Você está na página 1de 3

PRESIDÊNCIA MUNDIAL PRESIDÊNCIA MUNDIAL

Criando filhos que sejam amados ao que estamos abordando neste nosso encontro. Ou putador ou nos games? E mesmo quando algum ami-

IZUNOME
IZUNOME

seja, a formação do Paraíso no lar, em harmonia com o guinho vem brincar na casa de vocês, ficam os dois
desenvolvimento do ser humano. No início do encon- no quarto, cada um jogando seu game?

por Deus
tro, comecei a falar sem pensar em uma idade especí- Sem sombra de dúvida, o mundo refletido na
fica e, no final, acabei falando sobre o ambiente que tela dos jogos é bastante atraente aos olhos de uma
circunda o bebê ainda durante a gestação e as crianças criança. Contudo, não se pode esperar que um jogo
na tenra infância. Por isso, hoje falarei sobre a infância eletrônico de realidade virtual voltado para crianças,
e a pré-adolescência (de 5 a 14 anos), mas creio que, mas desenvolvido por um adulto, vá desenvolver o
FOTO: BIANCA HASSIB futuramente, falarei também sobre a juventude (15 a sentimento, a psique daquelas. Há algum tempo, um
Nesta segunda parte da orientação que 24 anos), a idade adulta (25 a 44 anos), a meia-idade pesquisador criou a expressão “Game Brain” (“cére-
(45 a 64 anos) e a terceira idade (a partir dos 65 anos). bro de jogo”), alertando para o risco que os games
transmitiu através da revista IZUNOME Eu já entrei na terceira idade. Se comparo a época apresentavam. Entretanto, sua teoria foi rechaçada,
(Japão), o Revmo. Tetsuo Watanabe fala de minha juventude com os dias de hoje, vejo que é tarjada de pseudociência por especialistas de outras
sobre a influência que a tecnologia exerce bem diferente. Sinceramente, o ambiente que rodeia áreas devido à falta de provas científicas.
as crianças no Japão atual não é nada adequado ao Eu não sou um neurocientista, mas acredito que
sobre a infância e a pré-adolescência, seu desenvolvimento psicológico. Por outro lado, devemos considerar seriamente o alerta feito por esse
e destaca a última mensagem que não é por isso que devemos voltar ao passado ou le- pesquisador. Está claro que as crianças que passam
Baden-Powell, o fundador do Escotismo, var a vida como os Amish (comunidade religiosa que muito tempo jogando games, acabam tendo pouco
conserva rigorosamente um estilo de vida semelhan- tempo para se comunicar, para estar em contato com
deixou para os seguidores do movimento. te ao da pré-modernidade. Suas maiores comunida- os pais, ou seja, há pouquíssimo tempo para o en-
Segundo o presidente mundial da IMM, des se localizam nos estados da Pensilvânia e Ohio, tendimento entre pais e filhos. Quando deixamos de
ela está em absoluta concordância com nos Estados Unidos). Os pais devem, acima de tudo, sentir a vibração ou o sentimento que vêm do próxi-
tomar medidas para criar um ambiente adequado ao mo, nosso coração se endurece e acabamos por achar
o que Meishu-Sama nos ensina. desenvolvimento psicológico dos filhos. Em primei- que conversar com a família é algo que dá muito tra-
ro lugar, vamos refletir sobre qual é o problema. balho, que é cansativo e complicado.
Dentre as empresas que continuam lucrando, Os jogos eletrônicos não influenciam negativa-

