Você está na página 1de 116

Descobrindo

a Bíblia
Versão 1.5

Um guia de estudos dirigidos estruturado em


debates de temas diversos, com a apresentação
do que as Escrituras ensinam sobre cada tema.

Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)


Esta apostila deve ser utilizada somente pelo líder da célula. Os demais integrantes
não devem ter acesso aos “Encontros” (nome que damos a cada debate dirigido) antes
dos mesmos serem utilizados em reunião, para que não atrapalhe a dinâmica dos
debates. Após a reunião, o líder, se assim desejar, poderá deixar com cada um dos
participantes uma cópia do estudo já apresentado para posterior meditação e devocional.

Dos direitos autorais:


Esta apostila poderá ser livremente copiada, desde que seguidos os seguintes critérios:
1) Quando da cópia de estudos individuais, deverão ser mantidas em cada estudo as referencias
relativas ao nome da apostila, ao autor e ao e_mail para contato. Os estudos copiados não
poderão sofrer qualquer alteração, estando o autor aberto a sugestões e críticas que poderão
ser enviadas pelo e_mail “sfair@nev.com.br”.
2) Quando da cópia para formação de uma apostila, a cópia deverá ser integral, ou seja, todos
os estudos e páginas deverão estar presentes, inclusive esta, e não será permitido, em
nenhuma hipótese, a inserção de novas páginas ou estudos, ou qualquer alteração no conteúdo
de qualquer das páginas, estando o autor aberto a sugestões e críticas que poderão ser
enviadas pelo e_mail “sfair@nev.com.br”.
3) Constitui-se em exceção ao item “2” a capa da apostila. A mesma poderá ser livremente
modificada, desde que o título da apostila não sofra alteração e que o nome e e_mail do
autor sejam facilmente identificáveis. (ex.: a capa poderá ser personalizada pela Igreja:
“Apostila de Grupos Familiares da Igreja ...”)
4) Ú autorizada toda e qualquer forma de cÛpia, desde que seguidos os critérios anteriores,
inclusive para fins comerciais, sem que a venda do material gere qualquer crédito ou
débito entre a instituição, ou indivíduo, que comercialize este material e o autor.
5) Qualquer não conformidade ao exposto aqui constituir-se-a em total violação dos direitos
autorais desta apostila, ficando o infrator integralmente sujeito às penas previstas na lei.

“Descobrindo a Bíblia” foi inicialmente desenvolvida para o ministério de células e


discipulado da Igreja Batista da Praia Pernambuco, de Guarujá – SP.
Esta igreja coloca agora este material ao alcance de todo povo de Deus.
Índice:
Introdução
1º Encontro: Merece crédito o que a Bíblia Diz?
2º Encontro: Conhecendo o verdadeiro autor da Bíblia
3º Encontro: Deus e sua relação com o homem
4º Encontro: Deus: O autor da Criação
5º Encontro: A separação entre o homem e Deus
6º Encontro: Quem é Jesus?
7º Encontro: O propósito de Jesus vir ao mundo
8º Encontro: A natureza divina de Jesus
9º Encontro: A natureza humana de Jesus
10º Encontro: Jesus – Consumando sua missão
11º Encontro: A ressurreição de Jesus
12º Encontro: Jesus, Nosso Senhor e Salvador
13º Encontro: A nova vida em Cristo Jesus
14º Encontro: A natureza pecaminosa x Nova natureza
15º Encontro: Conhecendo a Deus e à Sua vontade
16º Encontro: Oração: Nosso canal direto com o Pai
17º Encontro: O que é oração e como deve ser feita
18º Encontro: Oração - Sua importância na obra de Deus
19º Encontro: Oração - Sua importância na vida cristã
20º Encontro: A Bíblia - Nosso manual de fé e prática
21º Encontro: A Igreja
22º Encontro: A Igreja - Sua função perante Deus
23º Encontro: A Igreja - Sua função perante seus membros
24º Encontro: A Igreja - Sua função perante o mundo
25º Encontro: O Espírito Santo de Deus
26º Encontro: O cristão e o mundo
27º Encontro: O mal, segundo as Escrituras
28º Encontro: O último inimigo: a morte
29º Encontro: As inúmeras tentações do cristão
30º Encontro: O cristão e as provações
31º Encontro: O cristão perante a perseguição
32º Encontro: O cristão e a disciplina divina
33º Encontro: O Tribunal de Cristo
34º Encontro: Vigiando pela comunhão cristã – Parte 1
35º Encontro: Vigiando pela comunhão cristã – Parte 2
36º Encontro: O casamento segundo as Escrituras
37º Encontro: Relacionamentos familiares
38º Encontro: Os últimos dias
39º Encontro: O Cristão e as Finanças
40º Encontro: O Cristão e as Finanças – Saindo do caos
41º Encontro: O Cristão e as Relações de trabalho
42º Encontro: O Cristão e os Negócios
43º Encontro: A Grande Tribulação
44º Encontro: A responsabilidade social do cristão no uso de suas finanças
45º Encontro: A responsabilidade espiritual do cristão no uso de suas finanças – Parte 1
46º Encontro: A responsabilidade espiritual do cristão no uso de suas finanças – Parte 2
47º Encontro: O Contentamento
48º Encontro: O Milênio e a Eternidade
49º Encontro: Conceder e pedir perdão
50º Encontro: O Batismo
51º Encontro: A Santa Ceia
52º Encontro: O Ministério Cristão
Sugestão didática de módulos e conjunto
de “encontros” que os compõem:
Esta apostila foi inicialmente desenvolvida prevendo a apresentação dos encontros na seqüência em
que nela aparecem, do 1º ao 52º encontro. Entretanto, abaixo colocamos sugestões para células de
menor duração com objetivos específicos. Há também a possibilidade do dirigente da célula se utilizar
destas divisões para antecipar a apresentação de determinados temas, ou alterar a seqüência de
apresentação dos estudos.

Módulo Básico:
De 1º encontro ao 12º Encontro

Módulo “Vida Cristã”:


De 13º ao 33º

Módulo Relacionamentos:
“34º ao 37º” e 49º

Módulo “Finanças, Negócios e Vida Profissional”:


“39º ao 42º” e “44º ao 47º”

Módulo Crise Financeira:


39º, 40º e 47º

Módulo Escatologia:
33º, 38º, 43º e 48º

Módulo Batismo:
21º, 50º, 51º e 52º

Módulo Evangelístico “Célula de 5 dias”:


1º, 5º, 7º, 10º e 11º
Introdução
permite afirmar com plena convicção que isto ocor-
Células, grupos re com muito menor freqüência onde há um proje-
to organizado e acompanhado de grupos de célu-
pequenos ou las, até porque estas células acalmam as inquie-
tações criadas nos membros mais antigos que não
grupos familiares: encontram na estrutura convencional espaço para
o exercício de seus dons, o que lhes causa a sen-
sação de engessamento. Além disto, a evasão de
membros é incomparavelmente menor dentre
Ao contrário do que normalmente se comen-
aqueles que participam das células.
ta, reuniões em pequenos grupos para estudo bí-
Grupos pequenos são constantes em toda a
blico e confraternização não são uma novidade.
história da Igreja. Tem sido a estrutura que permi-
Não é um novo método de crescimento e não se
te a sobrevivência da Igreja em períodos e locais
trata de uma estratégia recentemente desenvolvi-
em que o culto público é proibido, inclusive impul-
da por este ou aquele grupo. Este conceito errado
sionando o seu crescimento. Tem sido fator de re-
tem levado diversas igrejas a abominarem a idéia
novação quando a Igreja entra em declínio espiri-
de desenvolverem um ministério de grupos nos
tual. Mas, não é apenas nestas épocas de perse-
lares, simplesmente por confundirem a forma com
guição ou decadência que os grupos pequenos
o conteúdo divulgado por determinados movimen-
são úteis. Reuniões nos lares faziam parte inte-
tos evangélicos. Esquecem estes que se seguís-
grante da Igreja Primitiva. Prova disto podemos
semos a mesma linha de raciocínio teríamos que
ver por todo o novo testamento (Atos 5:42; 1
abolir a Escola Bíblica Dominical, pois estes movi-
Coríntios 16:19; Colossenses 4:15, Filemom ver-
mentos também se utilizam dela para divulgar es-
so 2). É uma constante na história da Igreja brasi-
tas mesmas idéias. O mesmo se poderia falar da
leira, porém sem a notoriedade que se dá hoje. O
estrutura do culto. Não podemos confundir a es-
“Culto no Lar” e os “Núcleos de Evangelização”
trutura com o conteúdo. Mas a velocidade e a pro-
dos antigos batistas não eram outra coisa além de
fundidade com que os ensinamentos, errados ou
grupos pequenos. Mesmo quando uma determi-
não, destes grupos são assimilados e propaga-
nada igreja não se envolvia diretamente nestes
dos provam apenas a eficiência desta estrutura.
grupos, muitos de seus membros acabavam en-
Outro empecilho ao início de novos ministé-
volvidos em movimentos adenominacionais ou
rios é o relato de experiências frustradas de algu-
interdenominacionais. Destes, um dos mais notó-
mas igrejas. Entretanto, praticamente todos os
rios é a Aliança Bíblica Universitária (ABU), movi-
casos frustrados se resumem a dois problemas:
mento que atingiu proporção nacional desde a
falta de envolvimento da liderança ou falta de or-
década de 70 desenvolvendo grupos de estudos
ganização do projeto. Uma diferença clara entre
bíblicos em faculdades e, através de seu braço
projetos que prosperam e que fracassam é que a
secundarista, a ABS, em escolas de segundo grau.
autoridade pastoral e dos demais líderes esta pre-
Foi exatamente em um grupo de ABS, o da
sente de forma direta ou delegada em todo o pro-
Escola Técnica Professor Everardo Passos (ETEP)
cesso do projeto. Quando isto não ocorre, esta
de São José dos Campos que, em 1982, tive meu
lacuna abre espaço para que elementos nocivos
primeiro contato com o evangelho, e foi onde, após
à unidade do corpo se utilizem destes grupos para
um período de freqüência e confrontações de apro-
divagações, opiniões pessoais e exercício da so-
ximadamente 1 ano, vim finalmente a entregar
berba, que precede a queda. Porém, cabe ressal-
minha vida a Jesus. Até então eu havia passado
tar que a ação destes elementos não está relacio-
por uma rígida educação católica em que eu ha-
nada com a estrutura. Pelo contrário, estes ele-
via me acostumado à prática da religião sem qual-
mentos ocupam os espaços deixados pela ausên-
quer compreensão do que eu fazia. Estudei em
cia da autoridade pastoral, seja ela direta ou dele-
uma escola de freiras que me deu um bom conhe-
gada. Prova disto é que divisões e atos de rebel-
cimento geral das Escrituras, porém eu não tinha
dia ocorrem mesmo em igrejas que não possuem
qualquer contato direto com a Bíblia, e minha reli-
grupos pequenos. Ou será que apenas igrejas com
giosidade resumia-se a freqüentar a missa e prati-
células passam por divisões? A experiência me
car rezas intermináveis diariamente. Se quanto a
pratica religiosa eu era católico, quanto à compre- sitos que devem nortear cada uma das células:
ensão doutrinária eu poderia ser considerado mais E ele designou alguns para apóstolos, ou-
espírita do que católico. Lia literaturas espíritas que tros para profetas, outros para evangelistas, e ou-
eram constantes em casa, o que só parei de fazer tros para pastores e mestres, com o fim de prepa-
quando comecei a freqüentar a ABS. rar os santos para a obra do ministério, para que o
A primeira vez que fui a este grupo foi quase corpo de Cristo seja edificado, até que todos al-
por um acidente, mas gostei e retornei a todas as cancemos a unidade da fé e do conhecimento do
seguintes. Havia sido ensinado a afastar-me de Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atin-
crentes, e isto era tão forte que a primeira vez que gindo a medida da plenitude de Cristo. O propósi-
entrei em uma igreja evangélica, para uma pro- to é que não sejamos mais como crianças, leva-
gramação informal, quase um ano após minha dos de um lado para outro pelas ondas, nem joga-
primeira reunião de ABS, tive que lutar com a sen- dos para cá e para lá por todo vento de doutrina e
sação de que estar ali, em uma igreja evangélica, pela astúcia e esperteza de homens que induzem
era errado. Eu me sentia como se estivesse prati- ao erro. Antes, seguindo a verdade em amor, cres-
cando um pecado. Minha conversão também não çamos em tudo naquele que é cabeça, Cristo. Dele
foi instantânea. Como disse, passei um ano sem todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de to-
me decidir pelo evangelho. Eu ia as reuniões de das as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em
ABS as terças e quintas e no domingo ia a missa. amor, na medida em que cada parte realiza a
Após a missa, ao curso de crisma. Mas após pou- sua função (NVI).
co mais de um ano, compreendi o evangelho e
abandonei a religiosidade de atos que praticava A estratégia desta apostila:
sem qualquer compreensão.
O exemplo acima por si já demonstra a im- Uma grande dificuldade para a implantação
portância dos grupos pequenos para alcançar do ministério de células é a falta de líderes com
aqueles que sequer estariam dispostos a entrar embasamento bíblico que possam manter todas
em uma igreja evangélica, e já seria este motivo as células com uma qualidade similar de ensino.
suficiente para a implantação destes grupos. Mas Esta apostila foi desenvolvida com o objeti-
não é o único motivo com toda a certeza. vo de contornar este problema. A proposta para
Hoje estes grupos recebem diversos nomes: as reuniões é que estas sejam debates de temas
células, grupos de discipulado, grupos de apoio propostos através de perguntas respondidas livre-
bíblico, grupos familiares, núcleos de evangelização mente. Ao final do debate de cada pergunta, a
ou ainda grupos de “koinonia”. A escolha de um des- apostila apresenta uma resposta bíblica que es-
tes diferentes nomes normalmente indica a visão que clarece o assunto, indicando os textos bíblicos em
a igreja tem para este trabalho e o objetivo que de- que esta resposta está baseada. Assim, o grupo
seja alcançar com este ministério: comunhão, cres- no decorrer dos meses irá aprender alguns dos
cimento, evangelismo, apoio em dificuldades espe- principais conceitos bíblicos e adquirir o conheci-
cíficas, formação de novos líderes. mento básico doutrinário das Escrituras, sendo de-
Gosto de chamar estes grupos de “células”, safiado a confrontá-los com suas vidas.
pois lembra a célula do corpo humano: assim como
a “célula de estudos” precisa estar inserida em uma O líder da “Célula de Debates Dirigidos”:
igreja, nenhuma célula biológica sobrevive fora do
corpo, e mais, qualquer célula do corpo possui A grande vantagem deste tipo de células é
material genético capaz de reproduzir todas as que não é necessário que o grupo seja dirigido
características do corpo; assim, se uma célula não por um líder de vasto conhecimento bíblico. O mais
reproduz a visão e doutrina de sua igreja, não é importante é que seja alguém responsável, com-
uma célula do corpo e sim um corpo estranho. En- prometido com o evangelho e que seja respeitado
tretanto, se ela reproduz, então estamos conse- por todos os participantes.
guindo cumprir a nossa missão de discipulado A principal função do líder destas células,
(Mateus 28:19-20). diferente de outros tipos de células, não é dar es-
Por fim, as células são um ambiente propí- tudos ou pregar. Aliás, se o líder não tiver isto bem
cio para que os diversos membros do corpo local em mente, não conseguiremos atingir nossos ob-
exerçam seus dons, pois permite um relaciona- jetivos. Sua principal função é ser um motivador
mento mais profundo e direto. Neste sentido, e e um facilitador da participação de todos. Para
por ser a célula uma pequena porção do corpo, po- isto ser atingido, ele irá dirigir os debates e contro-
demos ver em Efésios 4:11-16 o objetivo e os propó- lar as participações, visando que todos tenham a
oportunidade de expressar suas opiniões “livre- somente irá intervir em um problema específico
mente”, sem constrangimentos, e mantendo o gru- de forma sobrenatural quando a solução deste pro-
po dentro do tema abordado. Coloquei a palavra blema estiver fora do nosso alcance? É isto mes-
“livremente” entre aspas na frase anterior porque é mo que você quis dizer?”
papel do dirigente impor limites a esta participação. 3) O líder deverá intervir quando o grupo ou al-
Em sua função de colocar limites, ele preci- guém debochar da idéia de outro, porém sem “cha-
sa evitar que alguém passe a monopolizar o de- mar a atenção” de ninguém. Para isto, basta usar
bate, ou que o grupo comece a fugir do tema apre- expressões que valorizem o que a pessoa disse,
sentado pela pergunta. Precisa também controlar por exemplo:
o tempo para que todas as perguntas sejam abor- “_ O que o fulano está falando é muito importante
dadas dentro de um tempo pré-estabelecido, de pois...”. _ Ou então, se for o caso: “_ Foi bom o
forma a não tornar a reunião algo cansativo e as- Fulano tocar neste assunto, pois eu mesmo anti-
sim desanimar o retorno de seus integrantes nas gamente pensava assim, porém...”. _ Ou ainda:
próximas reuniões. Isto é especialmente válido se “_ O que Fulano falou tem uma certa lógica, pois...,
a reunião ocorre à noite, na véspera de um dia de porém, baseado na Bíblia ...”.
trabalho ou estudo. Assim, o líder é também um 4) Sempre que a conversa começar a fugir do as-
regulador. Cada pergunta pode inicialmente ser sunto, chame a atenção para a pergunta. Lembre
dirigida a uma ou duas pessoas, para assim in- ao grupo que há um tempo a ser respeitado, e que
centivar a participação de todos, e depois ser aber- em outra ocasião poderão falar sobre este outro as-
ta a todo o grupo. O dirigente deverá, entretanto, sunto. Se for o caso, apresente a próxima pergunta.
tomar cuidado para não se prender demais a um 5) Os métodos utilizados para levar os integran-
determinado ponto. Para ajudá-lo, colocamos ao tes a participarem não devem gerar constrangi-
lado de cada item um tempo aproximado para o mentos ou coação. Se alguém não quiser res-
debate de cada pergunta. Por fim, é ele quem irá ponder, não insista;
encerrar o debate apresentando a posição bíblica 6) Perguntas pessoais devem ser dirigidas ape-
do tema, através da leitura da resposta da aposti- nas a pessoas que já tenham um certo
la. Os textos bíblicos citados devem ser lidos pe- envolvimento com o grupo.
los diversos membros da célula. 7) Não deixe que a reunião se transforme em pre-
Em algumas perguntas cujos temas são po- gação. Não faça apelos persistentes. A apostila
lêmicos, o dirigente irá encontrar comentários que indicará as ocasiões adequadas para fazer o ape-
o auxiliarão, dando-lhe uma bagagem extra para lo. Deixe que, com a freqüência, com o
se preparar para o debate. Estes comentários ser- envolvimento com o grupo e com o aprendizado,
vem para que o líder possa melhor se preparar os participantes alcancem o conhecimento de Cris-
para estes pontos específicos. Não são para se- to e compreendam o plano da salvação.
rem lidos para o grupo, e se o grupo não entrar 8) Não confronte ninguém com sua religião. Não
nestes temas polêmicos, não é necessário, e al- ataque seus valores, mesmo quando visivelmen-
gumas vezes nem recomendável, que o dirigente te antibíblicos. Preocupe-se em, através dos es-
chame a atenção para eles. Mas são apresenta- tudos, apresentar Jesus e a Palavra de Deus. O
dos para que o líder tenha condição de tratá-los Espírito Santo é quem fará a obra
adequadamente, caso surjam. transformadora. Caso contrário, você terá muito
maior chance de perder o participante do que
Conselhos para os líderes: convencê-lo de qualquer coisa que queira.
Cuidados durante o estudo 9) Você não tem a obrigação de saber tudo. Não
tente inventar respostas quando não possui segu-
1) Todos devem participar. Como foi dito, o dirigente rança quanto ao assunto. Se não souber, diga exa-
é um facilitador de idéias, isto significa que ele deve tamente isto ao grupo. Se for algo realmente im-
motivar os integrantes a não responderem apenas portante, comprometa-se a se informar sobre o
com “sim” ou “não”. Caso alguém responda assim, assunto e apresentar na próxima reunião ou, de-
pergunte por que acha que “sim” ou que “não”. pendendo do caso, em um horário extra-reunião.
2) Se algum participante se enrolar na resposta, 10) Não queira ser um super crente. Não crie uma
procure formular o que você entendeu do que esta imagem de crente infalível e sem defeitos. Quan-
pessoa disse e peça para ela confirmar se real- do o tema ou o estudo der oportunidade, compar-
mente era isto que quis dizer. Por exemplo: “_ tilhe com o grupo suas dificuldades e fraquezas,
Deixe-me ver se entendi. Você quer dizer que acha mostrando como você lida com elas. Isto criará no
que Deus está preocupado conosco, mas que ele grupo um clima de liberdade para que todos pos-
sam abrir seus corações, tirar as máscaras, e com- direto pode ocorrer através de seu cônjuge ou de
partilhar suas próprias dificuldades sem temores. um co-líder. Ou o líder pode ainda escolher irmãos
mais maduros do grupo para auxiliá-lo nesta tare-
Conselhos relativos a situações fa. É necessário que as pessoas que se respon-
corriqueiras ligadas as reuniões: sabilizem pelos integrantes do grupo mantenham
contatos com estes em momentos informais, para
1) Antes de iniciar a reunião converse com os do- que aumentem ou se criem os laços de comunhão
nos da casa para que eles não façam nenhum lan- necessários ao desenvolvimento cristão.
che, ou algo parecido, para servir ao grupo. O que Tanto o líder como o co-líder, bem como to-
no início parece algo insignificante, com o tempo dos aqueles que estão envolvidos em auxiliá-lo,
transforma-se em um peso. Seja insistente nes- deverão assumir o compromisso de diariamente
te ponto. Porém, se seus apelos forem infrutífe- orar por cada um dos componentes da célula.
ros, sugira ao grupo que a cada semana alguém Pessoas de mesmo sexo terão maior facili-
fique responsável por trazer um pacote de bola- dade de manter um relacionamento de confiança
cha ou algo parecido e outro por trazer um refrige- mútua, e terão maior abertura para conversarem
rante. Faça escala também para a limpeza e lava- sobre os mais diversos assuntos e dificuldades,
gem da louça. coisa que muitas vezes não é possível em se tra-
2) Especialmente em grupos de casais, crianças tando de pessoas do sexo oposto.
soltas são um imenso problema capaz de acabar Caso o grupo seja de casais, é saudável que
com a atenção de todos. Uma opção é colocá-las o casal líder se relacione com os demais casais,
em outro cômodo para assistir um filme ou dese- durante a semana. Entretanto, é indispensável que
nho que traga ensinamentos bíblicos. A cada se- o líder tenha contato com os demais esposos em
mana um dos pais fica encarregado de alugar um particular (um a um), e a esposa com as demais
filme. Outra solução é levantar junto a outras célu- mulheres, a sós (uma a uma).
las, que se reúnam em dias ou horários diferen- Entretanto, nunca permita que o que for con-
tes, voluntários que possam dar estudos e ativida- versado em particular seja comentado com outros.
des a estas crianças. O ideal é ter dois ou mais Se julgar que é importante para que o problema
voluntários que se revezem, para não tornar isto seja tratado, peça a autorização da pessoa que
um peso. Faça de tudo para que os pais não en- lhe confidenciou, dizendo exatamente com quem
contrem motivos para não participar da reunião. pretende comentar, e só faça isto se esta concor-
3) Esteja atento ao estado do local ao final da reu- dar. Caso contrário, mesmo que sinta não ser ca-
nião. Verifique a limpeza e a organização das ca- paz de tratar do problema, ao menos você poderá
deiras. Não deixe este trabalho na mão dos donos orar a Deus pelo problema ou para que Deus mude
da casa. Ao final da reunião peça a colaboração o coração desta pessoa para que ela permita que
de todos quanto à arrumação. você comente este problema com alguém capaz
4) Coloque alguém do grupo (um co-líder, cônju- de tratá-lo melhor. Jamais traia a confiança de
ge, ou ainda outra pessoa) responsável por ano- quem lhe confidenciou algo em particular. Cuida-
tar a data da reunião, qual o estudo do dia e quem do para não acabar gerando fofocas.
estava presente ao estudo. Sinalize nas anotações
aqueles que perderam boa parte do estudo. Estas O líder e o respeito aos participantes:
anotações serão importantes para avaliar e corri-
gir a situação individual dos integrantes da célula. 1) Se você quer ter o respeito do grupo, aprenda a
5) Evite ficar alternando o local da reunião. Ape- respeitar.
sar desta mobilidade poder ser aceita por neces- 2) Faça com que todos se sintam importantes e
sidades circunstanciais, reuniões em locais fixos indispensáveis ao grupo. Demonstre e tenha inte-
facilitam a participação de pessoas que não pos- resse pelo que as pessoas têm a dizer, mesmo
suem um comprometimento sério com a célula. que isto confronte com sua fé e sua forma de pen-
sar. Lembre-se que o problema da pessoa não é
Envolvimento do líder com os participantes: pensar ou crer de determinado jeito. Seu real pro-
blema é a necessidade do novo nascimento. As-
O líder deve ter uma visão extra-reunião de sim, não entre em discussões. Preocupe-se ape-
sua função. Deve se preocupar com o desenvolvi- nas em apresentar os estudos e orar diariamente
mento de cada um dos participantes, e para isto pela vida desta pessoa, bem como pela vida de
precisa estar envolvido direta ou indiretamente, todos os demais integrantes da célula. Como já
com todos os integrantes da célula. O contato in- foi dito, o Espírito Santo é quem fará a obra da
conversão. A palavra conversão significa exata- digam que “Ele(a) não liga”, e mesmo que a pes-
mente isto: mudança. soa que pertence a determinado estereótipo se
3) Crie um clima em que todos se sintam seguros antecipe contando uma piada sobre seu próprio
em expor suas particularidades. Faça com que estereótipo. Quando isto ocorre, normalmente isto
todos entendam que não devem comentar com é apenas um escape emocional.
outros o que for conversado na reunião. 6) Antes de visitar alguém do grupo, peça-lhe auto-
4) Não utilize apelidos. Descubra os verdadeiros rização com antecedência. Combine antes, de pre-
nomes e utilize estes. Só faça o contrário se a pes- ferência logo após o final da reunião da semana.
soa lhe pedir para agir assim. Muitos convivem com 7) Inicie a reunião no horário e não deixe que se
um apelido, mas na realidade apenas se confor- estenda além do horário combinado. Atrasar sem-
maram com o mesmo. Utilizar seu nome real certa- pre o início da reunião é uma falta de considera-
mente ajudará a ganhar sua confiança e respeito. ção com aqueles que se esforçam em chegar pon-
5) Não conte piadas que depreciem qualquer tipo tualmente, além de avalizar os que chegam
de estereótipo: raça, sexo ou origem. Ou seja, não sempre atrasados. Prolongar demais a reunião
conte piadas de portugueses, de loiras, de turcos, desestimula o retorno principalmente dos “novos”
de negros, de alemães, de poloneses, de cario- e, no caso de reuniões noturnas durante a sema-
cas, de paulistas, de gaúchos, de baianos, de na, é um desrespeito pelos que irão trabalhar ou
paraibanos, de japoneses, de baixinhos, de care- estudar na manhã seguinte.
cas, etc, etc, etc... Não faça isto mesmo que lhe

Esta apostila foi inicialmente desenvolvida para o ministério de células e


discipulado da Igreja Batista da Praia Pernambuco, de Guarujá – SP.
Esta igreja coloca agora este material ao alcance de todo povo de Deus.
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Levar o grupo a compreender Merece crédito
que a Bíblia é a Palavra de Deus e que possui
autoridade e eficácia sobre nossas vidas.

00:00-00:10- Promova uma rápida apresentação de


o que a Bíblia
cada integrante em que cada um possa expressar,
em poucas palavras, o que espera destas reuniões. Diz?
00:10-00:13- Inicie com uma oração. cada pergunta há um tempo estimado. Evite
ultrapassá-lo.
00:13-00:20- Introdução ao tema:
1- Como Deus fez para que a Bíblia fosse
Há aproximadamente dois mil anos atrás, ter- escrita e chegasse até nós? {5 minutos}
minava de ser escrito o livro mais surpreendente Resposta: Deus dirigiu várias pessoas a escre-
de toda a humanidade: A Bíblia. verem o que Ele queria e de forma sobrenatural
Surpreendente em diversos aspectos: garantiu que eles não errassem nenhum detalhe
1- Levou mais de 1.500 anos para ser escrito. (2 Tim. 3:16 e 2 Pe 1:20-21).
2- Podemos identificar cerca de quarenta auto-
res, mas na realidade este livro ao ser escrito teve 2- Será que em todos estes séculos, ninguém
a participação de uma centena de homens de di- modificou a Bíblia? {5 minutos}
ferentes profissões, classes sociais e níveis cultu- Resposta: Por mais incrível que isto possa pa-
rais, o que inclui desde humildes pescadores até recer, as mais recentes descobertas arqueológi-
reis e sábios conselheiros de impérios. Além dis- cas de texto de datas muito próximas a dos origi-
to, estes homens viveram em épocas e em socie- nais, como por exemplo os manuscritos do Mar
dades muito diferentes. Morto, mostram o que os cristãos já sabiam: A Bí-
3- Apesar do número de autores e da diferença blia que temos hoje é exatamente igual a quando
cultural e social destes diversos autores, a Bíblia foi escrita. Isto não foi surpresa, pois o próprio Deus
é concisa. Isto quer dizer que ela não possui con- é quem a guarda de modificações, acréscimos ou
tradição, pelo contrário, forma uma unidade cujas mutilações (Mateus 24:35; 1 Pe
idéias e ensinamentos podem ser sistematicamen- 1:23-25; Apocalipse 22:18-19).
te estruturados, ou seja, seguem uma lógica.

1º Encontro
4- A Bíblia foi o primeiro livro da história a ser 3- A Bíblia foi escrita a quase
impresso. E desde a invenção da imprensa até os dois mil anos atrás. A época era
dias de hoje mantém, ano após ano, a posição de totalmente diferente da que nós
livro mais vendido e mais lido em todo o mundo. vivemos hoje. Será que Ela não
Entretanto, o que realmente torna este livro sur- ficou antiquada? {5 minutos}
preendente é o fato de ser a Palavra de Deus. O Resposta: A Bíblia trata e atua
Deus que criou os céus, a Terra e o ser humano é no interior do homem e o íntimo
quem é o seu verdadeiro autor e guardião. (os desejos, anseios e pensamen-
Foi Ele quem dirigiu seus Servos de forma a tos) do ser humano de hoje é o
que Sua mensagem chegasse até nossas mãos e mesmo das pessoas da época em
foi Ele ainda, através de sua onipotência, quem que a Bíblia foi escrita, o que pode
guardou esta mensagem de alterações, acrésci- mudar são os objetos destes de-
mos ou mutilações. sejos, anseios e pensamentos
(Hebreus 4:12).
00:20-00:45 - Debate: Além disto, a Bíblia está funda-
Comentários: mentada sobre um fundamento
Abra as perguntas para participação de todos. imutável: A pessoa do Senhor Je-
Não se preocupe com respostas que lhe soem sus (Hebreus 13:8).
absurdas.
Ao final, dê a resposta bíblica e leia os textos
em que esta resposta se baseia.
Cuidado com o tempo. Observe que ao lado de

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


1º Encontro
4- Como a Bíblia pode me aju- 5- Na sua opinião, o que há de mais precio-
dar no meu dia a dia, nos meus so que alguém pode encontrar nas páginas da
relacionamentos (familiares, Bíblia? {5 minutos}
profissionais ou com amigos) e Resposta: O principal objetivo da Bíblia é levar
nas minhas falhas? {5 minutos} o homem a conhecer a Jesus e assim obter a vida
Resposta: Através dela adquiri- eterna. (2 Timóteo 3:15 e João 20:30 e 31).
mos sabedoria provinda de Deus
para agirmos da melhor forma nas 00:45-00:50- Pergunte ao grupo sobre motivos
mais diferentes circunstâncias de oração e ore encerrando.
(Provérbios 1:1-4). Sua mensagem
é capaz de modificar nossa manei-
ra de ser e de agir. É capaz de tor-
nar-nos pessoas úteis a todos, in-
clusive a Deus (2 Timóteo 3:16-17).

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Apresentar uma noção básica Conhecendo o
à cerca da pessoa de Deus conforme nos é reve-
lado nas Escrituras. verdadeiro
00:00-00:03- Inicie com uma oração.
00:03-00:10- Introdução ao tema: autor da Bíblia
Todo ser humano um dia parou para pensar a cer-
ca de Deus e tirou suas conclusões.
tas sobre a pessoa de Deus, suas
obras e seus atos (Hebreus 1:1);
Há quem diga que cada um tem a Deus do seu
c) Principalmente e mais claramente por
jeito. Outros dizem que são o seu próprio Deus (e
meio de Jesus (Hebreus 1:2-3a
realmente agem assim). Ainda outros possuem
e João 1:18).
vários deuses e por fim há aqueles que dizem:
“Não há Deus”.
Comentário: Hebreus 1:3a significa
A mensagem da chamada filosofia da Nova Era
que deve ser lido apenas a primeira fra-
diz que todos estão certos e que cada um tem um
se do versículo 3, para focalizar ape-
pedaço da verdade.
nas o assunto.
No entanto, se realmente há um Deus Ele é de
um único jeito, independente do que pensamos
3- Na sua opinião, como é Deus? Como é Sua
ou da forma que gostaríamos que Ele fosse.
personalidade? {6 minutos}
A Bíblia, a mensagem ao homem do Deus criador Respostas: A Palavra de Deus está repleta de atri-
do homem, é categórica em dizer: “Diz o insensa- butos que nos levam a conhecer a pessoa de Deus.
to em seu coração: Não há Deus” (Salmo 53:1). Por exemplo, a Palavra nos mostra que Ele é bon-
doso, misericordioso, amoroso, poderoso, justo e
Certamente existe Deus, porém Ele não é como Santo (Salmo 33:5; Salmo 103:8-10; João 3:16;
nós, ou qualquer outra criatura deseja que ele seja. Efésios 3:20; Apocalipse 15:3-4).
Ele é o que é. E tudo o que somos capazes de
saber a respeito de sua pessoa está revelado na 4- E a forma física de Deus. É
Bíblia. possível alguém ver a Deus? {5
minutos}

2º Encontro
00:10-00:45- Debate: Resposta: Não, pois Deus é um
Comentários: ser espiritual (I Timóteo 6:16).
Abra as perguntas para participação de todos. Porém, na pessoa de Jesus Cris-
Não se preocupe com respostas que lhe soem to nós vemos a Deus e assim co-
absurdas. nhecemos tudo o que é possível
Ao final, dê a resposta bíblica e leia os textos em conhecer sobre Deus (João 14:8-
que esta resposta se baseia. 9, Colossenses 1:15).
Cuidado com o tempo. Observe que ao lado de
cada pergunta há um tempo estimado. Evite 5- Mas será que não existem
ultrapassá-lo. outros deuses, ou será que an-
1- Se alguém que nunca tivesse ouvido falar tes de Deus existir não havia
de Jesus, da Bíblia, ou mesmo do Deus verda- outro deus? {6 minutos}
deiro lhe perguntasse: “Quem é Deus?”. O que Resposta: Há um só Deus verda-
você responderia?{3 min} deiro e onipotente. O mesmo que
Resposta: É o criador de tudo que existe e quem dá sempre existiu e que não teve iní-
a vida e o sustento a toda criatura (Atos 17:24-25). cio de existência e nunca terá fim,
ou seja, existirá para todo o sem-
2- Como podemos conhecer a Deus? {6 minu- pre (Isaías 43:10; Isaías 45:5a;
tos} Salmo 90:2).
Resposta: a) Através de Sua criação (Romanos
1:20);
b) Através da Bíblia, onde estão
registradas as revelações dos profe-
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
2º Encontro
6- Podemos fazer imagens de ções seguintes, trazendo sobre estas gerações o
Deus para nos ajudar em nos- castigo de Deus. Porém o castigo é pelos peca-
sa adoração? {6 min.} dos aprendidos dos pais e praticados pelos filhos.
Resposta: Não. Deus é um ser Prova disto o texto de Deuteronômios 24:16. No
espiritual e nos proíbe de fazer mesmo livro vemos o princípio de Deus de cobrar
imagens Dele pois quando isto o pecado apenas do pecador.
ocorre, por sermos fracos e pe- Na antiga aliança Deus trabalhava com povos
cadores, acabamos adorando a como um todo. Não é o que ocorre na Nova Alian-
imagem e não ao Deus criador ça, em que a religião não é mais algo de um povo
(João 4:24, Deuteronômio 5:8-9 e ou nação, mas o relacionamento de Deus se faz
4:15-19, Romanos 1:22-25). com o indivíduo.
Sobre os nossos dias profetizou o profeta Jeremias
Comentários:(se ninguém co- no Capítulo 31 do versículo 29 ao 33.
mentar, não entre neste assunto)
No texto de Deuteronômio 5, no 7- Se alguém pesquisar muito, buscar muito a
verso 9, pode ocorrer de alguém Deus e estudar profundamente a Bíblia, este
perguntar sobre esta expressão alguém conseguiria conhecer completamente
de que Deus “castiga os filhos a Deus e sua maneira de agir? {3 minutos}
pelos pecados de seus pais até a Resposta: Não. Deus é muito maior do que a soma
terceira e quarta geração daque- de todo o entendimento de todos os seres huma-
les que me desprezam”. O que o nos que existem, existiram e existirão (Romanos
texto demonstra é que este tipo 11:33-34).
de pecado, idolatria, é um peca-
do cultural, o que significa que ele 00:45-0:50- Pergunte ao grupo sobre motivos de
é culturalmente aprendido pelos oração e ore encerrando.
filhos e propagado para as gera-

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Levar o grupo a entender que
Deus, apesar de sua grandeza, se importa com
Deus e sua
cada um de nós individualmente e deseja agir em
nossas vidas. relação com o
00:00-00:03- Ore iniciando.
00:03-00:10- Introdução ao tema: homem
Quando olhamos para o que acontece em nosso
dia a dia, por vezes temos a impressão de que 2- Mas será que Deus, sendo um ser infinita-
Deus não se importa com o que acontece conosco, mente superior a nós, liga para aquilo que eu
ou que Ele está ocupado com coisas mais impor- faço ou deixo de fazer? Com tanta coisa im-
tantes e não pode nos atender. portante que existe no universo, será que Ele
se interessa por minha vida particular? {8
No entanto, a Palavra de Deus mostra que apesar minutos}
do homem agir com indiferença com relação a Resposta: Sim, Deus se importa com cada um de
Deus e à Sua vontade, Ele se importa com todos nós. E todos nós individualmente prestaremos
os seres humanos e está continuamente manifes- contas algum dia a Deus por tudo que fazemos,
tando Seu amor, Seu cuidado, Sua misericórdia e falamos e pensamos (Romanos 14:11-12). Deus
Seu profundo desejo de se relacionar com cada conhece melhor do que nós todas as áreas de
um de nós individualmente e de forma íntima. nossa vida (Hebreus 4:13). Deus se preocupa com
tudo o que acontece no mundo, até mesmo com
O egocentrismo do ser humano, a perversidade, a as coisas que julgamos serem insignificantes
indiferença para com o próximo e para com Deus, (Mateus 10:29-30).
as vidas cujos objetivos se resumem a consumir e
a buscar bens materiais, a luta diária por alcançar 3- Deus conhece tudo em minha vida. Mas ele
posições e possessões custe o que custar, doa a tem interesse em me ajudar? {4 min}
quem doer, são algumas das conseqüências da Resposta: Sim. Deus escuta a oração de todos os
opção humana de abandonar os caminhos de que pedem a sua ajuda com sin-
Deus e seguir seus próprios caminhos, e ao mes- ceridade (Salmo 145:18-19)

3º Encontro
mo tempo, são algumas das causas das princi-
pais mazelas da humanidade e do planeta. 4- Na sua opinião, o que é ne-
cessário para se obter a ajuda
Apesar disto, Deus não nos abandonou. Em mo- de Deus? {8 minutos}
mento nenhum Ele desistiu de nós. Ele está sem- Resposta: Em primeiro lugar pre-
pre pronto a nos receber de braços abertos e a cisamos pedir a Deus (Mateus 7:7-
iniciar conosco um intenso relacionamento. Um 11). Em segundo lugar, é neces-
relacionamento que é comparado nas Escrituras sário que o que pedimos esteja de
ao de um pai amoroso com seu filho amado. acordo com a Sua vontade (1 João
5:14, Tiago 4:3). E por fim, mas
00:10-00:45- Debate: não menos importante, é indis-
1- Será que Deus realmente se preocupa com pensável que nos apresentemos
o que ocorre em nosso planeta? Será que um diante de Deus de forma adequa-
Deus tão grande e santo se importa com um da (Hebreus 11:6; Tiago 4:6-10).
mundo que vive tão longe do que Ele havia
estabelecido? {7 minutos}
Resposta: Deus se importa, e muito, com o nosso
mundo. Apesar da corrupção, da degradação atu-
al e do pecado que faz separação entre o homem
e Deus limitando assim as suas bênçãos, as coi-
sas não são ainda piores devido à intervenção Dele
que é a fonte de todas as coisas boas que desfru-
tamos (Atos 14:17; Tiago 1:17).

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


3º Encontro
Comentários: Resposta: Deus derrama Suas bênçãos sobre to-
Repare que o texto de “1 João 5:14” dos (Mateus 5:45). Entretanto, Deus coloca alguns
citado logo acima não é o mesmo grupos de pessoas como alvos especiais de Suas
que “João 5:14”. O texto da pergun- bênçãos: os desamparados, como por exemplo,
ta não está no evangelho de João, aquele que está em terra estranha, o órfão e a
mas sim em “1 João”, ou seja, na viúva (Salmo 146:9); os humildes, que reconhe-
primeira das cartas (ou epístolas) de cem sua incapacidade de, por si mesmo, resolver
João. Estas cartas ficam localizadas seus problemas (Salmo 40:17); e aqueles que
quase no final da Bíblia, um pouco realmente possuem temor ao Senhor (Provér-
antes do livro de Apocalipse. bios 14:26-27).

5- Você acha que existe alguma 00:45-0:50- Dê liberdade ao grupo para cada um
classe de pessoas a quem Deus expressar no que ou em que área de sua vida pre-
ajuda de uma forma especial? {8 cisa da ajuda de Deus. Ore pelos motivos levanta-
minutos} dos.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Reconhecer a autoria e propri-
edade de Deus sobre todo o universo e seus habi-
tantes.
Deus: O autor
00:00-00:03- Inicie orando. da Criação
00:03-00:10- Introdução ao tema:

Uma pergunta sempre esteve presente na mente


humana durante todas as épocas, em todos os
povos e culturas. Todo ser humano em um certo criados perfeitos (Gênesis 1:31a), porém graças
momento de sua vida fez ou fará esta pergunta: ao afastamento do homem de Deus, tudo entrou
Qual a nossa origem? Ou em outras palavras: em um processo de contínua degradação e não
Como surgimos, de onde viemos, como todo o de evolução (Romanos 8:19-22).
universo veio a existir?
Comentário: O texto de Gênesis 2:7 afirma que o
Por toda a sua existência o homem desenvolveu homem foi formado do pó da terra. Ao contrário de ser
um simbolismo, se analisarmos cientificamente os com-
as mais diversas respostas para esta pergunta.
ponentes químicos do ser humano, veremos que não
Na história de todas as civilizações e de todos os
são diferentes dos encontrados no solo. Ex. Zinco,
povos há sempre uma versão para esta origem, o Ferro, Carbono, Cobre, Magnésio, etc... Se Deus não
que demonstra a importância que este tema tem criasse o homem utilizando elementos existentes no
para nós humanos. planeta, como nós poderíamos nos reproduzir? É isto
que o texto nos demonstra.
Com os avanços da ciência, o homem passou a
buscar no conhecimento científico as respostas 2- Muitos dizem que Deus nos colocou no mun-
para esta origem. Cientistas cristãos têm encon- do para sofrermos nossa “cota de sofrimento”
trado na ciência provas que comprovam e que for- e assim evoluirmos tornando-nos pessoas
talecem sua fé. Entretanto, estes cientistas cris- melhores. Qual a sua opinião sobre isto? {10
tãos não são a voz dominante. De posse dos mes- minutos}
mos dados, porém com outra interpretação, os Resposta: Se assim fosse, depois
chamados sábios deste mundo têm afirmado e de milhares de anos nós teríamos
ensinado nas escolas que tudo é conseqüência no mundo pessoas melhores, e

4º Encontro
da casualidade, do puro e simples acaso, de uma não é o que vemos nos noticiári-
série consecutiva de coincidências. os e nos jornais.
Esta idéia é muito comum entre
Mas, qual seria a verdadeira resposta para a ori- aqueles que crêem na doutrina
gem de todas as coisas? Somente descobrindo a da reencarnação. Porém, a Bíblia
verdade sobre nossa origem poderemos ter uma rejeita esta doutrina, dizendo que
idéia correta sobre nós mesmos, sobre os demais o homem não vive e morre suces-
seres humanos e sobre o mundo que nos rodeia. sivas vezes, mas que ele morre
uma única vez, e depois disto
presta contas a Deus, recebendo
00:10-00:50- Debate: um destino eterno (Hebreus 9:27;
1- Na sua opinião qual a nossa origem, ou seja, Apocalipse 20:11-15).
como o homem surgiu? {10 minutos} Ao contrário de nos colocar no
Resposta: Deus criou nosso universo (Hebreus mundo para sofrermos, Deus criou
11:3) e nos criou (Gênesis 2:7; 1:27). o ser humano para ter comunhão
O homem atual costuma dizer que o mundo ini- com Ele e ser feliz vivendo em um
ciou-se em um caos, e que o homem veio de um lugar maravilhoso (Gênesis 2:8),
ser primitivo. Segundo este mesmo homem atual, tendo uma posição de honra e re-
ambos foram evoluindo e continuam sempre evo- alização pessoal (Salmo 8:4-6 e
luindo. Gênesis 1:28).
Entretanto, a Palavra de Deus nos diz exatamen- Por fim, se nos aproximássemos
te o oposto: nosso mundo e o ser humano foram de Deus ou da perfeição através

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


de cotas de sofrimento, para que 1.600 anos após a criação do homem, a espécie hu-

4º Encontro então Jesus morreu na cruz? Pelo


contrário, Jesus é quem nos liber-
ta de nossos fardos (Mateus 11:28-
30).
mana havia atingido o estágio de total degradação.
Sendo assim, é fácil imaginar que pessoas e grupos
de pessoas com estas deformidades genéticas ou em
condições sub-humanas, eram comuns naquela épo-
ca.
3- Mas as descobertas Outra questão é quanto à datação destes fósseis. Uma
cientificas não provam que tudo das dúvidas levantadas é que para o processo atual
ser válido, é necessário que em todas as épocas o
surgiu por acaso? {10 min.}
nível de incidência de carbono 14 tenha sido o mes-
Resposta: Quando alguém inicia
mo. Mas, se isto não ocorreu, os dados obtidos na
uma investigação com a certeza da datação são incorretos.
resposta, toda a análise de dados
torna-se tendenciosa (I Coríntios 4- Afinal de contas, qual a diferença entre tudo
3:19-20). Ao contrário do que se ter sido criado por Deus ou ter surgido por aca-
ensina nas escolas, até hoje a cha- so. Isso interfere de alguma forma em nossa
mada “Teoria da evolução” não vida ou é mais uma daquelas discussões tolas
pôde ser provada. Por isso é até que não levam a nada? {6 minutos}
hoje uma teoria e não uma lei (algo Resposta: Interfere e muito. Se fomos criados por
do qual se tem certeza e pode ser Deus, Ele tem o direito de dirigir nossas vidas pois
provado). Existem centenas de o mundo e todos nós que o habitamos pertence-
pesquisas sérias de cientistas cris- mos a Ele (Salmo 24:1). Assim, precisamos tam-
tãos de excelente reputação nos bém reconhecer que é Dele que provem o nosso
meios científicos que demonstram sustento e o de toda a criação. Ele nos dá a saúde
as berrantes falhas e erros nos para trabalharmos, a chuva no tempo certo para
quais esta teoria se baseia. não haver escassez de alimentos e ainda deseja
cuidar de todas as áreas de nossa vida. (Atos
Comentário: Se o debate recair sobre
14:15-17; Salmo 104:14-23 e 27-30).
os fósseis dos chamados “homens das cavernas”, uma
teoria muito provável é que pertençam a raças que 5- Como devemos nos relacionar com nosso
viveram antes do dilúvio e que eram diferentes das criador? {4 minutos}
atuais. Todas as raças que existem hoje vieram de Noé
Resposta: Devemos amá-lo e conhecer mais so-
e sua família. E mesmo assim há raças que se aproxi-
mam muito em aparência física com alguns destes fós-
bre a sua vontade para obedecê-la em amor
seis, como alguns aborígines. O mesmo ocorre com (Deuteronômios 6:5, João 14:15 e João 14:21).
pessoas que vivem em condições sub-humanas e com
00:50-00:55- Levante pedidos de oração e ore
grupos ou pessoas que possuem alguma deformação
genética. Além disto, Gênesis 6 mostra que cerca de
encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Reconhecer que o homem só
pode ser feliz estando dentro da vontade de Deus.
A separação
Apresentar o plano salvador de Deus para o Ho-
mem. entre o homem e
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema: Deus
Em Gênesis 1:31 diz que quando Deus terminou
a obra da criação viu que tudo era bom.
Porém, olhando para o mundo atual vemos que a em erroneamente difundir. Prova disto está em
coisa mudou muito. O que teria acontecido!?! Será Gênesis 1:28 onde Deus lhes ordena que tenham
que Deus abandonou o mundo a sua própria sorte muitos filhos, e isto certamente seria através do
após tê-lo criado!?! sexo (não havia inseminação artificial ainda, e nem
Muito ao contrário disto, a Bíblia nos mostra que era necessária).
os seres humanos é que abandonaram a Deus O fruto relatado na Bíblia era o do “conhecimento
desprezando Sua direção sobre suas vidas e op- do bem e do mal” (Gênesis. 2:16-17).
tando por cada um escolher o que acha ser bom
ou mal para si mesmo, sem ouvir ou buscar a von- 2- Como aconteceu a desobediência ao que
tade de Deus. Deus havia determinado e que conseqüências
Abandonando a direção de Deus, que é capaz de isto trouxe ao homem? {6 minutos}
harmonizar e sincronizar todos e todas as coisas Resposta: A desobediência está relatada em
conforme Sua vontade, o homem optou por uma Gênesis 3:1-6. Este último versículo nos mostra
visão egocêntrica em que busca prioritariamente que eles optaram por viver a seu modo, em vez de
sua satisfação, sua própria felicidade, seus pró- viverem segundo a vontade de Deus, escolhendo
prios interesses, custem o que custar, doa a quem o que achavam ser bom ou mal para si mesmos,
doer. independente da vontade de Deus. Ao decidirem
Como conseqüência, chegamos onde estamos: pela não interferência plena de Deus em suas vi-
Um mundo longe de Deus. das, abriram o caminho ao sofrimento, à insatisfa-
ção, ao juízo e à morte (Gênesis
00:10-00:45- Debate: 3:17-19).
1- Após Deus criar os primeiros seres huma- O homem, segundo a Bíblia, foi

5º Encontro
nos e dar-lhes total liberdade de desfrutar de criado sendo um ser “tríplice”. É
toda a criação, Deus colocou apenas uma res- uma “alma vivente”, que habita em
trição, a de provar de um fruto. Qual fruto era um corpo, e isto praticamente to-
este e o que era este fruto? {8 minutos} das as religiões reconhecem. Mas
Resposta: O mundo, com a finalidade de ridicula- a Bíblia diz mais. O homem foi cri-
rizar a Bíblia e menosprezar suas verdades (atitu- ado, em seu aspecto espiritual
de esta que é conseqüência do afastamento de (entendido aqui como não materi-
Deus) deturpa os fatos nela relatados para dar uma al), com um segundo elemento,
impressão de “conto da carochinha”. que ela denomina de “espírito” que
Por exemplo, muitos no século passado atribuíam em algumas passagens não é si-
à Bíblia uma falsa e inexistente profecia que diz: nônimo de alma, mas é algo cria-
“De mil passarás mas de dois mil não passarás”. do por Deus para que fosse pos-
Da mesma forma, dentre outros exemplos que di- sível a comunhão do homem com
ferenciam a “Bíblia como o povo pensa que ela é” Deus.
e o que realmente está escrito, temos a história Ao comerem do “fruto do conhe-
da criação e da queda desta criação, relatada nos cimento do bem e do mal”, o ser
seus três primeiros capítulos. humano iniciou naquele momen-
O fruto que estava proibido ao homem não era to o processo da morte física e
uma maçã. Aliás, maçãs de todas as variedades imediatamente sofreu a morte de
(até algumas extintas hoje) estavam à disposição seu espírito, perdendo a comuni-
dos primeiros humanos. cação com Deus e assim perden-
Também não era o sexo, como alguns insistem do o padrão divino que era comu-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


nicado pelo espírito do homem em No dia da festa de formatura de sua filha, ela aca-

5º Encontro comunhão com Deus. A alma, sem o


referencial adequado, passou a uti-
lizar um padrão egoísta próprio, es-
colhendo e decidindo baseada no
bou excedendo na bebida e mesmo assim deci-
diu, sem consultar ninguém, voltar dirigindo para
casa. Aconteceu no entanto que quando a filha
retornava para casa, foi parada por um policial que
que acha ser bom ou ser mal para a prendeu em flagrante delito.
seus interesses mesquinhos, sendo No dia seguinte, encaminharam-na para o pai para
relativamente limitada apenas pela que ele a julgasse. Pelas leis daquele país, ela
sua “consciência”. Esta perda da di- estava sujeita a uma pena de 3 meses de reclu-
reção de Deus chama-se “morte es- são ou multa equivalente a US$ 2.500,00, valor
piritual”. Isto, longe de ser um “conto que ela, como recém formada e desempregada,
da carochinha”, é totalmente compa- seria incapaz de pagar. Porém, o juiz possuía o
tível com o que vemos no mundo de poder de inocentá-la, simplesmente declarando-a
hoje. inocente.
Contudo, se ele a declarasse inocente ele não
3- Mas, a desobediência não foi estaria agindo de forma justa deixando assim de
apenas de Adão e Eva? Isto tem ser Justo.
alguma coisa a ver conosco real- Por outro lado, seu amor pela filha era incapaz de
mente? {6 minutos} mantê-la presa por três meses.
Resposta: O homem havia sido cri- Assim, para surpresa de muitos, ao invés de se
ado a imagem e semelhança de valer de sua autoridade para inocentá-la, ele a
Deus (Gênesis 1:26a). Quando eles declarou culpada.
pecaram, seus espíritos morreram e No entanto, por amar a filha, deu-lhe o valor da
assim não foram transmitidos aos multa para que esta fosse paga.
seus descendentes na forma em que
haviam sido criados. Foi algo como 5- Como Deus pretende pagar nossa pena? {5
uma deformação genética cujo fator RH é dominan- minutos}
te: Persiste geração após geração. Resposta: Apesar de estarmos condenados a
Uma outra forma de ver a questão é entender que morte, Deus já nos deu um presente (dom) atra-
o espírito estando morto não é capaz de gerar outro vés de Jesus: o pagamento de nossa pena (Ro-
espírito, à semelhança do que acontece se o cor- manos 6:23).
po está morto. Para receber este presente, basta que você se
Isso está relatado em Gênesis 5:3 que mostra que arrependa da vida que tem levado, que creia em
quando Adão gerou um filho, este era a imagem e Jesus como seu salvador, reconhecendo que Je-
semelhança não de Deus, mas de Adão (pecador sus morreu para pagar a sua pena de morte, e
e espiritualmente morto). Assim, somos todos pe- que Jesus não está morto, mas que após pagar o
cadores (Romanos 3:10 e Romanos 3:23). preço dos nossos pecados, ele ressuscitou, tendo
assim o direito de ser seu Senhor (aquele que tem
4- Mas Deus sendo tão bom e amoroso não o direito de dirigir a sua vida).
poderia simplesmente ignorar o fato de que Fazendo isto você passará a ter um relacionamen-
somos pecadores? {10 minutos} to real e amoroso com Deus, sendo por Ele trata-
Resposta: Não, pois embora Deus seja amoroso do como filho, e realmente tornando-se seu filho
e misericordioso (disposto a perdoar), Ele é justo, (João 1:12).
e sua justiça não Lhe permite ignorar o pecado.
Veja o seguinte exemplo: 00:45-0:50- Se alguém desejar aceitar a Jesus, ore
Em um determinado país, havia um juiz que era com ele(s). Ore também agradecendo a Deus pe-
tido como um homem reto e muito justo. las vidas do grupo que um dia aceitaram a Jesus.
Este juiz possuía uma filha a quem muito amava.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Introduzir a pessoa de Jesus,
enfatizando sua preexistência eterna.

