Você está na página 1de 12

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ


DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
EDITAL Nº02/2017/DG/IFPA - Campus Tucuruí
PROGRAMA INTERNO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A
PESQUISA CIENTIFÍCA E DE EXTENSÃO DO CAMPUS
TUCURUÍ

SELEÇÃO DE PROJETOS 2017


1. DA CONVOCAÇÃO
A Direção Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará
- Campus Tucuruí, por meio da Direção de Pesquisa, Inovação, Pós-Graduação
e Extensão (DPIPE) e Coordenação de Extensão, convida seus servidores
(docentes e técnicos administrativos de nível superior) a submeterem projetos
de pesquisa e extensão a este edital, cuja prerrogativa é a concessão de bolsas
à alunos regularmente matriculados em 2017 nos ensinos médio-técnico ou
superior, visando incentivar a produção acadêmica e a iniciação científica.

2. DA FINALIDADE
O PIBICTI no âmbito deste edital é baseado na Resolução nº 160/2015/CONSUP
que regulamenta a Atividade de Pesquisa e Inovação no âmbito do IFPA e a
Resolução nº 161/2015/CONSUP que regulamenta o Programa de Estímulo ao
Desenvolvimento de Pesquisa no IFPA, tendo como finalidades:
2.1. Despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre
os estudantes dos cursos de nível técnico e de nível superior do
Campus Tucuruí do IFPA, mediante a participação em atividades de
pesquisa científica e extensão, supervisionados por servidores deste
Campus.
2.2. Contabilizar, quando possível, e segundo a legislação vigente, as
horas de atividades de pesquisas científicas e de extensão como
integrantes do estágio supervisionado.
2.3. Contribuir para formação de recursos humanos para pesquisa e
para o desenvolvimento tecnológico, social e cultural da região de
abrangência do Campus Tucuruí.

3. DA QUANTIDADE, VALOR, CARGA HORÁRIA E DURAÇÃO DAS BOLSAS


O Programa de Bolsas de Iniciação a Pesquisa Científica e a Extensão 2017 será
custeado por meio da reserva de recursos orçamentários do Campus Tucuruí -
IFPA na ação 20RL, rubrica 33.90.18.00, no valor de R$ 48.000,00 (Quarenta e
Oito Mil) destinada exclusivamente para o pagamento de bolsas PIBICE 2017.

3.1. Serão concedidas 12 (doze) bolsas para discentes do ensino médio-


técnico e 14 (quatorze) bolsas para discentes de ensino superior,
desde que os mesmos atendam aos requisitos estipulados no item
6.3.

1
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
3.2. O valor da bolsa será de R$ 200,00 (duzentos reais) mensais para os
discentes de cursos de nível médio-técnico e de R$ 400,00
(quatrocentos reais) para discentes matriculados no ensino superior.
3.3. O valor das bolsas considera uma carga horária de 20 horas
semanais.
3.4. As bolsas terão vigência de 06 (seis) meses, se iniciadas as atividades
em junho de 2017.
3.5. Os recursos de bolsas do nível médio não serão transformados em
bolsas de nível superior (e vice-versa).

