Você está na página 1de 44

Complemento - 1

Complemento
Escrevente Técnico Judiciário - TJ/SP
11ª ed. – Edital/2014

1. Média Aritmética Simples e Ponderada......................................................................................03

2. Perímetros e Áreas de Figuras Planas.......................................................................................06

3. Volumes e Áreas de Sólidos Geométricos..................................................................................11

4. Relações no Triângulo Retângulo..............................................................................................16

5. Microsoft Power Point 2010......................................................................................................22

6. Direito Penal (art. 359)............................................................................................................43

7. Direito Administrativo (atualização da Lei n. 8.429/92)...............................................................43

8. Normas da Corregedoria Geral da Justiça - SP (arts. 20 a 25).....................................................44

Central de Concursos
2 - Complemento

Central de Concursos
Complemento - 3

1. Média Aritmética Simples e Ponderada


Medidas de Tendência Central A moda dessa amostra é 17 anos, pois foi a idade que
apareceu com maior frequência.
São medidas que tendem a se localizar em um elemen-
to central dentro de um conjunto de valores. Exemplo 2:
Vamos agora considerar as idades dos jogadores de
Estudaremos a Mediana (Md), a Moda (Mo) e a Média um time de futebol de salão que são: 13;16;14;19;18.
Aritmética ( ), em duas situações: dados agrupados e Essa amostra não possui moda, pois todos os elementos
dados agrupados em tabelas de frequência. apareceram com a mesma frequência, amodal.

Dados não Agrupados Exemplo 3:


Essas são as notas de Matemática dos alunos de um
a) Média Aritmética ( ) é o valor calculado pela colégio:
soma de todos os valores de todos os dados, divididos 7,0; 6,5; 7,0; 6,5; 5,0; 7,0; 9,0; 6,5; 9,0; 6,0; 6,5; 5,5.
pelo total de valores. Quando é pedido para calcular
a média de uma série de dados, esse valor se refere à Criando o rol, teremos:
média aritmética, outros casos de média como a geo- 5,0; 5,5; 6,0; 6,5; 6,5; 6,5; 6,5; 7,0; 7,0; 7,0; 7,0; 9,0;.
métrica ou a harmônica, deverão ser solicitados pelo
nome completo. Esta amostra possui 2 modas: Mo = 7,0 e Mo = 6,5.
Dizemos, neste caso, que a amostra é bimodal.
Dados n números x1,x2,x3,...,xn , define-se “média
aritmética” desses números como sendo o número x c) Mediana (Md) é o valor que se encontra situado na
tal que: posição central da distribuição, quando os valores são
colocados em ordem crescente (rol).

Para determinarmos a mediana de uma distribuição,


temos que considerar dois casos:

Exercício Resolvido 1º Caso: Quando n for ímpar, define-se mediana (Md)


Calcular a média aritmética das idades dos cinco como sendo o termo central desse rol. A posição do
enxadristas de um torneio, sabendo que suas idades
são: 20; 18; 16; 22; 22. termo central é dada por:

Resolução: Exemplo: Vamos considerar as quantidades, em mL,


A média aritmética será: das cinco embalagens de um refrigerante que são: 352;
348; 350; 349; 348

Colocando essas quantidades em rol, fica: 348; 348;


349; 350; 352. Como o número dessa amostra é 5 (ím-
b) Moda (Mo) é o valor ou valores que apresentarem par), a mediana dessa amostra é o seu termo central: Md
a maior frequência. = 349

Exemplo 1: 2º Caso: quando n for par, define-se mediana (Md)


Uma sequência de valores poderá ter uma moda, duas como sendo a média aritmética entre os dois termos
modas, várias modas ou nenhuma moda. centrais desse rol. A posição do primeiro termo central

Vamos considerar as idades dos enxadristas que par- é dada por:


ticiparam de um torneio:
18; 16; 17; 15; 18; 17; 16; 18; 17; 14; 17; 19. Exemplo:
Um aluno obteve as seguintes notas de matemática
Criando um rol, teremos: nos 4 bimestres letivos:
14; 15; 16; 16; 17; 17; 17; 17; 18; 18; 18; 19. 5,0; 6,0; 3,5; 8,5

Central de Concursos
4 - Complemento

Colocando essas notas em rol, fica: Se N for par então deveremos fazer a média dos dois
3,5; 5,0; 6,0; 8,5 elementos centrais.

Como o número dessa amostra é 4 (par), a mediana Moda (Mo) é o valor ou valores que apresentarem a
dessa amostra é a média aritmética entre os termos maior frequência.
centrais:
Exercício Resolvido

A distribuição dos salários de uma empresa é dada


Dados Agrupados em Tabelas de Frequências na tabela abaixo:

Média Aritmética Ponderada ( )


Para dados agrupados em tabelas de frequência, a média
aritmética será calculada mais facilmente, multiplicando
cada elemento pela respectiva frequência e dividindo o
resultado pelo somatório dessas frequências.

A média aritmética calculada dessa forma é chamada


de ponderada. O salário modal, a média e a mediana dos salários
dessa empresa vale respectivamente:
a) 2.000,00 e 1.500,00; 500,00 e 1.000,00
b) 1.500,00 e 2.000,00; 1.500,00 e 2.000,00
c) 2.000,00 e 2.000,00; 2.000,00 e 2.000,00
d) 1.500,00 e 1.500,00; 1.500,00 e 1.500,00
e) 500,00 e 2.000,00; 2.000,00 e 1.500,00
Dados n números x1,x2,x3,...xn, com os respectivos
pesos (fatores de ponderação) P1,P2,P3,.......Pn, define-se Resolução:
“média aritmética ponderada” desses números como O salário modal é o salário que apareceu para o
sendo o número x tal que: maior número de empregados, e neste caso teremos
como salário modal R$ 500,00 e R$ 2.000,00, que
aparecem para 10 empregados cada.

O salário médio será calculado da seguinte forma:


Exercício Resolvido

Um aluno obteve as seguintes notas de física com seus


respectivos pesos ao longo dos 4 bimestres letivos:
Então o salário médio é de R$ 2.000,00.

O salário mediano, é o salário que se encontra na


A média aritmética ponderada obtida é: 16ª posição.

Usaremos a frequência acumulada para determi-


Mediana (Md) é o valor que se encontra situado na narmos o 16º elemento.
posição central da distribuição, quando os valores são
colocados em ROL.

Quando os valores estão agrupados em tabelas de


frequência, ficará mais fácil identificar a mediana através
da sua posição.

A posição da mediana será dada por: , onde N Logo o salário mediano é de R$ 1.500,00.
é o número de elementos tabelados.

Central de Concursos
Complemento - 5

Exercícios de Fixação 05. A tabela mostra os desempenhos dos alunos


Marcos e José nas provas bimestrais de física
01. (UNICAMP) Para votar, cinco eleitores de- durante o ano:
moraram, respectivamente, 3min38s, 3min18s,
2min46s, 2min57s e 3min26s. Qual foi a média
do tempo de votação (em minutos e segundos)
desses eleitores?
a) 3min18s
b) 3min15s
c) 3min13s As médias são respectivamente iguais a:
d) 3min08s a) 5,0 e 5,0
e) 3min03s b) 6,0 e 6,0
c) 7,0 e 7,0
02. (SANTA CASA-SP) A média aritmética dos d) 5,0 e 6,0
elementos de um conjunto de 28 números é e) 6,0 e 7,0
27. Se retirarmos desse conjunto três números,
de valores 25, 28 e 30, a média aritmética dos 06. Numa multinacional que tem 800 operários,
elementos do novo conjunto é: 600 recebem R$ 60,00 e os outros 200 recebem
a) 26,92 R$ 40,00 por hora. O salário médio por hora
b) 26,80 desses operários é de:
c) 26,62 a) R$ 50,00
d) 26,38 b) R$ 55,00
e) 25,48 c) R$ 60,00
d) R$ 65,00
03. (ICMS-MG-96) Dados os conjuntos de valores: e) R$ 70,00
A = {1, 1, 2, 3, 4, 5, 5, 8, 8, 8, 9, 10}
B = {6, 7, 8, 9, 10, 11, 12}
C = {1, 2, 4, 4, 4, 4, 5, 8, 9, 9, 9, 9, 10}
Em relação à moda, afirmamos que:
I. A é unimodal, e a moda é 8
II. B é unimodal, e a moda é 9
III. C é bimodal, e as modas são 4 e 9
Então, em relação às afirmativas, é correto
dizer que:
a) todas são verdadeiras
b) todas são falsas
c) somente I e II são verdadeiras
d) somente I e III são verdadeiras
e) somente II e III são verdadeiras

04. (ICMS-MG-95) A mediana dos dados 1; 5; 2;


11; 9; 3; 7; 6 é:
a) 3
b) 4,5
c) 5
d) 5,5
e) 6

Gabarito dos Exercícios de Fixação

01. C 02. A 03. D 04. D


05. C 06. B

Central de Concursos
6 - Complemento

2. Perímetros e Áreas de Figuras Planas


1. Introdução
2. Paralelogramos
3. Trapézio
4. Triângulos
5. Circunferência
6. Círculo

1. Introdução b) Área
A área de um quadrado será obtida pelo produto lado
Perímetro e Área de uma figura geométrica plana x lado:

Na resolução de problemas é muito comum aparecer


os conceitos de perímetro e de área de uma figura
geométrica.

