Você está na página 1de 11

Universidade Federal de Santa Catarina

Aplicação de Ferramentas Computacionais na Solução de Problemas de


Engenharia Química

David Santos de França

Atividade II – Aplicação das Ferramentas MATLAB e GNU Octave

Florianópolis, 05 de Junho de 2017


Exercício 1 - Resposta Matlab e Octave
a) Balanço molar total:
F(entrada) – F(saída) +F(Gerado) = Acúmulo
F(entrada = F(saída)
F(entrada) = 70 mol/min
F(saída) = (D1 + D2 + B1 + B2) mol/min

70 = (D1 + D2 + B1 + B2)

Balanço molar de componente:


- Xylene: 70*0.15 = D1*0.07+B1*0.18+D2*0.15+B2*0.24
- Styrene: 70*0.25 = D1*0.04+B1*0.24+D2*0.10+B2*0.65
- Toluene: 70*0.40 = D1*0.54+B1*0.42+D2*0.54+B2*0.10
- Benzene: 70*0.20 = D1*0.35+B1*0.16+D2*0.21+B2*0.01

O Sistema de equações na forma de matriz extendida:


M = [ 0.07 0.18 0.15 0.24 | 70*0.15;
0.04 0.24 0.10 0.65 | 70*0.25;
0.54 0.42 0.54 0.10 | 70*0.40;
0.35 0.16 0.21 0.01 | 70*0.20]

b) Resolvendo o sistema acima


X = [ 26.25 17.5 8.75 17.5]

c) Com a resolução do sistema acima temos:


D = D1+B1
B = D2+B2
Para os componentes:
Xylene_D = D1*x_D1+B1*x_B1
Onde x_D1 e x_B1 seriam as frações de saída de cada destilador. Logo:

2
D = 43.750000 Mol/L
XYLENE_D = 4.987500 Mol/L
STYRENE_D = 5.250000 Mol/L
TOLUENE_D = 21.525000 Mol/L
BENZENE_D = 11.987500 Mol/L

B = 26.250000 Mol/L
XYLENE_B = 5.512500 Mol/L
STYRENE_B = 12.250000 Mol/L
TOLUENE_B = 6.475000 Mol/L
BENZENE_B = 2.012500 Mol/L

d) Recuperações de cada destilador:

Recuperação no destilador #1 R_XYLENE_B1 = 0.6316


R_XYLENE_D = 0.4750 R_STYRENE_B1 = 0.8000
R_STYRENE_D = 0.3000 R_TOLUENE_B1 = 0.341
R_TOLUENE_D = 0.7687 R_BENZENE_B1 = 0.2336
R_BENZENE_D = 0.8562
Recuperação no destilador #3
R_XYLENE_B = 0.5250 R_XYLENE_D2 = 0.2381
R_STYRENE_B = 0.7000 R_STYRENE_D2 = 0.0714
R_TOLUENE_B = 0.2313 R_TOLUENE_D2 = 0.7297
R_BENZENE_B = 0.1438 R_BENZENE_D2 = 0.9130

Recuperação no destilador #2 R_XYLENE_B2 = 0.7619


R_XYLENE_D1 = 0.3684 R_STYRENE_B2 = 0.9286
R_STYRENE_D1 = 0.2000 R_TOLUENE_B2 = 0.2703
R_TOLUENE_D1 = 0.6585 R_BENZENE_B2 = 0.0870
R_BENZENE_D1 = 0.7664

3
Obs: os códigos em Matlab e Octave são os mesmos e foi utilizado a função de
Gauss(fGauss.m) para solucionar o sistema de equações.

