Você está na página 1de 81

ATENTADOS

(ATTEMPTS ON HER LIFE)


Martin Crimp

Tradução – Murilo Hauser e Denis Pedroso


Revisão – Erica e Ursula de Almeida Rego Migon

murilohauser@gmail.com
2

‘Ninguém terá tido experiência direta


das verdadeiras causas de tais acontecimentos,
porém todos terão recebido uma imagem deles.’

Baudrillard
3

Dezessete Cenas Para o Teatro

1. Todas As Mensagens Apagadas


2. Tragédia de Amor e Ideologia
3. Fé em Nós Mesmos
4. O Morador
5. A Câmera adora você
6. Mãe e Pai
7. O Novo Anny
8. Física das Partículas
9. A Ameaça do Terrorismo Internacional™
10. Tipo Engraçado
11. Sem Título (100 Palavras)
12. Estranhamente!
13. Comunicando-se com Extraterrestres
14. The Girl Next Door
15. O Depoimento
16. Pornó
17. Previamente Congelado
4

Essa é uma peça para uma companhia de atores


cuja composição deve refletir a composição
do mundo além do teatro.

Um travessão ( – ) no começo da linha indica


a mudança de orador. Se não houver travessão após a pausa
significa que o mesmo personagem continua falando.

Uma barra ( / ) marca o ponto de interrupção


em um diálogo sobreposto.

Na montagem, a primeira cena,


TODAS AS MENSAGENS APAGADAS, pode ser cortada.
5

1 TODAS AS MENSAGENS APAGADAS

sinal sonoro

 Anne. (pausa) Sou eu. (pausa) Estou ligando de Viena. (pausa) Não, desculpe;
estou ligando de… Praga. (pausa) É Praga. (pausa) Tenho quase certeza que é
Praga. Seja como for, olhe… (respiração) Anne… (respiração) quero me
desculpar. (respiração) Percebi o quanto magoei você, minha doce doce
querida, e… (respiração) Ah. Olhe. Olhe, tem alguém na outra linha, Anne. Eu
tenho mesmo mesmo – me desculpe – mas eu tenho mesmo mesmo que
atender esta chamada. Depois volto a ligar.

‘Segunda-feira, 8:53’

sinal sonoro

 Anne. Olá. Escute. Tenho pouco tempo. Você está ai? Não? Está bem. Olhe. É
isto. O que nós estávamos discutindo? Lembra? Bem, que tal isto, que tal isto,
que tal se, digamos, digamos, digamos simplesmente… que as árvores têm
nomes? Está bem? Isso mesmo– as árvores. Você acha – eu sei – você acha
que eu sou louco. Mas vamos aceitar por um momento, vamos, que as árvores
têm nomes. Então, e se, e se… esta fosse a árvore dela. Merda. Desculpe.
Olhe, tenho que embarcar agora. Mas pense nisto. As árvores têm nomes. E
um deles é o dela. Tenho que correr.

‘Segunda-feira, 9:35’

sinal sonoro

 (falado, por exemplo, em tcheco) Você sabe quem é. Deixe o aparelho em um


pequeno caminhão estacionado nos fundos do edifício. Você vai pegar o
caminhão com o Barry. O Barry vai entrar em contato com mais instruções.

‘Segunda-feira, 11:51’

sinal sonoro

 … Ah. Alô? É a Mamãe …


6

‘Segunda-feira, 13:05’

sinal sonoro

 Olá, aqui é a Sally da Coopers. É só para avisar que o veículo se encontra no


showroom e pronto para a retirada. Obrigada.

‘Segunda-feira, 13:06’

sinal sonoro

 Nós sabemos onde você mora, sua puta. Você já era, basicamente. A
quantidade de merda que você fez. Nós não esquecemos. (pausa) Você vai
desejar nunca ter nascido.

‘Segunda-feira, 13:32’

sinal sonoro

 … Anne? Alô? É a Mamãe de novo. (pausa) Recebi o seu postal. (pausa)


Parece muito bonito. (pausa) E a fotografia. É você mesmo? (pausa) Fico feliz
que tem feito amigos e tudo mais. (pausa) O que acontece, Anne, é que não
temos dinheiro nenhum para lhe enviar. Falei com o seu pai, e ele diz que não,
definitivamente não.

Ouvimos uma voz de homem, ao fundo: ‘Nem mais um tostão. Que isso fique
bem claro.’ A Mãe responde: ‘É o que eu estou dizendo a ela, é o que eu estou
dizendo.’ Depois de novo para o telefone:

Eu sinto muito, Anne querida, mas não podemos continuar fazendo isto.

Voz de homem outra vez: ‘Se você não disser a ela, digo eu.’

Olhe, tenho que desligar, querida. O seu pai manda beijos. Está bem? Deus lhe
abençoe.

‘Segunda-feira, 14:20’

sinal sonoro
7

 Anne? Você está ai? Atenda o telefone, Annie. (pausa) OK… São dez e quinze
aqui em Minnesota e só telefonamos para lhe dizer que nossos pensamentos e
orações estão com você, Annie. E lhe amamos muito.

‘Segunda-feira, 16:13’

sinal sonoro

 Anne? Brilhante. É comovente. É oportuno. É perturbador. É engraçado. É


sexy. É profundamente sério. É divertido. É esclarecedor. É críptico. É obscuro.
Vamos nos encontrar. Me ligue.

‘Segunda-feira, 22:21’

sinal sonoro

 Anne. Boa noite. Deixe eu lhe dizer o que vou fazer com você. Primeiro você vai
chupar o meu pau. Depois vou lhe foder o cu todo. Com uma garrafa quebrada.
E isso é só o começo. Sua putinha.

‘Segunda-feira, 22:30’

sinal sonoro

 Anne?
Atenda o telefone. (pausa) Eu sei que você está aí. (pausa) Não adianta nada
se esconder, Anne. Esconder-se de quê? (pausa) Do mundo? Esconder-se do
mundo, Anne? Que é isso. Vê se cresce. Cresça, Anne, e atenda o telefone.

Pausa.

Então o que é isto? Um grito de ajuda? Não me diga que é um grito de ajuda.
Porque você espera que eu faça o que com o seu grito de ajuda? Hum? (pausa)
E se você estiver aí deitada, Anne, já morta? Hum?

É esta cena que você espera que eu imagine?

A cena de um corpo morto apodrecendo ao lado da secretária eletrônica?

Riso tênue Pausa.


8

Com o que, as larvas das moscas ouvindo as suas mensagens? Ou que o seu
prédio foi destruído. Ou que a sua cidade foi destruída.
Os aeroportos e as lojas de sapato. Os teatros e os cafés da moda com
lâmpadas de halogênio que surgiram nos galpões desativados junto aos canais
desativados? Hum?

Riso tênue.

Então, só as larvas dos insetos é que estão ouvindo as suas mensagens. Me


ouvindo, Anne, enquanto elas passeiam pelos seus restos.

Pausa.

Estou ficando mórbido, Anne.


Acho que você devia atender o telefone e me fazer sorrir, me fazer sorrir como
você costumava fazer, Anne.
Eu sei que você está aí.
Eu sei que você está aí, Anne. E sei que se eu tiver paciência, você vai me
atender.

Pausa.

Você vai atender, não vai Anne.

‘Terça-feira, 00:19’

‘Esta foi a última mensagem.


Para guardar todas as mensagens tecle um.’

Pausa.

‘Todas as mensagens apagadas.’


9

2 TRAGÉDIA DE AMOR E IDEOLOGIA

 Verão. Um rio. Europa. Estes são os ingredientes básicos.

 E um rio a atravessá-la.

 Um rio, exatamente, atravessando uma grande cidade européia e um casal na


margem do rio. Estes são os ingredientes básicos.

 A mulher?

 Jovem e bela, naturalmente.

 O homem?

 Mais velho, perturbado, sensível, naturalmente.

 Um homem naturalmente sensível, mas, contudo, um homem de poder e


autoridade que sabe que isto é errado.

 Ambos sabem que isto é errado.

 Ambos sabem que isto é errado, mas não / conseguem fazer nada.
Exatamente.

 Estão fazendo amor no apartamento do homem.

 Fazendo o quê?

 Fazendo amor. Fazendo amor no apartamento do homem. Um apartamento de


luxo, naturalmente, com vista sobre toda a cidade. Estes são os / ingredientes
básicos.

 Um panorama de toda a cidade. A encantadora geometria dos telhados. As


clarabóias e caprichosas chaminés. E além das antenas de televisão estão
monumentos da cultura: o Duomo de Florença e o Arco de La Défense, a
Coluna de Nelson e o Portal de Brandenburgo / para mencionar apenas quatro.

 A mulher grita. O seu cabelo dourado cai como uma cascata sobre a beira da
cama. Ela agarra-se à cabeceira da cama. Os nós dos seus dedos ficam
brancos. Há lágrimas / em seus olhos.

 O apartamento é cuidadosamente mobiliado.


10

 Bem é óbvio que o apartamento teria que ser cuidadosamente mobiliado. É


obvio teria tetos altos e umas janelas enormes e dataria com toda a
probabilidade dataria do final do século XIX quando a subida na especulação
imobiliária coincidiu com as aspirações da burguesia liberal traduzidas na
criação de esquemas arquitetônicos monumentais tais como estou agora
pensando particularmente estou pensando na Ringstrasse vienense que causou
uma forte impressão no jovem Adolf Hitler quando ele se viu uma manhã / de
frente para a Ópera.

 Ou um dos grandes bulevares / parisienses.

 Ou um dos grandes, exatamente, bulevares / parisienses.

 E enquanto isso, como você diz, o seu cabelo dourado cai como uma cascata
sobre a beira da cama. Ela se agarra à cabeceira. Os nós dos seus dedos ficam
brancos e as suas pupilas dilatam, enquanto ele –

 Digamos que ele grunhe.

 Grunhe?

 Digamos que ele grunhe, sim, mas de um modo sensível. Digamos que é o
grunhido sensível do atraente homem de poder e autoridade, não por exemplo
o grunhido grosseiro e porco de um mecânico deitado de costas em um espaço
mínimo esforçando-se para soltar um parafuso emperrado com uma chave de
fenda pesada e de dimensões incorretas.

 De modo algum.

 De modo algum, mas o grunhido sofisticado e controlado de um homem que


toma o café da manhã em um continente e almoça em outro, que voa em
primeira-classe com um guardanapo de linho e uma vasta carta de vinhos.

 Esse tipo de homem.

 Esse tipo de grunhido.

 Esse tipo de luz.

 Que tipo de luz?


11

 O tipo de luz que se insinua no quarto. Que se insinua através das enormes
janelas transformando os seus corpos em uma espécie de massa dourada.

 Uma massa contorcida.

 A luz, a massa dourada, estes são os / ingredientes essenciais.

 Mas agora um olhar atravessa o rosto dela.

 Um quê?

 Um olhar.

 Uma dúvida.

 Um olhar de dúvida, sim, ótimo, atravessa o rosto de Anne.

 Mesmo agora.

 Mesmo agora na / intensidade da sua paixão.

 Mesmo agora na intensidade da sua paixão uma espécie de sombra atravessa


o seu rosto.

 Uma sombra premonitória.

 Premonitória?

 Uma sombra premonitória, sim, atravessa o seu rosto.

 Isso é uma palavra?

 O quê é uma palavra?

Pausa.

 Bem, sim, é claro que premonitória / é uma palavra.

 Mais tarde. Noite.