Perímetro
A = L X L,
Perímetro de uma figura, é o comprimento de seu Portanto: A = L2
contorno e no caso de um polígono, nada mais é do
que a soma de todos os lados dessa figura. Podemos Exercício Resolvido
definir também semi-perímetro, que é a metade do perí-
metro. Indicaremos perímetro por 2P e semi-perímetro Calcular a área de um terreno quadrado de 25m de
por P. lado.

Área Resolução:
Como L = 25m, teremos que:
Área de uma figura plana é um número que mede a A = 25m × 25m A = 625m2
superfície.
Resposta: A área do quadrado é igual a 625m2.

2. Paralelogramos II. Perímetro e Área do Retângulo

Paralelogramos são os quadriláteros que possuem os a) Perímetro


lados opostos paralelos. São paralelogramos: o quadrado, O retângulo é um quadrilátero que tem as medidas
retângulo, paralelogramo e o losango. dos lados opostos iguais.

I. Perímetro e Área do Quadrado

a) Perímetro
O quadrado é um quadrilátero que tem as medidas dos
lados iguais. Supondo que os lados AB = BC = CD =
DA tenham medida L, temos:
Supondo que os lados AB = CD tenham medida b e
os lados BC = AD tenham medida h, temos:

2P = b + h + b + h, portanto

2P = 2b + 2h = 2(b + h)
Fazendo a soma das medidas dos lados, teremos:
2P = L + L + L + L,
Portanto: 2P = 4L
Central de Concursos
Complemento - 7

b) Área IV. Perímetro e Área do Losango


A área do retângulo é igual ao produto da base pela
altura. O losango apresenta duas diagonais, maior e menor
e os quatro lados iguais.

Portanto: A = b x h

Exercício Resolvido
a) Perímetro
Resolução:
Supondo que os lados tenham medida L, e fazendo a
Calcular a área de um campo de futebol, que tem
soma das medidas dos lados, teremos:
a forma retangular, cujas dimensões são, 150m de
comprimento por 75m de largura.
2P = L + L + L + L,
Resolução:
Portanto: 2P = 4L
A base do retângulo é o seu comprimento e a altura
é a sua largura, logo:
b) Área
A sua área é igual ao semiproduto de suas diagonais.
A = 150m x 75m A = 11.250m2

Resposta: A área do campo é de 11.250m2.

III. Área do Paralelogramo


Exercício Resolvido
A área do paralelogramo é igual ao produto da base
Um losango possui a diagonal maior medindo
pela altura.
8cm e a menor medindo 6cm. Calcule a área deste
losango.

Resolução:
As diagonais são iguais a 8cm e 6cm, portanto:

Portanto: A = b x h

Exercício Resolvido Resposta: A área do losango é igual a 24cm2.

Determine a área de um paralelogramo em que a


altura mede 10cm e sua base mede 6cm.

Resolução:
A base é igual a 6cm e a altura é igual a 10cm, por-
tanto:

A = 6cm x 10cm A = 60cm2

Resposta: A área do paralelogramo é igual a 60cm2.

Central de Concursos
8 - Complemento

3. Trapézio Exercício Resolvido

Trapézio não é um paralelogramo. O trapézio pos- Sabendo-se que  a altura de um triângulo mede 8cm
sui apenas dois lados paralelos: a base maior e a base e sua base mede 13cm, determine sua área.
menor.
Resolução:
Conhecida a medida da base, que é 13cm e a altura
que é 8cm, então a área será:

Resposta: A área do triângulo é de 52cm2.


Área
A área de qualquer trapézio é dada pela fórmula:
5. Circunferência

A circunferência é um conjunto de pontos de um


plano que estão a uma mesma distância de um ponto
Exercício Resolvido fixo do plano chamado de centro. A distância de cada
ponto ao centro, é chamada de raio.
A base maior de um trapézio mede 40cm e sua base
menor mede 25cm. Calcule sua área sabendo que
sua altura é de 20cm.

Resolução:
A base maior é igual a 40cm, a base menor é igual
a 25cm e a altura é igual a 20cm, portanto a área é:
Perímetro
O perímetro da circunferência é chamado de com-
primento da circunferência e o seu cálculo é feito pela
seguinte fórmula:
Resposta: A área do trapézio é igual a 650cm2.
C = 2. .R
4. Triângulos Onde:
C = perímetro ou o comprimento
O triângulo não é paralelogramo e nem trapézio. = 3,14159....(letra grega Pi)
Apresenta três lados, que poderão ser os três iguais, no
caso do equilátero, dois iguais e um diferente, no caso Exercício Resolvido
do isósceles ou os três diferentes, no caso do escaleno.
Calcule o comprimento de uma circunferência que
tem raio igual a 5cm.

Resolução:
Sabendo-se que o raio é igual a 5cm, poderemos
calcular o comprimento da circunferência da se-
guinte forma:

C = 2. .5 C = 10 cm
Área
A área de um triângulo, quando conhecida a medida da Resposta: O comprimento da circunferência é igual
base e da altura, é o semiproduto da base pela altura. a 10 cm.

Central de Concursos
Complemento - 9

6. Círculo Exercícios de Fixação

O círculo é a reunião da circunferência de raio R e 01. A área de um losango com diagonais medindo
centro O com todos os seus pontos interiores. 10cm e 16cm, é igual a:
a) 80cm2
b) 90cm2
c) 100cm 2

d) 160cm2
e) 180cm2

02. Dos quadriláteros indicados abaixo:


a) Quadrado com lado medindo 5/3cm.
Área b) Quadrado com perímetro 12cm.
c) Retângulo com comprimento 3cm e perímetro 10cm
Dado um círculo de raio R e centro O, calculamos a
sua área pela fórmula: A maior área é igual a
A = .R2
a) cm2
Exercício Resolvido
b) 9cm2
Calcule a área de um círculo, que tem 10m de raio. c) 6cm2
d) 8cm2
Resolução: e) 9cm2
Sabendo-se que o raio é igual a 10m, poderemos
calcular a área da circunferência da seguinte forma: 03. Um dos lados de um retângulo mede 10cm.
Qual deve ser a medida do outro lado para
A= .(10)2 A = 100 m2 que a área deste retângulo seja equivalente à
área do retângulo cujos lados medem 9cm e
Resposta: A área do círculo é igual a 100 m2. 12cm?
a) 4cm
b) 20cm
c) 10,8cm
d) 8cm
e) 12cm

04. Calcular as medidas de um retângulo, sabendo-


se que o comprimento é o quíntuplo da largura
e o seu perímetro é 36m.
a) 4m e 9m
b) 2m e 8m
c) 3m e 15m
d) 8m e 10m
e) 2m e 10m

05. Se um retângulo possui o comprimento igual
ao quíntuplo da largura e a área é igual a 80cm2,
quais são as medidas de seus lados?
a) 1cm e 5cm
b) 3cm e 15cm
c) 4cm e 20cm
d) 8cm e 10cm
e) 2cm e 10cm

Central de Concursos
10 - Complemento

06. Calcular as medidas da base e da altura de um Exercícios Propostos


triângulo, sabendo-se que essas medidas são
números consecutivos e que a área é 10cm2. 01. (Vunesp) A comunidade escolar resolveu fazer
a) 4 e 5cm um cercado para a horta escolar utilizando
b) 3 e 4cm arames lisos e bambus. A horta é retangular,
c) 5 e 6cm medindo 18m de largura por 45m de compri-
d) 7 e 8cm mento. Como o arame dará 3 voltas completas
e) 1 e 2cm ao redor da horta, a quantidade mínima de
arame a ser comprada será:
07. Calcular o comprimento de uma circunferência a) 376m
de 12m de raio. b) 377m
a) 24 m c) 378m
b) 72m d) 379m
c) 25 e) 380m
d) 11m
e) 8 m 02. (ESAF) Uma sala de 0,007km de comprimento,
80dm de largura e 400cm de altura, tem uma
08. Calcular o raio de uma circunferência saben- porta de 2,40m2 de área e uma janela de 2m2
do-se que o seu comprimento é 144 m. de área. Sabendo-se que com 1 litro de tinta
a) 24 m pinta-se 0,04dam2 , indique a alternativa que
b) 72m contém a quantidade de tinta necessária para
c) 25 pintar a sala toda, inclusive o teto:
d) 11m a) 59,4 litros
e) 8 m b) 35,9 litros
c) 14 litros
09. Sabendo-se que a área de um círculo é 121 m2, d) 440 litros
qual é o seu raio? e) 42,9 litros
a) 24m
b) 72m 03. (Empasial) Quantos hectares têm um sítio de
c) 11 m terreno retangular com 3.200m de largura por
d) 11m 1.800m de comprimento?
e) 8 m a) 5,76
b) 56,7
c) 57,6
d) 576
e) 5.760

04. (VUNESP) Em certas regiões rurais do Brasil,


áreas são medidas em alqueires mineiros. Um
alqueire mineiro é a área de um terreno qua-
drado de 220 metros de lado. Qual é a área, em
quilômetros quadrados, de uma fazenda com
30 alqueires mineiros?
a) 1,452
b) 14,5
c) 145,2
d) 1.452
e) 14.520

Gabarito dos Exercícios de Fixação


Gabarito dos Exercícios Propostos
01. A 02. B 03. C 04. C 05. C
06. A 07. A 08. B 09. D
01. C 02. E 03. D 04. A

Central de Concursos
Complemento - 11

3. Volumes e Áreas de Sólidos Geométricos


1. Poliedros
2. Prisma Reto
3. Paralelepípedo Retângulo
4. Cubo
5. Pirâmide
6. Cilindro Reto
7. Cone Reto
8. Esfera

1. Poliedros Exercício Resolvido

Um poliedro convexo, apresenta faces que são po- Calcule a área total da seguinte figura.
lígonos convexos; arestas que são lados dos polígonos
e vértices que são os vértices dos polígonos.

