de RY1 e RY2 Falha


RY1 e RY2 defeituosos
OK

Substitua a unidade do PLC nº 1


10-87

Direção fica pesada no deslocamento no modo assistido


Direção fica pesada no deslocamento no
modo assistido

Inspecione quanto a alguma falha no Anormal


motor da direção Motor da direção defeituoso
(Ruído ou aquecimento anormal)
Não há erro

Substitua o controlador da direção


(circuito principal FET em curto)
10-88

Inspeção do receptor

Inspecione o controlador remoto do


sistema
Inspecione se o sinal do transmissor está Buzina soa
alcançando o controlador remoto do
sistema com a operação da buzina*

Buzina não soa

Inspecione a frequência e o código Não Substitua o transmissor e o


Inspecione se as frequências e códigos sincronizado receptor por unidades cujas
inscritos nas respectivas placas de frequências e códigos
identificação no transmissor e no receptor correspondam
correspondem
Correspondidos

Alimentação Inspecione a continuidade do chicote no


Inspecione a alimentação da bateria restante
restante no transmissor veículo
insuficiente Substitua as baterias Inspeção da continuidade:
Inspecione se a luz de advertência de do transmissor
bateria descarregada do transmissor CN274-1 - CN331-4 (Operação de
está acesa e onde a luz de alimentação Não há aproximação)
está ativada continuidade CN274-2  CN331-3 (Transmissão)
Falha no
Alimentação chicote elétrico CN274-5  CN331-1 (Parada)
restante suficiente
CN274-7 CN331-6 (24 V)
CN274-8 CN331-5 (0V)
Continuidade

Inspecione o status da transmissão do Não


transmissor acende:
Substitua o receptor
Pressione os interruptores de aproximação e
contínuo do transmissor e verifique se a luz
de comunicação acende

Acende

Inspecione o status da recepção do


receptor
Não Inspecione a tensão da bateria do
Pressione os interruptores de
acende: receptor
aproximação e contínuo do transmissor
Inspecione se a tensão da alimentação
e verifique se a luz de recepção (LED) na
elétrica fornecida ao receptor é 24 V
placa do receptor acende
Ela é 24 V
Acende

Inspecione o sinal do receptor Substitua o receptor


Inspecione quanto à presença de um sinal de
comando de deslocamento entre o receptor e
o veículo Nenhum sinal
Substitua o receptor
Inspeção da corrente:
CN331-1  CN331-6 (Operação de parada)
CN331-4  CN331-6 (Operação de *: Ao inspecionar o transmissor e o receptor, acione primeiramente a
aproximação) buzina e verifique se a transmissão para o veículo, checando se a buzina
CN331-3 - CN331-6 (Operação de partida)
soa ou não. Existe uma alta probabilidade de que outros sinais de
comando de deslocamento sejam transmitidos de maneira similar e,
Sinal presente
sendo assim, este modo permite que você determine a causa facilmente.

Substitua a unidade do PLC nº 2


10-89

Sensores
Sensor guia
INFORMAÇÕES GERAIS
Este sensor detecta o campo magnético gerado pela fita guia que está colocada no assoalho para orientação, guiando desta
maneira o veículo no deslocamento não assistido.
No sensor guia existem 28 elementos de detecção magnéticas dispostos com um espaçamento de 5 mm [0,197 pol.], conforme
mostrado no desenho abaixo. Detectando o campo magnético gerado pela fita guia, estes elementos de detecção magnéticas
fazem o reconhecimento como um padrão de bits ON/OFF.
Padrão de bits

Campo magnético

Fita guia

Características
• O sensor detecta o campo magnético gerado pela fita guia e gera uma tensão (geração de desvio) para o desvio
de posição entre o sensor guia e a fita guia.
• Um comando de ramificação (SEL 1 e SEL 2) alterou o modo entre o modo à frente, modo de ramificação à direita
e modo de ramificação à esquerda, para encaminhar uma rota que se ramifica em duas.
• A geração de desvio no modo totalmente à frente não é facilmente influenciada, mesmo quando a distância entre
o sensor guia e a fita guia seja alterada.
• Existe uma porte de saída para determinar se o sensor guia está dentro da faixa de detecção da fita guia.
ESPECIFICAÇÕES

Item ESPECIFICAÇÕES
Tensão da alimentação elétrica CC + 10,8 V + 30V
Consumo de corrente 30 mA Máx.
-10 a +60°C [14° a 140°F]
Ao operar
Faixa de temperatura (Entretanto, nenhuma condensação ou congelamento)
ambiente Durante o -20 a +70°C [-4° a 158°F]
armazenamento (Entretanto, nenhuma condensação ou congelamento)
Ao operar 35 a 95% LD (Entretanto, nenhuma condensação)
Faixa de umidade ambiente Durante o
35 a 95% LD (Entretanto, nenhuma condensação)
armazenamento
Ímã detectado Fita guia (Série MGL-50 a Série MGR-50)
Pólo magnético detectado Pólo N (Também reage ao pólo S forte de *6mT ou superior)
10-90

Item ESPECIFICAÇÕES
Distância de operação 5 a 40 mm [0,197 a 1,575 pol.]
Modo de ramificação está especificado por sinal de entrada de
Entrada do comando de ramificação
SEL1 e SEL2

Modo de L: Curto circuito em SEL1,


Comando de ramificação

SEL1 SEL2 SEL2 e 0 V


ramificação
H: Circuito interrompido SEL1
Modo à frente L L e SEL2****
Modo de Quando desmarcado: Desvio
Especificação de modo L H
ramificação à direita de saída = 5 V
Modo de Saída de porta = OFF
ramificação à H L
esquerda
Não selecionado: H H

Circuito de entrada Conversor


Circuito de resposta 5 ms
A saída de tensão para o desvio do centro da fita guia e do
Desvio de saída
centro do sensor de guia
Características de saída e relação
posicional
Modo à frente 0,1878 V
Modo de
ramificação à 0, 375 V
Tensão escalonada direita
Características

Modo de
ramificação à 0, 375 V
Desvio de saída

esquerda
Para qualquer valor de tensão escalonada ± 10 mV
Precisão da tensão de saída (Na tensão de alimentação elétrica CC + 24 V, Nenhuma tensão
de porta, Ta = 23 °C)
Faixa de tensão de saída 2a8V
Tensão central 5V
Elemento de saída Op-Amp
Circuito de saída

Valor permitido de resistência de


2 kΩ ou mais
carga
Impedância de saída inferior a 6,5 Ω
Tempo de resposta 5 ms
Proteção contra curto circuito Desvio de saída = 0 V
10-91

Item ESPECIFICAÇÕES
Saída de porta Comutação de saída da zona detectável da fita guia****
Faixa de detecção esquerda e direita ± 90 mm [± 3,543 pol.]
Zona

Distância de operação 0 a 45 mm [0 a 1,772 pol.]


Saída de porta

Lógica de saída Zona de detecção interna fechada


Circuito de saída Saída do coletor aberta do transistor (Consulte 10-95)
Tensão máxima: CC + 30 V Tensão máxima de
Capacidade de saída
afundamento****: 100 mA máx.
Tensão residual 2 V Máx. (Na corrente de afundamento 100 mA)
Tempo de resposta 5 ms
Estrutura de proteção IP67 (Em conformidade IEC)
Resistência do isolamento 100 MΩ Mín. (a CC 500 V Megavolts) em 0 V e o alojamento****
Material do alojamento Alumínio
Dimensões externas Consulte a Página 10-97
Conector impermeável de 6 pinos (Sumitomo Wiring Systems
Conector
MT, Série impermeável)
Aproximadamente 290 g [0,64 lb] Máx. (incluindo o cordão e o
Peso
conector)

Conexões e cordão de saída


1. Cordão de saída
Cordão utilizado: Cordão de 6 fios
Processamento final: Conector impermeável de 6 pinos
2. Especificação do conector
Sumitomo Wiring Systems MT, Série impermeável
Alojamento : M(6189-6171)
Terminal : M(1500-0105)
Vedador do fio: (7160-8234)

Cor da
Diagrama dos conectores Pino nº Sinal de entrada e saída
fiação
1 Vermelho CC + 10,8 V ± 30 V
2 Branco Desvio de saída
3 Marrom Porta de saída
4 Azul Entrada SEL1
5 Amarelo Entrada SEL2
6 Preto 0V
10-92

Exemplo de conexão para o sensor guia

Lado do controle, porta


de entrada e saída, etc.
+V 1 Vermelho
(CC + 10,8 a 30 V)
Tensão 30 V máx.

Carga
máxima 100 mA máx.
2 Branco Corrente de
Porta de saída
afundamento

3 Marrom
Desvio de saída CC + 10,8
a 30 V
4 Azul
Entrada SEL1

5 Amarelo
Entrada SEL2 *Entrada de ponto
de contato possível
6 Preto
0V
10-93

Descrição da operação
Desvio de Saída
Conforme mostrado no desenho abaixo, o cálculo do padrão de bits ON/OFF pelo circuito de análise de padrão
incorporado permite a computação da posição final à direita, posição central à esquerda e posição central do
campo magnético gerado pela fita guia.

CC + 10,8 a
V + 30 V Circuito
0V elétrico Saída final à esquerda Circuito de
saída Circuito de desvio
Circuito central
Entrada SEL1 Circuito final à direita
Entrada SEL2
Entrada do
comando de Circuito de análise do padrão Circuito da porta
ramificação

Circuito do interruptor

Elementos de detecção magnética

Fita guia

1. Modo à frente
O modo à frente é especificado em uma rota guia que não tem rotas de ramificação. No modo à frente, o centro
é calculado da posição final à esquerda e da posição final à direita do padrão de bits ON do interruptor de
detecção magnética. A tensão de saída do desvio de saída é determinada com base nesta posição.
O número de padrões de bit ON detectados pelo interruptor magnético varia, dependendo da distância
operacional do sensor guia até a fita guia e o ambiente magnético da rota de orientação.
Como o campo magnético gerado pela fita guia não é geralmente reto e vertical, mas possui uma forma de
balão, conforme mostrado no diagrama de padrão de bits (Consulte 10-89), o número de bits ON é alterado à
medida que a distância operacional entre o sensor guia e a fita guia torna-se mais próxima ou mais distante.
Entretanto, se o campo magnético gerado possuir simetria lateral, então a posição central é a mesma,
independentemente do número de bits ON.
Em outras palavras, a posição central pode ser detectada independentemente da distância operacional.
2. Modo de ramificação à direita
O dispositivo comuta no modo de ramificação à direita diretamente antes de uma rota de ramificação. O desvio
de saída é determinada pela posição final à direita do padrão de bits ON.
Entretanto, a saída não está ao longo da posição final à direita da fita guia, mas a posição a ½ caminho do
centro**** da largura da fita guia.
Ainda, como no modo de ramificação à direita somente a extremidade direita do padrão de bits ON é
monitorada, se houver uma mudança na distância operacional como no modo à frente, poderá ocorrer algum
deslocamento.
10-94

3. Modo de ramificação à esquerda


O dispositivo comuta no modo de ramificação à esquerda diretamente antes de uma rota de ramificação. A
desvio de saída é determinada pela posição final à esquerda do padrão de bits ON.
Entretanto, a saída não está ao longo da posição final à esquerda da fita guia, mas a posição a ½ caminho do
centro**** da largura da fita guia.
Ainda, como no modo de ramificação à direita somente a extremidade direita do padrão de bits ON é
monitorada, se houver uma mudança na distância operacional como no modo à frente, poderá ocorrer algum
deslocamento.
Porta de saída
A porta de saída é ativada (ON) mesmo que 1 dos 28 elementos de detecção magnética detectar ON.
Se o sensor guia vier para a esquerda ou para a direita a partir da fita guia, ou se o sensor mover-se
significativamente para for a da distância operacional correta e todos os elementos de detecção magnética forem
desativados, a saída do sensor da porta será desativada.
Também, uma vez que a porta de saída utiliza o mesmo circuito de análise de padrão que a saída do desvio, ela
não pode ser utilizada como uma detecção de falha operacional para o sensor guia.
10-95

Circuito de entrada e saída


Circuito de entrada do comando de ramificação SEL1 e SEL2

+ V (CC + 10,8 a + 30 V)

Conversor
SEL1
6 Preto
0V
Circuito de entrada (Azul) SEL2 é o mesmo

Circuito de desvio de saída

+ V (CC + 10,8 a + 30 V)

2
Desvio de saída
6 Preto
*Elemento de proteção contra 0V
sobrecarga (6,5 Ω máx. @23 °C)

Circuito de porta de saída

*Elemento de proteção 3 Verde


contra sobrecarga Porta de saída
(6,5 Ω máx. @23 °C) Vz = 33 V
6 Preto
0V
2SC2882Y ou
produto equivalente
10-96

Procedimento de Instalação
Ao instalar o sensor guia, instale-o em uma posição afastada das peças que não sejam a fita guia magnética que
gera um campo magnético (motores elétricos, freios eletromagnéticos, etc.).
Além disso, os suportes de montagem em ângulo utilizados devem ser de material não magnético.
Entretanto, se corpos magnéticos fortes tais como peças de ferro estiverem próximos da peça de fixação do sensor
guia, elas certamente prejudicarão a distribuição do fluxo magnético da fita magnética, afetando a precisão da
leitura. Nestes casos, garanta um espaço com pelo menos as dimensões mostradas na tabela abaixo.
Além disso, use parafusos não magnéticos para fixar o sensor guia.
Unidade: mm [pol.]
10-97

Dimensões externas do sensor guia


Unidade: mm [pol.]