00:00-00:03- Inicie orando.


00:03-00:10- Introdução ao tema:
Quem é Jesus?
Se perguntarmos na rua quem conhece Jesus,
quase todos dirão que o conhecem. Com isto que-
rem dizer que já ouviram falar nele e que sabem
quem ele é. Comentários:
Porém, a grande maioria das pessoas possui uma Apenas ouça as opiniões. Observe que aqui não
idéia distorcida a cerca da pessoa de Jesus, prin- se está perguntando o que cada um acha sobre
cipalmente por conhecê-lo apenas de ouvir falar, “Quem é Jesus”, mas o que elas costumam ouvir
obtendo assim uma imagem parcial de quem ele por aí as pessoas dizerem. Quando o grupo termi-
realmente é. nar de comentar, então passe para a resposta.
A importância de Jesus não se resume somente a Resposta: Já nos tempos bíblicos as pessoas ti-
religião cristã. Ele é reverenciado em todas as gran- nham idéias distorcidas sobre Jesus. Veja nos tex-
des religiões do mundo. Jesus também provocou tos bíblicos a seguir a opinião de algumas destas
mudanças e influências na maioria das principais pessoas:
culturas da humanidade, nas leis, nas artes, nos
conceitos de moral e de coexistência humana. Comentários:
Quanto a sua influência na história, basta dizer Leia cada uma das passagens bíblicas sem dar a
que a história humana está dividida em antes de resposta. Deixe o grupo tentar identificar pelo tex-
Cristo (AC) e em depois de Cristo (DC), ou seja, to o que os personagens envolvidos imaginavam
quando mencionamos o ano em que estamos ou sobre a pessoa de Jesus. Ao final do debate de
em que nascemos, por exemplo, estamos nos re- cada texto, leia a resposta e passe para o item
ferindo a um número, a uma data que se seguinte.
convenciona ser uma contagem a partir de seu
nascimento, evento que é convencionado como o a) Mateus 16:13 e 14 - Resposta:Um profeta.
marco inicial de nosso calendário. b) Lucas 23:5,13 e 14 - Resposta:
Contudo, conhecer corretamente sobre a pessoa Um líder, um agitador, um revolu-
de Jesus é algo muito mais importante do que cionário.

6º Encontro
compreender o mundo em que vivemos. Está re- c) Marcos 10:17 - Resposta: Um
lacionado com a nossa eternidade e com a possibi- bom mestre capaz de ensinar coi-
lidade de termos um relacionamento real com Deus. sas boas.
Por ser algo tão importante, Deus utilizou grande d) I Coríntios 1:23 – Resposta:
parte da Bíblia para apresentá-lo com detalhes, apre- Coisa de Louco.
sentar quem Jesus realmente é, qual a sua missão
e quais os seus ensinamentos e suas ordens deixa- 2- O início da vida de Jesus foi
das para todos aqueles que desejam seguí-lo. quando Ele nasceu em Belém
da Judéia? {5 minutos}
00:10-00:45- Debate: Resposta: Apenas a vida humana
Comentários: de Jesus iniciou em Belém da
Abra as perguntas para participação de todos. Judéia a pouco mais de 2.000
Não se preocupe com respostas que lhe soem anos atrás. Jesus sempre existiu
absurdas. (Colossenses 1:15-17).
Ao final, dê a resposta bíblica e leia os textos em
que esta resposta se baseia. 3- Na sua opinião: Quem é Je-
Cuidado com o tempo. Observe que ao lado de sus? {6 minutos}
cada pergunta há um tempo estimado. Evite Resposta: Jesus Cristo é o Filho
ultrapassá-lo. de Deus (Lucas 3:22). Ele é a ima-
gem do Deus invisível e é aquele
1- Segundo o que falam as pessoas que você que tem o “direito de
conhece: Quem é Jesus? {12 minutos} primogenitura” (herança e autori-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


dade conjunta com o pai) sobre toda nal da pergunta anterior. O texto da pergunta an-

6º Encontro a criação (Colossenses 1:15). Ele é


o criador de tudo o que existe e tudo
foi criado para Ele (Colossenses
1:16, João 1:1-3).
terior é do evangelho de João. O texto desta per-
gunta está em “1 João”, ou seja, está na primeira
das cartas (ou epístolas) de João. Estas cartas fi-
cam localizadas quase no final da Bíblia, um pou-
co antes do livro de apocalipse.
4- Se Jesus sempre existiu, mes-
mo antes de se tornar o homem 5- Mas por que Deus quer ter comunhão
chamado Jesus que nasceu a conosco? {8 minutos}
dois mil anos atrás, por que Ele Resposta: Porque Ele nos ama intensamente,
veio a este mundo? {4 minutos} amor este que é manifestado na pessoa de Jesus
Resposta: Ele um dia tornou-se um (Romanos 8:38-39). Deus amou-nos tanto que não
ser humano, abandonando sua gló- poupou seu filho único para que pudéssemos ter
ria por um certo tempo, para cum- comunhão com Ele, não uma comunhão superfi-
prir o propósito de restaurar a co- cial, mas uma perfeita comunhão de Pai e filho
munhão entre o homem e Deus (João 3:16, Romanos 5:7-10, 1 João 4:9-10 e João
(João 1:12-14 e 1 João 1:1-3). 1:10-12).

Comentários:
Repare que este último texto não é 00:45-00:50- Pergunte por pedidos de oração e
o mesmo texto apresentado no fi- ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Introduzir a pessoa de Jesus,
enfatizando o significado de seu nascimento e de O propósito de
sua missão ao vir à Terra.

00:00-00:03- Inicie orando.


Jesus vir ao
00:03-00:08- Introdução ao tema:
Após o pecado entrar na história humana, e com mundo
ele a morte espiritual, o homem perdeu totalmen-
te sua capacidade de ter comunhão com Deus. 3- Jesus não possuía morte espiritual. Isto sig-
No lugar reservado a Deus, o homem inventou nifica que era impossível Ele pecar? {7 minu-
religiões, deuses, sacrifícios e filosofias que por tos}
mais sublimes jamais poderiam substituir sua co- Resposta: Jesus, por não ser ”totalmente” (por
munhão com o criador, ou sequer ajudar a chegar parte de pai e por parte de mãe) descendente de
até Ele. Pelo contrário, à medida que o tempo pas- Adão, não foi gerado com natureza pecaminosa.
sou, mais e mais o ser humano se afastou de Seus Observe que isto não se deve ao fato Dele ser
caminhos. Deus, pois ao se tornar humano Ele voluntaria-
Porém Deus, através de seu infinito amor, já no mente abriu mão de seus atributos divinos e se
Éden iniciou o plano que permitiria, a um alto pre- tornou totalmente humano, e assim possuía ple-
ço, restabelecer a comunhão Dele com o homem. namente a natureza humana, natureza esta ca-
Este plano atinge seu auge na vinda de Jesus a paz de pecar. Isto pode parecer estranho pelo fato
este mundo. de que hoje natureza humana e natureza pecami-
nosa se confundem, mas não foi assim desde o
00:08-00:45- Debate: princípio. Adão foi criado com natureza humana,
Comentários: porém até que viesse a pecar não possuía a natu-
Abra as perguntas para participação de todos. reza pecaminosa. Jesus foi gerado na mesma si-
Não se preocupe com respostas que lhe soem tuação em que Adão foi criado, plenamente hu-
absurdas. mano, sem natureza pecaminosa, porém tendo
Ao final, dê a resposta bíblica e leia os textos em que resistir a tentação para não pecar e muitas
que esta resposta se baseia. vezes tendo que lutar contra sua
Cuidado com o tempo. Observe que ao lado de própria vontade para fazer a von-
tade do Pai (I Coríntios 15:45-49;

7º Encontro
cada pergunta há um tempo estimado. Evite
ultrapassá-lo. Mateus 4:1; Mateus 26:38-39). Por
outro lado, compreendemos que
1- Em que consistiu a missão de Jesus ao vir a por Jesus ser também Deus, é
este mundo? {6 minutos} algo inconcebível à Sua natureza
Resposta: Jesus abandonou sua glória por um divina a concretização do pecado.
certo tempo e tornou-se um ser humano (Filipenses Além disto, através de Sua sobe-
2:5-8), com o objetivo de reconciliar o homem com rania, para garantir a
Deus e assim restaurar a comunhão entre Deus e concretização de Seu plano eter-
o homem (2 Coríntios 5:18,19 e 21; João 1:14; e 1 no, Deus não permitiria que Jesus
João 1:1-3). chegasse a cair, pois de outra for-
ma, de que serviria um Messias
2- Como Jesus veio ao mundo? {5 minutos} caído. Ao mesmo tempo em que
Resposta: Jesus nasceu como um bebê humano a natureza humana de Jesus lu-
de uma virgem chamada Maria e gerado pelo Es- tava contra o pecado, a sobera-
pírito Santo de Deus (Mateus 1:18; Lucas 1:26, nia de Deus, assim como a natu-
27, 31, 34 e 35). Observe que Jesus por ter sido reza divina de Cristo, constituíam-
gerado do Espírito Santo e não de um homem, se na garantia de sua vitória.
não recebeu a falha hereditária da morte espiritu-
al que nós estudamos no encontro anterior, tendo
assim comunhão com Deus.

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


4- Leia Mateus 1:21 e responda: Repare que o último versículo nos mostra que pra-

7º Encontro Por que o nome Jesus? {5 minu-


tos}
Resposta: A palavra Jesus, em
hebraico, significa “salvação”. Ele
ticar boas obras é algo que faz parte da normali-
dade da natureza humana, ou seja, o ser humano
foi criado para praticar boas obras, assim como
foi criado para ver, ouvir, falar, etc... Praticá-las não
recebeu este nome pois Sua mis- nos faz ter “créditos” com Deus.
são é salvar o homem do pecado
(morte humanos. Assim, Ele se ofe- 6- O que devo fazer para receber esta salvação
receu para pagar a nossa pena de de Deus e ter comunhão com Ele? {6 minutos}
morte (Romanos 3:23-26). Resposta: Arrepender-se da vida que tem levado,
tendo no coração o propósito de passar a praticar
5- Sendo bons e fazendo boas a vontade de Deus (Atos 3:19-20; Atos 26:20),
obras nós podemos alcançar a crendo assim que Jesus morreu para pagar os
Deus e obter salvação eterna? {8 seus pecados, e que os tendo pago, ressuscitou e
minutos} está vivo possuindo o direito de dirigir, de ser dono
Resposta: O homem jamais conse- de sua vida (na Bíblia, este é o significado da pa-
guiria fazer nada que o tornasse me- lavra Senhor), e desta forma estar disposto a vi-
recedor da salvação (Romanos ver não mais como você quer, mas conforme a
3:10-14). A salvação não vem de vontade de Deus (Romanos 10:9-10).
obras, não vem de algo que eu pos-
sa fazer, mas vem pela fé de que 00:45-00:50- Pergunte se alguém gostaria de apro-
Jesus já fez a única coisa capaz de veitar a oportunidade e orar confessando com sua
pagar a pena de morte espiritual que boca que Jesus é seu Senhor. Ore por aqueles
há sobre todo ser humano (Roma- que assim desejarem. Ore encerrando.
nos 5:18-20; Efésios 2:3-5 e 8-10).

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Apresentar a pessoa de Jesus,
que apesar de ter se tornado totalmente humano
(100% humano), ao mesmo tempo era e é total-
A natureza divina
mente divino (100% divino). Compreender que
Jesus é Deus, o Deus encarnado que habitou en- de Jesus
tre nós.

00:00-00:03- Inicie orando.


00:03-00:08- Introdução ao tema: caminho para Deus. E ele é quem preparou o ca-
O homem Jesus tem o respeito e a admiração de minho para Jesus.
todos. Membros e mestres das principais religiões Isaías 40:10-11 x João 10:11 – Jesus se declara o
do mundo se referem a Jesus de forma respeito- Bom Pastor conhecendo Isaías 40.
sa e até mesmo reverenciosa. Isaías 45:22-23x Filipenses 2:10-11 – O mesmo
Mesmo pessoas que não crêem em Deus (ateus) episódio é relacionado a Deus e a Jesus.
respeitam Jesus como sendo uma pessoa boa que Zacarias 2:10-11 – Declara que o próprio Deus
nos trouxe uma excelente filosofia de vida, de éti- habitaria no meio do povo de Israel.
ca e de moral. Zacarias 11:12-13 x Mateus 26:14-15 e 27:3-7 – A
Entretanto, a visão destas pessoas sobre Jesus e profecia cumpriu-se em Jesus.
seus ensinamentos é extremamente limitada pelo Zacarias 12:10 x João 19:31-37 e Apocalipse 1:7 -
simples motivo de não entenderem quem realmen- Observe que em Zacarias é Deus quem está fa-
te é Jesus. lando “olharão para mim”.
A Palavra de Deus (a Bíblia) nos ensina muito so-
bre o homem Jesus, sobre seus ensinamentos e 2- A Bíblia declara com clareza que Jesus é
sobre sua vida. Mas a Bíblia toma o cuidado de Deus?
mostrar que este Jesus não era um simples ho- Resposta: Sim, em diversas passagens isto é de-
mem, pois além de ser homem ele também é Deus. clarado de forma clara. Veja algumas:
Jesus possui totalmente a natureza divina (100% João 1:1-3,10 e 14; Romanos 9:5; Colossenses
Deus), mas ao tornar-se um ser humano, passou 2:9; Tito 2:13. {6 minutos}
a possuir também a natureza humana (100% hu-
mano). A forma como estas duas naturezas coe- Comentário:
xistem na pessoa de Jesus é um mistério. A seita das “Testemunhas de

8º Encontro
Somente compreendendo a natureza divina de Jeová” não crê na divindade de
Cristo poderemos entender o significado de seu Cristo, assim em sua tradução
sacrifício e de sua missão. oficial (Tradução do Novo Mundo
das Escrituras Sagradas) eles
00:08-00:45- Debate: inserem palavras explicativas nos
1- O Antigo Testamento já apresentava alguma textos acima (assim como em
pista sobre a natureza divina de Jesus? Ou esta diversos outros), tomando o
é uma idéia que surgiu apenas no novo testa- cuidado de colocá-las entre
mento? {14 minutos} colchetes para indicar que não
Resposta: Além dos diversos episódios em que fazem parte do texto original
vemos Deus aparecendo em forma de homem, o grego, para que, desta forma, o
que entendemos que acontecia na pessoa do Fi- sentido do texto se adeqüe a sua
lho, diversas profecias que se cumpriram em Je- doutrina.
sus são ali apresentadas dizendo que o próprio Como exemplo, vamos analisar
Deus é quem seria o personagem em quem as apenas um dos textos acima pela
profecias iriam se cumprir. Observe os textos a tradução deles, o texto de João
seguir: 1:1: “No princípio era a Palavra, e
Isaías 35:3-6 x Lucas 7:20-22 – Repare no verso a Palavra estava com o Deus, e a
4 que diz que estes episódios que se cumpriram Palavra era [um] deus” (Tradução
em Jesus seriam executados por Deus do Novo Mundo das Escrituras
Isaías 40:3 x Mateus 3:1-3 – Esta profecia que se Sagradas).
cumpriu em João Batista, diz que ele preparava Se esta tradução do texto

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


estivesse correta, as Escrituras mente por Deus (Veja Êxodo 3:14).

8º Encontro cairiam em contradição, pois


segundo Isaías 43:10 e Isaías 45:5a
só existe um Deus, o mesmo que
sempre existiu e que sempre existirá
Outro ponto facilmente compreendido pelos judeus
da época é que quando Jesus se declarava Filho
de Deus, isto não significava que ele se conside-
rava inferior a Deus, mas sim que ele era igual a
como único Deus. Deus (João 5:17-18).

4- E quanto aos atributos divinos de Jesus?


3- Mas e quanto a Jesus? A Bí- Jesus durante seu ministério terreno usou al-
blia mostra que ele sabia que era guma vez os poderes de sua natureza divina,
Deus e que ele se declarava como ou será que todos os milagres de Jesus foram
sendo Deus? {10 minutos} feitos somente através da ação do Espírito San-
Resposta: Jesus tinha consciência to? {7 minutos}
de que era Deus, o que pode ser Resposta: Vários atos realizados por Jesus foram
visto, por exemplo, pelo fato de que movidos e executados pela ação do Espírito San-
ele aceitava adoração (Veja João to, a terceira pessoa da Trindade, mas outras ve-
9:38 e Mateus 28:17). Pedro, que zes ele agiu através de sua própria natureza divi-
era apenas um homem, rejeitou-a na, pois ele apontava estas obras como prova de
da parte de Cornélio (Atos 10:25- sua divindade, o que não faria nenhum sentido se
26). Também rejeitou adoração o estas fossem realizadas pelo Espírito. Por exem-
anjo que falava com João em plo, os profetas Elias e Eliseu realizaram diversos
Apocalipse 19:10. Observe que o milagres parecidos com os de Jesus através do
anjo adverte João de que apenas Espírito Santo, mas não reivindicavam qualquer
Deus deve ser adorado. Assim, Je- divindade em decorrência destes milagres. No
sus por aceitar adoração sabia que entanto, Jesus apontava estas obras como pro-
não era apenas um homem ou mes- vas de sua divindade, como vemos em João 10:37-
mo um anjo de Deus. Ele só poderia ser o próprio 38 e João 14:10.
Deus. Além disto, ele permitiu ser chamado de Alguns exemplos de exercício da natureza divina
Deus (João 20:28-29). por parte de Cristo: João 18:4, Lucas 8:22-25 e
Jesus se declara Deus de uma forma facilmente João 2:23-25.
compreensível pelos judeus que o ouviam, quando
faz a declaração de João 8:24. A expressão “Eu Sou” 00:45-00:50- Pergunte sobre pedidos de oração e
utilizada por Jesus era utilizada apenas e exclusiva- ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Mostrar que Jesus tornou-se A natureza
realmente um ser humano e viveu como qualquer
outra pessoa de sua comunidade até o início de
seu ministério, porém sem pecar. Apresentar ain- humana de
da como foi o ministério terreno de Jesus.

00:00-00:03- Inicie orando.


Jesus
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Uma das maiores controvérsias sobre Jesus está uma festa de casamento em Caná da Galiléia e
relacionado a sua natureza. Afinal, ele era Deus ou foi informado que o vinho que estava sendo servi-
era um homem? do aos convidados havia acabado; foi quando
Aqueles que o consideram um homem especial, mas transformou água em vinho para que a festa con-
apenas humano, jamais conseguem entender a ple- tinuasse (João 2:11).
nitude da pessoa e da missão do Jesus de quem a Até seu batismo, que marcou o início de seu mi-
Bíblia é testemunha. nistério, Jesus viveu uma vida comum com sua
Outros reconhecem sua divindade, mas demonstram mãe e demais familiares, e trabalhando como car-
um total desconhecimento do plano divino quando pinteiro. Não se destacava no meio religioso de
citam um dito popular: “até Deus quando veio ao mun- sua cidade, causando inclusive surpresa quando,
do foi maltratado”. após o inicio de seu ministério, se apresentou na
Muitos destes procuram menosprezar o sacrifício de sinagoga de sua cidade (Marcos 6:1-3).
Jesus dizendo: “Ele suportou tudo por que era Deus”.
No entanto, apesar de realmente ser Deus, Jesus 3- Jesus estava sujeito as mesmas dificulda-
quando veio ao mundo abriu mão de todos os seus des e sentimentos dos demais seres humanos.
atributos divinos e se tornou totalmente um ser hu- Leia os textos a seguir e descubra em cada um
mano, sujeito aos mesmos sentimentos, dores e ale- deles qual sentimento, emoção, dificuldade ou
grias, passando pelas fases do crescimento e do sensação humana é relacionada a Jesus. {12
aprendizado. minutos}
Leia Filipenses 2:5-8.
Comentário: Peça que cada um
00:10-00:45- Debate: do grupo leia um texto e respon-
1- Se Jesus já existia muito antes de nascer da (outros podem ajudar).

9º Encontro
neste mundo, então Jesus nasceu sabendo
tudo? {6 minutos} a) João 11:15
Resposta: Não. Como lemos em Filipenses 2:5-8, Resposta: Alegria.
Jesus abriu mão de toda sua glória, e humilde-
mente se resignou passar por todas as etapas de b) João 19:28
vida e aprendizado do ser humano e pelos costu- Resposta: Sede.
mes do povo onde nasceu e da Lei de Deus (Lucas
2:51-52, Lucas 2:39-42, Lucas 2:21). O fato de não c) Lucas 4:1-2
utilizar (ao menos plenamente) os atributos relaci- Resposta: Tentação e Fome.
onados a sua natureza divina não significa que
Ele deixou de tê-los, mas esta autolimitação, este d) Lucas 19:41
voluntário não exercício destes atributos divinos, Resposta: Choro.
era necessária para a plena existência de sua na-
tureza humana durante seu período terreno. e) Lucas 22:15
Resposta: Intenso desejo.
2- Que milagres Jesus fez quando criança e
quando adolescente e jovem? {5 min.} f) Mateus 26:37
Resposta: Jesus não fez nenhum milagre ou qual- Resposta: Tristeza e Angústia.
quer sinal sobrenatural até iniciar seu ministério, o
que aconteceu com cerca de 30 anos de idade g) Mateus 27:46
(Lucas 3:21-23). Seu primeiro milagre aconteceu Resposta: Sentiu-se desampara-
poucos meses após seu batismo: Jesus estava em do.

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


4- Jesus realizou seu ministério 6- Será que Deus tem feito coisas em nossas

9º Encontro por três anos. O que ele fazia du-


rante este período? {3 minutos}
Resposta: Jesus ensinava e anun-
ciava as boas novas do Reino de
vidas que nós não temos reconhecido? O que
poderiam ser estas coisas? Será que nossas
atitudes e nosso compromisso com Deus têm
refletido nossa gratidão a Ele? {5 minutos}
Deus, realizando milagres e prodí-
gios para que cressem Nele 00:45-00:50- Ore pedindo que Deus nos torne sen-
(Mateus 9:35). síveis aos Seus cuidados sobre a nossa vida e
nos dê um espírito de gratidão pelo que Ele tem
5- Todos creram em Jesus ao ver feito por nós. Agradeça em oração pelos motivos
seus sinais e ouvir seus levantados.
ensinamentos? {4 min.}
Resposta: Não. Muitos creram, po-
rém muitos outros permaneceram
incrédulos (João 2:23 e Mateus
11:20).

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Apresentar a morte sacrificial de Jesus e
seu verdadeiro significado para nossas vidas. Jesus –
00:00-00:03- Inicie orando. Consumando sua
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Há cerca de 2.000 anos atrás acontecia uma exe-
cução. Um homem era condenado a pena de mor-
missão
te, sendo executado através de crucificação, a for-
ma pela qual eram executados os piores crimino- Resposta: Não. Jesus desde o início de seu mi-
sos da época. nistério até o último instante preparou seus discí-
Esta execução, similar a tantas outras praticadas pulos para que eles não fossem pegos de surpre-
naquele tempo, possuía características distintas sa por sua crucificação, mas compreendessem o
de qualquer outra, e produziu conseqüências per- propósito de Deus (Mateus 12:39-40, Mateus
manentes sobre todo o universo e especialmente 16:21, Mateus 26:45-46, Marcos 9:30-32, Marcos
sobre a vida e a eternidade de cada ser humano. 10:32-34).
No início de 2004, milhões de pessoas foram aos
cinemas assistir “A paixão de Cristo”, um filme
considerado por muitos especialistas como uma 3- Jesus possuía poder para livrar-se dos sol-
fiel reprodução dos eventos narrados na Bíblia dados e se salvar mesmo quando estava na
relativos a morte de Jesus. Mas por mais fortes cruz? {7 minutos}
que foram as imagens produzidas no filme, elas Resposta: Sim. Já em outras ocasiões, Jesus ha-
não transmitem a totalidade dos fatos: “Deus foi via se livrado de ser morto (Lucas 4:28 a 30, João
manifestado em forma humana; esvaziou-se de si 10:39). No momento em que foi preso também
mesmo e tornou-se um de nós; e encontrando-se poderia ter se livrado, como Ele mesmo, naquele
em forma humana, a si mesmo se humilhou e foi momento, disse a Pedro (Mateus 26:51-53). Je-
obediente até o momento de sua morte, e a mais sus não teve sua vida tirada “a força” por alguém,
humilhante das mortes, morte de cruz, condena- mas espontaneamente a entregou, da forma como
ção esta reservada apenas aos piores e mais cru- anteriormente já havia anunciado que faria (João
éis criminosos”. 10:17-18).
Entretanto, poucos compreenderam seu significa-

10º Encontro
do. A maioria das pessoas possui opiniões e idéi-
as que estão muito longe da verdade, deixando 4- Mas se Jesus poderia ter es-
assim de usufruir dos benefícios do maior ato de capado da cruz, por que Ele não
amor já praticado. fez isto? {6 minutos}
Como exemplo da falta de uma correta interpreta- Resposta: Por que Ele nos ama e
ção dos eventos ocorridos, até hoje encontramos sabia ser necessário seu sacrifí-
pessoas que atribuem a culpa desta execução ao cio para que tivéssemos vida eter-
Império Romano, ao povo judeu, aos religiosos da na (I Pedro 2:21-25, Efésios 2:1-5
época, dentre outros absurdos. e II Coríntios 5:14-15).
Porém, a verdade está muito longe do que estas
pessoas imaginam. É esta verdade surpreenden-
te, relatada na Palavra de Deus, que iremos estu- 5- Como foi a morte de Jesus?
dar hoje. {6 minutos}
Resposta: De forma dolorida e
00:10-00:52- Debate: prolongada. Sofrendo todo tipo de
1- Que crime Jesus cometeu para ser conde- provocação e zombaria. Satanás
nado a morte? {3 minutos} utilizou todos os recursos para le-
Resposta: Jesus não cometeu nenhum crime. Pelo var Jesus a abandonar, abrir mão
contrário, viveu uma vida integralmente correta do sacrifício. Mas Jesus, por amor
diante de Deus e dos homens (I Pedro 2:22 e 23). a nós, resistiu a todo o sofrimen-
to, toda tortura, todas as dores,
2- Jesus foi pego de surpresa por sua prisão e mesmo tendo o poder de em um
condenação a morte? {7 minutos} único segundo e a qualquer tem-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


10º Encontro
po se livrar de tudo e de todos. Je- Resposta: Você e eu que somos pecadores. Je-
sus suportou sem tomar uma única sus morreu por você e por mim. Caso isto não ocor-
atitude de resistência até que alivi- resse, jamais teríamos a oportunidade de obter-
ado pôde dizer: “Está consumado” mos a vida eterna e termos comunhão com Deus.
(Marcos 15:16-20, João 19:28-30). Ele não foi pego de surpresa por alguém. Não foi
forçado por pessoas, mas cumpriu o plano de Deus
6- Será que não haveria outra for- para que o homem pudesse ter comunhão com
ma de pagar nossa “pena de mor- seu criador. E isto já havia sido anunciado a cen-
te espiritual” sem que Jesus so- tenas e mesmo milhares de anos antes. Como
fresse tanto e tivesse que mor- exemplo, leia Isaías 53, e veja o que o profeta
rer? {3 minutos} anunciou cerca de 700 anos antes do nascimento
Resposta: Não. Se houvesse uma de Jesus.
forma menos sofrida, com certeza
Deus teria escolhido esta outra 00:52-00:55- Ore agradecendo a Deus pelo sacri-
(Mateus 26:39 e 42). fício de Jesus.

7- Quem foi o culpado pela morte


de Jesus? {10 minutos}

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender o significado da
ressurreição de Cristo para nós cristãos. A ressurreição de
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema: Jesus
No encontro anterior vimos que Jesus morreu para
pagar a pena de morte que pairava sobre nossas
vidas.
Apesar da maioria das pessoas conhecerem os
fatos relativos à morte de Jesus, o mesmo não 2- Leia Mateus 28:2-6 e responda: No terceiro
ocorre com relação a sua ressurreição. dia de sua morte, o que aconteceu com Jesus?
Para muitos, tudo acabou com sua morte na cruz, {3 minutos}
restando-nos tão somente seus bons exemplos. Resposta: Ele ressuscitou, ou seja, tornou a viver.
Prova disto é que muitas vezes ouvimos expres-
sões tais como: “Coitado, era tão bom que os ho- 3- Nos dias que seguiram sua ressurreição, o
mens o mataram!” ou então “Não pouparam nem que Jesus fez? {3 minutos}
mesmo o filho de Deus!”, transmitindo uma idéia Resposta: Por 40 dias instruiu seus discípulos a
de derrota e de missão interrompida. respeito do Reino de Deus (Atos 1:3).
No estudo anterior vimos que a cruz de Cristo não
significou sua derrota ou mesmo seu fim. A cruz 4- Mas será que o que os discípulos viram não
significou sua vitória sobre o pecado. era simplesmente o espírito de Jesus? {3 mi-
Neste estudo veremos que além disto, Jesus não nutos}
permaneceu morto, mas no terceiro dia Ele res- Resposta: Não, conforme está relatado em Lucas
suscitou, voltou a viver, vencendo assim a morte. 24:36-43.
Isto significa que nós que nele cremos não sere-
mos derrotados pela morte, pois mesmo que nos- 5- E após estes 40 dias o que aconteceu? {5
sos corpos passem pela experiência da morte, te- minutos}
mos a vida eterna através de Jesus, aquele que Resposta: Jesus retornou ao céu (Atos 1:9) de
venceu a morte. onde governa todas as coisas
Jesus está vivo. O mesmo Jesus que viveu aqui (Efésios 1:20-21) e intercede por

11º Encontro
na terra há 2.000 anos atrás é capaz ainda hoje nós junto ao Pai (Hebreus 9:24).
de transformar as nossas vidas, e aperfeiçoá-las
dia a dia para toda boa obra. 6- Então após orientar seus dis-
O Jesus ressurreto é o cabeça da Igreja, ou seja, cípulos ele partiu deixando-os
é quem lidera e dirige o conjunto de pessoas em para agirem agora por conta
toda a face da Terra que o seguem e são seus própria em Seu nome? {7 minu-
instrumentos para a realização de sua obra. E esta tos}
mesma Igreja é quem aguarda ansiosamente o Resposta: De forma alguma. Em
seu retorno, pois ele prometeu que um dia voltará primeiro lugar ele nos deixou o
para buscá-la. Espírito Santo (Marcos 13:11 e
João 16:7, 12 e 13). Também ele
00:10-00:55- Debate: mesmo, através de seus atributos
1- Após Jesus morrer, o que fizeram com seu divinos da onipresença (capacida-
corpo? {3 minutos} de de estar em todos os locais ao
Resposta: Um homem de posses chamado José mesmo tempo) e da onisciência
de Arimatéia, que era discípulo de Jesus, prepa- (capacidade de conhecer tudo)
rou seu corpo de acordo com os finos costumes nos acompanha em nossa cami-
da época e o sepultou em um sepulcro próximo. nhada cristã (Mateus 18:20 e
(João 19:38-42). Mateus 28:20b) e intercede por
nós junto ao pai (Hebreus 7:25).

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


11º Encontro
7- Mas afinal de contas, quem é Assim, a unidade das três pessoas da Trindade é
que age e habita em nós, Cristo de tal forma que quem tem ao filho tem ao Pai e
ou o Espírito Santo. Se Jesus tem ao Espírito Santo, e as obras efetuadas por
após ressuscitar subiu aos céus qualquer um Deles são integralmente dos três.
e então enviou o Espírito Santo Desta forma compreendemos que há um único
aqui para a Terra, por que dize- Deus, constituído por três pessoas inseparáveis
mos que recebemos Jesus em em um único ser, mas um único Deus.
nossos corações. O correto não
seria dizer que recebemos o Es- 8- Que conseqüência a ressurreição de Cristo
pírito Santo? {10 minutos} tem para nosso dia a dia? {3 minutos}
Resposta: Este tipo de dúvida deri- Resposta: Assim como pela morte de Jesus nós
va de uma falta de compreensão da morremos para o pecado, pela ressurreição de
Trindade. A unidade das três pes- Cristo nós passamos a ter uma nova vida que deve
soas da trindade é tão completa que ser integralmente vivida para Deus (Romanos 6:5-
o que um sente, sabe, vê, faz, etc... 11).
é participado e executado integral-
mente pelos três, pois os três são 9- Jesus vai ficar para sempre corporalmente
um por completo e em essência no céu? {5 minutos}
(substância), apesar de serem três Resposta: Não. Algum dia Ele voltará, primeiro de
pessoas. Isto é algo difícil de com- forma invisível ao mundo para nos buscar, e de-
preender com nossa mente limita- pois sobre a vista de todos, para implantar seu
da, mas é um fato constatável nas reino aqui na Terra por mil anos (João 14:2-3, Atos
Escrituras. Lembramos das passa- 1:9-11 e Mateus 24:30).
gens do antigo testamento, apre-
sentadas em estudos anteriores, 10- Leia Romanos 10:9 e responda: É realmen-
que profetizavam sobre o Deus de te importante ter convicção da ressurreição de
Israel vindo habitar no meio de seu povo, passa- Jesus? Por que? {3 minutos}
gens que claramente se cumpriram em Jesus. Esta Resposta: Sim, porque está relacionado com vida
unidade se apresenta também com relação ao eterna.
Espírito Santo. Observe os termos utilizados para
descrevê-lo em Romanos 8:9-11. Confronte tam- 00:55-01:00- Ore encerrando.
bém 1 Coríntios 3:16, Gálatas 4:6 e Efésios 3:17.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivos: 1) Levar aqueles do grupo
que não conhecem a Jesus a tomar um passo de
fé. 2) Transmitir àqueles que já conhecem a Je-
Jesus, Nosso
sus uma visão correta da salvação em Cristo.

00:00-00:03- Inicie orando.


Senhor e Salvador
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Vimos nos encontros anteriores que Jesus mor-
reu para nos salvar e ressuscitou para nos dar vida ensina, iremos então receber a salvação que Deus
eterna e tornar-se nosso Senhor. preparou para nós. É sobre esta salvação que ire-
Infelizmente, somos obrigados a reconhecer que mos estudar hoje.
mesmo dentro de nossas igrejas há muitas pes-
soas que pensam serem salvas, mas que nunca 00:10-00:55- Debate:
passaram pela experiência do novo nascimento. 1- Jesus morreu para nos salvar. Mas o que sig-
Estas pessoas intelectualmente interessaram-se nifica “ser salvo”? {7 minutos}
pela religião evangélica, e talvez tenham encon- Resposta: Conforme vimos nos estudos anterio-
trado um grupo de pessoas que os amam e su- res, nós somos pecadores e por isto estamos con-
prem determinadas carências, mas nunca se ar- denados à morte espiritual. Ser salvo é ter sua
rependeram e nunca aceitaram Jesus como seu “pena de morte espiritual” paga por Jesus rece-
legítimo Senhor, imaginando entretanto que Ele é bendo assim a vida eterna, o perdão de todos os
seu salvador. Muitas destas pessoas mudaram de pecados e tornando-se “filho de Deus” tendo a
religião, mas não mudaram de senhor. Continuam partir daí comunhão com Deus (João 1:12, 1 João
se considerando o centro de suas vidas. Quando 1:7 e 1 João 5:11). Significa que nós que éramos
recordam de sua vida antes de se tornarem “cren- escravos do pecado fomos comprados por Deus,
tes”, e especialmente quando testemunham de e assim mudamos de Senhor (Romanos 6:17, 18
seus antigos pecados, demonstram que nunca e 22; 1 Coríntios 6:19-20).
houve arrependimento, mostrando muitas vezes
até um certo orgulho pelo pecado. 2- Mas será que todo mundo realmente precisa
A palavra “Senhor” nos nossos dias não tem o ser salvo? E as pessoas que
mesmo sentido da época de Jesus. Naquela épo- são muito boazinhas, que dedi-

12º Encontro
ca, o Senhor de alguém era o dono desta pessoa, cam suas vidas em prol do pró-
que por sua vez era seu servo, uma palavra que ximo? {7 minutos}
também perdeu a força hoje, mas que naquela Resposta: Todos necessitam da
época era usada como sinônimo de “escravo”. Um salvação por que todos os seres
escravo não faz o que quer, mas apenas busca humanos pecam (somos pecado-
fazer aquilo que o seu dono deseja que ele faça. res por natureza) e possuem so-
Isto significa que se eu aceito a Jesus como meu bre si esta pena de morte (Efésios
Senhor e Salvador, além de reconhecer que ele 2:8-9, Romanos 3:23, Romanos
morreu pelos meus pecados, eu preciso reconhe- 3:10-12 e 1 João 1:8-10).
cer que ele tem o direito legítimo de dirigir a minha
vida daquele momento em diante. Significa que 3- E o que acontece com aque-
eu aceito deixar de ser Senhor de minha vida, dei- les que não crêem em Jesus?
xando de servir aos meus desejos egoístas e ao {3 minutos}
pecado, e que estou disposto a seguir a Jesus Resposta: Permanecem com a
conforme a Sua vontade e não mais conforme a Pena de morte espiritual sobre
minha. eles e se até o fim da vida não vi-
Se eu compreendo e ponho em prática isto, en- erem a crer em Jesus, permane-
tendo que o que deve guiar minha vida a partir daí cerão irremediavelmente e eterna-
não é o que eu quero ou o que eu “estou a fim” de mente debaixo da condenação
fazer, mas sim o que Jesus deseja que eu faça. (João 3:18).
Não de forma legalista (por obrigação), mas por
gratidão a Jesus.
Aceitando a Jesus desta forma como a Bíblia nos

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


12º Encontro
4- O que é necessário fazer para guiar sua vida daí por diante, não houve uma ver-
ser salvo? {5 minutos} dadeira conversão, não houve a ação do Espírito
Resposta: Arrepender-se dos seus Santo transformando-o em uma nova criatura.
pecados reconhecendo ter vivido Houve, no máximo, uma mudança de religião, mas
até então segundo seus pensamen- não uma mudança de senhor. Esta pessoa conti-
tos e desejando com sinceridade nua sendo dirigida pelo seu próprio “Ego”, pelo que
andar conforme a vontade de Deus deseja e sente prazer em fazer, e não pelo que
(isto é o verdadeiro arrependimen- Deus deseja (Mateus 7:21-23). A mensagem do
to e não apenas lamentação). Crer evangelho é a mensagem de arrependimento de
e confessar diante dos homens que pecados para o recebimento do perdão providen-
Jesus é o único que pode salvá-lo ciado por Deus através de Jesus (Lucas 24:46-
porque ele já pagou na cruz a pena 47; Atos 26:20; 2 Pedro 3:9).
de morte que há sobre você e crer
de todo coração que Ele ressusci- 7- Existe alguma outra forma de ser salvo sem
tou para lhe dar a vida eterna (Atos ser através de Jesus? {3 minutos}
3:19 e Romanos 10:9-10). Resposta: Não, pois ele é o único caminho para
chegarmos até Deus, conforme Atos 4:12 e João
5- Mas e se o meu passado for 14:6. Se houvesse, Deus não iria enviar Seu filho
muito “sujo”, se eu for um peca- amado para passar pelo sofrimento do Calvário.
dor muito acima das demais pes- Deus permitiu tal sofrimento por ser esta a única
soas? Será que mesmo assim possibilidade.
poderei ser perdoado e salvo?
Por exemplo: Se Adolf Hitler no 8- Como posso saber se alguém que foi à fren-
final de sua vida se arrependes- te na igreja ou que orou aceitando a Jesus é
se e cresse em Jesus, o sacrifí- realmente salvo? É possível ter a certeza da
cio de Jesus seria suficiente para salvação? {7 minutos}
ele ser perdoado e salvo? {5 minutos} Resposta: Não podemos e não devemos afirmar
Resposta: Não existe pecador cujos pecados se- a ninguém que ele é realmente salvo, sob o risco
jam grandes demais para serem pagos pelo sacri- de enganar esta pessoa e torná-la apenas um re-
fício de Jesus. Se todas as pessoas do mundo se ligioso não salvo. Veja o que o apóstolo João diz
convertessem, este sacrifício seria capaz de puri- sobre um grupo específico de pessoas que saí-
ficar a todos sem exceção (1 João 2:2, Isaías 1:18 ram da igreja em 1 João 2:19. Com o tempo pode-
e Isaías 43:25). mos reconhecer isto através de seus frutos (Mateus
7:16-20), e mesmo assim existem coisas que po-
6- Se eu for à frente na igreja e fizer uma ora- dem parecer frutos mas não são (Mateus 7:21-
ção declarando a todos que Jesus é meu Se- 23). Apenas a própria pessoa, através do teste-
nhor e Salvador, isto significa que sou salvo? munho do Espírito Santo, é que pode ter esta cer-
{8 minutos} teza de que realmente é filho de Deus (Romanos
Resposta: Infelizmente não. Uma pessoa pode 8:12-16). Se esta pessoa tem este testemunho do
intelectualmente entender o plano da salvação e Espírito, ela pode ter a certeza da vida eterna. Veja
decidir assim orar aceitando a Jesus, mas se a 1 João 5:13 e Romanos 8:38-39.
conversão não for de coração, se não houve arre-
pendimento real e uma completa entrega de sua 00:55-01:00- Ore encerrando.
vida a Jesus, aceitando-o como aquele que irá

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender o significado da A nova vida em
nova vida em Cristo e conhecer os meios e a
capacitação que recebemos de Deus para conse-
guirmos fazer a Sua vontade. Cristo Jesus
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Quando passamos pela experiência da salvação,
algo místico, de dimensões incompreensíveis a nos- mesmo o seu filho amado (João 3:16). É algo tão
sa mente limitada, ocorre em nós. Algo tão tremen- importante que Deus, a partir deste momento, nos
do que é denominado na Bíblia de “novo nascimen- adota tornando-nos seus filhos, dando-nos uma po-
to”. sição de honra sobre toda a criação (João 1:12, Ro-
A partir daquele momento, nossa vida nunca mais manos 8:15 e Efésios 1:5).
será a mesma. Nossos valores, nossos objetivos,
nossos temores e sonhos, nossa compreensão so- 2- Quando Deus nos recebe como seus filhos
bre Deus e seu lugar em nossa vida. Em um único legítimos, o que Ele imediatamente envia aos
instante, sob a ação milagrosa de Deus, somos trans- nossos corações para que possamos ter comu-
formados, tornando-nos uma nova criatura. nhão com Ele? {4 minutos}
Continuamos sendo a mesma pessoa, mas com um Resposta: Ele envia o Espírito Santo, que passa a
interior completamente modificado pela ação sobre- habitar em nosso coração, e que apresenta diante
natural de Deus, capazes agora de nos relacionar Dele todas as nossas necessidades (Gálatas 4:4-7,
com Deus e de compreender espiritualmente a Sua Efésios 1:13-14 e Romanos 8:26-27).
Palavra, a Bíblia.
Também recebemos uma nova cidadania, a do Rei- Comentário: No texto de Gálatas, a palavra “reden-
no de Deus, estando assim em uma nova posição ção” é sinônimo de “salvação”. Já o texto de Efésios
em relação a Deus: de pecadores “cegos e surdos” refere-se ao ato final da redenção, quando Deus irá
quanto às coisas espirituais, passamos a ser, diante nos empossar como filhos (seremos recebidos como
de Deus, declarados “santos”, santificados pelo san- herdeiros) e substituir nosso corpo mortal e corrup-
gue de Jesus que pagou nossos pecados. tível (Veja a pergunta “nº 6”).
A partir do momento em que somos colocados por Deus
na posição de “santos” (santificação posicional), Deus 3- E quanto às coisas que prati-

13º Encontro
inicia em nós o processo da santificação, para tornar- quei contra a vontade de Deus
nos cada vez mais úteis em Suas mãos para toda boa antes de ser salvo? Se foram
obra (santificação progressiva). E neste momento tam- muito terríveis Deus irá cobrá-las
bém recebemos a promessa da futura “santificação de mim de alguma forma? {4 mi-
plena”, algo que ocorrerá apenas após essa nossa vida nutos}
terrena, quando deixaremos de ter nossos corpos cor- Resposta: Não, quando somos sal-
ruptíveis e receberemos de Deus novos corpos, vos todos os nossos pecados são
incorruptíveis, sem a natureza pecaminosa, e assim totalmente perdoados por Deus.
estaremos definitivamente e totalmente livres do pe- Começamos uma nova vida, sen-
cado e de suas tristes conseqüências. do, diante de Deus, considerados
Hoje conheceremos melhor sobre este milagre que “santos” (Colossenses 1:21-22,
chamamos de “conversão” e sobre os efeitos que a Isaías 1:18 e 2 Coríntios 5:17 e 19).
salvação produz em nosso relacionamento com Deus
e em nosso ser. 4- E quanto aos meus medos in-
fundados e desequilíbrios emo-
00:10-00:45- Debate: cionais? Eles continuam após a
1- Com tantas pessoas que existem no mundo, conversão? {7 minutos}
qual a importância que Deus dá em eu decidir Resposta: Antes de qualquer coisa,
seguir a Jesus e recebê-lo como meu Senhor e devemos lembrar que estes senti-
Salvador? {6 minutos} mentos podem ter origem em pro-
Resposta: Deus se importa e muito, sendo motivo blemas físicos, como acontece, por
de grande alegria nos céus quando alguém toma esta exemplo, no caso de desequilíbrio
importante decisão (Lucas 15:10). Afinal, para que hormonal. Mas este não é o caso
isto fosse possível, Deus não poupou nada, nem da maioria das pessoas. Normal-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


13º Encontro
mente a conversão nos liberta ou ini- 5- E com relação aos pactos e compromissos
cia um processo que nos capacita a assumidos com espíritos, entidades ou qualquer
sermos libertos. outro ser a quem adorávamos no lugar de Deus?
Antes, quando ainda estávamos mor- É possível que estas coisas me tragam algum
tos espiritualmente, ou seja, quando tipo de maldição ou coisa parecida? {7 minutos}
nosso “espírito” estava morto, nossa Resposta: Ao aceitarmos a Jesus, espiritualmente
alma vivia sem nenhum referencial (alma e espírito) somos uma nova criatura, não so-
quanto à vontade de Deus. O ser hu- frendo nenhuma conseqüência espiritual de qualquer
mano conforme o projeto original de ato cometido anteriormente (2 Coríntios 5:17 e 19).
Deus, possuía além da alma um es- Nenhuma acusação poderá ser levantada diante de
pírito, o que o tornava capaz de ter Deus por ninguém baseado em atos praticados ou
comunhão com o Espírito Santo, ten- palavras proferidas por nós (Romanos 8:31-34). Além
do assim um “referencial divino”. Com disto, passamos a contar com a proteção de Deus,
o advento do pecado e a conseqüen- o que nos liberta da ação direta de qualquer espírito
te morte do espírito, este referencial maligno (Hebreus 2:14-15; 1 João 3:8 e 1 João 5:18).
se perdeu, e assim nossa alma pas-
sou a substituir esta lacuna destina- 6- Nós vimos que a conversão traz à vida o nos-
da à comunhão com Deus assumin- so espírito que estava morto. Vimos que recebe-
do um referencial egocêntrico. A base mos o Espírito Santo em nosso coração e que
para as nossas escolhas passou a ser através da comunhão com Deus, nossa alma é
o que nós achávamos ser bom ou mal capacitada a fazer a vontade de Deus e assim
para nós mesmos, para o nosso pra- pode usufruir dos frutos do Espírito Santo, cor-
zer (Romanos 8:5-6). Porém, quan- rigindo as deformidades e doenças de nossa
do estes objetivos não eram alcan- alma. Mas quanto ao nosso corpo. Algo aconte-
çados, ou quando percebíamos que ce com ele? {7 minutos}
após alcançá-los continuávamos va- Resposta: Deus pode operar em nossos corpos mi-
zios e insatisfeitos, nossa alma so- lagres e nos restaurar de doenças. Ele tem este po-
fria profundamente, tornando-nos emocionalmente der e a Palavra de Deus está repleta de casos que
doentes. Contudo, o verdadeiro problema é que este comprovam isto. Como também Ele, em Sua infinita
referencial egocêntrico é incapaz de substituir o divi- sabedoria e soberania, pode não fazer isto, como
no, e além desta incapacidade ele ainda nos leva a vemos em outros casos citados na Palavra. Mas isto
agir em inimizade justamente com aquele para quem não tem qualquer relação com a conversão. Pode
fomos criados para manter comunhão (Efésios 2:3). ocorrer em pessoas não convertidas como pode não
Quando aceitamos Jesus, é feita em nós uma nova ocorrer em pessoas salvas. Entretanto, existem do-
obra criadora, trazendo a vida nosso “espírito” que enças físicas que são ligadas às deficiências ou do-
em comunhão com o Espírito Santo, passa a dar a enças da alma. São chamadas de doenças
“direção espiritual” para a nossa alma e a certeza de psicossomáticas. Com a restauração espiritual
nossa situação de filhos de Deus (Romanos 8:14- exercida pelo Espírito Santo, é comum que doenças
16). Agora que o nosso espírito foi trazido a vida, e deste tipo, devido a sua natureza peculiar, venham
tornamo-nos habitação do Espírito Santo, passamos a desaparecer. De qualquer forma, no ato da con-
a ter dois referenciais, pois nossos corpos continu- versão recebemos a promessa de novos corpos físi-
am com a sua “natureza pecaminosa”. À medida que cos, chamados de “corpos celestes”, e que serão
praticamos as obras da carne (referencial livres do pecado e de seus males (Romanos 8:23, 2
egocêntrico), reduzimos a ação do Espírito Santo em Coríntios 5:1-10 e 1 Coríntios 15:35-44). Estes cor-
nós e sofremos as conseqüências em nossa alma. pos serão semelhantes ao de Jesus após a ressur-
Mas, quando optamos por seguir nossa nova natu- reição (Lucas 24:36-43).
reza espiritual, sacrificando a velha, podemos gozar
da paz, da alegria e dos demais frutos produzidos 00:45-00:50- Ore encerrando.
pelo Espírito Santo (Gálatas 5:16-17 e 5:22-25).