2. Prisma Reto

É o prisma cujas arestas laterais são perpendiculares


aos planos das bases. Um prisma será triangular, qua-
drangular, pentagonal etc.., conforme a base for um
Resolução:
triângulo, um quadrilátero, um pentágono etc.
Da figura temos que:
Casos de prismas retos
- Comprimento: 8cm
- Largura: 4cm
- Altura: 5cm
3. Paralelepípedo Retângulo Portanto a área total será:
At = 2.(8.4 + 8.5 + 4.5) = 2.(92)
É um prisma reto cujas bases são retângulos, as suas At = 184cm2
dimensões são: comprimento, largura e altura.
Exemplos de blocos retangulares: tijolo, livro etc... Resposta: A área total da figura é igual a 184cm2.
Seja o bloco retangular abaixo de medidas: compri- Volume:
mento a, largura b e altura c. O volume de um paralelepípedo reto retângulo é o
produto de suas três dimensões, isto é:

V=a.b.c

Área total (At):


É a soma da área das seis faces, duas a duas iguais:

At = 2(a.b +a.c + b.c)

Central de Concursos
12 - Complemento

Exercício Resolvido Exercício Resolvido

Calcule o volume da seguinte figura: Determine a área total da seguinte figura.

Resolução:
As arestas do cubo são iguais a 4m, logo a área total
Resolução:
será igual a:
Da figura temos que:
- Comprimento: 5cm
At = 6(4)2 = 6.16
- Largura: 3cm
At = 96m2
- Altura: 10cm
Resposta: A área total do cubo é igual a 96m2.
Portanto o volume será igual a:
V = 5cm x 3cm x 10cm
Volume
V = 150cm3 O cubo é caso particular de paralelepípedo reto re-
tângulo, que tem todas as medidas iguais. Dessa forma
Resposta: O volume da figura é 150cm3.
o volume do cubo será:

4. Cubo V = a . a . a ou V = a3

O cubo é um paralelepípedo especial cujas medidas Exercício Resolvido


do comprimento, da largura e da altura são iguais e
chamadas de arestas (a). Calcular o volume de uma caixa cúbica, cuja aresta
mede 9m.

Resolução:
Como a aresta mede 9m, o seu volume será:
V = (9 m)3 = 729m3

Resposta: O volume do cubo é igual a 729m3.

Área total (At):


É igual à soma das seis faces quadradas:

At = 6a2

Central de Concursos
Complemento - 13

5. Pirâmide b) Área total


É a soma da área lateral com as áreas das bases.
Pirâmide é a reunião dos segmentos com extremidade
em V e a outra nos pontos do polígono da base. Atot = 2 r h + 2 r2 ou
Atot = 2 r(h+r)
Pirâmide Regular
É a pirâmide cuja base é um polígono regular. c) Volume
Em um cilindro, o volume é dado pelo produto da
área da base pela altura.

V = Abase . h

Se a base é um círculo de raio r, então:

V = r2h

Exercício Resolvido

Seja um cilindro circular reto de raio igual a 2cm e


altura 3cm. Calcular a área lateral, área total e o seu
volume.

Cálculo da Área lateral: Alat = 2 rh


Alat = 2 2.3 = 12 cm2
a) Elementos da pirâmide
- Base: A base é um polígono. Cálculo da Área total: Atot = Alat + 2 Abase
- Vértice: O vértice é o ponto V. Atot = 12 + 2 22 = 12 + 8 = 20 cm2
- Aresta da base
- Altura: Distância do vértice da pirâmide ao plano Cálculo do Volume: V = r2h
da base. V = 22. 3 = . 4 . 3 = 12 cm3

Caso especial de cilindro


6. Cilindro Reto
Cilindro Equilátero
É o sólido que tem como bases, paralelas formadas
por círculos como o representado na figura abaixo: É o cilindro que tem a altura igual a dobro do raio da
base.


No cilindro equilátero, a área lateral, a área total e o
a) Área lateral volume é dado por:
Quando temos um cilindro circular reto, a área lateral Alat = 2 r . 2r = 4 r2
é dada por:
Atot = Alat + 2Abase
Alat = 2 rh
Atot = 4 r2 + 2 r2 = 6 r2
onde r é o raio da base e h é a altura do cilindro.
V = Abase h = r2. 2r = 2 r3

Central de Concursos
14 - Complemento

7. Cone Reto 8. Esfera


É um sólido como representado na figura abaixo.

a) Área da superfície esférica:


S = 4 R2

a) Elementos do Cone b) Volume da esfera:


- Base: A base do cone é um círculo.
- Vértice: O vértice do cone é o ponto P. V= R3
- Geratriz: Qualquer segmento que tenha uma
extremidade no vértice do cone e a outra na
circunferência da base.
- Altura: Distância do vértice do cone ao plano da
Exercícios de Fixação
base.
01. Qual a capacidade de um tanque que mede 3,2
b) Relação Fundamental
metros de comprimento, 2,5 metros de largura
Se g é a medida de cada geratriz então, pelo Teorema e 50 centímetros de altura?
de Pitágoras, temos: a) 580 litros
g2 = h2 + R2 b) 2400 litros
c) 4000 litros
c) Cones Equiláteros d) 3200 litros
Dizemos que um cone circular reto é equilátero se a e) 400 litros
medida da geratriz é igual ao diâmetro da base:
g = 2R 02. Uma sala retangular, com altura 3m, tem di-
mensões 4m e 5m. Se um pintor cobra R$ 5,00
d) Área Lateral do Cone Circular Reto por m2 para pintar as paredes e o teto dessa
Área lateral (Al) de um cone circular reto é a reunião sala, o custo total do serviço, é igual a:
de suas geratrizes. A área lateral de um cone é calculada a) R$ 370,00
pela fórmula: b) R$ 350,00
Al = Rg c) R$ 360,00
d) R$ 340,00
e) Área Total do Cone Circular Reto e) R$ 320,00
A área total (At) de um cone circular reto é a reunião
da área lateral com o círculo da base, isto é: 03. Se a soma das arestas de um cubo é igual a
At = Al + Ab = .r (R + g) 72cm, então, o volume do cubo é igual a:
a) 216cm3
f) Volume do Cone Circular Reto b) 100cm3
O volume de um cone circular reto é dado pela fór- c) 40cm3
mula: d) 144cm3
e) 16cm3

Como a área da base é um círculo, temos:

V= R2h
Central de Concursos
Complemento - 15

04. Um reservatório de decantação possui a forma Exercícios Propostos


de um cilindro, medindo, internamente, 4m de
diâmetro e 1m de profundidade, ao nível da 01. O volume de um quarto em forma de um cubo
água. Considerando-se = 3,14, o seu volume é 27m3. A área lateral desse quarto, em m2, é:
é: a) 24
a) 6.280L b) 30
b) 8.140L c) 36
c) 12.560L d) 40
d) 31.400L e) 48
e) 40.240L
02. Um cubo A tem 6cm de aresta e um cubo B tem
05. Um copo tem a forma de um cone circular reto 2cm de aresta. O volume do cubo A contém o
de 10cm de altura e 8cm de diâmetro interno volume do cubo B um número de vezes igual
da base. O volume, em cm3, desse copo é a:
aproximadamente igual a: a) 2
a) 163 b) 3
b) 165 c) 8
c) 167 d) 24
d) 169 e) 27
e) 171
03. Uma lata de óleo de forma cilíndrica possui
06. O raio da Terra mede aproximadamente uma base de raio 4cm e uma altura de 18cm.
6.300km. Supondo a Terra como uma esfera Então, seu volume, em cm3, é igual a:
perfeita pode-se dizer que sua área superficial a) 1296
é, aproximadamente, igual a: b) 576
a) 25.200 km2 c) 288
b) 2.520.000 km2 d) 144
c) 39.690.000 km2 e) 14
d) 158.760.000 km2
e) 170.000.000 km2 04. A área de uma esfera de 288 m3 de volume, é
igual a:
a) 150 m2
b) 204 m2
c) 120 m2
d) 144 m2
e) 320 m2

Gabarito dos Exercícios de Fixação Gabarito dos Exercícios Propostos

01. C 02. A 03. A 04. C 05. C 06. D 01. C 02. E 03. C 04. D

Central de Concursos
16 - Complemento

4. Relações no Triângulo Retângulo


1. Elementos de um Triângulo Retângulo
2. Relação Métrica
3. Razões Trigonométricas
4. Tabela das Razões Trigonométricas Especiais

1. Elementos de um Triângulo Retângulo Aplicação do Teorema de Pitágoras

Observe o triângulo retângulo abaixo, onde a é a Poderemos encontrar aplicação do Teorema de Pitágo-
hipotenusa (lado oposto ao ângulo de 90º), b e c são os ras, de uma forma direta, quando já temos um triângulo
catetos do triângulo retângulo (catetos são os lados que retângulo, ou quando por alguma ação aparecer um
formam o ângulo de 90º). triângulo retângulo.

Observar sempre se há um ângulo reto envolvido


na figura.

