Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP

CURSO DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

POLO VILA MARIANA

LIANE SILVA

RA: 8798019334

Projeto Interdisciplinar Aplicado aos Cursos Superiores de


Tecnologia (PROINTER II) - Relatório Parcial

Tutora EAD Online: GislayneSilva

SÃO PAULO/SP

10/2017
LIANE SILVA

RA: 8798019334

Projeto Interdisciplinar Aplicado aos Cursos Superiores de


Tecnologia (PROINTER II) - Relatório Parcial

Tutora EAD Online: GislayneSilva

Trabalho apresentado ao Curso de


Tecnologia em Processos Gerenciais do
Centro de Educação a Distância - CEAD
da Universidade Anhanguera UNIDERP,
como requisito parcial para obtenção de
nota na disciplina de Projeto
Interdisciplinar – PROINTER.

SÃO PAULO/SP

2017
SUMÁRIO

Introdução.....................................................................................................3

Levantamento de Campo..............................................................................4

Análise Swot..................................................................................................5

Análise Swot .................................................................................................6

Considerações Finais....................................................................................7

Conclusão......................................................................................................8

Referências Bibliográficas.............................................................................9
Introdução

Este trabalho tem como objetivo apresentar as diretrizes para a formação de um


Sistema de Gestão Ambiental segundo a ISO 14001/9001 em uma empresa do
ramo comercial. Os dados foram analisados sobre o ponto de vista científico,
bibliográfico e prático. A metodologia utilizada para a realização deste trabalho
foi a de pesquisa descritiva (fontes primárias) e pesquisa bibliográfica (fontes
secundárias), o estudo foi feito com o dono da empresa, o mesmo respondeu
algumas questões aplicadas. Após obtenção das respostas e análises dos dados
apresentados aqui, puderam-se avaliar a necessidade da criação e melhoria da
forma de gestão ambiental. A pesquisa pode ajudar e melhorar a forma de
atendimento ao consumidor e auxiliar uma empresa com oportunidades de
crescimento.

A Avaliação Inicial dá-se sobre o começo do processo de implementação de um


sistema de gestão ambiental. Na prática, esse instrumento pode ser realizado
com recursos humanos internos ou externos, pois, quando a empresa já dispõe
de pessoal habilitado ou relacionado com questões ambientais (por exemplo,
técnicos da área de saúde e segurança do trabalho ou controle de riscos), essa
tarefa poderá ser feita internamente. Infelizmente não é o nosso caso, por não
haver ninguém especializado no assunto ambiente, e por mais que na empresa,
tenha-se pessoas com certas noções de ambiente, na pressa do dia-a-dia,
acaba-se por se passar despercebido a falta de respeito com o meio ambiente a
qual vivemos e usufruímos, a empresa utiliza-se de serviços terceirizados, para
manter os resíduos em baixa quantidade na empresa,

Empresas e indústrias são consideradas as mais poluentes, possuem


diversos problemas de ordem ambiental. Percebe-se que muitas vezes, que as
empresas não percebem suas deficiências em termos de meio ambiente, tendo
vários aspectos que contribuem para o mesmo.

3
Levantamento de Campo

Para a elaboração deste trabalho, utilizei como base a empresa Mini Mercado
Santa Clara. Uma empresa do ramo de alimentos e atendimento ao cliente,
localizada na Rua da Fortuna 333, Jardim Capela, em São Paulo. A escolha
desta empresa dá-se pelo fato da mistura de lixo reciclável com orgânico e lixo
que deve ser descartado. Uma empresa terceirizada, que separa o lixo reciclável,
tem a maior parte tendo que ser descartadas, devido a essa mistura, ( sendo
assim a empresa não usufruí e nem usufruirá de um fluxograma de informações,
apenas a criação e implantação de um recurso de fácil acesso para a separação
dos devidos lixo, mantendo-se um acompanhamento, para que seja gerado o
habito de se manter a correta separação ).

Segue abaixo dados referentes a empresa:

Razão Social – Nome Fantasia

- Mercado Santa Clara S/A – Mini Mercado Santa Clara

Proprietário

- Jefferson de Souza Reis, Superior Completo, São Paulo

Motivo da escolha do nome

- Promessa a Santa Clara

O público alvo da empresa são os moradores do bairro/comunidade. A missão


da empresa é a plena satisfação dos clientes, colaboradores e fornecedores,
prestando serviços de qualidade. A Visão, “Ser uma empresa profissionalizada
que acompanhe o desenvolvimento dos negócios e permaneça em um processo
contínuo de expansão." Os valores - Ética Profissional, Respeito, Honestidade,
Humildade.O mercado conta com 02 Prédios equipado com ar condicionado,
escadas e esteiras rolantes, e um total de 73 funcionários. O proprietário utiliza
como tecnologia de gestão as ferramentas de Gestão do relacionamento com o
cliente e Planejamento estratégicos.

Podemos apontar os fatores críticos do mercado a localização onde os prédios


estão instalados. Os principais produtos fornecidos são os alimentos e produtos
de higiene.
4
Análise Swot

O objetivo do planejamento estratégico não é somente a adaptação da empresa


ao meio ambiente, mas, a partir da análise das forças competitivas, avaliar o
potencial da organização e a necessidade de adotar estratégias que façam a
empresa superar as ameaças ou aproveitar as oportunidades ao negócio. O
objetivo desse estudo de caso foi realizar a análise interna e externa de um mini
mercado, utilizando a Matriz SWOT, chegando-se ao entendimento das
possíveis alternativas estratégicas que poderão facilitar a sua permanência no
mercado.