M
eishu-Sama nos ensina que apesar de estarmos vivendo um momento de reces- mente somente a psique, mas também o físico. O
“aprender por aprender é estu- são mundial, estão os grandes fabricantes de jogos pescoço e os ombros das crianças ficam bastante en-
do morto, enquanto aprender eletrônicos, os “games”. Este fato nos mostra que, rijecidos. Como ficam olhando fixamente para a tela,
algo para ser utilizado na so- quando falamos de lazer para jovens, os jogos de acompanhando o movimento dos personagens dos
ciedade é estudo vivo” (Alicer- computadores estão entre os primeiros. Além deles, jogos, a visão também piora e, naturalmente, os ner-
ce do Paraíso, Inadequação do Estudo). Acontece a temos os computadores e os celulares. Aqui, o que vos também acabam em frangalhos. As crianças que
mesma coisa com a fé. A fé pela fé é morta, enquanto Revmo. Tetsuo Watanabe, presidente mundial da IMM. os adultos devem considerar é a influência desses na ficam jogando até a hora de dormir não conseguem
a fé aplicada na vida diária é viva. Este é o verdadeiro psique e no cérebro infantil. se livrar facilmente da tensão, custam a pegar no
ápice da fé, especialmente para nossa Igreja, que as- E os filhos de vocês? Quando saem da escola vão sono e acabam dormindo menos do que deveriam.
pira construir o paraíso no mundo material. porto de cair no Inferno. Desde que antes consiga direto para as aulas de reforço escolar e, ao chegarem Acredito que esse hábito lhes causa danos psicológi-
levar todas as pessoas do mundo para o Paraíso. Se, em casa, ficam no próprio quarto grudados no com- cos, além de atrapalhar seu desenvolvimento físico.
A felicidade de cada membro da família mesmo assim, eu for para o Inferno, não tem im- Se desejamos verdadeiramente que
é a felicidade de nossos antepassados portância” (Mioshie-shu, 27 de agosto de 1953). Eu nossos filhos sejam felizes no futuro,
Se não conseguirmos praticar a fé dentro da famí- conheço pessoas que difundiam este ensinamento devemos, a qualquer custo, diminuir o
lia, que é o grupo social, a comunidade mais próxima como se fossem suas próprias palavras e que acaba- tempo em que eles passam absortos nos
de nós, o Paraíso Terrestre não passará de um sonho ram realmente transformando o próprio lar em um jogos eletrônicos e propor algo que subs-
distante. Se os membros de uma família, que são uni- inferno. Contudo, penso que elas estavam come- titua essa atividade e que lhes seja tam-
dos por um forte elo espiritual, não se compreende- tendo um erro. A expressão “levar todas as pessoas bém enriquecedor.
rem e não se amarem, como é que conseguirão amar do mundo para o paraíso” citada por Meishu-Sama
o próximo ou outras pessoas de línguas, costumes e deve começar, em primeiro lugar, dentro da família. Contato com o Deus que está
culturas diferentes? Não é possível que toda minha família esteja no pa- presente na própria vida
A desavença entre o casal, o rompimento de re- raíso, e eu, no inferno. Na época em que não se tinha acesso
lações entre pais e filhos, os desentendimentos entre O Johrei Center é, ao mesmo tempo, o local onde a quase nada, brincávamos praticamen-
sogras e noras, os problemas referentes a heranças e relaxamos e também onde logramos obter sabedoria. te todo o tempo fora de casa, na rua,
muitos outros que nos são relatados, mostram que a Não é o lugar aonde vamos quando queremos fugir nos jardins. Mesmo vivendo na cidade,
maioria das purificações ocorrem dentro do lar. A ra- da realidade. Ao vivificar e praticar o que aprende- ainda sobrava um pouco de natureza e,
zão disso é muito simples. Acredito que elas aconte- mos lá no nosso dia a dia, em nosso lar e no trabalho, quando as aulas acabavam, nós, crian-
cem porque tanto Deus quanto nossos antepassados ou seja, por meio da prática do amor altruísta em re- ças, ficávamos brincando com os amigos
desejam a felicidade de seus descendentes. Nossa lação às pessoas que estão ao nosso redor, consegui- na própria escola ou em algum parque
felicidade e a da nossa família correspondem à feli- mos construir o paraíso dentro de nós mesmos. próximo. Essas brincadeiras eram sem-
cidade de nossos antepassados e também à de Deus, pre sinônimo de atividade física, porque
que está por trás de tudo. Sendo assim, a purificação A ameaça dos games usávamos o corpo sem parar. E, ao vol-
no lar ocorre para que despertemos. Bem, acabei me demorando muito na introdução tarmos para casa, estávamos mortos de
Meishu-Sama afirmou o seguinte: “Não me im- do nosso tema, mas hoje gostaria de dar continuidade Games: influência negativa não só na psique mas também no físico. cansaço.

