Você está na página 1de 7

Você saberia identificar um texto literário e não literário dentre os vários tipos

existentes em nosso cotidiano? Identificar é o primeiro passo para compreender cada


texto!

Todos os dias você se depara com diversos tipos de textos, não é mesmo? Desde os
mais simples aos mais complexos, eles estão presentes desempenhando a sua função
e objetivo pelo qual se encontra em um dado lugar. Apesar de existirem essa
variedade de textos, mas há apenas dois grupos em que se enquadram, os quais
são: texto literário e não literário.
Além da importância de identificar um texto para os quais esses dois grupos ele se
enquadra, seja para o Enem, vestibular ou concurso público, será primordial utilizá-lo
na criação, produção textual que poderá ser pedido em qualquer desses exames.

Assim, se você não souber essa diferenciação entre um texto literário e não literário,
como será possível desenvolvê-lo ou identificá-lo? Como produzir um texto, por
exemplo, em uma linguagem literária? Você precisa conhecê-lo muito bem para que
possa seguir alguns critérios em que tal texto exige.

Para que você consiga isso, o blog Gênio do Enem vai te fornecer toda a base que
sustenta um texto literário e não literário, as características de cada um, como
identificar, exemplos e demais detalhes. Confira!

Conceito de texto literário e não literário

Aprenda o conceito do texto literário e não literário para, então, compreender as


suas demais atribuições. Se você souber os seus conceitos, certamente, será mais
fácil fazer uso de um ou de outro dependendo do objetivo que se quer expressar na
construção do discurso.

Texto literário

É um texto construído com ricos recursos e normas da literatura causando diferentes


emoções ao leitor e expressando sentimentos de amor, raiva, alegria, dor etc. A
musicalidade, as funções e os tons poéticos e artísticos, a criatividade, a estética da
escrita, a organização das palavras e a linguagem com muita expressividade são
algumas características encontradas em um texto literário.

Exemplos de textos literários que você pode constatar:

 Poemas, contos, fábulas, romances, peças teatrais, poesias, crônicas,


minicontos, telenovelas, lendas, letras de músicas etc.

Texto não literário

É um texto construído com uma linguagem informativa, explicativa, esclarecedora e


que tenha alguma utilidade para o leitor. Logo, ele é produzido em um tom claro,
objetivo, direto e que não possa gerar nenhuma dúvida quanto a sua interpretação. As
características que você poderá encontrar nesse texto não literário são: objetividade,
informação, tutoriais, tangibilidade, inexpressivos, linguagem denotativa, dentre outras.

Exemplos de textos não literários que você pode constatar:

 Artigos científicos, receitas de culinárias, noticiários em jornais, revistas,


anúncios publicitários, bulas de remédios, conteúdos educacionais, textos de
livros didáticos, cartas comerciais, manuais de instrução, guias de beleza etc.

Características de um texto literário e não literário

Agora que você compreendeu o conceito de um texto literário e não literário convém
descobrir as características das quais os distingui em nosso dia a dia. Certamente,
conhecendo essas características peculiares que cada um tem ficará mais claro o seu
tipo de abordagem.

É importante destacar também que a escolha na produção de um discurso irá


depender da função que ele será executado e do objetivo pelo qual se quer expor no
texto, o que irá direcionar a um ou ao outro.

Então, é possível afirmar que, se você ler apenas o tema, seja ele um texto literário e
não literário, isso não te dará suficiente segurança em distingui-lo, sendo fundamental
fazer a leitura completa para identificar a linguagem que este foi aplicado ao longo do
discurso. Qual a sua função? Qual o objetivo desse texto?

Não existem textos que utilizam os dois tipos de linguagens. Na verdade, são
raríssimos de ver. O que pode ocorrer é a predominância de apenas um em suas
diversas características. Se você optar em criar um texto literário, então, utilizará
destas características a seguir que fazem parte desse texto. Assim como também irá
utilizar com o texto não literário. Cada um à sua maneira de abordar dentro do seu
objetivo de uso.

Texto literário – Características

 Utiliza de linguagem bem elaborada com recursos artísticos e emotivos

 Faz parte de um universo imaginário, porém sem perder a interação do mundo


real

 Há função poética e função emotiva

 As figuras de linguagem se fazem presente

 É construída de beleza, harmonia, musicalidade, ritmo, arte e pessoalidade

 O seu objetivo é tocar, marcar, fazer com que o leitor sinta além das palavras
(tocar o coração)

 É um texto imaginativo, surreal expressando um desejo do autor. Recria o


mundo real a partir da imaginação do autor

 As palavras do texto literário sempre ganham novos significados. O autor


maneja essas palavras de forma muito livre, a seu dispor para que possa ser
bem encaixada estimulando ao teor do belo e da espontaneidade

 Linguagem conotativa (sentido figurado)

 Subjetividade

Texto não literário – Características

 É informativo, explicativo, que possui clareza ao que está sendo escrito

 O seu objetivo é levar uma informação ao leitor em sentido real, nada


imaginativo
 Não necessita ser interpretado, pois é um texto em linguagem direta, concisa,
com sentido real e claro

 É sempre de função referencial, ou seja, centrado em informar

 Linguagem impessoal (na 3ª pessoa)

 Fatos e acontecimentos reais

 Linguagem denotativa (sentido real)

 Objetividade

Exemplos de textos literários

Exemplo 1 – Cântico VI (ENEM 2015)

Tu tens um medo de

Acabar.

Não vês que acabas todo o dia.

Que morres no amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que te renovas todo dia.

No amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que és sempre outro.

Que és sempre o mesmo.

Que morrerás por idades imensas.

Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno.

MEIRELES, C. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 1963 (fragmento).

Exemplo 2 – A pátria (ENEM 2015)

Ama, com fé e orgulho, a terra em que nasceste!


Criança! não verás nenhum país como este!

A Natureza, aqui, perpetuamente em festa,

É um seio de mãe a transbordar carinhos.

Vê que vida há no chão! vê que vida há nos ninhos,

Que se balançam no ar, entre os ramos inquietos!

Vê que luz, que calor, que multidão de insetos!

Vê que grande extensão de matas, onde impera,

Fecunda e luminosa, a eterna primavera!

Boa terra! jamais negou a quem trabalha

O pão que mata a fome, o teto que agasalha…

Quem com o seu suor a fecunda e umedece,

Vê pago o seu esforço, e é feliz, e enriquece!

Criança! não verás país nenhum como este:

Imita na grandeza a terra em que nasceste!

BILAC, O. Poesias infantis. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1929.

Exemplo 3 – À garrafa (ENEM 2015)

Contigo adquiro a astúcia

de conter e de conter-me.

Teu estreito gargalo

é uma lição de angústia.

Por translúcida pões

o dentro fora e o fora dentro

para que a forma se cumpra

e o espaço ressoe.

Até que, farta da constante

prisão da forma, saltes

da mão para o chão

e te estilhaces, suicida,

numa explosão
de diamantes.

PAES, J. P. Prosas seguidas de odes mínimas. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

Exemplos de textos não literários

Exemplo 1 – 14 coisas que você não deve jogar na privada (ENEM 2015)

Nem no ralo. Elas poluem rios, lagos e mares, o que contamina o ambiente e os
animais. Também deixa mais difícil obter a água que nós mesmos usaremos. Alguns
produtos podem causar entupimentos: medicamento e preservativo; óleo de cozinha;
ponta de cigarro; poeira de varrição de casa; tinta que não seja à base de água;
querosene, gasolina, solvente, tíner. Jogue esses produtos no lixo comum. Alguns
deles, como óleo de cozinha, medicamento e tinta, podem ser levados a pontos de
coleta especiais, que darão a destinação final adequada. MORGADO, M.; EMASA.
Manual de etiqueta. Planeta Sustentável, jul.-ago. 2013 (adaptado).

Exemplo 2 – Rede social pode prever desempenho profissional, diz pesquisa (ENEM
2015)

Pense duas vezes antes de postar qualquer item em seu perfil nas redes sociais. O
conselho, repetido à exaustão por consultores de carreira por aí, acaba de ganhar um
status, digamos , mais científico. De acordo com resultados da pesquisa, uma rápida
análise do perfil nas redes sociais pode prever o desempenho profissional do
candidato a uma oportunidade de emprego. Para chegar a essa conclusão, uma
equipe de pesquisadores da Northern Illinois University, University of Evansville e
Auburn University pediu a um professor universitário e dois alunos para analisarem
perfis de um grupo de universitários. Após checar fotos, postagens, número de amigos
e interesses por 10 minutos, o trio considerou itens como consciência, afabilidade,
extroversão, estabilidade emocional e receptividade. Seis meses depois, as
impressões do grupo foram comparadas com a análise de desempenho feita pelos
chefes dos jovens que tiveram seus perfis analisados. Os pesquisadores encontraram
uma forte correlação entre as características descritas a partir dos dados da rede e o
comportamento dos universitários no ambiente de trabalho. Disponível em:
http://exame.abril.com.br. Acesso em: 29 fev. 2012 (adaptado

Exemplo 3 – Obesidade causa doença (ENEM 2015)

A obesidade tornou-se uma epidemia global, segundo a Organização Mundial da


Saúde, ligada à Organização das Nações Unidas. O problema vem atingindo um
número cada vez maior de pessoas em todo o mundo, e entre as principais causas
desse crescimento estão o modo de vida sedentário e a má alimentação. Segundo um
médico especialista em cirurgia de redução de estômago, a taxa de mortalidade entre
homens obesos de 25 a 40 anos é 12 vezes maior quando comparada à taxa de
mortalidade entre indivíduos de peso normal. O excesso de peso e de gordura no
corpo desencadeia e piora problemas de saúde que poderiam ser evitados. Em alguns
casos, a boa notícia é que a perda de peso leva à cura, como no caso da asma, mas
em outros, como o infarto, não há solução. FERREIRA, T. Disponível em:
http://revistaepoca.globo.com. Acesso em: 2 ago. 2012 (adaptado).
Como visto, o texto literário e não literário possuem características distintivas e isso
pode ser notado, inclusive, visivelmente em sua escrita quando este se apresenta no
formato estético (ao olhar para ele).

Sendo assim, esses exemplos tornam-se bem relevantes para sua compreensão e
acreditamos que auxiliam a identificar cada um deles. Ao olhar tanto para um quanto
para outro, é possível enxergar com clareza a que grupo ele se destina. Por isso, a
melhor maneira de trabalhar cada vez mais essa habilidade é pegar vários textos em
concursos, Enem e vestibulares para tentar descobrir se é um texto literário ou
um texto não literário.

Esperamos que esse conteúdo no blog do Gênio do Enem possa ter sido bem útil e
de total relevância para os seus estudos no preparo para as provas do Enem.
Certamente, sabendo identificá-los, você estará muito mais instruído e capacitado a
responder qualquer questão com mais esse conhecimento adquirido.