Você está na página 1de 10

ENTERAPRESENTAÇÃO.

Parabéns você acabou de adquirir um dos melhores custo e benefícios, pois a mesma placa pode ser configurada
para vários tipos de comandos (Monta carga, Partida direta, Inversor e Hidráulico). Com seu tamanho reduzido é ideal
para elevadores sem casa de maquina, pois pode ser instalado no marco da porta, pode ser totalmente configurada em
obra. Esse kit e composto por:

Placa IHM “IHM”- Consiste em uma placa acoplada na placa “GENESIS-V3” responsável pela
visualização dos parâmetros e falhas.

Placa lógica “GENESIS-V3”- Consiste em uma placa eletrônica micro-controlada, responsável


por processar todos os dados lógicos do elevador.

Placa potencia “EXODO-V3”-Consiste em uma placa de interface de potência, tem a sua saída
através de contatos secos “RELES”, aonde a mesma e também responsável pela alimentação
24vcc do sistema.

LIGANDO PELA PRIMEIRA VEZ

Aplaca lógica vem com os jumpers necessário para manobrar na instalação, após a instalação completa do seu quadro
deveram ser retirados todos os jumper.

Caso haja erro na programação ou ainda não tenha sido programada, será mostrado no display ”FP / FALHA DE
PROGRAMAÇÃO”, deve ser feitos os seguintes passos:

CHAVE AUTO/MANU

BOTÁO PROGRAMA/CONFIRMA

BOTAO SOBE/INCREMENTA

BOTAO DESCE/DECREMENTA

1- Coloque a chave AUTO/MANA para baixo na posição MANU.


2- Pressione a tecla PRG, será mostrado no display ”SENHA DE ACESSO”.
3- Digite a senha de acesso, padrão “5”.
4- Pressione a tecla PRG para confirmar senha, será mostrado no display “NOME 01 ANDAR”.
5- Agora e só configurar conforme o seu equipamento, ver índice de programação ou guia rápido.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Funções

Auto Ajuste - Ao ligar o elevador, e feito uma leitura dos limites dos extremos (LS, LAS, LAD e LD), caso o elevador não
esteja em nenhum deles, será realizada uma viagem para o extremo inferior, e serão indicados nos displays “AUTO... OU
AA”, ao atingir os limites LAD ou LD seletor identifica como sendo o primeiro pavimento, a partir daí habilita a leitura das
chamadas e entra em operação normal, para utilização dos usuários.
A qualquer instante pode-se mudar o modo de operação, caso esteja em automático e em movimento, a o comando
interromperá a viagem, desligando toda a parte de acionamento principal. Em manual, ao se retornar para o modo
automático, o comando realizará o procedimento de Auto Ajuste.
No caso de falta de força, ao ser restabelecida a alimentação, o comando passa também pelo processo de Auto Ajuste.

Manutenção - Esta função facilita a manutenção do elevador, pois através de uma botoeira que existe na parte superior
da cabina ou diretamente na placa, o técnico pode controlar a cabina, com toda a segurança, o comando indicara no
display “MANU... OU MT”.
OBS. A chave de inspeção em cima da cabida desabilita os botões de manobra da placa “▲, ▼”.

Resgate Automático – Através da linha “FF” o comando monitora alimentação, caso alguma regularidade na
alimentação o led “FF” apaga, se o quadro estiver configurado, será executa o processo de retorno para o pavimento
inferior mais próximo, após este procedimento o carro se mantém inoperante até que essa entrada volte ao normal.
OBS. Essa função só será executado se o mesmo estiver configurado, ver esquema elétrico.

Renivelamento – Esta função monitora se os sensores “IS e ID” estão ativos, é realizado conforme o tempo programado
no parâmetro “RENIVELA TEMPO”, se o sensor “IS= 1 e ID=0” Será executado renivelamento positivo, se o sensor “IS=
0 e ID=1” Será executado renivelamento negativo, mas se ambos forem “0” ou “1” não será executado o renivelameno.
Obs. “0” desabilita, usar de 1 até 31 minutos.