6 pinos impermeáveis Cordão de 6 fios

Defletor de calor

Orifícios de montagem 2-ϕ5

Superfície
de detecção
10-98

Circuito interno

30 V máx. / 100 mA máx.

Fonte de alimentação 1 Vermelho

Carga
Saída de porta 2 Branco
Desvio 3 Marrom
CC + 10,8 a V + 30 V
Entrada SEL1 4 Azul

Entrada SEL2 5

Fonte de alimentação 6 Preto


Com possibilidade de entrada de ponto de contato

Pontos críticos durante o manuseio


• Encaminhe o cordão de entrada e saída corretamente. O encaminhamento incorreto da fiação pode destruir o
sensor guia.
• Use uma tensão de alimentação elétrica dentro da tensão de regulagem.
• Use um desvio de saída a uma saída porta de saída que estejam dentro da capacidade permitida.
• Considere que ruídos ou oscilação excessiva, etc., não são admitidos na um desvio de saída a uma saída porta
de saída e entrada do comando de ramificação (SEL1 e 2).
• Se o cordão de ligação de entrada estiver encaminhado com os cabos de alimentação elétrica e os cabos
elétricos motivos, existe a possibilidade de que sejam causadas irregularidades e, em alguns casos, isto pode
causar tensão instável na desvio de saída também. Portanto, tenha medidas em vigor para o cordão de entrada
no lado do dispositivo de entrada.
• Não fixe nenhuma fonte de campo magnético (motor, etc.) nas cercanias do sensor guia.
• Tome cuidado para não pressionar fortemente o cordão de entrada e saída, ou para enrolá-lo, uma vez que existe
um risco de partir um fio.
• Este produto é de construção impermeável IP67, entretanto a construção impermeável não foi utilizada nos
terminais do cordão de ligação, entretanto evite o uso no qual o dispositivo estará constantemente imerso.
• Seja cauteloso com produtos químicos e solventes (thinners, acetona, etc.), e gás corrosivo, uma vez que existe
o risco de que estes produtos possam deformar o alojamento e o cordão de ligação de entrada.
10-99

Sensor de endereço
INFORMAÇÕES GERAIS
O sensor de endereço contém 3 pares de sensores magnéticos altamente sensíveis que consistem de um elemento
de detecção de pólo N e um elemento de detecção de pólo S, que geram um sinal de relógio para um sinal de
dados de 6 bits e sincronização de leitura.
Quando um ímã de marca se aproxima do centro do sensor de endereço, cada elemento de detecção detecta
informações.
Quando os elementos do detector A e C em ambos os lados do leitor de marca mudarem para o estado ON, o sinal
de relógio será gerado e as informações de leitura de cada elemento de detecção serão geradas de acordo com a
sincronização deste sinal de relógio.
CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA

Seção do circuito do relógio


Saída do sinal do relógio
A. Saída do sinal do pólo N
A A. Saída do sinal do pólo S

B. Saída do sinal do pólo N

B B. Saída do sinal do pólo S

C. Saída do sinal do pólo N

C C. Saída do sinal do pólo S

Elementos Circuito do interruptor Seção do circuito de interface


de detecção
10-100

ESPECIFICAÇÕES
Item ESPECIFICAÇÕES
SMR-300H-I7C015P1
Tensão da alimentação elétrica CC + 24 V ± 10% Onda 1% ou menos
Consumo de corrente 150 mA Máx.
Faixa de umidade e temperatura -10 a + 50 °C [14°F a 122°F] • 30 a 90% LD
operacional (Nenhum congelamento ou condensação)
Faixa de umidade e temperatura de -20 a +60 °C [-4°F a 140°F] • 30 a 90% LD
armazenamento (Nenhum congelamento ou condensação)
Estrutura de proteção IP67 (Padrão IEC)
Ímã detectado SMG-300
Distância de operação 20 mm a 40 mm [0,79 a 1,57 pol.] ao usar SMG-300
Deslocamento do curso ± 10 mm ou menos [± 0,39 pol.]
Elemento de detecção de pólo N 0,6 a 0,7 mT *1
A-C
Sensibilidade Elemento de detecção de pólo S 0,6 a 0,7 mT *1
de detecção Elemento de detecção de pólo N 0,4 a 0,5 mT *1
B
Elemento de detecção de pólo S 0,4 a 0,5 mT *1
Tipo de saída Saída do coletor aberto do transistor (aberto normal)
Capacidade de Tensão máxima: CC + 30 V Tensão máxima de afundamento: 50 mA
Sinal de saída saída máx.
Tempo de resposta 1 ms ou menos
Circuito de saída Consulte o diagrama do circuito de saída
ESPECIFICAÇÕES ϕ7 cabo de par trançado multi****
Cordão de Comprimento do
150 mm [5,91 pol.]
saída cordão de ligação
Tipo de conector Conector impermeável de 10 pinos: Tyco AMP Econoseal, Série J *2
Peso 355 g [0,783 lb]
Resistência ao isolamento 100 MΩ Mín. (no alojamento e 0V ****, a CC 500 V Megavolts)

*1: No caso de polaridade de aproximação oposta, setecção irregular a aproximadamente 4 mT (40 G)


*2: Conector especificado pelo usuário.
Diagrama do circuito de saída
SAÍDA Relógio, diagrama de saída de dados
10-101

Conexões e cordão de saída


1. Cordão de saída
Cordão utilizado: 10 fios, Cordão de ligação de fios múltiplos
Processamento final: 10 pinos, conector impermeável (Tyco AMP)
2. Especificação do conector
Tyco AMP Econoseal, Série J *2
Alojamento : 174657-2
Placa de trava dupla : 174658-7
Contactor : 173600-1
Bujão de borracha : 172746-1

Diagrama dos conectores Pino nº Sinal de entrada e saída


1 CC + 24 V ± 10%
2 0V
3 Saída do sinal do relógio
4 A • Saída do sinal do pólo N
5 A • Saída do sinal do pólo S
6 B • Saída do sinal do pólo N
7 B • Saída do sinal do pólo S
8 C • Saída do sinal do pólo N
9 C • Saída do sinal do pólo S
10 N.C.

3. Conexão
O exemplo de conexão básico para o leitor de marcas é mostrado abaixo.
CC + 30 V / 50 mA Máx.
SMR-300H-I7C015P1
1

3
Carga
4
Carga
Circuito CC + 24 V
principal
0V
9
Carga

Nota:
Quando ou relé ou outra carga de indutância for usado, certifique-se de inserir um diodo para evitar a
tensão inversa e um eliminador de picos.
10-102

Fixação do leitor de marcas


1. Ambiente para fixação do leitor de marcas
Ao fixar o leitor de marcas, fixe-o em uma posição afastada de objetos que geram um campo magnético
(motores, etc.). Ademais, quando o ferro ou outros corpos magnéticos estiverem perto do leitor de marcas, a
distribuição do fluxo magnético é perturbada e a precisão dos detectores é afetada de maneira adversa. Em
tais casos, providencie um espaço com as dimensões mostradas na tabela abaixo ao redor da periferia do leitor
de marcas.
Os orifícios de montagem esquerdo e direito do leitor de marcas devem ser fixados em uma superfície plana e
macia.
Além disso, os suportes de montagem em ângulo utilizados devem ser de material não magnético (latão,
alumínio, SUS304, etc.).
Espaço periférico para o leitor de marcas quando a periferia inclui corpos magnéticos
d1 = 40 mm [1,57 pol.] ou mais, d2 = 20 mm [0,79 pol.] ou mais, d3 = 30 mm [1,18 pol.] ou mais

Suporte de montagem
Corpo magnético em ângulo Corpo magnético
Corpo não
magnético
d3

d2

d1 d1 d1 d1

2. Ângulo permitido para montagem do leitor de marcas


Fixe o leitor de marcas de modo a atender as seguintes condições.
θ1 = dentro de ± 1°, θ2 = dentro de ± 1°

Ímã detectado Ímã detectado


10-103

Dimensões externas do leitor de marcas


Unidade: mm [pol.]

Conector impermeável de 10 pinos


Cordão de ligação blindado de 10 fios ϕ7

Tubo do defletor de calor

Orifícios de montagem 2-ϕ5

Posição de Superfície
detecção de detecção

Circuito interno

CC + 30 V / 50 mA Máx.

Fonte de alimentação

Carga Carga Carga Carga

Saída do sinal do relógio


A • Saída do sinal do pólo N CC + 24 V ± 10
A • Saída do sinal do pólo S

C • Saída do sinal do pólo S


Fonte de alimentação
10-104

Pontos críticos durante o manuseio


• Ao conectar um relé ou outra carga de indutância na saída, insira um diodo para evitar a tensão inversa e eliminar
de picos na fonte.
• Encaminhe os fios no cordão de ligação de saída corretamente. A fiação incorreta pode destruir o leitor de
marcas.
• Tome cuidado para não pressionar fortemente o cordão de saída, ou para enrolá-lo, uma vez que existe um risco
de partir um fio.
• Se o cordão de ligação de saída for encaminhado junto com cabos elétricos ou de alimentação, isto pode causar
o funcionamento incorreto. Encaminhe-o separadamente.
• Não permita que linhas de alimentação que transportem fontes de campo magnético ou grandes quantidades de
corrente (motores, etc.), fiquem próximos da periferia do leitor de marcas.
• Este produto é de construção impermeável IP67, entretanto a construção impermeável não foi utilizada nos
terminais do cordão de ligação, portanto evite o uso no qual o dispositivo estará constantemente imerso.
• Seja cauteloso com produtos químicos e solventes (thinners, acetona, etc.), uma vez que existe o risco de que
estes produtos possam deformar o alojamento e o cordão de ligação.
10-105

Configuração de endereços para pontos de múltiplas paradas programadas


INFORMAÇÕES GERAIS
Os endereços de posição de parada são compostos dos ímãs dos
marcadores do pólo N e do pólo S e podem configurar 12 códigos
diferentes.

Ímãs do marcador
Os ímãs do marcador podem ter 2 valores (pólo N e pólo S) em
ambas as extremidades, e 3 valores (pólo N, pólo S e nenhum) no
centro.
Desta maneira, 2 × 3 × 2 = total de 12 códigos são configurados.
10-106

Ímã do marcador auxiliar


Marcador auxiliar pólo N
Os 3 valores da peça central são obtidos pelo pólo N, pólo S e
nenhum, entretanto no caso de nenhum, um campo magnético é
produzido a partir da influência do ímã adjacente e este pode
causar o funcionamento incorreto.
Os ímãs do marcador auxiliar trabalham para contraporem-se aos
campos magnéticos acima, evitando o funcionamento incorreto.

Marcador auxiliar pólo S

Tabela de números de códigos de endereços


Os ímãs do marcador estão na ordem A, B, C, quando a seta de
direção está voltada para a esquerda.
Os números dos códigos de endereço das placas magnéticas de
endereço e as combinações de ímãs de marcadores são
mostradas abaixo.
Disposição dos ímãs do
Código de endereço nº marcador
A B C
Símbolo de Nº1 N n N
Tipo Polaridade Cor
referência
Nº2 S – N
Ímãs do N N Amarelo
marcador Nº3 N N N
S S Verde
Ímã do n N Verde Nº4 N S S
marcador Nº 5 S S S
auxiliar s S Verde
Nº 6 S S N
Nº 7 N – S
Nº 8 S s S
Nº 9 N N S
Nº 10 S N S
Marcador de redução de velocidade N S N
10-107

Intervalo de disposição para as placas magnéticas dos endereços

300 mm [11,8 pol.] ou mais

Se as placas magnéticas dos endereços forem dispostas muito próximas, existe um risco de que o leitor de marcas
possa detectar falhas e placas magnéticas de endereços alternadas. Separe as placas 300 mm [11,8 pol.] ou mais,
conforme mostrado no desenho.
Desenho externo da placa magnética de endereços
Unidade: mm [pol.]