 As luzes da cidade à noite. Raios de luz suspensos como estrelas ao longo dos
cais e das estruturas das pontes. Luzes de alerta de um vermelho estranho e
sem vida pulsando no topo dos grandes edifícios e das antenas de televisão. O
homem ao telefone. A sua voz baixa. O seu olhar perturbado.
12

 Anne acorda na sólida cama de nogueira, escuta a sua tênue voz masculina no
quarto ao lado. O refinado relógio Luis Quatorze ao seu lado soa três horas
através de um minúsculo minúsculo pastor dourado e despido que bate em um
minúsculo minúsculo sino de ouro preso entre os dentes de um lobo esmaltado,
sem dúvida referência a um mito antigo bem conhecido da nobreza francesa do
século dezessete, mas agora totalmente apagado da consciência humana.

 Tim tim tim.

Pausa.

 Três da manhã. Anne acorda. Ouve voz, acende cigarro. Aparece à porta.
Diálogo.

 Quem era, ela diz.

 Nada, ele diz.

 Quem era, porra, ela diz. Fim de diálogo.

 E agora ela está com raiva – exatamente: fim de diálogo – e agora ela está com
raiva. Está com raiva porque ela sabe exatamente quem é.

 Os políticos seus patrões / a convocá-lo.

 Os políticos seus patrões, isso mesmo, a convocá-lo. Tal como sempre o


convocaram. Os mesmos patrões políticos que ela odeia com todas as fibras
como se fosse do seu ser. Os mesmos homens e mulheres, que ela, Anne, no
seu idealismo juvenil considera responsáveis pela injustiça terminal deste
mundo.

 Os líderes que na sua ingênua e apaixonada opinião destruíram tudo aquilo que
ela valoriza em nome (a) do negócio e (b) do laissez-faire.

 Em nome (a) da racionalização e (b) / da iniciativa privada.

 Em nome (a) do chamado individualismo e (b) / da chamada liberdade de


escolha.

 Os ingredientes básicos em outras palavras de toda uma tragédia.


13

 Toda, exatamente, uma tragédia desenrola-se perante os nossos olhos em


Paris, Praga, Veneza ou Berlin, para mencionar apenas quatro, enquanto a lua,
vasta e alaranjada, se ergue sobre as cúpulas renascentistas, os palácios
barrocos, os jardins zoológicos e as estações de trem do século XIX, e as
fachadas modernistas da habitação social exemplificando o princípio de que a
forma obedece à função.

 A forma obedece à função.

 Toda esta tragédia / de amor.

 Toda esta tragédia de ideologia e amor.

 Ela apaga o cigarro.

 Ela começa a gritar.

 Ela começa a bater nele com os seus punhos.

 Ela começa a mordê-lo com os seus dentes.

 Ela começa a chutá-lo com os seus pés brancos e descalços.

 Ela bate e bate / e bate.

 Ela bate e bate. E o refinado relógio que sobreviveu a duas revoluções e a três
séculos se desfaz em pedaços no parquê liso e extremamente encerado
enquanto ela bate morde e chuta.

 O minúsculo minúsculo pastor e o minúsculo minúsculo sino ambos


desaparecem – um belo detalhe este – desaparecem para sempre debaixo da /
cama de nogueira.

 Até que ela pára para respirar. Digamos que ela finalmente, pode ser, pára,
neste momento, para respirar.

 A mulher?

 A mulher, Anne, sim, pára para respirar.

Pausa.

 E ele?
14

 Inclina a cabeça.

 Sim.

 Olha para ela.

 Sim.

 Segura o seu rosto / manchado de lágrimas entre as suas mãos.

 Segura o rosto manchado de lágrimas de Anne entre as suas mãos como se


fosse um precioso cálice.

 Ou uma bola de rugby.

 Como um precioso cálice de prata ou como você diz uma bola de rugby antes
de um passe decisivo, ele segura o rosto manchado de lágrimas de Anne entre
as suas mãos.

 Ele ainda a ama.

 Apesar de as suas diferenças ideológicas – isso mesmo – ele ainda a ama.


Discurso.

 Um dia, Anne, ele diz, você vai entender o meu mundo. Um dia, Anne, você vai
entender que tudo tem um preço, que até mesmo os seus ideais finalmente têm
um preço. Fim de discurso. Ao que ele afasta os cachos de cabelo molhado dos
seus lábios e a beija. Estes são os / ingredientes básicos.

 Ele a beija e a empurra novamente para a cama. Ou ela a ele. Melhor ainda: ela
empurra ele para a cama tal é a sua confusão emocional, tal é o seu apetite
sexual, tal é a sua incapacidade de distinguir entre o certo e o errado nesta
grande paixão arrebatadora vivida naquele apartamento de tetos altos com a
sólida cama de nogueira, o chão de parquê encerado, o grande piano Pleyel de
cerca de 1923 sem deve talvez sublinhar-se quaisquer meios visíveis de
proteção contra a gravidez no caso da Anne ou no caso de ambos contra
doenças sexualmente transmissíveis incluindo o chamado vírus da AIDS mais
corretamente conhecido como o vírus da imunodeficiência humana ou / HIV
para encurtar.
15

 Um retrato de uma jovem desenhando antes atribuído a David mas agora


atribuído à sua contemporânea Constance Charpentier, e um cinzeiro triangular
amarelo com a legenda ‘Ricard’ contendo três pontas de cigarro e uma certa
quantidade de uma fina poeira cinzenta.

Pausa.

 Uma grande tragédia em outras palavras / de amor.

 Uma grande – exatamente – tragédia de ideologia / e amor.

 Estes são os ingredientes básicos.


16

3 FÉ EM NÓS MESMOS

Silêncio.

 Todo o passado está ali no rosto dela. Escrito como uma história. A história da
sua família. A história da própria terra – esta terra onde a sua família viveu
durante gerações.

Silêncio.

 É um vale.

 É um vale – sim – profundo nas montanhas.

 É um vale profundo nas montanhas onde os hábitos tradicionais têm sido


mantidos há gerações. E há árvores frutíferas.

 Todas as crianças que nascem neste vale têm uma árvore frutífera plantada em
seu nome. Na realidade, há uma espécie de cerimônia.

 Uma cerimônia – exatamente – formal.

 Uma espécie de cerimônia formal acontece na aldeia. E geração após geração


esta cerimônia formal de nomeação tem acontecido na ocasião do nascimento
de cada criança.

 As árvores em outras palavras têm nomes.

 Têm nomes tal como os habitantes têm nomes. Existe a pessoa e existe a
árvore. Existe Anya a mulher, e existe Anya a árvore.

 As árvores têm nomes e também as folhas, as folhas da grama. Porque a vida é


tão preciosa, a vida é tão sentida, as coisas são tão vivas, tão sagradas, que
até mesmo as folhas da grama têm nomes. É algo que nós dificilmente
conseguimos compreender.

 Nós dificilmente conseguimos compreender esta sagrada sagrada vida, este


sentido de completude está além do nosso entendimento, este sentido de
admiração nos é humilhante.

 Mas, agora, devastação.


17

Silêncio.

 O quê?

 Devastação. A harmonia de gerações / foi destruída.

 Exatamente. Este mundo fechado, seguro, foi dilacerado.

 A harmonia de gerações foi destruída. As mulheres foram estupradas. As


crianças pequenas evisceradas.

 As mulheres foram estupradas, e depois evisceradas. Os homens cortaram-se


uns aos outros em pedaços.

 Irmão matou irmão.

 Primo assassinou primo. Irmão estuprou irmã.

 Irmão estuprou – sim – irmã e agora os cães estão devorando os restos.

 A gasolina, utilizada como combustível nos antigos tratores e como fonte de


energia para os velhos televisores preto-e-branco, foi utilizada para atear fogo
nas pessoas.

 Sim.

 Primeiro para atear fogo nas pessoas vivas e agora, por razões de saúde, para
queimar os cadáveres.
 Pessoas vivas lançadas ao fogo. O vapor frio da gasolina, depois a arremetida
quente das chamas. As pessoas queimando, correndo chamejantes entre as
árvores frutíferas às quais foram dados os seus nomes, chamuscando as
folhas, contorcendo-se nas folhas da grama, enquanto os soldados assistem
rindo.

 Os soldados riem embora estes sejam os seus próprios primos, os seus


próprios pais, os seus / pais e mães.

 Queimando os seus próprios pais no pomar sagrado. Queimando-os vivos e


rindo.

 Ou enterrando-os vivos. Enterrando-os vivos até o pescoço no solo fértil, depois


esmagando os crânios com uma pá. Eles têm um nome para isto.
18

 ‘A flor.’

 Chama-se, isso mesmo, ‘a flor’.

Silêncio.

E está tudo ali em seu rosto.

 Está o quê?

 Tudo ali. Tudo ali em seu rosto.

 No rosto de Anya. Não precisamos de palavras. Ela está além das palavras. A
sua boca, na verdade a sua boca treme, mas as palavras não saem.

 A inadequação das palavras.

 A aterradora, sim, inadequação das palavras enquanto ela permanece de pé


junto a uma árvore coberta por delicadas pétalas brancas.

 Uma ameixa.

 Uma ameixeira coberta de delicadas pétalas brancas que é o momento …

 Sim.

 … o momento em que percebemos que esta é a sua árvore.

 Esta é a sua própria árvore, a árvore de Anya.

 A árvore de Anya, plantada o quê? há quarenta? cinqüenta? anos atrás no dia


do seu nascimento. O buraco cavado pelo pai, as raízes abertas pela mãe,
regada e cuidada pela família agora morta.

 A sua própria árvore.

 O ar ainda cheira a gasolina.

 É primavera.

Silêncio.

 Panorama de todo o vale.

 Todo o vale profundo na primavera.

 As árvores. A grama.
19

 Uma abelha rasteja até o cálice de uma flor.

 E agora ela fala.

 Sim. Porque ela precisa Porque as palavras irrompem enquanto ela está ao
lado de sua árvore.

 A árvore dá-lhe força, a força / para falar.

 Ela aponta para alguns troncos carbonizados. Aquilo, ela diz, era a minha casa.
Meus filhos estavam escondidos debaixo da cama. Eles mataram os dois.
Primeiro o menino. Depois a menina. Atearam fogo no cabelo da minha
pequena filha. Eu ainda não sei por que eles atearam fogo no cabelo da minha
pequena filha. Desfez-se como uma pilha de gravetos.

 Depois ela tem um colapso.

 Quem? Anya?

 Ela grita. Ela tem um colapso e arranha as faces como algo / de uma tragédia
antiga.

 Eu não acho. Eu não acho que a Anya grita. Não acho que ela tem um colapso
e arranha as faces como em uma cena de uma tragédia antiga. Acho que os
seus olhos chamejam. Acho que ela avança em direção à câmera e começa a
praguejar. Seus homicidas caras de merda estupradores de mães, ela diz.
Seus chupadores de picas bastardos estupradores de porcos. Seus caras de cu
assassinos infanticidas desgraçados blasfemos estupradores de irmãs. Cuspo
em seus túmulos e nos túmulos de suas mães e pais e amaldiçôo todas as
gerações futuras.

 Ela está com raiva.

 Ela está com muita raiva.

Silêncio.

Ela está com muita raiva, mas tem direito de estar.

 Ela tem – bem é óbvio – direito de estar com raiva. Tudo destruído. Um modo
de vida destruído. Uma relação / com a natureza destruída.
20

 E é por isto que nós simpatizamos.

 É claro que simpatizamos.

 Não só simpatizamos, como nos identificamos com ela. Nos identificamos


porque…

 Sim.

 … porque o vale de Anya é o nosso vale. As árvores de Anya são nossas


árvores. A família de Anya é a família à qual todos nós pertencemos.

 Então é uma coisa universal / obviamente.

 É uma coisa universal na qual nos reconhecemos, estranhamente nos


reconhecemos a nós mesmos. O nosso próprio mundo. A nossa própria dor.

