Você está na página 1de 17

Escola Municipal “Moacyr Romeu Costa”

Anápolis, 24 a 28 de Abril de 2.017.


Diretora: Maria Ângela Pereira Rocha
Coordenadora Pedagógica: Maria de Fatima Santana
Professor: Jorge Graciano 5º Ano A.

Plano Semanal
Dia da semana – (Segunda – feira)

Motivando
Projeto Contador de história: escolher todos os dias um aluno do contador de história para
contar uma história já pré selecionda.
1º DIA: E O DENTE AINDA DOÍA
Autor: Ana Terra
Calendário
Será explorado o dia do mês, da semana, mês e ano. Dias para o fim do mês. Nome dos
meses do ano. Formação da data.

Leitura Compartilhada
A outra noite
Outro dia fui a São Paulo e resolvi voltar à noite, uma noite de vento sul e
chuva, tanto lá como aqui. Quando vinha para casa de táxi, encontrei um amigo e o
trouxe até Copacabana; e contei a ele que lá em cima, além das nuvens, estava um
luar lindo, de Lua cheia; e que as nuvens feias que cobriam a cidade eram, vistas de
cima, enluaradas, colchões de sonho, alvas, uma paisagem irreal.
Depois que o meu amigo desceu do carro, o chofer aproveitou um sinal fechado
para voltar-se para mim:
– O senhor vai desculpar, eu estava aqui a ouvir sua conversa. Mas, tem
mesmo luar lá em cima?
Confirmei: sim, acima da nossa noite preta e enlamaçada e torpe havia uma
outra - pura, perfeita e linda.
– Mas, que coisa. . .
Ele chegou a pôr a cabeça fora do carro para olhar o céu fechado de chuva.
Depois continuou guiando mais lentamente. Não sei se sonhava em ser aviador ou
pensava em outra coisa.
– Ora, sim senhor. . .
E, quando saltei e paguei a corrida, ele me disse um "boa noite" e um "muito
obrigado ao senhor" tão sinceros, tão veementes, como se eu lhe tivesse feito um
presente de rei.
(BRAGA, Rubem. A outra noite. In: PARA gostar de ler: crônicas. São Paulo:
Ática, 1979.)
Bate papo:
Registro do Bate Papo: Vamos usar o dicionário para entendermos as seguintes
palavras que aparecem no texto: Torpe; repugnante; veementes; animados.

17
Língua Portuguesa
Atividade 1: Interpretação do texto
1.Como era a noite vista pelo taxista e pelo amigo do narrador?
2. Como era a noite para o narrador?
3. A outra noite a que o título se refere seria a vista somente pelo narrador ou aquela
que o taxista e seu amigo enxergavam?
4. Nesse texto, o narrador é personagem? Justifique sua resposta copiando um trecho
do texto.
5. Retire do texto:
a) um substantivo feminino e um masculino.
b) Uma frase com artigo definido masculino.
c) Uma frase com artigo indefinido.
d) Uma palavra oxítona, uma paroxítona e uma proparoxítona.

Matemática
Revisão de divisão com um número no divisor

Esta operação é utilizada para que possamos dividir uma determinada quantidade em
partes iguais.
Exemplo:
Eu possuo dez laranjas e quero distribuí-las igualmente entre meus dois amigos, cada
um dos meus amigos ficara com cinco laranjas, ou:
10 : 2 = 5
Elementos de uma divisão:

Divisão Exata:
Uma divisão é exata quando o resto é igual a zero.

Atividades: Livro adotado de Matemática, pág. 89 questão 4.

Ciências

Órgãos e funções. Utilizar o corpo humano


emborrachado da escola.

PARA CASA:

Pesquise recorte e cole órgãos do


sistema:

17
Respiratório e circulatório
Digestivo

Dia da semana – (Terça – feira)

Motivando: Distribuir xerox para as crianças.

Calendário

17
Será explorado o dia do mês, da semana, mês e ano. Dias para o fim do mês. Nome dos
meses do ano. Formação da data.
Leitura Compartilhada: crônica em linha reta

No Facebook nunca conheci quem tivesse uma espinha inchada. Quem se


apertasse em busão lotado. Quem, às seis da tarde, expiasse seus pecados na
linha vermelha do metrô paulistano. Quem cutucasse o nariz, quem, mal-
humorado, respondesse de atravessado a um singelo “bom-dia”.