4. DA INDICAÇÃO DE BOLSISTAS E QUANTIDADE DE PROJETOS POR


SERVIDOR
4.1. A indicação dos bolsistas é de responsabilidade dos servidores
proponentes que atendam aos requisitos definidos no item 6.1.
4.2. Cada servidor que será Pesquisador(a) Orientador(a) do projeto
deverá indicar um(a) Aluno(a) bolsista (ANEXO II) e, se for do
interesse, poderá indicar um(a) Aluno(a) voluntário(a) (ANEXO II).
Caso o projeto necessite, o (a) coordenador(a) também poderá
indicar até um(a) pesquisador(a) colaborador(a) (ANEXO III) com
anuência formal escrita, a qual deve ser mantida sob a guarda do
Coordenador do projeto;
4.3. Não haverá limite de apresentação de projetos de pesquisa por
servidor.
4.4. Um segundo projeto aprovado por um servidor proponente, neste
edital, poderá também ser contemplado com bolsa (no máximo uma
por projeto). Entretanto, isso ocorrerá quando da disponibilidade de
bolsa em decorrência de:
a) O total de projetos aprovados não atingir o número citado no item
3.1;
b) Desistência formal por parte do servidor proponente quanto a
execução de projeto aprovado por este edital.
4.5. É obrigatório o protocolamento de declaração com justificava por
parte do servidor proponente, quando da total ausência de indicação
de bolsista para o projeto aprovado, bem como manifestação sobre a
continuidade ou não do projeto. O tempo limite de protocolamento
dessa justificativa para a DPIPE, não pode exceder a data indicada no
Item 9 do Cronograma do Edital. É importante citar que a não
manifestação do servidor proponente será registrada como
inadimplência junto a Direção de Ensino, Pesquisa e Extensão,
podendo interferir na emissão de documentos (certificados,
declarações, etc.).

5. CRONOGRAMA DO EDITAL
5.1. É importante que o servidor esteja atento as datas de cada uma das
etapas do Edital nº 02/2017/PIBICITE/DPIPE/IFPA, afim de que todas

2
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
as atividades sejam cumpridas no prazo, e a submissão de sua
proposta não seja cancelada.
5.2. Os meses de entrega dos relatórios parcial e final dos projetos
aprovados, também já foram definidos e estão sendo disponibilizados
na tabela abaixo.

ETAPAS DESCRIÇÃO PERÍODO


01 Publicação do Edital 10/04/2017
02 Submissão das propostas 10/04/2017 até
01/05/2017
03 Divulgação das inscrições 02/05/2017
homologadas
04 Avaliação das propostas por 02/05/2017 até
comissão externa 27/05/2017
05 Divulgação do resultado das
avaliações 29/05/2017

06 Data de submissão de recursos 30/05/2017


07 Resultado dos recursos 03/06/2017
08 Homologação do resultado final 06/06/2017
09 Indicação dos estudantes bolsistas 06 à 08/06/2017
para os projetos aprovados
10 Divulgação dos nomes dos bolsistas 10/06/2017
contemplados por projeto
11 Reunião DPIPE, Coordenação de 13/06/2017
Extensão, orientadores e Bolsistas
12 Início do projeto 15/06/2017
13 Pagamento de bolsas julho/2017 até
dezembro/2017
14 Entrega de relatório final 11/09/2017
15 Entrega de relatório final 11/12/2017

6. DOS REQUISITOS E OBRIGAÇÕES DO PESQUISADOR ORIENTADOR E


DO BOLSISTA
6.1. DOS REQUISITOS DO ORIENTADOR:
a) Ser servidor (docente ou técnico-administrativo) do quadro
permanente em regime de 40 horas semanais ou Dedicação
Exclusiva do IFPA, Campus Tucuruí. Caso o orientador seja
Técnico-administrativo o projeto, obrigatoriamente, deve estar
vinculado a sua área de atuação na instituição, no que se refere ao
cargo de ocupação. Além disso, esse servidor deve solicitar a

3
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
ciência, anuência e reserva de horário para execução do projeto de
pesquisa junto a sua chefia imediata (Anexo IV).
b) Ter formação acadêmica em nível superior ou pós-graduação;
c) Possuir currículo na plataforma Lattes/CNPq atualizado há pelo
menos seis meses em relação ao período da presente submissão
do projeto, e participar (como líder ou pesquisador) de um Grupo
de Pesquisa do IFPA certificado na plataforma CNPq (Conselho
Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). O grupo de
pesquisa também deverá estar cadastrado no SIGAA (Sistema
Integrado de Gestão de Atividades Acadêmica do IFPA).
d) Não estar afastado, nem se afastar integralmente para participar
de programa de Pós-Graduação, ou por qualquer outro motivo,
durante a vigência das bolsas;
e) Não estar inadimplente com nenhuma obrigação relacionada a
editais de concessão de bolsas (entrega de relatórios, parcial e
final, comprovantes de apresentação de trabalho em evento
científico) e/ou recursos do Campus Tucuruí do IFPA.
f) Não estar inadimplente com nenhuma obrigação relacionada ao
ensino (preenchimento de diários, plano de disciplina, relatórios de
projetos, Plano Individual de Trabalho e Relatórios de Trabalho).