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender o conflito inter- A natureza
no e permanente que ocorre em todo cristão sin-
cero, entre sua velha natureza pecaminosa e sua
nova natureza espiritual, adquirida em Cristo Je- pecaminosa x
sus.

00:00-00:03- Inicie orando.


Nova natureza
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Mesmo depois de aceitarmos a Jesus, dentro de nós 3) Soberba da Vida – Quando buscamos ser reco-
permanece viva a nossa “natureza pecaminosa”, ou nhecidos e tratados pelos outros como pequenos
seja, a nossa vontade egoísta que busca produzir deuses, como superiores de alguma forma aos de-
continuamente em nós o que a Bíblia chama de “co- mais, sentindo-nos assim merecedores de especial
biças do mundo”. atenção e com direito de exigí-la. A soberba nos leva
Esta expressão traduzida por cobiças, ou concupis- a imaginar que podemos ter o controle sobre tudo e
cências, traz a idéia de uma vontade motivadora de sobre todos. Esta soberba pode vir pela ostentação
nossos atos e pensamentos, mais do que isto, traz a de bens, pela busca do reconhecimento estético de
idéia de algo que nos leva a atos que nos deixam nosso corpo, pela nossa autoridade humana, por
como que sem o controle sobre nós, desejos que sermos influentes, por conhecimento intelectual ou
nos dominam exigindo serem saciados, algumas cultural, dons naturais ou espirituais, dentre muitos
vezes a qualquer preço. outros. Pode incluir até mesmo: misérias, doenças
Parte destas coisas relacionadas com estas cobi- ou sofrimentos. Este atributo ou coisa que possuí-
ças, por si só e na medida ou forma adequada, não mos na maioria das vezes não é um mal, o mal está
são pecaminosas. O pecado surge quando a satis- em se considerar superior aos outros, merecedor de
fação destes prazeres assume o centro de nossa maior atenção, com direito de exigir tratamento dife-
vida. Quando a vontade de Deus é posta em segun- renciado.
do plano.
A Bíblia em 1 João 2:16, divide todas as cobiças 00:10-00:55- Debate:
oferecidas pelo mundo em três grupos: 1- Se alguém nunca “aceitou a Jesus”, mas se
1) Cobiça da carne – Práticas que nos trazem pra- este alguém após conhecer as leis de Deus, to-
zeres diretamente relacionados com nossos corpos mar o propósito de seguí-las a
através de seus sentidos, ou da ação química em sério e de coração, é possível que

14º Encontro
nosso organismo e mente. Estão relacionados em esta pessoa consiga viver sem
sua maioria com paladar (alimentos e bebidas pecar, vivendo assim em paz com
prazerosas); com sexo; com entorpecência (bebidas Deus? {5 minutos}
ingeridas para se embriagar ou drogas), ou ainda Resposta: Não, pois antes de acei-
com lazer (que para uns pode ser o repouso como tar a Jesus, e mesmo depois de o
para outros pode ser o “agito das baladas”). Mas há recebermos como nosso Senhor e
outros. Por exemplo, o vício do fumo, onde vemos Salvador, possuímos em nós uma
pessoas chegarem a passar fome para saciá-lo, tam- natureza pecaminosa, que nos leva
bém é uma “cobiça da carne”, e não se enquadra a pecar (Romanos 3:20 e 23; Ro-
diretamente nos sub-grupos anteriores. manos 7:18-23; 1 João 1:8 e10).
2) Cobiça dos olhos – Desejo de algo que não te-
mos acesso imediato. Desejo que inicia pela obser- 2- Se tanto os “salvos” como
vação. Primeiro sub-grupo: coisas que desejamos e aqueles que nunca professaram
que apesar de sabermos que são contrárias à von- Jesus como Senhor e Salvador
tade de Deus, não buscamos dominar este desejo, possuem uma natureza pecami-
mas que no mínimo nos deliciamos na idéia de con- nosa e pecam, então por outro
cretizar o pecado. O aceitar o desejo e fomentá-lo, lado ambos também podem a seu
por si já é pecado, independente da intensidade deste modo agradar a Deus e ter comu-
desejo. Segundo sub-grupo: qualquer coisa lícita que nhão com Ele? {5 minutos}
desejamos com tal intensidade que na ânsia de obtê- Resposta: Não, pois sem o arrepen-
la, quer sejam bens, objetos ou pessoas, estamos dimento e o perdão de Deus atra-
dispostos a utilizar meios que colocam de lado a von- vés de Jesus é impossível ao ho-
tade de Deus. mem agradar a Deus (Romanos
8:5-8; 1 Coríntios 2:14; Efésios 2:3).

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


14º Encontro
3- Mas se nós continuamos possu- 5 – Mas se após aceitar a Jesus, optarmos por
indo pecados, qual é a diferença conscientemente e sem qualquer arrependimen-
entre o crente e o descrente. Por to manter a prática de um determinado pecado?
que Deus trataria aos crentes de {7 minutos}
forma diferente? {7 minutos} Resposta: Se realmente somos filhos de Deus e
Resposta: Porque ao aceitarmos a persistirmos conscientemente em um pecado, Deus
Jesus temos todos os nossos peca- irá nos disciplinar para que abandonemos este pe-
dos, passados, presentes e futuros, cado (Hebreus 12:4-8). Observe que o último
perdoados pelo sacrifício de Jesus, e versículo (8) alerta que se alguém vive em pecado
ficamos assim livres da condenação sem receber a disciplina de Deus, este alguém ape-
do pecado (Romanos 4:7-8, Romanos nas pensa ser filho de Deus (Veja também 1 João
7:24 a 8:4 e 1 João 2:1-2). Esta idéia 2:9, 1 João 3:9-10, Tiago 1:26).
parecia estranha aos Romanos, sen-
do este um dos motivos de Paulo es- 6 – Se possuo o Espírito Santo e me entrego intei-
crever esta carta. Alguns debochavam ramente a Deus, será possível resistir à minha na-
dizendo que se todos os nossos peca- tureza pecaminosa e fazer sempre a vontade de
dos futuros já tiveram sua condenação Deus? {7 minutos}
cancelada pelo sacrifício de Jesus, en- Resposta: Como servos de Jesus, devemos sempre
tão devemos pecar mais para que a lutar para fazer a vontade de Deus, sempre buscando
graça de Deus seja ainda maior. A res- agir de forma igual a Cristo. Somos capazes de vencer
posta de Paulo está em Romanos 6:1- o pecado. Porém, nesta vida, isto não é possível ser
2. Os pecados que praticamos atrapa- alcançado em sua plenitude. Mas isto não é motivo
lham nossa comunhão com Deus, mas para não buscarmos nos aperfeiçoar dia a dia, aban-
se confessarmos os nossos pecados donando pecados e assumindo a vontade de Deus em
a Ele, somos perdoados (1 João 1:9). detrimento de nossa própria vontade natural (Filipenses
3:12-14; 1 Coríntios 9:27; Hebreus 12:1-4).
4 – Então isto significa que após
sermos salvos continuamos vivendo igual antes, 7- Por que devemos desejar obedecer à vontade
com os mesmos pecados, só que sem sermos de Deus? {7 minutos}
condenados? {7 minutos} Resposta: Por que ela sempre é boa, agradável e
Resposta: De forma alguma. Quando nos compro- perfeita (Romanos 12:2), ou seja, o que Deus nos
metemos diante de Deus em ter a Jesus como nosso orienta é sempre o melhor para nossas vidas, mes-
Senhor, recebemos em nossos corações o Espírito mo que não percebamos isto naquele momento, sen-
Santo que vivifica o nosso espírito e nos guia a fazer do necessário que renovemos nossa mente, mude-
a vontade de Deus (Romanos 8:9-10 e 14). mos nossa maneira de pensar.
Muitas pessoas antes de aceitar a Jesus pensam: “eu Não devemos nos orientar pelo que pensamos ou
gostaria de seguir a Jesus, mas eu não iria conse- sentimos em nosso coração, pois somos egoístas, e
guir”, o que, como já vimos, é uma verdade. No en- o egoísmo não nos permite ver da mesma forma que
tanto, Deus nos pede que apenas nos arrependamos Deus vê (Jeremias 17:9).
e assim desejemos de coração abandonar o pecado, Assim, em muitos momentos, devemos nos lembrar
reconhecendo que nossos pecados já foram pagos da misericórdia de Deus abundantemente derrama-
por Jesus. Somente após aceitarmos Jesus como da sobre nós e fazermos Sua vontade mesmo que
Senhor e Salvador é que Ele nos envia o Espírito isto seja penoso por entrar em conflito direto com a
Santo, nos transformando totalmente em uma nova nossa vontade (Romanos 12:1 e 2 Coríntios 5:14-15).
pessoa (2 Coríntios 5:17), e só assim é que somos Jesus é o exemplo supremo desta obediência à von-
capazes de fazer a vontade de Deus (Filipenses 2:13). tade de Deus (Mateus 26:38-39 e Filipenses 2:5-8).

00:55-01:00- Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Apresentar os instrumentos cri- Conhecendo a
ados por Deus para a prática da vida cristã e para o
crescimento espiritual rumo à maturidade cristã e ao
conhecimento de Cristo. Deus e à Sua
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
vontade
Ao iniciarmos a vida cristã, há uma mudança de ob-
jetivo em nossa vida. Nós que antes não tínhamos
uma real preocupação com a opinião de Deus quan- 00:10-00:57- Debate:
to aos nossos atos e pensamentos, passamos ago- 1- Qual o principal instrumento que Deus criou
ra a desejar obedecê-lo e queremos viver em cons- para termos comunhão com Ele, tanto no nosso
tante comunhão com Ele. dia a dia como também em momentos especi-
Entretanto, para poder obedecer a Sua vontade é ais? {14 minutos}
necessário que a conheçamos. Da mesma forma, Resposta: A oração. Orar é conversar com Deus.
para nos relacionar com Deus e praticarmos a vida Não é ficar apenas repetindo palavras (Mateus 6:7),
cristã, precisamos aprender sobre Deus e sobre o mas é falar para Deus aquilo que está em nosso
que é e como deve ser vivida esta vida cristã. coração: expressar nossa gratidão, nossas dificul-
Deus nos deu alguns instrumentos e meios para que dades, ansiedades, dúvidas, temores, tristezas e ale-
isto seja possível. Quando os colocamos em práti- grias (Filipenses 4:6-7 e Tiago 5:13a). É o momento
ca, e da forma correta, nossa nova natureza (espiri- de, arrependidos de nossas falhas, confessarmos a
tual) é fortalecida, e assim conseguimos reduzir a Ele nossos pecados (1 João 1:9 e Tiago 4:8-10). De
influência de nossa natureza pecaminosa, para que pedir Sua ajuda para mudarmos nossas atitudes e
possamos dominá-la. fazermos escolhas certas, com sabedoria (Tiago 1:5).
Para seguir a Jesus, Deus é quem deve motivar nos- Também é o momento de perdoarmos aqueles que
sos pensamentos e ações, ou seja, deve estar no pecaram contra nós e pedirmos que Deus nos auxi-
centro de nossos corações. Mas, se nos deixarmos lie para que o perdão seja completo (Mateus 6:14-
dominar pela natureza pecaminosa permitindo que 15).
nossas cobiças nos governem, elas é que assumi- Mas não devemos orar apenas por nós (Efésios 6:18-
rão o lugar de Deus em nossos corações, tornando- 20, Colossenses 4:12 e 1 Timóteo
se nossos ídolos, nossos falsos deuses. Com isto, 2:1-4).
cada vez mais nos afastaremos Dele e menos aptos

15º Encontro
Em 1 Tessalonicenses 5:17 vemos
estaremos para que Ele nos utilize em Sua obra. que praticar a oração é uma obri-
Se permitirmos, este processo irá prosseguir até nos- gação do cristão. Devemos sepa-
sa reprovação para o exercício do ministério cristão rar ao menos um momento do dia
que Deus preparou para cada um de nós (Tito 1:16). para a oração. Pode ser em qual-
Nossa vida cristã passaria então a ser um simples quer horário ou lugar, o importante
exercício de prática religiosa, no qual cada vez en- é iniciarmos com esta prática e con-
contraríamos menos prazer. Se isto chegasse a tinuarmos todos os dias (Daniel
acontecer, iríamos nos tornar infrutíferos, não fazen- 6:10). Não se preocupe em esco-
do mais qualquer diferença positiva na vida daque- lher as palavras, pois Deus obser-
les que nos rodeiam. Deixaríamos de influir com os va o nosso coração, o que
frutos do Espírito e passaríamos a tomar a forma do intencionamos dizer. Com o passar
mundo que nos rodeia, sendo então influídos pelo dos dias você perceberá que ficará
modo de vida dos incrédulos, exercitando-nos nas cada vez mais fácil falar com Deus.
obras da carne e apagando a voz do Espírito Santo.
Por outro lado, se estivermos dispostos a sacrificar os 2- Como posso saber se realmen-
nossos desejos egoístas e utilizarmos os instrumentos te o que me ensinam sobre a vida
providos por Deus para o nosso fortalecimento espiri- cristã esta, de fato, de acordo
tual, mais úteis seremos nas mãos de Deus. Estare- com a vontade de Deus? {5 mi-
mos aptos para o trabalho em Sua obra e para propa- nutos}
gar de forma eficaz o Seu evangelho. Só assim alcan- Resposta: Deus nos deu a Bíblia
çaremos a verdadeira paz que excede todo o entendi- (Escrituras Sagradas) para nos gui-
mento. Só então encontraremos descanso para as ar na vida cristã (Salmo 119:105).
nossas almas, antes cansadas e sobrecarregadas. Entretanto, precisamos buscar o

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


15º Encontro
verdadeiro significado do texto, ou 5- Mas será que eu preciso que alguém me ajude
seja, o que Deus está dizendo ali de a aprender sobre Deus e Sua vontade, ou eu pos-
fato, considerando todas as circuns- so fazer isto apenas sozinho? {5 minutos}
tâncias e contextos envolvidos, bus- Resposta: Apesar de ser importante que tenhamos
cando o sentido original para o qual momentos a sós com Deus para orar e para ler e
o texto foi escrito (2 Pedro 1:20-21 e meditar na Palavra, Deus estabeleceu um modelo a
3:15-16). Quando alguém nos ensi- ser seguido. Assim, os que são mais maduros na fé
nar algo novo da vida cristã, não de- têm a obrigação de discipular, isto é, de ensinar e
vemos simplesmente aceitar esta orientar aqueles que estão iniciando a vida cristã
idéia, mas devemos pesquisar se o (Mateus 28:18-20, Tito 2:2-5 e Hebreus 13:17).
que estão nos ensinando realmente
confere com o que a Bíblia diz (Atos 6- E freqüentar uma Igreja? É algo que quem se-
17:11). gue a Jesus deve fazer ou é uma opção? Será
que posso seguir a Jesus sem fazer parte de uma
3- Participar de estudos e ouvir Igreja? {18 minutos}
pregações é suficiente para me ali- Resposta: Todo cristão verdadeiro deve freqüentar
mentar da Palavra de Deus? {3 mi- uma igreja (Hebreus 10:25). Seguir a Jesus é viver
nutos} integrado a Igreja de Cristo, é ser membro do “Cor-
Resposta: Não, precisamos diaria- po de Cristo”, nome que a Bíblia atribui a Igreja que
mente ler e meditar na Palavra (Josué é formada por todos aqueles que um dia aceitaram
1:8). A mesma disciplina que deve- a Jesus como Senhor e Salvador (1 Coríntios 12:27;
mos nos impor quanto à oração é Colossenses 1:24). Igreja neste sentido é única (1
válida aqui. Não crie para si objetivos Coríntios 12:13 e Efésios 4:4). O líder da “Igreja In-
muito pesados. Escolha um dos livros visível” de Cristo é o próprio Senhor Jesus
da Bíblia, comece com um dos evan- (Colossenses 1:18a).
gelhos (Mateus por exemplo). Faça A “igreja local”, por sua vez, é onde os membros
um plano de leitura se comprometen- deste Corpo (Igreja Invisível) congregam. Neste gru-
do a diariamente ler uma pequena porção. Procure po de cristãos chamado de “Igreja local” é que po-
entender o que realmente o texto diz. Verifique se o demos viver a vida cristã e exercer os dons e minis-
que é ensinado ou o que acontece ali confronta com térios que Deus distribuiu para a edificação de todos
sua vida ou com sua forma de pensar. Analise se há (Efésios 4:11-16). Na Bíblia, os cristãos são também
ensinamentos que podem ser aplicados no seu dia chamados de santos, porque foram santificados por
a dia e planeje uma forma de por em prática o que Jesus (1 Coríntios 1:2). No sentido de “igreja local”,
aprendeu (Tiago 1:22-25). onde os santos se reúnem, há um número ilimitado
de igrejas (Efésios 1:1; Filipenses 1:1; Colossenses
4- O estudo fala em leitura da Bíblia. Tiago fala 1:2), não apenas no sentido de cristãos de uma
sobre “aquele que ouve a Palavra”. Então este mesma cidade, mas também se referindo a um gru-
texto não se refere à leitura da Bíblia? {2 minu- po específico que se reúne em um determinado lu-
tos} gar desta cidade (Romanos 16:3-5a, Colossenses
Resposta: Aqui temos que entender o contexto cul- 4:15 e Filemom 2).
tural deste texto. Naquela época, a grande maioria Através da unidade e do exercício sincero do amor
das pessoas era analfabeta. Assim, tanto nas sina- por parte dos cristãos de uma igreja local é que o
gogas judaicas quanto nas igrejas cristãs, havia o mundo é capaz de perceber que Deus enviou Jesus
hábito da leitura pública das Escrituras (Atos 13:14- e que este grupo é formado por discípulos de Jesus
15 e Colossenses 4:16). (João 17:20-23 e João 13:34-35).

00:57-01:00- Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Incentivar a todos a separar um Oração: Nosso
momento do dia para a oração.

00:00-00:03- Inicie orando.


canal direto
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Um dos maiores privilégios que nós adquirimos quan-
do aceitamos a Jesus como Senhor e Salvador é
com o Pai
podermos falar com Deus a qualquer momento e
em qualquer lugar onde estejamos. Não precisamos as tentações que vêm sobre nós devido a nossa
marcar hora ou ir a um lugar específico. Como filhos natureza pecaminosa (Mateus 26:41).
de Deus temos acesso direto ao Pai.
Porém, apesar de Deus não nos impor nenhum ho- 2- Quais as áreas de nossa vida que podemos
rário ou lugar em especial, é importante definirmos apresentar diante de Deus em nossas orações?
de forma clara qual ou quais os momentos do dia {6 minutos}
em que iremos orar e nos cobrarmos quanto à práti- Resposta: Devemos apresentar a Deus todas as áre-
ca deste importante exercício espiritual. as de nossa vida, pedindo que Ele intervenha con-
A escolha do lugar também é importante, não por forme a Sua vontade, especialmente naquelas áre-
imposição de Deus ou por qualquer qualidade místi- as que nos causam ansiedades e aflições (Filipenses
ca do lugar, mas para que encontremos nele as con- 4:6-7). Deus promete também que sempre que Lhe
dições adequadas de nos concentrarmos na ativida- pedirmos sabedoria em qualquer área ou decisão,
de de orar, sem sermos continuamente interrompi- se crermos receberemos sabedoria (Tiago 1:5-6).
dos e sem encontrarmos distrações que nos tirem a Devemos sempre orar antes de tomar decisões,
atenção. mesmo nas que consideramos fáceis (Provérbios
Vemos que vários personagens bíblicos escolhiam 3:5-6 e 16:1-3).
locais e momentos definidos para que diariamente
estivessem apresentando suas orações a Deus. O 3- Como vimos no texto lido em 1 João 5, Deus
próprio Senhor Jesus tinha o hábito de se afastar nos dá somente aquilo que for de acordo com a
das multidões para orar, e para isto escolhia montes Sua vontade. Ele sabe do que necessitamos an-
onde podia encontrar o sossego necessário para esta tes de pedirmos (Mateus 6:8). Seguindo este ra-
atividade. ciocínio, é certo concluir que é
melhor eu não pedir nada? Afi-

16º Encontro
Por outro lado, nada nos impede de termos momen-
tos de oração no período em que vamos fazer nos- nal, Deus sabe melhor que eu do
sa caminhada diária, ou durante o percurso de casa que preciso! Ou será que se eu
ao trabalho ou à escola. Há irmãs que dizem ter ex- não pedir eu irei deixar de rece-
celentes momentos de oração quando estão fazen- ber bênçãos? {7 min.}
do atividades rotineiras da casa, como por exemplo, Resposta: Devemos pedir a Deus,
enquanto lavam a louça do almoço. pois só assim receberemos e reco-
No silêncio da madrugada ou no intervalo do almo- nheceremos que foi Ele quem nos
ço, de joelhos ou deitado, em nosso quarto ou em deu. Muitas vezes não somos aben-
plena rua. O principal é criarmos o hábito e perma- çoados por Deus porque deixamos
necermos fiéis nesta prática. Nos primeiros dias tal- de entregar determinada área nas
vez você sinta uma certa dificuldade, mas não se mãos dEle, ou porque somos ne-
preocupe, se esforce em cumprir este compromisso gligentes em oração (Tiago 4:2,
e logo isto fará parte do seu dia a dia. Mateus 7:11 e 1 João 5:15). É claro
que nem tudo que pedimos rece-
00:10-00:45- Debate: bemos, porque algumas vezes não
1- Qual o principal incentivo que temos para per- pedimos coisas que estão de acor-
severar em oração? {5 minutos} do com a vontade de Deus (Tiago
Resposta: O principal é sabermos que Deus nos ouve 4:3; 1 João 5:14). Mas o mais im-
(1 João 5:14-15 e 1 Pedro 3:12). Algumas vezes esta portante é sabermos que se pedir-
resposta parece-nos demorar, mas devemos perse- mos de acordo com a vontade de
verar orando, pois Deus nos responderá com justiça Deus, Ele nos ouve e sempre res-
e no tempo certo (Lucas 18:1-8). Também através ponde da melhor forma e na hora
da oração fortalecemos nosso espírito para poder- mais adequada.
mos vencer as fraquezas de nossa carne, ou seja,

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


16º Encontro
4- Ouvi dizer que têm coisas para importante obra a ser realizada nesta casa e retornou
as quais é melhor não orar, por para sua cidade.
exemplo, que se eu pedir a Deus O pai deste homem era dono de uma grande loja de
paciência, Ele me dará tribulação materiais de construção e de um supermercado na
para eu aprender a ser paciente. mesma cidade em que ficava a casa de veraneio.
Isto é verdade? {6 minutos} Antes de viajar, o proprietário avisou que o caseiro
Resposta: Com certeza não. Temos poderia realizar compras nestas lojas “em seu nome”,
a liberdade de conversar livremente para que a obra tivesse andamento e ainda liberou
com o Pai, sabendo que Ele sempre que ele comprasse itens que fossem suprir as ne-
nos atenderá da forma que for me- cessidades do caseiro e de sua família.
lhor para nós, o que muitas vezes sig- Nas primeiras compras, o caseiro solicitou alimen-
nifica não receber exatamente o que tos para a família e os primeiros materiais de cons-
pedimos. Mas não devemos temer trução, e ficou impressionado com a rapidez da en-
pedir nada (Mateus 7:7-11). As tribu- trega do pedido.
lações não partem de algo que pedi- Na segunda lista de compras, além do necessário, o
mos a Deus, mas de nossos peca- caseiro, animado com o resultado anterior, acresceu
dos e da necessidade que temos de à lista 10 pacotes de cigarro, 01 Aparelho de som de
ser corrigidos (Hebreus 12:7-11) ou última geração e 5 engradados de Whisky importa-
dos males do mundo (João 16:33 e do, observando ao final da lista que tudo estava sen-
15:18-21). do comprado no nome do proprietário.
A lista chegou ao conhecimento do pai do dono da
5- Por que nós finalizamos a ora- casa, que liberou a entrega apenas daquilo que con-
ção dizendo “em nome de Jesus”? siderou ser útil para a obra e para o sustento do ca-
{11 minutos} seiro e de sua família.
Resposta: Este é um costume que
surgiu porque Jesus nos ensinou que Na parábola acima, podemos entender um pouco
tudo que pedíssemos ao Pai em seu do significado de pedir “em nome de Jesus”, mas é
nome iríamos receber (João 14:13-14). Mas preci- claro que há diferenças entre o nosso relacionamento
samos entender bem o que significa orar em nome com Deus e a parábola. Primeiro porque somos fi-
de Jesus. Nós mantemos este costume para lem- lhos de Deus, e assim temos liberdade de pedirmos
brar que todos os nossos atos, pensamentos, objeti- tudo a Ele, desde que entendamos que Ele não tem
vos e orações devem ser feitos em nome de Jesus, a obrigação de nos dar absolutamente nada. Por
pois somos representantes de Jesus na Terra (2 outro lado, Jesus promete que se pedirmos algo re-
Coríntios 5:20). Mas em nenhuma das orações trans- almente em Seu nome, para a edificação da Sua
critas na Bíblia vemos alguém encerrando dizendo Obra e de acordo com a vontade de Deus, certa-
“em nome de Jesus”. Por isto, dizer estas palavras mente iremos receber (1 João 5:14-15).
sem compreender seu significado, não tem qualquer
sentido ou efeito. Para entendermos um pouco me- Comentário: Observe como 1 João 5:14-15 parece
lhor o que significa orar “em nome de Jesus”, obser- com João 14:13-14, e como o esclarece.
ve a seguinte parábola:
Um proprietário de uma casa de veraneio, um ho- 00:45-00:50- Pergunte por motivos de oração e ore
mem de muitas posses, incumbiu seu caseiro de uma encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Estimular os integrantes do gru-
po a uma vida de oração em conformidade com o O que é oração
padrão apresentado na Palavra de Deus.

00:00-00:03- Inicie orando.


e como deve
00:03-00:08- Introdução ao tema:
A oração é um dos maiores instrumentos criados
por Deus para que consigamos obter vitória em nos-
ser feita
sa vida espiritual. Ela além de permitir nossa comu- (exemplo: Salmo 9:1-3).
nhão com o pai, por conseqüência fortalece nosso Também através da oração podemos adorá-lo, re-
espírito e nos ajuda a contrariarmos as vontades de conhecendo sua Soberania (total controle) sobre
nosso ego, que sempre busca o prazer do pecado, e nossa vida, seus atributos inigualáveis (onipotência,
optarmos por fazer a vontade de Deus (obtendo pra- onisciência, onipresença, misericórdia, santidade,
zer nisto). justiça, etc...) e nossa sujeição a Sua vontade (exem-
Aqueles que se dedicam à prática da oração aca- plo: Salmo 96:9-10).
bam por testemunhar vitórias em situações adver- Da mesma forma, através da oração confessamos
sas, recebem bênçãos de Deus que seriam impos- nossas falhas e nossos pecados, pedindo o perdão
síveis por seus próprios esforços, são mais capaci- de Deus (1 João 1:9).
tados a obra de Deus. Mas o principal é que são E é ainda através da oração que devemos agrade-
pessoas que, através da comunhão com o pai, pas- cer a Deus por nossos pedidos atendidos e por tudo
sam a ter uma “visão espiritual” do mundo que o que Ele tem feito em nossas vidas (Lucas 17:11-19).
rodeia, não desanimando diante dos desafios, pois
não vivem pelo que os olhos vêem. Não se assus- 2- Recitar todo dia a mesma oração tem algum
tam diante da situação que observam, pois conhe- proveito? {4 minutos}
cem o poder de Deus e Sua Soberania, tendo a cer- Resposta: O que você acharia se amasse muito uma
teza de que Ele agirá, como sempre age, de forma pessoa e todo dia que você se encontrasse com esta
que todas as coisas cooperem para o bem daqueles pessoa ela repetisse as mesmas palavras e fosse
que o amam. embora? Da mesma forma, uma oração que não seja
Entretanto, para que isto aconteça, precisamos en- espontânea e que não reflita os verdadeiros senti-
tender realmente o que é orar e como deve ser nos- mentos do coração não produz co-
sa “postura” perante Deus, durante a oração. munhão com Deus. Por isto, este

17º Encontro
Na semana anterior vimos que necessitamos adqui- tipo de oração é condenado por
rir o hábito da oração. Para isto é necessário disci- Jesus em Mateus 6:7-8. Repare que
plina, o que no início, até vir a se tornar um hábito, nos versículos seguintes a estes de
certamente exigirá sacrifícios. Mas a recompensa é Mateus, Jesus mostra aos seus dis-
infinitamente compensadora. cípulos que ao invés de recitarem
Hoje veremos o que poderíamos chamar de “visão algo eles deveriam conversar livre-
técnica” da oração, aprendendo sobre o que de fato mente com Deus, e para que eles
é uma oração a Deus, e como devemos nos apre- entendessem melhor, ele orou na-
sentar diante de Deus ao orarmos. quele momento como exemplo,
conversando com Deus. Esta ora-
00:08-00:57- Debate: ção espontânea feita por Jesus é
1- O que é a oração? Seria correto definir oração conhecida como “Oração do Pai
como o meio que temos para fazer nossos pedi- Nosso”. Ironicamente, milhões de
dos ao Pai? {8 minutos} pessoas a utilizam como “reza”, ou
Resposta: Orar é conversar com Deus. Não uma seja, como uma oração recitada.
conversa superficial, mas uma conversa entre pes-
soas que se amam. Uma pessoa que ama outra tem 3- Se eu não desejo fazer a von-
muito mais a conversar do que ficar somente pedin- tade de Deus em determinada
do coisas. Assim é também na oração. Apesar de área, adianta alguma coisa eu
termos total liberdade de fazer pedidos a Deus atra- orar apresentando esta área da
vés da oração, orar não se resume somente a isto. minha vida em oração? {3 minu-
Através da oração podemos louvar a Deus, ou seja, tos}
dizer a Deus o quanto o amamos e reconhecer os Resposta: Sim. Quando eu desejo
atos de bondade, amor, misericórdia, enfim, reco- algo diferente da vontade de Deus,
nhecer todos os atos benignos de Deus para conosco sabendo estar errado, este conflito
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
17º Encontro
é chamado de “tentação”. A Palavra naquele momento, conforme a visão de Deus (2
de Deus nos alerta a orarmos para Coríntios 12:7-10).
que o que desejamos não prevaleça
(Mateus 26:41). Além disto, através 6- E quando pedimos conforme a Vontade de
da oração Deus poderá mudar nos- Deus, Ele sempre nos atende? {7 min.}
so desejo (querer) de forma a reali- Resposta: Sim (1 João 5:14 e João 14:13-14). Mas
zarmos a Sua vontade (Filipenses há uma observação: Deus o faz no tempo dele e
2:13). deseja que perseveremos orando até recebermos
uma resposta de que irá atender, ou seja, de que o
4- Deus nos dá somente o que pe- que pedimos de fato é conforme a Sua Vontade, ou
dimos a Ele? {2 minutos} que não irá nos atender. De qualquer forma, Deus
Resposta: Não. Deus nos dá muito irá nos fazer justiça, visando o nosso bem (Lucas
mais do que pedimos ou imaginamos 18:1-8).
(Efésios 3:20).
7- Que atitude interior devemos ter ao orarmos?
5- E quando não recebemos o que {6 minutos}
pedimos? Por que isto acontece? Resposta: Devemos orar com fé, crendo em Deus e
{14 minutos} em Seu amor por nós (Hebreus 11:6). Tendo confi-
Resposta: Em primeiro lugar porque ança de que Ele se compadece de nós (Hebreus
os nossos planos não são os mes- 4:14-16). Por fim, precisamos ter uma atitude de
mos de Deus (Provérbios 16:1 e 9). humildade e não de orgulho. Precisamos reconhe-
Sabemos, entretanto, que em Sua cer que não há valor nenhum em nós mesmos que
Soberania Ele faz com que todas as nos torne merecedores de qualquer coisa da parte
coisas conjuntamente cooperem para de Deus (Lucas 18:9-14).
o nosso bem (Romanos 8:28). Ob-
serve também que por causa desta 8- Leia Mateus 6:5-6. Segundo este texto, não
diferença de visão, muitas vezes pe- devemos orar em público? {5 min.}
dimos pelos motivos errados, e assim não recebe- Resposta: O que Jesus está criticando aqui não é o
mos o que pedimos (Tiago 4:3-5). Outras vezes, a ato de orar em público, mas o coração de quem ora
motivação está correta, mas a Vontade de Deus é em público com o objetivo de demonstrar uma apa-
outra, conforme a Sua infinita capacidade de deci- rência de espiritualidade e assim ganhar a admira-
são (1 João 5:14 e Isaías 55:9). ção das pessoas que ouvem sua oração. Para Deus,
Quando estamos vivendo em pecado, o que pedi- o mais importante é termos uma vida de real comu-
mos em oração não é atendido (Salmo 66:18). Tam- nhão com Ele através da oração em nossa
bém se orarmos pedindo que Deus nos perdoe, mas devocional diária. Nossa oração na igreja ou em gru-
em nosso coração não perdoarmos nosso irmão, da po não deve ser o nosso único momento de oração.
mesma forma não seremos atendidos (Marcos 11:25- Mas a forma em si, em público, não é condenada. O
26). próprio Senhor Jesus várias vezes orou em voz alta,
sendo ouvido pelos discípulos. O mesmo era feito
Comentário: Romanos 8:28 fala que todas as coi- na Igreja Primitiva (João 17:1, Atos 1:14 e 24).
sas colaboram para o nosso bem, entretanto este
nosso bem não é conforme a nossa ótica egocêntrica, 0:57-1:00- Ore encerrando.
mas para o nosso bem, de acordo com a visão de
Deus que nos prepara para que sejamos aptos a
Sua obra e assim obtenhamos conquistas espiritu-
ais (Tiago 1:2-4, Colossenses 1:9-10 e 1 Coríntios
3:11-15).
Muitas vezes pedimos algo que é justo e certo em si
mesmo, mas que não é o mais conveniente para nós

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Motivar o grupo quanto ao ministério de
intercessão no “Corpo de Cristo”. Oração: Sua
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema: importância na
Ao observarmos o ministério de Jesus e dos pri-
meiros cristãos, percebemos que a oração tinha
uma importância fundamental para eles, tanto com
obra de Deus
relação ao próprio ministério, como também quanto
falando sobre o poder da oração e orientando
ao ministério da Igreja como um todo. Eles não
quanto à importância de orarmos uns pelos ou-
apenas davam prioridade à oração como também
tros, especialmente quanto a orar pela restaura-
motivavam os demais cristãos a intercederem e a
ção daqueles irmãos que caem em pecado.
terem uma vida de oração.
Nos evangelhos vemos que Jesus antes de qual-
Estes poucos exemplos aqui apresentados já nos
quer decisão importante gastava horas em ora-
mostram o quanto à oração é importante para a
ção. Antes de enfrentar o calvário, Jesus vai ao
vida da Igreja e para o sucesso dos projetos da-
monte Getsêmani orar. Jesus nos ensina a orar
queles que se dispõem para a obra de Deus.
por nossos inimigos, o que inclui os inimigos do
evangelho, orar para que Deus levante obreiros
00:10-00:55- Debate:
para Sua Obra, orar pelos obreiros, orar e vigiar
para não cair em tentação, para que a Igreja viva
1- Qual a melhor estratégia e método para ob-
em paz, orar pedindo perdão e orar em adoração
ter sucesso em meu ministério individual e
e em gratidão ao Pai.
obter sucesso no ministério de toda a minha
A Igreja Primitiva também via na oração o instru-
igreja local? {7 minutos}
mento para obter a direção de Deus em suas es-
Resposta: A oração é a chave para o sucesso de
colhas e decisões, o que podemos observar logo
todo e qualquer ministério, seja o ministério de um
no capítulo 1 de Atos, quando se preparam para
missionário, de um pastor, de um evangelista, de
escolher um novo apóstolo para substituir Judas
um líder de célula, de um professor, de um diácono,
Iscariotes.
enfim, de qualquer pessoa que tra-
O Apóstolo Paulo, em suas cartas, por diversas
balha no corpo de Cristo. Estraté-
vezes pede a intercessão das igrejas em favor de
gias e métodos são importantes,

18º Encontro
seu ministério. Por outro lado, também manifesta
mas não são eles que determina-
o seu esforço em oração pelo amadurecimento
rão o sucesso ou fracasso da Igre-
espiritual dos irmãos destas mesmas igrejas. Ou-
ja. Dentre muitos exemplos vemos
tra ênfase de Paulo é quanto à importância de orar-
Neemias, copeiro do rei da
mos pela salvação das pessoas. Paulo orienta ain-
Babilônia, que ao saber da situa-
da a orarmos por todos aqueles que exercem au-
ção de Jerusalém, sentiu-se im-
toridade, quer sejam autoridades da Igreja ou se-
pelido a fazer algo. Este algo sur-
culares (governantes).
giu através da oração (Neemias
Já Tiago fala em sua carta sobre a importância de
1:1-4 e 2:1-9).
orar por aqueles que estão enfermos e ressalta a
Antes de cada decisão de Jesus,
importância e o poder da oração para a unidade
ele dedicava-se a oração (Lucas
do corpo, promovendo a restauração dos relacio-
6:12-13 e Mateus 26:36-39).
namentos entre irmãos. Também, logo no capítu-
lo 1, Tiago chama a atenção quanto à eficiência
2- Por que devemos orar pelos
da oração quando necessitamos de sabedoria,
evangelistas e missionários? {4
garantindo que se a pedirmos a Deus em oração,
minutos}
certamente Ele nos atenderá. O que nos mostra a
Resposta: Por que é através da
importância de orarmos antes de tomarmos deci-
oração que Deus abre as portas
sões, evitando assim decidir apenas com base no
para a pregação do evangelho e
nosso próprio entendimento.
dá ousadia para que estes pre-
Já o apóstolo João registra, no capítulo 17 de seu
guem o evangelho (Colossenses
evangelho, uma oração feita por Jesus em favor
4:2-4 e Efésios 6:18-19).
de seus discípulos. João encerra sua primeira carta
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
18º Encontro
3- Ao oramos por um obreiro, ção de todos: por conhecidos e familiares, por
nosso foco deve ser seu ministé- nosso país e por nações estrangeiras, enfim, por
rio? {4 minutos} todos (1 Timóteo 2:1-4).
Resposta: Não apenas isto. Deve-
mos orar pela pessoa do obreiro, 8- Qual a importância que a igreja primitiva dava
seja para que ele não venha a cair a oração? {6 minutos}
em tentação e dar mal testemunho Resposta: Os apóstolos da Igreja de Jerusalém
(Hebreus 13:18), seja pela sua saú- se dedicavam a apenas duas únicas tarefas, uma
de, segurança e bem estar (2 delas era a oração (Atos 6:2-4).
Coríntios 1:8-11). O apóstolo Paulo, o grande missionário da igreja
primitiva, dedicava-se periodicamente a oração
4- A intercessão é o ministério de (Atos 16:13), mesmo quando se encontrava em
quem não tem um ministério? {5 circunstâncias adversas (Atos 16:24-25). Antes de
minutos} cada escolha ou passo a ser dado, os cristãos pri-
Resposta: Não, a intercessão deve mitivos oravam (Atos 1:24-25 e Atos 13:3).
ser algo a que todos devem se de-
dicar. Paulo tinha uma importante 9- Posso colaborar com a evangelização dos
missão, mas não deixava de inter- descrentes orando pela conversão dos mes-
ceder pelo ministério de outros mos e orando pelos obreiros que estão pregan-
obreiros (2 Timóteo 1:3 e Filemom do o evangelho. De que outras formas posso
4-6). Quando oramos pelo ministé- utilizar a oração para colaborar com a expan-
rio de um obreiro, somos participan- são do evangelho? {5 min}
tes de seu ministério e assim nos Resposta: Algo muito importante é pedir a Deus
unimos a ele na obra de Deus (Ro- que levante mais obreiros para uma obra
manos 15:30). missionária específica (Mateus 9:37-38). Mas exis-
te mais uma forma que é tão importante que foi
5- Apenas pelos pastores, missionários, motivo de oração por parte do Senhor Jesus, ora-
evangelistas e demais obreiros é que eu devo ção esta que está registrada em João 17:20-23.
me dedicar a oração com o intuito de edificação Assim, quando lutamos em oração e em atitudes
da Igreja? {3 minutos} pela unidade da igreja local, estamos contribuin-
Resposta: Não, devemos orar por toda a Igreja, do imensamente para a pregação do evangelho.
orando por cada indivíduo para que assim toda a
Igreja seja edificada em Cristo (Colossenses 4:12- 10- Em vista da importância da unidade, o que
13). devemos fazer quando estamos envolvidos na
quebra da unidade devido a um problema com
6- Existe algum outro grupo de cristãos que um irmão? {4 min.}
deve receber especial atenção nossa em ora- Resposta: Logo de início devemos procurar o ir-
ção? {4 minutos} mão para nos acertarmos com ele (Mateus 5:23-
Resposta: Sim, os cristãos perseguidos devido a 24). Devemos confessar a falta que praticamos
sua fé (Atos 12:5 e 2 Tessalonicenses 3:1-3). contra ele e pedir-lhe perdão. Após isto, a oração
tem uma importante função: restaurar o relacio-
7- O primeiro versículo do texto lido em 2 namento, curando as feridas (Tiago 5:16).
Tessalonicenses fala em orar para que a pala-
vra de Deus se propague. Então existe alguma 0:55-1:00- Dê liberdade para pedidos de oração e
relação entre a nossa oração e a salvação dos ore encerrando.
descrentes? {3 minutos}
Resposta: Sim, por isto devemos orar pela salva-

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender que a prática da
oração nos leva a viver em comunhão com Deus. Oração: Sua
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
importância na
Orar é conversar com Deus. Não é ficar apenas re-
petindo palavras, mas é falar para Deus aquilo que
está em nosso coração. Através da oração pode-
vida cristã
mos expressar ao Pai nossa gratidão e expor nos- pios bíblicos envolvidos na questão a ser decidida e
sas dificuldades, ansiedades, dúvidas, temores e tris- a consulta a cristãos maduros que tenham condição
tezas. de aconselhar com base na Bíblia e de acordo com
Nosso período de oração diária é o momento ideal ela. Não devemos nos deixar guiar pelo nosso cora-
para sondarmos nosso coração, ouvirmos nossa ção pois ele, segundo a Palavra, é “enganoso e ex-
consciência e a voz do Espírito Santo, e assim reco- tremamente corrupto”. Orar e persistir orando en-
nhecermos onde, quando e contra quem erramos. quanto pesquisamos a melhor opção é o caminho
Arrependidos de nossas falhas, é neste período de para obtermos vitória em nossas escolhas e deci-
oração que podemos confessar a Ele nossos peca- sões.
dos e assim recebermos do Seu perdão. Quando Por fim, é através da oração que adoramos a Deus,
você passar por isto e houver arrependimento sin- declaramos nosso amor a Ele, reconhecemos sua
cero em seu coração, assuma diante de Deus o com- autoridade sobre nossa vida e temos comunhão com
promisso de mudança e de correção do erro come- o Pai.
tido, se isto for possível. Se na prática deste pecado
você ofendeu alguém, comprometa-se a pedir per- 00:10-00:55- Debate:
dão a quem você ofendeu. Se há realmente este 1- Que ponto em comum podemos observar
propósito em seu coração, planeje diante de Deus como hábito dos principais homens de Deus da
quando e onde irá conversar com a pessoa a quem Bíblia? {6 minutos}
você ofendeu, e como pretende corrigir o erro co- Resposta: A oração. Veja só alguns exemplos: o pro-
metido de forma prática. Peça a Deus ajuda para feta Elias, como relata Tiago 5:17-18; o profeta
que ocorra uma mudança de atitude para que as- Daniel, como registrado em Daniel 6:10; Davi, como
sim, em uma próxima vez, você tenha vitória contra vemos no Salmo 72, versos 19 e
este pecado. 20; Moisés, conforme o título do
No período de oração também devemos buscar em

19º Encontro
Salmo 90; os Apóstolos da Igreja
nosso coração se há alguma mágoa para com al- de Jerusalém, de acordo com Atos
guém que tenha nos ofendido. Se houver, temos que, 6:4; e ainda o apóstolo Paulo, como
diante de Deus, perdoar esta pessoa de todo o cora- pode ser visto em 1
ção, sem guardar rancor. Muitas vezes isto é muito Tessalonicenses 3:10.
difícil, mas como cristãos somos obrigados a isto,
independente do desejo ou não da pessoa em ques- 2- O principal motivo que torna a
tão de se reconciliar conosco. Nossos atos e atitu- oração importante para nossa
des para com esta pessoa devem ser compatíveis vida cristã é porque ela é o meio
com o perdão que confessamos diante de Deus. pelo qual eu posso buscar a aju-
Devemos buscar a paz com todas as forças que es- da e o socorro de Deus? {12 mi-
tiverem ao nosso alcance. Porém, não estamos sós nutos}
em nossa dificuldade. É exatamente através da ora- Resposta: Realmente através da
ção que buscamos e recebemos forças de Deus para oração eu sou capaz de buscar aju-
que o perdão real ocorra e para que as feridas dei- da e o socorro de Deus, e isto é
xadas se cicatrizem completamente. muito importante. Podemos buscar
A oração também é o caminho para que façamos forças em Deus quando sofremos
escolhas certas, com sabedoria, de acordo com a (Tiago 5:13). Orar por aquelas coi-
vontade de Deus. Mas isto só irá se realizar se não sas que tiram nossa paz e nos cau-
estivermos orando para Deus apenas confirmar o sam ansiedade (Filipenses 4:6).
que já decidimos em nosso coração. Precisamos orar Através da oração pedimos forças
para que Deus nos conduza a praticarmos a Sua para vencer as nossas vontades
vontade. Isto normalmente envolve um período de egocêntricas (Hebreus 13:20-21 e
oração, a pesquisa na Palavra de Deus sobre princí- Mateus 26:41). Pela oração pedi-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


19º Encontro
mos a proteção de Deus contra a correta postura de humildade diante dEle. Também
ação dos homens perversos e das nos lembramos que o bem que fazemos é realizado
artimanhas do Maligno (2 Coríntios não por nossos próprios atributos, mas pelo poder
1:9-11 e 2 Tessalonicenses 3:2-3). dEle atuando através de nós (Efésios 3:20-21). Esta
Entretanto, apesar disto ser muito prática nos leva ainda mais à humildade e livra-nos
importante, não é o principal. Temos da soberba que precede a queda (Provérbios 16:18).
que lembrar que o objetivo pelo qual
Deus nos criou e nos salvou, foi para 5- Como podemos, na prática, refletir em nossa
que tenhamos comunhão com ele. vida diária o espírito de adoração e de depen-
Assim, a principal motivação que te- dência de Deus que declaramos em oração? {7
mos para orar é que ao orarmos minutos}
estamos tendo comunhão com o Pai, Resposta: Em primeiro lugar, buscando a vontade
e assim estamos fazendo o que Ele de Deus antes de cada decisão e de cada escolha
mais deseja. Nossa comunhão ple- (Provérbios 16:20). Quando consagramos a Deus
na só ocorrerá no futuro quando for- cada decisão, fica mais fácil atribuir a Ele as vitórias
mos plenamente resgatados do pe- do dia a dia, o que evita que cresça em nós o orgu-
cado, recebendo corpos lho. Pelo contrário, isto facilita que tenhamos uma
incorruptíveis. Mas nesta vida, a ora- vida de ações de graça (1 Tessalonicenses 5:18).
ção é o principal canal de comunhão Deus nos incentiva a pedir sabedoria a Ele antes de
com Deus (1 João 1:3 e 5:14-15). qualquer decisão, não nos guiando pelo que acha-
mos ser melhor (Provérbios 16:2-3 e 9; Tiago 1:5).
3- O que é adoração? {5 minutos} Esta era a prática da Igreja primitiva (Atos 1:24 e
Resposta: Adoração, que também é 14:23).
feita através da oração, é declarar a
Deus o que reconhecemos que Ele 6- O que um verdadeiro espírito de humildade
é, especialmente com relação à au- produz em nós, especialmente quando nos apre-
toridade e poder que exerce sobre sentamos a Deus em oração? {8 minutos}
nós e nossa vida (Mateus 6:9-10). Quando damos Resposta: Espírito de humildade é o reconhecimen-
graças a Deus por algo, também estamos adoran- to de que somos pecadores, que de nós mesmos
do-o, pois reconhecemos que é Ele quem agiu em não procede bem algum e que por isto mesmo não
nosso favor para que recebêssemos determinado merecemos coisa alguma, mas que o que recebe-
bem ou benefício (1 Timóteo 4:4-5, Lucas 1:46-50). mos de Deus, inclusive o seu perdão, nos é dado
pelo Seu infinito amor e misericórdia (Lucas 18:9-
4- Por que a adoração e as ações de graça são 14). Assim, isto produz em nós gratidão, e a grati-
importantes? {7 minutos} dão é que nos leva a adorar de coração a Deus, a
Resposta: Quando adoramos a Deus e damos gra- confessar a Ele nossos pecados e a estarmos dis-
ças a Ele estamos reconhecendo que Ele é quem postos a perdoar aqueles que nos ofenderam. A sal-
tem o controle e o domínio sobre a nossa vida, e é vação que recebemos de Deus é o principal motivo
dEle que recebemos tudo aquilo que obtemos, e não de ação de graças, e esta gratidão implica em
de nossas próprias qualidades (Tiago 1:17, Roma- estamos dispostos obedecer a Deus e a perdoar
nos 7:18 e 19). Isto nos dá uma correta perspectiva, aqueles que nos ofenderam (2 Coríntios 5:14; Efésios
permitindo que nossas vitórias não venham a se tor- 2:4-5 e Mateus 18:32-35). Também o reconhecimen-
nar tropeço, o que ocorreria se passássemos a nos to de que somos pecadores deve nos levar a con-
orgulhar como se estas tivessem vindo de nós e não fessar a Deus os nossos pecados (1João 1:8-10).
de Deus (2 Coríntios 12:6-10). Ao reconhecermos e
declararmos os atributos de Deus, lembramos a nós 0:55-1:00- Dê liberdade para pedidos de oração e
mesmos quem Deus realmente é, dando-nos uma ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Reconhecer na Bíblia nossa úni- A Bíblia: Nosso
ca autoridade absoluta de fé e prática.

