Você está na página 1de 7

www.kol-shofar.

org

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR?

Vítor Quinta
Julho de 2006

A Palavra de Deus ensina-nos que o amor é o grande fundamento de toda a LEI de Deus
e é verdade. Mas, para que entendamos a grandeza e generosidade deste amor com que
YHWH nos amou primeiro e que Lhe devemos retribuir com gratidão, devemos procurar
entender como este amor se relaciona com a obediência aos preceitos que Deus deu ao
homem, inquirindo:

• Será que esse amor a Deus e amor ao próximo contradiz, de alguma maneira, a
obediência que os filhos de YHWH devem aos Seus mandamentos e preceitos? ou
• Será que a obediência deverá, antes, ser o reflexo desse amor?
• Será que o amor divino pode nascer e crescer em nós sem que a obediência aos
Seus preceitos esteja presente?

É a este tipo de perguntas que procuraremos responder com base nas Escrituras.

Lembremos ainda que a maior expressão de amor que alguma vez foi revelada pela
humanidade foi a entrega do Unigénito Filho de Deus, Senhor Yeshua, para salvação de
todos os que se arrependem e se entregam debaixo do poder eterno Deste Justo.

Quando muitos dizem que hoje vivemos no tempo da graça (entendemos a graça como a
misericórdia de YHWH ou o perdão imerecido da nossa parte por Deus face aos nossos
erros quando no passado, antes do nosso arrependimento, vivíamos na ignorância da
Sua vontade expressa nos Seus mandamentos e restantes disposições) é como se nos
estivessem a dizer que hoje já não precisamos de obedecer à Sua vontade, i.e. guardar a
Lei, a Sua Torá, o que é manifestamente um erro trágico para todos os que assim
pensam.

Quando dizem que o amor substituiu a Lei/Torá também esses estão a cometer igual erro,
porque, antes do mais O próprio Senhor Yeshua esclareceu por suas palavras que Ele
não veio abrogar qualquer disposição da Lei/Torá mas cumprir toda a vontade do Pai:
www.kol-shofar.org

Mateus 5:17-19 – “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim
abrogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a
terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja
cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor
que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos
céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino
dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça [=obediência segundo a
Lei/Torá1] não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis
no reino dos céus”.

Reparemos nas Suas santas palavras: Ele não veio destruir ou abrogar qualquer preceito
da santa Lei/Torá, mas veio ensiná-la como ela deveria ser ensinada pelos responsáveis
do povo. Se dúvidas houvessem, reparemos nas palavras proféticas que nos são ditas em
relação ao Cristo que haveria de vir para ensinar a Lei/Torá como ela deveria ser:

Salmo 40:7-11 – “Então disse [O Verbo]: Eis aqui venho; no rolo do livro de
mim está escrito. Deleito-me em fazer a tua vontade [a Tua Lei/Torá], ó Deus
meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração. Preguei a justiça [a Tua
Lei/Torá] na grande congregação; eis que não retive os meus lábios, YHWH,
tu o sabes. Não escondi a tua justiça dentro do meu coração; apregoei a tua
fidelidade e a tua salvação. Não escondi da grande congregação a tua
benignidade e a tua verdade. Não retires de mim, YHWH, as tuas
misericórdias; guardem-me continuamente a tua benignidade e a tua
verdade”.

Como vemos, Yeshua, o nosso exemplo, casou o amor a Deus e o amor ao homem
através do exemplo da obediência aos mandamentos do Pai. Ele não veio abrogar mas
cumprir, i.e. Ele veio dar o verdadeiro significado à Lei/Torá, num entendimento contrário
aos fariseus do Seu tempo, que se deixavam reger e antes impunham os preceitos
criados pelo homem, contradizendo, muitas vezes, através desses preceitos humanos, os
mandamentos, juízos, estatutos e testemunhos dados pelo próprio Deus ao homem
através dos Seus servos os profetas. Por isso mesmo Yeshua afirmou que não veio
destruir ou abrogar a Lei mas, antes, veio viver por ela, revelando pela obediência o Seu
amor ao Pai.

