Você está na página 1de 15

TESTES

Resultados
Veja abaixo sua nota e o gabarito do teste Casamento e regime
de bens I

  Sua nota
             1.5

Seu aproveitamento poderia ser melhor. Para estudar mais sobre este
assunto, consulte os resumos do DireitoNet ou faça o teste
novamente.

Responda também:

• Lei de Registros Públicos (Lei n° 6.015/73) II


• Casamento e regime de bens II
• Casamento e união estável

Você pode ter acesso a mais de 1.400 testes como este ao se tornar um
assinante do DireitoNet. Assine e acesse já!

 Responder novamente Ver mais testes

As normas de direito de família são de ordem pública, ou seja, têm


caráter imperativo. Porém, existem algumas normas de natureza
privada, onde há liberdade de disposição. Essas normas referem-se:

a) à celebração do casamento.

b) aos regime de bens.

c) à liação. (sua resposta)


d) à dissolução matrimonial.

 Você errou

Sua resposta foi a letra c mas a resposta certa é a letra b. As normas de


Direito de Família são de ordem pública, pois decorrem dos princípios
constitucionais. No entanto, as normas sobre regime de bens são de ordem
privada, uma vez que dispõem sobre o aspecto patrimonial do casamento.

Não constitui característica do casamento:

a) monogamia.

b) dissolubilidade.

c) condicionabilidade. 

d) união heterossexual.

 Você acertou

Parabéns! A resposta certa é a letra c. As principais características do


casamento são as seguintes:

- Monogamia: obrigação de delidade entre os cônjuges.


- Dissolubilidade: permite-se que o casamento seja dissolvido pelo divórcio.
- União heterossexual: o Brasil reconhece apenas o casamento entre pessoas
de sexos opostos.
- Solenidade: o casamento deve ser celebrado por meio de vários atos
solenes realizados perante o Estado.
- Não-condicionalidade: não se admite condição ou termo em qualquer
negócio jurídico de Direito de Família.

Para que o casamento seja existente, são necessários os seguintes


pressupostos:

a) diversidade de sexo, consenso e celebração na forma da lei.

b) apenas consenso.

c) ausência de causas suspensivas. (sua resposta)

d) Todas as alternativas estão corretas.

 Você errou

Sua resposta foi a letra c mas a resposta certa é a letra a. Como todo negócio
jurídico, o casamento deve ser válido, existente e e caz. São pressupostos de
existência:

- Diversidade de sexos;
- Consenso: pelo princípio da autonomia da vontade, o casamento se
constitui pela manifestação livre das partes;
- Celebração: conjunto de solenidades realizadas perante o Estado.

Podem se casar:

a) apenas os maiores de 18 anos, pois atingiram a maioridade.

b) apenas os maiores de 21 anos, pois, em relação ao casamento, ainda


de exige maior maturidade entre as partes.
c) os maiores de 16 anos, com autorização dos pais ou responsáveis. 

d) os maiores de 16 anos, sem autorização, desde que sejam órfãos.

 Você acertou

Parabéns! A resposta certa é a letra c. A idade núbil é atingida aos 16 anos,


porém é necessário o consentimento dos pais ou responsável para se casar
nessa idade, pois ainda não foi atingida a maioridade. Na falta dos pais, o
juiz poderá suprir o consentimento.

Os menores de 16 anos:

a) nunca podem se casar.

b) podem se casar com a autorização dos pais. (sua resposta)

c) podem se casar, desde que se comprove que a contraente está


grávida.

d) devem esperar a maioridade para contrair matrimônio.

 Você errou

Sua resposta foi a letra b mas a resposta certa é a letra c. Os menores de 16


anos só podem se casar em caso de gravidez da contraente, de acordo com a
disposição do artigo 1.520 do Código Civil.

6
Assinale a alternativa INCORRETA.

a) Se o casamento for celebrado em desrespeito aos impedimentos


matrimoniais, será considerado nulo.

b) Os impedimentos são dirimentes absolutas do casamento. (sua


resposta)

c) O juiz não poderá reconhecer os impedimentos de ofício, somente a


requerimento do interessado.

d) Qualquer pessoa capaz pode arguir os impedimentos matrimoniais,


pois se trata de matéria de ordem pública.