00:00-00:03- Inicie orando.


00:03-00:10- Introdução ao tema:
manual de fé e
_Tudo Bem! Já decidi seguir a Jesus, e sei que isto
significa conhecer mais a Deus e fazer a Sua vontade
mesmo quando desejo agir de forma contrária. Mas
prática
como vou ter certeza do que é a vontade de Deus?
Como posso conhecer mais a cerca de Deus e das mendo a NVI (Nova Versão Internacional) que é a prin-
coisas espirituais? cipal tradução que utilizo. A leitura diária e sistemática
Mais importante do que analisarmos os métodos e pro- da Bíblia certamente irá levá-lo a conhecer mais e mais
cessos pelos quais podemos ser instruídos quanto a a cerca de Deus e de como obedecê-lo.
nossa fé e à prática da vida cristã, devemos compre-
ender que para o verdadeiro cristão, a Bíblia é a única 00:10-00:45- Debate:
autoridade absoluta de fé e prática. Através dela, Deus 1- Especialmente enquanto sou novo na fé cristã,
se revela ao homem, e lá estão apresentados Seus como posso esclarecer minhas dúvidas quanto à
atributos imutáveis, Seu modo de agir e de pensar, forma de agir de acordo com a vontade de Deus?
Seu padrão de santidade e Seu plano eterno para a {4 minutos}
humanidade. A Bíblia é a Palavra de Deus. Resposta: A Igreja local, em seus cultos, células e de-
Como conseqüência da “autoridade absoluta da Bíblia”, mais atividades, e através de irmãos experientes com
entendemos que, apesar de Deus colocar na Igreja autoridade reconhecida pela liderança da igreja, po-
pessoas que têm a responsabilidade de nos orientar derá auxiliá-lo no conhecimento da Palavra de Deus.
nos seus caminhos, apesar de termos em nós o Espí- Mas estes ensinos e auxílios só terão real valor se
rito Santo que nos conduz na vida cristã, e apesar estiverem plenamente fundamentados no que a Bíblia
ainda de Deus nos dar capacidade intelectual de aná- apresenta e não nas idéias de homens. Por compre-
lise e raciocínio, qualquer ensino, doutrina ou qualquer enderem isto, os cristãos de Beréia foram elogiados
idéia ou palavra que esteja em confronto com os ensi- pelo autor de Atos (Atos 17:11).
nos da Bíblia devem ser rejeitados por aquele que se-
gue a Jesus, pois certamente não procedem do Espí- 2- E se Deus enviar um anjo para me ensinar coi-
rito Santo de Deus. sas novas a cerca do evangelho, ensinos que tra-
O cristão crê que a Bíblia é inerrante, ou seja, incapaz tem sobre detalhes novos nunca
de errar quando analisada em seu sentido original. antes falados, ensinos que tenham

20º Encontro
Sentido original de um texto bíblico é o significado exato um enfoque diferente a cerca do
do que aquele texto transmitia a seu destinatário origi- evangelho? Estes ensinos do anjo
nal, sendo considerados todos os contextos envolvi- teriam igual ou menor valor que o
dos, dentre eles, o contexto imediato dos versículos da Bíblia? {5 minutos}
analisados, ou seja, o que os versículos anteriores e Resposta: Estes ensinos não teriam
posteriores a estes estão falando, o contexto desta qualquer valor, pois o evangelho já
porção com relação ao livro bíblico em que está inseri- foi completamente entregue a nós,
do como um todo e também quanto à Bíblia como um não sendo possível que Deus envie
todo, o contexto histórico, social e cultural. A título de um anjo para esta finalidade (Gálatas
exemplo, no livro de Jó há o registro do que Jó disse, 1:8-9).
do que Satanás disse e do que os amigos de Jó disse- Pelo contrário, certamente este anjo
ram. Se pegarmos isoladamente um texto que descre- seria de origem demoníaca, fazen-
va as palavras dos amigos de Jó e tirarmos um do-se passar por anjo de luz, como o
ensinamento sem analisar o livro como um todo, cai- próprio Satanás o faz (2 Coríntios
remos em erro, pois mais à frente Deus condena os 11:13-15).
três amigos de Jó pelas palavras que disseram.
Para se obter este sentido original, também temos que
descobrir o sentido exato expresso pelo texto no idio-
ma original em que foi escrito e o significado das ex-
pressões originais na época em que foram escritas.
Mas isto não quer dizer que ler a Bíblia é algo comple-
xo e que entendê-la é um desafio. Pelo contrário. Es-
colhendo-se uma boa tradução da Bíblia podemos ter
o texto o mais próximo de seu sentido original, expres-
so em português de fácil leitura. Em particular, reco-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


20º Encontro
3- E se Deus revelar a um servo Seu 4- Mas será que a Bíblia não deixa lacunas sobre
um mandamento que a Bíblia não assuntos importantes? Afinal, a sociedade atual é
trata mas que, ao ser analisado (pro- bem diferente das antigas e o mundo mudou mui-
vado), mostra ser um mandamento to? {6 minutos}
sábio pois obedecê-lo certamente Resposta: A Bíblia trata e atua no interior do homem,
trará como fruto a humildade, o do- e o íntimo (os desejos, anseios e pensamentos) do ser
mínio dos impulsos da carne e pro- humano de hoje é o mesmo das pessoas da época em
moverá a santidade? Compreenden- que a Bíblia foi escrita. O que pode ter mudado são os
do a importância e aprovando este objetos destes desejos, anseios e pensamentos, mas
mandamento, podemos reconhecê- o intimo do homem ainda é exatamente igual. Sendo
lo como mandamento de Deus a que assim, a Palavra de Deus é eficaz para todo ser huma-
estamos sujeitos como igreja local, no de qualquer época ou lugar (Hebreus 4:12).
obedecendo-o e nos exortando mu- Além disto, a Bíblia está fundamentada sobre um fun-
tuamente? {12 min.} damento imutável: A pessoa do Senhor Jesus (Hebreus
Resposta: Não, pois a Bíblia é a única 13:8).
autoridade absoluta quanto a nossa fé
e a nossa prática (Colossenses 2:16- 5- Como a Bíblia pode ser útil nas dificuldades re-
23). Isto não impede que as denomi- ais do meu dia a dia? {8 minutos}
nações ou mesmo as igrejas locais te- Resposta: Através dela adquirimos sabedoria provin-
nham definidas as suas posições dou- da de Deus para agirmos da melhor forma possível
trinárias sobre diversos assuntos que nas mais diferentes circunstâncias (Provérbios 1:1-4).
nos defrontamos no nosso dia a dia Quando meditamos na Palavra de Deus, aprendemos
como igreja, pois estas posições são a como obedecer a Deus e desejamos mais e mais fa-
forma como aquele determinado gru- zer isto, sendo abençoados por Deus (Josué 1:8).
po de cristãos interpretam aquele as- Sua mensagem é capaz de modificar nossa maneira
sunto na Bíblia, e baseados na Pala- de ser e de agir. É capaz de tornar-nos pessoas úteis
vra de Deus, enumeram seus pontos a todos, inclusive a Deus (2 Timóteo 3:16-17).
doutrinários para que os demais mem- Pela leitura da Bíblia conhecemos a mensagem de
bros da Igreja possam obedecer a Deus de forma mais Deus que gera em nós a fé (Romanos 10:17). Mas a
clara, ou ao menos compreender a forma com que a Palavra de Deus só terá efeito em nós se a praticar-
liderança da igreja fundamenta seus atos na Palavra mos (Tiago 1:22-25, Lucas 6:46-49).
de Deus. Isto acontece especialmente em pontos con-
troversos em que a forma com que interpretamos a
Bíblia pode nos levar a conclusões diferentes, como 0:45-0:50- Dê liberdade para pedidos de oração e ore
por exemplo, a permissão de novo casamento a aque- encerrando.
les que se divorciaram, o papel da mulher nas diver-
sas funções da Igreja, a forma e a ocasião em que um
membro deve ser disciplinado pela igreja. Porém, es-
tes “posicionamentos doutrinários” não possuem au-
toridade em si. A autoridade deles existirá se a inter-
pretação bíblica estiver correta, e não existirá, se for
provado que se baseiam em uma interpretação errô-
nea das Escrituras, ou mesmo em interpretações
distorcidas (2 Pedro 3:15-16). Ou seja, elas em si não
têm autoridade alguma, apenas apresentam a inter-
pretação de um ponto das Escrituras de forma mais
clara e sistematizada. A autoridade está nas Escritu-
ras.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender o verdadeiro
significado da palavra “Igreja”.

00:00-00:03- Inicie orando.


00:03-00:10- Introdução ao tema:
A Igreja
A Igreja foi planejada e estabelecida por Deus. Foi
edificado sobre o firme fundamento da fé em Je-
sus. A ela foi confiada por Deus a mensagem da
reconciliação, ou seja, a Igreja foi encarregada de ficar a Deus. Que recebem, educam e trabalham
transmitir a todos a mensagem de que Deus em em prol da edificação dos indivíduos que compõem
Cristo esta reconciliando consigo o mundo, não coletivamente a igreja local. Que iluminam o mun-
levando em conta os pecados dos homens, como do e restringem a ação do mal e a degradação da
se Deus através da Igreja estivesse apelando: sociedade. Que se esforçam em promover o bem
“Reconciliem-se com Deus”. Apenas isto já seria de todos para que através de suas boas obras
o bastante para compreendermos sua importân- testifiquem de Jesus.
cia. Mas sua função e razão de existir vão muito
além disto. 00:10-00:50- Debate:
A palavra “igreja” vem do grego “ekklesia” cujo 1- O cristão pode viver isolado, sem se ligar a
sentido original, anterior ao surgimento da Igreja uma igreja? {8 minutos}
Cristã, poderia ser traduzido por “assembléia”, Resposta: Não, pois a igreja foi criada por Jesus
dando a idéia de um grupo de pessoas que foi para que possamos viver plenamente a vida cris-
“convocado” a se reunir. Era rotineiramente utili- tã. Freqüentá-la é um mandamento bíblico
zada para descrever, por exemplo, uma assem- (Hebreus 10:25).Quando aprendemos o que a
bléia de cidadãos que era convocada a debater e Palavra de Deus nos ensina sobre a vida cristã,
decidir sobre questões de uma cidade. percebemos que é impossível vivê-la de forma iso-
Entretanto, na Bíblia, apesar desta palavra ser uti- lada, pois ela nos coloca como membros de um
lizada 114 vezes, apenas em três delas, todas em corpo, com uma função específica determinada
Atos 19, se refere a este significado original. Onde por Deus, e como membros temos a obrigação de
é traduzida por “igreja” há dois sentidos em que é trabalharmos em prol deste cor-
utilizada: Igreja no sentido Universal, se referindo po, buscando a edificação de to-

21º Encontro
ao conjunto de todas as pessoas que um dia acei- dos (1 Coríntios 12:12-27).
taram a Jesus como Senhor e Salvador, receben-
do assim o Espírito Santo; e Igreja no sentido de 2- Quantas igrejas verdadeiras
“igreja local”, fazendo referência a um determina- existem? {10 minutos}
do grupo de pessoas que se declaram seguidoras Resposta: A Igreja em seu senti-
de Jesus. A Igreja, em qualquer dos dois senti- do Universal, que é formada por
dos, foi criada por Deus. todos aqueles que um dia aceita-
O mais importante é percebermos que a palavra ram a Jesus como Senhor e Sal-
grega “ekklesia” sempre e unicamente se refere a vador, é única (1 Coríntios 12:13
pessoas. Nunca se refere a um local ou a um pré- e Efésios 4:4).
dio como estamos acostumados a utilizá-la na lín- Já no sentido de “igreja local”,
gua portuguesa. Também não se refere a uma or- onde os salvos se reúnem, há um
ganização com determinada linha doutrinária, número ilimitado de igrejas
como costumamos utilizar quando nos referimos (Efésios 1:1; Filipenses 1:1;
à Igreja Batista, Igreja Presbiteriana, Igreja Católi- Colossenses 1:2), não apenas no
ca, etc... Os grupos de pessoas que se reúnem sentido de cristãos de uma mes-
como igreja é que formam igrejas, cada grupo uma ma cidade, mas também se refe-
igreja local, independente de pertencer ou não a rindo a grupos específicos que se
uma denominação ou convenção. reúnem em um determinado lugar
Estas pessoas é que possuem a missão de trans- desta cidade (Romanos 16:3-5a,
mitir esta mensagem da reconciliação. São estes Colossenses 4:15 e Filemom 2).
que devem buscar em tudo e de toda forma glori-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


21º Encontro
3- Qual o nome e a importância grupo de cristãos consegue ter um local fixo onde
que a Palavra de Deus confere ao pode se reunir, realizar suas programações, mi-
local em que esta Igreja se reúne nistrar ensino e encontrar sossego para suas ora-
(o prédio da Igreja)? {14 minu- ções, isto traz muitos benefícios a este grupo, a
tos} começar pela visibilidade, pelo referencial de lo-
Resposta: Como vimos na “introdu- cal que o grupo adquire, especialmente perante
ção ao tema”, quando a Bíblia utili- os descrentes, e isto é muito importante. Mas não
za a palavra Igreja, ela está se refe- há qualquer base bíblica em se atribuir caracterís-
rindo a pessoas e não a um lugar. ticas especiais ao local em si. Não há qualquer
Algumas pessoas, compreendendo sombra de base bíblica que indique que o cristão
isto, preferem chamar ao prédio da deva ter qualquer atitude diferente quando está
igreja de “Templo” ou “Casa de no local onde a igreja se reúne. Existem sim ob-
Deus”. Entretanto, estas palavras, servações para o comportamento deste cristão
quando relacionadas ao Deus ver- durante o culto a Deus, ou a ceia, mas sem qual-
dadeiro, se referem somente ao quer menção relacionada ao local (1 Coríntios
Templo de Jerusalém, que foi pela 11:20-22 e 14:26).
última vez destruído no ano 70 da Isto acontece porque o culto cristão não está vin-
era cristã (Marcos 13:1-2), ou ao culado a um local específico (João 4:20-24). Não
corpo do cristão (2 Coríntios 6:16 e há a necessidade, como havia na antiga aliança,
1 Coríntios 3:16). de um templo ou santuário, pois o Espírito Santo
Na verdade, a Bíblia não confere habita no coração de cada um dos que genuina-
nenhuma denominação especial ao mente seguem a Jesus (1 Coríntios 3:16).
local onde os cristãos se reúnem.
Aliás, a Bíblia nem sequer faz qual- 4- Um grupo de células é uma igreja local? {8
quer comentário que se relacione ao minutos}
local de culto dos cristãos, limitan- Resposta: Não, um grupo de células existe para
do-se vez ou outra a dizer que determinado grupo que haja comunhão e para que a igreja possa obe-
se reunia na casa de uma ou de outra pessoa decer de forma eficaz ao mandamento dado por
(Colossenses 4:15). Nos primórdios da igreja de Jesus de discipular (Mateus 28:19 e 20). O nome
Éfeso, Paulo, durante mais de dois anos, se reu- célula nos faz lembrar que este grupo faz parte de
niu com os discípulos no prédio de uma escola um corpo local. Mas uma célula não tem capaci-
secular, provavelmente no período do dia em que dade de viver fora do corpo. Somente na igreja
ela não estava em uso (Atos 19:8-10). local somos capazes de receber o beneficio do
exercício da função conjunta dos membros, e é
Comentário: Há manuscritos que dizem que Pau- nela também que exercemos nossa função indivi-
lo se reunia durante o intervalo do meio dia. dual, para benefício de todos (Efésios 4:10-16).

Assim, podemos perceber que biblicamente o lo-


cal não é relevante ao culto cristão. Quando um 0:50-0:55 - Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Reconhecer que nossa prin-
cipal função como igreja é glorificar a Deus. A Igreja: Sua
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
função perante
A Igreja foi criada por Deus com a finalidade prin-
cipal de glorificá-Lo. Este dever é tão importante e Deus
fundamental que se for cumprido, automaticamen-
te serão cumpridos todos os demais propósitos aqueles de convivência mais difícil.
para o qual Deus criou a Igreja. A importância da igreja no entanto está além de
Quando a Igreja se reúne com a finalidade de ado- nossa compreensão. Durante o culto, quando os
rar a Deus, ela está cumprindo seu papel de cristãos se reúnem em nome de Jesus, há uma
glorificá-Lo. Adorar a Deus significa honrar, reve- ação sobrenatural da parte de Deus: Jesus diz que
renciar, prestar tributo, dirigir a Deus nossos sen- estaria no meio deles e há uma atenção especial
timentos e pensamentos mais profundos de reco- da parte de Deus quando a igreja ora concordan-
nhecimento de quem Ele é, do que Ele faz por nós do com determinado assunto.
e da posição que Ele nos permite, por Sua graça,
ter diante dEle. 00:10-00:55- Debate:
Quando testemunhamos das obras de Deus em 1- O que é necessário fazer para adorar a Deus?
nossa vida e rendemos graças a Ele, estamos glo- {5 minutos}
rificando-o. Render graças é reconhecer em ora- Resposta: Deus só pode verdadeiramente ser ado-
ção que o bem que recebemos procede dEle. É rado por pessoas que possuam o Seu Espírito, ou
reconhecer a ação de Deus em nosso favor e de- seja, que pertencem a Sua Igreja (composta por
clarar a Ele nosso reconhecimento. Já quando tes- todos que um dia aceitaram a Jesus), e isto não
temunhamos, contamos às pessoas aquilo que depende de lugar (João 4:23-24 e 1 Coríntios 2:12-
reconhecemos como ação de Deus em nosso fa- 15).
vor, a fim de levarmos outras pessoas a também Adorar a Deus também não depende da situação
glorificá-Lo. em que nos encontramos (Atos 16:22-25).
A Igreja glorifica a Deus quando exerce o ministé-
rio, recebido da parte de Deus, que é chamado na 2- Qual a principal maneira de

22º Encontro
Bíblia de “ministério da reconciliação”. Ela o exer- glorificarmos a Deus em nosso
ce quando transmite aos incrédulos a mensagem dia a dia, em nossa casa, no tra-
do evangelho, como se Deus estivesse fazendo balho ou escola? {4 minutos}
seu apelo por nosso intermédio, convidando-os a Resposta: Permitindo Deus produ-
reconciliarem-se com Ele, através de Cristo. zir em nós os frutos do Espírito
Deus é glorificado quando a igreja age com unida- (João 15:4-8; Gálatas 5:22-25).
de. Jesus ao orar ao Pai pediu pela nossa unida-
de acrescentando que através desta unidade é que 3- Além do louvor e da adora-
o mundo reconheceria que Deus o havia enviado. ção, qual a principal maneira de
Assim, a unidade da igreja, conseguida através glorificarmos a Deus em nossa
do amor proveniente do Espírito Santo, é funda- vida comunitária como igreja
mental para a pregação do evangelho. Da mesma local? {5 minutos}
forma, Jesus pouco antes de ser entregue, apre- Resposta: Amando aos demais
sentou para a Igreja um novo mandamento, o de irmãos, servindo uns aos outros e
nos amarmos uns aos outros, acrescentando que exercendo o ministério que Deus
se isto ocorresse, os incrédulos iriam reconhecer nos deu no corpo de Cristo (1
que verdadeiramente somos seus discípulos. Uma Pedro 4:7-11).
forma de percebermos a importância da unidade, Nossa unidade glorifica a Deus,
e de amarmos uns aos outros, é verificar que a por isto devemos suportar aque-
maior parte dos textos das cartas do Novo Testa- les irmãos de convivência difícil
mento trata deste assunto. Somos exortados a para que também através desta
tolerarmos as diferenças de nossos irmãos, a per- atitude, e da unidade do Corpo,
doarmos suas falhas e mesmo a suportarmos Deus seja glorificado (Romanos

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


22º Encontro
15:5-7). 6- Quanto ao ministério de intercessão da igre-
Para que haja unidade em amor, ja: Pelo que a Igreja intercede? {7 minutos}
não devemos considerar ninguém Resposta: Dentre os diversos motivos pelo qual a
inferior a nós, mas devemos agir igreja ora, destacamos: pela própria igreja (Efésios
com humildade (Filipenses 2:3-8). 6:18), pelo ministério e pela vida daqueles que
estão à frente da obra de Deus (Efésios 6:19-20),
4- A Igreja glorifica a Deus quan- por todos que exercem autoridade (1 Timóteo 2:1-
do exerce o ministério da recon- 4), pela pregação do evangelho (2 Tessalonicenses
ciliação. Mas o que é este minis- 3:1), para que Deus proteja os missionários e de-
tério? {5 minutos} mais cristãos da ação dos homens perversos (2
Resposta: Deus nos Deu o ministé- Tessalonicenses 3:2-3) e pela salvação de pesso-
rio de levar ao mundo a mensagem as, nações ou grupos de pessoas específicos (Ro-
da reconciliação. Assim nós agimos manos 10:1).
como se fossemos embaixadores
de Deus. Nós agimos como repre- 7- Glorificamos a Deus quando o amamos e
sentantes de um país, no caso o agimos de acordo com este amor. Mas como é
Reino de Deus, que procura um país agir de acordo com o amor de Deus? {6 min}
inimigo levando uma proposta de Resposta: O amor de Deus é manifestado em Cris-
paz. Quando não nascemos ainda to Jesus e em seu exemplo de obediência, que
de novo, somos inimigos de Deus devemos seguir servindo a Jesus de coração (2
(Romanos 5:10) e para termos co- Coríntios 5:14-15).
munhão com Ele precisamos antes Amar a Deus significa obedecer a Deus de cora-
ser reconciliados através de Jesus ção (João 14:21 e 1 João 5:1-3).
(Colossenses 1:20-22). É como se Também significa amar aos nossos irmãos (1 João
Deus através de nós estivesse ape- 4:19-21).
lando aos incrédulos que se recon-
ciliem com Ele (2 Coríntios 5:18-21). 8- Através do estudo de hoje, você percebeu
alguma área de sua vida que precisa ser mu-
dada para que Deus seja glorificado através de
5- O que acontece de sobrenatural quando a você? {10 minutos}
igreja se reúne em nome de Jesus? {3 minu-
tos} Comentário:
Resposta: Jesus declara que quando estamos reu- Antes de apresentar esta pergunta, caso o núme-
nidos em seu nome, Ele próprio está no nosso ro de pessoas presentes permita, forme duplas ou
meio. Além disto, quando pedimos algo em comum trios para que respondam entre si, compartilhem
acordo, como igreja, este pedido recebe uma aten- suas dificuldades (relacionadas à pergunta) e orem
ção especial da parte de Deus (Mateus 18:19-20). uns pelos outros.
Esta é a base para o ministério de intercessão da
igreja. 0:55-1:00 - Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender a importância
de estar inserido em uma igreja local. A Igreja: Sua
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
função perante
Jesus quando apresentou para a Igreja a Grande
Comissão, não apenas os enviou a irem e faze- seus membros
rem discípulos, mas também ordenou que estes
discípulos fossem ensinados a guardar tudo o que membros é o que permite que estes resistam às
ele havia ensinado e ordenado durante seu minis- heresias que ocorrem a sua volta, e desta forma
tério terreno. atinjam a maturidade na fé, tornando-se aptos a
A Igreja tem a responsabilidade de educar seus exercerem também um ministério específico no
membros a agirem conforme Jesus nos ensinou. corpo de Cristo para a edificação de todos.
Mas estes ensinamentos não se limitam apenas a
conhecimentos teóricos. Educação cristã não é Assim, a igreja ao se reunir deve ter como propó-
apenas apresentar o conteúdo das Escrituras, mas sito promover o aperfeiçoamento dos santos,
motivar, guiar, orientar e exortar ao educando, ou viabilizar o exercício do ministério individual de
melhor, ao discípulo, quanto à prática daquilo que seus membros, ensiná-los a cooperar uns com os
lhe é ensinado. Uma coisa semelhante é ensinar outros na obra de Deus, exortá-los e animá-los na
alguém a dirigir um carro. Podemos mostrar gráfi- prática da vida cristã, motivá-los a uma vida
cos, mostrar fotos e desenhos que ensinem onde devocional e consolá-los em suas tribulações.
fica o acelerador, a embreagem, o câmbio. Fazer
o aluno decorar quando deve trocar de marcha e 00:10-00:55- Debate:
em que situações usar cada uma delas. Mas se 1- Qual o principal instrumento que Deus deu
não sentarmos ao lado do aluno no carro, se não à Igreja para que esta possa cumprir a tarefa
deixarmos ele pôr em prática, sobre a nossa su- de aperfeiçoar os santos, ensinando-os e exor-
pervisão, aquilo que ensinamos em teoria, se não tando-os? {4 minutos}
mostrarmos a ele o que deu errado quando ele Resposta: As Escrituras, ou seja, a Bíblia (2 Timó-
falhar, jamais alcançaremos o alvo de ensiná-lo teo 3:16-17). A Bíblia é para o cris-
realmente a dirigir. O mesmo ocorre na vida cris- tão verdadeiro a “única regra de

23º Encontro
tã. Vida cristã não é acúmulo de conhecimento, fé e prática”. Isto significa que o
mas é a aplicação prática deste conhecimento nas que a igreja deve ensinar, exortar
situações rotineiras do nosso dia a dia. E esta é e instruir deve estar de acordo
uma obrigação que temos como igreja. com os ensinamentos bíblicos, e
A Palavra de Deus em Efésios 4 nos ensina que mais, além de estar de acordo, a
Jesus designou na Igreja alguns de seus mem- igreja não deve ultrapassar os
bros para serem apóstolos, outros para profetas, seus limites (2 João 9).
outros para evangelistas, e outros para pastores e
mestres, com o fim de preparar os membros da 2- Qual o principal requisito
igreja (os santos) para a obra do ministério, para para que eu possa exercer o
que o corpo de Cristo seja edificado, até que to- ministério cristão? {6 min}
dos alcancemos a unidade da fé e do conheci- Resposta: Amar os “irmãos na fé”
mento do Filho de Deus, e cheguemos à maturi- (João 13:34; 1 Coríntios 13:1-7; 1
dade, atingindo a medida da plenitude de Cristo. Pedro 4:8, 1 João 4:20-21).
O propósito é que não sejamos mais como crian-
ças, levados de um lado para outro pelas ondas, 3- Como posso colaborar para
nem jogados para cá e para lá por todo vento de que a igreja atinja o objetivo de
doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que edificar seus membros? {8 mi-
induzem ao erro. Antes, seguindo a verdade em nutos}
amor, cresçamos em tudo naquele que é o cabe- Resposta: Exercendo a função
ça, Cristo. Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo que Deus me deu na igreja
auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si (Efésios 4:16). Toda função no
mesmo em amor, e isto ocorre quando cada parte corpo de Cristo é importante e
realiza a sua função. O ensino da sã doutrina aos colabora para a edificação do cor-
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
23º Encontro
po (1 Coríntios 12:14-20). Todos 7- Mas e se ao invés de eu freqüentar sempre a
temos função no corpo de Cristo. mesma igreja eu fosse cada dia em uma. Isto
Mesmo aqueles que ainda não fo- não seria bom para meu crescimento espiritu-
ram colocados no exercício de um al? {3 minutos}
ministério têm o importante minis- Resposta: De forma alguma. A igreja local foi ins-
tério de intercessão, que é o minis- tituída por Deus para que fossemos edificados atra-
tério de orar pela Igreja de Cristo e vés dos dons dos diversos membros que a com-
especificamente pela igreja local em põem. Entretanto, não é possível estabelecer um
que congrega. Dentre os diversos aprendizado cristão sem que exista um relaciona-
motivos de oração todos podem e mento real entre o discipulador e o discípulo, e
devem orar pela edificação da igre- entre os membros de uma determinada igreja lo-
ja (Colossenses 4:12). Toda função cal. O verdadeiro líder cristão precisa conhecer
no corpo de Cristo deve ser exercida suas dificuldades para orientá-lo, repreendê-lo,
de coração e com empenho (Roma- corrigi-lo e exortá-lo (2 Timóteo 4:2). Pulando de
nos 12:4-8). igreja em igreja atrás daquilo que lhe agrada aos
ouvidos, você certamente acabará caindo nas
4- Qual deve ser o objetivo da mãos de alguém que se utiliza de mitos e fábulas
igreja ao discipular os santos? {5 para atrair aqueles de quem desejam tirar provei-
minutos} to (2 Timóteo 4:3-4). Cabe lembrar que existem
Resposta: Levá-los a serem perfei- diversos motivos para não apenas receber
tos imitadores de Cristo (Efésios ensinamentos mas sim participar de uma igreja
4:11-13). Jesus é o nosso exemplo local, como por exemplo a obrigação de termos
maior e agirmos de forma seme- comunhão com outros cristãos e a observância
lhante a Ele deve ser o objetivo de das ordenanças da “Ceia do Senhor” e do “Batis-
nossas vidas (Filipenses 3:13-14). mo”.

5- Quais algumas das características de um 8- Como deve ser o relacionamento dos cris-
cristão imaturo na fé? {6 minutos} tãos que compõem a igreja? {3 min.}
Resposta: Ele se deixa levar por todo vento de Resposta: Cada um deve por de lado os seus de-
doutrina (Efésios 4:14) e é alvo fácil daqueles que sejos egoístas e buscar suprir as necessidades
desejam enredá-lo para dele tirar proveito uns dos outros. A igreja deve ter um mesmo modo
(Colossenses 2:6-8 e 18-23; 1 Timóteo 6:3-5 e 2 de pensar e um mesmo coração voltado a fazer a
Pedro 2:1-3 e 18-19). obra de Deus (Filipenses 2:2-8). Todas as cartas
direcionadas a igrejas que fazem parte do Novo
6- Como eu, como membro do corpo de Cristo, Testamento tratam basicamente deste relaciona-
posso colaborar para a minha edificação? {5 mento. Também em Atos 4:32-34 vemos o exem-
minutos} plo da igreja primitiva.
Resposta: Seja humilde e reconheça que seus ir-
mãos em Cristo são importantes para o seu cres- 0:50-0:55 - Ore encerrando.
cimento espiritual (Hebreus 10:24). Obedeça àque-
les que foram colocados para guiá-lo na vida espi-
ritual (Hebreus 13:17). Seja assíduo na igreja
(Hebreus 10:25).

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender no foco e na di- A Igreja: Sua
mensão correta a responsabilidade da igreja peran-
te o mundo.
função perante o
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
A principal função da Igreja perante o mundo é pro-
mundo
mover a reconciliação das pessoas com Deus. É res-
ponsabilidade da Igreja apresentar a todos a boa nova
da salvação. A Igreja não tem a responsabilidade de 00:10-00:55- Debate:
“converter” as pessoas, pois isto é obra do Espírito 1- A igreja local deve se envolver com assistên-
Santo. Mas tem sim a obrigação de dar a todos a cia social ou deve dar toda sua atenção à área
oportunidade de conhecer estas boas novas, permi- espiritual? Se a igreja agir apenas no espiritual,
tindo assim que estas vidas ouçam do evangelho e pedindo a benção de Deus sobre a vida das pes-
sejam expostas a ação do Espírito Santo. soas, Deus não irá restaurar a material? {8 minu-
Porém, como é esta ação do Espírito Santo quem tos}
realiza a obra da conversão, esta é uma tarefa espi- Resposta: No caminho de sua missão espiritual, a
ritual que deve ser executada debaixo de oração. igreja depara-se com situações que exigem uma
Assim, uma segunda responsabilidade da Igreja pe- ação concreta de auxílio material. De nada adianta
rante o mundo é a de interceder pela conversão dos abençoarmos com palavras e negarmos o bem que
não salvos, orar pela pregação do evangelho em todo Deus colocou ao nosso alcance (Tiago 2:15-16 e
o mundo e orar pedindo ao pai que envie trabalha- 4:17; Gálatas 6:10).
dores para a sua obra. A igreja deve agir como o bom samaritano (Lucas
Da mesma forma a Igreja tem também a responsa- 10:30-35):
bilidade, perante o mundo e perante Deus, de enviar 1) Ele estava em viagem com um objetivo, e não
aqueles trabalhadores para o lugar em que exerce- para procurar vítimas de assalto, mas por acaso en-
rão a obra de Deus. Enviar, por exemplo missionári- controu a vítima;
os, significa não apenas colaborar para que eles che- 2) Ele não mediu esforços em socorrer esta vítima;
guem até determinado lugar, mas significa prepará- 3) Por fim, ele não abandonou seu objetivo, prosse-
los, sustentá-los em suas necessidades, interceder guindo viagem, mas não sem an-
continuamente por eles e manter comunhão com tes providenciar que a vítima ficas-

24º Encontro
estes missionários. Agindo desta forma, a Igreja es- se sob os cuidados necessários.
tará colaborando para que o mundo conheça o evan- A igreja deve agir como um homem
gelho, a mensagem da salvação, e assim estará que ao seguir para o trabalho, por
cumprindo sua missão de levar o evangelho a toda a acaso encontra uma tachinha com
criatura. a ponta para cima, e para evitar
Outra importante função da Igreja é a de restringir a acidentes, decide recolher esta ta-
ação do mal e de iluminar o mundo refletindo a luz chinha. Um erro seria não recolher
de Deus. Jesus disse que os cristãos são o “sal da a tachinha. Outro erro surgiria se
terra” e a “luz do mundo”. Na época de Jesus não este homem decidisse não ir para
havia geladeira. O sal era assim utilizado para con- o trabalho, mas passasse o dia pro-
servar os alimentos retardando seu apodrecimento. curando tachinhas pelo chão. Re-
Da mesma forma, a Igreja através de seu testemu- pare no verso 35 de Lucas 10.
nho e de suas ações, detém ou ao menos retarda o
processo de decadência da sociedade. 2- Mas e quanto aos limites des-
Por fim, é função da Igreja fazer o bem a todos, prin- te envolvimento? Teria algum
cipalmente aos da família da fé, promovendo o bem sentido bíblico uma igreja come-
estar social, cultural e econômico. A Igreja não deve çar a se envolver com treinamen-
se omitir de prestar socorro a aqueles que Deus co- to profissional secular ou isto
locar em seu caminho, entretanto, esta é uma fun- estaria fugindo do objetivo da
ção secundária que não deve substituir a missão prin- Igreja? {10 minutos}
cipal da igreja de propagar o evangelho, mas deve Resposta: A igreja em sua função
servir de ferramenta para esta missão e de comple- de aperfeiçoar seus membros deve
mento na tarefa do discipulado. também incentivar e promover o

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


24º Encontro
progresso cultural e social destes tarefa de orar para que Deus levante obreiros para
membros, sempre conforme os prin- Sua obra (Mateus 9:37-38).
cípios bíblicos. Nossas capacidades Porém além de orar para que Deus levante traba-
profissionais também são úteis para lhadores, devemos enviar obreiros para o campo
a obra de Deus, de forma direta ou (Romanos 10:13-15), e isto envolve compromisso em
indireta (Êxodo 35:30-35, Atos 18:1- oração, em sustento financeiro (Filipenses 4:15-18)
5, Atos 20:33-35, Efésios 4:28, 1 e em envolvimento e relacionamento com este obrei-
Tessalonicenses 4:10-12 e 2 ro. Mais que isto, devemos preparar aqueles que têm
Tessalonicenses 3:7-13). o chamado de Deus para esta tarefa para que pos-
Este aperfeiçoamento dos membros sam desempenhar bem esta tarefa.
por si já beneficia toda a comunida- Além disto, não devemos endurecer o nosso cora-
de. Porém, se este treinamento for ção quando Deus nos designar uma função para
aberto a todos, certamente trará be- qualquer atividade em Sua obra, mesmo que seja a
nefícios maiores. Inclusive auxiliará a de “ir e pregar” (Lucas 12:42-48).
Igreja em sua tarefa evangelística, ao Por fim, colaboramos com a obra de Deus sobre a
aproximá-la da comunidade não face da Terra desempenhando da melhor forma pos-
evangélica. sível a função que Deus nos designou, seja ela qual
Entretanto, a igreja não tem obriga- for (Romanos 12:4-8).
ção quanto à tarefa deste treinamen-
to profissional. Ela pode encaminhar 5- De que forma a existência e a ação
e motivar seus membros a procura- evangelística e discipuladora da igreja beneficia
rem e freqüentarem cursos já exis- a sociedade como um todo? {10 minutos}
tentes. Contudo, se a igreja decidir Resposta: A igreja ao exercer sua missão de levar a
executar esta tarefa, tendo condição mensagem do evangelho e assim promover a re-
de desempenhá-la, não estará erran- conciliação do homem com Deus, produz pessoas
do, pelo contrário, poderá, com sa- que após corretamente discipuladas, irão ser úteis a
bedoria, colher muitos frutos deste esta sociedade, mesmo que no passado tenham sido
esforço que colaborarão com suas ações prioritárias. um problema para esta mesma sociedade (Efésios
4:28, 1 Coríntios 6:9-11 e Romanos 13:1-10).
3- Qual a principal responsabilidade da igreja A Igreja de Cristo, na pessoa de seus membros e
para com os não cristãos? {5 min.} não como organização, é a luz que ilumina este
Resposta: Transmitir a mensagem do evangelho pre- mundo que vive em trevas, e é o sal que fertiliza e
gando e vivendo esta mensagem (Mateus 28:18-20 auxilia a terra a produzir frutos, além de retardar a
e 1 Pedro 3:15-17). deterioração desta sociedade (Mateus 5:13-16).
Assim, a Igreja através de seu testemunho, influên-
4- Como nós, membros da igreja, podemos agir cia e mensagem, é o fator a restringir o avanço do
em prol da evangelização do mundo? {12 minu- mal (Filipenses 2:14-15).
tos} Finalmente, a igreja tem a importante tarefa de ser
Resposta: A principal forma de agir é intercedendo um canal aberto para que esta sociedade corrupta e
pela pregação do evangelho em todas as partes, mas perversa conheça a Deus e reconcilie-se com Ele (2
de forma específica (Romanos 10:1; 2 Coríntios 5:18-20).
Tessalonicenses 3:1; 1 Timóteo 2:1-4).
Nesta mesma tarefa de intercessão, há também a 0:55-1:00 - Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender a obra do Espí-
rito Santo na vida do cristão.

00:00-00:03- Inicie orando.


O Espírito Santo
00:03-00:10- Introdução ao tema:
de Deus
Não foi por acaso que optamos por falar sobre a ter-
ceira pessoa da trindade somente neste capítulo,
apesar de termos já apresentado o Pai, o Filho e a Contudo, o pentecostes é um marco que inaugura
própria trindade como um todo em capítulos iniciais. uma nova era, a era da graça. No pentecostes aquele
Por estarmos hoje no “período da graça”, que é o grupo de seguidores de Jesus recebeu o Espírito
período que se estende desde o pentecostes até a Santo de uma forma nunca vista deste o pecado de
volta de Jesus para buscar a sua Igreja, falar da ação Adão. O Espírito Santo veio até eles e neles fez ha-
do Espírito Santo em nosso mundo é falar da pró- bitação, inaugurando assim a Igreja de Cristo, que é
pria Igreja e falar da mensagem do evangelho. formada por todos, em qualquer época e lugar, que
É plenamente aceito que o livro de “Atos dos Após- um dia creram em Jesus e o receberam como seu
tolos” poderia ser denominado de “Atos do Espírito legítimo Senhor e Salvador, vindo assim a também
Santo”, por descrever não apenas os atos pratica- se tornarem habitação do Espírito Santo de Deus,
dos pelos cristãos no início da Igreja, mas também tendo seus corpos como Templos do Espírito Santo.
as históricas ações do Espírito Santo em favor da
implantação desta Igreja inicialmente em Jerusalém, 00:10-00:55- Debate:
depois em toda a Judéia e em Samaria, e então pelo 1- É possível alguém ser salvo por Jesus mas
mundo afora. não possuir o Espírito Santo? {5 min}
O ato da Salvação em Cristo não é apenas o sim- Resposta: Não, pois no momento em que aceitamos
ples perdão de nossos pecados. Cristo está também a Jesus como Senhor e Salvador, se isto realmente
interessado em agir sobre as demais conseqüênci- aconteceu, somos selados com o Espírito Santo (Ro-
as malignas deste pecado sobre nossas vidas. A manos 8:9; Efésios 1:13 e 4:30).
salvação marca o início do processo da santificação,
que pode ser definida como a progressiva libertação 2- No Antigo Testamento havia pessoas que eram
do egocentrismo e a progressiva capacitação em habitadas pelo Espírito? {7 min}
relacionarmo-nos com nossos semelhantes, especi- Resposta: Não. Antes de Jesus

25º Encontro
almente com os demais cristãos, de forma profun- morrer por nós o Espírito vinha e
da, sem superficialidades e sem máscaras. Enquanto entrava em alguém por um peque-
o aspecto redentor da salvação está relacionado com no período de tempo, mas não ha-
a morte e ressurreição de Cristo, é através do Es- bitava nele (Ezequiel 2:2; 3:24;
pírito Santo que somos capacitados a nos libertar 11:5). Os profetas viam com admi-
de nós mesmos e a desenvolvermos a imagem de ração a promessa do que vivemos
Cristo em nós, o que nos leva a uma vida de humil- em nossos dias (Ezequiel 36:26-27;
dade e de sujeição a Vontade de Deus. Momentos Mateus 11:11).
especiais de nossa vida em que experimentamos
algo como o ápice desta experiência do Espírito e 3- Existem seitas que dizem que
tornamo-nos instrumentos “perfeitos” nas mãos de o Espírito Santo não é uma pes-
Deus, são os momentos em que ficamos “cheios soa, mas sim uma força, ou ain-
do Espírito Santo”. da o braço de Deus. Os textos a
Entretanto, precisamos compreender que o Espírito seguir mostram características
Santo não passou a existir, ou mesmo iniciou sua ou atos relacionados ao Espírito
ação no dia de Pentecostes. O Espírito Santo é Deus, Santo que só são possíveis em
sendo eterno tanto no futuro quanto quando olha- uma pessoa. Leia as passagens
mos para o passado. Ele participou da criação e é e resuma com uma palavra esta
seu autor. Por todo o Antigo Testamento vemos sua característica ou ato. {8 minutos}
ação. Está também presente na geração do “homem Comentário: Distribua os
Jesus” e em toda a sua vida, sendo perceptivelmen- versículos para pessoas diferentes
te presente no batismo de Jesus e durante seu mi- do grupo e peça para
nistério. A ressurreição de Jesus aconteceu através seqüencialmente cada um ler e res-
da ação do Espírito Santo. ponder relativo ao seu versículo

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


25º Encontro
para o grupo. Pergunte aos demais ante do Juiz de toda a Terra, mas o juízo já está
se concordam com a resposta da pes- decretado: aquele que crer em Jesus não será con-
soa que leu. denado, porém aquele que não crer já está conde-
1) Atos 13:2 - Resposta: fala (o Espí- nado (João 16:7-11 e 3:18).
rito falou palavras Suas à igreja lo-
cal) 6- O que o Espírito Santo realiza em prol dos cris-
2) Atos 20:28 - Resposta: Constituir tãos? {10 minutos}
(o Espírito escolheu e ordenou líde- Comentário: Distribua os versículos para pessoas
res) diferentes do grupo e peça para seqüencialmente
3) Romanos 15:30 - Resposta: amor. cada um ler e responder o que a passagem ensina
4) 1 Coríntios 12:11 - Resposta: Von- sobre ações do Espírito Santo em nosso favor. Per-
tade. gunte aos demais se concordam com a resposta da
5) 1 Coríntios 2:10 e 11 - Resposta: pessoa que leu.
Conhecimento (inteligência). 1) João 14:26 – Resposta: Nos ensina a Palavra
6) Tiago 4:5 - Resposta: Ciúme de Deus e nos faz lembrá-la na hora certa.
2) Atos 13:2 e 20:28 – Resposta: Ele escolhe ho-
4- Que milagre o Espírito faz no mens e os separa para a obra.
momento em que passa a habitar 3) Romanos 8:26 – Resposta: Ele intercede por nós.
em nós? {5 min} 4) Romanos 8:14 e Atos 16:6-7 – Resposta: Ele
Resposta: Traz a vida o nosso espíri- nos guia conforme a Vontade de Deus.
to, que estava morto. O ser humano 5) Romanos 14:17 – Resposta: Ele produz alegria
foi criado por Deus para ter um cor- em nós.
po, uma alma e um espírito. Porém, 6) Romanos 15:13 – Resposta: Ele nos enche de
devido a nossa natureza pecamino- esperança nas promessas de Jesus.
sa, estávamos espiritualmente mor- 7) I Coríntios 2:10,14 e 15 - Resposta: O Espírito
tos. Quando aceitamos a Jesus, con- nos dá compreensão das coisas espirituais.
tinuamos a possuir a natureza peca- 8) II Timóteo 1:13 e 14 – Resposta: Nos ajuda a
minosa, devido a qual nossos corpos estão conde- guardar a Palavra de Deus.
nados a morte. Entretanto, no momento em que o
Espírito Santo passa a habitar em nós, nosso espíri- 7- Quando deixamos de lado nossa vontade
to é milagrosamente vivificado (Romanos 8:9-10), e egocêntrica (aquela que procura agradar a si
assim adquirimos uma natureza espiritual que per- mesmo e levar vantagem em tudo) o que é pro-
mite nossa comunhão com Deus através do Espírito duzido naturalmente em nossas vidas pelo Espí-
Santo. A partir deste momento somos capacitados a rito Santo? {3 minutos}
compreender as coisas de Deus, o que antes era Resposta: O amor cristão (I Coríntios 13:4-8a).
algo impossível (1 Coríntios 2:14-15).
8- Como é este “amor cristão”? {3 minutos}
5- Qual a principal tarefa do Espírito Santo junto Resposta: A melhor forma de se definir o “amor cris-
aos descrentes? {4 minutos} tão” é olhar para o exemplo de Jesus. Leia o texto
Resposta: Sua principal tarefa é levá-los a reconhe- de 1 João 3:16-18.
cer que são pecadores, que Deus, através de Jesus,
já providenciou uma forma deles serem justificados
de seus pecados, e que todos irão se apresentar di- 0:55-1:00 - Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender o correto signifi-
cado da palavra “mundo” nas Escrituras.

