Você está na página 1de 2

RISCO DESCRIÇÃO PRIORIDADE DIRETRIZES PARA GERENCIAMENTO

Extremo  Risco intolerável; As diretrizes de gerenciamento para prevenção / mitigação dos riscos enquadrados
 Atividade precisa ser interrompida e ações para nesta categoria devem obrigatoriamente prever a implantação de controles
controle devem ser adotadas imediatamente; operacionais associados a procedimentos e permissões de trabalho ou
 Implementar ações para a redução do nível de equivalentes buscando o reenquadramento do risco em categoria médio /baixo.
risco; A nova categoria deve ser registrada na coluna Aval . Risco2.
 Rever análise de risco imediatamente. 1 Recursos essenciais devem ser alocados para garantir essa redução do risco.
Como parte da melhoria contínua, ações adicionais de prevenção / mitigação
visando a redução de riscos podem também ser adotadas através da definição de
objetivos e metas.
Um plano de açõ, caso necessário, deve ser de imediato estabelecido para o
reenquadramento do risco para a categoria de risco médio / baixo .
Alto  Risco inaceitável; As diretrizes de gerenciamento para prevenção / mitigação dos riscos enquadrados
 Medidas para a redução do risco devem ser nesta categoria devem obrigatoriamente prever a implantação de controles
adotadas imediatamente; operacionais associados a procedimentos e permissões de trabalho ou
 Rever análise de risco no máximo em 3 meses. equivalentes buscando o reenquadramento do risco em categoria médio /baixo.
A nova categoria deve ser registrada na coluna Aval . Risco2.
Recursos essenciais devem ser alocados para garantir essa redução do risco.
2 Como parte da melhoria contínua, ações adicionais podem ser adotadas para
reduzir o risco, sendo que o requisito investimento em prevenção deve ser
analisado em termos de custo benefício. As medidas adicionais de prevenção /
mitigação visando a redução de riscos podem ser implementadas através da
definição de objetivos e metas.
Quando o risco envolver trabalho em execução, as ações de mitigação devem ser
adotadas imediatamente.
Médio  Esforços devem ser tomados para reduzir o risco O monitoramento / medição das medidas de gerenciamento / controle existentes
ao menor nível possível; deve ser mantido para assegurar o desempenho e eficácia das ações de prevenção
 Rever análise de risco no máximo em 6 meses. / mitigação.
Como parte da melhoria contínua, ações adicionais podem ser adotadas para
3 reduzir o risco, sendo que o requisito investimento em prevenção deve ser
analisado em termos de custo-benefício.
As medidas adicionais de prevenção / mitigação visando a redução de riscos podem
ser implementadas através de controles operacionais (procedimentos, permissões
de trabalho, inspeções ou equivalentes) e/ou pela definição de objetivos e metas.
Baixo  Administrar e monitorar possíveis ações de Nenhum controle adicional é necessário. Pode – se considerar dentro do conceito
melhoria; de melhoria contínua, uma solução mais econômica ou o aperfeiçoamento, que
 não importa custos extras.
Rever análise de risco no máximo anualmente
4 O monitoramento/ medição das medidas de gerenciamento / controle existentes
deve ser mantido para assegurar o desempenho e eficácias das ações de prevenção
/ mitigação.
SITUAÇÃO
DESCRIÇÃO
OPERACIONAL
Rotineira
Relativa a rotina operacional / administrativa
R
Associada a operações não rotineiras (re-trabalho ou reforma de instalações,
Não rotineira testes de materiais, matérias primas; alterações em rotinas por motivos
NR específicos, manutenções em equipamentos com rotinas diferentes dos planos
de manutenção rotineira, etc.).
Situação não planejada e não desejada associada a eventos como:
Emergência Incêndios, vazamentos ou derramamentos com exposição acidental,
E explosões, intoxicação alimentar , colapso de estruturas e sistemas, incidente
– atropelamentos, colisões, trajeto, etc.