 Você errou

Sua resposta foi a letra b mas a resposta certa é a letra c. Estabelece o


art.1.522, parágrafo único, do Código Civil: "Se o juiz, ou o o cial de registro,
tiver conhecimento da existência de algum impedimento, será obrigado a
declará-lo".

Assinale a alternativa CORRETA.

a) Para que o casamento se realize é necessária a presença pessoal dos


contraentes.

b) O casamento pode ser realizado por meio de mandatário com poderes


especiais outorgados pelo nubente por procuração pública ou particular.

c) No casamento civil, dispensa-se o pronunciamento da fórmula


sacramental, qual seja: "De acordo com a vontade que ambos acabais de
a rmar perante mim, de vos receberdes por marido e mulher, eu, em
nome da lei, vos declaro casados". (sua resposta)

d) Em regra, as testemunhas do casamento podem ser impedidas, ou


seja podem ser parentes amigos etc
seja, podem ser parentes, amigos etc.

 Você errou

Sua resposta foi a letra c mas a resposta certa é a letra d. O casamento


realizado por mandatário exige procuração pública (art. 1.542 do CC). O
casamento só será considerado realizado após o pronunciamento da fórmula
sacramental pelo juiz de paz (art. 1.535 do CC).

Assinale a alternativa INCORRETA.

a) No casamento religioso com efeitos civis é realizado em conformidade


com as regras e ritos do credo professado pelos contraentes, atendendo-
se os pressupostos legais.

b) No casamento nuncupativo é exigida a presença de 4 (quatro)


testemunhas desimpedidas.

c) No casamento nuncupativo, a solenidade é exibilidade em


decorrência da condição do noivo em iminente risco de vida.

d) O casamento nuncupativo deve ser registrado posteriormente para


que seja considerado válido. (sua resposta)

 Você errou

Sua resposta foi a letra d mas a resposta certa é a letra b. No casamento


nuncupativo é exigida a presença de 06 testemunhas desimpedidas, para
que, depois, atestem perante o juiz a ocorrência da celebração do casamento
(arts. 1.540 e 1.541 do CC).
9

Sobre causas suspensivas do casamento, assinale a alternativa


CORRETA.

a) Se apontadas a tempo por quem de direito, as causas suspensivas


poderão obstaculizar a consumação do casamento.

b) Qualquer pessoa capaz poderá arguir uma causa suspensiva perante o


juiz.

c) O juiz de ofício poderá reconhecer uma causa suspensiva,


suspendendo a celebração do casamento. (sua resposta)

d) As causas suspensivas não eram previstas no Código Civil de 1916.

 Você errou

Sua resposta foi a letra c mas a resposta certa é a letra a. Apenas parentes
mais próximos podem arguir as causas suspensivas (art. 1.524 do CC: "As
causas suspensivas da celebração do casamento podem ser arguidas pelos
parentes em linha reta de um dos nubentes, sejam consanguíneos ou a ns, e
pelos colaterais em segundo grau, sejam também consanguíneos ou a ns").
As causas suspensivas já eram previstas pelo Código Civil de 1916 com o
nome de impedimentos impediente.

10

O casamento celebrado em desrespeito às causas suspensivas será:

a) considerado nulo.

b) considerado inexistente.

c) válido, mas irregular. 

d) regido pelo regime de comunhão parcial de bens.


 Você acertou

Parabéns! A resposta certa é a letra c. O casamento celebrado em desrespeito


às causas suspensivas será válido, mas irregular. Por isso, é-lhe imputada
uma sanção: adoção obrigatória do regime de separação de bens (art. 1.641,
I, do CC).