Orifícios de montagem 4-ϕ5

Ímãs laminados do marcador

Base SPC
10-108

Pontos críticos durante o manuseio


• Se um corpo magnético forte (placa de ferro, estrutura de ferro, etc.) estiver dentro de uma periferia de 300 mm
(11,8 pol.) da placa magnética do endereço, a distribuição da densidade do fluxo magnético será alterada.
Dependendo do grau de mudança na distribuição da densidade do fluxo magnético, o leitor da marca de parada
da série SMR300 poderá fazer a leitura incorretamente.
• Remova tais corpos magnéticos pelo menos 300 mm [11,8 pol.] da fita magnética também.
• Não instale a placa magnética do endereço na parte superior de uma placa de ferro. A influência do campo
magnético residual pode lever à detecção irregular. O mesmo se aplica quando existe uma estrutura de ferro
abaixo da superfície de instalação.
• Se um ímã (ímã com densidade de fluxo de superfície de 100 mT ou mais, chave de fenda magnética, etc.) for
deixado nas proximidades das placas magnéticas de endereços, existe um risco de que a distribuição da
densidade do fluxo magnético possa mudar.
• Se partículas de ferro, limalha de ferro ou outros corpos magnéticos forem fixados à superfície das placas
magnéticas de endereços, eles poderão influenciar a distribuição da densidade do fluxo magnético. Remova
periodicamente os objetos fixados.
• Um pequeno grau de dano parcial (arranhão ou amassamento) na película laminada da superfície não causará
problemas.
Entretanto, se a película laminada for perdida com o desgaste contínuo e, além disso, as dimensões da camada
magnética forem alteradas devido ao uso, a distribuição da densidade do fluxo magnético será afetada.
• Ao proteger mecanicamente a superfície da placa magnética de endereço, selecione um material não magnético.
• As placas não podem ser utilizadas em um ambiente onde ficarão expostas ao óleo de usinagem, óleo lubrificante
ou solventes (metanol, thinners, etc.). Se alguma destas substâncias entrar em contato com as placas, remova-a
rapidamente.
10-109

Sensor de parada
INFORMAÇÕES GERAIS
Unidade: mm [pol.]

Superfície
de detecção
Luz do mostrador de operação
10-110

ESPECIFICAÇÕES
Item Padrão
Tensão da alimentação
CC + 12 a 24 V Onda 1% ou menos
elétrica (Faixa de variação de
CC + 10 a 30 V
tensão)
Consumo de corrente 12 mA Máx.
Ajuste de sensibilidade de
0.8 mT ± 0,1 mT
detecção
Tipo de saída Coletor aberto NPN (tipo aberto normal)
Capacidade de saída CC 30V 30 mA Máx.
Tempo de resposta 0,3 ms ou menos
Objeto detectado Ímã (pólo S)
Histerese 0,03 mT Máx.
Proteção do circuito Conexão de alimentação elétrica inversa, oscilação de saída
Luz do Mostrador LED vermelho
Faixa de temperatura de -10 a + 50 °C [14 a 122 °F]
operação (Mas nenhum congelamento ou condensação)
Faixa de umidade de
10 a 90% LD
operação
Influência da temperatura 0,05 mT/10 °C ou menos
Resistência do isolamento DC 500 V 100 MΩ Mín. (Montagem externa em metal e seção energizada)
Tensão máxima CA 1000 V 1 min (Montagem externa em metal e seção energizada)
Vibração Resistência: 10 a 55 Hz Amplitude dupla 1,5 mm 2 vezes cada nas direções X,Y e Z
Choque 50 G 3 vezes nas direções X,Y e Z
Estrutura de proteção IP-65 ou produto equivalente
Torque de aperto da porca 0,78 N • m (8 kgf • cm) [0,58 pé • lbf]
Agente de travamento da
Recomendado: ThreeBond 1401
porca
5.1 flexível PVC/verde fosco
Cabo de entrada e saída
Estrutura do conductor: 17/0,16 (0,3 mm2 [00005 pol.2] ou produto equivalente)
Marrom: CC+
Descrição do cabo de
Azul: 0 V
entrada e saída
Preto: Saída

Especificação do conector
Conector 4P impermeável tipo 090 Sumitomo Wiring Systems

Diagrama dos conectores Pino nº Sinal de entrada e saída


1 CC + 24 V ± 10%
2 0V
3 Saída do sinal do relógio
4 A • Saída do sinal do pólo N
10-111

Diagrama de conexões

Marrom

Carga
Circuito de detecção

Preto
Magnético

Alimentação elétrica CC

Azul
10-112

Buzina de sinal
INFORMAÇÕES GERAIS

DIAGRAMA ELÉTRICO

ALIMEN
TAÇÃO
10-113

Procedimento de conexão da buzina de sinal

* Durante a instalação, observe a correspondência dos símbolos dos terminais da buzina de sinal com os símbolos
das etiquetas no lado do chicote.
10-114

REMOÇÃO-INSTALAÇÃO
Procedimento de Remoção

Buzina 1. Remova o anel isolante da cobertura.


de sinal

Cobertura

Anel isolante
2. Remova os parafusos de fixação da cobertura. (Dois
parafusos)

Parafuso

Parafuso

3. Remova a buzina de sinal com o suporte. (Quatro parafusos)


Suporte
Parafuso

Buzina
de sinal
4. Remova o chicote da buzina de sinal seguindo o
Buzina de sinal
procedimento abaixo.
(1) Remova a cobertura plástica.
(2) Remova o chicote.

Conector Cobertura plástica


10-115

5. Remova a buzina de sinal do suporte, seguindo o


procedimento abaixo.
Peças em
metal (1) Remova as peças de montagem em metal.
(2) Remova a buzina de sinal.
10-116

Interruptores e Lâmpadas
Detecção de curso

56550-40600-71

Chicote
Luz piloto (Branca)

Parada de emergência / falha do amortecedor / falha da direção

56590-02771-71

Fita vermelha
Parada de emergência Fita amarela

Falha do amortecedor
Fita azul Chicote

Falha da direção

Luz piloto (Vermelha)

Parada de Amortecedor DIREÇÃO


emergência

Disposição
dos terminais
10-117

Interruptor pronto
57440-40600-71

Chicote
Interruptor iluminado (Verde)

Disposição dos terminais


Interruptor de reinicialização

57420-40600-71

Chicote
Interruptor não iluminado (Amarelo)

Disposição dos terminais


10-118

Interruptor de seleção de endereços


57430-02771-71

Fita vermelha

Estágio superior do painel

Fita azul

Estágio inferior do painel


Interruptor iluminado (Branco)
SW1 SW2 Conectado
LED PLC
LED 24 V
SW N1
SW PLC

Disposição dos terminais

Luz do Visor com LED


mm [pol.]

Amarelo

Verm.

Branco

O (LED Amarelo) R (LED Vermelho)

Luzes
(Tensão nominal CA/CC 24 V) W (LED Branco) Y (Alimentação elétrica)
Chicote
10-119

Torre traseira
INFORMAÇÕES GERAIS
Especificação para a operação de aproximação e o deslocamento entre a operação de 2 pontos

Antena
Luz combinada traseira

Receptor
Luz do Visor com LED
Tampa dianteira

Tampa inferior

Interruptor de parada
de emergência

Interruptor de parada de emergência


10-120

Especificação de pontos de múltiplas paradas programadas

Antena
Luz combinada traseira

Receptor
Luz do Visor
Interruptor pronto com LED

Interruptor de seleção
de endereços Tampa inferior
Interruptor pronto

Interruptor de parada
de emergência
Interruptor pronto

Interruptor de parada
de emergência
10-121

Interruptor de parada de emergência

Número do
Cor da fiação
terminal
21 R
R (Enrolada com fita
22
preta)
13 O
14 Y
31 G-Y
O (Enrolada com fita
32
preta)
X2 B
X1 GR
10-122

REMOÇÃO-INSTALAÇÃO
1. Estacione o veículo sobre uma superfície plana e calce as
rodas.
2. Desconecte o conector da bateria.
3. Abra a tampa da bateria

4. Suspenda temporariamente a torre traseira.

Torre
traseira

5. Desconecte o chicote.

Torre traseira
Chicote

6. Remova os 6 parafusos de fixação da torre traseira.


Parafusos de fixação da torre traseira
10-123

7. Levante a torre traseira.


Torre traseira

8. Remova o suporte da torre traseira.


(Quatro parafusos)

Suporte da torre traseira


9. Remova a cobertura inferior.

Tampa inferior

10. Remova o interruptor de seleção de endereço.


Interruptor (Pontos de múltiplas paradas programadas)
de seleção Remova a tampa dianteira.
de (Para operação de aproximação e o deslocamento entre 2
endereços pontos)
10-124

11. Remova o receptor.

Receptor

12. Remova a antena.


Antena

Luz do Visor com LED 13. Remova a luz do mostrador LED.

14. Remova o interruptor de parada de emergência

Interruptor
de parada
de
emergência
10-125

Procedimento para configuração da frequência e do código do


receptor
Se um receptor complementar precisar ser configurado na frequência e código de um veículo devido ao receptor
original ter apresentado falha ou ter sido perdido, siga o procedimento abaixo.
Pontos críticos durante a operação de fixação
Certifique-se de observar os pontos a seguir para garantir a segurança ao realizar a fixação.
PERIGO:
Ao realizar a operação de fixação, certifique-se de que a energia do veículo esteja desligada.
Se a operação for realizada com a energia do veículo ativada, existe um risco de que o veículo comece a se
mover devido a uma transmissão não intencional da onda eletromagnética.
Além disso, as operações não podem ser realizadas com a bateria removida do transmissor, exceto para a
operação de inspeção após a fixação.
Proibido:
Não altere nenhuma configuração do inversor de sinal que não seja a frequência e o código do transmissor.
Existe um risco de que o deslocamento por controle remoto seja desabilitado, ou que possa ocorrer o
deslocamento não intencional.
Método para configurar a frequência e o código
1. Transmissor
(1) Desconecte o conector da bateria do veículo cuja frequência e código devam ser configurados, e remova
a chave.
(2) Remova a bateria do transmissor, remova os 4 parafusos do lado inverso do transmissor e remova a
tampa traseira.
(3) Configure o inversor de sinal do transmissor de acordo com a frequência e o código correspondentes,
consultando a Tabela de configuração de Frequência (Consulte 10-130) e a tabela de configuração do
Código (Consulte 10-132).
(4) Fixe novamente a tampa traseira do transmissor com os quatro parafusos e reinstale a bateria.
(5) Em um local seguro, ligue a energia do veículo e acione o transmissor para verificar se o veículo responde
corretamente aos comandos.
(Neste ponto, o fornecimento inicial de energia pode acionar o processamento da memória, de maneira
que o veículo pode não mover-se durante a primeira operação).
(6) Marque a frequência e o código configurados na placa de identificação utilizando uma caneta de
marcação indelével, de maneira que não possa ser apagada, e fixe a placa de identificação da tampa
traseira do transmissor.
2. Receptor
(1) Desconecte o conector da bateria do veículo cuja frequência e código devam ser configurados, e remova
a chave.
(2) Remova os 2 parafusos da parte dianteira do receptor e remova a tampa dianteira.
(3) Configure o inversor de sinal do receptor de acordo com a frequência e o código correspondentes,
consultando a Tabela de configuração Frequência (Consulte 10-130) e a tabela de configuração Código
(Consulte 10-132).
(4) Reinstale a tampa dianteira do receptor com os 2 parafusos.
(5) Em um local seguro, ligue e desligue a energia do veículo uma vez e, a seguir, ligando o veículo
novamente, acione o transmissor para verificar se o veículo responde corretamente aos comandos.
(Ligar e desligar a energia do veículo uma vez permite que o processamento de memória seja feito no
suprimento inicial de energia).
(6) Marque a frequência e o código configurados na placa de identificação utilizando uma caneta de
marcação indelével, de maneira que não possa ser apagada, e fixe a placa de identificação da tampa
traseira do receptor.
10-126

Tabela de frequência de especificação


Nº IV V
STD/OPT (código) STD OPT (E55D)
58535-40600-71 58545-40600-71
Nº do Transmissor
58735-40600-71 58745-40600-71
Nº do Receptor 58635-40600-71 58645-40600-71
Modem sem fio STD-302N-R-434 STD-302N-R-869
Faixa de frequência Faixa de 434 MHz Faixa de 869 MHz
Faixa de frequência 433,075 a 434,775 MHz 868,025 a 869,975 MHz
Número de canais 69 79
ETAPA 25 kHz 25 kHz
Número de códigos 8.192 8.192
Número de combinações 565.248 647.168
Inversor de Sinal de
7 Bit (Máx.128)
Frequência
Inversor de Frequência de
13 Bit (Máx.8,192)
Código
10-127