Exercícios Resolvidos

01. A hipotenusa de um triângulo retângulo isósce-


les mede . A medida de cada cateto é:
a) 18m
b) 12m
c) 9m
Convenções: d) 3m
e) 2m

Resolução:
Sendo o triângulo retângulo isósceles, então ele
apresenta um ângulo reto e dois lados iguais.
Os dois lados iguais são os catetos.
Catetos: b = c = x
Hipotenusa: a =
2. Relação Métrica Usando o Teorema de Pitágoras, teremos:
Teorema de Pitágoras   = x2 + x2 2x2 = 18 x2 = 9 x=3
Poderemos relacionar os três lados de um triângulo Logo os catetos medirão 3m.
retângulo, pelo chamado Teorema de Pitágoras.
02. Uma embarcação parte da cidade X em di-
O seu enunciado é o seguinte: reção à cidade Y. Para chegar à cidade Y o
comandante determina que a embarcação
“A soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadra- deve navegar 2.400km em direção ao norte
do da hipotenusa.” e depois mais 1.000km em direção ao leste.
Qual a distância, em quilômetros entre as
b2 + c2 = a2 duas cidades?
a) 3.400
Recíproco do Teorema de Pitágoras b) 2.400
c) 2.600
“Se num triângulo o quadrado do maior lado é igual à d) 1.000
soma dos quadrados dos outros dois, então o triângulo
é retângulo.”
Central de Concursos
Complemento - 17

Resolução: 04. Um terreno tem a forma de um quadrado. Uma


Montando a figura da situação acima, teremos: cerca que une dois vértices opostos desse terre-
no mede m. Qual a medida, em metros,
do lado desse terreno?
a) 20
b) 30
c) 40
d) 50
e) 60
Sendo que distância d corresponde à hipotenusa Resolução:
de um triângulo retângulo cujos catetos são 2.400 A cerca que une os dois vértices opostos, representa
e 1.000. Usaremos o Teorema de Pitágoras: a diagonal do quadrado e que divide o quadrado em
dois triângulos retângulos com hipo­tenusa
d2 = (2.400)2 + (1.000)2 d2 = 5.760.000 + 1.000.000
e catetos, igual ao lado do terreno.
d2 = 6.760.000 d= = 2.600km
Pelo Teorema de Pitágoras, teremos:
Logo a distância é de 2.600km.

03. Dado um triângulo equilátero de lado , deter-


mine a sua altura em função do lado .
O lado do terreno medirá 30m.
Resolução:
Temos o triângulo equilátero de: lado = e altura h
3. Razões Trigonométricas

A palavra trigonometria significa medida dos três


ângulos de um triângulo e determina um ramo da ma-
temática que estuda a relação entre as medidas dos lados
e dos ângulos de um triângulo.

Classificação dos catetos conforme o ângulo


agudo observado
Teremos um triângulo retângulo de hipotenusa ,
e catetos /2 e h Considere o triângulo ABC, retângulo em A, hipo­
tenusa a e catetos b e c.
Aplicando o Teorema de Pitágoras.
Observe o ângulo agudo B:

Logo a altura de um triângulo equilátero em função do

lado é igual a I) b é o cateto oposto a


II) c é o cateto adjacente a

Central de Concursos
18 - Complemento

Observe o ângulo agudo C: II) Cosseno de um ângulo agudo

É a razão entre a medida do cateto adjacente ao ângulo


e a hipotenusa.

Em relação ao ângulo agudo C, o cateto adjacente é


“b” e “a” é a hipotenusa.

A razão é chamada cosseno da medida do ângulo


C ou cosseno de .

I) c é o cateto oposto a Escreve-se cos e lê-se cosseno de .
II) b é o cateto adjacente a

Portanto um cateto é oposto a certo ângulo agudo,


quando esse lado estiver numa localização oposta ao
ângulo observado. III) Tangente de um ângulo agudo

Um cateto é adjacente ao ângulo observado quando É a razão entre a medida do cateto oposto ao ângulo
formar junto com a hipotenusa o ângulo observado. e o cateto adjacente.

A hipotenusa será sempre oposta ao ângulo reto. Em relação ao ângulo agudo C, o cateto oposto é “c”
e o cateto adjacente é “b”.
Razões Trigonométricas

Definições: A razão é chamada tangente da medida do ângulo


C ou tangente de .
Dado o triângulo ABC, retângulo em A
Escreve-se tg e lê-se tangente de .

Exercícios Resolvidos

01. Escreva as razões trigonométricas do triângulo


abaixo:
I) Seno de um ângulo agudo

É a razão entre a medida do cateto oposto ao ângulo


e a hipotenusa.

Em relação ao ângulo agudo C, o cateto oposto é “c”


e “a” é a hipotenusa. Resolução:
A hipotenusa (a) = 5
A razão é chamada seno da medida do ângulo
Em relação ao ângulo B:
C ou seno de . Cateto oposto (b) = 4
Cateto adjacente (c) = 3
Escreve-se sen e lê-se seno de .
Em relação ao ângulo C:
Cateto oposto(c) = 3
Cateto adjacente(b) = 4
Central de Concursos
Complemento - 19

Teremos:

Ângulos Notáveis Usando as definições para o ângulo de 30º , teremos:

Ângulos notáveis são os ângulos de 30º, 45º e 60º.


Para esses valores temos que saber os valores para o
seno, cosseno e para a tangente.

a) Seno, cosseno e tangente de 45º

Consideremos um quadrado de lado .

Traçando a sua diagonal que mede , formaremos


um triângulo retângulo de ângulos internos 45º e 90º,
hipotenusa e catetos .
Usando as definições para o ângulo de 60º , teremos:

Usando as definições, teremos:

4.Tabela das Razões Trigonométricas Especiais

b) Seno, cosseno e tangente de 30º e 60º

Consideremos um triângulo equilátero de lado .

Tracemos sua altura que mede , formaremos

um triângulo retângulo de zzzzzzz internos 30º, 60º e

90º, hipotenusa e catetos e .

Central de Concursos
20 - Complemento

Exercícios Resolvidos

01. Calcular o valor de x na figura abaixo:

Resposta: O cateto b, vale 10m.

03. Determine o valor de c na figura abaixo.


Resolução:
É conhecido o cateto oposto ao ângulo de 45º e
deseja-se determinar a hipotenusa.

Temos que o cateto oposto ao ângulo de 45º é



Logo usaremos a definição de seno
Sabendo-se que a medida do ângulo B =30º e
a = 20m.

Resolução:
É conhecida a hipotenusa e deseja-se determinar o
cateto adjacente ao ângulo de 30º.

Logo usaremos a definição de cosseno
Como temos:

Resposta: A medida x vale .


Resposta: O cateto adjacente é igual a .
02. Calcule o valor de b na figura abaixo. Dados:
medida do ângulo B = 30º e a = 20m.
Exercícios de Fixação

01. O pé de uma escada de 13m de comprimento está


afastado 5 metros de um muro. A escada toca o
muro, portanto, a uma altura, em metros, de:
a) 18
b) 9
c) 12
Resolução: d) 8
O triângulo dado é retângulo de hipotenusa 20, e e) N.D.A.
ângulo B igual a 30º.
Como queremos determinar b, que é o cateto
oposto ao ângulo B, usaremos a definição de seno

Central de Concursos
Complemento - 21

02. Um eletricista precisa puxar a luz de um poste Exercícios Propostos


de 5m de altura até a caixa de luz, que está ao
lado da casa e a 12m do poste, conforme ilustra 01. Uma escada de 5m de comprimento é colocada
a figura abaixo. ao lado de uma parede conforme a figura. A
altura na parede que a escada alcança é de:

O número de metros de fio necessários é:


a) 17 b) 16 c) 15
d) 14 e) 13

03. Uma pessoa está a 30 metros de um edifício


e vê o ponto mais alto desse prédio sob um
ângulo de 60o. Sem levar em conta a altura do
observador, calcular a altura do edifício. a) 4m b) 4,8m c) 3m
d) 3,6m e) 4,2m
a) b)
02. No triângulo abaixo sen e cos valem res-
c) d) 30m pectivamente:
e) 15m

04. O perímetro em metros de um triângulo retân-


gulo cuja hipotenusa mede 10m, sendo um dos
ângulos agudos igual a 30o, é de:
a) b)
c) d) 14 a) 0,6 e 0,6 b) 0,8 e 0,8
e) 13 c) 0,6 e 0,8 d) 0,8 e 0,6

05. Qual a medida da diagonal de um quadrado 03. Observe a figura abaixo.


de 3m de lado?
a) b)
c) d)
e)
O cosseno do ângulo é igual a:
a) 5/12 b) 5/13 c) 13/5
d) 13/12 e) 12/13

04. Num triângulo retângulo, a hipotenusa é p e


os catetos são q e r. O seno do ângulo oposto
a r é igual a:
a) p/q b) q/p c) p/r
d) r/p e) r/q

Gabarito dos Exercícios de Fixação Gabarito dos Exercícios Propostos



01. C 02. E 03. A 04. A 05. B 01. A 02. A 03. E 04. D

Central de Concursos
22 - Complemento

5. Microsoft Power Point 2010


O PowerPoint é um dos programas mais utilizados para criação de apresentações e transparências. Assim como a inter-
face do programa na versão anterior (2007), o PowerPoint 2010 trabalha com guias na Faixa de Opções, possibilitando
rápido acesso às ferramentas.
A área que sofreu alteração mais perceptível foi a parte superior da janela do PowerPoint. Em vez dos menus e das barras
de ferramentas que você costumava ver, há uma faixa larga distribuída pela tela com vários comandos visuais organizados
em grupos. Essa faixa é chamada de Faixa de Opções e ela agora é o centro de controle para criação de uma apresen-
tação. Você aprenderá sobre seu design e verá sua estrutura detalhadamente.
A Faixa de Opções está dividida em guias e os botões de cada guia estão organizados em grupos lógicos. Os botões mais
populares de cada grupo ganham maior destaque, aparecendo em tamanho maior. Até mesmo comandos mais novos
agora estão muito mais visíveis.
Os arquivos do PowerPoint são nomeados de Apresentação. Portanto, enquanto você não dá nomes aos seus arquivos, eles
são chamados de “Apresentação1”, “Apresentação2”, e assim sucessivamente, conforme você vai criando novos arquivos.
O PowerPoint também possui guias contextuais, ou seja, relacionada ao objeto selecionado, como por exemplo, ao sele-
cionar uma caixa de texto ou um objeto de desenho, ele cria acima da barra de guias, uma guia com opções direcionadas
à manipulação do objeto selecionado (Ferramentas de Desenho).