Sinal visual para elevador preso - Sempre que alguém retém o elevador por mais de trinta segundos, com a porta
aberta, os IPD´S de todos os andares iram piscar “PA / PARADO” e o andar que o mesmo, caso esse tempo ultrapasse
dos 5 minutos todas as chamadas saram desmarcadas.

Sinal visual para pessoas presas - Sempre que alguém fique presa na cabina, basta pressionar qualquer botão de
chamada que o comando indicara em todos os displays “AL / ALARME” e a falha e o andar que o mesmo se encontra.

Controle inteligente da ventilação – Quando o elevador ficar parado mais do que o tempo programado, será desligado o
rele “VE”, caso seja detectado uma chamada ou alteração da linha “PO” o mesmo ira ser acionado.
OBS. Esse tempo pode ser alterado via parâmetro “VENTO TEMPO.

Botão de chamada auto-iluminado - Toda vez que o botão é acionado, ele acende para indicar que o chamado foi
registrado, evitando outros acionamentos desnecessários que podem danificar os botões. Pode ser utilizado qualquer
botão que tenha um contato normalmente aberto e um resistor de 680R em serie com o led.

Cancelamento de Chamadas Falsas - Após três atendimentos de chamada sem ninguém entrar ou sair da cabina, ou
seja, alteração da linha “PO”, o comando cancela automaticamente as demais chamadas da cabina.

Detecção de Botões Colados – Quando o comando detectar um botão que continuamente permaneça fechado (preso),
indicando a falha no seu display “FC” e o andar do mesmo, e cancela a reabertura de porta pelo botão daquele andar.

Controle Buzzer – O rele “PA” e utilizado para acionar um buzzer quando o elevador chega no andar, essa função
funciona somente com o parâmetro “OPERADOR TEMPO =0”.
OBS. Esse tempo pode ser alterado via parâmetro “PORTA TEMPO.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Monitoramento de contatora – Quando o comando detectar que alguma contatora permanece acionada (colada),
indicando a falha no seu display “F8 / COLOU MC” e o andar do mesmo, ficara parado ate a normalização da mesma.

Reabertura da Porta pelo Botão - Esta função permite reabrir a porta da cabina pelo simples acionamento do botão de
pavimento ou de cabina, desde que o elevador se encontra no mesmo andar e sentido da solicitação.

Zona de Porta - Esta função impede que o elevador abra a porta no paredão, seu funcionamento consiste em utilizar os
sensores “IS e ID”, quando ambos os sensores são acionados ativam a zona de porta, assim habilitando a abertura de
porta de cabina, a zona só será desativada quando ambos os sensores forem desativados, ou seja, o tamanho da zona de
porta depende do tamanho das imas de parada.
Obs. Parâmetro PORTA ZONA, “0” desabilita e “1” habilita.

Tempo de Porta Aberta - Trata-se do tempo mínimo que a porta de cabina permanece a aberta antes de fechar. Esse
tempo de porta é desconsiderado quando se pressiona alguma chamada de cabina, assim possibilitando uma partida mais
rápida do carro.
OBS. Esse tempo pode ser alterado via parâmetro “PORTA TEMPO”

Tempo de Viagem em “ALTA” – Trata-se do tempo Maximo entre um andar e outro, o tempo é zerado quando acontece
uma leitura do Sensor de redução, caso uma viagem exceda este tempo, o comando ira entrar em redução e executara o
Auto Ajuste.
Obs. Parâmetro PRCURSO TEMPO, valores de 1 até 31 segundos e “0” desabilita.

Tempo de Viagem em “BAIXA” - Trata-se do tempo Maximo entre a redução e a parada, caso uma viagem exceda este
tempo, o comando ira e executara o Auto Ajuste.
OBS. Tempo de redução 15 segundos.

Estacionamento de porta fechada – Essa função e habilitado através do jumper “PF”, Caso ocorra à falha “F5 / FALHA
CT”, essa função será desabilitada até normalização da porta de cabina.