Configuração de frequência e código


Seção do inversor de sinal, configuração de frequência e código
Dentro do transmissor Dentro do receptor

Chicote
Placa de base

Módulo sem fio Bateria


de 9 V
Inversor Placa de base
de Sinal
Antena

Módulo sem
fio

Inversor de Sinal

Detalhes do inversor de sinal

Posição ON

Posição OFF

Seleção de freqüência, Inversor de sinal, seleção de código ID


Inversor de Sinal 14 Bit (13 Bit)
10-128

Transmissor – (Tampa traseira)

Plaqueta de identificação

Marque a frequência

Marque o nº do código
10-129

Receptor – (Tampa dianteira)

Plaqueta de identificação

Marque a
frequência

Marque o nº
do código
10-130

Inversor de Sinal, Tabela de configuração de frequência


IV
STD-302N-R 434 MHz configuração de frequência
(Transmissor: 58535-40600-71, 58735-40600-71) (Receptor: 58635-40600-71)

Configuração SW Configuração do Configuração SW Configuração do


Frequência (MHz) Frequência (MHz)
 canal  canal
 0 433,075  35 433,950
 1 433,100  36 433,975
 2 433,125  37 434,000
 3 433,150  38 434,025
 4 433,175  39 434,050
 5 433,200  40 434,075
 6 433,225  41 434,100
 7 433,250  42 434,125
 8 433,275  43 434,150
 9 433,300  44 434,175
 10 433,325  45 434,200
 11 433,50  46 434,225
 12 433,75  47 434,250
 13 433,400  48 434,275
 14 433,425  49 434,300
 15 433,450  50 434,325
 16 433,475  51 434,350
 17 433,500  52 434,375
 18 433,525  53 434,400
 19 433,550  54 434,425
 20 433,575  55 434,450
 21 433,600  56 434,475
 22 433,625  57 434,500
 23 433,650  58 434,525
 24 433,675  59 434,550
 25 433,700  60 434,575
 26 433,725  61 434,600
 27 433,750  62 434,625
 28 433,775  63 434,650
 29 433,800  64 434,675
 30 433,825  65 434,700
 31 433,850  66 434,725
 32 433,875  67 434,750
 33 433,900  68 434,775
 34 433,925

: ON : DESLIGADO
10-131

V
STD-302N-R 869 MHz configuração de frequência
(Transmissor: 58535-40600-71, 58735-40600-71) (Receptor: 58635-40600-71)

Configuração SW Configuração do Configuração SW Configuração do


Frequência (MHz) Frequência (MHz)
 canal  canal
 0 868,025  40 869,025
 1 868,050  41 869,050
 2 868,075  42 869,075
 3 868,100  43 869,100
 4 868,125  44 869,125
 5 868,150  45 869,150
 6 868,175  46 869,175
 7 868,200  47 869,200
 8 868,225  48 869,225
 9 868,250  49 869,250
 10 868,275  50 869,275
 11 868,300  51 869,300
 12 868,325  52 869,325
 13 868,350  53 869,350
 14 868,375  54 869,375
 15 868,400  55 869,400
 16 868,425  56 869,425
 17 868,450  57 869,450
 18 868,475  58 869,475
 19 868,500  59 869,500
 20 868,525  60 869,525
 21 868,550  61 869,550
 22 868,575  62 869,575
 23 868,600  63 869,600
 24 868,625  64 869,625
 25 868,650  65 869,650
 26 868,675  66 869,675
 27 868,700  67 869,700
 28 868,725  68 869,725
 29 868,750  69 869,750
 30 868,775  70 869,775
 31 868,800  71 869,800
 32 868,825  72 869,825
 33 868,850  73 869,850
 34 868,875  74 869,875
 35 868,900  75 869,900
 36 868,925  76 869,925
 37 868,950  77 869,950
 38 868,975  78 869,975
 39 869,000

: ON : OFF Não disponível


10-132

Inversor de Sinal, Tabela de configuração de código


Configuração SW
Código Observações
①②③④⑤⑥⑦⑧⑨⑩⑪⑫⑬⑭
 00000
 00001
 00002
 00003
 00004
 00005
 00006
 00007
 00008
 00009
 00010

 08191 Exportação (Máx. 8.192 tipos)****

: ON : DESLIGADO
11-1

APÊNDICE
Página
LISTA DE FERRAMENTAS ESPECIAIS (SST) ......................11-2
PADRÕES DE SERVIÇO.........................................................11-4
DIAGRAMAS DE CONEXÃO ..................................................11-7
DIAGRAMA ELÉTRICO ..........................................................11-9
DIAGRAMAS DOS CONECTORES ......................................11-13

11
11-2

LISTA DE FERRAMENTAS ESPECIAIS (SST)


Nome do Seção
Ilustr. Número da Peça
componente 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Extrator e
09310-10330-71 instalador da ○
contraporca

Extrator do
09320-23000-71 ○
rolamento

Extrator e
09340-10330-71 instalador da ○
contraporca

Instalador do
09410-40150-71 ○
rolamento

09420-40590-71 Porca do pinhão ○

Extrator do
09430-40590-71 ○
rolamento

09561-40590-71 Chicote em curto ○

Extrator e
instalador da
09510-31960-71 ○
mola de
retenção do freio

Extrator da
09700-30200-71 ferramenta do ○
pino elástico
11-3

Nome do Seção
Ilustr. Número da Peça
componente 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

09717-76001-71
Extrator da mola 0
de retorno da ○
(09717-20010)
sapata do freio 1
2
Extrator da mola
09718-76001-71
de retorno da ○
(09718-20010)
sapata do freio 3
4
09950-76013-71
(09950-40010)
Jogo de
extratores B
○ ○ ○ 5
6
09950-76018-71 Conjunto A do
○ ○ ○
7
(09950-60010) instalador
8
9
09950-76020-71 Jogo de cabos
○ ○ ○
(09950-70010) guia
10
11
Suporte da
25009-13200-71 ○
bateria
11-4

PADRÕES DE SERVIÇO
BATERIA
Item Todos os Modelos
Densidade específica após completar a recarga (referência)
1,280
(a 20ºC [68ºF])
Densidade específica após o término da descarga
(referência) 1,150
(a 20ºC [68ºF])
Tensão após o término da descarga V 42,5
Resistência do isolamento MΩ 1 ou mais

CONTROLADOR
Item Todos os Modelos
Controlador de Deslocamento
F1 (fusível para circuito de acionamento) A 175
F4 (fusível para circuito da lâmpada) A 10
F5 (fusível para circuito de controle) A 10
Resistência do isolamento (em 500 VDC) MΩ 10 ou mais
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [bt.pé]]
Terminal do cabo Padrão 7.8 a 11,8 (80 a 120) [5,79 a 8,69]

PEDAL DO ACELERADOR
Item 4CBT2R • 3R • 4CBTK4R
Pedal acionado ∞ Ω
Inspeção de continuidade do sensor de aceleração Ω
Pedal não acionado Continuidade

ACELERADOR
Item 4CBTY2R • K4R
Continuidade do interruptor de limite (faixa do testador x1k)
Veja P3-16 neste manual
Ω

INTERRUPTOR DO ASSOALHO
Item 4CBTY2R • K4R
Quantidade de saliência do interruptor do assoalho
25 [0,98]
mm [pol.]

MOTOR DE ACIONAMENTO
Item Todos os Modelos
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [bt.pé]]
Parafuso de ajuste do motor de acionamento Padrão 68,6 a 88,2 (700 a 900) [50,6 a 65,1]
11-5

EIXO DIANTEIRO
Item 4CBT2R • 3R• K4R 4CBTY2R • 4CBTYK4R
Pré-carga do cubo de roda dianteira (no
parafuso do cubo) Padrão 14,7 a 34,3 (1,5 a 3,5) 0
N (kgf)
Raio mínimo de rotação mm [pol.] 1600 [64,0] 1
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [lbf.pé]]
Porca castelo Padrão 29,4 a 49 (300 a 500) [21,7 a 36,2]
2

UNIDADE DE ACIONAMENTO E EIXO TRASEIRO


3
Item Todos os Modelos 4
Pré-carga da coroa N·m (kgf·cm) [lbf.pé] Padrão 0,49 a 0,99 (5,0 a 10,0) [0,4 a 0,7]
Folga entre o pinhão e a coroa
5
Padrão Padrão 0,10 a 0,15 [0,004 a 0,006]
mm [pol.]
Pré-carga do pinhão
6
Padrão 0,49 a 0,99 (5,0 a 10,0) [0,4 a 0,7]
N.m (kgf.cm) [lbF.pé]
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [lbf.pé]] 7
Parafuso de fixação do eixo traseiro Padrão 68,6 a 88,2 (700 a 899) [51 a 65]
8
Parafuso de ajuste da cobertura dianteira e
Padrão 20 a 30 (204 a 306) [14,8 a 22,1]
traseira
9
RODAS
10
Item Tamanho do pneu Pressão do pneu
Pneumática 3.50-5-6PR 700 kPa (7,0 kgf/cm²)
11
Frente
Rígido 3,50-5 —
Pneumática 4.00-8-6PR 700 kPa (7,0 kgf/cm²)
Traseira
Rígido 4,00-8 —
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [lbf.pé]]
Porca do cubo da roda
Padrão 34,0 a 68,6 (350 a 700) [25 a 51]
dianteira
Porca do cubo da roda traseira Padrão 88,2 a 156,8 (900 a 1600) [65,1 a 115,7]

DIREÇÃO
Item 4CBT2R • 3R • 4CBTK4R 4CBTY2R • 4CBTYK4R
Relação da caixa de direção 1:4 —
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [lbf.pé]]
25 a 45 (255 a 460) [18,4
Porca de fixação do volante de direção Padrão —
a 33,2]
Parafuso de ajuste da alavanca de 10 a 14 (102 a 142)
Padrão —
travamento de inclinação [7,4 a 10,3]
5 a 7 (50 a 70) 10 a 15 (102 a 153) [7,2
Parafuso de ajuste da junta universal Padrão
[3,6 a 5,0] a 10,8]
11-6

FREIO
4CBT2R • 3R •
Item 4CBTY2R • 4CBTYK4R
4CBTK4R
Freio de serviço
Padrão 20 [0,79]
Mola de ancoragem da sapata mm [pol.]
Limite 18 [0,71]
Padrão 30 [1,18]
Mola do atuador mm [pol.]
Limite 27 [1,06]
Padrão 81,7 [3,217]
Mola de retorno da sapata mm [pol.]
Limite Existe uma folga entre as bobinas
Padrão 20 [0,79]
Mola entre a torre e a sapata mm [pol.]
Limite 18 [0,71]
Padrão 60 [2,36]
Mola do ajustador mm [pol.]
Limite Existe uma folga entre as bobinas
Padrão 3,95 [0,156]
Espessura da lona de freio mm [pol.]
Limite 1,0 [0,04]
Folga entre o cilindro da roda e o pistão
Padrão 0,18 [0,007]
mm [pol.]