Na Barra de Título dos programas encontramos os botões (Minimizar, Restaurar, este que alterna com o Maxi-
mizar, e Fechar).

Logo abaixo desses botões, encontramos dois botões: o primeiro permite minimizar a Faixa de Opções (o botão em forma
de setinha para cima) e o botão de ajuda do programa.

Obs.: Ao minimizar a Faixa de Opções, serão mostrados apenas os nomes das guias e o botão vira uma setinha para
baixo, para que possa restaurar à visualização anterior.

Central de Concursos
Complemento - 23

A Tela do Microsoft PowerPoint 2010

A Barra de Acesso Rápido


Botão Salvar (Ctrl+B) – Permite salvar a pasta em
Na parte superior da tela do programa temos a barra de
título, que apresenta o nome da apresentação em edição edição. Na primeira vez em que o arquivo é salvo, aparece
e o nome do programa que está sendo utilizado separados a janela Salvar como, onde é possível dar um nome ao arquivo
por um hífen. À esquerda desta barra, temos a Barra de e escolher uma pasta para seu salvamento.
acesso rápido, que permite acessar alguns comandos,
que, geralmente são mais utilizados, como salvar, desfazer, Botão Desfazer (Ctrl+Z) – Permite desfazer
refazer ou repetir, etc. É possível personalizar essa barra,
clicando no menu de contexto (seta para baixo) à direita a última ação executada. Quando clicado várias vezes,
dela (o último botão). pode desfazer ações anteriores na sequência em que
foram executadas. Clicando na seta para baixo ao lado
É importante ressaltar que o botão Refazer pode ser
do botão desfazer, é aberto um menu com as ações
trocado pelo botão Repetir, caso a última ação tenha sido
executadas, onde é possível desfazer a partir de uma
executada e não desfeita, será possível repetir a última
determinada ação.
ação. Só aparecerá o botão Refazer, caso a última ação
executada tenha sido desfazer alguma ação.
Botão Personalizar Barra de Ferramentas de Aces-
so Rápido - Você pode personalizar essa barra, clicando
neste botão (flecha para baixo). Aparece um menu con-
tendo outros comandos que podem ser incluídos.

Botão do menu de controle, onde é possível acessar

opções como (Restaurar, Mover, Tamanho, Minimizar,


Maximizar e Fechar).

Obs.: Fechar: Alt+F4 – Fecha o


programa.

Central de Concursos
24 - Complemento

A Faixa de Opções
A Faixa de Opções é a parte correspondida pelas guias e grupos e suas ferramentas e foi criada para ajudar o usuário
a localizar rapidamente os comandos necessários para executar uma tarefa. Os comandos são organizados em grupos
lógicos, reunidos em guias. Cada guia está relacionada a um tipo de atividade e algumas guias são exibidas somente
quando necessário. Por exemplo, a guia Ferramentas de Desenho somente é exibida quando uma imagem é selecionada.
No PowerPoint 2010, as guias padrão são: Arquivo, Página Inicial, Inserir, Design, Transições, Animações, Apresen-
tação de Slides, Revisão e Exibição.
Como já vimos, outras guias são adicionadas quando elementos são selecionados. Também é possível personalizar guias
com outros nomes.

Os Grupos

Os grupos são formas de organização das ferramentas nas guias. Cada guia tem seus grupos específicos relacionados a
cada atividade. No exemplo da figura acima temos a guia “Página Inicial” selecionada e os seus grupos são: Área de
Transferência, Slides, Fonte, Parágrafo, Desenho, Edição.
Observe que alguns grupos possuem uma setinha no canto direito, o que significa que serão abertas opções ao clicar
nesta seta, podendo ser uma janela ou opções no Painel de Tarefas do programa.

As Guias do PowerPoint e seus respectivos Grupos: (os nomes dos grupos que estão sublinhados são aqueles que pos-
suem a setinha ao lado, contendo mais opções).
Obs.: A guia Arquivo, embora nesta versão seja chamada de “guia”, possui uma exibição diferente das outras guias do
programa, apresentando-se, quando clicada, como um menu de opções.

Página Inicial: Área de Transferência, Slides, Fonte, Parágrafo, Desenho, Edição.


Inserir: Tabelas, Imagens, Ilustrações, Links, Texto, Símbolos, Mídia.
Design: Configurar Página, Temas, Plano de Fundo.
Transições: Visualização, Transição para este Slide, Intervalo.
Animações: Visualização, Animação, Animação Avançada, Intervalo.
Apresentação de Slides: Iniciar Apresentação de Slides, Configurar, Monitores.
Revisão: Revisão de Texto, Idioma, Comentários, Comparar.
Exibição: Modos de Exibição da Apresentação, Modos de Exibição Mestres, Mostrar, Zoom, Cor/Escala de Cinza, Janela,
Macros.

Barra de Status

A barra de status é uma área horizontal na parte inferior da janela do PowerPoint. Fornece informações sobre o estado
atual do que está sendo exibido na janela da apresentação atual e outras informações contextuais.

Os botões do lado esquerdo da barra de status indicam:

Slide 2 de 3 – Indica que está sendo visualizado na tela o Slide 2 de um total de 3 Slides.
“Tema do Office” – Indica o nome do Tema que está sendo usado na apresentação.

Central de Concursos
Complemento - 25

Português(Brasil) - indica o idioma escolhido. Permite Salvar como.


alterá-lo, clicando-se sobre o botão.
Salva uma apresentação pela primeira vez, ou uma
apresentação já existente em outro local com outro
nome. A primeira vez que a apresentação é salva
abre-se a janela Salvar Como, para que seja dado um
Do lado direito da Barra de Status encontram-se os se-
guintes botões de modos de exibição do PowerPoint: nome e uma localização para a nova apresentação.
Após ter sido salva, pode-se renomeá-la e/ou indicar
uma nova pasta para o arquivo através desse comando.
Atalho: F12.

São eles, na sequência: Normal, Classificação de Slides, Abrir.


Modo de Exibição de Leitura, Apresentação de Slides.
Esta opção abre uma janela mostrando várias pastas e
arquivos, onde é possível abrir uma apresentação exis-
tente. Atalho: Ctrl+A.

Também é mostrado o Zoom (14%) do documento e uma


Fechar.
barra deslizante para alterá-lo, além do botão Ajustar
Slide à janela atual. Permite fechar a apresentação atual. Atenção! Esta opção
permite fechar a apresentação, não fecha o programa.
Atalhos: Ctrl+W ou Ctrl+F4.
As Guias do PowerPoint 2010:
A Guia Arquivo Guia Arquivo/Informações
Este menu oferece recursos que dizem respeito ao docu-
Essa opção permite visualizar as propriedades gerais do
mento de um modo geral.
arquivo, como caminho de diretório, tamanho, número
de páginas, número de palavras, data da última modifi-
cação, além de informações sobre modo de compatibi-
lidade, permissões, compartilhamento e gerenciamento
de versões.

Guia Arquivo / Recente


Permite visualizar os arquivos recentemente acessados.

Guia Arquivo / Novo


Novo (Ctrl+O) - Cria uma nova apresentação ou um novo
modelo, escolher abrir a partir de um modelo disponível
ou modelos do Office.com.

Guia Arquivo /Imprimir


Permite imprimir a apresentação, gerenciando as configu-
rações de impressão, como número de Cópias; Impres-
sora; Imprimir todas as páginas (imprime o documento
inteiro), imprimir a página atual ou intervalo de páginas;
Agrupado (1,2,3; 1,2,3; 1,2,3) ou Desagrupado (1,1,1;
2,2,2; 3,3,3); Orientação (Retrato – para página em pé,
Salvar. Permite salvar as alterações em uma ou Paisagem – para página deitada); Margens (Normal,
Estreita, Moderada, Larga ou Espelhada, esta para im-
apresentação já existente. Este comando quando execu-
pressão em frente e verso); Páginas por folha (1, 2, 4, 8,
tado em um novo arquivo, permite “Salvar Como” para
que seja dado um nome e uma localização para a nova 16 págs. por folha ou ainda, ajustar ao tamanho do papel).
apresentação. Atalhos: Ctrl+B ou Shift+F12. Atalho: Ctrl+P.

Central de Concursos
26 - Complemento

Guia Arquivo /Salvar e Enviar


Permite Enviar arquivo por E-mail, Salvar na Web, Enviar como PDF, dentre outras opções. Envia uma cópia da apresen-
tação para outras pessoas por intermédio de e-mail ou fax da Internet;

- Publicar Slides - Compartilha a apresentação com outras pessoas por intermédio de Blog, rede (servidor de gerencia-
mento de documentos), ou criando um grupo de compartilhamento onde todos podem ver as alterações feitas, clicando
na opção Criar Espaço de Trabalho de Documento;

- Pacote para CD – Permite criar um pacote para que outras pessoas possam assistir a apresentação na maioria dos com-
putadores. Este pacote inclui qualquer item vinculado ou inserido, como vídeos, áudio e fontes, todos os outros arquivos
adicionados ao pacote e o visualizador do PowerPoint (o PowerPoint Viewer), para executar a apresentação.