6 – OUTUBRO / 2009 OUTUBRO / 2009 – 7


PRESIDÊNCIA MUNDIAL PRESIDÊNCIA MUNDIAL

O mais importante para o sentimento de uma sa Escoteira e às suas regras, mesmo quando já forem

IZUNOME
IZUNOME

criança é o contato com a vida em si. Deus está pre- adultos. Que Deus os proteja e os ajude a cumpri-la.
sente em tudo o que tem vida. Confrontar-se fisica- Vosso amigo, Baden-Powell.”
mente com os amigos, fazer as pazes, brigar, fazer Esta é uma mensagem maravilhosa que sintetiza
as pazes de novo – esse processo ensina a base do claramente o que Meishu-Sama nos ensina. Há mui-
relacionamento humano, que é a simpatia, a coope- tos escoteiros também em nossa Igreja e quero que
ração e a importância de perdoar e ser perdoado. Ao eles, a partir de agora, continuem se empenhando em
subir em árvores, ao suar de tanto correr para todos se elevar e em fazer o próximo feliz, com plena con-
os lados, ao observar insetos e ao brincar com flores fiança e orgulho de sua missão. Vamos todos torcer,
e plantas, a criança consegue aprender e sentir a vida mesmo que timidamente, para que vocês cresçam e
que existe na natureza. se tornem pessoas de confiança e amadas por todos,
Tais brincadeiras aguçam a sensibilidade e quan- verdadeiros seres humanos. Quero também deixar
do essa mesma criança chegar à idade adulta, terá uma mensagem às crianças que não estão participan-
estabelecido em si a base que permitirá perceber o do do escotismo.
sentimento do próximo e a existência de Deus. Será
que a causa do aumento das agressões e abusos entre Gratidão a tudo que tem vida
crianças nas escolas hoje não estará no enfraqueci- Meishu-Sama escreveu o seguinte poema:
mento da sensibilidade, que faz com que não se per- “A beleza da Grande Natureza representa o sa-
ceba nem mesmo a tristeza do outro? grado e silencioso ensinamento de Deus”.
É claro que, hoje em dia, mesmo que os pais quei- Como registrado na mensagem de Baden-Powell,
ram que os filhos brinquem fora de casa, já não é quando a criança vivencia a natureza desde pequena,
mais como antigamente: passam carros a toda hora, a sagrada Vontade de Deus vai penetrando, mesmo
ocorrem crimes inimagináveis a cada instante, enfim, que inconscientemente, em seu coração infantil.
há muitos perigos. Quando jovem, Meishu-Sama gostava de esca-
Sendo assim, os pais devem estar conscientes de lar montanhas e parece que dizia frequentemente A oportunidade de entrar em contato com a vida ensina
que precisam estar atentos, protegendo os filhos. Se a seus familiares: “Quando chegamos ao topo, nós silenciosamente à criança o respeito e a gratidão por ela.
estiverem sempre muito ocupados e não puderem nos damos conta de quão ínfimo é o ser humano”. A
fazer isso, devem, pelo menos durante as férias, pro- grandiosidade da natureza, seus mistérios, sua bele-
curar fazer algo que coloque as crianças em contato za, impossíveis de serem reproduzidos na realidade Se o meio permitir, plantar algo ou criar algum
com a natureza. Caminhar ou acampar em família virtual pela computação gráfica, nos mostram quão animal - aves, peixes, insetos - passa a ser uma opor-
exige grande preparação da parte dos pais, mas não interessante é o mundo real. tunidade da criança entrar em contato com a vida.
só estes, mas também os filhos têm a oportunidade Robert Baden-Powell, o fundador do Escotismo.
Meishu-Sama, em família, fazia pequenos reparos Eu também, quando jovem, criei aves e cães e me
de conectar-se com a natureza e de relaxar, viven- em casa e vivificações florais. Acredito que esses ges- lembro de ter sido consolado por eles muitas vezes.
ciando uma grande experiência. tos também fazem com que a gentileza brote não só Ganhei de meu professor de caligrafia, mestre Ma-