A perenidade da Lei/Torá em todos os tempos é de tal forma evidente nas palavras


proféticas de Isaías, que nos espanta que haja homens/mulheres que acreditem e
ensinam que esta Lei eterna foi abolida pelo sacrifício de Yeshua (optando por ignorar as
palavras do Cristo acima reproduzidas):

1
Reparemos no significado da palavra “justiça” que é dado em Romanos 6:16-18 – “Não sabeis vós que a
quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou
do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? Mas graças a Deus que, tendo sido servos
do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues. E, libertados do
pecado [=iniquidade; =transgressão da Lei/Torá], fostes feitos servos da justiça [da Lei/Torá de
YHWH; do Deus vivo, Yeshua]”. Salmo 119:172 confirma: “A minha língua falará da tua palavra, pois
todos os teus mandamentos são justiça”.

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR? 2


www.kol-shofar.org

Isaías 66:22-23 – “Porque, como os novos céus, e a nova terra, que hei de
fazer, estarão diante da minha face, diz YHWH, assim também há de estar a
vossa posteridade e o vosso nome. E será que desde uma lua nova até à
outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante
mim, diz YHWH.”

YHWH fala-nos dos dias que hão-de completar todo o Seu plano de redenção. Ele fala-
nos dos tempos da eternidade, após Yeshua entregar o Seu reino ao Pai e já depois de
ter destruído todos os Seus inimigos, o último dos quais é a morte (que Ele mesmo
venceu).

YHWH é a fonte desse grande amor, como nos diz em:

João 3:16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho
unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida
eterna”.

Aqui está a base, a origem da nossa salvação –, i.e. o amor com que Deus amou a Sua
criatura! Em 1.João 4:8 ainda nos ensina que YHWH é a personificação do amor:
“Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor”.

Quando ao Senhor Yeshua Lhe é perguntado qual é o grande mandamento da Lei/Torá,


qual foi a Sua resposta?

Mateus 22:37-40: “E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu
coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e
grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo
como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas”.

Na realidade, o Senhor Yeshua não fez mais do que resumir toda a Lei em dois preceitos
que resumem e abrangem todos os restantes, e reafirmar o que a própria Lei já ensinava
desde o tempo em que YHWH falou a Israel através de Moisés, como lemos:

• Amor a YHWH sobre todas as coisas: Deuteronómio 6:5; 10:12; 30:6


• Amor ao próximo como a nós mesmos: Levítico 19:18

Não foi só O Senhor Yeshua que citava constantemente a Lei/Torá como parte dos Seus
ensinamentos. Todos os discípulos do Cristo o faziam também. Quando o Apóstolo Paulo
nos diz em:

Romanos 13:9-10: “Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás,
não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro
mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a
ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei
é o amor.”

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR? 3


www.kol-shofar.org

Que quer o apóstolo dizer? Podemos na realidade amar o nosso próximo sem
simultaneamente amar a Deus, amor esse que tem que ser revelado nas nossas acções e
na obediência aos Seus mandamentos? Claro que não. Como vemos, o amor não pode
estar afastado da obediência, porque é o próprio amor e a fé em toda a Palavra que sai
da boca de Deus que gera a obediência nos corações/mentes dos Seus filhos –
relembremos os castigos da desobediência que foram pronunciados em Levítico 26:14-
46.

Não podemos pois guardar a Sua vontade sem que sintamos no nosso coração que Ele
nos separou para um grande propósito – para a salvação, para a vida eterna por Yeshua,
Seu amado Filho. E, se somos santos (separados para Ele e mortos para o mundo do
pecado), então todo esse amor que vem Dele tem que estar em nós para, através desse
amor, regenerarmos e aperfeiçoarmos os nossos corações/mentes no caminho da paz, da
fé, da sabedoria e da confiança que nos advêm pela Sua presença em nós. A presença
do Espírito Santo faz tudo em nós, se tão somente nos deixarmos conduzir na nossa vida
por Ele.

Por isso podemos afirmar que não podemos amar a Deus se não formos obedientes à
Sua vontade, i.e. a Sua Lei/Torá. Como poderão, de alguma forma, as bênçãos de YHWH
ser derramadas sobre os Seus filhos se estes permanecerem na rebeldia à Sua vontade?
Olhemos para os exemplos de rebeldia do passado e lembremo-nos das suas
consequências:

Zacarias 7:12 - ” Sim, fizeram os seus corações como pedra de diamante


[referindo-se a Israel/Efraim], para que não ouvissem a lei, nem as palavras
que o YHWH dos Exércitos enviara pelo seu Espírito por intermédio dos
primeiros profetas; daí veio a grande ira de YHWH.”