 A nossa própria raiva.

 Uma coisa universal que estranhamente … o quê? o quê? o quê?

 Que estranhamente restaura.

 Que estranhamente restaura – eu acho que sim – sim – a nossa fé em nós


mesmos.
21

4 O MORADOR

 Ela é o tipo de pessoa que acredita na mensagem do recibo de compra.

 ‘Obrigado pela preferência’.

 Ela nunca desrespeita os avisos …

 Nunca.

 … nem fala com o motorista.

Pausa.

 Quando uma carta chega endereçada ao ‘Morador’, ela antes de tudo faz …

 O quê? Uma xícara de chá?

 Sim. Depois senta-se à mesa da cozinha para abri-la. Abre-a e a lê


cuidadosamente como se fosse uma carta de seu próprio filho, que agora vive
nos Estados Unidos.

 No Canadá, na verdade.

 Ela é o tipo de pessoa que acredita que os números da sorte / foram


selecionados …

 Toronto.

 … unicamente para ela. Os quais, de certo modo, com certeza, foram. E se ela
responder dentro de dez dias, ela receberá um brinde surpresa. / Toronto? É?

 Não é um brinde surpresa, não. Ela assinala um quadradinho, ela assinala um


quadradinho selecionando o brinde que quer receber: talvez um prático rádio-
relógio, uma máquina fotográfica ou um conjunto de / chaves de fenda
miniatura.

 Um conjunto de chaves de fenda miniatura ou uma prática máquina fotográfica


descartável.
 Ela é uma não-fumante.

Silêncio.
22

 Ela é definitivamente uma não-fumante. Embora eu ache que é verdade dizer


que ela pode ocasionalmente pegar cigarros de outras pessoas.

 Exatamente. Em festas.
23

5 A CÂMERA ADORA VOCÊ

A câmera adora você


A câmera adora você
A câmera adora você

Nós precisamos simpatizar


Nós precisamos empatizar
Nós precisamos anunciar
Nós precisamos constatar
Nós somos os caras legais
Nós somos os caras legais

Nós precisamos do sentimento total


o que estamos vendo é real
Não é só atuação
é algo com mais exatidão
que a atuação
Nós estamos falando realidade
Nós estamos falando humanidade
Nós estamos falando de um plano para podermos ser
ESMAGADOS pela absoluta totalidade
e pela profundamente crível tridimensionalidade
TRIDIMENSIONALIDADE
de todas as coisas que a Anne pode ser
TODAS AS COISAS QUE A ANNE PODE SER

O que é Hécuba para ele ou ele para Hécuba?


Uma celebridade
UMA CELEBRIDADE

A câmera adora você


A câmera adora você
A câmera adora você

Nós precisamos fantasiar


24

Nós precisamos improvisar


Nós precisamos sintetizar

Nós precisamos anunciar que


Nós somos os caras legais
Nós somos os caras legais

Nós precisamos ir ao encontro


do mais sexy argumento
Não é só a escrita
é algo que muito mais excita
que a escrita
Nós estamos falando atualidade
Nós estamos falando contemporaneidade
Nós estamos dizendo que nós queremos ser
ESMAGADOS pela absoluta quantidade
SIM PELA ABSOLUTA QUANTIDADE
de todas as coisas que a Anne pode ser
TODAS AS COISAS QUE A ANNE PODE SER

O que é Hécuba para ela ou ela para Hécuba?


Uma celebridade
Uma celebridade? Porra, não apela!

A câmera adora você


A câmera adora você
A câmera a câmera
a câmera a câmera
a câmera a câmera
A CÂMERA ADORA VOCÊ
25

6 MÃE E PAI

 Não é sua primeira tentativa.

 Não deve ser sua primeira tentativa. Ela tentou diversas vezes. Mesmo antes
de sair de casa / ela tenta, não tenta?

 Ela tenta diversas vezes ao longo da sua vida.

 Nós vemos as outras vezes.

 Nós sobrevivemos às outras vezes. Nós sobrevivemos a estes tempos


aterradores.

Silêncio.

 Nós vemos fotografias, não vemos?

 Nós vemos um número abundante de fotografias.

 As vemos de perto também, de tão perto que podemos perceber os pequenos


pontos. Engraçado, não é, como tudo em um certo momento se transforma
nesses pequenos pontos – até mesmo o seu sorriso.

 É um sorriso feliz. É um sorriso genuíno o bastante.

 Oh, sim, é um sorriso / genuinamente feliz de fato.

 Porque ninguém está forçando-a, ninguém está forçando-a a sorrir, está?

 Ninguém está forçando-a a fazer nada. A idéia de Annie, da pequena Annie


sendo forçada a fazer coisas é muito francamente ridícula.

 Sem dúvida.

Silencio. No silêncio:

‘Ela gosta de organizar estas férias


porque adora encontrar pessoas.
Ela lhe apresentará aos seus outros convidados
assegurando que todos estão se divertindo.’
26

 Absolutamente – e isto devia ficar bem claro – absolutamente fora de cogitação


ela fazer o que / não quer fazer.

 Tudo a um certo ponto se transforma nestes pequenos pontos – olhos, cabelo,


sorriso.

 Sorrisos do mundo todo.

 Pessoas do mundo todo. Pessoas do mundo todo fotografadas com Annie.


Sorrindo com Annie. Personagens, suponho eu, que foram entrando e / saindo
da sua vida.

 E depois saindo outra vez.

 E depois – sim – saindo imediatamente outra vez.

 Pornô, na verdade, algumas delas.

 Pornô? Que é isso. Dificilmente.

 Bastante pornográficas, na verdade, algumas / daquelas fotografias.

 Dificilmente as chamaria pornográficas, simplesmente espirituosas. O tipo de


estado de espírito que se espera de uma garota que está sempre sorrindo,
sempre rindo, sempre de passagem, sempre encontrando alguém, sempre
deixando alguém, sempre em uma sala de embarque ou em uma rodoviária ou
esperando suas bagagens em um aeroporto ou dormindo no corredor / de um
trem.

 Sempre caminhando ao longo da estrada com aquele seu grande saco


vermelho. Em algum lugar na África, digamos, com aquele grande saco
vermelho de lona que a Mamãe e o Papai lhe deram quando ela fez dezesseis
anos. Em algum lugar na América do Sul.

 Em algum lugar na Europa com aquele grande / saco vermelho.

 Europa, África, América do Sul, é só escolher. Brasil.

 Cuba. Brasil. Romênia. / Nigéria.

 Romênia. Cuba. Flórida. Austrália.

 Isso mesmo. Austrália. Nova Zelândia. As / Filipinas.


27

 Marrocos. Argélia. Tunísia. O deserto do Saara.

 O deserto de Kalahari, os contrafortes do Himalaia.

 Os contrafortes dos Alpes.

 Isso mesmo – o como é que se chama –

 O / Piemonte.

 O Piemonte. Sempre em alguns contrafortes em algum lugar com aquele seu


grande saco vermelho.

 Porque, vamos admitir, ela está preocupada.

 Bem, é claro que ela está preocupada. Podemos ver que ela está preocupada.
Você só tem que ver por exemplo naquelas fotografias, o modo como ela está
ombro a ombro com os pobres. Ela não tem medo naquelas fotografias de estar
ombro a ombro com os pobres.

 Fotografias dela nas favelas com os sorridentes habitantes das favelas.

 Fotografias dela nas encostas dos morros com os sorridentes habitantes dos
morros.

 Fotografias dela – exatamente – com os sorridentes habitantes dos morros cuja


terra foi corroída pela erosão, simplesmente varrida – fuh! – pelo vento.

 E nos depósitos de lixo.

 Fotografias da Annie nos depósitos de lixo ao lado de pessoas sorridentes que


vivem nesses depósitos, que vivem ali mesmo naqueles depósitos / com os
seus filhos.

 Famílias inteiras de ciganos ou seja lá o que são, que aparentemente vivem,


precisamente, ali mesmo naqueles depósitos.

 O que não é – e talvez seja assim que isto se distingue daquelas tentativas
anteriores – o que não é um grito de ajuda.

 É perfeitamente claro que ela já / tomou uma decisão.


28

 Não é um grito de ajuda. É muito importante estabelecer isso, você não


concorda, desde o início. É muito importante estabelecer que ninguém podia tê-
la ajudado / naquele momento.

 Ninguém podia tê-la ajudado – nem a sua Mãe – nem o seu Pai – e certamente
que nenhum dos seus chamados / amigos.

 Ela não teria / desejado ajuda.

 Ajuda é a última coisa que ela teria desejado.

Silêncio. No silêncio:

‘Ela gosta de passar muito tempo com os hóspedes,


e tem um sentimento de grande satisfação
quando todo mundo está se divertindo.
Ela diz que há muitos abraços na estação
quando chega a hora de ir para casa, com os veranistas
acenando e gritando
“até a próxima” da janela do trem.’

Riso ao longo de todo o próximo trecho:

 Algumas das coisas estranhas que ela diz …

 Algumas das coisas estranhas que ela diz à sua Mãe e Pai quando criança:
‘Sinto-me como uma tela’.

 ‘Sinto-me como uma tela.’

 Ela está ali deitada, não está, com o tubo enfiado no seu pobre bracinho, com
um ar terrivelmente pálido, mais branca na verdade do que / o travesseiro.

 ‘Como uma tela de televisão’, ela diz, ‘em que tudo pela frente parece real e
vivo, mas por trás só existem pó e alguns fios.’

 ‘Pó e alguns fios’. A imaginação dela…

 Ela diz que não é uma personagem real, não uma personagem real como se
encontra em um livro ou na televisão, mas uma falta de personagem, uma
ausência ela diz, não diz, de personagem.
29

 Uma ausência de personagem, seja lá o que isso significa…

 Então ela quer ser uma terrorista, não quer?

 Isso mesmo. Uma noite ela desce até a cozinha com aqueles seus enormes
olhos sérios e diz à Mãe e ao Pai que ela quer ser uma terrorista.

 As caras com que eles ficaram…

 Ela quer o seu próprio quartinho, uma arma e uma lista de nomes.

 ‘Alvos’.

 Uma lista – isso mesmo – dos chamados alvos e as suas fotografias. Quer
matar um por semana e depois voltar ao seu quartinho e beber chá Earl Grey.

 Isso mesmo – tem que ser Earl Grey – e tem que ser um por semana.

 Seus pobres Mãe e Pai ficam / horrorizados.

 Eles realmente não sabem como encarar isto.

 Eles nunca compraram chá Earl Grey / em suas vidas.

 Ela gostaria de funcionar como uma máquina, não gostaria.

 Funcionar? Ela gostaria de ser uma máquina. Às vezes ela passa dias a fio,
dias inteiros a fio fazendo de conta que é uma televisão / ou um carro.

 Um carro ou uma televisão, uma pistola automática ou uma máquina de costura


com pedal.

Silêncio. No silêncio:

‘Ela é uma excelente anfitriã de solteiros,


e adora levar as pessoas
em caminhadas guiadas.’

 Uma máquina de costura… As coisas com que ela aparece…

 Depois é claro anda sempre pelo mundo. Tanto está na África agora, como logo
depois está na América do Sul ou na Europa.

 Em algum lugar na Europa.

 Europa. África, América do Sul, é só escolher. Brasil.


30

 Cuba. Brasil. Romênia. / Nigéria.

 Romênia. Cuba. Flórida. Austrália.

 Isso mesmo. Austrália. Nova Zelândia. As / Filipinas.

 Marrocos. Argélia. Tunísia. O deserto do Saara.

 O deserto de Kalahari, os contrafortes do Himalaia.

 Os contrafortes dos Alpes.

