Você está na página 1de 8

MAT2455 - Cálculo Diferencial e Integral III

Escola Politécnica-1a Prova-10/04/2018


Turma A

Nome : Q N
1
No¯ USP : 2
3
Professor(a) : Turma : 4
Total

Escreva de forma organizada e clara, justificando suas respostas.


ZZ
a
1 Questão:(2 pontos) Calcule a integral dupla x dx dy, onde
D
D = {(x, y) ∈ R2 : x ≥ 1 e x2 + y 2 ≤ 4}.

Solução. A descrição de D em coordenadas cartesianas é:


 √ √
− 4 − x2 ≤ y ≤ 4 − x2
D :
1 ≤ x ≤ 2

Aplicando o teorema de Fubini temos que:


ZZ Z 1 Z 4−x2 Z 2 √ √
2  2
2 3/2
x dx dy = √
x dy dx = 2 x 4− x2 dx = − 4 − x =2 3
D 1 − 4−x2 1 3 1

Z 2 Z ln 3 √
a
2 Questão:(2 pontos) Calcule a integral iterada −x + ex dx dy.
0 ln(1+y)

Solução. A integral iterada corresponde a uma integral dupla na região D abaixo:



ln(1 + y) ≤ x ≤ ln 3
D :
0≤ y ≤2

Mas D também pode ser descrito da seguinte forma:



0 ≤ y ≤ −1 + ex
D :
0 ≤ x ≤ ln 3
ⅇx - 1
2.0

1.5

1.0


0.5

x
0.2 0.4 0.6 0.8 1.0

Figura 1: −1 + ex

Portanto, usando o Teorema de Fubini, temos que


Z 2 Z ln 3 Z ln 3 Z −1+ex
√ √
x
−x + e dx dy = −x + ex dy dx =
0 ln(1+y) 0 0
Z ln 3 √ 2 ln 3 2 2
(−1 + ex ) −x + ex dx = (−x + ex )3/2 = (3 − ln 3)3/2 −

0 3 0 3 3
2

3a Questão:(3 pontos) Calcule o volume do sólido S limitado por z = 5 − x2 /4 e


z = 2 + 2y + y 2 .

Solução. S pode ser descrito em coordenadas cartesianas por:



2 + 2y + y 2 ≤ z ≤ 5 − x2 /4
S :
(x, y) ∈ D

Onde D está contido no plano xy e é limitado pela curva 2 + 2y + y 2 = 5 − x2 /4, ou seja,


x2 /16 + (y + 1)2 /4 = 1.
Escolhendo então as coordenadas cilı́ndricas

 x = 4 r cos θ
y = −1 + 2 r sen θ
z = z,

onde r ≥ 0, 0 ≤ θ ≤ 2π e z ∈ R. O sólido S descrito nestas coordenadas cilı́ndricas


é:

 1 + 4 r2 sen2 θ ≤ z ≤ 5 − 4 r2 cos2 θ
Sr θ z : 0 ≤ r ≤ 1
0 ≤ θ ≤ 2π

O módulo do determinante do jacobiano desta mudança de variável é 8r, usando o teorema


de mudança de variável e em seguida o teorema de Fubini, com a descrição de Sr θ z acima,
temos que:

ZZZ ZZZ Z 2π Z 1 Z 5−4 r2 cos2 θ


dx dy dz = 8 r dr dθ dz = 8 r dz dr dθ =
S Sr θ z 0 sen2 θ0 1+4 r2
Z 2π Z 1 Z 2π 1 Z 2π
2 2 4
8 r (4 − 4 r ) dr dθ = 8 (2 r − r ) dθ = 8 dθ = 16 π
0 0 0 0 0

ZZZ
a
4 Questão:(3 pontos) Calcule a integral tripla z dx dy dz, onde S é o sólido cons-
S
tituı́do dos pontos (x, y, z) ∈ R3 tais que x2 + y 2 + z − 4z ≤ 0 e y ≥ |x|. 2

Solução.

Figura 2: O sólido S
Escolhemos as coordenadas esféricas

 x = r cos θ sen ϕ
y = r sen θ sen ϕ
z = r cos ϕ,

onde r ≥ 0, 0 ≤ θ ≤ 2π e 0 ≤ ϕ ≤ π. O sólido S descrito nestas coordenadas


esféricas é:

 0 ≤ r ≤ 4 cos ϕ
π
Sr θ z : ≤ θ ≤ 34π
 4
0 ≤ ϕ ≤ π/2

Lembrando que o módulo do determinante do jacobiano desta mudança de variável


é r2 sen ϕ, usando o teorema de mudança de variável e em seguida o teorema de Fubini,
com a descrição de Sr θ z acima, temos que:

ZZZ ZZZ
z dx dy dz = r3 cos ϕ sen ϕ dr dθ dϕ =
S Sr θ ϕ
3π 3π
π/2 4 cos ϕ π/2
r4 4 cos ϕ
Z Z Z Z Z
4 4
r3 cos ϕ sen ϕ dr dθ dϕ = (cos ϕ sen ϕ) dθ dϕ =
4

0 π
0 0 π 0
4 4

Z π/2 Z Z π/2 π
4
5 5 32 π 6 2 16 π
64 cos ϕ sen ϕ dθ dϕ = 32 π cos ϕ sen ϕ dϕ = − cos ϕ =
0 π
4
0 6 0 3

2
MAT2455 - Cálculo Diferencial e Integral III
Escola Politécnica-1a Prova-10/04/2018
Turma B

Nome : Q N
1
No¯ USP : 2
3
Professor(a) : Turma : 4
Total

Escreva de forma organizada e clara, justificando suas respostas.

