Você está na página 1de 3

Reflexão de ondas

(Lucas) Reflexão de ondas

Em uma onda, de modo semelhante ao que acontece com a luz, também pode haver
reflexão. A reflexão acontece quando uma onda que se propaga em um meio encontra um
obstáculo, que separa esses dois meios, e retorna ao mesmo meio de propagação. A
reflexão pode ocorrer total ou parcialmente. Independente do tipo de onda, o módulo da
sua velocidade permanece inalterado após a reflexão, já que ela continua propagando-se
no mesmo meio.

(Hamilton) Reflexão em ondas unidimensionais

Esta análise deve ser dividida oscilações com extremidade fixa e com extremidade livre:
Com extremidade fixa:

Quando um pulso (meia-onda) é gerado, faz cada ponto da corda subir e depois voltar a
posição original, no entanto, ao atingir uma extremidade fixa, como uma parede, a força
aplicada nela, pelo princípio da ação e reação, reage sobre a corda, causando um
movimento na direção da aplicação do pulso, com um sentido inverso, gerando um pulso
refletido.

(João) Assim como mostra a figura abaixo:

Para este caso costuma-se dizer que há inversão de fase já que o pulso refletido executa
o movimento contrário ao do pulso incidente.

Com extremidade livre:


Considerando uma corda presa por um anel a uma haste idealizada, portanto sem atrito.
Ao atingir o anel, o movimento é continuado, embora não haja deslocamento no sentido
do pulso, apenas no sentido perpendicular a este. Então o pulso é refletido em direção da
aplicação, mas com sentido inverso. Como mostra a figura:

(Lucas) Para estes casos não há inversão de fase, já que o pulso refletido executa o
mesmo movimento do pulso incidente, apenas com sentido contrário.
É possível obter-se a extremidade livre, amarrando-se a corda a um barbante muito leve,
flexível e inextensível.

(Hamilton) Reflexão de ondas bidimensionais

Quando uma frente de onda, propagando-se em superfície líquida, incide sobre um


obstáculo, cada ponto da frente reflete-se, então é possível representá-las por seus raios
de onda.

A reflexão dos raios de onda é regida por duas leis da reflexão, que são apresentadas
como:

(João)

 1ª Lei da Reflexão: O raio incidente, o raio refletido e a reta perpendicular à


superfície refletora no ponto de incidência estão contidos sempre no mesmo plano;
 2ª Lei da Reflexão: Os ângulos formados entre o raio incidente e a reta
perpendicular e entre o raio refletido e a reta perpendicular têm sempre a mesma
medida.

(Lucas)
Como
afirma a
2ª Lei, os
ângulos
têm valor
igual,
portanto:

Então
pode-se
imaginar
que a
reflexão
das ondas aconteça como se fosse refletida em um espelho posto perpendicularmente ao
ponto de incidência.

Considere a reflexão de ondas circulares:

Exemplos:

(Hamilton) Como existem diversos tipos de ondas (mecânicas, eletromagnéticas,


transversais e longitudinais), a reflexão pode acontecer com qualquer uma delas.

O eco é um exemplo de reflexões da onda sonora e acontece quando os sons direto e


refletido são recebidos num intervalo de tempo maior que 0,1 segundo possibilitando
então percepção distinta dos sons.
Para ouvir o eco da própria voz é necessário estar distante no mínimo 17 metros do
objeto que irá refletir esse eco.

(João) Reflexão de ondas em lagos – quando se joga algo dentro da água, ocorre uma
perturbação que gera as ondas. Estas, por sua vez, se propagam na superfície da água
até encontrarem um obstáculo onde possam se refletir

Miragens – imagem distorcida de um objeto localizado no horizonte causado pela


reflexão da luz.

Escurecimento de corpos quando molhados – um exemplo é quando acontece a


reflexão da água sobre o asfalto após uma chuva.