 Isso mesmo – o como é que se chama –

 O / Piemonte.

 O Piemonte, o Piemonte, o Piemonte, claro que é. Sempre em alguns


contrafortes em algum lugar com aquele seu grande saco vermelho.

 E o mesmo cabelo. Não se esqueça do mesmo cabelo caído / até a cintura.

 O mesmo cabelo comprido caído até a cintura aos quarenta anos como quando
tinha vinte – como uma jovem ainda, não é, em algumas daquelas / imagens.

 Mesmo aos quarenta ela ainda se parece e se veste como uma jovem garota
com metade da sua idade.

 Mas o que é realmente conclusivo é que o saco está cheio de pedras.

 A coisa fascinante, isso mesmo, é que o saco se revela estar cheio / de pedras.

 As pedras estão ali para mantê-la em baixo por mais que ela se debata, e as
alças do saco estão atadas aos seus tornozelos.

 Nem pensar em outras palavras em um / grito de ajuda.

 Em outras palavras ela planejou tudo isto, planejou debater-se, ela sabia que
iria se debater, e sabia igualmente que o saco continuaria mesmo assim
puxando-a para baixo. Por isso nunca se põe em momento algum a questão da
tentativa falhar. Nunca se põe em momento algum a questão de alguém ser
capaz de intervir – nem a Mãe nem o Pai certamente.

 Bem certamente que nem a Mãe nem o Pai – e certamente nenhum dos seus
chamados amigos.
31

 Se é que podemos chamá-los / amigos.

 Bem obviamente que não podemos chamá-los amigos.

Silêncio. No silêncio:

‘Ela gosta de freqüentar aulas para manter a forma,


teatro amador e de participar
em animados espetáculos de cabaré.
Ela também é membro
de seu clube local de veraneio.’

 E nós somos tentados a pensar – não somos – que talvez o saco esteve
sempre cheio de pedras. Desde o momento, de fato, em que ela saiu de casa,
da casa de sua Mãe e do seu Pai, no dia do seu décimo sexto aniversário. Não
sentimos?

Pausa.

Então não nos sentimos?

 Não nos sentimos o quê?

 Tentados. Tentados a imaginar que talvez o saco esteve sempre cheio de


pedras desde este primeiro dia. Desde o momento em que ela atravessou a
porta da casa da Mãe e do Pai e fechou o portão da Mãe e do Pai e pegou o
ônibus. Que o saco vermelho nas fotografias está cheio de pedras. Que nos
caminhões, nos ônibus e nos burros que ela usou para subir as montanhas – e
nos depósitos de lixo, nas favelas e encostas dos morros e nas praças
renascentistas pavimentadas, o saco está cheio de pedras. E nos campos de
refugiados onde ela posou atendendo a seus próprios pedidos ao lado dos
moribundos magros como espetos tal como posou aparentemente sem
qualquer hesitação ao lado das piscinas Olímpicas de bilionários barrigudos, o
saco está cheio de pedras. E ao lado das esteiras rolante dos aeroportos.
Particularmente ao lado das esteiras rolante dos aeroportos às duas da manhã
esperando com viajantes de outras zonas de horário e zonas de guerra para
que a esteira rolante começasse a andar e a bagagem a aparecer através da
cortina de borracha preta sobre o tapete de borracha preta – as mochilas e as
32

pastas de couro, as Samsonites e as caixas de papelão com fita-adesiva – o


saco, aquele saco vermelho dela está cheio de pedras.

 Não podemos ter certeza.

 Bem, é claro que não podemos ter certeza. Mas a partir daquilo que sabemos
dela, daquilo que vemos dela, não é / impossível.

 Não podemos ter certeza que o saco está cheio de pedras. Pode estar cheio de
roupas velhas, de drogas… / qualquer coisa.

 Por que não? Por que é que não podemos ter certeza? Por que é que não
podemos dizer de uma vez por todas que o saco está cheio de pedras e que as
pedras explicam o sorriso.

 As pedras, é verdade, explicariam o sorriso.

 As pedras explicariam definitivamente o sorriso a partir daquilo que vimos dela.


Porque existe um lado engraçado nisto.

 Um quê?

 Um lado. Um lado engraçado.

 Oh, sim. Existe definitivamente um lado engraçado.

Silêncio. No silêncio:

‘Ann acha que às vezes há um problema


com a palavra “solteiros”, como é geralmente mal entendida.
Ela gostaria de frisar que estas viagens
não são eventos que formam casais, mas ao contrário aproximam
pessoas com as mesmas afinidades em ambientes
descontraídos e amigáveis,
proporcionando-lhes momentos em conjunto,
que terminam em amizade.’
33

7 O NOVO ANNY

Cada uma das réplicas é primeiro dita numa língua africana ou do Leste europeui.
Segue-se imediatamente uma tradução portuguesa.

 [frase]
 O carro circula ao longo da ondulante estrada mediterrânea.

 [frase]
 Agarra-se às curvas entre as pitorescas aldeias nas encostas das colinas.

 [frase]
 O sol brilha sobre o corpo aerodinâmico.

 [frase]
 O corpo aerodinâmico do novo Anny.

 [frase]
 Vemos o novo Anny serpentear por entre os telhados mediterrânicos de telha
vermelha.

 [frase]
 Rápido.

 [frase]
 Ágil.

 [frase]
 Livre.

 [frase]
 Sabemos agora que o novo Anny já vem de fábrica com vidros elétricos.

 [frase]
 Sabemos agora que o novo Anny já vem de fábrica com airbag de motorista e
de passageiro.

 [frase]

i Na primeira produção, servo-croata


34

 Sabemos agora que todas as coisas que os outros fabricantes oferecem como
extras…

 [frase]
 … já vêm de fábrica com o novo Anny.

 [frase]
 Ar condicionado.

 [frase]
 Sistema de trava de motor.

 [frase]
 E um telefone celular.

 [frase]
 Sabemos que os nossos filhos estarão seguros e felizes no banco de trás do
Anny tal como os adultos se sentirão relaxados e confiantes ao volante.

 [frase]
 Felizes.

 [frase]
 Seguros.

 [frase]
 Sob controle.

 [frase]
 O Anny desliza pelas praias brancas do mundo tão facilmente como estaciona
em frente às lojas de sapato com lâmpadas de halogênio das grandes cidades.

 [frase]
 Quando chegamos ao nosso destino dentro do Anny…

 [frase]
 … seremos sempre abraçados por homens bonitos e mulheres bonitas.

 [frase]
 Não seremos traídos.

 [frase]
35

 Torturados.

 [frase]
 Ou abatidos.

 [frase]
 O Anny de dois litros consegue um excelente consumo no ciclo urbano
simulado…

 [frase]
 … e está também disponível a diesel.

 [frase]
 Como prova da nossa constante preocupação por um ambiente mais limpo e
mais verde…

 [frase]
 … não existem ciganos sujos no Anny.

 [frase]
 Nem no Anny nem nas paisagens ensolaradas ao longo das quais o Anny
desliza.

 [frase]
 Ninguém no Anny mente, trapaceia ou rouba.

 [frase]
 Malditos sacanas.

 [frase]
 Gangsters.

 [frase]
 Filhos da puta.

 [frase]
 Não existe lugar no Anny para as raças degeneradas…

 [frase]
 … para os mentalmente deficientes …

 [frase]
36

 … ou os fisicamente imperfeitos.

 [frase]
 Não existe lugar para ciganos, Árabes, Judeus, Turcos, Curdos, Negros e
nenhuma dessa escória humana.

 [frase]
 Sabemos que está disponível um financiamento a zero por cento.

 [frase]
 Mas apresse-se.

 [frase]
 Uma vez que se trata de uma oferta limitada.

 [frase]
 O Anny atravessa a ponte do Brooklyn.

 [frase]
 O Anny atravessa o Saara.

 [frase]
 O Anny passa como um raio por entre os vinhedos de Bordeaux.

 [frase]
 O Anny passa como um raio na madrugada por entre as aldeias do Norte de
África…

 [frase]
 Rápido.

 [frase]
 Ágil.

 [frase]
 Livre.

 [frase]
 … onde as mulheres veladas só podem olhar com espanto para o imaculado
trabalho de pintura antiferrugem como uma garantia de cinco anos.

 [frase]
37

 Nunca ninguém enche o Anny com explosivos para alcançar um objetivo


político.

 [frase]
 Nunca nenhum homem estupra e mata uma mulher no Anny antes de atirar o
seu corpo para fora do carro em um sinal vermelho juntamente com o conteúdo
do cinzeiro.

 [frase]
 Nunca ninguém é arrastado para fora do Anny por uma multidão enraivecida.

 [frase]
 Nunca nenhuma pélvis de criança é esmagada por uma colisão ocasional com
o novo Anny.

 [frase]
 O banco de trás nunca fica escorregadio por causa de esperma.

 [frase]
 Escorregadio por causa de sangue.

 [frase]
 Escorregadio por causa de cerveja.

 [frase]
 Escorregadio por causa de saliva.

 [frase]
 Ou pegajoso por causa de chocolate derretido.

 [frase]
 Chocolate derretido: Hum hum hum.

Letra pequena:

 [frase]
 O preço de venda já inclui ICMS, matrícula, entrega imediata e seis meses de circulação
gratuita nas auto-estradas.

 [frase]
 Pacotes financeiros sujeitos a status social.

 [frase]
38

 Fumar pode prejudicar a sua criança em gestação.

 [frase]
 A sua casa está em risco se não mantiver os pagamentos do empréstimo.
39

8 FÍSICA DAS PARTÍCULAS

 Eu vou dizer o seguinte: ela tem uma espécie de cinzeiro. Do tipo alto apoiado
em uma base. O tipo de coisa que se encontra no lobby de um hotel barato, o
tipo de hotel onde se passa algumas horas em uma tarde de um dia de semana
em uma cidade desconhecida com um homem que / se acabou de conhecer.

 Com um homem que nunca mais se voltará a ver.

 Com um homem – exatamente – que se acabou de conhecer e não se tem


qualquer intenção de um dia voltar a ver. É esse o tipo de cinzeiro, com a taça
cromada e a base cromada e uma aura de sexo rápido e sem proteção em
quartos de hotéis baratos.
 Ela também fala cinco línguas e com a ajuda do acelerador CERN em Genebra
descobriu uma nova partícula elementar que terá o seu nome e alterará por
completo o modo como olhamos para o universo.
40

9 A AMEAÇA DO TERRORISMO INTERNACIONAL™

 Ela não parece preocupar-se. Ela não tem consciência. Ela não demonstra
remorso. Ela diz: ‘Eu não / reconheço a vossa autoridade.’

 ‘Eu não reconheço a vossa autoridade.’ O que é que ela quer dizer com isto?
Quem ela pensa que é? Ela realmente acha que não vai ter que prestar contas
pelas vidas que destruiu? Ela realmente pensa que qualquer coisa pode
justificar os seus atos de indiscriminada violência gratuita? Nada em seus olhos
revela um traço / de sentimento humano.

 Nenhum traço – isso mesmo – de sentimento humano ou qualquer sentimento


de vergonha. Será esta a mesma criança, será esta a mesma criança que uma
vez usou um vestido de listras cor-de-rosa e um chapéu bordado e foi com
filhas de médicos, dentistas, apresentadores de televisão e agentes imobiliários
para a escola na colina com a placa de metal polido e as professoras com
impecáveis saias de lã xadrez? Será esta a mesma criança que tinha a
Barbie™ Fantasia, Ken™ Fantasia e todas as suas roupas: as minúsculas
minúsculas calcinhas e os minúsculos minúsculos sapatinhos? A casa, o
cavalo, o próprio carro / da Barbie™?