11

Sobre a anulabilidade do casamento, assinale a alternativa CORRETA.

a) A mulher que se casou sem ter atingido a idade núbil e autorização


judicial, pode pleitear a anulação de seu casamento, mesmo que esteja
grávida. (sua resposta)

b) A anulação do casamento de menores de 16 anos poderá ser pleiteada


por qualquer pessoa capaz.

c) Extingue-se, em um ano, o direito de anular o casamento dos


menores de dezesseis anos, contado o prazo para o menor do dia em que
perfez essa idade; e da data do casamento, para seus representantes
legais ou ascendentes.

d) O menor que não atingiu a idade núbil poderá, depois de completá-


la, con rmar seu casamento, com a autorização de seus representantes
legais, se necessária, ou com suprimento judicial.

 Você errou

Sua resposta foi a letra a mas a resposta certa é a letra d. Não se anulará, por
motivo de idade, o casamento de que resultou gravidez (art. 1.551 do CC). A
anulação do casamento dos menores de dezesseis anos será requerida: pelo
próprio cônjuge menor; por seus representantes legais; por seus
ascendentes (art. 1.552 do CC). Extingue-se, em 180 dias, o direito de anular
o casamento dos menores de dezesseis anos, contado o prazo para o menor
do dia em que perfez essa idade; e da data do casamento, para seus
representantes legais ou ascendentes (art. 1.560, §1°, do CC).

12

O erro essencial sobre a pessoa do consorte:

a) é motivo de nulidade do casamento por vício da vontade. (sua resposta)

b) pode recair sobre a identidade física do cônjuge.

c) não pode recair sobre defeitos físicos da pessoa, pois se se admitisse


tal hipótese, estaria admitindo uma discriminação.

d) Nenhuma das alternativas está correta.

 Você errou

Sua resposta foi a letra a mas a resposta certa é a letra b. O erro essencial
sobre a pessoa do consorte é caso de anulabilidade por vício da vontade. O
erro pode recair sobre a identidade física ou social do cônjuge, sobre pessoa
autora de crime (contravenção e ato infracional são erros sobre a identidade
social), sobre defeito físico permanente ou doença mental (art. 1.557 do CC).

13

Assinale a alternativa INCORRETA.

a) A coação é causa de anulação do casamento.

b) Para haver coação é necessário que a ameaça seja idônea e que o


coator se sinta atemorizado por ela. (sua resposta)

c) O prazo decadencial para se pleitear a anulação do casamento por


motivo de coação de 180 dias contados da data da celebração do
matrimônio.

d) Apenas o cônjuge coagido poderá pleitear a anulação do casamento.

 Você errou

Sua resposta foi a letra b mas a resposta certa é a letra c. Por se tratar de
ameaça que pode durar mesmo após a celebração do matrimônio, o prazo
para anulação do casamento pela coação é o maior previsto pelo Código Civil
no assunto: 04 anos a contar da data da celebração.

14

Anulado o casamento putativo:

a) a declaração de invalidade produzirá efeitos retroativamente até a


data da celebração, salvo direitos adquiridos de terceiros de boa-fé.

b) os cônjuges se desobrigam do cumprimento do pacto antenupcial,


mesmo que estivesse de má-fé. (sua resposta)

c) a guarda dos lhos caberá apenas ao cônjuge que estava de boa-fé.

d) Todas as alternativas estão corretas.

 Você errou

Sua resposta foi a letra b mas a resposta certa é a letra a. Quando o


casamento for anulado por culpa de um dos cônjuges, este incorrerá:

I - na perda de todas as vantagens havidas do cônjuge inocente;


II - na obrigação de cumprir as promessas que lhe fez no contrato
antenupcial (art. 1.564 do CC).
A respeito da prole, resolve-se como se os cônjuges estivessem diante de um
divórcio (art. 1.579 do CC).

15

Assinale a alternativa CORRETA.

a) Os cônjuges casados em qualquer regime de bens poderão dispor de


seus bens livremente, sem a necessidade da autorização marital ou
outorga uxória.

b) A aceitação da herança por um dos cônjuges exige autorização marital


ou outorga uxória. (sua resposta)

c) A renúncia à herança por um dos cônjuges exige autorização marital


ou outorga uxória.

d) Todas as despesas domésticas feitas por um dos cônjuges deverão ser


ressarcidas pelo outro.

