Você está na página 1de 11
i) fears Dispenza Latent att ee Natuabeisorch et enn Paeheriose tine hina aaa a Ree Se OC ee erat op 2 clad ee NM eer ee tee eens Nigel | = ene a ear rte vsti basnneapiep iii ir snor ese PRR laters eat Remeron tém o poder de influenciar@transformar 2 realidade material. Cr at eed PANE roti mare reenter anon Orc nee rc een erro are eyes eee eee eee reentry peer on Pe at te ee eens pee terete Breer st fener rece ne a ed portray ere ery nts mee ay ey) ernie ee eo PY iret ee car kU a ear eae Eee eee re te ee aa pareelinipirene oo Pe i aaa an APPR oe enc laae Parametric lessen Hrapriea antee d al aliaaa » Esa Sen PREFACIO 0 cérebro esté envlvido em tudo © que fazemos, incluindo a forma Como pensamos, sentimos, agimos ¢ nos relacionamos com os butros. Eo Grgio da personalidade, do cariter, da inteligéncia © 0 ‘esponsivel por todas as decisBes que tomamos. A partir do trabalho ‘que ten desenvolvido na dread imagiologia cerebral com dezenas de milhares de pacientes ao longo dos slttmos vinte anos, € muito claro para mim que, quando @ cérebro funciona bem, nds functo- ‘namios bem, e quando o cerebro tem problemas, a probabilidade de ‘irmos ater problems na vida € muito maior Uni cdtebeo nats snidveltornarnoa meas felizes,Fisicarnente mais saudiveis, mais ricos, mais sensatos e capazes de tomar melhores Aecisdes, © que nos ajuda a sermos mais bem-sucedidos ea viver ‘mos mais tempo. Quando o cerebro é menos saudavel por qualquet ‘motivo ~ como uma lesdo na cabeca ou um trauma emocional do passado ~ as pessoas sto mais infelizes, mais doentes, mais pobres, menos sensatas e menos bem-scedidas. Eficl pereeber que oeérebro pode ser afetad por um trauma, m3 ‘os invesigadores também ebservaram que o pensamento negative ¢ Juma programagio deficente no passado o podem igualmente afctar Eu por exemplo, reset com um irmao mais velho que estava deci ido 9 tratarme mal. A tensi0 e o medo constantes que cu sentia scabaram por conduzira um maior nivel de ansiedade ea padrdes de _Pensamentos ansiosos, bem como a uima postura defensiva perma. nent, sem nuinea saber se estaria alguma coisa ma prestes 8 acont= ‘ecer. Esse medo provocou uma hiperatividade de longo prazo sos entros do medo do meu eérebro, que durou até conseguir resolve la ‘numa fase posterior da vida. eal _ = Muitos dos medicamentos que as pessoas habstualmente fomam, como alguns dos ansioliicos mais comuns. no #30 ea Dbenéficos para. cérebro, a Doengas como. Alzheimer desenvolvem-se no cérebro décadas Ginter de as pessoas apresentarem quaisquer sintomas, f2Dr. Joe Dispenna ‘quer 0 shar ‘estado meat cle continus afar filme premia © Seu vo de wi fm compute ory Oscrames SPECT ensinaramm nos também que. cnquanto socidade © funcionamento fs prediamos deter muito mals amore rexpeto pelo cerebro, equ de nem da constantc prog Jaemos as crlancas praticarem desporton de contacto, como o futebol a nossa vids Ann merino eo hoquei no gelo,ndo ¢ boa dela [Uma das ligies mais estimalantes que aprendi é que as pessoas ipo de trauma na vida evn consegsem Ineralmente modificar 0 au crcbro © 4 sua vida ado esultaram. Eliminaressosc. tando habits regularessnudves para o mesmo, como a correo de da estrutura do cece pole crengasnegativas eo recurso processos de meditagao como aqucles Bevidente que a adocie i ue o Dr Dispenza aqui aborda fama diets eexericiosdeqe TNuma série de estudos que publicémor, a