FORÇAS FRAQUEZAS
 Qualidade do produto  Falta de mão de obra
 Marca própria qualificada
 Localização no centro do bairro  Lucros reduzidos
 Promoções semanais  Empresa pequena

OPORTUNIDADES AMEAÇAS
 Mercado em expansão  Localização da Concorrência
 Estratégias de marketing  Novas tecnologias
 Fidelização de clientes  Crise econômica

Foram feitas proposições resultantes do cruzamento das forças e fraquezas,


com oportunidades e ameaças, que atuarão nas dificuldades, potencializando
pontos favoráveis. A visualização foi possível utilizando-se da Matriz TOWS, que
é a SWOT ao contrário. Pontos fortes: promoções semanais, qualidade do
produto, marca própria e a localização do. Oportunidades: mercado em
expansão e crescente demanda, estratégias de marketing e fidelização de
clientes. Fraquezas: Falta de mão de obra qualificada, lucros reduzidos,
empresa pequena. Ameaças: localização dos concorrentes, Novas tecnologias
e crise econômica. Proposições estratégicas utilizando a Matriz TOWS:
estratégias SO (usar forças para obter vantagem competitiva), aumentar a
estrutura física, maior divulgação, montar uma padaria e um armarinho dentro
do mini mercado. Estratégia WO (tirar proveito de oportunidades superando
fraquezas): instalar-se em local central do bairro, fazer parcerias com
fornecedores e financiamento bancário. Estratégia ST (Considerar forças para

5
evitar ameaças): treinamento para funcionários, novos fornecedores de
hortifrutigranjeiros, insistir nas promoções e diversificar as formas de pagamento.

6
Considerações Finais

O estudo permitiu concluir que a implantação de um Sistema de Gestão


Ambiental em empresas é de extrema relevância sendo ela de pequena, médio
ou grande porte, e deve-se começar pelas pequenas para que o habito venha
crescendo junto, assim visando e focando aos funcionários novos sobre a
importância.

Se tratando de um diferencial, começando a se tornar competitivo em diversas


empresa, no intuito de alcançar concorrente e consumidores, bem como para o
bem-estar das populações envolvidas, deixando um marketing sobre um
diferencial aos olhos de quem não é cliente e amigo da empresa avaliada. Foram
agregados valores a empresa como a importância da separação correta dos
lixos, para a reciclagem e reutilização, tendo como uma nova fonte de recurso
financeiro, na revenda para empresas que reutilizam ou trabalham com compra
de sucatas e resíduos recicláveis, mas focando principalmente nas questões
ambientais. A empresa, Minimercado Santa Clara Ltda tem muito o que aprender
e desenvolver em questão de meio ambiente, também vê se a oportunidade da
implantação do programa 5’s na empresa. Com essa implementação, visamos a
tentativa de melhor a imagem da empresa para com seus donos, e criar um
senso de ambientalista, indiferente de formação acadêmica ou profissão, pois o
futuro de amanhã começa hoje em cada atitude nossas.

7
Conclusão

O processo de implantação do sistema de gestão ambiental proporcionará


a empresa, uma oportunidade de melhoria, relacionadas as questões
ambientais. Com a elaboração deste trabalho, surge-se uma consciência
aprimorada com o intuito de mostrar a sociedade e a comunidade o compromisso
da empresa com o desenvolvimento sustentável da região, mostrando que a
mesma vem buscando um aprimoramento referente as medidas que a
caracterizam o minimercado como uma empresa sócio ecológica contribuindo
com o meio ambiente.

8
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CARNEIRO, A. P; BURGOS, P. C; ALBERTE, E. P. V. Uso do agregado


reciclado em camadas de base e sub-base de pavimentos. Projeto Entulho Bom.
Salvador EDUFBA Caixa Econômica Federal, 2001.

CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente (2002). Resolução Nº 307, de


05 de julho de 2002. Ministério das Cidades, Secretaria Nacional de Habitação.
Publicada no Diário Oficial da União em 17/07/2002.

DE CICCO, F. ISO 14000, A nova norma de gerenciamento e certificação


ambiental. Revista de Administração de Empresas – ERA, São Paulo, 1994.

FERNANDEZ, C. P. (1996) – Uma Análise Explorátoria da Estratégia


Tecnológica da Indústria Brasileira

Ante a Questão da Poluição – Dissertação de Mestrado USP/POLI.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E.M. Metodologia do Trabalho Científico, São


Paulo. Ed. Atrás, 6ª edição, 2006.

CARBONARI, Maria E. E.; PEREIRA, Adriana C.; SILVA, Gibson Z.


Sustentabilidade na Prática: Fundamentos, Experiências e Habilidades. São
Paulo: Saraiva, 2011. (Livro Principal)

FRANCO, Décio Henrique; RODRIGUES, Edna de A.; CAZELA, Moisés M. etal.


Tecnologias e Ferramentas de Gestão. Campinas: Átomo, 2011. (Livro
Principal).