00:00-00:03- Inicie orando. O cristão e o


00:03-00:10- Introdução ao tema:
Todo e qualquer pecado que o homem pratica é ge-
rado em seu interior, pelos desejos de sua natureza
mundo
pecaminosa, que é egocêntrica.
Entretanto, os objetos de desejo são exteriores, as- não peço que os tire do mundo, mas que os protejais
sim nossa natureza pecaminosa é provocada e fo- do maligno. Assim, a correta compreensão nos per-
mentada por aquilo que nos rodeia, quer sejam pes- mite uma posição que acima de equilibrada, é a po-
soas, idéias ou objetos. sição bíblica.
Estas influências e incentivos ao nosso desejo
egocêntrico e ao nosso orgulho que estão disponí- 00:10-00:50- Debate:
veis no mundo que nos rodeia são muitas vezes de- 1- Leia João 3:16. Qual o significado da palavra
nominados na Bíblia pela palavra “mundo”, como por mundo neste texto e qual deve ser a atitude do
exemplo em 1 João, no capítulo 2, onde somos cristão com relação ao “mundo” neste sentido?
alertados a não amarmos o mundo e nem aquilo que {5 minutos}
ele nos oferece. Resposta: Mundo neste versículo significa o conjun-
Entretanto a palavra mundo possui na Bíblia quatro to de todos os seres humanos que existem neste
significados muito diferentes: planeta, como também ocorre no Salmo 9:8. Com
1) Mundo significa todos os seres humanos que exis- relação ao mundo neste sentido, o cristão deve, como
tem neste planeta. Deus fez conforme João 3:16, amar ao mundo. E
2) Na maior parte das passagens do Velho Testa- por amá-lo, o cristão deve ter o desejo de cumprir a
mento e em algumas do Novo, “mundo” significa o ordem dada por Jesus de levar o evangelho a todos
planeta em que vivemos ou tem o significado do item (Marcos 16:15).
anterior.
3) Mundo também em outros versículos faz referên- 2- Leia Jeremias 10:12. O que significa “mundo”
cia aos diversos grupos sociais em que o cristão está neste texto? {2 minutos}
inserido, sendo sinônimo de “sociedade” ou de “co- Resposta: A palavra mundo aqui sig-
munidade”. nifica o planeta em que vivemos.

26º Encontro
4) A maior parte das vezes em que esta palavra apa-
rece no Novo Testamento tem como sentido o con- 3- Leia João 18:20. Qual o signi-
junto de filosofias, estilos e modos de vida, ideologi- ficado direto da palavra mundo
as, modismos e outras influências que levam o ho- neste texto e qual deve ser a ati-
mem a buscar apenas a satisfação própria, sem le- tude do cristão com relação ao
var em conta a vontade de Deus. “mundo” neste sentido? {6 minu-
Se não compreendermos bem estas diferenças e não tos}
soubermos identificar qual o claro significado do tex- Resposta: A palavra mundo aqui
to, corremos o risco de agir como diversos grupos tem um duplo significado. Ao mes-
religiosos no decorrer da história e mesmo em nos- mo tempo em que traz a idéia de
sos dias, que generalizando o sentido da palavra que Jesus falou para todos ouvi-
mundo como influência maligna ao cristão, acabam rem, no sentido de que não escon-
por isolar-se por completo. deu nada de ninguém, nós perce-
Foi o que aconteceu na idade média no movimento bemos pelo contexto que o “mun-
monástico, em que milhares de cristãos sinceros fo- do” referido é a comunidade em que
ram induzidos a retirarem-se de suas comunidades o homem Jesus estava inserido, a
onde poderiam ser “sal da terra e luz do mundo” e se comunidade judaica, onde, confor-
fecharem em monastérios, na maioria das vezes in- me o texto, falou nas sinagogas e
comunicáveis. Aconteceu também com os “Amishies” no Templo, onde todos os judeus se
e outros grupos, e de forma menos extremada, mas reuniam.
igualmente sectária, acontece hoje em diversas igre- Assim, enquanto a Igreja, ou seja,
jas evangélicas que apesar de não se isolarem fisi- o conjunto de todos os cristãos tem
camente, vivem socialmente isoladas. a responsabilidade de ser luz do
O mundo jaz no maligno, mas Jesus orou ao pai: mundo (Mateus 5:13-16), nós indi-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


26º Encontro
vidualmente temos nossa responsa- ma de agir e pensar de todos aqueles que não tem
bilidade com nossa parcela do mun- temor a Deus, ou seja, a forma dos incrédulos vive-
do, ou seja, nos grupos sociais em rem. Isto não é uma outra interpretação, mas ape-
que estamos inseridos: nossa famí- nas a constatação de que sem a natureza espiritual,
lia, nossa escola ou ambiente de tra- somos levados a nos amoldarmos plenamente aos
balho, nossa vizinhança, nossa cida- padrões do mundo, e há uma tendência em aconte-
de, e assim por diante (veja neste cer o mesmo quando deixamos enfraquecer nossa
sentido 1 coríntios 7:33-34). Assim, natureza espiritual (Romanos 12:2 e II Timóteo 4:10).
onde quer que estejamos inseridos, Quanto ao mundo neste sentido, devemos lutar para
não devemos nos deixar influenciar não sermos seduzidos por suas propostas. Deve-
pela corrupção da sociedade, pelo mos optar pela Vontade de Deus, mesmo quando
contrário, devemos influir nesta soci- nossa natureza pecaminosa nos leva a desejar in-
edade com a luz de Jesus (Filipenses tensamente desobedecê-lo e agir como todos agem
2:14-15). (Tiago 1:27 e Tiago 4:2-4).

4- Leia 1 João 2:15-17. O que sig- 5- Você concorda com a seguinte afirmação: nos-
nifica “mundo” neste texto? {7 mi- sa sociedade considera alguns pecados como
nutos} aceitáveis e até mesmo os estimula e deles se
Resposta: Neste texto, assim como orgulha? {5 minutos}
na maioria das vezes em que a pala- Resposta: Sim existe uma infinidade de pecados que
vra mundo aparece no Novo Testa- são socialmente aceitáveis pelo homem natural (ou
mento, o mundo representa o conjun- seja, pelo não cristão) e pelos seus iguais. Porém
to de ofertas que temos a nossa dis- nenhum deles deve ser considerado normal por quem
posição para satisfação de nossa quer seguir a Jesus, mas sim como algo a ser aban-
natureza pecaminosa e egocêntrica. donado, debaixo de oração e com a capacitação pro-
Também engloba o conjunto de idéi- veniente do Espírito Santo (1 Pedro 1:14-19)
as que, confrontando com a Palavra
de Deus, buscam fazer com que o homem se colo- 6- Em grupos de três pessoas, leia desde Efésios
que no centro de suas atenções e não meça esfor- 4:25 até Efésios 5:5, anotando em uma folha os
ços em uma busca insaciável pela própria felicidade pecados citados pelo texto que normalmente são
através da perseguição de alvos que podem ser coi- considerados normais por nossa sociedade. {15
sas, pessoas ou reconhecimentos, alvos estes que minutos}
quando alcançados são substituídos por novos al-
vos. Enquanto nossa natureza pecaminosa nos leva
a buscar o prazer egocêntrico mesmo que frontal- 00:50-00:55- Reúna todos novamente para que cada
mente contrário a Vontade de Deus, o mundo é que grupo apresente a lista que coletou do texto lido.
oferece as opções para a satisfação destes praze-
res e desejos. Mundo neste sentido vai além disto, 0:55-1:00 - Ore encerrando.
podendo ser corretamente interpretado como a for-

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o que a Bíblia nos
ensina sobre o mal e sobre o maligno.

00:00-00:03- Inicie orando.


O mal, segundo
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Todo e qualquer pecado que o homem pratica é ge-
rado em seu interior pelos desejos de sua natureza
as Escrituras
pecaminosa, que é egocêntrica.
Nem tudo o que desejamos gera o pecado, mas prática do mal e de tudo o que desagrade a Deus,
quando ultrapassamos determinados limites coloca- especialmente impedir a salvação do homem.
dos por Deus e deixamos de lado o domínio próprio, Contudo, a ação do diabo e de seus demônios tem
surge o pecado. seus dias contados. Mas até que Jesus retorne a
Quando dizemos que somos influenciados pelo mun- este mundo para implantar o seu reino milenar, o
do exterior, estamos falando de formas diferentes diabo e seus demônios não economizarão esforços
de influências relacionadas ao fomento de nossa para garantir a condenação do maior número de
natureza pecaminosa: pessoas. Por isto, busca distrair a Igreja desviando-
1) Através do desejo que sentimos pelas coisas dis- a de sua missão prioritária: pregar o evangelho.
poníveis no mundo ao nosso redor, tomamos deci-
sões de acordo com nossas prioridades. E quando 00:10-00:55- Debate:
estes desejos entram em conflito com o que sabe- 1- Como Deus, sendo bondoso, pôde criar um
mos ser a vontade de Deus, surge a tentação. A ten- ser mau como Satanás? {5 minutos}
tação é aquele momento em que temos que decidir Resposta: Deus não criou o diabo em seu estado
pelo pecado ou pela vontade de Deus, conforme o atual. Ele o criou perfeito, sábio e formoso diante de
que, naquele instante, julgamos ser prioridade. Quan- Deus. Um ser poderoso e capaz de tomar decisões
do a vontade de Deus é posta de lado, é gerado o livres. Apesar da Bíblia falar pouco sobre a história
pecado; de Satanás, muitos teólogos olhando para o texto
2) Ao entrar em contato com as pessoas que nos de Ezequiel 28 acreditam que o texto não se refere
rodeiam, por contato direto ou pelos meios de co- apenas ao rei de Tiro. Segundo estes, o rei de Tiro
municação, recebemos influências no nosso modo tipificava Satanás. Assim, o texto refere-se não ape-
de pensar e de agir. E a maior parte desta influência nas a este rei, mas ao próprio dia-
parte de pessoas que não tem temor a Deus, ou de bo, o que explicaria certos adjetivos

27º Encontro
pessoas que conhecem a Deus, mas que se permi- que só caberiam a um ser sobrena-
tem influenciar pelas idéias daqueles que nada têm tural. Segundo estes, os versos 12
a ver com Deus. a 15 de Ezequiel 28 demonstram
3) Situações e circunstâncias em que somos colo- que Satanás foi criado perfeito.
cados que nos levam a fazer escolhas “fáceis” bus-
cando resolver o problema imediato, muitas vezes 2- Se Deus criou o diabo perfei-
de forma contrária à vontade de Deus. to, como ele se tornou mau? {5
Porém, temos que entender que estas formas de minutos}
influência não são aleatórias. Não ocorrem por aca- Resposta: Deus criou o diabo ca-
so. A Palavra de Deus nos revela que existe uma paz de tomar decisões livres, inclu-
inteligência que controla nosso mundo hoje, levan- sive capaz de decidir obedecer ou
do-o a funcionar de forma a afastar o homem de não a Deus. Em um determinado
Deus e com o objetivo de gradativamente deteriorar momento ele se encheu de orgulho,
os valores morais de nossa sociedade e relativizar a e o orgulho o levou a se considerar
ética. igual a Deus e assim merecedor de
Satanás recebe na Bíblia diversos nomes, dentre adoração, levando-o a queda. Isto
eles: diabo (acusador), “inimigo de vossas almas”, é compatível com o que está narra-
tentador, “deus deste século”, maligno, “príncipe des- do em Ezequiel 28:15-19, o que é
te mundo” e “príncipe das potestades do ar”. Não é confirmado por 1 Timóteo 3:6.
uma força ou uma energia, mas sim um ser criado
por Deus como perfeito, mas que veio a se rebelar
contra seu criador. É um ser milenar com conheci-
mento e inteligência muito superior a do homem, que
tem hoje como único objetivo de sua existência a

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


27º Encontro
3- Seria possível que Satanás se ar- estas religiões falam do bem e até de Jesus, mas
rependesse dos seus pecados e se nunca apresentam a mensagem de arrependimento
voltasse para Deus? {5 minutos} e a salvação somente pelo sacrifício de Jesus (2
Resposta: Não. Jesus morreu para Coríntios 4:4).
perdão dos pecados dos homens e
não de anjos e demais seres caídos 6- Satanás vive no inferno? {5 minutos}
(Romanos 5:18). O motivo pelo qual Resposta: Não. Até que Jesus volte para implantar
Deus optou por permitir a salvação seu reino milenar, ele está solto na Terra (Jó 1:7),
dos homens e não permitir aos seres habitando as regiões celestiais (Efésios 6:11-12) e
celestiais caídos esta mesma possi- tendo inclusive acesso a Deus (Jó 1:6).
bilidade não está ao nosso alcance.
A bíblia não trata deste assunto. Há 7- Satanás vê aos cristãos como seus inimigos.
diversas teorias, algumas das quais Isso significa que estamos em risco podendo ser
muito possíveis, mas por não serem destruídos ou dominados por ele a qualquer tem-
afirmadas claramente pela bíblia, ao po? {5 minutos}
menos nesta vida serão sempre ape- Resposta: Não. Apesar dele estar a nossa volta bus-
nas teorias que não poderão ser pro- cando brechas para que possa enredar-nos e assim
vadas (Deuteronômios 29:29). levar-nos a pecar contra Deus e contra nosso irmão
(1 Pedro 5:8), a Palavra de Deus nos mostra que
4- Qual o principal objetivo das es- quando aceitamos a Jesus, ele deixa de ter qual-
tratégias de Satanás contra a igre- quer autoridade sobre a nossa vida, e passamos a
ja? {5 minutos} ter a proteção de Deus sobre nós (1 João 5:18-19 e
Resposta: Seu principal objetivo é João 10:27-29).
quebrar a comunhão dos cristãos,
plantando-lhes raízes de amargura, 8- Satanás está debaixo dos pés da Igreja? Está
pois quando somos unidos, a verda- debaixo de nossos pés? {7 min.}
de de Cristo é revelada (João 17:20- Resposta: Não. Apesar de termos a promessa de
21). Para que não caiamos nas ciladas do inimigo, que no futuro ele será definitivamente derrotado e
em primeiro lugar, não devemos odiar os que nos que nós seremos colocados, juntamente com Cris-
ofendem, mas devemos compreender que seus atos to, em seu lugar no governo deste mundo, isto ainda
de ofensa têm origem não neles mesmos, mas no não aconteceu (Romanos 16:20 e Apocalipse 5:9-
próprio diabo que os está utilizando para que a nos- 10). A Bíblia ensina que não devemos proferir ofen-
sa comunhão seja quebrada (Efésios 6:11-12). Po- sas contra o diabo (Judas 8-10 e 2 Pedro 2:10-12).
rém, caso venhamos a cair, vindo a ofender e a so-
frer ofensa, devemos praticar o perdão real e total, 9- Satanás já foi derrotado ou será derrotado no
pedindo e ofertando o perdão, para que o inimigo futuro? {3 minutos}
não obtenha vantagem desta nossa momentânea Resposta: Ambos. Na cruz ele foi derrotado
derrota (2 Coríntios 2:10-11). (Colossenses 2:15), mas sua derrota será total e
definitiva no futuro, quando perderá todo poder e
5- E como o diabo age contra os descrentes para autoridade que ainda tem (Apocalipse 20:10).
afastá-los de Deus? {5 minutos}
Resposta: Satanás apresenta ao homem falsas reli-
giões, filosofias, ideais ou objetivos de vida que o 0:55-1:00 - Ore encerrando.
afastem de Deus. As falsas religiões muitas vezes
são confirmadas por sinais e prodígios (2
Tessalonicenses 2:9-11). Várias destas religiões pos-
suem o aspecto do “bem”, pois a Bíblia ensina que o
próprio Satanás muitas vezes se faz passar por um
mensageiro de Deus (2 Coríntios 11:14). Porém,

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Levar a uma compreensão
correta da morte física do crente. Motivar o grupo
a uma vida dedicada a obra de Deus sob a certe-
za da iminência da volta de Jesus. O último inimigo:
Comentário: Hoje não leia para o grupo o título e
o objetivo antes de ler a “introdução ao tema”. a morte
00:00-00:03- Inicie orando. 2- O que é melhor para o cristão, morrer ou per-
00:03-00:10- Introdução ao tema: manecer no mundo? {3 minutos}
Hoje iremos tratar de algo extremamente demo- Resposta: Certamente estar com Deus é melhor,
crático. mas enquanto Ele não nos chama, devemos nos
Algo que não distingue idade, raça, sexo, religião, esforçar em fazer Sua vontade e desfrutar do pra-
posição social, ideologia ou conhecimento intelec- zer de fazer a obra de Deus na Terra (Filipenses
tual. 1:21-22).
Algo que em todas as épocas desperta medo e
tristeza mesmo nos homens mais corajosos da 3- Nosso espírito ficará para sempre desligado
humanidade. do corpo? {2 minutos}
Seu poder já foi abalado pela cruz de Cristo, pois Resposta: Não. Um dia ressuscitaremos com no-
para aqueles que seguem a Jesus, sua ação ficou vos corpos (1 Tessalonicenses 4:13-14)
limitada a um curto espaço de tempo.
É algo que possui seus dias contados. Deus re- 4- O fato de recebermos novos corpos signifi-
servou um dia em que será extinta de nossas vi- ca que voltaremos ao mundo através da reen-
das, quando ... carnação conforme a doutrina espírita, por
“... então se cumprirá a palavra que está escrita: A exemplo? {4 minutos}
morte foi tragada pela vitória. Onde está oh morte Resposta: Não. Quando recebermos estes novos
a tua vitória? Onde está oh morte o teu aguilhão?” corpos nunca mais teremos que passar por sofri-
1 Coríntios 15:54b-55. mentos e pela morte (Hebreus 9:27). Além disto,
Aguilhão é uma vara em cuja ponta encontrasse não nos tornaremos outras pes-
uma esfera (bolinha) coberta de agulhas pontiagu- soas e nem ficaremos vagando

28º Encontro
das. Era usada para forçar o boi do carro de boi a ir como fantasmas, mas a seme-
para o destino que se deseja, ou seja, para guiá-lo. lhança da ressurreição de Jesus,
Segundo 1 Coríntios 15:56 o aguilhão que leva o seremos nós mesmos e teremos
homem para a morte é o pecado. O pecado será corpos reais (Lucas 24:36-43).
aniquilado da vida do crente juntamente com a
morte, no mesmo dia e instante: quando Jesus vier 5- O corpo em que ressuscita-
buscar a sua Igreja. Porém, a morte continuará a remos será igual ao nosso atu-
agir neste planeta, com voracidade ainda maior. al? {4 minutos}
Ainda conforme 1 Coríntios 15, após Jesus ven- Resposta: Não. Os corpos em que
cer todas as potestades e principados terrenos e ressuscitaremos serão perfeitos,
espirituais, então ele vencerá em definitivo nosso incorruptíveis (ou seja, não adoe-
último inimigo: a morte. cem nem são propensos ao peca-
do) e muito melhores que os nos-
00:10-00:50- Debate: sos atuais (1 Coríntios 15:35-44).
1- O que acontece quando alguém que aceitou
um dia a Jesus morre? {5 minutos} 6- Vimos que esta ressurreição
Resposta: Quando alguém que um dia aceitou o irá ocorrer quando Jesus vier
Plano de Deus para salvação através de Jesus buscar os seus. O que aconte-
vem a falecer, imediatamente é levado à presen- cerá neste dia com os cristãos
ça de Deus (Eclesiastes 12:7; Lucas 23:43; 2 que estiverem vivos ainda? {5
Coríntios 5:1,6,8). minutos}
Resposta: Irão ser arrebatados, ou
seja, subitamente desaparecerão

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


28º Encontro
deste mundo e instantaneamente 8- O fato de saber que um dia nós teremos cor-
terão seus corpos corruptíveis trans- pos perfeitos que não ficam doentes nem são
formados em corpos incorruptíveis propensos ao pecado traz alguma conseqüên-
(1 Tessalonicenses 4:17 e 1 cia para sua vida hoje? {4 minutos}
Coríntios 15:51-52). Resposta: O fato de que um dia ressuscitaremos
faz com que olhemos menos para nós mesmos
7- Esta vinda de Jesus para nos (nossas deficiências, complexos, carências) e mais
buscar é o mesmo que a chama- para a vontade de Deus, de forma a não se abalar
da “volta de Jesus a Terra”? {7 por circunstâncias, mas mantendo-se firme em
minutos} fazer a obra que Deus designou a cada um na
Resposta: Não. Neste evento nós é Terra para salvação de vidas e edificação de ou-
que iremos ao encontro Dele nos tros irmãos (I Coríntios 15:54-58).
ares (I Tessalonicenses 4:17). Logo
após este evento inicia o período de 9- Se você soubesse que Jesus viria amanhã,
7 anos de grande tribulação e go- o que você faria? {6 minutos}
verno mundial centralizado na pes-
soa do “Anti-Cristo” (Apocalipse Comentário: Dê tempo para que cada
13:5-8). Apenas ao findar destes 7 um pense e responda ao grupo.
anos é que Jesus voltará ao mundo
para estabelecer seu reino na Terra Resposta: Certa vez fizeram esta mesma pergun-
por um período de mil anos (Mateus ta para Moody, um dos maiores evangelistas que
24:29-30 e Apocalipse 20: 4). já existiu, e sua resposta foi: “Eu faria exatamente
o que já planejei fazer”. Será que nós poderíamos
responder o mesmo?!? Leia Mateus 24:42-44.

0:50-0:55- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender o que é a ten-
tação e os meios espirituais de vencê-la. As inúmeras
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
tentações do
Como aprendemos nos estudos anteriores, ape-
sar de ao nos convertermos termos recebido uma
nova natureza, a natureza espiritual, ainda perma-
cristão
necemos com nossa antiga natureza, a natureza res externos. Na Bíblia, Satanás é denominado de
pecaminosa, muitas vezes chamada na Bíblia pelo “tentador” (1 Tessalonicenses 3:5). Dois homens
nome de “natureza carnal”. são apresentados na Bíblia como não possuido-
Esta natureza pecaminosa, estimulada pelas di- res de natureza pecaminosa, e ambos foram ten-
versas influências disponíveis no mundo e iludida tados. O primeiro foi Adão, que ao ser tentado por
pelos enganos do inimigo, deseja continuamente Satanás, veio a cair. O segundo foi Jesus, que ao
tornar-se a motivação de nossos atos e decisões, tornar-se homem, também foi exposto à tentação,
fazendo-nos tomar atitudes egoístas, muitas ve- sendo tentado em todas as coisas, porém sem
zes em detrimento de nosso próximo e da vonta- pecar (Lucas 4:1-2).
de de Deus.
Quando somos expostos a algo que desperta o 2- Como vimos, Jesus foi tentado em todas as
desejo de nossa natureza pecaminosa, somos co- coisas, porém sem pecar. O fato de Jesus ter
locados diante de um dilema: “fazer a vontade de passado por tentação tem algum significado
Deus ou fazer aquilo que queremos devido a nos- prático para nós? {3 min.}
sa natureza carnal, mesmo sabendo ser contrário Resposta: Sim, pois Jesus por conhecer bem nos-
ao que Deus deseja?”. Tanto este dilema como a sas dificuldades, é o intercessor ideal para que
atração que sentimos por aquilo que sabemos ser alcancemos misericórdia diante de Deus quando
contrário a vontade de Deus é chamado de “tenta- caímos em pecado, ou quando em meio à tenta-
ção”. ção, recorremos a Deus em oração. Ele nos com-
preende por completo, não apenas por teoria, mas
A tentação ocorre porque possuímos em nossos por experiência, sendo capaz de
corpos a natureza pecaminosa. Desta forma, quan- compadecer-se de nossas fraque-

29º Encontro
do a Igreja for resgatada e receber corpos zas (Hebreus 4:15-16).
incorruptíveis, estaremos livres permanentemen-
te da tentação. 3- A tentação externa vem ape-
Mas apesar da tentação ser algo normal e comum nas através da ação direta de
a todos os cristãos, é nossa obrigação nos opor- Satanás? {5 minutos}
mos a ela, deixando de lado a nossa vontade pe- Resposta: Infelizmente não. Mui-
caminosa em prol da vontade de Deus. tas vezes pessoas, até mesmo no
Devemos fortalecer nossa natureza espiritual pois meio da igreja local, são utilizadas
a natureza carnal guerreia contra a natureza espi- por Satanás para levar vidas a se
ritual. A Palavra de Deus tem muito a nos dizer afastarem de Deus (Mateus
sobre a tentação, mas o principal é que Deus nos 13:36-41). Segundo Jesus, estas
fornece meios para não cairmos quando passar- pessoas receberão uma maior
mos pela tentação. Não somos mais escravos da condenação, (Mateus 18:6).
carne. Fomos libertos do domínio do pecado.
4- Porque Deus nos faz passar
00:10-00:55- Debate: por tentações? {5 minutos}
1- Se nós não possuíssemos uma natureza pe- Resposta: Deus não nos faz pas-
caminosa, nós não seríamos tentados? {5 mi- sar por tentações. O único caso
nutos} em que a Palavra de Deus regis-
Resposta: Devido a nossa natureza pecaminosa, tra que Deus levou alguém até
estamos constantemente sendo tentados, pois os Satanás para ser tentado se refe-
desejos desta natureza são contrários a vontade re a Jesus (Mateus 4:1), mas
de Deus. Entretanto, a tentação pode vir de fato- como vimos anteriormente, Deus

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


29º Encontro
tinha como propósito que Jesus tuído por outro objetivo. Um exemplo claro disto,
conhecesse experimentalmente, registrado nas Escrituras, se refere a aqueles que
porém sem pecar, as dificuldades assumem o objetivo de tornarem-se ricos (1 Ti-
do homem. A tentação tem origem móteo 6:9-10).
em nossa natureza pecaminosa e
não em Deus (Tiago 1:13-15). 8- Como posso ajudar a um irmão que vem a
cair em tentação e permanece no erro? {5 mi-
5- O que Jesus recomenda que nutos}
façamos para vencermos a ten- Resposta: Em primeiro lugar, devemos orar por
tação? {2 minutos} todos os irmãos, para que fiquem firmes na vonta-
Resposta: Ele nos orienta a vigiar- de de Deus (Colossenses 4:12). Não devemos
mos e orarmos (Mateus 26:41). contender com tal pessoa, mas devemos apresen-
tar a verdade de forma mansa e paciente, na ex-
6- O que significa vigiar? {5 mi- pectativa de que Deus o conduza ao arrependi-
nutos} mento (2 Timóteo 2:24-26 e Gálatas 6:1).
Resposta: A tentação raramente se
apresenta de forma clara. Normal- 9- Qual o objetivo de Satanás em tentar aque-
mente aparenta ser algo inofensi- les que servem a Deus? {5 minutos}
vo, ou até mesmo benéfico, até que Resposta: Seu objetivo é levá-los a serem repro-
ficamos presos em suas redes vados para a obra, impedindo-os de levar o evan-
(Efésios 6:11). Vigiar é estar prepa- gelho aos descrentes e de glorificar a Deus (1
rado, como um soldado em meio a Coríntios 9:27 e 2 Timóteo 2:21).
guerra, sabendo que o inimigo a
qualquer momento tentará enganá- 10- Que consolo encontramos na Bíblia quan-
lo e levá-lo ao pecado. Mais do que do passamos por tentações? {5 min.}
isto, é estar preparado para se des- Resposta: Em primeiro lugar, sabemos que Deus
viar da tentação, e quando não for possível evitá- é quem nos guarda de tropeçar (Judas 24). Sobre
la, não cair nela (Efésios 6:13-18). sua guarda, temos a convicção de que jamais se-
remos tentados acima do que podemos suportar,
7- Como a nossa natureza pecaminosa pode e que Deus, em meio à tentação, sempre provi-
chegar a tomar o controle de nossa vida fazen- denciará um meio para que possamos escapar
do-nos frágeis à tentação? {5 minutos} dela (1 Coríntios 10:12-13).
Resposta: Isto ocorre quando o objetivo de nos-
sas vidas, que deveria ser servir a Deus, é substi- 0:50-0:55- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Aprender a alegrar-se por passar por pro-
vações e como agir quando nelas.

00:00-00:03- Inicie orando.


O cristão e as
00:03-00:10- Introdução ao tema:
O cristão durante sua vida passa por diversas lutas.
Mas ao contrário do que muitos imaginam, algumas
provações
destas lutas não estão relacionadas com a tentação
e o pecado.
Quando a Palavra de Deus se refere à provação, 00:10-00:55- Debate:
está mencionando um tipo de dificuldade que não é
diretamente relacionada com o pecado ou com ten- 1- Em que a provação de um indivíduo pode au-
tação, mas que exige de nós deixarmos de lado nossa xiliar uma igreja local? {7 minutos}
natureza pecaminosa e a nossa maneira habitual de Resposta: A igreja local é composta por pessoas que
agir, para então agirmos conforme a vontade de se declaram seguidores de Jesus. Porém, isto inclui
Deus, pois só assim obteremos vitória espiritual na tanto os salvos como também pessoas que são ape-
área em que estivermos sendo provados. São difi- nas religiosos, sem nunca terem realmente aceitado
culdades permitidas por Deus para nos preparar para a Jesus como Senhor e Salvador pessoal. Durante
sermos vitoriosos em Sua obra, ou se fracassarmos, as provações, observando as atitudes, é que a lide-
para percebermos que áreas necessitamos mudar rança pode distinguir aqueles que estão prontos para
para nos adequarmos ao que Ele deseja. trabalhar na obra e aqueles que, se porventura são
Deus nos permite passar por situações que exigem salvos, certamente ainda não possuem uma fé ma-
de nós uma atitude diferente daquela que o mundo dura (Lucas 8:13, Tiago 1:12 e 1 Pedro 1:6-7).
normalmente pratica. Nossa fidelidade em obede-
cê-lo é que determinará se estamos prontos para 2- Em que a provação nos auxilia em nosso de-
lutas maiores que levarão a maiores vitórias para o senvolvimento espiritual? {7 min.}
Reino de Deus. Resposta: Através da provação reconhecemos nos-
Apesar de não estar diretamente relacionada com a sas fraquezas e dificuldades, e aprendemos a confi-
tentação, é durante a provação que mais somos ten- ar mais em Deus, a vivermos mais na Sua depen-
tados a agir de forma diferente à vontade de Deus. dência. Isto nos torna maduros e íntegros, desta for-
A tentação não tem origem em Deus, mas a prova ma contribuindo para alcançarmos
sim. Deus nos faz passar pela prova não com o ob- a maturidade espiritual (Tiago 1:2-

30º Encontro
jetivo de passarmos pela tentação, mas para obter- 4).
mos vitória em determinada área. É através destas Ao aprendermos a confiar mais em
provas que Deus é glorificado. Mas para a vitória Deus durante a provação, somos
precisamos vencer a tentação. preparados por Ele para o futuro
Paulo e Silas estavam em Filipos pregando o evan- ministério que Ele tem reservado
gelho quando inesperadamente foram acusados in- para nós. Passamos a dar menos
justamente e lançados na prisão. Qual o comporta- importância a nós mesmos e entre-
mento normal nesta circunstância? Não poderíamos gamos a Ele nossas lutas como for-
dizer que eles estariam pecando se ficassem tristes ma de adoração. E neste proces-
e abatidos e tomados pela depressão. Mas não foi o so, aprendemos a confiar toda nos-
que aconteceu com eles. Pelo contrário. Em Atos 16 sa vida nas mãos de Deus para ser-
vemos que eles passaram a noite orando e cantan- mos seus instrumentos, praticando
do louvores a Deus. Qual foi a conseqüência do com- aquilo que Ele deseja e não o que
portamento deles perante esta provação? Deus agiu nós desejamos (1 Pedro 4:12-19).
de forma milagrosa e desta forma o carcereiro e toda
a sua família foram salvos. 3- Existe algum exemplo prático
Hoje se fala muito em evangelho de vitória, mas a na Bíblia que mostra a provação
mensagem que divulgam está mais próxima de um preparando alguém para algo
pensamento positivo mundano do que da verdade maior que enfrentaria no futuro?
escriturística. A verdade é que a verdadeira vitória Cite um exemplo. {6 minutos}
não é aquela que nos acrescenta benefícios pesso- Resposta: Há diversos casos na Bí-
ais, mas aquela que produz frutos para a eternida- blia. Por exemplo, todos já ouviram
de, glorificando a Deus e expandindo o Reino de falar de Davi, o garoto que teve a
Deus. E não é possível falar deste tipo de vitória, coragem de enfrentar, armado ape-
sem falarmos de provação.
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
30º Encontro
nas de uma funda e cinco pedras, um 6- Qual deve ser nossa atitude ao passarmos por
guerreiro experiente e de estatura gi- provações, especialmente aquelas que geram tri-
gante (2m e 90cm), façanha que nin- bulações? {8 minutos}
guém em todo o exército de Israel Resposta: Em primeiro lugar devemos ser pacien-
teve coragem. Por outro lado, pou- tes, confiando que Deus no momento certo irá agir
cos sabem das dificuldades que an- (Romanos 12:12 e João 16:33).
teriormente Davi havia enfrentado Quando somos pacientes e perseverantes, ao final
quando pastoreava o rebanho de ove- da provação vemos o livramento, e ficamos muitas
lhas de sua família. Hora tendo que vezes impressionados com a forma com que Deus
livrar uma ovelha de um leão, hora nos salvou da provação. Isto nos capacita a ter uma
de um urso. Estas experiências an- maior esperança, de forma que quando passamos
teriores, durante a provação, devem pela próxima tribulação, mesmo que maior, somos
ter sido terríveis para o jovem Davi. consolados na esperança, certos de que Deus tem
Porém, elas permitiram que ele com o controle de toda a situação (Romanos 5:3-10).
ousadia se dispusesse a enfrentar o
gigante, o que resultou em glória para 7- Como podemos ajudar aqueles irmãos que
Deus (I Samuel 17:32-37). passam por tribulação? {7 minutos}
Resposta: Em relação a aquilo que está ao nosso
4- Deus nos prova em coisas me- alcance, devemos colaborar (Tiago 2:15-16).
nores antes de nos utilizar em mai- Quanto ao que não depende diretamente de nossa
ores. Se você concorda com isto, ação, devemos orar (2 Coríntios 1:10-11).
como você definiria um princípio Também devemos consolar ao irmão, se for o caso,
bíblico para isto? {3 minutos} de acordo com o que já experimentamos nesta de-
Resposta: Aquele que age correta- terminada área, compartilhando como fomos con-
mente em coisas pequenas tem a solados por Deus (2 Coríntios 1:3-7).
capacidade de estar à frente de coi-
sas maiores (Lucas 16:10). 8- No estudo anterior, vimos que Deus não per-
mite que sejamos tentados além do que pode-
5- Como a igreja local pode utilizar este princí- mos suportar. Isto acontece também com a pro-
pio na escolha de obreiros? {4 min.} vação? {3 minutos}
Resposta: Observando como o possível candidato Resposta: Não. Há casos em que somos provados
age diante das pequenas provações pelas quais pas- acima de nossas forças, sendo-nos necessário bus-
sa em seu cotidiano. Se ele é alguém que age de car forças em Deus para podermos atravessar a pro-
acordo com o que professa. Também experimentan- vação (2 Coríntios 1:8-9).
do os possíveis candidatos a qualquer função em
tarefas menores, antes de nomeá-los para as de 0:50-0:55- Ore encerrando.
maior responsabilidade (1 Timóteo 3:8-10).

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender que a perse-
guição é algo natural na vida do cristão.
O cristão perante
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Enquanto estamos neste mundo, somos a luz do
a perseguição
mundo. Mas o mundo está morto espiritualmente,
vivendo em trevas e amando as trevas.
Exatamente por isto, o cristão que quiser viver pi- 1- Somos filhos do Rei. Assim, se pedirmos com
amente acabará encontrando pessoas que irão se fé e não estivermos em pecado, poderemos
opor a sua maneira de viver, de pensar e de se evitar que a dificuldade venha sobre nossa vida,
portar, pois a maneira do cristão agir expõe à luz ou se vier, podemos fazer com que rapidamen-
as obras que aqueles que estão no mundo prati- te se retire, pela autoridade espiritual que te-
cam em trevas. mos no nome de Jesus. Você concorda com
Assim, além do cristão ter que enfrentar tentações isto? {8 minutos}
no seu dia a dia e ter que se portar de forma fiel e Resposta: Jesus nos disse que no mundo teríamos
digna em meio às provações, o simples fato dele aflições, mas que deveríamos nos consolar pelo fato
encontrar vitória ao passar por estes dois tipos de de que ele venceu o mundo (João 16:33). Esta idéia
exposta acima já era defendida na época da igreja pri-
dificuldades irá gerar a perseguição.
mitiva, mas não tem base bíblica alguma. O apóstolo
Este comportamento reto e digno aos olhos de Paulo chega a ironizar ao falar com pessoas que criam
Deus provoca naturalmente o ódio daqueles que e propagavam esta idéia, como se por serem filhos de
estão nas trevas. Deus eles já estivessem reinando, obtendo de Deus,
Outros poderão perseguir os cristãos pelo simples pelo simples fato de serem cristãos, automaticamente
fato deles serem seguidores de Jesus. a prosperidade financeira e uma vida mansa, sem difi-
É o que acontece em muitos países que proíbem culdades, imunes a qualquer tribulação, doença ou
o cristianismo. perseguição (1 Coríntios 4:6-13 e 1 Timóteo 6:3-10).
Já outros podem perseguir os cristãos por sim- Repare em 1 Coríntios 4:12-13 que a verdadeira medi-
ples ignorância espiritual, por acharem que assim da da espiritualidade não é deixar de passar por difi-
estarão agindo de acordo com o que Deus dese- culdades, mas está relacionada com
a forma como nos portamos ao pas-
ja.
samos pelas tribulações.

31º Encontro
O fato é que a perseguição é algo natural na vida
da Igreja. 2- Mas se agirmos com sabedo-
Na Igreja primitiva já havia pessoas que perdiam ria poderemos encontrar for-
suas vidas por amarem a Jesus. Hoje, em vários mas de contornar as situações
países do mundo, há um grande número de pes- de forma a evitarmos a perse-
soas presas simplesmente por serem cristãos. guição. Isto é possível? {5 mi-
Mas mesmo nos países livres, a perseguição está nutos}
presente em formas mais sutis, através do pre- Resposta: Sim, algumas vezes é pos-
conceito e do desprezo que leva os autores da sível. Mas, na maioria das vezes, so-
perseguição a ridicularizarem as idéias defendi- mos tentados a evitarmos a perse-
das por aqueles que se mantém fiéis aos guição abrindo mão de nossa integri-
ensinamentos bíblicos, taxando-os de ignorantes dade. Assim, acabamos nos corrom-
e de retrógrados. pendo no processo. Já na igreja pri-
Assim, precisamos estar preparados para defen- mitiva havia pessoas que buscavam
dermos nossa fé, para suportarmos a persegui- dar um “jeitinho” para serem aceitos
ção sem nos corrompermos e a, no meio de tudo pelos incrédulos e assim não serem
perseguidos (Gálatas 6:12). O ho-
isto, testemunharmos de Jesus.
mem mais sábio e justo que já viveu
00:10-00:50- Debate: neste planeta, nosso Senhor Jesus
Cristo, foi perseguido e nos deixou
claro que nós também seríamos per-
seguidos por aqueles que não temem
a Deus (João 15:18-21).

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


31º Encontro
3- Então seguir a Jesus, enquan- 5- Como o cristão deve se portar ao passar por
to estamos neste mundo, é só di- perseguição? {7 minutos}
ficuldades e lutas? Vivemos ape- Resposta: Podemos observar o exemplo do apóstolo
nas no aguardo da vida vindou- Paulo em 1 Coríntios 4:11-13. Também devemos ob-
ra? {3 minutos} servar seu ensinamento registrado em Romanos 12:14
Resposta: Não, a vida cristã nos pro- e 17-21. O apóstolo Pedro nos diz que quando perse-
porciona grandes alegrias nesta vida, guidos por obedecer a Jesus, devemos entregar nos-
a maioria delas derivada dos relacio- sa vida na mão de Deus (1 Pedro 4:19). Por fim, deve-
namentos cristãos e da comunhão com mos acrescer o mandamento de Jesus sobre o assun-
Deus. Mas mesmo quando a Bíblia fala to registrado em Mateus 5:44.
destas alegrias que usufruímos nesta
vida, ela faz a ressalva de que mesmo 6- Como devemos nos sentir ao passarmos pela
assim passaríamos por perseguições perseguição? {5 minutos}
(Marcos 10:28-30). Resposta: Devemos nos alegrar pelo fato de sermos con-
siderados por Deus dignos de ser perseguidos por cau-
4- Mas eu conheço diversas pes- sa de Jesus (Mat. 5:10-12, Atos 5:40-42 e 1 Pe 4:12-14).
soas que são cristãs há muitos
anos e nunca passaram por qual- 7- Toda perseguição é motivo de alegria e hon-
quer tipo de perseguição. Como ra? {3 minutos}
isto é possível? {5 minutos} Resposta: Não, somente quando somos perseguidos
Resposta: Na vida cristã, cada caso é por obedecer a Jesus (1 Pedro 4:15-16).
um caso. Não devemos julgar nosso
irmão (Tiago 4:11-12). Nem sequer 8- Existe algum caso em que a perseguição,
conhecemos totalmente a vida de nos- ao invés de atrapalhar, ajudou na pregação do
so irmão para afirmarmos categorica- evangelho? {4 min}
mente que ele nunca foi perseguido por Resposta: Sim, muitos. A história registra uma frase dita
agir como cristão. Deus trata cada um a época da perseguição romana aos cristãos, quando
da forma que lhe convém. Existe uma possibilidade milhares foram entregues a morte por serem cristãos.
que se deduz de um texto bíblico que deve ser encara- Alguém a época, observando que a perseguição ao in-
do com cautela sem julgar ninguém, pois, como visto, vés de aniquilar os cristãos estava promovendo o cristia-
não nos cabe este papel. Está relacionado ao fato de nismo, disse a celebre frase: “O sangue dos mártires é a
que a palavra diz que todos os que desejarem viver semente do cristianismo”. Também, a igreja de Jerusa-
piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos (2 lém, que havia se acomodado em Jerusalém e deixado
Timóteo 3:10-12). Assim se deduz que se alguém não de cumprir o mandamento de Jesus de ir pelo mundo e
desejar viver desta forma, preferindo se amoldar aos pregar o evangelho, precisou passar pela perseguição
padrões do mundo, não irá passar por perseguição, ou para começar a obedecer esta ordem (Atos 8:1-4).
ao menos não há a obrigatoriedade disto.
0:50-0:55- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Capacitar a cada um a avaliar se a tribu-
lação pela qual passa é uma provação, persegui-
ção ou disciplina de Deus. Caso disciplina, identi-
ficar o pecado e arrepender-se.
O cristão e a
00:00-00:03- Inicie orando. disciplina divina
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Além de lutarmos contra a tentação, passarmos
por provações e enfrentarmos perseguições, há
ainda ao menos um motivo pelo qual passamos 00:10-00:55- Debate:
por dificuldades: quando somos disciplinados por 1- Por que Deus nos disciplina quando persis-
Deus. timos no pecado? {5 minutos}
A disciplina de Deus é similar a disciplina de um Resposta: Por que ele nos ama e deseja que se-
pai que quer corrigir um filho. Ela ocorre quando é jamos santos (Provérbios 3:11-12 e Apocalipse
necessário que abandonemos um pecado ou um 3:19).
modo de agir contrário ao padrão de Deus, espe-
cialmente após termos nos acostumado com o 2- O objetivo da disciplina de Deus é nos casti-
pecado ou modo de agir, a ponto de cauterizar- gar pelos nossos pecados? {8 min.}
mos nossa consciência, não encarando mais o Resposta: Não. O único castigo requerido de nós
pecado como pecado. Muitos cristãos vivem anos por Deus é o que foi lançado sobre Jesus para o
sendo disciplinados por Deus sem abandonar seu perdão dos nossos pecados (Isaías 53:5). O obje-
pecado. Suas vidas acabam refletindo a derrota tivo de Deus é nos levar ao arrependimento para
que vivem no campo espiritual. E muitas vezes assim recebermos do Seu perdão. Durante todo o
estas pessoas não vêem qualquer relação entre período da disciplina, Jesus está próximo a nós,
uma coisa e outra, por terem se acostumado com aguardando que tomemos o passo que irá permi-
o pecado. tir que a comunhão seja restabelecida (Apocalipse
Precisamos estar atentos para que observemos 3:19-20). O objetivo da disciplina é a nossa res-
onde temos falhado. Isto é possível confrontando tauração (Hebreus 12:11-13).
o nosso modo de agir com o que a Bíblia nos ensi-
na. Ore a Deus pedindo que o Espírito Santo lhe 3- Que comparação a Bíblia faz
guie em sua leitura diária para que você possa para compreendermos melhor a

32º Encontro
conhecer o padrão de Deus nas áreas em que você disciplina divina? {3 minutos}
tem falhado. O Espírito Santo confronta o nosso Resposta: Deus compara a disci-
pecado com o ensino das Escrituras e assim nos plina divina à disciplina exercida
leva ao arrependimento. Devemos então confes- por um pai amoroso (Hebreus
sar a Deus o nosso pecado e abandoná-lo para 12:4-7).
assim sair da disciplina, passando a agir confor-
me a Sua vontade. 4- Que consolo temos ao pas-
É interessante observar que alguns pecados são sarmos pela disciplina de
praticados por descrentes por anos, sem que apa- Deus? {3 minutos}
rentemente nada “dê errado”. Mas basta ao cris- Resposta: A certeza de que somos
tão praticá-lo uma vez ou outra, que tudo vem abai- seus filhos e que Ele nos ama
xo. Isto certamente é conseqüência do zelo de (Hebreus 12:8).
Deus, que nos disciplina para nos conduzir à
santificação e manter-nos em comunhão com Ele.
A disciplina é fruto do amor de Deus por nós. O
pecado compromete a nossa comunhão com Deus
e com os nossos irmãos em Cristo. Deus, por nos
amar e desejar intensamente ter comunhão
conosco, traz sobre nós a disciplina, para que as-
sim sejamos levados ao arrependimento e desta
forma sermos restaurados.

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


32º Encontro
5- Como devemos agir durante a so não tem o objetivo de condená-lo e sim de
disciplina de Deus? {7 minutos} restaurá-lo, por isto deve ser feito em mansidão e
Resposta: Devemos nos sujeitar a com amor (Gálatas 6:1-2).
Deus aceitando de bom grado, e
sem rebeldia, sua disciplina, reco- 7- Na Bíblia há registro de que isto tenha acon-
nhecendo diante Dele nosso erro e tecido na igreja primitiva, chegando a ponto do
abandonando o pecado (Hebreus pecador ser entregue à disciplina divina? {5
12:9-10 e Salmo 94:10-12). min.}
Nossa postura deve ser de humil- Resposta: Sim, há dois casos. Um está relatado
dade e de compromisso em aban- em 1 Timóteo 1:19-20. O outro caso está registra-
donar definitivamente o nosso pe- do em 1 Coríntios 5:1-5. Repare que ambos os
cado (Tiago 4:8-10). textos mostram que Satanás é usado por Deus
como instrumento desta disciplina. Deus dá per-
6- Se um irmão em Cristo pecar, missão a Satanás de fazer aquilo que ele, por nos
que devo fazer. Devo apenas odiar, sempre quis fazer mas não podia por que
aguardar que Deus o discipline? Deus o impedia.
{5 minutos}
Resposta: Não. A Palavra nos ori- 8- Em algum destes casos houve restauração?
enta a exortá-lo a sós. Se ele se {5 minutos}
arrepender, perdoe-lhe e não leve Resposta: Sim, no caso de Corinto lemos em 2
o assunto a terceiros. Caso ele re- Coríntios que ele se arrependeu e voltou a comu-
jeite esta exortação, então devemos nhão, sendo inclusive necessário que Paulo des-
levar duas ou três testemunhas para se orientação para que aquela igreja o recebesse
novamente exortá-lo, e caso se ar- corretamente, sem desprezo, para que ele assim
rependa, não devemos dar mais pudesse ser totalmente restaurado (2 Coríntios 2:4-
nenhum passo, estará tudo resolvi- 11). Quanto ao outro caso, registrado em 1 Timó-
do. Entretanto, caso contrário, devemos levar o teo, não há nenhum registro.
assunto a Igreja (apresentando o ocorrido à lide-
rança que representa esta igreja), que então de- 9- Qual a importância de aprendermos sobre a
verá exortá-lo com o fim de restaurá-lo. Contudo, disciplina divina se não temos a intenção de
se ele ainda assim rejeitar a exortação, então nem nos entregarmos ao pecado? {4 minutos}
você nem a igreja têm qualquer responsabilidade Resposta: Porque a simples consciência de que
sobre ele. Ele deve ser tratado como um descren- ela existe nos leva a temer a Deus e assim agir
te: não com desprezo, nem o proibindo de partici- com mais sabedoria (Salmo 111:10). Além disto,
par dos cultos, mas da mesma forma que trata- somos pecadores e propensos ao pecado, assim,
mos os descrentes que nos visitam, não lhe dan- não devemos jamais subestimar nossa capacida-
do qualquer função no corpo local, nem manten- de de pecar (1 Coríntios 10:12).
do comunhão fraterna (Mateus 18:15-17). Se ele
for realmente salvo em Jesus, Deus permitirá que
venha sobre ele a disciplina com a finalidade de 0:55-1:00- Ore encerrando.
restaurá-lo. É importante frisar que todo o proces-

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender a nossa respon-
sabilidade perante a obra de Deus.

00:00-00:03- Inicie orando.


O Tribunal de
00:03-00:10- Introdução ao tema:
A Palavra de Deus nos ensina que o temor do
Cristo
Senhor é o princípio da sabedoria. Nós, como fi-
lhos de Deus, não estamos sujeitos ao inferno, e
não obedecemos a Deus por este temor como conhecer a Jesus. Lá sentirão falta dos amigos de
ocorre em algumas religiões. fim de semana, dos colegas de trabalho, e para
A Palavra de Deus nos ensina ainda que a verda- maior tristeza de muitos, seus entes queridos. To-
deira motivação para a obediência a Deus é o amor dos negligenciados por vidas que colocaram o
de Jesus, demonstrado na cruz do Calvário. Em 2 Reino de Deus em segundo plano, e correram atrás
Coríntios 5 está registrado que o amor de Cristo é de objetivos antes tão vistosos, mas agora tão fú-
que nos constrange à obediência, pois se ele mor- teis e vazios.
reu por nós, todos morremos juntamente com ele,
e esta vida que agora temos, nos é dada para que 00:10-00:50- Debate:
a vivamos para ele, cumprindo a sua vontade. 1- Que evento irá ocorrer pouco antes do Tri-
Entretanto, nossa natureza pecaminosa, que ain- bunal de Cristo? {7 minutos}
da subsiste em nossos corpos corruptíveis, bata- Resposta: O arrebatamento, quando Jesus virá
lha contra nossa natureza espiritual, que deseja buscar a sua Igreja. Em um único momento, aque-
obedecer a Cristo. Quando pecamos, temos nos- les que morreram com Cristo ressuscitarão em
sa consciência e o Espírito Santo a nos conven- corpos incorruptíveis, e todos os cristãos que esti-
cer do pecado. Quando persistimos no pecado a verem vivos terão seus corpos transformados em
ponto de cauterizar a consciência e apagar a ação corpos também incorruptíveis, que não possuem
do Espírito, Deus por vezes utiliza a Bíblia e nos- natureza pecaminosa, não adoecem e não mor-
sos irmãos em Cristo para nos exortar e nos auxi- rem. Então todos nós juntos iremos ao encontro
liar, através da própria Bíblia, a reconhecermos de Jesus nos ares e estaremos para sempre com
nosso erro para que ocorra em nós a restauração. ele (1 Tessalonicenses 4:16-18 e
Por fim, quando nos mantemos cegos a isto tudo, 1 Coríntios 15:36-42).