Nunca ninguém sofreu diarréia, nunca um amigo virtual deu um calote. Nunca
saiu humilhado, verdadeiramente humilhado, de um desencontro amoroso.

Ninguém mentiu, ninguém foi ingênuo – e, logo, desenganado. Há os


traídos, e como os há, e multidões de indignados. Os loucos, os enciumados.
Petistas, tucanos, rottweilers. As pessoas se lamentam, choram suas mágoas e
se desesperam. Mas ninguém é ridículo. O ridículo, o verdadeiro ridículo, que
causa risos até ao desavisado, foi extinto. Sumiu do aquário.

A estupidez, eu penso, é um mal curável. Está virtualmente acabada.

A minha linha do tempo é uma passarela iluminada. Nela só trafegam anjos de


pele acetinada.

E eu, eu que tenho sido tantas vezes porco e vil, que tantas vezes não
abaixei a tampa da privada. Eu, que me demoro para sair da cama, que minto
por preguiça resignada, que me acovardo e calo diante de tantas injustiças. Eu,
que conto os meus trocados, que corro atrás das pessoas erradas, que
inúmeras vezes consenti em ser humilhado. Eu, que afastei quem me amava,
que não atendo o telefone dentro de casa, que cultivo tiques e manias
desgraçadas.

Que fui feito de tolo pelos amigos, que fui explorado, que dependi da ajuda de
estranhos ontem, hoje e novamente, que fui salvo pelos meus adversários.
Humilhado. Eu, que dormi entre baratas no Arouche, que fui roubado, e,
verdadeiramente enganado, silenciei.

17
Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

Estou farto de semideuses. Onde há gente nesta tela iluminada?

Fernando Pessoa

Bate Papo
Qual é o fato principal da crônica de Fernando Pessoa? Em que espaço da internet acontece
o que o autor narra? Você em algum momento se identificou com as coisas que Fernando
Pessoa falou? Nessa história há um narrador observador ou um narrador personagem?
Como você descobriu?

Registro do Bate Papo


Faça uma lista com palavras que você não sabe e procure no dicionário o significado;
1 - expiar
2 - Cutucar
3 - singelo
4 - Diarréia
5 - rottweiler

Língua Portuguesa
O emprego das letras g e j
A ortografia das palavras é um
fato que nos causa dúvidas. Mas é algo
que vai sendo solucionado de acordo
com a nossa busca constante ao
dicionário e com a nossa experiência
no que se refere à escrita.
Daremos uma total atenção às
letras “g” e “j”, pois elas, assim como
várias outras, apresentam algumas
regras, que iremos conhecer:
Por que o substantivo “viagem” diferencia-se do verbo “viajar” quanto à escrita?
Esses e outros casos serão analisados a seguir:

Usamos a letra “g”:


• Para os substantivos terminados em –agem, -igem, -ugem: miragem – coragem -
barragem – ferrugem - vertigem – fuligem – origem
• Para as palavras terminadas em: -ágio, -égio, -ígio, -ógio, -úgio
contágio – privilégio- litígio – relógio – refúgio

Usamos a letra “j”:


* Nas formas verbais terminadas em –jar:
viajar – arranjar – despejar
• Nas palavras de origem tupi, africana ou árabe:

17
jiboia – pajé – manjericão – Moji – canjica
• Nas palavras derivadas de outras que já apresentam a letra “j”
cereja – cerejeira
laranja – laranjeira
loja – lojinha
Por Vânia Duarte – Graduada em Letras – Equipe Escola Kids

Atividade 2 (Mat.): Ouvir cada aluno ler os seus problemas. Com o auxílio do livro didático,
explicar como é feita a multiplicação com 2 unidades. Em duplas resolver a página 104 nº 2 e
3.