6.2. DAS OBRIGAÇÕES DO ORIENTADOR


a) conhecer a infraestrutura existente no Campus Tucuruí ou Dispor
de infraestrutura adequada (mesmo que em outras instituições
parceiras) ao desenvolvimento de todas as atividades descritas na
proposta submetida, devendo essas condições estar apresentadas no
corpo do projeto;
b) na indicação do bolsista é obrigatória a apresentação de
documentos que comprovem os requisitos citados de “a” até “h” do
item 6.3;
c) orientar o aluno bolsista nas distintas fases do trabalho científico,
tecnológico e de extensão, como também orientá-los na elaboração
dos relatórios parcial e final, do material para apresentação dos
resultados em livros, resumos, artigos, congressos, seminários, entre
outros;
d) informar, caso necessário, por meio de requerimento, à DPIPE do
Campus Tucuruí, até o quinto dia útil do mês, o cancelamento da
bolsa e/ou substituição de bolsistas, mediante justificativa;
e) quando da substituição de bolsista, o proponente deverá protocolar
para a DPIPE o pedido formal acompanhado de todos os documentos
exigidos no item 9 (nove) deste edital;
f) informar à DPIPE do Campus Tucuruí o afastamento do bolsista em
caso de conclusão ou desligamento do curso ou situações
semelhantes, que se configurem como perda de vínculo do bolsista
com o Campus Tucuruí do IFPA;

4
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
g) assinar e entregar o documento de freqüência mensal dos
bolsistas, cujo modelo será enviado aos bolsistas por e-mail até o dia
10 (dez) de cada mês, ou, se for o caso, emitir memorando
direcionado a DPIPE desfavorável ao pagamento da bolsa;
h) encaminhar o relatório parcial (Anexo X) e final (Anexo XI) do
bolsista para a DPIPE nos prazos apresentados no cronograma do
item 5, para que os mesmos sejam analisados por comissão indicada
pela DPIPE;
i) estimular o bolsista a apresentar os resultados parciais ou finais do
projeto em congressos, seminários e outros eventos científicos
j) quando o evento for realizado em instituições localizadas a partir de
50 km da cidade de Tucuruí, obrigatoriamente, o(a) orientador(a)
deve apresentar Autorização para Viagem (Anexo VIII) assinada
pelos pais ou responsáveis pelo aluno, quando este tiver idade
inferior a 18 (dezoito) anos, e acompanhar seu (s) bolsista (s) na
atividade.
k) incluir o nome do bolsista nas publicações e trabalhos apresentados
em eventos científicos, cujos resultados se referem ao projeto PIBICE
de participação efetiva do bolsista;
l) se possível, informar a DPIPE, por meio do endereço eletrônico
dpipe.tucurui@ifpa.edu.br, o destino de seu bolsista quando este
ingressar em cursos de pós-graduação, em qualquer instituição de
ensino;

6.3. DOS REQUISITOS DO BOLSISTA


a) estar regularmente matriculado e freqüentando um dos cursos de
nível médio-técnico ou superior;
b) não possuir qualquer vínculo empregatício no período de vigência
da bolsa;
c) Ser aluno do mesmo grupo de pesquisa do (a) Coordenador (a) do
projeto de pesquisa submetido a este edital;
d) ter currículo Lattes atualizado a pelo menos dois meses antes do
lançamento do edital;
e) não receber qualquer modalidade de bolsa de pesquisa e extensão
(programa do CNPq ou do IFPA ou de qualquer outra agência de
fomento à pesquisa), monitoria ou estágio remunerado.
f) ter concluído o primeiro semestre de qualquer nível ou modalidade
de ensino do Campus Tucuruí;
g) não ter reprovação ou estar cursando dependência em qualquer
disciplina;