 Será esta a mesma pequena Anne que colocava todos os minúsculos


minúsculos sapatinhos em fila e todas as minúsculas minúsculas bonequinhas
em fila e todas as minúsculas minúsculas caminhas em fila e ainda por cima
rezava a Deus™ toda noite / sem nenhum sentido de ironia.

 Que rezava a Deus™ ‘Deus™ abençoe a Mamãe, Deus™ abençoe o Papai,


Deus™ abençoe o gato Wiggy, Deus™ abençoe todo mundo’ sem nenhum
sentido de ironia mas antes com a sincera convicção de que seria capaz de
invocar ali de joelhos e vestida com o seu pijama da Minnie™ a benção do Pai,
do Filho / e do Espírito Santo.

 Amém.

 Que molhava a cama noite após noite até os seus pais cansados a levarem ao
médico com a sua pilha de revistas para com um grande sorriso lhe baixar as
41

calcinhas no enorme sofá de couro gelado e lhe dizer, ‘Vamos dar uma olhada,
Anne, / está bem’?

 A mesma Anne que regressou do hospital com uma caixa de madeira contendo
um sino para colocar ao lado da cama, dois quadrados duros de gaze metálica
e alguns / arames pretos?

 A mesma Anne que acordava a cada noite seguinte ao som do horrível sino
enfiada nos horríveis / lençóis molhados?

 A mesma Anne que agora – o quê – está ali de pé? Está ali de pé em frente a
homens e mulheres sérios com testemunhas e provas dentro de sacos plásticos
selados – falsos passaportes e pedaços de carne humana – que está ali de pé
e se recusa / a reconhecer a sua autoridade?

 Pedaços de carne humana, passaportes falsos, listas de nomes, vestígios de


explosivos, gravações de telefonemas, gravações de vídeo de bancos e
shopping centers e caixas automáticos. Relatórios psiquiátricos que confirmam
(a) a sua inteligência e (b) a sua sanidade. ‘Ela dedicou-se ao seu trabalho’,
eles dizem, ‘com toda a terrível frieza de um artista.’ Testemunhas rompem / em
lágrimas.

 As testemunhas rompem em lágrimas enquanto as gravações de vídeo dos


bancos e dos shopping centers mostram Anne como uma pessoa qualquer
cuidando de sua vida sob constante vigilância, até que, vinte minutos depois
dela sair, o vidro da vitrine da loja de sapatos explode no mais absoluto silêncio
e as pequenas figuras cinzentas desfazendo-se e voando pelo ar no mais
absoluto silêncio com os seus minúsculos minúsculos sapatinhos voadores são
seres humanos reais misturados com vidro. Ninguém consegue descobrir / qual
é o seu motivo.

 Ninguém consegue descobrir o motivo de Anne.

 Ela vive sozinha?

 Ela vive sozinha.

 Ela trabalha sozinha?

 Ela trabalha sozinha.


42

 Ela dorme sozinha?

 Aparentemente, sim.

 Mata / sozinha? Come?

 Ela vive trabalha dorme mata e come completamente sozinha. Na verdade as


suas chamadas telefônicas gravadas consistem quase completamente em
encomendas de comida a ser entregue nos quartos que ela alugava com vista
para as principais estradas dos subúrbios metropolitanos – uma pizza grande,
pão de alho e um litro e meio de Pepsi Diet™, tudo por apenas nove libras / e
noventa e nove.

 Chamadas que são inicialmente interpretadas como / mensagens em código.

 Chamadas que são inicialmente, isso mesmo, interpretadas como mensagens


em código mas que são simplesmente encomendadas de comida entregues à
sua porta por rapazes em motos e / pagas em dinheiro.

 É realmente esta a mesma pequena Annie que agora tem testemunhas


rompendo em lágrimas? Que agora tem funcionários de muitos anos de serviço
de ambos os sexos recebendo aconselhamento para suor noturno, impotência,
amenorréia, tremor das mãos e flashbacks de cabeças humanas estourando
como se lentamente e o longo longo e terrível gemido de uma criança enterrada
impossível de alcançar recorrente como uma espécie de qual é a palavra?

 Uma alucinação auditiva?

 Sim. Pela qual eles agora exigem ser / indenizados.

 A mesma Anne que acordou quando o sino soou e assistiu as sombras dos
castanheiros deslocando-se pela parede do seu quarto no seu / pijama
molhado?

 A mesma Anne que soldou complicados mecanismos de relógio e interruptores


de mercúrio a placas de circuito impressas com a sua boca cheia de / pizza de
massa alta.

 Que resumia a atitude / de uma geração.

 Que apareceu duas vezes na capa da / revista Vogue™.


43

 Que vendeu os direitos para o cinema por dois milhões e meio de / dólares
americanos.

 Que estudou profundamente os procedimentos de manuseio de bagagem e


memorizou as tabelas de vôo das principais companhias de aviação
internacionais.

 Que era cito uma solitária / fim de citação.

 Que escuta cito sem qualquer expressão fim de citação a descrição de cito
ultraje fim de citação atrás de cito ultraje fim de citação atrás de cito ultraje fim
de citação por ela cometidos.
44

10 TIPO ENGRAÇADO

 É tipo engraçado e é tipo triste.


Acho que é tipo agridoce.
Acho que é uma dessas coisas tipo que agridoces, uma dessas coisas de rir por
entre lágrimas.
Após tanto tempo, após tantos anos, ele finalmente volta para sua Mãe.
E primeiro, sabe, tipo “Quem é este?”
Depois vem o momento de perceber: ‘Oh Deus: é o meu próprio filho.’

E eles estão abraçando-se ali mesmo na cozinha e sabe isso é tão comovente.
Isto é, é tão comovente ver que ele encontrou aquela coisa, aquela força, para
perdoar à sua Mãe.
Que ele lhe perdoou o seu alcoolismo.
Que ele lhe perdoou por ter dormido com outros homens.
Que ele lhe perdoou por ter destruído a fé do seu pai em si próprio e o ter
levado ao suicídio.
E eles estão os dois tipo chorando e rindo e chorando outra vez tudo ao mesmo
tempo na mesma cozinha em que ele se sentava quando era um garotinho
testemunhando as terríveis discussões dos seus pais. O seu Pai em lágrimas
despejando a bebida dela na pia às dez da manhã enquanto ela grita que se ele
fosse um homem de verdade com um mínimo de amor próprio ela não
precisaria de se embebedar daquela maneira, pois não. E existem aqueles
minúsculos arranhados na mesa que ele se lembra de ter feito secretamente
com um garfo. E você toma conhecimento, sabe, tipo da continuidade das
coisas, da agridoçura das coisas.

E depois ele diz ‘É, Mãe, eu tenho uma surpresa para você.’ E a Mãe tipo se
afasta e limpa os olhos e diz ‘Que surpresa?’

E ele diz ‘Olhe pela janela, Mãe.’


E do outro lado da janela está uma empoeirada caminhonete com duas
minúsculas minúsculas crianças atrás tipo olhando fixamente. Olhando
fixamente para a câmera.
E ela mal pode acreditar que estes são os seus próprios netos.
45

Depois ele diz, ‘Mãe, quero que você conheça a Annie.’

E é então que esta mulher Annie sai da caminhonete e ela é muito alta e loira e
de membros fortes com uns olhos azuis claros que olham para dentro do nosso
coração, e ela é tipo – bem eu acho que ela é o sonho de qualquer homem de
como deve ser uma boa mulher, e o sonho de qualquer mãe da mulher que
escolheria para o seu garoto.

E acaba por se revelar que ele e a Annie e as crianças estão começando esta
nova o quê? Bem, vida. Eles estão começando esta sua nova, sim, vida longe
da cidade. Vivendo da terra. Plantando coisas. Apanhando coisas. Escavando
debaixo da terra em busca de água pura e límpida. Educando os seus próprios
filhos. Na crença de que o Homem é livre perante Deus para forjar o seu próprio
destino e de adotar os meios necessários para proteger a sua família.

E durante o almoço – que é basicamente uma espécie de salada de frango com


maionese – ficamos sabendo como ele é de fato o comandante responsável por
todo um grupo de indivíduos de ideais semelhantes que se armaram não por
qualquer sede de sangue, mas por necessidade porque é uma guerra. ‘Guerra?’
diz a Mãe. ‘O que você quer dizer, guerra?’

Então a Annie tem que explicar à Mãe como eles não acreditam em impostos
nem em segurança social nem em nenhuma dessas merdas. Como a guerra é
uma guerra contra um governo que tira o pão da boca dos trabalhadores para o
dar aos pornógrafos e abortadores deste mundo. É uma guerra contra os
miseráveis dos veados.
É uma guerra contra os traficantes e os Pretos.
É uma guerra contra os Judeus conspiradores e as suas tentativas de
reescrever a história.
É uma cruzada contra as imagens degeneradas que se mascaram de arte.
É uma guerra contra todos aqueles que negam o nosso direito de carregar
armas.

E a Annie tem tipo esta luz interior.


46

É como se, uau, ela tivesse rompido, ela tivesse rompido com toda a confusão
e as vozes tagarelas das nossas vidas e do nosso tempo e tivesse encontrado
esta tipo exatamente o quê?
Coisa, eu acho.
Esta coisa, esta coisa tipo absoluta.
É como se ela tivesse encontrado esta coisa.
É como se – ei – a Annie tivesse encontrado esta coisa, esta chave, sim, esta
coisa-chave, este segredo, esta certeza e simplicidade, esta coisa secreta e
simples que todos nós buscamos ao longo das nossas vidas e que é, eu acho,
a verdade.

Sim. E é tipo comovente de ver como ele é atencioso com as crianças.


Como é ele que corta o frango e limpa a boca delas com um guardanapo de
papel – a imagem, sabe, deste sujeito enorme de roupa camuflada ocupando-
se de todas aquelas tarefas domésticas.
Porque a família está no coração das coisas, acho eu.

E uma das minúsculas minúsculas crianças levanta os olhos do prato e diz


‘Papai, porque é que ela está chorando?“
E é verdade.
A mãe dele chorando.
E enquanto ela está ali sentada à mesa da família olhando fixamente para esta
família que ela nunca soube que tinha – o filho e sua magnífica mulher, os seus
filhos fortes e inocentes com a vida toda pela frente – ela está, está de fato,
debulhando-se em lágrimas como se ela mesma fosse uma minúscula
criancinha.

E a Annie acaricia o cabelo do garoto – cortado muito curtinho, sabe – como um


verdadeiro jovem soldado – e diz ‘Porque ela está muito feliz, filho. Porque está
muito feliz’.
47

11 SEM TÍTULO (100 PALAVRAS)

 O que vemos aqui são diversos objetos associados às tentativas de suicídio da


artista ao longo dos últimos meses. Por exemplo: frascos de remédios, registros
de internamentos hospitalares, Polaróides dos diversos homens soropositivos
com quem ela teve deliberadamente relações sexuais não protegidas, pedaços
de vidro quebrado …

 Bilhetes de suicídio.

 … sim, e as paredes da galeria foram é claro revestidas com seus muitos


bilhetes de suicídio. Além das Polaróides há gravações em vídeo um tanto
desagradáveis, tenho que dizer, das próprias tentativas.

Bem não posso falar pelos outros, mas após alguns minutos de tudo isto eu
comecei a desejar que ela tivesse sido bem sucedida logo da primeira vez.

