Você está na página 1de 4

COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/DIVISÃO DE GESTÃO DE PESSOAS

EBSERH/HUUFGD
PROJETO BÁSICO

Introdução à Gestão de Custos em Instituições de Saúde

1 – JUSTIFICATIVA

O exercício da gestão de custos em instituições de saúde tornou-se indispensável


em vista da necessidade de promover e/ou garantir maior eficiência na aplicação dos
recursos, bem como da sustentabilidade do sistema (BRASIL, 2013).

Dentre outros aspectos relevantes, a implantação de um sistema de custos permite


aos gestores apurar e/ou estimar os custos dos procedimentos já incorporados, bem como
de um novo serviço a ser disponibilizada à população, gerando resultados representados
pela adequação do uso dos recursos, contribuição com o ganho de eficiência e, em última
instância, com a qualificação do serviço e a ampliação do atendimento (BRASIL, 2013).

A título de exemplo, apresenta-se a seguir, alguns eventos que podem ser


subsidiados com as informações de custos:

Conhecer e melhorar os custos;


Identificar o custo dos serviços prestados pelas diversas especialidades do
hospital;
Identificar, com maior precisão, os centros de custos que consomem mais
recursos;
Elaborar o orçamento com base nos custos apurados;
Melhorar a utilização da capacidade instalada;
Auxiliar na decisão de investir e incluir novos procedimentos na unidade; e
Possibilitar a cuidadosa comparação de seus custos com outras unidades
assemelhadas, com base em critérios adequados e conscientes (PORTAL DA
SAÚDE, 2016).

Levando-se em consideração a dimensão e a complexidade que envolve a


implementação da gestão de custos em instituições de saúde, torna-se essencial a
realização de um curso de capacitação para os profissionais das diversas áreas do hospital
para o desenvolvimento das práticas e rotinas que envolvem esse processo.

2 – OBJETIVO GERAL

O curso tem por objetivo despertar no participante a importância da apuração de


custos para uma boa gestão em instituições de saúde, propiciando noções claras e
objetivas sobre os aspectos teóricos e usos práticos dos conceitos de gestão de custos, de
forma a possibilitar uma visão crítica sobre o seu processo de aplicação.

Rua Ivo Alves da Rocha, 558 – Altos do Indaiá – Dourados – MS – CEP: 79823-501 Telefone: 3410-3000 – Ramal 3154
3 - OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Proporcionar o conhecimento dos conceitos básicos da gestão de custos;


Estabelecer sustentação para reflexões sobre as ações que envolvam o processo de
implantação da gestão de custos; e
Evidenciar como deve ser implementada a contabilidade de custos em instituições
de saúde.

4 - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1. Contabilidade de Custos no Setor Público


1.1. Fundamentos legais e gerais
1.2. Fundamentação legal dos custos no Sistema Único de Saúde
1.3. Objetivos do uso das informações de custos no setor público
2. Conceitos Básicos de Custos
2.1. Introdução à contabilidade de custos
2.2. Terminologia aplicada na contabilidade de custos
2.3. Classificações e nomenclaturas de custos
3. Os Custos e Seus Componentes
3.1. Materiais Diretos
3.2. Mão de Obra
3.3. Custos Indiretos
4. Métodos de Custeio
4.1. Custeio por absorção
4.2. Custeio direto ou variável
5. Critérios de atribuição dos custos indiretos
5.1. Atribuição dos custos sem departamentalização
5.2. Departamentalização
5.3. Método adotado pelo Programa Nacional de Gestão de Custos do Ministério da
Saúde-PNGC
6. Implantação de custeio por absorção em instituições de saúde
6.1. Introdução
6.2. Etapas de implantação
7. Sistema de apuração de custos em hospitais universitários federais – EBSERH
7.1. Metodologia EBSERH / FIPECAFI

5 – METODOLOGIA

Aulas expositivas; e
Resolução de exercícios de fixação e estudos de casos.

6 - RECURSOS INSTRUCIONAIS

Quadro;
Datashow;

Rua Ivo Alves da Rocha, 558 – Altos do Indaiá – Dourados – MS – CEP: 79823-501 Telefone: 3410-3000 – Ramal 3154
7 - AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM (se for o caso)

Não se aplica.

8 – CARGA HORÁRIA

20 horas - para a preparação do conteúdo a ser ministrado;


20 horas/aula - para a realização da capacitação. Realizado de forma concentrada
(2,5 dias).

9 – PRÉ- REQUISITOS PARA O PÚBLICO-ALVO

Profissionais que atuem na área financeira, orçamentária, custos, controladoria,


contabilidade, gestores de todas as áreas do Hospital envolvidos nos processos decisórios,
nas negociações e no gerenciamento e controle das operações.

10 – NÚMERO DE VAGAS

40 participantes.

11 – INSCRIÇÕES

As inscrições dos participantes serão realizadas pelos solicitantes do curso por


meio de preenchimento do Formulário de Solicitação de Evento, devidamente assinado
(pelo participante e chefia imediata) e entregues à Divisão de Gestão de Pessoas.

12 – LOCAL E INFRAESTRUTURA DE REALIZAÇÃO

Auditório/sala de aula com espaço para acomodação do número de participantes


inscritos.

13 – PERÍODO DE REALIZAÇÃO

O curso será realizado nos dias 03, 10, 16, 24 e 30/06/2016.

14 – MATERIAL DIDÁTICO

40 jogos contendo: caneta, lápis, borracha, bloco de anotações e apostila (com


aproximadamente 50 páginas que poderão ser impressas no HU-UFGD).

15 – RESPONSABILIDADE TÉCNICA E OPERACIONAL

A responsabilidade pela coordenação desta ação de capacitação será da Divisão de


Gestão de Pessoas em parceria com o Setor de Contabilidade e Unidade de Contabilidade
de Custos.

Rua Ivo Alves da Rocha, 558 – Altos do Indaiá – Dourados – MS – CEP: 79823-501 Telefone: 3410-3000 – Ramal 3154
16 – CERTIFICADOS

Os certificados serão emitidos pela EBSERH, sob a responsabilidade do Serviço


de Capacitação e Avaliação de Desempenho.
Serão entregues certificados aos participantes que obtiverem no mínimo 75% de
frequência.

17 – REFERÊNCIAS

BRASIL. Ministério da Saúde. Introdução a Gestão de Custos em Saúde. Brasília:


Editora do Ministério da Saúde, 2013.

PORTAL DA SAÚDE. Programa Nacional de Gestão de Custos-PNGC. Disponível


em: <http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/1000-
secretaria-executiva-raiz/secretaria-se/desid-raiz/programa-nacional-de-gestao-de-
custos/l2-programa-nacional-de-gestao-de-custos/14011-objetivos>. Acesso em: mar.
2016.

18 – ENCAMINHAMENTOS

Dourados/MS, 05 de abril de 2016.

Anderson Carlos dos S. Barbosa Anderson Luis Mota Sampaio


Chefe do Setor de Contabilidade Chefe da Unidade de Contabilidade Fiscal
HU/UFGD/EBSERH HU/UFGD/EBSERH

Rua Ivo Alves da Rocha, 558 – Altos do Indaiá – Dourados – MS – CEP: 79823-501 Telefone: 3410-3000 – Ramal 3154