Diâmetro interno do tambor de freio Padrão 203,2 [8,00]


mm [pol.] Limite 205,0 [8,07]
Freio de estacionamento
Quantidade de dentes na operação da alavanca do freio
3a5
de estacionamento
Pedal do freio
Folga entre o painel do assoalho e o pedal
128 a 133 162 a 167
(com a almofada)
(5,03 a 5,24) (6,38 a 6,57)
mm [pol.]
Folga do pedal mm [pol.] 5 a 10 (0,2 a 0,39)
Margem de depressão remanescente do pedal
— 10 (0,39)
mm [pol.]
Folga da haste de empuxo mm [pol.] 1 a 2 (0,04 a 0,08)
Largura do cubo do freio eletromagnético
Padrão 27 [1,06]
entre os rebaixos mm [pol.]
Padrão 9,0 [0,35]
Espessura interna do disco mm [pol.]
Limite 7,8 [0,31]
Padrão 0,3 [0,012]
Folga mm [pol.]
Limite 0,6 [0,024]
Torque de aperto [N·m (kgf·cm) [lbf.pé]]
Parafuso de fixação do cilindro da roda Padrão 4,22 a 6,18 (43 a 63) [3,1 a 4,6]
Parafuso de ajuste do pedal de freio Padrão 29,4 a 44,1 (300 a 450) [21,7 a 32,6]
Porca de fixação do espelho Padrão 88,26 a 117,68 (900 a 1200) [65,1 a 86,8]
11-7

DIAGRAMAS DE CONEXÃO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R

Especificação Especificação
de pontos de de
múltiplas deslocamento
Interruptor da luz paradas entre dois
de advertência programadas pontos Largura do sensor
Largura do
sensor do tipo do tipo pronto (LE)
pronto (LE)

CONTACTOR
RESISTOR Deslizamento da bateria

PAINEL DO
CONTATOR

Função de parada em pontos de fixação múltiplos

UNIDADE DE
Aviso sonoro de marcha à frente/ré
CONTROLE DE
ACIONAMENTO

REMOVA A
Alarme de ré **** UNIDADE
DE Função de Função de deslocamento Especificação pontos de
múltiplas paradas
CONTROLE aproximação remota entre dois pontos programadas
Dispositivo de partida não
assistido remoto não especificado
Dispositivo de partida não assistido
remoto

* Quando a especificação com o dispositivo de partida não assistido remoto for selecionado,
o interruptor de partida para deslocamento entre a função de dois pontos e para na função
de pontos de múltiplas paradas programadas e estiverem ajustadas no controlador remoto.

especifica dispositivos OPT


11-8

4CBTY2R • 4CBTKY4R

Especificação
de pontos de Especificação de
múltiplas deslocamento
Interruptor da luz paradas entre dois
de advertência programadas pontos
Largura do sensor
Largura do sensor do tipo pronto (LE)
do tipo pronto (LE)

CONTACTOR
RESISTOR Deslizamento da bateria

PAINEL DO
CONTATOR

Função de parada em pontos de múltiplas paradas programadas

Aviso sonoro de marcha à frente/ré


UNIDADE DE
CONTROLE DE
ACIONAMENTO

REMOVA A
Alarme de ré **** UNIDADE
DE Função de Função de Especificação pontos de
deslocamento entre dois múltiplas paradas
CONTROLE aproximação remota
pontos programadas
Dispositivo de partida não assistido
remoto não especificado

Dispositivo de partida não assistido


remoto

* Quando a especificação com pontos de múltiplas paradas programadas não assistido


remoto for selecionado, o interruptor de partida para deslocamento entre a função de dois
pontos e para na pontos de múltiplas paradas programadas a ajuste estiverem ajustadas
no controlador remoto.
especifica dispositivos OPT
11-9

DIAGRAMA ELÉTRICO
4CBT2R • 3R • 4CBTK4R (STD)
Especificação de deslocamento Largura do sensor BAT BATERIA SSD1 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 1 LSB LIMITADOR DE CARGA, FREIO
entre dois pontos do tipo pronto SSD2 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 2 LSST LIMITADOR DE CARGA, LUZ DE FREIO
F1 FUSÍVEL, DESLOCAMENTO LSPB LIMITADOR DE CARGA, FREIO DE ESTACIONAMENTO
INTERRUPTOR LIMITADOR, LIMITADOR DA
F4 FUSÍVEL, LÂMPADA STMD SENSOR, TEMPERATURA, ACIONAMENTO LSBA
OPCIONAL: Redução de velocidade (para
deslocamento entre dois pontos, pontos de múltiplas
BATERIA
paradas programadas) Quando houver interruptor de
partida (E03D) não está ajustado F5 FUSÍVEL, CIRCUITO DE CONTROLE SOLB FREIO ELETRÔNICO LSD LIMITADOR DE CARGA, EMERGÊNCIA
MC CONTACTOR, CONTROLE
CONVERSOR DC- MOSTR.
MOSTRADOR COM LED MC1 CONTACTOR, CONTROLE Nº 1 SWM INTERRUPTOR, MODO
DC (24V) LED
MC2 CONTACTOR, CONTROLE Nº 2 SWL INTERRUPTOR, LUZES
AMD MOTOR, ACIONAMENTO SA SUPRESSOR DE SURTOS SWH INTERRUPTOR, BUZINA
INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À
DSF SWK INTERRUPTOR, CHAVE DE IGNIÇÃO
FRENTE
VRAD VARI-OHM, ACEL, ACIONAMENTO DSR INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ SWF INTERRUPTOR, PISCA-ALERTA
INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À SWHZ INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA
DSFO
UNIDADE PLC Nº 1 CU UNIDADE DE CONTROLE FRENTE OPCIONAL LH LÂMPADA DO FAROL
OPCIONAL: Especificação de parada DSBU INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ LT-L LANTERNA, TRASEIRA LE
LT-R LANTERNA, TRASEIRA LD
em pontos de fixação múltiplos
LST-L LUZ, FREIO (LE) SWEM-RR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SP SENSOR, FOTO
LST-R LUZ, FREIO LD SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SS SENSOR, PARADA
LBU-R LUZ, RÉ (LD) SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SADD SENSOR, ENDEREÇO
(APROXIMAÇÃO)

LF-L LUZ, LAMPEJADOR (LE) SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE)

DE TENÇAÕ)

MOVIMENTO
(ASSISTIDA)
RECEPTOR 1

RECEPTOR 2

RECEPTOR 3

RECEPTOR 4

(CIRCUITO

(PARTIDA)
(PARTIDA)

LF-R LUZ, LAMPEJADOR (LD) BZ SINAL SONORO


(BUZINA)

(FALHA)
(FREIO)

(ERRO)

INICIAL
CH 1

CH 2

CH 3

CH 4
L-LR LUZ, LAMPEJADOR (LE, TRASEIRO) LSRM INTERRUPTOR LIMITADOR, MODO REMOTO

W
R

Y
L-RR LUZ, LAMPEJADOR (LD, TRASEIRO) H BUZINA LSW-R INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LD
LR LUZ, GIRATÓRIA LSW-L INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LE
CHI AVISO SONORO LSBMP-R INTERRUPTOR LIMITADOR, AMORTECEDOR, LD
FRY RELÉ, INDICADOR DE DIREÇÃO LSBMP-L INTERRUPTOR LIMITADOR, AMORTECEDOR, LE
UNIDADE PLC Nº 2 CHMCR CONECTOR DO AVISO SONORO, MARCHA A RÉ
LEM LUZ, EMERGÊNCIA
LRDY LUZ, PRONTA HM HORÍMETRO
HM-ST CONECTOR DO HORÍMETRO, PARTIDA
CIRCUITO DE FÊMEA RECEPTOR
CONTROLE

SWRDY-R INTERRUPTOR, PRONTO (LD) SWST-1 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 1 LCD LÂMPADA, DETECÇÃO DE CURSO
SWRDY-L INTERRUPTOR, PRONTO (LE) SWST-2 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 2 LSF LÂMPADA, FALHA DA DIREÇÃO
SWRE INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO SWST-3 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 3 LBF LÂMPADA, FALHA DO AMORTECEDOR
SWST-R INTERRUPTOR, PARTIDA (LD) SWST-4 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 4 LEM LUZ, PARADA DE EMERGÊNCIA
UNIDADE PLC Nº 3 SWST-L INTERRUPTOR, PARTIDA (LE) SWST-5 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 5 LRDY-R LUZ, PRONTA (LD)
SWST-6 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 6 LRDY-L LUZ, PRONTA (LE)
SWEM-RR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SWST-7 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 7
SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SWST-8 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 8 LLED LUZ, SINAL DO LED
SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SWST-9 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 9
SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE) SWST-10 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 10
OPCIONAL: Especificação
pontos de múltiplas
paradas programadas SWST-R INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO DE ESTAÇÃO

LST-1 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 1 RY1 RELÉ Nº 1 FÊMEA RECEPTOR


LST-2 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 2 RY2 RELÉ Nº 1
LST-3 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 3 RY3 RELÉ Nº 3 STM MOTOR DA DIREÇÃO
LST-4 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 4 RY4 RELÉ Nº 4
LST-5 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 5 RY5 RELÉ Nº 5 STC CONTROLADOR DA DIREÇÃO
OPC: Bateria roll-out**** LST-6 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 6
LST-7 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 7 RYEM RELÉ, EMERGÊNCIA MGS SENSOR MAGNÉTICO
LST-8 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 8 T LP LANTERNA
LST-9 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 9 TRY RELÉ, LANTERNA TRASEIRA SRU UNIDADE DO RELÉ DE SEGURANÇA
OPCIONAL: Interruptor LST-10 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 10 HRY RELÉ, FAROL
de advertência HS INTERRUPTOR, FAROL CP1 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 1
CP2 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 2
HS BUZINA, SINAL

Função de aproximação Função de deslocamento Função de parada em pontos de


remota entre dois pontos múltiplas paradas programadas

Dispositivo de partida não assistido remoto


não especificado

Dispositivo de partida não assistido remoto

* Quando a especificação com o dispositivo de partida não assistido remoto for selecionado, o
interruptor de partida para deslocamento entre a função de dois pontos e para na pontos de múltiplas
paradas programadas estiverem ajustadas no controlador remoto.

OPC: Alarme de ré **** OPC: Aviso sonoro de marcha à frente e ré


especifica dispositivos OPT
11-10

4CBT2R • 3R • 4CBTK4R (Especificação de locomoção entre dois pontos, pontos de múltiplas paradas programadas)
Especificação de deslocamento Largura do sensor do
entre dois pontos tipo pronto BAT BATERIA SSD1 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 1 LSB LIMITADOR DE CARGA, FREIO
SSD2 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 2 LSST LIMITADOR DE CARGA, LUZ DE FREIO
OPCIONAL: Redução de velocidade (para
F1 FUSÍVEL, DESLOCAMENTO LSPB LIMITADOR DE CARGA, FREIO DE ESTACIONAMENTO
deslocamento entre dois pontos, pontos de
múltiplas paradas programadas) Quando houver F4 FUSÍVEL, LÂMPADA STMD SENSOR, TEMPERATURA, ACIONAMENTO LSBA INTERRUPTOR LIMITADOR, LIMITADOR DA BATERIA
interruptor de partida (E03D) não está ajustado
F5 FUSÍVEL, CIRCUITO DE CONTROLE SOLB FREIO ELETRÔNICO LSD LIMITADOR DE CARGA, EMERGÊNCIA
MC CONTACTOR, CONTROLE
CONVERSOR DC-
DC (24V) MOSTR.
MOSTRADOR COM LED MC1 CONTACTOR, CONTROLE Nº 1 SWM INTERRUPTOR, MODO
LED
MC2 CONTACTOR, CONTROLE Nº 2 SWL INTERRUPTOR, LUZES
AMD MOTOR, ACIONAMENTO SA SUPRESSOR DE SURTOS SWH INTERRUPTOR, BUZINA
INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À
DSF SWK INTERRUPTOR, CHAVE DE IGNIÇÃO
FRENTE
VRAD VARI-OHM, ACEL, ACIONAMENTO DSR INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ SWF INTERRUPTOR, PISCA-ALERTA
UNIDADE PLC Nº 1 DSFO
INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À SWHZ INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA
CU UNIDADE DE CONTROLE FRENTE OPCIONAL LH LÂMPADA DO FAROL
OPCIONAL: Especificação pontos DSBU INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ LT-L LANTERNA, TRASEIRA LE
de múltiplas paradas programadas
LT-R LANTERNA, TRASEIRA LD

LST-L LUZ, FREIO (LE) SWEM-RR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SP SENSOR, FOTO
LST-R LUZ, FREIO LD SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SS SENSOR, PARADA
LBU-R LUZ, RÉ (LD) SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SADD SENSOR, ENDEREÇO
(APROXIMAÇÃO)

(MOVIMENTO)
(CIRCUITO DE
RECEPTOR 1

RECEPTOR 2

RECEPTOR 3

RECEPTOR 4

LF-L LUZ, LAMPEJADOR (LE) SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE)

ASSISTIDA)

(PARTIDA)
(PARTIDA)

(BUZINA)

(INICIAL)
TENSÃO)
(FREIO)

(FALHA)
(FALHA)
LF-R LUZ, LAMPEJADOR (LD) BZ SINAL SONORO

(NÃO

CH 1

CH 2

CH 3

CH 4
W
R

Y
L-LR LUZ, LAMPEJADOR (LE, TRASEIRO) LSRM INTERRUPTOR LIMITADOR, MODO REMOTO
L-RR LUZ, LAMPEJADOR (LD, TRASEIRO) H BUZINA LSW-R INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LD
LR LUZ, GIRATÓRIA LSW-L INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LE
CHI AVISO SONORO LSBMP-R INTERRUPTOR LIMITADOR, AMORTECEDOR, LD
UNIDADE PLC Nº 2 FRY RELÉ, INDICADOR DE DIREÇÃO LSBMP-L INTERRUPTOR LIMITADOR, AMORTECEDOR, LE
CHMCR CONECTOR DO AVISO SONORO, MARCHA A RÉ
LEM LUZ, EMERGÊNCIA
LRDY LUZ, PRONTA HM HORÍMETRO
HM-ST CONECTOR DO HORÍMETRO, PARTIDA
FÊMEA RECEPTOR