Estacionamento programável– Após um tempo não havendo chamadas, o carro é automaticamente é enviado para o
andar de estacionamento programado e ali permanece, até ser registrada uma nova chamada. Essa função e habilitado
através do jumper “EST”, Caso ocorra à falha “F5 / FALHA CT”, essa função será desabilitada até normalização da porta
de cabina.
Obs. Parâmetro GARAGEM ANDAR, valores de 2 até 8, não usar os valores 0 e 1.

Proteção para Motor de Porta

Caso aconteça uma falha no sistema de porta, o comando detecta esse erro e determina o procedimento a seguir:

Fechando – Caso fechamento de porta ultrapasse o tempo programado sem acionar os contatos “PC e CT”, o
comando ira reabrir aporta, esse procedimento será executado por mais 2 vezes, se não obtiver êxodo, indicara falha no
display “F5 / FALHA CT”, apagara todas as chamadas.
Abrindo – Caso abertura de porta ultrapasse o tempo programado sem acionar o limite LPA, o comando indicara
falha no display “F6 / ERRO LPA”, e desligara o rele “AP”.
Obs. Parâmetro OPERADOR TEMPO, valores de 1 até 31 segundos e “0” desabilita.

Código de falhas - A placa do comando monitora continuamente todo o funcionamento do sistema priorizando a
segurança dos passageiros, ela é capaz de detectar anomalias em seu funcionamento e indicá-las aos técnicos de
manutenção através de códigos de falha, que serão mostrados nos display.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Programação de parâmetros - A programação de parâmetros e realizada diretamente na placa sem a necessidade de
uma unidade remota, assim tornando mais fácil esta função, possibilitando a programação na obra.
Obs. So será aletrado os valores dos parâmetros se a senha de acesso estiver correta.

Programação de parâmetros.
Para acessar os parâmetros, coloque a chave AUT/MAN em “MAN”, desligue e ligue a placa Genesis, após a mensagem
pressione o botão PRG, caso seja pressionado as teclas de direção antes da tecla PRG o comando ira entrar em modo de
manutenção, a alteração dos parâmetros e valores é feito através das teclas ▲ e ▼, para confirmar e sair do parâmetro
utilize a tecla PRG.

SENHA DE ACESSO.
Parâmetros correspondentes a senha que habilita a alteração dos valores dos parâmetros, essa senha poderá ser
alterada a qualquer momento, mas para isso terá que ser inserido a senha atual padrão “5” e logo depois a senha nova.

NOME “X” ANDAR – Nomenclatura de andares.


Parâmetros correspondentes a nomenclatura dos andares, sendo P1 para o 1º andar e P2 para 2º andar e assim
sucessivamente ate P12. São 55 tipos diferentes pré-configuráveis, são elas:

QUANTOS ANDARES.
Parâmetros correspondentes ao numero de andares que o elevador atende, quando for acionado o limite “LAD ou
LD” o comando ira automaticamente se atualizar para o primeiro andar, quando for acionado o limite “LAS ou LS” será
atualizado com o ultimo andar programado.
Obs. Não utilizar os valores 0 e 1.

GARAGEM ANDAR.
Parâmetros correspondentes ao andar que o elevador ira ficar estacionado, sendo do 1º ao 8º andar, lembrando
que essa função só será realizada caso o jumper “EST” esteja jumpeado.
Obs. 0 desabilita estacionamento.

GARAGEM TEMPO.
Parâmetros correspondentes ao tempo que o elevador deve aguardar antes de voltar para o andar de
estacionamento, sendo de 1 até 31 minutos, lembrando que essa função só será realizada caso o jumper “EST” esteja
jumpeado.
Obs. “0” desabilita, usar de 1 até 31 minutos.

PORTA ZONA.
Parâmetro que habilita a zona de porta (IS+ID), quando esse parâmetro este ativo, a porta só será aberta se o
elevador estiver na zona de porta.
Obs. 1 habilita e 0 desabilita.