6.4. DAS OBRIGAÇÕES DOS BOLSISTAS


a) quando indicado como bolsista é obrigatória a apresentação de
documentos que comprovem os requisitos citados de “a” até “h” do
item 6.3;

5
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
b) cumprir a carga horária determinada pelo orientador, desde que
não ultrapasse o máximo estipulado para o desenvolvimento do
projeto de pesquisa/extensão.
c) elaborar os relatórios, parcial e final, das atividades desenvolvidas
sob acompanhamento e consentimento do orientador responsável
pelo projeto. A não apresentação do Relatório Final no término de
vigência do projeto impossibilita a (a) estudante de solicitar
certificado;
d) bolsistas do ensino superior devem apresentar seminário de artigo
científico relacionado a área de pesquisa do projeto, sendo o mesmo
indicado pelo orientador e analisado pela Coordenação de Extensão e
Direção de Pesquisa. As datas das apresentações, assim como de
reuniões encontram-se pré-estabelecida no Anexo XIII, essas por sua
vez obedecem a ordem de classificação dos projetos;
e) todos os bolsistas, independentemente do nível de ensino devem
assistir obrigatoriamente no mínimo 10 (dez) seminários do ciclo de
apresentações PIBICITE/2017, cada participação será registrada por
meio da coleta de assinaturas em lista de presença específica;
f) apresentar os resultados do projeto desenvolvido no SICTI
(Seminário de Iniciação Científica, Tecnológica e de Inovação), desde
que não tenha sido aprovado para apresentação em outro evento
científico específico (comprovado com o certificado de apresentação),
g) encaminhar a freqüência mensalmente à DPIPE todo dia 15
(quinze);
h) manter atualizado o controle de freqüência e encaminhá-la
mensalmente à DPIPE no dia 15 (quinze) de cada mês.
i) fazer referência ao IFPA – Campus Tucuruí em qualquer publicação
escrita ou oral;
j) o descumprimento das obrigações por parte do aluno bolsista
acarretará no seu impedimento de participação no projeto;

6.5. DAS OBRIGAÇÕES DO PESQUISADOR COLABORADOR


a) O (a) pesquisador/extensionista terá suas ações definidas no
projeto, que não poderá ser a de orientação, e poderá solicitar
certificado de participação no projeto como "pesquisador
colaborador". Não será possível inserir outro pesquisador no
projeto, após aprovação do mesmo.

6.6. DAS OBRIGAÇÕES DO ALUNO VOLUNTÁRIO


a) estar regularmente matriculado no IFPA – Campus Tucuruí, em
curso de nível médio-técnico ou superior, no período de vigência
do projeto;
b) ter disponibilidade de 20 (vinte) horas semanais para desenvolver
as atividades de pesquisa e extensão previstas no seu Plano de
Trabalho;
c) assinar Termo de Compromisso do Voluntário (Anexo VII);

6
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
d) cumprir as atividades previstas no Plano de Trabalho, as
responsabilidades e as condições previstas no Termo de
compromisso, sob a orientação do servidor coordenador do
projeto;
e) participar das reuniões para planejamento e avaliação das
atividades;
f) encaminhar a frequência mensalmente à DPIPE todo dia 15
(quinze);
g) participar da elaboração de Relatório parcial (Anexo X) e Relatório
Final (Anexo XI) previsto neste Edital;
h) a não apresentação do Relatório Final no término de vigência do
projeto impossibilita a (a) estudante de solicitar certificado;
i) fazer referência ao IFPA – Campus Tucuruí em qualquer
publicação escrita ou oral;
j) o descumprimento das obrigações por parte do aluno voluntário
acarretará no seu impedimento de participação no projeto;
k) o voluntário (a) é ciente de que a participação no Projeto de
Pesquisa e Extensão do Campus Tucuruí não gera concessão de
bolsa nem vinculo empregatício com o IFPA.
l) fica a critério do orientador a decidir quanto a apresentação de
seminários por parte do bolsista voluntário, principalmente,
quando este for do nível médio-técnico, mas obrigatoriamente tais
discentes deverão auxiliar DPIPE na organização de todos os
seminários do PIBICE;