Exercício 2 - Resposta Matlab e Octave


Utilizando a função fsolve (Matlab e Octave) obtemos três respostas para σ (S/Sa):

Analisando a equação proposta pelo exercício:

Podemos concluir que ao isolar a variável σ, temos uma equação polinomial de grau 3. Logo
ter 3 raízes na sua solução

Matlab : Ans = { 0.022117602392979, 0.145561354125230, 0.437064116752547}

Octave: Ans = {0.0221238612466810, 0.1455613541247770, 0.4370527742366110}


Exercício 3 - Resposta Matlab e Octave

Utilizando a função ode23 no Matlab e a função lsode para Octave conseguimos calcular
numericamente a derivada da equação proposta e plotar os gráficos correspondentes.

Octave Matlab

Exercício 4 - Resposta Matlab e Octave

Utilizando a função fsolve (Matlab e Octave) conseguimos solucionar o sistema de equações


proposto. Entretanto foi necessário alterar o número de iterações padrão utilizada no Matlab
para pelo menos 1E5, assim para qualquer chute inicial com valores próximos aos esperados
(y acima de 0 e menor ou igual a 1, com T entre 400 e 800K) obtemos a solução do problema.
Porém, Octave não teve boa convergência para valores que afastados da resposta obtida no
Matlab, mesmo aumentando o número de iterações e diminuindo a tolerância da função.

Matlab - Ans = { 0.4565385367203 ; 628.3367595468723}


Octave – Por ter resultados que não tinham uma boa convergência os desconsiderei (alterações
nos chutes iniciais tinham grande efeito na resposta final).

2
Exercício 5 - Resposta Matlab e Octave

De forma similar ao exercício 3, utilizamos a função ode23 e lsode, para Matlab e Octava,
respectivamente.

Abaixo temos os gráficos obtidos:


Matlab

Octave

2
Exercício 6 - Resposta Matlab e Octave
Analisando o comportamento gráfico observamos que quando o tempo tende ao infinito o
modelo descreve uma oscilação harmônica. A escolha do diferencial de tempo interfere no
comportamento do modelo; para valores menores que 0,1 s o tempo de convergir
aumenta.Diferente do que ocorreu com o mesmo exercício na Atividade I, independente do
passo de tempo o modelo não diverge. Ao diminuir o diâmetro há uma convergência mais
acentuada e o oposto ocorre ao aumenta-la. As áreas dos tanques interfere somente na altura
de equilíbrio do sistema, aparentemente não interferem no tempo de convergência.

Para solucionar esse sistema de edos utilizamos edo45 e sledo, para Matlab e Octave
respectivamente. Obtendo resultados semelhantes(não foi feita uma analise ponto a ponto,
somente análise dos gráficos gerados).
Octave

Matlab
Exercício 7 - Resposta Matlab e Octave
Similar aos exercícios anteriores envolvendo sistemas de equações ou equações a serem
solucionadas, aqui utilizamos as função fsolve (Matlab e Octave) para obter a conversão de
equilíbrio.
Para isso primeiro partimos da equação dos gases ideais e da equação de conversão:
Ca = R*T/pa
Ca = Cao-Cao*X

Ao utilizar a equação e os dados fornecidos no exercício chegamos na equação:


Xa = Kp * P^2 * 4/9*((1-X)/(1+Ep*X))^3*(1+Ep*X)-X

E assim, utiliando fsolve temos:


Octave: X = 0.499999995037288
Matlab: X = 0.499999999999767

Exercício 8 - Resposta Matlab e Octave


Neste exercício temos um sistema de equações e em ambos os softwares foram utilizados a
função fsolve para encontrar a solução:
Octave: sol ={ -1.44555233763354 -2.41215833756482}
Matlab: sol ={ -1.445552368804958 -2.412158348039475}

Como vemos acima, as respostas estão coerentes entre os dois softwares.

2
Exercício 9 - Resposta Matlab

Utilizando a função pdepe podemos solucionar o sistema de EDPs e apresentar


os gráficos para c e T:

3
Exercício 10 - Resposta Matlab
Similar ao exercício anterior, utilizamos a função pdepe para conseguir os
dados e plotar o gráfico a seguir:

4
5