PORTA TEMPO.
Parâmetro correspondente ao tempo mínimo que o aporta de cabina ficara aberto, sendo de 1 até 15 segundos,
esse tempo será encerrado caso seja detectado uma chamada de cabina.
Obs. Parâmetro PORTA TEMPO, valores de 1 até 31 segundos, não usar valor “0”.

OPERADOR TEMPO.
Parâmetro correspondente ao tempo Maximo que operador pode ficar acionado, tanto na abertura quanto no
fechamento de porta, caso não acha operador colocar “0”.
Obs. Parâmetro OPERADOR TEMPO, valores de 1 até 31 segundos e “0” desabilita.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
PERCURSO TEMPO.
Parâmetros correspondentes ao tempo Maximo entre um andar e outro, sendo 1 até 31 segundos, toda vez que os
sensores “IS ou ID” são acionados o contador é zerado.
Obs. Parâmetro PERCURSO TEMPO, valores de 1 até 31 segundos e “0” desabilita.

VENTO TEMPO.
Parâmetros correspondentes ao tempo que o ventilador ficara acionado depois da ultima viagem sem nenhuma
atividade, sendo1 até 31 minutos.
Obs. Parâmetro VENTO TEMPO, valores de 1 até 31 minutos e “0” desabilita.

NIVELA TEMPO.
Parâmetros correspondentes ao tempo mínimo que o será executado o procedimento de renivelamento
Obs. Parâmetro RENIVELA TEMPO, valores de 1 até 31 minutos e “0” desabilita.

DISPLAY TEMPO.
Parâmetros correspondentes ao tempo que o elevador deve ficar sem atividade antes de desligar todos os
displays, 1 até 31 minutos.
O display “IHM” se desliga após 5 minutos sem atividade, será ativado caso alguma chamada se efetuada, o
elevador seja colocada em Manutenção ou botão “PRG” seja pressionado.
Obs. Parâmetro DISPLAY TEMPO, valores de 1 até 31 minutos e “0” desabilita.

SETA TIPO.
Parâmetros correspondentes ao tipo de seta selecionado, sem a necessidade de intervenção dos displays, sendo
quatro tipos possíveis.

VERSAO PROGRAMA.
Parâmetros que mostra a versão do firmware instalado na placa.

PARAMETRO FABRICA.
Parâmetros responsáveis por voltar aos parâmetros de fabrica, sendo:

NOME 1 ANDAR = 1 QUANTOS ANDAR = 2


NOME 2 ANDAR = 2 GARAGEM ANDAR = 1
NOME 3 ANDAR = 3 GARAGEM TEMPO = 5 “em minutos”.
NOME 4 ANDAR = 4 ZONA PORTA = 1 “habilitado”.
NOME 5 ANDAR = 5 PORTA TEMPO = 5 “em segundos”.
NOME 6 ANDAR = 6 OPERADOR TEMPO = 10 “em segundos”.
NOME 7 ANDAR = 7 TEMPO PERCURSO = 22 “em segundos”.
NOME 8 ANDAR = 8 TEMPO VENTILAÇÃO = 6 “em minutos”.
NOME 9 ANDAR = TEMPO RENIVELAÇÃO = 0 “em minutos”.
NOME 10 ANDAR = TIPO SETA = 3
NOME 11 ANDAR = SENHA ACESSO = 5
NOME 12 ANDAR =

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Descrição sobre as mensagens de falhas
Relatório falhas- Pressione a tecla PRG com o elevador parado em automático, será apresentado às ultimas três falhas e
o andar dos mesmos, esse relatório só será visualizado no display da placa, as demais não sofreram alterações.

Apagando falhas- Segure a tecla PRG com o elevador parado em automático até aparecer no display NF.

F1 OU LS=LD- Falha nos limites parada dos extremos.


Falha correspondente ao acionamento simultâneo dos limites de para dos extremos, normalmente essa falha acontece
quando o limite do extremo oposto permanece acionado devido uma falha mecânica (Limite trancado) ou um rompimento
de uma linha elétrica.