7. DA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS

7.1. As propostas devem conter os seguintes documentos:


a) carta de Encaminhamento (Anexo I), no qual o orientador informa
que está apresentando o projeto, com a intenção de concorrer ao
edital;
b) formulário de apresentação da proposta (Anexo III): este
documento deve conter informações sobre o orientador, número de
estagiários, Área do projeto, Grupo de Pesquisa;
c) Projeto de pesquisa no modelo apresentado no Anexo V;
e) todos os envolvidos nas atividades de pesquisa e extensão do
projeto devem possuir currículo cadastrado na plataforma Lattes
(CNPq), sendo que para os pesquisadores, o mesmo deve ter sido
atualizado pelo menos nos últimos seis meses.

7.2. DO ENVIO DAS PROPOSTAS


a) O orientador deverá anexar uma via de seu currículo Lattes à
proposta, juntamente com seus documentos comprobatórios,
conforme itens descritos na Tabela 1: Pontuação da Titulação e
Produção Científica do Professor-orientador deste edital.

7
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
b) O projeto deve ser apresentado em arquivo digital no formato
*pdf, com assinatura digital do orientador do projeto;
c) cada projeto deverá ter somente um orientador, e este poderá
indicar apenas um aluno para ser contemplado com bolsa em cada
projeto;
d) as propostas deverão ser enviadas para o e-mail da Direção de
Pesquisa, Inovação, Pós-Graduação e Extensão
(dpipe.tucururi@ifpa.edu.br), com todos os anexos solicitados nos
itens anteriores: o projeto, a carta de encaminhamento
(devidamente preenchida), o currículo Lattes (salvo no formato
*pdf) e suas comprovações, conforme a Tabela 1.

Tabela 1 – Pontuação da Titulação e Produção Científica do Proponente nos


últimos três anos de 2014 até o presente (Peso 1):
Pontuação/
Item Critério Pontuação
máxima

FORMAÇÃO ACADÊMICA (não cumulativa)

01 Servidor com doutorado obtido em programa de pós-graduação


5/5
reconhecido pela CAPES
02 Servidor com mestrado obtido em programa de pós-graduação
3/3
reconhecido pela CAPES
03 Servidor com especialização obtido em programa de pós-graduação
1/1
reconhecido pela CAPES*
PRODUÇÃO ACADÊMICA E TÉCNICA (de 2012 – até o presente)
04 Servidor credenciado em curso de pós-graduação 3/3
05 Servidor com orientação concluída de pós-graduação 3/5
06 Artigo publicado em periódico indexado ou livros/capítulos de livros 3/10
07 Trabalho completo publicado em anais de evento internacional 2/10
08 Trabalho completo publicado em anais de evento nacional 1,5/10
09 Trabalho completo publicado em anais de evento regional 1/5
10 Exposição oral de trabalho completo em eventos 1/5
11 Resumo publicado em anais de evento 1/5
Participação como apresentador ou coordenador em palestras, cursos,
12 1/5
minicursos conferências, mesa-redonda esimpósios
Participação de Comissão Organizadora de evento científico,
13 1/5
tecnológico ou artístico-cultural
14 Coordenação de eventos 2/5
Participação como avaliador ad hoc de artigos científicos, projetos,
15 1/10
Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC) e cursos
16 Participação em banca de concurso público 1/5
Participação em conselhos, fóruns e comissões (por proporção
17 0,2/20
mensal)
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL (de 2012 até o presente)
Docência na educação básica, técnica ou tecnológica ou na educação
18 0,5/4
superior (por proporção anual)
Participação como coordenador(a) em Projeto de pesquisa aprovado
19 1,5/3
em agência de fomento externa

8
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
Participação como colaborador(a) em Projeto de pesquisa e/ou
20 1,0/2
extensão aprovado em agência de fomento externa
Participação como coordenador em Projeto de pesquisa e/ou extensão
21 1,5/3
aprovado no IFPA
Participação como colaborador(a) em Projeto de pesquisa e/ou
22 1,0/2
extensão aprovado no IFPA
Participação em banca de defesa de trabalho acadêmico (TCC, TAC,
23 1/5
Extensão, monitoria, especialização, dissertação e tese de doutorado)
Orientação concluída de alunos em TCC, TAC, projetos de extensão,
24 1/5
iniciação científica e monitoria

8. PROCESSO DE SELEÇÃO E AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS


A seleção das propostas será realizada por Comissão Avaliadora formada
para este fim, a qual será indicada pela Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-
Graduação (PROPPG - Campus Belém). As Tabela 1 e 2 mostram,
respectivamente, os critérios para pontuação dos orientadores e das propostas.