33º Encontro
Deus permite que venha sobre nossa vida a disci-
plina, também visando nos restaurar. 2- Quem são aqueles que terão
Mas há um outro motivo pelo qual nós cristãos de- que passar pelo Tribunal de
vemos temer a Deus e desta forma agirmos com Cristo? {3 minutos}
sabedoria no curto período de tempo que temos Resposta: Todos os cristãos ver-
sobre este mundo: todos nós iremos comparecer dadeiros que um dia aceitaram a
perante o Tribunal de Cristo. Jesus como seu Senhor e Salva-
O Tribunal de Cristo está muito mais relacionado dor (2 Coríntios 5:10).
com a nossa obra sobre a Terra do que com peca-
dos, pois estes já foram perdoados na cruz de 3- Que conseqüência traz para
Cristo. O Tribunal de Cristo será o momento em o relacionamento nosso com
que prestaremos contas diante de Cristo de tudo nossos irmãos em Cristo o fato
aquilo que fizemos para o seu reino desde que de sabermos que todos sere-
recebemos a Jesus em nossos corações. Como mos julgados por Deus? {5 mi-
utilizamos os dons e talentos que Ele nos deu. nutos}
Como aproveitamos nossa vida desde o momen- Resposta: A consciência de que
to em que passamos a ser propriedade exclusiva não devemos tomar o papel de
dele, e o que fizemos em prol de seu Reino. Deus julgando nosso irmão em
Muitos naquele dia se alegrarão em prestar con- Cristo. Não podemos menospre-
tas a Cristo. Outros, entretanto, perceberão que zar a obra do irmão por julgar ser
tudo aquilo que valorizaram tanto em vida, não têm ela algo inútil e infrutífero. Temos
qualquer proveito no Reino dos Céus, e que pelas que zelar para não sermos trope-
suas atitudes e negligências, muitos deixaram de ço ao irmão, pois podemos estar

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


33º Encontro
atrapalhando algo levantado por ele passará por sofrimento e constrangimento, pro-
Deus apenas porque não compre- vavelmente por perceber como desperdiçou sua
endemos a visão dada por Deus. vida e as oportunidades dadas por Deus (1
Nosso irmão, assim como nós, irá Coríntios 3:15).
prestar contas a Deus de seus atos
(Romanos 14:10-13 e Tiago 4:11- 8- Mas se alguém não fez a obra que deveria
12). porque não foi orientado, ou porque foi ensi-
nado de forma errada? {4 minutos}
4- Qual o fundamento sobre o Resposta: Por um motivo ou outro, no Tribunal de
qual devemos edificar nossa obra Cristo o estrago já estará feito sem qualquer pos-
a Deus? {3 min.} sibilidade de reparo, entretanto, haverá menor ri-
Resposta: O único fundamento gor para aquele que não conhecia o que Deus
aceitável por Deus é a pessoa de desejava do que para aquele que conhecia mas
Jesus (1 Coríntios 3:11). negligenciou por qualquer motivo. Mas ambos so-
frerão (Lucas 12:47-48).
5- Como será a manifestação da
obra de cada um no Tribunal de 9- De quem é a responsabilidade de ensinar a
Cristo? {4 min.} guardar aquilo que Deus deseja que realizemos
Resposta: Será algo instantâneo, na Terra? {5 minutos}
como quando passamos coisas Resposta: A responsabilidade é daqueles que são
pelo fogo. Muitas destas obras, vis- colocados como discipuladores, como mestres,
tosas e tão valorizadas por nós em sobre os que se convertem a Jesus, e de uma for-
vida, diante da eternidade e da pre- ma genérica, é responsabilidade de toda a igreja
sença de Jesus, se mostrará vazio local (Mateus 28:19-20 e Hebreus 13:17).
e não deixará nada para a eterni-
dade. Será como aquele grande 10- Em vista disto, existem pessoas na Igreja
volume de palha, ou de feno, ou ainda de madeira que serão julgados de forma mais severa? {3
que ao passar pelo fogo, é totalmente consumido, minutos}
não deixando nada. Teremos a consciência ins- Resposta: Sim, aqueles que têm a responsabili-
tantânea de como valorizamos coisas vazias na dade de ensinar os demais (Tiago 3:1).
obra de Deus e em nossas vidas, e deixamos de
lado as coisas verdadeiramente importantes. Por 0:50-1:00- Há algum ministério ou tarefa para o
outro lado, outros terão obras como ouro, prata ou qual Deus tem lhe chamado e que você tem ne-
pedras preciosas, que não se destroem diante do gligenciado? Você tem se dedicado ao Reino
fogo (1 Coríntios 3:12-13). de Deus em primeiro lugar de forma a que, se
Deus ainda não lhe designou um ministério ain-
6- O que acontecerá com aquele cuja obra pas- da, ele possa lhe encontrar preparado?
sar pelo fogo e após isto ainda restar o ouro, Observação: Dê abertura ao grupo para respon-
ou a prata ou pedras preciosas? {3 minutos} der e depois ore pelo que foi compartilhado
Resposta: Este irá receber galardão. Será honra-
do na presença de Jesus (1 Coríntios 3:14).

7- E o que acontecerá com aquele cuja obra for


totalmente consumida, não restando nada? Ele
não entrará no Reino dos Céus? {3 minutos}
Resposta: Este será salvo, mas como que pelo
fogo, o que simboliza que no Tribunal de Cristo

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Aprender os cuidados básicos
para o bom relacionamento cristão. Vigiando pela
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
comunhão cristã
Jesus ao nos dar o novo mandamento, o de nos
amarmos uns aos outros, acrescentou que atra- Parte 1
vés disto as pessoas reconheceriam que somos
seus discípulos: se nos amássemos. Também (Romanos 12:3). A soberba quebra a comunhão e
quando Jesus ora ao Pai, em João 17, ele pede leva à queda (Provérbios 13:10 e 16:18). Por isto,
pela unidade de seus discípulos, para que desta novos convertidos não devem exercer certas fun-
forma o mundo fosse capaz de reconhecer que ções (1 Timóteo 3:6)
Deus o havia enviado.
Assim, podemos perceber a importância da uni- 2- Como podemos evitar o orgulho e manter a
dade cristã, ou seja, da comunhão cristã. Ela está comunhão com os irmãos? {5 min.}
relacionada com o crescimento do Reino de Deus. Resposta: Quando fizermos qualquer coisa no
A medida em que nos amamos, em que temos corpo de Cristo, devemos fazer com o objetivo de
comunhão como igreja, as pessoas reconhecem servir, de favorecer, de edificar aos nossos irmãos.
que realmente foi Deus quem enviou Jesus a este Nossa motivação deve ser o crescimento de nos-
mundo e que nós somos os legítimos discípulos sos irmãos e a satisfação dos interesses deles, e
dele, pessoas aptas a apresentar-lhes o evange- não dos nossos (Filipenses 2:3-4).
lho de Jesus. Nossa atitude ao exercermos nossa função, seja
Exatamente por isto, a comunhão da igreja é a ela qual for, deve ser a mesma de Jesus (Filipenses
mais atacada por Satanás. Não há lugar em que 2:5-8).
mais acontecem mal entendidos e coincidências
reais que levam a situações constrangedoras do 3- No fundo eu me acho sábio, ao menos aci-
que no seio da igreja, no relacionamento entre ir- ma da média, com relação às coisas de Deus.
mãos em Cristo. Eu estou errado em pensar assim? Como devo
Satanás está 24 horas por dia buscando brechas agir? {10 minutos}
para criar ciladas que venham a causar proble- Resposta: Em primeiro lugar, te-

34º Encontro
mas entre irmãos em Cristo e assim envergonhar, mos que reconhecer que apenas
ou ao menos imobilizar, a igreja local, desviando- conhecer a Palavra de Deus não
a de seus verdadeiros objetivos. nos torna sábios. Sábio é aquele
Quando não lutamos contra o pecado e permiti- que pratica a Palavra de Deus
mos a livre manifestação da obra da carne em (Lucas 6:46-49). Há muitos cris-
determinada área de nossa vida, estamos dando tãos que não possuem grandes
munição ao inimigo para aproveitar-se desta nos- conhecimentos bíblicos, mas que
sa deficiência e utilizá-la contra a igreja. demonstram em suas vidas o
O Novo Testamento reserva a maior parte de seus amor de Cristo e a humildade e
livros para prevenir e tratar aquilo que pode cau- disposição em servir que deveria
sar a divisão e a quebra de comunhão na Igreja. ser característica de todos nós. Se
Há diversos conselhos a serem individualmente ao contrário do desejo de servir,
seguidos nesta prevenção. Há também conselhos abrigarmos em nosso coração in-
direcionados coletivamente à Igreja local. Atingir a veja de outros cristãos que sabe-
maturidade cristã não significa deixar de ter pro- mos exercerem sua função melhor
blemas de relacionamento, mas envolve saber li- que nós e ambição egoísta, ou
dar com eles de forma bíblica. seja, o desejo de adquirir a admi-
ração dos demais, esta sabedoria
00:10-00:50- Debate: que pensamos ter não vem de
1- Qual o maior perigo que corremos ao exer- Deus, e deve ser profundo motivo
cermos uma função na igreja? {5 min.} de vergonha e de arrependimen-
Resposta: O de cairmos no pecado do orgulho, to (Tiago 3:13-18).
nos considerando superiores aos demais irmãos Em vista de Efésios 4:11 e 12, per-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


34º Encontro
cebemos que Deus é quem nos dá 5- Que cuidados devemos ter ao discutir diver-
a capacitação para ensinar, com a gências com outros irmãos? {7 min.}
finalidade de edificar aos demais Resposta: Devemos fugir de contendas e ensinar
cristãos. E se é Ele quem estabele- com mansidão (2 Timóteo 2:23-26).
ce, ele poderia ter escolhido qual- De forma alguma podemos deixar que os ânimos
quer um para lhe dar do Seu conhe- se exaltem, colocando para fora o que há de pior
cimento, não havendo nenhum mo- em nossa natureza egocêntrica (Efésios 4:31 e
tivo pessoal para nos gloriarmos dis- Colossenses 3:8-10). Antes, devemos agir com
to (1 Coríntios 4:7). amor e mansidão sincera, dispostos a perdoar
Pelo contrário, nossa preocupação qualquer ofensa que nosso irmão possa vir a co-
não deve ser com a quantidade de meter por discordar de nossa opinião (Efésios 4:32
capacitação que recebemos de e Colossenses 3:11-14).
Deus, mas devemos seriamente
analisar o que é que temos feito em 6- Mas, se o relacionamento com meu irmão
benefício do Reino de Deus com o for abalado, como devo agir? {5 min.}
uso da capacitação que Deus nos Resposta: Se soubermos que nosso irmão tem
deu (Tiago 3:1). Isto vale também algo contra nós, temos a obrigação de ir falar com
para toda e qualquer capacitação ele (Mateus 5:23 e 24). Se ofendemos nosso ir-
que recebemos de Deus. mão devemos procurá-lo e devemos confessar a
ele o nosso pecado pedindo-lhe o perdão, e após
4- Que advertências a Palavra de o perdão, devemos passar um período orando um
Deus nos faz com relação aos pelo outro para que as feridas sejam definitivamen-
cuidados que devemos ter ao fa- te curadas (Tiago 5:16). Por fim, jamais devemos
larmos, mesmo que informalmen- deixar de perdoar a ninguém, pois sabemos que
te, com outras pessoas? {8 min.} Deus nos perdoou de ofensa muito maior (Mateus
Resposta: Em primeiro lugar, a Bí- 6:14-15 e Mateus 18:32-35).
blia nos ensina a zelarmos pelo nosso modo de
falar, não proferindo palavras torpes (Efésios 4:29). 0:50-0:55- Ore encerrando.
Palavras torpes são tanto palavras indecentes
como palavras maldosas que arrasam as pesso-
as. Imagine uma situação: o jovem chega em casa
feliz porque vai passar por um teste para fazer parte
do grupo de louvor da igreja, mas quando conta o
fato, alguém profere logo as palavras que o desa-
nimam:”_ Louvor, você! Mas você não tem nenhu-
ma voz”. Estas também são palavras torpes, tão
malignas quanto qualquer “palavrão”.
Em segundo lugar, a Palavra de Deus nos orienta
a não falarmos o que pensamos, mas aprender-
mos a dominar a nossa língua, pois nossas pala-
vras podem causar grandes estragos (Tiago 1:26
e 3:2-12)

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Aprender os cuidados básicos
para o bom relacionamento cristão. Vigiando pela
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
comunhão cristã
A unidade cristã é algo muito precioso. Custou o
sangue de Jesus. Deus enviou Jesus ao mundo Parte 2
para que o ser humano pudesse ter comunhão com
Ele. Mas ter comunhão com Deus exige de nós a dos, inclusive a nossa.
comunhão com nossos irmãos, pois como ensina Entretanto, a grande dificuldade dos relacionamen-
a Bíblia em 1 João 4:20 e 21: “Se alguém diz: Eu tos na igreja é a enorme diferença entre as pesso-
amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. as que a integram. Na realidade, o único laço que
Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, não liga cada membro é a fé em Jesus, que através da
pode amar a Deus, a quem não viu. E dele temos ação do Espírito Santo nos faz um. Na igreja con-
este mandamento, que quem ama a Deus ame vivem lado a lado pessoas analfabetas e com ní-
também a seu irmão”. vel superior, ricos e pobres, enfim, pessoas que
Quando a Bíblia faz exortações buscando a uni- dificilmente encontraríamos juntos em qualquer
dade da igreja, ela sempre está se referindo a igreja outro local.
local. Isto por dois motivos simples: a Igreja de Contudo, temos em nós todo o potencial para a
Cristo sobre a face da Terra, que reúne todos os comunhão, pois servimos a um mesmo Senhor e
cristãos que um dia aceitaram a Jesus, é única possuímos o Espírito Santo, que é o vínculo da
por natureza. Assim, não é necessário lutar por comunhão, em nossos corações.
sua. A Bíblia só utiliza a palavra “Ekklesia” ao se
referir aos cristãos no sentido da Igreja de Cristo e 00:10-00:50- Debate:
no sentido da igreja local. Assim, vemos Paulo 1- Como devemos nos portar em nossos rela-
exortando à igreja de Filipos a pensar igual entre cionamentos com os irmãos? {6 min.}
eles, e vemos em 1 Coríntios 1:10 exortação simi- Resposta: Precisamos nos esforçar para ver as
lar: “Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor virtudes e talentos de nossos irmãos. Precisamos
Jesus Cristo, que sejais concordes no falar, e que ver neles pessoas preciosas para
não haja dissensões entre vós; antes sejais uni- Deus, que de uma forma ou de

35º Encontro
dos no mesmo pensamento e no mesmo parecer”. outra possuem características im-
Repare que em momento algum Paulo ou qual- portantes ao Corpo de Cristo. Ca-
quer apóstolo exorta uma igreja local a pensar e racterísticas estas que eu não pos-
ter a mesma opinião em tudo que as demais igre- suo, sendo assim superiores a
jas cristãs. Não existia esta imposição e não havia mim, ao menos em alguma deter-
qualquer hierarquia entre igrejas. minada área (Romanos 12:3-5 e
Não existe cristianismo verdadeiro sem que haja Filipenses 2:3-8).
envolvimento no corpo local. Envolvimento é mui-
to mais do que simplesmente ir ao culto domini- 2- Mas na igreja há algumas pes-
cal. Envolvimento significa ter relacionamento em soas que são difíceis! São ima-
amor cristão com os demais membros da igreja turas, ou problemáticas, ou ain-
local. É ter laços de amizade e trabalhar em prol da não tem qualquer tato, ofen-
do fortalecimento destes laços. É ter compromis- dendo aos demais sem pensar
so com a igreja local e sentir-se responsável pela no que falam. Como devo agir
vida espiritual de seus irmãos em Cristo, como está com pessoas deste tipo? {7 mi-
registrado em Hebreus 10:25: “Não deixemos de nutos}
reunir-nos como igreja, segundo o costume de al- Resposta: Pessoas como estas
guns, mas procuremos encorajar-nos uns aos ou- devem ser discipuladas, mas até
tros, ainda mais quando vocês vêem que se apro- atingirem a maturidade cristã pre-
xima o Dia” (NVI). Assim, envolver-se é exortar o cisamos suportá-las de forma
irmão ao compromisso com a igreja local, mas tam- amável. Isto não significa que de-
bém é o permitir ao irmão a liberdade de exortá- vemos apenas ser tolerantes com
lo, sabendo que assim se procede no corpo de elas, mas temos que demonstrar
Cristo por amor, para a edificação espiritual de to- amor por estas pessoas, perdoan-
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
35º Encontro
do suas falhas e reconhecendo que entre você e a pessoa que está irada, de forma
o atual estado em que se encontram que este ato não seja interpretado por ele como
é apenas um rascunho daquilo que um ato de exibicionismo espiritual perante os de-
Deus pretende fazer e irá realizar, mais (Provérbios 21:14).
se esta pessoa for conduzida à
maturidade cristã (Romanos 15:1- 5- E se no processo eu é quem vier a me irar?
2; Efésios 4:1-3 e Colossenses {5 minutos}
3:12-14). Aqui cabe um testemunho Resposta: Caso nos iremos, devemos controlar-
pessoal. Quando me converti, eu nos de forma a dominar a nossa ira, não lhe dan-
era uma destas pessoas de difícil do vazão (Provérbios 29:11). Também não deve-
convivência e poucos amigos. Mas mos fomentar esta ira. Não podemos deixar que
graças à atenção, à exortação em ela se mantenha em nosso coração (Efésios 4:26-
amor e ao exemplo de alguns ir- 27). Devemos suportar e perdoar o nosso irmão,
mãos, Deus transformou completa- como Deus nos perdoou (Colossenses 3:13).
mente meu modo de agir e pensar.
Alguns anos depois fiquei sabendo 6- Se dois irmãos estiverem contendendo so-
que um daqueles irmãos, exata- bre algo particular entre eles, devo me interar
mente o que mais me influiu e deu do que está acontecendo para poder ajudá-los?
atenção para mim, orava a época {4 minutos}
de minha conversão diariamente Resposta: Não, salvo se seu conselho for solicita-
pela minha vida, mas também ora- do (Provérbios 26:17 e 1 Pedro 4:15).
va para que Deus desse forças para
que ele me suportasse, coisa que 7- E se esta contenda não se resolver por eles?
ele tinha imensa dificuldade. Deus Que devem eles fazer? {5 minutos}
não só atendeu as suas orações Resposta: Devem procurar a liderança da igreja
como também nos transformou em para ouvi-los e orientá-los em como agir de forma
grandes amigos. a preservar a comunhão. A liderança poderá in-
clusive julgar, ou designar alguém que tenha ca-
3- Mas como agir quando os ânimos se aque- pacidade para julgar o assunto em pauta, e che-
cem? {7 minutos} gar a uma decisão. Se houver maturidade de am-
Resposta: Devemos fugir das controvérsias tolas bos, o veredicto deve ser respeitado. A Palavra de
e inúteis, mas, quando necessário, expor nossas Deus condena veementemente que abramos pro-
idéias com mansidão, não buscando jamais o con- cesso judicial contra nosso irmão em Cristo (1
vencimento “a força” de ninguém (2 Timóteo 2:23- Coríntios 6:1-8). Nos Estados Unidos já é muito
26). Não devemos fomentar as discussões, mas comum as “Juntas de Conciliação Evangélicas”,
buscar apaziguar os ânimos antes que virem dis- mantidas por diversas igrejas em conjunto. Não
sensões (Provérbios 29:8; Provérbios 15:18). possuem poder legal, mas possuem autoridade
ética e bíblica para buscar conciliá-los e tentar
4- Mas e se eu acabar sendo alvo da ira de al- assim evitar que algum irmão venha a cometer
guém? {6 minutos} pecado recorrendo à justiça secular contra outro
Resposta: Se alguém se dirigir a você de forma irmão.
dura, responda-lhe de forma branda (Provérbios
15:1). Procure em tudo agir com amor e bondade, 0:50-0:55- Ore encerrando.
como convém ao cristão (Romanos 12:17-21).
Tenha iniciativa em atos de bondade, porém tome
o cuidado de praticar estes atos sem que todos
fiquem sabendo; que seja algo feito em particular,

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o padrão de Deus
para o casamento. O casamento
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
segundo as
O casamento é o início ideal da família cristã, que
por sua vez é o principal instrumento criado por Escrituras
Deus para a felicidade do homem e da mulher e a
formação ideal dos filhos, edificando-os diante de estabelecida para nosso próprio bem e para o bem
Deus e dos homens, tornando-os pessoas inte- do Reino de Deus. Seguindo o Seu padrão e a
gras e úteis a Deus e ao semelhante. Sua vontade, descobrimos que apesar dos sacri-
A igreja, para o exercício completo de sua função fícios necessários, Sua vontade é boa, perfeita e
de edificação das vidas espiritualmente e emocio- agradável. É o melhor para nós.
nalmente, precisa reconhecer que hoje há um gran-
de número de famílias que não são compostas pela 00:10-00:50- Debate:
fórmula tradicional marido, mulher e filhos natu- 1- Quem criou o casamento e para que o criou?
rais deste casal. Há um grande número de mães {4 minutos}
que não possuem maridos, há casais que além Resposta: Deus o criou estabelecendo que um
dos filhos que geraram entre si, receberam ao homem e uma mulher vivam juntos em fidelidade
constituir família filhos de outros relacionamentos e amor (Mateus 19:4-6). Ele o criou para nossa
anteriores. Há ainda, pelo grande número atual felicidade (Gênesis. 2:18).
de gravidez em adolescentes, casais que agregam
netos aos filhos, criando-os como filhos. Situações 2- Observando a Bíblia, que evidências encon-
cada vez mais comuns que trazem consigo novos tramos nela da importância do casamento pe-
e grandes desafios, não apenas para estas famíli- rante Deus? {6 minutos}
as, como também para a igreja atual. Resposta: Além do fato já mencionado de que o
Para o cristão comprometido com Deus, o divór- próprio Deus o criou para a nossa felicidade, o
cio não é uma opção. Apesar de ser uma realida- casamento nas Escrituras ocupa um papel de
de, e apesar da responsabilidade da igreja em re- estremo destaque e importância.
ceber, edificar e restaurar as vidas provenientes É usado por Deus como o maior

36º Encontro
de divórcios auxiliando-as em um recomeço, lon- exemplo visível do relacionamen-
ge da igreja está a idéia de fazer apologia ao di- to místico entre Cristo e a Igreja
vórcio. A igreja vê e sempre deverá ver o divórcio (Efésios 5:31-32). É motivo de
como um fracasso, uma triste derrota, como uma honra (Hebreus 13:4). A forma
tragédia sobre a vida de todos os envolvidos. Suas como é conduzido é fator seletivo
marcas acompanharão a todos por toda a vida. para a escolha de um líder cristão
Mas louvado seja Deus por sua graça e seu amor (1 Timóteo 3:2 e 12). A Bíblia está
que é capaz de restaurar, de curar e de proporcio- repleta de conselhos, advertênci-
nar o seu perdão, permitindo um recomeço, espe- as, mandamentos e ensinamentos
cialmente quando o divórcio ocorreu antes da pes- relativos ao casamento e a sua
soa receber a Jesus como seu Senhor e Salva- manutenção.
dor, e assim há uma maior disposição em obede-
cer agora o que Deus deseja para a sua vida. 3- Em que está fundamentado o
Entretanto, ao mesmo tempo em que não pode- casamento segundo o padrão
mos tampar os olhos para a realidade, hoje mais de Deus? {6 min.}
do que nunca precisamos apresentar perante a Resposta: O casamento bíblico é
igreja o padrão de Deus para a família e para a fundamentado no compromisso
instituição do casamento. Precisamos que a Igre- mútuo, firmado diante do juiz de
ja, especialmente os jovens, compreenda que o toda a Terra, “...até que a morte
padrão de Deus é o melhor para nós e para aque- nos separe” (Romanos 7:2-3).
les que amamos. E que no caso específico do ca- Quando temos consciência disto
samento, seguir e lutar pelo padrão de Deus em a única opção que nos resta é a
nossas vidas não é uma opção para o cristão, mas reconciliação. O amor longe de ser
um mandamento de Deus, uma exigência
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
36º Encontro
fundamento passa a ser algo a ser cial respeito (1 Pedro 3:7).
continuamente fomentado, a ser Deus também ordena que tanto o marido como a
perseguido, conquistado e cultiva- mulher deve levar em conta as necessidades e
do. desejos mútuos, e dentre estas necessidades e
Se o temor a Deus e a Sua Palavra desejos, Deus destaca a vida sexual do casal em
guiar nossas vidas e desta forma 1 Coríntios 7:3-4.
nos relacionarmos com nosso côn- Por fim, a Palavra nos ensina que tanto o marido
juge como convém a um casamen- quanto a mulher devem ser fiéis para com seu
to nos moldes bíblicos, o amor sur- cônjuge (Hebreus 13:4).
girá como conseqüência, pois quan-
do amar ao cônjuge como Cristo 6- E as mulheres cristãs casadas com maridos
amou a igreja estiver distante de que não seguem a Jesus, como devem agir?
nossa realidade aparente, resta-nos {3 minutos}
a ordem de reconhecê-lo como “pró- Resposta: Elas devem ser submissas aos seus
ximo” e amá-lo “como a mim mes- maridos e viver de forma a pôr em prática a men-
mo”. Nos momentos de discórdia, sagem do evangelho. Se assim procederem, con-
quando o ódio florescer e o cônju- seguirão ganhar seus maridos para Jesus com
ge estiver mais para inimigo do que seus atos, sem a necessidade sequer de palavras
para próximo, o Senhor não “deixa (1 Pedro 3:1-2).
por menos”: o mandamento proce-
dente da Palavra é “Amai os vos- 7- O desejo de Deus é que todos se casem? {4
sos inimigos...” (Mateus 5:44). minutos}
Assim, quando a única opção é a Resposta: Todos possuem liberdade para se ca-
reconciliação (pois o casamento sar, porém a Palavra de Deus mostra que alguns,
está baseado no compromisso) o para melhor desempenho da obra de Deus, op-
caminho a seguir é o perdão e a tam por não casar. Porém, isto não é colocado a
aceitação do outro com suas falhas e imperfeições ninguém como restrição, ou seja, a qualquer mo-
crendo no poder transformador de Cristo. mento esta pessoa tem a liberdade de casar-se.
Veja I Coríntios 7:32-35.
4- Mas se depois de casados os dois descobri-
rem que não casaram com a pessoa que ima- 8- O que tem provocado o atual aumento dos
ginavam, por que não simplesmente separar? divórcios? Como posso evitar que isto atinja o
{3 minutos} meu casamento? {6 minutos}
Resposta: Porque no casamento ocorre uma união Resposta: A mídia, sobre a direção do inimigo, tem
mística entre o homem e a mulher. Algo que está semeado a idéia de que devemos por tudo e to-
além de nossa compreensão ocorre no mundo dos de lado, e que em primeiro lugar devemos
espiritual pelas mãos do próprio Deus (Mateus buscar a nossa felicidade. Mesmo os cristãos, por
19:4-6). Além disto, nosso compromisso diante de exemplo ao assistirem uma novela, se pegam tor-
Deus é irrevogável (Romanos 7:2). cendo para que alguém largue seu cônjuge e vá
atrás do “grande amor da sua vida”. Não é neces-
5- Como deve ser o relacionamento entre mari- sário ser um grande observador do mundo real
do e mulher segundo o padrão de Deus? {8 para ver como acabam aqueles que crêem neste
minutos} engano diabólico. O cristão precisa tomar cuidado
Resposta: A mulher deve estar sujeita ao seu ma- com aquilo que deixa envolvê-lo (Jeremias 17:9;
rido e o marido deve amá-la como Cristo amou a Marcos 7:21-23 e Provérbios 4:23).
igreja, a ponto de entregar sua vida por ela (Efésios
5:22-25). 0:50-0:55- Ore encerrando.
O marido deve ainda tratar sua esposa com espe-

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer e aplicar o padrão
de Deus em nossos relacionamentos familiares.
Relacionamentos
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
A vida moderna nos proporciona cada vez menos
familiares
tempo para estarmos com os nossos familiares. As-
sim, precisamos saber dar o devido valor ao tempo
que temos em comum, não para preenchê-lo com a andar nos caminhos de Deus (Provérbios 22:6 e
qualquer atividade, mas para buscar e criar momen- Efésios 6:4).
tos em que possamos conversar, abrir nosso cora-
ção, compartilhar dificuldades e temores, enfim, nos 2- Os pais devem disciplinar seus filhos? {4 mi-
relacionar. nutos}
Os filhos precisam de uma forma especial destes Resposta: Sim, caso isto seja feito com amor e com
momentos, destes canais de comunicação. Se não o desejo de produzir mudanças e não com o desejo
obtiverem na família, certamente irão buscá-los em de simplesmente castigar devido a uma raiva mo-
pessoas que dificilmente irão orientá-las conforme o mentânea (Provérbios 29:17 e 13:24).
padrão de Deus. O mesmo acontece com o casal.
A orientação conforme o padrão de Deus não é ape- 3- Como posso saber se, em um caso específico,
nas colocar alguém com conhecimento da Bíblia e devo ou não disciplinar meu filho, ou se apenas
com compromisso com Jesus para ensiná-las. Há tenho vontade de fazê-lo por uma raiva momen-
coisas que apenas são obtidas do relacionamento tânea? {5 minutos}
entre pais e filhos: o equilíbrio emocional da criança, Resposta: Há apenas um caso em que devemos dis-
o amor dos pais, a confiança de ser aceito e socorri- ciplinar nossos filhos: quando há desobediência. E a
do aconteça o que acontecer, o exemplo próximo da criança precisa saber com clareza que irá ser disci-
vida espiritual. É importante compreendermos isto plinada não porque produziu algum dano material,
porque hoje muitos pais têm transferido a responsa- mas que será disciplinada por ter desobedecido (Pro-
bilidade da formação espiritual da criança à profes- vérbios 22:15 e 29:15). Assim, uma criança que es-
sora de escola dominical, a “tia” da escola evangéli- barrou em um vaso e casualmente o derrubou, não
ca, ou adiam o diálogo sobre Jesus para quando a deve e não pode ser castigada. Nós
criança tiver mais idade. adultos às vezes quebramos coisas,

37º Encontro
A responsabilidade espiritual sobre os filhos perten- quanto mais uma criança com me-
ce aos pais. Não há privilégio maior para um pai ou nor coordenação motora. Agora, se
uma mãe que conduzir seus filhos a aceitar a Jesus ela foi proibida de brincar no local
como Senhor e Salvador e ensiná-los a guardar tudo onde está o vaso e desobedeceu,
o que ele nos ensinou e ordenou. Pessoas que fo- nem é necessário que o vaso se
ram corretamente conduzidas no caminho do Senhor quebre, pois a disciplina está liga-
em sua infância possuem muito maior probabilidade da à desobediência e não ao dano
de perseverar no evangelho quando chegam a ado- material.
lescência e a idade adulta. Não me refiro a aquelas
pessoas que apenas freqüentam igreja desde pe- 4- E se este mesmo vaso foi que-
quenas, que “cresceram na igreja”, mas àquelas que brado propositalmente em um
tiveram orientação, exemplo e empenho dos pais em momento de fúria, sem que hou-
sua formação espiritual. vesse nenhuma proibição direta,
Por sua vez, uma criança que é educada conforme como devo proceder? {5 minu-
o padrão de Deus tem maior facilidade de se relaci- tos}
onar com seus pais por toda sua vida. Aprende sua Resposta: O ato de ira é um ato de
responsabilidade e seu papel na família. Reconhece rebeldia e conseqüentemente de
as responsabilidades impostas por Deus e não se desobediência. Entretanto, este é
esquiva delas. um problema mais sério. Os pais,
além da disciplina, precisam
00:10-00:50- Debate: despender maior tempo em diálo-
1- Como os pais devem tratar seus filhos? {4 go para descobrir a causa desta fú-
minutos} ria. Outro princípio aplicável impor-
Resposta: Os pais devem tratar seus filhos com amor tante é que todo dano provocado
e conforme os princípios cristãos. Devem ensiná-los em ira seja cobrado de alguma for-
DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5
37º Encontro
ma, tenha um preço para o autor da capazes sequer de despender alguns minutos em
ira (Provérbios 19:19). É necessário atenção a seus parentes idosos.
que a criança aprenda a dominar sua
ira e aprenda a não permitir que ela 9- Tenho dificuldade de relacionamento com meu
tenha vazão (Provérbios 29:11). pai, ou mãe ou irmão. Como a Bíblia me orienta a
Quanto a pagar o preço, os pais po- proceder? {5 minutos}
dem estipular formas para isto: aba- Resposta: Em primeiro lugar, precisamos reconhe-
ter da mesada se houver, criar tare- cer que isto é algo sério e que precisamos de ajuda
fas a serem feitas em pagamento do para lutarmos contra isto. Procure um cristão madu-
gasto ou ainda desviar o dinheiro que ro, talvez seu pastor ou discipulador, para que ele
seria usado para uma compra já pla- possa lhe aconselhar. Há uma infinidade de possibi-
nejada de algo que a criança deseja. lidades que provocam estas dificuldades e um con-
selheiro poderá ajudá-lo a identificar os princípios
5- Como os filhos devem se relaci- bíblicos cabíveis. Entretanto, alguns conselhos va-
onar com seus pais? {5 minutos} lem para todo e qualquer caso:
Resposta: Os filhos devem tratar seus 1) apresente continuamente este problema que
pais com honra e obediência (Efésios o aflige diante de Deus (Filipenses 4:5-7);
6:1-3 e Colossenses 3:20). 2) esteja disposto a suportar e perdoar, como
Deus nos perdoou (Colossenses 3:13);
6- O que a Bíblia diz sobre pais 3) verifique onde e como você pecou contra esta
necessitados, em especial os ido- pessoa, planeje o momento e o local em que irá
sos? {3 minutos} procurá-la. Vá até esta pessoa e peça perdão pelo
Resposta: A Bíblia é enfática em en- que você fez ou tem feito, e se prontifique a agir de
sinar a total responsabilidade dos fi- forma diferente daqui para frente. Após isto, passe a
lhos para com seus pais necessita- orar para que Deus cure as feridas deste relaciona-
dos, a ponto de Jesus recriminar du- mento (Tiago 5:16). Não mencione os erros e ofen-
ramente pessoas que diziam não po- sas do outro. É você quem está pedindo perdão. Além
der suprir as necessidades dos pais e ainda se des- do mais, conforme lemos em Colossenses, você já
culpavam nas obrigações para com Deus (Marcos se decidiu por perdoar, independente de pedidos de
7:9-13). perdão.

7- E isto se resume apenas as necessidades fi- 10- Qual a decisão mais importante na vida de
nanceiras? {3 minutos} uma família? {3 minutos}
Resposta: Não, a Palavra não trata apenas da área Resposta: Servir a Deus (Josué 24:15).
financeira, mas aborda nossa responsabilidade para
com os cuidados necessários em geral. Isto envolve
tempo, afeto e relacionamento, tão necessários ao 0:50-0:55- Dê abertura para pedidos de oração rela-
ser humano quanto a comida (I Timóteo 5:8). cionados com a área familiar.

8- E quanto aos avós? Também tenho alguma


responsabilidade? {4 minutos}
Resposta: Sim, toda. A vida moderna muitas vezes
nos faz viver longe dos avós e assim vê-los como
estranhos, no entanto a Bíblia nos mostra que so-
mos responsáveis por eles diante de Deus, devendo
sustentá-los quando em necessidade, dar-lhes aten-
ção e amor (I Timóteo 5:3,4 e 8). É interessante como
vemos jovens verbalizarem o desejo de ir pregar o
evangelho em nações distantes, mas que não são

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Levar aos integrantes a avalia-
rem se estão preparados para a vinda de Jesus.

00:00-00:03- Inicie orando.


00:03-00: 07- Introdução ao tema:
Os últimos dias
Em praticamente toda a religião e cultura há uma
idéia relacionada com o final dos tempos, com o
fim do mundo. A Bíblia chama a este período de
“O Dia do Senhor”. A teologia o denomina de “pe- 00:07-00:57- Debate:
ríodo escatológico”. 1- Que evento inicia o período do fim, os últi-
Por toda a história da humanidade surgiram pes- mos dias? {4 minutos}
soas com interpretações particulares das profeci- Resposta: O arrebatamento, quando Jesus virá
as, bíblicas ou não, que arrastaram centenas ou buscar a sua Igreja. Em um único momento, aque-
milhares de pessoas levando-os a crer que os les que morreram com Cristo ressuscitarão em
eventos do fim estavam prestes a ocorrerem. corpos incorruptíveis, e todos os cristãos que esti-
Porém, há uma grande diferença entre a verda- verem vivos terão seus corpos transformados em
deira mensagem da Bíblia e a dos falsos profetas: corpos também incorruptíveis, que não possuem
a mensagem da Palavra de Deus nos apresenta natureza pecaminosa, não adoecem e não mor-
horrores e tribulações, mas traz em si uma men- rem. Então todos nós juntos iremos ao encontro
sagem de Paz e de Esperança. Traz consolo a de Jesus nos ares e estaremos para sempre com
aqueles que crêem em Jesus, certificando que ele (1 Tessalonicenses 4:16-18 e 1 Coríntios 15:36-
Deus nos poupará dos flagelos que cairão sobre o 42).
mundo. Traz esperança para os demais, pois vem
acompanhado de um convite ao arrependimento, 2- Após o arrebatamento, que evento irá inici-
além de mostrar que o período da Grande Tribula- ar? {5 minutos}
ção será acompanhado pela maior ação Resposta: Para aqueles que foram arrebatados,
evangelística que o mundo já viu, atingindo a to- irá iniciar o “Tribunal de Cristo” (2 Coríntios 5:10)
dos os povos e nações. E o principal: este período seguido pelas “Bodas do Cordeiro” (Apocalipse
não será realmente o fim. O mundo ainda passará 19:9).
por um período milenar de Paz e Harmonia sobre Porém, enquanto isto estiver

38º Encontro
o reinado do Senhor Jesus, período em que, pela acontecendo no céu, aqui na Ter-
primeira vez na história da humanidade, haverá ra estará se desenrolando o capí-
justiça para todos. tulo mais terrível da história da hu-
Como foi dito, a mensagem das profecias bíblicas manidade: A Grande Tribulação
é um convite ao arrependimento. Um convite a (Daniel 12:1).
cada ser humano para que se reconcilie com Deus
e assim escape da ira vindoura. 3- Qual a maior esperança do
Conhecer os “eventos escatológicos” nos dá uma cristão quanto ao futuro? {3
melhor dimensão do mundo e da vida. Percebe- minutos}
mos que nossa vida e as coisas que construímos Resposta: A volta de Jesus (Tito
no mundo são muito passageiras. Nossa vida é 2:13).
apenas o começo da eternidade que já recebe-
mos ao aceitar a Jesus como nosso Senhor e Sal- 4- No arrebatamento Jesus vol-
vador. O período em que vivemos é um período tara para buscar todos os cris-
ínfimo diante da eternidade e dos planos de Deus tãos. Isto é o mesmo que a cha-
para nós. Por isto, devemos buscar em primeiro mada “volta de Jesus à Terra”?
lugar o Reino de Deus e aproveitar a vida para {5 minutos}
servirmos da melhor forma possível ao nosso Deus Resposta: Não. O cristão aguar-
e Senhor. da a volta de Jesus para buscá-
lo, quer seja através da morte,
quando sua alma irá para a sua
presença até o dia da ressurrei-
ção, quer seja pelo arrebatamen-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


38º Encontro
to da Igreja. Porém neste evento, o 8- Deus nos deu alguma “dica” de como reco-
arrebatamento, nós é quem iremos nhecer que está chegando a hora em que Je-
ao encontro dele nos ares, (I sus voltará? {4 minutos}
Tessalonicenses 4:17), mas ele não Resposta: Sim, elas estão relatadas na Bíblia. Por
voltará até a Terra, nem será visto. exemplo, Jesus relata uma lista delas em Mateus
Logo após este evento inicia o perí- 24. Cuidado, algumas destas “dicas” (sinais) irão
odo de 7 anos de grande tribulação ocorrer somente no período da Grande Tribulação,
e governo mundial centralizado na após o arrebatamento da igreja (Mateus 24:4-14).
pessoa do “Anti-Cristo” (Apocalipse
13:5-8). Apenas após estes 7 anos 9- Se eu não sei quando Jesus vem para bus-
é que Jesus voltará para estabele- car a sua Igreja, podendo inclusive vir hoje ain-
cer seu reino na Terra por um perí- da, o que eu devo fazer para estar preparado?
odo de mil anos (Apocalipse 20:4). {5 minutos}
Resposta: Devo vigiar para viver uma vida de obe-
5- Lendo Mateus 24:14 é certo diência a sua vontade (Mateus 24:42-44). Além
concluir ser necessário que o disto, devo me certificar de que realmente um dia
evangelho seja pregado a todos aceitei a Jesus como Senhor e Salvador e caso
os povos antes de ocorrer o arre- conclua que não, devo fazê-lo o quanto antes para
batamento? {4 minutos} não receber no “Dia do Senhor” da Sua ira, mas
Resposta: Não, pois o período da sim poder usufruir da plena salvação de Cristo
Grande Tribulação será um perío- Jesus e das bênçãos reservadas aos salvos (I
do de intensa pregação do evange- Tessalonicenses 5:8-9).
lho, podendo assim esta profecia se
cumprir após o arrebatamento, pois 11- O que acontecerá com a igreja quando Je-
o arrebatamento não é “o fim” sus voltar a este mundo? {5 minutos}
(Apocalipse 14:6-7). Resposta: Viremos com ele e reinaremos juntos
por mil anos (Zacarias 14:4-9). Também aqueles
6- Quando Jesus voltar para implantar seu rei- que aceitaram a Jesus durante a tribulação, rei-
no, quem o verá? {4 minutos} narão com ele (Apocalípse 20:4). Como será isto
Resposta: Todos os moradores da Terra (Mateus e o que faremos após o milênio não sabemos, mas
24:30-31 e Apocalipse 1:7). é certo que será magnífico (1 Coríntios 2:9).

7- É possível saber o dia exato em que Jesus 12- Diante desta tremenda promessa, como
voltará para nos levar? {6 minutos} deve ser a sua vida enquanto aguarda Jesus
Resposta: Não. Durante séculos muitos (alguns voltar? {5 minutos}
loucos, outros desconhecedores da Palavra de Resposta: Minha vida deve ser dedicada a obra
Deus) tentaram prever o dia e até mesmo o horá- de Deus em todas as áreas que a compõem, quer
rio da volta de Jesus. Porém, o mesmo Jesus ad- seja onde estudo ou trabalho, quer seja na minha
vertiu que isto é impossível e que nem mesmo Ele vizinhança ou na família, quer seja na igreja ou no
no período em que estava aqui na Terra tinha este campo missionário. Devo por de lado todo pecado
conhecimento (Mateus 24:24-27 e Marcos 13:32- e demais coisas que atrapalham o desempenho
37). O arrebatamento ocorrerá como a vinda de desta missão (Tito 2:11-14 e Hebreus 12:1-2).
um ladrão, quando menos se espera e de surpre-
sa (I Tessalonicenses 5:1-3). 0:57-1:00- Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Apresentar os princípios bí-
blicos aplicáveis a nossa vida financeira.

00:00-00:03- Inicie orando.


O Cristão e as
00:03-00:10- Introdução ao tema:
A área financeira do cristão reflete em toda a sua
Finanças
vida: na área espiritual, em seu casamento, em
sua capacidade de decisão, em seu ânimo, em
todo o seu emocional. sobretudo deve haver uma forte decisão em não
A forma como o cristão trata as suas finanças re- entrar em dívidas. Dívidas são uma bola de neve
vela onde está o seu tesouro, e assim conseqüen- que ao final cai sobre nós. Imagine alguém que te-
temente, onde está o seu coração. Isto demons- nha o hábito de pagar apenas os juros, digamos a
tra o que ele realmente ama e a que ou a quem 7% ao mês, como é comum no Brasil. Se a dívida
ele se dispõe a servir. for de R$ 1.000,00, em três anos terá sido pago R$
O cristão maduro compreende que todas as coi- 2.520,00, mantendo-se a dívida intacta. Ao final de
sas nos são dadas por Deus e a Ele tudo perten- cinco anos, ainda haveria os R$ 1.000,00 de dívi-
ce. Somos neste mundo seus representantes e da, porém já teria sido pago um total de R$ 4.200,00.
seus administradores. Agora, se durante três anos não se pagasse nada,
Observemos um grupo de cristãos em situação ao desejar quitar a dívida, seria necessário R$
normal: que não estejam desempregados ou com 11.500,00. Esta é a versão moderna da escravidão,
suas empresas ou negócios passando por gran- e muitos cristãos têm se deixado enredar por ela.
des dificuldades. Alguém com uma renda estável.
Os elementos deste grupo de pessoas que estão 00:10-00:50- Debate:
passando por dificuldades financeiras irão alegar 1- Segundo a Bíblia, qual o principal motivo para
que seu problema é a falta de dinheiro. Mas per- as discussões e brigas entre os cristãos, quer
mita Deus que eles dobrem seus rendimentos e seja na igreja, na família ou em qualquer outro
logo veremos, com toda a certeza, eles novamen- meio? {4 minutos}
te em dificuldade financeira. Isto acontece porque Resposta: O principal motivo é a cobiça. O desejo
o problema não é a falta do dinheiro mas a inca- ardente por coisas nos leva a dei-
pacidade, independente de sua faixa salarial, de xar de lado o domínio próprio.

39º Encontro
adequar o seu padrão de vida aos seus rendimen- Quando desejamos algo que ou-
tos. tros possuem, surge a inveja. A
Já foi o tempo em que o fato de ser cristão trazia a cobiça também nos leva ao orgu-
idéia de seriedade quanto aos compromissos fi- lho. Nos consideramos merecedo-
nanceiros e a certeza de recebimento ao credor. res de algo e isto se torna descul-
Esta mudança de comportamento ocorre pela fal- pa para nossos pecados. O inver-
ta de conhecimento das Escrituras. A Bíblia é en- so da cobiça é a humilde submis-
fática em condenar a falta de pagamento do que são a Deus (Tiago 4:1-10).
devemos. Seu mandamento é claro: “A ninguém
fiqueis a dever coisa alguma ...”. 2- Que ambição tem se transfor-
Graças a esta falta de compreensão, ou da falta mado em “objetivo de vida” da
de orientação quanto à administração de suas fi- grande maioria dos cristãos e
nanças, muitos cristãos têm envergonhado a Cristo assim tem os levado a cair na
e a Igreja, e têm se tornado escravos de seus pro- armadilha do inimigo, trazendo
blemas, a si mesmos se atormentando de dia e de sobre si inúmeros males espiri-
noite. tuais e emocionais? {4 minutos}
Sem orçamento doméstico é impossível adminis- Resposta: O desejo de adquirir ri-
trar o que recebemos. É essencial colocar seus quezas. O “tornar-se rico” coloca-
gastos no papel, para que seja possível uma vi- do como principal objetivo de vida,
são clara de como você está usando o dinheiro. antes do obedecer e servir a Deus
Anote por um mês seus gastos e depois os avalie, (1 Timóteo 6:9-10).
de forma a adequá-los ao seu rendimento. Mas

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


39º Encontro
3- A pobreza é uma maldição? {4 e meticulosamente, de bens de maior valor, como
minutos} eletrodomésticos, carro ou casa, por exemplo.
Resposta: Não. Deus criou tanto o Quando criamos o hábito de parcelar tudo, temos
rico como o pobre (Provérbios 22:2). dificuldade de administrar os valores e datas dos
Deus não nos mede pelas nossas compromissos assumidos. Precisamos pesar bem
posses, mas por nossa integridade se podemos arcar com o compromisso e se o bem
(Provérbios 22:1; 19:1 e 28:6). a ser adquirido é realmente necessário. Há casos
em que a vantagem do parcelamento ou emprés-
4- O desejo de Deus é que todos timo se torna claro, especialmente se através da
os cristãos sejam ricos? {5 minu- aquisição da casa própria estivermos evitando
tos} pagar aluguel, ou se dependermos do veículo para
Resposta: Não. Tanto a riqueza o exercício de nossa atividade profissional. Mas
como a pobreza são desafios para temos que tomar cuidado para que, na ânsia da
o cristão (Provérbios 30:8 e 9; aquisição, não raciocinemos de forma simplista.
Filipenses 4:11-13). Precisamos ser meticulosos ao planejar.

5- Que advertência a Palavra de 7- Deus nos proíbe de sermos fiadores? {4 mi-


Deus nos faz quanto ao nosso nutos}
referencial de valores? Quem são Resposta: Apesar de não proibir, Deus nos
aqueles que o mundo valoriza e desencoraja fortemente (Provérbios 6:1-5 e 17:18).
como devemos agir? {5 min.}
Resposta: A Palavra de Deus nos 8- Em que casos nós poderíamos ser fiadores
adverte que o bom nome é mais de alguém? {3 minutos}
importante do que os bens materi- Resposta: Quando estivermos dispostos e capa-
ais (Provérbios 22:1). O mundo va- citados a pagar a dívida se necessário for, sem
loriza as pessoas por suas posses, que nossa relação com a pessoa a quem fiamos
entretanto, a igreja não deve agir desta forma venha a sofrer qualquer dano. É o caso, por exem-
(Tiago 2:5-9). plo, dos pais que se tornam fiadores dos filhos re-
cém formados em sua aquisição da casa própria
6- Qual sua opinião sobre as compras a pra- ou em seu aluguel (Provérbios 22:26-27).
zo? Há algum princípio Bíblico aplicável para
sabermos como agir corretamente? {5 minu- 9- Qual deve ser a visão do cristão quanto ao
tos} desempenho de sua vida profissional? {6 min.}
Resposta: A maior parte das compras a prazo é Resposta: Devemos fazer tudo como que para o
fruto da pressa em obter o objeto, pressa esta que Senhor (Efésios 6:5-8). É obrigação do cristão
põe de lado o planejamento e que, mesmo quan- esforçar-se por ter um trabalho honesto, para seu
do a compra não é indispensável e urgente, é in- sustento e para que possa socorrer os necessita-
capaz de poupar até ter condição de adquirir (Pro- dos (2 Tessalonicenses 3:11-12 e Efésios 4:28).
vérbios 21:5, Provérbios 28:22 e Lucas 14:28-30).
Penso que deveríamos reservar as prestações
somente para compras, feitas com planejamento 0:50-0:55- Ore encerrando.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Apresentar os princípios bí-
O Cristão e as
blicos aplicáveis a nossa vida financeira.