Eu vivi uma vida muito feliz. Por isso, desejo que no coração da criança, mas em toda família. tsubayashi Tenjyo, um filhote de falcão e o criei com
A carta de despedida de Baden-Powell cada um de vocês também tenha uma vida feliz. o maior cuidado, mas ele acabou morrendo. Senti-me
FOTO: TONY TAJIMA
Kyoshu-Sama é, atualmente, conselheiro da Asso- Acredito que Deus nos colocou neste mundo ma- muito sozinho, fiquei muito triste e me lembro que aca-
ciação de Escoteiros do Japão. Eu considero o movi- ravilhoso para que sejamos felizes e para que apro- bei dormindo abraçado ao corpinho do falcão, já frio.
mento escoteiro uma oportunidade da criança apren- veitemos a vida. A felicidade não provém do fato de Algo que estava bem, um dia, repentinamente,
der de maneira eficaz pontos essenciais para a vida sermos ricos, nem de sermos bem-sucedidos em nos- deixa de se mexer. Ao deparar-se com a questão da
de uma pessoa enquanto participa de caminhadas, sas carreiras e, tampouco, de sermos complacentes vida e da morte, a criança sente quão efêmera e nobre
de acampamentos, de atividades voluntárias e de ou- com nós mesmos. O primeiro passo rumo à felicida- é a vida.
tros eventos. Sei que a Igreja vem formando elemen- de é dado quando, ainda jovens, nós nos empenha- O contato com seres vivos durante a infância acaba
tos maravilhosos com o escotismo. mos em nos tornar saudáveis e fortes. Assim, quando se ligando à nossa gratidão pela vida dos animais que
Após o falecimento de Robert Baden-Powell chegarmos à idade adulta, seremos pessoas úteis ao são sacrificados como alimentos para que sustentemos
(1857-1941, carinhosamente chamado de B-P), militar mundo e poderemos aproveitar a vida. nossa existência. Esse sentimento será expresso de for-
inglês, escritor e fundador do escotismo, foi encon- O estudo da natureza mostrará que Deus criou o ma natural quando, antes e depois de nos servirmos,
trada, entre suas coisas, a “Carta de Despedida de mundo repleto de coisas belas e maravilhosas para unirmos nossas mãos em sinal de gratidão.
B-P”, que dizia o seguinte: vocês desfrutarem das mesmas. Alegrem-se com o Se conseguirmos ter gratidão pela vida, consegui-
“Escoteiros: Se porventura vocês tiverem visto a que receberam e façam bom proveito disso. Olhem remos ter gratidão pelo próximo e fazê-lo feliz natu-
peça ‘Peter Pan’, deverão estar lembrados de que o para o lado brilhante das coisas, ao invés do seu lado ralmente, não é?
capitão pirata faz antecipadamente seu último dis- sombrio. Contudo, o verdadeiro caminho rumo à fe-
curso, porque receava que, possivelmente, quando licidade está em fazer outra pessoa feliz. Tentem dei- O que Deus sente
chegasse sua hora, não teria tempo para fazê-lo. xar este mundo um pouco melhor do que o encontra- Rachel Carson, autora do livro Silent Spring (Pri-
Acontece quase a mesma coisa comigo e, embora ram e, quando chegar a hora de vocês, que possam mavera Silenciosa), obra que denuncia a destruição
neste momento, eu não esteja morrendo – mas creio partir felizes com o sentimento de que, pelo menos, do meio ambiente pelo uso de substâncias químicas,
que este dia se aproxima –, quero enviar a vocês uma não desperdiçaram o tempo, mas sim, fizeram o me- escreveu também a obra Sense of Wonder, para des-
palavra de despedida. Pensem que estas serão as úl- lhor que puderam. Para viverem e morrerem felizes, pertar nas crianças a sensibilidade para perceber
timas palavras que dirijo a vocês e, por isso, peço que tenham este pensamento como guia e, sem esquecer O importante para uma criança não é conhecer quão insondável e misteriosa é a natureza.
as leiam e reflitam profundamente sobre elas. o lema ‘Sempre Alerta!’, sejam sempre fiéis à Promes- o mundo invisível, mas senti-lo. Nesta obra ela conta: “Creio firmemente que, se es-