Tabela 2. Avaliação do Projeto (Peso 3)

Item Critério Pontuação


Justificativa (Relevância do estudo proposto)
O trabalho discute a importância da realização da pesquisa 15 pontos: Sim
para a ciência e para a sociedade utilizando citações da
23 7,5 pontos: Parcialmente
revisão de literatura e argumentos próprios coerentes com 0 a 1 ponto: Não
proposta de estudo?

Objetivos (Clareza na descrição)


10 pontos: Sim
O objetivo geral é coerente com o título do projeto e
24 condizente com a questão da pesquisa e/ ou extensão?
5 pontos: Parcialmente
0 a 1 ponto: Não

Metodologia (Descrição clara e adequada de


cada etapa de execução do projeto), incluiu:
- Claramente o tipo de pesquisa e/ ou ações com a 15 pontos: Sim
25 sociedade 7,5 pontos: Parcialmente
- Critérios utilizados para definir as amostras 0 a 1 ponto: Não
- Descrição das técnicas a serem utilizadas no trabalho
- Detalhe das análises de dados

Planejamento das atividades previstas para 10 pontos: Sim


26 execução pelos alunos-bolsistas 5 pontos: Parcialmente
0 a 1 ponto: Não
3 pontos: mais de 60% da
bibliografia com data
posterior a 2010
2 pontos: entre 60 a 20% da
27 Atualização bibliográfica bibliografia com data
posterior a 2010;
0 a 1 ponto: menos de 20%
das referências com data
posterior a 2010

9
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
Exequibilidade (capacidade de desenvolvimento 3 pontos: Exequível
do projeto independente de recursos, possuindo 2 pontos: Parcialmente
28
alternativas próprias para se desenvolver) exequível
0 a 1 ponto: Inexequível
3 pontos: tem potencial para
propor alterações curriculares
(Disciplinas optativas) da
graduação, disciplinas de pós-
graduação, oferecimento de
cursos ou outras ações
Potencial de impacto interno do projeto sistematizadas;
29 (associado as próprias estruturas, currículos e 2 pontos: tem potencial para
ações) promover palestras,
simpósios, debates,
interferindo na formação da
comunidade acadêmica;
0 a 1 ponto: fraco potencial
de influência no processo
ensino aprendizagem
3 pontos: tem potencial para
transformar e/ou melhorar a
realidade da comunidade,
interferindo positivamente;
2 pontos: tem potencial para
contribuir com a formação
Potencial de impacto externo do projeto acadêmica (publicações) e
30
(associado as demandas da comunidade local vocação científica do bolsista,
assim contribuindo com a
formação de recursos
humanos para a pesquisa
científica
0 a 1 ponto: fraco potencial
para a extensão e pesquisa

8.1. As avaliações seguirão as tabelas acima como referência padrão. Todos os


pontos obtidos devem ser contabilizados assim como na fórmula a seguir:

Fórmula de avaliação: ∑tabela1 x 1 + ∑tabela2 x 3


5
8.1. Será considerado aprovada a proposta que obtiver pontuação igual ou
superior a 50% da nota máxima referente aos critérios estabelecidos
nas tabelas 1 e 2 deste edital.