pritica da meditagto, is, €Fandamental para o seu tal como recomenda o Dr. Dispenza, sumentou 0 fluxo sanguinco isto of pensameior gues no ebrtex prefrontal, «parte do cérebro humano mats responssvel m poderoso efeto terapticn pelo rciocino, Apbs oito semanas de meditaao didia, o cortex pre rchutzo. O mesmo € vil frontal em tepouso estava mais forte a memoria dos participants ‘podem fear implantadst no também apresentava melhorias. Ha tantax manciras de car ¢ ot flzaro cerebro. eee «spect ‘Arminia esperanca € que, tal como eu, 0 leitor dexenvolva «inveia do cérebrox ¢ queira ter um que furcione melhor. O nosso trabs auelear que observa o Iho na drea da imagiologia cerebral veio mudar tudo na minha vida ee cheers © Pouco depois de ter comecado pedir exames SPECT. em 1991, ee. decid olhar para o meus proprio cérebro. Tinha 37 anos Quando 2.0 teaballo que ee: ‘vio aspeto torlco ¢ cheio de altos. perce que mio estava berm. Em - a ‘oda a minha vida, poucas foram as vezes em que bebi cool. nunca ae fumei nem tomei drogas ilegas. Entao, porque tinha © meu cerebro sobre io mau aspeto? Antes de compreender realmente a sade cerebral tina muitos Aébitos que prejudicavam o cerebro. Cornia imensa ‘comida de pistico, bebia refrigerantes light como sc 2 minha vida ‘dependesse disso, muitas vezes dormia 26 quatro ou cinco horas pot Roiteetnha migoas do pascado que munca tent’ analisa. Nao fava ‘Gtericio, ofr de sires crémico e tinha uns quinze quilor 2 main “Fado colsas que me faziam mal sem eu saber. ¢ nao cra pouco! ‘computorizada por emissio vida de uma pessos fos exames SPECT sum aspeto fiz ha vine ano também pode Depois de ver» tells gostel Be: 3 INTRODUGAO ‘Ohabito mais dificil de vencer Eo hébito de sermos nds mesmos ‘Quando penso na quantdade de livros que existe sobre como alcan Giimow a vida que desejamos, chego a conclusio de que hi ainds ftimag penoas A procura de métodor fundamentados em bases Grentificks sbidas, ou sei, mtodos que Funcionem realmente. Mas Ce novor estados sobre 0 cerebro, corpo, mente ¢ conscitncia ~ que fm mm salto quantico em relag3o aos conhecimentos que abamor ds fsica ~sugerem grandes possibilidades de evolucio no entido daquile que, de forma inata,sabemos ser 0 nosto verdadeiro potencial ‘Enquanto quiropritico em exercicio, responsivel por uma concor ‘ida clinica de safde integrada, e professor nas areas da neurociéncia angio cerebral, Biologia e quimica cerebral, tive o privilégio de estar pa vanguarda de parte dessa investgacio, ado s6 ao estudar as reas (gee acabei de referit. mas tambem 20 observar os resultados desta nova ciéncia quando posta em pritica por pessoas comuns como nés: Enesse momento, em quea pomos em pritica, que as possiblidades {deste novo conhecimento se tornam reslidade Isso permitiu-me testemunhar algumas mudancas extracrdinarias na satide e na qualidade de vida das pessoas sempre que esta= ope ‘aram verdadeiras mudancas na sua mente. Ao longo dos Glkimos ‘anos tive a oportunidade de entrevistar virias pessoas que ultrapas saram problemas de sade graves, considerados terminais ou exon ‘os. O modelo contemporineo de medicina qualifica essas tecupers Bes como sempoirie do desconheciments AS psmeira Woes Gut EET Ui ier besetmes © paguctines = cers pS Serco sogends maturens pers noe Quando commepioner = pecs vas See Semen pes dere Scare ms an prose mn Petes do doen que Neches edn we oubenoe ome