F2 OU LAS=LAD- Falha nos limites redução dos extremos.


Falha correspondente ao acionamento simultâneo dos limites de redução dos extremos, normalmente essa falha
acontece quando o limite de redução do extremo oposto permanece acionado devido uma falha mecânica (Limite
trancado) ou um rompimento de uma linha elétrica.

F3 OU ER IS/ID- Falha nos sensores de poço.


Falha correspondente a sensor de poço colado, normalmente essa falha acontece quando e utilizado sensor tipo ampola
“reed switch” e o mesmo permanece acionado mesmo depois do afastamento do imã.

F4 OU SELETOR- Falha na contagem de andares.


Falha correspondente ao erro na contagem de andar, normalmente essa falha acontece quando algum sensor IS ou ID
não são acionados corretamente, devidos algum imã muito afastado ou próximo de algum parafuso de ferro, ate mesmo
alguma falha de porta.

F5 OU FALHA CT- Falha no fechamento de porta de cabina.


Falha correspondente ao erro de cinco tentativas de fechamento de porta, cada tentativa tem 15 segundos no Maximo
para confirmação do contato (CT), normalmente essa falha acontece quando a algum obstáculo da porta de cabina ou
algum problema no motor do operador ate mesmo falha de algum contato elétrico (PC, CT).

F6 OU ERRO LPA- Falha na abertura de porta de cabina.


Falha correspondente ao estouro de 10 segundos na abertura de porta de cabina ou contato LPA acionado antes da
abertura de porta, normalmente essa falha acontece quando a algum obstáculo da porta de cabina ou algum problema no
motor do operador ate mesmo falha de algum contato elétrico (LPA).

F7 OU FALHA ZN- Falha na zona de porta.


Falha correspondente ao erro de zona de porta, normalmente essa falha acontece quando a um escorregamento de
maquina superior ao tamanho dos imãs (IS+ID), somente nos comandos “VF” e “HD”.

F8 OU COLOU MC- Falha Contatora.


Falha correspondente a contatora colada, normalmente essa falha acontece quando uma contatora permanece acionado
devido alguma falha elétrica ou mecânica, sempre que isso acontecer o comando ira ficar parado, até a normalização.

F9 OU COLOU CT- Falha segurança de porta colada.


Falha correspondente aos contatos PC e CT colados na abertura de porta, normalmente essa falha acontece quando o
jumper “JP4” esta ponteado ou os contatos PC e CT permaneçam colados na abertura de porta.

FA OU TEMPO AT- Falha no tempo de percurso em Alta.


Falha correspondente ao estouro de tempo de percurso em alta, caso isso aconteça será executado a rotina de auto
ajuste, normalmente acontece quando a alguma falha no acionamento de motor ou tempo de percurso e superior ao
tempo configurado no parâmetro PERCURSO TEMPO, esse tempo e zerado quando os sensores IS+ID são acionados
juntos.
Obs. Caso de essa falha em Auto Ajuste, o comando estancara até ser reiniciado manualmente.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
FB OU TEMPO BX- Falha no tempo de percurso em baixa.
Falha correspondente ao estouro de tempo de percurso em baixa, sendo no máximo 15 segundos, normalmente essa
falha acontece quando a alguma falha no acionamento de motor ou quando não é detectado sensores de parada (IS+ID,
LS, LD).

FC OU COLOU BT- Falha no botão de chamada.


Falha correspondente ao botão de chamada trancado, normalmente essa falha acontece quando a alguma botão fica
acionado devido alguma falha mecânica (BOTAO COLADO), sempre que isso acontece o comando ira desconsiderar a
reabertura de porta pelo botão.

FE OU ABRIU EM- Falha na linha de emergência.


Falha correspondente ao erro na linha de emergência, normalmente essa falha acontece quando a alguma anomalia na
linha de emergência, (INV, REG, LFS, BEM, LFD, PAP).

FF OU ABRIU FF - Falha de seqüência ao falta de fase.


