Você está na página 1de 13
A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 – 1917) Instituto de Filosofia, Sociologia e Política Disciplina: Fundamentos
A Sociologia de
ÉMILE DÜRKHEIM
(1858 – 1917)
Instituto de Filosofia, Sociologia e Política
Disciplina: Fundamentos de Sociologia
Prof. Francisco E. B. Vargas
Pelotas, abril de 2015
I – CONCEPÇÃO DE CIÊNCIA E SOCIEDADE: OBJETO E MÉTODO DE INVESTIGAÇÃO NA SOCIOLOGIA
I – CONCEPÇÃO DE CIÊNCIA
E SOCIEDADE:
OBJETO E MÉTODO DE
INVESTIGAÇÃO NA
SOCIOLOGIA
1. O OBJETO DA SOCIOLOGIA: OS FATOS SOCIAIS: maneiras de agir, pensar e sentir ... As
1. O OBJETO DA SOCIOLOGIA:
OS FATOS SOCIAIS: maneiras de agir,
pensar e sentir ...
As características dos fatos sociais:
EXTERIORIDADE
(Oposição entre práticas e representações individuais e
práticas e representações coletivas)
COERCITIVIDADE
(Imposição das normas e regras coletivas sobre os
indivíduos)
GENERALIDADE (Extensão das condutas na sociedade
ou grupos sociais)
2. O MODELO FUNCIONALISTA DE EXPLICAÇÃO SOCIOLÓGICA  HOLISMO METODOLÓGICO: A SOCIEDADE é comparada, em analogia,
2. O MODELO FUNCIONALISTA DE
EXPLICAÇÃO SOCIOLÓGICA
HOLISMO METODOLÓGICO:
A SOCIEDADE é comparada, em analogia, com organismos
biológicos, isto é, como uma totalidade orgânica: um conjunto
de funções integradas e em equilíbrio O conceito de FUNÇÃO
como princípio teórico e metodológico => O risco de
REIFICAÇÃO da vida social, de uma concepção
substancialista de “SOCIEDADE”.
O funcionalismo utiliza-se com freqüência da distinção entre
NORMAL E PATOLÓGICO como recurso conceitual para
investigar os problemas sociais (a questão do DESVIO).
Trata-se de um paradigma sociológico que supõe o CONSENSO
MORAL como um princípio fundamental da ORDEM SOCIAL
(PARADIGMA DO CONSENSO).
3. OS FATOS SOCIAIS COMO FATOS MORAIS: FORMAS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL E COESÃO SOCIAL  O
3. OS FATOS SOCIAIS COMO FATOS MORAIS:
FORMAS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL E COESÃO SOCIAL
O conceito de SOLIDARIEDADE SOCIAL como base para discutir as formas de
COESÃO SOCIAL (o problema da ORDEM SOCIAL). Refere-se à inclinação para o
viver em sociedade, aos laços que unem os indivíduos e grupos sociais, criando
um ambiente MORAL (normas de conduta obrigatórias).
O PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO COMO INTERIORIZAÇÃO DESSAS NORMAS E
REGRAS DA VIDA SOCIAL. A EDUCAÇÃO COMO INSTITUIÇÃO FUNDAMENTAL DA
VIDA EM SOCIEDADE.
AS DIVERSAS FORMAS DE SOCIEDADE E SEUS DIFERENTES MECANISMOS DE
PRODUÇÃO DA ORDEM E DA COESÃO SOCIAIS:
- O papel da CONSCIÊNCIA COLETIVA como forma de coesão social nas
sociedades e comunidades tradicionais => a solidariedade mecânica.
- O problema da ORDEM nas modernas sociedades industriais: O papel da divisão
do trabalho (diferenciação funcional das estruturas sociais) e a solidariedade
orgânica. A diferenciação das funções econômicas e as crises sociais.
4. AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO É preciso tratar os fatos sociais como “coisas” (atitude metodológica)
4. AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO
É preciso tratar os fatos sociais como
“coisas” (atitude metodológica)
\
Afastar pré-noções (noções construídas
fora do âmbito da ciência) => A ciência supõe a
construção de uma linguagem objetiva, através
de conceitos metodicamente definidos. O senso
comum, os conhecimentos práticas da vida
cotidiano constituem obstáculos epistemológicos
que precism ser ultrapassados.