Central de Concursos
Complemento - 27

Você também pode criar um pacote em um CD, DVD ou pen-drive ou qualquer outro drive, para executar apre-
sentações em outros computadores, mesmo que não tenha o PowerPoint instalado na máquina. O visualizador do
PowerPoint (o PowerPoint Viewer) executa a apresentação.

Guia Arquivo / Ajuda


Para acessar a Ajuda e Suporte do Office.

Guia Arquivo / Opções


Botão Opções do PowerPoint - Configura as opções básicas do PowerPoint como modo de exibição,

revisão do texto, formato em que os arquivos devem ser salvos, dentre outras;

Guia Arquivo / Opções / Geral


Permite acessar opções gerais de trabalho com o PowerPoint.

Central de Concursos
28 - Complemento

Guia Arquivo / Opções / Revisão de Texto


Permite alterar a maneira como o PowerPoint corrige e formata o texto.

Guia Arquivo / Opções / Salvar


Para configurar a maneira como os documentos são salvos. Aqui é possível configurar o tempo desejado para que o
PowerPoint salve informações de Auto-recuperação do arquivo. Por exemplo, mesmo que o usuário não salve o arquivo
e ocorra uma queda de luz, o programa poderá recuperar dados a partir de um arquivo temporário criado pelo próprio
programa. Veja em destaque na figura abaixo.

Central de Concursos
Complemento - 29

Guia Arquivo / Opções / Idioma


Para configurar preferências de Idioma do Office.

Guia Arquivo / Opções / Avançado


Permite configurar opções avançadas para trabalhar com o PowerPoint.

Central de Concursos
30 - Complemento

Guia Arquivo / Opções / Personalizar Faixa de Opções


Para personalizar a faixa de Opções e atalhos de teclado. É possível criar novas guias personalizadas, novos grupos e
inserir botões.

Guia Arquivo / Opções / Barra de Ferramentas de Acesso Rápido


Para personalizar a barra de ferramentas de acesso rápido, que por padrão aparece somente com os botões (Salvar,
Desfazer, Refazer). Observe de acordo com a configuração feita no quadro abaixo que agora a barra de ferramentas
de acesso rápido passará a apresentar os botões (Colar, Cor da fonte, Abrir e Novo) que foram acrescentados à essa
barra de ferramentas.

Central de Concursos
Complemento - 31

Guia Arquivo / Suplementos


Exibe e gerencia suplementos para o Microsoft Office 2010.

Guia Arquivo / Sair

Sair. Permite sair do programa PowerPoint. Equivale ao atalho de teclado Alt+ F4 (Fecha o programa).

As Guias do PowerPoint 2010


Guia Página Inicial

Guia Página Inicial (Grupo Área de Transferência)

Ao clicar na setinha logo abaixo do botão Colar, desce um


menu com opções de Colagem e ColarEspecial. Observe
que dependendo do tipo de objeto a ser colado, as opções
podem variar.

Opções de colagem

Colar. (Ctrl+V) - Cola o conteúdo da área de trans-


ferência na posição onde se encontra o cursor;
1º Após ter copiado ou recortado parte da planilha, clique
na guia Página Inicial e clique no botão Colar ou pres- ou
sione o atalho de teclas CTRL+V.

Central de Concursos
32 - Complemento

A Área de Transferência
Colar. Você pode escolher ainda as opções

Colar Especial e Definir Colagem Padrão, descritas no


próximo exemplo.

Usar Tema do Destino.

Manter Formatação Original. Atalho:


Alguns grupos possuem no canto direito uma seta. Isto
significa que há opções referentes à ferramenta a serem
Pressione a letra “F” no teclado, quando o menu acima abertas. Neste caso, será aberta a Área de Transferência
estiver disponível.
no Painel de Tarefas.

Colar como Imagem. Atalho: Pressione a letra

“M” no teclado, quando o menu acima estiver disponível.

Manter Somente Texto. Atalho:

Pressione a letra “T” no teclado, quando o menu acima


estiver disponível.

Colar Especial...:
Ao clicar nesta opção, aparece o quadro abaixo, onde é
possível escolher opções de colagem para o texto previa-
mente copiado ou recortado para a área de transferência.
A opção “Texto não formatado”, permite colar um texto
sem a formatação original, ou seja, o texto colado assume
a formatação do parágrafo para onde será colado. Esta é
uma boa opção para aqueles textos que são copiados de
páginas da Internet e colados no slide. Assim, retira-se toda
a formatação HTML do texto da Internet, deixando-o livre
para assumir a formatação do seu documento.

Recortar. (Ctrl+X) Remove texto ou objeto

selecionado, que foi previamente selecionada, colocando


na área de transferência, para que posteriormente possa
ser executado o comando de colar.
1º: selecione a parte do slide a ser recortada.
2º: Na Guia Página Inicial, clique sobre o botão Recortar
ou utilize o atalho de teclado CTRL+X.

Copiar. (Ctrl+C) Copiar (Ctrl+C) - Copia

texto ou objeto selecionado para a área de transferência


para ser colado em outro local; A Área de Transferência do Office 2010, assim como a do
Office 2007 e do Office 2003, tem capacidade para até 24
1º: selecione a parte do documento a ser copiada. elementos, que podem ter sidos copiados ou recortados e
2º: Na Guia Página Inicial, clique sobre o botão Copiar ficarão à disposição para serem colados a qualquer mo-
ou utilize o atalho de teclado CTRL+C. mento. Possui os botões “Colar tudo” (que permite colar
todo o conteúdo da área de transferência de uma só vez)
Pincel de Formatação. e Limpar tudo (que permite limpar todo o conteúdo da área
de transferência).
Copia a formatação de um local e aplica em outro; Atalho:
— Área de transferência - Abre janela com textos e ob-
Ctrl+Shift+C.
jetos recortados ou copiados para serem colados.

Central de Concursos
Complemento - 33

Grupo: Slides
Aumentar Fonte. Aumentar o tamanho da fonte.

Diminuir Fonte. Diminuir o tamanho da fonte.

Limpar Toda Formatação - Limpa toda a formatação


do texto selecionado;

Este grupo contém as opções: Novo Slide, Layout,


Negrito. Aplica negrito ao texto. Atalho: Ctrl+N ou
Redefinir, Excluir.
Ctrl+Shift+N
- Novo Slide – permite inserir um novo slide na apresentação.
- Layout – permite alterar o layout do slide.
Itálico. Aplica itálico ao texto. Atalho: Ctrl+I ou Ctrl+Shift+I
- Redefinir – permite restabelecer as configurações
de posição, tamanho, etc.
Sublinhado. Sublinha o texto. Atalho: Ctrl+S ou
- Seção – para organizar os slides em seções.
Ctrl+Shift+S

Guia Página Inicial (Grupo Fonte) Sombra de Texto – adiciona uma sombra atrás do
texto, para destacá-lo;

Tachado - Desenha uma linha no meio do texto selecionado;

Espaçamento entre caracteres – para ajustar o


espaço entre os caracteres;
Fonte. (Ctrl+Shift+F) - Altera o tipo de fonte;
Maiúsculas e Minúsculas - Altera todo o texto se-
lecionado para maiúsculas, minúsculas ou outros comuns
Tamanho da Fonte. (Ctrl+Shift+P) - Altera do maiúscula/minúscula;

o tamanho da fonte;
Cor da Fonte - Altera a cor do texto selecionado;

Fonte
Ao clicar na seta do lado direito do grupo Fonte, aparece um quadro de diálogo com opções de configuração de fontes e
espaçamento de caracteres.

Central de Concursos
34 - Complemento

Guia Página Inicial (Grupo Parágrafo)


Grupo: Parágrafo

Marcadores. Para iniciar uma lista com marcadores. Clique na seta ao lado para escolher o tipo de marcador.

Numeração. Para iniciar uma lista numerada. Clique na seta ao lado para escolher diferentes formatos de numeração.

Diminuir Recuo. Para diminuir o nível de recuo do parágrafo.

Aumentar Recuo. Para aumentar o nível de recuo do parágrafo. O padrão de recuo é 1,25cm.

Espaçamento de Linha e Parágrafo. Para alterar o espaçamento entre as linhas do texto. É possível personalizar

a quantidade de espaço antes e depois do parágrafo, clicando na setinha ao lado do botão.

Alinhar Texto à Esquerda. Atalho: Ctrl+Q.

Centralizar. Atalho: Ctrl+E.

Alinhar Texto à Direita. Atalho: Ctrl+G.

Justificar. Atalho: Ctrl+J.

Colunas. Para dividir o texto em uma, duas, trÊs ou mais colunas.

Ao clicar na opção “Mais Colunas”, abre-se o quadro de diálogo “Colunas”, onde é possível aumentar o número de colunas.

Central de Concursos
Complemento - 35

Direção do Texto – altera a orientação do texto;

Alinhar Texto – altera o alinhamento do texto na caixa de texto;

Converter em Elemento Gráfico SmartArt.