00:00-00:03- Inicie orando.


00:03-00:10- Introdução ao tema:
Finanças:
Para que possamos corrigir uma vida financeira caóti-
ca, precisamos em primeiro lugar identificar onde es-
tão os problemas que nos levaram a atual situação e
Saindo do caos
que nos têm mantido nela.
Por fim, evite ao máximo o especial do seu cheque. É
Sem orçamento doméstico é impossível administrar o
melhor atrasar contas (se for o caso converse com o
que recebemos. É essencial colocar seus gastos no
credor) do que cair nos juros do especial. O cartão de
papel, para que seja possível uma visão clara de como
crédito é o principal “fura orçamento”. Poucas são as
você está usando o dinheiro. Anote por um mês seus
pessoas capazes de manter o controle de seus gas-
gastos e depois os avalie, de forma a adequá-los ao
tos. Evite-o, ele só deve ser utilizado se os gastos es-
seu rendimento.
tiverem previstos em um orçamento sério, de modo que
Sublinhe aqueles compromissos assumidos com gas-
a fatura seja integralmente paga. Ao primeiro furo, can-
tos “fixos”: dinheiro destinado à obra de Deus, as pres-
cele seu cartão. Não espere a coisa piorar.
tações já adquiridas, aluguel, escola, seguros, faxinei-
ra, água, luz, telefone fixo, telefone celular, internet, tv 00:10-00:50- Debate:
por assinatura, plano de saúde, outros. 1- Qual a principal causa das crises financei-
Separe os valores estimados daqueles gastos corri-
ras dos cristãos? {5 minutos}
queiros: ofertas para a obra, salão de beleza, medica-
Resposta: Não apenas das crises financeiras, mas tam-
mentos, cosméticos, locação de filmes, lazer, viagens,
bém das crises conjugais e nos relacionamentos entre
dentista, vestuário, livros e cds, combustível, manuten-
irmãos. A cobiça nos leva a desejar coisas acima de
ção de veículo, manutenções da casa, etc...
tudo e de todos. Quando não conseguimos, coloca-
Determine um valor a ser gasto nas compras da casa
mos a culpa nos outros (Tiago 4:1-5; Provérbios 28:22
(alimentação, higiene, material de limpeza, etc...). Re-
e 25).
serve uma quantia para os produtos que precisam ser
adquiridos aos poucos, como frutas e verduras, por
2- Que advertência a Palavra de Deus apresen-
exemplo. Quando for para o supermercado, vá com
uma lista do que você precisa e não ceda à tentação ta contra a falta de iniciativa de
de levar outros itens que comprometam o orçamento. alguns irmãos que não se esfor-

40º Encontro
Leve papel, caneta e uma calculadora ao mercado para çam em correr atrás de um tra-
ter certeza de que não terá surpresa no caixa. balho? {8 minutos}
Se ao final do planejamento do seu orçamento você Resposta: Certo é que em tempos de
chegar a conclusão de que o que você recebe não será crise financeira sobre não apenas o
capaz de pagar tudo, você terá que tomar uma deci- nosso país, mas sobre todo o mun-
são séria agora: fazer cortes, mesmo que signifiquem do, o desemprego acaba por atingir
a alteração de seu padrão de vida. Reúna a família, a todo tipo de pessoa, mesmo aos
orem juntos e faça com que todos compreendam a melhores profissionais, mesmo aos
seriedade da situação, pois se não houver o mais esforçados e dedicados. Entre-
envolvimento de todos, não será possível sair da crise. tanto, o cristão deve colocar seus
Não adianta fazer cortes que irão “talvez” permitir que olhos em Deus e persistir na procura
o orçamento se adeqüe. Faça isto com seriedade: cor- de um emprego ou de uma oportuni-
te deixando uma folga para os imprevistos. dade de renda e jamais se entregar
Quanto às dívidas, se depois de tudo, fazendo cortes ao desânimo (Provérbios 20:13). Te-
sérios e conscientes, você ainda perceber que não será mos que ter a disposição de diligen-
possível honrar os pagamentos compromissados, pro- temente procurarmos ocupação (2
cure seus credores e negocie parcelas que possam se Tessalonicenses 3:11-12). Quando
adequar ao seu orçamento. Não fuja dos credores, isto nos entregamos ao desânimo, dei-
só piorará a situação. O diálogo é a melhor solução. xando a preguiça tomar conta de nós,
Se você possuir bens, reflita seriamente na possibili- ao invés de descansarmos, iremos
dade de se desfazer deles para se livrar das dívidas. nos sentir cada vez mais cansados e
Será quase impossível que eles se valorizem mais do sonolentos (Provérbios 6:6-11 e Pro-
que as suas dívidas irão crescer. Mas um aviso: cuida- vérbios 19:15). Por fim, quando a pre-
do para não adquirir dividas novas, a juros maiores, guiça toma conta, achamos motivos
para quitar dívidas já existentes. Isto é loucura. para não termos iniciativas (Provér-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


40º Encontro
bios 26:13-15). O preguiçoso passa a 5- E qual a advertência que a Palavra de Deus
se considerar mais esperto que os ou- nos apresenta quanto ao abuso dos “prazeres
tros que estão perdendo tempo corren- da vida”? {5 minutos}
do atrás de onde ele “sabe que não Resposta: Deus não condena que provemos e usu-
adianta”, ou onde “só entra com pisto-
fruamos das coisas prazerosas que Ele nos per-
lão” (Provérbios 26:16).
mite ter (Eclesiastes 3:12-13). Entretanto, estas
3- E quanto a aqueles que já têm coisas não devem tomar o lugar de Deus, e nem
alguma ocupação? Estes também devem interferir, atrapalhar em nossa vida profis-
precisam lutar contra a preguiça? sional, mas como diz no verso 13 do texto lido,
Por que? {7 minutos} são recompensas do nosso trabalho, e não subs-
Resposta: A Palavra de Deus nos ensi- titutos (Provérbios 21:17 e 23:20-21).
na a sermos diligentes, a sermos es-
forçados, em todo o nosso trabalho, 6- Qual a melhor forma para eu adquirir algo
quer sejamos empregados ou quer tra- que desejo ou preciso, sem que isto venha a
balhemos para si mesmos (Efésios 6:5- se transformar em um problema financeiro no
7; Provérbios 12:11; 24:30-34; 27:23- futuro? {5 minutos}
27).
Resposta: Caso eu opte por adquirir a prestação,
4- Que advertência a Bíblia faz devo seriamente avaliar se há sobra em meu or-
contra aqueles que vivem falan- çamento para que eu arque com as parcelas, não
do de planos “para ganhar muito deixando que esta avaliação seja influída pela pres-
dinheiro” mas que nunca colo- sa em adquirir (Provérbios 21:5 e Lucas 14:28-
cam a mão na massa? {5 minu- 30). Porém a melhor forma é planejar e poupar
tos} até ter o valor necessário para fazer a aquisição
Resposta: A Bíblia em todos os as- (Provérbios 30:25). Muitas vezes ouvimos pesso-
suntos apresenta sempre um equi- as se precipitarem em prestações alegando que
líbrio. Assim tanto ela condena não sobra dinheiro para elas pouparem. Porém,
aqueles que colocam o desejo de enriquecer como se não conseguem poupar, como conseguirão
centro motriz de suas vidas (1 Timóteo 6:9-10), pagar as prestações?
como condena o preguiçoso por não ter qualquer
iniciativa para melhorar sua situação. Porém há 7- Na área financeira, qual deve ser a principal
um outro tipo de preguiça menos perceptível, que preocupação do cristão? {5 minutos}
mescla a preguiça com o desejo de tornar-se rico, Resposta: A honestidade. Isto se traduz no desejo
sem porém atingir um equilíbrio, mas sim criando de não ficar devendo nada a ninguém e de pre-
uma deformidade ainda maior. São pessoas que servar o seu bom nome, dando bom testemunho
agem displicentemente em suas tarefas por so- diante de Deus e dos homens (Romanos 13:8;
nharem com aquela jogada, aquele “negócio da Provérbios 22:1 e 28:6).
China”, aquela idéia que trará rapidamente a ri-
queza. Abandonam ou negligenciam seu ganha 0:50-0:55- Ore encerrando.
pão e ao mesmo tempo não estão realmente dis-
postos a lutar pelos seus sonhos, que muito pro-
vavelmente permanecerão para sempre como so-
nhos vazios, pois este nunca partirá para a prática
diligente de nada (Provérbios 28:19). Muitos des-
tes, se chegam a iniciar sua idéia, nas primeiras
dificuldades, ao invés de trabalhar arduamente e
diligentemente, passam a fazer novos sonhos, pon-
do de lado todo o esforço anteriormente praticado
(Provérbios 13:4 e 11 e Provérbios 14:23).

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Aprender a agir no trabalho, O Cristão e as
como funcionário ou empregador, conforme o padrão
estabelecido por Deus em Sua Palavra.

00:00-00:03- Inicie orando.


Relações de
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Nós cristãos passamos grande parte do nosso tem- trabalho
po trabalhando. Mais tempo do que temos para o
lazer, para a família, para a igreja, e muitas vezes Resposta: Ele se esforça por agir com justiça e hones-
até mais do que temos para dormir. tidade em tudo o que faz; é diligente e dedicado em
Fora parte daqueles que trabalham de forma real- todo seu trabalho; e é prudente em suas decisões e
mente autônoma, todos nós lidamos com situações ações, buscando sabedoria em Deus antes de tomar
diárias envolvendo o relacionamento entre empre- qualquer passo (Provérbios 10:1-6 e Tiago 1:5-7).
gados e empregadores ou chefes. Alguns de nós
somos empregados, outros empregadores e muitas 3- O que a Bíblia fala sobre a forma que devo agir
vezes ambos, pois muitos que trabalham como em- no meu emprego? {8 min.}
pregados costumam contratar, por exemplo, uma Resposta: Na época dos apóstolos, a principal rela-
faxineira para sua casa. ção de trabalho que havia era entre servos e senho-
Obviamente, a Bíblia não poderia deixar de tratar res. Servo significa escravo. Apesar de hoje, por re-
sobre este assunto tão importante para nossas vi- gra, todo o trabalho ser remunerado, os princípios
das. Deus apresenta uma série de mandamentos e do relacionamento entre aqueles que servem e aque-
recomendações que devem nortear o trabalho do les que tem autoridade sobre estes, continuam intei-
cristão, quer como empregado, quer como empre- ramente válidos. A única diferença é que o trabalha-
gador, quer como empresário. dor pode a qualquer momento sair do emprego, en-
Exatamente por gastarmos tanto tempo com o tra- quanto que o servo só deixava seu senhor quando
balho, esta é a área em que nosso verdadeiro cará- era vendido ou quando era capaz de pagar sua re-
ter mais se manifesta. Precisamos estar atentos a missão (1 Coríntios 7:21).
nossa forma de agir em nossas atividades profissio- Assim, enquanto estivermos servindo em um deter-
nais para confrontá-las com o que Deus nos ensina minado emprego, devemos seguir diligentemente to-
em sua Palavra, obtendo assim a correção de nosso dos os princípios que a Palavra apre-
caráter para a glória de Deus. senta aos servos. Sendo obedientes

41º Encontro
Não há lugar onde melhor podemos testemunhar ao que nos é mandado fazer, servin-
com nossos atos de nossa fé em Cristo do que em do de boa vontade, como se estivés-
nossa atividade profissional. Se estivermos realmente semos fazendo nosso trabalho para
alicerçados em Cristo, temos a oportunidade de por Deus. E realmente o fazemos para
em prática a obediência a Deus, experimentando sua Deus, pois nosso trabalho se trans-
boa, perfeita e agradável vontade, e assim sendo forma na remuneração que recebe-
testemunhas a todos da diferença que há entre aque- mos, e quando entregamos a Deus
le que serve de coração a Deus e aquele que se parte deste dinheiro, estamos santifi-
mantém longe dos seus caminhos. cando todo o tempo que gastamos
Além disto, para progredirmos profissionalmente, trabalhando, pois o dinheiro simboli-
precisamos estar livres da disciplina divina, e isto só za o tempo de trabalho. Desta forma,
é possível se conhecermos e praticarmos a Sua von- nosso trabalho, feito inicialmente a
tade em nossa vida profissional. homens, acaba se revertendo em
sustento para a obra de Deus, tornan-
00:10-00:50- Debate: do-se também parte desta obra, ou
1- Qual o primeiro passo para obter sabedoria, seja, quando trabalhamos estamos
inclusive na área financeira? {4 min.} também trabalhando para Deus
Resposta: O primeiro passo é temer a Deus (Pro- (Efésios 6:5-8; Colossenses 3:22-
vérbios 9:10). Só assim podemos alcançar a paz que 23). Além disto, nosso modo de agir
as riquezas são incapazes de comprar (Provérbios testemunha a diferença daqueles que
15:16-17). obedecem a Deus, ou se agimos mal,
nosso modo de agir denigre o nome
2- Quais as principais características de um pro- de Deus e a Igreja de Cristo. Por isso,
fissional segundo o padrão de Deus? {4 min.} devemos deixar de lado nossas von-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


41º Encontro
tades e obedecer para a honra de Deus liderança da igreja, pois a mesma igreja que apresenta
(1 Timóteo 6:1 e Tito 2:9-14). esta doutrina bíblica, deve ser responsável em cumprir
com o que o texto diz quanto a sua responsabilidade
4- Como devo agir se meu chefe em julgar. Chamando as duas partes e ouvindo-os,
ou empregador me trata mal? {6 assim como verificando as provas, devesse buscar um
min.} acordo ou chegar a uma conclusão quanto ao que é
Resposta: Hoje não somos escravos justo. O principal objetivo deve ser a conciliação frater-
e podemos sair de um emprego para na. Nos Estados Unidos já é muito comum as “Juntas
outro. Mas, enquanto estivermos ser- de Conciliação Evangélicas”, mantidas por diversas
vindo em um determinado emprego, igrejas em conjunto. Não possuem poder legal, mas
devemos seguir diligentemente todos possuem autoridade ética e bíblica para buscar conciliá-
os princípios que a Palavra apresen- los e tentar assim evitar que algum irmão venha a co-
ta aos servos, sendo obedientes ao meter pecado recorrendo à justiça secular contra ou-
que nos é mandado fazer, servindo tro irmão. Se uma das partes não aceitar a decisão da
de boa vontade, como se estivésse- junta, sua igreja deve seguir Mateus 18:15-17.
mos fazendo nosso trabalho para Infelizmente, muitos cristãos trazem muitos males so-
Deus. E isto para todo e qualquer tipo bre suas vidas por amar mais ao dinheiro do que a Deus.
de chefe ou empregador (1 Pedro Esquecem-se que ao decidir pelo dinheiro, desobede-
2:18-24). Sendo fiel durante a prova- cendo a Deus, estão elegendo ao dinheiro como seu
ção, isto será aceito por Deus como Senhor, e negando a Deus (1 Timóteo 6:7-14 e Roma-
oferta agradável (1 Pedro 4:12-16 e nos 6:16).
Romanos 12:14 e 17-21).
7- Como o cristão deve tratar aqueles que traba-
5- Há algum cuidado que devo ter lham para ele? {7 min.}
se o meu empregador for cristão? Resposta: Deve tratar aos seus empregados com
{3 minutos} todo o respeito e sem ameaças (Efésios 6:8-9). Tam-
Resposta: Sim. É comum acontecer bém deve agir de forma justa, sem oprimir ou explo-
que, especialmente quando são irmãos que freqüen- rar ninguém, dando a todos o que lhe é justo
tam a mesma igreja, se confunda a liberdade e a ami- (Colossenses 4:1 e Provérbios 14:31 e 28:20). Aquele
zade que há na igreja, e se tome certas liberdades no que explora os seus trabalhadores em seu salário é
trabalho que não são convenientes, agindo-se com colocado por Deus no mesmo grupo dos feiticeiros,
menor respeito com relação ao irmão empregador, ou dos adúlteros e dos que oprimem órfãos e viúvas
chefe. Isto não deve acontecer, pelo contrário, o cris- (Malaquias 3:5).
tão contratado por outro deve se empenhar ainda mais
(1 Timóteo 6:2).
0:50-0:55- Ore encerrando.
6- E se eu chegar à conclusão que este emprega-
dor que se diz cristão está me lesando em algum
dos meus direitos? Devo procurar a justiça? {8
minutos}
Resposta: Como cristãos, não podemos levar nosso
irmão perante a justiça. Deus condena veemente-
mente que entremos com processo judicial contra
nosso irmão em Cristo (1 Coríntios 6:1-8). Assim,
antes de aceitar o emprego, busque se informar de
todas as condições e regras do trabalho, e pese se
deve, à luz de 1 Coríntios 6, aceitar este emprego. O
trabalhador cristão, ou mesmo o empregador, ao se
sentir seriamente lesado, pode levar sua causa até a

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Aprender a agir nos negócios
conforme o padrão estabelecido por Deus.

00:00-00:03- Inicie orando.


O Cristão e os
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Não há nada mais vergonhoso para a Igreja de Cristo Negócios
do que quando alguém resolve fazer negócio com ou-
tro, confiando nele por identificá-lo como crente em
Jesus, e sofre uma decepção por uma atitude deso-
2- Quais as principais características de um
nesta ou antiprofissional.
Nosso testemunho é analisado pelos de fora da Igreja, profissional segundo o padrão de Deus? {4
muitas vezes mesmo quando não percebemos, e nos- minutos}
sas atitudes falam mais fortemente do que nossas pa- Resposta: Ele se esforça por agir com justiça em tudo
lavras evangelizadoras. o que faz, é diligente e dedicado em todo seu trabalho,
Agir de forma desonesta ou antiética em nossa vida e é prudente em suas decisões e ações, buscando
profissional traz conseqüências graves para nossas sabedoria em Deus antes de tomar qualquer passo
vidas e para os demais que nos rodeiam. (Provérbios 10:1-6 e Tiago 1:5-7).
Quem nunca ouviu uma estória triste de decepção em
3- Como devo agir quando alguém me repre-
algum negócio finalizando com as palavras “_E é cren-
te, hêm!”. ender por algo que fiz no meu serviço, ou em
O mesmo mundo que rejeita o padrão de Deus e zom- um serviço que prestei? {7 minutos}
ba daqueles que obedecem a Jesus, este mesmo mun- Resposta: É sempre desagradável ser repreendido,
do cobra de nós uma atitude de acordo com este pa- mas através da repreensão é que podemos nos aper-
drão. Mas graças a Deus que o contrário também não feiçoar e aprender. Se a pessoa reclamou de algo, é
é raro. Pessoas que são atraídas ao evangelho pela sinal de que ao menos de alguma forma não consegui-
observação da maneira santa de agir de alguns irmãos mos atingir as expectativas que anteriormente gera-
em Cristo. Pessoas que estão mais preocupadas em mos. Temos que analisar onde falhamos, pois se no
agradar a Deus do que em enriquecer. Pessoas dis- que executamos não houve falha, certamente antes
postas a até mesmo terem prejuízo para que o nome da tarefa que sofreu repreenda faltou diálogo para iden-
de Deus seja honrado. tificarmos exatamente o que esta pessoa, seja chefe,
O cristão compromissado com Deus sabe que sua vida patrão ou nosso cliente, estava esperando (Provérbios
tem por objetivo servir a Deus e que o trabalho é ape- 12:1 e 13:18). Devemos ouvir aten-
tamente e evitar falar mais do que o

42º Encontro
nas um instrumento para que isto seja possível. Não
vivemos com o objetivo de obter coisas para nós, mas necessário, respondendo apenas
vivemos para aquele que nos amou e que a si mesmo após ouvir tudo o que a pessoa tem
se entregou por nós. a dizer (Provérbios 5:12-14 e 18:13-
Devemos estar dispostos a seguir o exemplo de Je- 15). Sempre com o cuidado de res-
sus, conforme 2 Coríntios 8 verso 9: “pois conheceis a ponder de forma branda, independen-
graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, que sendo rico, te da forma que a pessoa estiver fa-
por amor de vós se fez pobre, para que pela sua po- lando contigo (Provérbios 15:1).
breza fôsseis enriquecidos”.
4- Para agir de forma honesta,
Sim, somos enriquecidos, não com coisas corruptíveis
como ouro ou prata, mas “Bendito seja o Deus e Pai que cuidados devo tomar ao
de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua comprar ou vender algo? {5 mi-
grande misericórdia, nos regenerou para uma viva es- nutos}
perança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os Resposta: O importante é ser claro e
mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável sincero. Não existem meias verda-
e inalterável reservada nos céus para vós...” (1 Pedro des. Meias verdades são mentiras
1:3-4). completas. Ao vender, não é errado
vender produtos de baixa qualidade,
00:10-00:50- Debate: o que é errado é vender fazendo-o
1- Qual o primeiro passo para obter sabedoria, passar por um produto de melhor
inclusive na área financeira? {4 min.} qualidade do que o é. O mesmo vale
Resposta: O primeiro passo é temer a Deus (Provérbi- na hora de comprar algo. O cristão
os 9:10). Só assim podemos alcançar a paz que as não deve ficar inventando defeitos
riquezas são incapazes de comprar (Provérbios 15:16- para depreciar o preço (Provérbios
17). 20:14). Toda a forma de engano nos
negócios é abominável a Deus (Pro-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


42º Encontro
vérbios 20:23). Deus honra aqueles 7- É verdade que a Bíblia condena emprestar a
que, ao invés de agir como todos fa- juros? {4 minutos}
zem, mantém-se fiéis a Ele sendo jus- Resposta: Não, o que a Bíblia condena é emprestar a
tos na prática de seus negócios (Pro- juros excessivos (Provérbios 28:8). Jesus não conde-
vérbios 11:1 e 28:20 e Salmo 112:5). na o empréstimo a juros, citando-o inclusive em uma
parábola como parte de um procedimento recomendá-
5- É correto esconder um produ- vel (Mateus 25:26-27).
to para forçar o aumento do seu
preço? {3 minutos} 8- O que a Bíblia tem a me dizer sobre se devo
Resposta: Há uma grande diferença ou não estabelecer uma sociedade? {4 minu-
entre segurar um produto esperando o tos}
melhor momento de vendê-lo do que Resposta: A Bíblia apresenta vantagens decorrentes
quando temos a capacidade de gerar de uma boa sociedade (Eclesiastes 4:9-12). Entretan-
uma escassez artificial do produto no to precisamos ter a certeza de que assim como nós,
mercado para encarecê-lo. Este último nossos pretendentes a sócios terão o mesmo propósi-
caso é o que é condenado por Deus to em seguir os princípios bíblicos que nós. Exatamen-
(Provérbios 11:26). te por isto, a sociedade só é permitida por Deus se a
compusermos com outros irmãos em Cristo (2 Coríntios
6- Que princípios bíblicos devo 6:14-16).
seguir ao fazer a escolha de um
produto? Afinal, cada vendedor 9- Que outro cuidado devo tomar em meus ne-
apresenta vantagens para seu gócios para não agir de forma desonesta, de-
produto e deprecia os outros. {4 sagradando assim a Deus? {5 minutos}
min.} Resposta: Em primeiro lugar, devo ser diligente, pro-
Resposta: Em primeiro lugar, devemos curando administrar cuidadosamente as receitas e as
procurar ouvir e questionar diversos despesas, os custos e o cálculo dos preços, não dan-
fornecedores, e não acreditar logo no do passos precipitados (Provérbios 21:5). Isto também
primeiro que conversamos (Provérbi- permitirá que eu cumpra com outro mandamento im-
os 18:17). Em segundo lugar, não devemos dar crédito portante, que deve ser um sério propósito em nosso
a tudo o que nos dizem, mas devemos pesquisar se de coração: o de não ficar devendo nada a ninguém (Ro-
fato é verdade, ligando por exemplo para alguns (mais manos 13:7-8). Enfim, devemos cumprir com tudo o
de um) clientes que utilizam aquele produto (Provérbi- que dissermos (Tiago 5:12).
os 14:15).
0:50-0:55- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Reconhecer a soberania de
Deus, mesmo no caos da Grande Tribulação.

00:00-00:03- Inicie orando.


A Grande
00:03-00:07- Introdução ao tema:
Vivemos atualmente em um período único da his-
Tribulação
tória da humanidade: Todo ser humano que reco-
nhece a Jesus como seu Senhor e Salvador rece-
be, através do Espírito Santo, uma natureza espi- corpos também incorruptíveis. Corpos que não
ritual ao mesmo tempo em que este ser humano possuem natureza pecaminosa, não adoecem e
continua com sua natureza pecaminosa agindo em não morrem. Então todos nós juntos iremos ao
seu corpo. É o chamado “Período da Graça”, perí- encontro de Jesus nos ares (1 Tessalonicenses
odo em que Deus convida a humanidade pecado- 4:16-18 e 1 Coríntios 15:36-42).
ra a se arrepender e a reconciliar-se com Ele, para
que assim, através de Jesus, possa ter comunhão 2- Quem é o personagem que mais nos vem a
espiritual com Ele, e isto apesar de nossa nature- mente quando pensamos no período da Gran-
za pecaminosa permanecer em nós. de Tribulação? {3 minutos}
Isto jamais aconteceu antes da cruz de Cristo e Resposta: O anti-Cristo. Ele fará sinais e prodígi-
após o findar do “Período da Graça” não voltará a os que enganarão as massas, levando-as a ado-
acontecer novamente. Mas uma coisa é certa, o rarem-no. Porém, seus dias estão contados e seu
tempo determinado para este período, o da Graça fim já está decretado, o que acontecerá no dia em
de Deus ao homem, irá se completar. que Jesus voltar a este mundo para implantar o
Quando isto acontecer, o “Período da Graça” dará seu Reino (2 Tessalonicenses 2:3-11).
lugar a um curto mas intenso período denomina-
do de “Período da Grande Tribulação”. Durante 3- O Anti-Cristo agirá sozinho durante a Gran-
este período, todos os males semeados pelo ho- de Tribulação? {3 minutos}
mem e detidos pela misericórdia de Deus terão Resposta: Não. Abaixo dele, além de inúmeros
suas ações liberadas. Será um período de angús- súditos, haverá, diretamente ligados a ele um gru-
tias como nunca jamais houve e nunca jamais vol- po de líderes que comporão uma
tará a acontecer neste planeta. espécie de parlamento com pode-

43º Encontro
Mas mesmo durante este período a misericórdia e res sobre a maior parte da Terra
o amor de Deus estará atuando e resgatando vi- (Daniel 11:36-39). Mas estes se-
das para viverem eternamente com Ele. Ao mes- rão apenas marionetes nas mãos
mo tempo em que será o período de maior tribula- dele. Na realidade, ele governará
ção que o mundo jamais viu, será também um junto com os dois outros elemen-
período de intensa pregação do evangelho, perío- tos da chamada “Trindade Satâ-
do em que todos os povos serão alcançados pela nica”.
mensagem do evangelho.
A mensagem de Deus ao apresentar o chamado 4- Mas, o que é esta “Trindade
“Dia da Ira”, não é uma mensagem de terror, mas Satânica”? {3 minutos}
uma mensagem de esperança, uma prova de que Resposta: Satanás sempre tentou
Deus, mesmo em meio ao caos, tem o controle de tomar o lugar de Deus e imitá-lo.
tudo, e nada acontece sem o seu conhecimento e Neste período em que ele tem
sem a sua ação. permissão de agir livremente, ele
irá também agir imitando a Deus.
00:07-00:57- Debate: Imitando a Trindade, haverá Sa-
1- Que evento marca o início da Grande Tribu- tanás tomando o lugar de Deus, o
lação? {5 minutos} anticristo, no lugar de Cristo, e le-
Resposta: O arrebatamento, quando Jesus virá vando as pessoas a adorarem aos
buscar a sua Igreja. Em um único momento, aque- dois, como o Espírito Santo faz
les que morreram com Cristo ressuscitarão em levando os homens a adorarem ao
corpos incorruptíveis, e todos os cristãos que esti- Pai e ao Filho, haverá o “falso pro-
verem vivos terão seus corpos transformados em feta”. Estes três são designados

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


43º Encontro
na Bíblia como Dragão, Besta e 8- O que acontecerá no meio da Grande Tribu-
Outra Besta, respectivamente Sa- lação? {4 minutos}
tanás, anticristo e o falso profeta Resposta: O anticristo, sob o pretexto de livrar Is-
(Apocalipse 13:3-15). rael destes dois incômodos, deslocará seus exér-
citos para Jerusalém e matará as duas testemu-
5- Quanto tempo irá durar a Gran- nhas, causando alívio e alegria em todo o planeta
de Tribulação? {4 minutos} (Apocalipse 11:7-10). Mas, após três dias, o ines-
Resposta: Ela durará 1 semana de perado acontece (Apocalipse 11:11-13).
anos, ou seja, 7 anos (Daniel 9:27,
12:1). Três anos e meio de falsa paz 9- O que acontecerá contra Israel na metade
e muita prosperidade financeira, e da Grande Tribulação? {5 minutos}
três anos e meio de pragas, cala- Resposta: O anticristo, que colocou seus exérci-
midades, e intensa perseguição aos tos em Jerusalém com o pretexto de ajudá-los
judeus e demais pessoas que se contra as duas testemunhas, poucos dias depois
recusarem a adorar ao anticristo da morte das testemunhas irá romper com a ali-
(Daniel 12:11). ança que havia feito com eles. Ele tomará o poder
sobre Israel e profanará o Templo de Jerusalém,
6- Qual a principal manifestação que naquela época estará reconstruído (Daniel
de Deus durante a Grande Tribu- 9:27 e 11:30-32). Mais do que isto, colocará no
lação? {3 minutos} Templo um robô a sua imagem e obrigará a todos
Resposta: Em Jerusalém haverá a adorarem este robô, causando abominação ao
duas testemunhas que falarão con- povo judeu (Apocalipse 13:15)
tra o anticristo e apontarão a Jesus
como o verdadeiro Messias. Exata- 10- Que resultado isto trará sobre o povo de
mente por falarem contra o Israel? {3 minutos}
anticristo, até então considerado Resposta: Eles perceberão que o anticristo não
aliado de Israel e o grande benfeitor do planeta, poderia ser o Messias prometido, como muitos
estes dois serão odiados e temidos. As duas tes- pensavam e vendo o que aconteceu com as duas
temunhas farão sinais e prodígios durante a pri- testemunhas, crerão em Jesus (Daniel 12:1).
meira metade da Grande Tribulação (Apocalipse
11:3-6). 11- Como será a segunda metade da Grande
Tribulação? {6 minutos}
Resposta: Será um período de intensos sofrimen-
7- Quem são estas duas testemunhas? {5 mi- tos e calamidades (Apocalipse 6:6-8; 16:3, 8-11,
nutos} 18 e 21). Mas será um período de intensa prega-
Resposta: Como o próprio texto lido diz, são duas ção do evangelho, especialmente através da pre-
pessoas que já estavam guardadas por Deus ao gação dos judeus convertidos a Jesus (Apocalipse
tempo da escrita de Apocalipse. Analisando as 14:6-7; 7:4,9 e 14-17).
Escrituras, só podem ser Enoque e Elias (Gênesis
5:24 e 2 Reis 2:11). Deus fez com que eles se 12- Que eventos finalizarão a Grande Tribula-
deslocassem de suas épocas para serem suas ção? {6 minutos}
testemunhas no final dos tempos. São assim dois Resposta: A reunião de todos os povos para a
viajantes do tempo. Foram levados com corpos batalha do Vale do Armagedon, em Israel
mas não receberam corpos incorruptíveis pois a (Apocalipse 16:13-16). Esta batalha será encerra-
Palavra registra que Jesus foi o primeiro a receber da com a volta de Jesus (Zacarias 14:1-9 e 16).
este tipo de corpo. Alguns substituem um dos dois
por Moisés, mas isto estaria em confronto com o 0:57-1:00 - Ore encerrando.
ensino de Hebreus 9:27, pois Moisés já morreu.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o que a Bíblia colo- A responsabilidade
ca como responsabilidade financeira do cristão.

00:00-00:03- Inicie orando.


social do cristão no
00:03-00:10- Introdução ao tema:
O ser humano é um ser sociável. Vivemos em meio a
uso de suas
uma sociedade, sendo cada família uma célula desta
sociedade.
finanças
Não somos responsáveis apenas por nós mesmos.
Apesar de nossa sociedade estar cada vez mais se 3- Eu não moro mais com meus pais. Já cons-
tornando individualista, apenas a visão dos elementos tituí família. A Bíblia me coloca alguma respon-
desta sociedade é que tem se alterado, pois não há sabilidade financeira com relação aos meus
como não sermos influídos pelos demais componen- pais? {4 minutos}
tes desta comunidade. Resposta: Sim. E Jesus ainda condenou alguns que
Nós influímos em nossa família, em nosso local de ensinavam em contrário (Mateus 15:3-8).
estudo ou trabalho, em nossa igreja ou em nosso gru-
po de amigos. Recebemos e provocamos influências. 4- Meus pais e tios não cuidam de minha avó
Nossos hábitos de consumo influem no volume e na que passa dificuldades. Que devo fazer para
forma de produção da indústria e nas escolhas do co- mudar a atitude deles e assim ajudar minha
mércio na aquisição de seu estoque. avó? {3 minutos}
Porém, nossas omissões são as que mais produzem Resposta: Nesta situação, o mais importante a saber
efeitos danosos a esta sociedade. Fechar os olhos às é que, como neto, você também é responsável por seus
necessidades daqueles que estão a nossa volta, dei- avós. Independente de convencê-los ou não, você tam-
xar de cumprir com nossa responsabilidade para com bém é responsável por socorrer seus avós, e Deus irá
nossos familiares, ignorar as dificuldades passadas por cobrar esta responsabilidade de você (1 Timóteo 5:4).
nossos irmãos. Mais do que isto, fingir que as pesso-
as que nos rodeiam todos os dias implorando por uma 5- Existem mais pessoas que devemos nos pre-
esmola simplesmente não existem. ocupar financeiramente? {6 min.}
Quanto a estes últimos, nosso subconsciente cria de- Resposta: Sim, devemos nos preocupar em auxiliar
fesas para proteger a ação de nossa consciência. Acha- os irmãos em Cristo que estiverem passando necessi-
mos explicações, motivos, apontamos as causas da dade (Tiago 2:14-18, 1 João 3:17-18
existência destes, de forma a garantir para nós mes- e Gálatas 6:9-10).

44º Encontro
mos que aqueles são outro tipo de pessoas: pessoas
que não têm nada a ver conosco e que por isto mes- 6- Dentre estes irmãos em Cris-
mo não temos nada a ver com isto. Por vezes, acha- to que passam necessidades,
mos motivos para culpá-los e abominá-los. Odiados existem alguns a quem deve-
em silêncio. E a sociedade colhe a resposta a este mos dar especial atenção? {3
ódio calado, a esta indiferença que por gerações se- minutos}
meou.
Resposta: Sim, devemos nos preo-
Porém, o cristão, embora perplexo, encontra na Bíblia
cupar de forma especial com aque-
os princípios necessários para sua ação.
les que não possuem quem os am-
00:10-00:55- Debate: pare, especialmente os órfãos e as
viúvas (Tiago 1:27).
1- Que propósitos o cristão deve ter com rela-
ção a sua vida financeira? {5 minutos} 7- Quanto à responsabilidade de
Resposta: O de não ficar devendo nada a ninguém auxiliar os irmãos necessitados,
(Romanos 13:8). O de não colocar a busca pelo di- qual deve ser o correto proce-
nheiro acima do desejo de agradar a Deus (1 Timóteo
dimento. Devo ajudar aqueles
6:9-10). E o de buscar em primeiro lugar os interesses
do Reino de Deus (Mateus 6:33). que me procurarem ou devo
procurar aqueles que têm ne-
2- Quais as principais pessoas a quem deve- cessidade? {8 minutos}
mos nosso cuidado financeiro? {3 min.} Resposta: Nenhum nem outro. Deus
Resposta: Nossos familiares (1 Timóteo 5:8). estabeleceu a responsabilidade de
analisar cada caso a um grupo de ir-
mãos escolhidos para esta tarefa e
que são capacitados pelo Espírito
Santo para esta tarefa (Atos 6:1-6).

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


44º Encontro
Estas pessoas não são superiores nem 9- Em todo o canto há mendigos. A maioria usa
inferiores aos presbíteros (Obs.: Na Bí- as esmolas para comprar bebida ou drogas.
blia, bispo, presbítero e pastor são si- Crianças são escravos de adultos que os for-
nônimos e não posições hierárquicas). çam a mendigar. Em vista disto, como devo agir
Os diáconos exercem um ministério pa-
quando sou abordado por um pedinte? {5 mi-
ralelo: enquanto os presbíteros cuidam
nutos}
da área espiritual eles cuidam das ne-
Resposta: Esta é uma questão difícil. Fica ainda mais
cessidades materiais da igreja. Cabe
difícil quando nos confrontamos com os ensinamentos
lembrar que “igreja” não é a organiza-
bíblicos que nos mandam não agirmos com indiferen-
ção e sim o povo que se reúne local-
ça para com os mendigos (Provérbios 28:27 e 14:31).
mente em nome de Jesus. A igreja lo-
Temos que agir com sabedoria. Pessoas idosas men-
cal deve ter uma visão bíblica de sua
digando geralmente não tem mesmo outra opção, e
responsabilidade social, especialmen-
não vejo muito problema em dar-lhes esmolas. Adul-
te quanto aos irmãos em Cristo. Se isto
tos e jovens: na pior das hipóteses, se optarmos por
ocorrer, todos se sentirão motivados
dar esmola, devemos estar cientes de que não somos
em cooperar, tendo confiança em con-
cobrados pela forma que o mendigo irá gastar a es-
tribuir para viabilizar o serviço destes
mola; este problema é dele com Deus. Já para crian-
diáconos nesta e em todas as demais
ças, acredito que em caso algum deve ser dado di-
tarefas do corpo de Cristo (missões,
nheiro. Sugiro que quem corriqueiramente é aborda-
obreiros, gastos em geral). É isto que
do quando está de carro, costume carregar algum ali-
Paulo fala aos Coríntios. Observe
mento, doce ou bolacha. Há, em algumas raras cida-
como a questão das necessidades do
des, entidades que funcionam e têm condições de
povo e dos que servem a Deus está
auxiliar estas pessoas. Nestes casos, podemos orien-
clara nos textos (2 Coríntios 9:6-15 e 2
tar os pedintes para estas entidades. Cabe aqui ainda
Coríntios 8:7-15).
observar que existem entidades evangélicas que tra-
8- Você falou aqui sobre suprir as balham com necessitados. Talvez esteja na hora do
necessidades daqueles que ser- povo evangélico passar a colaborar de forma mais efe-
tiva com estas entidades que não se preocupam ape-
vem a Deus. Mas será que Jesus ou os apósto-
nas com o pão material, mas com a pregação do evan-
los concordavam com esta prática? {8 minu-
gelho.
tos}
Resposta: Sim. O ministério de Jesus era suprido pela 0:55-1:00 - Ore encerrando.
oferta de algumas mulheres que o serviam com seus
bens (Lucas 8:1-3). Dentre os apóstolos, os únicos que
por alguns anos de seus ministérios trabalharam para
se sustentar foram Paulo e Barnabé. Observe que Pau-
lo em momento nenhum foi contra o sustento de obrei-
ros pelas igrejas, pelo contrário (1 Coríntios 9:4-14).
Tanto que Paulo por diversas ocasiões teve seu sus-
tento e o de seu ministério (gastos com viagens
missionárias, etc) supridos por algumas igrejas locais
(2 Coríntios 11:7-9).

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o que a Bíblia coloca A responsabilidade
como responsabilidade financeira do cristão.
espiritual do cristão no
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema: uso de suas finanças
A maior parte de nosso tempo ativo é gasto em
função de ganharmos dinheiro. Aquele que traba- Parte 1
lha pode quantizar financeiramente, ao final do
período, o fruto de seu esforço profissional, quer Foi assim no Antigo Testamento com os levitas,
seja como assalariado, como autônomo ou como sustentados pelos dízimos das demais tribos de
empreendedor. Israel, foi assim com Jesus, que recebia seu sus-
Assim, o valor que recebemos no mês simboliza o tento de algumas mulheres que possuíam bens,
tempo que estivemos trabalhando. Representa conforme registrado em Lucas 8:1-3, e foi também
nossos esforços profissionais exercidos sob a ob- assim com os apóstolos, missionários,
servação de Deus, esforços estes que devemos, evangelistas, presbíteros e tantos outros que apa-
conforme vimos nos estudos anteriores, realizar recem no Novo Testamento trabalhando pelo for-
como se estivéssemos realmente trabalhando para talecimento e expansão do Reino de Deus.
Deus.
Quando contribuímos com a obra de Deus, 00:10-01:00- Debate:
estamos simbolicamente entregando a Deus par- 1- Que propósitos o cristão deve ter com rela-
te do tempo que despendemos em nosso traba- ção a sua vida financeira? {5 minutos}
lho secular. É uma forma de reconhecermos que Resposta: O de não ficar devendo nada a ninguém
tudo nos vem de Deus e que nosso trabalho não é (Romanos 13:8). O de não colocar a busca pelo
exercido apenas para nós mesmos, mas que quan- dinheiro acima do desejo de agradar a Deus (1
do estamos trabalhando, de fato estamos fazen- Timóteo 6:9-10). E o de buscar em primeiro lugar
do-o para a Sua glória. os interesses do Reino de Deus (Mateus 6:33).
É curioso assistir programações de estímulo a mis-
sões. Principalmente quando ao final delas há um 2- Todos os cristãos são chamados para traba-
apelo missionário. Se a programação atingiu seu lhar exclusivamente na obra? {5
objetivo, certamente um grande número de pes- min}

45º Encontro
soas estará motivado a ir à frente dispondo-se a Resposta: Não. Todos são chama-
entregar suas vidas à obra missionária. Estas pes- dos para exercer função na igre-
soas declaram ali estarem dispostos a dedicar suas ja. Alguns são chamados para a
vidas integralmente à pregação do evangelho. São obra em tempo integral, sendo
pessoas que naquele momento se dizem prontos enviados pela igreja local (Roma-
a abrir mão de tudo para irem para qualquer lugar nos 10:13-15).
que Deus lhes enviar, deixando para trás seus
objetivos pessoais, suas listas de bens a serem 3- A Bíblia ensina que a igreja
adquiridos, seus alvos profissionais, seus proje- deve sustentar pessoas separa-
tos de aquisição, ampliação ou reforma da casa. das para trabalhar tempo inte-
Mas infelizmente, grande parte destas mesmas gral na obra de Deus, ou isto é
pessoas não está disposta a separar sequer uma um costume que surgiu depois?
pequena parte de seu tempo profissional, que é Ouvi dizer que os apóstolos
representado pelo seu ganho financeiro, para que possuíam outras profissões
a obra de Deus receba o sustento e os investi- para se manter. {5 minutos}
mentos necessários à sua manutenção e expan- Resposta: Dentre os apóstolos, os
são. únicos que, após tornarem-se
Por toda a Bíblia vemos a obra de Deus sendo apóstolos, por alguns anos de
executada através de pessoas que se entregaram seus ministérios trabalharam para
nas mãos de Deus para serem seus instrumentos se sustentar foram Paulo e
diretos, mas também através de tantos outros, em Barnabé. Paulo iniciou seu minis-
sua grande maioria anônimos, que enviaram e tério utilizando integralmente sua
mantiveram com suas finanças a obra de Deus. fortuna pessoal em suas primei-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


45º Encontro
ras viagens. Depois passou a cons- 6- O dinheiro coletado pela igreja serve apenas
truir tendas para se manter, até que para sustento de obreiros? {5 min.}
algumas igrejas se incumbiram de Resposta: Não. Ele é utilizado para tudo aquilo que
cooperar financeiramente com seu envolve a obra de Deus e também para aqueles
ministério. Mas Paulo sempre reco- dentro do corpo de Cristo que necessitam ser as-
nheceu como bíblico o sustento dos sistidos em suas necessidades (Romanos 15:23-
obreiros pela igreja (1 Coríntios 9:3- 27).
14).
7- Todos que passam necessidade na igreja
4- Por que Paulo não pediu sus- devem ser assistidos? {6 minutos}
tento à igreja de Corinto? {6 mi- Resposta: Todo aquele que passa por necessida-
nutos} de sem possuir familiar que o socorra deve ser
Resposta: De alguma forma não assistido (Tiago 2:15-16). Entretanto, a igreja lo-
mencionada, provavelmente por re- cal deve ter muito cuidado ao avaliar se a pessoa
velação do Espírito Santo, Paulo realmente não possui quem a ampare (1 Timóteo
percebeu que aquela igreja estaria 5:3,4 e 16).
propensa a rejeitar seus ensinos, ou
valorizá-los menos que os de outros 8- Qual a principal característica que a igreja
falsos apóstolos, se ele desse qual- local deve possuir ao lidar com o dinheiro que
quer chance para dizerem que ele é coletado? {6 minutos}
tinha a intenção de tirar proveito de- Resposta: A principal característica indispensável
les (2 Coríntios 12:11-18). Assim, no é a transparência no trato com o dinheiro da obra
período em que Paulo trabalhava jun- de Deus (2 Coríntios 8:19-21). O ideal é que a igreja
to a eles, teve seu sustento suprido possua diáconos que possam se preocupar com
por outras igrejas (2 Coríntios 11:7- as questões materiais, deixando os presbíteros
9). (pastores) livres para se preocuparem com as ta-
refas espirituais do corpo de Cristo (Atos 6:2-4).
5- Mas Paulo era um missionário que
evangelizava terras distantes. Será que o mes- 9- De que forma devemos ver o ato de contri-
mo é válido para obreiros locais, que vivem buir para a obra de Deus? {6 minutos}
anos no mesmo local? {6 minutos} Resposta: Como uma forma de servir a Deus (Ro-
Resposta: Sim, o texto de 1 Coríntios 9 não fala manos 12:7-8) e como uma forma de adoração
apenas daqueles que saem para outras terras, mas (Filipenses 4:15-19).
fala de todo aquele que se atarefa tempo integral
na pregação do evangelho (1 Coríntios 9:13-14). O 1:00-1:05 - Ore encerrando.
texto de 1 Timóteo 5:17-18 fala que o bom presbítero
(o mesmo que pastor) é digno de seu sustento. O
verso 18 deixa bem claro que o assunto aqui se re-
fere a sustento financeiro.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o que a Bíblia colo- A responsabilidade
ca como responsabilidade financeira do cristão.
espiritual do cristão no
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema: uso de suas finanças
Todo cristão possui o ministério da reconciliação,
a obrigação de apresentar a todos os seres hu- Parte 2
manos a mensagem da salvação. Mais do que isto,
é também nossa obrigação, como Igreja de Cris- Resposta: Até mesmo a nossa vida e o nascer no
to, discipular a todos aqueles que acatarem esta país e na família em que nascemos independem
mensagem. de nós, mas é instituído por Deus. Ele é quem ins-
Para que isto ocorra, é necessário que pessoas titui e permite a riqueza ou a pobreza (Provérbios
sejam enviadas a todas as localidades do mundo, 22:2).
que igrejas locais sejam instituídas, que obreiros
se dediquem integralmente ou em tempo parcial, 2- A quem pertencemos nós que aceitamos a
para o discipulado e estruturação destas igrejas. Jesus? {5 minutos}
Há gastos com a implantação e manutenção do Resposta: Nós fomos comprados pelo sangue de
local de culto. Além do sustento destes obreiros, Jesus, e somos assim escravos seus, pertencen-
há os gastos relativos ao exercício de suas fun- do inteiramente a ele (1 Coríntios 6:19-20). Assim,
ções: deslocamento, material, dentre muitos ou- nossa vida pertence a Deus, assim como nossos
tros. bens, que nos são dados para nossa administra-
Quando uma igreja local, por exemplo, envia um ção. Iremos prestar contas a Deus do que fizer-
missionário a um outro país, ela é participante do mos com a nossa vida e com nossos bens (Lucas
ministério deste missionário, sendo a pregação do 19:15 e Hebreus 4:13).
evangelho naquele país fruto de todos que com-
põem a igreja que o envia. Tudo o que a igreja 3- O que isto influi em nosso ato de contribuir
local realiza é obra de todos aqueles que a com- com a obra de Deus? {7 minutos}
põem, e não de um indivíduo específico. A ação Resposta: Influi em nossa atitude. Contribuir não
conjunta é que torna viável, através do exercício é “moeda de barganha” com Deus,
da função e da contribuição financeira de cada um, pois tudo vem Dele e tudo foi cria-

46º Encontro
o ministério daquele grupo de pessoas que se re- do para Ele. Contribuir é assim
úne como igreja. uma forma de louvor, de adoração
O Reino de Deus necessita de pessoas dispostas e de reconhecimento da sobera-
a entregarem suas vidas integralmente para a obra nia e propriedade de Deus sobre
de Deus. Pessoas, dispostas a partirem para ou- nossa vida (Colossenses 1:16 e I
tras localidades. Pessoas dispostas a trabalharem Crônicas 29:11-18).
integralmente em favor da edificação de todos que
compõem a igreja local, ou de determinada obra 4- Então qual a atitude correta?
evangelística. Mas o Reino de Deus precisa tam- Como devo agir para que minha
bém, de igual forma e importância, de pessoas contribuição seja um ato de
dispostas a contribuir fielmente e sistematicamente adoração a Deus? {5 minutos}
para que todos estes projetos importantes se tor- Resposta: Devemos contribuir
nem realidade. Pessoas que busquem em primei- com alegria, conscientes da hon-
ro lugar o Reino de Deus e a Sua Justiça, certos ra que temos de sermos partici-
de que as demais coisas lhes serão acrescenta- pantes da obra de Deus. Quanto
das pelo cuidado de Deus. mais investirmos materialmente,
mais iremos, como Igreja, colher
00:10-00:55- Debate: a realização da tarefa da propa-
1- De onde vêm tudo o que possuímos? Quem gação do evangelho (2 Coríntios
nos dá a saúde, a oportunidade, a capacidade 9:6-9).
e a sabedoria para exercermos nosso trabalho
profissional e adquirirmos nosso dinheiro e
nossos bens? {3 minutos}

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


46º Encontro 5- E quanto ao dízimo? A lei fala-
va do dízimo, como da guarda do
sábado, da proibição de determi-
nadas comidas e da circuncisão.
6- Por que o dízimo é uma forma justa de divi-
dir os gastos da obra de Deus?{6 min}
Resposta: Porque o dízimo mantém o principio da
proporcionalidade: independente de quanto eu
Nós cristãos não estamos debai- ganhe, proporcionalmente, o “esforço” de todo
xo do jugo da lei. Isto significa dizimista é igual diante de Deus (1 Coríntios 16:1-
que não devemos dar o dízimo? 2). Veja esta idéia de proporção ao que possui em
{8 minutos} Lucas 21:1-4. Assim, Deus analisa a intenção do
Resposta: Em primeiro lugar, o coração e a situação de cada um (2 Coríntios 8:12-
dízimo não foi instituído pela lei. 15). Apesar disto, ofertas como a da viúva pobre,
Nem foi algo que só era praticado são sacrifícios recebidos por Deus como ato de
pelos israelitas. Prova disto é que a adoração (Filipenses 4:18).
Bíblia cita o pagamento de dízimo a
um sacerdote de Deus que nem 7- É certo dizer que quanto mais dermos para
sequer era do povo de Israel, mais a obra de Deus mais iremos receber bênçãos
de seiscentos anos antes de Moisés materiais Dele em troca? {8 minutos}
apresentar aos israelitas a Lei, e Resposta: Esta é uma grande mentira que é utili-
aproximadamente 20 anos antes de zada por muitos que “mercadejam a fé” (2 Coríntios
Deus estabelecer uma aliança com 2:17). Como vimos, tudo que possuímos pertence
Abraão, ocasião em que foi instituí- a Deus, não sendo “moeda de troca”. Estes falsos
da a circuncisão (Gênesis 14:17- mestres ensinam que a fé se exercita fazendo
20). A Bíblia também registra, an- doações a eles, que se apresentam como repre-
tes da instituição da Lei, que o neto sentantes de Deus, e que a fé assim exercida re-
de Abraão deu o dízimo a Deus sulta em lucros materiais (1 Timóteo 6:3-10). En-
(Gênesis 28:20-22). Assim, o dízimo tretanto, a fé verdadeira apesar de não nos garan-
não é algo instituído pela Lei. Muito antes da insti- tir lucros materiais é uma imensa fonte de lucros,
tuição da Lei de Deus ao povo de Israel, ele já era pois se a exercemos com contentamento bíblico,
utilizado como uma forma legítima de adoração e ficamos livres das armadilhas provocadas pelo
consagração a Deus. amor ao dinheiro. Porém, cabe observar que Deus
O que a lei instituiu foi a obrigatoriedade do dízimo. interfere para possibilitar que aqueles que têm o
No Antigo Testamento, a obrigação de dar o dízimo desejo sincero de contribuir tenham condições para
era algo muito severo, que trazia graves maldições tal e que assim fazendo, não venham a passar
sobre aqueles que não o levassem a sério, e bên- necessidade (2 Coríntios 8:8-11 e Filipenses 4:19).
çãos para aqueles que obedecessem (Malaquias
3:8-12). Já para o cristão, ser dizimista deve ser 8- Qual a recomendação que a Bíblia dá a aque-
uma decisão espontânea e voluntária, fruto da gra- les que possuem bens neste mundo? {3 minu-
tidão pela graça e pelo amor de Deus por nós (2 tos}
Coríntios 9:7-8). Resposta: Que não coloquem sua confiança em
O Novo Testamento nos apresenta necessidades suas riquezas, mas que estejam prontos a contri-
sistemáticas que são de responsabilidade do cris- buir (1 Timóteo 6:17-19).
tão, como o sustento de obreiros (1 Coríntios 9:11
e 14) e missionários (Filipenses 4:15-19). Além do 0:55-1:00- Ore encerrando.
fato de que a “Igreja Local” possui outros gastos,
como os relacionados ao local de culto e as des-
pesas necessárias às diversas atividades de cada
ministério desta igreja. Isto só é possível se hou-
ver pessoas compromissadas financeiramente e
de forma sistemática com a obra de Deus. O prin-
cípio do dízimo estabelece um referencial justo.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Aprender como obter o conten-
tamento, conforme o ensino bíblico.