SWRDY-R INTERRUPTOR, PRONTO (LD) SWST-1 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 1 LCD LÂMPADA, DETECÇÃO DE CURSO
SWRDY-L INTERRUPTOR, PRONTO (LE) SWST-2 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 2 LSF LÂMPADA, FALHA DA DIREÇÃO
SWRE INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO SWST-3 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 3 LBF LÂMPADA, FALHA DO AMORTECEDOR
SWST-R INTERRUPTOR, PARTIDA (LD) SWST-4 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 4 LEM LUZ, PARADA DE EMERGÊNCIA
UNIDADE PLC Nº 3 SWST-L INTERRUPTOR, PARTIDA (LE) SWST-5 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 5 LRDY-R LUZ, PRONTA (LD)
SWST-6 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 6 LRDY-L LUZ, PRONTA (LE)
SWEM-RR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SWST-7 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 7
SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SWST-8 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 8 LLED LUZ, SINAL DO LED
SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SWST-9 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 9
OPCIONAL: Especificação SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE) SWST-10 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 10
pontos de múltiplas paradas
programadas
SWST-R INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO DE ESTAÇÃO

LST-1 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 1 RY1 RELÉ Nº 1 FÊMEA RECEPTOR


LST-2 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 2 RY2 RELÉ Nº 1
LST-3 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 3 RY3 RELÉ Nº 3 STM MOTOR DA DIREÇÃO
LST-4 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 4 RY4 RELÉ Nº 4
OPCIONAL: Bateria roll-out**** LST-5 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 5 RY5 RELÉ Nº 5 STC CONTROLADOR DA DIREÇÃO
LST-6 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 6
LST-7 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 7 RYEM RELÉ, EMERGÊNCIA MGS SENSOR MAGNÉTICO
LST-8 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 8 T LP LANTERNA
OPCIONAL: Interruptor LST-9 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 9 TRY RELÉ, LANTERNA TRASEIRA SRU UNIDADE DO RELÉ DE SEGURANÇA
de advertência LST-10 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 10 HRY RELÉ, FAROL
HS INTERRUPTOR, FAROL CP1 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 1
CP2 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 2
HS BUZINA, SINAL

Função de aproximação Função de deslocamento Função de parada em pontos


remota entre dois pontos de múltiplas paradas
programadas
Dispositivo de partida não assistido
remoto não especificado

Dispositivo de partida não assistido


remoto

* Quando a especificação com o dispositivo de partida não assistido remoto for selecionado, o
interruptor de partida para deslocamento entre a função de dois pontos e para na função de pontos
múltiplos estiverem ajustadas no controlador remoto.

OPCIONAL: Alarme de ré **** OPCIONAL: Aviso sonoro de marcha à frente e ré


especifica dispositivos OPT
11-11

4CBTY2R • 4CBTKY4R (STD)


Especificação de deslocamento Largura do sensor do BAT BATERIA SSD1 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 1 LSB LIMITADOR DE CARGA, FREIO
entre dois pontos tipo pronto SSD2 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 2 LSST LIMITADOR DE CARGA, LUZ DE FREIO
LIMITADOR DE CARGA, FREIO DE
F1 FUSÍVEL, DESLOCAMENTO LSPB
ESTACIONAMENTO
INTERRUPTOR LIMITADOR, LIMITADOR DA
F4 FUSÍVEL, LÂMPADA STMD SENSOR, TEMPERATURA, ACIONAMENTO LSBA
BATERIA
F5 FUSÍVEL, CIRCUITO DE CONTROLE SOLB FREIO ELETRÔNICO LSD LIMITADOR DE CARGA, EMERGÊNCIA
MC CONTACTOR, CONTROLE
DC- CD
CONVERSOR (24V) MOSTR.
MOSTRADOR COM LED MC1 CONTACTOR, CONTROLE Nº 1 SWM INTERRUPTOR, MODO
LED
Próxima detecção 1 MC2 CONTACTOR, CONTROLE Nº 2 SWL INTERRUPTOR, LUZES
(OSSD1)****
AMD MOTOR, ACIONAMENTO SA SUPRESSOR DE SURTOS SWH INTERRUPTOR, BUZINA
Próxima detecção 1
(OSSD2)**** INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À
DSF SWK INTERRUPTOR, CHAVE DE IGNIÇÃO
Detecção distal 1**** FRENTE
VRAD VARI-OHM, ACEL, ACIONAMENTO DSR INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ SWF INTERRUPTOR, PISCA-ALERTA
ERR
UNIDADE PLC Nº 1 INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À SWHZ INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA
DSFO
Função de pontos de múltiplas CU UNIDADE DE CONTROLE FRENTE OPCIONAL LH LÂMPADA DO FAROL
paradas programadas DSBU INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ LT-L LANTERNA, TRASEIRA LE
LT-R LANTERNA, TRASEIRA LD

LST-L LUZ, FREIO (LE) SWEM-RR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SP SENSOR, FOTO
LST-R LUZ, FREIO LD SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SS SENSOR, PARADA
(APROXIMAÇÃO)

LBU-R LUZ, RÉ (LD) SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SADD SENSOR, ENDEREÇO
(CIRCUITO DE
RECEPTOR 1

RECEPTOR 2

RECEPTOR 3

RECEPTOR 4

(MOVIMENTO)
ASSISTIDA)
(PARTIDA)

(BUZINA)

(PARTIDA)

LF-L LUZ, LAMPEJADOR (LE) SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE)


(FREIO)

(FALHA)

(INICIAL)
(FALHA)
(NÃO

CH 1

CH 2

CH 3

CH 4

LF-R LUZ, LAMPEJADOR (LD) BZ SINAL SONORO


W
R

INTERRUPTOR LIMITADOR, MODO


L-LR LUZ, LAMPEJADOR (LE, TRASEIRO) LSRM
REMOTO
L-RR LUZ, LAMPEJADOR (LD, TRASEIRO) H BUZINA LSW-R INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LD
LR LUZ, GIRATÓRIA LSW-L INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LE
UNIDADE PLC Nº 2 INTERRUPTOR LIMITADOR,
CHI AVISO SONORO LSBMP-R
AMORTECEDOR, LD
INTERRUPTOR LIMITADOR,
FRY RELÉ, INDICADOR DE DIREÇÃO LSBMP-L
AMORTECEDOR, LE
CONTROLE CHMCR CONECTOR DO AVISO SONORO, MARCHA A RÉ
DO CIRCUITO
LEM LUZ, EMERGÊNCIA
LRDY LUZ, PRONTA HM HORÍMETRO
EXCETO
LÂMPADA, OPS HM-ST CONECTOR DO HORÍMETRO, PARTIDA
OPS
FÊMEA RECEPTOR
UNIDADE PLC Nº 3
SWRDY-R INTERRUPTOR, PRONTO (LD) SWST-1 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 1 LCD LÂMPADA, DETECÇÃO DE CURSO
SWRDY-L INTERRUPTOR, PRONTO (LE) SWST-2 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 2 LSF LÂMPADA, FALHA DA DIREÇÃO
SWRE INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO SWST-3 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 3 LBF LÂMPADA, FALHA DO AMORTECEDOR
SWST-R INTERRUPTOR, PARTIDA (LD) SWST-4 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 4 LEM LUZ, PARADA DE EMERGÊNCIA
SWST-L INTERRUPTOR, PARTIDA (LE) SWST-5 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 5 LRDY-R LUZ, PRONTA (LD)
SWST-6 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 6 LRDY-L LUZ, PRONTA (LE)
Especificação de pontos de
SWEM-RR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SWST-7 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 7
múltiplas paradas programadas
SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SWST-8 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 8 LLED LUZ, SINAL DO LED
SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SWST-9 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 9
SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE) SWST-10 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 10

SWST-R INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO DE ESTAÇÃO

Bateria roll-out**** LST-1 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 1 RY1 RELÉ Nº 1 FÊMEA RECEPTOR


LST-2 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 2 RY2 RELÉ Nº 1
LST-3 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 3 RY3 RELÉ Nº 3 STM MOTOR DA DIREÇÃO
LST-4 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 4 RY4 RELÉ Nº 4
LST-5 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 5 RY5 RELÉ Nº 5 STC CONTROLADOR DA DIREÇÃO
LST-6 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 6
Interruptor de advertência
LST-7 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 7 RYEM RELÉ, EMERGÊNCIA MGS SENSOR MAGNÉTICO
LST-8 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 8
UNIDADE DO RELÉ DE SEGURANÇA Nº
LST-9 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 9 SRY RELÉ, SEGURANÇA SRU 1
1
UNIDADE DO RELÉ DE SEGURANÇA Nº
LST-10 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 10 SRU 2
2
T LP LANTERNA CP1 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 1
TRY RELÉ, LANTERNA TRASEIRA CP2 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 2
HS BUZINA, SINAL HRY RELÉ, FAROL
HS INTERRUPTOR, FAROL
MOSTR.
LED

Função de pontos de múltiplas Função de deslocamento entre


Função de aproximação remota
paradas programadas dois pontos
Dispositivo de partida não assistido
remoto não especificado
—  
Dispositivo de partida não assistido
remoto
— x x
Alarme de ré **** Aviso sonoro de marcha à frente e ré
* Quando a especificação com o dispositivo de partida não assistido remoto for selecionado, o interruptor de partida para
deslocamento entre a função de dois pontos e para na função de pontos múltiplos estiverem ajustadas no controlador remoto.
especifica dispositivos OPT
11-12

4CBTY2R • 4CBTKY4R (Especificação de locomoção entre dois pontos, pontos de múltiplas paradas programadas )
Função de deslocamento entre BAT BATERIA SSD1 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 1 LSB LIMITADOR DE CARGA, FREIO
dois pontos Largura do sensor do tipo pronto SSD2 SENSOR, VELOCIDADE, ACIONAMENTO 2 LSST LIMITADOR DE CARGA, LUZ DE FREIO
LIMITADOR DE CARGA, FREIO DE
F1 FUSÍVEL, DESLOCAMENTO LSPB
ESTACIONAMENTO
OPCIONAL: Redução de velocidade (para INTERRUPTOR LIMITADOR, LIMITADOR
deslocamento entre dois pontos, pontos de F4 FUSÍVEL, LÂMPADA STMD SENSOR, TEMPERATURA, ACIONAMENTO LSBA
múltiplas paradas programadas) Quando houver DA BATERIA
interruptor de partida (E03D) não está ajustado
F5 FUSÍVEL, CIRCUITO DE CONTROLE SOLB FREIO ELETRÔNICO LSD LIMITADOR DE CARGA, EMERGÊNCIA
MC CONTACTOR, CONTROLE
DC-DC
CONVERSOR (24V) MOSTR.
MOSTRADOR COM LED MC1 CONTACTOR, CONTROLE Nº 1 SWM INTERRUPTOR, MODO
LED
MC2 CONTACTOR, CONTROLE Nº 2 SWL INTERRUPTOR, LUZES
Próxima detecção 1
(OSSD1)****
AMD MOTOR, ACIONAMENTO SA SUPRESSOR DE SURTOS SWH INTERRUPTOR, BUZINA
INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À
Próxima detecção 1 DSF FRENTE SWK INTERRUPTOR, CHAVE DE IGNIÇÃO
(OSSD2)****
CIRCUITO Detecção distal 1**** VRAD VARI-OHM, ACEL, ACIONAMENTO DSR INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ SWF INTERRUPTOR, PISCA-ALERTA
DE
INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À SWHZ INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA
UNIDADE PLC Nº 1 ERR DSFO
CU UNIDADE DE CONTROLE FRENTE OPCIONAL LH LÂMPADA DO FAROL
Especificação de pontos de
DSBU INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHAS, À RÉ LT-L LANTERNA, TRASEIRA LE
múltiplas paradas programadas
LT-R LANTERNA, TRASEIRA LD

SWEM-
LST-L LUZ, FREIO (LE) INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD, TRASEIRO) SP SENSOR, FOTO
RR
LST-R LUZ, FREIO LD SWEM-LR INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE, TRASEIRO) SS SENSOR, PARADA
(NÃO ASSISTIDA)
(APROXIMAÇÃO)

(MOVIMENTO)
(CIRCUITO DE
RECEPTOR 1

RECEPTOR 2

RECEPTOR 3

RECEPTOR 4

LBU-R LUZ, RÉ (LD) SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SADD SENSOR, ENDEREÇO
(PARTIDA)
(PARTIDA)