Silêncio. No silêncio:

cabeça
verde
água
cantar
morte
longo
navio
pagar
janela
amigável
mesa
perguntar
frio
caule
dançar
aldeia
lago
48

doente
orgulho
cozinhar

 Bem eu acho que este é um comentário indesculpavelmente frívolo de se fazer


sobre algo que é claramente um trabalho que é um ponto de referência. É
comovente. É oportuno. É perturbador. É engraçado. É doentio. É sexy. É
profundamente sério. É divertido. É esclarecedor. É obscuro. É altamente
pessoal e ao mesmo tempo levanta questões vitais sobre o mundo em que
estamos vivendo.

 O que me fascina é a sua utilização das texturas. Eu acho que há aqui uma
grande sensibilidade na justaposição dos materiais: couro e vidro, sangue e
papel, Vaselina e aço, o que evoca no observador uma reação / quase visceral.

 Receio que o que vemos aqui é puro narcisismo. E acho que a pergunta que
temos de nos fazer é quem pode aceitar esta espécie de exibicionismo não
digerido como uma obra de arte? …

 Sim, mas exatamente, este é certamente o ponto que ela está tentando
levantar: Onde estão os limites? O que é aceitável? …

 … porque isto é pura / auto-indulgência.

 … Onde a ‘vida’ – literalmente neste caso – acaba, e a ‘obra começa?’

 Com todo o respeito, mas eu penso que ela acharia todo o conceito de ‘levantar
um ponto’ ridiculamente fora de moda. Se algum ponto está sendo levantado é
seguramente o ponto de que o ponto que está sendo levantado não é o ponto e
nunca foi de fato o ponto. É seguramente o ponto de que a busca de um ponto
não tem sentido e que todo o ponto do exercício – isto é, estes atentados contra
a sua própria vida – aponta para isso mesmo. Isto me faz pensar no provérbio
Chinês: o lugar mais escuro está sempre debaixo da lâmpada.

Silêncio. No silêncio:

tinta
irritado
agulha
49

nadar
jornada
azul
lâmpada
pecar
pão
rico
árvore
picar
piedade
amarelo
montanha
morrer
sal
novo
costume
rezar

 O o quê?

 O lugar mais escuro. É / Chinês.

 Por que as pessoas não podem aprender a desenhar? Por que as pessoas não
aprendem a pintar? Os alunos deviam aprender técnicas, não idéias. Porque
aquilo que vemos aqui é a obra de uma garota que muito claramente deveria ter
sido admitida não em uma escola de artes mas em uma unidade psiquiátrica.

Silêncio. No silêncio:

dinheiro
estúpido
caderno de exercícios
desprezar
dedo
querido
pássaro
50

cair
livro
injusto
sapo
partir
fome
branco
criança
prestar atenção
lápis
triste
ameixa
casar

 Um o quê?

 Um hospital psiquiátrico. Algum lugar onde ela pudesse / receber tratamento.

 Bem eu tenho que dizer que eu acho uma observação extraordinária que eu
não esperaria ouvir fora de um estado totalitário…

 Oh, por favor…

 … a qual – não, lamento, lamento, mas isto tem que ser dito – a qual parece ser
uma tentativa de reinstalar a noção de Entartete Kunst …

 Oh, bobagem. Que absurda essa reação / exagerada.

 … a chamada ‘arte degenerada’ proibida – bobagem? Eu não acho – proibida


pelos Nazistas. Isto é ouça o que você está dizendo: você está dizendo que
esta artista não deveria ser autorizada a produzir as suas obras mas deveria ao
contrário ser obrigada a receber tratamento psiquiátrico.

 Estou simplesmente sugerindo que esta pobre garota…

 ‘Esta pobre garota.’

 … esta pobre garota, sim, precisa de ajuda – e eu não sugeri em momento


algum como você bem sabe que ela deveria ser / ‘obrigada’.
51

 Precisa de ajuda? Oh sério? E na opinião de quem? Na opinião de Goebbels?


Na opinião talvez de Josef Stalin? Não estará a Anne na verdade antecipando
as conseqüências aterradoras desse argumento e nos perguntando qual é o
verdadeiro significado de ‘ajuda’? Não estará ela dizendo ‘Eu não quero a sua
ajuda’? Não estará ela dizendo ‘A sua ajuda me oprime’? Não estará ela
dizendo que o único modo de evitar ser uma vítima das estruturas patriarcais do
capitalismo deste final do século vinte é uma pessoa tornar-se a sua própria
vítima?
Não será esse o verdadeiro significado desses atentados contra a sua vida?

 A sua própria vítima – é fascinante.

 Oh francamente, que raciocínio mais fraco.

Silêncio. No silêncio:

casa
adorado
vidro
discutir
pêlo
grande
cenoura
pintar
parte
velho
flor
bater
caixa
selvagem
família
lavar
vaca
amigo
felicidade
mentir
52

 Bem eu acho que sejam quais forem as diversas prioridades pessoais que
trouxermos para esta discussão, todos estamos de acordo que se trata de um
trabalho de referência. É comovente. É oportuno. É perturbador. É engraçado.
É doentio. É sexy. / É profundamente sério. É divertido. É críptico. É obscuro. É
altamente pessoal e ao mesmo tempo levanta questões vitais sobre o mundo
em que estamos vivendo.

 (deixa ‘sexy’) Esse raciocínio é mesmo fraco. A sua própria vítima? Se ela está
mesmo – tal como parece – tentando se matar, então seguramente a nossa
presença aqui faz de nós meros voyeurs em um manicômio. Se por outro lado
ela estiver só representando, então toda a sua obra se torna uma mera
representação cínica e é duplamente repugnante.

 Mas por que não? Por que não poderia ser / ‘uma representação’?

 Exatamente – torna-se uma espécie / de teatro.

 É teatro – isso mesmo – para um mundo no qual o próprio teatro morreu. Ao


invés das convenções ultrapassadas do diálogo e das chamadas personagens
arrastando-se em direção aos embaraçosos desenlaces do teatro, Anne está
nos oferecendo um puro diálogo de objetos: de couro e vidro, de Vaselina e
aço, de sangue, saliva e chocolate. Ela está nos oferecendo nada menos do
que o espetáculo da sua própria existência, a pornografia radical – se é que
posso usar esta desgastada palavra – do seu próprio partido e abusado –
quase Crístico - corpo.

 Um objeto em outras palavras. Um objeto religioso.

 Um objeto, sim. Mas não o objeto de outros, o objeto de si própria. Esse é o


argumento que / ela oferece.

 Mas nós certamente já vimos isso tudo. Não teremos visto isso tudo no
chamado ‘radicalismo’ dos anos sessenta barra setenta?

Silêncio. No silêncio:
postura
estreito
irmão
53

temer
cegonha
falso
ansiedade
beijar
noiva
puro
porta
escolher
feno
satisfeito
ridículo
dormir
mês
simpático
mulher
abusar

 Visto – talvez. Mas não visto de novo, não visto agora, não visto no contexto de
um mundo pós-radical, pós-humano onde os gestos do radicalismo assumem
um novo significado em uma sociedade na qual o gesto radical é simplesmente
mais uma forma de divertimento, isto é, mais um produto – neste caso uma
obra de arte – para / ser consumido.

 Teatro não tem nada a ver com isto e ressinto-me amargamente da insinuação
de que eu seja alguma espécie de Nazista.
54

12 ESTRANHAMENTE!

 Ela está saindo de uma cidade bombardeada em um Cadillac vermelho


metálico de cerca de 1956…

 NOME!

 … quando chega em uma barreira policial iluminada por pneus em chamas e


lhe perguntam – exatamente! – o seu nome.

 ESTRANHAMENTE!

 Um tanto estranhamente ela não responde a este pedido sensato mas começa
ao contrário uma rajada de insultos obscenos. ‘Malditos homicidas filhos da
puta’, ela diz. ‘Fodedores de porcos chupa picas.’

 LINGUAGEM!

 ‘Corja de estupradores de irmãs blasfemos infanticidas assassinos miseráveis.’

 LINGUAGEM!

 ‘Cago em seus túmulos e nos túmulos de suas mães e pais…’

 IDENTIDADE!

 ‘… e amaldiçôo todas as gerações futuras.’ E quando lhe perguntam novamente


– isso mesmo – por sua identidade ela se cala.

 SILÊNCIO!

Silêncio.

O QUÊ?

Silêncio.

O QUÊ?

 Depois ela está resmungando alguma coisa sobre o seu jardim e as ameixeiras
e as fontes da cidade que foram secas. Sobre – o que é isso? – a água que ela
costumava aquecer em garrafas de plástico para não fazer mal às raízes. Ela
está resmungando alguma coisa sobre…
55

 FALE MAIS ALTO!

 … ela está resmungando alguma coisa sobre – isso mesmo: fale mais alto sua
vaca – alguma coisa sobre a falta de eletricidade, noites passadas na completa
escuridão e a decadência da carne congelada. Sobre as mulheres nas ruas
batendo as tampas das panelas como uma espécie de lamentação…

 NOME!
 … sobre o incêndio de bibliotecas inteiras cheias de livros e manuscritos
insubstituíveis e sobre o pão bolorento atirado das caçambas dos caminhões e
resmungando resmungando sobre as ameixas e as flores brancas …

 ENQUANTO ISSO!

 … e o cheiro de esgoto, café e restos humanos e enquanto isso – isso mesmo:


enquanto isso – os soldados amontoam-se em torno dessa mulher sem nome
com o seu longo cabelo grisalho tingido de sangue e em torno do Cadillac
vermelho iluminado pelas pilhas de pneus em chamas e perguntam-lhe onde
diabos, onde diabos nesta porra de terra esquecida por Deus é que ela pensa
que vai?

Silêncio.

 O QUÊ?

Silêncio.

 O QUÊ?

 ‘O aeroporto.’

 FALE MAIS ALTO!

 ‘O aeroporto. Eu estou levando a minha criança para o aeroporto. Vocês não


precisam gritar comigo. Eu sou uma mulher instruída – não uma camponesa
qualquer que veio do campo para a cidade limpar as latrinas dos ricos. Eu tenho
um passaporte e uma conta bancária em dólares americanos e estou levando a
minha filha para o aeroporto.’

 ESTRANHAMENTE!
56

 ‘Agora, por favor, deixem-me passar.’ Mas sim, como você diz, estranhamente
não se vê criança nenhuma. Criança? Que criança? E mulheres com
passaporte não têm esta aparência. Mulheres com dólares americanos não têm
esta aparência. Elas freqüentam salões de cabeleireiro onde pintam o cabelo
com mechas artificiais, não com sangue humano. Elas não dirigem Cadillacs
amassados, elas têm jipes japoneses com tração nas quatro rodas e um pneu
sobressalente que nunca irão usar preso à porta traseira. Vamos usar a
lanterna, está bem, e iluminar o banco de trás para vermos do que é que ela
está falando.

 CRIANÇA? QUE CRIANÇA?

 Vamos tirar a lanterna – que criança – exatamente – de borracha e ver do que é


que ela está falando, o que é que ela quer dizer com ‘criança’, esta mulher sem
nome com o seu longo cabelo grisalho e um rosto coberto por pústulas
nojentas. E já que estamos falando da sua aparência, por que ela não pode ser
mais atraente? Por que ela não pode ser mais simpática? Por que ela não pode
ter mais alguns dentes? Por que ela não se inclina e nos deixa ver sua bunda?
Por que ela não se desfaz em lágrimas e nos faz ter vontade de confortá-la ao
invés de olhar fixamente assim e cuspir.

 ESTRANHAMENTE!

 Então – o quê? – sim – desculpa – estranhamente como você diz o facho de luz
revela no banco de trás do veículo dois reluzentes sacos de plástico pretos
amarrados em cima, mas criança nenhuma.

 CRIANÇA? QUE CRIANÇA?

 E agora ela está resmungando alguma coisa sobre …

 FALE MAIS ALTO!