 Você errou

Sua resposta foi a letra b mas a resposta certa é a letra c. Nenhum dos
cônjuges pode, sem autorização do outro, exceto no regime da separação
absoluta:

I - alienar ou gravar de ônus real os bens imóveis;


II - pleitear, como autor ou réu, acerca desses bens ou direitos;
III - prestar ança ou aval;
IV - fazer doação, não sendo remuneratória, de bens comuns, ou dos que
possam integrar futura meação (art. 1.647 do CC).
A aceitação da herança por um dos cônjuges dispensa autorização marital ou
outorga uxória, porém, a renúncia exige a autorização, uma vez que os bens
já incorporaram no patrimônio do casal.
16

Assinale a alternativa INCORRETA. São princípios norteadores do


instituto do regime de bens:

a) Liberdade. (sua resposta)

b) Variedade.

c) Mutabilidade condicionada.

d) Imutabilidade.

 Você errou

Sua resposta foi a letra a mas a resposta certa é a letra d. O regime de bens
escolhido pelos cônjuges poderá ser modi cado diante de um motivo
razoável, desde que disso não decorra prejuízo a terceiros. A modi cação é
feita perante o juiz, que deverá scalizar os motivos apontados e veri car se
não há arbitrariedade.

17

No regime da comunhão parcial de bens, cam excluídos da comunhão,


exceto:

a) os bens que lhe sobrevierem, na constância do casamento, por doação


ou sucessão. (sua resposta)

b) as obrigações anteriores ao casamento.

c) as obrigações provenientes de atos ilícitos, salvo reversão em proveito


do casal.

d) os bens adquiridos na constância do casamento a título oneroso.


 Você errou

Sua resposta foi a letra a mas a resposta certa é a letra d. No regime da


comunhão parcial de bens, cam excluídas da comunhão: os bens que lhe
sobrevierem, na constância do casamento, por doação ou sucessão, as
obrigações anteriores ao casamento e as obrigações provenientes de atos
ilícitos, salvo reversão em proveito do casal (art. 1.659, I, III e IV, do CC).

18

Sobre o regime de participação nal nos aquestos, assinale a alternativa


INCORRETA.

a) Cada cônjuge possui patrimônio próprio e lhe cabe, à época da


dissolução da sociedade conjugal, apenas os bens adquiridos apenas
com seu esforço.

b) Integram o patrimônio próprio os bens que cada cônjuge possuía ao


casar e os por ele adquiridos, a qualquer título, na constância do
casamento.

c) Pelas dívidas posteriores ao casamento, contraídas por um dos


cônjuges, somente este responderá, salvo prova de terem revertido,
parcial ou totalmente, em benefício do outro.

d) Os bens imóveis são de propriedade do cônjuge cujo nome constar no


registro.

 Você errou

Você deixou essa questão em branco. A resposta certa é a letra a. No regime


de participação nal nos aquestos, cada cônjuge possui patrimônio próprio e
lhe cabe, à época da dissolução da sociedade conjugal, direito à metade dos
bens adquiridos pelo casal, a título oneroso, na constância do casamento
(art. 1.672 do CC).
19

O regime de separação de bens será obrigatório nos seguintes casos,


exceto:

a) pessoas que contraírem o casamento com inobservância dos


impedimentos matrimoniais.

b) pessoas que contraírem o casamento com inobservância das causas


suspensivas.

c) pessoa maior de setenta anos.

d) Todas as alternativas estão corretas.

 Você errou

Você deixou essa questão em branco. A resposta certa é a letra a. No caso da


inobservância de impedimento matrimonial, o casamento é nulo, por isso,
não há o que se falar de regime de bens.

20

Qual dos regimes de bens é considerado supletivo para a doutrina?

a) Comunhão universal de bens.

b) Comunhão parcial de bens.

c) Separação de bens.

d) Participação nal nos aquestos.

 Você errou
Você deixou essa questão em branco. A resposta certa é a letra b. O regime de
comunhão parcial de bens é o regime estipulado aos casais que não
houverem explicitado a escolha do regime ou quando a escolha tenha sido
nula ou ine caz (art. 1.640 do CC).