Falha correspondente na abertura do contato NF do rele de Falta de fase ou seqüência, normalmente essa falha
acontece quando o dispositivo que monitora as fases de alimentação encontro alguma anomalia de rede, caso não seja
necessário curto-circuitar essa linha.

FP OU FALHA PARAMETROS- Falha de parâmetros.


Falha correspondente ao erro na programação de parâmetros ou defeito eeprom, normalmente essa falha acontece
quando a um erro de parâmetro ou comando nunca foi programado, caso isso aconteça basta reconfigurar os parâmetros
conforme a necessidade.

Obs. Regras configuração de parâmetros:


Numero de andar >=2
Garagem tempo >=1
Porta tempo >=1
Operador tempo =0 ou >5

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Entradas e saídas placa lógica

Todas as entradas e saídas operam em 24VCC, e um led de indicador com exceção das varreduras, botões e leds.

Varredura de chamadas e gerais


V1-Varredura das chamadas de cabina 1º ao 4º andar
V2- Varredura das chamadas de cabina 5º ao 8º andar
V3- Varredura das chamadas de pavimento de descida 1º ao 4º andar
V4- Varredura das chamadas de pavimento de descida 5º ao 8º andar
V5- Varredura das chamadas de pavimento de subida 1º ao 4º andar
V6- Varredura das chamadas de pavimento de subida 5º ao 8º andar
GS- Geral de subida e seta subida
GD- Geral de descida e seta descida
Obs. Entre as linhas varreduras e “V-“ deve ter entorno de 3 volts.

Botões e leds
B1- Retorno dos botões de chamada 1 e 5
B2- Retorno dos botões de chamada 2 e 6
B3- Retorno dos botões de chamada 3 e 7
B4- Retorno dos botões de chamada 4 e 8
L1- Auto ilumina dos botões de chamada1 e 5
L2- Auto ilumina dos botões de chamada 2 e 6
L3- Auto ilumina dos botões de chamada 3 e 7
L4- Auto ilumina dos botões de chamada 4 e 8
Obs. Os botões são “NA”, e os leds devem ter um resistor entre 680R a 1K.

Comunicação Serial
“D-” - Linha comunicação serial
“D+”- Linha comunicação serial
Obs. Entre as linhas “D-” e “D+“ deve ter entorno de 3 volts.

Sinais de emergência
FF-(Falha de fase) - Retorno de um contato (NF) que, ao abrir, indica ao comando que a alguma anomalia na alimentação
do equipamento, normalmente e utilizado um rele falta de fase ou inversão para essa função.

EM- (Emergência) - Retorno de uma linha de contatos (NF) que, ao abrir, indica alguma anomalinha na linha de
emergência (INV, REG, LFS, FS, BEM, LFD, PAP)

Sinais de Manutenção
AUT-(Manual / Automático) - Retorno de um contato (NF) que, ao abrir, coloca o comando na função manutenção, as
linhas B1 e B2 mudam de função.

B2, ▲-(Botão Manual Sobe) - Comando de subida em manual, sendo que somente entrará em funcionamento caso o
carro esteja em modo de operação de manutenção.

B1, ▼-(Botão Manual Desce) – Comando de descida em manual, sendo que somente entrará em funcionamento caso o
carro esteja em modo de operação de manutenção.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Sinais de porta
PO-(Porta OK) - Retorno de linha de contato (NF) que, ao abrir, indica que alguma anomalia da linha segurança de
fechamento de porta (PP, BIV e PO).
CT-(Contato de trinco)- Retorno de linha de contatos (NA) “PC e CT”, que ao fechar, indica segurança de porta esta ok
LPA-(Limite de porta)- Retorno de linha de contato (NF) “LPA”, que ao abrir, indica que aporta de cabina esta aberta.

Sinais de Limites
LS-(Limite de Subida) - Retorno de contato (NF) que, ao abrir, indica que o elevador esta no limite superior.
LAS-(Limite de Alta Subida) - Retorno de contato (NF) que, ao abrir, indica que o elevador esta no limite de Alta superior.
LAD-(Limite de Alta Descida) - Retorno de contato (NF) que, ao abrir, indica que o elevador esta no limite de Alta inferior.
LD-(Limite de Descida) - Retorno de contato (NF) que, ao abrir, indica que o elevador esta no limite inferior.