Multiplicação por 10, 100 e 1000


Em um depósito, as caixas estão empilhadas em colunas com o número
máximo de 10 caixas. Em cada caixa existem exatamente 10 embalagens contendo
papel cartão, e dentro de cada embalagem existem 10 cartões. Considerando que
existem 100 colunas de caixas, vamos determinar a quantidade total de cartões
existentes em cada caixa, coluna de caixas e no depósito.
A operação a ser realizada é a da multiplicação.
Número de cartões em cada caixa
São 10 embalagens com 10 cartões cada, então: 10 x 10 = 100 cartões em
cada caixa.
Número de cartões em cada coluna
São 10 caixas em cada coluna, se em cada caixa existem 100 cartões temos:
10 x 100 = 1000 cartões em cada coluna.
Número de cartões no depósito
São 10 caixas em cada coluna com 100 cartões em cada caixa, portanto temos
1000 cartões em cada coluna. Sabemos que são 100 colunas, então: 100 x 1000 =
100 000.
O número máximo de cartões no depósito é igual a 100 000 cartões.
As multiplicações efetuadas podem ser realizadas utilizando regras práticas:

Para Casa: Livro de Matemática:página 104 nº 4 e 5.


Livro de Português (Ligados com Língua Portuguesa) página 56 e 57, números 1 ao 7.
(COPIAR E RESPONDER NO CADERNO)

Geografia: Como a população brasileira está distribuída;


Páginas 60, 61 e
Livro de geografia páginas: 62 e 63.

Projeto Contador de história: escolher todos os dias um aluno do contador de história para
contar uma história já pré selecionda.

2º DIA: O VESTIDO LUMINOSO DA PRINCESA


Autor: Ivan Ângelo

PARA CASA:

Prova Brasil: Anexo

17
Ciências

(passar no quadro)

1-De acordo com o panfleto sobre drogas responda:


O que são drogas?
Quais são as ditas naturais?
Quais são as semi-sintéticas?
Qual a diferença das drogas ilícitas e lícitas?

Dia da semana – (Quarta – feira)

Motivando
Dinâmica da ética e cidadania.
Você é um cidadão consciente de seu papel na sociedade? No jogo a seguir você pode
testar como está cumprindo seu papel de cidadão. Anote suas respostas em papel.

17
Você joga lixo em lugares próprios para esse fim, ou seja, no lixo.
Sempre b- às vezes c- nunca
Respeita o patrimônio público, evitando a danificação de qualquer maneira (destruição,
pichação, etc)
Sempre b- às vezes c- nunca
Respeita o sinal de trânsito para pedestres, só atravessando quando o sinal está verde.
Sempre b- às vezes c- nunca

Atravessa a rua na faixa de pedestres e sempre olhando para os dois lados antes.
Sempre b- às vezes c- nunca
Evita desperdício de energia elétrica, não deixando luzes acesas ou equipamentos
ligados sem necessidade.
Sempre b- às vezes c- nunca
Quando compra um produto com defeito ou estragado, retorna ao local de compra
para trocar ou devolver e receber seu dinheiro de volta.
Sempre b- às vezes c- nunca
Respeita os outros sem distinção de idade, raça, religião, sexo ou preferência sexual.
Sempre b- às vezes c- nunca

Conte 2 pontos para cada resposta letra a, 1 ponto para cada resposta letra b, e nenhum
ponto para cada resposta c.
Some todos os pontos e verifique o resultado.

Mais de 12 pontos: Parabéns! O país agradece!


De 8 a 12 pontos: Atenção! Precisa ficar mais atenta às suas ações. Todos são responsáveis.
Cada um precisa fazer a sua parte.
Menos de 8 pontos: Você precisa modificar suas atitudes. Sempre é tempo de rever e mudar.
Calendário
Será explorado o dia do mês, da semana, mês e ano. Dias para o fim do mês. Nome dos
meses do ano. Formação da data.

Leitura Compartilhada e Bate Papo


O que é cidadania?
É muito importante entender bem o que é cidadania. Trata-se de uma palavra usada
todos os dias, com vários sentidos. Mas hoje significa, em essência, o direito de viver
decentemente.
Cidadania é o direito de ter uma ideia e poder expressá-la. É poder votar em quem
quiser sem constrangimento. É processar um médico que age com negligência. É devolver
um produto estragado e receber o dinheiro de volta. É o direito de ser negro, índio,
homossexual, mulher, sem ser discriminado. De praticar uma religião sem ser perseguido.
O direito de ter direitos é uma conquista da humanidade. Da mesma forma que a
anestesia, as vacinas, o computador, a máquina de lavar.
(Gilberto Dimenstein)
Registro do Bate Papo
De acordo com o texto, o que é cidadania?
Para você, o que significa viver decentemente?
O que precisamos fazer em nosso papel de cidadãos? Como garantir nossos direitos e
deveres?