ZZ
a
1 Questão:(2 pontos) Calcule a integral dupla y dx dy, onde
D
D = {(x, y) ∈ R2 : y ≥ 1 e x2 + y 2 ≤ 4}.

Solução. D em coordenadas cartesianas é descrito por:


 p p
4 − y2 ≤ x ≤ 4 − y2
D :
1 ≤ y ≤ 2

Aplicando o teorema de Fubini temos que:

ZZ Z 2 Z √4−y2 Z 2 √
p 2 3/2 2
y dx dy = √ y dx dy = 2 y 4 − y 2 dy = − 4 − y2 =2 3
D 1 − 4−y 2 1 3 1

Z 3 Z ln 4 √
a
2 Questão:(2 pontos) Calcule a integral iterada −x + ex dx dy.
0 ln(1+y)

Solução. A integral iterada corresponde a uma integral dupla na região D abaixo:



ln(1 + y) ≤ x ≤ ln 4
D :
0≤ y ≤3

Mas D também pode ser descrito da seguinte forma:



0 ≤ y ≤ −1 + ex
D :
0 ≤ x ≤ ln 4
ⅇx - 1
2.0

1.5

1.0


0.5

x
0.2 0.4 0.6 0.8 1.0

Figura 1: −1 + ex

Portanto, usando o Teorema de Fubini, temos que

Z 3 Z ln 4 √
Z ln 4 Z −1+ex √
−x + ex dx dy = −x + ex dy dx =
0 ln(1+y) 0 0
Z ln 4 √ 2 ln 4 2 2
(−1 + ex ) −x + ex dx = (−x + ex )3/2 = (4 − ln 4)3/2 −

0 3 0 3 3
2

3a Questão:(3 pontos) Calcule o volume do sólido S limitado por z = 5 − y 2 /4 e


z = 2 + 2x + x2 .

Solução. S pode ser descrito em coordenadas cartesianas por:



2 + 2x + x2 ≤ z ≤ 5 − y 2 /4
S :
(x, y) ∈ D

Onde D está contido no plano xy e é limitado pela curva 2 + 2x + x2 = 5 − y 2 /4, ou seja,


(x + 1)2 /4 + y 2 /16 = 1.
Escolhendo então as coordenadas cilı́ndricas

 x = −1 + 2 r cos θ
y = 4 r sen θ
z = z,

onde r ≥ 0, 0 ≤ θ ≤ 2π e z ∈ R. O sólido S descrito nestas coordenadas cilı́ndricas


é:

 1 + 4 r2 cos2 θ ≤ z ≤ 5 − 4 r2 sen2 θ
Sr θ z : 0 ≤ r ≤ 1
0 ≤ θ ≤ 2π

O módulo do determinante do jacobiano desta mudança de variável é 8r, usando o


teorema de mudança de variável e em seguida o teorema de Fubini com a descrição de
Sr θ z acima temos que:

ZZZ ZZZ Z 2π Z 1 Z 5−4 r2 sen2 θ


dx dy dz = 8 r dr dθ dz = 8 r dz dr dθ =
S Sr θ z 0 0 1+4 r2 cos2 θ
Z 2π Z 1 Z 2π 1 Z 2π
2 2 4
8 r (4 − 4 r ) dr dθ = 8 (2 r − r ) dθ = 8 dθ = 16 π

0 0 0 0 0

ZZZ
a
4 Questão:(3 pontos) Calcule a integral tripla z dx dy dz, onde S é o sólido cons-
S
tituı́do dos pontos (x, y, z) ∈ R3 tais que x2 + y 2 + z − 6z ≤ 0 e y ≥ |x|. 2

Solução.

Figura 2: O sólido S
Escolhemos as coordenadas esféricas

 x = r cos θ sen ϕ
y = r sen θ sen ϕ
z = r cos ϕ,

onde r ≥ 0, 0 ≤ θ ≤ 2 π e 0 ≤ ϕ ≤ π.
O sólido S descrito nestas coordenadas esféricas é:

 0 ≤ r ≤ 6 cos ϕ
π
Sr θ z : ≤ θ ≤ 34π
 4
0 ≤ ϕ ≤ π/2

Lembrando que o módulo do determinante do jacobiano desta mudança de variável é


r2 sen ϕ, usando o teorema de mudança de variável e em seguida o teorema de Fubini,
com a descrição de Sr θ z acima, temos que:

ZZZ ZZZ
z dx dy dz = r3 cos ϕ sen ϕ dr dθ dϕ =
S Sr θ ϕ
3π 3π
π/2 6 cos ϕ π/2
r4 6 cos ϕ
Z Z Z Z Z
4 4
r3 cos ϕ sen ϕ dr dθ dϕ = (cos ϕ sen ϕ) dθ dϕ =
4

0 π
0 0 π 0
4 4

Z π/2 Z Z π/2 π
4
5 5 162 π 6 2
324 cos ϕ sen ϕ dθ dϕ = 162 π cos ϕ sen ϕ dϕ = − cos ϕ = 27 π
0 π
4
0 6 0