Você está na página 1de 3

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL PROFESSOR JOSÉ AUGUSTO TORRES

PROVÃO POR ÁREA DO CONHECIMENTO 1º BIMESTRE 2018 - LINGUAGENS E CÓDIGOS


Aluno (a) Nº
Turma: 2º ANO A ( ) B( ) C( ) LITERATURA: DIEGO LINDOLFO

1. (MACKENZIE) A natureza, nessa estrofe: b) O poema pertence ao Romantismo porque tem rimas
emparelhadas.
“Do tamarindo a flor abriu-se, há pouco, c) Porque tem metáforas.
Já solta o bogari mais doce aroma! d) Porque apresenta um poeta enamorado.
Como prece de amor, como estas preces, e) Porque trata a natureza de forma humanizada.
No silêncio da noite o bosque exala.”
(Gonçalves Dias) 4. (UFC) Analise as declarações sobre o Romantismo
no Brasil.
Obs.: tamarindo = árvore frutífera; o fruto dessa mesma I. O público leitor romântico se constituiu basicamente
planta de mulheres, estudantes e trabalhadores.
bogari = arbusto de flores brancas II. Com a popularização do romance romântico, obras
passaram a ser escritas para o consumo.
a) é concebida como uma força indomável que submete III. O romance romântico veio atender uma
o eu lírico a uma experiência erótica instintiva. necessidade de um público predominantemente rural.
b) expressa sentimentos amorosos.
c) é representada por divindade mítica da tradição a) Apenas I é verdadeira.
clássica. b) Apenas II e III é verdadeira.
d) funciona apenas como quadro cenográfico para o c) Apenas III é verdadeira.
idílio amoroso. d) Apenas I e II são verdadeiras.
e) é recriada objetivamente, com base em elementos da e) I, II e III são verdadeiras.
fauna e da flora nacionais.
5. (UFV-MG) A ficção romântica é repleta de
2. Nos versos, evidenciam-se as seguintes sentimentalismos, inquietações, amor como única
características românticas: possibilidade de realização, personagens burguesas
idealizadas, culminando sempre com o habitual “… e
Meus oito anos foram felizes para sempre”.
Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida, Assinale a alternativa que não corresponde à afirmação
Da minha infância querida acima:
Que os anos não trazem mais! a) O amor constitui o objetivo fundamental da
Que amor, que sonhos, que flores, existência e o casamento, o fim último da vida.
Naquelas tardes fagueiras b) Não há defesa do casamento e da continência sexual
À sombra das bananeiras, anterior a ele.
Debaixo dos laranjais! c) A frustração amorosa leva, incondicionalmente, à
(Casimiro de Abreu) morte.
d) Os protagonistas são retratados como personagens
a) nacionalismo belas, puras, corajosas.
b) sentimentalismo e) A economia burguesa determina os gostos e a
c) subjetivismo maneira de ver o mundo ficcional romântico.
d) egocentrismo
e) byronismo Leia o fragmento da obra “Senhora”, de José de
Alencar.
3. Assinale a alternativa que identifica as qualidades do Quando Seixas achava-se ainda sob o império desta
Romantismo presentes no poema “O poeta”, de nova contrariedade, apareceu na sala a Aurélia
Álvares de Azevedo: Camargo, que chegara naquele instante. Sua entrada foi
como sempre um deslumbramento; todos os olhos
“No meu leito adormecida, voltaram-se para ela; pela numerosa e brilhante
Palpitante e abatida, sociedade ali reunida passou o frêmito das fortes
A amante do meu amor! sensações. Parecia que o baile se ajoelhava para
Os cabelos recendendo recebê-la com o fervor da adoração. Seixas afastou-se.
Nas minhas faces correndo Essa mulher humilhava-o. Desde a noite de sua
Como o luar numa flor!” chegada que sofrera a desagradável impressão.
Refugiava-se na indiferença, esforçava-se por combater
a) É do Romantismo, pela imagem da mulher amada com o desdém a funesta influência, mas não o
idealizada. conseguia. A presença de Aurélia, sua esplêndida
beleza, era uma obsessão que o oprimia. Quando, como Mais prazer eu encontro lá;
agora, a tirava da vista fugindo-lhe, não podia arrancá- Minha terra tem palmeiras,
la da lembrança, nem escapar à admiração que ela Onde canta o Sabiá.
causava e que o perseguia nos elogios proferidos a cada
passo em torno de si. No Cassino, Seixas tivera um Minha terra tem primores,
reduto onde abrigar-se dessa cruel fascinação. Que tais não encontro eu cá;
Em cismar sozinho, à noite
Acesso em: 17.09.2015. Adaptado. Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
6. É correto afirmar que essa obra pertence ao Onde canta o Sabiá.

