Você está na página 1de 2

Prevenção do Câncer

O médico nutrólogo dentro da nutrologia trabalha na prevenção e cuidados alimentares


no câncer. Um plano alimentar nutrológico específico para a prevenção do câncer pode
ser elaborado por um médico nutrólogo de acordo com as características de cada
indivíduo. Veja abaixo alguns alimentos anti-cancerígenos:

Chá verde: rico em polifenóis (catequinas, epigalocatequinas-3-galato (EGCG)); reduz


a angiogênese do câncer e as metástases, antioxidante, desintoxicador (ativa as enzimas
do fígado), estimula a apoptose das células cancerosas, aumenta o efeito da radioterapia;
o melhor é o japonês que é mais concentrado que o chinês; para efeito completo precisa
liberar as catequinas, por tanto precisa ficar em infusão de 5 a 8 minutos e ser tomado
logo em seguida, após 1 hora de preparado perde o efeito das catequinas. Quem sofre de
insônia não pode tomá-lo depois das 16 horas.

Azeite de oliva e azeitonas: rico em antioxidantes fenólicos; azeitonas pretas são mais
ricas em antioxidantes e o azeite precisa ser prensado a frio (extra virgem).
Recomendações de ½ a 1 colher de sopa por refeição, pois aumenta o peso usado em
maior quantidade.

Cúrcuma e curry: anti-inflamatório natural; induz a apoptose das células cancerosas e


inibe a angiogênese; aumenta a eficácia da quimioterapia; deve ser misturado a pimenta-
do-reino ou gengibre e diluído em óleo para ter seu efeito protetor ativado; usar: ¼ de
colher de chá do pó de cúrcuma misturada com ½ colher de sopa de azeite de oliva extra
virgem e uma pitada de pimenta-do-reino ou gengibre.

Gengibre: anti-inflamatório e antioxidante; reduza angiogênese; infusão de gengibre


diminui a nausea causauda pela quimioterapia.

Legumes crucíferos: imunoestimulantes e antimetástase; contém sulforane e indole-3-


carbinol (I3C) que tem capacidade de desintoxicar certos cancerígenos; leva a apoptose
das células cancerosas; não pode ferver os crucíferos, pois perde a propriedade anti-
cancer, é preciso cozinhar no vapor, no próprio caldo ou refogados rapidamente numa
panela work.

Alho, cebola, alho-poró, cebolinha, cebolinha francesa: o alho é a erva medicinal mais
antiga de 3000 a.C.; são excelentes antibacterianos; os alicíneos reduzem os efeitos anti-
cancerígenos das nitrosaminas e N-nitroso (presente nas carnes grelhadas) e induzem a
apoptose, controla as taxas de açúcar no sangue, reduz a secreção de insulina e IGF; para
efeito o alho precisa ser esmagado e banhado em azeite para liberar a alicina.

Legumes e frutas ricos em CAROTENO: é cenoura, inhame, bata-doce, abóbora,


abobrinha, tomate, caqui, damasco, beterraba, todos com cores vivas (vermelho, verde,
amarelo, laranja); possuem vitamina A, licopenoluteína, fitoeno e a cantaxantina que
inibe a proliferação das células cancerosas inclusive dos gliomas do cérebro; estimulam
as células do sistema imunológico (células NK). O tomate só libera a propriedade se
cozido com azeite.

Soja: as isoflavonas (genisteína, daidzeína e a gliciteína) bloqueiam a estimulação das


células cancerosas pelos hormônios sexuais (estrogênio e testosterona) e bloqueadores da
angiogênese. O que foi associado ao câncer de mama são os suplementos da isoflavona
em pílulas não na alimentação; durante a quimioterapia com TAXOL deve-se suspender
o uso da soja , parar alguns dias antes e só recomeçar alguns dias depois (acreditasse que
a genisteína da soja interfira no efeito do Taxol).

Cogumelos: ricos em polissacarídeos e lentinano; o Mitake é o mais rico.

Evas e codimentos: alecrim, tomilho, orégano, majericão e hortelã são ricas em óleos
essenciais (terpenos) que aumentam a apoptose e reduz a proliferação das células
cancerosas; o alecrim possui carnosol que é antioxidante e anti-inflamatório ajuda a
potencializar a quimioterapia; salsa e aipo contém epigenina que é anti-inflamatório,
promove a apoptose e bloqueia a angiogênese.

Algas: o funcodan (fucoxantina é um carotenoíde) encontrado nas algas provoca a


apoptose das células cancrígenas e estimula as células do sistema imunológico; a alga
nori contém também ômega 3 de cadeia longa.

Frutas vermelhas: possuem ácido elágico e multiplos polifenóis atuam no mecanismo


de eliminação das células cancerigenas e na angiogênese; as antiocianidinas e
proantocianidinas levam a apoptose da célula cancerígena.

Frutas com caroço: os mesmos das frutas vermelhas.

Frutas cítrica: laranja, tangerina, limão, grapefruit e pomelo contém flavonoides anti-
inflamatórios; estimula a desintoxicação dos cancerígenos pelo fígado.

Suco de romã: anti-inflamatório e antioxidante; reduz consideravelmente o crescimento


do câncer de próstata no homem, inclusive sua forma mais agressiva. Consumir 1 copo
de 250 ml por dia de suco de romã (à venda em lojas especializadas de produtos naturais
e orgânicos).

Vinho tinto: rico em polifenóis (reverastrol) e protegido do oxigênio o vinho tinto age
nas 3 etapas da progressão do câncer (iniciação, promoção e progressão) bloqueando a
ação do NF-kappaB. Por possuir antiangiogênico é proibido na gravidez. O pinot noir é
o vinho tinto que mais contém reverastrol. O consumo indicado é não passar de 1 taça por
dia durante as refeições, o excesso faz efeito contrário devido ao álcool.

Chocolate amargo com 70% ou mais: retardam o crescimento das células cancerosas;
possuem antioxidantes, proantocianidinas e polifenóis mais que o vinho tinto; consumo
até 20 g; não misturar com o leite, pois corta o efeito benéfico do cacau.