Conhecemos os castigos que vieram sobre Israel/Efraim devido à dureza dos seus
corações. Tudo porque não quiseram atentar para a obediência aos preceitos dados por
Deus através dos Seus profetas, para que lhes fosse bem, e eles e aos seus filhos.
Devido à sua desobediência (falta de amor ao Deus YHWH que os chamou para um
elevado propósito), Deus condenou-os, espalhando-os pelo mundo e, pior do que isso,
devido à sua idolatria, Deus condenou-os a servir a outros “deuses” que não o são.
Atentemos:

Deuteronómio 28:36, 64 – “ YHWH te levará a ti e a teu rei, que tiveres posto


sobre ti, a uma nação [à Assíria] que não conheceste, nem tu nem teus pais;
e ali servirás a outros deuses, ao pau e à pedra [idolatria pagã]… E YHWH
vos espalhará entre todos os povos, desde uma extremidade da terra até à
outra; e ali servireis a outros deuses que não conheceste, nem tu nem teus
pais; ao pau e à pedra [o maior exemplo entre nós é a “senhora de Fátima”].”

Jeremias 2:27 – “Que dizem ao pau: Tu és meu pai; e à pedra: Tu me geraste;


porque me viraram as costas, e não o rosto; mas no tempo da sua angústia
dirão: Levanta-te, e livra-nos.”

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR? 4


www.kol-shofar.org

Habacuque 2:19 – “Ai daquele que diz ao pau: Acorda! E à pedra muda:
Desperta! Pode isso ensinar? Eis que está coberta de ouro e de prata, mas
dentro dela não há espírito algum.”

É nesta miséria espiritual que andam multidões, seguindo após a mentira que Satanás
semeou nos seus corações/mentes. E, porque não quiserem crer na verdade, Deus lhes
enviará a operação do erro para que creiam na mentira que os há-de destruir –
2.Tessalonicenses 2:10-12.

Na oração de Daniel, o amigo de Deus e homem fiel evoca os pecados do povo e pede o
perdão do Altíssimo. Lembremos algumas das confissões de Daniel nesta oração
sublime:

Daniel 9:4-6, 11 – “E orei a YHWH meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor!
Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os
que te amam e guardam os teus mandamentos; Pecamos, e cometemos
iniquidades [transgressões da Lei/Torá], e procedemos impiamente, e fomos
rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos; e não
demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos
nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, como também a todo o
povo da terra… Sim, todo o Israel transgrediu a tua lei, desviando-se para não
obedecer à tua voz; por isso a maldição e o juramento, que estão escritos na
lei de Moisés, servo de Deus, se derramaram sobre nós; porque pecamos
contra Ele.”

Nestas palavras sinceras, Daniel associa o amor a Deus à obediência de alguns aos Seus
preceitos, “os que te amam e guardam os teus mandamentos”.

A presença do Espírito Santo de YHWH nos nossos corações/mentes transforma-nos


num povo santificado. Ora o filho de Deus manifesta a presença de Deus na sua vida
através:

• Do amor a Deus e ao próximo


• Da obediência a todos os preceitos divinos, a Sua Lei/Torá
• Da humildade no caminho para o qual fomos chamados
• Da fé, numa vivência repleta de boas obras – as obras da fé
• Da paz com Deus e com os homens
• Da esperança viva nas promessas e em toda a Palavra de Deus
• Da confiança em como Ele é poderoso para realizar em nós o que a nós se torna
difícil
• De todos os frutos do Espírito de que nos fala Gálatas 5:22: “amor, gozo, paz,
longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança”. Contra
estas coisas não há Lei, pois quem vive por elas já cumpre a própria Lei em amor.

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR? 5


www.kol-shofar.org

Como sabemos, é a Lei/Torá que nos revela o pecado2. É por ela que conhecemos onde
transgredimos a vontade de Deus. Ora quem vive da maneira que acima descrevemos
está a cumprir a Lei da mesma maneira que Cristo o fez.

Os avisos de Deus ecoam desde o passado longínquo para todos nós ainda hoje:

Deuteronómio 28:15 – “Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz de YHWH
teu Deus, para não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os
seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas
maldições, e te alcançarão.”

E o amor de Deus é este:

1.João 5:3 – “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus


mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.”

O Senhor Yeshua ensinou-nos também o significado do nosso amor para com Deus, O
Pai:

João 14:15 - “Se me amais, guardai os meus mandamentos.”

Como podemos então imaginar sequer que ser obediente, guardando os mandamentos
de Deus, esteja, de alguma forma em oposição ao amor? Na realidade, o amor não pode
habitar em nós sem que o nosso coração seja humilde e obediente.