Aparece uma lista de gráficos SmartArt que podem ser usados. Clicando na opção “Mais Elementos Gráficos SmartArt”,
abre-se a janela a seguir:

Guia Página Inicial (Grupo Desenho)

Formas – Inserir formas prontas, como retângulos, linhas,


setas, etc;
Preenchimento da Forma – permite preencher com cor,
imagem ou textura, a forma selecionada;

Organizar objetos no slide,


Organizar alterando a ordem, a posi- Contorno da Forma
ção, a rotação; cor, largura e estilo da linha da forma selecionada;

Estilos de Forma
Escolher um estilo
aplicar um efeito à forma selecionada, como sombra, por
Estilos Rápidos visual para a forma
exemplo;
ou linhas;

Central de Concursos
36 - Complemento

Guia Página Inicial (Grupo Edição)

Localizar. Para localizar palavras no texto. Atalho: Ctrl + L.

- Localizar (Ctrl+L) - Localiza texto na apresentação;

- Substituir (Ctrl+U) - Substitui um texto na apresentação;


- Selecionar - Seleciona texto ou objeto da apresentação, frequentemente utilizado para selecionar arquivos que estejam
atrás do texto.

Guia Inserir

Guia Inserir (Grupo Tabelas)

Ao clicar em Inserir Tabela aparece a seguinte janela para


que você insira o nº de colunas e nº de linhas da tabela.
Tabelas. Permite inserir e trabalhar com tabelas nos
slides. Ao clicar na setinha logo abaixo do botão Tabela,
abre-se um menu com opções. Selecionando-se uma
sequência de quadradinhos, é possível inserir uma tabela
automaticamente, após soltar o mouse.
Exemplo: Na figura abaixo, é possível notar a seleção
de alguns quadradinhos e a indicação Tabela 3x2, o que
significa que ao soltar o botão do mouse, será inserida no
documento uma tabela com 3 colunas e 2 linhas.
Neste quadro é possível configurar o número de colunas e
o número de linhas da tabela, além de largura de coluna
fixa, ajustada automaticamente ao conteúdo ou ajustada
automaticamente à janela.

Desenhar Tabela.
Permite desenhar uma tabela linha por linha, definindo seu
formato de maneira mais livre.

Planilha do Excel.

Permite inserir uma planilha do Excel no documento. Ao


clicar neste opção, a janela do programa Microsoft Excel
2010 será aberta, onde o usuário poderá criar a planilha. Ao
término, fecha-se a janela do Excel e a planilha é inserida
automaticamente no documento na posição do cursor e
na forma de uma tabela.

Central de Concursos
Complemento - 37

Porém, sempre que o usuário der um duplo clique sobre esta tabela, automaticamente será simulado o ambiente do Excel,
permitindo alterações na planilha através do seu programa de origem.
Exemplo de planilha inserida em um documento:

Guia Inserir (Grupo Imagens)


Imagem. Para inserir imagens no documento. Esta opção abre um quadro de diálogo, onde é possível escolher

a imagem de arquivo a ser inserida.

Clip-Art. Para inserir desenhos que já vem pré-configurados no Office. Esta opção é aberta no Painel de

Tarefas, onde é possível escolher o desenho a ser inserido no documento.

Instantâneo. Permite inserir imagem de qualquer programa através do recorte da tela.

Álbum de Fotografias. Permite criar uma apresentação com base em uma série de imagens.

Central de Concursos
38 - Complemento

Grupo Ilustrações

Formas. Permite inserir objetos de várias formas no documento, como linhas, setas, fluxogramas, textos expli-

cativos, estrelas, faixas, etc. Ao clicar no botão é aberto um menu com várias formas.

SmartArt. Permite inserir diagramas e organogramas nos slides da apresentação. Ao clicar nesta opção é aberta

uma janela com opções.

Gráfico. Com esta opção é possível inserir um gráfico nos slides, a fim de ilustrar e comparar dados. Os gráficos

podem ser de várias formas, como Coluna, Linha, Pizza, Barra, Área, XY(Dispersão), Ações, Superfície, Rosca, Bolhas,
Radar. Ao clicar neste botão, é aberta a janela abaixo com opções de escolha do tipo de gráfico a ser inserido no documento.

Central de Concursos
Complemento - 39

Inserir Data e Hora.


Para inserir a data e/ou hora atuais no documento atual.
Ao clicar neste botão, é aberta uma janela onde é possível
configurar o formato de data e hora. Também pode-se
habilitar a opção de atualização automática.

Inserir Hiperlink.
Permite criar um link para uma página da Web, uma ima-
gem, um endereço de e-mail, um programa ou qualquer
outro tipo de arquivo. Ao clicar nesta opção, é aberta uma
janela com opções e pastas para escolher o arquivo com
o qual será feito o link. Atalho: Ctrl+K.

Ação.

Para adicionar uma ação ao objeto selecionado, especi-


ficando o que deve acontecer quando você clicar nele. 09/03/yyyy 09:03:12
Número do Slide. Permite inserir números nos slides.

Inserir Objeto.

Permite inserir um objeto no slide. Ao clicar na opção


Objeto, abre-se a seguinte janela, onde é possível inserir
um objeto de um programa.

Grupo: Texto
Inserir Equação. Permite inserir equações
nos slides. Ao clicar no botão, aparece um menu com
opções de Equações.

Inserir Símbolo. Para inserir símbolos que,


normalmente não constam do teclado, como símbolos
de copyright, símbolos de marca registrada, marcas de
- Caixa de Texto. Inserir uma caixa de texto no slide.
parágrafo, etc. Ao clicar neste botão, é aberto um menu
- Inserir Cabeçalho e Rodapé. Permite inserir um cabe- com opções de símbolos.
çalho ou rodapé nos slides.
Inserir WordArt.
Para inserir arquivos de vídeo
Ferramenta para inserir um texto decora- e áudio nas apresentações do
tivo no documento. Textos com arte. Ao PowerPoint.
clicar neste botão, é aberto um menu com
opções.

Central de Concursos
40 - Complemento

Guia Design - Escolha um visual completo para os slides que inclui design de plano de fundo, fontes e esquema de cores.
Em seguida, personalize esse visual.

Guia Animações - Todos os efeitos de animação estão aqui. É possível aplicar efeitos, sons, modos de transição de
slides, etc.

Ao clicar em Animações Personalizadas, abre-se o Painel de Tarefas, com opções para personalizar a animação.

Guia Apresentação de Slides - Permite configurar os modos de apresentação de slides. É possível Ocultar slide, Gravar
narração, Testar intervalos, transmitir apresentações de slides pela Web, entre outras opções.

Do começo. Inicia a apresentação de slides a partir do primeiro slide. Atalho: F5.

Do Slide Atual. Inicia a apresentação de slides a partir do slide atual. Atalho: Shift+F5.

Guia Revisão - Nela é possível: Verificar ortografia, pesquisar, usar o dicionário de sinônimos, traduzir, mudar o
idioma. Permite também criar e editar comentários, e proteger apresentação.

Guia Exibição - Permite alterar entre os modos de Exibição do PowerPoint 2010, que são: Normal, Classificação de
Slides, Anotações, Modo de Exibição de Leitura.

Slide Mestre – todos os elementos criados no slide mestre aparecem em todos os outros slides, como por exemplo, uma
marca d’água. Além disso, é possível criar Folheto mestre e fazer anotações.