TENSÃO)
(BUZINA)

(INICIAL)
(FALHA)
(FALHA)
(FREIO)

LF-L LUZ, LAMPEJADOR (LE) SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE)


CH 1

CH 2

CH 3

CH 4
W
R

LF-R LUZ, LAMPEJADOR (LD) BZ SINAL SONORO


INTERRUPTOR LIMITADOR, MODO
L-LR LUZ, LAMPEJADOR (LE, TRASEIRO) LSRM
REMOTO
L-RR LUZ, LAMPEJADOR (LD, TRASEIRO) H BUZINA LSW-R INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LD
LR LUZ, GIRATÓRIA LSW-L INTERRUPTOR LIMITADOR, LARGURA, LE
UNIDADE PLC Nº 2 INTERRUPTOR LIMITADOR,
CHI AVISO SONORO LSBMP-R
AMORTECEDOR, LD
INTERRUPTOR LIMITADOR,
FRY RELÉ, INDICADOR DE DIREÇÃO LSBMP-L
AMORTECEDOR, LE
CIRCUITO DE CHMCR CONECTOR DO AVISO SONORO, MARCHA A RÉ
CONTROLE
LEM LUZ, EMERGÊNCIA
LRDY LUZ, PRONTA HM HORÍMETRO
HM-ST CONECTOR DO HORÍMETRO, PARTIDA
FÊMEA RECEPTOR

UNIDADE PLC Nº 3 SWRDY-


INTERRUPTOR, PRONTO (LD) SWST-1 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 1 LCD LÂMPADA, DETECÇÃO DE CURSO
R
SWRDY-L INTERRUPTOR, PRONTO (LE) SWST-2 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 2 LSF LÂMPADA, FALHA DA DIREÇÃO
SWRE INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO SWST-3 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 3 LBF LÂMPADA, FALHA DO AMORTECEDOR
SWST-R INTERRUPTOR, PARTIDA (LD) SWST-4 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 4 LEM LUZ, PARADA DE EMERGÊNCIA
SWST-L INTERRUPTOR, PARTIDA (LE) SWST-5 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 5 LRDY-R LUZ, PRONTA (LD)
Especificação pontos de SWST-6 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 6 LRDY-L LUZ, PRONTA (LE)
múltiplas paradas programadas SWEM- INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD,
SWST-7 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 7
RR TRASEIRO)
SWEM- INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE,
SWST-8 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 8 LLED LUZ, SINAL DO LED
LR TRASEIRO)
SWEM-R INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LD) SWST-9 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 9
SWEM-L INTERRUPTOR, EMERGÊNCIA (LE) SWST-10 INTERRUPTOR, ESTAÇÃO Nº 10

SWST-R INTERRUPTOR, REINICIALIZAÇÃO DE ESTAÇÃO

LST-1 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 1 RY1 RELÉ Nº 1 FÊMEA RECEPTOR


Bateria roll-out****
LST-2 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 2 RY2 RELÉ Nº 1
LST-3 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 3 RY3 RELÉ Nº 3 STM MOTOR DA DIREÇÃO
LST-4 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 4 RY4 RELÉ Nº 4
LST-5 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 5 RY5 RELÉ Nº 5 STC CONTROLADOR DA DIREÇÃO
OPCIONAL: Interruptor LST-6 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 6
de advertência LST-7 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 7 RYEM RELÉ, EMERGÊNCIA MGS SENSOR MAGNÉTICO
LST-8 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 8
LST-9 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 9 SRY RELÉ, SEGURANÇA SRU 1 UNIDADE DO RELÉ DE SEGURANÇA Nº 1
LST-10 LÂMPADA, ESTAÇÃO Nº 10 SRU 2 UNIDADE DO RELÉ DE SEGURANÇA Nº 2
T LP LANTERNA CP1 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 1
TRY RELÉ, LANTERNA TRASEIRA CP2 PROTETOR DE CIRCUITO Nº 2
HS BUZINA, SINAL HRY RELÉ, FAROL
HS INTERRUPTOR, FAROL

MOSTR Função de aproximação Função de pontos de múltiplas Função de deslocamento


. LED
remota paradas programadas entre dois pontos
Dispositivo de partida não
assistido remoto não especificado
—  
Dispositivo de partida não
assistido remoto
— x x
* Quando a especificação com o dispositivo de partida não assistido remoto for selecionado, o interruptor de partida para deslocamento entre a
Alarme de ré **** Aviso sonoro de marcha à frente e ré função de dois pontos e para na função de pontos de múltiplas paradas programadas estiverem ajustadas no controlador remoto.

especifica dispositivos OPT


11-13

DIAGRAMAS DOS CONECTORES


4CBT2R • 3R • 4CBTK4R (Especificação de operação de aproximação)
CN1: Mostrador CN8: Interruptor do Sinalizador e Luz
MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA

CN3: Interruptor da buzina


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN5: Interruptor da Luz de freio

MACHO FÊMEA

CN9: Interruptor da direção


MACHO

CN6: Interruptor do freio

MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-14

CN12: Relé do lampejador CN18: Alarme de ré ****

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN26: Sensor de aceleração


CN13: Interruptor de advertência

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN14: Faróis

CN28: Sensor de aceleração

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN15: Interruptor de estacionamento

MACHO FÊMEA
CN29: Interruptor de ignição

MACHO FÊMEA
CN16: Interruptor Modo

MACHO FÊMEA

CN34: Luz combinada (traseira direita)****

CN17: Aviso sonoro de marcha à frente e ré

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-15

CN41: Diodo CN52: Termo-sensor

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN53: Sensor de velocidade do veículo nº 1


CN42: Chicote do Interruptor do banco

FÊMEA MACHO FÊMEA


MACHO

CN54: Sensor de velocidade do veículo nº 2


CN43: Interruptor do limitador da bateria

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN45: Relé do farol

MACHO FÊMEA

CN46: Relé da lanterna traseira

MACHO FÊMEA

CN50: Lâmpada estroboscópica

MACHO FÊMEA
11-16

CN101: Controlador de locomoção Nº 1 CN102: Controlador de locomoção Nº 2


MACHO FÊMEA

FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN120: Conexão do chicote FR Nº 1

MACHO FÊMEA
11-17

CN123: Conexão do chicote FR Nº 2 CN134: RR combinação (LD, traseira)

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN137: Painel do contactor nº 2

MACHO FÊMEA
CN124: Conexão do chicote FR nº 3

CN140: Apagar erro

MACHO FÊMEA

FÊMEA

CN141: Diag. ****


CN131: Chicote do freio eletromagnético

FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN133: Combinação (LE, traseira)

MACHO FÊMEA
11-18

CN150: Chicote do painel de instrumentos nº 1 (LD) CN211: Interruptor do amortecedor (LD)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN216: Sensor de parada

MACHO FÊMEA

CN151: Chicote do painel de instrumentos nº 2 (LD)

CN217: Sensor de endereço

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN152: Fusível

MACHO FÊMEA
CN218: Sensor guia

MACHO FÊMEA
CN210: Interruptor do amortecedor (LE)

MACHO FÊMEA
11-19

CN220: Sinal da buzina CN249: Sensor de obstáculo

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN221: Sensor de largura, LE

MACHO FÊMEA
CN250: Painel de instrumentos nº 1 (LE)

CN222: Sensor de largura, LD


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN226: Interruptor retrátil

MACHO FÊMEA
CN251: Interruptor Reinicialização

MACHO FÊMEA
CN228: Chicote do eixo FR nº 2

MACHO FÊMEA CN252: Interruptor Pronto

CN231: Freio eletromagnético FÊMEA


MACHO

MACHO FÊMEA
11-20

CN253: Lâmpada de detecção de curso CN259: Painel de instrumentos nº 2 (LE)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN254: Luz de advertência

CN260: Chicote do eixo FR


MACHO FÊMEA MACHO

FÊMEA

CN256: Interruptor parada de emergência (LD)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN257: Interruptor parada de emergência (LE)

MACHO FÊMEA

CN258: Motor da direção

MACHO FÊMEA
11-21

CN261: Chicote do amortecedor CN274: Receptor


MACHO

MACHO FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN275: Interruptor parada de emergência (LE), RR

MACHO FÊMEA

CN262: Conexão do chicote FR

MACHO CN276: Interruptor parada de emergência (LD), RR


FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN272: Interruptor de Locomoção entre dois pontos (LD)

MACHO FÊMEA

CN273: Luz do monitor (LED)

MACHO FÊMEA
11-22

CN277: Conexão da coluna (LD, LE) CN313: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 2

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN314: Controlador do sistema remoto (sinal da buzina) nº 2


CN279: INT. de Locomoção entre dois pontos (LE)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN311: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 3

CN321: Controlador do sistema remoto (motor da direção)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN312: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 1

MACHO FÊMEA
11-23

CN322: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 1 CN324: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 3
MACHO

MACHO FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN331: Controlador do sistema remoto (receptor)

MACHO FÊMEA

CN323: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 2


MACHO

FÊMEA
CN341: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 4

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA
11-24

CN352: Interruptor Pronto

MACHO FÊMEA

CN377: Relé de parada de emergência

MACHO FÊMEA
11-25

4CBT2R • 3R • 4CBTK4R (Especificação de locomoção entre dois pontos, pontos de múltiplas paradas
programadas)

CN8: Interruptor do Sinalizador e Luz


CN1: Mostrador
MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA

CN3: INT buzina


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN5: INT. Luz de freio

MACHO FÊMEA

CN9: INT. direção


MACHO

CN6: INT. freio

MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-26

CN12: Relé do lampejador CN18: Alarme de ré ****

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN13: Interruptor de advertência CN26: Sensor de aceleração

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN14: Faróis

CN28: Sensor de aceleração


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN15: Interruptor de estacionamento

MACHO FÊMEA
CN29: Interruptor de ignição

CN16: Interruptor de Modo MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN34: Luz combinada (traseira direita)****

CN17: Aviso sonoro de marcha à frente e ré

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-27

CN41: Diodo CN52: Termo-sensor

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN42: Chicote do interruptor do banco CN53: Sensor de velocidade do veículo nº 1

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN54: Sensor de velocidade do veículo nº 2


CN43: Interruptor do limitador da bateria

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN45: Relé do farol

MACHO FÊMEA

CN46: Relé da lanterna traseira

MACHO FÊMEA

CN50: Lâmpada estroboscópica

MACHO FÊMEA
11-28

CN101: Controlador de locomoção nº 1 CN102: Controlador de locomoção Nº 2


MACHO MACHO

FÊMEA FÊMEA

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN120: Conexão do chicote FR nº 1

MACHO FÊMEA
11-29

CN123: Conexão do chicote FR Nº 2 CN134: RR combinação (LD, traseira)

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN137: Painel do contactor nº 2

MACHO FÊMEA
CN124: Conexão do chicote FR nº 3

CN140: Apagar erro

MACHO FÊMEA

FÊMEA

CN141: Diag. ****

CN131: Chicote do freio eletromagnético

FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN133: Combinação (LE, traseira)

MACHO FÊMEA
11-30

CN150: Chicote do painel de instrumentos nº 1 (LD) CN211: Interruptor do amortecedor (LD)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN216: Sensor de parada

MACHO FÊMEA

CN151: Chicote do painel de instrumentos nº 2 (LD)

CN217: Sensor de endereço


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN152: Fusível

MACHO FÊMEA

CN218: Sensor guia

MACHO FÊMEA
CN210: Interruptor do amortecedor (LE)

MACHO FÊMEA
11-31

CN231: Freio eletromagnético


CN220: Sinal da buzina

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN249: Sensor de obstáculo

MACHO FÊMEA
CN221: Sensor de largura, LE

MACHO FÊMEA

CN222: Sensor de largura, LD

MACHO FÊMEA
CN250: Painel de instrumentos nº 1 (LE)

CN226: Interruptor retrátil


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

Especificação de
deslocamento entre
dois pontos

Especificação de pontos
de múltiplas paradas
programadas

Especificação de
deslocamento entre
dois pontos CN251: Interruptor Reinicialização
Especificação de pontos
de múltiplas paradas
programadas
MACHO FÊMEA
CN228: Chicote do eixo FR nº 2

MACHO FÊMEA
11-32

CN252: Interruptor Pronto CN257: Interruptor parada de emergência (LE)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN253: Lâmpada de detecção de curso

CN258: Motor da direção****


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN254: Luz de advertência

CN259: Painel de instrumentos nº 2 (LE)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN256: Interruptor parada de emergência (LD)

MACHO FÊMEA
11-33

CN260: Chicote do eixo FR CN261: Chicote do amortecedor


MACHO MACHO

FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA
Especificação de pontos de múltiplas paradas programadas
MACHO FÊMEA