00:00-00:03- Inicie orando. O Contentamento


00:03-00:10- Introdução ao tema:
“Seis dias depois, tomou Jesus consigo Pedro,
Tiago e João, irmão deste, e os conduziu à parte a
um alto monte; e foi transfigurado diante deles; o
seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas ves- em vão.
tes tornaram-se brancas como a luz. Por sua vez, Jesus se dirige a todos e diz: “Quem
E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falan- acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua
do com ele. Pedro, tomando a palavra, disse a vida por minha causa a encontrará” (Mateus 10:39).
Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui! Se quise-
res, farei aqui três cabanas, uma para ti, outra para 00:10-00:50- Debate:
Moisés, e outra para Elias. 1- O que a Bíblia tem a nos dizer sobre o con-
Estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem lu- tentamento, com relação aos nossos ganhos
minosa os cobriu; e dela saiu uma voz que dizia: profissionais? {4 minutos}
Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; Resposta: A Bíblia nos ensina a nos contentarmos
a ele ouvi” (Mateus 17:1-5). com o que recebemos, de forma a não nos envol-
“Bom é estarmos aqui!”. A expressão de Pedro vermos com coisas condenáveis em busca de mais
reflete um sentimento que as pessoas raramente dinheiro (Lucas 3:14). Devemos também nos con-
sentem: “Não vamos a nenhum lugar, aqui está tentar com o que já possuímos, deixando assim
ótimo, estou satisfeito”. Pedro não sentia naquele de cair em armadilhas que nos levam a
momento falta de nada. Não havia um outro lugar endividamentos e a perda de nossa paz (Hebreus
que ele desejasse estar mais do que onde ele já 13:5-6). Isto não significa sermos acomodados sem
estava. o desejo de progredir, mas que este “progresso”
O ser humano, após a queda e graças a sua natu- não é o mais importante, e não justifica abrir mão
reza egocêntrica, é naturalmente insaciável. Há de nossos princípios e de nossa obediência a
sempre algo que precisa fazer ou obter para que Deus, para conquistá-lo.
possa ser feliz. Há sempre uma aquisição, ou um

47º Encontro
título, ou uma viagem, ou uma experiência, ou 2- O que a Bíblia nos mostra ser
mesmo uma benção especial que preciso correr o suficiente para estarmos sa-
atrás para que possa alcançar a felicidade. tisfeitos com nossos rendimen-
As agências de publicidade trabalham dia e noite tos? {3 minutos}
com uma única finalidade: tornar as pessoas in- Resposta: A Bíblia nos ensina que
satisfeitas. Fazê-las crer que só serão felizes após se tivermos o que comer e o que
adquirirem o produto de seus clientes. vestir, já devemos estar satisfei-
Pessoas cegas pela obsessão de “aproveitar a tos (1 Timóteo 6:8). Basta lembrar
vida”, de “ser feliz”, não querem deixar nenhuma que grande parte da humanidade
oportunidade de lado, nenhuma chance passar. hoje não tem isto.
Entram em uma verdadeira corrida sem fim, e a
qualquer preço, a espera de que a felicidade será 3- Com relação ao contentamen-
encontrada no próximo monte a subir, no próximo to, qual a principal diferença
passeio ao shopping, na próxima conquista, na entre a sã doutrina bíblica e a
próxima aquisição, na próxima vez. maioria dos falsos ensinos? {8
Os conselheiros do mundo martelam dia e noite: minutos}
“você precisa pensar mais em si mesmo”, “preci- Resposta: A diferença é que os
sa se valorizar”, “você tem direito a ser feliz, basta falsos ensinos fomentam a falta de
que tenha coragem”. E em nome deste “direito” e contentamento, levando seus dis-
em prol desta felicidade, as pessoas colocam Deus cípulos a crerem que a fé é fonte
e o próximo, mesmo aqueles a quem amam, em de lucros, ou seja, fomentam o
segundo plano, e cometem as maiores barbarida- desejo de se tornarem ricos de
des, para que ao final percebam... que foi tudo forma a crerem que devem obe-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


47º Encontro
decer a seus mestres, julgando es- devemos buscar em primeiro lugar o Reino de Deus
tarem assim obedecendo a Deus, e a Sua justiça, pois se assim procedermos, as
com a finalidade de obterem bên- demais coisas serão providenciadas por Deus
çãos materiais (1 Timóteo 6:3-10). (Mateus 6:33).

4- Pessoas que atingem um está- 7- Baseados em Mateus 6:33 e no texto lido de


gio maior de santificação e ma- Lucas 12:22-30, qual deve ser a pauta de nos-
turidade cristã alcançam um mai- sas orações? {3 minutos}
or grau de contentamento. Como Resposta: A pauta de oração daquele que experi-
seria este “estado de espírito”, mentou a serenidade do contentamento passa a
este grau? {6 minutos} ser o Reino de Deus e a justiça, e não as outras
Resposta: Como vimos, a Bíblia nos coisas.
ensina que se tivermos o que co- Se formos sinceros, iremos constatar que as pau-
mer e o que vestir, já devemos es- tas de nossas orações são determinadas pela nos-
tar satisfeitos. Entretanto, alguns sa ansiedade e inquietação, e não pela certeza
atingem um tal grau de dependên- serena e real do cuidado paterno de Deus sobre a
cia de Deus que mesmo sem isto, vida daqueles com quem ele celebrou uma alian-
conseguem obter o contentamento ça eterna. E isto não está de acordo com a vonta-
(Habacuque 3:17-18 e Filipenses de de Deus (Mateus 6:34).
4:12-13).
8- Leia Lucas 12:32. Que mistério relacionado
5- O que podemos aprender so- ao contentamento está contido neste
bre contentamento no texto lido versículo? {5 minutos}
de Filipenses 4?{8 minutos} Resposta: A capacidade de resistir as inquietações
Resposta: O apóstolo Paulo quan- do amanhã, aos temores e à sede de possuir está
do afirma que aprendeu a viver con- relacionada com compreender o fato de que Deus
tente em qualquer situação, está dizendo que tan- agradou-se em nos dar o seu Reino.
to a fartura quanto à fome, não são impedimentos Possuir o Reino de Deus se traduz em nós numa
para o contentamento. Isto significa que o conten- manifestação do próprio Deus na alma humana
tamento não depende daquilo que possuímos, ou que, por si só, é suficiente para promover o con-
somos, ou ainda das experiências que vivemos. tentamento. Assim, o contentamento cristão resi-
O contentamento é um estado de alma, em que a de no fato de que Deus já nos deu o Seu Reino. É
ansiedade e as preocupações não nos dominam a consciência da dimensão da graça de Deus, que
e não são o centro de nossas atenções (Lucas encobre todos os nossos pecados e além disto
12:22-30). nos dá a expectativa da eternidade em comunhão
eterna com Deus. “A graça de Deus é o que nos
6- Segundo Jesus no texto lido de Lucas, quem basta” (2 Coríntios 12:7-10).
são aqueles que correm atrás destas coisas Para o apóstolo Paulo, o contentamento transcen-
descritas no texto, e porque não devemos fa- dia suas experiências pessoais e o colocava em
zer o mesmo? {3 minutos} um universo eterno. Seus olhos estavam constan-
Resposta: Jesus diz que estas preocupações e temente voltados para a eternidade.
indagações pertencem a aqueles que não conhe-
cem a Deus, porque aqueles que conhecem a 0:50-0:55- Ore encerrando.
natureza do amor divino sabem que o Pai celeste
conhece todas as nossas necessidades antes
mesmo que informemos a ele. Nós por outro lado,

Comentário: Este estudo foi baseado no artigo “O Limite do Contentamento”, escrito pelo Reverendo
Ricardo Barbosa de Souza (Pastor da Igreja Presbiteriana do Planalto, em Brasília-DF) e publicado na
revista Vinde número 22, em setembro de 1.997.

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o que a Bíblia apre-
senta sobre o Milênio e a eternidade.

00:00-00:03- Inicie orando.


O Milênio e a
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Durante toda a sua existência, a humanidade tem
sonhado com Utopias: formas de governo ideais
Eternidade
em que a justiça e a igualdade reinem sobre todos
e para todos. Democracia ou ditadura, república 00:10-01:00- Debate:
ou monarquia, presidencialismo ou parlamentaris- 1- Que eventos finalizarão a Grande Tribulação?
mo, anarquia, comunismo, socialismo. Milhões de {5 minutos}
pessoas deram suas vidas por crerem que uma Resposta: A reunião de todos os povos para a
destas opções seria a solução para o homem al- batalha do Vale do Armagedon, em Israel
cançar o seu sonho de governo ideal. Todas se (Apocalipse 16:13-16). Esta batalha será encerra-
mostraram falíveis e elitistas. da com a volta de Jesus (Zacarias 14:1-9 e 16).
A Bíblia nos mostra que o ser humano é egoísta e
corrupto. O homem de uma forma ou de outra e 2- Com a volta de Jesus, o que acontecerá com
em diferentes graus, coloca seus interesses mes- o Falso Profeta, o Anticristo e seus seguido-
quinhos acima dos interesses da coletividade. As- res? {5 minutos}
sim, qualquer governo, de qualquer ideologia, está Resposta: O Falso Profeta e o Anticristo serão lan-
sujeito a falhas, porque é exercido por seres hu- çados vivos no “lago de fogo ardente” recebendo
manos que são falíveis, egoístas e corruptos por a punição eterna. Seus seguidores serão todos
natureza. mortos (Apocalipse 19:19-21).
Entretanto, em seu interior, todo ser humano so-
nha com um mundo perfeito, em que reine a paz e 3- E quanto à outra pessoa da trindade satâni-
a justiça. Um mundo governado por pessoas inte- ca, o diabo, o que acontecerá com ele nesta
ressadas no bem estar de todos, e não apenas de ocasião, quando Jesus voltar para implantar
si e dos seus. seu reinado terreno? {4 minutos}
Durante a Grande Tribulação, especialmente na Resposta: Será preso por um pe-
primeira metade deste período, ou seja, por três ríodo de mil anos (Apocalipse

48º Encontro
anos e meio, a maioria da humanidade irá imagi- 20:1-3).
nar que este dia chegou, e todos estarão falando
em paz e prosperidade. Mas com o passar dos 4- O texto que lemos em
tempos, todos perceberão que aquilo que julga- Zacarias 14 mostra que os san-
vam ser o “paraíso na Terra” se tratará na verdade tos, ou seja, os cristãos que fo-
de um grande engano, um grande golpe de ram arrebatados no início da
marketing a esconder o que estará se passando Grande Tribulação, irão retornar
nos bastidores. com Cristo para reinar com Ele.
Ao final da Grande Tribulação a humanidade terá E quanto a aqueles que se con-
finalmente percebido que o mundo nas mãos do verteram após o arrebatamento,
ser humano jamais alcançará a justiça e a paz. É chegando mesmo a serem mar-
então que Deus mostra ao homem o que é o mun- tirizados por amor a Jesus? {5
do dirigido por Ele. Jesus volta a Terra e implanta minutos}
um período de mil anos, chamado milênio, e go- Resposta: A Bíblia relata que após
verna utilizando os salvos, que então estarão com a implantação do Milênio, que é o
novos corpos, sem natureza pecaminosa, portan- período que se inicia com a Volta
to incorruptíveis. de Jesus, haverá duas ressurrei-
Durante este período, Deus cumprirá todas as suas ções, uma no início e outra no fi-
promessas relacionadas ao povo de Israel e to- nal do Milênio. Nesta primeira res-
das as profecias pendentes irão se cumprir. surreição todos os que morreram
com Jesus durante a Grande Tri-
bulação voltarão a viver, agora em
corpos glorificados, reunindo-se

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


48º Encontro
assim aos santos que foram arre- nos. Assim, Deus considera que é necessário que
batados e retornaram com Jesus, sejam provados para que se distingam aqueles que
reinando assim, como estes, junto o reconhecem como Senhor e os que estão pron-
com Jesus durante todo o Milênio tos a rejeitá-lo. Exatamente para isto Deus não
(Apocalipse 20:4-6). Repare que os lança Satanás imediatamente no Lago de Fogo,
cristãos que morreram antes da como fará com o Anticristo e o Falso Profeta, mas
Grande Tribulação foram anterior- o guardará preso durante o Milênio para esta últi-
mente ressuscitados e participaram ma tarefa (Apocalipse 20:7-10).
do arrebatamento junto com os cris-
tãos que estavam vivos na ocasião 7- Terminado o milênio e finda a revolta, o que
da vinda de Jesus para buscar a irá acontecer? {5 minutos}
Igreja (1 Tessalonicenses 4:16-17). Resposta: Irá acontecer a ressurreição de todas
Entretanto, nesta primeira ressurrei- as pessoas que viveram em todos os tempos e
ção do período do Milênio, só parti- lugares, exceto aqueles que foram arrebatados ou
cipam dela aqueles cristãos que que já foram anteriormente ressuscitados (na oca-
morreram durante a Grande Tribu- sião do arrebatamento da Igreja ou na primeira
lação, como está claro no texto. ressurreição ocorrida no reinado terreno de Cris-
to). Todos serão julgados segundo as suas obras.
5- Mas o que acontecerá durante Os que aceitaram a Jesus como seu único e sufi-
o período do Milênio? {12 minu- ciente senhor e salvador durante o milênio e que
tos} assim tiveram seus nomes escritos no livro da vida,
Resposta: Jesus irá reinar sobre não serão condenados (Apocalipse 20:11-15).
todo o planeta, sobre todos aque-
les que estiverem vivos e que não 8- Então a grande esperança do cristão é a de
tiverem seguido ao anticristo. Será poder participar do período do milênio, reinan-
implantado um Reino de justiça e do sobre o planeta juntamente com Cristo? {6
paz como jamais foi visto em toda a história da minutos}
humanidade. Um rei santo, com servos Resposta: Não. Nossa esperança é algo muito
incorruptíveis, pois não possuirão natureza peca- maior, que a Bíblia nem sequer consegue descre-
minosa por terem anteriormente recebido novos ver por ser muito acima da nossa capacidade de
corpos incorruptíveis (1 coríntios 15:42-50). Du- compreensão. Ela apenas diz que os céus e a Terra
rante este período sem igual, Deus irá cumprir to- atual serão desfeitos e que nós habitaremos “no-
das as promessas pendentes feitas ao povo de vos céus e nova Terra” (2 Pedro 3:7 e 13; e
Israel (Veja, por exemplo, Isaías 11:1-10). Apocalipse 21:1-5).

6- O que marcará o fim do Milênio e por que 9- Conscientes desta magnífica promessa,
Satanás ficará preso exatamente por mil anos? como devemos viver hoje, enquanto aguarda-
{5 minutos} mos que tudo isto se cumpra? {3 minutos}
Resposta: O final do Milênio será marcado por uma Resposta: Devemos viver pacientes, em paz e de
grande revolta contra Deus e seu ungido Jesus. forma santa, cumprindo a tarefa de levar a men-
Aqueles que passaram pela Grande Tribulação sagem da salvação e vivendo de forma inculpável
viram o que o ser humano sem Deus é capaz de (2 Pedro 3:11, 14 e 15).
fazer consigo e com o planeta. Compreenderam a
grande maravilha que é ter Jesus reinando sobre 1:00-1:05- Ore encerrando.
eles, e assim reconheceram com facilidade a Je-
sus como seu Senhor e Salvador. Entretanto, para
aqueles que nascerem durante o milênio, o reina-
do de Jesus será algo tão comum como o sol que
nasce a cada dia ou a chuva que rega a terra. Estes
não conheceram o mal como os demais huma-

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Compreender que o perdão
é uma obrigação do cristão e um instrumento para
restaurar os relacionamentos em geral, e a comu-
nhão e unidade do corpo de Cristo.
Conceder e
00:00-00:03- Inicie orando. pedir perdão
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou:
“Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu ir- 00:10-00:50- Debate:
mão quando ele pecar contra mim? Até sete ve- 1- Baseado na parábola acima, qual é a base
zes?”. para o perdão cristão? O que devemos ter em
Jesus respondeu: “Eu lhe digo: Não até sete, mas mente ao decidirmos por perdoar? {6 minutos}
setenta vezes sete”. Resposta: Que Deus nos perdoou de uma ofensa
“Por isso, o Reino dos céus é como um rei que muito maior do que aquela que qualquer pessoa
desejava acertar contas com seus servos. Quan- possa fazer contra nós. Nenhum sacrifício que te-
do começou o acerto, foi trazido à sua presença nhamos que enfrentar se compara a aquele que
um que lhe devia uma enorme quantidade de pra- Deus passou para poder nos dar perdão (Roma-
ta”. [Era uma dívida impagável: 10.000 talentos, nos 5:6-11 e 2 Coríntios 5:17-21).
que equivalia a 350 toneladas de prata].
“Como não tinha condições de pagar, o senhor 2- Eu não fiz nada contra meu irmão, mas eu
ordenou que ele, sua mulher, seus filhos e tudo o percebo que nosso relacionamento não é mais
que ele possuía fossem vendidos para pagar a o mesmo. De repente ele começou a me evitar.
dívida”. Isso é problema dele com Deus apenas, ou eu
“O servo prostrou-se diante dele e lhe implorou: devo interferir de alguma forma? {8 minutos}
‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo’. O Resposta: Todos nós cristãos somos responsáveis
senhor daquele servo teve compaixão dele, can- por manter a unidade, a comunhão do corpo de
celou a dívida e o deixou ir”. Cristo (Efésios 4:1-3). Por isto, a Bíblia nos mos-
“Mas quando aquele servo saiu, encontrou um de tra que, se há algo de errado na comunhão, antes
seus conservos, que lhe devia cem denários. Agar- de fazer qualquer coisa para Deus,
rou-o e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Pague-me devo me acertar com meu irmão

49º Encontro
o que me deve!’. [Esta dívida de cem denários não (Mateus 5:23-24). Não é possível
era um valor pequeno: equivalia ao ganho de cem amarmos a Deus e sermos indife-
dias de trabalho de um trabalhador braçal. Por rentes para com nosso irmão (1
outro lado, era insignificante ao ser comparado com João 4:20-21).
o valor perdoado pelo senhor ao servo]”.
“Então o seu conservo caiu de joelhos e implorou- 3- O que temos que ter em men-
lhe: ‘Tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei’. te quando oramos por alguém
Mas ele não quis. Antes, saiu e mandou lançá-lo que nos persegue, que procura
na prisão, até que pagasse a dívida”. nos prejudicar, que se conside-
“Quando os outros servos, companheiros dele, vi- ra nosso inimigo? {6 minutos}
ram o que havia acontecido, ficaram muito tristes Resposta: Que esta pessoa age
e foram contar ao seu senhor tudo o que havia assim não por motivação própria,
acontecido. Então o senhor chamou o servo e dis- mas por manipulação maligna
se: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque (Efésios 6:11-12). Temos que ter
você me implorou. Você não poderia ter tido mise- em mente que no momento que
ricórdia do seu conservo como eu tive de você?’ esta pessoa crer em Jesus, ela irá
Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até ser totalmente transformada (2
que pagasse tudo o que devia”. Coríntios 5:17). A Palavra de Deus
“Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada nos ensina a orar para que Deus
um de vocês não perdoar de coração a seu irmão” nos livre das mãos dos homens
(Mateus 18:21-35 – NVI). perversos e maus, e relaciona a
ação deles com a ação do malig-
no, que é quem os dirige (2

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


49º Encontro
Tessalonicenses 3:2-3). A Bíblia re- 6- Como podemos utilizar a oração em nossa
lata que a forma mais profunda de luta pela unidade? {10 minutos}
manipulação maligna é a possessão Resposta: A quebra da unidade ocorre quando dei-
demoníaca, e mesmo neste caso a xamos nossa vontade egoísta nos dominar, geran-
oração tem um papel importante do assim o pecado contra Deus e contra nossos
para livrar a pessoa deste espírito irmãos (Tiago 4:1-4). Quando oramos fortalecemos
maligno (Marcos 9:29). nosso espírito (natureza espiritual) em detrimento
de nossa natureza egocêntrica, também chamada
4- E quanto a aqueles que se di- de carne (Gálatas 5:17). Ao orarmos por outros, ti-
zem irmãos, mas que se opõem ramos o nosso foco de nós mesmos e nos preocu-
de forma agressiva a forma como pamos coma as necessidades dos demais
eu vivo a vida cristã? {6 minu- (Filipenses 2:4).
tos} A oração também é o momento onde devemos nos
Resposta: Devemos nos esforçar sondar e verificar se temos algo contra alguém, e
para que as diferenças de opiniões se isto estiver acontecendo, temos a obrigação de
não se transformem em brigas (2 Ti- perdoar (Marcos 11:25-26).
móteo 2:23-26). Também devemos É importante ainda que oremos pelos nossos ir-
aprender a respeitar a forma que mãos em Cristo para que permaneçam firmes na
nosso irmão entende algumas ques- vontade de Deus e assim, na unidade da fé
tões relacionadas à fé cristã (Roma- (Colossenses 4:12).
nos 14:1-6 e 22). A Bíblia ainda nos ensina de forma prática como
manter esta unidade: quando sabemos que nosso
5- Leia Efésios 4:1-3. Por que de- relacionamento com algum irmão está abalado, de-
vemos lutar para manter a unida- vemos procurá-lo, confessar nossos pecados come-
de? {4 minutos} tidos contra aquele determinado irmão e depois pas-
Resposta: Porque quando nos ama- sar a orar por este irmão para que as feridas das
mos realmente uns aos outros, somos reconheci- ofensas que cometemos ou sofremos sejam total-
dos como verdadeiros discípulos de Jesus (João mente curadas (Mateus 5:23-24 e Tiago 5:16).
13:35). Esta é a verdadeira marca dos cristãos. A prática nos mostra que orar diariamente por al-
Este é o sinal mais poderoso para os descrentes, guém nos leva a amar mais esta pessoa e a nos
capaz de revelar Jesus a aqueles que não o conhe- preocupar mais com as necessidades dela.
cem: a nossa unidade (João 17:20-23).
0:50-0:55- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Levar aqueles que já nasce-
ram de novo a obedecer à ordem do Senhor Je-
sus.

00:00-00:03- Inicie orando.


O Batismo
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Aceitar a Jesus significa muito mais do que mudar de
religião. Em primeiro lugar significa reconhecer que
estávamos espiritualmente mortos em nossos delitos
e pecados, condenados a vivermos eternamente se- 00:10-00:50- Debate:
parados de Deus. Éramos escravos de nossa nature- 1- Como posso saber se já estou pronto para o
za pecaminosa. batismo? Deus nos faz sentir algo que indica
Mas também significa reconhecer que Jesus morreu que está na hora? {8 minutos}
para pagar a pena de morte que havia sobre nós. O Resposta: Não. Ser batizado é um mandamento para
salário do pecado é a morte, estávamos assim conde- todos aqueles que reconhecem Jesus como seu Se-
nados à morte espiritual, mas o presente gratuito de nhor (Mateus 28:19-20). Não há necessidade de con-
Deus é a vida eterna por meio de Cristo Jesus. Assim, firmação, pois está evidente na Bíblia. O próprio Se-
Jesus, que não foi gerado com natureza pecaminosa nhor Jesus nos deu o exemplo (Mateus 3:13-15). A
e que jamais cometeu pecado algum, ofereceu-se para nós, cabe apenas obedecer. Se formos de fato filhos
morrer em nosso lugar, pagando assim a nossa pena de Deus, somos servos de Cristo. Se amarmos a Je-
de morte. Por fim, significa reconhecer que ele res- sus de verdade, obedeceremos a ele, e não teremos
suscitou e está vivo para exercer os seus direitos como vergonha de reconhecê-lo publicamente pelo batismo
nosso Senhor, dirigindo nossas vidas. Éramos escra- (Mateus 10:32-33). Caso contrário, estaremos enga-
vos do pecado, hoje somos escravos de Cristo e vive- nando a nós mesmos (João 14:21 e Mateus 7:21-23).
mos para ele.
A palavra “Senhor” na época possuía um sentido mui- 2- Após aceitar a Jesus, quanto tempo devo
to mais forte que o de hoje. Era o tratamento que o esperar para ser batizado? {7 minutos}
escravo destinava ao seu dono. Chamar Jesus de Se- Resposta: Não é necessário esperar tempo algum. Na
nhor é declará-lo nosso dono. Um escravo não se pre- igreja primitiva, aqueles que aceitavam a Jesus, ao
ocupa com suas vontades, mas ocupasse em servir invés de serem convidados a ir à frente ou a fazer uma
seu dono e em obedecê-lo, mesmo quando sua vonta- oração, eram convidados a imedia-
de é contrária à vontade de seu senhor. tamente se batizarem (Atos 2:37,38

50º Encontro
Jesus, em seu ministério terreno, dentre seus e 41; Atos 8:35-38; Atos 16:32-33).
ensinamentos, deixou duas ordenanças ritualísticas Por outro lado, especialmente no Bra-
que deveriam ser obedecidas por todos aqueles que sil, como há uma religiosidade que
se dizem servos de Jesus, ou seja, que declaram ser leva as pessoas a participarem de
Jesus o seu Senhor: a santa ceia e o batismo. atos religiosos como se estes atos
O batismo é uma representação simbólica de um fato possuíssem algum poder em si, é
que já ocorreu conosco no momento em que aceita- uma atitude sábia a igreja esclare-
mos a Jesus. Quando recebemos a Jesus como nos- cer os candidatos ao batismo pelo pe-
so Senhor e Salvador, algo místico acontece: recebe- ríodo que achar conveniente, de for-
mos em nós o Espírito Santo que traz à vida o nosso ma que eles compreendam o real sig-
espírito, e passamos assim a fazer parte da Igreja de nificado do batismo. Desta forma a
Cristo, composta por todos os salvos em Cristo. Igreja corre menos risco de batizar
Assim como na conversão somos inseridos na Igreja pessoas que nem sequer são salvas,
de Cristo, através do batismo somos inseridos como o que poderia piorar ainda mais a si-
membros da igreja local, pois o batismo é uma prova tuação destas pessoas, por passa-
pública da obediência a Jesus. Se alguém se recusa rem a pensar que não necessitam
ao batismo, não tem Jesus como seu Senhor. Mas, o aceitar a Jesus.
batismo só tem sentido se estiver representando o
“novo nascimento” que já tenha ocorrido. 3- E qual o principal significado
Exatamente por isto, não é possível se falar no batis- do batismo? {5 minutos}
mo de crianças, pois não há como se falar em arre- Resposta: O batismo traz em si um
pendimento e novo nascimento de alguém que não é simbolismo que pode ser dividido em
capaz de compreender isto ainda. Há ainda o exemplo duas partes:
de Jesus que se batizou com cerca de 30 anos de a) Ao ser submerso pelas
idade. águas, meu antigo “eu” é sepultado.
Eu morri com Cristo em sua morte,

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


50º Encontro
pois se ele morreu por mim, eu morri Resposta: Não. A mesma resposta anterior cabe aqui,
com ele. Assim, declaro publicamente mas com mais alguns detalhes. O próprio texto faz dis-
que renego todos os atos, pensamen- tinção entre o que crer e for batizado e o que será
tos e filosofias contrárias ao padrão de condenado. O que crê, se realmente creu de coração,
Deus que pratiquei até hoje. Arrepen- certamente irá obedecer e passar pelo batismo. Não é
do-me de tê-los praticado e não pre- possível alguém se dizer salvo por Jesus e se recusar
tendo jamais voltar a praticá-los. a obedecê-lo, recusando assim ser batizado. Entre-
b) Ao emergir das águas, reconheço tanto, o crer é que traz a salvação, pois a segunda
publicamente que de agora em diante parte do verso diz que “aquele que não crer” será con-
viverei em novidade de vida. Sou uma denado. Não diz aquele que não for batizado. Há ca-
nova criatura, agora disposto a viver sos em que a pessoa aceita a Jesus mas não tem a
em obediência a Deus. oportunidade de passar pelo batismo (Lucas 23:39-43).
Textos relacionados: Romanos 6:3-11
e 2 Coríntios 5:17. 6- Mas se uma pessoa aceitou a Jesus de cora-
ção porém freqüenta uma igreja que nega a prá-
4- Leia 1 Pedro 3:21. Isto signifi- tica do batismo. É possível que esta pessoa seja
ca que o batismo nos salva? {5 salva mesmo sem ser batizada? {5 minutos}
minutos} Resposta: A salvação não é recebida pelo batismo,
Resposta: Não. Para compreender o assim, esta pessoa não ficará impune pela desobedi-
que Pedro diz, temos que compreen- ência, mas será salva (Lucas 12:47-58). No caso de
der o contexto da época. Naquela épo- desobediência consciente, isto levará a um prejuízo
ca, como foi demonstrado, aceitar a em sua vida espiritual, sendo incapaz de atingir matu-
Jesus era ser batizado. A pessoa era ridade (Hebreus 12:1).
convidada a demonstrar que reconhe-
cia Jesus como seu Senhor e Salva- 7- Mas será que após ser salvo não há contas a
dor, obedecendo a ordem dada por Ele serem acertadas com Deus? Disseram-me que
de passar pelas águas do batismo, re- tenho que quebrar maldições que restaram. Isto
presentando assim publicamente seu é assim? {5 min}
arrependimento e sua obediência a Cristo, seu novo Resposta: Não. Como já lemos em 2 Coríntios 5:17,
Senhor. Assim, o batismo era o “aceitar a Jesus”. Hoje, quando aceitamos a Jesus tornamo-nos uma nova cri-
até por motivos práticos, oramos com a pessoa para atura, as coisas antigas já passaram e tudo se fez novo.
que declare Jesus seu Senhor e Salvador, e posterior- O simbolismo do batismo nos ensina exatamente isto:
mente batizamos aqueles que reconhecemos serem que somos perdoados por Deus de todos os delitos
discípulos da igreja local, inserindo-os assim nesta igre- (Colossenses 2:12-14). O fato de sermos perdoados
ja local. por Deus não nos desonera no entanto de, se estiver
ao nosso alcance, corrigirmos erros anteriormente co-
5- Mas então como Marcos 16:16 diz que quem metidos (Atos 26:20 e Lucas 19:8-9).
crer e for batizado é que será salvo? Isto não
demonstra que somos salvos pelo batismo? {5
minutos} 0:50-0:55- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Conhecer o significado desta
ordenança, para assim praticá-la dignamente.

00:00-00:03- Inicie orando. A Santa Ceia


00:03-00:10- Introdução ao tema:
A Ceia do Senhor foi instituída pelo próprio Senhor
Jesus na noite em que iria ser entregue. Jesus reu-
nido em particular com seus discípulos apresenta-
lhes através de símbolos (o pão e o vinho) aquilo por ambição egoísta ou por vaidade, mas humilde-
que estava preste a ocorrer, para que depois eles mente devemos considerar os demais irmãos supe-
compreendessem melhor o seu significado: O pão riores a nós mesmos. Cada um deve cuidar não so-
da vida seria partido no Calvário para que todo aquele mente dos próprios interesses, mas também do in-
que nele cresse, viesse a ter comunhão com ele e teresse dos demais irmãos. Assim, nossa atitude
com o Pai; E seu sangue, que seria em breve entre- deve ser a mesma de Cristo Jesus, que embora sen-
gue como pagamento pelos pecados daqueles que do Deus, não considerou que o ser igual a Deus era
o reconhecessem como Senhor e Salvador. algo a que devia apegar-se, mas esvaziou-se de si
A Santa Ceia é antes de tudo uma comemoração. É mesmo vindo a ser servo, tornando-se semelhante
trazer a memória o ato de amor praticado por Jesus aos homens. E, sendo encontrado em forma huma-
em nosso favor. Celebramos os benefícios que a na, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a
morte de Cristo já trouxe para nós. Ao contrário dos morte, e morte de cruz!
discípulos daquela noite em que a Santa Ceia foi
instituída, hoje celebramos algo que já ocorreu, tra- 00:10-00:50- Debate:
zemos a memória algo que nunca mais se repetiu 1- É correto dizer que durante a Ceia do Senhor
ou terá que se repetir, pois os efeitos do sacrifício de o pão se transforma no corpo de Cristo e o vinho
Jesus são eternos. Celebrar a Santa Ceia é come- no seu Sangue? {3 minutos}
morar a vitória de Jesus, que apesar de todos os Resposta: Não. O pão e o vinho simbolizam o corpo
esforços do inimigo para fazê-lo desistir, permane- e o sangue de Cristo, ou seja, nos trazem a memó-
ceu obediente executando até o fim à vontade do ria o corpo de Cristo que foi entregue por nós e o
Pai, com o propósito único de ter comunhão eterna sangue de Jesus derramado na cruz em nosso favor
conosco. Por isto, celebrar a “Ceia do Senhor” é ce- (1 Coríntios 11:24-25).
lebrar nossa comunhão com Deus e nossa comu-

51º Encontro
nhão com os demais irmãos em Cristo. 2- Que pacto nós recordamos
Tito 2:14 mostra que o sacrifício de Jesus teve um através da Santa Ceia? {5 minu-
propósito: Ele se entregou por nós a fim de nos re- tos}
mir de toda a maldade e purificar para si mesmo um Resposta: A Nova Aliança (1
povo particularmente seu, dedicado à pratica de boas Coríntios 11:25). Através desta ali-
obras. Em vista do alto preço pago por Jesus para ança, Deus não leva em conta os
nos tornar um povo separado para si, que é hoje pecados anteriormente praticados
chamado de Igreja, temos que valorizar e lutar pela por aqueles que agora desejam se
unidade do “Corpo de Cristo”, outro nome pelo qual reconciliar com Ele. Assim, Deus
Deus se refere à Igreja. Ao participarmos da ceia reconhece no sacrifício de Jesus, o
precisamos discernir este “Corpo de Cristo”, tendo pagamento de nossos pecados (2
em mente o preço pago por Jesus para sermos uma Coríntios 5:17-21).
unidade. Perante tal sacrifício pela comunhão, nos-
sas diferenças, mágoas e dificuldades de relaciona- 3- Existe, no Antigo Testamento,
mento com nossos irmãos se tornam ridículas e ina- alguma referência profética a
ceitáveis. Vemos em 2 Coríntios 5:14-15 que Jesus Ceia do Senhor e a esta nova ali-
morreu por todos, assim, todos nós morremos na ança que é nela celebrada? {5
cruz de Cristo, e a vida que hoje nós vivemos não a minutos}
vivemos para nós mesmos, para nosso prazer e para Resposta: Existem várias, por
atingir nossos objetivos egoístas, mas a vivemos por exemplo, 2.000 anos antes de Cris-
aquele e para aquele que por nós morreu e ressus- to, Melquisedeque, sacerdote do
citou. A compreensão disto nos leva a uma atitude Deus Altíssimo, vai ao encontro de
de unidade com nossos irmãos, pois conforme Abraão, levando-lhe pão e vinho
Filipenses 2:3-8 nos ensina, não devemos fazer nada

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


51º Encontro
(Gênesis 14:18-20). “mesa do Senhor” e não a mesa da igreja local (1
Mas é através do profeta Jeremias Coríntios 10:21). Biblicamente, a igreja local não pode
que encontramos a referência mais estabelecer quem deve ou não tomar a ceia, caben-
clara e direta a esta Nova Aliança do a cada um se auto-examinar (1 Coríntios 11:27-
(Jeremias 31:31-34). 32). A exceção a isto se refere a casos de exclusão
da comunhão, devido a não arrependimento de pe-
5- E qual é o aspecto profético da cado após todos os passos de confrontação visando
Ceia do Senhor? Que evento futu- a restauração do pecador (Mateus 18:15-17 e 1
ro ela nos traz a memória? {5 mi- Coríntios 5:11-13). Observe que o motivo desta pes-
nutos} soa não poder participar não está no fato de possuir
Resposta: Além de nos lembrar do pecados, mas no fato de que esta pessoa foi decla-
que Cristo fez por nós, a Ceia nos rada “gentil e publicano”, expressão que o texto de
recorda também da promessa de Je- Mateus utiliza para descrever aqueles que não co-
sus de que um dia ele irá retornar a nhecem a Jesus e assim não fazem parte do “Corpo
este mundo para nos buscar. Quan- de Cristo”, a Igreja. Desta forma esta pessoa não
do ele retornar a este mundo, não ire- tem a capacidade de discernir o Corpo.
mos mais praticar a ordenança da
Ceia do Senhor (1 Coríntios 11:26). 8- Em 1 Coríntios 11:27-32 somos orientados a
Teremos então uma ceia especial, nos examinar antes da Ceia do Senhor. Isto sig-
como Igreja Arrebatada, na presen- nifica que eu devo me examinar e se concluir que
ça do próprio Senhor Jesus não possuo pecado então eu poderei participar
(Apocalipse 19:6-9). A cada ceia, da ceia? {7 minutos}
estamos mais próximos da volta do Resposta: Se não possuir pecado fosse pré-requisi-
Senhor. to para a participação na ceia, então todos nós esta-
ríamos excluídos (1 João 1:8-10). Quando o apósto-
6- Em 1 Coríntios 11:26 aprende- lo se refere à palavra “digno” ele se refere não a in-
mos que através da Santa Ceia dignidade das pessoas, pois ninguém é digno da
anunciamos a morte do Senhor até que ele ve- misericórdia de Deus que nos é dada apenas e tão
nha. Mas por que celebrarmos a morte de Jesus somente por Sua graça. É interessante perceber que
mais do que outros eventos de sua vida? Não as pessoas com maior profundidade espiritual são
seria de igual importância celebrarmos, por exem- aquelas que mais sentem sua indignidade (1 Timó-
plo, sua vida, seu batismo ou seus ensinos? {5 teo 1:15). Paulo em 1 Coríntios 11 se refere à práti-
minutos} ca da ceia de forma digna, discernindo o “Corpo de
Resposta: Apesar de toda a vida de Jesus em seu Cristo”. Devemos nos examinar, confessar diante de
período terreno ter sido algo divino e sem igual, sua Deus os nossos pecados, pois estes atrapalham
morte foi o ponto culminante de seu ministério. Sua nossa comunhão com Deus e com nossos irmãos,
vitória sobre o pecado, o castigo que nos trouxe a tomar o propósito de nos acertarmos com aqueles
paz, o pagamento de nossa pena de morte contraí- contra quem praticamos o pecado (se for o caso), e
da devido ao pecado, nossa filiação na família de então, conscientes de nossa natureza pecaminosa
Deus, nosso novo nascimento e o selo do Espírito e da misericórdia de Deus, obrigatoriamente tomar-
Santo. Estas expressões só têm sentido quando olha- mos a ceia (1 Coríntios 11:28). Praticar a ceia de
mos para a morte propiciatória de Jesus (Romanos forma indigna seria o caso de participar dela sem
3:23-26 e 6:3-4). discernir o significado dos elementos ou a importân-
cia da unidade e comunhão com Deus e com os de-
7- Quem pode participar da Ceia do Senhor? {10 mais membros do “Corpo de Cristo”, alvo principal
minutos} da morte de Jesus.
Resposta: A condição principal para a Ceia é o novo
nascimento. Prova disto esta no fato de que Jesus 0:50-0:55- Ore encerrando.
instituiu a ceia ordenando-a aos seus discípulos, que
a praticavam entre eles (Mateus 26:27 e Atos 20:7).
A Ceia do Senhor não deve ser exclusivamente mi-
nistrada aos membros da igreja local, pois esta é a

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)
Objetivo: Levar os participantes a uma
decisão pessoal de envolvimento com a obra de
Deus de forma consciente e planejada. O Ministério
00:00-00:03- Inicie orando.
00:03-00:10- Introdução ao tema:
Vida eterna. Se você é um cristão salvo em Jesus, este
Cristão
é o grande presente que, através da graça de Deus,
você recebeu no ato da sua conversão.
Mas será que você já parou para pensar ao menos um 00:10-00:55- Debate:
pouquinho sobre o que isto significa? Significa que
1- Qual a função mais importante que alguém
daqui a mil anos você estará com Deus, vivo e feliz.
pode exercer na igreja? {6 minutos}
Mais do que isto, o mesmo estará ainda acontecendo
dentro de um milhão ou um bilhão de anos. E isto ain- Resposta: Deus deu a cada um de nós uma fun-
da não é nada comparado com a eternidade. Não so- ção no corpo de Cristo. Assim como no corpo hu-
mos capazes sequer de imaginar o que é a eternidade! mano, todos os membros são igualmente impor-
Ninguém sabe até que idade irá viver. Mas podemos tantes e indispensáveis (1 Coríntios 12:18-27).
afirmar com relativa segurança que muito provavelmen- No corpo de Cristo não há diante de Deus pesso-
te nossa vida neste corpo não chegará aos cem anos. as de maior ou menor importância, mas aqueles que
Faço agora um convite a você. Procure lembrar-se de são considerados humanamente de maior impor-
seus atuais projetos de vida, de seus sonhos, daquilo tância devem ser aqueles que sirvam aos demais
pelo qual você gasta a maior parte do seu tempo e dos (Mateus 20:25-28).
seus esforços no seu dia a dia. Que importância terão
para você daqui a cem anos? Que valor terão? De to-
2- Quem pode trabalhar na igreja local? {3 mi-
dos os esforços em prol de tantas coisas que você tan-
to valoriza hoje, quais deles terão produzido algo de nutos}
valor que perdure para a eternidade? Quais geram efei- Resposta: Todo aquele que pertence ao Corpo de
tos eternos? Cristo, ou seja, que aceitou a Jesus como seu único
A eternidade nos é garantida. É um presente de Deus Salvador e legítimo Senhor de sua vida, receben-
aos salvos. Mas o que dizer de tantos amigos, conhe- do em si a presença permanente do Espírito San-
cidos e até parentes queridos que ainda não conhe- to de Deus que é dado a todos os
cem a Jesus. Após nossa morte, ou a deles, não pode- salvos (1 Coríntios 12:13). A es-
remos fazer mais nada para mudar seus destinos eter-

52º Encontro
tes o Espírito livremente distribui
nos. A pregação do evangelho à nossa geração é um as funções necessárias à Igreja (1
privilégio único e temporário. Só é possível durante o Coríntios 12:11).
curto período de nossa vida terrena.
Quando estivermos na presença do Senhor, percebe-
remos a futilidade de tantas coisas que hoje valoriza- 3- Como posso iniciar meu minis-
mos. E perceberemos o quanto de tempo e de esfor- tério? {6 minutos}
ços foram desperdiçados. Lá, na presença do Senhor, Resposta: Em primeiro lugar, deve
perante o Tribunal de Cristo, sentiremos falta de mui- haver em seu coração o desejo real
tos amigos queridos, dos colegas de trabalho, dos com- de servir a Deus com perseveran-
panheiros do futebol semanal, vizinhos, parentes, co- ça, mesmo diante das provações (1
nhecidos. Vidas que negligenciamos, enquanto corría- Coríntios 15:58).
mos atrás do vento, enquanto corríamos atrás de obje- Pesquise e apresente diante de
tivos que pareciam tão importantes, tão urgentes, mas Deus em oração todas as necessi-
que na eternidade se mostram então completamente dades da igreja, pedindo que Deus
vazios. Obras que ao serem provadas pelo fogo, são
levante obreiros para suprir estas
consumidas por completo.
A Igreja na Terra, com o fim de glorificar a Deus, tem a necessidades (Mateus 9:37-38).
missão de pregar o evangelho e discipular os salvos. Havendo o desejo de servir e um
Todos nós temos uma função, um ministério no Corpo coração preocupado em apresen-
de Cristo. Exercendo com zelo esta função colabora- tar diante de Deus as carências
remos para o cumprimento desta missão da Igreja e da obra, Deus irá direcioná-lo na-
assim produziremos frutos para a vida eterna. Frutos quilo que Ele deseja (1 Coríntios
que permanecerão por toda a eternidade. 12:4-7).
Outro ponto importante é comuni-

DESCOBRINDO A BÍBLIA VERSÃO 1.5


52º Encontro
car a liderança da igreja sua dispo- 6- Apenas executando ativamente tarefas na
sição em servir, pois cabe a igreja, obra de Deus, fazendo ou doando algo pelos
através de sua liderança, buscar e demais, é que eu posso colaborar para a
incentivar o exercício dos dons dis- edificação do corpo? {5 minutos}
tribuídos por Deus aos membros Resposta: Através do ministério da intercessão,
individualmente (1 Coríntios 12:31). que não é algo a ser feito ou doado, mas que en-
volve compromisso e persistência, podemos cola-
4- Possuir determinado dom espi- borar com a edificação de toda a Igreja
ritual implica em algum tipo de res- (Colossenses 4:12). Quando oramos pelo minis-
ponsabilidade? Ou essa respon- tério de um obreiro, somos participantes de seu
sabilidade só vem caso optemos ministério e assim nos unimos a ele na obra de
por utilizar este dom? {10 minu- Deus e na edificação do corpo de Cristo que é a
tos} Igreja (Romanos 15:30).
Resposta: Deus nos dá determina-
do dom para que este dom seja uti- 7- Qual deve ser nossa motivação ao ministé-
lizado com zelo, servindo aos de- rio cristão? {5 minutos}
mais membros da igreja, servindo Resposta: A principal motivação deve ser o nosso
assim a Ele (Romanos 12:4-11). amor a Deus e aos nossos irmãos em Cristo. Este
Deus nos entregou determinado amor é resultado do amor dEle por nós (1 João
dom para que o administremos, mas 4:10-11). O amor de Cristo nos constrange a uma
Ele é o verdadeiro dono do dom. O vida de serviços a Deus (2 Coríntios 5:14-15).
uso do dom não deve ser motivo de
vanglória pessoal, pois apenas 8- Qual o melhor exemplo que a bíblia nos mos-
estamos utilizando aquilo que Deus tra quanto à forma como devemos exercer o
nos confiou para Sua glória (1 Pedro nosso ministério em favor de nossos irmãos?
4:10-11). {5 minutos}
Mais do que isto: temos a obrigação de utilizar o Resposta: O maior exemplo nos é dado pelo pró-
dom que Deus nos deu, e seremos prio Senhor Jesus que, sendo Deus, não exitou
responsabilizados diante de Deus caso não faça- em humilhar-se em favor dos interesses de seres
mos isto (Mateus 25:14-30). infinitamente inferiores, sendo obediente até a
morte, e a morte mais humilhante, morte de cruz
5- Que objetivo devo perseguir ao exercer o (Filipenses 2:3-8).
meu ministério? {5 minutos}
Resposta: A edificação de todos (Efésios 4:11-16). 0:55-1:00- Ore encerrando.

ANOTAÇÕES

DESCOBRINDO A BÍBLIA
Autor: Sérgio Viñolo Sfair (sfair@nev.com.br)

Interesses relacionados