17
Hora da Atividade

Língua Portuguesa:

A - Leia os textos abaixo e separe as palavras nos grupos correspondentes:


1

3
- Geraldinho, o que você está estudando?
- Geografia, mãe!
- Então, me fale onde fica Jerusalém.
- Na página 100!
- Isso não é jeito de responder, filho!

PALAVRAS COM G PALAVRAS COM J


______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________

Matemática: Retas paralelas e retas concorrentes (livro página 51).

Uma reta é uma linha direita, sem princípio nem fim, formada por um número
infinito de pontos todos alinhados. Se traçarmos duas retas (ou representações
dessas retas), temos três hipóteses: ou nunca se tocam, ou cruzam-se uma
vez, ou coincidem em todos os pontos.

Retas paralelas

17
Duas retas paralelas são duas retas que nunca se cruzam.

Retas concorrentes

Duas retas dizem-se concorrentes quando se cruzam num ponto. Dessa forma
podemos ter retas oblíquas ou perpendiculares, consoante a amplitude dos
graus formados. Se os ângulos formados forem retos (90º), então essas retas
dizem-se perpendiculares. Se os ângulos formados não forem retos, então
essas retas dizem-se oblíquas.

Retas coincidentes

Duas retas dizem-se coincidentes se coincidirem em todos os pontos.

17
Ler por prazer: Os alunos serão levados para a Biblioteca para escolheres um livro, de
preferência de Crônicas, com os autores que anotamos no caderno ou mesmo outro autor
para podermos dar nossa opinião.

Geografia
Revisão e correção das atividades de Geografia da aula anterior:
Como a população brasileira está distribuída;
Páginas 60, 61 e
Livro de geografia páginas: 62 e 63.

História
Revoltas Nativistas mais importantes:
Revolta de Beckman;
Guerra dos Emboabas;
Guerra dos Mascates
Revolta de Filipe dos Santos.
Revolta do Sal;
Revolta da Cachaça;
Motins do Maneta.

Revoltas Separatistas:

Inconfidência Mineira;

Conjuração Baiana;

Conspiração dos Suassunas;


Insurreição Pernambucana

Projeto Contador de história: escolher todos os dias um aluno do contador de história para
contar uma história já pré selecionda.
3º DIA: UMA HISTÓRIA COM MIL MACACOS
Autor: Ruth Rocha

Dia da semana – (Quinta – feira)

Motivando

17
Calendário
Será explorado o dia do mês, da semana, mês e ano. Dias para o fim do mês. Nome dos
meses do ano. Formação da data.

Leitura Compartilhada
Bate Papo
Há ironia nas charges analisadas?
b. Pode-se dizer que a ironia gera humor?

Registro do Bate Papo: Utilize as fichas e produza uma crônica de humor.

17
Hora da Atividade

Matemática
(Passar no quadro)
1) O ângulo reto, também conhecido como ângulo de um quarto de volta, mede:
a) 90°
b) 180°
c) 270°
d) 360°
2) O ângulo que mede menos de 90° e mais de 0° é chamado de:
a) agudo
b) raso
c) reto
d) obtuso
3) Duas retas que não se cruzam, ou seja, permanece sempre à mesma distância uma
da outra são chamadas de:
a) concorrentes
b) oblíquas
c) paralelas
d)perpendiculares
4) O ângulo formado pelo ponteiro da hora e do minuto quando o relógio marca 3h
mede:
a) 30°
b) 60°
c) 90°
d) 180°

Geografia

História
Conjuração Mineira – texto de apoio. Usaremos também o livro didático adotado pela rede
páginas: 66 e 67.
O que foi?
A Conjuração Mineira, também conhecida como Inconfidência Mineira, foi um movimento de
caráter separatista, ocorrido em Minas Gerais no ano de 1789, cujo principal objetivo era
libertar o Brasil do domínio português. O lema da Conjuração Mineira era “Liberdade, ainda
que tardia”.
Principais integrantes da Conjuração Mineira (inconfidentes):
- Tiradentes (Joaquim José da Silva Xavier) – alferes, minerador e tropeiro
- Claudio Manuel da Costa – poeta