8 – OUTUBRO / 2009 OUTUBRO / 2009 – 9


PRESIDÊNCIA MUNDIAL PRESIDÊNCIA MUNDIAL

tabelecermos um grau de importância entre o ‘saber’ vio” a todos nós, a todos os irmãos. Respeitar e valo-

IZUNOME
IZUNOME

e o ‘sentir’, o‘saber’ não conseguirá ser nem a metade, rizar os pais e os irmãos. Cumprimentar. Agradecer
em importância, quanto o ‘sentir’.” “Se considerarmos a qualquer pessoa que tenha feito algo por nós, seja
que cada fato com o qual as crianças se deparam será, essa pessoa quem for, dizendo claramente “muito
no final, a semente que dará origem ao conhecimento obrigado”. Quando causar algum transtorno a al-
e à sabedoria, as mais diversas emoções vividas e a guém, desculpar-se dizendo “me desculpe” e refletir
sensibilidade aguçada são o solo fértil apropriado ao e se esforçar para não repetir o mesmo erro. Se esti-
desenvolvimento dessa mesma semente.” ver diante de alguém que esteja passando por algu-
Algo idêntico ocorre em relação a Deus. Mais que ma dificuldade, oferecer ajuda. Ensinar tais “coisas
“sabê-Lo”, é preciso senti-Lo. Para tanto, como já dis- óbvias” à criança é formar nela a base do verdadeiro
se anteriormente, é importante estar em contato com ser humano. Naturalmente, se os pais que ensinam
a natureza ou em um ambiente puro e belo, sentindo isso não forem, eles próprios, modelos de tal prática,
quão agradável tudo isso é. Essas coisas se transfor- será como no poema de Meishu-Sama:
mam na força motriz da vida. E como, em outras pa-
lavras, podemos dizer que Deus é Verdade, Bem e “Se pregarmos o amor e aconselharmos
Belo, basta senti-Lo silenciosamente. a misericórdia, mas isso não for acompanhado
Então, se a família se unir ao redor dos pais para de prática, nossas palavras serão como
orar a Deus e aos antepassados, se houver ministra- o sussurro do vento nos pinheiros”.
ção de Johrei em família, se considerarmos e respei-
tarmos nossos pais que estão vivos, se o casal viver “Como o sussurro do vento nos pinheiros” – só
em harmonia, se amarmos nossos filhos, se estiver- um som sem sentido, palavras vazias. Eu acredito
mos vivendo em prol do próximo e da sociedade, a que, quando Deus nos concede um filho e nos permi-
criança entenderá a essência da fé sem que tenhamos te criá-lo, está tentando nos ensinar algo muito im-
que dizer uma única palavra. portante, Ele quer nos formar e nos criar.
Muitos pais já viveram a mesma experiência:
Fé é bom senso quando um filho está passando por uma purificação
Bem, até agora, vim falando detalhadamente so- muito severa, eles sofrem como se essa purificação
bre pontos que parecem óbvios. Meishu-Sama sem- fosse deles e surge, naturalmente, o desejo sincero
pre dizia a seus filhos: “Fé é bom senso”, lamentando de “trocar de lugar”. Nesse momento, conseguimos
que “há muitas pessoas que não conseguem fazer de sentir em nosso interior o amor sincero e desinteres-
maneira natural o mais óbvio”. E dizia claramente sado, o amor incondicional.
que “por mais que a pessoa ore e cultue a Deus, se Tal amor se assemelha ao sublime “amor de Deus”
continuar mentindo, não será um ser humano de fé.” e só porque conseguimos senti-lo é que conseguimos
“Se, mesmo não sendo um fiel, o indivíduo agir de amar alguém de maneira incondicional. O ser huma-
maneira que não tenha por que se envergonhar dian- no nasceu para vivenciar esse “amor de Deus”, para
te de Deus, esse, sim, é um grande homem de fé.” respeitar e amar o próximo e tudo o que tem vida.
Este é um ponto muito importante. “Agir de ma- Creio que não há o menor exagero nesta afirmativa.
neira que não tenha por que se envergonhar diante
de Deus” significa fazer o óbvio. O presente artigo foi publicado na Revista Izunome
Meus pais ensinaram insistentemente esse “ób- (Japão) nº 81, em 2009.

FOTO: CAROLINA SAAB

A beleza da Grande Natureza representa o sagrado e silencioso Ensinamento de Deus.

10 – OUTUBRO / 2009 OUTUBRO / 2009 – 11

Interesses relacionados