 … alguma coisa sobre um balanço de jardim, alguma coisa sobre a sua


pequena garota, a sua pequena Anne, a sua pequena Annushka. Alguma coisa
– o que é isto? Fale mais alto – alguma coisa sobre a sua Annushka ‘estar nos
sacos’ e sobre a sua necessidade, a sua necessidade urgente de levar estes
57

sacos ao aeroporto com a sua instrução e a sua conta bancária em dólares


americanos e comprar bilhetes de avião.
Ela não percebe que o aeroporto está fechado?
Ela não ouviu a pista de decolagem sendo bombardeada?
Ela não viu os mísseis inteligentes espalharem o concreto como pedras
lançadas em uma poça?

 ESTRANHAMENTE!

 Ela não pode sentir o calor branco do combustível dos aviões queimando? Não.
Estranhamente, como você diz, ela parece acreditar que o aeroporto funciona
normalmente. Estranhamente ela parece pensar que as praias brancas e as
cidades cosmopolitas do mundo ainda estão a poucas horas de distância por
meio de vôos de horários regulares.

 ESTRANHAMENTE!

 Esta mulher sem nome parece estranhamente imaginar que pode ainda
movimentar uma conta bancária com um cartão de plástico e voar em primeira
classe com a pequena Anne, com Annushka, escapando do alcance de rifles e
machados, para uma cidade cheia de galerias de arte, lâmpadas de halogênio,
cafés encantadores e sapatos atraentemente expostos.

 ESTRANHAMENTE!

Silêncio.

 E sim – estranhamente – ninguém lhe pergunta o que ela quer dizer com isso
de Annushka ‘estar nos sacos’.

 ESTRANHAMENTE!

Silêncio.

 E sim – estranhamente – ninguém lhe pede para examinar os sacos.


 ESTRANHAMENTE!

Silêncio.

 E sim – mais estranhamente talvez do que tudo – ninguém a pergunta por que
uma criança deveria estar em dois sacos ao invés de um.
58

Silêncio.

 ESTRANHAMENTE!
59

13 COMUNICANDO COM EXTRATERRESTRES

 Então descobrimos que ela está sendo penetrada por raios misteriosos que a
tornam invisível nas fotografias.

 O quê? Raios-X?

 Não, não raios-X. É um novo tipo de raio. É um novo tipo de raio produzido por
uma catástrofe no espaço / profundo.

 Você quer dizer – está bem – que ela está se comunicando, você diz, através
destes raios com extraterrestres?

 Não comunicando. Não. Os extraterrestres estão usando ela. Eles estão


usando ela, mas sem o conhecimento / dela.

 Os extraterrestres – está certo – estão usando o seu cérebro como uma


espécie de Cavalo de Tróia através do qual eles poderão invadir gradualmente
toda a consciência / humana.

 E o mais assustador é, é que ela pode ser qualquer um de nós.


60

14 THE GIRL NEXT DOOR

She’s the girl next door


She’s the fatal flaw
She’s the reason for
The Trojan War.

She is royalty
She practises art
She’s a refugee
In a horse and cart.

She’s a pornographic movie star


A killer and a brand of car
A KILLER AND A BRAND OF CAR!

She’s a terrorist threat


She’s a mother of three
She’s a cheap cigarette
She is Ecstasy.

She’s a femme fatale


She’s the edge of the knife
She’s one helluva gal
She’s Intelligent Life.

She’s a presidential candidate


For every little warring state
EVERY LITTLE WARRING STATE!

She winters in the south


She collects antiques
She has a big mouth
But she never speaks.
61

She’s given a spade


At the edge of a wood
To dig her own grave
By a man in a hood.

She drives a tank


Over neonates
While choosing to bank
At competitive rates.

She bombs by stealth


Has unlimited wealth
White knobbly knees.
WHAT? KNOBBLY KNEES?
Yes. Knobbly knees.
And speaks fluent Japanese.

O-shigoto wa nan desu ka?


Oku-san wa imasu ka?
OKU-SAN WA IMASU KA?

She’s an artificial tan


She’s the fat in the pan
She’s the film in the can
She’s the shit in the fan.

She’s the one who ran


When the shooting began.

She’s a girl with a plan


She’s a boy with a man
She’s a dyke with a femme
She’s a man with a van.

She’s a dedicated football fan


With limited attention span
62

LIMITED ATTENTION SPAN!

She’s the predator


She’s the god of war
She’s the fatal flaw

She’s the girl she’s the girl


She’s the girl she’s the girl
She’s the girl she’s the girl
SHE’S THE GIRL NEXT DOOR!
63

15 O DEPOIMENTO

Silêncio.

 Você diz que ela anda de bicicleta faça o tempo que fizer?

 Faça o tempo que fizer. Isso mesmo.

Silêncio.

 E usa um chapéu.

 Sim. Ela usa um chapéu.

 O qual, você declara, ela própria tricotou.

 Eu acredito que sim.

Silêncio.

 Ela planta pés de tomate em…

 Embalagens de margarina.

 Embalagens de margarina.

 Isso mesmo.

Silêncio.

Ou de iogurte…

 Potes de iogurte.

 Sim.

 Entendo.

Silêncio.

Porque acha que ela faz isso?

 O quê? Plantar pés de tomate?

 Sim.

Silêncio.
64

 Para bazares.

 Para quê?

 Bazares beneficentes. Ela os vende em bazares beneficentes.

 Claro. E imagino que os leve para os bazares na sua bicicleta.

 Sim leva.
 Faça o tempo que fizer.

 Sim.

 Em uma caixa de papelão.

 Sim.

 Agora por que você acha que ela faz isso? Por que acha que ela leva esses, o
quê, esses pés de tomate em potes de iogurte, porque acha que ela os leva na
sua bicicleta em uma caixa de papelão para os bazares beneficentes faça o
tempo que fizer?

Longo silêncio.

Você declara cito quando criança ela dividiu muitas vezes a cama com dois ou
três dos seus irmãos mais novos fim de citação. Você mantém esta declaração?

 Sim.

 Por quê?

 Porque foi assim.

 ‘Porque foi assim’.

 Porque foi assim, sim. Porque eles eram pobres. Porque não tinham nada.

 Um outro mundo, hein?

Silêncio.

Se você pudesse só assinar aqui.

 O quê?
65

 Sim. Se você pudesse só assinar aqui dizendo que leu a declaração, e a


considera correta.

Silêncio.

Então, não a considera correta?

 Se eu tivesse uma caneta…

Surge uma caneta, a tampa é removida. O papel é assinado e devolvido.

Silêncio.

Isso é tudo?

 Por enquanto. Obrigado.

Silêncio.

Muito obrigado.

Silêncio.
66

16 PORNÓ

O principal orador é uma mulher muito jovem. À medida que ela vai falando as suas
palavras são desapaixonadamente traduzidas para uma língua africana, da América
do Sul ou do Leste Europeu.ii

 Ela tem pela frente os melhores anos da sua vida.


 [tradução]

 Ela pode ter dezessete ou dezoito…


 [tradução]

 … mas de preferência ela é mais nova …


 [tradução]

 … catorze talvez ou ainda mais nova.


 [tradução]

 É muito muito importante percebermos que ela detém o controle.


 [tradução]

 Ela sempre detém o controle de tudo o que acontece.


 [tradução]

 Mesmo quando parece violento ou perigoso.


 [tradução]

 O que não é.
 [tradução]

 (riso tênue) Obviamente.


 [tradução]

 (riso tênue) É claro que não há nenhuma história para contar…


 [tradução]

 … nem personagens.
ii
Na primeira produção, Português como falado no Brasil.
67

 [tradução]

 Certamente que não no sentido convencional.


 [tradução]

 Mas isso não quer dizer que não seja necessária habilidade.
 [tradução]

 Uma vez que nós ainda precisamos do sentimento total que o que estamos
vendo é real.
 [tradução]

 Não é só atuação.
 [tradução]

 É na verdade algo com mais exatidão que a atuação – pelo simples motivo de
que está realmente acontecendo.
 [tradução]

Uma pausa. Ela parece ter esquecido o que dizer e procura um ponto.

 Sim?

 (ponto) Ela gosta do seu trabalho.


 O quê?
 (ponto mais enfático) Ela gosta do seu trabalho.
 Ela gosta do seu trabalho.
 [tradução]

 Ela é jovem e está em forma, e feliz com o seu corpo.


 [tradução]

 Como ela usa seu corpo é decisão dela.


 [tradução]

 Obviamente.
 [tradução]

 O Pornô não a impede de levar uma vida normal.


 [tradução] (na tradução ‘porno’ deve ter uma acentuação diferente: ‘Pornó’.)

 Ela tem um namorado fixo…


68

 [tradução]

 … e todos os interesses normais de uma garota da sua idade.


 [tradução]

 (riso tênue) Roupas.


 [tradução]

 Rapazes.
 [tradução]

 Maquiagem. Bichos de estimação.


 [tradução]

 Música.
 [tradução]

 A diferença é…
 [tradução]

 … é que o Pornô está lhe proporcionando o tipo de segurança e independência


que muitas mulheres invejariam.
 [tradução]

 O Pornô.
 [tradução]

 … é na verdade uma maneira de assumir o controle.


 [tradução]

 O Pornô…
 [tradução]

 … é na verdade o oposto do que parece.


 [Tradução]

 Porque mais que consumindo as imagens…


 [tradução]

 … ela está produzindo elas.


 [tradução]
69

 Isso, para ela, é uma das belezas do Pornô.


 [tradução]

Novamente uma pausa. Ela parece ter esquecido o que dizer: Mas isto deve
implicar uma perturbação que nunca se permite ser manifestada. Ela procura
um ponto.

 Sim?
 (ponto) Ela não é insensível à luz do entardecer.
 O quê?
 (ponto mais enfático) Ela não é insensível / à luz do entardecer.
 Ela não é insensível à luz do entardecer quando esta bate nas copas dos
pinheiros com um alaranjado brilhante.
 [tradução]

 Ela tem uma vida interior.


 [tradução]

 Ela reage sensivelmente ao mundo.


 [tradução]

 A cena, na realidade, da criança drogada e dessensibilizada …


 [tradução]

 … humilhada …
 [tradução]

 … e depois fotografada ou filmada sem o seu conhecimento …


 [tradução]

 … é uma caricatura ridícula.


 [tradução]

Novamente uma pausa. Novamente ela procura um ponto.

 Sim?
 (ponto) Tudo que ela necessita.
 O quê?
 (ponto mais enfático) Tudo que ela necessita é providenciado.
70

Pausa.

 Eu não consigo.
 [tradução de ‘Eu não consigo’]

Pausa.

 Eu não consigo.
 [tradução de ‘Eu não consigo’]

Ela se afasta. Confusão momentânea. Mas depois outro orador assume. Na


realidade, o resto da companhia terá provavelmente aparecido e pode partilhar
as seguintes falas, enquanto a primeira garota bebe um copo de água e se
recupera; novamente, não deve ser claro se ela está sofrendo de pânico de
palco ou de verdadeira aflição.

O tradutor permanece impassível.

 Tudo que ela necessita é providenciado. Inclusive uma educação completa.


 [tradução]

 Aos vinte e um ela ainda terá pela frente os melhores anos da sua vida…
 [tradução]

 … e ela terá dinheiro no banco do Pornô.


 [tradução]

 Nem todo mundo tem este começo na vida.


 [tradução]

 Ou as suas oportunidades.
 [tradução]

 Obviamente.
 [tradução]

A jovem mulher começa gradualmente a participar, apoiada pelas outras vozes.

 Ela poderia por exemplo se tornar uma modelo …


 [tradução]

 … uma personalidade da tv …
71

 [tradução]

 … ter o seu próprio bar no interior ou viajar o mundo.


