Você está na página 1de 2

CARTA ABERTA AO PRESIDENTE LUIS INÁCIO LULA DA SILVA1

Prezado Lula,

Os estudantes abaixo assinalados, integrantes do Programa de Pós-Graduação em Educação da


Universidade Federal do Rio Grande do Norte, vêm manifestar a indignação e o repúdio ante a prisão
arbitrária do maior Estadista que a nação brasileira já teve. De fato, com base em uma retrospectiva
histórica, é evidente que, desde o período imperial, os governantes brasileiros que se preocuparam com o
povo foram severamente perseguidos por uma “elite” corrupta, conservadora e autoritária.

Com plena consciência dos tempos sombrios que vivenciamos, temos observado atentos à
injustiça promovida por uma parcela significativa do Judiciário Brasileiro, parcial e desordenado. A
execução de uma pena exige provas e entendemos que, neste caso, a falta de substância na sentença
condenatória e a desobediência às normas judiciais impostas pela nossa Constituição Cidadã se verificou,
conforme atestam renomados especialistas da área.

Deste modo, partilhamos a certeza de que sua prisão representa a ação mais aguda do processo
de destruição do Estado Democrático de Direito, movimento este iniciado em 2014, com a
desestabilização do Governo de Dilma Vana Rousseff e que se consolida com a efetivação de um
Impeachment fraudulento em 2016. Este processo, que estilhaçou 54,5 milhões de votos, orquestrado por
um Congresso corrompido às medulas, foi deveras injusto, não apenas para com a Presidenta Dilma, mas,
para com toda a política de governo iniciada em sua gestão.

As instituições que o Senhor tanto lutou para fortalecer estão ruindo, infelizmente, muito
depressa. As primeiras vítimas desse processo são justamente os espaços relacionados à promoção do
combate às desigualdades sociais, no tocante não somente dos programas de combate à fome e à pobreza,
como ainda a paulatina negação de um sistema de saúde nacional, eficaz e eficiente, a fragilização do
ensino básico e o avanço progressivo do desmonte qualitativo e quantitativo das Instituições Públicas de
Ensino Superior.

Salvador Allende, no dia de sua morte, disse ao povo Chileno: "Superarão outros homens este
momento cinzento e amargo em que a traição pretende impor-se. Saibam que, antes do que se pensa, de
novo se abrirão as grandes alamedas por onde passará o homem livre, para construir uma sociedade
melhor". Novos homens surgiram desde então, e, constatamos com alegria que um deles é o Senhor.
Temos a esperança que outros o sucederão também, mas, por enquanto, manifestamos o desejo e o direito
de tê-lo mais uma vez como opção eleitoral em 2018.

1
Carta aprovada pela reunião plenária da Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE), etapa
estadual, realizado no dia 12 de abril de 2018, no Auditório da Reitoria da Universidade Federal do Rio
Grande do Norte.

1
Diante deste quadro desolador, vimos prestar solidariedade àquele que foi o Presidente que, de
fato, retirou milhões de brasileiros da pobreza extrema e que proporcionou, de maneira significativa, o
acesso e a permanência de milhares de estudantes no Ensino Superior. A democratização do Ensino
Superior transformou as vidas de muitos de nós, sentimo-nos honrados de ter vivenciado o florescimento
do Brasil e de ter partilhado o sonho de um país mais justo.

Natal, 11 de abril de 2018.

ASSINAM:

Alessandro Façanha Josângela Bezerra da Silva (Josângela Lula da


Aliny Dayany Pereira de Medeiros Pranto Silva)
Amanda Higino Ferreira de Sousa José Danilo da Silva Viana
Ana Glícia de Souza Medeiros Josielle Soares da Silva
Ana Maura Tavares dos Anjos Kize Arachelli de Lira Silva
Ana Paula de Araújo Tavares Louize Gabriela Silva de Souza
Ana Paula de Souza Cunha Luan Gomes dos Santos Oliveira
Ana Raquel de Oliveira Souza Lucélia da Silva Feliciano
Anderson Dantas da Silva Brito Magnólia Margarida dos Santos Morais
Andrea Rossely da F. Bezerra Marcos Carneiro
Andrialex William da Silva Marcos Saiande Casado
Anna Gabriella de Souza Cordeiro Maria da Guia Souza
Arthur Cassio de Oliveira Vieira Maria Genilda Cardoso
Berenice Pinto Marques Mariana Antunes Medeiros de Oliveira
Bruna Alice Taviera de Lima Mariane de Araújo Soares
Bruna Costa Neres Marília do Vale Góis Pacheco Medeiros
Christiane Ferreira Duarte da Silva Marlene Fernandes Ribeiro
Conceição Andrade Paulo Roberto Lima de Souza
Daiane Lourene Roberto Ribeiro da Silva
Daniele dos Santos Ferreira Dias Rodolfo Pio Gomes da Silva
Danyelle Rosana Guedes Rodrigo Wantuir Alves de Araújo
Diorge Santos da Costa Rosane da Silva Nunes
Edileide R. Pimentel Sarah de Lima Mendes
Emanuela Alves da Silva (Emanuela Alves Lula da Sayonara Fernandes da Silva
Silva – como hoje me sinto) Silcia Soares F. da Silva
Emanuela Medeiros Silvia Helena de Sá Leitão Morais Freire (Silvia
Emmanuel Dário Gurgel Lulastê)
Erlane Cristhyenne Felipe dos Santos Simone Leite da Silva Peixoto
Fabiana Araújo Nogueira Tainá da Silva Bandeira
Felipe Daniel Barros Diniz Tairone Lima de Sousa
Flávia Fernanda Santos Silva Tiago Silva Medeiros
Flávia Fernanda Santos Silva Valdilene Hipólito Ramalho
Franklandia Leite Moreira Fonseca Yuma Ferreira
Gillyane Dantas dos Santos
Gilneide Maria de Oliveira Lobo
Gilson Lopes “Lula” da Silva
Isabela Cristina Santos de Morais
Isabella Cecilia Reis Soares de Maria
Isaura de França Brandão
Jair Moisés de Sousa
Javaerton de Souza Aquino
Jonathan Alves Martins

Você também pode gostar