A Palavra de Deus ensina-nos a sermos praticantes e não somente ouvintes, em:


Tiago 1:22, 25 “E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes,
enganando-vos com falsos discursos... Aquele, porém, que atenta bem para a
lei perfeita da liberdade [a Torá de YHWH], e nisso persevera, não sendo
ouvinte esquecediço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no
seu feito”.

O amor a Deus tem que estar intimamente casado com o amor ao próximo pois só assim
se completa no coração do filho de Deus o mandamento de YHWH.

Expressar o nosso amor a Deus e ao próximo é, ao mesmo tempo, expressar a nossa


obediência, a nossa entrega, através da acção, a todos os preceitos de YHWH. É sermos
soldados do Cristo Yeshua.

O Senhor YHWH diz-nos para gravarmos esta Sua vontade no nosso coração, na nossa
mão (na nossa consciência, a mesma consciência que nos dita como devemos praticar os
actos da nossa vida), e na nossa testa (entendimento) e vivermos por ela. Não deixa de
ser curioso e elucidativo que é também nesses locais (coração/mente, mão e
testa/entendimento) que o sinal da besta será gravado. Aqueles que receberem o sinal do
maldito receberão esse sinal em substituição do sinal de YHWH – a Sua Lei/Torá e os
Seus Sábados.

2
Pecado é desobediência à Lei/Torá, é iniquidade.

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR? 6


www.kol-shofar.org

Os que se hão-de perder serão aqueles que, por rebeldia dos seus corações, não querem
viver de acordo com toda a vontade de Deus. Estes escolhem os seus próprios caminhos
que estão afastados do Caminho estreito e verdadeiro que é O Cristo. Eles preferem
andar pelo caminho largo, o das religiões que Satanás implantou no coração dos homens.
A esses lhes dirá O Senhor na Sua vinda gloriosa:

Mateus 7:23 – “nunca vos conheci; afastai-vos de mim vós que praticais a
iniquidade”.

Todos os preceitos da Lei/Torá nas Escrituras estão incluídos num destes dois grandes
preceitos através dos quais Cristo resumiu toda a Lei: “amor a Deus” e “amor ao próximo”.
O objectivo pretendido por YHWH para o Seu povo é este: amor verdadeiro através da
obediência voluntária à Sua vontade.

À medida que nos vamos aproximando do grande e glorioso regresso do Rei Eterno,
nosso Senhor Yeshua, O Messias, vai aumentando a resistência daqueles que se opõem
à Lei/Torá de YHWH. Haverá perseguição aos que se quiseram separar do mundo em
que vivem, santificando-se na vontade de Deus, porquanto o dragão, a antiga serpente, o
diabo, continuará a fazer guerra a estes:

Apocalipse 12:17 – “E o dragão [Satanás, o diabo] irou-se contra a mulher [a


Israel de Deus], e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que
guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.”

Não nos enganemos pois. Haverá grande perseguição aos que têm o sinal de YHWH e
recusarem aceitar no seu coração/mente, na sua mão e na sua testa, o sinal da
desobediência: e.g. uma lei adulterada pelo homem e o Domingo em vez do Sábado
santo. Os sinais/marcas do Altíssimo sobre o Seu povo há muito que vêm sendo
pervertidos pelos filhos da desobediência.

O Senhor Yeshua também nos diz que não nos desamparará e que não nos deixará
órfãos. E, todos os que forem fiéis até ao fim herdarão a coroa da vida conforme nos diz
em Tiago 1:12 e Apocalipse 2:10. O Senhor diz-nos para não temermos as coisas que
haveremos de padecer.

Eis a verdade que nos é apresentada com grande simplicidade. Se amarmos a Deus e ao
nosso semelhante, guardaremos a Lei/Torá de YHWH, a Sua Tora em obediência, como
padrão de conduta para as nossas vidas. Este foi o caminho no qual o próprio Senhor
Yeshua andou. E nós somos aconselhados a andar como Ele andou, em humildade,
fidelidade, amor, fé e obediência. Que o Santo de Israel nos ajude a percorrer o caminho
que Ele nos propõe, ainda que tenhamos que enfrentar dificuldades. Ele venceu o mundo.
Nós, com a Sua ajuda, também o poderemos vencer.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

A OBEDIÊNCIA OPÕE-SE AO AMOR? 7