 [tradução]

 Ela poderia pintar…


 [tradução]

 … nadar profissionalmente …
 [tradução]

 … ou estudar para um diploma em engenharia química.


 [tradução]

Todos com um élan crescente.

 A Anne poderia mudar o mundo…


 [tradução]

 … acabar com o sofrimento animal …


 [tradução]

 … acabar com o sofrimento humano…


 [tradução]

 … e aprender a pilotar helicópteros.


 [tradução]

Começa uma apaixonada música cigana de violino.

 A Anne distribuirá os recursos mundiais igualmente por toda a Terra…


 [tradução]

 … erguerá da poeira os rostos dos desafetos …


 [tradução]

 … evitando ao mesmo tempo a erosão dos privilégios da classe média.


 [tradução]

 Ela popularizará a teoria psicanalítica …


 [tradução]

 … sondando as raízes do comportamento humano …


72

 [tradução]

 … em uma série de artigos em revistas semanais.


 [tradução]

A música intensifica-se.

 A Anne viu o mundo do espaço…


 [tradução]

 … as rugas das montanhas …


 [tradução]

 … e os fios de cobalto dos rios.


 [tradução]

 Ela escavou as covas rasas…


 [tradução]

 … e removeu os crânios esmagados dos mortos.


 [tradução]

 Ela disseminou informação nas fibras ópticas…


 [tradução]

 … e dançou com as partículas de luz.


 [tradução]

A música intensifica-se. Os oradores dividem-se, criando dois grupos


simultâneos, cada um deles impassivelmente traduzido para uma língua
diferente:

 A Anne regou as ruas de  Ela derreteu com as calotas


Bucareste… glaciais…
 [tradução]  [tradução]
 A Anne demonstrará agora a
 … e escorregou para dentro dos
posição de impacto…
deltas férteis.
 [tradução]
 [tradução]
 … e ouviu o coração fetal.
 Ela promoveu pessoalmente uma
 [tradução]
marca de cerveja importada.
73

 [tradução]
 Puxe a máscara para liberar o
 Ela comprou uma página inteira fluxo.
de um jornal…  [tradução]
 [tradução]
 Não fume enquanto o oxigênio
 … para publicar um pedido de estiver sendo utilizado.
desculpas total e sem reservas.  [tradução]
 [tradução]
 Por favor certifique-se que o seu
 Ela exterminou ciganos… cinto de segurança está
 [tradução] afivelado…
 [tradução]
 … e comprou um ramo de urze da
sorte.  … que a sua mesa está recolhida
 [tradução] e travada …
 [tradução]
 Ela foi crucificada para morrer…
 [tradução]  … e que o seu assento está na
posição vertical.
 … ergueu-se dos mortos no
 [tradução]
terceiro dia…
 [tradução]  … deixou crescer a barba …
 … que se deve adotar quando  [tradução]
instruídos pelos comissários de
 … e entrou triunfalmente na
bordo …
Meca.
 [tradução]
 [tradução]
 Cabeça para baixo.
 Anne nos salvará da ansiedade
 [tradução]
do nosso século…
 Joelhos encolhidos.  [tradução]
 [tradução]
 … e nos conduzirá a uma era na
 Em caso de despressurização … qual o espiritual e o material …
 [tradução]  [tradução]

 … máscaras de oxigênio cairão  … o comercial e o trivial …


automaticamente.  [tradução]
 [tradução]
74

 … a onda e a partícula …
 [tradução]
 [tradução]
 … e nos conduzirá a uma era na
 … serão finalmente reconciliados! qual o espiritual e o material …
 [tradução]  [tradução]

 … o comercial e o trivial …
 [tradução]

 Durante o vôo…  … a onda e a partícula …


 [tradução]  [tradução]

 … passaremos com uma lista de  … serão finalmente reconciliados!


produtos duty-free.  [tradução]
 [tradução]

 A Anne nos salvará da ansiedade


do nosso século…
75

17 PREVIAMENTE CONGELADO

 Está bem, então ela tem muita coisa na cabeça. As coisas …

 Bem, é isso mesmo.

 … as coisas o quê? As coisas mudaram para ela durante os últimos anos.

 Bem, é exatamente isso.

 Quer dizer podermos ver – vamos encarar: podemos ver que alguma coisa
morreu.

 Alguma coisa o quê?

 Morreu. Alguma coisa / morreu.

 Ela acha que falhou.

 Exatamente. Ela acha que o seu trabalho falhou.

 Mas também pessoalmente – o seu trabalho, sim – mas também pessoalmente


ela acha que alguma coisa, alguma coisa dentro dela morreu.

 E morreu?

 O quê?

 E morreu?

 Morreu o quê?

 Essa coisa, essa chamada coisa dentro dela.

 Que chamada coisa?

 A coisa, a coisa, a coisa, a coisa / dentro dela.

 No seu caso, sim, digamos que morreu. Digamos que tudo aquilo pelo qual ela
sempre trabalhou – toda a sua vida – morreu. (riso) Digamos que a sua vida até
agora tem sido o quê? o quê? o quê? como um …

 Livro?

 Como um livro, como um …


76

 Fio?

 Como um livro, como um fio, como um …

 Barco?

 Como um barco. Digamos que toda a sua vida – sim muito bom – até agora tem
sido como um barco, como um pequeno barco.

 À deriva.

 … alegremente à deriva cruzando um lago. Mas agora ela sente a água …

 Entrando pelas rachaduras?

 Avançando lentamente.

 Avançando lentamente onde?

 No seu coração partido.

Riso.

 Seu coração – isso mesmo, sim – exatamente – partido. Ela sente a água do
lago avançando lentamente no seu / coração partido.

 O seu trabalho abandonado. O seu lar abandonado pelos seus filhos.

 Ela própria abandonada pelo seu marido. Onde está ele agora?

 Paris? Praga? / Viena? Berlim?

 Paris? Praga? Fodendo? Estará ele fodendo alguém com metade da idade dela
em uma cidade de palácios renascentistas e cúpulas / barrocas? Concretizando
alguma fantasia adolescente, enquanto ela tenta reconstruir a sua vida.

 Mas ela nunca teve um marido.

 Ela nunca o quê?

 Nunca teve um marido. Ela nunca acreditou no casamento.

 Está bem. Talvez ela nunca tenha acreditado nisto, mas mesmo assim ela teve
um marido.

Riso.
77

 Paul.

 Quem?

 Paul.

 Paul. O Paul não era marido dela.

Riso.

 Então ele era quem?

 Eu não sei. Ele era apenas algum tipo de, algum tipo de, algum tipo de… /
pessoa.

 Como fumar.

 O quê? Exatamente. Sim. Como fumar cigarros.

Silêncio.

 Falando nisso, você sabe se ela ainda tem aquele cinzeiro alto apoiado em uma
base?

 Falando no quê?

 NIsso. Falando nisso.

 Ela não tem.

 Ela tem. Ela ainda anda com ele de / quarto para quarto.

 É uma coisa assustadora.

 Não é uma coisa assustadora.

 É o tipo de coisa que se encontra  Essa coisa. Essa palavra. Essa


no lobby de um hotel barato, o outra palavra.
tipo de hotel onde se passa
algumas horas em uma tarde de desconhecida com um homem
um dia de semana em uma cidade que / se acabou de conhecer.
 É. É como uma escarradeira. Ou  Com um homem que nunca mais
como é aquela outra coisa? se voltará a ver.
 Que coisa é essa?
78

 Com um homem – exatamente –  Humidor?


que se acabou de conhecer e não  Não. Humidor não, mas parecido.
tem qualquer intenção de se voltar
Pausa.
a ver. Com a taça cromada e a
 Cuspidor.
base cromada e uma aura de
 Cuspidor. É isso. É como um
sexo rápido e sem proteção em
cuspidor.
quartos de hotel barato. Um
cuspidor? O que é isso.

 O quê? Para escarradeira?

 Uma coisa. Uma coisa na qual se cospe.

 Ela não cospe. Do que você está falando? Ela não casa. Ela não tem filhos. E
ela certamente / não cospe.

 Ninguém está falando que ela cospe.

 Então por que ela tem uma coisa na qual se cospe?

 Ela não tem uma coisa na qual se cospe, ela tem uma coisa que se / parece
com uma dessas coisas.

 Mas neste caso, o que é um humidor?

 Humidor é espanhol. Como matador.

 Como conquistador.

 É uma caixa para / guardar charutos.

 É uma caixa – isso mesmo – para guardar charutos.

Silêncio.

 Então. O quê? Ela não trabalha?

 Ela trabalha sim.

 Ela já trabalhou.

 Ela pode trabalhar.

 Ela vai trabalhar.


79

 Ela não vai trabalhar.

 O quê?

 Ela não vai trabalhar.

 Mas ela tem habilidades.

 Oh, sim, ela tem habilidades, mas sejam quais forem as habilidades que ela
tenha parecem inapropriadas para o mundo em que ela vive. Seja qual for o
trabalho que ela tenha feito parece inapropriado para o mundo em que ela vive.
Tudo o que ela pode fazer é andar em volta do cinzeiro ou tirar livros ao acaso
da estante.

 Não me diga: textos clássicos.

 Isso mesmo – os textos clássicos que ela deveria ter lido quando era estudante
há vinte ou trinta anos atrás.

 E assim como há vinte ou trinta anos atrás ela não passa das introduções.

Riso.

 Os trechos que ela sublinhou com uma hesitante esferográfica preta…

 Aqueles trechos – exatamente – que ela sublinhou com esferográfica porque


ela tinha pensado que tinham algum o quê? Algum significado?

 Ou lhe foi ensinado.

 Ou o quê?

 Ensinado. Não necessariamente pensado, mas ensinado. Ensinado que tinham


/ algum significado.

 Bem – pensado, ensinado, seja lá o que for, o fato é que ela preferia só passar
os olhos pelos livros.

 Está bem, você quer dizer que passar os olhos parece mais apropriado ao
mundo / em que ela vive?
80

 É isso exatamente que eu quero dizer: ela prefere só passar os olhos. Ela
prefere ler só as menores partes das coisas. Parte de uma receita. Parte de
uma carta. Parte de um artigo.

 Parte de uma receita. Parte de uma carta respondendo a uma carta que ela
nunca leu sobre um artigo que ela não chegou a ler.

 Que artigo é esse?

 Ela não chegou a ler.

 Ela não chegou a ler – está bem – mas nós ainda podemos imaginar o que ela
não chegou a ler.

 Aquela coisa a respeito do ator.

 Aquela coisa a respeito do político.

 Aquela coisa a respeito do salmão fresco.

 Aquela coisa a respeito do  Que coisa era essa?


assassino. Como ele tinha
 O salmão?
infligido um total de 37 facadas na
 Sim.
mãe da criança enquanto o filho
dormia.
 Bem a respeito de como se define
 E era o seu próprio filho. a palavra ‘fresco’. O que a palavra
‘fresco’ em uma frase como
 Não, não era o seu próprio filho.
‘salmão fresco’ significa na
Mas o seu próprio filho estava lá.
verdade.
 Ele trouxe o seu filho para ver.
 Você quer dizer que pode
 Ele trouxe o seu próprio filho – significar ‘previamente
isso mesmo – para vê-lo congelado’?
assassinar a mãe desta outra
 Exatamente.
criança.
Ele fez o quê?

 Trouxe o seu próprio filho. Trouxe o seu próprio filho de pijama para vê-lo
fazendo aquilo. Esfaqueá-la. Sim.
81

Silêncio.

 E pode?

 Pode o quê?

 Significar ‘previamente congelado’?

Silêncio.

Fim do texto

Você também pode gostar