17
- Inácio José de Alvarenga Peixoto – advogado
- Tomás Antônio Gonzaga – poeta
- Francisco de Paula Freire de Andrade – coronel
- Carlos Correia – padre
- Oliveira Rolim – padre
- Francisco Antônio de Oliveira Lopes - coronel
Principais causas:
- Exploração política e econômica exercida por Portugal sobre sua principal colônia, o
Brasil;
- Derrama: caso uma região não conseguisse pagar 1500 quilos de ouro para Portugal,
soldados entravam nas casas das pessoas para pegar bens até completar o valor devido;
- A proibição da instalação de manufaturas no Brasil.
principais:
- Obter a independência do Brasil em relação a Portugal;
- Implantar uma República no Brasil;
- Liberar e favorecer a implantação de manufaturas no Brasil;
- Criação de uma universidade pública na cidade de Vila Rica.
A Questão da Escravidão

Não havia consenso com relação à libertação dos escravos. Alguns inconfidentes, entre
eles Tiradentes, eram favoráveis à abolição da escravidão, enquanto outros eram contrários
e queriam a independência sem transformações sociais de grande impacto.

O fim da Conjuração Mineira

O movimento foi delatado por Joaquim Silvério dos Reis ao governador da província, em
troca do perdão de suas dívidas com o governo. Os inconfidentes foram presos e
condenados. Enquanto Tiradentes foi enforcado e teve seu corpo esquartejado, os outros
foram exilados na África.

Educação Física

Projeto Contador de história: escolher todos os dias um aluno do contador de história para
contar uma história já pré selecionda.
4º DIA: A CHUVA DE ESTRELAS
Autor:

Dia da semana – (Sexta – feira)

Motivando e Leitura Compartilhada


Projeto Ler por Prazer: Os alunos serão levados para a Biblioteca para escolheres um
livro, de preferência de Crônicas, com os autores que anotamos no caderno ou mesmo outro
autor para podermos dar nossa opinião.

Calendário
Será explorado o dia do mês, da semana, mês e ano. Dias para o fim do mês. Nome dos
meses do ano. Formação da data.
- Dia Mundial do Rádio

17
Bate Papo e Registro do Bate Papo

Hora da Atividade

Matemática
Trabalhando com ângulos
Professor, antes de iniciar atividades escritas, trabalhe com seus alunos uma das
noções de ângulos: os giros. Aqui vão algumas sugestões.
Peça que os alunos, de pé e com os braços abertos, deem uma volta (um giro) completo em
torno do próprio corpo.

Agora, eles deverão dar meia volta (meio giro) em torno do próprio corpo, para a direita,
depois para a esquerda.

E para finalizar, peça que deem a metade da volta (do giro) anterior, nas mesmas direções.

Esses giros são medidos em graus e são chamados de ângulos.

Dê comandas aos alunos, como: João, levante-se da carteira, gire meia volta à direita, dê
_______ passos à frente, gire novamente à direita e chegue até à porta da sala de aula.
Formule comandas assim, de acordo com o espaço físico da sala, pedindo para chegarem
até um colega.

Ou ainda inverta a brincadeira. Peça a determinado aluno para fazer um trajeto na sala e a
turma deverá falar que percurso ele fez: levantou-se, girou ... à direita... andou .... chegou a...

Em seguida, leia o texto abaixo com os alunos.

Coloque-o em transparência ou faça cópias para que acompanhem em trios.

Leia parte por parte e esclareça as dúvidas que surgirem.

Somente após essas etapas, passe para atividades escritas do livro de Matemática ou outras
de sua preferência.

Artes: Laboratório de informática/Artes: Cultura Guarani

https://www.youtube.com/watch?v=T79nLq8Mlrw

Após o vídeo os alunos farão uma apresentação de uma dança indígena.

História

17
AVALIAÇÃO
Os alunos serão observados constantemente através de todas as atividades
propostas em sala de aula, especialmente nesse início de ano, através de atividades
diagnósticas; suas estratégias de resolução de problemas em todas as disciplinas, a
autonomia para realizar o que foi proposto e o desenvolvimento das habilidades previstas na
ficha avaliativa.

Recursos Didáticos
Quadro e giz;
Livros didáticos;
Livros literários;
Atividades xerocopiadas;
Revistas, jornais;
Jogos;
Vídeos, TV, data show;
Cola e tesoura;
Lápis de cor;
Som;
Corpo humano emborrachado

VISTO DA COORDENADORA

17
Registro Reflexivo
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________

“Educar é colaborar17
com Deus”

Interesses relacionados