Central de Concursos
Complemento - 41

Grupo: Mostrar Para usar outro tipo de formatação, como sobrescrito, cli-
Permite mostrar/ocultar réguas, linhas de grades e que na seta desse grupo para acessar a caixa de diálogo
barra de mensagens. Fonte. A seta aparece no grupo quando você está fazendo
algum trabalho no slide que possa precisar de comandos
Grupo: Zoom desse grupo. Por exemplo, quando clica em um espaço
Permite definir o zoom e ajustar à janela. reservado para texto no slide, a seta aparece em cada
grupo da guia Início que tem comandos relacionados ao
Grupo: Cor/Escala de cinza trabalho com texto.
Permite alterar entre cor, escala de cinza e preto e Dica: diminua a Faixa de Opções se você precisar de mais
branco puro. espaço na janela, oculte temporariamente os comandos
Grupo: Janela da Faixa de Opções.
Nova Janela, Organizar todas (coloca as apresentações Ao trabalhar em uma apresentação, você executa algu-
abertas lado a lado na tela), Janelas em Cascata, Mover mas ações que são gerais ou repetitivas e que não estão
divisão, alternar janelas; relacionadas a uma fase específica do processo, como
salvar o arquivo ou desfazer algo que não pretendia fazer.
Grupo: Macros Para essas ações, use a Barra de Ferramentas de Acesso
Macro é uma série de comandos e instruções agrupadas Rápido. É o pequeno grupo de botões à esquerda, acima
como um único comando para realizar uma tarefa auto- da Faixa de Opções. Ele contém os comandos Salvar,
maticamente. Este grupo possibilita a exibição e criação Desfazer, Repetir ou Refazer.
de macros. 1. Os botões de modo de exibição continuam iguais. Eles
só trocaram de posição na janela.
Guias quando necessárias
2. Arraste o controle deslizante de zoom para ampliar ou
Você notará as guias de cores exclusivas que aparecem e reduzir a exibição do slide. Clicar nos botões menus
desaparecem na Faixa de Opções enquanto você trabalha. (-) e mais (+) tem o mesmo efeito.
Elas são guias contextuais que contêm ferramentas de
3. Clique nesse botão para readaptar o slide à janela
formatação especiais para itens, como imagens e elemen-
depois de aplicar zoom.
tos gráficos. Há mais sobre essas guias posteriormente.
Você precisa mudar o modo de exibição com freqüência no
1. Alguns tipos de efeito de transição mostrados na Faixa
PowerPoint e sempre fez isso facilmente usando botões.
de Opções.
Isso não mudou. Os botões dos modos de exibição Normal,
2. Para ver mais efeitos, clique no botão Mais. Classificação de Slides e Apresentação de Slides continu-
3. A galeria completa de efeitos de transição é exibida. am lá, eles apenas mudaram da parte inferior esquerda
Aponte para qualquer efeito para vê-lo no slide; clique da janela para a parte inferior direita.
nele para aplicá-lo. Eles fazem parte da nova barra de ferramentas que inclui
Quando o PowerPoint oferece muitas opções, como estilos um controle deslizante de zoom e um botão que reajusta o
para uma forma, tipos de WordArt ou efeitos de animação, slide à janela depois de você ampliar ou reduzir.
algumas delas são mostradas na Faixa de Opções. Para
Lembre-se – Há uma guia Exibir também e ela inclui
ver a galeria com todas as opções, clique na seta Mais,
uma grande variedade de modos de exibição, como
como mostra a imagem.
Anotações, Mestre, uma lista das outras apresentações
Aponte para uma visualização – Quando você coloca o abertas etc.
ponteiro do mouse sobre uma miniatura da galeria (foca- Se você usa mais o teclado que o mouse ao trabalhar no
liza), vê a aparência que a forma ou o efeito de animação PowerPoint, vai desejar saber mais detalhes sobre atalhos
assumirá ao ser aplicado. Se não gostar, não precisa de teclado.
desfazer nada. Basta focalizar outras miniaturas e clicar
O design da Faixa de Opções traz novos atalhos. Duas
naquela que desejar aplicar.
grandes vantagens em relação a isso são que agora há
1. Quando não encontrar uma opção desejada em um atalhos para cada botão (nas versões anteriores, isso não
grupo, como o grupo Fonte mostrado aqui, clique na acontecia para comandos de menu) e eles normalmente
seta no canto. exigem o pressionamento de poucas teclas.
2. Será exibida uma caixa de diálogo com mais opções Veja a seguir como usar os atalhos.
disponíveis. 1. Em primeiro lugar, pressione ALT.
Claramente, há mais comandos e opções do que o espaço 2. As letras e os números, denominados Dicas de Teclas,
disponível em um grupo. Apenas os comandos mais usados que são as teclas de atalho designadas, aparecem,
são mostrados. Se precisar de algum comando usado com e são mostradas como pequenos quadrados bran-
menos freqüência, clique na seta diagonal no canto inferior cos em várias partes da Faixa de Opções. Eles são
de um grupo. Ela exibe mais opções. exibidas como letras em todas as guias da Faixa
Por exemplo, no grupo Fonte da guia Início, você tem de Opções. São exibidas como números na Barra
os botões de formatação comuns para tipo e tamanho de de Ferramentas de Acesso Rápido. Os pequenos
fonte, negrito, itálico, cor etc. quadrados brancos contendo as Dicas de Tecla são
denominados identificações.

Central de Concursos
42 - Complemento

Pressione uma das teclas designadas para obter mais comandos e botões. Por exemplo, pressione a tecla H para
exibir todas as Dicas de Tecla dos grupos na guia Início.
3. Em seguida, pressione uma das Dicas de Tecla em um grupo para concluir a seqüência. Por exemplo, pressionar ALT,
H, L seria o equivalente a clicar no botão Layout.

E quanto aos antigos atalhos de teclado? – Os antigos atalhos de teclado que começavam com CTRL ainda funcionam
e você pode usá-los como sempre fez. Por exemplo, o atalho CTRL+C ainda copia um elemento para a área de transfe-
rência, e o atalho CTRL+V ainda cola um elemento da área de transferência.
Os antigos atalhos ALT+ que acessavam menus e comandos também não foram alterados. No entanto, você precisa saber
o atalho completo para usá-los.

Como Salvar o Documento


Para salvar as alterações em uma apresentação já existente, basta clicar na Guia Arquivo >> Salvar, ou pela tecla de
atalho Ctrl+B.
O Office 2010 possui novas extensões (veja tabela de extensões do PowerPoint 2010 abaixo). Por esta razão, muitos
usuários podem ter problemas para ler e editar os arquivos do PowerPoint 2010 em outras versões mais antigas do Power-
Point. Na opção Salvar como..., é possível salvar com formatos de versões anteriores.

O PowerPoint 2010 possibilita salvar o documento como um arquivo de versão anterior, como a versão 2003.
Observação: Ao se pressionar a tecla Alt no Office 2010, aparecem números e letras de atalho, que quando pressionadas,
abrem a opção.
Exemplo:
1. Pressione a tecla Alt. Os diversos atalhos aparecerão.
2. Pressione a letra A.

Central de Concursos
Complemento - 43

6. Direito Penal
Desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito

Art. 359 - Exercer função, atividade, direito, autoridade ou múnus, de que foi suspenso ou privado por decisão judicial:

Pena - detenção, de três meses a dois anos, ou multa.

7. Direito Administrativo

Lei de Improbidade Administrativa - Lei n. 8.429, de 2 de Junho de 1992


Atualizada pela LEI Nº 13.019, DE 31 JULHO DE 2014

(...)

Art. 77. O art. 10 da Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 10...............................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................................................
VIII - frustrar a licitude de processo licitatório ou de processo seletivo para celebração de parcerias com entidades sem
fins lucrativos, ou dispensá-los indevidamente;
..........................................................................................................................................................................................
XVI - facilitar ou concorrer, por qualquer forma, para a incorporação, ao patrimônio particular de pessoa física ou jurídica,
de bens, rendas, verbas ou valores públicos transferidos pela administração pública a entidades privadas mediante
celebração de parcerias, sem a observância das formalidades legais ou regulamentares aplicáveis à espécie;
XVII - permitir ou concorrer para que pessoa física ou jurídica privada utilize bens, rendas, verbas ou valores públicos
transferidos pela administração pública a entidade privada mediante celebração de parcerias, sem a observância das
formalidades legais ou regulamentares aplicáveis à espécie;
XVIII - celebrar parcerias da administração pública com entidades privadas sem a observância das formalidades legais
ou regulamentares aplicáveis à espécie;
XIX - frustrar a licitude de processo seletivo para celebração de parcerias da administração pública com entidades
privadas ou dispensá-lo indevidamente;
XX - agir negligentemente na celebração, fiscalização e análise das prestações de contas de parcerias firmadas pela
administração pública com entidades privadas;
XXI - liberar recursos de parcerias firmadas pela administração pública com entidades privadas sem a estrita obser-
vância das normas pertinentes ou influir de qualquer forma para a sua aplicação irregular.” (NR)

Art. 78. O art. 11 da Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, passa a vigorar acrescido do seguinte inciso VIII:

“Art. 11................................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................................................
VIII - descumprir as normas relativas à celebração, fiscalização e aprovação de contas de parcerias firmadas pela
administração pública com entidades privadas.” (NR)

(...)

Central de Concursos
44 - Complemento

8. Normas da Corregedoria Geral da Justiça - SP

CAPÍTULO II
DA FUNÇÃO CORRECIONAL
(...)

Seção II
Dos Livros e Classificadores Obrigatórios

Art. 20. Haverá em cada serventia judicial, repartições e demais estabelecimentos sujeitos à sua fiscalização correcional
um livro de visitas e correições no qual serão lavrados os respectivos termos.

Art. 21. Na última folha utilizada dos autos, livros e classificadores que examinar, lançará o Juiz Corregedor Permanente
o seu “visto em correição”.

Art. 22. Poderá o Corregedor Geral da Justiça, os Juízes Assessores da Corregedoria Geral ou o Juiz Corregedor Permanente
determinar que livros, classificadores e autos sejam transportados para onde estejam a fim de aí serem examinados.

Art. 23. A Administração Geral do Fórum manterá os seguintes livros:


I - registro de feitos administrativos;
II - registro de portarias e ordens de serviço, com índice;
III - registro das decisões terminativas proferidas em feitos administrativos;
IV - protocolo de autos e papéis em geral;
V - tombo, com registros de objetos, móveis e pertences do Estado existentes no edifício do fórum.
§ 1º A abertura, escrituração, autenticação e encerramento dos livros previstos neste artigo observará as disposições pre-
vistas na Subseção I da Seção VI do Capítulo III destas Normas de Serviço, inclusive no que concerne à sua organização
em folhas soltas.
§ 2º O livro de registro de feitos administrativos (sindicâncias, procedimentos disciplinares, representações etc.) será
dispensado tão logo possibilitado o registro e controle pelo sistema informatizado oficial.
§ 3º Os procedimentos disciplinares e sindicâncias administrativas da corregedoria permanente, vinculada a cada uma das
unidades, serão diretamente cadastrados no SAJ/PG pelos ofícios judiciais, sujeitos ao segredo de justiça, utilizando-se
os códigos próprios.

Art. 24. A Administração Geral do Fórum manterá os seguintes classificadores:


I - para cópias de ofícios expedidos;
II - para ofícios recebidos;
III - para autorizações e certidões de inutilização de livros e classificadores obrigatórios.
Parágrafo único. Aplicam-se aos classificadores previstos neste artigo as disposições constantes da Subseção II da Seção
VI do Capítulo III destas Normas de Serviço.

Art. 25. Implantado o sistema de controle de ponto biométrico, as duas fichas individuais (modelo próprio) utilizadas
anteriormente para cada funcionário da Comarca, uma para controle de frequência e outra para a transcrição resumida
de todas as ocorrências pertinentes à vida funcional, permanecerão arquivadas na Seção ou Diretoria de Administração
Geral ou na unidade de lotação do servidor, para eventual consulta ou expedição de certidão, pelo prazo de cinco anos,
findo o qual serão entregues ao servidor para guarda.

(...)

Central de Concursos