II – MODERNIDADE E INDIVIDUALISMO EM DÜRKHEIM: AS MODERNAS SOCIEDADES INDUSTRIAIS E A DIVISÃO DO TRABALHO
II – MODERNIDADE E
INDIVIDUALISMO EM
DÜRKHEIM:
AS MODERNAS SOCIEDADES
INDUSTRIAIS E A DIVISÃO DO
TRABALHO SOCIAL
1. A FUNÇÃO DA DIVISÃO DO TRABALHO:  ELEVAR A PRODUTIVIDADE DAS FUNÇÕES OU PRODUZIR SOLIDARIEDADE
1. A FUNÇÃO DA DIVISÃO DO
TRABALHO:
ELEVAR A PRODUTIVIDADE DAS FUNÇÕES OU
PRODUZIR SOLIDARIEDADE SOCIAL ?
AS NOVAS FORMAS DE INTEGRAÇÃO SOCIAL NAS
SOCIEDADES MODERNAS: A Divisão do trabalho e a
diferenciação das atividades sociais constitui-se,
segundo Durkheim, no princípio fundamental de
integração das modernas sociedades industriais. Esta
divisão do trabalho não possui apenas uma função
econômica, de elevar a produtividade do trabalho, mas
uma função moral, gerar solidariedade (Hipótese teórica
inicial).
2. O MÉTODO DE PESQUISA: A SOLIDARIEDADE SOCIAL COMO OBJETO DE INVESTIGAÇÃO SOLIDARIEDADE E AS FORMAS
2. O MÉTODO DE PESQUISA:
A SOLIDARIEDADE SOCIAL COMO OBJETO DE
INVESTIGAÇÃO
SOLIDARIEDADE E AS FORMAS DE
DIREITO (PENAL E RESTITUTIVO).
OS TIPOS DE EXPLICAÇÃO
SOCIOLÓGICA: A EXPLICAÇÃO
FUNCIONAL E A EXPLICAÇÃO CAUSAL.
3. AS FORMAS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL : MECÂNICA E ORGÂNICA (I) A SOLIDARIEDADE MECÂNICA prevalece nas
3. AS FORMAS DE SOLIDARIEDADE
SOCIAL : MECÂNICA E ORGÂNICA (I)
A SOLIDARIEDADE MECÂNICA prevalece nas
sociedades tradicionais, baseadas numa
consciência coletiva, num conjunto de crenças e
sentimentos comuns à média dos membros de uma
dada sociedade. Nestas sociedades, não há espaço
para o individualismo, os laços baseiam-se nas
semelhanças entre os indivíduos e grupos.
3. AS FORMAS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL: MECÂNICA E ORGÂNICA (II) A SOLIDARIEDADE ORGÂNICA prevalece nas sociedades
3. AS FORMAS DE SOLIDARIEDADE
SOCIAL: MECÂNICA E ORGÂNICA (II)
A SOLIDARIEDADE ORGÂNICA prevalece nas
sociedades modernas, industriais, baseadas no
progresso econômico, na pluralidade e
complexidade das estruturas sociais. Neste caso, a
solidariedade se baseia na interdependência, na
complementaridade de funções, na crença do
interesse comum, apesar da diversidade de
interesses individuais. Os laços baseiam-se na
dissemelhança entre indivíduos e grupos.
4. A EVOLUÇÃO DAS FORMAS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL  A PREPONDERÂNCIA PROGRESSIVA DA SOLIDARIEDADE ORGÂNICA: INDIVIDUALISMO
4. A EVOLUÇÃO DAS FORMAS DE
SOLIDARIEDADE SOCIAL
 A PREPONDERÂNCIA PROGRESSIVA DA
SOLIDARIEDADE ORGÂNICA: INDIVIDUALISMO E
COESÃO SOCIAL NA MODERNIDADE
(O DILEMA DAS SOCIEDADES MODERNAS)
 O PAPEL DA MORAL PROFISSIONAL E DAS
CORPORAÇÕES PROFISSIONAIS
5. AS FORMAS ANORMAIS DE DIVISÃO DO TRABALHO: As crises nas modernas sociedades industriais e o
5. AS FORMAS ANORMAIS DE DIVISÃO
DO TRABALHO:
As
crises
nas
modernas sociedades
industriais e o problema da ANOMIA =>O
conceito de ANOMIA refere-se à ausência de
regras na adequada regulamentação da vida
social.
A DIVISÃO ANÔMICA DO TRABALHO é
aquela observada nas modernas sociedades
industriais, onde as funções econômicas
desenvolveram-se intensamente e
encontram-se sem regras adequadas para
determinar seu funcionamento adequado.