Sinais de Seletor

Seletor e feito com apenas dois sensores (NA) 24V, aonde os mesmo se encontram no topo da cabina, sendo assim os
sensores possuem duas funções, são elas:

IS-(Sensor de Pulso na Subida) - Essa entrada possui duas informações:


Primeira, quando atua sozinho, executa a função de reduzir o carro e incrementar o seletor.
Segundo, quando em conjunto com o sensor ID, executa a função de parar o carro, (zona de porta).

ID-(Sensor de Pulso na Descida) - Essa entrada possui duas informações:


Primeira, quando atua sozinho, executa a função de reduzir o carro e decrementa o seletor.
Segundo, quando em conjunto com o sensor IS, executa a função de parar o carro, (zona de porta).

Funções Especiais
OE-(Operação Emergência) - Retorno de contato (NA) que, ao fechar, faz com que o elevador se dirija ao extremo
inferior e se mantenha lá, ate a normalização dessa função.

MC-(Monitoramento Contatora) – Retorno de uma linha de contatos (NA) que, ao fechar, indica que alguma contatora
esta acionada (SB, DC, AT, BX, SG e FR)

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1
Entradas e saídas placa potencia

Todas as saídas são realizadas através de reles, totalizando nove saídas de contato seco, os leds de indicação se
encontram na placa lógica.

PROTEÇÕES

FUSIVEL(F1--FONTE)- Fusível de proteção saída da fonte de 24v, padrão 1 amperes Maximo 5 amperes.
FUSIVEL (F2--VENTILAÇÃO)- Fusível de proteção da saída ventilação, padrão 3 amperes Maximo 5 amperes.
FUSIVEL (F3--SEGURANÇA)- Fusível de proteção saída de segurança, padrão 3 amperes Maximo 5 amperes.

V+ (24v) – Saída alimentação 24v.


V- (0v) – Saída alimentação 0v.
A1 (Alimentação) – Entrada alimentação transformador 24VCA.
A2 (Alimentação) – Entrada alimentação transformador 24VCA.
PE (Potencial Elétrico) – Aterramento.
CV (Comum ventilador) – Entrada de comutação ventiladora.

VE (Ventilador) – Saída que controla Ventilação de cabina.


CP (Comum porta) – Entrada de comutação porta.
AP (Abre porta de cabina) – Saída que comanda a abertura de porta de cabina.
FP (Fecha porta de cabina) – Saída que comanda o fechamento de porta cabina.
C3 (Comum segurança) – Entrada de comutação segurança.
SG (Segurança) – Saída que controla a contatora de segurança motor, ou bobina de partida elevador hidráulico.

C1 (Comum manobra) – Entrada comum rele “SB”, saida SB .


C2 (Comum manobra) – Entrada comum reles “DC, AT, AUT, saídas “AT, MT, BX, DC”.
AT (Velocidade Alta) – Saída que comuta a contatora de alta, ou entrada de velocidade alta inversor.
MT (Velocidade Manutenção) – Saída que comuta a contatora de baixa, ou entrada de velocidade manutenção inversor.
BX (Velocidade Baixa) – Saída que comuta a contatora de baixa, ou entrada de velocidade baixa inversor.
SB (Comando Sobe) – Saída que aciona a contatora de subida, ou comando de subida inversor.
DC (Comando Desce) – Saída que aciona a contatora de descida ou comando de descida inversor.

Obs. Nos Elevadores Hidráulicos, que tenham tensões das válvulas diferentes das contadoras, as vias C1 e C2
devem ser ligadas em suas respectivas alimentações, nos demais devem ser ligadas juntos.

Contatos Fone: (51) 9120-0575 E-mail JRCOMANDOS@OUTLOOK.COM


V 3.1

Você também pode gostar