9. INDICAÇÃO E CONTRATAÇÃO DOS BOLSISTAS


9.1 O orientador, cuja proposta for selecionada, deverá enviar a
documentação do bolsista à DPIPE por meio do protocolo do campus
Tucuruí, no prazo previsto no item 9 do Cronograma deste Edital. A falta
de qualquer um dos documentos elencados abaixo acarretará na não
homologação da proposta. Os documentos necessários devem ser
apresentados na seguinte ordem:

10
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
a) termo de compromisso e responsabilidade do bolsista (Anexo VI)
b) formulário Interno de Confirmação do Bolsista (Anexo IX);
c) comprovante de matrícula atual;
d) histórico escolar com aproveitamento, ou seja, não apresente
reprovações ou dependências;
e) termo de compromisso onde consta que não possui vínculo
empregatício ou qualquer outra bolsa de extensão ou monitoria
(Anexo VI);
f) cópia da Carteira de Identidade e CPF do estudante ou do
responsável legal;
g) comprovante de residência;
h) nome do Banco, Agência e Conta-Corrente para depósito da bolsa em
nome do próprio bolsista.

10. DO ACOMPANHAMENTO E FINALIZAÇÃO


10.1 No termino da vigência o orientador e o aluno bolsista deverão
encaminhar o relatório final (Anexo XI) em arquivo *.pdf., para a
DPIPE Campus Tucuruí, com avaliação das atividades desenvolvidas
pelos bolsistas;
10.2 O e-mail para envio dos documentos é: dpipe.tucururi@ifpa.edu.br.
10.3 Os critérios de análise serão baseados na pontuação geral da proposta
aprovada, principalmente, de maneira comparativa entre cada um dos
itens propostos nos objetivos geral e específico, e dos Resultados,
sendo que para cada etapa não concluída é eliminada a pontuação,
não podendo esta ficar abaixo de 6 (seis) do total inicial.
10.4 Todos os trabalhos deverão ser apresentados no SICTI do ano seguinte
à vigência da bolsa, desde que não tenha sido aprovado para
apresentação em outro evento científico específico (comprovado com o
certificado de apresentação), como meio de divulgação da produção
técnico-científica da instituição;
10.5 O período dos seminários internos já está definido no Calendário
PIBICE (Anexo XIII);
10.6 O aluno concluinte poderá solicitar para a Coordenação de Estágio o
Atestado de Conclusão de Estágio Supervisionado, conforme item
2.2, mediante a apresentação de relatório final e parecer do
Coordenador do Curso quanto a validade. Os interessados em utilizar
participação no projeto PIBICITE como estágio devem realizar cadastro
no início da vigência da bolsa e atender às exigências de realização do
estágio.

11. DA IMPUGNAÇÃO DO EDITAL


Decairá do direito de impugnar os termos deste Edital o proponente que não o
fizer na data prevista na etapa 6 (seis) do item 5.2 deste edital. Não terão
efeito de recurso as impugnações submetidas por aquele que, em o tendo

11
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ-CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS TUCURUÍ
DIREÇÃO DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO
_________________________________________________________________________________
aceitado sem objeção, venha apontar, posteriormente a seleção dos projetos,
eventuais falhas ou imperfeições.
É importante orientar que se submetidas interposições de recursos as
mesmas devem ser realizadas por preenchimento do Anexo XII e encaminhados
à DPIPE via processo administrativo, com cópia enviadas por e-mail
(dpipe.tucurui@ifpa.edu.br), acompanhados de argumentos e documentos que
se fizerem necessários.

12. DAS CONDIÇÕES ESPECIAIS


A qualquer tempo, o presente Edital poderá ser revogado ou anulado, por
motivo de interesse público ou por ilegalidade, respectivamente, no todo ou em
parte, sem que isso implique em direito de indenização ou reclamação de
qualquer natureza.

13. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS


13.1. Os professores que tiveram projeto aprovado neste edital e que não
tenham efetuado a entrega do relatório final do projeto em Edital PIBICE
executado em 2015 não poderão participar do processo PIBICE 2016;
13.2. Os casos omissos serão avaliados pelo CEPE do Campus Tucuruí do
IFPA, que emitirá parecer.
13.3. A concessão da bolsa pode, no interesse público e após julgado pelo
CEPE do Campus Tucuruí, ser suspensa quando não houver disponibilidade
orçamentária.

12