Você está na página 1de 15

KEVIN LYNCH – A IMAGEM DA CIDADE / MAPA MENTAL

VIAS

LIMITES

BAIRROS

PONTOS NODAIS

MARCOS
Elementos morfológicos do Urbanismo
DEFINIÇÃO

 São aquelas partes mínimas reconhecíveis na malha urbana


com uma função construtiva ou programática, uma
finalidade estética e significante.
As suas características e o aspecto exterior, o modo como se
inter-relacionam é que variam de época para época e tem a
ver com uma linguagem, com a estética e a comunicação e
com a organização do próprio espaço.
Exemplos de elementos morfológicos: o solo, o edifício, o lote,
o quarteirão, fachada, logradouro, o traçado/rua, a praça, o
monumento, a vegetação e o mobiliário urbano.
Elementos morfológicos do Urbanismo
O SOLO

 É a partir do território
existente e da sua topografia
que se desenha/constrói a
cidade;
É a topografia e
modelação do terreno,
revestimentos e pavimentos,
os degraus e passeios, a faixa
asfáltica etc..
Relação de conflito dos
interesses que disputam o
solo público: o tráfego e uso
pedonal.
Elementos morfológicos do Urbanismo
OS EDIFÍCIOS
É através dos edifícios que
se constitui o espaço urbano e
se organizam os diferentes
espaços identificáveis e com
forma própria: a rua, a
praça, o beco, a avenida...
O espaço urbano depende
dos tipos edificados e do
modo como estes se
agrupam;
A tipologia edificada
determina a forma urbana e
a forma urbana é
condicionadora da tipologia
edificada
Elementos morfológicos do Urbanismo
OS EDIFÍCIOS
A forma urbana é o
resultado, produto e
simultaneamente geradora
da tipologia edificada, numa
relação eminentemente
dialética entre cidade e
arquitetura, entre forma
urbana e edifício.
Elementos morfológicos do Urbanismo
O LOTE É a parcela fundiária, onde o
edifício não pode ser desligado do
lote ou superfície de solo que
ocupa;
Não é apenas uma porção
cadastral: é também gênese e
fundamento do edificado;
O lote é um princípio essencial
da relação dos edifícios com o
terreno;
Construir a cidade foi também
separar o domínio público do
domínio privado;
A forma do lote é condicionante
da forma do edifício, logo, da
forma da cidade.
Elementos morfológicos do Urbanismo
O QUARTEIRÃO
É um contínuo de edifícios
agrupados entre si em anel ou sistema
fechado, e separado dos demais;
É o espaço delimitado pelo
cruzamento de 03 ou mais vias e
subdivisível em lotes para construção
de edificações;
É um modelo de distribuição de
terra por proprietários fundiários;
Os edifícios delimitados pelo lote
constituem partes do quarteirão,
partes que são diferenciadas em
altura, em profundidade, em
programa.
Elementos morfológicos do Urbanismo
A FACHADA Cada edifício dispõe
apenas a fachada para a
comunicação com o espaço
urbano;
Nas fachadas são
expressas as características
distributivas, programas,
funções, organização, tipo
edificado, as
características e
linguagem arquitetônica,
o estilo, a expressão
estética, a época: um
conjunto de elementos que
irão moldar a imagem da
cidade;
Elementos morfológicos do Urbanismo
A FACHADA
A fachada é o invólucro
visível da massa construída;
A fachada evidencia a
transição entre o mundo
coletivo do espaço urbano e o
mundo privado das
edificações;
É um elemento
determinante na forma e
imagem da cidade:
importância na concepção
arquitetônica
Elementos morfológicos do Urbanismo
O TRAÇADO: A RUA
Relaciona-se diretamente com
a formação e crescimento da
cidade de modo hierarquizado,
em função da importância
funcional do deslocamento, do
percurso e da mobilidade de
bens, pessoas e idéias (M. Poète);
É o traçado é que define o
plano;
Assenta-se num suporte
geográfico preexistente, regula
a disposição dos edifícios e
quarteirões, liga os vários
espaços e partes da cidade.
Elementos morfológicos do Urbanismo
A PRAÇA
É um elemento morfológico
típico das cidades ocidentais;
Se o traçado são lugares de
circulação, a praça é o local
intencional do encontro, da
permanência, dos
acontecimentos, de práticas
sociais, de manifestação de
vida urbana e comunitária;
É a partir do Renascimento
que a praça se inscreve em
definitivo na estrutura urbana
e adquire seu estatuto até
fazer parte obrigatória do
desenho urbano nos sec. 18/19;
Elementos morfológicos do Urbanismo
O MONUMENTO
Dicionário: obra de
arquitetura ou escultura
destinado a transmitir à
posterioridade a recordação de
um grande homem ou feito;
Ainda: obra de arquitetura
considerável pela sua dimensão
ou magnificiência;
É um fato urbano singular,
elemento morfológico
individualizado pela sua
presença, configuração e
posicionamento na cidade e pelo
seu significado.
Elementos morfológicos do Urbanismo
O MONUMENTO A imagem de uma cidade é
também aquela dada pelos
seus monumentos, sejam eles
marcos sem finalidade de
uso, mas com significação
social, histórica ou cultural.
O monumento desempenha
um papel essencial no
desenho urbano: caracteriza
a área ou bairro e torna-se
pólo estruturante da cidade;
O conceito monumento
abrange também conjuntos
urbanos, centros históricos ou
as próprias cidades.
Elementos morfológicos do Urbanismo
A VEGETAÇÃO
Caracterizam a imagem da cidade;
Tem individualidade própria;
Desempenham funções precisas:
elementos de composição e do
desenho urbano, organizam,
definem, contem espaços e controlam
clima da cidade.
Elementos morfológicos do Urbanismo
MOBILIÁRIO URBANO
Constituído por
elementos móveis
que “mobíliam” e
equipam a cidade: o
banco, o chafariz, a
lixeira, caixa de
correios, sinalização,
o quiosque, abrigo
de transportes etc....
Importância para
o desenho da cidade
e sua organização:
qualidade do espaço
e comodidade.