CN262: Conexão do chicote FR


Especificação de deslocamento entre dois pontos****
MACHO

MACHO FÊMEA

CN272: Interruptor de Locomoção entre dois pontos (LD)

MACHO FÊMEA

CN273: Luz do monitor (LED)

MACHO FÊMEA
11-34

CN274: Receptor CN277: Conexão da coluna (LD, LE)

MACHO Especificação de deslocamento


FÊMEA entre dois pontos****
MACHO FÊMEA

CN275: Interruptor parada de emergência (LE), RR


Especificação de pontos de múltiplas paradas programadas
FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN279: Interruptor de Locomoção entre dois pontos (LE)

MACHO FÊMEA

CN276: Interruptor parada de emergência (LD), RR

CN281: Pontos de múltiplas paradas


MACHO FÊMEA programadas Interruptor de partida. Nº 1

MACHO FÊMEA
11-35

CN282: Pontos de múltiplas paradas CN311: Controlador do sistema


programadas Interruptor de partida Nº 2 remoto (locomoção) nº 3

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN312: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 1


CN283: Pontos de múltiplas paradas
programadas Interruptor de partida Nº 3

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN284: Pontos de múltiplas paradas


programadas Interruptor de partida Nº 4

MACHO CN313: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 2


FÊMEA

MAC FÊM

CN285: Pontos de múltiplas paradas


programadas Interruptor de partida Nº 5

MACHO FÊMEA

CN314: Controlador do sistema remoto (sinal da buzina) nº 2

MACHO FÊMEA
CN292: Interruptor reinicialização de
pontos de múltiplas paradas programadas

MACHO FÊMEA
11-36

CN321: Controlador do sistema remoto (motor da direção) CN324: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 3

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN322: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 1


MACHO

FÊMEA

CN331: Controlador do sistema remoto

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN323: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 2 CN341: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 4
MACHO

MACHO FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-37

CN342: Controlador do sistema remoto (Pontos CN377: Relé de parada de emergência


de múltiplas paradas programadas) nº 1
MACHO

MACHO FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN343: Controlador do sistema remoto (Pontos


de múltiplas paradas programadas) nº 2

MACHO FÊMEA

CN352: Interruptor Pronto

MACHO FÊMEA
11-38

4CBTY2R • 4CBTKY4R (Especificação de operação de aproximação)


CN1: Mostrador CN9: Acelerador

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN3: Interruptor buzina

MACHO FÊMEA
CN10: Interruptor das luzes

MACHO FÊMEA
CN5: Interruptor Luz de freio

MACHO FÊMEA
CN12: Relé do lampejador

MACHO FÊMEA
CN6: Interruptor freio

MACHO FÊMEA

CN13: Interruptor de advertência

CN8: Interruptor do lampejador


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN14: Faróis

MACHO FÊMEA
11-39

CN15: Interruptor de estacionamento CN34: Luz combinada (traseira direita)****

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN16: Interruptor Modo

MACHO FÊMEA
CN41: Diodo

MACHO FÊMEA
CN17: Aviso sonoro de marcha à frente e ré

MACHO FÊMEA CN42: Interruptor do assoalho

MACHO FÊMEA

CN18: Alarme de ré ****

CN43: Interruptor do limitador da bateria

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN29: Interruptor de ignição


CN50: Lâmpada estroboscópica

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN52: Termo-sensor

MACHO FÊMEA
11-40

CN53: Sensor de velocidade do veículo nº 1 CN101: Controlador de locomoção Nº 1


MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA
CN54: Sensor de velocidade do veículo nº 2

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA
11-41

CN102: Controlador de locomoção nº 2 CN123: Conexão do chicote FR Nº 2


MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA
CN124: Conexão do chicote FR nº 3

MACHO FÊMEA

CN131: Chicote do freio eletromagnético

CN120: Conexão do chicote FR nº 1 MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA CN133: Combinação (LE, traseira)

MACHO FÊMEA
11-42

CN134: RR combinação (LD, traseira) CN150: Chicote do painel de instrumentos nº 1 (LD)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN137: Painel do contactor nº 2

MACHO FÊMEA

CN151: Chicote do painel de instrumentos nº 2 (LD)


CN140: Apagar erro

MACHO FÊMEA

FÊMEA

CN141: Diag. ****

CN152: Fusível

FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-43

CN153: Chicote da caixa de controle nº 1 CN218: Sensor guia

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN220: Sinal da buzina

CN154: Chicote da caixa de controle nº 2 MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN221: Sensor de largura, LE

MACHO FÊMEA

CN210: Interruptor do amortecedor (LE)

CN222: Sensor de largura, LD

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN221: Interruptor do amortecedor (LD) CN226: Interruptor retrátil

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA
11-44

CN228: Chicote do eixo FR nº 2 CN252: Interruptor Pronto

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN231: Freio eletromagnético

MACHO FÊMEA CN253: Lâmpada de detecção de curso

MACHO FÊMEA
CN249: Sensor de obstáculo

CN254: Luz de advertência


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN256: Interruptor parada de emergência (LD)

CN250: Painel de instrumentos nº 1 (LE)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN251: Interruptor Reinicialização

MACHO FÊMEA
11-45

CN257: Interruptor parada de emergência (LE) CN260: Chicote do eixo FR


MACHO

MACHO FÊMEA
FÊMEA

CN258: Motor da direção

MACHO FÊMEA

CN259: Painel de instrumentos nº 2 (LE)

CN261: Chicote do amortecedor


MACHO
MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-46

CN262: Conexão do chicote FR CN275: Interruptor parada de emergência (LE), RR

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN272: INT. de Locomoção entre dois pontos (LD) CN276: Interruptor parada de emergência (LD), RR

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN273: Luz do monitor (LED)

MACHO FÊMEA
CN277: Conexão da coluna (LD, LE)

CN274: Receptor MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN279: Interruptor de Locomoção entre dois pontos (LE)

MACHO FÊMEA
11-47

CN321: Controlador do sistema remoto


CN311: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 3 (motor da direção)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN322: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 1


MACHO
CN312: Controlador do sistema
remoto (locomoção) nº 1

FÊMEA

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN313: Controlador do sistema remoto


(locomoção) nº 2

MACHO FÊMEA

CN314: Controlador do sistema


remoto (sinal da buzina) nº 2

MACHO FÊMEA
11-48

CN323: Controlador do sistema remoto CN331: Controlador do sistema remoto


(sensor) nº 2 (receptor)
MACHO

MACHO FÊMEA
FÊMEA

CN341: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 4


MACHO FÊMEA

CN324: Controlador do sistema remoto


(sensor) nº 3

MACHO FÊMEA
CN352: Interruptor Pronto

MACHO FÊMEA

CN377: Relé de parada de emergência

MACHO FÊMEA
11-49

4CBTY2R • 4CBTKY4R (Especificação de locomoção entre dois pontos ou parada em múltiplos pontos ajustados)

CN1: Mostrador CN9: Acelerador

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN3: INT. buzina

MACHO FÊMEA CN10: Interruptor das luzes

MACHO FÊMEA
CN5: INT. Luz de freio

MACHO FÊMEA

CN12: Relé do lampejador

CN6: INT. freio


MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN8: Interruptor do lampejador CN13: Int. de advertência

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN14: Faróis

MACHO FÊMEA
11-50

CN15: Int. estacionamento CN34: Luz combinada (traseira direita)****

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN16: Int. Modo

MACHO FÊMEA
CN41: Diodo

MACHO FÊMEA
CN17: Aviso sonoro de marcha à frente e ré

CN42: Interruptor do assoalho


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN18: Alarme de ré ****

CN43: Interruptor do limitador da bateria

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN29: Interruptor de ignição CN50: Lâmpada estroboscópica

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN52: Termo-sensor

MACHO FÊMEA
11-51

CN53: Sensor de velocidade do veículo nº 1 CN101: Controlador de locomoção nº 1


MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA
CN54: Sensor de velocidade do veículo nº 2

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-52

CN102: Controlador de locomoção nº 2 CN123: Conexão do chicote FR nº 2


MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN124: Conexão do chicote FR nº 3

MACHO FÊMEA

CN131: Chicote do freio eletromagnético

CN120: Conexão do chicote FR nº 1

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN133: Combinação (LE, traseira)

MACHO FÊMEA
11-53

CN134: RR combinação (LD, traseira) CN150: Chicote do painel de instrumentos nº 1 (LD)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN137: Painel do contactor nº 2

MACHO FÊMEA

CN151: Chicote do painel de instrumentos nº 2 (LD)


CN140: Apagar erro

MACHO FÊMEA

FÊMEA

CN141: Diag. ****

CN152: Fusível

FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-54

CN153: Chicote da caixa de controle nº 1 CN216: Sensor de parada

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN217: Sensor de endereço

CN154: Chicote da caixa de controle nº 2 MAC FÊM

MACHO FÊMEA

CN218: Sensor guia


CN210: Interruptor do amortecedor (LE)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN211: Interruptor do amortecedor (LD)

CN220: Sinal da buzina


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-55

CN221: Sensor de largura, LE CN249: Sensor de obstáculo

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN222: Sensor de largura, LD

MACHO FÊMEA

CN226: Interruptor retrátil


CN250: Painel de instrumentos nº 1 (LE)

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN228: Chicote do eixo FR nº 2


CN251: Interruptor Reinicialização

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN231: Freio eletromagnético


CN252: Interruptor Pronto

MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-56

CN253: Lâmpada de detecção de curso CN259: Painel de instrumentos nº 2 (LE)

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN254: Luz de advertência

MACHO FÊMEA

CN256: Interruptor de parada de emergência (LD)

MACHO FÊMEA

CN257: Interruptor de parada de emergência (LE)

MACHO FÊMEA

CN258: Motor da direção****

MACHO FÊMEA
11-57

CN260: Chicote do eixo FR CN261: Chicote do amortecedor


MACHO MACHO

FÊMEA
FÊMEA

MACHO FÊMEA
Especificação de deslocamento entre dois pontos****
MACHO FÊMEA

CN262: Conexão do chicote FR


Especificação de pontos de múltiplas paradas programadas
MACHO

MACHO FÊMEA

CN272: Interruptor de Locomoção entre dois pontos (LD)

MACHO FÊMEA

CN273: Luz do monitor (LED)

MACHO FÊMEA
11-58

CN274: Receptor CN277: Conexão da coluna (LD, LE)

MACHO FÊMEA Especificação de deslocamento entre dois pontos****


MACHO FÊMEA

CN275: Interruptor de parada de emergência (LE), RR


Especificação de pontos de múltiplas paradas programadas
FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN279: Interruptor de Locomoção entre dois pontos (LE)

MACHO FÊMEA

CN276: Interruptor de parada de emergência (LD), RR

CN281: Pontos de múltiplas paradas


programadas Interruptor de partida Nº 1
MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA
11-59

CN282: Pontos de múltiplas paradas


programadas Interruptor de partida nº 2 CN311: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 3

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN312: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 1


CN283: Pontos de múltiplas paradas
programadas Interruptor de partida nº 3

MACHO FÊMEA
MACHO FÊMEA

CN284: Pontos de múltiplas paradas


programadas Interruptor de partida nº 4

CN313: Controlador do sistema remoto (locomoção) nº 2


MACHO FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN285: Pontos de múltiplas paradas


programadas Interruptor de partida nº 5

MACHO FÊMEA CN314: Controlador do sistema


remoto (sinal da buzina) nº 2

MACHO FÊMEA
CN292: Interruptor reinicialização de
pontos de múltiplas paradas programadas

MACHO FÊMEA
11-60

CN321: Controlador do sistema remoto (motor da direção) CN323: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 2
MACHO

FÊMEA

CN322: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 1


MACHO

MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN324: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 3

MACHO FÊMEA

CN331: Controlador do sistema remoto (receptor)

MACHO FÊMEA
11-61

CN341: Controlador do sistema remoto (sensor) nº 4 CN352: Interruptor Pronto

MACHO FÊMEA MACHO FÊMEA

CN377: Relé de parada de emergência

CN342: Controlador do sistema remoto (pontos


de múltiplas paradas programadas) nº 1
MACHO
MACHO FÊMEA

FÊMEA

MACHO FÊMEA

CN343: Controlador do sistema remoto (Pontos


de múltiplas paradas programadas) nº 2

MACHO FÊMEA
Publicado por

TOYOTA Material Handling Company


Uma Divisão da TOYOTA INDUSTRIES CORPORATION

1ª Impressão: Março de 2006


2ª Impressão: Junho 2008

Pub. Nº CP676

Impresso no Brasil