a) Romantismo, pois ela critica os valores burgueses, Não permita Deus que eu morra,
exalta a natureza e a vida simples do campo, Sem que eu volte para lá;
denunciando a corrupção e a hipocrisia na sociedade Sem que disfrute os primores
fluminense do século XX. Que não encontro por cá;
b) Romantismo, pois ela enaltece a fragilidade da Sem qu'inda aviste as palmeiras,
mulher e exprime de forma contida os sentimentos das Onde canta o Sabiá.
personagens, situando-as no contexto da sociedade
paulista do século XX. Gonçalves Dias
c) Romantismo, pois ela exalta a figura feminina,
expõe, de maneira exacerbada, os sentimentos das 7. Gonçalves Dias consolidou o romantismo no Brasil.
personagens, tendo como pano de fundo os costumes Sua “Canção do exílio” pode ser considerada
da sociedade fluminense do século XIX. tipicamente romântica porque
d) Modernismo, pois ela idealiza a mulher e a
juventude e trata da infelicidade dos amores não a) apoia-se nos cânones formais da poesia clássica
correspondidos, inserindo as personagens na sociedade greco-romana; emprega figuras de ornamento, até com
fluminense do século XX. certo exagero; evidencia a musicalidade do verso pelo
e) Modernismo, pois ela se opõe ao exagero na uso de aliterações.
expressão dos sentimentos e ao papel de submissão
destinado às mulheres, retratando o cotidiano da b) exalta terra natal; é nostálgica e saudosista; o tema é
sociedade paulista do século XX. tratado de modo sentimental, emotivo.

(Unifesp – 2003) c) utiliza-se do verso livre, como ideal de liberdade


criativa; sua linguagem é hermética, erudita; glorifica o
Canção do exílio canto dos pássaros e a vida selvagem.

Minha terra tem palmeiras, d) poesia e música se confundem, como artifício


Onde canta o Sabiá; simbólico; a natureza e o tema bucólico são tratados
As aves, que aqui gorjeiam, com objetividade; usa com parcimônia as formas
Não gorjeiam como lá. pronominais de primeira pessoa.

Nosso céu tem mais estrelas, e) refere-se à vida com descrença e tristeza; expõe o
Nossas várzeas têm mais flores, tema na ordem sucessiva, cronológica; utiliza-se do
Nossos bosques têm mais vida, exílio como o meio adequado de referir-se à evasão da
Nossa vida mais amores. realidade.

Em cismar, sozinho, à noite, Leia a música para responder a questão 8 e 9

Mina do Condomínio Pois eu vou


Eu vou
Tô namorando aquela mina
Mas não sei se ela me namora Eu digo "oi" ela nem nada
Mina maneira do condomínio Passa na minha calçada
Lá do bairro onde eu moro Dou bom dia ela nem liga
Se ela chega eu paro tudo
Seu cabelo me alucina Se ela passa eu fico doido
Sua boca me devora Se vem vindo eu faço figa
Sua voz me ilumina Eu mando um beijo ela não pega
Seu olhar me apavora Pisco olho ela se nega
Me perdi no seu sorriso Faço pose ela não vê
Nem preciso me encontrar Jogo charme ela ignora
Não me mostre o paraíso Chego junto ela sai fora
Que se eu for, não vou voltar Eu escrevo ela não lê
(Mina do Condomínio - Seu Jorge)

8. qual característica romântica prevalece no trecho da


música
a) fuga da realidade
b) idealização da mulher
c) sentimentalismo
d) saudosismo
e) nacionalismo

9. o sentimento amoroso representado pela fala do eu-


lírico na canção é
a) recíproco
b) passageiro
c) verdadeiro
d) eterno
e) idealizado

leia o texto seguinte para responder à questão 10

Sou filho natural de uma negra, africana livre, da Costa


da Mina (Nagô de Nação), de nome Luiza Mahin,
pagã, que sempre recusou o batismo e a doutrina cristã.
Minha mãe era baixa de estatura, magra, bonita, a cor
era de um preto retinto e sem lustro, tinha os dentes
alvíssimos como a neve, era muito altiva, geniosa,
insofrida. Dava-se ao comércio — era quitandeira,
muito laboriosa e, mais de uma vez, na Bahia, foi presa
como suspeita de envolver-se em planos de insurreição
de escravos, que não tiveram efeito.

AZEVEDO, E. “Lá vai verso!”: Luiz Gama e as


primeiras trovas burlescas de Getulino. In:
CHALHOUB, S.; PEREIRA, L. A. M. A história
contada: capítulos de história social da literatura no
Brasil.

10. Nesse trecho de suas memórias, Luiz Gama ressalta


a importância dos(as)

a) laços de solidariedade familiar.


b) estratégias de resistência cultural.
c) mecanismos de hierarquização tribal.
d) instrumentos de dominação religiosa.
e) limites da concessão de alforria.

CARTÃO RESPOSTA (Marque com atenção)

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
A A A A A A A A A A
B B B B B B B B B B
C C C C C C C C C C
D D D D D D D D D D
E E E E E E E E E E

Você também pode gostar