Shes Scenes Ss pov um ede eee Gee pt ‘= season necesision mes bo a SaGEns gue rb — ‘Resor embecinest frbes) © ganhar depose persis ce 2 ee see at mer me Ge Sr Sieh ee ‘Sites que agers mene Sere pares Se Gb Ams sem boa medida o con), pPOrisso que este lice ue, nos seus morc deatingica grander he fama sida base de conn Ho a «verdade» daguilo que ea visto geral dos paradigms om a investigacao mais gente edo que esi sora» |apresentarthe wm poucod TEzcalhi esse ponte dep 4 aceitaraidela de que ass ito sobre o seu mundo (bi ‘uintica estabelace que ¢ ps2 {que aplicamos 2 nossa ens 35 © mundo material que P to por energis). Se pens" je que seja, poderi comesar foo" lo que no quer F pode 19 € 99,9999 por cen: ‘mati fsica’, 0 Funds ™ PY Ento, porque contiau0* a Beaten urea vs Sc Bee se gusgucs cnc" a esses a Bronltodas tx potencadades exis 05: Sobrevivencia ws. criacSotustra a distngao cay rio de sobrevivéricia eviver em iodo de criscas Ve sbrevivéncia implica sma vida de sisv furs fas, acreditando que o mundo exterior ¢ na) f-Quando vivernos sob a ameaca de nos obriga a alutar ou fag» e no conto ide substincias quimicas toxeas stam Os preocuparmos apenas com o corpo, cn fo nosso entorno e corn a obsess pen ndo estamos verdaceiramente no d de ger um corpo, urn es, ide nds proprios. Tornarso.no= ida identidade que precisa sue tem trés weézobrose qe a0 fazer e a0 ser, Melhor ands jong sentido de exclair 0 nos imos facilmente pasar frzer nada. Nesse est0 ‘oque esti a acontece" fqueesté a acontccer 10 "1" sconseguirmos ess desejada, através do st ensamentaexperimentaos at emogBes desveacontecimento : ur fisicamente, Estamos entio ito de hee 2 “Tevtut pata um nav estado de ser, porque a mente eo corpo {sto funciona como um odo. Quando comeyamos a sentir ima potent redlidade futuraaacontecer ne momento emt que ‘on concentramor nel, extamos a recscrevero» nossos habitos ties auteaitice, bem come cuttos programas ‘ceonacentes indescadon 0 Caputo 7 © fons explora forma de nos libertarmos das emocdes que memorizimos — que xe tornacar nossa personalidade ede eliminarmos 0 fosso entre quem realmente Somos no nosso mundo interior, privado, «quem parecemos ser ‘no mundo exterior, socal. Tad chegaiow um determinado Ponto em que deixamos de aprender e nos damos conta de que znada exterior a nds proprios consegue eliminar aquecles sentimentos do nosso pussado. Se conseguitmos prever © sentimento de cada experiéneta da nossa vida, nao vesta ‘sbigo para acontecer nada devo, ja que estafemon a ver A vid na perspetiva do passado e nao do futuro. Ease co ‘momento ccm que alma te iberta ou ca no exquecinento Aprenderd a ibertara energiana forma de emogdes,eliminande assim 0 fosso entre quem parece ser e quern resimente 2, Por fim acabara po Rear transparent, Quando cts Patecenos ser € quem realmente somos, eatamog ‘erdadeiramente ibertos oe >A Parte ca conch com 0 Capitulo 8: A. {mites desritienda eas ondas do meso tans so cjctiva £ desminfcar a meditaao, para que sib extamnt gore re onda crete amg de forma spies eceloin dar -mesto-he como. creo sete aeraen Bentado pare medias ns depois memorin.: ambiente exter sting partes € spre. secessirio pars qu finformacio na Pere fer uma experitnicis ci Mélevsios| te para utilizar 2 passe crisdo pars sas teorias que the quando mencic 160 que ests a pens ide asses, mas simples. {asi proprio:

© mesmo. Devi ‘primeiras partes nada sobre 0